História. Atividades Adicionais. 1. (PUC) Na Revolução Mexicana de 1910, pode-se considerar como elemento importante:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "História. Atividades Adicionais. 1. (PUC) Na Revolução Mexicana de 1910, pode-se considerar como elemento importante:"

Transcrição

1 História Atividades Adicionais Módulo 4 1. (PUC) Na Revolução Mexicana de 1910, pode-se considerar como elemento importante: a) a liderança de Francisco Madero e o apoio da burguesia industrial. b) o movimento organizado dos trabalhadores industriais da região Norte. c) a revolta dos camponeses contra a opressão dos grandes proprietários rurais. d) as disputas entre Porfírio Díaz e os intelectuais positivistas. e) as constantes escaramuças de mexicanos e norte-americanos na fronteira do Texas. c) Marshall e Trienal. d) Roosevelt e Lafer. e) American way of life e Reformas de Base. 4. (PAS-UNIUBE) 2. (PAS-UFAL) As mudanças políticas trazidas pela República deixaram frustrações na sociedade brasileira. Havia expectativas dos liberais mais radicais que não foram cumpridas. O movimento político de 1930, que também veio acompanhado de projetos de transformação: a) conseguiu mudar a estrutura partidária brasileira, fugindo do regionalismo e do mando das oligarquias rurais. b) fez mudanças administrativas radicais, mas não transformou a estrutura da sociedade para um governo democrático. c) foi de grande valia política, trazendo uma renovação radical no núcleo central do governo com o fim do coronelismo. d) reorganizou o Estado brasileiro em alguns aspectos, com abertura para um processo de modernização da sociedade. e) eliminou o poder das oligarquias nordestinas, colocando, com projetos democráticos, novas lideranças políticas no poder. 3. (PAS-EFPEL) Após a crise de 1929, a política econômica liberal é questionada, e a intervenção e o planejamento estatal passam a fazer parte dos programas de governo. Os planos de governo levados a efeito, por Franklin Roosevelt, nos Estados Unidos, e por Eurico Gaspar Dutra, no Brasil, foram denominados, respectivamente, de a) NEP e de Metas. b) New Deal e SALTE. A Revolta da Vacina (1904) ocorrida num momento decisivo de transformação da sociedade brasileira nos fornece uma visão particularmente esclarecedora de alguns elementos que preponderaram em nosso passado recente, repercutindo inclusive nos dias atuais. Baseando-se nos seus estudos e observando a charge acima podemos afirmar que a Revolta da Vacina expressou: I. A reação popular contra o deslocamento forçado dos habitantes pobres da periferia para diversos locais do Rio de Janeiro com o objetivo de reurbanizar a capital. II. A oposição ao violento e autoritário processo de intervenção sanitária desrespeitando os direitos de cidadania. III. O descontentamento da população com a República, que não amenizara a situação sócioeconômica das camadas menos favorecidas. IV. A oposição aos projetos modernizantes da elite política que não levavam em conta os interesses populares no Rio de Janeiro. São corretas as afirmativas: a) I, II e III b) I, III e IV c) II, III e IV d) I, II e IV 1

2 5. (PAS-UNIUBE) 2 Café com Leite Na República Velha, o coronel é senhor de todo o sertão manda e desmanda, faz o que quer tem poder na terra e no céu Na República Velha de seo coronel tem tempo que é de mineiro tem tempo que é de paulista só mistura leite e café, pois é Na República Velha, o coronel governador de gado e gente pensa ser o dono do mundo quer ser mais, quer ser nosso Deus Na República do seo coronel tem o tempo que é o do café, pois é outra hora é a hora do leite outra vez teremos café. (Milton Nascimento e Fernando Brant) A proclamação da República não provocou mudança significativa na sociedade brasileira. O povo assistiu, bestializado, à eclosão do movimento e foi mantido à margem do processo. As oligarquias agrárias tomaram conta do poder. O período conhecido como República Velha ( ) foi marcado expressivamente por determinadas características que são explícitas na letra da música acima. Com base nos conhecimentos históricos e no significado da música, pode-se detectar algumas dessas características, como: I. o surgimento de uma política conhecida como Café com Leite, que determinava o quase monopólio do poder pelos dois estados economicamente mais fortes: São Paulo e Minas Gerais. II. a vitória da burguesia industrial, que apoiou os movimentos tenentistas na luta contra os interesses oligárquicos. III. o aparecimento dos movimentos de lutas e resistências sertanejas, conhecidos como movimentos messiânicos e religiosos, e o banditismo social. IV. a preponderância do coronel que mandava, tinha a proteção das autoridades, e era a própria autoridade. V. a imposição da vontade do coronel que, com seus capangas, controlovam os votos de seus subordinados, instituindo o voto de cabresto. As alternativas corretas estão contidas em: a) I, IV e V, apenas. d) III, IV e V, apenas. b) I, II e III, apenas. e) II, IV e V, apenas. c) I, III, IV e V, apenas. 6. (PAS-UFSM) No trecho a seguir, Euclides da Cunha ( ) descreve os últimos dias da campanha militar que cercou e destruiu o arraial de Canudos: Não há relatar o que houve a 3 e a 4 [dias 3 e 4 de outubro de 1897]. A luta, que viera perdendo dia a dia o caráter militar, degenerou, ao cabo, inteiramente. Foram-se os últimos traços de um formalismo inútil: deliberações de comando, movimentos combinados, distribuição de forças, os mesmos toques de cornetas, e por fim a própria hierarquia militar, já materialmente extinta num exército sem distintivos e sem fardas. (...) Exemplo único em toda a História, [Canudos] resistiu até o esgotamento completo. Expugnado palmo a palmo, na precisão integral do termo, caiu no dia 5 [de outubro], ao entardecer, quando caíram seus últimos defensores, que todos morreram. CUNHA, Euclides da. Os sertões. São Paulo: Ática, 1998, p. 496 e 497. Em relação a esse episódio, é possível afirmar: I. A vitória militar sobre os rebeldes de Canudos é um marco da dominação social que caracteriza a República Velha, na medida em que significa o controle dos grandes fazendeiros sobre a população pobre do sertão. II. O Exército brasileiro foi o agente da destruição de Canudos, mas para essa ação foram fundamentais as pressões da Igreja Católica e dos grandes fazendeiros, a fim de que se barrasse a autonomia de Antônio Conselheiro e seus seguidores. III. O Exército brasileiro agiu orientado pelo entendimento de que os rebeldes de Canudos eram forças monarquistas que atuavam a favor da derrubada do regime republicano recém-instalado no país. IV. Euclides da Cunha, ao publicar Os sertões, revelou que a modernização republicana não representava a resolução das carências da população pobre e analfabeta do interior do Brasil. Está(ão) correta(s): a) apenas I. b) apenas III. c) apenas II e III. d) apenas I, II e IV. e) I, II, III e IV. 7. (PAS-UFSM) Em novembro de 1910, os marinheiros de vários navios de guerra ancorados na baía da Guanabara rebelaram-se na conhecida Revolta da Chibata. Esse episódio foi liderado pelo afrodescendente e marujo João Cândido Felisberto, que assim se manifestou sobre o fato: Tinha-se tornado impossível a vida a bordo. Só em um dia, por esse tempo, a bordo do Minas Gerais,

3 foram chibatados nada menos que 42 marinheiros. Foi então que se resolveu, entre os marinheiros que faziam parte da guarnição desse navio, tomar providência para fazer cessar esse estado de coisas. Não sendo, porém, aceitas pelas autoridades competentes as reclamações justas feitas em atitudes moderadas pelos praças, é que ficou assente tomar-se por meios violentos as providências que o caso exigia, convocando-se para isso sessões nesta capital, assistidas pelos marinheiros, contando que guardassem muito segredo e escapassem a toda e qualquer vigilância das autoridades policiais. Revista de História da Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, maio de A partir do relato do líder da revolta, pode-se depreender que os marujos pretendiam: a) acabar com a situação de exceção das penalidades impostas apenas aos 42 marinheiros do barco Minas Gerais e aprisionar os guardas, para então assumirem o comando da referida embarcação. b) referendar as chibatadas impostas aos 42 marinheiros como forma de pressionar as autoridades competentes para que atendessem às reclamações. c) negociar as situações de conflito existentes na Marinha de Guerra, denunciando que os castigos corporais eram ilegais e injustos, visto que estavam previstas no código de regras daquela instituição apenas 10 chibatadas. d) assumir o controle do encouraçado Minas Gerais e de outros barcos, como forma de acabar com os castigos corporais na Marinha de Guerra e de garantir melhorias no soldo. e) denunciar os maus tratos sofridos principalmente pelos marinheiros afrodescendentes, planejando deserções em caso de necessidade. 8. (PAS-UFPI) Tenentes e Tenentismo acabaram se tornando termos correntes na imprensa e na literatura política dos primeiros anos da década de 1930, e acabaram sobrevivendo e sendo empregados na literatura acadêmica mais recente. DRUMMOND, José Augusto. O movimento tenentista e a intervenção política dos oficiais jovens Rio de Janeiro: Edições Graal Ltda, 1986, p. 15. Sobre o movimento tenentista, pode-se afirmar que: a) constituía-se exclusivamente por militares com o posto de tenente. b) não contava com oficiais da Marinha de Guerra e da Força Pública de São Paulo. c) possuía uma clara fundamentação ideológica e um nítido programa político. d) reuniu militares partidários apenas das reformas políticas, tendência majoritária dos revolucionários. e) contou com a participação da população civil, por ser um movimento revolucionário. 9. (PAS-UFVJM) D. Pedro II soube com maestria lidar com os partidos políticos e isso favoreceu a consolidação do Estado Imperial. A prática político-partidária foi sintetizada por Holanda Cavalcanti de Albuquerque como nada mais parecido com um saquarema do que um luzia no poder : isso era o mesmo que dizer nada mais parecido com um conservador do que um liberal no poder. Essa alternância partidária entrou em crise na década de 1860 e nas décadas seguintes surgiu um novo partido que culminou na mudança político-administrativa. De acordo com esse texto assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, partido e forma administrativa. a) O partido comunista e a monarquia participativa. b) O partido liberal e o movimento republicano de c) O partido republicano e a República proclamada em d) O partido republicano e o parlamentarismo instituído em (PUC) De alguma maneira se pode afirmar que as chamadas questões religiosa, militar, escravista e eleitoral eram manifestações conjunturais do declínio político do Império. Isso quer dizer que: a) as forças sociais que apoiavam a monarquia se mantinham coesas, apesar das crises. b) o crescente descontentamento com a monarquia era um sintoma das transformações sociais por que passava o país. c) a monarquia se mostrava disposta a solucionar as crises políticas pela busca do consenso social. d) Exército e Igreja haviam retirado seu apoio ao imperador logo após a libertação dos escravos. e) a questão do sufrágio universal não era aceita pelos liberais que dominavam o gabinete. 11. (PAS-UFPI) A Primeira República trouxe novidades para a vida política no Brasil. Foram instituídas eleições no país, mas não foi prevista a possibilidade de votar para os analfabetos, mulheres e menores de 21 anos. Temendo a democratização, as oligarquias articularam-se, e, no governo de Campos Sales ( ), foi criada a Comissão Verificadora de Poderes, que atuava no Congresso Nacional. 3

4 Assinale a opção que, resumidamente, descreve, de forma correta, o papel desempenhado por essa Comissão. a) A principal finalidade da Comissão era praticar a chamada degola. Toda vez que um candidato de oposição fosse eleito para o Congresso Nacional, ele simplesmente não seria diplomado e empossado. b) A Comissão não praticava a chamada degola, conforme se dizia na época, ela apenas atestava a lisura e a honestidade do pleito. c) A Comissão era apenas encarregada de diplomar e dar posse aos deputados eleitos, tornando a eleição livre de fraudes e manipulações. Não era, portanto, um instrumento de manipulação política à disposição das oligarquias. d) Esta Comissão apenas verificava se o candidato eleito era réu em algum processo na justiça na ocasião da posse. Nesse caso, tal como a atual lei da ficha limpa, promovia a degola. e) A principal finalidade da Comissão era praticar a degola de todos os candidatos a deputado eleitos em outros estados que não fossem São Paulo e Minas Gerais. Daí se associar a Comissão à política do café com leite. 12. (PAS-UNIUBE) 13. (PAS-UFPI) É correto afirmar que, na República Velha ( ), apesar de o desenvolvimento tecnológico ter atingido o setor industrial, de a expansão urbana ter permitido a ampliação do rol de notícias para a publicação, de a imprensa ter-se constituído em grande empresa e de terem-se desenvolvido novas relações no mercado, a) a política perdeu o seu espaço em virtude do crescimento urbano, que permitiu aos jornais se reportarem a novos focos de notícia. b) a imprensa conheceu múltiplos processos de inovação tecnológica, mas continuou sem empregar a charge, a caricatura e a fotografia nos jornais diários. c) a maior tiragem, a qualidade de impressão, além do custo mais baixo do impresso, permitiram que mais da metade da população brasileira tivesse acesso a este meio de comunicação de massa. d) a imprensa deixou de ser cortejada pelo governo, em virtude das denúncias feitas cotidianamente por meio dos jornais. e) a República, desde as primeiras horas, investiu contra os formadores de opinião e órgãos da imprensa, com a adoção de medidas draconianas, tais como: a prisão de jornalistas, o fechamento de jornais e a destruição de tipografias. 14. (PAS-UFSM) Indique as alternativas que definem essa charge: I. O mecanismo através do qual os candidatos eleitos para o Congresso eram impedidos de tomar posse. II. O domínio político dos coronéis da República Velha, que garantiam a prática eleitoral fraudulenta através do voto de cabresto. III. A maior oposição dos eleitores das áreas rurais ao se abolir o voto censitário. IV. O controle do processo eleitoral pelas oligarquias que impediam a vitória de representantes da oposição ao Congresso. As alternativas corretas são: a) I e II c) II e III b) I e IV d) II e IV 4 Caricatura O sapateiro eleitor, de Manuel de Araújo Porto Alegre Na caricatura de 1837, Manuel de Araújo Porto Alegre assume uma posição crítica em relação às práticas eleitoreiras e demagógicas dos políticos brasileiros. Nela um sapateiro eleitor é assediado por um

5 cabo eleitoral que mostra a sua chapa, configurando assim a sátira da caça ao voto. Nessa crítica política, é possível perceber a) a fraude eleitoral, constituída desde a compra do voto, o que acabava se refletindo no resultado de uma eleição. b) as corrupções dos políticos brasileiros favorecidos pela Constituição de 1824, que criou um legislativo fortalecido frente à flexibilidade do executivo. c) o repúdio à caça ao voto pelo caricaturista, o que contribuiu para as reformas empreendidas pelo Conselho de Ministros no Ato Adicional de d) a troca de favores e a compra de cargos públicos e de honrarias, mediadas pelo governo regencial, que fazia vistas grossas aos aliciamentos dos políticos corruptos. e) a corrupção dos políticos brasileiros que assediavam os sapateiros para obter informações sigilosas, já que era comum todos os políticos frequentarem as sapatarias, lugar de onde vazavam importantes revelações. 15. (PAS-UFSM) Nossa elite econômica, acostumada a lidar com escravos, não se preocupa em regulamentar as relações de trabalho. Não há férias, salário mínimo ou horário de trabalho, e as manifestações operárias são consideradas pelas autoridades como casos de polícia. 16. (PAS-UFS) O Exército não tem ambições e não quer postos. Age abnegadamente, por altruísmo brasileiro e fundamentalmente patriótico, e, nesse sentido, os chefes do movimento revolucionário querem dar o exemplo que empresta autoridade a sua crítica aos republicanos que, até agora, ocuparam os altos postos da administração do país e que, com raras exceções, não souberam servi-lo nos seus interesses gerais. (Manifesto dos Tenentes/1924) Edgar Carone. O Tenentismo. São Paulo: Difel, 1975-C. p Analise as afirmações que tratam do movimento a que o texto se refere, assinalando (V) para as verdadeiras e (F) para as falsas. ( ) Os revoltosos de São Paulo queriam a formação de um governo provisório, a eleição de uma constituinte e a realização de reformas políticas de cunho liberal, como a adoção do voto secreto. ( ) No sul o movimento, organizado com o apoio da alta cúpula do Exército, foi vitorioso o que resultou na deposição do presidente do Estado e na adoção de ampla reforma administrativa. ( ) O levante de 13 de julho em Sergipe, onde a guarnição federal se recusou a partir para o sul a fim de lutar contra São Paulo, foi amplamente apoiado pela população de Aracaju. ( ) No Amazonas a revolução que eclodiu no dia 23 de julho, dominou Manaus e adjacências durante um mês, e concentrou suas reivindicações no plano socioeconômico. ( ) O levante em Mato Grosso, que contou com a sublevação do Regimento de Cavalaria, engrossou as tropas rebeldes que lutavam em São Paulo pela deposição do presidente. 17. (PAS-UNIUBE) NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para principiantes. 2 a ed. São Paulo: Ática, p O texto e a figura referem-se a) à questão social durante a república oligárquica brasileira. b) ao crescimento industrial do Brasil monárquico do século XIX. c) ao desinteresse do Estado Novo de Getúlio Vargas pela questão trabalhista. d) às consequências da consolidação do capitalismo no Brasil, depois de e) ao quadro socioeconômico do Brasil quando se efetivou o golpe de Revista Nossa História N o 10, agosto/2004. A imagem de Storni foi publicada na revista Careta em 1929, às vésperas das eleições presidenciais, e é 5

6 uma crítica à política café-com-leite, que vigorou no Brasil até 1930, com o fim da República Velha. O presidente da época era o paulista Washington Luiz, e, pelos acordos da política café-com-leite, deveria apoiar um candidato mineiro. Mas não era o que estava ocorrendo, e um candidato paulista e outro mineiro estavam concorrendo ao cargo de presidente da República. Valendo-se de um jogo com os nomes do presidente e dos candidatos da época, o cartunista Storni ironiza a situação política criada. Com base na observação da imagem e em seus conhecimentos, assinale a alternativa correta em relação à crise da República Velha. a) o candidato Antonio Carlos representava os interesses dos cafeicultores paulistas, mas possuía posturas e propostas que desagradavam ao presidente Washigton Luiz. b) o presidente Washigton Luiz não estava satisfeito com nenhum dos dois candidatos, mineiro e/ou paulista, e apoiava um novo candidato, Luiz Carlos Prestes. c) o segundo nome de cada um dos principais políticos do processo eleitoral da época formava, em sequência, o nome de Luiz Carlos Prestes que, naquele momento de impasse, parecia ser um candidato alternativo. d) o candidato Julio Prestes representava os interesses dos fazendeiros mineiros, todavia era um candidato de posturas muito inovadoras, como a defesa do voto universal, fato que desagradava aos conservadores cafeicultores paulistas. e) a mulher, representada na imagem, escolheu o candidato Luiz Carlos Prestes porque o voto feminino era uma de suas principais plataformas de campanha, visto que até então a mulher não tinha direito ao voto. 18. (PAS-UFPI) Leia com atenção as observações abaixo sobre a Revolução de I. A expressão Revolução de 30 representa a assimilação do discurso produzido pelos vencedores, silenciando a memória dos vencidos e da luta de classes em curso nas décadas que antecederam o golpe que levou Vargas ao poder; II. Em 1930, não houve uma revolução, mas sim um golpe. Pode-se afirmar que, em 1928, houve um momento revolucionário com a criação do Bloco Operário Camponês, explicitando-se assim a luta de classes; III. A primeira revolução popular que ocorreu no país foi justamente em Naquele momento, de forma inédita, o grupo político de Vargas liderou os 6 operários e trabalhadores em geral para implantar uma república sindicalista ou o Estado Novo; IV. A Revolução de 30 serviu para fazer justiça à extraordinária votação obtida por Vargas no pleito presidencial daquele ano. Como a Justiça Eleitoral omitiu-se, só restou à candidatura derrotada reunir as tropas do Rio Grande do Sul e tomar o Catete. Assinale a opção que indica as afirmativas incorretas sobre a Revolução de a) I e II b) II e III c) III e IV d) I e IV e) II e IV 19. (VUNESP) O Encilhamento é o nome dado para a crise decorrente: a) da queda na exportação do café brasileiro. b) da grande especulação na Bolsa, facilitada pelo crédito excessivo e pelas sucessivas emissões de moeda. c) da intensa industrialização e consequente falta de matéria-prima e mão de obra qualificada. d) do grande endividamento externo, que impossibilitou o Brasil de saldar suas dívidas com os credores. e) da retração demográfica oriunda da epidemia chamada gripe espanhola. 20. (PAS-UFS) O meu programa de governo vai ser muito simples. Vou limitar-me quase exclusivamente a duas coisas: o saneamento e o melhoramento do porto do Rio de Janeiro. (Presidente Rodrigues Alves) Luiz Koshiba. Denise M. F. Pereira. História do Brasil. São Paulo: Atual, p Analise os desdobramentos do discurso a que o texto se refere, assinalando (V) para o que for verdadeiro e (F) para o que for falso. ( ) Uma completa reformulação da cidade do Rio de Janeiro foi concebida para torná-la agradável para sua elite e semelhante às metrópoles europeias, modernizando o porto e erradicando as doenças. ( ) Uma reforma urbana autoritária, com a construção de largas avenidas no centro da cidade do Rio de Janeiro desalojou os pobres que viviam em pequenos cômodos, deslocando-os para a periferia. ( ) A modernização da cidade do Rio de Janeiro, com saneamento, limpeza pública e pavimentação, favorecia a política do governo de estímulo à imigração e à entrada de capitais estrangeiros.

7 ( ) Na erradicação da varíola, através da vacina tornada obrigatória, a população do Rio de Janeiro se rebelou, não apenas por falta de informação, mas sobretudo devido ao método autoritário adotado. ( ) O projeto do governo, ao reurbanizar a capital do Estado, tinha como meta pôr fim à segregação social e foi concebido a partir de uma visão de que a satisfação das massas populares fortaleceria a República. 21. (PASUSP) Lindolfo Collor assumiu o Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio, criado por Getúlio Vargas, em 26 de novembro de 1930, e em seu discurso de posse afirmou que o Brasil obrigava-se a melhorar as condições de existência das populações operárias, tratando suas reivindicações como questão de política. Muitos trabalhadores aderiram ao discurso, homenageando o ministro e o presidente em manifestações públicas, como a organizada por operários da Light, no Rio de Janeiro, em 24 de janeiro de Em abril do mesmo ano, em reunião com empresários cariocas, enquanto acontecia a greve dos operários da indústria Adib Naber, Collor falou aos presentes que estranhava o acontecimento, solicitando aos operários que se manifestassem com clareza: ( ) Ou aceitam a ação do Ministério do Trabalho, que traz uma mentalidade nova, de cooperação Ou se consideram dentro de uma questão de polícia, no sentido do antigo governo. Ou abandonam a mentalidade bolchevista e subversiva, ou se integram ao corpo a que pertencem. Diorge A. Konrad. A questão social continua um caso de polícia entre 1930 e 1937: problematizando discursos políticos e historiográficos Com base no texto acima, é correto afirmar: a) A questão operária deixou de ser tratada como problema policial, após a Revolução de b) As manifestações grevistas ainda eram vistas como subversão da ordem e, portanto, deveriam ser tratadas como questão de polícia. c) As questões trabalhistas não faziam parte da plataforma do governo pós d) A criação do Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio convenceu todo o operariado de que deveria colaborar com o governo, não fazendo greves. e) O Ministro do Trabalho não considerava a possibilidade de que os operários brasileiros aderissem ao bolchevismo. 22. (PASUSP) Quando foi outorgada, em 1937, a Constituição conhecida como Polaca, tropas policiais cercaram o Congresso, sem encontrar resistência. Getúlio Vargas, em discurso, justificou o Estado Novo: (...) mantido pelo poder constituinte da nação, o governo continuou, no período legal, a tarefa de restauração econômica e financeira, e procurou criar atmosfera de serenidade e confiança para atender às justas reivindicações das classes trabalhadoras. Quando os partidos políticos se dissolveram, haviam perdido sua razão de ser. Hoje, o governo não tem mais intermediários entre ele e o povo. Há, sim, o povo, no seu conjunto, e o governante, dirigindo-se a ele, de modo que o povo, se sentindo amparado nas suas aspirações e nas suas conveniências, não tenha necessidade de recorrer a intermediários para chegar ao chefe de Estado. Antonio Pedro Tota. O Estado Novo, Adaptado. Sobre o discurso de Vargas, é incorreto afirmar que a) legitima a soberania do Estado com a personalização do poder: O chefe é a própria Nação. b) define a forma autoritária do exercício do poder com a extinção dos partidos políticos. c) reforça, com um tom paternalista, a relação direta do povo com o Estado. d) acentua a necessidade de paz e harmonia para atender às aspirações dos trabalhadores. e) atribui o fechamento do Congresso à auto-extinção dos partidos políticos. 23. (PAS-UFVJM) Leia este trecho. O Estado Novo reforçou o intervencionismo governamental. No que se refere à legislação sindical, a nova orientação refletiu-se em decreto de 1939 e na Consolidação das Leis do Trabalho, de Tanto no decreto como na CLT, fez-se sentir a influência da Carta Del Lavoro, a lei sindical corporativa do fascismo italiano. Fonte: CARVALHO, José M. Cidadania no Brasil: o longo caminho. 8ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006, p Sobre a política do Estado Novo em relação às demandas dos trabalhadores, é incorreto afirmar que a) os sindicatos foram submetidos a um rígido controle e poderiam sofrer intervenção a qualquer momento. b) o imposto sindical garantiu que todos os sindicatos tivessem recursos para manter a sua sobrevivência. c) a legislação trabalhista desconsiderou a categoria dos trabalhadores rurais, que naquela época era a maioria da mão de obra no Brasil. d) as organizações dos patrões ficaram isentas de qualquer controle estatal, permanecendo livres para negociar com o operariado. 7

8 24. (PAS-UNIUBE) Sobre a charge política, focalizando o presidente Getúlio Vargas em diferentes períodos históricos, podem-se tecer as seguintes considerações: I. A saudação retratada na charge, em 1937, é uma alusão ao governo nazista de Hitler na Alemanha. II. O camarada Getúlio Vargasvitch focalizado na charge, em1945, faz uma referência ao governante soviético Stalin. III. O cidadão Getúlio Delano Vargas exposto na charge, em 1941, refere-se ao famoso presidente dos Estados Unidos Franklin Delano Roosevelt. IV. O presidente Getúlio Vargas, durante todo o seu governo populista, não estabeleceu nenhuma relação com governantes estrangeiros. As afirmativas corretas estão contidas em: a) I, apenas. d) I, II, III e IV. b) II e III, apenas. e) I, II e III, apenas. c) IV, apenas. 25. (PAS-UFS) Charge de J. Carlos, revista Careta de 10 de abril de 1920 Francisco de Assis Silva, História do Brasil. São Paulo: Moderna, p A charge refere-se a movimentos sociais que marcaram a história do operariado no Brasil durante a República Velha. Analise as proposições a seguir, assinalando (V) para as verdadeiras e (F) para as falsas. ( ) O anarco-sindicalismo foi a corrente mais importante e atuante nos movimentos operários, pelo menos até 1920; pregavam a formação de uma nova sociedade, na qual a luta contra o Estado deveria ser de competência dos sindicatos. 8 ( ) O Brasil viveu sob o estado de sítio, cuja permanência era justificada pelos governos como uma necessidade para enfrentar as agitações políticas e os movimentos operários, que ameaçavam a ordem pública. ( ) A classe operária mais consciente e organizada iniciou, em 1917, um movimento grevista que, sob algumas influências ideológicas da Revolução Bolchevique, explodiu com vigor revolucionário e se alastrou pelo país. ( ) O anarquismo, corrente de pensamento que fortemente influenciava a organização das greves, foi resposável por uma reforma constitucional que ampliou os poderes do governo central para reprimir os movimentos sociais. ( ) Do ponto de vista ideológico as reivindicações dos grevistas mostravam que eles tinham uma visão mais profunda da realidade social brasileira e dos problemas da terra e das gentes com quem mantinham contato, por meio dos sindicatos. 26. (PAS-UFAL) No mundo, ocorreu uma retração do consumo de cafezinho quando eclodiu, nos Estados Unidos da América, a chamada Crise de Identifique as afirmações que contêm posicionamento crítico com relação ao contexto histórico que engendrou essa crise. I. A produção econômica dos Estados Unidos tinha um crescimento compatível com as necessidades e consumos interno e externo. II. A febre especulativa no setor financeiro nos EUA podia ser medida pela escalada progressiva dos empréstimos a curto prazo. III. De um modo geral, a situação dos mercados era satisfatória e as cotações tinham base sadia em vista da prosperidade dos EUA. IV. Todo esse cenário de euforia dava aos capitalistas estadunidenses a ilusão de uma prosperidade sem-fim. São corretas somente a) I e II. d) II e IV. b) I e III. e) III e IV. c) II e III. 27. (PUC) A recuperação capitalista após a Crise de 1929, nos Estados Unidos, se deu através do New Deal, que significou, essencialmente, a: a) suspensão de grandes obras, como forma de conter o déficit e pagar a dívida externa. b) suspensão dos títulos e valores na Bolsa Internacional com moratória de cinco anos. c) reforma bancária, com manutenção do padrão ouro e proibição de empréstimo à indústria.

9 d) adoção de medidas de caráter socializante, como a nacionalização dos bancos, para regular a vida financeira do país. e) decidida intervenção do Estado, para regular e organizar a economia norte-americana. 28. (FCC) A crise de 1929, iniciada nos Estados Unidos e de grande repercussão em todo o mundo, decorreu, basicamente: a) da política de altos juros seguida pelos bancos norte-americanos associada ao desemprego. b) da falta de um mercado de ações capaz de assimilar a expansão da Bolsa de Valores americana. c) do desaquecimento da indústria norte-americana após o término da Guerra d) do não seguimento pela economia americana dos princípios da lei da oferta e da procura. e) da superprodução e da exagerada expansão do crédito na economia norte-americana. 29. (PAS-UFS) Nos primeiros anos do longo mandato do presidente Franklin Delano Roosevelt (1933 a 1945) o governo dos Estados Unidos adotou um conjunto de medidas com o objetivo de superar a crise econômica, expressa na ilustração. ( ) a fixação de salários mínimos e limitação das jornadas de trabalho, em benefício dos trabalhadores. 30. (PAS-UFAL) Entre os efeitos da grande depressão que se abateu sobre o mundo capitalista em 1929, cabe assinalar: a) o surgimento da arte expressionista representando o avanço dos movimentos anarquista e nazi-fascista. b) problemas sociais, reforço das ideias liberais e modernização dos setores industriais. c) intervenção estatal na economia, multiplicidade de problemas sociais, como o desemprego em proporção sem precedentes e a nova corrida armamentista. d) o aparecimento dos partidos socialistas nas sociedades ocidentais e a quebra da hegemonia europeia. e) o surgimento do neoliberalismo e a popularização das correntes culturais existencialistas. 31. (FUVEST) No século XIX, vários grupos de diferentes tendências lutaram pela unificação da Itália, assumindo o poder, no novo Estado, a facção: a) popular republicana, simpatizante do anarquismo, comandada por Garibaldi. b) católica radical, adepta da monarquia teocrática, representada pelo papa Pio IX. c) proletária urbana, defensora do socialismo, chefiada por La Farina. d) monárquico-burguesa, de tendência liberal, dirigida pelo conde de Cavour. e) pequeno-burquesa, partidária da República, liderada por Mazzini. Adaptado: José Geraldo Vince de Moraes. Caminhos das Civilizações. São Paulo: Atual Editora, p Dentre essas medidas, assinale (V) para o que for verdadeiro e (F) para o que for falso. ( ) O controle da maior parte da produção industrial e do comércio por empresas transnacionais ou multinacionais. ( ) A adoção de taxas de juros elevadas, para garantir a saúde, educação, segurança e previdência social. ( ) A expropriação das terras dos fazendeiros arruinados para assentar os trabalhadores desempregados no campo. ( ) A adoção do livre-cambismo para favorecer a importação de produtos manufaturados com o controle governamental dos preços. 32. (UEL) A unificação da Alemanha foi consequência: a) do crescimento da influência austríaca, que resultou no enfraquecimento da predominância russa na Europa Continental. b) das disputas entre burguesia e militares nos Estados germânicos, que liquidaram com a hegemonia austríaca na Europa Continental. c) do declínio da influência prussiana, que acabou com a ascendência do Reino do Piemonte na Europa Continental. d) de ações de pequenos Estados da Confederação germânica, que acabaram por desestabilizar a III República Francesa na Europa Continental. e) do desenvolvimento econômico e social dos Estados germânicos, e assinalou o fim da hegemonia francesa na Europa Continental com a vitória da Prússia sobre a França. 9

10 33. (PUC) A Paz Armada é historicamente conhecida como a: a) política de tratados e alianças entre as potências européias, caracterizada pela corrida armamentista que antecede o 1 o Conflito Mundial. b) política internacional européia que caracterizou as relações entre vencidos e vencedores do 1 o Conflito Mundial, numa reforma revanchista de manter a situação geoeconômica de pós-guerra. c) política desenvolvida por Hitler a partir de 1933, apesar do Tratado de Versalhes que tentava impedir o rearmamento alemão após a Primeira Guerra Mundial. d) frustada política desenvolvida pela Liga das Nações, entre as duas guerras mundiais, no sentido de equilibrar os interesses das potências, evitando um segundo conflito. e) política de Guerra Fria que passou a caracterizar as relações entre o bloco capitalista e o bloco socialista após (CESUPA-CESAM) O processo de unificação da Itália, concluído em 1870, teve como ponto de partida os interesses de determinados setores elitistas, tais como a burguesia industrial piemontesa, desejosos de garantir a continuidade de seu crescimento industrial. Acerca dessa questão é correto afirmar que: a) a unificação da Itália foi proporcionada pelas articulações políticas de Camilo Benso de Cavour, segundo o qual a unificação seria uma consequência das alianças entre Itália e Áustria. b) Camilo Benso, Chefe de Gabinete do Piemonte-Sardenha, buscou o apoio da França objetivando isolar a Áustria, que sustentava uma dominação sobre a Lombardia-Venécia. c) O primeiro passo para a unificação italiana foi a libertação do reino das Duas Sicílias, ou de Nápoles, no qual eclodiram movimentos revolucionários sob a condução direta do rei Vitor Emanuel, do Piemonte. d) importante para a consolidação da unificação italiana foi a ação organizada dos camisas vermelhas, exército comandado por Cavour, que invadiu e submeteu todos os estados do centro, sobretudo Roma. e) ao longo da luta pela unificação, Giuseppe Garibaldi destacou-se pela organização de um exército voluntário que, efetivamente, garatiu a vitória prussiana sobre a Áustria. 35. (PAS-UFLA) No século XIX, com o fim do tráfico negreiro e a Abolição da escravatura, o futuro da cafeicultura passou a depender de uma solução que resolvesse 10 o problema da mão-de-obra. A imigração estrangeira foi a solução imaginada, fato pelo qual vieram para o Brasil principalmente alemães e italianos. Sobre as condições que fizeram os italianos sair da Península Itálica rumo ao Brasil no século XIX, é correto afirmar que a) as elites governantes da Itália viam o Brasil como um lugar propício para o desenvolvimento de uma política imperialista. b) a Itália começava a participar da I Guerra Mundial e os italianos fugiam do terror da guerra. c) a Itália se aliava a Napoleão Bonaparte, decretando o Bloqueio Continental a Inglaterra. d) a Itália vivia o processo de unificação, o que gerou certa instabilidade política, agravando a crise econômica. e) a Itália se via prisioneira do imperialismo dos Estados Unidos da América e o Brasil significava uma possível libertação de tal situação. 36. (PAS-UFLA) No contexto da unificação alemã (século XIX), as atividades industriais encontraram na diversidade alfandegária dos diferentes reinos um obstáculo ao desenvolvimento. Assim foi criado o Zollverein, isto é, uma liga aduaneira que aboliu as taxas alfandegárias entre os vários Estados germânicos. Uma liga aduaneira, pode-se dizer, tem como oposição à sua efetivação a prática conhecida por protecionismo, cuja principal finalidade é a) proteger a economia nacional em detrimento da concorrência estrangeira. b) proteger a economia nacional, facilitando a entrada de produtos estrangeiros mais baratos. c) proteger a economia nacional, utilizando mecanismos que favoreçam a concorrência estrangeira. d) proteger a economia nacional, a fim de integrá-la ao mercado globalizado cada vez menos competitivo. e) proteger a economia nacional, a partir do aumento da carga tributária para os produtos locais. 37. (PAS-UFS) A guerra mundial não pode ser explicada como uma conspiração de fabricantes de armas (...) Não há dúvida de que a acumulação de armamento, que atingiu proporções temíveis nos últimos cinco anos anteriores a 1914, tornou a situação mais explosiva (...) Porém a Europa não foi à guerra devido a corrida armamentista como tal, mas devido à situação internacional que lançou as nações nessa competição. Eric Hobsbawm. A Era dos Impérios Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988, p Trad. Sieni Maria Campos e Yolanda Steidel de Toledo.

11 Com base no texto e no conhecimento histórico, defina as afirmações abaixo, como Verdadeiras ou Falsas. a) A concorrência entre as várias potências conduziu a liquidação do livre cambismo, na medida em que cada país elevou as tarifas alfandegárias com a finalidade de proteger seu parque industrial da concorrência estrangeira. b) No plano ideológico, a época se caracterizou pela intensificação da propaganda dos nacionalismos, como o Pan-eslavismo, difundido na Rússia e atribuindo aos russos a função de proteger os demais povos eslavos. c) As Américas, recém-libertadas da tutela europeia, desenvolveram seu parque industrial e, juntamente com o Japão, passaram a disputar as áreas coloniais da África e da Indochina com os franceses e os austro-húngaros. d) A Paz Armada permitiu o desenvolvimento de uma política agressiva do Estado brasileiro que modernizou sua frota de navios mercantes, concorrendo com os britânicos no fornecimento de carvão e petróleo para a Europa. e) A Primeira Guerra Mundial foi, em última instância, o resultado de conflitos permanentes provocados pelo imperialismo das grandes potências europeias, agrupadas em dois blocos: a Tríplice Aliança e a Tríplice Entente. 38. (PAS-UEPG) Com relação à Primeira Guerra Mundial, assinale o que for correto. 01) A guerra foi marcada pelo aperfeiçoamento das técnicas militares de destruição, a elas somaram-se os foguetes, radares e a bomba atômica. 02) O Tratado de Versalhes foi um conjunto de decisões tomadas ao final da guerra, que impunha penalidades à Alemanha, entre elas reduzir o poderio militar de seus exércitos. 03) Após a guerra, Estados Unidos e União Soviética se tornaram grandes líderes mundiais. 04) A guerra de trincheiras foi uma tática que consistiu na abertura de valas profundas e de grande extensão onde os combatentes mantinham fogo contra o inimigo e se defrontavam com novas adversidades: lama, frio, ratos, doenças. 39. (PAS-UEPG) Sobre a Primeira Guerra Mundial, assinale o que for correto. 01) Durante a guerra verificou-se o aperfeiçoamento das técnicas militares de guerra, destacando-se nesse momento o uso da bomba atômica. 02) Terminados os combates, tiveram início os acordos para definir os termos da paz mundial. O mais conhecido desses acordos foi o Tratado de Versalhes. 03) A guerra das trincheiras foi uma das táticas de guerra que consistia em abrigos profundos e postos de patrulha usados no decorrer da guerra. 04) O estopim da guerra foi o assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando, herdeiro do trono do Império Austro-Húngaro. 40. (PAS-UFS) Os testemunhos da época designaram esses dias de agosto de 1914 como um momento único e inesquecível (...) Romances, poesias, fotografias, filmes, canções, testemunhos epistolares e memórias descrevem de maneira semelhante esse clima de expectativa e embriaguez, de excitação e de entusiasmo coletivo; multidões agitando bandeiras nas praças, com música e paradas militares; a partida dos trens abarrotados de soldados, com civis aplaudindo nas estações e nas estradas de ferro (...) Mario Isnenghi. História da Primeira Guerra Mundial. São Paulo: Ática, p. 27. Campo de Batalha durante a Primeira Guerra Mundial José Geraldo Vinci de Moraes. Caminhos das Civilizações. São Paulo: Atual Editora p Defina as proposições que se referem ao conflito expresso no texto e na ilustração, como Verdadeiras ou Falsas. a) O Japão, interessado em expandir seus domínios pela Ásia, principalmente em direção à China, iniciou a invasão do reino da Manchúria, apoiado pelos chineses. b) Após condenar a invasão italiana na Etiópia, a Liga das Nações impôs à Itália pesadas sanções econômicas bloqueando seu comércio com os estados aliados. c) A economia dos países em conflito foi direcionada para aumentar a produção dos artigos exigidos pela guerra (armas, munições, veículos de transporte). d) Apesar dos governos em estado de guerra adotarem medidas de racionamento, verificou-se a escassez de alimentos e aumento dos preços de gêneros de primeira necessidade. 11

12 e) O Brasil, por ter tido uma intensa participação no conflito, instalou uma indústria de base compatível com a produção bélica exigida pelos países aliados. 41. (PAS-UEPG) A Primeira Guerra Mundial foi um conflito que envolveu, direta ou indiretamente, grande parte do mundo. Esta guerra foi, em última instância, o resultado de atritos permanentes provocados pelo imperialismo das grandes potências da época. Sobre este conflito, assinale o que for correto. 01) A disputa nacionalista foi um dos fatores que contribuíram para este conflito, visto que, em diversas regiões da Europa surgiram movimentos nacionalistas que pretendiam agrupar, sob um mesmo Estado, os povos de raízes culturais semelhantes. 02) A guerra durou cerca de quatro anos, de 1914 a Além do grande número de mortos, este conflito foi marcado pelo uso de novas armas (metralhadoras e projéteis explosivos) assim como pelo uso do avião e do submarino como recursos militares. 03) O Tratado de Versalhes foi um conjunto de decisões assinado ao final da Primeira Guerra Mundial que, entre outros aspectos, considerou a Alemanha culpada pela guerra, criando uma série de determinações que visavam enfraquecer esse País. 04) Com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, os Estados Unidos alcançaram um significativo crescimento econômico, pois a principio numa posição de neutralidade, os norte-americanos forneciam seus produtos aos países envolvidos no conflito. E a Europa, por sua vez, arrasada no final do conflito, tornara-se um mercado dependente das exportações norte-americanas. 05) A Força Expedicionária Brasileira (FEB) participou do conflito com um efetivo de mais de 25 mil soldados. 42. (FUVEST) Uma das principais consequências do imperialismo colonialista europeu do século XIX: a) Dinamização da estrutura industrial nas colônias. b) Migração das populações coloniais para a Europa. c) Rompimento do equilíbrio europeu conduzindo à I Guerra Mundial. d) Organização da economia colonial segundo critérios estatizantes. e) Concentração da atividade colonizadora na exploração de metais preciosos. 43. Leia o texto a seguir e responda a questão: A Grande Guerra de 1914 foi uma consequência da remobilização contemporânea dos anciens règimes da 12 Europa. Embora perdendo terreno para as forças do capitalismo industrial, as forças da antiga ordem ainda estavam suficientemente dispostas e poderosas para resistir e retardar o curso da história, se necessário recorrendo à violência. A Grande Guerra foi antes a expressão da decadência e queda da antiga ordem, lutando para prolongar sua vida, que do explosivo crescimento do capitalismo industrial, resolvido a impor a sua primazia. Por toda a Europa, a partir de 1917, as pressões de uma guerra prolongada afinal abalaram e romperam os alicerces da velha ordem entricheirada, que havia sido sua incubadora. Mesmo assim, à exceção da Rússia, onde se desmoronou o antigo regime mais obstinado e tradicional, após as forças da permanência se recobraram o suficiente para agravar a crise geral da Europa, promover o fascismo e contribuir para retomada da guerra total em MAYER, A. A força da tradição: a persistência do Antigo Regime. São Paulo: Companhia das Letras, p De acordo com o texto, é correto afirmar que a Primeira Guerra Mundial: a) teria sido resultado dos conflitos entre as forças da antiga ordem feudal e as da nova ordem socialista, especialmente depois do triunfo da Revolução Russa. b) resultou do confronto entre as forças da permanência e as forças de mudança, isto é, do escravismo decadente e do capitalismo em ascensão. c) foi consequência do triunfo da indústria sobre a manufatura, o que provocou uma concorrência em nível mundial, levando ao choque das potências capitalistas imperialistas. d) foi produto de um momento histórico específico em que as mudanças se processavam mais lentamente do que fazem crer os historiadores que tratam a guerra como resultado do imperialismo. e) engendrou o nazifascismo, pois a burguesia europeia, tendo apoiado os comunistas russos, criaram o terreno propício ao surgimento e à expansão dos regimes totalitários do final do século. 44. (MACK) Considerando as negociações celebradas entre os países participantes da Primeira Guerra Mundial, no fim do conflito, podemos afirmar que: a) os quatorze pontos propostos pelo presidente Wilson dos EUA, para negociar a paz, foram totalmente respeitados. b) as potências vencedoras não se beneficiaram de colônias dos países derrotados, nem anexações de territórios. c) as raízes da Segunda Guerra Mundial são encontradas nos tratados de Paz da Primeira Guerra.

13 d) as nações derrotadas foram liberadas do pagamento de indenizações para poderem se recuperar economicamente. e) o mapa político da Europa não sofreu alteração no pós-guerra. 45. (PAS-UEPA) Hitler valeu-se com uma infatigabilidade sem igual, (em seus discursos), da expressão o ditame de Versalhes. [ ] O nome daquele palácio estava, pois, vinculado [ ] à história alemã recente. Elias Canetti. Massa e poder. São Paulo: Cia das Letras, p Sobre a vinculação a que se refere o texto, afirma-se: a) Além da derrota política e militar imposta à Alemanha, na Assinatura do tratado de Paz em Versalhes, pondo fim à Primeira Guerra, os franceses queriam também humilhá-la, pois foi naquele palácio que viram a celebração da criação do Segundo Reich Alemão, após serem derrotados na Guerra Franco-Prussiana. b) O Tratado de Paz de Versalhes, pondo fim à Segunda Guerra, impôs à Alemanha penalidades pesadas como a dissolução do Exército e o desarmamento bélico mas, também um significativo apoio moral, pois a França viu o surgimento do Segundo Reich Alemão, com a Coroação do Kaiser na Sala dos Espelhos, em Versalhes. c) Hitler considerava a assinatura do Tratado de Versalhes um ditame, porque ao ser derrotada, a Alemanha reconheceu suas limitações militares, dissolveu seu exército e depôs as armas pacificamente. O holocausto nazista contra os judeus poloneses foi uma ratificação dessa postura. d) O fato histórico relacionado ao Palácio de Versalhes e a história alemã, remonta às práticas de Alianças Políticas e militares firmadas entre França, Alemanha e Inglaterra que formaram a Tríplice Entente, acordo assinado em Versalhes, frente às pretensões imperialistas do Império Russo. e) Pelo Tratado de Versalhes, a Alemanha foi responsabilizada pelos resultados letais dos avanços tecnológicos alcançados pela indústria bélica. Assim, o presidente da Alemanha, apresentou os 14 Pontos de Wilson que serviram de base para a assinatura do Acordo de Paz, que visavam o fortalecimento e militarização de seu país. 46. (PAS-UNIUBE) A Revolução Russa é considerada o maior movimento revolucionário do século XX e seu significado é similar ao da Revolução Francesa, isto é, inaugurou uma nova era. Dos desdobramentos da Revolução Russa, a ascensão de Stalin representou a radicalização do processo revolucionário, e os ideais de socialismo foram perdendo o vigor, dando origem ao que ficou conhecido como stalinismo. Foram práticas adotadas pelo stalinismo: I. Supressão da propriedade privada e coletivização forçada dos campos como estratégia de estatização dos meios de produção agrícola. II. Planificação econômica com a criação dos Planos Quinquenais, a fim de garantir o desenvolvimento industrial com ênfase na indústria de base. III. Descentralização do poder político e incentivo ao desenvolvimento de partidos políticos simpáticos às idéias bolcheviques. IV. Criação de um forte aparato repressivo com perseguições, expurgos e assassinatos aos inimigos políticos e ideológicos do regime. V. Incentivo ao patriotismo dos trabalhadores e investimento na educação e preparação dos jovens para atender aos interesses do regime. São corretas as afirmações contidas em: a) II, IV e V, apenas. b) III, V, apenas. c) III, apenas. d) I, II, III, IV, V. e) I, II, IV, V, apenas. 47. (PAS-UFS) Exatamente às oito horas e quarenta minutos, uma tempestade de aplausos anunciou a chegada de Lênin. (...) quando as palmas foram diminuindo, disse simplesmente: É chegado o momento de empreendermos a construção do socialismo. Novamente, explodiu pelo salão uma tempestade de aplausos. Em primeiro lugar, precisamos adotar medidas práticas para obter a paz. Vamos fazer propostas de paz para os povos em guerra. Uma paz democrática e justa (...) A revolução de 7 de novembro disse Lênin, concluindo inaugurou a era da revolução socialista (...) John Reed. Dez dias que abalaram o mundo. Trad. São Paulo: Círculo do Livro, s/d, p Analise as proposições que se relacionam ao período em que o personagem, a que o texto faz referência, controlou o poder político russo e assinale Verdadeiro ou Falso. a) A criação do Partido Comunista pelo governo, que impôs sua autoridade sobre todo Estado e a sociedade, anulou as liberdades democráticas, 13

14 individuais e de imprensa, iniciando um período de perseguições políticas no qual os opositores do regime eram enviados para os campos de trabalho. b) Quando Lênin lançou as Teses de Abril, defendendo o poder dos sovietes, a retirada da Rússia da Primeira Guerra Mundial e a distribuição de terras e alimentos, ele respondia às reivindicações mais contundentes da sociedade russa, conseguindo apoio imediato e maciço à luta bolchevique. c) Uma das principais medidas desse governo foi a criação da Nova Política Econômica (NEP), que defendia, entre outras coisas, a exploração dos Kulaks e do comércio interno, deixando a cargo do Estado o controle dos meios de produção, dos bancos, dos transportes e do comércio externo. d) Os resultados da Nova Política Econômica, colocada em prática em 1921, foram satisfatórios: a produção nos principais setores cresceu, o abastecimento voltou aos níveis anteriores à Primeira Guerra Mundial e a moeda foi estabilizada. e) O governo, ao reorganizar a produção industrial, privilegiando a indústria de base e o setor energético, ao estatizar o sistema financeiro e ao favorecer a coletivização agrícola, pretendia transformar o país numa moderna potência industrial. 48. (PAS-UPE) Após a Revolução Russa de 1917, o socialismo passou a ser experimentado em algumas regiões do globo terrestre, ao longo do século XX. Vários conflitos armados estão ligados a essa vivência ou à sua busca. Sobre esses conflitos, analise as seguintes afirmações: I. A Guerra Civil Espanhola ( ) acabou por liquidar o sonho socialista da república, dando início à ditadura de Franco. II. Após vários conflitos com a guerrilha, Fulgêncio Batista é deposto do poder em Cuba, com a Revolução de III. A Revolução Comunista na China marcou a ascensão de Mao Tsé-Tung ao governo. IV. Conflitos armados na Polônia, nos anos 1960 acabaram por implementar o socialismo sem o apoio soviético. V. A experiência socialista em Portugal se fortaleceu após a Revolução dos Cravos de Estão corretas a) II, IV e V. b) I, II e III. c) I, III e V. d) III, IV e V. e) I, III e IV (PAS-UFVJM) Os trabalhadores rurais viviam em extrema miséria e pobreza, pagando altos impostos para manter a base do sistema czarista de Nicolau II. O czar governava a Rússia de forma absolutista, ou seja, concentrava poderes em suas mãos não abrindo espaço para a democracia. Mesmo os trabalhadores urbanos, que desfrutavam os poucos empregos da fraca indústria russa, viviam descontentes com os governo do czar. No ano de 1905, Nicolau II mostra a face violenta e repressiva de seu governo. No conhecido Domingo Sangrento, manda seu exército fuzilar milhares de manifestantes. Marinheiros do encouraçado Potenkim também foram reprimidos pelo czar. Começava então a formação dos sovietes. Com base nessa situação do Império Russo no contexto do início do século XX, pode-se afirmar que os sovietes eram a) uma organização dos policiais czaristas com o objetivo de reprimir os trabalhadores russos. b) a corte czarista que se organizava em torno da czarina e suas amas. c) o parlamento russo que tinha como partido hegemônico os bolcheviques. d) uma organização dos trabalhadores, camponeses, soldados e marinheiros que fazia oposição ao absolutismo czarista. 50. (PAS-UFAL) A Revolução Russa de 1917 é considerada um dos episódios mais importantes da história do século XX. Também reconhecida como Revolução Socialista Russa, ela exerceu considerável influência na vida de centenas de milhões de seres humanos. Sobre esse tema, analise as afirmações a seguir. 1) O cenário desolador composto na Rússia após sua desastrosa participação na Primeira Guerra Mundial emoldurou o quadro da Revolução de ) A disputa entre russos e japoneses pela posse dos territórios da Coréia e da Manchúria constituiu uma das motivações imediatas para se deflagrar a Revolução. 3) Os partidos de esquerda que se encontravam na clandestinidade ressurgiram na conjuntura revolucionária, fazendo eco às exigências de derrubada da monarquia russa. 4) Os Bolcheviques liderados por Lênin preferiam adotar estratégias de negociação, mas foram vencidos pelo bloco liderado por Trotski. 5) Os soldados russos encarregados de conter os movimentos grevistas aderiram a eles, desobedecendo às ordens dos generais czaristas.

15 Estão corretas apenas: a) 1, 2 e 3 d) 1, 3 e 5 b) 1, 3 e 4 e) 2, 4 e 5 c) 1, 4 e (PUC) A disputa pelo poder na União Soviética entre Trótsky e Stálin, após a morte de Lênin, em 1924, teve como eixo a discussão sobre: a) a expansão ou não da revolução socialista mundial como forma de consolidar internamente o regime; b) a questão da autonomia das nacionalidades da Rússia Branca; c) as propostas de priorizar os investimentos sociais sobre as necessidades da industrialização; d) a extinção dos planos quinquenais, sobretudo os relativos à coletivização; e) o poder dos sovietes de soldados e camponeses na administração provincial. 52. (PAS-UFPEL) Ninguém, e não faço exceção de Hitler, aplicou ao socialismo um golpe tão mortal. Hitler atacava as organizações operárias no exterior. Stalin as ataca no interior. Hitler destrói o marxismo; Stalin o prostitui. Não há princípio que permaneça intacto; não há uma ideia que não tenha sido enlameada. Até mesmo os termos socialismo e comunismo foram gravemente comprometidos, agora que a gendarmaria incontrolável, com diplomas de comunista, chama de socialismo ao regime que impõe. Repugnante profanação! Trótsky, Leon. Stalin e a burocracia. Trótsky: política. São Paulo: Ática, O texto é uma crítica ao a) capitalismo soviético. b) anarquismo stalinista. c) socialismo totalitário. d) socialismo marxista. e) comunismo. 53. (PAS-UEPA) A doutrina do socialismo num só país, do dirigente soviético Josef Stálin, sofreu reveses importantes com a expansão do socialismo na Europa Oriental e em outros continentes no pós-segunda Guerra Mundial: ganhou novos contornos, com a expansão da revolução socialista para uma escala mundial, resultando na constituição do bloco socialista liderado pela URSS, durante a Guerra Fria ( ), contra o bloco liberal-capitalista liderado pelos Estados Unidos. Considerando as repercussões geopolíticas da Revolução Chinesa (1949) e da Revolução Cubana (1959), é correto afirmar que: a) ambas reforçaram a centralidade do Partido Comunista da União Soviética, como líder da revolução socialista mundial, na segunda metade do século XX. b) deslocaram o modelo revolucionário socialista para regiões de passado colonial, que produziram revoluções originais, independentes da ação direta de Moscou. c) as duas revoluções produziram novos modelos de socialismo, alternativos à experiência soviética, transformando-se em novos bastiões da revolução mundial. d) estavam filiadas à doutrina da revolução permanente, de Leon Trotski, perspectiva oposta ao socialismo stalinista, fortemente assentada no nacionalismo. e) resultaram diretamente de guerras de libertação colonial, que associaram a constituição do socialismo à construção de uma identidade nacional. 54. (PAS-UEPG) Entre o fim da Primeira Guerra e o começo da Segunda, a Europa viveu uma das mais graves crises, cuja marca foi o surgimento do totalitarismo. Sobre essa forma de poder, assinale o que for correto. 01) Os princípios totalitários ficaram restritos à Itália e aos demais países europeus, que, em conjunto, passaram a organizar ações para impedir o avanço do totalitarismo pela Europa. 02) Na Itália, Benito Mussolini e seu partido apresentaram-se como a solução para a crise, afirmavam ser capazes de encaminhar o país rumo ao crescimento econômico e, com tais argumentos, conquistaram o poder na Itália. 03) Nesse período a Alemanha passava por dificuldades econômicas e sociais, os operários assumiram o controle do país, organizando ações com vistas ao seu crescimento econômico. 04) Uma das características do totalitarismo foi o uso dos meios de comunicação de massa e da arte para difundir a ideologia do regime, exaltar o governo e a figura do líder. 55. (PAS-UFPI) O período entre as grandes guerras mundiais do século XX é reconhecidamente marcado pela crise do liberalismo. Assinale a opção que apresenta sintomas indiscutíveis dessa crise nesse período. a) A chamada Guerra Fria e a Revolução Cubana. b) A ascensão do nazifascismo e a Revolução Russa de c) A difusão do Estado de Bem-Estar e do Neoliberalismo. d) O fim da escravidão no mundo ocidental e a onda de terceirizações. e) A Terceira Revolução Industrial e o desenvolvimento da cibernética. 15

16 56. (PAS-UFSM) Há 70 anos, no período entre as duas guerras mundiais, o comunismo e o nazi-fascismo travaram uma grande batalha na, que constituiu um ensaio para a segunda grande guerra, pois os vitoriosos contaram com o decisivo apoio da. Assinale a alternativa que preenche as lacunas. a) Guerra Civil Espanhola Alemanha e Itália b) Revolução dos Cravos França e Inglaterra c) Revolução Chinesa União Soviética e Japão d) Guerra Sino-Japonesa China e Estados Unidos e) Revolução da Etiópia Itália e Egito 57. (PAS-UFPEL) friendswelove.posterous.com A obra Guernica de Pablo Picasso faz referência a um importante episódio histórico do século XX, denominado a) II Guerra Mundial. b) I Guerra Mundial. c) Guerra Civil Espanhola. d) Derrubada do General Franco. e) Proclamação da República Espanhola. 58. (PAS-UNIUBE) O período entre guerras ( ) foi marcado pela tendência à radicalização. Regimes totalitários instalaram-se na Itália (fascismo), na Alemanha (nazismo) e na União Soviética (stalinismo). Podemos apontar, nos três regimes mencionados, as seguintes semelhanças: I. Monopolização da representação política por parte de um partido único que dá sustentação ao poder. II. Eliminação da propriedade privada, de caráter burguês. III. Ideologia fundada no culto do chefe e na exaltação da coletividade nacional. IV. Aparelho de propaganda baseado no controle das informações e dos meios de comunicação. São semelhanças do fascismo, do nazismo e do stalinismo as afirmações: a) I, II e III c) I, III e IV b) I, II e IV d) II, III e IV 59. (PAS-UnB) A Guerra Civil Espanhola ( ) foi iniciada pela sublevação de extrema-direita comandada pelo general Francisco Franco contra o governo legal. As posições assumidas pelas potências mundiais nesse conflito inserem-se no contexto que conduziu à Segunda Guerra Mundial. A respeito desse assunto, assinale a opção correta. a) A Alemanha nazista enviou militares e armas, para apoiar Franco, cuja vitória enfraqueceu os regimes liberais na Europa. b) Apesar do apoio da França e da Grã-Bretanha, pelo envio de militares e armas, o governo espanhol foi derrotado, o que enfraqueceu os regimes liberais na Europa. c) A Liga das Nações, no auge do seu poderio político, impôs aos países europeus a neutralidade nesse conflito, o que acabou favorecendo Franco. d) O apoio político da União Soviética a Franco deveu-se à afinidade ideológica entre ambos. 60. (UEL) Compreender o processo revolucionário socialista ocorrido na Rússia de 1917 implica discernir historicamente os seus autores e as atitudes assumidas por eles. Desta forma, pode-se afirmar. a) O partido comunista russo, criado por Marx e Engels em pleno vigor da lei de exceção imposta pelo czar Nicolau II, adotou táticas de guerrilha de elevada eficácia sóciopolítica, vencendo assim a guerra revolucionária. b) O processo revolucionário leninista colocou um ponto final no período feudal soviético dos Petrogrados, unindo os comerciantes revolucionários das principais cidades e os camponeses como anteriormente havia ocorrido na Revolução francesa de c) O comandante do exército bolchevique, Stálin, assumiu o poder no processo revolucionário expulsando o czar e nomeando como seu líder no Congresso socialista, Trótski, organizador das barricadas sindicais na Praça Vermelha. d) Marx e Bakunin elaboraram os princípios revolucionários de uma sociedade socialista, no entanto, devido aos intensos debates entre eles sobre a forma como o processo deveria ocorrer, distanciaram-se, tornando-se adversários. e) Proudhon, exilado na Rússia, organizou os operários em sindicatos comunistas que, na revolução, se integraram ao Exército Vermelho chefiado por Kerensky, estabelecendo a estratégia da guerra total contra o Exército Branco. 16

17 Respostas das Atividades Adicionais História 1. c 19. b 2. d 20. V V V V F 3. b 21. b 4. c 22. e 5. c 23. d 6. e 24. e 7. d 25. V F V F F 8. d 26. d 9. c 27. e 10. b 28. e 11. a 29. F F F F V 12. d 30. c 13. e 31. d 14. a 32. e 15. a 33. a 16. V F V V F 34. b 17. c 35. d 18. c 36. a 37. a) V b) V c) F d) F e) V 38. Corretas: 02 e Corretas: 02, 03 e a) F d) V b) F e) F c) V 41. Corretas: 01, 02, 03 e c 43. d 44. c 45. a 46. e 47. a) F d) V b) V e) F c) V 48. b 49. d 50. d 51. a 52. c 53. b 54. Corretas: 02 e b 56. a 57. c 58. c 59. a 60. d 17

EUROPA NO SÉCULO XIX. http://historiaonline.com.br

EUROPA NO SÉCULO XIX. http://historiaonline.com.br EUROPA NO SÉCULO XIX A INGLATERRA NO SÉCULO XIX: Era Vitoriana (1837-1901): Hegemonia marítima inglesa. Fortalecimento do poder político da burguesia. Expansão da economia industrial 2ª Revolução Industrial.

Leia mais

Capitalismo, Revolução Russa e Crise de 29

Capitalismo, Revolução Russa e Crise de 29 Capitalismo, Revolução Russa e Crise de 29 Revolução Russa de 1917 A Revolução Russa de 1917 foi uma série de eventos políticos na Rússia, que, após a eliminação da autocracia russa, e depois do Governo

Leia mais

TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA

TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA TEMA 3 UMA EXPERIÊNCIA DOLOROSA: O NAZISMO ALEMÃO A ascensão dos nazistas ao poder na Alemanha colocou em ação a política de expansão territorial do país e o preparou para a Segunda Guerra Mundial. O saldo

Leia mais

Primeira Guerra Mundial E Revolução Russa.

Primeira Guerra Mundial E Revolução Russa. Aula 17 Primeira Guerra Mundial E Revolução Russa. Esta aula abordará a Primeira Guerra Mundial, suas causas e conseqüências, entre as conseqüências; destaque para a Revolução Russa e a criação do primeiro

Leia mais

Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos

Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos QUESTÃO 01 (1,0 ponto) A Segunda Grande Guerra (1939-1945), a partir de 7 de dezembro de 1941, adquire um caráter mundial quando os a) ( ) russos tomam a iniciativa

Leia mais

A CONSTRUÇÃO DO MODELO SOVIÉTICO E O SEU IMPACTO NO MUNDO

A CONSTRUÇÃO DO MODELO SOVIÉTICO E O SEU IMPACTO NO MUNDO A CONSTRUÇÃO DO MODELO SOVIÉTICO E O SEU IMPACTO NO MUNDO Império russo (início do século a 1917) Território * Governo Maior império da Europa, estendendo-se da Ásia ao pacífico * Monarquia absoluta e

Leia mais

Revolução de 1930. Fatores: Crise de 1929. Movimento Tenentista. Resultado das eleições.

Revolução de 1930. Fatores: Crise de 1929. Movimento Tenentista. Resultado das eleições. Revolução de 1930 Revolução de 1930 Fatores: Crise de 1929. Movimento Tenentista. Resultado das eleições. Revolução de 1930 Responsável pelo fim da chamada Política café com leite Política café com leite

Leia mais

Revoluções Liberais do Século XIX

Revoluções Liberais do Século XIX Revoluções Liberais do Século XIX Revoluções Liberais do Século XIX Após a queda de Napoleão, os países absolutistas buscaram retomar o Antigo Regime com o Congresso de Viena. As diretrizes básicas do

Leia mais

Aula 10.1. Avaliação da Unidade II Pontuação: 7,5 pontos

Aula 10.1. Avaliação da Unidade II Pontuação: 7,5 pontos Aula 10.1 Avaliação da Unidade II Pontuação: 7,5 pontos 1ª QUESTÃO (1,0) Em seu discurso de despedida do Senado, em dezembro de 1994, o presidente Fernando Henrique Cardoso anunciou o fim da Era Vargas,

Leia mais

NAPOLEÃO BONAPARTE. Pode-se dividir seu governo em três partes: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815) Governo dos Cem Dias (1815)

NAPOLEÃO BONAPARTE. Pode-se dividir seu governo em três partes: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815) Governo dos Cem Dias (1815) NAPOLEÃO BONAPARTE 1 Profª Adriana Moraes Destaca-se política e militarmente no Período Jacobino. DIRETÓRIO Conquistas militares e diplomáticas na Europa defesa do novo governo contra golpes. Golpe 18

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 9 o ano 2 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : Sobre a Revolução Russa de 1917, leia o texto a seguir e responda às questões 1 e 2. A reivindicação básica dos pobres da cidade

Leia mais

AULA: 17 Assíncrona. TEMA: Cidadania e Movimentos Sociais DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES HISTÓRIA

AULA: 17 Assíncrona. TEMA: Cidadania e Movimentos Sociais DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES HISTÓRIA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA AULA: 17 Assíncrona TEMA: Cidadania e Movimentos Sociais 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Conteúdos: China: dominação

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA ENSINO MÉDIO ÁREA CURRICULAR: CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS DISCIPLINA: HISTÓRIA SÉRIE 1.ª CH 68 ANO 2012 COMPETÊNCIAS:. Compreender

Leia mais

Rei (controla poder moderador) além de indicar o primeiro ministro e dissolve a Câmara de Deputados Monarquia torna-se estável

Rei (controla poder moderador) além de indicar o primeiro ministro e dissolve a Câmara de Deputados Monarquia torna-se estável História do Brasil Professora Agnes (Cursinho Etec Popular de São Roque) Política Interna O SEGUNDO REINADO (1840-1889) * Apogeu da monarquia brasileira. * Centralização política e administrativa. * Pacificação

Leia mais

Guerra por domínio territorial e econômico.

Guerra por domínio territorial e econômico. Guerra da Crimeia Quando: De 1853 até 1856 Guerra por domínio territorial e econômico. Cerca de 595 mil mortos Por que começou: A Rússia invocou o direito de proteger os lugares santos dos cristãos em

Leia mais

História B Aula 21. Os Agitados Anos da

História B Aula 21. Os Agitados Anos da História B Aula 21 Os Agitados Anos da Década de 1930 Salazarismo Português Monarquia portuguesa foi derrubada em 1910 por grupos liberais e republicanos. 1ª Guerra - participação modesta ao lado da ING

Leia mais

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA GUERRAS E CRISES: MARCAS DO SÉCULO XX. Caderno 9» Capítulo 1. www.sejaetico.com.

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA GUERRAS E CRISES: MARCAS DO SÉCULO XX. Caderno 9» Capítulo 1. www.sejaetico.com. CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS HISTÓRIA GUERRAS E CRISES: MARCAS DO SÉCULO XX Caderno 9» Capítulo 1 www.sejaetico.com.br CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) Caderno

Leia mais

2 Por que a Alemanha nazista rompeu com o Pacto Germano Soviético no ano de 1941? Explique.

2 Por que a Alemanha nazista rompeu com o Pacto Germano Soviético no ano de 1941? Explique. 2 Lista exercícios 2ª Guerra Mundial 1 Os Estados Unidos entraram fundamentalmente na Segunda Guerra Mundial no ano de 1941. Quais foram os principais fatores que causaram a entrada dos Estados Unidos

Leia mais

Gabarito oficial preliminar: História

Gabarito oficial preliminar: História 1) Questão 1 Segundo José Bonifácio, o fim do tráfico de escravos significaria uma ameaça à existência do governo porque Geraria uma crise econômica decorrente da diminuição da mão de obra disponível,

Leia mais

HISTÓRIA DO LEGISLATIVO

HISTÓRIA DO LEGISLATIVO HISTÓRIA DO LEGISLATIVO Maurício Barbosa Paranaguá Seção de Projetos Especiais Goiânia - 2015 Origem do Poder Legislativo Assinatura da Magna Carta inglesa em 1215 Considerada a primeira Constituição dos

Leia mais

CRISE E RUPTURA NA REPÚBLICA VELHA. Os últimos anos da República Velha

CRISE E RUPTURA NA REPÚBLICA VELHA. Os últimos anos da República Velha CRISE E RUPTURA NA REPÚBLICA VELHA Os últimos anos da República Velha Década de 1920 Brasil - as cidades cresciam e desenvolviam * Nos grandes centros urbanos, as ruas eram bem movimentadas, as pessoas

Leia mais

Guerra fria (o espaço mundial)

Guerra fria (o espaço mundial) Guerra fria (o espaço mundial) Com a queda dos impérios coloniais, duas grandes potências se originavam deixando o mundo com uma nova ordem tanto na parte política quanto na econômica, era os Estados Unidos

Leia mais

Unidade II Poder, Estudo e Instituições Aula 10

Unidade II Poder, Estudo e Instituições Aula 10 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade II Poder, Estudo e Instituições Aula 10 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Conteúdo O Consulado: Economia, Educação

Leia mais

GRANDE DEPRESSÃO (1929)

GRANDE DEPRESSÃO (1929) GRANDE DEPRESSÃO (1929) A Grande Depressão, ou Crise de 1929, foi uma grave crise econômica iniciada nos Estados Unidos, e que teve repercussões no mundo inteiro. Considerada o mais longo e grave período

Leia mais

I GUERRA MUNDIAL 1914-1918. Os antecedentes e o conflito

I GUERRA MUNDIAL 1914-1918. Os antecedentes e o conflito I GUERRA MUNDIAL 1914-1918 Os antecedentes e o conflito Somente aqueles que nunca deram um tiro, nem ouviram os gritos e os gemidos dos feridos, é que clamam por sangue, vingança e mais desolação. A guerra

Leia mais

Tarefa Net 9º ano História. 2º Bimestre

Tarefa Net 9º ano História. 2º Bimestre Tarefa Net 9º ano História 2º Bimestre 1. Há 70 anos o mundo assistiu ao começo da Guerra Civil Espanhola, cujo saldo de 600 mil mortos provocou comoção internacional, mas não evitou a instalação de uma

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2012

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 2ª Etapa 2012 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 2ª Etapa 2012 Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA Ano: 2012 Turma: 3º FG/TI Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de

Leia mais

O IMPERIALISMO EM CHARGES. Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com. 1ª Edição (2011)

O IMPERIALISMO EM CHARGES. Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com. 1ª Edição (2011) O IMPERIALISMO EM CHARGES 1ª Edição (2011) Marcos Faber www.historialivre.com marfaber@hotmail.com Imperialismo é a ação das grandes potências mundiais (Inglaterra, França, Alemanha, Itália, EUA, Rússia

Leia mais

EXERCÍCIOS SOBRE REPÚBLICA VELHA

EXERCÍCIOS SOBRE REPÚBLICA VELHA EXERCÍCIOS SOBRE REPÚBLICA VELHA 1. Com o fim da escravidão no Brasil como as fazendas continuaram tendo mão de obra? A) Os ex-escravos foram contratados para continuarem trabalhando na plantação e colheita.

Leia mais

VESTIBULAR 2011 1ª Fase HISTÓRIA GRADE DE CORREÇÃO

VESTIBULAR 2011 1ª Fase HISTÓRIA GRADE DE CORREÇÃO VESTIBULAR 2011 1ª Fase HISTÓRIA GRADE DE CORREÇÃO A prova de História é composta por três questões e vale 10 pontos no total, assim distribuídos: Questão 1 3 pontos (sendo 1 ponto para o subitem A, 1,5

Leia mais

Revolução francesa. Monarquia absolutista*

Revolução francesa. Monarquia absolutista* Revolução francesa No desenrolar dos fatos históricos, alguns deles de tão marcantes, dividem os períodos da humanidade. Atualmente os seres humanos dividem a sua atuação no mundo em cinco partes. Pré-História

Leia mais

2. (Pucrs 2014) Considere as afirmações abaixo sobre a crise do Antigo Sistema Colonial e a Independência do Brasil (1822).

2. (Pucrs 2014) Considere as afirmações abaixo sobre a crise do Antigo Sistema Colonial e a Independência do Brasil (1822). 1. (Enem 2014) A transferência da corte trouxe para a América portuguesa a família real e o governo da Metrópole. Trouxe também, e sobretudo, boa parte do aparato administrativo português. Personalidades

Leia mais

A era dos impérios. A expansão colonial capitalista

A era dos impérios. A expansão colonial capitalista A era dos impérios A expansão colonial capitalista O século XIX se destacou pela criação de uma economia global única, caracterizado pelo predomínio do mundo industrializado sobre uma vasta região do planeta.

Leia mais

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA. Fase 1

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA. Fase 1 FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS CURSO DE DIREITO VESTIBULAR 2009 PROVA DE HISTÓRIA Fase 1 Novembro 2008 INTRODUÇÃO Na prova de História de 2009 foi possível concretizar vários dos objetivos do programa do Vestibular.

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN. b) Cite duas características do Estado Novo. Resposta: Ditadura, censura, nacionalismo, etc.

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN. b) Cite duas características do Estado Novo. Resposta: Ditadura, censura, nacionalismo, etc. 2ª série Ens. Médio EXERCÍCIOS DE MONITORIA HISTÓRIA - OBJETIVA Professora: Higor David Lopes Prucoli 1. (Fuvest 1987) Como se expressa a ação do governo na economia brasileira no período do Estado Novo?

Leia mais

A UNIFICAÇÃO ITALIANA E ALEMÃ. Direitos Autorias: Prof. Ronaldo Queiroz de Morais

A UNIFICAÇÃO ITALIANA E ALEMÃ. Direitos Autorias: Prof. Ronaldo Queiroz de Morais A UNIFICAÇÃO ITALIANA E ALEMÃ Direitos Autorias: Prof. Ronaldo Queiroz de Morais SÍNTESE DO PROCESSO O nacionalismo foi a ideologia [ideia motivadora] que justificou a unificação; O Estado-nação se apropriou

Leia mais

Objetivos: - IDENTIFICAR as principais etapas dos processos de unificação da Itália e da Alemanha.

Objetivos: - IDENTIFICAR as principais etapas dos processos de unificação da Itália e da Alemanha. Objetivos: - IDENTIFICAR as principais etapas dos processos de unificação da Itália e da Alemanha. - RELACIONAR as unificações da Itália e da Alemanha aos interesses da burguesia na expansão do capitalismo.

Leia mais

CP/ECEME/2007 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

CP/ECEME/2007 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) CP/ECEME/2007 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) O mundo que se esfacelou no fim da década de 1980 foi o mundo formado pelo impacto da Revolução Russa de

Leia mais

TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX

TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX A supremacia Europeia sobre o Mundo A Europa assumia-se como 1ª potência Mundial DOMÍNIO POLÍTICO Inglaterra, França, Alemanha, Portugal e outras potências

Leia mais

REVOLTAS DURANTE A REPÚBLICA VELHA

REVOLTAS DURANTE A REPÚBLICA VELHA REVOLTAS DURANTE A REPÚBLICA VELHA Unidade 2, Tema 2 e 3. Págs. 50 53 Personagem. Pág. 55 e 64 Ampliando Conhecimentos. Págs. 60-61 Conceitos Históricos. Pág. 65 Em foco. Págs. 66-71 GUERRA DE CANUDOS

Leia mais

1º ano. I. O Surgimento do Estado e a Organização de uma Sociedade de Classes

1º ano. I. O Surgimento do Estado e a Organização de uma Sociedade de Classes Africana: África como berço da humanidade Capítulo 1: Item 1 Européia Capítulo 1: Item 2 Asiática Capítulo 1: Item 2 Americana Capítulo 1: Item 3 Arqueologia Brasileira Capítulo 1: Item 4 A paisagem e

Leia mais

1º ano. A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10: Item 2

1º ano. A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10: Item 2 1º ano O absolutismo e o Estado Moderno Capítulo 12: Todos os itens A reconquista ibérica e as grandes navegações Capítulo 10: Item 2 A revolução comercial Capítulo 12: Item 3 O Novo Mundo Capítulo 10:

Leia mais

ANTECEDENTES A idéia de República

ANTECEDENTES A idéia de República ANTECEDENTES A idéia de República Silêncio, o imperador está governando o Brasil Piada comum entre os republicanos. Para eles, não era apenas o imperador que estava envelhecido e incapaz. O próprio regime

Leia mais

1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra o regime absolutista. 2º - Abriu espaço para o avanço do CAPITALISMO.

1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra o regime absolutista. 2º - Abriu espaço para o avanço do CAPITALISMO. APRESENTAÇÃO Aula 08 3B REVOLUÇÃO FRANCESA Prof. Alexandre Cardoso REVOLUÇÃO FRANCESA Marco inicial da Idade Contemporânea ( de 1789 até os dias atuais) 1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA contra

Leia mais

TEMA 6 O AVANÇO DOS ALIADOS. Os combates decisivos entre as tropas do Eixo e as forças aliadas foram travados em território soviético.

TEMA 6 O AVANÇO DOS ALIADOS. Os combates decisivos entre as tropas do Eixo e as forças aliadas foram travados em território soviético. TEMA 6 O AVANÇO DOS ALIADOS Os combates decisivos entre as tropas do Eixo e as forças aliadas foram travados em território soviético. A operação Barbarossa A operação Barbarossa era a invasão da União

Leia mais

Europa do século XIX IDADE CONTEMPORÂNEA. Revoluções de 1820, 1830 e 1848

Europa do século XIX IDADE CONTEMPORÂNEA. Revoluções de 1820, 1830 e 1848 IDADE CONTEMPORÂNEA Europa do século XIX O século XIX apresentou, na Europa, a consolidação dos ideais burgueses liberais e a vitória sobre as forças conservadoras/reacionárias. O avanço das forças produtivas

Leia mais

REVOLUÇÃO FRANCESA MCC

REVOLUÇÃO FRANCESA MCC REVOLUÇÃO FRANCESA MCC REVOLUÇÃO FRANCESA. MOVIMENTO BURGUÊS França antes da revolução TEVE APOIO DO POVO Monarquia absolutista Economia capitalista.(costumes feudais) sociedade estamental. 1º Estado-

Leia mais

SÉCULO XIX NOVOS ARES NOVAS IDEIAS Aula: 43 e 44 Pág. 8 PROFª: CLEIDIVAINE 8º ANO

SÉCULO XIX NOVOS ARES NOVAS IDEIAS Aula: 43 e 44 Pág. 8 PROFª: CLEIDIVAINE 8º ANO SÉCULO XIX NOVOS ARES NOVAS IDEIAS Aula: 43 e 44 Pág. 8 PROFª: CLEIDIVAINE 8º ANO 1 - INTRODUÇÃO Séc. XIX consolidação da burguesia: ascensão do proletariado urbano (classe operária) avanço do liberalismo.

Leia mais

Provão. História 5 o ano

Provão. História 5 o ano Provão História 5 o ano 61 Os reis portugueses governaram o Brasil à distância, até o século XIX, porém alguns acontecimentos na Europa mudaram essa situação. Em que ano a família real portuguesa veio

Leia mais

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE

PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE PLANO DE ENSINO DE HISTÓRIA 5ª. SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL 1º BIMESTRE - Sistemas sociais e culturais de notação de tempo ao longo da história, - As linguagens das fontes históricas; - Os documentos escritos,

Leia mais

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 55 O CONGRESSO DE VIENA E A SANTA ALIANÇA

HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 55 O CONGRESSO DE VIENA E A SANTA ALIANÇA HISTÓRIA - 1 o ANO MÓDULO 55 O CONGRESSO DE VIENA E A SANTA ALIANÇA Fixação 1) Em perfeita sintonia com o espírito restaurador do Congresso de Viena, a criação da Santa Aliança tinha por objetivo: a)

Leia mais

O fim do Regime Monárquico e a. O nascimento da República

O fim do Regime Monárquico e a. O nascimento da República O fim do Regime Monárquico e a Primeira República O nascimento da República MONARQUIA Forma de governo em que o poder supremo está nas mãos de um monarca ou rei. O cargo é vitalício e passado aos descendentes,

Leia mais

Inglaterra-1ºpais industrializado X Alemanha (aceleradamente desenvolvida após a unificação);

Inglaterra-1ºpais industrializado X Alemanha (aceleradamente desenvolvida após a unificação); 1. Fatores que contribuíram para a eclosão do conflito: 1.1 - Concorrência econômica ( choque de imperialismos): Inglaterra-1ºpais industrializado X Alemanha (aceleradamente desenvolvida após a unificação);

Leia mais

Período Populista (1945/64)

Período Populista (1945/64) Período Populista (1945/64) INTRODUÇÃO Período de Democracia, sem censura e eleições direta (o( o povo vota) para presidente. O mundo encontrava-se no Período de Guerra Fria : Capitalistas (EUA) X Socialistas

Leia mais

ONDAS REVOLUCIONÁRIAS LIBERAIS EUROPA NO SÉCULO XIX

ONDAS REVOLUCIONÁRIAS LIBERAIS EUROPA NO SÉCULO XIX ONDAS REVOLUCIONÁRIAS LIBERAIS EUROPA NO SÉCULO XIX 1820 Independência da Grécia submetida ao Império turco-otomano, o movimento conquista a autonomia política da região com apoio popular e internacional.

Leia mais

Data: HISTÓRIA TUTORIAL 14B. Aluno (a): Equipe de História. Entreguerras: Crise Liberal de 1929 e fascismo

Data: HISTÓRIA TUTORIAL 14B. Aluno (a): Equipe de História. Entreguerras: Crise Liberal de 1929 e fascismo Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 14B Ensino Médio Equipe de História Data: HISTÓRIA Entreguerras: Crise Liberal de 1929 e fascismo Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem - 1 - NANDA/OUT/2014 1346 Colégio

Leia mais

Lista de exercícios para pra final de História. 7ª série

Lista de exercícios para pra final de História. 7ª série Lista de exer PROVÍNCIA BRASILEIRA DA CONGREGAÇÃO DAS IRMÃS FILHAS DA CARIDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO COLÉGIO VICENTINO SÃO JOSÉ Rua Pe. José Joaquim Goral, 182 Abranches Curitiba Fone (041) 3355-2200

Leia mais

A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL (1914-1918)

A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL (1914-1918) A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL (1914-1918) O século XX foi marcado por inúmeras guerras e revoluções. Muitas dessas ocorrências estiveram ligadas às disputas imperialistas travadas entre as grandes potências

Leia mais

O ANTIGO REGIME FRANCÊS ANCIEN REGIM

O ANTIGO REGIME FRANCÊS ANCIEN REGIM O ANTIGO REGIME FRANCÊS ANCIEN REGIM Organização social que vigorou na França, principalmente na época em que os reis eram absolutistas, ou seja, de meados do século XVII até a Revolução Francesa. Tal

Leia mais

REVOLUÇÃO FRANCESA 1789-1799

REVOLUÇÃO FRANCESA 1789-1799 REVOLUÇÃO FRANCESA 1789-1799 À procura de solução para a crise: 1787 Luís XVI convocação dos conselheiros para criação de novos impostos Acabar com a isenção fiscal do Primeiro e Segundo Estados CONSEQUÊNCIA

Leia mais

1 a Questão: (2,0 pontos) APRESENTAÇÃO

1 a Questão: (2,0 pontos) APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO Para dar uma definição compreensível de revolução, diremos que ela é uma tentativa de substituir o poder estabelecido por outro poder, usando meios ilegais. Esses meios, geralmente, implicam

Leia mais

Prof. Thiago Oliveira

Prof. Thiago Oliveira Prof. Thiago Oliveira Depois da 2ª Guerra Mundial o Brasil passou por um período de grandes transformações no campo da política, economia e sociedade, superando o Estado Novo de Getúlio e experimentando

Leia mais

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 9º Ano História - 1º Bimestre

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 9º Ano História - 1º Bimestre Capítulo 1 1) Em quantas fases está dividida a Republica Velha (1889-1930). Caracterize cada uma delas. 2) Assinale a alternativa correta: a) O Governo Provisório da Republica, logo na noite do dia 15

Leia mais

Professor Tiago / 9º Ano / 3º Trimestre / História

Professor Tiago / 9º Ano / 3º Trimestre / História Professor Tiago / 9º Ano / 3º Trimestre / História 1. Assinale V(verdadeira) e F(falsa): a) ( ) Em 1929, o mundo capitalista enfrentou grave crise econômica, causada principalmente pelo crescimento exagerado

Leia mais

A nova centralização: o Estado Novo - II

A nova centralização: o Estado Novo - II A nova centralização: o Estado Novo - II A UU L AL A Na aula anterior, você viu como Getúlio Vargas organizou o regime do Estado Novo, em sua face política, cultural e social. Nesta aula, você verá em

Leia mais

Exercícios de Guerra Civil Espanhola e 2ª Guerra Mundial

Exercícios de Guerra Civil Espanhola e 2ª Guerra Mundial Exercícios de Guerra Civil Espanhola e 2ª Guerra Mundial 1. (Ufes) A Guerra Civil Espanhola (1936-1939), em que perderam a vida mais de 1 milhão de pessoas, terminou com a derrota dos Republicanos e com

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO DE HISTÓRIA A ERA VARGAS-1930-1945

EXERCÍCIOS DE REVISÃO DE HISTÓRIA A ERA VARGAS-1930-1945 EXERCÍCIOS DE REVISÃO DE HISTÓRIA A ERA VARGAS-1930-1945 01) Sobre o Estado Novo (1937-1945), é incorreto afirmar que: a) Foi caracterizado por um forte intervencionismo estatal. b) Criou órgãos de censura

Leia mais

CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL. Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A

CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL. Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A O capitalismo teve origem na Europa, nos séculos XV e XVI, e se expandiu para outros lugares do mundo ( Ásia, África,

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN HISTÓRIA CONTEÚDOS: 1ª GUERRA MUNDIAL REVOLUÇÃO RUSSA CRISE DE 1929 O FASCISMO O NAZISMO. 1. "O fascismo rejeita na democracia o embuste convencional da igualdade política, o espírito de irresponsabilidade

Leia mais

Nome: Turma: Data: Atividade de revisão para o Exame final. A Revolução Francesa (14/07/1789)

Nome: Turma: Data: Atividade de revisão para o Exame final. A Revolução Francesa (14/07/1789) Profª.: Lygia Mânica Costa 7ª série do E. Fundamental Nome: Turma: Data: Atividade de revisão para o Exame final A Revolução Francesa (14/07/1789) A situação social era grave e o nível de insatisfação

Leia mais

TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL

TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL TEMA F.1 O IMPÉRIO PORTUGUÊS E A CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL A partir de meados do séc. XVI, o Império Português do Oriente entrou em crise. Que fatores contribuíram para essa crise? Recuperação das rotas

Leia mais

29 A ordem liberal-democrática

29 A ordem liberal-democrática A U A UL LA A ordem liberal-democrática Abertura Na aula passada vimos que, em 1945, Vargas convocou eleições para a presidência da República. Mas o regime do Estado Novo chegou ao fim antes que elas se

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2F

CADERNO DE EXERCÍCIOS 2F CADERNO DE EXERCÍCIOS 2F Ensino Fundamental Ciências Humanas Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Movimento operário e sindicalismo no Brasil H43 2 Urbanização nas regiões brasileiras H8,

Leia mais

Construção do Espaço Africano

Construção do Espaço Africano Construção do Espaço Africano Aula 2 Colonização Para melhor entender o espaço africano hoje, é necessário olhar para o passado afim de saber de que forma aconteceu a ocupação africana. E responder: O

Leia mais

Ensino Fundamental II

Ensino Fundamental II Ensino Fundamental II Valor do trabalho: 2.0 Nota: Data: /dezembro/2014 Professora: Angela Disciplina: Geografia Nome: n o : Ano: 8º Trabalho de Recuperação Final de Geografia ORIENTAÇÕES: Leia atentamente

Leia mais

ATIVIDADES PROVINHA PERÍODO ENTREGUERRAS

ATIVIDADES PROVINHA PERÍODO ENTREGUERRAS ATIVIDADES PROVINHA PERÍODO ENTREGUERRAS 1-O "crack" da Bolsa de Valores de Nova Iorque, em 1929, provocou falências de centenas de indústrias, de bancos, de companhias de comércio e de transportes e um

Leia mais

A Revolução Inglesa. Monarquia britânica - (1603 1727)

A Revolução Inglesa. Monarquia britânica - (1603 1727) A Revolução Inglesa A Revolução inglesa foi um momento significativo na história do capitalismo, na medida em que, ela contribuiu para abrir definitivamente o caminho para a superação dos resquícios feudais,

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 9 o ano 3 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : 1. Leia o texto sobre a Guerra Fria e responda. O termo tornou-se perfeito para se entender o momento político internacional, pois

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS: REVOLUÇÃO RUSSA

LISTA DE EXERCÍCIOS: REVOLUÇÃO RUSSA 1. (Ufrgs 2013) O colapso da União Soviética, reconhecido oficialmente em dezembro de 1991, foi o resultado da introdução de medidas reformistas que visavam modernizar o socialismo soviético. A respeito

Leia mais

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150

COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE HISTÓRIA 9º ANO PROFESSOR: MÁRCIO AUGUSTO

Leia mais

UNIFICAÇÃO Ã DA D ITÁLIA

UNIFICAÇÃO Ã DA D ITÁLIA UNIFICAÇÃO DA ITÁLIA SUIÇA PENÍNSULA ITÁLICA ÁUSTRIA ESLOVENIA UNIFICAÇÃO DA ITÁLIA Localizada no centro-sul da Europa. Ao norte, faz fronteira com França, Suíça, Áustria e Eslovênia ao longo dos Alpes.

Leia mais

TUTORIAL 13R. Data: Aluno (a): Equipe de História HISTÓRIA. Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem - 1 - NANDA/SET/2014 1195

TUTORIAL 13R. Data: Aluno (a): Equipe de História HISTÓRIA. Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem - 1 - NANDA/SET/2014 1195 Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 13R Ensino Médio Equipe de História Data: HISTÓRIA Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem - 1 - NANDA/SET/2014 1195 EXERCÍCIOS: 1. Desde a metade do século XVIII, os primeiros

Leia mais

A INSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA

A INSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA A INSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA A PROCLAMAÇÃO Proclamada em 15 de novembro de 1889, a República nascia no Brasil como resultado de um movimento de cúpula, como uma espécie de revolução pelo alto controlada

Leia mais

UFSC. Resposta: 02 + 04 + 16 = 22. Comentário. Resposta: Comentário

UFSC. Resposta: 02 + 04 + 16 = 22. Comentário. Resposta: Comentário Resposta: 02 + 04 + 16 = 22 Resposta: 01. Incorreta. Na região dos Rios Tigre e Eufrates tivemos o desenvolvimento da Civilização Mesopotâmica, que, mesmo enfrentando guerras, desenvolveu atividades artísticas

Leia mais

ATIVIDADES ON-LINE 9º ANO GUERRA FRIA PROF. JOSÉ CARLOS PROVA DIA 21/08

ATIVIDADES ON-LINE 9º ANO GUERRA FRIA PROF. JOSÉ CARLOS PROVA DIA 21/08 ATIVIDADES ON-LINE 9º ANO GUERRA FRIA PROF. JOSÉ CARLOS PROVA DIA 21/08 1-Na fase Pós-Guerra emergiram e se consolidaram dois grandes blocos rivais, liderados pelos EUA e a URSS, originando a Guerra Fria.

Leia mais

Disputa pela hegemonia mundial entre Estados Unidos e URSS após a II Guerra Mundial. É uma intensa guerra econômica, diplomática e tecnológica pela conquista de zonas de influência. Ela divide o mundo

Leia mais

Temas Governo de Vargas 1930-1945), Populismo (1945-1964) Ditadura Militar (1964-1985) e República Nova (Redemocratização do Brasil) (1985-2010)

Temas Governo de Vargas 1930-1945), Populismo (1945-1964) Ditadura Militar (1964-1985) e República Nova (Redemocratização do Brasil) (1985-2010) Trabalho de História Recuperação _3ºAno Professor: Nara Núbia de Morais Data / /2014 Aluno: nº Ens. Médio Valor: 40 Nota: Temas Governo de Vargas 1930-1945), Populismo (1945-1964) Ditadura Militar (1964-1985)

Leia mais

Crescimento urbano e industrial dos anos 20 ao Estado Novo

Crescimento urbano e industrial dos anos 20 ao Estado Novo A UA UL LA MÓDULO 7 Crescimento urbano e industrial dos anos 20 ao Estado Novo Nesta aula O café foi o principal produto de exportação durante a República Velha. Os cafeicultores detinham o controle da

Leia mais

REVOLUÇÃO FRANCESA. Por: Rodrigo A. Gaspar

REVOLUÇÃO FRANCESA. Por: Rodrigo A. Gaspar REVOLUÇÃO FRANCESA Por: Rodrigo A. Gaspar REVOLUÇÃO FRANCESA Influência dos valores iluministas Superação do Absolutismo monárquico e da sociedade estratificada Serviu de inspiração para outras revoluções,

Leia mais

OITAVO ANO ESINO FUNDAMENTAL II PROFESSORA: ROSE LIMA

OITAVO ANO ESINO FUNDAMENTAL II PROFESSORA: ROSE LIMA OITAVO ANO ESINO FUNDAMENTAL II PROFESSORA: ROSE LIMA http://plataformabrioli.xpg.uol.com.br/historiaresumo/2ano/epopeialusitana.pdf http://blog.msmacom.com.br/familia-real-portuguesa-quem-e-quem-na-monarquia/

Leia mais

REVOLUÇÃO FRANCESA - Marco Histórico: Fim da Idade Moderna. Símbolo: Queda da Bastilha (1789). Lema: Liberdade, Fraternidade, Igualdade.

REVOLUÇÃO FRANCESA - Marco Histórico: Fim da Idade Moderna. Símbolo: Queda da Bastilha (1789). Lema: Liberdade, Fraternidade, Igualdade. REVOLUÇÃO FRANCESA REVOLUÇÃO FRANCESA - Marco Histórico: Fim da Idade Moderna. 1789 Símbolo: Queda da Bastilha (1789). Lema: Liberdade, Fraternidade, Igualdade. Influência: Iluminista. DIVISÃO SOCIAL 1º

Leia mais

Exercícios de Guerra Fria: Guerra da Coreia ao Vietnã

Exercícios de Guerra Fria: Guerra da Coreia ao Vietnã Exercícios de Guerra Fria: Guerra da Coreia ao Vietnã 1. As mudanças no panorama internacional representadas pela vitória socialista de Mao-Tsé-tung na China, pela eclosão da Guerra da Coréia e pelas crescentes

Leia mais

INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA http://www.youtube.com/watch?v=lmkdijrznjo Considerações sobre a independência -Revolução racional científica do

Leia mais

Histórico das constituições: direito de sufrágio

Histórico das constituições: direito de sufrágio 89 Histórico das constituições: direito de sufrágio André de Oliveira da Cruz Waldemar de Moura Bueno Neto José Carlos Galvão Goulart de Oliveira Graduandos pela Faculdade de Educação, Administração e

Leia mais

SÉCULO XVII A INGLATERRA INCENTIVOU A COLONIZAÇÃO DAS TERRAS NORTE- AMERICANAS INCENTIVANDO A VINDA DE EMIGRANTES INGLESES

SÉCULO XVII A INGLATERRA INCENTIVOU A COLONIZAÇÃO DAS TERRAS NORTE- AMERICANAS INCENTIVANDO A VINDA DE EMIGRANTES INGLESES A GUERRA DE INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA ANTECEDENTES SÉCULO XVII A INGLATERRA INCENTIVOU A COLONIZAÇÃO DAS TERRAS NORTE- AMERICANAS INCENTIVANDO A VINDA DE EMIGRANTES INGLESES NESSA ÉPOCA

Leia mais

REPÚBLICA VELHA (1889 1930) Disciplina: História. Professora: Daianne. Série: 9º ano.

REPÚBLICA VELHA (1889 1930) Disciplina: História. Professora: Daianne. Série: 9º ano. REPÚBLICA VELHA (1889 1930) Disciplina: História. Professora: Daianne. Série: 9º ano. PROJETOS DE REPÚBLICA MILITARES Relutava em convocar eleições para a Assembleia Constituinte; Queria um governo forte,

Leia mais

A formação da monarquia inglesa na Baixa Idade Média, mais precisamente no século XII, na época da Guerra dos Cem anos.

A formação da monarquia inglesa na Baixa Idade Média, mais precisamente no século XII, na época da Guerra dos Cem anos. HISTÓRIA 8º ANO A formação da monarquia inglesa na Baixa Idade Média, mais precisamente no século XII, na época da Guerra dos Cem anos. Por volta do século XIII, o rei João sem terras estabeleceu novos

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA Aluno(a): Nº Ano: 9º Turma: Data: 11/08/2012 Nota: Professor(a): Élida Valor da Prova: 40 pontos Orientações gerais: 1) Número de

Leia mais

Os E.U.A. nos séculos XVIII e XIX.

Os E.U.A. nos séculos XVIII e XIX. Aula 13 Os E.U.A. nos séculos XVIII e XIX. Nesta aula iremos tratar da formação dos Estados Unidos da América. Primeiramente o processo de independência dos Estados Unidos, em seguida, o processo de expansão

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 9 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : 1. A proclamação da República correspondeu ao encontro de duas forças diversas Exército e fazendeiros de café movidas por razões

Leia mais