OBJETIVOS. Delimita a pretensão do pesquisador; abrange as finalidades ou as metas que o investigador espera alcançar

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OBJETIVOS. Delimita a pretensão do pesquisador; abrange as finalidades ou as metas que o investigador espera alcançar"

Transcrição

1 OBJETIVOS Delimita a pretensão do pesquisador; abrange as finalidades ou as metas que o investigador espera alcançar verbo no infinitivo descobrir...avaliar...descrever..., analisar,...relacionar...

2 OBJETIVO GERAL Identificar o perfil epidemiológico das vítimas de trauma atendidas nas salas de Pronto-Socorro gerenciadas pelo SAMU DF no Hospital de Base de Brasília.

3 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Caracterizar as vítimas segundo sexo, idade, aspectos relacionados ao trauma, tempo de atendimento, procedimentos realizados nas fases pré e intra-hospitalar. Levantar os tipos de trauma mais prevalentes na faixa etária entre 18 e 60 anos, de ambos os sexos e correlacionar entre período do ano/ dia da semana da ocorrência. Relacionar o tipo de trauma e a gravidade do estado de saúde. Identificar o atendimento realizado nas fases pré e intrahospitalar e seu desfecho.

4 METODOLOGIA A metodologia é o caminho estabelecido pelo pesquisador para a realização de sua pesquisa

5 METODOLOGIA Tipo de pesquisa Local de estudo População/amostra. Critérios de inclusão e exclusão Formas de coleta de dados, instrumentos e técnicas a serem utilizadas Forma de tabulação, processamento, interpretação/análise dos dados Aspectos éticos da pesquisa

6 Tipo de questão estudo Perguntas O que é? O que são? Tipo de estudo/pesquisa Levantamento, Exploratório, Descritivo, Estudo de Caso, Avaliação Qual é a relação? Levantamentos Correlações Observação Coorte, caso-controle Por quê? Experimental Quasi Experimental

7 4. METODOLOGIA 4.1.Tipo de pesquisa Trata-se de um estudo prospectivo de prevalência com abordagem quantitativa a ser realizado no período de cinco meses Local de estudo O estudo será realizado na sala vermelha do Centro de Trauma, do pronto socorro do Hospital de Base de Brasília, gerenciadas pelo SAMU-DF.

8 POPULAÇÃO Necessidade de fazer generalização de forma segura e fidedigna Amostragem É o processo de selecionar unidades representativas de uma população para uma investigação científica

9 Planejamento amostral casual simples conveniência sistemática conglomerados estratificada múltipla População Amostra

10 4.3.População/amostra A população do estudo será composta pelos pacientes atendidos no hospital de Base do DF. A amostra será composta por vítimas de trauma, atendidos pela sala vermelha do pronto socorro do Hospital de Base de Brasília, gerenciada pelo SAMU-DF, no período de dezembro de 2014 a abril de Esta amostra corresponde à quantidade de atendimentos em um mês nesta sala. O Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) será obtido de todos os participantes ou dos familiares responsáveis nos casos de pacientes com alteração do nível de consciência ou sedados.

11 Critérios de inclusão: Para participar do estudo os pacientes deverão atender aos seguintes critérios de inclusão: - Idade entre 18 e 60 anos; - Ambos os sexos; - Vítimas de trauma; - Atendimento pelo SAMU-DF pré e intra-hospitalar; - Consentimento formal em participar do estudo com a assinatura do TCLE pelo participante ou familiar responsável nos casos de pacientes com alteração do nível de consciência ou sedados.

12 Critérios de exclusão: Não participarão deste estudo, os pacientes que contiverem aos seguintes critérios de exclusão: - Idade menor que 18 anos ou maior que 60; - Pacientes vítimas de agravos de natureza exclusivamente clínica; - Não consentir formalmente, por meio da assinatura do TCLE, para participar da pesquisa; - Pacientes cujo atendimento pré-hospitalar seja por outras equipes que não seja o SAMU.

13 4.4.Coleta dos dados Os dados serão coletados durante visita às unidades pela pesquisadora em três dias da semana, em horários distintos, no período de dezembro de 2014 a abril de As informações serão coletadas por meio de consulta aos prontuários e/ou registros de atendimento pré e intrahospitalar e transcritos para um formulário pré-estabelecido.

14 4.4.Coleta dos dados (cont...) O formulário foi elaborado a partir da revisão de literatura e protocolos de atendimento às vítimas de trauma. Será ainda, realizado um teste piloto do formulário de coleta de dados, com cerca de cinco pacientes, como método de teste para saber se o mesmo contempla todos os dados necessários à pesquisa ou se serão necessárias modificações.

15 TÉCNICAS DE COLETA DE DADOS Observação Entrevista Questionário Pesquisa documental e bibliográfica

16 ANÁLISE DOS DADOS De acordo com o método utilizado Exemplo: Análise estatística descritiva

17 4.5. Análise dos dados Os dados coletados serão digitados em uma planilha do EXCEL para formarem um banco de dados. Posteriormente serão exportados para o BioEstat 5.3 para a realização da análise estatística. Todos os dados serão expressos em média e desvio padrão, com cálculo de frequência relativa e absoluta. Para as variáveis não paramétricas, será utilizado o teste de Mann Whitnney e para as paramétricas, o teste de Fisher. Os dados serão apresentados por meio de gráficos e tabelas.

18 4.6. Aspectos éticos da pesquisa A pesquisa terá duração prevista de cinco meses. A previsão de início da coleta será em dezembro de 2014, após a aprovação do CEP/FEPECS. Será obtido termo de concordância da instituição e dos participantes ou responsáveis legais.

19 4.6. Aspectos éticos da pesquisa (cont...) Todas as medidas protetivas relacionadas ao anonimato dos participantes serão adotadas. Os aspectos éticos desta pesquisa obedecem à Resolução 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde (CNS, 2012). Aos participantes da pesquisa será garantido o sigilo dos dados obtidos, ausência de gastos de sua parte e de remuneração de qualquer espécie, respeito à autonomia para desistência da participação na pesquisa e livre acesso aos resultados.

20 4.6. Aspectos éticos da pesquisa (cont...) Os dados obtidos poderão ser apresentados em reuniões científicas e/ou publicados em revistas científicas, mas sempre mantendo o anonimato dos sujeitos da pesquisa. O presente trabalho visa trazer o perfil epidemiológico dos pacientes vítimas de trauma atendidos nas salas gerenciadas pelo SAMU-DF no Hospital de Base de Brasília e fazer uma correlação entre o atendimento pré e intrahospitalar, colaborando desta forma, para a formação de dados estatísticos significados ao centro de referência em trauma de Brasília (Hospital de Base) e para a educação continuada dos profissionais voltada às demandas do setor, representando o benefício para assistência à saúde.

21 4.6. Aspectos éticos da pesquisa (cont...) O único contato direto a ser realizado com o paciente e/ou familiares responsáveis será para obtenção do consentimento formal à pesquisa, por meio da assinatura do TCLE. Desta forma, a pesquisa apresenta riscos mínimos ao paciente, uma vez que, somente será realizada a apreciação/análise dos prontuários e/ou folhas de registro.

22 Comitê de Ética 1º lugar - FOLHA DE ROSTO. 2º lugar - TERMO DE CONCORDÂNCIA 3º lugar - CURRICULUM VITAE 4º lugar PROJETO COMPLETO

Produção de projeto de pesquisa na Blossom Educação em Terapia Floral

Produção de projeto de pesquisa na Blossom Educação em Terapia Floral Produção de projeto de pesquisa na Blossom Educação em Terapia Floral Dra. Léia Salles Coordenadora de pesquisa leia.salles@blossomedu.com.br As etapas de uma pesquisa são: Planejamento, execução, divulgação

Leia mais

Descrição da Pesquisa

Descrição da Pesquisa Projeto de Pesquisa Descrição da Pesquisa Título do Projeto Pesquisador Principal Colaboradores [se houver] Local de Realização Período da Pesquisa 1. Objetivo da Pesquisa [o que se pretende pesquisar]

Leia mais

Página 2 em diante devem estar contemplados os seguintes itens:

Página 2 em diante devem estar contemplados os seguintes itens: 1 TEMPLATE - Projeto de pesquisa FORMATAÇÃO Fonte: Texto: Arial ou Times New Roman, tamanho 12. Títulos: Arial ou Times New Roman, tamanho 14, negrito Espaço: duplo Margens: 2,5 cm em todas as margens

Leia mais

UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL - UNIJUÍ

UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL - UNIJUÍ PARECER CONSUBSTANCIADO DO CEP DADOS DO PROJETO DE PESQUISA Título da Pesquisa: AVALIAÇAO DA DOR, ESTRESSE E COPING EM PACIENTES E FAMILIARES NO ÂMBITO HOSPITALAR Pesquisador: Eniva Miladi Fernandes Stumm

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIRG CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIRG (FONTE 12) Nome do autor (FONTE 12) TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA (FONTE 12)

FUNDAÇÃO UNIRG CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIRG (FONTE 12) Nome do autor (FONTE 12) TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA (FONTE 12) FUNDAÇÃO UNIRG CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIRG (FONTE 12) Nome do autor (FONTE 12) TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA (FONTE 12) GURUPI TO MÊS, ANO. MODELO DE FOLHA DE ROSTO NOME DO ALUNO (FONTE 12) TÍTULO DO PROJETO

Leia mais

Delineamento, Tipos de Pesquisa, Amostragem. Prof. Alejandro Martins

Delineamento, Tipos de Pesquisa, Amostragem. Prof. Alejandro Martins Delineamento, Tipos de Pesquisa, Amostragem Prof. Alejandro Martins DELINEAMENTO DA PESQUISA Conceituação Refere-se ao planejamento da pesquisa em sua dimensão mais ampla O elemento mais importante para

Leia mais

PROJETOS DE PESQUISA E CLASSIFICAÇÃO DOS TIPOS DE PESQUISAS

PROJETOS DE PESQUISA E CLASSIFICAÇÃO DOS TIPOS DE PESQUISAS METODOLOGIA CIENTÍFICA PROJETOS DE PESQUISA E CLASSIFICAÇÃO DOS TIPOS DE PESQUISAS 1 PROJETO DE PESQUISA CONCEITO PRODUTO MATERIAL DA ETAPA QUE ANTECEDE A PESQUISA PROPRIAMENTE DITA. ESTABELECE OS TERMOS

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ-UNIVALI / SANTA CATARINA

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ-UNIVALI / SANTA CATARINA PARECER CONSUBSTANCIADO DO CEP DADOS DO PROJETO DE PESQUISA Título da Pesquisa: Qualidade de vida: comparação entre idosos usuários de aparelho de amplificação sonora individual participantes e não participantes

Leia mais

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT'ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT'ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT'ANA LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS PONTA GROSSA 2017 LUCIO MAURO BRAGA MACHADO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS Manual para elaboração

Leia mais

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DO PACIENTE IDOSO INTERNADO EM UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DO PACIENTE IDOSO INTERNADO EM UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DO PACIENTE IDOSO INTERNADO EM UMA UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE JOÃO PESSOA Paulo César Gottardo 1, Ana Quézia Peixinho Maia¹, Igor Mendonça do Nascimento

Leia mais

SUBMISSÃO DE PROTOCOLOS DE PROJETOS DE PESQUISA AO COEP - COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DO UNICERP

SUBMISSÃO DE PROTOCOLOS DE PROJETOS DE PESQUISA AO COEP - COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DO UNICERP SUBMISSÃO DE PROTOCOLOS DE PROJETOS DE PESQUISA AO COEP - COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DO UNICERP Visando à orientação dos pesquisadores do UNICERP na preparação dos Protocolos de Pesquisas dos Projetos

Leia mais

MODELO DE PRÉ-PROJETO

MODELO DE PRÉ-PROJETO MODELO DE PRÉ-PROJETO O pré-projeto a ser apresentado poderá ser de pesquisa ou um préprojeto voltado para elaboração de um produto educacional. Segue um modelo de formatação a ser seguido. Máximo de 10

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE / UFRN CAMPUS CENTRAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE / UFRN CAMPUS CENTRAL PARECER CONSUBSTANCIADO DO CEP DADOS DO PROJETO DE PESQUISA Título da Pesquisa: VALIDAÇÃO DE INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DO ESTADO DE SAÚDE E GESTÃO DE EVENTO ADVERSO NÃO-FARMACOLÓGICO NO AMBIENTE Pesquisador:

Leia mais

Tipos de Estudos Epidemiológicos

Tipos de Estudos Epidemiológicos Pontifícia Universidade Católica de Goiás Escola de Ciências Agrárias e Biológicas Epidemiologia e Saúde Pública Tipos de Estudos Epidemiológicos Prof. Macks Wendhell Gonçalves Msc. Quando recorrer às

Leia mais

Título do projeto Avaliação do estado de saúde de idosos cadastrados em uma estratégia de saúde da família no município de Anápolis - GO

Título do projeto Avaliação do estado de saúde de idosos cadastrados em uma estratégia de saúde da família no município de Anápolis - GO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA, EXTENSÃO E AÇÃO COMUNITÁRIA. COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA OFÍCIO 169 2010 CEP Número de Protocolo: 2896/2010 Anápolis, 2 de setembro de 2010. Título do projeto Avaliação

Leia mais

Alinhavando o projeto de pesquisa. Profª Gracian Li Pereira Investigação Científica II FACIMED

Alinhavando o projeto de pesquisa. Profª Gracian Li Pereira Investigação Científica II FACIMED Alinhavando o projeto de pesquisa Profª Gracian Li Pereira Investigação Científica II FACIMED 2012.1 Projeto de pesquisa Idéias organizadas no nível máximo para a realização de uma pesquisa científica.

Leia mais

TIPOS DE ESTUDOS PARTE 2 PROFA. DRA. MARIA MEIMEI BREVIDELLI

TIPOS DE ESTUDOS PARTE 2 PROFA. DRA. MARIA MEIMEI BREVIDELLI TIPOS DE ESTUDOS PARTE 2 PROFA. DRA. MARIA MEIMEI BREVIDELLI CLASSIFICAÇÃO DOS ESTUDOS (LOBIONDO- WOOD, HABER, 2001) Experimentais Experimento clássico Experimento apenas depois Quase- Experimentais Grupo

Leia mais

Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal da Saúde Hospital Materno Infantil Presidente Vargas Comitê de Ética em Pesquisa

Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal da Saúde Hospital Materno Infantil Presidente Vargas Comitê de Ética em Pesquisa INSTRUÇÕES PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS DE PESQUISA INFORMAÇÕES GERAIS Os projetos de pesquisa para apreciação do do HMIPV devem ser encaminhados através do sistema on-line da CONEP intitulado Plataforma

Leia mais

Métodologia científica e estudos epidemiológicos observacionais. Jorge Barros, semestre 3

Métodologia científica e estudos epidemiológicos observacionais. Jorge Barros, semestre 3 Métodologia científica e estudos epidemiológicos observacionais. Jorge Barros, semestre 3 1. Metodologia científica Da definição do tema à divulgação dos resultados. Introdução à metodologia científica

Leia mais

3-METODOLOGIA DE PESQUISA EM PSICOLOGIA II. Profa: Andreia Aulas: 13 e 14

3-METODOLOGIA DE PESQUISA EM PSICOLOGIA II. Profa: Andreia Aulas: 13 e 14 3-METODOLOGIA DE PESQUISA EM PSICOLOGIA II Profa: Andreia Aulas: 13 e 14 RECAPITULANDO 15/09/2017 Revisão Bibliográfica Metodológica Passo-a-passo: - Seleção dos materiais (Artigos? Livros? Ou Teses?):

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE BARRETOS DR. PAULO PRATA

FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE BARRETOS DR. PAULO PRATA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE BARRETOS DR. PAULO PRATA Avenida Loja Maçônica Renovadora 68, nº 100 - Aeroporto - Barretos - São Paulo Telefone: (17) 3321-3060 www.facisb.edu.br CURSO DE MEDICINA Introdução

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA - CEP/FS-UNB

FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA - CEP/FS-UNB PARECER CONSUBSTANCIADO DO CEP DADOS DO PROJETO DE PESQUISA Título da Pesquisa: AVALIAÇÃO DE DISCIPLINA PRÁTICA DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Pesquisador: Área Temática: Versão:

Leia mais

MODELO DE PROJETO DETALHADO DO CEP-UFAC

MODELO DE PROJETO DETALHADO DO CEP-UFAC MODELO DE PROJETO DETALHADO DO CEP-UFAC 1 Orientações: O modelo de Projeto Detalhado, aprovado pelo CEP-UFAC, atende as Normas Brasileiras (NBR), da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) especificamente

Leia mais

Amostragem. Amostragem. Técnica: possibilita realizar a pesquisa em universos infinitos.

Amostragem. Amostragem. Técnica: possibilita realizar a pesquisa em universos infinitos. Técnica: possibilita realizar a pesquisa em universos infinitos. A Estatística pode ser estendida ao estudo das populações chamadas infinitas nas quais não temos a possibilidade de observar todos os elementos

Leia mais

2. Revisão de literatura e Referencial teórico

2. Revisão de literatura e Referencial teórico PROJETO DE PESQUISA 1. Introdução 1.1 Assunto 1.2 Tema 1.3 Justificativa 1.4 Problema 1.5 Hipóteses 1.6 Objetivos 2. Revisão de literatura e Referencial teórico 3. Procedimentos metodológicos 4. Cronograma

Leia mais

PERFIL DOS AUTORES... XVII PREFÁCIO... XIX INTRODUÇÃO... XXI

PERFIL DOS AUTORES... XVII PREFÁCIO... XIX INTRODUÇÃO... XXI Sumário PERFIL DOS AUTORES... XVII PREFÁCIO... XIX INTRODUÇÃO... XXI CAPÍTULO 1 O processo de pesquisa e os enfoques quantitativo e qualitativo rumo a um modelo integral... 2 Que enfoques foram apresentados

Leia mais

A Classificação da Pesquisa

A Classificação da Pesquisa A Classificação da Pesquisa Formas de Classificação da Pesquisa l I - Classificando as pesquisas com base em seus objetivos l II - Classificando as pesquisas com base nos procedimentos técnicos utilizados

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Obstetrícia. Educação em saúde. Consulta de enfermagem.

PALAVRAS-CHAVE Obstetrícia. Educação em saúde. Consulta de enfermagem. 14. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido - ISSN 2238-9113 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE

Leia mais

Plano de Seminários TC I Prof. Marcos Procópio

Plano de Seminários TC I Prof. Marcos Procópio Plano de Seminários TC I 2015.2 Prof. Marcos Procópio Os 4 tipos de conhecimento. 1. Quais são? 2. Quais são seus respectivos papeis? 3. Dê exemplos. O que é e o que faz a ciência. 1. O que é ciência?

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Ficha de Avaliação A. Avaliação do projeto de pesquisa (Título): 1. Capa: A capa atende todos os seguintes itens descritos a seguir? Nome da Instituição Proponente; nome (s) do (s) pesquisadores autor

Leia mais

Delineamentos de estudos. FACIMED Investigação científica II 5º período Professora Gracian Li Pereira

Delineamentos de estudos. FACIMED Investigação científica II 5º período Professora Gracian Li Pereira Delineamentos de estudos FACIMED 2012.1 Investigação científica II 5º período Professora Gracian Li Pereira Delineamentos de estudos Estudos descritivos Relato de caso Série de casos Transversal Ecológico

Leia mais

01/06/2016. Semiprobabilística. Amostra. Amostra Probabilística. Bioestatística. Amostra Não probabilística TÉCNICAS DE AMOSTRAGEM

01/06/2016. Semiprobabilística. Amostra. Amostra Probabilística. Bioestatística. Amostra Não probabilística TÉCNICAS DE AMOSTRAGEM Probabilística Não probabilística Semiprobabilística 01/06/2016 Técnica de gem Não Probabilística Semiprobabilistica probabilística 1 TÉCNICAS DE AMOSTRAGEM Bioestatística 2 Por conveniência Sistemática

Leia mais

INTOXICAÇÕES POR AGROTÓXICOS E DOMISSANITÁRIOS EM IDOSOS: DADOS EPIDEMIOLÓGICOS E CLÍNICOS ( )

INTOXICAÇÕES POR AGROTÓXICOS E DOMISSANITÁRIOS EM IDOSOS: DADOS EPIDEMIOLÓGICOS E CLÍNICOS ( ) INTOXICAÇÕES POR AGROTÓXICOS E DOMISSANITÁRIOS EM IDOSOS: DADOS EPIDEMIOLÓGICOS E CLÍNICOS (2011-2014) Mariana Severo Pimenta¹; Karla Simone Maia da Silva¹; Mayrla de Sousa Coutinho¹; NíciaStellita Da

Leia mais

Plano de Seminários TC I Prof. Marcos Procópio

Plano de Seminários TC I Prof. Marcos Procópio Plano de Seminários TC I 2016.1 Prof. Marcos Procópio Os 4 tipos de conhecimento. 1. Quais são? 2. Quais são suas respectivas importâncias para a vida social? 3. Dê exemplos. O que é e o que faz a ciência.

Leia mais

AS QUEDAS SOFRIDAS PELOS IDOSOS: CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS

AS QUEDAS SOFRIDAS PELOS IDOSOS: CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS AS QUEDAS SOFRIDAS PELOS IDOSOS: CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS Autor Hélio Porto Teixeira; Co-autor Marcelo da Silva Rodrigues; Orientadora Josefa Josete da Silva Santos UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA helioporto15@gmail.com

Leia mais

3 Metodologia Tipo de Pesquisa

3 Metodologia Tipo de Pesquisa 3 Metodologia 3.1. Tipo de Pesquisa Para a classificação desta pesquisa foi adotada a taxonomia proposta por Vergara (2000). Segundo esta classificação, as pesquisas podem ser classificadas quanto aos

Leia mais

17/07/2017. Semiprobabilística. Amostra. Amostra Probabilística. Estatística. Amostra Não probabilística TÉCNICAS DE AMOSTRAGEM NOÇÕES DE AMOSTRAGEM

17/07/2017. Semiprobabilística. Amostra. Amostra Probabilística. Estatística. Amostra Não probabilística TÉCNICAS DE AMOSTRAGEM NOÇÕES DE AMOSTRAGEM Probabilística Não probabilística Semiprobabilística 17/07/2017 Técnica de gem Não Probabilística Semiprobabilistica probabilística 1 TÉCNICAS DE AMOSTRAGEM Estatística 2 Por conveniência Sistemática Por

Leia mais

Pesquisa Científica. Pesquisa Científica. Classificação das Pesquisas... Pesquisa Científica... Interpretar resultados. Realizar a pesquisa

Pesquisa Científica. Pesquisa Científica. Classificação das Pesquisas... Pesquisa Científica... Interpretar resultados. Realizar a pesquisa Pesquisa Científica Pesquisa Científica! Procedimento reflexivo sistemático, controlado e crítico, que permite descobrir novos fatos ou dados, relações ou leis, em qualquer campo do conhecimento.! É um

Leia mais

Estudos transversais

Estudos transversais Curso Dinâmica Populacional Canina e Felina 7-11 fevereiro 2011 Estudos transversais Rita de Cassia Maria Garcia, MSc., PhD Instituto Técnico de Educação e Controle Animal (ITEC) Estudos transversais ou

Leia mais

Foram verificados registros de enfermagem referentes ao período de três anos subseqüentes ao diagnóstico, portanto de 1986 a 1988.

Foram verificados registros de enfermagem referentes ao período de três anos subseqüentes ao diagnóstico, portanto de 1986 a 1988. METODOLOGIA 41 METODOLOGIA Trata-se de um estudo retrospectivo do qual fizeram parte 367 prontuários de portadores hanseníase diagnosticados e residentes no município de São Paulo, no ano de 1986. Estes

Leia mais

AULA 02 PLANEJAMENTO ESTATÍSTICO

AULA 02 PLANEJAMENTO ESTATÍSTICO AULA 02 PLANEJAMENTO ESTATÍSTICO DOCENTE : Cátia Cândida de Almeida DISCIPLINA: Estatística aplicada à Educação CURSO DE PEDAGOGIA UNESP MARÍLIA 2017 1 Índice 1) Introdução: Pesquisa científica 2) Planejamento

Leia mais

Ajustar Técnica usada na análise dos dados para controlar ou considerar possíveis variáveis de confusão.

Ajustar Técnica usada na análise dos dados para controlar ou considerar possíveis variáveis de confusão. Glossário Ajustar Técnica usada na análise dos dados para controlar ou considerar possíveis variáveis de confusão. Análise de co-variância: Procedimento estatístico utilizado para análise de dados que

Leia mais

ORIENTAÇÕES COMITÊ DE ÉTICA ORIENTAÇÕES SOBRE A DOCUMENTAÇÃO SOLICITADA PELO COMITÊ DE ÉTICA

ORIENTAÇÕES COMITÊ DE ÉTICA ORIENTAÇÕES SOBRE A DOCUMENTAÇÃO SOLICITADA PELO COMITÊ DE ÉTICA ORIENTAÇÕES COMITÊ DE ÉTICA 1) Para a submissão do projeto de pesquisa ao CEP/Unochapecó, o pesquisador responsável deverá efetuar o cadastro de usuário na Plataforma Brasil. Acesse o Link: http://www.saude.gov.br/plataformabrasil

Leia mais

DÚVIDAS E ENGANOS FREQUENTES NOS PROJETOS AVALIADOS PELO COMITÊ DE ÉTICA/ESALQ

DÚVIDAS E ENGANOS FREQUENTES NOS PROJETOS AVALIADOS PELO COMITÊ DE ÉTICA/ESALQ DÚVIDAS E ENGANOS FREQUENTES NOS PROJETOS AVALIADOS PELO COMITÊ DE ÉTICA/ESALQ 1-O QUE SÃO GRUPOS VULNERÁVEIS? São qualquer grupo de pessoas envolvidas em relações de hierarquia e poder, como soldados,

Leia mais

Patrício Costa. Escola de Ciências da Saúde Universidade do Minho

Patrício Costa. Escola de Ciências da Saúde Universidade do Minho Patrício Costa Escola de Ciências da Saúde Universidade do Minho Teoria Hipóteses Operacionalização de conceitos Selecção de inquiridos ou sujeitos Plano de investigação: observacional / Inquérito Condução

Leia mais

27/05/2016. Semiprobabilística. Amostra. Amostra Probabilística. Bioestatística TÉCNICAS DE AMOSTRAGEM NOÇÕES DE AMOSTRAGEM. Amostra Sistemática

27/05/2016. Semiprobabilística. Amostra. Amostra Probabilística. Bioestatística TÉCNICAS DE AMOSTRAGEM NOÇÕES DE AMOSTRAGEM. Amostra Sistemática Probabilística Não probabilística Semiprobabilística 27/05/2016 Técnica de gem Não Probabilística Semiprobabilistica Não probabilística 1 TÉCNICAS DE AMOSTRAGEM Bioestatística 2 Por conveniência Sistemática

Leia mais

MODELO Nº 01 TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

MODELO Nº 01 TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO ATENÇÃO PESQUISADORES: Durante o desenvolvimento do trabalho, o TCLE deverá ser feito em duas vias, sendo que uma via será entregue ao sujeito da pesquisa após ser assinado pelos interessados e a outra

Leia mais

Custos sociais e econômicos dos acidentes de trânsito com vítimas, causados por abuso do álcool na cidade de Porto Alegre

Custos sociais e econômicos dos acidentes de trânsito com vítimas, causados por abuso do álcool na cidade de Porto Alegre Custos sociais e econômicos dos acidentes de trânsito com vítimas, causados por abuso do álcool na cidade de Porto Alegre Sabino Pôrto Jr., Daniela Goya, Marianne Stampe, Tanara Sousa, João Antônio C.

Leia mais

Pesquisa Científica. Atividade da Aula Passada... Pesquisa Científica. Pesquisa Científica...

Pesquisa Científica. Atividade da Aula Passada... Pesquisa Científica. Pesquisa Científica... Atividade da Aula Passada... Qual a relação entre Conhecimento, Ciência e Metodologia? Qual a relação do Conhecimento Empírico com a Ciência? Com base na sua experiência de vida, seu empirismo, existe

Leia mais

UNIFESP - HOSPITAL SÃO PAULO - HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DA

UNIFESP - HOSPITAL SÃO PAULO - HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DA PARECER CONSUBSTANCIADO DO CEP DADOS DO PROJETO DE PESQUISA Título da Pesquisa: Estudo ampliado de prevalência de infecção em unidades de terapia intensiva III (EPIC III) Pesquisador: Área Temática: Versão:

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS DE PESQUISA ENVOLVENDO SERES HUMANOS DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA FACISA

ORIENTAÇÕES PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS DE PESQUISA ENVOLVENDO SERES HUMANOS DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA FACISA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DO TRAIRI COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA ORIENTAÇÕES PARA SUBMISSÃO DE PROJETOS DE PESQUISA ENVOLVENDO SERES

Leia mais

GUIA SOBRE O COMITÊ DE ÉTICA

GUIA SOBRE O COMITÊ DE ÉTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO DOUTORADO EM DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE GUIA SOBRE O COMITÊ DE ÉTICA Melca Silva Rabelo Pós-doutoranda do Programa de Doutorado em Desenvolvimento

Leia mais

Patricia de Campos Couto MS/SCTIE/DECIT/CGPC

Patricia de Campos Couto MS/SCTIE/DECIT/CGPC Patricia de Campos Couto MS/SCTIE/DECIT/CGPC AVALIAÇÃO DOS PROJETOS Diligências/informações INSTITUIÇÕES Projeto SE Credenciamento Distribuição SECRETARIAS Análise Parecer conclusivo SECRETARIAS Acompanhamento

Leia mais

Estatística Vital Aula 1-07/03/2012. Hemílio Fernandes Campos Coêlho Departamento de Estatística UFPB

Estatística Vital Aula 1-07/03/2012. Hemílio Fernandes Campos Coêlho Departamento de Estatística UFPB Estatística Vital Aula 1-07/03/2012 Hemílio Fernandes Campos Coêlho Departamento de Estatística UFPB Programa proposto Noções de estatística descritiva Noções de probabilidade Noções de Intervalo de confiança

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Epidemiologia HEP 143

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Epidemiologia HEP 143 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Epidemiologia HEP 143 TIPOS PRINCIPAIS DE DESENHOS DE ESTUDO Estudos Epidemiológicos Não Experimental Experimental Dados agregados Dados individuais Ensaio clínico randomizado

Leia mais

SAMU NA ESCOLA : ESTRATÉGIA DE EDUCAÇÃO E REDUÇÃO DE TROTES DO SAMU REGIONAL DE CAMPINA GRANDE (PB).

SAMU NA ESCOLA : ESTRATÉGIA DE EDUCAÇÃO E REDUÇÃO DE TROTES DO SAMU REGIONAL DE CAMPINA GRANDE (PB). SAMU NA ESCOLA : ESTRATÉGIA DE EDUCAÇÃO E REDUÇÃO DE TROTES DO SAMU REGIONAL DE CAMPINA GRANDE (PB). Juliana Alves Aguiar da Silva Costa (FCM-CG); Carlos Alberto Figueiredo Filho (FCM-CG); Thayná Rezende

Leia mais

MANUAL DO PARTICIPANTE DE PESQUISA CLÍNICA

MANUAL DO PARTICIPANTE DE PESQUISA CLÍNICA Educação ao Paciente e Família MANUAL DO PARTICIPANTE DE PESQUISA CLÍNICA OBJETIVO Este manual tem como objetivo oferecer ao participante de pesquisas clínicas informações sobre os estudos desenvolvidos,

Leia mais

METODOLOGIA TIPOS DE PESQUISA

METODOLOGIA TIPOS DE PESQUISA FACULDADE MAURÍCIO DE NASSAU GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM UNIDADE JOÃO PESSOA-PB METODOLOGIA TIPOS DE PESQUISA Profª Séfora Andrade JOÃO PESSOA-PB 2016 PESQUISA Procedimento racional e sistemático que tem por

Leia mais

Carta de Autorização outra instituição

Carta de Autorização outra instituição Modelos Carta de Autorização outra instituição (TIMBRE DO LOCAL DA PESQUISA) (cidade), de de 2010. Ao: Comitê de Ética em Pesquisa Envolvendo Seres Humanos MULTIVIX Vitória At. Coordenação do CEP Eu, (NOME

Leia mais

Delineamento de Estudos Epidemiológicos

Delineamento de Estudos Epidemiológicos Universidade de São Paulo Faculdade de Saúde Pública Departamento de Epidemiologia Delineamento de Estudos Epidemiológicos ANA PAULA SAYURI SATO 2016 Conteúdo Classificação de tipo de estudos epidemiológicos

Leia mais

PESQUISA DE MERCADO. Profa. MSc Marilda Sena P. Zuza

PESQUISA DE MERCADO. Profa. MSc Marilda Sena P. Zuza PESQUISA DE MERCADO Profa. MSc Marilda Sena P. Zuza Pesquisa de Mercado no Contexto de Marketing É uma ferramenta para tornar as decisões a respeito do Mix de Marketing mais seguras. Algumas dúvidas envolvidas

Leia mais

Tipos e Métodos de Pesquisa Social. Metodologia de Pesquisa

Tipos e Métodos de Pesquisa Social. Metodologia de Pesquisa Tipos e Métodos de Pesquisa Social Metodologia de Pesquisa Processo de pesquisa Definir objetivos Analisar os Dados Apresentar Resultados Elaborar projeto de pesquisa Coletar os Dados Níveis de pesquisa

Leia mais

Principais Conceitos em Estatística

Principais Conceitos em Estatística 1 Principais Conceitos em Estatística Ernesto F. L. Amaral 08 de outubro de 2009 www.ernestoamaral.com/met20092.html Fonte: Triola, Mario F. Introdução à estatística. 10 ª ed., Rio de Janeiro: LTC, 2008.

Leia mais

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA USP -

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA USP - DADOS DO PROJETO DE PESQUISA Pesquisador: PARECER CONSUBSTANCIADO DO CEP Título da Pesquisa: ABORDAGEM TERAPÊUTICA NA OBESIDADE: ESTUDO CROSS CULTURAL Área Temática: Versão: 3 Lucas Vieira Francisco CAAE:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Roberto Antonio dos Reis Gomes Shâmara Coelho dos Reis Victor

Leia mais

HOSPITAL DAS CLÍNICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - GO

HOSPITAL DAS CLÍNICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS - GO PARECER CONSUBSTANCIADO DO CEP DADOS DO PROJETO DE PESQUISA Título da Pesquisa: QUALIDADE DE VIDA DOS USUÁRIOS DE DROGAS ILÍCITAS ATENDIDOS NOS CENTROS DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL ÁLCOOL E DROGAS DE GOIÂNIA

Leia mais

Projetos de pesquisa com informações de biobanco

Projetos de pesquisa com informações de biobanco Orientação nº 07 /2017 Comitê de Ética em Pesquisa da FASURGS Projetos de pesquisa com informações de biobanco Com o propósito de atender ao caráter educativo deste Comitê de Ética em Pesquisa, elaboramos

Leia mais

AMOSTRAGEM. É a parte da Teoria Estatística que define os procedimentos para os planejamentos amostrais e as técnicas de estimação utilizadas.

AMOSTRAGEM. É a parte da Teoria Estatística que define os procedimentos para os planejamentos amostrais e as técnicas de estimação utilizadas. AMOSTRAGEM É a parte da Teoria Estatística que define os procedimentos para os planejamentos amostrais e as técnicas de estimação utilizadas. Nos planejamentos amostrais, a coleta dos dados deve ser realizada

Leia mais

COMO ELABORAR O TERMO DE ANUÊNCIA PRÉVIA (TAP) E O TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO (TCLE)

COMO ELABORAR O TERMO DE ANUÊNCIA PRÉVIA (TAP) E O TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO (TCLE) TUTORIAL Nº.001/2012 CEP-UNEMAT. COMO ELABORAR O TERMO DE ANUÊNCIA PRÉVIA (TAP) E O TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO (TCLE) Fundamentação Legal: Resolução 196/96 CNS, e marco regulatório decorrente

Leia mais

ANATOMIA E FISIOLOGIA DA PESQUISA CLÍNICA

ANATOMIA E FISIOLOGIA DA PESQUISA CLÍNICA ANATOMIA E FISIOLOGIA DA PESQUISA CLÍNICA Stephen B. Hulley, Thomas B. Newman e Steven R. Cummings Delineando a Pesquisa Clínica 2015; 4. ed. 02-13 Apresentação: Andressa Giordani Anatomia da pesquisa

Leia mais

Estatística. Professor Jair Vieira Silva Júnior.

Estatística. Professor Jair Vieira Silva Júnior. Estatística Professor Jair Vieira Silva Júnior Ementa da Disciplina Estatística descritiva; Interpretação de gráficos e tabelas; Amostras, representação de dados amostrais e medidas descritivas de uma

Leia mais

ESPELHOS DAS PROVAS GERAL E ESPECÍFICAS

ESPELHOS DAS PROVAS GERAL E ESPECÍFICAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM 2017 ESPELHOS DAS PROVAS GERAL E ESPECÍFICAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM 2017 Prova geral: Tema relacionado a Métodos de Pesquisa em Educação Física Ponto sorteado: Itens básicos do processo

Leia mais

TIPOS DE PESQUISA. 1 Quanto à abordagem 1.1 Pesquisa qualitativa 1..2 Pesquisa quantitativa

TIPOS DE PESQUISA. 1 Quanto à abordagem 1.1 Pesquisa qualitativa 1..2 Pesquisa quantitativa Estrutura do artigo 1 Título do projeto 2 Introdução 3 Revisão bibliográfica (subdivisão) 4 Procedimentos metodológicos. 4.1 Escolher o tipo de pesquisa 4.2 Estabelecer população e amostra 4.3 Determinar

Leia mais

Pesquisa Educacional

Pesquisa Educacional UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN Disciplina de Pesquisa Educacional Pesquisa Educacional Miguel Dias Como classificar as pesquisas? (*) (*) GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTO EM METODOLOGIA CIENTÍFICA E INTERPRETAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO NÍVEL DOUTORADO PROVA A. Candidato:

PROVA DE CONHECIMENTO EM METODOLOGIA CIENTÍFICA E INTERPRETAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO NÍVEL DOUTORADO PROVA A. Candidato: UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIENCIAS DA SAÚDE - Processo seletivo 2017 PROVA DE CONHECIMENTO EM METODOLOGIA CIENTÍFICA E INTERPRETAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE ESCLARECIDO Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil Comitê de Ética em Pesquisa Rua Afonso Cavalcanti, 455 sala 710 Cidade Nova Telefone: 3971-1463 site: http://www.rio.rj.gov.br/web/sms/comite-de-etica-em-pesquisa

Leia mais

AUTORIA E ÉTICA EM PESQUISA

AUTORIA E ÉTICA EM PESQUISA Centro Universitário Franciscano Pró-Reitoria de Graduação Oficinas de Apoio Técnico AUTORIA E ÉTICA EM PESQUISA Profª Vanessa Ramos Kirsten vanessark@unifra.br PESQUISA ÉTICA DIVULGAÇÃO Autoria Dados

Leia mais

MARGENS margem superior e esquerda: 3,0 cm; margem inferior e direita: 2,0 cm; margem de parágrafos: 2,0 cm a partir da margem esquerda.

MARGENS margem superior e esquerda: 3,0 cm; margem inferior e direita: 2,0 cm; margem de parágrafos: 2,0 cm a partir da margem esquerda. MODELO DE PROJETO COMISSÃO DE PESQUISA INSTRUÇÕES PARA REDAÇÃO DO TEXTO: FORMATAÇÃO PAPEL Folha branca, formato A4 (21cm x 29,7cm) FONTE Arial o Títulos de capa e folha de rosto: tamanho 14 (negrito e

Leia mais

Introdução à pesquisa clínica. FACIMED Investigação científica II 5º período Professora Gracian Li Pereira

Introdução à pesquisa clínica. FACIMED Investigação científica II 5º período Professora Gracian Li Pereira Introdução à pesquisa clínica FACIMED 2012.1 Investigação científica II 5º período Professora Gracian Li Pereira Questão de pesquisa x relevância Questão PICO FINER Literatura existente Como fazer? Delineamento

Leia mais

Plataforma Brasil e envio de estudos ao CEP. Profa Eliziane Calvi Doutorado pela Cir Plástica - UNIFESP Docente do MP em Reg.

Plataforma Brasil e envio de estudos ao CEP. Profa Eliziane Calvi Doutorado pela Cir Plástica - UNIFESP Docente do MP em Reg. Plataforma Brasil e envio de estudos ao CEP Profa Eliziane Calvi Doutorado pela Cir Plástica - UNIFESP Docente do MP em Reg. Tecidual -UNIFESP Para cadastramento do pesquisador são necessários os seguintes

Leia mais

P. P. G. em Agricultura de Precisão DPADP0803: Geoestatística (Prof. Dr. Elódio Sebem)

P. P. G. em Agricultura de Precisão DPADP0803: Geoestatística (Prof. Dr. Elódio Sebem) Amostragem: Em pesquisas científicas, quando se deseja conhecer características de uma população, é comum se observar apenas uma amostra de seus elementos e, a partir dos resultados dessa amostra, obter

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE A PLATAFORMA BRASIL

ORIENTAÇÕES SOBRE A PLATAFORMA BRASIL ORIENTAÇÕES SOBRE A PLATAFORMA BRASIL CADASTRO: Para a submissão de projetos de pesquisa que envolva seres humanos, o pesquisador interessado deverá acessar o site http://aplicacao.saude.gov.br/plataformabrasil/login.jsf

Leia mais

O que é pesquisa? inquietações, ou para um problema;

O que é pesquisa? inquietações, ou para um problema; Metodologia da Pesquisa: A construção do conhecimento O que é pesquisa? 1. Pesquisar é procurar respostas para inquietações, ou para um problema; 2. Atividade básica das ciências na sua indagação e descoberta

Leia mais

BIOESTATÍSTICA. Prof ª Marcia Moreira Holcman

BIOESTATÍSTICA. Prof ª Marcia Moreira Holcman BIOESTATÍSTICA Prof ª Marcia Moreira Holcman mholcman@uol.com.br Bibliografia VIEIRA S. Introdução à Bioestatística, Editora Campus Rio de Janeiro, 1998. CALLEGARI-JACQUES SIDIA M. Bioestatísticos Princípios

Leia mais

Comitê de Ética em Pesquisa CEP /Unifev Centro Universitário de Votuporanga Fone:

Comitê de Ética em Pesquisa CEP /Unifev Centro Universitário de Votuporanga   Fone: Comitê de Ética em Pesquisa CEP /Unifev Centro Universitário de Votuporanga e-mail: cepunifev@fev.edu.br Fone: 17-3405.99974 Documentos mínimos necessários para protocolar uma pesquisa. O pesquisador deverá

Leia mais

Projeto de Pesquisa Algumas considerações sobre os elementos que o constitui, de acordo com a NBR 15287:2006.

Projeto de Pesquisa Algumas considerações sobre os elementos que o constitui, de acordo com a NBR 15287:2006. 1 Projeto de Pesquisa Algumas considerações sobre os elementos que o constitui, de acordo com a NBR 15287:2006. É relevante salientar que a ordem de apresentação dos elementos textuais e pós-textuais obrigatórios

Leia mais

CFM informa sobre os direitos dos pacientes no SUS.

CFM informa sobre os direitos dos pacientes no SUS. CFM informa sobre os direitos dos pacientes no SUS. O Sistema Único de Saúde (SUS) é a forma como o Governo deve prestar saúde pública e gratuita a todo o cidadão. A ideia é ter um sistema público de

Leia mais

Sumário. Parte I. Introdução à Pesquisa em Administração 1. 1 Pesquisa em Administração 2. 3 Pensando como um Pesquisador 50

Sumário. Parte I. Introdução à Pesquisa em Administração 1. 1 Pesquisa em Administração 2. 3 Pensando como um Pesquisador 50 Parte I Introdução à Pesquisa em Administração 1 1 Pesquisa em Administração 2 Por que estudar pesquisa em administração? 4 Informações e vantagem competitiva 8 Metas 8 Apoio à decisão 9 Inteligência de

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO Nós,... [nome de todos os pesquisadores]..., pesquisadores da... [nome da Universidade/Faculdade]..., estamos realizando um estudo intitulado:... [informar o

Leia mais

Pesquisa de Mercado. 08 de junho de Profa. Daniela Callegaro, Dr. Martiele Cortes Borges

Pesquisa de Mercado. 08 de junho de Profa. Daniela Callegaro, Dr. Martiele Cortes Borges Pesquisa de Mercado 08 de junho de 2017 Profa. Daniela Callegaro, Dr. Martiele Cortes Borges Relembrando... Estrutura da Pesquisa 1. Definição do problema 2. Elaboração de uma abordagem do problema 3.

Leia mais

Pesquisar é... 16:54

Pesquisar é... 16:54 16:54 PESQUISA Pesquisar é... procurar respostas para indagações propostas. a realização concreta de uma investigação planejada, desenvolvida e redigida de acordo com as normas da metodologia consagrada

Leia mais

ESTUDO EPEPP III CONGRESSO PORTUGUÊS DE DEMOGRAFIA. ESDUDO do PERFIL de ENVELHECIMENTO da POPULAÇÃO PORTUGUESA. Metodologia

ESTUDO EPEPP III CONGRESSO PORTUGUÊS DE DEMOGRAFIA. ESDUDO do PERFIL de ENVELHECIMENTO da POPULAÇÃO PORTUGUESA. Metodologia III CONGRESSO PORTUGUÊS DE DEMOGRAFIA ESTUDO EPEPP ESDUDO do PERFIL de ENVELHECIMENTO da POPULAÇÃO PORTUGUESA Metodologia Palavras-chave: envelhecimento; população portuguesa Botelho MA Oliveira C Aguiar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS CEUA-UFT FORMULÁRIO PARA SUBMISSÃO DE PROJETO DE PESQUISA COM ANIMAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS CEUA-UFT FORMULÁRIO PARA SUBMISSÃO DE PROJETO DE PESQUISA COM ANIMAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS CEUA-UFT FORMULÁRIO PARA SUBMISSÃO DE PROJETO DE PESQUISA COM ANIMAIS Documentos para submissão: 1-Cópia do projeto de pesquisa; 2-Formulário

Leia mais

O Projeto deve conter no máximo 10 laudas a partir da Introdução até Contribuição, Produtos e Benefícios.

O Projeto deve conter no máximo 10 laudas a partir da Introdução até Contribuição, Produtos e Benefícios. CTIC COMISSÃO TÉCNICA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROCESSO SELETIVO 2016/2017 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO PROJETO INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROTOCOLO PROAC No /2016 O Projeto deve conter no máximo 10 laudas a partir

Leia mais

GRUPO FOCAL COMO TÉCNICA DE COLETA DE DADOS NA PESQUISA QUALITATIVA: RELATO DE EXPERIÊNCIA

GRUPO FOCAL COMO TÉCNICA DE COLETA DE DADOS NA PESQUISA QUALITATIVA: RELATO DE EXPERIÊNCIA GRUPO FOCAL COMO TÉCNICA DE COLETA DE DADOS NA PESQUISA QUALITATIVA: RELATO DE EXPERIÊNCIA Linha de Pesquisa: Gestão em Serviços de Saúde Responsável pelo trabalho: SOARES, M. I. Instituição: Universidade

Leia mais

Noções Gerais Sobre Pesquisa

Noções Gerais Sobre Pesquisa 23 Noções Gerais Sobre Pesquisa Nossas possibilidades de conhecimento são muito, e até tragicamente, pequenas. Sabemos pouquíssimo, e aquilo que sabemos, sabemo-lo muitas vezes superficialmente, sem grande

Leia mais

ORIENTAÇÕES: PLATAFORMA BRASIL CONEP/MS COMO FAZER O CADASTRO DE PESSOA FÍSICA NA PLATAFORMA BRASIL

ORIENTAÇÕES: PLATAFORMA BRASIL CONEP/MS COMO FAZER O CADASTRO DE PESSOA FÍSICA NA PLATAFORMA BRASIL ORIENTAÇÕES: PLATAFORMA BRASIL CONEP/MS COMO FAZER O CADASTRO DE PESSOA FÍSICA NA PLATAFORMA BRASIL 1. Para a realização do cadastro é obrigatório ter em mãos os seguintes documentos: Número do CPF; Currículo

Leia mais

HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN-SP

HOSPITAL ISRAELITA ALBERT EINSTEIN-SP PARECER CONSUBSTANCIADO DO CEP DADOS DO PROJETO DE PESQUISA Título da Pesquisa: H-Senses - Autocuidado mediado pelos sentidos: avaliação do impacto na autoestima, stress e bem-estar de mulheres profissionais

Leia mais

TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS EM ANESTESIOLOGIA

TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS EM ANESTESIOLOGIA TERMO TÉCNICO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA CONTRATAÇÃO DE PESSOA JURÍDICA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS EM ANESTESIOLOGIA PROCEDIMENTO DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS

Leia mais

Seminários Digitais Parte VI. Do universo, da amostra e da delimitação do corpus na pesquisa

Seminários Digitais Parte VI. Do universo, da amostra e da delimitação do corpus na pesquisa Seminários Digitais Parte VI Do universo, da amostra e da delimitação do corpus na pesquisa Curso de Comunicação em Mídias Digitais Pesquisa Aplicada em Comunicação e Mídias Digitais Marcos Nicolau Do

Leia mais