GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 21 GEOLOGIA GERAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 21 GEOLOGIA GERAL"

Transcrição

1 GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 21 GEOLOGIA GERAL

2

3

4

5

6

7 Como pode cair no enem O Japão é um país de geologia recente. Essa afirmativa confere ao país em questão uma série de características que estão apresentadas corretamente na seguinte alternativa: a) Grande oferta de recursos minerais, em especial cobre e petróleo. b) Devido à geologia jovem, observa-se um processo de estabilidade geológica. c) Apresenta pouca oferta de recursos mineralógicos, além de instabilidade geológica. d) Pode conter com um território contínuo e praticamente plano, ocupado ostensivamente pela população. e) A geologia recente favorece a abundância de recursos hídricos, assim como o processo de ocupação populacional.

8 Fixação F 1) As reservas petrolíferas estão relacionadas a um tipo de formação geológica, conhecida como: 2 a) escudos cristalinos; o b) bacias sedimentares; e c) dobramentos cenozoicos; d) placas tectônicas; a e) aluviões quaternários. d d i b E e c p d e c e o

9 ixação ) (UFPEL) O cientista Alfred Wegener elaborou, em 1912, a Teoria das Derivas Continentais, bservando que as formas dos continentes de cada lado do Oceano Atlântico pareciam se ncaixar perfeitamente. Ele sugeriu que os continentes estiveram unidos no passado. Com relação às derivas continentais, é INCORRETO afirmar que: ) os sismos não devem ser relacionados aos movimentos tectônicos da Terra, por se tratarem e um fenômeno de vibração brusca e passageira da superfície terrestre. Além disso, não evem ter sua origem associada a processos vulcânicos ou no deslocamento de gases no nterior da Terra; ) existe uma semelhança entre as rochas localizadas nos litorais da América, Europa e África. sse fato ajuda a comprovar que, num passado muito distante, os continentes estiveram unidos m um único bloco; ) a crosta terrestre é descontínua e fragmentada em vários blocos, os quais são formados por artes continentais e oceânicas que se deslocam pelos movimentos de convecção do magma; ) o contato entre as placas pode se dar por subducção nas zonas de convergência, quando las se movem uma em direção à outra, e a placa oceânica, mais densa, submerge sob a ontinental, menos densa; ) o contato entre as placas pode se dar por obducção nas zonas de convergência, quando corre o choque na porção continental em virtude da grande espessura das porções que colidem.

10 Fixação 3) (UFPR) Nos últimos seis anos, o Peru foi sacudido por quatro terremotos acima de 6,5 pontos na escala Richter, magnitude suficiente para danificar construções. Nenhum desses abalos é comparável ao ocorrido na noite de quarta-feira passada - um terremoto de 8 graus na escala Richter matou pelo menos 510 pessoas e deixou mais de 1500 feridos. O epicentro do terremoto ocorreu a uma distância de 145 quilômetros da capital, Lima, e a uma profundidade relativamente rasa, de 40 quilômetros, o que ampliou o seu poder de destruição. (Veja, 22 ago. 2007, p. 70.) Em relação à reportagem acima, considere as seguintes afirmativas: I) A República do Peru está sujeita a abalos sísmicos porque está situada muito próxima do encontro de duas placas tectônicas. II) No Brasil não existem terremotos porque seu território está situado no centro da Placa Sul- Americana. III) Terremotos e vulcanismos são mais frequentes na zona denominada Círculo do Fogo do Pacífico, onde se localiza o Peru. IV) Não existe uma proporção direta entre a magnitude de um abalo sísmico e a sua intensidade máxima. A magnitude depende da energia liberada no epicentro, enquanto a intensidade máxima depende da profundidade. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I, III e IV são verdadeiras. b) Somente as afirmativas III e IV são verdadeiras. c) Somente as afirmativas I, II e III são verdadeiras. d) Somente as afirmativas I, II e IV são verdadeiras. e) Somente as afirmativas II, III e IV são verdadeiras.

11 Fixação 4) (UFSM) Observe o mapa. Nele estão marcados os principais eventos de tsunami que ocorreram na década de 90, com os respectivos locais, altura das ondas e número de mortes. A respeito da distribuição espacial desses eventos, é correto afirmar: a) Estão associados às grandes células de alta pressão tropical, que produzem fortes movimentos nas águas oceânicas. b) Originam-se sempre a partir de movimentos sísmicos na área da plataforma continental, chegando rapidamente às zonas litorâneas. c) São mais comuns no Oceano Pacífico, devido à maior circulação de correntes frias. d) Sua ocorrência é completamente aleatória, sendo praticamente impossível prever o seu aparecimento. e) Associam-se a movimentos tectônicos nas zonas de subducção, onde há o contato de placas.

12 Fixação 5) (UFU) Observe o mapa a seguir. (Atlas Geográfico Escolar. Rio de Janeiro: IBGE, 2002, p. 66. Adaptado) Com relação ao movimento das placas tectônicas ilustrado no mapa, marque a alternativa correta. a) Por subducção, a placa 6 provoca terremotos no oeste dos Estados Unidos; ao se encontrar com a placa 5, ocorre translação, como no Japão, provocando tremores e vulcanismo intenso. b) Entre as placas 3 e 4 há um movimento de dilatação, que provoca vulcanismo de fenda, o qual formou ilhas que representam o topo da cadeia montanhosa submersa, a Dorsal Atlântica. c) O choque entre as placas 2 e 6, pelo processo de subducção, formou a Cordilheira dos Andes; enquanto que o choque entre as placas 5 e 4 formou a Cordilheira do Himalaia, área de grande instabilidade tectônica. d) A placa 4 distancia-se da 5 chocando-se com a placa 3, o que tem provocado, por subducção, intensos terremotos na Europa e aumentado significativamente o fundo do oceano Atlântico.

13 Proposto 1) (UERJ) Observe as informações da tabela: (Adaptado de Veja, 07/06/2006.) Explique a ocorrência de terremotos de grande magnitude nas regiões citadas na tabela e apresente uma justificativa para os diferentes níveis de mortalidade registrados.

14 Proposto Há evidências mostrando que essas aves, que podem ser originárias de um mesmo ancestral, sejam, portanto, parentes. Considerando que, de fato, tal parentesco ocorra, uma explicação possível para a separação geográfica dessas aves, como mostrada no mapa, poderia ser: a) a grande atividade vulcânica, ocorrida há milhões de anos, eliminou essas aves do hemisfério norte; b) na origem da vida, essas aves eram capazes de voar, o que permitiu que atravessassem as águas oceânicas, ocupando vários continentes; c) o ser humano, em seus deslocamentos, transportou essas aves, assim que elas surgiram na Terra, distribuindo-as pelos diferentes continentes; d) o afastamento das massas continentais, formadas pela ruptura de um continente único, dispersou essas aves que habitavam ambientes adjacentes; e) a existência de períodos glaciais muito rigorosos, no hemisférico norte, provocou um gradativo deslocamento dessas aves para o sul, mais quente. 2) (ENEM) No mapa, é apresentada a distribuição geográfica de aves de grande porte e que não voam.

15 Proposto 3) (FATEC) O tsunami que matou, em dezembro de 2004, muitos milhares de habitantes de países banhados pelo oceano Índico já estava quase esquecido quando, em final de maio de 2006, um forte tremor de terras na ilha de Java (Indonésia) fez novas vítimas, que chegam a cerca de 5 mil mortos. Os dois fenômenos, tsunamis e terremotos: a) estão relacionados às estruturas geológicas cristalinas, predominantes na região; b) representam ocorrência comum nas regiões situadas no centro de uma placa tectônica; c) resultam dos desequilíbrios geotérmicos que ocorrem no núcleo, parte central da Terra; d) demonstram que os epicentros, locais de formação dos tremores, estão concentrados no hemisfério sul; e) têm origens semelhantes, pois ocorrem devido à movimentação das placas tectônicas.

16 Proposto 4) Verifique a figura a seguir e identifique as camadas da Terra que ela representa e, na sequência, identifique qual das alternativas traz a associação correta dessas camadas. a) I - Núcleo interno, II - Núcleo externo, III - Manto e IV - Crosta. b) I - Núcleo interno, II - Manto, III - Núcleo externo e IV - Crosta. c) I - Crosta, II - Núcleo externo, III - Manto e IV - Núcleo interno. d) I - Núcleo externo, II - Núcleo interno, III - Manto e IV - Crosta. e) I - Crosta, II - Manto, III - Núcleo externo e IV - Núcleo Interno.

17 Proposto 5) (PUC) A teoria da Tectônica de Placas explica como a dinâmica interna da Terra é responsável pela estrutura da litosfera, sendo INCORRETO afirmar: a) A litosfera é a parte rígida que compõe a crosta terrestre; é segmentada em placas que flutuam em várias direções sobre o manto. b) O movimento das placas pode ser convergente ou divergente, aproximando-as ou afastandoas, ou ainda deslizando-as uma em relação à outra. c) A tectônica é responsável por fenômenos como formação de cadeias montanhosas, deriva dos continentes, expansão do assoalho oceânico, erupções vulcânicas e terremotos. d) As placas continentais e oceânicas possuem semelhante composição mineralógica básica, uma vez que essas placas compõem a crosta terrestre.

18 Proposto 6) (UECE) A porção sólida da Terra é uma camada mais ou menos rígida, apresentando uma espessura variada. Tal camada é o(a): a) magma; b) litosfera; c) troposfera; d) criosfera.

19 Proposto 7) (UEL) O maremoto que varreu, em 26 de dezembro de 2004, parte do litoral do oceano Índico pode gerar dois milhões de novos pobres na Ásia, mas o impacto sobre as economias será fraco, pelo menos na Indonésia, Índia e Tailândia, informa hoje o Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD). A catástrofe pode ter criado um milhão de novos pobres apenas na Indonésia, 645 mil na Índia e 250 mil no Sri Lanka. Nas Maldivas, metade da população foi afetada e mais da metade de seus 287 mil habitantes poderá cair na pobreza. (Fonte: Acessado em: ) Tsunami é uma movimentação de água formando uma grande onda e pode ser causada pela movimentação do fundo do oceano e por atividade vulcânica, dentre outras. Sobre os mais conhecidos tsunamis, é correto afirmar que: I) A ilha-vulcão de Krakatoa, na Indonésia, explodiu com fúria devastadora em II) A ilha-vulcão de Krakatoa foi apenas um cenário para o filme Krakatoa, sem ter sido atingida por um tsunami, desta forma não houve problemas sociais reais nesta região. III) Um devastador tsunami ocorreu na costa da ilha de Hokkaido, no Japão, em 12 de julho de 1993, como resultado de um terremoto. IV) Estima-se que ocorreu na antiguidade uma violenta erupção vulcânica na ilha grega de Santorini. A alternativa que contém todas as afirmativas corretas é: a) I e II d) I, II e III b) I e III e) I, III e IV c) II e IV

GEOLOGIA GERAL GEOGRAFIA

GEOLOGIA GERAL GEOGRAFIA GEOLOGIA GERAL GEOGRAFIA Segunda 7 às 9h Quarta 9 às 12h museu IC II Aula 2 Deriva continental e Tectônica de placas Turma: 2015/2 Profª. Larissa Bertoldi larabertoldi@gmail.com Dinâmica da Terra Deriva

Leia mais

Objetivo da aula: conhecer a estrutura interna da Terra, e os fenômenos associados a essa estrutura como os terremotos e vulcões.

Objetivo da aula: conhecer a estrutura interna da Terra, e os fenômenos associados a essa estrutura como os terremotos e vulcões. Professor: Josiane Vill Disciplina: Geografia Série: 1ª Ano Tema da aula: Estrutura Interna da Terra (pag. 59 a 69 Objetivo da aula: conhecer a estrutura interna da Terra, e os fenômenos associados a essa

Leia mais

Deriva Continental LITOSFERA

Deriva Continental LITOSFERA LITOSFERA Deriva Continental De acordo com determinadas teorias científicas, a crosta terrestre não é uma camada rochosa inteiriça, e sim, fragmentada. A primeira teoria a defender essa tese ficou conhecida

Leia mais

Figura 1 Fragmentação e evolução dos continentes desde a Pangeia até à atualidade: A Pangeia à 225 milhões de anos, B Continentes na atualidade.

Figura 1 Fragmentação e evolução dos continentes desde a Pangeia até à atualidade: A Pangeia à 225 milhões de anos, B Continentes na atualidade. 1. Dinâmica interna da Terra 1.1. Deriva dos Continentes e Tectónica de Placas 1.1.1. Teoria da Deriva Continental Esta teoria foi apresentada por Wegener em 1912, e defendia que os continentes, agora

Leia mais

Parte 1 Formação geológica

Parte 1 Formação geológica AULA 1 CONTINENTES Parte 1 Formação geológica O Planeta Terra é formado por seis continentes: África, América, Antártica, Ásia, Europa e Oceania. A Terra apresenta 149.440.850 quilômetros quadrados de

Leia mais

Qual a força que move os continentes? SabinaValente

Qual a força que move os continentes? SabinaValente Qual a força que move os continentes? SabinaValente Teoria da Tectónica de Placas (1968): A litosfera (ou a parte rígida da Terra) é constituída por segmentos, chamados PLACAS, que se movem sobre um substrato

Leia mais

ESTRUTURA GEOLÓGICA E RELEVO AULA 4

ESTRUTURA GEOLÓGICA E RELEVO AULA 4 ESTRUTURA GEOLÓGICA E RELEVO AULA 4 ESCALA DO TEMPO GEOLÓGICO Organiza os principais eventos ocorridos na história do planeta ERA PRÉ -CAMBRIANA DESAFIO (UEPG) ex. 1 p. 181 - A história e a evolução da

Leia mais

Como ocorre um Tsunami

Como ocorre um Tsunami Como ocorre um Tsunami O QUE É O tsunami é uma onda gigante gerada por distúrbios sísmicos, que possui alto poder destrutivo quando chega à região costeira. A palavra vem do japonês "tsu" (porto, ancoradouro)

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Ciências

PROVA BIMESTRAL Ciências 7 o ano 1 o bimestre PROVA BIMESTRAL Ciências Escola: Nome: Turma: n o : 1. Preencha as lacunas do esquema com as seguintes legendas: Planalto ocidental, Depressão periférica, Serra do Mar e Planície litorânea.

Leia mais

ÁGUA: UMA VIAGEM NO MUNDO DO CONHECIMENTO

ÁGUA: UMA VIAGEM NO MUNDO DO CONHECIMENTO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE ASTRONOMIA, GEOFÍSICA E CIÊNCIAS ATMOSFÉRICAS Departamento de Geofísica EXPOSIÇÃO ITINERANTE DO MUSEU DE CIÊNCIAS DA USP ÁGUA: UMA VIAGEM NO MUNDO DO CONHECIMENTO

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 2ª PROVA PARCIAL DE GEOGRAFIA Aluno(a): Nº Ano: 6º Turma: Data: 02/06/2012 Nota: Professor(a): Élida Valor da Prova: 40 pontos Orientações gerais: 1) Número de questões desta prova: 12 2) Valor das questões:

Leia mais

Tsunamis INTERNATIONAL CENTRE FOR COASTAL ECOHYDROLOGY. Oficina da Prevenção das Catástrofes Naturais Departamento Educacional do ICCE

Tsunamis INTERNATIONAL CENTRE FOR COASTAL ECOHYDROLOGY. Oficina da Prevenção das Catástrofes Naturais Departamento Educacional do ICCE Tsunamis Um tsunami caracteriza-se por uma série de ondas destruidoras e poderosas. Ocorrem após perturbações abruptas que deslocam verticalmente a coluna de água, tais como um sismo, atividade vulcânica,

Leia mais

AGENTES INTERNOS DO RELEVO. Tectonismo Sismos Vulcanismo

AGENTES INTERNOS DO RELEVO. Tectonismo Sismos Vulcanismo ESTRUTURA GEOLÓGICA ESTRUTURA GEOLÓGICA AGENTES INTERNOS DO RELEVO Tectonismo Sismos Vulcanismo Tectonismo Teoria da Tectônica de Placas As placas que compõem a litosfera deslocam-se horizontal e verticalmente

Leia mais

Deriva Continental e Tectônica de Placas

Deriva Continental e Tectônica de Placas Deriva Continental e Tectônica de Placas 1 A teoria da tectônica de placas é muito recente, e tem trazido grande ajuda na compreensão dos fenômenos observados na Terra. Abraham Ortelius, um elaborador

Leia mais

Estrutura e Composição da Terra. Não há fatos eternos, como não há verdades absolutas. [Friedrich Nietzsche]

Estrutura e Composição da Terra. Não há fatos eternos, como não há verdades absolutas. [Friedrich Nietzsche] Estrutura e Composição da Terra Não há fatos eternos, como não há verdades absolutas. [Friedrich Nietzsche] Contornos do Mundo O interior terrestre é formado por várias camadas e as investigações sobre

Leia mais

CAPÍTULO 4 DESASTRES NATURAIS

CAPÍTULO 4 DESASTRES NATURAIS CAPÍTULO 4 DESASTRES NATURAIS Quando vimos na TV o acontecimento do Tsunami, em 2004, pensamos: O mundo está acabando! Mas por que esses desastres naturais estão, cada vez mais, assolando nosso planeta?

Leia mais

A alternativa que contêm a afirmação que pode ser comprovada pelo texto é:

A alternativa que contêm a afirmação que pode ser comprovada pelo texto é: Disciplina: Geografia Atividade: Exercícios de revisão 1ª Série do Ensino Médio Professor: Roberto B. Reusing Data: / / 2011 Aluno (a): Nº: Turma: 1) Observe. Sobre as dobras pode-se afirmar que: A) São

Leia mais

2- CONTINENTE EUROPEU.

2- CONTINENTE EUROPEU. COLÉGIO SANTA ROSA PROFESSOR: CARLOS FERREIRA. SÉRIE: 7ª ASSUNTO: O MUNDO ATUAL DIVISÃO DO MUNDO CONTINENTES são grandes porções de terra que abrigam diferentes formas de vida, vegetação, clima, geografia,

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Anderson José Soares Série: 1º. Pré Universitário Uni-Anhanguera

Aluno(a): Nº. Professor: Anderson José Soares Série: 1º. Pré Universitário Uni-Anhanguera Lista de Exercícios-02-Bimestre I Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Anderson José Soares Série: 1º Disciplina: Geografia Data da prova: 01 - (UNESP SP/2006/Conh Gerais - Verão)

Leia mais

Dinâmica da Litosfera Susana Prada. Teoria da deriva dos continentes. A Terra antes da Pangea 18-03-2015

Dinâmica da Litosfera Susana Prada. Teoria da deriva dos continentes. A Terra antes da Pangea 18-03-2015 Dinâmica da Litosfera Susana Prada A Terra antes da Pangea Fim do Precâmbrico: Supercontinente RODINIA Início do Paleozóico: início da 2ª deriva continental Teoria da deriva dos continentes Proposta pela

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO 1ª SÉRIE EM

LISTA DE RECUPERAÇÃO 1ª SÉRIE EM COLÉGIO FRANCO-BRASILEIRO NOME: N : TURMA: PROFESSOR(A): ANO: 9º DATA: / / 2014 LISTA DE RECUPERAÇÃO 1ª SÉRIE EM 1. Analise a figura e o texto apresentados a seguir. Atualmente existem três categorias

Leia mais

ESCOLA FERREIRA CASTRO 13/14 PROFª SANDRA NASCIMENTO III TECTÓNICA DE PLACAS

ESCOLA FERREIRA CASTRO 13/14 PROFª SANDRA NASCIMENTO III TECTÓNICA DE PLACAS ESCOLA FERREIRA CASTRO 13/14 PROFª SANDRA NASCIMENTO III TECTÓNICA DE PLACAS Regresso à deriva continental O interesse pela Teoria da Deriva Continental reacendeu-se, por volta de 1950, quando se começou

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2014 Disciplina: Geografia Série: 2ª Professor : Carlos Alexandre Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

De onde vem o Nome Tsunami?

De onde vem o Nome Tsunami? O Que é Um Tsunami? Um tsunami é um conjunto de ondas que ocorrem após perturbações muito elevadas que deslocam verticalmente uma coluna de água, como, por exemplo, um sismo, actividade vulcânica, abrupto

Leia mais

"O que não está sendo divulgado na mídia"

O que não está sendo divulgado na mídia "O que não está sendo divulgado na mídia". Essa nova versão possui mais fotos e foi disponibilizada na internet por: Clélia Dahlem da Silva. Realmente não sabemos nada, ou muito pouco, sobre a transição

Leia mais

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor : Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES Estudante: Turma: Data: / / QUESTÃO 1 Analise o mapa

Leia mais

Modulo I Mudanças Climáticas

Modulo I Mudanças Climáticas Nome: Nº: Turma: Geografia 1º ano Exercícios Extras Silvia Set/09 Modulo I Mudanças Climáticas 1. (UFRJ) A maior parte do aquecimento da atmosfera é proveniente da radiação terrestre: a atmosfera deixa

Leia mais

REVISÃO PARA AV1 Unidade 1 Cap. 1

REVISÃO PARA AV1 Unidade 1 Cap. 1 REVISÃO PARA AV1 Unidade 1 Cap. 1 Continente Americano Prof. Ivanei Rodrigues Teoria sobre a formação dos continentes Transformação da crosta terrestre desde a Pangeia até os dias atuais. A Teoria da

Leia mais

A) Ação global. B) Ação Antrópica. C) Ação ambiental. D) Ação tectônic

A) Ação global. B) Ação Antrópica. C) Ação ambiental. D) Ação tectônic Disciplina: Geografia Roteiro de Recuperação Ano / Série: 6º Professor (a): Gabriel Data: / / 2013 Matéria da recuperação. Superficie da Terra. Litosfera, solo e relevo 1- Analise a imagem. www.trabanca.com-acesso:

Leia mais

www.google.com.br/search?q=gabarito

www.google.com.br/search?q=gabarito COLEGIO MÓDULO ALUNO (A) série 6 ano PROFESSOR GABARITO DA REVISÃO DE GEOGRAFIA www.google.com.br/search?q=gabarito QUESTÃO 01. a) Espaço Geográfico RESPOSTA: representa aquele espaço construído ou produzido

Leia mais

O grau interior da Terra é medido através do grau geotérmico com média de 1ºc a cada 30-35m.

O grau interior da Terra é medido através do grau geotérmico com média de 1ºc a cada 30-35m. A FORMAÇÃO DA TERRA E SUA ESTRUTURA O planeta Terra se formou a cerca de 4,5 bilhões de anos, formado por vários materiais incandescentes que foram se resfriando ao longo do tempo, o material mais pesado

Leia mais

Vulcanismo e Tectónica de Placas

Vulcanismo e Tectónica de Placas Vulcanismo e Tectónica de Placas Fig. 1 Sistema de reciclagem da crosta e vulcanismo nas fronteiras tectónicas. Margens convergentes e divergentes A superfície da Terra é constituída por placas diferenciadas

Leia mais

NDAMENTOS DE GEOLOGIA E GEOQUÍMICA PROF. DR. DONIZETI ANTONIO GIUSTI

NDAMENTOS DE GEOLOGIA E GEOQUÍMICA PROF. DR. DONIZETI ANTONIO GIUSTI NDAMENTOS DE GEOLOGIA E GEOQUÍMICA PROF. DR. DONIZETI ANTONIO GIUSTI ESTRUTURA DA TERRA SISMOLOGIA GEOTERMIA VULCANISMO Kircher 1678 (Terra heterogênia em Mundus Sbterraneus. Kelvin 1873 (Termodinâmica

Leia mais

GEOGRAFIA. O texto refere-se ao(à) (A) Índia. (B) Japão. (C) Coréia do Sul. (D) Cingapura. (E) China.

GEOGRAFIA. O texto refere-se ao(à) (A) Índia. (B) Japão. (C) Coréia do Sul. (D) Cingapura. (E) China. GEOGRAFIA 16ª QUESTÃO Com a criação de zonas econômicas especiais, nos últimos anos, este país asiático em transição econômica, do socialismo para o capitalismo, tem adotado uma política de abertura da

Leia mais

GEOLOGIA PARA ENGENHARIA CIVIL TEORIA DA TECTÔNICA DE PLACAS

GEOLOGIA PARA ENGENHARIA CIVIL TEORIA DA TECTÔNICA DE PLACAS GEOLOGIA PARA ENGENHARIA CIVIL TEORIA DA TECTÔNICA DE PLACAS Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Compreender o mecanismo da tectônica de placas Conhecer as placas atuais, e conhecer os tipos de limites

Leia mais

Aula 10 TECTÔNICA DE PLACAS: A TEORIA

Aula 10 TECTÔNICA DE PLACAS: A TEORIA TECTÔNICA DE PLACAS: A TEORIA Aula 10 META Apresentar a teoria, os mecanismos de movimentação das placas litosféricas e os principais limites de placas, assim como as atividades geológicas e grandes feições

Leia mais

BLOCO DE ATIVIDADES / EXERCÍCIOS PROPOSTOS

BLOCO DE ATIVIDADES / EXERCÍCIOS PROPOSTOS Rede de Educação Missionárias Servas do Espírito Santo Colégio Nossa Senhora da Piedade Av. Amaro Cavalcanti, 2591 Encantado Rio de Janeiro / RJ CEP: 20735042 Tel: 2594-5043 Fax: 2269-3409 E-mail: cnsp@terra.com.br

Leia mais

FORMAS E ESTRUTURAS GEOLÓGICAS 40 QUESTÕES

FORMAS E ESTRUTURAS GEOLÓGICAS 40 QUESTÕES 01 - (Acafe SC) O movimento e o contato entre as placas seriam responsáveis por: a) intemperismo e ação eólica. b) terremotos e vulcanismo. c) terremotos e ação glacial. d) orogênese e ação pluvial. e)

Leia mais

EVOLUÇÃO GEOLÓGICA DO TERRITÓRIO NACIONAL

EVOLUÇÃO GEOLÓGICA DO TERRITÓRIO NACIONAL EVOLUÇÃO GEOLÓGICA DO TERRITÓRIO NACIONAL O Brasil apresenta, em seu território, um dos mais completos registros da evolução geológica do planeta Terra, com expressivos testemunhos geológicos das primeiras

Leia mais

AULA 02 2.1 - DINÂMICA INTERNA DA TERRA COM CONSEQUÊNCIAS NA SUPERFÍCIE 2.2 - GEOLOGIA HISTÓRICA E DO ESTADO DE SANTA CATARINA

AULA 02 2.1 - DINÂMICA INTERNA DA TERRA COM CONSEQUÊNCIAS NA SUPERFÍCIE 2.2 - GEOLOGIA HISTÓRICA E DO ESTADO DE SANTA CATARINA AULA 02 2.1 - DINÂMICA INTERNA DA TERRA COM CONSEQUÊNCIAS NA SUPERFÍCIE 2.2 - GEOLOGIA HISTÓRICA E DO ESTADO DE SANTA CATARINA Profᵃ. Drᵃ. Carolina Riviera Duarte Maluche Barettta carolmaluche@bol.com.br

Leia mais

Reflexos nobrasil deterremotos distantes

Reflexos nobrasil deterremotos distantes Reflexos nobrasil deterremotos distantes 2 0 C I Ê N C I A H O J E vol. 42 nº 2 49 Moradores de prédios em diversas cidades brasileiras, em especial São Paulo, Brasília e Manaus, têm se assustado, nas

Leia mais

O que vemos aí? Continentes, vegetação: regiões mais claras (secas).

O que vemos aí? Continentes, vegetação: regiões mais claras (secas). 1 2 O que vemos aí? Continentes, vegetação: regiões mais claras (secas). África saariana: barreira à dispersão de espécies. Destaque em azul: estreito de Bering. Destaque em vermelho: Fendas Marianas.

Leia mais

PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2012

PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2012 PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2012 PROFa. JULIANA NOME N o 8 o ANO A compreensão do enunciado faz parte da questão. Não faça perguntas ao examinador. A prova deve ser feita com caneta azul ou preta.

Leia mais

Teste diagnóstico de Geologia (10.º ano)

Teste diagnóstico de Geologia (10.º ano) Teste diagnóstico de Geologia (10.º ano) 10.º Ano Objetivos Averiguar os conhecimentos prévios dos alunos acerca de alguns dos temas de Geociências que irão ser tratados ao longo do ensino secundário,

Leia mais

- Principal agente das mudanças de estado: Tectônica Global.

- Principal agente das mudanças de estado: Tectônica Global. Classificação de bacias sedimentares: mecanismos de subsidência e contexto tectônico - Bacias sedimentares: áreas da superfície terrestre que sofrem ou sofreram subsidência continuada. - Subsidência resposta

Leia mais

HIDROGRAFIA GERAL E DO BRASIL

HIDROGRAFIA GERAL E DO BRASIL HIDROGRAFIA GERAL E DO BRASIL QUESTÃO 01 - A Terra é, dentro do sistema solar, o único astro que tem uma temperatura de superfície que permite à água existir em seus três estados: líquido, sólido e gasoso.

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 7º Ano. Ano Lectivo: 2010/2011

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 7º Ano. Ano Lectivo: 2010/2011 PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR Ciências Naturais 7º Ano Ano Lectivo: 2010/2011 Competências Temas/Unidades Conteúdos _ Conhecer a constituição do Universo e do Sistema Solar _ Conhecer as características

Leia mais

Formação das Rochas. 2.Rochas sedimentares: formadas pela deposição de detritos de outras rochas,

Formação das Rochas. 2.Rochas sedimentares: formadas pela deposição de detritos de outras rochas, Relevo Brasileiro 1.Rochas magmáticas ou ígneas, formadas pela solidificação do magma.podem ser intrusivas formadas dentro da crosta terrestre ou extrusivas na superfície. Formação das Rochas 2.Rochas

Leia mais

Florianópolis. b) a data em que cada imagem foi produzida:, e

Florianópolis. b) a data em que cada imagem foi produzida:, e PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= A PAISAGEM E AS

Leia mais

GEOLOGIA! Professor: Adilson Soares E- mail: adilson.soares@unifesp.br Site: www.geologia.tk

GEOLOGIA! Professor: Adilson Soares E- mail: adilson.soares@unifesp.br Site: www.geologia.tk GEOLOGIA! Professor: Adilson Soares E- mail: adilson.soares@unifesp.br Site: www.geologia.tk TERREMOTOS (Cap. 19) Earthquake Effects - Ground Shaking Northridge, CA 1994 Earthquake Effects Ground Shaking

Leia mais

Evolução da Terra. Geografia Prof. Cristiano Amorim

Evolução da Terra. Geografia Prof. Cristiano Amorim Evolução da Terra Geografia Prof. Cristiano Amorim Estrutura interna da Terra A estrutura interna da Terra é composta de: Litosfera (50 a 60 km de espessura). Manto (4.600 km de espessura). Núcleo (1.700

Leia mais

Relevo GEOGRAFIA DAVI PAULINO

Relevo GEOGRAFIA DAVI PAULINO Relevo GEOGRAFIA DAVI PAULINO Relevo É a forma da superfície terrestre, que apresenta variação de nível de um local para outro. Tem uma influência pesada em outros fenômenos, como a urbanização e as atividade

Leia mais

A dinâmica do relevo terrestre e A hidrografia terrestre

A dinâmica do relevo terrestre e A hidrografia terrestre 1 O relevo terrestre é formado e modelado pela ação de diversos agentes internos (movimentos tectônicos, vulcanismo, terremoto) e externos (ação das águas, do vento e do próprio homem). Explique de que

Leia mais

Prova bimestral 5 o ANO 1 o BIMESTRE

Prova bimestral 5 o ANO 1 o BIMESTRE Prova bimestral 5 o ANO 1 o BIMESTRE GEOGRAFIA Escola: Nome: Data: / / Turma: Leia: O planeta Terra foi formado há mais de 4 bilhões de anos após uma grande explosão. Na atmosfera havia muita água, gases

Leia mais

Elementos Climáticos CLIMA

Elementos Climáticos CLIMA CLIMA Elementos Climáticos O entendimento e a caracterização do clima de um lugar dependem do estudo do comportamento do tempo durante pelo menos 30 anos: das variações da temperatura e da umidade, do

Leia mais

Professor: Anderson Carlos Fone: 81 8786 6899

Professor: Anderson Carlos Fone: 81 8786 6899 Professor: Anderson Carlos Fone: 81 8786 6899 Estrutura geológica é a base do território. Corresponde à sua composição rochosa. Já o relevo é a forma apresentada pelo território ao nossos olhos: montanhas

Leia mais

Exercícios Tipos de Chuvas e Circulação Atmosférica

Exercícios Tipos de Chuvas e Circulação Atmosférica Exercícios Tipos de Chuvas e Circulação Atmosférica 1. De acordo com as condições atmosféricas, a precipitação pode ocorrer de várias formas: chuva, neve e granizo. Nas regiões de clima tropical ocorrem

Leia mais

Teoria da Deriva Continental - Alfred Wegener (1915)

Teoria da Deriva Continental - Alfred Wegener (1915) ESTRUTURA GEOLÓGICA Teoria da Deriva Continental - Alfred Wegener (1915) - Harry Hess (1960) Teoria da Tectônica de Placas Sismos A conseqüência do choque entre placas tectônicas são chamadas de abalos

Leia mais

GEOGRAFIA. Professores: Marcus, Ronaldo

GEOGRAFIA. Professores: Marcus, Ronaldo GEOGRAFIA Professores: Marcus, Ronaldo Questão que trabalha conceitos de cálculo de escala, um tema comum nas provas da UFPR. O tema foi trabalhado no Módulo 05 da apostila II de Geografia I. Para melhor

Leia mais

O vulcanismo, de acordo com os fenómenos observados, pode ser classificado como primário ou secundário:

O vulcanismo, de acordo com os fenómenos observados, pode ser classificado como primário ou secundário: 1. Vulcanismo O vulcanismo ou a atividade vulcânica consiste na libertação de produtos gasosos, líquidos e/ou sólidos para o exterior da crosta terrestre. Esta saída pode ser através de aberturas na superfície

Leia mais

Interacção Oceano-Atmosfera. O transporte de calor pelos oceanos. Os oceanos como reguladores do clima.

Interacção Oceano-Atmosfera. O transporte de calor pelos oceanos. Os oceanos como reguladores do clima. Interacção Oceano-Atmosfera. O transporte de calor pelos oceanos. Os oceanos como reguladores do clima. Vimos como o oceano, através da influência que exerce no conteúdo de humidade da atmosfera afecta

Leia mais

A DINÂMICA DA CROSTA TERRESTRE

A DINÂMICA DA CROSTA TERRESTRE A DINÂMICA DA CROSTA TERRESTRE Ao longo dos tempos as pessoas formularam diferentes teorias para explicar a origem do Universo, da Terra, da vida, dos seres humanos. A forma do Universo e sua dinâmica

Leia mais

GEOGRAFIA. Professora Bianca

GEOGRAFIA. Professora Bianca GEOGRAFIA Professora Bianca TERRA E LUA MOVIMENTO DA LUA MOVIMENTOS DA TERRA TEMPO E CLIMA Tempo é o estado da atmosfera de um lugar num determinado momento. Ele muda constantemente. Clima é o conjunto

Leia mais

Recuperação Final Geografia 6º ano

Recuperação Final Geografia 6º ano COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II SEÇÃO TÉCNICA DE ENSINO Recuperação Final Geografia 6º ano Aluno: Série: 6º ano Turma: Data: 07 de dezembro de 2015. 1. Esta prova é um documento oficial do CMDPII. LEIA COM

Leia mais

GEOGRAFIA. Estão corretos apenas os itens. A) I e III. B) I e IV. C) II e IV. D) I, II e III. E) II, III e IV.

GEOGRAFIA. Estão corretos apenas os itens. A) I e III. B) I e IV. C) II e IV. D) I, II e III. E) II, III e IV. GEOGRAFIA 11) Ao ler o mapa do estado do Rio Grande do Sul, podese reconhecer diferentes paisagens que se configuram por apresentarem significativas relações entre os elementos que as compõem. Dentre os

Leia mais

GEOGRAFIA. 49 TOPOGRAFIA As curvas de nível são linhas que unem pontos com a mesma altitude. A partir delas pode ser

GEOGRAFIA. 49 TOPOGRAFIA As curvas de nível são linhas que unem pontos com a mesma altitude. A partir delas pode ser GEOGRAFIA 49 TOPOGRAFIA As curvas de nível são linhas que unem pontos com a mesma altitude. A partir delas pode ser determinada a declividade do terreno e pode ser traçado seu perfil. Observe a figura.

Leia mais

1º ano. Os elementos da Paisagem Natural e Paisagem modificada

1º ano. Os elementos da Paisagem Natural e Paisagem modificada 1º ano Os elementos da Paisagem Natural e Paisagem modificada A origem da Terra; A origem dos continentes; A teoria da deriva dos continentes; A teoria das placas tectônicas; Tempo geológico; A estrutura

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA Aluno (a): 4º ano Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Conteúdo de Recuperação Sistema Solar. Mapa político do Brasil: Estados e capitais. Regiões

Leia mais

RESOLVIDO 1º SIMULADO DISCURSIVO PROVA 02. GEOGRAFIA Horário: das 9h às 12h Dia: 01 de julho.

RESOLVIDO 1º SIMULADO DISCURSIVO PROVA 02. GEOGRAFIA Horário: das 9h às 12h Dia: 01 de julho. RESOLVIDO 2012 1º SIMULADO DISCURSIVO PROVA 02 GEOGRAFIA Horário: das 9h às 12h Dia: 01 de julho. GEOGRAFIA 1ª QUESTÃO As figuras a seguir apresentam os mapas com a atuação das massas de ar no inverno

Leia mais

Aula 1.1 Conteúdo: Como regionalizar o espaço mundial? O que são continentes? FORTALECENDO SABERES APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES

Aula 1.1 Conteúdo: Como regionalizar o espaço mundial? O que são continentes? FORTALECENDO SABERES APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA A Aula 1.1 Conteúdo: Como regionalizar o espaço mundial? O que são continentes? 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA A

Leia mais

Deriva Continental & Tectônica de Placas

Deriva Continental & Tectônica de Placas ...S E Ç Ã O D E T E X T O S G E O T E M Á T I C O S E M P D F Deriva Continental & Tectônica de Placas Geólogo Paulo César Manzig O Brasil e a África Ao olhar para um mapa-mundi nos chama a atenção a

Leia mais

Prof. Janderson Barros

Prof. Janderson Barros TEMA 1 Prof. Janderson Barros Aspectos Gerais da Oceania. Definição de Oceania Continente insular composto por um conjunto de ilhas; Conhecida como Novíssimo Mundo devido sua descoberta nas décadas finais

Leia mais

1) Analise as figuras onde são apresentadas as imagens A, B e C. RELEVO, VEGETAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DOS POVOADOS NA REGIÃO DE GOURMA

1) Analise as figuras onde são apresentadas as imagens A, B e C. RELEVO, VEGETAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DOS POVOADOS NA REGIÃO DE GOURMA 1) Analise as figuras onde são apresentadas as imagens A, B e C. RELEVO, VEGETAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DOS POVOADOS NA REGIÃO DE GOURMA Todas as alternativas contêm afirmações corretas sobre as imagens apresentadas

Leia mais

GRUPO III 1 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO III 1 o BIMESTRE PROVA A Unidade Portugal Série: 6 o ano (5 a série) Período: TARDE Data: 27/4/2011 PROVA GRUPO GRUPO III 1 o BIMESTRE PROVA A Nome: Turma: Valor da prova: 4,0 Nota: Forte terremoto provoca tsunami e mata centenas

Leia mais

Correcção do Teste de Verificação da Aprendizagem

Correcção do Teste de Verificação da Aprendizagem Correcção do Teste de Verificação da Aprendizagem Preparação para a Ficha de Avaliação nº5 Em cada uma das questões seguintes assinala a opção correcta. Só deves assinalar uma opção em cada questão. 1

Leia mais

UFU 2014 Geografia 2ª Fase

UFU 2014 Geografia 2ª Fase QUESTÃO 1 (Geopolítica) A região representada no mapa conta com quase dois terços das reservas mundiais de petróleo. Nas últimas décadas, o controle sobre essas fontes de petróleo foi a principal causa

Leia mais

A propagação das ondas marítimas e dos tsunami

A propagação das ondas marítimas e dos tsunami A propagação das ondas marítimas e dos tsunami Prof. Fernando Lang da Silveira Instituto de Física da UFRGS http://textos/ondas_tsunami.pdf Tsunami onda(s) de porto em japonês - é uma palavra que designa

Leia mais

MATÉRIA 6º 2º Dez/13 NOTA

MATÉRIA 6º 2º Dez/13 NOTA Valores eternos. TD Recuperação MATÉRIA Geografia ANO/TURMA SEMESTRE DATA 6º 2º Dez/13 ALUNO(A) PROFESSOR(A) Tiago Bastos TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS NOTA VISTO DOS PAIS/RESPONSÁVEIS 1. Analise e

Leia mais

O PLANETA TERRA NO TEMPO GEOLÓGICO: TECTÔNICA DE PLACAS E MUDANÇAS CLIMÁTICAS

O PLANETA TERRA NO TEMPO GEOLÓGICO: TECTÔNICA DE PLACAS E MUDANÇAS CLIMÁTICAS Anais da 64ª Reunião Anual da SBPC São Luís, MA Julho/2012 O PLANETA TERRA NO TEMPO GEOLÓGICO: TECTÔNICA DE PLACAS E MUDANÇAS CLIMÁTICAS Umberto G. Cordani Instituto de Geociências da USP 1 ORIGENS A Terra

Leia mais

Equipe de Geografia. Geografia

Equipe de Geografia. Geografia Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 3B Ensino Médio Equipe de Geografia Data: Geografia Geologia Quando se formou, a terra era constituída por um material pastoso devido às altas temperaturas. Atualmente

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 7.º Ano

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Ciências Naturais 7.º Ano PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR Ciências Naturais 7.º Ano UNIDADES DIDÁTICAS CONTEÚDOS METAS DE APRENDIZAGEM 1º Período TERRA NO ESPAÇO Terra Um planeta com vida Condições da Terra que permitem a existência

Leia mais

ATIVIDADE. Esta atividade tem 30 questões Para respondê-la consulte seu livro e o texto Brasil: Recursos Minerais. Use caneta com tinta AZUL ou PRETA.

ATIVIDADE. Esta atividade tem 30 questões Para respondê-la consulte seu livro e o texto Brasil: Recursos Minerais. Use caneta com tinta AZUL ou PRETA. ATIVIDADE Esta atividade tem 30 questões Para respondê-la consulte seu livro e o texto Brasil: Recursos Minerais. Use caneta com tinta AZUL ou PRETA. Bom trabalho! Questão 01 Pará e Minas Gerais são líderes

Leia mais

Atmosfera e o Clima. Clique Professor. Ensino Médio

Atmosfera e o Clima. Clique Professor. Ensino Médio Atmosfera e o Clima A primeira camada da atmosfera a partir do solo é a troposfera varia entre 10 e 20 km. É nessa camada que ocorrem os fenômenos climáticos. Aquecimento da atmosfera O albedo terrestre

Leia mais

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 1º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor: Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 1º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor: Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 1º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professor: Bruno Matias Telles 1ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES Estudante: Turma: Data: / / QUESTÃO 1 Fonte: .

Leia mais

É o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza).

É o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza). GEOGRAFIA 7ª Série/Turma 75 Ensino Fundamental Prof. José Gusmão Nome: MATERIAL DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL A GEOGRAFIA DO MUNDO SUBDESENVOLVIDO A diferença entre os países que mais chama a atenção é

Leia mais

Planeta Terra Contributos para o seu conhecimento

Planeta Terra Contributos para o seu conhecimento Planificação da unidade didáctica Biologia e Geologia: Planeta Terra Contributos para o seu conhecimento Manual escolar utilizado: Título: Terra, Universo de Vida Autores: Amparo Dias da Silva; Fernanda

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2012 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Geografia Trimestre: 1º

Leia mais

Fundação Universitária para o Vestibular (FUVEST USP) FUVEST 2013

Fundação Universitária para o Vestibular (FUVEST USP) FUVEST 2013 Fundação Universitária para o Vestibular (FUVEST USP) FUVEST 2013 01 (FUVEST 2013) - Entre as características que distinguem a água do mar das águas dos rios continentais, destaca-se a alta concentração

Leia mais

ORIGEM, ESTRUTURA E COMPOSIÇÃO DA TERRA E A TECTÔNICA DE PLACAS

ORIGEM, ESTRUTURA E COMPOSIÇÃO DA TERRA E A TECTÔNICA DE PLACAS ORIGEM, ESTRUTURA E COMPOSIÇÃO DA TERRA E A TECTÔNICA DE PLACAS BIG BANG PLANETESIMAIS FORMAÇÃO DOS PLANETAS A teoria da Grande Explosão (Big( Bang), considera que nosso Universo começou ou entre 13 a

Leia mais

Arquitetura e Sustentabilidade. Antonio Castelnou PARTE I

Arquitetura e Sustentabilidade. Antonio Castelnou PARTE I Arquitetura e Sustentabilidade Antonio Castelnou PARTE I CASTELNOU Introdução Atualmente, as questões ambientais vêm sendo cada vez mais salientadas, não somente pela ação de organismos nãogovernamentais

Leia mais

Prof: Franco Augusto

Prof: Franco Augusto Prof: Franco Augusto Efeito de latitude A forma esférica da Terra, faz os raios solares chegarem com intensidades variadas nas diversas porções do planeta. Nas áreas próximas à linha do Equador, com baixas

Leia mais

COLÉGIO SÃO JOSÉ PROF. JOÃO PAULO PACHECO GEOGRAFIA 1 EM 2011

COLÉGIO SÃO JOSÉ PROF. JOÃO PAULO PACHECO GEOGRAFIA 1 EM 2011 COLÉGIO SÃO JOSÉ PROF. JOÃO PAULO PACHECO GEOGRAFIA 1 EM 2011 O Sol e a dinâmica da natureza. O Sol e a dinâmica da natureza. Cap. II - Os climas do planeta Tempo e Clima são a mesma coisa ou não? O que

Leia mais

Sugestões de avaliação. Geografia 6 o ano Unidade 2

Sugestões de avaliação. Geografia 6 o ano Unidade 2 Sugestões de avaliação Geografia 6 o ano Unidade 2 5 Unidade 2 Nome: Data: 1. Preencha o quadro com as principais características do planeta Terra. Localização no Sistema Solar Formato Elementos presentes

Leia mais

Guião de Exploração de Actividades. Parte A Alta Tecnologia para Estudar a Dinâmica Interna da Geosfera

Guião de Exploração de Actividades. Parte A Alta Tecnologia para Estudar a Dinâmica Interna da Geosfera Guião de Exploração de Actividades Que contribuições poderão fornecer os métodos directos e indirectos para o conhecimento da estrutura e dinâmica da Geosfera? Quais são os métodos para investigar o interior

Leia mais

Universidade de Aveiro Departamento de Física. Dinâmica do Clima. Precipitação

Universidade de Aveiro Departamento de Física. Dinâmica do Clima. Precipitação Universidade de Aveiro Departamento de Física Dinâmica do Clima Precipitação Objectivos Analisar a evolução do Clima, no nosso caso a taxa de precipitação, desde Dezembro de 1994 até Dezembro de 2006.

Leia mais

Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos

Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos 2 QUESTÃO 01 (1,0 ponto) Observe a imagem 1, com atenção, e depois responda Fonte: http://nautilus.fis.uc.pt/astro/hu/viag/images/imagem24.jp 3 É o sexto planeta

Leia mais

GEOGRAFIA. Analise, quanto à veracidade (V) ou falsidade (F), as proposições abaixo, sobre o GPS.

GEOGRAFIA. Analise, quanto à veracidade (V) ou falsidade (F), as proposições abaixo, sobre o GPS. GEOGRAFIA 0 O alinhamento do Sol, da Terra e da Lua provocam um fenômeno chamado eclipse. Em setembro de 007, a Região Sul foi privilegiada com a visibilidade de um eclipse parcial solar que encobriu mais

Leia mais

Estrutura interna da Terra

Estrutura interna da Terra Estrutura interna da Terra Crosta - camada superficial sólida que circunda a Terra; Manto - logo abaixo da crosta. Núcleo - parte central do planeta. Profº. Claudio Lima Crosta (Litosfera) - composição

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 7º ANO-

PLANIFICAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 7º ANO- PLANIFICAÇÃO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 7º ANO- Tema / Capítulos Competências/Objectivos Estratégias / Actividades Recursos/Materiais Avaliação Aulas previstas (45 min) Articulação Tema I TERRA NO ESPAÇO Capítulo

Leia mais

A GEOTERMIA E SUA IMPORTÂNCIA NO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

A GEOTERMIA E SUA IMPORTÂNCIA NO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO A GEOTERMIA E SUA IMPORTÂNCIA NO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO O que é a geotermia? A terra não só é capaz de produzir energia de maneira passiva a partir de materiais fósseis acumulados ao longo de milhões

Leia mais