PROJECTO DE ALTERAÇÃO DE POSTURA MUNICIPAL DE TRÂNSITO DE OLVEIRA DE AZEMÉIS. Preâmbulo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJECTO DE ALTERAÇÃO DE POSTURA MUNICIPAL DE TRÂNSITO DE OLVEIRA DE AZEMÉIS. Preâmbulo"

Transcrição

1 PROJECTO DE ALTERAÇÃO DE POSTURA MUNICIPAL DE TRÂNSITO DE OLVEIRA DE AZEMÉIS Preâmbulo A presente proposta de alteração da Postura Municipal de Trânsito, aprovada em Assembleia de Câmara de 15 de Junho de 2009, vem na sequência da deliberação de Reunião de Câmara de 20 de Abril de Com o objectivo de melhorar e disciplinar a circulação e estacionamento de veículos motorizados, de contribuir para a minimização de conflitos entre estes e peões, foram introduzidas várias alterações nos sentidos viários com o intuito de reduzir percursos, clarificar a orientação para os principais serviços e equipamentos e ir de encontro às normas técnicas de acessibilidade em vigor. Para melhor compreensão das premissas deste estudo apresenta-se, P06 - Planta de Apresentação / Proposta de Circulação, uma imagem clarificadora dos três anéis básicos de circulação. Estes têm como principal objectivo reduzir o tráfego de atravessamento, e organizar a circulação através de movimentos mais intuitivos e de fácil percepção. Acompanham esta proposta soluções rodoviárias e urbanísticas individualizadas para locais chave de conflito. De igual modo decisões relativas à prioridade de circulação e de sentidos de tráfego foram tomadas com base em contagens de tráfego realizadas nos entroncamentos e cruzamentos mais críticos, por indivíduos ao serviço da Câmara Municipal. Por último refira-se a identificação de troços sem saída e perfil desadequado à circulação rodoviária, os quais foram inseridos numa nova categoria: via de trânsito condicionado a moradores. Cremos, que com esta proposta, ficam igualmente clarificadas as prioridades de intervenção municipal no espaço público da Cidade de Oliveira de Azeméis. A presente Postura é elaborada ao abrigo do disposto no artigo 112º e 241º da Constituição da República Portuguesa, no artigo 64º e no artigo 53º da Lei nº 169/99, de 18 de Setembro, na redacção que lhe foi dada pela Lei nº5 A / 2002 de 11 de Janeiro e no Código da Estradas, aprovado pelo Decreto Lei nº 114/94, de 3 de Maio com as alterações introduzidas pelo Decreto Lei 44/2005 de 23 de Fevereiro. 1

2 CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO 1º Norma habilitante O presente Regulamento é elaborado ao abrigo dos termos dos artigos 112º e 241º da Constituição da República Portuguesa, dos artigos 116º e 118º do Código do Procedimento Administrativo, do artigo 64º n.º 1 alínea u), n.º 2 alínea f), n.º 7 alíneas a, b e d) da Lei 169/99 de 18 de Setembro na sua actual redacção, o Código da Estrada na sua actual redacção. ARTIGO 2º Âmbito de aplicação 1. O disposto na presente Postura aplica-se ao trânsito nas vias de domínio público municipal da cidade de Oliveira de Azeméis e nas vias de domínio privado, desde que estas estejam abertas ao trânsito público. 2. Os condutores de veículos automóveis ou de tracção animal, de motociclos, ciclomotores, velocípedes e, de uma maneira geral, de todos os veículos, ficam obrigados ao cumprimento das disposições de trânsito estabelecidas pela presente Postura e, em tudo o que nele não estiver especialmente consignado, à completa observância dos preceitos do Código da Estrada e legislação complementar. ARTIGO 3º Regime de excepção As restrições da presente Postura não se aplicam aos veículos especiais definidos no 5º Artigo do Capitulo I, do Regulamento Municipal sobre Estacionamento e Paragem de Veículos no Concelho de Oliveira de Azeméis. 2

3 ARTIGO 4º Definições Para efeitos da presente postura, consideram-se as definições constantes no Código da Estrada, no Regulamento de Sinalização de Trânsito, e no Regulamento Municipal sobre Estacionamento e Paragem de Veículos no Concelho de Oliveira de Azeméis. CAPITULO II CIRCULAÇÃO E ESTACIONAMENTO ARTIGO 5º Circulação 1. Para efeitos do cumprimento do presente regulamento consideram-se os sentidos de circulação previstos em P03, que acompanha em anexo este documento. 2. O tráfego pesado só poderá circular nas vias assim identificadas em P00, que acompanha em anexo este documento. 3. Consideram-se vias de trânsito condicionado as constantes na P01 (trânsito condicionado a moradores, zona pedonal e ciclovia). 4. A prioridade de circulação será definida oportunamente, caso a caso, sempre que se alterem os pressupostos de contexto, não carecendo de alteração do presente regulamento desde que não sejam alterados os sentidos de circulação. ARTIGO 6º Estacionamento permitido 1. Consideram-se lugares de estacionamento permitido todos os que não conflituem com as normas legais de estacionamento. 2. Sem prejuízo das disposições da presente postura, têm total aplicação as disposições constantes no Regulamento Municipal sobre Estacionamento e Paragem de Veículos no Concelho de Oliveira de Azeméis. 3

4 ARTIGO 7º Proibição de paragem e estacionamento 1. É proibida a paragem e o estacionamento de veículos pesados com mais de 3,5 toneladas, excepto nas bolsas de estacionamento devidamente sinalizadas. 2. É proibida a paragem e o estacionamento de veículos nas vias pedonais, excepto os veículos especiais. 3. Nas vias pedonais é permitido apenas a paragem de veículos de moradores e comerciantes ou veículos destinados a cargas, descargas e apoio logístico aos estabelecimentos, carros funerários em serviço e veículos de pessoas com mobilidade reduzida devidamente identificados. 4. É permitido a circulação, paragem e estacionamento de outros veículos desde que autorizados pela Câmara Municipal. ARTIGO 8º Cargas e Descargas 1. É permitido fazer cargas e descargas nos locais próprios e sinalizados para o efeito. 2. É permitido fazer cargas e descargas nas vias pedonais no estrito cumprimento dos horários estabelecidos no Regulamento Municipal sobre Estacionamento e Paragem de Veículos no Concelho de Oliveira de Azeméis. 3. Os veículos que efectuem as cargas e descargas devem abandonar o local logo que concluída a respectiva operação de carga ou descarga. CAPITULO III FISCALIZAÇÃO E SANÇÕES ARTIGO 9º Fiscalização A fiscalização do cumprimento das disposições do presente Regulamento será exercida pelas autoridades policiais e por agentes de acompanhamento e informação 4

5 devidamente identificados, ou polícias municipais nos termos do Código da Estrada e demais legislação aplicável. ARTIGO 10º Sanções Sem prejuízo da responsabilidade civil e ou penal que ao caso couber, as infracções ao disposto no presente Regulamento são sancionadas nos termos do disposto no Código da Estrada e no Regulamento de Sinalização de Trânsito. CAPITULO IV DISPOSIÇÕES FINAIS ARTIGO 11º Alterações Todas as alterações previstas à presente Postura serão resolvidas nos termos da Lei nº 169/99 de 18 de Setembro, na redacção introduzida pela Lei nº 5-A/2002 de 11 de Janeiro. ARTIGO 12º Dúvidas e omissões As dúvidas e omissões serão resolvidas de acordo com as disposições do Código da Estrada e respectivos Regulamentos e supletivamente por deliberação da Câmara Municipal. ARTIGO 13º Entrada em vigor 1. A presente postura entra em vigor no prazo de quinze dias a contar da publicação através de Edital e revoga todas as anteriores. 5

6 2. As disposições da presente Postura que envolvam a implantação da sinalização adequada designadamente sinalização vertical e marcas rodoviárias só terão aplicação após a devida colocação desta. 6

REGULAMENTO ESPECIFICO DE ESTACIONAMENTO E CIRCULAÇÃO DA UOGEC ALMADA CENTRO

REGULAMENTO ESPECIFICO DE ESTACIONAMENTO E CIRCULAÇÃO DA UOGEC ALMADA CENTRO REGULAMENTO ESPECIFICO DE ESTACIONAMENTO E CIRCULAÇÃO DA UOGEC ALMADA CENTRO Secção I Definições e Conceitos Artigo 1º Âmbito de aplicação No termos do Artigo 11º do Regulamento Geral de e Circulação das

Leia mais

DECRETO N.º 458/XII. Décima quarta alteração ao Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de maio

DECRETO N.º 458/XII. Décima quarta alteração ao Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de maio DECRETO N.º 458/XII Décima quarta alteração ao Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de maio A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição,

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DA CALHETA MADEIRA

CÂMARA MUNICIPAL DA CALHETA MADEIRA NOTA JUSTIFICATIVA Devido ao aumento do tráfego automóvel na Vila da Calheta tornou-se necessário encontrar uma solução por forma a disciplinar o trânsito e o estacionamento, passando este objectivo, também,

Leia mais

Regulamento de Trânsito e Estacionamento

Regulamento de Trânsito e Estacionamento Regulamento de Trânsito e Estacionamento 2012 Fevereiro/2009 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Lei habilitante O presente Regulamento é elaborado ao abrigo do disposto no artigo 241.º da Constituição

Leia mais

Regulamento Geral de Estacionamento e Circulação das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada

Regulamento Geral de Estacionamento e Circulação das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada Regulamento Geral de Estacionamento e Circulação das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada CAPITULO I CONCEITOS GERAIS SECÇÃO I ENQUADRAMENTO Artigo 1º Enquadramento legal Ao presente regulamento

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS

REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS (Aprovado na 8ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal realizada em 5 de Março de 1997, na 3ª Reunião da 2ª Sessão Ordinária

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA. (Versão em vigor, com as alterações introduzidas pela Deliberação n.

REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA. (Versão em vigor, com as alterações introduzidas pela Deliberação n. REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA (Versão em vigor, com as alterações introduzidas pela Deliberação n.º 2/AM/99) Capítulo I Dos Princípios Gerais Artigo 1.º (Âmbito de aplicação)

Leia mais

U """N A VEREADORA k L- ; 'Av^-*

U N A VEREADORA k L- ; 'Av^-* (anexo XIII) d a a e e Ofdenamenfo do T e i r í t ó r i c Gabinete de Mobilidade PARECER: DESPACHO: A, PROPOSTA CONCORDO NOS TERMOS LEGAIS À PRÓXIMA REUNIÃO DO EXECUTIVO \E r"^vw DE X;' l U """N A VEREADORA

Leia mais

CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO

CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO (4.ª Edição) Actualização N.º 5 Código da Estrada Edição de Bolso 2 TÍTULO: AUTOR: CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO Actualização N.º 5 BDJUR EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA,

Leia mais

PARTE H (2) Diário da República, 2.ª série N.º de fevereiro de 2014 MUNICÍPIO DE ALMADA. CAPÍTULO I Conceitos Gerais

PARTE H (2) Diário da República, 2.ª série N.º de fevereiro de 2014 MUNICÍPIO DE ALMADA. CAPÍTULO I Conceitos Gerais 5506-(2) Diário da República, 2.ª série N.º 37 21 de fevereiro de 2014 PARTE H MUNICÍPIO DE ALMADA Aviso n.º 2916-A/2014 Para os devidos efeitos, e nos termos do disposto no artigo 118.º do Código do Procedimento

Leia mais

REGULAMENTO 114/LP/15. Regulamento Específico. Zona de Estacionamento de Duração Limitada 114 Loures

REGULAMENTO 114/LP/15. Regulamento Específico. Zona de Estacionamento de Duração Limitada 114 Loures REGULAMENTO 114/LP/15 Regulamento Específico Zona de Estacionamento de Duração Limitada 114 Loures Artigo 1.º Lei Habilitante O presente regulamente é elaborado e aprovado ao abrigo das competências conferidas

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE PARQUES. Preâmbulo

REGULAMENTO GERAL DE PARQUES. Preâmbulo REGULAMENTO GERAL DE PARQUES Preâmbulo Com a revisão da política de estacionamento e mobilidade na cidade de Lisboa, tal como se encontra definida no âmbito do pelouro da Mobilidade, urge redefinir as

Leia mais

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA. Respostas para as suas dúvidas sobre as novas regras do Código da Estrada

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA. Respostas para as suas dúvidas sobre as novas regras do Código da Estrada 01 ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA Respostas para as suas dúvidas sobre as novas regras do Código da Estrada Índice Introdução 4 Bicicletas 5/6 Transporte de Crianças 7 Documentos 8 Pagamentos de Coimas

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE PROPAGANDA POLÍTICA E ELEITORAL

REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE PROPAGANDA POLÍTICA E ELEITORAL REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE PROPAGANDA POLÍTICA E ELEITORAL NOTA JUSTIFICATIVA O art.º 37.º da Constituição da República Portuguesa preceitua sobre a liberdade de expressão, garantindo a todos o direito

Leia mais

REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA DO MUNICÍPIO DE AVEIRO. Preâmbulo

REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA DO MUNICÍPIO DE AVEIRO. Preâmbulo REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA DO MUNICÍPIO DE AVEIRO Preâmbulo Considerando que o atual Regulamento das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada no Concelho de Aveiro,

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO II TAXAS E ISENÇÕES

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO II TAXAS E ISENÇÕES ÍNDICE REMISSIVO. Artigo 1º - Lei Habilitante. Artigo 2º - Âmbito de aplicação. Artigo 3º - Definições. Artigo 4º - Responsabilidades CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 5º - Taxas. Artigo 6º - Isenções

Leia mais

Empreitada n.º Execução das Redes de Saneamento de Benavente Avenida Egas Moniz troço até à Estrada das Sesmarias Samora Correia 9º prolongamento

Empreitada n.º Execução das Redes de Saneamento de Benavente Avenida Egas Moniz troço até à Estrada das Sesmarias Samora Correia 9º prolongamento Dono de Obra Entidade Executante AR Águas do Ribatejo, EM, S.A. PROTECNIL - Sociedade Técnica de Construções, S.A. PROJECTO DE SINALIZAÇÃO TEMPORÁRIA DE SEGURANÇA A IMPLEMENTAR NA EMPREITADA Empreitada

Leia mais

Empreitada n.º Execução das Redes de Saneamento de Benavente Cerrado das Águas Vale Tripeiro - Benavente

Empreitada n.º Execução das Redes de Saneamento de Benavente Cerrado das Águas Vale Tripeiro - Benavente Dono de Obra Entidade Executante AR Águas do Ribatejo, EM, S.A. PROTECNIL - Sociedade Técnica de Construções, S.A. PROJECTO DE SINALIZAÇÃO TEMPORÁRIA DE SEGURANÇA A IMPLEMENTAR NA EMPREITADA Empreitada

Leia mais

Empreitada n.º Execução das Redes de Saneamento de Benavente Avenida António Calheiros Lopes Benavente 3º prolongamento

Empreitada n.º Execução das Redes de Saneamento de Benavente Avenida António Calheiros Lopes Benavente 3º prolongamento Dono de Obra Entidade Executante AR Águas do Ribatejo, EM, S.A. PROTECNIL - Sociedade Técnica de Construções, S.A. PROJECTO DE SINALIZAÇÃO TEMPORÁRIA DE SEGURANÇA A IMPLEMENTAR NA EMPREITADA Empreitada

Leia mais

EQUIPAMENTO DE SEGURANÇA EQUIPAMENTO DE INFORMAÇÃO ATIVADO PELOS VEÍCULOS

EQUIPAMENTO DE SEGURANÇA EQUIPAMENTO DE INFORMAÇÃO ATIVADO PELOS VEÍCULOS A. Âmbito da Nota Técnica A presente Nota Técnica pretende estabelecer o enquadramento do Equipamento de Segurança: Equipamento de Informação Ativado pelos Veículos. O referido equipamento poderá ser instalado

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE REGULAMENTOS MUNICIPAIS DE TRÂNSITO

GUIA PARA ELABORAÇÃO DE REGULAMENTOS MUNICIPAIS DE TRÂNSITO GUIA PARA ELABORAÇÃO DE REGULAMENTOS MUNICIPAIS DE TRÂNSITO Ficha Técnica Edição - ANSR Data de Edição - Setembro, 2012 Local - Oeiras Tiragem - 2000 exemplares Guia para Elaboração de Regulamentos Municipais

Leia mais

Empreitada n.º Execução das Redes de Saneamento de Benavente Rua Popular / EN118 / Avenida do Seculo Samora Correia 2º prolongamento prazo

Empreitada n.º Execução das Redes de Saneamento de Benavente Rua Popular / EN118 / Avenida do Seculo Samora Correia 2º prolongamento prazo Dono de Obra Entidade Executante AR Águas do Ribatejo, EM, S.A. PROTECNIL - Sociedade Técnica de Construções, S.A. PROJECTO DE SINALIZAÇÃO TEMPORÁRIA DE SEGURANÇA A IMPLEMENTAR NA EMPREITADA Empreitada

Leia mais

REGULAMENTO DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO MUNICIPIO DE GONDOMAR

REGULAMENTO DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO MUNICIPIO DE GONDOMAR REGULAMENTO DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO MUNICIPIO DE GONDOMAR NOTA JUSTIFICATIVA O Decreto-Lei nº 10/2015, de 16 de janeiro, aprovou o regime

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DA CALHETA MADEIRA

CÂMARA MUNICIPAL DA CALHETA MADEIRA REGULAMENTO NOTA JUSTIFICATIVA De acordo com o número 2 do artigo 70º do Código da Estrada os parques e zonas de estacionamento podem ser afectos a veículos de determinada categoria e ter utilização limitada

Leia mais

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI Nº 483/XI-2ª Cria o Programa de Remoção de Obstáculos e Armadilhas nas vias de circulação rodoviária Preâmbulo Não existindo uma abordagem

Leia mais

REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA

REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA Departamento de Serviços Urbanos e Ambiente/Divisão de Trânsito, Espaço Público e Viaturas Mod. 238/SQ 1 1 PREÂMBULO De acordo com as disposições

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE VENDA NAS FEIRAS DO MUNICÍPIO DE LOURES

REGULAMENTO MUNICIPAL DE VENDA NAS FEIRAS DO MUNICÍPIO DE LOURES REGULAMENTO MUNICIPAL DE VENDA NAS FEIRAS DO MUNICÍPIO DE LOURES (Aprovado na 8ª Reunião Extraordinária de Câmara Municipal, realizada em 17 de Dezembro de 1999 e na 1ª Reunião Extraordinária de Assembleia

Leia mais

CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO. Actualização N.º 1

CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO. Actualização N.º 1 CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO Actualização N.º 1 Código da Estrada Edição de Bolso 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO Actualização N.º 1 Texto da Lei EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA, SA

Leia mais

Sumário REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO ESPECÍFICO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO.

Sumário REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO ESPECÍFICO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO. 03.07.2012 Sumário REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO DO CONCELHO DE CASCAIS E REGULAMENTO ESPECÍFICO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO. EDITAL Nº 266/2012 Regulamento Geral

Leia mais

Empreitada de Execução das Redes de Saneamento de Benavente EN118 / Avenida do Seculo Samora Correia 4º prolongamento

Empreitada de Execução das Redes de Saneamento de Benavente EN118 / Avenida do Seculo Samora Correia 4º prolongamento Dono de Obra Entidade Executante AR Águas do Ribatejo, EM, S.A. PROTECNIL - Sociedade Técnica de Construções, S.A. PROJECTO DE SINALIZAÇÃO TEMPORÁRIA DE SEGURANÇA A IMPLEMENTAR NA EMPREITADA Empreitada

Leia mais

REGULAMENTO UTILIZAÇÃO DAS VIATURAS DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS. 1 de 5. site

REGULAMENTO UTILIZAÇÃO DAS VIATURAS DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS. 1 de 5. site Artigo 1.º Lei habilitante O presente Regulamento é elaborado no uso da competência prevista pelos artigos 112º e 241º da Constituição da República Portuguesa e ao abrigo dos artigos 64º, nº 6, alínea

Leia mais

REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO MUNICIPAIS

REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO MUNICIPAIS REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO MUNICIPAIS Departamento de Serviços Urbanos e Ambiente/Divisão de Trânsito e Espaço Público pág. 1 / 12 Mod. 238/SQ 2 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º

Leia mais

REGULAMENTO DOS CRITÉRIOS DE ATRIBUIÇÃO DE CARTÕES DE ESTACIONAMENTO GRATUITO. Preâmbulo

REGULAMENTO DOS CRITÉRIOS DE ATRIBUIÇÃO DE CARTÕES DE ESTACIONAMENTO GRATUITO. Preâmbulo REGULAMENTO DOS CRITÉRIOS DE ATRIBUIÇÃO DE CARTÕES DE ESTACIONAMENTO GRATUITO Preâmbulo Em 1995, foi criado o Estacionamento Tarifado e de Duração Limitada na cidade da Figueira da Foz com o objetivo de

Leia mais

Data SUMÁRIO: REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO DA ZONA HISTÓRICA DA VILA DE CASCAIS

Data SUMÁRIO: REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO DA ZONA HISTÓRICA DA VILA DE CASCAIS Data 25.08.2014 Diretor: Carlos Carreiras Sede Praça 5 de Outubro,2754-501 Cascais SUMÁRIO: REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO DA ZONA HISTÓRICA DA VILA DE CASCAIS 1 2 REGULAMENTO Das ZONAS

Leia mais

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código da Estrada ª Edição. Atualização nº 1

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código da Estrada ª Edição. Atualização nº 1 Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código da Estrada 2015 8ª Edição Atualização nº 1 1 [1] Código do Trabalho CÓDIGO DA ESTRADA Atualização nº 1 ORGANIZAÇÃO BDJUR BASE DE DADOS JURÍDICA EDITOR EDIÇÕES

Leia mais

Regulamento Municipal do Exercício do Direito de Petição

Regulamento Municipal do Exercício do Direito de Petição 1 Regulamento Municipal do Exercício do Direito de Petição APROVADO PELA CÂMARA MUNICIPAL DE SINTRA EM 26 DE MARÇO DE 2008 APROVADO PELA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE SINTRA EM 18 DE ABRIL DE 2008 2 Regulamento

Leia mais

REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO SUBTERRÂNEO DO MUNICÍPIO DE BRAGANÇA

REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO SUBTERRÂNEO DO MUNICÍPIO DE BRAGANÇA REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO SUBTERRÂNEO DO MUNICÍPIO DE BRAGANÇA CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1º Âmbito de aplicação 1 - O presente Regulamento aplica-se aos seguintes parques de

Leia mais

Empreitada n.º Execução das Redes de Saneamento de Benavente Avenida Egas Moniz Samora Correia

Empreitada n.º Execução das Redes de Saneamento de Benavente Avenida Egas Moniz Samora Correia Dono de Obra Entidade Executante AR Águas do Ribatejo, EM, S.A. PROTECNIL - Sociedade Técnica de Construções, S.A. PROJECTO DE SINALIZAÇÃO TEMPORÁRIA DE SEGURANÇA A IMPLEMENTAR NA EMPREITADA Empreitada

Leia mais

especialmente concebida para utilização partilhada por peões e veículos, onde vigoram regras especiais de trânsito e sinalizada como tal.

especialmente concebida para utilização partilhada por peões e veículos, onde vigoram regras especiais de trânsito e sinalizada como tal. Miguel Barroso «Zona de coexistência» - zona da via pública especialmente concebida para utilização partilhada por peões e veículos, onde vigoram regras especiais de trânsito e sinalizada como tal. Conceito

Leia mais

Alteração ao Regulamento Sobre o Horário de Funcionamento de Estabelecimentos Comerciais no Concelho de Vila Franca de Xira

Alteração ao Regulamento Sobre o Horário de Funcionamento de Estabelecimentos Comerciais no Concelho de Vila Franca de Xira Alteração ao Regulamento Sobre o Horário de Funcionamento de Estabelecimentos Comerciais no Concelho de Vila Franca de Xira Artigo 1º Aplicação deste Regulamento O presente Regulamento, elaborado em execução

Leia mais

REGULAMENTO DOS TRANSPORTES LOCAIS COLECTIVOS DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE SINES NOTA JUSTIFICATIVA

REGULAMENTO DOS TRANSPORTES LOCAIS COLECTIVOS DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE SINES NOTA JUSTIFICATIVA REGULAMENTO DOS TRANSPORTES LOCAIS COLECTIVOS DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE SINES NOTA JUSTIFICATIVA Visando os princípios da legalidade e da audiência dos interessados, o artigo 116º do Código do Procedimento

Leia mais

Regulamento Municipal do Passeio das Margens do Ave e Parque Urbano da Rabada do concelho de Santo Tirso. Preâmbulo

Regulamento Municipal do Passeio das Margens do Ave e Parque Urbano da Rabada do concelho de Santo Tirso. Preâmbulo Regulamento Municipal do Passeio das Margens do Ave e Parque Urbano da Rabada do concelho de Santo Tirso Preâmbulo O Passeio das Margens do Ave e o do Parque Urbano da Rabada inserem-se na rede de estrutura

Leia mais

Empreitada n.º Execução das Redes de Saneamento de Benavente Rua Alexandre Herculano Samora Correia

Empreitada n.º Execução das Redes de Saneamento de Benavente Rua Alexandre Herculano Samora Correia Dono de Obra Entidade Executante AR Águas do Ribatejo, EM, S.A. PROTECNIL - Sociedade Técnica de Construções, S.A. PROJECTO DE SINALIZAÇÃO TEMPORÁRIA DE SEGURANÇA A IMPLEMENTAR NA EMPREITADA Empreitada

Leia mais

AVISO (19/GAOA/2015)

AVISO (19/GAOA/2015) AVISO (19/GAOA/2015) Humberto Fernando Leão Pacheco de Brito, Presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, submete a consulta pública, para recolha de sugestões, por um período de 30 dias, a contar

Leia mais

Sinais de Proibição. Os sinais de proibição transmitem aos utentes a interdição de determinados comportamentos.

Sinais de Proibição. Os sinais de proibição transmitem aos utentes a interdição de determinados comportamentos. Sinais de Proibição Os sinais de proibição transmitem aos utentes a interdição de determinados comportamentos. Os sinais de proibição devem ser colocados na proximidade imediata do local onde a proibição

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE A L B U F E I R A

CÂMARA MUNICIPAL DE A L B U F E I R A CÂMARA MUNICIPAL DE A L B U F E I R A REGULAMENTO DO PROCESSO DE FISCALIZAÇÃO DE OBRAS PARTICULARES 0 Preâmbulo O Decreto Lei nº 445/91, de 20 de Novembro, prevê, no seu artigo 24º, a criação em cada Município,

Leia mais

Regulamento de acesso aos parques de estacionamento da ESTGF.IPP

Regulamento de acesso aos parques de estacionamento da ESTGF.IPP Regulamento de acesso aos parques de estacionamento da ESTGF.IPP Artigo 1º (Objectivo e âmbito) 1. O presente regulamento tem por objectivo estabelecer normas de acesso de veículos automóveis e motociclos

Leia mais

Artigo 3º. Regime Excepcional

Artigo 3º. Regime Excepcional PROJECTO DE REGULAMENTO DOS PERÍODOS DE ABERTURA E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE VENDA AO PÚBLICO E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO MUNICÍPIO DE VISEU PREÂMBULO O Governo da República definiu, através

Leia mais

Município de Vieira do Minho

Município de Vieira do Minho REGULAMENTO DOS PERÍODOS DE ABERTURA E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE VENDA AO PÚBLICO E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO CONCELHO DE VIEIRA DO MINHO PREÂMBULO Com a entrada em vigor do Decreto-Lei nº

Leia mais

Plano de Mobilidade de Praia da Vitória Propostas de Intervenção

Plano de Mobilidade de Praia da Vitória Propostas de Intervenção Plano de Mobilidade Plano de Mobilidade de Praia da de Praia da Vitória Vitória Propostas de Intervenção Propostas de Intervenção 16 11-09 Apresentação Resumo Diagnóstico Propostas de Intervenção Solução

Leia mais

PROJECTO DE SINALIZAÇÃO TEMPORÁRIA DE SEGURANÇA A IMPLEMENTAR NA EMPREITADA

PROJECTO DE SINALIZAÇÃO TEMPORÁRIA DE SEGURANÇA A IMPLEMENTAR NA EMPREITADA Dono de Obra AR Águas do Ribatejo, EM, S.A. Entidade Executante Consórcio: PROTECNIL - Sociedade Técnica de Construções, S.A. e PEOP Projecto e Execução de Obras Publicas, Lda. PROJECTO DE SINALIZAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DE ACESSO, CIRCULAÇÃO E ESTACIONAMENTO NOS PORTOS DO DOURO E LEIXÕES

REGULAMENTO DE ACESSO, CIRCULAÇÃO E ESTACIONAMENTO NOS PORTOS DO DOURO E LEIXÕES REGULAMENTO DE ACESSO, CIRCULAÇÃO E ESTACIONAMENTO NOS PORTOS DO DOURO E LEIXÕES EM ALTERAÇÃO Ordem Serviço 02/92 1. ACESSO AO PORTO DE LEIXÕES 1.1 Acesso de pessoas o acesso aos cais comerciais é permitido

Leia mais

CÃMARA MUNICIPAL DE ÍLHAVO

CÃMARA MUNICIPAL DE ÍLHAVO DOIA Divisão de Obras, Investimentos e Ambiente MEMORIA DESCRITIVA ÍNDICE Memória Descritiva Introdução Projeto Caraterização DOIA Divisão de Obras, Investimentos e Ambiente 1 INTRODUÇÃO O número de veículos

Leia mais

Projecto Mobilidade Sustentável Município de Santarém Objectivos e Propostas

Projecto Mobilidade Sustentável Município de Santarém Objectivos e Propostas Objectivos e Propostas Objectivos e Propostas Relatório de Diagnóstico Diagnóstico de problemas, intenções e projectos Relatório de Objectivos e Conceito de Intervenção Definição de objectivos e escalas

Leia mais

Alterações ao Código da Estrada

Alterações ao Código da Estrada Alterações ao Código da Estrada Decreto-Lei nº 116/2015, de 28 de Agosto, publicada no Diário da República nº 168, Iª Série A Décima quarta alteração ao Código da Estrada aprovado pelo Decreto-Lei n.º

Leia mais

Carta Por Pontos: como reagir?

Carta Por Pontos: como reagir? Carta Por Pontos: como reagir? Por Gonçalo Vaz Osório gvo@ace.pt PALAVRAS-CHAVE: carta de condução; carta de condução por pontos; condutor; contra-ordenação grave; contra-ordenação muito grave; subtracção

Leia mais

CÃMARA MUNICIPAL DE ÍLHAVO

CÃMARA MUNICIPAL DE ÍLHAVO MARCAÇÕES RODOVIÁRIAS NA GAFANHA DA NAZARÉ - 2016 MEMORIA DESCRITIVA DOIA Divisão de Obras, Investimentos e Ambiente ÍNDICE Memória Descritiva Introdução Projeto Caraterização DOIA Divisão de Obras, Investimentos

Leia mais

REGULAMENTO ACESSO AO CAMPUS E INSTALAÇÕES E DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO PARQUE DE ESTACIONAMENTO DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA

REGULAMENTO ACESSO AO CAMPUS E INSTALAÇÕES E DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO PARQUE DE ESTACIONAMENTO DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA REGULAMENTO DE ACESSO AO CAMPUS E INSTALAÇÕES E DE ACESSO E UTILIZAÇÃO DO PARQUE DE ESTACIONAMENTO DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA Preâmbulo A necessidade de se implementarem regras de acesso

Leia mais

MINISTÉRIO DO AMBIENTE, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL Diário da República, 1.ª série N.º de Julho de 2009

MINISTÉRIO DO AMBIENTE, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL Diário da República, 1.ª série N.º de Julho de 2009 4806 Diário da República, 1.ª série N.º 144 28 de Julho de 2009 Torna -se, deste modo, imperioso introduzir algumas alterações ao RAET, tendo em conta que as actividades ligadas ao transporte de objectos

Leia mais

1- O Estacionamento e a Circulação

1- O Estacionamento e a Circulação 1- O Estacionamento e a Circulação "Quando se estuda um sistema de tráfego urbano as principais funções a analisar são a circulação e o estacionamento, por corresponderem aos aspectos em que se concentram

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE O LICENCIAMENTO E FUNCIONAMENTO DAS ESPLANADAS

REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE O LICENCIAMENTO E FUNCIONAMENTO DAS ESPLANADAS REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE O LICENCIAMENTO E FUNCIONAMENTO DAS ESPLANADAS Num concelho e numa cidade com reconhecidas aptidões para a actividade turística como é Macedo de Cavaleiros, a existência de

Leia mais

Venda ao Público e de Prestação de Serviços do Concelho de Mafra, que seguidamente se transcreve. Artigo 1.º. Objecto

Venda ao Público e de Prestação de Serviços do Concelho de Mafra, que seguidamente se transcreve. Artigo 1.º. Objecto PROJECTO DE ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO DOS PERÍODOS DE ABERTURA E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE VENDA AO PÚBLICO E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO CONCELHO DE MAFRA NOTA JUSTIFICATIVA Considerando, face

Leia mais

REGULAMENTO DA COMISSÃO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE PRAIA DA VITÓRIA

REGULAMENTO DA COMISSÃO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE PRAIA DA VITÓRIA REGULAMENTO DA COMISSÃO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE PRAIA DA VITÓRIA NOTA JUSTIFICATIVA Atendendo que compete aos Órgãos Municipais, de acordo com a Lei nº 159/99, de 15 de setembro, o planeamento

Leia mais

LEI HABILITANTE. Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 4/2015, de 7 de janeiro;

LEI HABILITANTE. Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 4/2015, de 7 de janeiro; LEI HABILITANTE O presente Código tem como legislação habilitante os diplomas que a seguir se enunciam e que se encontram ordenados por referência as respetivas Partes: PARTE A GERAL Artigos 112.º, n.º

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL PARA REALIZAÇÃO DE LEILÕES

REGULAMENTO MUNICIPAL PARA REALIZAÇÃO DE LEILÕES REGULAMENTO MUNICIPAL PARA REALIZAÇÃO DE LEILÕES (Aprovado na 24ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal realizada em 16 de Dezembro de 2003, na 2ª Reunião da 5ª Sessão Ordinária de Assembleia Municipal,

Leia mais

REGULAMENTO CAPITULO I Das Disposições Gerais Artº 1º (Leis Habilitantes) Artº 2º (Condições Gerais) Artº 3º (Utilização)

REGULAMENTO CAPITULO I Das Disposições Gerais Artº 1º (Leis Habilitantes) Artº 2º (Condições Gerais) Artº 3º (Utilização) REGULAMENTO CAPITULO I Das Disposições Gerais Artº 1º (Leis Habilitantes) O presente Regulamento tem como leis habilitantes: - O artº 64º, nº 2, alínea f), conjugado com o nº 7, alínea a) do mesmo artigo,

Leia mais

OPERAÇÃO DE LOTEAMENTO INDUSTRIAL DO ROSSIO REGULAMENTO

OPERAÇÃO DE LOTEAMENTO INDUSTRIAL DO ROSSIO REGULAMENTO OPERAÇÃO DE LOTEAMENTO INDUSTRIAL DO ROSSIO REGULAMENTO Artigo 1º Âmbito e Aplicação O presente Regulamento disciplina a ocupação e uso do solo da área abrangida pela operação de loteamento do Rossio em

Leia mais

A sinalização presente indica: Fim da estrada com prioridade. Mudança de direcção da via com prioridade. Proximidade de um cruzamento.

A sinalização presente indica: Fim da estrada com prioridade. Mudança de direcção da via com prioridade. Proximidade de um cruzamento. A referência IC 17, colocada na sinalização indica: Que circulo no itinerário complementar nº 17. Que faltam 17 kms para o início da A1. Que me encontro no km 17, da via em que circulo. A sinalização presente

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS DO CONCELHO DE SINES. Preâmbulo

REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS DO CONCELHO DE SINES. Preâmbulo REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS DO CONCELHO DE SINES Preâmbulo Na sequência da publicação do Decreto-Lei nº 111/2010, de 15 de outubro, e do Decreto-lei nº 48/2011, de

Leia mais

Regulamento de utilização do Parque de Estacionamento do. Centro Comercial a Céu Aberto

Regulamento de utilização do Parque de Estacionamento do. Centro Comercial a Céu Aberto Regulamento de utilização do Parque de Estacionamento do Centro Comercial a Céu Aberto Com a revisão da política de estacionamento e com o desenvolvimento do Centro Comercial a Céu Aberto, urge a necessidade

Leia mais

Decreto Regulamentar n.º 7/98 de 6 de Maio

Decreto Regulamentar n.º 7/98 de 6 de Maio Decreto Regulamentar n.º 7/98 de 6 de Maio Estabelece normas relativas a dispositivos limitadores de velocidade e define o relevo dos desenhos dos pisos dos pneus A revisão do Código da Estrada, operada

Leia mais

REGULAMENTO DE CONDICIONAMENTO DE TRÂNSITO E DE ESTACIONAMENTO NO CENTRO HISTÓRICO ZONA I

REGULAMENTO DE CONDICIONAMENTO DE TRÂNSITO E DE ESTACIONAMENTO NO CENTRO HISTÓRICO ZONA I REGULAMENTO DE CONDICIONAMENTO DE TRÂNSITO E DE ESTACIONAMENTO NO CENTRO HISTÓRICO ZONA I 2 PREÂMBULO A zona do Centro Histórico delimitada pela Rua de General Torres, Linha do Norte do Caminho de Ferro,

Leia mais

REGULAMENTO DE POSTURA MUNICIPAL PARA NUMERAÇÃO DE EDIFÍCIOS (Números de Polícia) POSTURA MUNICIPAL PARA NUMERAÇÃO DE EDIFÍCIOS (NÚMEROS DE POLÍCIA)

REGULAMENTO DE POSTURA MUNICIPAL PARA NUMERAÇÃO DE EDIFÍCIOS (Números de Polícia) POSTURA MUNICIPAL PARA NUMERAÇÃO DE EDIFÍCIOS (NÚMEROS DE POLÍCIA) POSTURA MUNICIPAL PARA NUMERAÇÃO DE EDIFÍCIOS (NÚMEROS DE POLÍCIA) Nota justificativa Considerando que a numeração dos edifícios nas povoações é uma forma de identificação cada vez mais necessária nomeadamente

Leia mais

PROPOSTA DE REGULAMENTO DE TRÂNSITO DO MUNICÍPIO DE ALENQUER

PROPOSTA DE REGULAMENTO DE TRÂNSITO DO MUNICÍPIO DE ALENQUER PROPOSTA DE REGULAMENTO DE TRÂNSITO DO MUNICÍPIO DE ALENQUER Preâmbulo ÍNDICE Capítulo I Dos Princípios Gerais Artigo 1º - Lei habilitante Artigo 2º - Definições Artigo 3º - Âmbito de aplicação Artigo

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE A PRÁTICA DE FOGUEIRAS E QUEIMADAS. Preâmbulo

REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE A PRÁTICA DE FOGUEIRAS E QUEIMADAS. Preâmbulo REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE A PRÁTICA DE FOGUEIRAS E QUEIMADAS Preâmbulo 1 - Tendo em consideração que durante o período do ano crítico em relação à eclosão de incêndios florestais, inúmeros munícipes

Leia mais

EDITAL N. º 34 FEBRE CATARRAL OVINA LÍNGUA AZUL

EDITAL N. º 34 FEBRE CATARRAL OVINA LÍNGUA AZUL EDITAL N. º 34 FEBRE CATARRAL OVINA LÍNGUA AZUL Maria Teresa da Costa Mendes Vítor Villa de Brito, Diretora-Geral de Alimentação e Veterinária, na qualidade de Autoridade Sanitária Veterinária Nacional,

Leia mais

DECRETO N.º 210/IX REGULA A UTILIZAÇÃO DE CÂMARAS DE VÍDEO PELAS FORÇAS E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM LOCAIS PÚBLICOS DE UTILIZAÇÃO COMUM

DECRETO N.º 210/IX REGULA A UTILIZAÇÃO DE CÂMARAS DE VÍDEO PELAS FORÇAS E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM LOCAIS PÚBLICOS DE UTILIZAÇÃO COMUM DECRETO N.º 210/IX REGULA A UTILIZAÇÃO DE CÂMARAS DE VÍDEO PELAS FORÇAS E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM LOCAIS PÚBLICOS DE UTILIZAÇÃO COMUM A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo

Leia mais

REGULAMENTO, CONSTITUIÇÃO E CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DO DESPORTO PREÂMBULO

REGULAMENTO, CONSTITUIÇÃO E CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DO DESPORTO PREÂMBULO REGULAMENTO, CONSTITUIÇÃO E CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DO DESPORTO PREÂMBULO As Autarquias, devido à sua proximidade com a população, são os órgãos de poder que mais facilmente poderão desenvolver condições

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DO CARTÃO OEIRAS SÉNIOR 65+ Preâmbulo

REGULAMENTO MUNICIPAL DO CARTÃO OEIRAS SÉNIOR 65+ Preâmbulo REGULAMENTO MUNICIPAL DO CARTÃO OEIRAS SÉNIOR 65+ Preâmbulo Considerando que nas últimas décadas temos vindo a assistir ao aumento dos índices de envelhecimento e de dependência das pessoas idosas entre

Leia mais

Artigo 1.º. Objecto. Artigo 2.º. Regime geral de funcionamento

Artigo 1.º. Objecto. Artigo 2.º. Regime geral de funcionamento REGULAMENTO DOS PERIODOS DE ABERTURA E FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE VENDA AO PÚBLICO E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO CONCELHO DE VIANA DO ALENTEJO O Governo da República definiu, através de diploma

Leia mais

1.º SEMINÁRIO DE ACOMPANHAMENTO Apresentação das operações em curso

1.º SEMINÁRIO DE ACOMPANHAMENTO Apresentação das operações em curso Política de Cidades Polis XXI Acções Inovadoras para o Desenvolvimento Urbano QREN/ POVT/ Eixo IX Desenvolvimento do Sistema Urbano Nacional 1.º SEMINÁRIO DE ACOMPANHAMENTO Apresentação das operações em

Leia mais

Manual do Código da Estrada

Manual do Código da Estrada O condutor de um veículo em marcha deve manter entre o seu veículo e o que o precede a distância suficiente para evitar acidentes em caso de súbita paragem ou diminuição de velocidade deste. O condutor

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS RODOVIÁRIOS

SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS RODOVIÁRIOS RESOLUÇÃO Nº 003/2007 DP/SUSER Estabelece e regulamenta o Programa de Estacionamento Especial para pessoas com deficiência e dificuldade de locomoção e dá outras providências O DIRETOR PRESIDENTE DA SUPERINTENDÊNCIA

Leia mais

Regulamento de Trânsito do Município de Alenquer

Regulamento de Trânsito do Município de Alenquer Regulamento de Trânsito do Município de Alenquer Proposta da Câmara Municipal, por deliberação de 22 de setembro de 2014 Aprovado pela Assembleia Municipal na segunda reunião da sessão ordinária de setembro,

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE CICLOTURISMO E UTILIZADORES DE BICICLETA PROPOSTA DE ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA PORTUGUÊS

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE CICLOTURISMO E UTILIZADORES DE BICICLETA PROPOSTA DE ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA PORTUGUÊS FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE CICLOTURISMO E UTILIZADORES DE BICICLETA PROPOSTA DE ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA PORTUGUÊS A Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB) tem como

Leia mais

PROPOSTA DE LEI N.º 191/X. Exposição de Motivos

PROPOSTA DE LEI N.º 191/X. Exposição de Motivos PROPOSTA DE LEI N.º 191/X Exposição de Motivos O exercício ilícito da actividade de segurança privada põe em causa bens jurídicos pessoais da maior dignidade, como a vida, a integridade física e a liberdade,

Leia mais

DECRETO N.º 36/XIII. Artigo 1.º Objeto

DECRETO N.º 36/XIII. Artigo 1.º Objeto DECRETO N.º 36/XIII Cria um regime de reembolso de impostos sobre combustíveis para as empresas de transportes de mercadorias, alterando o Código dos Impostos Especiais de Consumo, aprovado pelo Decreto-Lei

Leia mais

DOSSIER DE APRESENTAÇÃO

DOSSIER DE APRESENTAÇÃO DOSSIER DE APRESENTAÇÃO 19 JANEIRO 2017 ENQUADRAMENTO Reconhecendo a importância social e patrimonial dos bairros residenciais da coroa urbana de Viseu e elegendo como prioridade a qualidade de vida das

Leia mais

Regulamento Municipal Da Oficina do Idoso

Regulamento Municipal Da Oficina do Idoso Regulamento Municipal Da Oficina do Idoso ABRIL DE 2009 APROVADO PELA CÂMARA MUNICIPAL DE SINTRA EM 14 DE JANEIRO DE 2009 APROVADO PELA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE SINTRA EM 23 DE ABRIL DE 2009 NOTA JUSTIFICATIVA

Leia mais

MUNICÍPIO DE CASTELO BRANCO ÁREA DE ESTUDO

MUNICÍPIO DE CASTELO BRANCO ÁREA DE ESTUDO MUNICÍPIO DE CASTELO BRANCO ÁREA DE ESTUDO Castelo Branco Em 2001: População concelho: 55 708 População Sede concelho: 30 449 (55%) Área: 1438,2 km2 Freguesias: 25 Cidade de Castelo Branco População actual:

Leia mais

Art. 43. Ao regular a velocidade, o condutor deverá observar constantemente as condições físicas da via, do veículo e da carga, as condições

Art. 43. Ao regular a velocidade, o condutor deverá observar constantemente as condições físicas da via, do veículo e da carga, as condições Art. 43. Ao regular a velocidade, o condutor deverá observar constantemente as condições físicas da via, do veículo e da carga, as condições meteorológicas e a intensidade do trânsito, obedecendo aos limites

Leia mais

PORTARIA N.º 528/2000 de 28 de Julho

PORTARIA N.º 528/2000 de 28 de Julho PORTARIA N.º 528/2000 de 28 de Julho Os aperfeiçoamentos introduzidos nos exames de condução, com a generalização do recurso a testes de aplicação interactiva multimedia, a par da experiência colhida com

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 336/XII. Exposição de Motivos

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 336/XII. Exposição de Motivos Proposta de Lei n.º 336/XII Exposição de Motivos A presente proposta de lei destina-se a alterar o Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de maio, implementando o regime da carta

Leia mais

MUNICÍPIO DE TORRES VEDRAS SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO DE ESTACIONAMENTO NA CIDADE DE TORRES VEDRAS

MUNICÍPIO DE TORRES VEDRAS SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO DE ESTACIONAMENTO NA CIDADE DE TORRES VEDRAS MUNICÍPIO DE TORRES VEDRAS SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO DE ESTACIONAMENTO NA CIDADE DE TORRES VEDRAS Histórico Adélia Simões, Geógrafa Coordenadora de Área de Valorização Urbana e Mobilidade - Departamento

Leia mais

MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A-NOVA

MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A-NOVA FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE VENDA O Governo da República definiu, através de diploma específico, os princípios gerais relativos ao regime de horários de funcionamento dos estabelecimentos comerciais.

Leia mais

O presente loteamento é promovido em parceria pela Câmara Municipal e outros proprietários.

O presente loteamento é promovido em parceria pela Câmara Municipal e outros proprietários. OPERAÇÃO DE LOTEAMENTO INDUSTRIAL DO ROSSIO- 3ª Fase REGULAMENTO Artº 1º Âmbito e Aplicação 1. A operação de loteamento do Rossio 3ª fase, elaborada no âmbito do D.L. nº 555/99, de 16 de Dezembro, alterado

Leia mais

EXPROPRIAÇÕES. Instrução dos pedidos de declaração de utilidade pública. Orientações técnicas

EXPROPRIAÇÕES. Instrução dos pedidos de declaração de utilidade pública. Orientações técnicas EXPROPRIAÇÕES Instrução dos pedidos de declaração de utilidade pública Orientações técnicas 2016 1 Introdução A declaração de utilidade pública da expropriação dos bens imóveis e direitos a eles inerentes

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 10.364 Dispõe sobre o ordenamento da circulação de veículos de carga no Município de Vitória. O Prefeito Municipal de Vitória, Capital

Leia mais

S.R. DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E EQUIPAMENTOS, S.R. DA SAÚDE, S.R. DO AMBIENTE E DO MAR Portaria n.º 74/2009 de 14 de Setembro de 2009

S.R. DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E EQUIPAMENTOS, S.R. DA SAÚDE, S.R. DO AMBIENTE E DO MAR Portaria n.º 74/2009 de 14 de Setembro de 2009 S.R. DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E EQUIPAMENTOS, S.R. DA SAÚDE, S.R. DO AMBIENTE E DO MAR Portaria n.º 74/2009 de 14 de Setembro de 2009 O Plano Estratégico de Gestão de Resíduos da Região Autónoma dos Açores,

Leia mais

Regulamento Municipal de Toponímia e Numeração de Polícia do Concelho de Leiria

Regulamento Municipal de Toponímia e Numeração de Polícia do Concelho de Leiria 1 Regulamento Municipal de Toponímia e Numeração de Polícia do Concelho de Leiria Preâmbulo Para além do seu significado e importância como elemento de identificação, orientação, comunicação e localização

Leia mais