REGULAMENTO GERAL DE PARQUES. Preâmbulo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO GERAL DE PARQUES. Preâmbulo"

Transcrição

1 REGULAMENTO GERAL DE PARQUES Preâmbulo Com a revisão da política de estacionamento e mobilidade na cidade de Lisboa, tal como se encontra definida no âmbito do pelouro da Mobilidade, urge redefinir as normas regulamentares gerais das condições de utilização dos parques de estacionamento abertos ao público. Realça-se que a regulamentação, no caso específico relativa aos parques de estacionamento abertos ao público, é um elemento fundamental de apresentação e promoção da política de mobilidade e transportes da cidade de Lisboa, integrando-se, no presente caso, numa nova visão para a gestão do estacionamento e mobilidade, em que se pretende que os diversos intervenientes interajam para claro benefício dos utentes, promovendo-se a qualidade, o serviço prestado e a partilha de informação, numa perspectiva de que a mobilidade se torne mais sustentável. Efetivamente, o modelo de regulamentação que tem vigorado nesta matéria revelouse rígido e desadequado às necessidades de operacionalização, encontrando-se desajustado em relação ao estatuído no regime relativo às condições de utilização dos parques de estacionamento, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 81/2006, de 20 de Abril. Pretende-se unificar num único instrumento a regulamentação dos parques de estacionamento na cidade de Lisboa, eliminando a dispersão de normas ora existente e as dúvidas existentes quanto à vigência das mesmas em cada situação em concreto, com benefício para a certeza e segurança jurídica. Assim, a definição das condições de utilização em concreto de cada parque bem como o modo de determinação dos preços ou a sua homologação, consoante os casos, caberá à Câmara Municipal, dando assim cumprimento ao estatuído no n.º 3 do artigo 2.º do Decreto-Lei n.º 81/2006, de 20 de Abril, relativo às condições de utilização e preços a cobrar em parques explorados por entidades diferentes das Câmaras Municipais.

2 Nestes termos, apresenta-se o presente projecto de Regulamento Geral de Parques, desenvolvido em estreita colaboração entre a equipa técnica da Câmara Municipal de Lisboa e a EMEL, em execução do Decreto- Lei n.º 81/2006, de 20 de Abril, e nos termos da alínea a) do n.º 6 do artigo 64.º, conjugada com a alínea a) do nº2 do artigo 53.º, ambos da Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, com as alterações introduzidas pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de Janeiro, a ser aprovado pela Assembleia Municipal. Esta proposta de regulamento fica sujeita a audição pública por um período de 30 dias contados da publicação da sua aprovação pelo Executivo Camarário, em Boletim Municipal. Assim, nos termos das alíneas u) do n.º 1 e a) do n.º 6 do artigo 64.º da Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, com as alterações introduzidas pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de Janeiro, propõe-se a aprovação do seguinte projecto de Regulamento Geral de Parques: Artigo 1.º Objecto e âmbito de aplicação 1. O presente regulamento estabelece o regime aplicável a todos os parques de estacionamento abertos ao público, em funcionamento ou a criar no concelho de Lisboa, e estabelece as condições respectivas de utilização e funcionamento nos termos do disposto no Decreto-Lei n.º 81/2006 de 20 de Abril. 2. Excluem-se da aplicação do presente regulamento os parques de estacionamento não abertos ao uso público, designadamente: a) Aqueles a que só podem ter acesso os utentes de um determinado serviço ou pessoal afeto a uma determinada entidade; b) Os de uso privativo de condomínios; c) Os parques directamente geridos pela Câmara Municipal de Lisboa. 3. Nos parques de estacionamento a que se aplica o presente regulamento, vigoram as disposições constantes do Código da Estrada e legislação complementar, designadamente as relativas a bloqueamento e remoção de veículos.

3 4. Para efeitos do presente regulamento entende-se por EMEL a empresa municipal com competência em matéria de gestão do estacionamento e mobilidade de Lisboa. Artigo 2.º Localização dos parques de estacionamento No âmbito das suas competências, a Câmara Municipal de Lisboa aprova as propostas de localização dos parques de estacionamento, a submeter pelas respectivas entidades interessadas, nos termos do número 1 do artigo 2.º do regime relativo às condições de utilização dos parques e zonas de estacionamento, aprovado pelo Decreto-Lei nº 81/2006 de 20 de Abril. Artigo 3.º Acesso de veículos aos parques 1. Os parques de estacionamento são destinados, em geral, ao estacionamento de veículos automóveis ligeiros, motociclos e ciclomotores, salvo o disposto nos números seguintes. 2. O acesso e estacionamento de veículos não previstos no número anterior só é permitido nos parques devidamente habilitados, e nos espaços sinalizados para o efeito. 3. Os veículos em missão urgente de socorro ou de polícia, quando em serviço, têm acesso livre aos parques de estacionamento, estando isentos de qualquer pagamento. Artigo 4.º Aprovações pela Câmara Municipal de Lisboa 1. O estacionamento em parques de estacionamento pode ficar condicionado ao pagamento de um preço e ter utilização limitada no tempo, de acordo com as condições de funcionamento de cada parque, a aprovar pela Câmara Municipal de Lisboa.

4 2. Quando a entidade titular, exploradora ou gestora do parque de estacionamento, ainda que em regime de concessão, seja diferente do Município de Lisboa, as condições de utilização e o modo de determinação do preço devido pelo estacionamento são aprovados a requerimento daquela entidade nos termos do n.º 3 do artigo 2.º do regime relativo às condições de utilização dos parques e zonas de estacionamento, aprovado pelo Decreto-Lei nº 81/2006 de 20 de Abril. 3. A aprovação prevista no número anterior inclui a definição das consequências do extravio ou inutilização dos títulos de estacionamento bem como a determinação do montante a pagar pelo utente pela reabertura do parque de estacionamento, para a saída de veículos fora do período de funcionamento em vigor. 4. As alterações às condições de utilização e o modo de determinação do preço devido são aprovadas igualmente pelo Município. 5. Os pedidos de aprovação constantes dos números anteriores, são efectuados mediante modelo de formulário próprio, disponibilizado junto dos serviços de atendimento do Município. Artigo 5.º Condições gerais de utilização 1. A entidade titular, exploradora ou gestora do parque está obrigada a afixar o preço, o horário e as condições gerais de utilização do parque em local visível, nomeadamente à entrada e junto dos locais de pagamento. 2. A entidade titular, exploradora ou gestora do parque emite recibo por todos os pagamentos recebidos, ainda que por meios automáticos, nos termos legalmente aplicáveis. 3. Compete ainda à entidade gestora do parque promover e controlar o correto acesso e estacionamento no parque, bem como cumprir e fazer cumprir as normas aplicáveis, designadamente de segurança, ambientais e de acessibilidades. 4. As entidades gestoras dos parques de estacionamento definem livremente os modelos de negócio dos respectivos parques.

5 Artigo 6.º Pagamento pela utilização dos Parques da EMEL 1. Tratando-se de parque gerido pela EMEL, a Câmara Municipal: a) Aprova as condições de utilização dos respectivos parques; b) Aprova a proposta de preços a praticar, ao abrigo dos poderes de superintendência consagrados na lei, devendo a proposta a submeter a homologação ser suportada por informação técnica da oferta de estacionamento e respectivos preços na área envolvente. 2. A EMEL pode desenvolver campanhas de promoção, devendo para o efeito comunicar à CML, através do Pelouro da Mobilidade, as alterações que pretenda efectuar ao preço em vigor e o período em que se aplicam, com uma antecedência mínima não inferior a 15 dias, não podendo em qualquer caso, ser excedidos os valores dos preços de estacionamento previamente aprovados pela CML para vigorar num determinado parque. Artigo 7.º Condições específicas aplicáveis aos Parques da EMEL 1. O pedido de aprovação apresentado pela EMEL é apresentado através de modelo próprio, aprovado pelo vereador competente em matéria de mobilidade. 2. A Câmara Municipal aprova, sob proposta da EMEL, as normas e condições de utilização, conjuntamente com os preços do estacionamento e os horários a praticar no parque, de acordo com o formulário aprovado para o efeito, acompanhadas das informações técnicas mencionadas no artigo anterior. 3. A EMEL, de acordo com as directivas da Câmara Municipal, inclui nas condições de utilização dos respetivos parques: a) Preços especiais para determinados grupos de utilizadores; b) As medidas específicas que visem a interação com outros agentes do sistema de mobilidade e transportes da cidade de Lisboa; c) Novas soluções no âmbito da mobilidade urbana.

6 Artigo 8.º Dever de informação 1. As entidades gestoras de parques de estacionamento abertos ao público na cidade de Lisboa, no âmbito do Observatório da Mobilidade, obrigam-se, com o objectivo da produção de indicadores de suporte à monitorização da estratégia da mobilidade, à prestação regular à CML de informação estatística sobre: a) Condições da oferta, com a tipificação dos produtos específicos, designadamente, para residentes, comerciantes ou outros clientes; b) Tarifário atual em utilização; c) Indicadores sobre a procura do parque de estacionamento, designadamente, os dados mensais das taxas de ocupação, de acordo com o modelo disponibilizado para o efeito. 2. A informação acima deve ser prestada anualmente, até 31 de Março do ano seguinte ao que diz respeito, na forma escrita e junto do serviço municipal responsável em matéria de mobilidade. Artigo 9.º Furto, roubo e dano 1. Salvo estipulação contratual em contrário ou regime legal imperativo, o estacionamento nos parques de estacionamento não constitui contrato de depósito de veículos ou dos objetos que se encontrem no interior das mesmas, pelo que a entidade titular, exploradora ou gestora dos parques de estacionamento não se responsabiliza por eventuais danos, furtos, perdas ou deteriorações dos veículos que se encontrem nos parques ou de bens que se encontrem no interior dos mesmos. 2. No caso dos parques geridos pela EMEL ou pelo Município não é possível afastar, por via contratual, o regime de responsabilidade constante do número anterior.

7 Artigo 10.º Fiscalização A Câmara Municipal de Lisboa constituirá um grupo de trabalho para fiscalização sistemática das condições de utilização, no âmbito da mobilidade, do licenciamento municipal da atividade, de funcionamento dos aspetos de risco contra incêndios, higiene e segurança, através dos representantes das áreas municipais competentes, designadamente Polícia Municipal e Regimento de Sapadores Bombeiros, ao qual competirá aplicar, em caso de incumprimento, o regime sancionatório previsto no Decreto-Lei nº 81/2006 de 20 de Abril, bem como os restantes regimes sancionatórios decorrentes de lei especial conexa com a actividade. Artigo 11.º Casos omissos Em tudo quanto neste Regulamento Geral for omisso, aplica-se o disposto no regime relativo às condições de utilização dos parques e zonas de estacionamento aprovado pelo Decreto-Lei nº 81/2006 de 20 de Abril, no Código da Estrada, outros Regulamentos Municipais e demais legislação aplicável. Artigo 12.º Norma transitória A EMEL, enquanto entidade gestora de parques de estacionamento, deverá, no prazo de noventa (90) dias a contar da entrada em vigor do presente regulamento geral, apresentar à Câmara Municipal, para homologação, as propostas com as condições de funcionamento, preços e horários a praticar nos respectivos parques. Artigo 13.º Norma revogatória 1. São revogadas todas as anteriores deliberações municipais que aprovaram Regulamentos Gerais ou Específicos respeitantes aos parques de estacionamento a que respeita o artigo 2º do presente Regulamento Geral, sem prejuízo do disposto no número seguinte.

8 2. Os regulamentos específicos de parques que tenham sido aprovados pela Assembleia Municipal, mantêm-se em vigor até à aprovação das condições de utilização do parque em causa, nos termos do artigo 5.º do presente regulamento geral. Artigo 14.º Entrada em vigor O presente regulamento geral entra em vigor no dia posterior ao da sua publicação no Boletim Municipal.

MUNICIPAL. - Deliberação n.º 48/AM/2013 (Proposta n.º 255/CM/2013):

MUNICIPAL. - Deliberação n.º 48/AM/2013 (Proposta n.º 255/CM/2013): - Deliberação n.º 48/AM/2013 (Proposta n.º 255/CM/2013): Aprovar, para efeitos de submissão à Assembleia Municipal, o Projeto de Regulamento Geral de Parques de Estacionamento, na cidade de Lisboa Pelouro:

Leia mais

Regulamento de utilização do Parque de Estacionamento do. Centro Comercial a Céu Aberto

Regulamento de utilização do Parque de Estacionamento do. Centro Comercial a Céu Aberto Regulamento de utilização do Parque de Estacionamento do Centro Comercial a Céu Aberto Com a revisão da política de estacionamento e com o desenvolvimento do Centro Comercial a Céu Aberto, urge a necessidade

Leia mais

REGULAMENTO DE PARQUES DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA DO MUNICÍPIO DE PINHEL PREÂMBULO

REGULAMENTO DE PARQUES DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA DO MUNICÍPIO DE PINHEL PREÂMBULO REGULAMENTO DE PARQUES DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA DO MUNICÍPIO DE PINHEL PREÂMBULO No concelho de Pinhel, e em especial no centro da cidade de Pinhel, existe uma grande oferta de comércio e

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA. (Versão em vigor, com as alterações introduzidas pela Deliberação n.

REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA. (Versão em vigor, com as alterações introduzidas pela Deliberação n. REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA (Versão em vigor, com as alterações introduzidas pela Deliberação n.º 2/AM/99) Capítulo I Dos Princípios Gerais Artigo 1.º (Âmbito de aplicação)

Leia mais

Projeto de Regulamento de Estacionamento Diurno do Edifício sede da Freguesia da Estrela Preâmbulo

Projeto de Regulamento de Estacionamento Diurno do Edifício sede da Freguesia da Estrela Preâmbulo Projeto de Regulamento de Estacionamento Diurno do Edifício sede da Freguesia da Estrela Preâmbulo A sede da Junta de Freguesia da Estrela tem a disponibilidade de 41 lugares de estacionamento, os quais

Leia mais

REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO SUBTERRÂNEO DO MUNICÍPIO DE BRAGANÇA

REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO SUBTERRÂNEO DO MUNICÍPIO DE BRAGANÇA REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO SUBTERRÂNEO DO MUNICÍPIO DE BRAGANÇA CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1º Âmbito de aplicação 1 - O presente Regulamento aplica-se aos seguintes parques de

Leia mais

Página 1 de 7 PO.07_REG.07

Página 1 de 7 PO.07_REG.07 REGULAMENTO DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA DO MUNICÍPIO DE MIRANDELA Preâmbulo Considerando que o progressivo aumento do parque automóvel e, consequentemente, da procura de estacionamento para satisfação

Leia mais

REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO MUNICIPAIS

REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO MUNICIPAIS REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO MUNICIPAIS Departamento de Serviços Urbanos e Ambiente/Divisão de Trânsito e Espaço Público pág. 1 / 12 Mod. 238/SQ 2 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º

Leia mais

REGULAMENTO DO PAGAMENTO A PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA

REGULAMENTO DO PAGAMENTO A PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA REGULAMENTO DO PAGAMENTO A PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA Praça da República 7150-249 Borba Telf.: 268 891 630 Fax: 268 894 806 balcaounico@cm-borba.pt www.cm-borba.pt Contribuinte n.º 503

Leia mais

Secção Central REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA. Preâmbulo

Secção Central REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA. Preâmbulo REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA Preâmbulo Considerando que o actual Regulamento das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada se encontra desactualizado em face das

Leia mais

PROJECTO DE ALTERAÇÃO DE POSTURA MUNICIPAL DE TRÂNSITO DE OLVEIRA DE AZEMÉIS. Preâmbulo

PROJECTO DE ALTERAÇÃO DE POSTURA MUNICIPAL DE TRÂNSITO DE OLVEIRA DE AZEMÉIS. Preâmbulo PROJECTO DE ALTERAÇÃO DE POSTURA MUNICIPAL DE TRÂNSITO DE OLVEIRA DE AZEMÉIS Preâmbulo A presente proposta de alteração da Postura Municipal de Trânsito, aprovada em Assembleia de Câmara de 15 de Junho

Leia mais

REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA DO MUNICÍPIO DE AVEIRO. Preâmbulo

REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA DO MUNICÍPIO DE AVEIRO. Preâmbulo REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA DO MUNICÍPIO DE AVEIRO Preâmbulo Considerando que o atual Regulamento das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada no Concelho de Aveiro,

Leia mais

MUNICÍPIO DE LAGOA AÇORES REGULAMENTO DO PAGAMENTO EM PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA. Preâmbulo

MUNICÍPIO DE LAGOA AÇORES REGULAMENTO DO PAGAMENTO EM PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA. Preâmbulo REGULAMENTO DO PAGAMENTO EM PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA Preâmbulo O Regulamento Municipal dos Sistemas Públicos e Predial de Distribuição de Água e Drenagem de Águas Residuais do Concelho

Leia mais

REGULAMENTO DA COMISSÃO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE NORDESTE

REGULAMENTO DA COMISSÃO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE NORDESTE REGULAMENTO DA COMISSÃO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE NORDESTE A Câmara Municipal ao abrigo do artigo 241º da Constituição da República Portuguesa e no âmbito das competências previstas na Lei n.º

Leia mais

Regulamento de Trânsito e Estacionamento

Regulamento de Trânsito e Estacionamento Regulamento de Trânsito e Estacionamento 2012 Fevereiro/2009 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Lei habilitante O presente Regulamento é elaborado ao abrigo do disposto no artigo 241.º da Constituição

Leia mais

Artigo 1º. Alterações ao Regulamento das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada no Concelho de Matosinhos

Artigo 1º. Alterações ao Regulamento das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada no Concelho de Matosinhos Artigo 1º Alterações ao Regulamento das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada no Concelho de Matosinhos Os artigos 4º, 5º, 7º,9º, 10º, 11º, 13º, 15 passam a ter a seguinte redação: «CAPÍTULO I Artigo

Leia mais

Sumário REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO ESPECÍFICO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO.

Sumário REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO DO CONCELHO DE CASCAIS REGULAMENTO ESPECÍFICO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO. 03.07.2012 Sumário REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO DO CONCELHO DE CASCAIS E REGULAMENTO ESPECÍFICO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO. EDITAL Nº 266/2012 Regulamento Geral

Leia mais

CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO. Actualização N.º 1

CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO. Actualização N.º 1 CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO Actualização N.º 1 Código da Estrada Edição de Bolso 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO Actualização N.º 1 Texto da Lei EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA, SA

Leia mais

Regulamento Geral de Estacionamento e Circulação das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada

Regulamento Geral de Estacionamento e Circulação das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada Regulamento Geral de Estacionamento e Circulação das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada CAPITULO I CONCEITOS GERAIS SECÇÃO I ENQUADRAMENTO Artigo 1º Enquadramento legal Ao presente regulamento

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL TRÂNSITO E ESTACIONAMENTO (RMTE)

REGULAMENTO MUNICIPAL TRÂNSITO E ESTACIONAMENTO (RMTE) REGULAMENTO MUNICIPAL TRÂNSITO E ESTACIONAMENTO (RMTE) Regulamento n.º 09/2012 Aprovado em Câmara Municipal a 10/12/2015 Aprovado em Assembleia Municipal a 21/12/2015 PÁG. 01 / 09 PREÂMBULO O ordenamento

Leia mais

REGULAMENTO DE TARIFAS E PREÇOS DE MUNICÍPIO DE BEJA (aprovado pela Câmara Municipal de Beja em )

REGULAMENTO DE TARIFAS E PREÇOS DE MUNICÍPIO DE BEJA (aprovado pela Câmara Municipal de Beja em ) PREÂMBULO REGULAMENTO DE TARIFAS E PREÇOS DE MUNICÍPIO DE BEJA (aprovado pela Câmara Municipal de Beja em 27-11- 2011) A presente Tabela de Tarifas e Preços do Município de Beja e respectivo regulamento

Leia mais

REGULAMENTO AÇÃO SOCIAL ESCOLAR 1º CICLO MANUAIS ESCOLARES

REGULAMENTO AÇÃO SOCIAL ESCOLAR 1º CICLO MANUAIS ESCOLARES REGULAMENTO AÇÃO SOCIAL ESCOLAR 1º CICLO MANUAIS ESCOLARES Divisão de Educação e Promoção Social Ano Letivo 2014/2015 Regulamento Municipal para atribuição de Auxílios Económicos relativos a manuais escolares,

Leia mais

Regulamento Interno das Comunicações Telefónicas

Regulamento Interno das Comunicações Telefónicas 1 ÍNDICE PREÂMBULO DISPOSIÇÕES COMUNS Objecto Utilização DAS COMUNICAÇÕES FIXAS Responsabilidade Interdições Informação DAS COMUNICAÇÕES MÓVEIS Direito ao uso Deveres gerais de utilização Custos da utilização

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL PARA REALIZAÇÃO DE LEILÕES

REGULAMENTO MUNICIPAL PARA REALIZAÇÃO DE LEILÕES REGULAMENTO MUNICIPAL PARA REALIZAÇÃO DE LEILÕES (Aprovado na 24ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal realizada em 16 de Dezembro de 2003, na 2ª Reunião da 5ª Sessão Ordinária de Assembleia Municipal,

Leia mais

REGULAMENTO 114/LP/15. Regulamento Específico. Zona de Estacionamento de Duração Limitada 114 Loures

REGULAMENTO 114/LP/15. Regulamento Específico. Zona de Estacionamento de Duração Limitada 114 Loures REGULAMENTO 114/LP/15 Regulamento Específico Zona de Estacionamento de Duração Limitada 114 Loures Artigo 1.º Lei Habilitante O presente regulamente é elaborado e aprovado ao abrigo das competências conferidas

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO II TAXAS E ISENÇÕES

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO II TAXAS E ISENÇÕES ÍNDICE REMISSIVO. Artigo 1º - Lei Habilitante. Artigo 2º - Âmbito de aplicação. Artigo 3º - Definições. Artigo 4º - Responsabilidades CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 5º - Taxas. Artigo 6º - Isenções

Leia mais

Edital 97/95 Regulamento Geral dos Parques de Estacionamento Municipais. (Versão em vigor, com as alterações efectuadas pelo Edital n.

Edital 97/95 Regulamento Geral dos Parques de Estacionamento Municipais. (Versão em vigor, com as alterações efectuadas pelo Edital n. Edital 97/95 Regulamento Geral dos Parques de Estacionamento Municipais (Versão em vigor, com as alterações efectuadas pelo Edital n.º 59/96) CAPÍTULO I Princípios Gerais Artigo 1º (Âmbito de Aplicação)

Leia mais

DECRETO N.º 189/IX DEFINE O REGIME JURÍDICO DA ASSISTÊNCIA NOS LOCAIS DESTINADOS A BANHISTAS. Artigo 1.º Objecto

DECRETO N.º 189/IX DEFINE O REGIME JURÍDICO DA ASSISTÊNCIA NOS LOCAIS DESTINADOS A BANHISTAS. Artigo 1.º Objecto DECRETO N.º 189/IX DEFINE O REGIME JURÍDICO DA ASSISTÊNCIA NOS LOCAIS DESTINADOS A BANHISTAS A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, para valer como

Leia mais

REGULAMENTO: Parque Municipal de Estacionamento de Veículos Pesados de Vale do Alecrim CÓD. N.º: DAGF - A - R

REGULAMENTO: Parque Municipal de Estacionamento de Veículos Pesados de Vale do Alecrim CÓD. N.º: DAGF - A - R CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA REGULAMENTO: Parque Municipal de Estacionamento de Veículos Pesados de Vale do Alecrim CÓD. N.º: DAGF - A - R - 001. ORIGINADOR: DAG *EMISSÃO: 29 / 04 / 2003. *REVISÃO N.º :

Leia mais

PAVILHÃO MUNICIPAL DE DESPORTOS. Regulamento de Publicidade

PAVILHÃO MUNICIPAL DE DESPORTOS. Regulamento de Publicidade PAVILHÃO MUNICIPAL DE DESPORTOS Regulamento de Publicidade 1 REGULAMENTO DE PUBLICIDADE PARA O PAVILHÃO MUNICIPAL DE DESPORTOS PREÂMBULO NOTA JUSTIFICATIVA O Pavilhão Municipal de Desportos é uma infra-estrutura

Leia mais

Regulamento de Apoio a Iniciativas Regulares ou Pontuais, de Natureza Educativa, Desportiva, Recreativa, Cultural, Social e Outras

Regulamento de Apoio a Iniciativas Regulares ou Pontuais, de Natureza Educativa, Desportiva, Recreativa, Cultural, Social e Outras Regulamento de Apoio a Iniciativas Regulares ou Pontuais, de Natureza Educativa, Desportiva, Recreativa, Cultural, Social e Outras 1 NOTA JUSTIFICATIVA O Município de Chaves entende como sendo de interesse

Leia mais

REGULAMENTO DE TRÂNSITO DE SANTA COMBA DÃO

REGULAMENTO DE TRÂNSITO DE SANTA COMBA DÃO 1 INTRODUÇÃO O Regulamento de Trânsito em vigor na área do Município, publicado no Diário da República, II série n 78, apêndice 39, de 16/03/2001, no seu capítulo IX, define os locais e formas de estacionamento

Leia mais

Deliberação n.º 441/CM/2000 [(Proposta n.º 441/2000) Subscrita pelo Vereador Machado Rodrigues]

Deliberação n.º 441/CM/2000 [(Proposta n.º 441/2000) Subscrita pelo Vereador Machado Rodrigues] Deliberação n.º 441/CM/2000 [(Proposta n.º 441/2000) Subscrita pelo Vereador Machado Rodrigues] Considerando que: 1 - A Portaria n.º 878/81, de 1 de Outubro, criou o painel adicional de modelo 11 d, painel

Leia mais

ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO DO TRANSPORTE ESCOLAR

ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO DO TRANSPORTE ESCOLAR ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO DO TRANSPORTE ESCOLAR Preâmbulo Sendo o reforço da descentralização do Estado através da atribuição de mais competências às autarquias, uma realidade a partir de 1983, veio o Decreto

Leia mais

AVISO (19/GAOA/2015)

AVISO (19/GAOA/2015) AVISO (19/GAOA/2015) Humberto Fernando Leão Pacheco de Brito, Presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, submete a consulta pública, para recolha de sugestões, por um período de 30 dias, a contar

Leia mais

REGULAMENTO SOBRE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE RECINTOS DE ESPECTÁCULOS E DIVERTIMENTOS PÚBLICOS

REGULAMENTO SOBRE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE RECINTOS DE ESPECTÁCULOS E DIVERTIMENTOS PÚBLICOS REGULAMENTO SOBRE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO DE RECINTOS DE ESPECTÁCULOS E DIVERTIMENTOS PÚBLICOS PREÂMBULO O Decreto-Lei n.º 315/95, de 28 de Novembro e o Decreto Regulamentar n.º 34/95, de 16 de Dezembro

Leia mais

REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA

REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO PREÂMBULO As recentes obras realizadas no âmbito do Urbcom, conferiram à vila uma filosofia diferente na utilização do espaço

Leia mais

MUNICÍPIO DE BARRANCOS

MUNICÍPIO DE BARRANCOS MUNICÍPIO DE BARRANCOS REGULAMENTO MUNICIPAL DOS EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS E DOS ESTABELECIMENTOS DE ALOJAMENTO LOCAL. Nota Justificativa O novo Regime Jurídico de Instalação, Exploração e Funcionamento

Leia mais

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO SALÃO POLIVALENTE

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO SALÃO POLIVALENTE Junta de Freguesia da Brandoa REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO SALÃO POLIVALENTE Ao abrigo da competência regulamentar das Autarquias Locais consagrada no artigo 241.º da Constituição da República Portuguesa,

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS DO CONCELHO DE SINES. Preâmbulo

REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS DO CONCELHO DE SINES. Preâmbulo REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS DO CONCELHO DE SINES Preâmbulo Na sequência da publicação do Decreto-Lei nº 111/2010, de 15 de outubro, e do Decreto-lei nº 48/2011, de

Leia mais

PARTE H (2) Diário da República, 2.ª série N.º de fevereiro de 2014 MUNICÍPIO DE ALMADA. CAPÍTULO I Conceitos Gerais

PARTE H (2) Diário da República, 2.ª série N.º de fevereiro de 2014 MUNICÍPIO DE ALMADA. CAPÍTULO I Conceitos Gerais 5506-(2) Diário da República, 2.ª série N.º 37 21 de fevereiro de 2014 PARTE H MUNICÍPIO DE ALMADA Aviso n.º 2916-A/2014 Para os devidos efeitos, e nos termos do disposto no artigo 118.º do Código do Procedimento

Leia mais

Regulamento Municipal do Exercício do Direito de Petição

Regulamento Municipal do Exercício do Direito de Petição 1 Regulamento Municipal do Exercício do Direito de Petição APROVADO PELA CÂMARA MUNICIPAL DE SINTRA EM 26 DE MARÇO DE 2008 APROVADO PELA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE SINTRA EM 18 DE ABRIL DE 2008 2 Regulamento

Leia mais

REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA

REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA Departamento de Serviços Urbanos e Ambiente/Divisão de Trânsito, Espaço Público e Viaturas Mod. 238/SQ 1 1 PREÂMBULO De acordo com as disposições

Leia mais

ICP - Autoridade Nacional de Comunicações. Regulamento n.º XXXX/2011

ICP - Autoridade Nacional de Comunicações. Regulamento n.º XXXX/2011 ICP - Autoridade Nacional de Comunicações Regulamento n.º XXXX/2011 Metodologia de elaboração e execução dos planos de monitorização e medição dos níveis de intensidade dos campos electromagnéticos resultantes

Leia mais

Alteração ao Regulamento Sobre o Horário de Funcionamento de Estabelecimentos Comerciais no Concelho de Vila Franca de Xira

Alteração ao Regulamento Sobre o Horário de Funcionamento de Estabelecimentos Comerciais no Concelho de Vila Franca de Xira Alteração ao Regulamento Sobre o Horário de Funcionamento de Estabelecimentos Comerciais no Concelho de Vila Franca de Xira Artigo 1º Aplicação deste Regulamento O presente Regulamento, elaborado em execução

Leia mais

Alteração às normas relativas aos parques de estacionamento na cidade do Porto. Alteração 02/2017 ao CRMP

Alteração às normas relativas aos parques de estacionamento na cidade do Porto. Alteração 02/2017 ao CRMP Alteração às normas relativas aos parques de estacionamento na cidade do Porto Alteração 02/2017 ao CRMP 1. Nota justificativa Nos últimos anos, a cidade do Porto tem vindo a ser confrontada com novos

Leia mais

MUNICIPAL SUMÁRIO CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA 2.º SUPLEMENTO AO BOLETIM MUNICIPAL N.º 993 RESOLUÇÕES DOS ÓRGÃOS DO MUNICÍPIO CÂMARA MUNICIPAL

MUNICIPAL SUMÁRIO CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA 2.º SUPLEMENTO AO BOLETIM MUNICIPAL N.º 993 RESOLUÇÕES DOS ÓRGÃOS DO MUNICÍPIO CÂMARA MUNICIPAL MUNICIPAL 2.º SUPLEMENTO AO BOLETIM MUNICIPAL SUMÁRIO RESOLUÇÕES DOS ÓRGÃOS DO MUNICÍPIO CÂMARA MUNICIPAL Retificação (Deliberação n.º 113/CM/2013 - Reunião Extraordinária de 2013/02/27) pág. 332 (78)

Leia mais

REGULAMENTO DO CARTÃO SÉNIOR MUNICIPAL NOTA JUSTIFICATIVA

REGULAMENTO DO CARTÃO SÉNIOR MUNICIPAL NOTA JUSTIFICATIVA REGULAMENTO DO CARTÃO SÉNIOR MUNICIPAL NOTA JUSTIFICATIVA Tendo em vista a reformulação do Regulamento do Cartão Municipal do Idoso em vigor desde 1999, considerando a realidade presente e a adequação

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DA CALHETA MADEIRA

CÂMARA MUNICIPAL DA CALHETA MADEIRA NOTA JUSTIFICATIVA Devido ao aumento do tráfego automóvel na Vila da Calheta tornou-se necessário encontrar uma solução por forma a disciplinar o trânsito e o estacionamento, passando este objectivo, também,

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE PROPAGANDA POLÍTICA E ELEITORAL

REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE PROPAGANDA POLÍTICA E ELEITORAL REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE PROPAGANDA POLÍTICA E ELEITORAL NOTA JUSTIFICATIVA O art.º 37.º da Constituição da República Portuguesa preceitua sobre a liberdade de expressão, garantindo a todos o direito

Leia mais

TEXTO INTEGRAL. 1.º Âmbito

TEXTO INTEGRAL. 1.º Âmbito DATA: Quinta-feira, 23 de Outubro de 1997 NÚMERO: 246/97 SÉRIE I-B EMISSOR: Ministério da Economia DIPLOMA/ACTO: Portaria n.º 1069/97 SUMÁRIO: Aprova o modelo, preço, fornecimento, distribuição, utilização

Leia mais

REGULAMENTO DA COLÓNIA DE FÉRIAS INFANTIL MUNICIPAL PREÂMBULO

REGULAMENTO DA COLÓNIA DE FÉRIAS INFANTIL MUNICIPAL PREÂMBULO PREÂMBULO Procurar respostas sociais dirigidas a utentes dos diferentes grupos etários e à família, significa responder a necessidades humanas (psicológicas, afectivas, sociais, ) por forma a prevenir,

Leia mais

Município da Nazaré Serviços Municipalizados da Nazaré

Município da Nazaré Serviços Municipalizados da Nazaré Município da Nazaré Serviços Municipalizados da Nazaré Projecto de Regulamento do Pagamento em Prestações de Dívidas referentes à Receita dos Serviços de Fornecimento de Água, de Drenagem de Águas Residuais

Leia mais

REGULAMENTO DO MERCADO AGROBIO DE SETÚBAL PROJETO. Preâmbulo

REGULAMENTO DO MERCADO AGROBIO DE SETÚBAL PROJETO. Preâmbulo Preâmbulo O Mercado Agrobio de Setúbal é organizado pela Câmara Municipal de Setúbal em parceria com a AGROBIO Associação Portuguesa de Agricultura Biológica, no âmbito do Protocolo de Colaboração estabelecido

Leia mais

Realização de Acampamentos Ocasionais

Realização de Acampamentos Ocasionais Capítulo 470 Realização de Acampamentos Ocasionais MR.470.01.Vers.1.0.b Página 1 de 11 Conteúdo PREÂMBULO... 3 CAPÍTULO I - ÂMBITO DE APLICAÇÃO... 4 Artigo 1.º Lei habilitante... 4 Artigo 2.º Âmbito e

Leia mais

REGULAMENTO DO REGIME DE VINCULAÇÃO DO PESSOAL DOCENTE DE CARREIRA CONTRATO EM FUNÇÕES PÚBLICAS ISCTE-INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA

REGULAMENTO DO REGIME DE VINCULAÇÃO DO PESSOAL DOCENTE DE CARREIRA CONTRATO EM FUNÇÕES PÚBLICAS ISCTE-INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA REGULAMENTO DO REGIME DE VINCULAÇÃO DO PESSOAL DOCENTE DE CARREIRA CONTRATO EM FUNÇÕES PÚBLICAS ISCTE-INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA O presente Regulamento tem por objecto regulamentar a vinculação

Leia mais

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA E ONEROSA ÍNDICE. Preâmbulo

PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA E ONEROSA ÍNDICE. Preâmbulo PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA E ONEROSA ÍNDICE Preâmbulo Capítulo I Dos Princípios Gerais Artigo 1º - Âmbito de aplicação Artigo 2º - Definições

Leia mais

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO PARQUE DE ESTACIONAMENTO DO RIBEIRA DA BOAVENTURA CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS. ARTIGO 1.º Objeto

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO PARQUE DE ESTACIONAMENTO DO RIBEIRA DA BOAVENTURA CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS. ARTIGO 1.º Objeto REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO PARQUE DE ESTACIONAMENTO DO RIBEIRA DA BOAVENTURA CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS ARTIGO 1.º Objeto O presente Regulamento visa, nos termos do disposto no Código da Estrada e

Leia mais

Regulamento Geral das Zonas de Estacionamento de duração Limitada e das Zonas de Acesso Automóvel Condicionado da Cidade de Espinho

Regulamento Geral das Zonas de Estacionamento de duração Limitada e das Zonas de Acesso Automóvel Condicionado da Cidade de Espinho Regulamento Geral das Zonas de Estacionamento de duração Limitada e das Zonas de Acesso Automóvel Condicionado da Cidade de Espinho José Barbosa Mota, Presidente da Câmara Municipal de Espinho, torna público

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE VENDA DE BILHETES PARA ESPECTÁCULOS OU DIVERTIMENTOS PÚBLICOS EM AGÊNCIAS OU POSTOS DE VENDA

REGULAMENTO MUNICIPAL DE VENDA DE BILHETES PARA ESPECTÁCULOS OU DIVERTIMENTOS PÚBLICOS EM AGÊNCIAS OU POSTOS DE VENDA REGULAMENTO MUNICIPAL DE VENDA DE BILHETES PARA ESPECTÁCULOS OU DIVERTIMENTOS PÚBLICOS EM AGÊNCIAS OU POSTOS DE VENDA (Aprovado na 24ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal realizada em 16 de Dezembro

Leia mais

Município de Monforte REGULAMENTO CARTÃO MUNICIPAL DO IDOSO

Município de Monforte REGULAMENTO CARTÃO MUNICIPAL DO IDOSO Município de Monforte REGULAMENTO CARTÃO MUNICIPAL DO IDOSO Convertido para formato digital em 16 de fevereiro de 2013. Aplicação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa - Cumprimento da Resolução do

Leia mais

REGULAMENTO DAS CHURRASQUEIRAS E PARQUE DE MERENDAS

REGULAMENTO DAS CHURRASQUEIRAS E PARQUE DE MERENDAS REGULAMENTO DAS CHURRASQUEIRAS E PARQUE DE MERENDAS Regulamento n.º 3 /_2007 Data de Publicação em D.R. (se aplicável): / / Aprovado em Assembleia Municipala 19/9_/2007 Capitulo I Disposições Gerais Artigo

Leia mais

REGULAMENTO DO REGISTO DAS SOCIEDADE CIVIS DE SOLICITADORES

REGULAMENTO DO REGISTO DAS SOCIEDADE CIVIS DE SOLICITADORES REGULAMENTO DO REGISTO DAS SOCIEDADE CIVIS DE SOLICITADORES O Estatuto da Câmara dos Solicitadores, aprovado pelo Decreto-Lei 88/2003, de 26 de Abril, no seu artigo 102º, prevê que os solicitadores podem

Leia mais

Licenciamento da Atividade de Arrumador de Automóveis

Licenciamento da Atividade de Arrumador de Automóveis Capítulo 465 Licenciamento da Atividade de Arrumador de Automóveis MR.465.01.Vers.1.0.b Página 1 de 13 Conteúdo PREÂMBULO... 4 CAPÍTULO I - ÂMBITO DE APLICAÇÃO... 5 Artigo 1.º Lei habilitante... 5 Artigo

Leia mais

MUNICÍPIO DE OURÉM Câmara Municipal EDITAL N.º 72/2010

MUNICÍPIO DE OURÉM Câmara Municipal EDITAL N.º 72/2010 EDITAL N.º 72/2010 Paulo Alexandre Homem de Oliveira Fonseca, Presidente da de Ourém, faz público que o REGULAMENTO DAS ZONAS E PARQUES DE ESTACIONAMENTO TARIFADO, aprovado nas reuniões camarárias de 17

Leia mais

Projeto de Regulamento de Procedimentos Regulatórios - síntese das principais propostas. Consulta pública n.º 3/2016

Projeto de Regulamento de Procedimentos Regulatórios - síntese das principais propostas. Consulta pública n.º 3/2016 Projeto de Regulamento de Procedimentos Regulatórios - síntese das principais propostas Consulta pública n.º 3/2016 Enquadramento legal e estatutário Lei Quadro das Entidades Reguladoras Por forma a prosseguirem

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO, UTILIZAÇÃO DAS PISCINAS DA ASSOCIAÇÃO RECREATIVA ALFÂNDEGUENSE

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO, UTILIZAÇÃO DAS PISCINAS DA ASSOCIAÇÃO RECREATIVA ALFÂNDEGUENSE REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO, UTILIZAÇÃO DAS PISCINAS DA ASSOCIAÇÃO RECREATIVA ALFÂNDEGUENSE Nota justificativa O presente Projecto de Regulamento das Piscinas da Associação Recreativa Alfandeguense, surge

Leia mais

Regulamento de Inscrição Municipal de Associação Cultural de Sintra IMACS

Regulamento de Inscrição Municipal de Associação Cultural de Sintra IMACS Regulamento de Inscrição Municipal de Associação Cultural de Sintra IMACS ( Com a alteração constante do Parecer da Comissão Permanente de Assuntos Sociais da Assembleia Municipal de Sintra ) 23 DE NOVEMBRO

Leia mais

(FESTAS DO POVO) Artigo 1º. (Organização e Coordenação)

(FESTAS DO POVO) Artigo 1º. (Organização e Coordenação) PROJETO DE REGULAMENTO DE ORGANIZAÇÃO, COORDENAÇÃO E REALIZAÇÃO DAS FESTAS DO POVO DE CAMPO MAIOR (FESTAS DO POVO) Artigo 1º (Organização e Coordenação) 1.- A organização e coordenação das Festas do Povo

Leia mais

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO Despacho Considerando que os regulamentos específicos do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) são aprovados pela respectiva Comissão Ministerial de Coordenação, nos termos do n.º 5 do artigo 30º

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS

REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS REGULAMENTO MUNICIPAL DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS (Aprovado na 8ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal realizada em 5 de Março de 1997, na 3ª Reunião da 2ª Sessão Ordinária

Leia mais

TARIFÁRIO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO E ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA

TARIFÁRIO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO E ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA TARIFÁRIO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO E ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA 1. ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA (ZEDL): 1.1. O tarifário a praticar nas ZEDL é o seguinte: 1.1.1. 0,60-1.ª

Leia mais

Regulamento CARTÃO BARCELOS JOVEM

Regulamento CARTÃO BARCELOS JOVEM Regulamento CARTÃO BARCELOS JOVEM PREÂMBULO O projecto Cartão Barcelos Jovem é um documento emitido pela Casa da Juventude da Câmara Municipal de Barcelos, capaz de conceder benefícios na utilização de

Leia mais

Município de Vieira do Minho

Município de Vieira do Minho REGULAMENTO MUNICIPAL DE COMPARTICIPAÇÃO EM MEDICAMENTOS E TRANSPORTE DE DOENTES Preâmbulo O Concelho de Vieira do Minho, tal como a maioria dos Concelhos do interior do país, tem vindo a assistir nas

Leia mais

Ministério da Indústria

Ministério da Indústria Ministério da Indústria Assembleia Nacional Lei n.º 10/94 31 de Agosto de 2008 O processo de redimensionamento do sector empresarial do Estado teve até agora como principal suporte legais o Decreto n.º

Leia mais

Desenvolvimento Económico REGULAMENTO PARA A ALIENAÇÃO DE LOTES PARA EMPRESAS DE I&D COM BASE TECNOLÓGICA NOTA JUSTIFICATIVA

Desenvolvimento Económico REGULAMENTO PARA A ALIENAÇÃO DE LOTES PARA EMPRESAS DE I&D COM BASE TECNOLÓGICA NOTA JUSTIFICATIVA REGULAMENTO PARA A ALIENAÇÃO DE LOTES PARA EMPRESAS DE I&D COM BASE TECNOLÓGICA NOTA JUSTIFICATIVA O licenciamento da localização, construção e instalação dos estabelecimentos será feito em conformidade

Leia mais

BOLETIM MUNICIPAL SEPARATA Data Diretor Sede SUMÁRIO:

BOLETIM MUNICIPAL SEPARATA Data Diretor Sede SUMÁRIO: Data 25.08.2014 Diretor: Carlos Carreiras Sede Praça 5 de Outubro,2754-501 Cascais SUMÁRIO: REGULAMENTO GERAL DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONTROLADO DO CONCELHO DE CASCAIS E REGULAMENTO ESPECÍFICO DAS

Leia mais

REGULAMENTO DE CONDICIONAMENTO DE TRÂNSITO E DE ESTACIONAMENTO NO CENTRO HISTÓRICO ZONA I

REGULAMENTO DE CONDICIONAMENTO DE TRÂNSITO E DE ESTACIONAMENTO NO CENTRO HISTÓRICO ZONA I REGULAMENTO DE CONDICIONAMENTO DE TRÂNSITO E DE ESTACIONAMENTO NO CENTRO HISTÓRICO ZONA I 2 PREÂMBULO A zona do Centro Histórico delimitada pela Rua de General Torres, Linha do Norte do Caminho de Ferro,

Leia mais

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CAMPO DE FUTEBOL SINTÉTICO DO PARQUE URBANO 25 DE ABRIL DE 1974 DE CASAL DE CAMBRA

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CAMPO DE FUTEBOL SINTÉTICO DO PARQUE URBANO 25 DE ABRIL DE 1974 DE CASAL DE CAMBRA REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CAMPO DE FUTEBOL SINTÉTICO DO PARQUE URBANO 25 DE ABRIL DE 1974 DE CASAL DE CAMBRA Proposta Regulamento de Utilização do Campo de Futebol Nota Justificativa A Junta de Freguesia

Leia mais

ALTERAÇÃO AO REGULAMENTO E TABELA DE TAXAS DO MUNICÍPIO DA MARINHA GRANDE PREÂMBULO

ALTERAÇÃO AO REGULAMENTO E TABELA DE TAXAS DO MUNICÍPIO DA MARINHA GRANDE PREÂMBULO ALTERAÇÃO AO REGULAMENTO E TABELA DE TAXAS DO MUNICÍPIO DA MARINHA GRANDE PREÂMBULO Entrada em vigor de julho de 203 A Lei n.º 53-E/2006, de 29 de dezembro, veio regular as relações jurídico tributárias

Leia mais

REGULAMENTO E TABELA GERAL DE TAXAS E LICENÇAS DA FREGUESIA DE CUBA PREÂMBULO

REGULAMENTO E TABELA GERAL DE TAXAS E LICENÇAS DA FREGUESIA DE CUBA PREÂMBULO PREÂMBULO Com a Lei nº 53-E/2006, de 29 de Dezembro, regulam-se as relações jurídico-tributárias geradoras da obrigação de pagamento de taxas às autarquias locais pelas pessoas singulares ou colectivas

Leia mais

Lei n.º 3/2009, de 13 de Janeiro. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:

Lei n.º 3/2009, de 13 de Janeiro. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Lei n.º 3/2009, de 13 de Janeiro Regula os efeitos jurídicos dos períodos de prestação de serviço militar de antigos combatentes para efeitos de atribuição dos benefícios previstos nas Leis n. os 9/2002,

Leia mais

Regulamento Específico da Zona de Estacionamento de Duração Limitada de Alfama 042. Preâmbulo

Regulamento Específico da Zona de Estacionamento de Duração Limitada de Alfama 042. Preâmbulo Regulamento Específico da Zona de Estacionamento de Duração Limitada de Alfama 042 Considerando que: Preâmbulo O Bairro de Alfama, enquanto zona histórica, caracteriza-se por uma reduzida dimensão dos

Leia mais

PREÂMBULO. Nota justificativa

PREÂMBULO. Nota justificativa PREÂMBULO O texto do Manutenção de Infra-Estruturas Urbanísticas foi submetido a apreciação pública, durante 30 dias úteis, tendo sido publicado para o efeito em edital, com o n.º 126/2002, de 23 de Maio

Leia mais

CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO

CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO (4.ª Edição) Actualização N.º 5 Código da Estrada Edição de Bolso 2 TÍTULO: AUTOR: CÓDIGO DA ESTRADA EDIÇÃO DE BOLSO Actualização N.º 5 BDJUR EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA,

Leia mais

CENTRO DE RECURSOS BIBLIOTECA. Capítulo I Definição, Objectivos e Âmbito de Acção

CENTRO DE RECURSOS BIBLIOTECA. Capítulo I Definição, Objectivos e Âmbito de Acção CENTRO DE RECURSOS BIBLIOTECA DA ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA DE BRAGANÇA (ESAB) REGULAMENTO INTERNO Capítulo I Definição, Objectivos e Âmbito de Acção Artigo 1º A Biblioteca da Escola Superior Agrária de Bragança

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL ESTACIONAMENTO CONDICIONADO E LUGARES DOS PARQUES E ZONAS DE DE USO PRIVATIVO

REGULAMENTO MUNICIPAL ESTACIONAMENTO CONDICIONADO E LUGARES DOS PARQUES E ZONAS DE DE USO PRIVATIVO CÂMARA MUNICIPAL DE PORTALEGRE REGULAMENTO MUNICIPAL DOS PARQUES E ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONDICIONADO E LUGARES DE USO PRIVATIVO 1 REGULAMENTO MUNICIPAL DOS PARQUES E ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONDICIONADO

Leia mais

AVISO N.º 05/2014 de 15 de Setembro

AVISO N.º 05/2014 de 15 de Setembro Publicado no Diário da República, I série, nº 182, de 01 de Outubro AVISO N.º 05/2014 de 15 de Setembro ASSUNTO: Sistemas de Pagamentos de Angola Autorização para a Constituição das Sociedades Prestadoras

Leia mais

Regulamento de Estacionamento do Campus Académico do Lumiar

Regulamento de Estacionamento do Campus Académico do Lumiar Regulamento de Estacionamento do Campus Académico do Lumiar Artigo 1º Zonas de estacionamento do Campus 1. O Parque de estacionamento do Campus Académico do Lumiar, adiante designado apenas por Parque,

Leia mais

REGULAMENTO DE TAXAS, LICENÇAS E SERVIÇOS DA JUNTA DE FREGUESIA DE SANTA MARIA DOS OLIVAIS. Preâmbulo

REGULAMENTO DE TAXAS, LICENÇAS E SERVIÇOS DA JUNTA DE FREGUESIA DE SANTA MARIA DOS OLIVAIS. Preâmbulo REGULAMENTO DE TAXAS, LICENÇAS E SERVIÇOS DA JUNTA DE FREGUESIA DE SANTA MARIA DOS OLIVAIS Preâmbulo A Tabela de Taxas de Atestados em vigor foi aprovada por deliberação de Junta em 23/11/99 e por deliberação

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS

MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS O primeiro outorgante, o Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres, I.P., doravante designado

Leia mais

REGULAMENTO DO PAGAMENTO EM PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA. Preâmbulo

REGULAMENTO DO PAGAMENTO EM PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA. Preâmbulo REGULAMENTO DO PAGAMENTO EM PRESTAÇÕES DA RECEITA DO FORNECIMENTO DE ÁGUA Preâmbulo O Regulamento do Serviço de Abastecimento de Água da Cidade de Reguengos de Monsaraz remonta a finais do ano de 1988,

Leia mais

REGULAMENTO DE LIQUIDAÇÃO E COBRANÇA DA TAXA PELA EXPLORAÇÃO DE INERTES.

REGULAMENTO DE LIQUIDAÇÃO E COBRANÇA DA TAXA PELA EXPLORAÇÃO DE INERTES. CÂMARA MUNICIPAL DE SEIA REGULAMENTO DE LIQUIDAÇÃO E COBRANÇA DA TAXA PELA EXPLORAÇÃO DE INERTES. Regulamento de Liquidação e Cobrança da Taxa pela Exploração de Inertes 1 PREÂMBULO A alínea n) do artigo

Leia mais

Regulamento de Incentivos à Conservação de Fachadas de Imóveis na Zona Histórica de Soure. Município de Soure

Regulamento de Incentivos à Conservação de Fachadas de Imóveis na Zona Histórica de Soure. Município de Soure Regulamento de Incentivos à Conservação de Fachadas de Imóveis na Zona Histórica de Soure Município de Soure 2015 Regulamento de Incentivos à Conservação de Fachadas de Imóveis na Zona Histórica H de Soure

Leia mais

ARTIGO 1º Legislação Habilitante. ARTIGO 2º Objecto. ARTIGO 3º Âmbito de Aplicação. ARTIGO 4º Princípios

ARTIGO 1º Legislação Habilitante. ARTIGO 2º Objecto. ARTIGO 3º Âmbito de Aplicação. ARTIGO 4º Princípios ARTIGO 1º Legislação Habilitante O presente Regulamento tem suporte legal no n.º 4 do artigo 16.º da Lei n.º 2/2007, de15 de Fevereiro (Lei das Finanças Locais) e na alínea a) do n.º 2 do artigo 53.º e

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE O LICENCIAMENTO E FUNCIONAMENTO DAS ESPLANADAS

REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE O LICENCIAMENTO E FUNCIONAMENTO DAS ESPLANADAS REGULAMENTO MUNICIPAL SOBRE O LICENCIAMENTO E FUNCIONAMENTO DAS ESPLANADAS Num concelho e numa cidade com reconhecidas aptidões para a actividade turística como é Macedo de Cavaleiros, a existência de

Leia mais

REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA CONTROLADAS POR PARCÓMETROS. Vizela - Um Passado com Futuro SETOR DE TAXAS E LICENÇAS

REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA CONTROLADAS POR PARCÓMETROS. Vizela - Um Passado com Futuro SETOR DE TAXAS E LICENÇAS REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DE DURAÇÃO LIMITADA CONTROLADAS POR PARCÓMETROS Vizela - Um Passado com Futuro SETOR DE TAXAS E LICENÇAS INDICE: Nota Justificativa.... Pág. 3 Artigo 1.º - Âmbito

Leia mais

REGULAMENTO DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE VENDA AO PÚBLICO E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO MUNICÍPIO DE AZAMBUJA

REGULAMENTO DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE VENDA AO PÚBLICO E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO MUNICÍPIO DE AZAMBUJA MUNICÍPIO DE AZAMBUJA REGULAMENTO DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO DOS ESTABELECIMENTOS DE VENDA AO PÚBLICO E DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DO MUNICÍPIO DE AZAMBUJA Aprovado por deliberação da Assembleia Municipal

Leia mais

Mais informações e atualizações desta obra em

Mais informações e atualizações desta obra em Título: Normas Regulamentares do Regime da Propriedade Horizontal Autor: Eurico Santos, Advogado Correio eletrónico do Autor: euricosantos@sapo.pt N.º de Páginas: 8 páginas Formato: PDF (Portable Document

Leia mais

MUNICÍPIO DE ANSIÃO CASA DA AMIZADE

MUNICÍPIO DE ANSIÃO CASA DA AMIZADE Nota Justificativa Considerando a recente inauguração da Casa da Amizade Ansião - Erbach; Considerando a necessidade de estabelecer normas e regras de uso e funcionamento das instalações da Casa da Amizade

Leia mais