CULTURA. Museu da Imagem e do Som, uma bela viagem pela história de Goiás MEMÓRIA PRESERVADA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CULTURA. Museu da Imagem e do Som, uma bela viagem pela história de Goiás MEMÓRIA PRESERVADA"

Transcrição

1 CULTURA MEMÓRIA PRESERVADA Museu da Imagem e do Som, uma bela viagem pela história de Goiás Uma viagem rumo ao passado de Goiás. Assim pode ser definido o acervo do Museu da Imagem e do Som (MIS) da Agência Goiana de Cultura Pedro Ludovico Teixeira. São mais de 25 mil imagens fotográficas que retratam desde os fatos históricos mais relevantes de Goiás, como a construção da capital goiana e o surgimento de várias cidades no interior do Estado, até o registro dos hábitos, costumes e arquitetura do passado, além de imagens de personalidades ilustres que aqui viveram ou ainda vivem. Os registros videográficos e cinematográficos reúnem momentos relevantes dos pioneiros que deixaram sua marca na história política e cultural de Goiás. São mais de 10 mil fitas magnéticas e 250 filmes, com depoimentos de personalidades ilustres, documentários retratando as cidades históricas, as festas folclóricas e os ritmos tradicionais de Goiás, além de trabalhos do renomado cineasta João Bênio e filmes que participaram do Festival Internacional de Vídeo e Cinema Ambiental (Fica), entre outros registros. O acervo fonográfico, um dos únicos que guardam depoimentos Museu da Imagem e do Som Acervo videográfico reúne grande volume de imagens sobre a história de Goiás sonoros e de títulos musicais em Goiás, reúne 320 fitas de áudio com documentos históricos de artistas, escritores e personalidades da história política de Goiás, além de 34 mil discos de vinil, contendo as mais variadas temáticas musicais brasileiras e estrangeiras, sendo que 29 mil foram doados pela Rádio Brasil Central. O Museu da Imagem e do Som abriga ainda uma biblioteca com cerca de 2 mil publicações especializadas em cinema, vídeo, museologia e patrimônio histórico. A memória de Goiás documentada no MIS não se resume aos registros fotográficos, videográficos, cinematográficos e fonográficos ali existentes, mas também pelo edifício que o abriga, o Centro Cultural Marieta Teles Machado, uma construção no estilo art déco dos anos 30, situada na Praça Cívica, na região central da capital goiana, tombada pelo Instituto do Pa- 93

2 trimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) Memória preservada O diretor de Patrimônio Histórico e Artístico da Agência Goiana de Cultura Pedro Ludovico Teixeira, Agnaldo Coelho, afirma que o MIS funciona como depositário da memória de Goiás, divulgando a história do Estado através dos documentos sonoros, fotográficos e cinematográficos de seu acervo. "Trata-se de um importantíssimo elo de preservação da identidade cultural de Goiás. Temos plena convicção de que o trabalho desenvolvido no MIS tem contribuído para o fortalecimento da cidadania e conseqüente melhoria da qualidade de vida dos cidadãos goianos". Agnaldo Coelho enfatiza que o Museu já conquistou respeitabilidade também fora de Goiás. "Suas ações vêm obtendo reconhecimento de outras instituições nacionais, como o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), com a inclusão do MIS nas edições de 2003 e 2004 da seleção regional do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Preservação do Patrimônio e convites para participação em seminários e fóruns especializados, como o Fórum Nacional de Museus, realizado em Salvador, em dezembro de 2004, e o seminário Encontros Museológicos, promovido pela Universidade de São Paulo (USP) em 2003, dentre outras participações importantes". Agnaldo Coelho, da Agepel Museu é depositário da memória histórica de Goiás Documentos Publicações de cadernos de fotografias de fases históricas Ações desenvolvidas A diretora do MIS, Tânia Mendonça, explica que paralelamente ao atendimento a pesquisadores, estudantes, professores e público em geral, o Museu é responsável ainda por inúmeras ações de cunho cultural e educacional, como o intercâmbio com as redes estadual e municipal de ensino. "Além do empréstimo de vídeos que complementam o conteúdo didático das escolas, realizamos anualmente uma mostra de vídeo com enfoque para a difusão dos costumes regionais e do patrimônio histórico e cultural de Goiás", enfatiza. De acordo com a diretora do Museu, outro produto representativo é a publicação Cadernos de Fotografia do MIS. O primeiro volume apresenta imagens do período da construção de Goiânia; o segundo mostra a vida e obra do fotógrafo pioneiro Sílvio Berto; o terceiro volume contém informações biográficas e imagens produzidas por 12 fotógrafos pioneiros de Goiânia que retrataram a construção da nova capital de 1933 a 1950 e o quarto é a fotobiografia da folclorista e escritora goiana Regina Lacerda. Tânia Mendonça ressalta ainda que o MIS vem difundindo conhecimentos por meio de oficinas e cursos de capacitação destinados a profissionais de todo o Estado."Em parceria com o Departamento de Museus e Ciências Culturais do Ministério da Cultura, estamos patrocinando a realização de oficinas de capacitação nas áre- 94

3 Tânia Mendonça, diretora do MIS Museu está aberto a todos os segmentos da sociedade as de conservação, tratamento, acondicionamento e higienização de acervos, monitoria para atendimentos em museus e noções básicas de organização museológica, entre outros, com a participação de técnicos da Funarte do Rio de Janeiro". Segundo Tânia, as oficinas vêm preencher a lacuna da falta de profissionais capacitados na área em Goiás Além disso, o MIS dispõe de livros, catálogos, textos, revistas e recortes de jornais para as mais variadas consultas, está apto para o fornecimento de reproduções de imagens fotográficas e de imagens digitalizadas e oferece monitoramento em consulta ao banco de dados informatizado do acervo fotográfico, desde que seja agendado com antecedência, entre outras ações. O Museu da Imagem e do Som funciona no 1º andar do Centro Cultural Marieta Teles Machado, que fica na Praça Cívica nº 2, Centro. O horário de funcionamento é de segunda à sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 14 às 17h30. As mostras de vídeos para escolas e consultas ao banco de dados do acervo fotográfico devem ser agendados previamente. Apoio da Petrobrás e da Fundação Vitae O Museu da Imagem e do Som (MIS) obteve patrocínio de R$ ,00 da Petrobrás para a execução do projeto A Preservação e Disponibilização do Acervo Fonográfico. O projeto prevê a revitalização de cerca de 34 mil discos e 320 fitas de áudio e a disponibilização desse acervo para pesquisas e consultas. O MIS foi uma das instituições brasileiras selecionadas pelo Programa Cultural de Preservação e Memória que a Petrobrás mantém para apoiar museus, arquivos e bibliotecas. Dos projetos inscritos foram selecionados 171, sendo dois de Goiás, do Museu da Imagem e do Som e do Museu de Arte Sacra da cidade de Goiás. Todo o acervo fonográfico do Museu está higienizado e inventariado, mas indisponibilizado para o público, pois encontra-se em condições precárias de acondicionamento e de catalogação. Tratamento Processo de higienização e conservação do acervo de fotos exige dedicação Com o patrocínio da Petrobrás, o Museu está adquirindo mobiliário e embalagens adequados, como conjunto de estantes deslizantes projetadas para acondicionar dis- cos e fitas, com espaço para 50 mil registros e invólucros de papel neutro que vão substituir as capas originais deterioradas pela ação do tempo. 95

4 Banco de dados Todo o acervo do MIS está digitalizado, o que facilita identificação e pesquisas O projeto prevê ainda a compra de computador para a informatização e implantação do banco de dados do acervo. A etapa final, prevista para outubro de 2006, será a publicação de um catálogo e a abertura do acervo para consultas e intercâmbios com instituições de ensino e de pesquisa de Goiás. Todo o trabalho de revitalização do acervo fonográfico é desenvolvido pelos técnicos do Museu com formação em história, além de profissionais das áreas de música e informática. O MIS foi beneficiado também com o patrocínio da Fundação Vitae, uma instituição européia que investe na promoção social, na educação, e na cultura de países da América do Sul. O projeto aprovado, para revitalização de seis álbuns das coleções do acervo fotográfico, no valor de R$ 98 mil, já está em andamento desde o mês de maio. Leitura e saber Biblioteca também reúne grande acervo de obras de períodos históricos de Goiás Acervo do Museu da Imagem e do Som Fotográfico fotografias slides negativos Videográfico fitas magnéticas Cinematográfico 23 filmes16mm 203 filmes 35mm 22 filmes Super 8 Fonográfico 320 fitas de áudio discos de vinil 50 CDs Biblioteca 450 livros 400 textos para pesquisa impressos 150 folders 50 catálogos 100 folhetos Atividades - Exposições - Mostras de vídeos - Produção e edição de documentários - Produção, gravação e transcrição de depoimentos em áudio e vídeo - Publicação de catálogos - Publicação de cadernos e revistas - Conservação - Documentação - Informatização Prestação de serviços - Atendimento a pesquisadores, estudantes, professores e público em geral - Programação de exibição de vídeos para escolas - Fornecimento de cópias de vídeos produzidos pelo MIS - Empréstimo de cópias de vídeos do acervo - Consulta de livros, catálogos, textos, revistas e recortes de jornais - Fornecimento de partituras, de letras e de músicas dos hinos oficiais de Goiás e de Goiânia - Fornecimento de reproduções de imagens fotográficas e de imagens digitalizadas - Monitoramento em consulta ao banco de dados informatizado do acervo fotográfico - Realização de oficinas destinadas a profissionais da área de todo o Estado 96

5 Objetivos do MIS Fotografias históricas do Museu da Imagem e do Som O Museu da Imagem e do Som (MIS) foi criado em 1988 com o objetivo de reunir, preservar, conservar, catalogar e divulgar formas de expressão histórica e artística do Estado de Goiás, que se utilizam, de registros visuais e sonoros, entre discos, fitas magnéticas, fotografias, slides e filmes. O acervo do MIS foi formado através de contatos com universidades, pesquisadores, academias, emissoras de televisão, agências de publicidade, empresas privadas e estatais e colecionadores, entre outros. Desses contatos, resultaram doações expressivas como a Coleção Olavo Tormim, composta de mais de 700 discos doados pelo colecionador em O MIS produziu também, nas décadas de 1980 e início de 1990, três projetos significativos: História Oral, Memória e Vídeo-Poema, que geraram mais de 30 depoimentos em áudio e vídeo. O acervo é constituído ainda de coleções procedentes de outras instituições como as fitas magnéticas da TV Brasil Central doadas no ano 2000 e as fitas magnéticas contendo filmes inscritos no Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica). Integram também o acervo as coleções de fotografias do Museu Zoroastro Artiaga, do Instituto Goiano do Folclore, da Emcidec e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, além de trabalhos doados por pioneiros como José Mendonça Teles, Belkiss Spencièri, Benito Bianchi, Sílvio Berto, Haroutium Berberian, Hélio de Oliveira, Luiz Pucci, João de Paula Teixeira Filho e Eudaldo Guimarães, entre outras personalidades. Praça Cívica Outro aspecto, com o Palácio das Esmeraldas já pronto Campinas Praça Joaquim Lúcio, no início de Goiânia Dona Gercina e Pedro Ludovico Foto histórica preservada no MIS Praça Cívica Início da construção da capital Avenida Goiás Em destaque o relógio em art déco ainda hoje conservado Teatro Goiânia Desde o início, palco de espetáculos 97

AÇÕES PARA A PRESERVAÇÃO DIGITAL DE ACERVOS AUDIOVISUAIS NO BRASIL

AÇÕES PARA A PRESERVAÇÃO DIGITAL DE ACERVOS AUDIOVISUAIS NO BRASIL AÇÕES PARA A PRESERVAÇÃO DIGITAL DE ACERVOS Associação Brasileira de Preservação Audiovisual ABPA http://abpreservacaoaudiovisual.org/site/ Fundada em 16 de junho de 2008 pelos participantes do 3º Encontro

Leia mais

PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL

PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL Permite o apoio financeiro a projetos culturais credenciados pela Secretaria de Cultura de São Paulo, alcançando todo o estado. Segundo a Secretaria, o Proac visa a: Apoiar

Leia mais

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira.

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 1 PROJETO SETORIAL INTEGRADO BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 2 Introdução O Ministério da Cultura, sugeriu a Fundação

Leia mais

SEC Que Cultura é essa? Balanço de Gestão 2007/2010

SEC Que Cultura é essa? Balanço de Gestão 2007/2010 SEC Que Cultura é essa? Balanço de Gestão 2007/2010 1 ATRAÇÃO DE RECURSOS ATRAÇÃO DE RECURSOS TRANSFORMAR DESPESA EM INVESTIMENTO A LEI DO ICMS ESTRUTURAÇÃO Superintendência específica Parceria SEFAZ

Leia mais

PARECER Nº 13/2009 1- APRESENTAÇÃO

PARECER Nº 13/2009 1- APRESENTAÇÃO PARECER Nº 13/2009 Manifesta-se sobre a declaração de interesse público e social do acervo de Abdias Nascimento, sob a guarda do Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros - IPEAFRO 1- APRESENTAÇÃO

Leia mais

uma exposição interativa, onde o público poderá usufruir de diferentes plataformas artísticas fotografias, vídeos, áudios, textos e mapas

uma exposição interativa, onde o público poderá usufruir de diferentes plataformas artísticas fotografias, vídeos, áudios, textos e mapas A Margem Projeto A Margem O projeto prevê o desenvolvimento de uma Expedição audiovisual e jornalística por cidades do interior do estado de São Paulo que são banhadas pelo Rio Tietê, para produzir um

Leia mais

Fundação Romi. Centro de Documentação

Fundação Romi. Centro de Documentação Fundação Romi Centro de Documentação Neste espaço os mais importantes períodos da história barbarense são pontuados, partindo dos povos primitivos, passando pela fundadora, a cana-de-açúcar, os impactos

Leia mais

Guia para Boas Práticas

Guia para Boas Práticas Responsabilidade Social Guia para Boas Práticas O destino certo para seu imposto Leis de Incentivo Fiscal As Leis de Incentivo Fiscal são fruto da renúncia fiscal das autoridades públicas federais, estaduais

Leia mais

Mantenedores para o Portal Sergio Britto Memórias 2015 Realização

Mantenedores para o Portal Sergio Britto Memórias 2015 Realização Mantenedores para o Portal Sergio Britto Memórias 2015 Realização Apresentação Em 65 anos de dedicação às artes, o ator e diretor Sergio Britto (1923-2011) reuniu e conservou em sua casa, em Santa Teresa,

Leia mais

Projeto de Digitalização de Jornais do Acervo da Fundação Cásper Líbero PRONAC: 102700

Projeto de Digitalização de Jornais do Acervo da Fundação Cásper Líbero PRONAC: 102700 Projeto de Digitalização de Jornais do Acervo da Fundação Cásper Líbero PRONAC: 102700 Valor total do Projeto: R$ 2.283.138,52 Apresentação: O jornal A Gazeta foi comprado por Cásper Líbero em 1918. Produziu

Leia mais

Mais Cultura nas Escolas

Mais Cultura nas Escolas Mais Cultura nas Escolas O que é o Programa Mais Cultura nas Escolas? Projeto Andarilha das Letras, Circulação Literária/ FUNARTE É o encontro de projetos pedagógicos de escolas da rede pública com experiências

Leia mais

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias

Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Mesa Redonda Novas agendas de atuação e os perfis profissionais em bibliotecas universitárias Profa. Dra. Lillian Maria Araújo de Rezende Alvares Coordenadora-Geral de Pesquisa e Manutenção de Produtos

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SEBASTIÃO DO OESTE ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO SEBASTIÃO DO OESTE ESTADO DE MINAS GERAIS LEI COMPLEMENTAR Nº 38, DE 22 DE FEVEREIRO DE 2011. Altera dispositivos e Cria Secretaria de Esporte, Cultura, Lazer e Turismo na Lei Complementar nº 24, de 23 de abril de 2009, que dispõe sobre a Organização

Leia mais

TEMPO AO TEMPO, NO MUSEU HERING "TIME TO TIME" IN HERING'S MUSEUM. Em Blumenau, a história e as tradições são preservadas de muitas formas e

TEMPO AO TEMPO, NO MUSEU HERING TIME TO TIME IN HERING'S MUSEUM. Em Blumenau, a história e as tradições são preservadas de muitas formas e TEMPO AO TEMPO, NO MUSEU HERING "TIME TO TIME" IN HERING'S MUSEUM Marli Rudnik Em Blumenau, a história e as tradições são preservadas de muitas formas e uma delas é através do acervo e das exposições dos

Leia mais

MEMÓRIA URBANA DE PALMAS-TO: LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES E MATERIAL SOBRE O PLANO DE PALMAS E SEUS ANTECEDENTES

MEMÓRIA URBANA DE PALMAS-TO: LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES E MATERIAL SOBRE O PLANO DE PALMAS E SEUS ANTECEDENTES MEMÓRIA URBANA DE PALMAS-TO: LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÕES E MATERIAL SOBRE O PLANO DE PALMAS E SEUS ANTECEDENTES Tânia de Sousa Lemos 1 ; Ana Beatriz Araujo Velasques 2 1 Aluna do Curso de Arquitetura e

Leia mais

LICENCIATURA EM HISTÓRIA. fgv.br/vestibular

LICENCIATURA EM HISTÓRIA. fgv.br/vestibular LICENCIATURA EM HISTÓRIA fgv.br/vestibular IDEALISMO, EXCELÊNCIA E CREDIBILIDADE A Fundação Getulio Vargas surgiu em 20 de dezembro de 1944 com o objetivo de preparar profissionais qualificados em Administração

Leia mais

PROJETO PONTO DE CULTURA FAZENDO ARTE 1

PROJETO PONTO DE CULTURA FAZENDO ARTE 1 PROJETO PONTO DE CULTURA FAZENDO ARTE 1 MENDONÇA, Marcelo Rodrigues OLIVEIRA, João Manoel Borges RESUMO: O Ponto de Cultura Fazendo Arte é uma ação da Associação dos Moradores do Bairro Santa Terezinha

Leia mais

NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG

NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG SICEPOT-MG CONSTRUINDO UM MUNDO MELHOR O Núcleo Construção e Cidadania foi criado em 1995 para coordenar, planejar e executar as ações de Responsabilidade Social

Leia mais

Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015.

Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. PROGRAMA DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA, CULTURAL, ARTÍSTICA E TECNOLÓGICA Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Produção Científica, Cultural, Artística e Tecnológica visa fortalecer a relação

Leia mais

A OBRA MUSICAL DE PAULO LEMINSKI UM PATRIMÔNIO CULTURAL DO PARANÁ E DO BRASIL

A OBRA MUSICAL DE PAULO LEMINSKI UM PATRIMÔNIO CULTURAL DO PARANÁ E DO BRASIL A OBRA MUSICAL DE PAULO LEMINSKI UM PATRIMÔNIO CULTURAL DO PARANÁ E DO BRASIL cd duplo paulo leminski contextualização Paulo Leminski é, sem dúvida, um dos mais importantes poetas da literatura paranaense

Leia mais

PLANO SETORIAL DE DANÇA. DOCUMENTO BASE: Secretaria de Políticas Culturais - SPC Fundação Nacional de Artes FUNARTE Câmaras Setoriais de Dança

PLANO SETORIAL DE DANÇA. DOCUMENTO BASE: Secretaria de Políticas Culturais - SPC Fundação Nacional de Artes FUNARTE Câmaras Setoriais de Dança PLANO SETORIAL DE DANÇA DOCUMENTO BASE: Secretaria de Políticas Culturais - SPC Fundação Nacional de Artes FUNARTE Câmaras Setoriais de Dança MARÇO DE 2009 CAPÍTULO I DO ESTADO FORTALECER A FUNÇÃO DO ESTADO

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 096

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 096 Eventos Culturais PROGRAMA Nº - 096 Levar cultura à população através de shows musicais, espetáculos teatrais, poesia, oficinas de teatro, música, artesanato, artes plásticas e outros. Contratar empresas

Leia mais

1. Biblioteca. 2. Infra-Estrutura. 2.1 Espaço físico

1. Biblioteca. 2. Infra-Estrutura. 2.1 Espaço físico Biblioteca UPIS 1 SUMÁRIO 1. Biblioteca... 3 2. Infra-Estrutura... 3 2.1 Espaço físico... 3 Campus I... 3 Instalações para estudos individuais... 3 Instalações para estudos em grupo... 3 3. Acervo Bibliográfico...

Leia mais

PARECER Nº, DE 2012. RELATOR: Senador MOZARILDO CAVALCANTI I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2012. RELATOR: Senador MOZARILDO CAVALCANTI I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2012 Da COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTES, sobre o Projeto de Lei da Câmara nº 65, de 2012 (Projeto de Lei nº 1.263, de 2003, na origem), de autoria do Deputado Leonardo Monteiro,

Leia mais

II ORIENTAÇÕES, CRITÉRIOS ESPECÍFICOS E DOCUMENTAÇÃO COMPLEMENTAR

II ORIENTAÇÕES, CRITÉRIOS ESPECÍFICOS E DOCUMENTAÇÃO COMPLEMENTAR Anexo II ORIENTAÇÕES, CRITÉRIOS ESPECÍFICOS E DOCUMENTAÇÃO COMPLEMENTAR I Orientações Gerais (Qualquer área) a) Projeto com duração superior a seis meses deverá apresentar, pelo menos, 25% (vinte e cinco

Leia mais

MINIFÓRUM CULTURA 10. Fórum Permanente para Elaboração do Plano Municipal de Cultura 2012 a 2022 RELATÓRIA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA

MINIFÓRUM CULTURA 10. Fórum Permanente para Elaboração do Plano Municipal de Cultura 2012 a 2022 RELATÓRIA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA MINIFÓRUM CULTURA 10 Fórum Permanente para Elaboração do Plano Municipal de Cultura 2012 a 2022 RELATÓRIA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA Orientação aprovada: Que a elaboração do Plano Municipal de Cultura considere

Leia mais

Manual de Comunicação do Fazcultura Identidade Visual

Manual de Comunicação do Fazcultura Identidade Visual Manual de Comunicação do Fazcultura Identidade Visual SUMáRIO 03 04 07 08 17 Apresentação Orientações Gerais Fazcultura Aplicações Assinaturas 2 Apresentação Este manual foi desenvolvido para orientar

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO INTERDISCIPLINAR EM PATRIMÔNIO, DIREITOS CULTURAIS E CIDADANIA

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO INTERDISCIPLINAR EM PATRIMÔNIO, DIREITOS CULTURAIS E CIDADANIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO NÚCLEO INTERDISCIPLINAR DE ESTUDOS E PESQUISAS EM DIREITOS HUMANOS CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO INTERDISCIPLINAR

Leia mais

Sheet1. Criação de uma rede formada por tvs e rádios comunitárias, para acesso aos conteúdos

Sheet1. Criação de uma rede formada por tvs e rádios comunitárias, para acesso aos conteúdos Criação de um canal de atendimento específico ao público dedicado ao suporte de tecnologias livres. Formação de comitês indicados por representantes da sociedade civil para fomentar para a ocupação dos

Leia mais

ARTEBR EXPOSIÇÃO DE FERNANDO VILELA CIDADES GRÁFICAS

ARTEBR EXPOSIÇÃO DE FERNANDO VILELA CIDADES GRÁFICAS ARTEBR EXPOSIÇÃO DE FERNANDO VILELA CIDADES GRÁFICAS A empresa ARTEBR desenvolve projetos em arte, educação e literatura para diversas instituições culturais brasileiras. Atua nas áreas de consultoria

Leia mais

A INFORMAÇÃO E A COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA NA FIOCRUZ

A INFORMAÇÃO E A COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA NA FIOCRUZ A INFORMAÇÃO E A COMUNICAÇÃO CIENTÍFICA NA FIOCRUZ Paulo Gadelha Vice-presidente de Desenvolvimento Institucional e Gestão do Trabalho Fundação Oswaldo Cruz 1900: Instituto Soroterápico Federal Objetivo

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES: REGULAMENTO CONCLUÍNTES EM 2014/1

ATIVIDADES COMPLEMENTARES: REGULAMENTO CONCLUÍNTES EM 2014/1 CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SÃO PAULO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Publicidade e Propaganda Rádio e Televisão Relações Públicas ATIVIDADES COMPLEMENTARES: REGULAMENTO CONCLUÍNTES EM 2014/1 DEFINIÇÃO

Leia mais

ARTEBR LIVRO SABORES DO BRASIL

ARTEBR LIVRO SABORES DO BRASIL ARTEBR LIVRO SABORES DO BRASIL A empresa ARTEBR desenvolve projetos em arte, educação e literatura para diversas instituições culturais brasileiras. Atua nas áreas de consultoria e assessoria em arte e

Leia mais

Cultura Oficina Litoral Sustentável

Cultura Oficina Litoral Sustentável Cultura Oficina Litoral Sustentável 1 ESTRUTURA DA AGENDA REGIONAL E MUNICIPAIS 1. Princípios 2. Eixos 3. Diretrizes 4. Ações 4.1 Natureza das ações (planos, projetos, avaliação) 4.2 Mapeamento de Atores

Leia mais

MUNICÍPIO DE FIGUEIRÓ DOS VINHOS

MUNICÍPIO DE FIGUEIRÓ DOS VINHOS 1 Missão da Biblioteca Os princípios orientadores da Biblioteca Municipal Simões de Almeida (tio) têm como base o Manifesto da UNESCO sobre as Bibliotecas Públicas, pelo que no cumprimento da sua missão

Leia mais

ARTEBR SITE A HISTÓRIA VAI COMEÇAR

ARTEBR SITE A HISTÓRIA VAI COMEÇAR ARTEBR SITE A HISTÓRIA VAI COMEÇAR A empresa ARTEBR desenvolve projetos em arte, educação e literatura para diversas instituições culturais brasileiras. Atua nas áreas de consultoria e assessoria em arte

Leia mais

h p://www.confabulefilmes.com.br/fes vais inscrições até junho/11

h p://www.confabulefilmes.com.br/fes vais inscrições até junho/11 1 de 5 21/06/2011 17:55 FESTIVAIS inscrições até junho/11 1ª MOSTRA DE VÍDEO UNIVERSITÁRIO DA UNICAP A 1ª Mostra de Vídeo Universitário da Unicap é uma atividade integrada à programação de comemoração

Leia mais

CÓDIGO 58 - EDIÇÃO E EDIÇÃO INTEGRADA À IMPRESSÃO

CÓDIGO 58 - EDIÇÃO E EDIÇÃO INTEGRADA À IMPRESSÃO Classificação Nacional de Atividades Econômicas CNAE 2.0 CÓDIGO 58 - EDIÇÃO E EDIÇÃO INTEGRADA À IMPRESSÃO 581 - Edição de Livros, Jornais, Revistas e outras Atividades de Edição 582 - Edição integrada

Leia mais

Bazar das Nações é uma exposição itinerante que tem como objetivo pesquisar, documentar, exibir e divulgar os tradicionais Mercados Centrais,

Bazar das Nações é uma exposição itinerante que tem como objetivo pesquisar, documentar, exibir e divulgar os tradicionais Mercados Centrais, Bazar das Nações é uma exposição itinerante que tem como objetivo pesquisar, documentar, exibir e divulgar os tradicionais Mercados Centrais, oriundos do Brasil Colônia próximos aos portos e alfândegas,

Leia mais

6º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS

6º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS 1 6º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET e Pontão de Cultura Cultura Viva ao Alcance de Todos Patrocínio - PETROBRAS De 22 a 26 de novembro de 2011 Floriano - PI REGULAMENTO

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações Importantes para o Empresário Patrocinador

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações Importantes para o Empresário Patrocinador Informações Importantes para o Empresário Patrocinador Se sua empresa deseja Patrocinar um dos projeto culturais, aprovados pelo Ministério da Cultura por meio por da Lei Rouanet. Isso significa que como

Leia mais

Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS

Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS LEI ROUANET LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA LEI Nº 8131/91; LEI 9.874/99 E A MEDIDA PROVISÓRIA Nº 2228-1/2001 Soluções Culturais O que é? Neste

Leia mais

BIBLIOTECA CENTRAL. Estrutura física

BIBLIOTECA CENTRAL. Estrutura física BIBLIOTECA CENTRAL A missão da Biblioteca Central Prof. Eurico Back - UNESC é promover com qualidade a recuperação de informações bibliográficas, com enfoque no desenvolvimento das atividades de ensino,

Leia mais

ACERVOS FOTOGRÁFICOS HISTÓRICOS. Organização, Pesquisa e Usos de Documentos Visuais. Aline Lopes de Lacerda alopeslacerda@gmail.

ACERVOS FOTOGRÁFICOS HISTÓRICOS. Organização, Pesquisa e Usos de Documentos Visuais. Aline Lopes de Lacerda alopeslacerda@gmail. ACERVOS FOTOGRÁFICOS HISTÓRICOS Organização, Pesquisa e Usos de Documentos Visuais Aline Lopes de Lacerda alopeslacerda@gmail.com Parte I - Fotografia e valor documentário Parte II - A fotografia nos arquivos:

Leia mais

Arquivo CÂNDIDO DE MELLO NETO: organização e disponibilização dos acervos sobre Anarquismo, Integralismo e Documentos Particulares

Arquivo CÂNDIDO DE MELLO NETO: organização e disponibilização dos acervos sobre Anarquismo, Integralismo e Documentos Particulares Arquivo CÂNDIDO DE MELLO NETO: organização e disponibilização dos acervos sobre Anarquismo, Integralismo e Documentos Particulares Professora Elizabeth Johansen ( UEPG) Jessica Monteiro Stocco (UEPG) Tatiane

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES

ATIVIDADES COMPLEMENTARES ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento das Atividades Complementares dos Cursos de Graduação da Faculdade Barretos Art. 1º - O presente Regulamento tem por finalidade definir normas e critérios para a seleção

Leia mais

PRIMEIRO PLANO 2012 FESTIVAL DE CINEMA DE JUIZ DE FORA E MERCOCIDADES

PRIMEIRO PLANO 2012 FESTIVAL DE CINEMA DE JUIZ DE FORA E MERCOCIDADES PRIMEIRO PLANO 2012 FESTIVAL DE CINEMA DE JUIZ DE FORA E MERCOCIDADES APRESENTAÇÃO Criado em 2002, o Primeiro Plano Festival de Cinema de Juiz de Fora e Mercocidades foi pioneiro por não existir no país

Leia mais

BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS

BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS BIBLIOTECA 1.1 INFORMAÇÕES GERAIS A Biblioteca possui atenção especial dos dirigentes da UCSal, por constituirse em um instrumento de apoio valioso aos programas de ensino, pesquisa e extensão. O foco

Leia mais

Secretaria de Estado da Cultura

Secretaria de Estado da Cultura Secretaria de Estado da Cultura UPPM Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico GTC SISEM-SP Grupo Técnico de Coordenação do Sistema Estadual de Museus de São Paulo MUSEUS E PATRIMÔNIO Os museus

Leia mais

Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões

Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões As oportunidades de trabalho e as novas profissões ligadas à arte contemporânea têm crescido muito nos últimos anos, impulsionadas

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES: REGULAMENTO CONCLUINTES EM 2015/1

ATIVIDADES COMPLEMENTARES: REGULAMENTO CONCLUINTES EM 2015/1 CENTRO UNIVERSITÁRIO BELAS ARTES DE SÃO PAULO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Publicidade e Propaganda Rádio e Televisão Relações Públicas ATIVIDADES COMPLEMENTARES: REGULAMENTO CONCLUINTES EM 2015/1 DEFINIÇÃO

Leia mais

FÓRUM DO AUDIOVISUAL PARANAENSE Curitiba/PR 13 e 14 de junho de 2015

FÓRUM DO AUDIOVISUAL PARANAENSE Curitiba/PR 13 e 14 de junho de 2015 FÓRUM DO AUDIOVISUAL PARANAENSE Curitiba/PR 13 e 14 de junho de 2015 ÁREA: PRESERVAÇÃO AUDIOVISUAL Os representantes de preservação audiovisual, presentes ao Fórum do Audiovisual Paranaense, reconhecendo

Leia mais

UM NOVO CONCEITO EM ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS

UM NOVO CONCEITO EM ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS UM NOVO CONCEITO EM ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS Descubra como o SophiA Acervo pode ajudar sua instituição na catalogação, organização e recuperação de acervos dos mais diversos tipos, sejam eles objetos da

Leia mais

10º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS. De 04 a 08 de novembro de 2015

10º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS. De 04 a 08 de novembro de 2015 10º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS De 04 a 08 de novembro de 2015 REGULAMENTO I DA DATA E LOCAL Art. 1º: O 10º ENCONTRO

Leia mais

Pesquisa Internacional sobre Documentos Arquivísticos Autênticos Permanentes em Sistemas. CS03 REGISTROS AUDIOVISUAIS: Programas de TV

Pesquisa Internacional sobre Documentos Arquivísticos Autênticos Permanentes em Sistemas. CS03 REGISTROS AUDIOVISUAIS: Programas de TV Pesquisa Internacional sobre Documentos Arquivísticos Autênticos Permanentes em Sistemas CS03 REGISTROS AUDIOVISUAIS: Programas de TV Rádio e Televisão da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) Maria

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL (Publicidade e Propaganda)

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL (Publicidade e Propaganda) CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL (Publicidade e Propaganda) NÚCLEO DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO FACULDADE DA CIDADE DE MACEIÓ Regulamento de Funcionamento do Laboratório de Comunicação I INTRODUÇÃO: O Núcleo

Leia mais

Edital de Produção Audiovisual Escola de Ciências Sociais FGV/CPDOC Núcleo de Audiovisual e Documentário

Edital de Produção Audiovisual Escola de Ciências Sociais FGV/CPDOC Núcleo de Audiovisual e Documentário Edital de Produção Audiovisual Escola de Ciências Sociais FGV/CPDOC Núcleo de Audiovisual e Documentário O Núcleo de Audiovisual e Documentário do CPDOC convida alunos inscritos regularmente em cursos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA PROGRAMA Nº- 042 PALCO SOBRE RODAS Projeto inspirado no clássico modelo de teatro itinerante, através da montagem de um palco móvel que percorre os bairros da cidade, levando cultura. Levar o Palco sobre

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO ARQUIVO PÚBLICO MUNICIPAL DE BAGÉ

REGIMENTO INTERNO DO ARQUIVO PÚBLICO MUNICIPAL DE BAGÉ REGIMENTO INTERNO DO ARQUIVO PÚBLICO MUNICIPAL DE BAGÉ Art. 1 - O Arquivo Público Municipal de Bagé, criado pela lei nº 3.399/97, de julho/97 alterado e complementado pelas leis 3.817/2001 e 3.935/2002,

Leia mais

Regimento Interno CAPÍTULO PRIMEIRO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Regimento Interno CAPÍTULO PRIMEIRO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Regimento Interno CAPÍTULO PRIMEIRO DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º As atividades culturais e artísticas desenvolvidas pela POIESIS reger-se-ão pelas normas deste Regimento Interno e pelas demais disposições

Leia mais

Mapeamento de Processos das Unidades Gerenciais Básicas GRUPO DE ESTUDOS GESTÃO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS COM ÊNFASE EM QUALIDADE

Mapeamento de Processos das Unidades Gerenciais Básicas GRUPO DE ESTUDOS GESTÃO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS COM ÊNFASE EM QUALIDADE Mapeamento de Processos das Unidades Gerenciais Básicas GRUPO DE ESTUDOS GESTÃO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS COM ÊNFASE EM QUALIDADE UGB Ação Cultural Promover a literatura, a leitura e inclusão sócio-cultural

Leia mais

EDITAL 01/2014 CONCURSO FOTOGRÁFICO RIO DAS PEDRAS BRILHANTES

EDITAL 01/2014 CONCURSO FOTOGRÁFICO RIO DAS PEDRAS BRILHANTES EDITAL 01/2014 CONCURSO FOTOGRÁFICO RIO DAS PEDRAS BRILHANTES FACULDADE ALIANÇA DE ITABERAI, ESTADO DE GOIÁS, por meio da Direção Acadêmica, Coordenações de Cursos e CEIC, torna público o concurso institucional

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO PARA OS MONUMENTOS, MUSEUS E PALÁCIOS

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO PARA OS MONUMENTOS, MUSEUS E PALÁCIOS PROGRAMA DE VOLUNTARIADO PARA OS MONUMENTOS, MUSEUS E PALÁCIOS DEPENDENTES DA DGPC CARTA DO VOLUNTÁRIO (MINUTA) VOLUNTARIADO NOS MONUMENTOS, MUSEUS E PALÁCIOS DA DGPC CARTA DO VOLUNTÁRIO DE MONUMENTOS,

Leia mais

PROJETO RELATÓRIO DE ATIVIDADES OUTUBRO DE 2014. Goiás-GO Novembro de 2014.

PROJETO RELATÓRIO DE ATIVIDADES OUTUBRO DE 2014. Goiás-GO Novembro de 2014. PROJETO RELATÓRIO DE ATIVIDADES OUTUBRO DE 2014 Goiás-GO Novembro de 2014. RELATÓRIO DE ATIVIDADES OUTUBRO DE 2014 ATIVIDADES DESENVOLVIDAS Durante o mês de outubro de 2014, o projeto FICA NA COMUNIDADE,

Leia mais

UNIVERSIDADE LIVRE DO MEIO AMBIENTE

UNIVERSIDADE LIVRE DO MEIO AMBIENTE UNIVERSIDADE LIVRE DO MEIO AMBIENTE A INSTITUIÇÃO A Universidade Livre do Meio Ambiente - Unilivre, instalada em Curitiba, Paraná, é uma organização não governamental sem fins lucrativos, recentemente

Leia mais

Programa ADAI Projetos Brasileiros

Programa ADAI Projetos Brasileiros Programa ADAI Projetos Brasileiros Brasil 1999 1ª Convocatória Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte: Conservação preventiva de acervo audiovisual. Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami:

Leia mais

As práticas do historiador: experiências do Laboratório de Documentação do Curso de História da Universidade Cruzeiro do Sul UNICSUL

As práticas do historiador: experiências do Laboratório de Documentação do Curso de História da Universidade Cruzeiro do Sul UNICSUL As práticas do historiador: experiências do Laboratório de Documentação do Curso de História da Universidade Cruzeiro do Sul UNICSUL Profa. Dra. Ana Barbara A. Pederiva Professora da Universidade Cruzeiro

Leia mais

Programas e Projetos Culturais

Programas e Projetos Culturais Programas e Projetos Culturais A Diret etoria de Assuntos Culturais tem como mis- são principal preserv eservar as tradições, a memória e os va- lores culturais e históricos do Exércit cito. Consubstanciados

Leia mais

CRIDI / UFBa - Audiovisual Institucional - 2014

CRIDI / UFBa - Audiovisual Institucional - 2014 #2 COMPLETAS Coletor: Website Collector 1 (Questionário do site) Iniciado em: segunda-feira 30 de março de 2015 19:24:58 Última modificação: domingo 7 de junho de 2015 15:08:05 Tempo gasto: Mais de um

Leia mais

Biblioteca 9. BIBLIOTECA

Biblioteca 9. BIBLIOTECA BIBLIOTECA Biblioteca 9. BIBLIOTECA Desde seu início, em dezembro de 1999, o Sistema de Bibliotecas da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, composto pelas bibliotecas dos Campi de Vitória da Conquista,

Leia mais

Universidade de Brasília. Departamento de Ciência da Informação e Documentação

Universidade de Brasília. Departamento de Ciência da Informação e Documentação Universidade de Brasília Departamento de Ciência da Informação e Documentação Profa.: Lillian Alvares Aspectos Gerais O uso da tecnologia digital traz grandes perspectivas de trabalho para os arquivos

Leia mais

FORMULÁRIO DAS AÇÕES DE EXTENSÃO

FORMULÁRIO DAS AÇÕES DE EXTENSÃO FORMULÁRIO DAS AÇÕES DE EXTENSÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM 1.1. TÍTULO DO PROJETO: Programa História e Memória Regional 1.2. CURSO: Interdisciplinar 1.3. IDENTIFICAÇÃO DO(A) PROFESSOR(A) /PROPONENTE 1.3.1.

Leia mais

ANEXO III PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA LINHAS ORIENTADORAS E OBJETIVOS

ANEXO III PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA LINHAS ORIENTADORAS E OBJETIVOS ANEXO III PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA LINHAS ORIENTADORAS E OBJETIVOS CENTRO CULTURAL VILA FLOR A programação do Centro Cultural Vila Flor deverá assentar em critérios de qualidade, diversidade, contemporaneidade

Leia mais

Convocatória Residência Desenvolvimento de Games 2012

Convocatória Residência Desenvolvimento de Games 2012 Convocatória Residência Desenvolvimento de Games 2012 O Museu da Imagem e do Som (MIS) abre inscrições para a Residência abrangendo projetos de games com impacto transformador na realidade social, econômica,

Leia mais

O Projeto de Preservação e Disponibilização Eletrônica do Acervo Contemporâneo da Fundação Bienal Mercosul

O Projeto de Preservação e Disponibilização Eletrônica do Acervo Contemporâneo da Fundação Bienal Mercosul O Projeto de Preservação e Disponibilização Eletrônica do Acervo Contemporâneo da Fundação Bienal Mercosul O NDP Núcleo de Documentação e Pesquisa é um setor institucional e permanente da Fundação Bienal

Leia mais

Monitoramento de Conservação

Monitoramento de Conservação TÓPICOS DE GERENCIAMENTO DE COLEÇÕES BIBLIOGRÁFICAS ESPECIAIS Monitoramento de Conservação Ministrantes: Prof. Ms. Fabiano Cataldo de Azevedo Universidade do Estado do Rio de Janeiro Diná Araújo Universidade

Leia mais

Museu Nacional de Arqueologia

Museu Nacional de Arqueologia Museu Nacional de Arqueologia - História O atual Museu Nacional de Arqueologia (MNA) foi fundado em 1893 pelo Doutor José Leite de Vasconcelos (e daí a designação oficial mais completa do Museu, conforme

Leia mais

Obra civil de recuperação/restauração de patrimônio edificado, com tombamento federal ou estadual.

Obra civil de recuperação/restauração de patrimônio edificado, com tombamento federal ou estadual. Artistas, historiadores, arquitetos, designers, arqueólogos, paleontólogos, produtores culturais, educadores, pesquisadores e demais interessados podem apresentar propostas de projetos de patrimônio dentro

Leia mais

ESPELHO DE EMENDAS DE INCLUSÃO DE META

ESPELHO DE EMENDAS DE INCLUSÃO DE META S AO PLN 0002 / 2007 - LDO Página: 2310 de 2393 ESPELHO DE S DE INCLUSÃO DE META AUTOR DA 50160001 1061 Brasil Escolarizado 0509 Apoio ao Desenvolvimento da Educação Básica Projeto apoiado (unidade) 40

Leia mais

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO Tipo: 1 - Finalístico Programa: 5224 - NÚCLEO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO Objetivo: CRIAR UM NÚCLEO DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO CAPAZ DE MAPEAR, CATEGORIZAR, ORGANIZAR E DISTRIBUIR INFORMAÇÕES PARA OS DIVERSOS

Leia mais

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL. CONCURSO MUNICIPAL DE RADIONOVELAS Paulo Melo EDIÇÃO 2013

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL. CONCURSO MUNICIPAL DE RADIONOVELAS Paulo Melo EDIÇÃO 2013 FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA EDITAL CONCURSO MUNICIPAL DE RADIONOVELAS Paulo Melo EDIÇÃO 2013 A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Fundação Municipal de Cultura e do Conselho Municipal de Política

Leia mais

9º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS MINISTÉRIO DA CULTURA

9º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS MINISTÉRIO DA CULTURA 9º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES Realização ESCALET Produções Cinematográficas Patrocínio PETROBRAS MINISTÉRIO DA CULTURA De 05 a 09 de novembro de 2014 Floriano/PI e Barão de Grajaú/MA

Leia mais

CONSERVAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS: PONTAPÉ INICIAL

CONSERVAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS: PONTAPÉ INICIAL PRESERVE SEU ACERVO CONSERVAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE ACERVOS: PONTAPÉ INICIAL Sabe aquelas fotos, textos, recortes de jornal, roupas, flâmulas e outros objetos que guardamos em casa, na sede do clube, no comércio

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS LEI Nº 2.073, DE 30 DE JULHO DE 2014. **Altera a Lei Ordinária nº 2.021, de 8 de Janeiro de 2014. Altera a Lei 2.021, de 08 de janeiro de 2014, que dispõe sobre o Plano Plurianual PPA 2014-2017, na forma

Leia mais

2.1 A duração do programa de residência será de até dois meses para o desenvolvimento de cada projeto selecionado.

2.1 A duração do programa de residência será de até dois meses para o desenvolvimento de cada projeto selecionado. Convocatória Residência Internacional LABMIS 2013 O Museu da Imagem e do Som abre inscrições para o programa Residência Internacional LABMIS 2013, abrangendo projetos artísticos nas áreas de fotografia

Leia mais

CULTURA E ARTE NA REDE

CULTURA E ARTE NA REDE projeto CULTURA E ARTE NA REDE DESCRIÇÃO DETALHADA DO OBJETO DO PATROCÍNIO Titulo: Cultura e Arte na Rede Período: 2007 Local: Goiânia Área : Patrimônio cultural e multimídia Formato: Pesquisas quantitativa

Leia mais

Anexo Técnico I Programa de Trabalho/Prestação de Serviços (tipo e descrição dos serviços memorial descritivo)

Anexo Técnico I Programa de Trabalho/Prestação de Serviços (tipo e descrição dos serviços memorial descritivo) Anexo Técnico I Programa de Trabalho/Prestação de Serviços (tipo e descrição dos serviços memorial descritivo) OBJETIVO GERAL O objetivo geral da Associação dos Amigos da Pinacoteca do Estado é a implementação

Leia mais

Setembro/2014. Período. 1 a 30 de setembro de 2014

Setembro/2014. Período. 1 a 30 de setembro de 2014 Setembro/2014 Período 1 a 30 de setembro de 2014 Cine Jardim traz filmes e música ao ar livre no Museu da Energia de Itu Público poderá conferir exibição do clássico do terror Nosferatu, além de show

Leia mais

BRASILIANA - CATÁLOGO DIGITAL RADAMÉS GNATTALI: A EXPERIÊNCIA DE CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL

BRASILIANA - CATÁLOGO DIGITAL RADAMÉS GNATTALI: A EXPERIÊNCIA DE CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL 1 BRASILIANA - CATÁLOGO DIGITAL RADAMÉS GNATTALI: A EXPERIÊNCIA DE CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL BALLESTÉ, Adriana Olinto * GNATTALI, Roberto ** RESUMO Radamés Gnattali é um dos mais importantes

Leia mais

GOVERNO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Cultura Plano Estadual de Cultura

GOVERNO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Cultura Plano Estadual de Cultura GOVERNO DO RIO DE JANEIRO Secretaria de Estado de Cultura INTRODUÇÃO A Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro (SEC) está coordenando a elaboração do Plano Estadual de Cultura, a partir do diálogo

Leia mais

de junho de 2007, destinados a profissionais com graduação ou bacharelado.

de junho de 2007, destinados a profissionais com graduação ou bacharelado. PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU posgraduacao@poliseducacional.com.br O QUE É PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU? A pós graduação lato sensu são cursos promovidos pelas faculdades do grupo POLIS EDUCACIONAL com mais de

Leia mais

Curso de Publicidade e Propaganda NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Curso de Publicidade e Propaganda NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Curso de Publicidade e Propaganda NORMAS DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Viçosa, Minas Gerais 2015 1 INTRODUÇÃO As atividades complementares, inseridas no projeto pedagógico, têm por finalidade proporcionar

Leia mais

Arte e Cinema pelos posters. Convocatória

Arte e Cinema pelos posters. Convocatória Arte e Cinema pelos posters Convocatória Posters de filmes sempre foram uma referência sobre costumes, moda, design, tipologia. Narram, dessa forma, aspectos da cultura do período histórico em que foram

Leia mais

NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO EM PERNAMBUCO: 13 ANOS DE HISTÓRIA

NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO EM PERNAMBUCO: 13 ANOS DE HISTÓRIA NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO EM PERNAMBUCO: 13 ANOS DE HISTÓRIA Margarete Maria da Silva meghamburgo@yahoo.com.br Graduanda em Pedagogia e membro do NEPHEPE Universidade Federal de

Leia mais

Projeto de Digitalização de Discos do Acervo da Fundação Cásper Líbero PRONAC: 102599

Projeto de Digitalização de Discos do Acervo da Fundação Cásper Líbero PRONAC: 102599 Projeto de Digitalização de Discos do Acervo da Fundação Cásper Líbero PRONAC: 102599 Valor total do Projeto: R$ 981.420,00 Apresentação: A Rádio Gazeta, fundada em 1943, com sua programação voltada exclusivamente

Leia mais

DIRETRIZES PARA O PATROCÍNIO CULTURAL

DIRETRIZES PARA O PATROCÍNIO CULTURAL DIRETRIZES PARA O PATROCÍNIO CULTURAL A Brookfield Incorporações é hoje uma das maiores incorporadoras do país. Resultado da integração de três reconhecidas empresas do mercado imobiliário Brascan Residential,

Leia mais

Cooperação Técnica para Modernização dos Serviços Relativos à Propriedade Industrial

Cooperação Técnica para Modernização dos Serviços Relativos à Propriedade Industrial Programa 0393 PROPRIEDADE INTELECTUAL Objetivo Garantir a propriedade intelectual e promover a disseminação de informações, visando estimular e diversificar a produção e o surgimento de novas tecnologias.

Leia mais

EDIÇÃO Nº 230 QUINTA - FEIRA, 1 DE DEZEMBRO DE 2011 GABINETE DA MINISTRA

EDIÇÃO Nº 230 QUINTA - FEIRA, 1 DE DEZEMBRO DE 2011 GABINETE DA MINISTRA EDIÇÃO Nº 230 QUINTA - FEIRA, 1 DE DEZEMBRO DE 2011 GABINETE DA MINISTRA PORTARIA Nº 116, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2011 (com atualizações da Portaria nº 5 de 26/01/2012 DOU de 30/01/2012) Regulamenta os segmentos

Leia mais