Manual!para!Diretor!de!Modalidade!!X!CONNEPI!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual!para!Diretor!de!Modalidade!!X!CONNEPI!"

Transcrição

1 ManualparaDiretordeModalidade XCONNEPI [ATENÇÃO]* ObserveseosartigosestãonasnormasdoXCONNEPIantesdeenviaEloparao avaliador. Nãoénecessárioalteraroprazoparaconclusãodaavaliação,poisomesmojá estáestipuladoem1semana. 1 RealizaroLoginnosistema: www2.ifac.edu.br/ocs_connepi 2 AteladoDiretordeModalidadelistaaquantidadedeartigosqueforam submetidosemsuamodalidade. CliqueemDiretordeModalidadeparateracessoaosartigos 3 Apáginacontendoassubmissõesémostrada. [ATENÇÃO] Nestapáginatemostrêssituaçõesdiferentesparaosartigosaseremdesignados. 3.1 Artigoavaliadoecomadecisãododiretordemodalidaderegistrada XCongressoNorteNordestedePesquisaeInovação,2015 Página1

2 3.2Artigodesignadoaoavaliador,porémsemaavaliaçãonemdecisãododiretor registrada 3.3Artigosemdesignação,omesmodeveserdesignadoparaoavaliador. 4 ODiretordeModalidadedeveclicarnoTítulodoartigoparateracessoas informaçõesdomesmoerealizaraescolhadoavaliador. 4.1Clicaremescolheravaliador 4.2Selecionaroavaliadordeacordocomasáreasdeinteresseparaavaliação. [ATENÇÃO] Alistagemcontendotodososavaliadorescadastradosnosistemaéapresentada, odiretordemodalidadepoderárealizarumabuscapelasáreasdeinteresse atravésdocampopesquisa,paraagilizaraescolha. AoencontraroavaliadorodiretordeveraclicaremDesignarparaescolhereste avaliador XCongressoNorteNordestedePesquisaeInovação,2015 Página2

3 4.3Apósaescolhadoavaliador,odiretordemodalidadedeveráescolhero formuláriodeavaliaçãoparaqueoavaliadorpossapreencheromesmocomsua avaliação. [ATENÇÃO] ClicaremEscolherformuláriodeavaliação,eemseguidanaopçãoDesignar. 5 Apósaescolhadoavaliadoredoformuláriodeavaliaçãoodiretorde modalidadedeverárealizarasolicitaçãodeavaliaçãoclicandonoiconeem destaque. [ATENÇÃO] Aoclicarnoíconeumacaixadetextoseráabertacontendootextoqueserá enviadoaoavaliadorsolicitandosuacolaboração,cliqueemenviar. 6 APÓSRECEBERAAVALIAÇÃOCONCLUÍDA ODiretordeModalidadeteráacessoaoparecerdoavaliadoratravésdoícone respostadoformuláriodeavaliação. XCongressoNorteNordestedePesquisaeInovação,2015 Página3

4 Deacordocomasrecomendações,eaavaliaçãorealizadaatravésdoformulário, odiretordemodalidadedeveráregistraradecisãodeaceitaroartigo,rejeitar, ousolicitaraoautorquerealizeascorreçõesnecessárias. Paraaceitarumartigo 7 RegistreadecisãoAceitar 7.1ENotifiqueoautor(cliquenoíconeemdestaque,umacaixadeenviode mensagensseráaberta,cliqueemenviar) 7.2 Selecioneoartigoecliqueemenviarparalayout 7.3 CliqueemConcluída Paraartigosquenecessitemdealteraçõesporpartedoautor XCongressoNorteNordestedePesquisaeInovação,2015 Página4

5 8 Cliquenoíconedarespostadoformuláriodeavaliaçãoparaobteraavaliação easrecomendaçõesfeitaspeloavaliador 8.1Copieasrecomendaçõesescritaspeloavaliadornoformuláriodeavaliação, nocampocomentárioaosautores 8.2Registreadecisão:Alteraçõesnecessárias 8.3Cliqueemnotificarautorecoleoconteúdodasrecomendaçõesfeitaspelo avaliadornacaixademensagens. XCongressoNorteNordestedePesquisaeInovação,2015 Página5

6 Apósinserirasrecomendaçõesnamensagemqueseráenviadaaoautor,clique emenviar. 8.4 Oautorseránotificadoedeveráenviarumanovaversãodoartigocomas correçõessolicitadas.asnovasversõesenviadaspeloautorserãolistadaspor ordemdechegada,sendooúltimoarquivolistado,aversãoatualizada,corrigida. 8.5Odiretordeverárevisaranovaversãodoartigoparaatestarqueas correçõesestãodeacordocomosolicitado.registrenovamenteadecisãode aceitarourejeitaroartigo. XCongressoNorteNordestedePesquisaeInovação,2015 Página6

7 Paraaceitarumartigo 8.6RegistreadecisãoAceitar 8.7Notifiqueoautor(cliquenoíconeemdestaque,umacaixadeenviode mensagensseráaberta,cliqueemenviar) 8.8Selecioneoartigo,aúltimaversãoenviada,ecliqueemenviarparalayout 8.9CliqueemConcluída Pararejeitarumartigo RegistreadecisãoRejeitar Notifiqueoautor(cliquenoíconeemdestaque,umacaixadeenviode mensagensseráaberta,cliqueemenviar) XCongressoNorteNordestedePesquisaeInovação,2015 Página7

ANEXO VI CARTILHA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS NO. Sistema Fumproarte - Inscrição. Manual do Usuário. Julho2010. Índice

ANEXO VI CARTILHA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS NO. Sistema Fumproarte - Inscrição. Manual do Usuário. Julho2010. Índice ANEXO VI CARTILHA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS NO Sistema Fumproarte - Inscrição Manual do Usuário Julho2010 Índice 1. Introdução...2 2. Conceitos iniciais...2 3. Orientações Gerais...3 3.1. Segurança do

Leia mais

Sistema Fumproate - Inscrição

Sistema Fumproate - Inscrição CARTILHA PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS NO Sistema Fumproarte - Inscrição Manual do Usuário Índice 1. Introdução...2 2. Conceitos iniciais...2 3. Orientações Gerais...3 3.1. Segurança do Sistema... 3 3.2.

Leia mais

Uma Análise de Benefícios do MPS.BR na Visão de Patrocinadores, Representantes da Empresa na Equipe de Avaliação e Avaliadores Líderes

Uma Análise de Benefícios do MPS.BR na Visão de Patrocinadores, Representantes da Empresa na Equipe de Avaliação e Avaliadores Líderes Uma Análise de Benefícios do MPS.BR na Visão de Patrocinadores, Representantes da Empresa na Equipe de Avaliação e Avaliadores Líderes Patrícia Lima Eliezer Dutra Gleison Santos Motivação Adoção de Modelos

Leia mais

INDICAÇÕES º ANO AxBxC

INDICAÇÕES º ANO AxBxC INDICAÇÕES 2016-1º ANO AxBxC 1º ANO AXBXC / ENS. FUNDAMENTAL HOUVE AVALIAÇÕES DE ENSINO RELIGIOSO E HISTÓRIA x 1º ANO AXBXC / ENS. FUNDAMENTAL HOUVE AVALIAÇÕES DE ENSINO RELIGIOSO E HISTÓRIA x 1º ANO axbxc

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 2

LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 2 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO 2008 ETAPA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO 2º ANO - CICLO II LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 2 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE CRUZEIRO EDITAL PARA MONITORIA 1º semestre/2016

ESCOLA SUPERIOR DE CRUZEIRO EDITAL PARA MONITORIA 1º semestre/2016 ESCOLA SUPERIOR DE CRUZEIRO EDITAL PARA MONITORIA 1º semestre/2016 A Escola Superior de Cruzeiro - ESC, torna público e aberto, para conhecimento dos alunos interessados, a concorrência para monitoria

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 1

LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO 2008 ETAPA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO 2º ANO - CICLO II LÍNGUA PORTUGUESA E MATEMÁTICA CADERNO 1 ESCOLA: NOME: TURMA:

Leia mais

RECLAMAÇÕES, APELAÇÕES E SUGESTÕES DE MELHORIAS

RECLAMAÇÕES, APELAÇÕES E SUGESTÕES DE MELHORIAS Pág: 1/6 Itens de Revisão: 00 Inicial 01 Revisão Geral do Procedimento 02 Revisão no nome do PR e acréscimos dos itens 3.5 Disputas e 3.6 Informações Gerais. 03 Revisão Geral do Procedimento 04 Revisão

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES

INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES INSTITUTO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOCENTE DE MONITORES EM DISCIPLINA QUESTIONÁRIO DO(A) ALUNO(A) DISCIPLINA: CURSO: MONITOR(A): PERÍODO DE REFERÊNCIA: INSTRUÇÃO Prezado(a)

Leia mais

Em suma, sua vida acadêmica depende de um bom Lattes!

Em suma, sua vida acadêmica depende de um bom Lattes! O Lattes é a melhor vitrine de um pesquisador. Ele será visitado por potenciais contratantes de professores, pesquisadores, colegas, entre outros. Caprichar no Lattes é a melhor forma de ter visibilidade

Leia mais

MANUAL DE TESTES: COORDENAÇÃO - KTK

MANUAL DE TESTES: COORDENAÇÃO - KTK Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional MANUAL DE TESTES: COORDENAÇÃO - KTK Março de 2006 TESTE 1: EQUILIBRAR-SE ANDANDO DE COSTAS (RETROCEDENDO)

Leia mais

CALENDÁRIO DE AVALIAÇÕES 3 BIMESTRE - 14/09/2016

CALENDÁRIO DE AVALIAÇÕES 3 BIMESTRE - 14/09/2016 CALENDÁRIO DE AVALIAÇÕES 3 BIMESTRE - 14/09/2016 FUNDAMENTAL II / CALENDÁRIO DE AVALIAÇÕES 3 BIMESTRE 14/09/2013 FUNDAMENTAL II ( 6 AO 8 ANO) CIÊNCIAS Os alunos que perderem as avaliações, deverão entregar

Leia mais

CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS E TRABALHOS EM CONCURSOS PÚBLICOS DE PROVAS E TÍTULOS DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA

CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS E TRABALHOS EM CONCURSOS PÚBLICOS DE PROVAS E TÍTULOS DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DE TÍTULOS E TRABALHOS EM CONCURSOS PÚBLICOS DE PROVAS E TÍTULOS

Leia mais

Relação das Avaliações das Provas Objetivas anterior à sessão de identificação das folhas de respostas

Relação das Avaliações das Provas Objetivas anterior à sessão de identificação das folhas de respostas PODER JUDICIÁRIO - TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÃO Nº 001/2013 - CECPODNR Relação das Avaliações das Provas Objetivas anterior à sessão de identificação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IFRJ - CAMPUS SÃO GONÇALO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ENSINO DE HISTÓRIAS E CULTURAS AFRICANAS E AFRO-BRASILEIRAS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IFRJ - CAMPUS SÃO GONÇALO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ENSINO DE HISTÓRIAS E CULTURAS AFRICANAS E AFRO-BRASILEIRAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IFRJ - CAMPUS SÃO GONÇALO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ENSINO DE HISTÓRIAS E CULTURAS AFRICANAS E AFRO-BRASILEIRAS NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO FACEMA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Feira do Empreendedor. Edital Nº 1/2014 Seleção de Expositores

FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO FACEMA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Feira do Empreendedor. Edital Nº 1/2014 Seleção de Expositores FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO FACEMA EDITAL 001/2014 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Feira do Empreendedor Edital Nº 1/2014 Seleção de Expositores A Coordenação do Curso de Administração da Faculdade

Leia mais

Tem e funciona adequadamente

Tem e funciona adequadamente Bem-vindo, jonasdterrayes@gmail.com / IFF SAIR Avaliações Resultados Resultados egressos Resultados Resultados Coleta Foco Avaliador Dimensão Rede Instituição Curso 2013/2 Polo Estudante Infraestrutura

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO. Comissão de Produção Científica (CPC)

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO. Comissão de Produção Científica (CPC) PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Comissão de Produção Científica (CPC) Edital n 4 /2016 SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA E EXTENSÃO PARA OBTENÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA O ANO LETIVO

Leia mais

Protocolo de Avaliação de Estudos de Impacto Ambiental PRAIA: Uma Ferramenta para o aperfeiçoamento dos Estudos de Impacto Ambiental

Protocolo de Avaliação de Estudos de Impacto Ambiental PRAIA: Uma Ferramenta para o aperfeiçoamento dos Estudos de Impacto Ambiental Protocolo de Avaliação de Estudos de Impacto Ambiental PRAIA: Uma Ferramenta para o aperfeiçoamento dos Estudos de Impacto Ambiental Paulo R. A. Tagliani; Paulo H. Mattos 17/10/2014 1 INTRODUÇÃO Embora

Leia mais

DESPACHO DO VICE-ALMIRANTE DIRECTOR-GERAL Nº 6/2009

DESPACHO DO VICE-ALMIRANTE DIRECTOR-GERAL Nº 6/2009 DESPACHO DO VICE-ALMIRANTE DIRECTOR-GERAL Nº 6/2009 ASSUNTO: QUADRO DE QUOTAS DE DIFERENCIAÇÃO DE DESEMPENHOS, PONDERAÇÃO DOS RESULTADOS E COMPETÊNCIAS, QUADRO DE ORIENTAÇÃO PARA ATRIBUIÇÃO DE EXCELÊNCIA

Leia mais

ANEXO II FICHA DE AVALIAÇÃO DO CURRÍCULO DO PROPONENTE Pontuação Comprovante Válido Por item Máxima Obtida Formação acadêmica (não cumulativo)

ANEXO II FICHA DE AVALIAÇÃO DO CURRÍCULO DO PROPONENTE Pontuação Comprovante Válido Por item Máxima Obtida Formação acadêmica (não cumulativo) Item de avaliação 1. Diploma de doutorado, obtido em programa de pós-graduação reconhecido pela CAPES ANEXO II FICHA DE AVALIAÇÃO DO CURRÍCULO DO PROPONENTE Pontuação Comprovante Válido Por item Máxima

Leia mais

NBR Aspectos polêmicos da NBR : Avaliação de bens -Procedimentos Gerais. Sérgio Antão Paiva Teresina 2016

NBR Aspectos polêmicos da NBR : Avaliação de bens -Procedimentos Gerais. Sérgio Antão Paiva Teresina 2016 NBR 14.653-1 Aspectos polêmicos da NBR 14653-1: Avaliação de bens -Procedimentos Gerais. Sérgio Antão Paiva Teresina 2016 Responsabilidade pela vistoria Na NBR 14.653-1 atual : 7.3.2 A vistoria deve ser

Leia mais

INFORMAÇÃO & INFORMAÇÃO v.17, n. 2, 2012

INFORMAÇÃO & INFORMAÇÃO v.17, n. 2, 2012 INFORMAÇÃO & INFORMAÇÃO v.17, n. 2, 2012 Dissemina estudos e pesquisas acadêmicos/científicos em Ciência da Informação e áreas de interface, que contribuam para consolidação e expansão da área. Indexada

Leia mais

FORMULÁRIO DO PROGRAMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE AVALIADO :

FORMULÁRIO DO PROGRAMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE AVALIADO : I. Capacitação Profissional Pontos 1. Participação em Simpósio, Congresso, Seminário e outros eventos na área pedagógica, na área de atuação do docente ou em áreas afins (1,0 por evento, máximo 4,0 pontos).

Leia mais

Manual Criação de Formulário de Avaliação

Manual Criação de Formulário de Avaliação Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER) Manual Criação de Formulário de Avaliação Equipe de Apoio às Publicações Digitais Pró-Reitoria de Pós-Graduação da PUC-SP 2013 Formulário de Avaliação

Leia mais

PONTUAÇÃO DA AVALIAÇÃO CURRICULAR QUADRO 1 PONTUAÇÃO DA AVALIAÇÃO CURRICULAR COORDENADOR SOCIAL. Candidato: Documentos: ( )completos ( ) incompletos

PONTUAÇÃO DA AVALIAÇÃO CURRICULAR QUADRO 1 PONTUAÇÃO DA AVALIAÇÃO CURRICULAR COORDENADOR SOCIAL. Candidato: Documentos: ( )completos ( ) incompletos PONTUAÇÃO DA AVALIAÇÃO CURRICULAR Observação: O candidato que não apresentar comprovante que atenda aos requisitos exigidos não terá seu currículo analisado e estará eliminado, após ter sua documentação

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia Mecânica

Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia Mecânica Trabalho de Conclusão de Curso em Engenharia Mecânica Turma A : Mecânica dos sólidos Letícia (R. 4502) letffm@ufrgs.br Turma B : Energia e Fenôm. Transporte Thamy (R. 4569) thamy.hayashi@mecanica.ufrgs.br

Leia mais

VISUAL COMERCIO ATACADISTA LTDA CNPJ/MF / NIRE LAUDO DE AVALIAÇÃO Data base: 30 de abril de 2016 PERITO AVALIADOR

VISUAL COMERCIO ATACADISTA LTDA CNPJ/MF / NIRE LAUDO DE AVALIAÇÃO Data base: 30 de abril de 2016 PERITO AVALIADOR VISUAL COMERCIO ATACADISTA LTDA CNPJ/MF 13.578.967/0001-05 NIRE 52.202.931.181 LAUDO DE AVALIAÇÃO Data base: 30 de abril de 2016 PERITO AVALIADOR MILENIUM CONSULTORIA CONTABIL SC LTDA., com sede na Rua

Leia mais

LIGAÇÕES TRADICIONAIS EM ESTRUTURA DE MADEIRA

LIGAÇÕES TRADICIONAIS EM ESTRUTURA DE MADEIRA UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO LIGAÇÕES TRADICIONAIS EM ESTRUTURA DE MADEIRA Avaliação experimental do seu comportamento mecânico Pedro Manuel Coutinho Palma Júri Divisão

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI EDITAL CPD 024, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2013

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI EDITAL CPD 024, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2013 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI EDITAL CPD 024, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2013 A Pró-Reitora de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas, da Universidade

Leia mais

LAUDO DE AVALIAÇÃO DO ACERVO LÍQUIDO DA CRUZ ALTA PARTICIPAÇÕES LTDA. A SER INCORPORADO PELA AÇÚCAR GUARANI S.A. BALANÇO BASE: 31 DE JANEIRO DE 2008

LAUDO DE AVALIAÇÃO DO ACERVO LÍQUIDO DA CRUZ ALTA PARTICIPAÇÕES LTDA. A SER INCORPORADO PELA AÇÚCAR GUARANI S.A. BALANÇO BASE: 31 DE JANEIRO DE 2008 LAUDO DE AVALIAÇÃO DO ACERVO LÍQUIDO DA CRUZ ALTA PARTICIPAÇÕES LTDA. A SER INCORPORADO PELA AÇÚCAR GUARANI S.A. BALANÇO BASE: 31 DE JANEIRO DE 2008 DADOS DA EMPRESA AVALIADORA 1. AMKS CONTADORES E CONSULTORES

Leia mais

LAUDO DE AVALIAÇÃO CONTÁBIL

LAUDO DE AVALIAÇÃO CONTÁBIL Laudo de Avaliação Contábil Versalhes Comércio de Produtos Eletroeletrônicos Ltda. 30 de junho de 2007 LAUDO DE AVALIAÇÃO CONTÁBIL 1. Objetivo ERNST & YOUNG Auditores Independentes S.S., inscrita no Conselho

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL E EM ÁREA PROFISSIONAL DA SAÚDE Anexo 1 Formulário de avaliação do currículo

PROCESSO SELETIVO DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL E EM ÁREA PROFISSIONAL DA SAÚDE Anexo 1 Formulário de avaliação do currículo 1 PROCESSO SELETIVO DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL E EM ÁREA PROFISSIONAL DA SAÚDE 2015 Anexo 1 Formulário de avaliação do currículo Nome do (a) candidato (a): Quadro geral de pontuação de acordo com

Leia mais

2 a Lista de Exercícios

2 a Lista de Exercícios Projeto de Sistemas 2016/2 2 a Lista de Exercícios (1) A Figura 1 mostra um fragmento do diagrama de classes de análise de um sistema para uma livraria. Nesse sistema, usabilidade é um dos condutores do

Leia mais

ESTÁGIO PROBATÓRIO. Quadro Apoio Escolar & Quadro de Servidores da Educação GDAE

ESTÁGIO PROBATÓRIO. Quadro Apoio Escolar & Quadro de Servidores da Educação GDAE ESTÁGIO PROBATÓRIO Quadro Apoio Escolar & Quadro de Servidores da Educação GDAE Tem este o objetivo de orientá-los sobre os procedimentos de inclusão, no sistema GDAE, a avaliação do Estágio Porbatório

Leia mais

1. Modalidade Pesquisa

1. Modalidade Pesquisa ANEXO 1 I - Modalidades de TCC...1 II Informações Gerais sobre o texto...5 III Capa e Contra-capa...8 I. MODALIDADES DE TCC O TCC poderá ser desenvolvido em quatro modalidades: 1. Pesquisa (experimental

Leia mais

Editores de Seção. Como Começar. ibict

Editores de Seção. Como Começar. ibict Editores de Seção O Editor de Seção gerencia a Avaliação e a Edição de submissões nas seções sob sua responsabilidade (ex.: Artigos, Resenhas, etc.). O Editor de Seção designado para acompanhar o Processo

Leia mais

FAQ S SIADAP-RAM DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL N.º 27/2009/M, DE 21/8

FAQ S SIADAP-RAM DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL N.º 27/2009/M, DE 21/8 FAQ S SIADAP-RAM DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL N.º 27/2009/M, DE 21/8 1- Uma trabalhadora que entrou de licença de maternidade a partir de Setembro 2010, e nessa altura também mudou de Director, como fica

Leia mais

Ao clicar no , você verá as instruções para acessar o questionário. É importante atentar-se a data encerramento da avaliação.

Ao clicar no  , você verá as instruções para acessar o questionário. É importante atentar-se a data encerramento da avaliação. SUMÁRIO Sistema de Avaliação e Acompanhamento dos Cursos - SAAS... 1 1.1. Como participar?... 1 1.1.1. Pelo endereço de e-mail:... 1 1.1.2. Pelo portal do SAAS:... 2 1.2. Acesso aos resultados:... 4 SISTEMA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 2 TCC2 Direção da Escola de Arquivologia Coordenação

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO Atualizado em 13/11/2014 A Avaliação de Desempenho é um importante instrumento de gestão que permite traçar um diagnóstico das necessidades da carreira do servidor, definir estratégias

Leia mais

Dúvidas e Perguntas Frequentes sobre o PIBIC

Dúvidas e Perguntas Frequentes sobre o PIBIC Dúvidas e Perguntas Frequentes sobre o PIBIC Como é de conhecimento o PIBIC da FMJ vem informando constantemente sobre os procedimentos adotados neste programa de Iniciação Científica, tanto por e-mails

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PMSP SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SEMPLA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SME

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PMSP SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SEMPLA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SME PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO PMSP SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SEMPLA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SME RESULTADO DOS RECURSOS INTERPOSTOS CONTRA A AVALIAÇÃO DE TÍTULOS

Leia mais

Avaliador Oficial Casa da Moeda MOEDAS EM OURO

Avaliador Oficial Casa da Moeda MOEDAS EM OURO Avaliador Oficial Casa da Moeda MOEDAS EM OURO Fevereiro de 2012 Arlloufil Lda Morada: Rua Arco Marquês do Alegrete 4, Escritório 3.2 1100-034 Lisboa Tel. 218 851 357 Fax: 218 886 378 Email geral@arlloufill.com

Leia mais

I CONCURSO DE MONOGRAFIA JURÍDICA EM DIREITO ADMINISTRATIVO CONTEMPORÂNEO

I CONCURSO DE MONOGRAFIA JURÍDICA EM DIREITO ADMINISTRATIVO CONTEMPORÂNEO ETAPA 01: ELIMINATÓRIA AVALIAÇÃO PELA COMISSÃO ORGANIZADORA DO CUMPRIMENTO DOS REQUISITOS DO EDITAL TÍTULO CATEGORIAS A mitigação da supremacia do interesse público nos contratos administrativos: a utilização

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 012 DE 06 DE DEZEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº. 012 DE 06 DE DEZEMBRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº. 012 DE 06 DE DEZEMBRO DE 2013 AVALIAÇÃO PERIÓDICA DE DESEMPENHO APD (ANEXO I) Este formulário destina-se à avaliação periódica dos servidores Assistente e Técnico-administrativo estáveis,

Leia mais

REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO DO III CONCURSO DE PRODUTOS LÁCTEOS DO CENTRO-OESTE

REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO DO III CONCURSO DE PRODUTOS LÁCTEOS DO CENTRO-OESTE REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO DO III CONCURSO DE PRODUTOS LÁCTEOS DO CENTRO-OESTE REALIZAÇÃO Art. 1º - O Concurso de Produtos Lácteos do Centro-Oeste será realizado nos dias 29 e 30 de outubro de 2014 no

Leia mais

Tarefa Formativa 01. Descrição do Trabalho a ser desenvolvido (I. Chamovitz, 21/10/2008)

Tarefa Formativa 01. Descrição do Trabalho a ser desenvolvido (I. Chamovitz, 21/10/2008) Tarefa Formativa 01 Descrição do Trabalho a ser desenvolvido (I. Chamovitz, 21/10/2008) Esta fase da tarefa 01 consiste em avaliar mensagens geradas por vocês ao longo das últimas semanas em 5 fóruns de

Leia mais

Essência e Forma em Contabilidade e Direito

Essência e Forma em Contabilidade e Direito Essência e Forma em Contabilidade e Direito Natanael Martins São Paulo, 20 de junho de 2013 INTRODUÇÃO Lei 6.404/76 A Velha Contabilidade DL 1.598/77 Lei 11.638/07 IFRS A Nova Contabilidade LEI 11.941/09

Leia mais

A Teoria da Ação A. (Norman, 1986) INF1403 Introdução a IHC Aula 8 01/04/2013. Profa. Clarisse S. de Souza

A Teoria da Ação A. (Norman, 1986) INF1403 Introdução a IHC Aula 8 01/04/2013. Profa. Clarisse S. de Souza 1 Avaliação Heurística (Recapitulação) A Teoria da Ação A (Norman, 1986) Aula 8 01/04/2013 2 Avaliação Heurística: Paradigma x Técnica Rápido e Rasteiro Testes de Usabilidade Estudos de Campo Avaliação

Leia mais

3.1 A Comissão avaliadora será composta por seis servidores do corpo técnico administrativo do IFC Câmpus de Videira.

3.1 A Comissão avaliadora será composta por seis servidores do corpo técnico administrativo do IFC Câmpus de Videira. REGULAMENTO DAS APRESENTAÇÕES CULTURAIS CONCURSO DE QUADRILHAS V Festa Junina do 13/06/2015 1 DA PARTICIPAÇÃO 1.1 Podem participar do I Concurso de Quadrilha Junina, alunos e servidores do IFC Câmpus Videira,

Leia mais

Avaliação dos Trabalhos ENEC Encontro de Extensão e Cultura e ENAF Encontro de Atividades Formativas

Avaliação dos Trabalhos ENEC Encontro de Extensão e Cultura e ENAF Encontro de Atividades Formativas Avaliação dos Trabalhos ENEC Encontro de Extensão e Cultura e ENAF Encontro de Atividades Formativas A apresentação de trabalhos pelos bolsistas e voluntários dos diferentes programas e projetos de extensão

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

ORIENTAÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ORIENTAÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Segundo o PPC da especialização lato sensu em Ciências Marinhas Aplicadas ao Ensino, o(a) aluno(a) deverá desenvolver um Trabalho de

Leia mais

EDITAL CEET Nº 001/2016 3ª FEIRA DE CURSOS DO CEET TALMO LUIZ SILVA

EDITAL CEET Nº 001/2016 3ª FEIRA DE CURSOS DO CEET TALMO LUIZ SILVA EDITAL CEET Nº 001/2016 3ª FEIRA DE CURSOS DO CEET TALMO LUIZ SILVA O CEET Talmo Luiz Silva torna público o presente Edital de inscrição de projetos de alunos a serem avaliados e expostos na 3ª Feira de

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA EDUCAÇÃO FAED DIREÇÃO GERAL DG EDITAL DG/FAED Nº 07/2014

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E DA EDUCAÇÃO FAED DIREÇÃO GERAL DG EDITAL DG/FAED Nº 07/2014 EDITAL DG/FAED Nº 07/2014 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CONCURSO PARA CRIAÇÃO DE LOGOMARCA CURSO DE BIBLIOTECONOMIA DA FAED/ UDESC O Diretor Geral do Centro de Ciências Humanas e da Educação

Leia mais

Materiais de Avaliação

Materiais de Avaliação Materiais de Avaliação Índice Hipóteses Legais Código Civil Lei de S/A Outras Hipóteses Critérios de Avaliação Competência para a Escolha Deveres e Responsabilidades Principais Discussões Hipóteses Previstas

Leia mais

Conselho Federal de Administração. Câmara de Formação Profissional

Conselho Federal de Administração. Câmara de Formação Profissional Conselho Federal de Administração Câmara de Formação Profissional Adm. Mauro Kreuz Diretor Adm. Tânia M. C. Dias Vice-Diretora Adm. Sônia F. Ferraz - Membro Principais projetos da Câmara de Formação Profissional

Leia mais

Professora Ivana Lourenço de Mello Ferreira 2016/2

Professora Ivana Lourenço de Mello Ferreira 2016/2 Professora Ivana Lourenço de Mello Ferreira 2016/2 Características da disciplina O aluno apresentará de forma escrita e oral, o projeto apresentado na disciplina de Seminário de Mestrado, acrescido da

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS E ENGENHARIAS FACULDADE DE GEOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS E ENGENHARIAS FACULDADE DE GEOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS E ENGENHARIAS FACULDADE DE GEOLOGIA REGULAMENTO N 02/2016 de 01 de março de 2016 Estabelece os procedimentos necessários à sistematização

Leia mais

Regulamento. 1.Da participação. 2.Dos encontros temáticos. 3.Das modalidades de apresentação

Regulamento. 1.Da participação. 2.Dos encontros temáticos. 3.Das modalidades de apresentação Regulamento 1.Da participação O Seminário de Extensão da Unioeste (SEU) é um evento gratuito, organizado pela Pró-Reitoria de Extensão e visa divulgar os trabalhos realizados pelos extensionistas dessa

Leia mais

Licitação da Solução de Registro Eletrônico em Saúde. Paulo Cesar de Araújo Gerente

Licitação da Solução de Registro Eletrônico em Saúde. Paulo Cesar de Araújo Gerente Paulo Cesar de Araújo Gerente SRES Constituída dos seguintes serviços: 1. Disponibilização do Software RES 2. Serviços de Integração com a Base Única 3. Serviços de Manutenção Evolutiva 4. Serviços de

Leia mais

Boletim Informativo. Curso de Filosofia da TFCA. Curso de Filosofia da TFCA

Boletim Informativo. Curso de Filosofia da TFCA. Curso de Filosofia da TFCA Boletim Informativo TFCA - Técnica Física para a Conquista da Autoconsciência. Edição e Diagramação: Adônis. Revisão: Marina Mesquita. Supervisão: Maria da Aparecida de Oliveira (Bianca). tfca.com.br Estamos

Leia mais

MEC E BIBLIOTECAS. processo de avaliação de cursos superiores (e de bibliotecas) Fernando Pires - bibliotecário (CRB-10/2096)

MEC E BIBLIOTECAS. processo de avaliação de cursos superiores (e de bibliotecas) Fernando Pires - bibliotecário (CRB-10/2096) MEC E BIBLIOTECAS processo de avaliação de cursos superiores (e de bibliotecas) Fernando Pires - bibliotecário (CRB-10/2096) Semana Acadêmica da Biblioteconomia/UFRGS Porto Alegre, 2014 PROGRAMA Antes

Leia mais

CONCURSO PARA ESCOLHA DE MÚSICAS PARA CAMPANHA DE MISSÕES ESTADUAIS 2016

CONCURSO PARA ESCOLHA DE MÚSICAS PARA CAMPANHA DE MISSÕES ESTADUAIS 2016 CONCURSO PARA ESCOLHA DE MÚSICAS PARA CAMPANHA DE MISSÕES ESTADUAIS 2016 A ASSOCIAÇÃO DOS MÚSICOS BATISTAS MINEIROS AMBM por meio de sua diretoria informa, a todos os membros das Igrejas Batistas em Minas

Leia mais

AVALIAÇÃO. A responsabilidade pela revisão e cancelamento desta Norma é da Cgcre.

AVALIAÇÃO. A responsabilidade pela revisão e cancelamento desta Norma é da Cgcre. AVALIAÇÃO NORMA Nº: NIE-CGCRE-029 APROVADA EM DEZ/28 Nº 01/06 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Responsabilidade 4 Documentos Complementares 5 Siglas 6 Definições 7 Tipos de Avaliação 8 Condições

Leia mais

Os Registros na Pesquisa. Christiane Zubler

Os Registros na Pesquisa. Christiane Zubler Os Registros na Pesquisa Christiane Zubler RELEMBRANDO... A importância de se trabalhar com projetos de pesquisa na educação Básica: O Experiências exitosas; O Como organizar e avaliar feiras de ciências;

Leia mais

PROCEDIMENTOS UTILIZADOS NA REALIZAÇÃO DA PESQUISA:

PROCEDIMENTOS UTILIZADOS NA REALIZAÇÃO DA PESQUISA: Curitiba, 17 de outubro de 2016. Apresentamos a seguir os resultados da pesquisa de opinião pública realizada no município de Belo Horizonte, com o objetivo de consulta à população sobre situação eleitoral

Leia mais

NORMAS PARA O DESENVOLVIMENTO DE MONOGRAFIAS DO DCIEN/FFP. I. Considerações Iniciais

NORMAS PARA O DESENVOLVIMENTO DE MONOGRAFIAS DO DCIEN/FFP. I. Considerações Iniciais NORMAS PARA O DESENVOLVIMENTO DE MONOGRAFIAS DO DCIEN/FFP I. Considerações Iniciais I.1) O aluno do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da Faculdade de Formação de Professores da UERJ, deverá

Leia mais

Ana Lúcia de Freitas Saccol, Lize Stangarlin, Luisa Helena Hecktheuer, Neila Richards

Ana Lúcia de Freitas Saccol, Lize Stangarlin, Luisa Helena Hecktheuer, Neila Richards Ana Lúcia de Freitas Saccol, Lize Stangarlin, Luisa Helena Hecktheuer, Neila Richards Bento Gonçalves (RS), 22 de agosto de 2008 Sociedade Brasileira tem passado por mudanças Novos hábitos sociais (estilo

Leia mais

Estado de Santa Catarina Município de CHAPECÓ Edital n.º 001/2016 de CONCURSO PÚBLICO

Estado de Santa Catarina Município de CHAPECÓ Edital n.º 001/2016 de CONCURSO PÚBLICO Ato 020/CP/ED/001/16 DIVULGA O JULGAMENTO DOS RECURSOS CONTRA A APLICAÇÃO DA PROVA PRÁTICA E TESTE DE APTIDÃO FÍSICA DO EDITAL Nº 001/2016 DE CONCURSO PÚBLICO O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE CHAPECÓ, Estado

Leia mais

A aliaç aliaç e V ida Útil CPC 27 E ICPC 10

A aliaç aliaç e V ida Útil CPC 27 E ICPC 10 CPC 27 E ICPC 10 Março 2010 Qual o tempo que um bem gera resultados econômicos positivos para uma entidade? Os períodos atualmente considerados estão consistentes com a realidade? Existem defasagens entre

Leia mais

COMPUTAÇÃO ENADE 2005 PADRÃO DE RESPOSTAS - QUESTÕES DISCURSIVAS

COMPUTAÇÃO ENADE 2005 PADRÃO DE RESPOSTAS - QUESTÕES DISCURSIVAS COMPUTAÇÃO ENADE 2005 PADRÃO DE RESPOSTAS - QUESTÕES DISCURSIVAS QUESTÃO - 39 Item a: Serão aceitas respostas que considerem árvore ou grafo a estrutura do enunciado. No caso de o aluno ter considerado

Leia mais

PEP/2006 4ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA DO BRASIL. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

PEP/2006 4ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA DO BRASIL. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) PEP/2006 4ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA DO BRASIL 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Estudar os programas governamentais de combate à fome no Brasil, destacando sua efetividade no

Leia mais

PROCEDIMENTOS DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO PARA O CICLO DE AVALIAÇÃO 2009/2011

PROCEDIMENTOS DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO PARA O CICLO DE AVALIAÇÃO 2009/2011 PROCEDIMENTOS DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO PARA O CICLO DE AVALIAÇÃO 2009/2011 Após audição da CCAD, no passado dia 15 de Outubro de 2010, conforme estipulado no nº3 do ANEXO 1 do Despacho nº14420/2010,

Leia mais

FACULDADE LEÃO SAMPAIO

FACULDADE LEÃO SAMPAIO PROCESSO SELETIVO EXTERNO DE PROFESSORES PARA O PERÍODO 2016.1 EDITAL 19/2015 O Diretor Presidente da Faculdade Leão Sampaio, no uso de suas atribuições, torna público que estão abertas as inscrições para

Leia mais

Acompanhamento de Desenvolvimento Profissional.

Acompanhamento de Desenvolvimento Profissional. Acompanhamento de www.motvirtual.com.br O Processo de Avaliação de Desempenho Envolve: Planejamento; Acompanhamento; Desenvolvimento O Processo de Avaliação de Desempenho Envolve: Planejamento; Análise

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA APRESENTAÇÕES DO TC

ORIENTAÇÕES PARA APRESENTAÇÕES DO TC ORIENTAÇÕES PARA APRESENTAÇÕES DO TC Os professores avaliadores deverão possuir no mínimo pós-graduação lato sensu, sendo que, na falta desses, poderão ser designados docentes graduados com experiência

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO MINISTÉRIO Organismo/Serviço NIF FICHA DE AVALIAÇÃO PARA O GRUPO PROFISSIONAL DO PESSOAL AUXILIAR Avaliador Cargo NIF A preencher pelo avaliador Avaliado Unidade orgânica Carreira Categoria NIF Período

Leia mais

REGULAMENTO XXII SALÃO INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA

REGULAMENTO XXII SALÃO INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL SALÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA REGULAMENTO XXII SALÃO INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA I. OBJETIVO Este evento oportuniza a apresentação dos trabalhos de

Leia mais

Cidade: Ponta Grossa (para todos os Alunos com pretensões para desempenhar a função de árbitro, independente da cidade em que realizou o curso).

Cidade: Ponta Grossa (para todos os Alunos com pretensões para desempenhar a função de árbitro, independente da cidade em que realizou o curso). Caro Sr(a) alunos do Curso de Formação de Oficiais de Arbitragem de Futsal, estamos nos dirigindo a VSrª, para convocá-lo a participar de mais uma etapa componente do processo geral. Nesta etapa, como

Leia mais

19º SEPEX SEMANA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO EDITAL DE CHAMADA DE TRABALHOS

19º SEPEX SEMANA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO EDITAL DE CHAMADA DE TRABALHOS 19º SEPEX SEMANA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO EDITAL DE CHAMADA DE TRABALHOS 1 APRESENTAÇÃO - O Centro Universitário Católico de Vitória promoverá, entre os dias 13 e 15 de dezembro de 2016, a 19º Semana

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO CENTRO SOCIAL DE SANTA CRUZ DO DOURO NIF FICHA DE AVALIAÇÃO DO PESSOAL A preencher pelo avaliador Avaliador Cargo NIF Avaliado Unidade orgânica Carreira Categoria NIF Período em avaliação 1. MISSÃO DA

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA SIGAA

PROJETO DE PESQUISA SIGAA PROJETO DE PESQUISA SIGAA Universidade Federal de Sergipe Núcleo de Tecnologia da Informação 2016 www.ufs.br NTI - 2105-6583 / 2105-6584 COPES- 2105-6511 / copes@ufs.br CINTEC- 2105-6865 / cintec.ufs@gmail.com

Leia mais

Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do Bacharelado em Engenharia Mecânica

Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do Bacharelado em Engenharia Mecânica Regulamento de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do Bacharelado em Engenharia Mecânica Organização: Colegiado do Curso de Engenharia Mecânica Coordenador: Eider Lúcio de Oliveira Goiânia, Fevereiro

Leia mais

CURSO BÁSICO TAREFA. Figura 1 Tela de abertura da atividade

CURSO BÁSICO TAREFA. Figura 1 Tela de abertura da atividade CURSO BÁSICO Para criar uma Tarefa, selecione a opção ATIVAR EDIÇÃO e vá ao tópico ou unidade desejada, clique em ACRESCENTAR UMA ATIVIDADE OU RECURSO e selecione o tipo de tarefa que desejar. Ao escolher

Leia mais

Manual de Autoavaliação

Manual de Autoavaliação Índice 1 Objetivo... 3 2 Pré-requisitos e acesso ao sistema... 3 2.1 Pré-requisitos... 3 2.2 Acesso ao sistema... 3 3 Primeiro Passo da Autoavaliação verificar se o avaliador já registou data de aceitação...

Leia mais

Normas para envio e confecção do RESUMOS SIMPLES. a partir do dia 01/08/2016.

Normas para envio e confecção do RESUMOS SIMPLES.  a partir do dia 01/08/2016. Normas para envio e confecção do RESUMOS SIMPLES Os interessados em apresentar trabalhos científicos na modalidade RESUMO SIMPLES deverão submeter o arquivo contendo o trabalho, para a comissão avaliadora

Leia mais

Resolução nº 581, de 29 de agosto de 2013

Resolução nº 581, de 29 de agosto de 2013 Resolução nº 581, de 29 de agosto de 2013 Ementa: Institui o título de especialista profissional farmacêutico, sem caráter acadêmico, dispondo sobre os procedimentos e critérios necessários para a sua

Leia mais

(b) Quais os tipos de informações (diferentes, adicionais) disponibilizadas para as diferentes situações que os usuários podem se encontrar?

(b) Quais os tipos de informações (diferentes, adicionais) disponibilizadas para as diferentes situações que os usuários podem se encontrar? 4 Método ISIM O método ISIM, aqui proposto, avalia a qualidade da interação baseada em mapas, com especial ênfase em situações de uso que envolvem localização ou traçado de trajetos. Nesta avaliação, os

Leia mais

FORÇA DE MEMBROS SUPERIORES EM PARAPLÉGICOS POR LESÃO MEDULAR INICIANTES DE BASQUETEBOL LONDRINA PR RESUMO

FORÇA DE MEMBROS SUPERIORES EM PARAPLÉGICOS POR LESÃO MEDULAR INICIANTES DE BASQUETEBOL LONDRINA PR RESUMO FORÇA DE MEMBROS SUPERIORES EM PARAPLÉGICOS POR LESÃO MEDULAR INICIANTES DE BASQUETEBOL LONDRINA PR Giovanna Pereira de Souza 1 Milena Cristina de Souza Lopes Bujato 1 Rosangela Marques Busto 2 Abdallah

Leia mais

MÉRITO LOJISTA A ação ocorre na cidade de Bento Gonçalves, no período de 11 de fevereiro a 07 de abril de 2016.

MÉRITO LOJISTA A ação ocorre na cidade de Bento Gonçalves, no período de 11 de fevereiro a 07 de abril de 2016. MÉRITO LOJISTA 2015 Considerações: O Prêmio Mérito Lojista é uma promoção da Câmara de Dirigentes Lojistas de Bento Gonçalves que visa a distinguir os associados que se destacaram em suas atividades, contribuindo

Leia mais

INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA FINOVA

INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA FINOVA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA FINOVA EDITAL 001/2015 PROCESSO DE SELEÇÃO DE EMPRESAS Parceiros: Nova Andradina, agosto de 2015 1) OBJETO A FINOVA Fundação Instituto de Inovação e Tecnologia

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS (PROVISÓRIAS)

ORIENTAÇÕES GERAIS (PROVISÓRIAS) UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC I e TCC II ORIENTAÇÕES GERAIS (PROVISÓRIAS) COORDENAÇÃO DE PEDAGOGIA 2011 Apresentação O

Leia mais

EDITAL DE TRANSFERÊNCIAS EXTERNAS, INTERNAS, ISENÇÃO DE VESTIB ULAR E REINGRESSO NA UENF

EDITAL DE TRANSFERÊNCIAS EXTERNAS, INTERNAS, ISENÇÃO DE VESTIB ULAR E REINGRESSO NA UENF EDITAL DE TRANSFERÊNCIAS EXTERNAS, INTERNAS, ISENÇÃO DE VESTIB ULAR E REINGRESSO NA UENF A Pró-Reitoria de Graduação da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro torna público aos interessados

Leia mais

Sistema RH1000. Gestão de Pessoas por Competências. Foco em Resultados. Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial desde Atualizado em 01Mar2016 1

Sistema RH1000. Gestão de Pessoas por Competências. Foco em Resultados. Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial desde Atualizado em 01Mar2016 1 Sistema RH1000 Gestão de Pessoas por Competências Foco em Resultados Ohl Braga Desenvolvimento Empresarial desde 1987 Atualizado em 01Mar2016 1 Implantação do RH de Resultados (RHR ) Solução Completa Metodologia

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA AVALIAÇÃO POR COMPETÊNCIAS

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA AVALIAÇÃO POR COMPETÊNCIAS MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA AVALIAÇÃO POR COMPETÊNCIAS Acesso ao Sistema de Avaliação - GCA Lemeconsultoria.com.br INFORMAÇÕES GERAIS DA AVALIAÇÃO Histórico Público Alvo 1ª avaliação realizada pela Metodologia

Leia mais

RESOLUÇÃO N o 187 de 01/08/2016 CAS

RESOLUÇÃO N o 187 de 01/08/2016 CAS RESOLUÇÃO N o 187 de 01/08/2016 CAS Disciplina o procedimento da Universidade Positivo (UP) para Reconhecimento de Diplomas, de Mestrado e Doutorado, obtidos no exterior. O CONSELHO ACADÊMICO SUPERIOR

Leia mais

EDITAL 15/2016 NORMAS PARA PARTICIPAÇÃO NO EVENTO - 1º CAFÉ COM EMPRESAS - DO INSTITUTO FEDERAL DO SUDESTE DE MINAS GERAIS - CAMPUS BARBACENA

EDITAL 15/2016 NORMAS PARA PARTICIPAÇÃO NO EVENTO - 1º CAFÉ COM EMPRESAS - DO INSTITUTO FEDERAL DO SUDESTE DE MINAS GERAIS - CAMPUS BARBACENA EDITAL 15/2016 NORMAS PARA PARTICIPAÇÃO NO EVENTO - 1º CAFÉ COM EMPRESAS - DO INSTITUTO FEDERAL DO SUDESTE DE MINAS GERAIS - CAMPUS BARBACENA O IFSUDESTEMG - Campus Barbacena, comunica a abertura do processo

Leia mais

2002-2006 FireFly Studios Limited. FireFly Studios, o logo da FireFly Studios, Stronghold Crusader e o logo do Stronghold Crusader são marcas

2002-2006 FireFly Studios Limited. FireFly Studios, o logo da FireFly Studios, Stronghold Crusader e o logo do Stronghold Crusader são marcas 2002-2006 FireFly Studios Limited. FireFly Studios, o logo da FireFly Studios, Stronghold Crusader e o logo do Stronghold Crusader são marcas registradas da FireFly Studios Limited. Gathering of Developers

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação RESOLUÇÃO N o 06, DE 10 DE JUNHO DE 2013. Trata de Instruções Normativas para a realização, pela UFJF, de processos de seleção de candidatos aos cursos de Mestrado e Doutorado abrigados pelos Programas

Leia mais