Roberto Anacleto Subseção DIEESE CNTM/FS 01/08/2017

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Roberto Anacleto Subseção DIEESE CNTM/FS 01/08/2017"

Transcrição

1 Informe Conjuntural Junho/2017 Saldo da Movimentação de Emprego no Setor Metalúrgico - Brasil Roberto Anacleto Subseção DIEESE CNTM/FS 01/08/2017

2 De acordo com dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério do Trabalho, foram admitidos no mês de junho no setor metalúrgico de 2017, trabalhadores e os desligamentos totalizaram (47.927) postos de trabalho resultando em saldo negativo de (4.978) postos de trabalho formais. No acumulado do ano de 2017 os dados mostram um decréscimo de (8.055) empregos, no ano de 2016 no mesmo período tinha um saldo negativo de (85.911) postos de trabalho, na comparação entre os dois períodos tem se uma redução do saldo negativo de desemprego de 99,91%, nos postos de empregos no setor metalúrgico, embora o saldo de empregos ainda continue negativo. Embora os dois primeiro meses do ano iniciaram com saldo positivo, esta tendência não se manteve de março até junho. No comparativo com o mesmo mês do ano anterior, o resultado do CAGED de junho/17, registrou redução no desemprego de 32,30%, o saldo mensal de empregos também continua negativo em uma série de 4 meses seguidos, que se iniciou em março, o saldo tem apresentado oscilações em termos de demissões, pode se perceber uma redução nas demissões em comparação ao mês anterior. (ver gráfico abaixo) 2

3 Saldo de Empregos no Setor Metalúrgico Jan a Jun Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Fonte: CAGED/MTE. CNAE Elaboração: SS DIEESE CNTM/FS Contempla o setor de manutenção, reparo e instalação de máquinas e equipamentos. 3

4 Saldo da movimentação de empregos formais na indústria metalúrgica por UF - Jun 2017 jun/17 UF Admitidos Desligados Saldo 11 - Rondônia Acre Amazonas Roraima Para Amapa Tocantins Maranhão Piaui Ceará Rio Grande do Norte Paraíba Pernambuco Alagoas Sergipe Bahia Minas Gerais Espírito Santo Rio de Janeiro São Paulo Paraná Santa Catarina Rio Grande do Sul Mato Grosso do Sul Mato Grosso Goiás Distrito Federal Total Fonte: CAGED/MTE. CNAE /Elaboração: SS DIEESE CNTM O Estado de São Paulo apresenta por 5 meses seguidos o maior número de demissões desde fev/2017 4

5 Setorialmente O mês de junho/2017 registrou aumento do emprego em cinco dos oito setores da indústria metalúrgica. Os destaques foram: O setor de Manutenção, Reparação e Instalação de Máquinas e Equipamento, com saldo positivo de 298 postos de trabalho, Setor de Metalurgia, com saldo positivo de 75 postos de trabalho e a Indústria de Fabricação de Veículos Automotores, Reboques e Carrocerias com saldo positivo de 8 postos de trabalho. Embora o aumento do desemprego na Indústria Metalúrgica seja inferior à elevação de junho do ano anterior saldo de postos diante saldo postos em junho/2017, esse resultado pode apontar para uma redução da trajetória declinante do desemprego industrial metalúrgico, porém não há sinais de recuperação do emprego metalúrgico no curto prazo, vale destacar que a série negativa teve inicio em abril de 2014 e se mantém até o presente. A combinação de recessão econômica, desemprego, redução de investimentos e como consequência a redução do poder de compra dos trabalhadores e o aumento do endividamento das famílias contribuem para a expansão do desemprego em cinco dos oito setores que a compõem. Os segmentos industriais que mostraram perdas no saldo de emprego foram: Fabricação de Máquinas e Equipamentos , Fabricação de Produtos de Metal, Exceto Máquinas e Equipamentos 1.607, Fabricação de Equipamentos de Informática, Produtos Eletrônicos e Ópticos -718, Fabricação de Outros Equipamentos de Transporte, Exceto Veículos Automotores -615 e Fabricação de Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos

6 Saldo da movimentação mensal de empregos formais da indústria metalúrgica por setores - Brasil (2017) Setores Jan Fev Mar Abr Mai Jun Saldo acumulado parcial Metalurgia Produtos de Metal, Exceto Máquinas e Equipamentos Equipamentos de Informática, Produtos Eletrônicos e Ópticos Máquinas, Aparelhos e Materiais Elétricos Máquinas e Equipamentos Veículos Automotores, Reboques e Carrocerias Outros Equipamentos de Transporte, Exceto Veículos Automotores Manutenção, Reparação e Instalação de Máquinas e Equipamentos Total Fonte: CAGED/MTE. CNAE Elaboração: SS DIEESE CNTM Numeros correspondentes a movimentação mensal, e não ao acumulado. 6

7 Saldo da movimentação mensal de empregos formais na indústria metalúrgica - Brasil ( ) Mês ADM DES SALDO ADM DES SALDO ADM DES SALDO ADM DES SALDO ADM DES SALDO Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Total Fonte: CAGED/MTE. CNAE Elaboração: SS DIEESE CNTM Contempla o setor de manutenção, reparo e instalação de máquinas e equipamentos. 7

8 Emprego metalúrgico no Brasil - Janeiro-Junho 2017 Estoque de emprego - Setor metalúrgico Brasil ( ) * Fonte: CAGED/MTE. CNAE Elaboração: SS DIEESE CNTM * Os valores de 2017 são parciais (até junho 2017) 8

9 Rua Aurora, 957 Santa Efigênia CEP São Paulo, SP Telefone (11) / fax (11) Direção Executiva Presidente: Luis Carlos de Oliveira - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas Mecânicas e de Material Elétrico de São Paulo Mogi das Cruzes e Região - SP Vice-presidente: Raquel Kacelnikas - Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários de São Paulo Osasco e Região - SP Secretário Nacional: Nelsi Rodrigues da Silva - Sindicato dos Metalúrgicos do ABC - SP Diretor Executivo: Alex Sandro Ferreira da Silva - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas Mecânicas e de Material Elétrico de Osasco e Região - SP Diretor Executivo: Bernardino Jesus de Brito - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Energia Elétrica de São Paulo - SP Diretor Executivo: Carlos Donizeti França de Oliveira - Federação dos Trabalhadores em Serviços de Asseio e Conservação Ambiental Urbana e Áreas Verdes do Estado de São Paulo - SP Diretora Executiva: Cibele Granito Santana - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Energia Elétrica de Campinas - SP Diretor Executivo: Josinaldo José de Barros - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas Mecânicas e de Materiais Elétricos de Guarulhos Arujá Mairiporã e Santa Isabel - SP Diretora Executiva: Mara Luzia Feltes - Sindicato dos Empregados em Empresas de Assessoramentos Perícias Informações Pesquisas e de Fundações Estaduais do Rio Grande do Sul - RS Diretora Executiva: Maria das Graças de Oliveira - Sindicato dos Servidores Públicos Federais do Estado de Pernambuco - PE Diretor Executivo: Paulo Roberto dos Santos Pissinini Junior - Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas de Máquinas Mecânicas de Material Elétrico de Veículos e Peças Automotivas da Grande Curitiba - PR Diretor Executivo: Paulo de Tarso Guedes de Brito Costa - Sindicato dos Eletricitários da Bahia - BA Diretora Executiva: Zenaide Honório - Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo SP Direção Sindical Regional Coordenador Regional: Carlos André Ferreira da Silva - STE Refeições Coletivas Refeições Convênio Cesta Básica Campinas Adelson Cavalcanti de Queiroz - SIND PROFISS Educação no Ensino Municipal São Paulo Antonio Francisco Da Silva - STI Metalúrgicas Mecânicas e Materiais Elétricos Guarulhos Arujá Santa Fernanda Lou Sans Magano - SIND Psicólogos SP Fernando José da Silva - SIND SERV Autarquias de Fiscalização do Exercício Profissional SP Luiz Carlos dos Santos - ST Comércio Minérios e Derivados de Petróleo da Região do Grande ABC Marcos Milanez Rodrigues - STE Telecomunicações e Operadores de Mesa Telefônica SP Margarete Maria Moisés Angeli - ST Ensino Público Estadual Técnico Tecnológico e Profissional SP 9

10 Direção Técnica Diretor técnico: Clemente Ganz Lúcio Coordenadora de pesquisas e tecnologia: Patrícia Pelatieri Coordenadora administrativa e financeira: Rosana de Freitas Coordenador de educação e comunicação: Fausto Augusto Júnior Coordenador de relações sindicais: José Silvestre Prado de Oliveira Coordenadora de estudos em políticas públicas: Angela Maria Schwengber Escritório Regional São Paulo Victor G. Pagani Supervisor Técnico Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos CNTM Miguel Eduardo Torres - Presidente SS DIEESE CNTM/FS Roberto Anacleto dos Santos Assessor Técnico 10

Site Sistema PED. Projeto Sistema PED 2012

Site Sistema PED. Projeto Sistema PED 2012 CONSOLIDAÇÃO DO SISTEMA ESTATÍSTICO PED E DESENHO DE NOVOS INDICADORES E LEVANTAMENTOS Site Sistema PED Projeto Sistema PED 2012 Meta C: Aprimorar sistema de divulgação e disponibilização das informações

Leia mais

Imposto de renda pessoa física: propostas para uma tributação mais justa

Imposto de renda pessoa física: propostas para uma tributação mais justa Janeiro de 2017 Número 169 Imposto de renda pessoa física: propostas para uma tributação mais justa (Atualização das NTs 144 de novembro de 2013 e 156 de março de 2016) 1 Imposto de Renda Pessoa Física:

Leia mais

Boletim de Indicadores Fiscais dos Estados e do Distrito Federal. 3º Quadrimestre Poder Judiciário

Boletim de Indicadores Fiscais dos Estados e do Distrito Federal. 3º Quadrimestre Poder Judiciário Boletim de Indicadores Fiscais dos Estados e do Distrito Federal 3º Quadrimestre - 2014 Poder Judiciário Julho de 2015 Pág. 02 Boletim de Indicadores Fiscais dos Estados e do DF - poder Judiciário Introdução

Leia mais

Imposto de renda pessoa física: propostas para uma tributação mais justa

Imposto de renda pessoa física: propostas para uma tributação mais justa Março de 2016 Número 156 Imposto de renda pessoa física: propostas para uma tributação mais justa (Atualização das NTs 131, de novembro de 2013 e 144, de Fevereiro de 2015) 1 Imposto de Renda Pessoa Física:

Leia mais

Imposto de renda pessoa física: propostas para uma tributação mais justa

Imposto de renda pessoa física: propostas para uma tributação mais justa Março de 2016 Número 156 Imposto de renda pessoa física: propostas para uma tributação mais justa (Atualização das NTs 131, de novembro de 2013 e 144, de Fevereiro de 2015) 1 Imposto de Renda Pessoa Física:

Leia mais

EMPREGO INDUSTRIAL Dezembro de 2013

EMPREGO INDUSTRIAL Dezembro de 2013 EMPREGO INDUSTRIAL Dezembro de 2013 Emprego industrial 28 de Janeiro de 2014 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA SUMÁRIO EXECUTIVO INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO - no acumulado do ano, foi

Leia mais

Boletim de Indicadores Fiscais dos Estados e do Distrito Federal. 3º Quadrimestre Poder Executivo

Boletim de Indicadores Fiscais dos Estados e do Distrito Federal. 3º Quadrimestre Poder Executivo Boletim de Indicadores Fiscais dos Estados e do Distrito Federal 3º Quadrimestre - 2014 Poder Executivo Março de 2015 Pág. 02 Introdução A arrecadação nos estados e no Distrito Federal em 2014 ocorreu

Leia mais

Acre Previsão por Coeficiente no Estado

Acre Previsão por Coeficiente no Estado Acre 0,6 121.073,55 262.729,59 0,8 161.431,39 350.306,12 1,0 201.789,24 437.882,66 1,2 242.147,09 525.459,19 1,4 - - 1,6 322.862,79 700.612,25 1,8 363.220,64 788.188,78 2,0 - - 2,2 - - 2,4 - - 2,6 524.652,03

Leia mais

Na atividade de têxtil e confecção ocorreu o maior volume de contratações (1.069 postos).

Na atividade de têxtil e confecção ocorreu o maior volume de contratações (1.069 postos). JAN/2016 Sumário Executivo No mês de janeiro de 2016, o saldo de empregos em Santa Catarina aumentou em relação a dezembro (7.211 postos e variação de 0,4%). A indústria de transformação também teve desempenho

Leia mais

Número 166 Janeiro de Política de Valorização do Salário Mínimo:

Número 166 Janeiro de Política de Valorização do Salário Mínimo: Número 166 Janeiro de 2017 Política de Valorização do Salário Mínimo: Salário Mínimo é fixado em R$ 937,00 para 2017 Salário Mínimo é fixado em R$ 937,00 para 2017 A partir de 1º de janeiro de 2017, o

Leia mais

Política de Valorização do Salário Mínimo: valor para 2016 é fixado em R$ 880,00

Política de Valorização do Salário Mínimo: valor para 2016 é fixado em R$ 880,00 Nota Técnica Número 153 - Dezembro de 2015 Atualizada em janeiro de 2016 Política de Valorização do Salário Mínimo: valor para 2016 é fixado em R$ 880,00 Salário mínimo de 2016 é de R$ 880,00 A partir

Leia mais

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 REGIÃO NORTE 5.951.408 87,35 861.892 12,65 6.813.300 RONDÔNIA 760.521 88,11 102.631 11,89 863.152 ACRE 298.081 85,86 49.094

Leia mais

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego 1º semestre de 2015 - Brasil. Dieese. Subseção Força Sindical. Elaboração: 21/07/2015

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego 1º semestre de 2015 - Brasil. Dieese. Subseção Força Sindical. Elaboração: 21/07/2015 INFORME CONJUNTURAL Comportamento do Emprego 1º semestre de 2015 - Brasil Dieese. Subseção Força Sindical Elaboração: 21/07/2015 De acordo com os dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Leia mais

9, R$ , , R$ ,

9, R$ , , R$ , Rondônia 2005 R$ 601.575,17 2005 10.154 2004 1.027.983 2004 108.139 2004 10,52 2006 R$ 609.834,21 2006 10.757 2005 1.025.249 2005 101.539 2005 9,90 2007 R$ 1.229.490,00 2007 9.100 2006 1.047.004 2006 111.068

Leia mais

Boletim de Indicadores Fiscais dos Estados e do Distrito Federal Poder Judiciário 2º Quadrimestre

Boletim de Indicadores Fiscais dos Estados e do Distrito Federal Poder Judiciário 2º Quadrimestre Boletim de Indicadores Fiscais dos Estados e do Distrito Federal 2014 Poder Judiciário 2º Quadrimestre Novembro de 2014 1 Introdução O segundo quadrimestre de 2014 - período fiscal 1 l que vai de setembro

Leia mais

Emprego Industrial Dezembro de 2014

Emprego Industrial Dezembro de 2014 Emprego Industrial Dezembro de 2014 SUMÁRIO EXECUTIVO No mês de dezembro de 2014, o saldo de empregos em Santa Catarina recuou em relação ao estoque de novembro (-36.691 postos e variação de -1,8%). A

Leia mais

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego Fevereiro de 2015 - Brasil. Subseção Dieese Força Sindical. Elaboração: 19/03/2015

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego Fevereiro de 2015 - Brasil. Subseção Dieese Força Sindical. Elaboração: 19/03/2015 INFORME CONJUNTURAL Comportamento do Emprego Fevereiro de 2015 - Brasil Subseção Dieese Força Sindical Elaboração: 19/03/2015 Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Leia mais

Emprego Industrial Setembro de 2014

Emprego Industrial Setembro de 2014 Emprego Industrial Setembro de 2014 SUMÁRIO EXECUTIVO No mês de setembro de 2014, o saldo do emprego voltou a crescer em Santa Catarina (7.033 postos e variação de 0,3% em relação ao estoque de agosto).

Leia mais

Emprego Industrial Janeiro de 2015

Emprego Industrial Janeiro de 2015 Emprego Industrial Janeiro de 2015 SUMÁRIO EXECUTIVO No mês de janeiro de 2015, o saldo de empregos em Santa Catarina cresceu em relação a dezembro (14.637 postos e variação de 0,7%). A indústria de transformação

Leia mais

Emprego Industrial Junho de 2015

Emprego Industrial Junho de 2015 Emprego Industrial Junho de 2015 SUMÁRIO EXECUTIVO No mês de junho de 2015, o saldo de empregos em Santa Catarina reduziu em relação ao estoque de maio (-7.922 postos e variação de -0,4%). A indústria

Leia mais

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego - Ano de 2014 - Brasil. Subseção Dieese Força Sindical. Elaboração: 23/01/15

INFORME CONJUNTURAL. Comportamento do Emprego - Ano de 2014 - Brasil. Subseção Dieese Força Sindical. Elaboração: 23/01/15 INFORME CONJUNTURAL Comportamento do Emprego - Ano de 2014 - Brasil Subseção Dieese Força Sindical Elaboração: 23/01/15 Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged),

Leia mais

O setor de Serviços foi o maior gerador de empregos formais no mês de julho (1.372 postos), seguido da Construção Civil (564 postos).

O setor de Serviços foi o maior gerador de empregos formais no mês de julho (1.372 postos), seguido da Construção Civil (564 postos). EMPREGO INDUSTRIAL JULHO DE 2013 SUMÁRIO EXECUTIVO A INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO CATARINENSE APRESENTOU DIMINUIÇÃO DO EMPREGO EM JULHO. O número de demissões foi maior que o de admissões resultando em um

Leia mais

Boletim de Indicadores Fiscais. Estado do Maranhão. Poder Executivo 2º Quadrimestre de 2013

Boletim de Indicadores Fiscais. Estado do Maranhão. Poder Executivo 2º Quadrimestre de 2013 Boletim de Indicadores Fiscais Estado do Maranhão Poder Executivo 2º Quadrimestre de 2013 novembro/2013 Introdução Este boletim tem por objetivo analisar os indicadores da Lei de Responsabilidade Fiscal

Leia mais

PESQUISA DE EMPREGO BANCÁRIO

PESQUISA DE EMPREGO BANCÁRIO Ano 3 - nº 10 Agosto de 2011 PESQUISA DE EMPREGO BANCÁRIO CAGED registra criação de 11.978 novos postos de trabalho no setor bancário no primeiro semestre de 2011 De janeiro a junho de 2011 foram gerados

Leia mais

Participação dos Pequenos Negócios no Emprego

Participação dos Pequenos Negócios no Emprego Participação dos Pequenos Negócios no Emprego CAGED fevereiro/2013 2013. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

Emprego Industrial Agosto de 2014

Emprego Industrial Agosto de 2014 Emprego Industrial Agosto de 2014 SUMÁRIO EXECUTIVO No mês de agosto de 2014, o saldo de emprego em Santa Catarina voltou a crescer (6.599 postos e variação de 0,3% em relação ao estoque de julho). A indústria

Leia mais

Pressão sobre os salários continua em queda, apesar da taxa de desemprego estável

Pressão sobre os salários continua em queda, apesar da taxa de desemprego estável Pressão sobre os salários continua em queda, apesar da taxa de desemprego estável Estimativa da Fipe e da Catho para a taxa de desemprego do décimo mês do ano é de 5,0%, 0,1 ponto percentual maior do que

Leia mais

Emprego Industrial Outubro de 2015

Emprego Industrial Outubro de 2015 Emprego Industrial Outubro de 2015 SUMÁRIO EXECUTIVO No mês de ubro de 2015, o saldo de empregos em Santa Catarina reduziu em relação ao estoque de setembro (-4.475 postos e variação de -0,2%). A indústria

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DA BAHIA

OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DA BAHIA OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DA BAHIA RELEASE JUNHO DE 2011 DADOS CAGED Convênio Nº 004/2011 SETRE-BA e DIEESE Julho de 2011 EXPEDIENTE DA SECRETARIA DO TRABALHO, EMPREGO, RENDA E ESPORTE DO GOVERNO DO ESTADO

Leia mais

Na atividade de têxtil e confecção ocorreu o maior volume de contratações no ano (3.907 postos).

Na atividade de têxtil e confecção ocorreu o maior volume de contratações no ano (3.907 postos). Sumário Executivo MAR/2016 No mês de março de 2016, o saldo de empregos em Santa Catarina recuou em relação a fevereiro (-3.803 postos e variação de -0,2%). A indústria de transformação teve desempenho

Leia mais

Número 131 - novembro de 2013. Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas para uma Tributação Mais Justa

Número 131 - novembro de 2013. Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas para uma Tributação Mais Justa Número 131 - novembro de 2013 Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas para uma Tributação Mais Justa 1 Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas Para Uma Tributação Mais Justa É sabido que a política

Leia mais

Março de 2016 Número 155. Inflação: comportamento dos preços administrados na vida das famílias paulistanas

Março de 2016 Número 155. Inflação: comportamento dos preços administrados na vida das famílias paulistanas Março de 2016 Número 155 Inflação: comportamento dos preços administrados na vida das famílias paulistanas Inflação: comportamento dos preços administrados na vida das famílias paulistanas Em 2015, a taxa

Leia mais

MOVIMENTAÇÃO DO EMPREGO NO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA

MOVIMENTAÇÃO DO EMPREGO NO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA 2013 MOVIMENTAÇÃO DO EMPREGO NO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA Sumário 1. EVOLUÇÃO GERAL... 2 1.1. Movimentação do emprego - comparação com o setor de Serviços e Construção Civil 5 1.1.1.

Leia mais

Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas para uma Tributação Mais Justa

Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas para uma Tributação Mais Justa Fevereiro de 2015 Número 144 Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas para uma Tributação Mais Justa (Atualização da NT 131, de novembro de 2013) 1 Imposto de Renda Pessoa Física: Propostas Para Uma Tributação

Leia mais

8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014)

8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014) 8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014) Elaboração: Contraf-CUT, CNTV e Federação dos Vigilantes do Paraná Fonte: Notícias da imprensa, SSP e sindicatos Apoio: Sindicato dos Vigilantes de Curitiba

Leia mais

Política de Valorização do Salário Mínimo:

Política de Valorização do Salário Mínimo: Nota Técnica Número 143 janeiro 2015 Política de Valorização do Salário Mínimo: Salário Mínimo de 2015 fixado em R$ 788,00 Salário Mínimo de 2015 será de R$ 788,00 A partir de 1º de janeiro de 2015, o

Leia mais

ANUÁRIO DO SISTEMA PÚBLICO DE EMPREGO, TRABALHO E RENDA. Intermediação de mão de obra

ANUÁRIO DO SISTEMA PÚBLICO DE EMPREGO, TRABALHO E RENDA. Intermediação de mão de obra ANUÁRIO DO SISTEMA PÚBLICO DE EMPREGO, TRABALHO E RENDA 2 0 0 9 Intermediação de mão de obra Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Trabalho e Emprego Carlos Lupi Secretário de Políticas

Leia mais

Características do candidato a Empreendedor Individual (MEI) no Brasil. SEBRAE-SP/Planejamento Abril de 2009

Características do candidato a Empreendedor Individual (MEI) no Brasil. SEBRAE-SP/Planejamento Abril de 2009 Características do candidato a Empreendedor Individual (MEI) no Brasil SEBRAE-SP/Planejamento Abril de 2009 1 Metodologia do trabalho Definição de candidato a MEI: Consideramos como proxy de candidato

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS no Estado do Rio de Janeiro JANEIRO DE 214 BRASIL O saldo líquido de empregos formais no primeiro mês de 214 foi de 29.595 empregos em todo o país, segundo o Cadastro Geral

Leia mais

Ano V Nº 19 Maio de 2011

Ano V Nº 19 Maio de 2011 V Nº 19 Maio de 2011 Estudo comparativo do valor e do reajuste do vale refeição pago aos Servidores do TJMG com o salário mínimo, a cesta básica e o IPCA-IBGE SIND SERV da Justiça de Segunda Instância

Leia mais

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas - ano 2015 Pernambuco 5,20% Ceará 5,44% Maranhão 5,14% Pará 4,89% Paraná 4,43% Rio Grande do Sul 4,37% Santa Catarina 2,54% Rio Grande do Norte 2,48% Espírito Santo 2,14% Amazonas 2,06% Sergipe 1,87% Alagoas

Leia mais

Mercado de Trabalho Formal do Recife

Mercado de Trabalho Formal do Recife Boletim Informativo Abril 2012 Mercado de Trabalho Formal do Recife Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico O saldo de empregos no Brasil correspondeu a 111.746 postos formais O Recife

Leia mais

Pesquisas de Orçamentos Familiares POF:

Pesquisas de Orçamentos Familiares POF: Número 107 Fevereiro de 2012 Pesquisas de Orçamentos Familiares POF: A necessária atualização e as mudanças de pesos em um índice de preços Pesquisas de Orçamentos Familiares - POF: a necessária atualização

Leia mais

Emprego Industrial Novembro de 2015

Emprego Industrial Novembro de 2015 Emprego Industrial Novembro de 2015 SUMÁRIO EXECUTIVO No mês de novembro de 2015, o saldo de empregos em Santa Catarina reduziu em relação ao estoque de ubro (-6.418 postos e variação de -0,3%). A indústria

Leia mais

Maio/ BRASIL. Análise do emprego. Brasil Maio/2014

Maio/ BRASIL. Análise do emprego. Brasil Maio/2014 Maio/2014 - BRASIL Análise do emprego Brasil Maio/2014 2014. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados A reprodução não autorizada desta publicação, no

Leia mais

Boletim informativo do Mercado de Trabalho Formal de Manaus. Setembro 2011

Boletim informativo do Mercado de Trabalho Formal de Manaus. Setembro 2011 Boletim informativo do Mercado de Trabalho Formal de Manaus Setembro 2011 PÁGINA 2 BOLETIM INFORMATIVO SET/11 Nesta edição 1 O saldo de emprego em setembro é de 209 mil postos. 2 Em Manaus, o saldo de

Leia mais

TABELA 1 Destaques dos seis maiores bancos Brasil - 2013

TABELA 1 Destaques dos seis maiores bancos Brasil - 2013 DESEMPENHO DOS BANCOS EM 2013 Resultados diferenciados e fechamento de postos de trabalho caracterizaram o desempenho do setor bancário em 2013 Em 2013, os seis maiores bancos do país 1 apresentaram resultados

Leia mais

Boletim informativo do Mercado de Trabalho Formal de Manaus. Outubro 2011

Boletim informativo do Mercado de Trabalho Formal de Manaus. Outubro 2011 Boletim informativo do Mercado de Trabalho Formal de Manaus Outubro 2011 PÁGINA 2 BOLETIM INFORMATIVO OUT/11 Nesta edição 1 O saldo de emprego no Brasil em outubro é de 126.143l postos. 2 O saldo de outubro

Leia mais

FNPETI FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL. Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014

FNPETI FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL. Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014 Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014 Fonte: IBGE/Pnad. Elaboração própria. Nota: a PNAD até o ano de 2003 não abrangia a área rural da região Norte (exceto o Tocantins). Nos anos de 1994, 2000

Leia mais

na Micro e Pequena Empresa Anuário do Trabalho Pequena 2 O O 7 2 O O 7 Empresa CapaSebraeFinal_logo em cima.ind

na Micro e Pequena Empresa Anuário do Trabalho Pequena 2 O O 7 2 O O 7 Empresa CapaSebraeFinal_logo em cima.ind Anuário do Trabalho Anuário do Trabalho na Micro e Pequena Empresa 2 O O 7 namicroe Pequena Empresa 2 O O 7 CapaSebraeFinal_logo em cima.ind1 1 09.08.07 12:20:19 SEBRAE - Serviço Brasileiro de Apoio às

Leia mais

Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social

Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social 2º Semestre/2011 1 Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social Informações Trabalhistas e Previdenciárias de acordo

Leia mais

Produção Brasileira de Melão por Estado 2007 Estados Área (ha) Volume (Ton) Valor (Mil R$) Rio Grande do Norte Ceará 6.

Produção Brasileira de Melão por Estado 2007 Estados Área (ha) Volume (Ton) Valor (Mil R$) Rio Grande do Norte Ceará 6. Produção Brasileira de Abacaxi por Estado 2007 Pará 15.462 701.948 125.596 Paraíba 11.600 625.527 150.054 Minas Gerais 7.593 596.668 127.597 Bahia 6.430 282.634 63.185 São Paulo 3.620 271.380 76.161 Rio

Leia mais

Política de Valorização do Salário Mínimo: Valor para 2014 será de R$ 724,00

Política de Valorização do Salário Mínimo: Valor para 2014 será de R$ 724,00 Nota Técnica Número 132 dezembro 2013 Política de Valorização do Salário Mínimo: Valor para 2014 será de Salário Mínimo de 2014 será de A partir de 1º de janeiro de 2014, o valor do Salário Mínimo passa

Leia mais

MOVIMENTAÇÃO DO EMPREGO NO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA

MOVIMENTAÇÃO DO EMPREGO NO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA MOVIMENTAÇÃO DO EMPREGO NO SETOR DA ARQUITETURA E ENGENHARIA CONSULTIVA Sumário. EVOLUÇÃO GERAL..... Movimentação do emprego - comparação com todos os setores da economia, o setor de Serviços e Construção

Leia mais

Número 130 - novembro de 2013. Fator Previdenciário: por que mudar?

Número 130 - novembro de 2013. Fator Previdenciário: por que mudar? Número 130 - novembro de 2013 Fator Previdenciário: por que mudar? FATOR PREVIDENCIÁRIO: POR QUE MUDAR? 1 Como surgiu o Fator Previdenciário? A Reforma Previdenciária de 1998, por meio da Emenda Constitucional

Leia mais

Estudo Técnico: Evolução do ICMS no Estado do Rio Grande do Norte no período 2000-2013

Estudo Técnico: Evolução do ICMS no Estado do Rio Grande do Norte no período 2000-2013 DIEESE ESCRITÓRIO REGIONAL Rua João Pessoa, 265 Ed. Mendes Carlos, Centro 2º andar Natal - RN e-mail: errn@dieese.org.br PABX: (84) 3211-2609 Estudo Técnico: Evolução do ICMS no Estado do Rio Grande do

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DA BAHIA

OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DA BAHIA OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DA BAHIA Evolução Trimestral do Mercado de Trabalho Formal da Bahia Janeiro, fevereiro e março de 2012 Contrato de Prestação de Serviços Nº. 004/2011 SETRE-BA e DIEESE MAIO DE

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MOTOCICLETAS DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MOTOCICLETAS DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MOTOCICLETAS DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por

Leia mais

Notas sobre a divulgação do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) JUNHO/2010

Notas sobre a divulgação do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) JUNHO/2010 Notas sobre a divulgação do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) JUNHO/2010 Dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego para junho de 2010 confirmam a recuperação do emprego

Leia mais

AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Dezembro -2015

AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Dezembro -2015 Análise Emprego Formal Macaé AGETRAB Agencia de Trabalho, Educação Profissional e Renda Dezembro -2015 Movimentação de pessoal - Macaé De acordo com os dados do CAGED em dezembro de 2015, foram admitidos

Leia mais

Março/ BRASIL. Análise do emprego. Brasil Março/2014

Março/ BRASIL. Análise do emprego. Brasil Março/2014 Março/2014 - BRASIL Análise do emprego Brasil Março/2014 2014. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

Alexsandre Lira Cavalcante *

Alexsandre Lira Cavalcante * 1. Volume de vendas do comércio varejista Alexsandre Lira Cavalcante * De acordo com dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), realizada pelo IBGE, o volume de vendas do comércio varejista comum cearense

Leia mais

Nº 72 Julho de 2014. Balanço dos Pisos Salariais Negociados em 2013

Nº 72 Julho de 2014. Balanço dos Pisos Salariais Negociados em 2013 Nº 72 Julho de 2014 Balanço dos Pisos Salariais Negociados em 2013 Balanço dos pisos salariais negociados em 2013 Pelo nono ano consecutivo, o DIEESE Departamento Intersindical de Estatística e Estudos

Leia mais

PESQUISA DE EMPREGO BANCÁRIO

PESQUISA DE EMPREGO BANCÁRIO Ano 3 - nº 8 Fevereiro de 2011 PESQUISA DE EMPREGO BANCÁRIO Expansão do emprego no setor bancário ultrapassa 5% em 2010, mas rotatividade tem efeito negativo sobre os salários Em 2010, foram gerados 24.032

Leia mais

Programa Moderfrota (Modernização da Frota de Máquinas e Equipamentos Agrícolas) Breves Informações

Programa Moderfrota (Modernização da Frota de Máquinas e Equipamentos Agrícolas) Breves Informações Ano I Nº 7 Março de 2005 Programa Moderfrota (Modernização da Frota de Máquinas e Equipamentos Agrícolas) Breves Informações Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos DIEESE

Leia mais

Nota Técnica Número 03 fevereiro 2013

Nota Técnica Número 03 fevereiro 2013 SINDIFERN Nota Técnica Número 03 fevereiro 2013 Arrecadação de ICMS no Estado do Rio Grande do Norte: uma análise da evolução em anos recentes Introdução O presente estudo dedica-se a informação e análise

Leia mais

Acumulado até novembro registra IED de US$ 52,7 bilhões

Acumulado até novembro registra IED de US$ 52,7 bilhões São Paulo, 18 de janeiro de 2016 NOVEMBRO DE 2015 Acumulado até novembro registra IED de US$ 52,7 bilhões No acumulado até novembro, os fluxos de investimento estrangeiro direto (IED) no Brasil totalizaram

Leia mais

Ceará: Resultados do PIB Trimestral 3 0 Trimestre/2007

Ceará: Resultados do PIB Trimestral 3 0 Trimestre/2007 Ceará: Resultados do PIB Trimestral 2003-2007 eloisa@ipece.ce.gov.br rogerio.soares@ipece.ce.gov.br Fortaleza 2009 CEARÁ: COMPOSIÇÃO Ceará: DO Resultados PRODUTO INTERNO do PIB BRUTO Trimestral A PREÇOS

Leia mais

Corte de postos de trabalho nos bancos privados continua no 1º semestre de 2014

Corte de postos de trabalho nos bancos privados continua no 1º semestre de 2014 Número 6 Setembro/2014 1º semestre de 2014 Corte de postos de trabalho nos bancos privados continua no 1º semestre de 2014 Rede Bancários 2 DESEMPENHO DOS BANCOS DESEMPENHO DOS BANCOS 1º semestre de 2014

Leia mais

Combustíveis e seus reajustes. Número 19 abril 2006 NOTA TÉCNICA

Combustíveis e seus reajustes. Número 19 abril 2006 NOTA TÉCNICA Combustíveis e seus reajustes Número 19 abril 2006 NOTA TÉCNICA Combustíveis e seus reajustes O aumento do álcool, neste 1º trimestre de 2006, assustou os consumidores. Muitos deles, com veículos bicombustíveis,

Leia mais

ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA - JULHO/2015

ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA - JULHO/2015 ANÁLISE DO VOLUME DE VENDAS DO COMÉRCIO VAREJISTA - JULHO/2015 O COMÉRCIO VAREJISTA NO BRASIL CONTINUA EM QUEDA A Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Leia mais

Supermercados em 2012

Supermercados em 2012 Junho de 2013 número 5 Supermercados em 2012 Uma análise dos principais indicadores Com o objetivo de subsidiar os dirigentes sindicais para as negociações salariais, a Rede Comerciários do DIEESE - Departamento

Leia mais

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Audiência pública Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa

Leia mais

Resultado do Estoque de Empregos Formais RAIS 2002 a 2013

Resultado do Estoque de Empregos Formais RAIS 2002 a 2013 Enfoque Econômico é uma publicação do IPECE que tem por objetivo fornecer informações de forma imediata sobre políticas econômicas, estudos e pesquisas de interesse da população cearense. Por esse instrumento

Leia mais

Estudo Técnico nº 53/ : Remunerações da carreira do PECFAZ e outras do Poder Executivo

Estudo Técnico nº 53/ : Remunerações da carreira do PECFAZ e outras do Poder Executivo SUBSEÇÃO DIEESE- CONDSEF SCS Q.02 Ed. Wady Cecílio II - 6º andar Brasília/DF E-mail: sucondsef@dieese.org.br Telefone / Fax (0xx61) 2103-7200 Estudo Técnico nº 53/2010 1 : Remunerações da carreira do PECFAZ

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DE PORTO ALEGRE

OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DE PORTO ALEGRE OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DE PORTO ALEGRE Análise do Mercado de Trabalho Formal em Porto Alegre Janeiro de 2013 Termo de Contrato Nº. 48918/2012 - Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego (SMTE) Secretaria

Leia mais

O setor metalúrgico de junho a setembro de 2015

O setor metalúrgico de junho a setembro de 2015 Número 02 novembro de 2015 O setor metalúrgico de junho a setembro de 2015 A economia brasileira encontra-se em dificuldade, com a maioria dos indicadores apresentando trajetória de queda, principalmente

Leia mais

ENCARGOS SOCIAIS SOBRE A MÃO DE OBRA HORISTA % GRUPO A

ENCARGOS SOCIAIS SOBRE A MÃO DE OBRA HORISTA % GRUPO A ACRE B1 Repouso Semanal Remunerado 18,06 0,00 18,06 0,00 B2 Feriados 4,77 0,00 4,77 0,00 B3 Auxílio - Enfermidade 0,91 0,69 0,91 0,69 B4 13º Salário 10,97 8,33 10,97 8,33 B7 Dias de Chuvas 1,68 0,00 1,68

Leia mais

TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2014

TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2014 SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL COINT - Coordenação-Geral de Análise e Informações das Transferências Financeiras Intergovernamentais TRANSFERÊNCIAS VOLUNTÁRIAS A ESTADOS, DF E MUNICÍPIOS - DEZEMBRO/2014

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS. O turismo formal em Minas Gerais a 2010

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS. O turismo formal em Minas Gerais a 2010 SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO DE MINAS GERAIS O turismo formal em Minas Gerais - 2006 a 2010 Ficha técnica Realização: Governo do Estado de Minas Gerais Governador Antônio Augusto Junho Anastasia Secretaria

Leia mais

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento

Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Indicadores do Mercado de Meios Eletrônicos de Pagamento Janeiro de 2008 Apresentado por Fernando Chacon Diretor de Marketing de Cartões do Banco Itaú 1 Mercado de Cartões Faturamento anual: R$ bilhões

Leia mais

BOLETIM TRABALHO NO COMÉRCIO Mulher Comerciária: Trabalho e Família

BOLETIM TRABALHO NO COMÉRCIO Mulher Comerciária: Trabalho e Família BOLETIM TRABALHO NO COMÉRCIO Mulher Comerciária: Trabalho e Família No ano do centenário da Declaração do Dia Internacional da Mulher e diante da importância feminina para a categoria comerciária, o DIEESE

Leia mais

Balanço dos Pisos Salariais dos Servidores da Administração Direta do Estado de São Paulo

Balanço dos Pisos Salariais dos Servidores da Administração Direta do Estado de São Paulo Abril de 2015 Rede Servidores Balanço dos Pisos Salariais dos Servidores da Administração Direta do Estado de São Paulo Introdução Este trabalho analisa a evolução real dos pisos salariais dos servidores

Leia mais

Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes

Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes - 2015 Data: 18/05/2016 FILTROS: Veículos: Todos Valores: Absolutos Estado: Todos BR: Todas Piores trechos por Estado número de acidentes -

Leia mais

Confira o perfil de cada um dos setores segundo a divisão adotada pela CNM/CUT/CUT:

Confira o perfil de cada um dos setores segundo a divisão adotada pela CNM/CUT/CUT: Mapeamento do Emprego e Desempenho da Indústria Metalúrgica do Brasil 1 O presente trabalho, elaborado pelos Técnicos da Subseção do DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos),

Leia mais

DESEMPENHO DOS BANCOS 1º SEMESTRE DE 2012

DESEMPENHO DOS BANCOS 1º SEMESTRE DE 2012 Set/2012 DESEMPENHO DOS BANCOS 1º SEMESTRE DE 2012 Provisionamento excessivo e fechamento de postos de trabalho são destaques nos balanços dos seis maiores bancos no 1º semestre de 2012 A s demonstrações

Leia mais

POSIÇÃO ATUALIZADA ATÉ 25/06/2012 Classif Último Candidato Convocado procedimentos préadmissionais

POSIÇÃO ATUALIZADA ATÉ 25/06/2012 Classif Último Candidato Convocado procedimentos préadmissionais CONCURSO PÚBLICO 2010 TBN RJ e SP de de RJ Campos dos Goytacazes Técnico Bancário 106 2 105 2 RJ Centro Técnico Bancário 592 4 592 4 RJ Niteroi Técnico Bancário 130 3 130 3 RJ Nova Iguaçu Técnico Bancário

Leia mais

Estatísticas e Indicadores do Ensino Fundamental e Médio. Tiragem Limitada

Estatísticas e Indicadores do Ensino Fundamental e Médio. Tiragem Limitada Estatísticas e Indicadores do Ensino Fundamental e Médio Tiragem Limitada República Federativa do Brasil Fernando Henrique Cardoso Ministério da Educação e do Desporto - MEC Paulo Renato Souza Secretaria

Leia mais

ANEXO VI SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM OPERAÇÕES OU PRESTAÇÕES INTERESTADUAIS - ESTADOS SIGNATÁRIOS DE ACORDOS TABELA I CIMENTO DE QUALQUER ESPÉCIE

ANEXO VI SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM OPERAÇÕES OU PRESTAÇÕES INTERESTADUAIS - ESTADOS SIGNATÁRIOS DE ACORDOS TABELA I CIMENTO DE QUALQUER ESPÉCIE ANEXO VI SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA EM OPERAÇÕES OU PRESTAÇÕES INTERESTADUAIS - ESTADOS SIGNATÁRIOS DE ACORDOS TABELA I CIMENTO DE QUALQUER ESPÉCIE PROTOCOLO ICM 11/85 Adesão Rondônia - Protocolo ICM 11/87,

Leia mais

Indicadores IBGE. Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil SINAPI. Agosto de 2016

Indicadores IBGE. Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil SINAPI. Agosto de 2016 Indicadores IBGE Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil SINAPI Agosto de 2016 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Presidente da República Michel Miguel

Leia mais

72ª Fevereiro de 2014

72ª Fevereiro de 2014 72ª Fevereiro de 2014 EXPEDIENTE DA FUNDAÇÃO SOCIAL DO TRABALHO - FUNSAT PREFEITURA DE CAMPO GRANDE Alcides Jesus Peralta Bernal Prefeito de Campo Grande - MS Thaís Helena Vieira Rosa Gomes Secretária

Leia mais

Número 84 Agosto de 2009. O emprego no setor do comércio e a crise internacional

Número 84 Agosto de 2009. O emprego no setor do comércio e a crise internacional Número 84 Agosto de 2009 O emprego no setor do comércio e a crise internacional O emprego no setor do comércio e a crise internacional Desde agosto de 2007, o mundo vem se deparando com uma crise financeira

Leia mais

Mercado de Trabalho Formal do Recife

Mercado de Trabalho Formal do Recife Boletim Informativo Agosto 2011 Mercado de Trabalho Formal do Recife Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico Em julho, foram gerados 140 mil postos de trabalho formais no Brasil Com

Leia mais

COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2016

COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos COMÉRCIO VAREJISTA NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO

EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO 2010 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico AD HOC Revisão Técnica: José Varela Donato SUMÁRIO 1. RESULTADOS SINTÉTICOS

Leia mais

Emprego Formal do Estado do Amazonas Novembro 2015

Emprego Formal do Estado do Amazonas Novembro 2015 GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação - SEPLANCTI Emprego Formal do Estado do Amazonas Novembro 2015 MANAUS AMAZONAS 2015 GOVERNADOR

Leia mais

Alexsandre Lira Cavalcante *

Alexsandre Lira Cavalcante * 1. Volume de vendas do comércio varejista Alexsandre Lira Cavalcante * Segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Comércio

Leia mais

ÍNDICE. 1. Desempenho Estadual Desempenho por Atividade Desempenho por Região Melhores e Piores Regiões...

ÍNDICE. 1. Desempenho Estadual Desempenho por Atividade Desempenho por Região Melhores e Piores Regiões... SETEMBRO DE 2016 ÍNDICE 1. Desempenho Estadual... 3 2. Desempenho por Atividade... 7 3. Desempenho por Região... 9 3.1. Melhores e Piores Regiões... 10 4. Conclusão... 13 5. Nota Metodológica... 14 1.

Leia mais

Econômico Contabilidade Nacional

Econômico Contabilidade Nacional Tabela 3.7.1 - Produto Interno Bruto a preço de mercado corrente (milhões de R$), do e Estados da região Norte - 2008-2011 Acre Roraima 3.032.205 3.239.404 3.770.085 4.143.013 154.251 163.207 201.511 230.011

Leia mais

NÚMERO DE ACIDENTES POR DIA DA SEMANA

NÚMERO DE ACIDENTES POR DIA DA SEMANA RODOVIÁRIAS Quadro 13 - UF: ACRE Ano de 211 82 5 6 8 9 5 3 14 4 11 9 4 4 63 2 4 7 6 6 9 4 8 4 4 3 6 68 4 2 8 3 1 8 4 9 2 6 7 5 63 3 6 3 2 13 9 8 7 5 1 5 1 67 4 2 9 6 8 5 5 7 6 6 4 5 85 3 7 1 1 4 7 9 6

Leia mais