Virtualização com Marcos Paulo Serafim

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Virtualização com Marcos Paulo Serafim"

Transcrição

1 Virtualizaçãocom MarcosPauloSerafim Outubrode2007

2 SobreMim GraduaçãoemCiênciasdaComputação UNIFRAN EspecializaçãoemMatemáticaAplicada UNIFRAN AnalistadeSuportenaCooperativadosAgricultoresda RegiãodeOrlândia InteressesemInteligênciaArtificial,ComputaçãoQuântica, DesenvolvimentodeJogos,ForenseComputacional,etc.

3 Oqueévirtualização Umatécnicaparaocultarascaracterísticasfísicas derecursoscomputacionaisencapsulandoosdetalhes técnicos,deformaqueoutrossistemas,aplicações, ouusuáriosfinaisinterajamcomestesrecursosde maneiramaissimples. Fonte:Wikipédia

4 Virtualizaçãodeplataforma Técnicaquepermiteadivisãoderecursosatravésda criaçãodemúltiplosambientescomputacionaissimulados (máquinasvirtuais)eisoladosentresiemumúnico equipamentofísico.

5 Terminologia Máquinavirtual(VM) Ambientevirtualizadoondeumsistemaoperacional eseusaplicativossãoexecutados. Host(Hospedeiro) Computadorondesãoexecutadasasmáquinasvirtuais. Guest(Convidado) Softwarequeéexecutadodentrodeumamáquinavirtual. Hypervisor(VirtualMachineMonitor) CamadaentreVMseHostquecontrolaasVMs.

6 Tiposdevirtualização Virtualizaçãoemaplicações (JavaVM,.NETCLI,FlashPlayer,DOSemWin32) Aaplicaçãoutilizaosrecursosdosistemaoperacional emumpequenoambientevirtualqueprovêapenas onecessárioparasuaexecução,eliminandoa necessidadedeconhecimentodaarquiteturaemqueé executada.

7 Tiposdevirtualização Emulação/Simulação (QEMU,VirtualPC,emularesdevideo games) Amáquinavirtualsimulaumhardwarecompleto, permitindoqueumsistemaoperacional(guest)não modificado,sejaexecutadoemumaarquitetura totalmentediferente.

8 Tiposdevirtualização Virtualizaçãocompleta (Xen,QEMU,VirtualPC,VMware,CP/CMS) Amáquinavirtualprovêoambientenecessárioparaque umsistemaoperacional(guest)nãomodificado (econstruídoparaamesmaarquitetura) possaserexecutado.

9 Tiposdevirtualização Paravirtualização (Xen,VMware,KVM) Amáquinavirtualaoinvésdesimularohardware,provê umaapiqueapenaspodeserutilizadaporsistemas operacionais(guests) modificados paraestafinalidade, oquetrásganhosdeperformancesimilaresaodos sistemasnativos.

10 Brevehistórico 1959:TimeSharinginLargeFastComputers ChristopherStrachey 1962:AtlasComputer UniversidadedeManchester PrimeiroHypervisor 1963:M44/44XProject IBM Termo"MáquinaVirtual" 1964:CP 40 IBM Primeiraimplementaçãocomvirtualizaçãocompleta 1972:CP/CMS IBM Memóriavirtual

11 Brevehistórico :Virtualizaçãorestritaamainframes Diversosavançosnaárea Apartirde1990:Virtualizaçãoemarquiteturax86 Cresceinteressenavirtualizaçãoembaixa plataforma 1999:VMware Primeiroprodutoparavirtualizaçãoemx :IntelVT(Vanderpool)/AMD V(Pacifica) Virtualizaçãoassistidaporhardwarenosx86

12 Vantagensemseusarvirtualização Melhorutilizaçãodosrecursosdoscomputadores Diminuiçãodoespaçofísiconecessárioparaservidores Reduçãodocustodeinfraestrutura Menorgastoemenergia Soluçõesdebalanceamentodecargaparaaplicações Fácilmanutençãodeservidores Agilidadenacriaçãode sitebackup e disasterrecovery Modelodesegurançabaseadoemuma caixa de areia Facilidadenomonitoramentodesoftwaremaliciosos

13 Xen HypervisorparaarquiteturasIA 32,IA 64,AMD 64,e PowerPC. SeinicioucomopartedoprojetoXenoserversna UniversidadedeCambridge. Possuiumaversãopagaeumasoftwarelivre. Contribuidoresdoprojetoincluemempresascomo: Intel,IBM,HP,AMD,Novell,RedHateCitrix/XenSource.

14 BrevehistóricodoXen 2003:Versão1.0 ParavirtualizaçãoLinux(WindowsXPapenasPoC) 2004:Versão :Versão3.0 CriaçãodaXenSource. Virtualizaçãocompletaassistidaporhardware. 2007:Versão3.1 XenéadicionadoaocódigodoLinux. CitrixcompraaXenSource.

15 ArquiteturadoXen

16 RecursosdoXen Suporteàvariosdispositivosatravésdokerneldo sistemaoperacionaldohospedeiro(linux/netbsd)

17 RecursosdoXen Váriossistemasoperacionaissuportadosatravésde paravirtualização NetWare Minix Plan9 GNU/Hurd/Mach OZONE Windows(apenascomoprovadeconceito)

18 RecursosdoXen Suporteàvirtualizaçãocompletaassistidapor hardware(intelvtouamd V) NetWare Minix Plan9 GNU/Hurd/Mach OZONE emuitosoutros...

19 RecursosdoXen Capacidadedepausar,resumir,salvare restauraroestadodeumavm

20 RecursosdoXen MigrationeLiveMigration

21 RecursosdoXen CapacidadededarparaaVMacessodiretoa umhardware Suporteahot plugusb SuporteasomnasVMs Até64GBsdememóriaemmáquinas32bits(PAE) APIdeprogramaçãocomchamadasXML RPC Esforçodecolaboraçãoparacompatibilidadede formatodevmcommicrosoftvirtualserver

22 Ferramentasdegerenciamento xm Ferramentaquerecebeinstruçõesvialinha decomando. #xmcreatemaquinavirtual #xmhelp Usage:xm<subcommand>[args] Control,listandmanipulateXen guestinstances

23 Ferramentasdegerenciamento VirtualMachineManager FerramentadaRedHat paragerenciamentográficodasvms.

24 Ferramentasdegerenciamento ConVirt(antigoXenMan)

25 Ferramentasdegerenciamento Enomalism FerramentadegerenciamentoWeb

26 TestedePerformance Nativo Linux2.6.18/DebianEtch/Apache2.2.3 ApacheBench Timetakenfortests: seconds Completerequests:10000 Requestspersecond:196.40[#/sec](mean) Timeperrequest:5.092[ms](mean) Transferrate: [KB/sec] received

27 TestedePerformance Paravirtualizado Linux2.6.18/DebianEtch/Apache2.2.3 ApacheBench Timetakenfortests: seconds Completerequests:10000 Requestspersecond:186.52[#/sec](mean) Timeperrequest:5.361[ms](mean) Transferrate: [KB/sec] received

28 TestedePerformance HVM Linux2.6.18/DebianEtch/Apache2.2.3 ApacheBench Timetakenfortests: seconds Completerequests:10000 Requestspersecond:91.65[#/sec](mean) Timeperrequest:10.912[ms](mean) Transferrate: [KB/sec] received

29 OqueofuturoreservaparaoXen VirtualizaçãomaisfocadaemDesktop Desenvolvimentodedriversparamáquinasnão paravirtualizadas SuporteàOpenGL IntegraçãocomosprodutosdaCitrix ConcorrênciamaiorcomoKVM

30 Maioresinformações GrupodeusuáriosXEN BR:http://xen br.org/ IBM:http://ibm.com/ kernelthread.com:http://www.kernelthread.com/ RedHat:http://www.redhat.com/ SourceForge.net:http://sourceforge.net/ Wikipedia:http://wikipedia.org/ XenSource:http://www.xensource.com/

31 Hands on DemonstraçãoePerguntas

32 Obrigado Contato: MarcosPauloSerafim

Agenda. Histórico Máquinas virtuais X Emuladores Vantagens & Desvantagens Vmware Quemu Xen UML Comparação entre VM's Conclusão

Agenda. Histórico Máquinas virtuais X Emuladores Vantagens & Desvantagens Vmware Quemu Xen UML Comparação entre VM's Conclusão Máquinas Virtuais Agenda Histórico Máquinas virtuais X Emuladores Vantagens & Desvantagens Vmware Quemu Xen UML Comparação entre VM's Conclusão Histórico Mainframe É um computador de grande porte, dedicado

Leia mais

A SALA DE AULA é meu paraíso. Nela me realizo, nela exercito minha cidadania e nela me sinto útil.

A SALA DE AULA é meu paraíso. Nela me realizo, nela exercito minha cidadania e nela me sinto útil. Virtualização Meu nome: Nome de guerra: Meu e-mail: Marcos Vinicios Bueno Marques Professor Cidão marcos@cidao.com.br Quem sou? Professor e coordenador de cursos de TI do Senac Informática em Porto Alegre,

Leia mais

Paravirtualização com o XEN no Debian. Aldrey Galindo

Paravirtualização com o XEN no Debian. Aldrey Galindo Paravirtualização com o XEN no Debian Aldrey Galindo Sumário Introdução Técnicas de Virtualização Visão Geral de todo o processo Conclusão Sumário Introdução Técnicas de Virtualização Visão Geral de todo

Leia mais

Análise Comparativa de Desempenho do Hipervisor Xen: Paravirtualização versus Virtualização Total

Análise Comparativa de Desempenho do Hipervisor Xen: Paravirtualização versus Virtualização Total de Desempenho do Hipervisor Xen: Paravirtualização versus Total Andrea Schwertner Charão e Ronaldo Canofre M. dos Santos LSC - Laboratório de Sistemas de Computação Curso de Ciência da Computação UFSM

Leia mais

INE651600 Sistemas Operacionais I

INE651600 Sistemas Operacionais I INE651600 Sistemas Operacionais I Thiago Machado Seminário sobre Virtualização de Sistemas Operacionais Virtualização Definição: Permite abstrair os recursos de hardware que uma máquina possui. Criando

Leia mais

A Academia Brasileira de Letras diz que este verbete não existe.

A Academia Brasileira de Letras diz que este verbete não existe. Virtualização Virtualização? A Academia Brasileira de Letras diz que este verbete não existe. Virtual: Segundo o Dicionário da Língua Portuguesa, significa: adj (lat virtuale) 1- Que não existe como realidade,

Leia mais

Marcos Vinicios Marques Professor Cidão. Professor Marcelo Neves

Marcos Vinicios Marques Professor Cidão. Professor Marcelo Neves Virtualização Marcos Vinicios Marques Professor Cidão Professor Marcelo Neves Virtualizar??? Executar várias instâncias de um sistema operacional, ou vários sistemas operacionais em instâncias distintas,

Leia mais

Virtualização: VMWare e Xen

Virtualização: VMWare e Xen Virtualização: VMWare e Xen Diogo Menezes Ferrazani Mattos Professor: Otto Carlos Disciplina: Redes I Universidade Federal do Rio de Janeiro POLI/COPPE 1 Introdução Virtualização Divisão da máquina física

Leia mais

Departamento de Tecnologia da Informação

Departamento de Tecnologia da Informação Xen - O case de virtualização da Alergs XIII Enial - Brasília Novembro/2010 DTI Superintendência Administrativa e Financeira Assembleia Legislativa do RS Tópicos abordados: A infraestrutura de TI Alergs

Leia mais

Hypervisor. Diego Souza Gomes 3 de maio de 2007

Hypervisor. Diego Souza Gomes 3 de maio de 2007 Hypervisor Diego Souza Gomes 3 de maio de 2007 Resumo As máquinas virtuais envolvem a criação de um sistema de computador totalmente em software. Usando-as, é possível hospedar vários computadores virtuais

Leia mais

Introdução a Virtualização. Sergio Roberto Charpinel Junior Profa. Roberta Lima Gomes

Introdução a Virtualização. Sergio Roberto Charpinel Junior Profa. Roberta Lima Gomes Introdução a Virtualização Sergio Roberto Charpinel Junior Profa. Roberta Lima Gomes Por que virtualizar? Descentralização de recursos computacionais Cloud computing Plena utilização de recursos físicos

Leia mais

ATIVIDADE 1 MÁQUINAS VIRTUAIS. 1.1 Arquiteturas não virtualizadas

ATIVIDADE 1 MÁQUINAS VIRTUAIS. 1.1 Arquiteturas não virtualizadas ATIVIDADE 1 MÁQUINAS VIRTUAIS Existem hoje diversas tecnologias e produtos para virtualização de computadores e ambientes de execução, o que pode gerar uma certa confusão de conceitos. Apesar disso, cada

Leia mais

Virtualização - VMWare e Xen

Virtualização - VMWare e Xen Virtualização - VMWare e Xen A virtualização consiste na emulação de ambientes isolados, capazes de rodar diferentes sistemas operacionais dentro de uma mesma máquina, aproveitando ao máximo a capacidade

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 3 Virtualização de Sistemas 1. Conceito Virtualização pode ser definida

Leia mais

Xen Básico sobre Plano de Fundo e Virtualização

Xen Básico sobre Plano de Fundo e Virtualização 1 Xen Básico sobre Plano de Fundo e Virtualização Xen é um monitor de máquina virtual (hipervisor) que permite que se O utilize um computador físico para executar muitos computadores virtuais por exemplo,

Leia mais

Prefácio da Edição Brasileira 11 Editorial 19

Prefácio da Edição Brasileira 11 Editorial 19 Sumário Virtualização Prefácio da Edição Brasileira 11 Editorial 19 Ficou melhor? 21 Lavanderia virtual 22 Solidez para lucrar 23 Passível de consideração 25 Alternativas 27 Bastidores da virtualização

Leia mais

Aplicações. Sistema Operacional Hardware. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Máquinas Virtuais e Emuladores

Aplicações. Sistema Operacional Hardware. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Máquinas Virtuais e Emuladores Máquinas Virtuais e Emuladores Marcos Aurelio Pchek Laureano Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: hardware sistema operacional aplicações Sistemas

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS. Maquinas Virtuais e Emuladores

SISTEMAS OPERACIONAIS. Maquinas Virtuais e Emuladores SISTEMAS OPERACIONAIS Maquinas Virtuais e Emuladores Plano de Aula Máquinas virtuais Emuladores Propriedades Benefícios Futuro Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente

Leia mais

Prof. Luiz Fernando Bittencourt MO809L. Tópicos em Sistemas Distribuídos 1 semestre, 2015

Prof. Luiz Fernando Bittencourt MO809L. Tópicos em Sistemas Distribuídos 1 semestre, 2015 MO809L Tópicos em Sistemas Distribuídos 1 semestre, 2015 Virtualização Virtualização Threads/processos: Modo de fazer mais coisas ao mesmo tempo. Concorrência - impressão de execução paralela em computador

Leia mais

Xen e a Arte da Virtualização

Xen e a Arte da Virtualização Xen e a Arte da Virtualização Paul Barham, Boris Dragovic, Keir Fraser, Steven Hand, Tim Harris, Alex Ho, Rolf Neugebauer, Ian Pratt, Andrew Warfield University of Cambridge Computer Laboratory Microsoft

Leia mais

Sistemas Operacionais 1/66

Sistemas Operacionais 1/66 Sistemas Operacionais 1/66 Roteiro Máquinas virtuais Emuladores Propriedades Benefícios Futuro 2/66 Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: hardware

Leia mais

Virtualização e kernel, vistos por dentro

Virtualização e kernel, vistos por dentro ehabkost@redhat.com Tchelinux Porto Alegre 2008 Nível: Avançado Escopo: Código e processo de desenvolvimento do kernel Pré-requisitos: Noções básicas sobre o kernel Linux e seu processo de desenvolvimento

Leia mais

Sistemas Operacionais. Roteiro. Sistemas de Computadores. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Marcos Laureano

Sistemas Operacionais. Roteiro. Sistemas de Computadores. Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3 componentes: Marcos Laureano Sistemas Operacionais Marcos Laureano 1/66 Roteiro Máquinas virtuais Emuladores Propriedades Benefícios Futuro 2/66 Sistemas de Computadores Os sistemas de computadores são projetados com basicamente 3

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UFSC DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E ESTATÍSTICA INE BACHARELADO EM CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UFSC DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E ESTATÍSTICA INE BACHARELADO EM CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UFSC DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E ESTATÍSTICA INE BACHARELADO EM CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO Xen Hypervisor Glauco Neves 07132022 Guilherme Pacheco 07232063 INE 5412-0432

Leia mais

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS Prof. Victor Halla Conteúdo Arquitetura de Processadores: Modo Operacional; Velocidade; Cache; Barramento; Etc. Virtualização: Maquinas virtuais; Gerenciamento

Leia mais

Avaliação do Uso de Xen em Ambientes de Computação de Alto Desempenho

Avaliação do Uso de Xen em Ambientes de Computação de Alto Desempenho Avaliação do Uso de Xen em Ambientes de Computação de Alto Desempenho Márcio Parise Boufleur Guilherme Piegas Koslovski Andrea Schwertner Charão LSC - Laboratório de Sistemas de Computação UFSM - Universidade

Leia mais

Introdução. 1.1. Âmbito do Documento

Introdução. 1.1. Âmbito do Documento Introdução Embora o conceito de virtualização, não seja um conceito novo, o uso desta tecnologia vem crescendo exponencialmente nas infra-estruturas de TI. Este crescimento deve-se sobretudo aos benefícios

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO NComputing Brasil - #110502 Instalando o Oracle Virtualbox 4.0.2 e Criando uma VM Windows Server 2008 no Virtualbox O que é virtualbox? O virtualbox é um aplicativo de virtualização multi-plataforma

Leia mais

Virtualização. Presente e futuro

Virtualização. Presente e futuro Virtualização Presente e futuro O que é virtualização? Virtualização é o processo de executar vários sistemas operacionais em uma única máquina. Cada máquina virtual é um ambiente completo e com todos

Leia mais

Prof. José Maurício S. Pinheiro UniFOA 2009-2

Prof. José Maurício S. Pinheiro UniFOA 2009-2 Tecnologias WEB Virtualização de Sistemas Prof. José Maurício S. Pinheiro UniFOA 2009-2 Conceitos Virtualização pode ser definida como técnica que combina ou divide recursos computacionais para prover

Leia mais

Capítulo 1. Introdução

Capítulo 1. Introdução Capítulo 1 Introdução 1.1 O que é um sistema operacional 1.2 História dos sistemas operacionais 1.3 O zoológico de sistemas operacionais 1.4 Revisão sobre hardware de computadores 1.5 Conceitos sobre sistemas

Leia mais

Benefícios da Virtualização as para empresas

Benefícios da Virtualização as para empresas Benefícios da Virtualização as para empresas Os investimentos no processo de Virtualização na área de Tecnologia da Informação (TI) aumentaram cerca de 80% nos últimos três anos, segundo informações da

Leia mais

Virtualização: VMWare e Xen

Virtualização: VMWare e Xen Virtualização: VMWare e Xen Diogo Menezes Ferrazani Mattos GTA/POLI/UFRJ HTTP://www.gta.ufrj.br/ Abstract Nowadays, the concept of virtualization is being remembered as a possible solution, which has low

Leia mais

Gabriel Oliveira do Nascimento Rogério Libarino Aguilar. UFF - Universidade Federal Fluminense

Gabriel Oliveira do Nascimento Rogério Libarino Aguilar. UFF - Universidade Federal Fluminense Gabriel Oliveira do Nascimento Rogério Libarino Aguilar 1 Introdução Mododelo: Hardware -> Sistema Operacional -> Aplicações Aplicação desenvolvida para um SO. Capacidade de processamento aumentando bastante

Leia mais

Analisando a utilização da virtualização em laboratório de ensino. Alessandro Rodrigo Franco

Analisando a utilização da virtualização em laboratório de ensino. Alessandro Rodrigo Franco UNIOESTE Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Ciência da Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Analisando a utilização da virtualização

Leia mais

Virtualização. Hardware Virtual? Máquina Virtual? Software ou Hardware? Profº André Luiz andreluizsp@gmail.com

Virtualização. Hardware Virtual? Máquina Virtual? Software ou Hardware? Profº André Luiz andreluizsp@gmail.com Virtualização Hardware Virtual? Máquina Virtual? Software ou Hardware? Profº André Luiz andreluizsp@gmail.com O problema...... os departamentos de TI passaram a ter consciência de que os recursos como

Leia mais

Virtualização. Prof. Emiliano Monteiro

Virtualização. Prof. Emiliano Monteiro Virtualização Prof. Emiliano Monteiro Conceitos Virtualização significa criar uma versão virtual de um dispositivo ou recurso, como um servidor, dispositivo de armazenamento, rede ou até mesmo um sistema

Leia mais

Clientes gerentes Usuarios finais do sistema Clientes engenheiros Gerentes contratantes Arquitetos do sistema. Definicao de requisitos

Clientes gerentes Usuarios finais do sistema Clientes engenheiros Gerentes contratantes Arquitetos do sistema. Definicao de requisitos А А А А Definicao de de do software Clientes gerentes Usuarios finais Clientes engenheiros Gerentes contratantes Arquitetos Usuarios finais Clientes engenheiros Arquitetos Desenvolvedores de software Clientes

Leia mais

Máquinas virtuais em ambientes seguros

Máquinas virtuais em ambientes seguros Máquinas virtuais em ambientes seguros Este exemplar corresponde à redação final da Dissertação devidamente corrigida e defendida por Arthur Bispo de Castro e aprovada pela Banca Examinadora. Campinas,

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL FATESG CURSO TÉCNICO EM REDES DE DADOS

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL FATESG CURSO TÉCNICO EM REDES DE DADOS FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI DE DESENVOLVIMENTO GERENCIAL FATESG CURSO TÉCNICO EM REDES DE DADOS André Cardozo André Luiz Souza Ferreira Eduardo Macedo Santos VIRTUALIZAÇÃO DE SERVIDORES COM XEN SOURCE

Leia mais

Estudo dos Principais Conceitos de Virtualização

Estudo dos Principais Conceitos de Virtualização Estudo dos Principais Conceitos de Virtualização Manuela K. Ferreira mkferreira@inf.ufrgs.br Instituto de Informática Universidade Federal do Rio Grande Introdução Conceitos Aplicações e Vantagens Técnicas

Leia mais

CST em Redes de Computadores

CST em Redes de Computadores CST em Redes de Computadores Serviços de Rede Aula 02 Virtualização e Instalação de Servidores Linux Prof: Jéferson Mendonça de Limas Introdução O que é Virtualização? Recurso que permite utilizar diversos

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE INTEGRADA AVM

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE INTEGRADA AVM UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FACULDADE INTEGRADA AVM OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS EM TI UTILIZANDO VIRTUALIZAÇÃO Por: Anderson de Souza Campos Orientador Prof. Nelsom Magalhães Rio de

Leia mais

Virtualização. O conceito de VIRTUALIZAÇÃO

Virtualização. O conceito de VIRTUALIZAÇÃO Virtualização A virtualização está presente tanto no desktop de um entusiasta pelo assunto quanto no ambiente de TI de uma infinidade de empresas das mais variadas áreas. Não se trata de "moda" ou mero

Leia mais

Alta disponibilidade em máquinas

Alta disponibilidade em máquinas Alta disponibilidade em máquinas paravirtualizadas João Eriberto Mota Filho SIRC / RS 2007 09 de outubro de 2007 Sumário Introdução Técnicas de virtualização Conceito de alta disponibilidade Paravirtualização

Leia mais

Análise Comparativa entre Sistemas Operacionais Virtualizados

Análise Comparativa entre Sistemas Operacionais Virtualizados FACULDADE CAMPO LIMPO PAULISTA BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Trabalho de Diplomação Felipe Machado da Costa de Andrade 061247 Andre Marcos Silva (Orientador) Trabalho de Diplomação Análise Comparativa

Leia mais

Máquinas Virtuais. Virtualização Tornar virtual. Exemplo comum de Virtualização PORTABILIDADE

Máquinas Virtuais. Virtualização Tornar virtual. Exemplo comum de Virtualização PORTABILIDADE Virtual: Existente apenas em potência ou como faculdade, não como realidade ou com efeito real Dicionário Houaiss Virtualização Tornar virtual Exemplo comum de Virtualização PORTABILIDADE Java Virtual

Leia mais

TÉCNICAS DE VIRTUALIZAÇÃO E SUAS IMPLEMENTAÇÕES

TÉCNICAS DE VIRTUALIZAÇÃO E SUAS IMPLEMENTAÇÕES 1 MEC SETEC SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO CAMPUS CUIABÁ DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO TÉCNICAS DE VIRTUALIZAÇÃO E SUAS IMPLEMENTAÇÕES

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR ABERTA DO BRASIL ESAB CURSO DE REDES DE COMPUTADORES MÁRCIO DA SILVA KLAUCK

ESCOLA SUPERIOR ABERTA DO BRASIL ESAB CURSO DE REDES DE COMPUTADORES MÁRCIO DA SILVA KLAUCK ESCOLA SUPERIOR ABERTA DO BRASIL ESAB CURSO DE REDES DE COMPUTADORES MÁRCIO DA SILVA KLAUCK VIRTUALIZAÇÃO DE SISTEMAS: Implementação com o VMware no Ambiente Servidor do Frigorífico Excelência VILA VELHA

Leia mais

Considerações no Projeto de Sistemas Cliente/Servidor

Considerações no Projeto de Sistemas Cliente/Servidor Cliente/Servidor Desenvolvimento de Sistemas Graça Bressan Graça Bressan/LARC 2000 1 Desenvolvimento de Sistemas Cliente/Servidor As metodologias clássicas, tradicional ou orientada a objeto, são aplicáveis

Leia mais

virtualização de computadores para a realização de trabalhos laboratoriais de redes de

virtualização de computadores para a realização de trabalhos laboratoriais de redes de Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto Utilização de técnicas de virtualização de computadores para a realização de trabalhos laboratoriais de redes de comunicações Nuno Filipe Fernandes Dantas

Leia mais

JOHNY ARRIEL ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE AS FERRAMENTAS DE VIRTUALIZAÇÃO VMWARE E XEN

JOHNY ARRIEL ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE AS FERRAMENTAS DE VIRTUALIZAÇÃO VMWARE E XEN JOHNY ARRIEL ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE AS FERRAMENTAS DE VIRTUALIZAÇÃO VMWARE E XEN LAVRAS - MG 2014 JOHNY ARRIEL ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE AS FERRAMENTAS DE VIRTUALIZAÇÃO VMWARE E XEN Monografia de graduação

Leia mais

CISC RISC Introdução A CISC (em inglês: Complex Instruction Set Computing, Computador com um Conjunto Complexo de Instruções), usada em processadores Intel e AMD; suporta mais instruções no entanto, com

Leia mais

Debian como Desktop. Álvaro Justen (a.k.a. Turicas) alvaro.justen@peta5.com.br. www.peta5.com.br. Debian como Desktop.

Debian como Desktop. Álvaro Justen (a.k.a. Turicas) alvaro.justen@peta5.com.br. www.peta5.com.br. Debian como Desktop. (a.k.a. Turicas) www.peta5.com.br Apresentação Graduando em Engª Telecomunicações - UFF Pesquisa: IF-UFF: Física computacional/estatística Midiacom: Redes sem fio Experiência > 7 anos em GNU/Linux Sócio-fundador

Leia mais

40 ERAD 2009 Caxias do Sul, 17 a 20 de março de 2009

40 ERAD 2009 Caxias do Sul, 17 a 20 de março de 2009 40 ERAD 2009 Caxias do Sul, 17 a 20 de março de 2009 4.1. Introdução A virtualização e o uso de máquinas virtuais se tornaram um assunto destaque no mundo da tecnologia da informação (TI), apesar de não

Leia mais

Ubuntu Cloud Infrastructure. Trazendo a nuvem para sua Empresa. Mauricio Pretto Mauricio.pretto@canonical.com www.canonical.com.

Ubuntu Cloud Infrastructure. Trazendo a nuvem para sua Empresa. Mauricio Pretto Mauricio.pretto@canonical.com www.canonical.com. Ubuntu Cloud Infrastructure Trazendo a nuvem para sua Empresa Mauricio Pretto Mauricio.pretto@canonical.com www.canonical.com @canonical_la 2 Mauricio Pretto Agenda Quem Somos Nuvem Infrastructure as a

Leia mais

Sistemas Operacionais IX-MáquinasVirtuais

Sistemas Operacionais IX-MáquinasVirtuais Sistemas Operacionais IX-MáquinasVirtuais Prof. Carlos Alberto Maziero PPGIA CCET PUCPR http://www.ppgia.pucpr.br/ maziero 30 dejulho de2008 Resumo As tecnologias de virtualização do ambiente de execução

Leia mais

Computação na Nuvem: Virtualização e Migração de VM. André Meireles Estêvão Monteiro Monique Soares

Computação na Nuvem: Virtualização e Migração de VM. André Meireles Estêvão Monteiro Monique Soares Computação na Nuvem: Virtualização e Migração de VM André Meireles Estêvão Monteiro Monique Soares Agenda Overview Histórico Abordagens Desafios em x86 Snapshots Virtualização de Hardware/Plataforma/Sevidor:

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 2. Cursos de Computação

Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 2. Cursos de Computação Cursos de Computação Sistemas Operacionais Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira Aula 05 Estrutura e arquitetura do SO Parte 2 Referência: MACHADO, F.B. ; MAIA, L.P. Arquitetura de Sistemas Operacionais. 4.ed. LTC,

Leia mais

CA ARCserve Backup para Windows

CA ARCserve Backup para Windows CA ARCserve Backup para Windows Resumo da Versão r16 A presente documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante denominada Documentação),

Leia mais

Consolidação de Servidores com VMware

Consolidação de Servidores com VMware Herles da Silva Rangel Curso de Especialização em Redes e Segurança Pontifica Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) Curitiba, Maio de 2009 Resumo O presente trabalho trata da implementação de uma proposta

Leia mais

Virtualização e Seus Benefícios para Empresas com Hyper-v; um Estudo de Caso na Indústria de Tempero Regina Ltda.

Virtualização e Seus Benefícios para Empresas com Hyper-v; um Estudo de Caso na Indústria de Tempero Regina Ltda. Virtualização e Seus Benefícios para Empresas com Hyper-v; um Estudo de Caso na Indústria de Tempero Regina Ltda. Juciely de Mesquita Rodrigues jucielyrodrigues@msn.com FCTMT Rodrigo Ronner Tertulino da

Leia mais

RICARDO JOSÉ PFITSCHER MODELO ANALITICO DE DESEMPENHO PARA VIRTUALIZAÇÃO COM XEN JOINVILLE - SC

RICARDO JOSÉ PFITSCHER MODELO ANALITICO DE DESEMPENHO PARA VIRTUALIZAÇÃO COM XEN JOINVILLE - SC RICARDO JOSÉ PFITSCHER MODELO ANALITICO DE DESEMPENHO PARA VIRTUALIZAÇÃO COM XEN JOINVILLE - SC 2010 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT DEPARTAMENTO DE CIÊNCUA

Leia mais

Avaliação do Desempenho da Migração de Máquinas Virtuais em Xen

Avaliação do Desempenho da Migração de Máquinas Virtuais em Xen Avaliação do Desempenho da Migração de Máquinas Virtuais em Xen Guilherme Piegas Koslovski Márcio Parise Boufleur Andrea Schwertner Charão UFSM - Universidade Federal de Santa Maria Roteiro Introdução

Leia mais

Instituto de Computação - Unicamp MO801 - Tópicos em Arquitetura e Hardware - Máquinas Virtuais Seminário

Instituto de Computação - Unicamp MO801 - Tópicos em Arquitetura e Hardware - Máquinas Virtuais Seminário Instituto de Computação - Unicamp MO801 - Tópicos em Arquitetura e Hardware - Máquinas Virtuais Seminário 06/Nov/2012 Anderson Soares Ferreira anderson@las.ic.unicamp.br Conteúdo Introdução Características

Leia mais

REVISTA TECNOLÓGICA DA FATEC-PR ISSN: 2179-3778

REVISTA TECNOLÓGICA DA FATEC-PR ISSN: 2179-3778 REVISTA TECNOLÓGICA DA FATEC-PR ISSN: 2179-3778 CURITIBA, V. 1, N. 4, JAN/DEZ 2013 ISSN 2179-3778 REVISTA TECNOLÓGICA DA FATEC-PR CURITIBA, V. 1, N. 4, JAN/DEZ 2013 ISSN 2179-3778 ii FACULDADE DE TECNOLOGIA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE EDUARDO FLORENCE DE CARVALHO DESKTOPS VIRTUAIS OTIMIZANDO REDES CORPORATIVAS

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE EDUARDO FLORENCE DE CARVALHO DESKTOPS VIRTUAIS OTIMIZANDO REDES CORPORATIVAS UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE EDUARDO FLORENCE DE CARVALHO DESKTOPS VIRTUAIS OTIMIZANDO REDES CORPORATIVAS Niterói 2010 EDUARDO FLORENCE DE CARVALHO DESKTOPS VIRTUAIS OTIMIZANDO REDES CORPORATIVAS Trabalho

Leia mais

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Marcelo Stocco Cordeiro VIRTUALIZAÇÃO DE ESTAÇÕES DE TRABALHO

UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Marcelo Stocco Cordeiro VIRTUALIZAÇÃO DE ESTAÇÕES DE TRABALHO UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Marcelo Stocco Cordeiro VIRTUALIZAÇÃO DE ESTAÇÕES DE TRABALHO CURITIBA 2011 UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ Marcelo Stocco Cordeiro 2 VIRTUALIZAÇÃO DE ESTAÇÕES DE TRABALHO Monografia

Leia mais

Virtualização de Máquinas Uma experiência baseada em ferramentas livres

Virtualização de Máquinas Uma experiência baseada em ferramentas livres Virtualização de Máquinas Uma experiência baseada em ferramentas livres Carlos A. M. dos Santos echo unixmania at gmail dot com sed 's/ at /@/;s/ dot /./g' 1º Seminário de Software Livre Tchelinux Porto

Leia mais

Virtualização Gerencia de Redes Redes de Computadores II

Virtualização Gerencia de Redes Redes de Computadores II Virtualização Gerencia de Redes Redes de Computadores II *Créditos: baseado no material do Prof. Eduardo Zagari Virtualização - Introdução Introduzido nos anos 60 em Mainframes Em 1980 os microcomputadores

Leia mais

O PAPEL DOS COMPUTADORES NAS ORGANIZAÇÕES: VIRTUALIDADE GERENCIAMENTO DE SERVIDORES RESUMO ABSTRACT

O PAPEL DOS COMPUTADORES NAS ORGANIZAÇÕES: VIRTUALIDADE GERENCIAMENTO DE SERVIDORES RESUMO ABSTRACT O PAPEL DOS COMPUTADORES NAS ORGANIZAÇÕES: VIRTUALIDADE GERENCIAMENTO DE SERVIDORES Edigleidson Ferreira de Jesus 1 Flavio Santos de Andrade 2 Leonildo do Sacramento Almeida 3 Rafael Marques Paixão 4 Tauan

Leia mais

Treinamento PostgreSQL Cluster de Banco de Dados - Aula 01

Treinamento PostgreSQL Cluster de Banco de Dados - Aula 01 Treinamento PostgreSQL Cluster de Banco de Dados - Aula 01 Eduardo Ferreira dos Santos SparkGroup Treinamento e Capacitação em Tecnologia eduardo.edusantos@gmail.com eduardosan.com 13 de Junho de 2013

Leia mais

Virtualização de Máquinas Uma experiência baseada em ferramentas livres

Virtualização de Máquinas Uma experiência baseada em ferramentas livres Virtualização de Máquinas Uma experiência baseada em ferramentas livres Carlos A. M. dos Santos echo unixmania at gmail dot com sed 's/ at /@/;s/ dot /./g' 1º Seminário de Software Livre Tchelinux Pelotas,

Leia mais

ARQUITETURA DE COMPUTADORES E SISTEMAS OPERACIONAIS P/ CONCURSOS PÚBLICOS FOCO: ESAF/CESGRANRIO/FCC. Prof. Almeida Jr

ARQUITETURA DE COMPUTADORES E SISTEMAS OPERACIONAIS P/ CONCURSOS PÚBLICOS FOCO: ESAF/CESGRANRIO/FCC. Prof. Almeida Jr ARQUITETURA DE COMPUTADORES E SISTEMAS OPERACIONAIS P/ CONCURSOS PÚBLICOS FOCO: ESAF/CESGRANRIO/FCC Prof. Almeida Jr ESTRUTURA DE SISTEMA COMPUTACIONAL 2 O QUE FAZ UM SISTEMA OPERACIONAL? Ponto de Vista

Leia mais

ARTUR BARUCHI. Memory Dispatcher: Uma Contribuição para a Gerência de Recursos em Ambientes Virtualizados

ARTUR BARUCHI. Memory Dispatcher: Uma Contribuição para a Gerência de Recursos em Ambientes Virtualizados ARTUR BARUCHI Memory Dispatcher: Uma Contribuição para a Gerência de Recursos em Ambientes Virtualizados São Paulo 2010 ARTUR BARUCHI Memory Dispatcher: Uma Contribuição para a Gerência de Recursos em

Leia mais

Máquinas Virtuais E eu com isso???

Máquinas Virtuais E eu com isso??? E eu com isso??? IV Ciclo de Palestras sobre Software Livre Daniel Antonio Fenrnandes Bojczuk Slide 1 de 27 Virtual: Existente apenas em potência ou como faculdade, não como realidade ou com efeito real

Leia mais

SeminarioSoftwareLivreNuvens_Xen.odp

SeminarioSoftwareLivreNuvens_Xen.odp Software Livre nas Nuvens - XEN Apresentador: Gunther Boeckmann Objetivos Objetivos Introduzir os conceitos básicos de virtualização: explicar os tipos existentes, citar suas principais características

Leia mais

Virtualização de servidores em ambientes heterogêneos e distribuídos estudo de caso

Virtualização de servidores em ambientes heterogêneos e distribuídos estudo de caso UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE INFORMÁTICA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIAS, GERÊNCIA E SEGURANÇA DE REDES DE COMPUTADORES VANDERLEI POLLON Virtualização de servidores em

Leia mais

Virtualização: Conceitos e Aplicações em Segurança

Virtualização: Conceitos e Aplicações em Segurança Capítulo 4 Virtualização: Conceitos e Aplicações em Segurança MarcosAurelioPchekLaureano 1,2, CarlosAlbertoMaziero 1 1 ProgramadePós-GraduaçãoemInformática Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA MODELAGEM DE UMA PLATAFORMA VIRTUAL PARA SISTEMAS EMBUTIDOS BASEADA EM POWERPC

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA MODELAGEM DE UMA PLATAFORMA VIRTUAL PARA SISTEMAS EMBUTIDOS BASEADA EM POWERPC UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA DANIEL CARLOS CASAROTTO JOSE OTÁVIO CARLOMAGNO FILHO MODELAGEM DE UMA PLATAFORMA VIRTUAL PARA SISTEMAS EMBUTIDOS BASEADA EM POWERPC Florianópolis, 2004 DANIEL CARLOS

Leia mais

MÁQUINAS VIRTUAIS VIRTUALIZAÇÃO AULA 04 Sistemas Operacionais Gil Eduardo de Andrade

MÁQUINAS VIRTUAIS VIRTUALIZAÇÃO AULA 04 Sistemas Operacionais Gil Eduardo de Andrade MÁQUINAS VIRTUAIS VIRTUALIZAÇÃO AULA 04 Sistemas Operacionais Gil Eduardo de Andrade O conteúdo deste documento é baseado no livro do Prof. Dr. Carlos Alberto Maziero, disponível no link: http://dainf.ct.utfpr.edu.br/~maziero

Leia mais

Linux no Playstation 3

Linux no Playstation 3 Linux no Playstation 3 Tchelinux 2009 ULBRA Gravataí Filipe Rosset Douglas Schilling Landgraf 28 de Março de 2009 Sobre esta apresentação - Nível: Iniciante

Leia mais

6 Ferramenta de Apoio ao Processo de Desenvolvimento de Sistemas Multi-Agentes

6 Ferramenta de Apoio ao Processo de Desenvolvimento de Sistemas Multi-Agentes 6 Ferramenta de Apoio ao Processo de Desenvolvimento de Sistemas Multi-Agentes A ferramenta MAS-ML Tool surgiu com o objetivo de viabilizar o processo de desenvolvimento proposto na Seção anterior, implementando

Leia mais

Dicas para uso de VLDB (very large databases)

Dicas para uso de VLDB (very large databases) Dicas para uso de VLDB (very large databases) Slide 1 Considerações e Marcas Registradas As informações contidas nesta apresentação não foram submetidas à nenhuma revisão formal e é distribuída sem nenhuma

Leia mais

AVALIAÇÃO EXPERIMENTAL DE TÉCNICAS DE VIRTUALIZAÇÃO ATRAVÉS DE BALANCEAMENTO DE CARGA EM CLUSTERS DE COMPUTADORES. Almir Dominicini Fernandes

AVALIAÇÃO EXPERIMENTAL DE TÉCNICAS DE VIRTUALIZAÇÃO ATRAVÉS DE BALANCEAMENTO DE CARGA EM CLUSTERS DE COMPUTADORES. Almir Dominicini Fernandes COPPE/UFRJ AVALIAÇÃO EXPERIMENTAL DE TÉCNICAS DE VIRTUALIZAÇÃO ATRAVÉS DE BALANCEAMENTO DE CARGA EM CLUSTERS DE COMPUTADORES Almir Dominicini Fernandes Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de

Leia mais

Virtualização com Red Hat Enterprise XEN GPL. CASE: EMPREL Prefeitura de Recife

Virtualização com Red Hat Enterprise XEN GPL. CASE: EMPREL Prefeitura de Recife Virtualização com Red Hat Enterprise XEN GPL CASE: EMPREL Prefeitura de Recife Paulo Cezar Melo cezar@recife.pe.gov.br Virtualização Simplificando o conceito, virtualização é o processo de executar vários

Leia mais

Virtual, veloz e leve

Virtual, veloz e leve Para-virtualização no Linux com o Xen 3 Virtual, veloz e leve O sistema de virtualização Xen está rapidamente tornando-se um recurso padrão no Linux corporativo. Vamos conferir os recursos da última versão

Leia mais

Orientador Informal. Co-orientador(es) Informal(is)

Orientador Informal. Co-orientador(es) Informal(is) RELATÓRIO FINAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Discente: Luís Gustavo Spern Barreto Curso: Análise e Desenvolvimento de Sistemas E-mail: gustavosbarreto@gmail.com Endereço: Rua Três, 490 - Pestano -

Leia mais

Introdução. Sistemas Operacionais. Introdução. Roteiro (1 / 2) Por que Máquinas Virtuais Existem? Roteiro (2 / 2)

Introdução. Sistemas Operacionais. Introdução. Roteiro (1 / 2) Por que Máquinas Virtuais Existem? Roteiro (2 / 2) Sistemas Operacionais O termo máquina virtual foi descrito na década de 60 como uma abstração de software que enxerga um sistema físico. Aula 7 Máquinas Virtuais Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre

Leia mais

Avaliando o Ambiente de Virtualização Xen Utilizando Aplicações de Bancos de Dados

Avaliando o Ambiente de Virtualização Xen Utilizando Aplicações de Bancos de Dados Avaliando o Ambiente de Virtualização Xen Utilizando Aplicações de Bancos de Dados Rodrigo N. Calheiros, Guilherme Rodrigues, Tiago Ferreto, César A. F. De Rose Pontifícia Universidade Católica do Rio

Leia mais

Instituto Superior Politécnico Gaya Escola Superior de Ciência e Tecnologia

Instituto Superior Politécnico Gaya Escola Superior de Ciência e Tecnologia Instituto Superior Politécnico Gaya Escola Superior de Ciência e Tecnologia Engenharia Informática Interligação e Gestão de Sistemas Informáticos 2006/2007 Interface WEB para Gestão de Máquinas Virtuais

Leia mais

Likiso Hattori likiso@unipartners.com.br

Likiso Hattori likiso@unipartners.com.br Virtualização, Cloud Computing e Novos Recursos Tecnológicos Gerando Desafios e Oportunidades de Negócios em TI Likiso Hattori likiso@unipartners.com.br Salvador 06/04/2011 Agenda Virtualização Cloud Computing

Leia mais

Componentes de um Sistema de Operação

Componentes de um Sistema de Operação Componentes de um Sistema de Operação Em sistemas modernos é habitual ter-se os seguintes componentes ou módulos: Gestor de processos Gestor da memória principal Gestor da memória secundária Gestor do

Leia mais

Contratos coletivos constantes do agrupamento obrigatório determinado pela Resolução Normativa RN nº 309, editada pela ANS.

Contratos coletivos constantes do agrupamento obrigatório determinado pela Resolução Normativa RN nº 309, editada pela ANS. Contratos coletivos constantes do agrupamento obrigatório determinado pela Resolução Normativa RN nº 309, editada pela ANS. Código de contrato RPC Nome do plano na ANS Nº de registro do plano na ANS 0002

Leia mais

Aula 2. Objetivo: Saber qual a funcionalidade de um sistema operacional de rede.

Aula 2. Objetivo: Saber qual a funcionalidade de um sistema operacional de rede. Aula 2 Objetivo: Saber qual a funcionalidade de um sistema operacional de rede. Sistema Operacional de Rede Definição: Conjunto de módulos que ampliam as tarefas dos sistemas operacionais locais, complementando-os

Leia mais

IARA ROBENI DE OLIVEIRA SILVA AVALIAÇÃO DE HIPERVISORES QUANTO AO DESEMPENHO DE REDE

IARA ROBENI DE OLIVEIRA SILVA AVALIAÇÃO DE HIPERVISORES QUANTO AO DESEMPENHO DE REDE IARA ROBENI DE OLIVEIRA SILVA AVALIAÇÃO DE HIPERVISORES QUANTO AO DESEMPENHO DE REDE Monografia de graduação apresentada ao Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal de Lavras como

Leia mais

Estudo comparativo sobre o uso do VMware e Xen Server na virtualização de Servidores

Estudo comparativo sobre o uso do VMware e Xen Server na virtualização de Servidores Estudo comparativo sobre o uso do VMware e Xen Server na virtualização de Servidores Diego Grosmann 1, Nathan Franklin Saraiva de Sousa 2, Fábio Abrantes Diniz 1, Thiago Reis da Silva 1 1 Programa de Pós-Graduação

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA AFONSO CLICEU GLOEDEN FILHO LUAN HENRIQUE KNOR COSTA VIRTUALIZAÇÃO: XENSERVER PONTA GROSSA 2017

Leia mais

MF = (M1 * 0,4) + (M2 * 0,6) MF < 6 MF = (MF * 0,6) + (EXA * 0,4)

MF = (M1 * 0,4) + (M2 * 0,6) MF < 6 MF = (MF * 0,6) + (EXA * 0,4) Informática Aplicada Prof. Gilmar F. Aquino Filho São Vicente, SP 22/02/2016 EMENTA Fundamentos em Informática; O computador; História; Origem; Funcionamento; Componentes; Conceito de Hardware; Conceito

Leia mais

Análise Quantitativa de Técnicas de Virtualização Como Ambiente de Testes

Análise Quantitativa de Técnicas de Virtualização Como Ambiente de Testes Análise Quantitativa de Técnicas de Virtualização Como Ambiente de Testes Artur Baruchi IBM Brasil Software Group IBM Brasil, São Paulo abaruchi@br.ibm.com Ricardo L. Piantola IBM Brasil Software Group

Leia mais