FICHA INFORMATIVA E DE TRABALHO MÓDULO REDE LOCAL INSTALAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FICHA INFORMATIVA E DE TRABALHO MÓDULO 0773 - REDE LOCAL INSTALAÇÃO"

Transcrição

1 CURSO EFA 2012 / 2013 Formando: Data: / / ÁREA/Assunto: Formador / Mediador: Avaliação Formando Formador FICHA INFORMATIVA E DE TRABALHO MÓDULO REDE LOCAL INSTALAÇÃO Standard IEE 802 Para que as redes funcionem devidamente, é necessário definir conjuntos de normas que ditam não só o funcionamento das redes como o tipo de equipamento a usar e as regras a que ele está sujeito. A maior parte delas definidas pelo IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineering). Para que as redes funcionem o Instituto das Engenharias Elétricas e Eletrónicas IEE Institute of Electrical and Electronics Engineers criou o Standard padrão 802, destinado a comunicações em rede. Esta norma define cada tipo de comunicação. - Indicar os tipos mais usuais Internetworking; Logic Link Control; CSMA/CD LAN; Token- Bus LAN; Token-Ring LAN; Metropolitan Area Network; Broadband Technical Advisory Group; Fiber Optical Technical Advisory Group; Integrated Voice/Data Networks; Network Security; Wireless network; Formadora: Vitória Fernandes 1

2 Demmand Priority Acess LAN; Wireless Personal Area Network; Broadband Wireless Metropolitan Area Networks. PROTOCOLOS Como já foi referido, entende-se por protocolo o conjunto de regras que orientam e disciplinam as comunicações, permitindo que todas as máquinas consigam falar entre si. O Protocolo TCP/IP Transmission Control Protocol Internet Protocol É o protocolo mais utilizado atualmente e que resulta da combinação de dois protocolos distintos, o TCP com o IP. Quando se configura um computador para trabalhar em rede, é necessário que o mesmo tenha um nome para que seja identificado pelos outros utilizadores na vizinhança da rede, como, por exemplo, PC1. Nome PC1 Nome PC 2 IP IP O TCP/IP é um conjunto de protocolos que permitem a interligação de computadores. Mesmo utilizando um nome é necessário atribuir um número de IP ao PC para que a transmissão de dados ocorra e, desta forma, para que o nome do computador fique associado ao seu número IP. O IP não estabelece uma ligação entre os dois pontos; apenas empacota os dados e envia-os. O TCP é que trata do estabelecimento da ligação e garante a entrega de dados. Características do IP Universalmente endereçado: para se poder enviar dados de um ponto A para um ponto B, é necessário providenciar uma forma dos dispositivos da rede saberem como identificar o Formadora: Vitória Fernandes 2

3 ponto B. O IP define o mecanismo de endereçamento para os dispositivos da rede e usa esses endereços para a entrega dos dados ao destinatário. Independente dos protocolos inferiores: O IP foi concebido para tratar com qualquer protocolo de nível inferior que seja compatível com a pilha de protocolos TCP/IP, como o Ethernet e os Um exemplo importante desta característica é a capacidade do IP fragmentar os seus grandes blocos de dados em blocos mais pequenos de acordo com as limitações físicas de cada rede, cabendo ao recetor juntá-los de novo em blocos IP. Entrega por ausência de ligação: O IP é um protocolo que funciona por ausência de ligação, isto é, quando A quer enviar dados para B, o IP não estabelece uma ligação entre os dois pontos; apenas empacota os dados e envia-os. Falível das entregas: Isto significa que ele envia pacotes de dados uns a seguir aos outros, sem se preocupar em verificar se chegaram bem ou em retransmitir os que não chegaram ou chegaram com erros. Entregas sem confirmação: O IP não usa confirmações na receção. Ou seja, o dispositivo A envia dados para o B. O dispositivo A não será pelo IP que ficará a saber se os dados foram ou não recebidos. Indique a versão que permite mais combinações de endereços IP. A versão IPv6 contem informação para o routeamento de pacotes na nova geração de Internet. O IPv6 suporta endereços a 128 bits, enquanto o IPv4 apenas utiliza 32 bits para endereçamento. Descreva as duas formas de atribuir um IP aos computadores. Existem duas formas de atribuir um IP ao computador: estática e dinâmica. Forma Estática Através de uma tabela de IP estáticos. O utilizador pode alterar o nome ou o IP do computador. Forma Dinâmica Existe um computador ou router que fornece os IP ao PC cliente, através do serviço DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol). Formadora: Vitória Fernandes 3

4 O TCP/IP e o Modelo OSI O TCP/IP veio também alterar um pouco o modelo OSI de camadas das redes, simplificando-o, do seu ponto de vista. Este diagrama mostra alguns dos muitos protocolos que compõem este conjunto. ENDEREÇAMENTO IP Os endereços IP cumprem duas funções: Identificação - Identificar um dispositivo na rede para que os dados lhe sejam entregues. Routing se o emissor e o recetor não pertencerem à mesma rede, o(s) router(s) que as interligarem têm de saber encaminhar os dados devidamente. ATENÇÃO São as interfaces de rede e não os dispositivos que possuem endereços IP. Routers, por exemplo, possuem tantos endereços IP como as interfaces que possuem. Formadora: Vitória Fernandes 4

5 De uma forma geral, todos os dispositivos que têm dados a enviar computadores, routers, impressoras de rede têm endereços IP para as suas interfaces com a rede. Os endereços IP não podem ser repetidos dentro de cada rede, sendo os routers os dispositivos que ligam as redes. Os endereços IP identificam os dispositivos a nível da camada de rede, enquanto que os endereços físicos (MAC addresses) se situam a nível da camada de ligação de dados. A ligação entre os dois endereços é feita através do protocolo ARP. CONSTITUIÇÃO DE UM ENDEREÇO Os endereços IP são conjuntos de quatro números separados por pontos que pretendem identificar de forma única postos numa rede - XXX.XXX.XXX.XXX. À partida, cada número pode variar entre 0 e 255. Um exemplo de um IP: Um endereço IP é constituído por duas partes: - Identificação da rede - Network ID - Identificação do computador, do posto - Host ID O Network ID identifica qual o segmento de rede (parte da rede em que um meio físico de transmissão é partilhado) a que o computador pertence. Todos os computadores do mesmo segmento têm que ter o mesmo Network ID. Formadora: Vitória Fernandes 5

6 Preencha a tabela relativa as classes de endereçamento. CLASSES DE ENDEREÇAMENTO CLASSE DE REDE ENDEREÇO IP Intervalo de valores Formato do endereço A Rede. Host.Host.Host B Rede.Rede.Host.Host C Rede.Rede.Rede.Host D E Indique qual a classe a que pertence o seguinte endereço: Pertence à classe B. A maior parte das redes locais são da classe C. Formadora: Vitória Fernandes 6

7 Indique quais os endereços IP que podem ser considerados inválidos. - Um valor exato de 127, embora tecnicamente pertencente ao intervalo de classe A, é reservado para endereços de teste. Uma requisição de apenas testa o endereço TCP/IP, não gerando tráfego na rede. - Nenhum endereço IP pode começar por zero, pois o identificador de rede 0 é utilizado para indicar que se está na mesma rede, a chamada rota padrão. - Nenhum identificador de rede pode ser 255 e nenhum identificador de host pode ser composto apenas de endereços 255, seja qual for a classe do endereço. - Nenhum identificador de host pode ser composto apenas de zeros, seja qual for a classe do endereço. MÁSCARAS DE SUB-REDE Ao configurar o protocolo TPC/IP, é preciso fornece a máscara de sub-rede (subnet mask). Ao contrário do endereço IP, que é formado por valores entre a e 255 a máscara de sub-rede é formada por apenas dois valores: 0 e 255, como em ou onde um valor 255 indica a parte endereço IP referente à rede, e um valor 0 indica a parte endereço IP referente ao host. Preencha a tabela relativamente as máscaras de sub-rede. Endereço Máscara de sub-rede A B C D E Formadora: Vitória Fernandes 7

8 ARQUITETURAS DE REDE A arquitetura relaciona-se com a circulação dos dados em rede, respetivos pacotes e protocolos. É um conceito lógico e não físico. Exemplos de algumas arquiteturas de redes: Ethernet, Token-Ring e ARCNet. Descreva as principais das modalidades de Ethernet (Ex.: 10 Mbps; 100Mbps; ) Formadora: Vitória Fernandes 8

ICORLI. INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO e OPERAÇÃO EM REDES LOCAIS e INTERNET

ICORLI. INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO e OPERAÇÃO EM REDES LOCAIS e INTERNET INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO e OPERAÇÃO EM REDES LOCAIS e INTERNET 2010/2011 1 Protocolo TCP/IP É um padrão de comunicação entre diferentes computadores e diferentes sistemas operativos. Cada computador deve

Leia mais

Redes de Computadores II INF-3A

Redes de Computadores II INF-3A Redes de Computadores II INF-3A 1 ROTEAMENTO 2 Papel do roteador em uma rede de computadores O Roteador é o responsável por encontrar um caminho entre a rede onde está o computador que enviou os dados

Leia mais

Aula 4. Pilha de Protocolos TCP/IP:

Aula 4. Pilha de Protocolos TCP/IP: Aula 4 Pilha de Protocolos TCP/IP: Comutação: por circuito / por pacotes Pilha de Protocolos TCP/IP; Endereçamento lógico; Encapsulamento; Camada Internet; Roteamento; Protocolo IP; Classes de endereços

Leia mais

ARP. Tabela ARP construída automaticamente. Contém endereço IP, endereço MAC e TTL

ARP. Tabela ARP construída automaticamente. Contém endereço IP, endereço MAC e TTL ARP Protocolo de resolução de endereços (Address Resolution Protocol) Descrito na RFC 826 Faz a tradução de endereços IP para endereços MAC da maioria das redes IEEE 802 Executado dentro da sub-rede Cada

Leia mais

O endereço IP (v4) é um número de 32 bits com 4 conjuntos de 8 bits (4x8=32). A estes conjuntos de 4 bits dá-se o nome de octeto.

O endereço IP (v4) é um número de 32 bits com 4 conjuntos de 8 bits (4x8=32). A estes conjuntos de 4 bits dá-se o nome de octeto. Endereçamento IP Para que uma rede funcione, é necessário que os terminais dessa rede tenham uma forma de se identificar de forma única. Da mesma forma, a interligação de várias redes só pode existir se

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - I I

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - I I APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - I I 1 Índice 1. INTRODUÇÃO... ERRO! INDICADOR NÃO DEFINIDO. 2. ENDEREÇOS IP... 3 3. ANALISANDO ENDEREÇOS IPV4... 4 4. MÁSCARA DE SUB-REDE... 5 5. IP ESTÁTICO E

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP

Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP Introdução ao TCP/IP 2 Modelo TCP/IP O Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD) desenvolveu o modelo de

Leia mais

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Conhecer os modelo OSI, e TCP/IP de cinco camadas. É importante ter um padrão para a interoperabilidade entre os sistemas para não ficarmos

Leia mais

M3 Redes de computadores avançado (36 horas - 48 TL)

M3 Redes de computadores avançado (36 horas - 48 TL) M3 Redes de computadores avançado (36 horas - 48 TL) Redes de Comunicação Ano lectivo 2013/2014 Camada de rede do modelo OSI Routers e portos de interface de routers (I) 2 Nesta camada imperam os routers.

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática 1. Esta teste serve como avaliação de frequência às aulas teóricas. 2. Leia as perguntas com atenção antes de responder. São perguntas de escolha múltipla. 3. Escreva as suas respostas apenas na folha

Leia mais

Redes de Computadores 3ª Colecção Exercícios diversos 16 de Dezembro de 2005 Spanning Tree, Protocolo IP, Encaminhamento em redes IP e Cam.

Redes de Computadores 3ª Colecção Exercícios diversos 16 de Dezembro de 2005 Spanning Tree, Protocolo IP, Encaminhamento em redes IP e Cam. I Bridging Transparente Spanning Tree 1) Considere a rede local, da figura. Admitindo que as bridges são transparentes e correm o algoritmo Spanning Tree (IEEE 802.1d) HOST Y HOST Z HOST X Bridge Prioridade

Leia mais

Redes de Computadores. Revisões

Redes de Computadores. Revisões Redes de Computadores Revisões Classifique, com V ou F, as afirmações seguintes! A comunicação entre sistemas (ex: computadores), tendo em vista a execução de aplicações telemáticas, só é possível se existir

Leia mais

TCP é um protocolo de TRANSMISSÃO, responsável pela confiabilidade da entrega da informação.

TCP é um protocolo de TRANSMISSÃO, responsável pela confiabilidade da entrega da informação. Protocolo TCP/IP PROTOCOLO é um padrão que especifica o formato de dados e as regras a serem seguidas para uma comunicação a língua comum a ser utilizada na comunicação. TCP é um protocolo de TRANSMISSÃO,

Leia mais

Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet. Edgard Jamhour

Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet. Edgard Jamhour Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet Edgard Jamhour Ethernet não-comutada (CSMA-CD) A Ethernet não-comutada baseia-se no princípio de comunicação com broadcast físico. a b TIPO DADOS (até 1500

Leia mais

ESTUDOS REALIZADOS. Camada Física. Redes de Computadores AULA 13 CAMADA DE REDE. Camada Física Camada de Enlace Subcamada de Acesso ao Meio AGORA:

ESTUDOS REALIZADOS. Camada Física. Redes de Computadores AULA 13 CAMADA DE REDE. Camada Física Camada de Enlace Subcamada de Acesso ao Meio AGORA: Redes de Computadores AULA 13 CAMADA DE REDE Profº Alexsandro M. Carneiro Outubro - 2005 ESTUDOS REALIZADOS Camada Física Camada de Enlace Subcamada de Acesso ao Meio AGORA: Camada de Rede Camada Física

Leia mais

Serviço de datagrama não confiável Endereçamento hierárquico. Facilidade de fragmentação e remontagem de pacotes

Serviço de datagrama não confiável Endereçamento hierárquico. Facilidade de fragmentação e remontagem de pacotes IP Os endereços IP são números com 32 bits, normalmente escritos como quatro octetos (em decimal), por exemplo 128.6.4.7. A primeira parte do endereço identifica uma rede especifica na interrede, a segunda

Leia mais

Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento IP 1 História e Futuro do TCP/IP O modelo de referência TCP/IP foi desenvolvido pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD). O DoD exigia

Leia mais

9.5.2. Preparando um esquema de endereçamento de sua rede

9.5.2. Preparando um esquema de endereçamento de sua rede Guia Internet de Conectividade - Cyclades - Endereçamento IP - página 1 9.5. Identificação dos Hosts em uma rede Todo sistema ou host que você quiser conectar em sua rede deve ter uma única identificação

Leia mais

Rede d s d e d Com o pu p t u ado d r o es Conceitos Básicos M d o e d los o de d Re R de d s:

Rede d s d e d Com o pu p t u ado d r o es Conceitos Básicos M d o e d los o de d Re R de d s: Tecnologia em Redes de Computadores Redes de Computadores Professor: André Sobral e-mail: alsobral@gmail.com Conceitos Básicos Modelos de Redes: O O conceito de camada é utilizado para descrever como ocorre

Leia mais

Camada de rede: IP. Cabeçalho IP, encaminhamento de pacotes IP, sub-redes, máscara de sub-redes e processos de cálculo, NAT e PAT, futuro do IPv4.

Camada de rede: IP. Cabeçalho IP, encaminhamento de pacotes IP, sub-redes, máscara de sub-redes e processos de cálculo, NAT e PAT, futuro do IPv4. Camada de rede: IP Cabeçalho IP, encaminhamento de pacotes IP, sub-redes, máscara de sub-redes e processos de cálculo, NAT e PAT, futuro do IPv4. Internet Rede 2 Rede 1 Internet Rede 4 Rede 3 Rede 5 O

Leia mais

Conceitos sobre TCP/IP. Endereços IP (Internet Protocol) Introdução

Conceitos sobre TCP/IP. Endereços IP (Internet Protocol) Introdução Conceitos sobre TCP/IP Endereços IP (Internet Protocol) Introdução O uso de computadores em rede e, claro, a internet, requer que cada máquina tenha um identificador que a diferencie das demais. Para isso,

Leia mais

QUAL O PROCEDIMENTO PARA CONFIGURAR AS IMPRESSORAS DE REDE BROTHER EM UM SISTEMA DEC TCP / IP para VMS (UCX) Procedimento

QUAL O PROCEDIMENTO PARA CONFIGURAR AS IMPRESSORAS DE REDE BROTHER EM UM SISTEMA DEC TCP / IP para VMS (UCX) Procedimento Procedimento Visão geral Antes de usar a máquina Brother em um ambiente de rede, você precisa instalar o software da Brother e também fazer as configurações de rede TCP/IP apropriadas na própria máquina.

Leia mais

Disciplina Fundamentos de Redes. Introdução ao Endereço IP. Professor Airton Ribeiro de Sousa Outubro de 2014

Disciplina Fundamentos de Redes. Introdução ao Endereço IP. Professor Airton Ribeiro de Sousa Outubro de 2014 Disciplina Fundamentos de Redes Introdução ao Endereço IP 1 Professor Airton Ribeiro de Sousa Outubro de 2014 PROTOCOLO TCP - ARQUITETURA Inicialmente para abordamos o tema Endereço IP, é necessário abordar

Leia mais

Máscaras de sub-rede. Fórmula

Máscaras de sub-rede. Fórmula Máscaras de sub-rede As identificações de rede e de host em um endereço IP são diferenciadas pelo uso de uma máscara de sub-rede. Cada máscara de sub-rede é um número de 32 bits que usa grupos de bits

Leia mais

Arquitetura de Rede de Computadores

Arquitetura de Rede de Computadores TCP/IP Roteamento Arquitetura de Rede de Prof. Pedro Neto Aracaju Sergipe - 2011 Ementa da Disciplina 4. Roteamento i. Máscara de Rede ii. Sub-Redes iii. Números Binários e Máscara de Sub-Rede iv. O Roteador

Leia mais

Endereçamento IP. Rede 2 Roteador 2 1

Endereçamento IP. Rede 2 Roteador 2 1 O protocolo TCP/IP é roteável, isto é, ele foi criado pensando-se na interligação de diversas redes onde podemos ter diversos caminhos interligando o transmissor e o receptor -, culminando na rede mundial

Leia mais

Redes de Computadores Modelo de referência TCP/IP. Prof. MSc. Hugo Souza

Redes de Computadores Modelo de referência TCP/IP. Prof. MSc. Hugo Souza Redes de Computadores Modelo de referência TCP/IP Prof. MSc. Hugo Souza É uma pilha de protocolos de comunicação formulada em passos sequenciais de acordo com os serviços subsequentes das camadas pela

Leia mais

Redes de Computadores. Protocolo IP

Redes de Computadores. Protocolo IP Redes de Computadores Protocolo IP Sumário! Endereços IP Classes de endereços Tipos de endereços Endereços especiais Máscaras Redes privadas Endereçamento IP dinâmico 2 Esquema de endereçamento IPv4! Endereços

Leia mais

Na Figura a seguir apresento um exemplo de uma "mini-tabela" de roteamento:

Na Figura a seguir apresento um exemplo de uma mini-tabela de roteamento: Tutorial de TCP/IP - Parte 6 - Tabelas de Roteamento Por Júlio Cesar Fabris Battisti Introdução Esta é a sexta parte do Tutorial de TCP/IP. Na Parte 1 tratei dos aspectos básicos do protocolo TCP/IP. Na

Leia mais

Redes de Computadores II. Professor Airton Ribeiro de Sousa

Redes de Computadores II. Professor Airton Ribeiro de Sousa Redes de Computadores II Professor Airton Ribeiro de Sousa 1 PROTOCOLO IP IPv4 - Endereçamento 2 PROTOCOLO IP IPv4 - Endereçamento A quantidade de endereços possíveis pode ser calculada de forma simples.

Leia mais

Introdução Introduç ão Rede Rede TCP/IP Roteame Rotea nto nto CIDR

Introdução Introduç ão Rede Rede TCP/IP Roteame Rotea nto nto CIDR Introdução as Redes TCP/IP Roteamento com CIDR LAN = Redes de Alcance Local Exemplo: Ethernet II não Comutada Barramento = Broadcast Físico Transmitindo ESCUTANDO ESCUTANDO A quadro B C B A. DADOS CRC

Leia mais

CCNA 1 Modelos OSI e TCP/IP. Kraemer

CCNA 1 Modelos OSI e TCP/IP. Kraemer CCNA 1 Modelos OSI e TCP/IP Modelos OSI e TCP/IP Modelo em camadas Modelo OSI Modelo TCP/IP Comparação dos modelos Endereçamento de rede Modelo de camadas Encapsulamento Desencapsulamento Modelo OSI Sistema

Leia mais

Interconexão de redes locais. Repetidores. Pontes (Bridges) Hubs. Pontes (Bridges) Pontes (Bridges) Existência de diferentes padrões de rede

Interconexão de redes locais. Repetidores. Pontes (Bridges) Hubs. Pontes (Bridges) Pontes (Bridges) Existência de diferentes padrões de rede Interconexão de redes locais Existência de diferentes padrões de rede necessidade de conectá-los Interconexão pode ocorrer em diferentes âmbitos LAN-LAN LAN: gerente de um determinado setor de uma empresa

Leia mais

Interconexão de Redes Parte 1. Prof. Dr. S. Motoyama

Interconexão de Redes Parte 1. Prof. Dr. S. Motoyama Interconexão de Redes Parte 1 Prof. Dr. S. Motoyama 1 O Problema de Interconexão de redes Problema: Como interconectar efetivamente redes heterogêneas? Três problemas com interconexão a nível de enlace

Leia mais

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 ETI/Domo 24810180 www.bpt.it PT Português ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 Configuração do PC Antes de realizar a configuração de todo o sistema, é necessário configurar o PC para que esteja pronto

Leia mais

A camada de rede do modelo OSI

A camada de rede do modelo OSI A camada de rede do modelo OSI 1 O que faz a camada de rede? (1/2) Esta camada tem como função principal fazer o endereçamento de mensagens. o Estabelece a relação entre um endereço lógico e um endereço

Leia mais

Modelos de Camadas. Professor Leonardo Larback

Modelos de Camadas. Professor Leonardo Larback Modelos de Camadas Professor Leonardo Larback Modelo OSI Quando surgiram, as redes de computadores eram, em sua totalidade, proprietárias, isto é, uma determinada tecnologia era suportada apenas por seu

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Endereçamento IP Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Março de 2006 Esquema de endereçamento Todos os interfaces numa rede devem ter um endereço

Leia mais

Capítulo 10 - Conceitos Básicos de Roteamento e de Sub-redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 10 - Conceitos Básicos de Roteamento e de Sub-redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 10 - Conceitos Básicos de Roteamento e de Sub-redes 1 Protocolos Roteáveis e Roteados Protocolo roteado: permite que o roteador encaminhe dados entre nós de diferentes redes. Endereço de rede:

Leia mais

Tecnologias de Redes Informáticas 2ª Avaliação de Frequência (D) 60 minutos * 18.1.2012

Tecnologias de Redes Informáticas 2ª Avaliação de Frequência (D) 60 minutos * 18.1.2012 1 1. Esta teste serve como avaliação de frequência. 2. Leia as perguntas com atenção antes de responder. 3. Escreva as suas respostas apenas na folha de respostas que é dada em separado. 4. Entregue apenas

Leia mais

** Distance Vector - Trabalha com a métrica de Salto(HOP),. O protocolo que implementa o Distance Vector é o RIP.!

** Distance Vector - Trabalha com a métrica de Salto(HOP),. O protocolo que implementa o Distance Vector é o RIP.! Laboratório wireshark Número de sequencia: syn syn ack ack Cisco Packet Tracer Roteador trabalha em dois modos de operação: - Modo Normal - símbolo > - Modo Root - símbolo # ##################################################################

Leia mais

Cap 01 - Conceitos Básicos de Rede (Kurose)

Cap 01 - Conceitos Básicos de Rede (Kurose) Cap 01 - Conceitos Básicos de Rede (Kurose) 1. Quais são os tipos de redes de computadores e qual a motivação para estudá-las separadamente? Lan (Local Area Networks) MANs(Metropolitan Area Networks) WANs(Wide

Leia mais

OS endereços IP v.4 consistem em 4 octetos separados por pontos. Estes endereços foram separados

OS endereços IP v.4 consistem em 4 octetos separados por pontos. Estes endereços foram separados Endereçamento IP V.4 e Roteamento Estático Pedroso 4 de março de 2009 1 Introdução OS endereços IP v.4 consistem em 4 octetos separados por pontos. Estes endereços foram separados em 5 classes, de acordo

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DE MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DE MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM ANO: 11º Redes de Comunicação ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/8 Componentes de um sistema de comunicações; Sistemas Simplex, Half-Duplex e Full- Duplex; Transmissão de sinais analógicos e digitais; Técnicas

Leia mais

Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour. Nome dos Alunos

Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour. Nome dos Alunos Exercícios de Revisão Redes de Computadores Edgard Jamhour Nome dos Alunos Cenário 1: Considere a seguinte topologia de rede IPB 210.0.0.1/24 IPA 10.0.0.5/30 220.0.0.1\24 4 5 3 1 IPC 10.0.0.9/30 REDE B

Leia mais

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP Arquitetura TCP/IP Arquitetura TCP/IP INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP gatewa y internet internet REDE REDE REDE REDE Arquitetura TCP/IP (Resumo) É útil conhecer os dois modelos de rede TCP/IP e OSI. Cada

Leia mais

Revisão. 1.1 Histórico 1.2 Protocolo 1.3 Classificação 1.4 Lan 1.5 Wan

Revisão. 1.1 Histórico 1.2 Protocolo 1.3 Classificação 1.4 Lan 1.5 Wan Tecnologia Revisão 1.1 Histórico 1.2 Protocolo 1.3 Classificação 1.4 Lan 1.5 Wan Comunicação de Dados As redes de computadores surgiram com a necessidade de trocar informações, onde é possível ter acesso

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL. Curso Técnico em Informática

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL. Curso Técnico em Informática SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL Curso Técnico em Informática Estrutura de Endereçamento IP e Mascara de Subrede Endereçamento IP e Classes Autoridade para Atribuição de Números da Internet http://www.iana.org/

Leia mais

Redes de Computadores Endereçamento IP

Redes de Computadores Endereçamento IP Redes de Computadores Endereçamento IP Prof. Eduardo Endereçamento IP o TCP/IP utiliza um endereçamento lógico; Cada dispositivo conectado em rede necessita usar pelo menos um endereço IP (identifica o

Leia mais

Encaminhamento IP. Entrega Directa e Indirecta de Datagramas Tabela de Encaminhamento

Encaminhamento IP. Entrega Directa e Indirecta de Datagramas Tabela de Encaminhamento Encaminhamento IP Entrega Directa e Indirecta de Datagramas Tabela de Encaminhamento Encaminhamento IP Características Baseado em tabelas de encaminhamento (routing) Efectuado pelos routers e pelas máquinas

Leia mais

AULA 03 MODELO OSI/ISO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação

AULA 03 MODELO OSI/ISO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação AULA 03 MODELO OSI/ISO Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação INTRODUÇÃO 2 INTRODUÇÃO 3 PROTOCOLOS Protocolo é a regra de comunicação usada pelos dispositivos de uma

Leia mais

1.1 Motivação e âmbito... 1 1.2 Objetivos e abordagem... 3 1.3 Organização do presente texto... 4

1.1 Motivação e âmbito... 1 1.2 Objetivos e abordagem... 3 1.3 Organização do presente texto... 4 Índice de figuras XVII Índice de tabelas XXII Agradecimentos XXIII Nota prévia XXIV 1- Introdução 1 1.1 Motivação e âmbito... 1 1.2 Objetivos e abordagem... 3 1.3 Organização do presente texto... 4 2 -

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA FUNDAMENTOS DE REDES REDES DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Material elaborado com base nas apresentações

Leia mais

Aula 6 Modelo de Divisão em Camadas TCP/IP

Aula 6 Modelo de Divisão em Camadas TCP/IP Aula 6 Modelo de Divisão em Camadas TCP/IP Camada Conceitual APLICATIVO TRANSPORTE INTER-REDE INTERFACE DE REDE FÍSICA Unidade de Dados do Protocolo - PDU Mensagem Segmento Datagrama /Pacote Quadro 01010101010100000011110

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA ÁREA DEPARTAMENTAL DE ENGENHARIA DE ELECTRÓNICA E TELECOMUNICAÇÕES E DE COMPUTADORES Redes de Computadores (LEIC/LEETC/LERCM) Nome: Nº de aluno: 3ª Ficha de Avaliação

Leia mais

Arquitetura TCP/IP. Parte V Inicialização e auto-configuração (RARP, BOOTP e DHCP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares

Arquitetura TCP/IP. Parte V Inicialização e auto-configuração (RARP, BOOTP e DHCP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares Arquitetura TCP/IP Parte V Inicialização e auto-configuração (RARP, BOOTP e DHCP) Fabrízzio Alphonsus A. M. N. Soares Tópicos Atribuição de endereço IP RARP (Reverse ARP) BOOTP (BOOTstrap Protocol) DHCP

Leia mais

Exercícios de Revisão Edgard Jamhour. Quarto Bimestre: IPv6 e Mecanismos de Transiçao

Exercícios de Revisão Edgard Jamhour. Quarto Bimestre: IPv6 e Mecanismos de Transiçao Exercícios de Revisão Edgard Jamhour Quarto Bimestre: IPv6 e Mecanismos de Transiçao Questão 1: Indique a qual versão do IP pertence cada uma das características abaixo: ( ) Verifica erros no cabeçalho

Leia mais

A Rede Token Ring. O Funcionamento do MAC Token Ring. Passagem de token

A Rede Token Ring. O Funcionamento do MAC Token Ring. Passagem de token A Rede Token Ring Visão geral de Token Ring e de suas variantes A IBM desenvolveu a primeira rede Token Ring nos anos 70. Ela ainda é a principal tecnologia LAN da IBM e apenas perde para a Ethernet (IEEE

Leia mais

Capítulo 6 - Protocolos e Roteamento

Capítulo 6 - Protocolos e Roteamento Capítulo 6 - Protocolos e Roteamento Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 53 Roteiro (1 / 2) O Que São Protocolos? O TCP/IP Protocolos de Aplicação Protocolos de Transporte Protocolos

Leia mais

Arquitetura de Rede de Computadores

Arquitetura de Rede de Computadores Arquitetura de Rede de Prof. Pedro Neto Aracaju Sergipe - 2011 Ementa da Disciplina 2. TCP/IP i. Fundamentos ii. Camada de Aplicação iii. Camada de Transporte iv. Camada de Internet v. Camada de Interface

Leia mais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Conteúdo deste módulo Equipamentos usados nas Redes; Modelos de Camadas; Protocolos

Leia mais

FACSENAC. Versão:1.5. Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes. Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0. Histórico de revisões

FACSENAC. Versão:1.5. Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes. Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0. Histórico de revisões FACSENAC ECOFROTA Documento de Projeto Lógico de Rede Versão:1.5 Data: 21/11/2013 Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0 Localização: FacSenac

Leia mais

Comunicando através da rede

Comunicando através da rede Comunicando através da rede Fundamentos de Rede Capítulo 2 1 Estrutura de Rede Elementos de comunicação Três elementos comuns de comunicação origem da mensagem o canal destino da mensagem Podemos definir

Leia mais

Modulo 3. Professor: Leandro Engler Boçon E-mail: leandro@facear.edu.br Disciplina: Comunicação de dados

Modulo 3. Professor: Leandro Engler Boçon E-mail: leandro@facear.edu.br Disciplina: Comunicação de dados Modulo 3 Professor: Leandro Engler Boçon E-mail: leandro@facear.edu.br Disciplina: Comunicação de dados 1 Protocolo ARP Address Resolution Protocol 2 IP utiliza endereços de 32 bits para localização de

Leia mais

Padãro 100 VG-AnyLAN(IEEE 802.12

Padãro 100 VG-AnyLAN(IEEE 802.12 Padrão menos utilizado; Padãro 100 VG-AnyLAN(IEEE 802.12 Combina elementos da Ethernet com Token Ring; Velocidade de 100 Mbps; Cabos par Trançado (cat. 3, 4 e 5) ou fibras ópticas. Cabos de Fibra Óptica;

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - III

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - III APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - III 1 REDE DE COMPUTADORES III 1. Introdução MODELO OSI ISO (International Organization for Standardization) foi uma das primeiras organizações a definir formalmente

Leia mais

Conteúdo. Endereçamento IP Sub-redes VLSM Variable Length Subnetwork Mask CIDR Classless Inter-Domain Routing

Conteúdo. Endereçamento IP Sub-redes VLSM Variable Length Subnetwork Mask CIDR Classless Inter-Domain Routing EndereçamentoIP Conteúdo Endereçamento IP Sub-redes VLSM Variable Length Subnetwork Mask CIDR Classless Inter-Domain Routing Endereçamento IP Serviço de Comunicação Universal Um sistema de comunicação

Leia mais

Laboratório de Redes

Laboratório de Redes Laboratório de Redes Rui Prior 2008 2012 Equipamento de rede Este documento é uma introdução muito básica aos equipamentos de rede mais comuns, a maior parte dos quais iremos utilizar nas aulas de Laboratório

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular REDES DE COMUNICAÇÃO Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular REDES DE COMUNICAÇÃO Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular REDES DE COMUNICAÇÃO Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Engenharia Informática 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

Centro Tecnológico de Eletroeletrônica César Rodrigues. Atividade Avaliativa

Centro Tecnológico de Eletroeletrônica César Rodrigues. Atividade Avaliativa 1ª Exercícios - REDES LAN/WAN INSTRUTOR: MODALIDADE: TÉCNICO APRENDIZAGEM DATA: Turma: VALOR (em pontos): NOTA: ALUNO (A): 1. Utilize 1 para assinalar os protocolos que são da CAMADA DE REDE e 2 para os

Leia mais

Veja abaixo um exemplo de um endereço IP de 32 bits: 10000011 01101011 00010000 11001000

Veja abaixo um exemplo de um endereço IP de 32 bits: 10000011 01101011 00010000 11001000 4 Camada de Rede: O papel da camada de rede é transportar pacotes de um hospedeiro remetente a um hospedeiro destinatário. Para fazê-lo, duas importantes funções da camada de rede podem ser identificadas:

Leia mais

Revisão. Karine Peralta karine.peralta@pucrs.br

Revisão. Karine Peralta karine.peralta@pucrs.br Revisão Karine Peralta Agenda Revisão Evolução Conceitos Básicos Modelos de Comunicação Cliente/Servidor Peer-to-peer Arquitetura em Camadas Modelo OSI Modelo TCP/IP Equipamentos Evolução... 50 60 1969-70

Leia mais

1. Virtual LANs (VLANs) ISEL/DEETC Secção de Redes de Comunicação de Dados

1. Virtual LANs (VLANs) ISEL/DEETC Secção de Redes de Comunicação de Dados 1. Virtual LANs (VLANs) ISEL/DEETC Secção de Redes de Comunicação de Dados VLANS - Virtual LANs Objectivo Criação de redes locais virtuais sobre uma rede local física composta por um ou mais equipamentos

Leia mais

Internet e TCP/IP. Camada de Rede: Objetivos. Encapsulamento. Redes de Computadores. Internet TCP/IP. Conceitos Básicos Endereçamento IP

Internet e TCP/IP. Camada de Rede: Objetivos. Encapsulamento. Redes de Computadores. Internet TCP/IP. Conceitos Básicos Endereçamento IP Camada de Rede Reinaldo Gomes reinaldo@cefet-al.br Redes de Computadores Conceitos Básicos Endereçamento IP Internet e TCP/IP Internet Conjunto de redes de escala mundial, ligadas pelo protocolo IP TCP/IP

Leia mais

Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida. Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic.

Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida. Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic. Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic. O seguinte Guia de Instalação de Hardware explica-lhe passo-a-passo como

Leia mais

A camada de rede. A camada de rede. A camada de rede. 4.1 Introdução. 4.2 O que há dentro de um roteador

A camada de rede. A camada de rede. A camada de rede. 4.1 Introdução. 4.2 O que há dentro de um roteador Redes de computadores e a Internet Capitulo Capítulo A camada de rede.1 Introdução.2 O que há dentro de um roteador.3 IP: Protocolo da Internet Endereçamento IPv. Roteamento.5 Roteamento na Internet (Algoritmos

Leia mais

Unidade 2.3 Visão Geral de Protocolos de Redes

Unidade 2.3 Visão Geral de Protocolos de Redes Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Redes de Computadores Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 2.3 Visão Geral de Protocolos de Redes 2 Bibliografia

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA FUNDAMENTOS DE REDES REDES DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Material elaborado com base nas apresentações

Leia mais

TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES. Pilha de Protocolos TCP/IP

TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES. Pilha de Protocolos TCP/IP Camadas do Modelo TCP TÉCNICO EM REDES DE COMPUTADORES Pilha de Protocolos TCP/IP 1 A estrutura da Internet foi desenvolvida sobre a arquitetura Camadas do Modelo TCP Pilha de Protocolos TCP/IP TCP/IP

Leia mais

CONCURSO PETROBRAS DRAFT. Redes de Computadores e Redes Industriais. Questões Resolvidas. Produzido por Exatas Concursos www.exatasconcursos.com.

CONCURSO PETROBRAS DRAFT. Redes de Computadores e Redes Industriais. Questões Resolvidas. Produzido por Exatas Concursos www.exatasconcursos.com. CONCURSO PETROBRAS ENGENHEIRO(A) DE EQUIPAMENTOS JÚNIOR - ELETRÔNICA ENGENHEIRO(A) JÚNIOR - ÁREA: AUTOMAÇÃO Redes de Computadores e Redes Industriais Questões Resolvidas QUESTÕES RETIRADAS DE PROVAS DA

Leia mais

Modelo OSI, TCP/IP e outros protocolos de comunicação

Modelo OSI, TCP/IP e outros protocolos de comunicação Modelo OSI, TCP/IP e outros protocolos de comunicação 43 O Modelo OSI Para que sistemas diferentes possam comunicar em rede, é necessário garantir que todos eles respeitem as mesmas regras. Para isso,

Leia mais

Prof. Luís Rodolfo. Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO

Prof. Luís Rodolfo. Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Unidade III REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO Redes de computadores e telecomunicação Objetivos da Unidade III Apresentar as camadas de Transporte (Nível 4) e Rede (Nível 3) do

Leia mais

Manual do utilizador Ethernet

Manual do utilizador Ethernet Manual do utilizador Ethernet Índice 1. Nome da placa de interface e impressora disponível... 2 2. Especificação... 3 3. Forma de instalação... 4 4. Configuração da placa de interface IP fixo... 5 5. Configuração

Leia mais

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores Apresentação do professor, da disciplina, dos métodos de avaliação, das datas de trabalhos e provas; introdução a redes de computadores; protocolo TCP /

Leia mais

Endereçamento IP. S u m á r i o Visão Geral...02 1 Camada de Internet...03 2 Endereços de Internet...04

Endereçamento IP. S u m á r i o Visão Geral...02 1 Camada de Internet...03 2 Endereços de Internet...04 Endereçamento IP S u m á r i o Visão Geral...02 1 Camada de Internet...03 2 Endereços de Internet...04 2.1 Endereçamento IP...04 2.2 Conversão decimal/binário...05 2.3 Endereçamento IPv4...06 2.4 Endereços

Leia mais

Laboratório de Redes

Laboratório de Redes Laboratório de Redes Rui Prior 2008 Equipamento de rede Este documento é uma introdução muito básica aos equipamentos de rede mais comuns, a maior parte dos quais iremos utilizar nas aulas de Laboratório

Leia mais

Redes e Serviços Internet (5388)

Redes e Serviços Internet (5388) Ano lectivo 2010/2011 * 2º Semestre Licenciatura em Engenharia Informática Aula 4 1 Agenda Redes e Serviços Internet (5388) Trabalho individual teórico Comunicação na camada de Dados (Data) Adaptação dos

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Departamento de Informática UFPE Redes de Computadores Nível de Redes - Exemplos jamel@cin.ufpe.br Nível de Rede na Internet - Datagramas IP Não orientado a conexão, roteamento melhor esforço Não confiável,

Leia mais

IP significa Internet Protocol. A Internet é uma rede, e assim como ocorre em qualquer tipo de rede, os seus nós (computadores, impressoras, etc.

IP significa Internet Protocol. A Internet é uma rede, e assim como ocorre em qualquer tipo de rede, os seus nós (computadores, impressoras, etc. Endereços IP Endereços IP IP significa Internet Protocol. A Internet é uma rede, e assim como ocorre em qualquer tipo de rede, os seus nós (computadores, impressoras, etc.) precisam ter endereços. Graças

Leia mais

Universidade Tuiuti do Paraná Faculdade de Ciências Exatas. Tecnologia de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. TCP/IP x ISO/OSI

Universidade Tuiuti do Paraná Faculdade de Ciências Exatas. Tecnologia de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. TCP/IP x ISO/OSI Universidade Tuiuti do Paraná Faculdade de Ciências Exatas Tecnologia de Análise e Desenvolvimento de Sistemas TCP/IP x ISO/OSI A Internet não segue o modelo OSI. É anterior a ele. Redes de Computadores

Leia mais

Endereçamento IP. Cálculo do endereço de rede. Sérgio Teixeira. Cálculo do endereço de rede

Endereçamento IP. Cálculo do endereço de rede. Sérgio Teixeira. Cálculo do endereço de rede Endereçamento IP Cálculo do endereço de rede Professor: Sérgio Teixeira Cálculo do endereço de rede Toda vez que um pacote IP chega no roteador ele precisa ser roteado. Para isso, o roteador precisa saber

Leia mais

APLICAÇÃO REDE APLICAÇÃO APRESENTAÇÃO SESSÃO TRANSPORTE REDE LINK DE DADOS FÍSICA 1/5 PROTOCOLOS DE REDE

APLICAÇÃO REDE APLICAÇÃO APRESENTAÇÃO SESSÃO TRANSPORTE REDE LINK DE DADOS FÍSICA 1/5 PROTOCOLOS DE REDE 1/5 PROTOCOLOS DE O Modelo OSI O OSI é um modelo usado para entender como os protocolos de rede funcionam. Para facilitar a interconexão de sistemas de computadores, a ISO (International Standards Organization)

Leia mais

Camada de Enlace de Dados - Apêndice. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Camada de Enlace de Dados - Apêndice. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Camada de Enlace de Dados - Apêndice Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Endereço MAC; ARP Address Resolution Protocol; DHCP Dynamic Host Configuration Protocol; Ethernet Estrutura do quadro Ethernet;

Leia mais

Endereçamento e Roteamento IP

Endereçamento e Roteamento IP Endereçamento e Roteamento IP Redes TCP/IP O objetivo deste módulo é explicar como funciona a atribuição de endereços IP com classe e sem classe e como configurar logicamente tabelas de roteamento. Obs.

Leia mais

Endereçamento IP (Internet Protocolo)

Endereçamento IP (Internet Protocolo) Endereçamento IP (Internet Protocolo) Conceitos Host Qualquer dispositivo que possui placa de rede; IP Internet Protocol TCP Transmission Control Protocol 11-01-2005 Rui Morgado - TEC 2 Endereçamento IP

Leia mais

identificar e localizar um ao outro computador pode estar conectado a mais de uma rede mais de um endereço

identificar e localizar um ao outro computador pode estar conectado a mais de uma rede mais de um endereço Endereçamento Endereçamento IP Para que dois sistemas quaisquer comuniquem-se, eles precisam ser capazes de se identificar e localizar um ao outro. Um computador pode estar conectado a mais de uma rede.

Leia mais

Fundamentos de Redes de Computadores. Arquitetura TCP/IP Endereçamento das Redes Classes de redes Principais protocolos

Fundamentos de Redes de Computadores. Arquitetura TCP/IP Endereçamento das Redes Classes de redes Principais protocolos Fundamentos de Redes de Computadores Arquitetura TCP/IP Endereçamento das Redes Classes de redes Principais protocolos Histórico O TCP/IP é um padrão de comunicação entre diferentes computadores e diferentes

Leia mais

VLAN - Virtual LAN. Objectivo

VLAN - Virtual LAN. Objectivo Virtual LAN (VLAN) VLAN - Virtual LAN Objectivo Criação de redes locais virtuais sobre uma rede local física composta por um ou mais equipamentos activos Vários domínios de broadcast num (ou mais) switch

Leia mais

Endereço Físico (cont.)

Endereço Físico (cont.) O Protocolo ARP Endereço Físico Cada interface de rede (NIC network interface card) vem com um identificador único de fábrica. Este identificador é o endereço físico ou endereço de hardware da interface.

Leia mais