As recomendações da Comissão Nacional da Verdade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "As recomendações da Comissão Nacional da Verdade"

Transcrição

1 As recomendações da Comissão Nacional da Verdade Sábado Resistente 28 de Fevereiro 2015 Memorial da Resistência - São Paulo Fontes: website CNV e Revista Fórum

2 1- Reconhecimento de responsabilidade É necessário que as Forças Armadas reconheçam as graves violações de Direitos Humanos ocorridos em suas instalações e assumam a responsabilidade insdtucional pelas mesmas.

3 2- Responsabilização dos agentes públicos Se entende que a Lei de AnisDa não pode condnuar protegendo autores de crimes contra a humanidade. A Corte Interamericana deu evidências nesse senddo ao julgar o caso da Guerrilha do Araguaia. Recomenda- se, então, que os agentes do Estado envolvidos com episódios de tortura, assassinatos e outros abusos sejam invesdgados, processados e punidos.

4 3- Acusados de abusos devem custear as indenizações das vídmas Recomenda- se que o Estado tome medidas administradvas para que os agentes públicos cujos atos resultaram em indenizações sejam obrigados a ressarcir os cofres públicos dos mesmos valores.

5 4- Probição das comemorações do golpe militar de 1964 Deve- se proibir qualquer celebração oficial relacionada ao tema do golpe de Estado de 1964.

6 5- Alteração dos concursos públicos para as forças de segurança Recomenda- se que o processo de recrutamento das Forças Armadas e das polícias levem em conta o conhecimento dos candidatos sobre teoria e prádca relacionados à promoção dos Direitos Humanos.

7 6- Modificação do currículo das academias militares e policiais Devem- se alterar os preceitos básicos sobre os conceitos de Democracia e Direitos Humanos nas academias militares e policiais de todo o país. Deve- se suprimir qualquer referencia à doutrina de segurança nacional.

8 7- Mudanças nos registros de óbito das vídmas Se recomenda a alteração de registros de óbitos das vídmas do regime militar. O objedvo é tornar oficial que as causas das mortes foram em decorrência de violências de agentes do Estado e não por suicídio, resistência etc.

9 8- Mudanças no Infoseg Recomenda- se que os registros criminais de pessoas que foram posteriormente reconhecidas como vídmas de perseguição polídca e de condenações na JusDça Militar entre 1946 e 1988 sejam excluídos da rede Infoseg. Pede- se também que seja criado um banco de DNA de pessoas sepultadas sem idendficação.

10 9- Criação de mecanismos de prevenção e combate à tortura Em virtude da constatação de que a tortura condnua a ser pradcada em instalações policiais no país, recomenda- se a criação de mecanismos e comitês de prevenção e combate à Tortura nos Estados e Federação.

11 10- Desvinculação dos IMLs e dos órgãos de perícias criminais das secretarias de segurança pública e das polícias civis Laudos imprecisos durante a época da ditadura mostraram a conivência entre as instalações policiais e os IMLs e órgãos de perícias em vários Estados. O objedvo desta recomendação é a formação nos Estados de centros de antropologia forense, órgãos autônomos e, dessa maneira, melhorar a qualidade quando da produção das provas, especialmente em casos de tortura.

12 556#U'$9+2%&/(%)9'#*+"#S%J%)"'$/+"#F?;2/&+"4! ;!<+S74?<1<&!<&!17&''#!<&!C3&'#'!Y!\4'D:1!R17+?+%1!1!#7#33J$7+1!<&! 1*4'#'!<&!A+3&+%#'!B451$#E!I''#!#7#33&4!<431$%&!#!3&>+5&!5+?+%13!&! C&3'+'%&!1%[!=#K&E! /&7#5&$<1:H#(!5&?=#313!1!1%41:H#!<#'!<&R&$'#3&'!CP*?+7#'!&! 145&$%13!#!7#$%1%#!7#5!#'!C3&'#'E!!

13 5<6#S/>)/L&+,0'#*'#"/"9%(+#:$/"/')+2#%# 9$+9+(%)9'#*+*'#+'"#:$%"'"#4! B451$#'!&!3&0+'%1'!0&_1%23+1'E!,3+D71M'&!#!'+'%&51!<&!C3+01DQ1:H#!<#'!C3&'X<+#'N!94&!K8!#7#33&!&5! 1?>4$'!O'%1<#'!E!!!

14 "/"9%(+#:%)/9%)&/W$/'## 4! /&7#5&$<1M'&!94&!'&!+$'D%41!#40+<#3+1'!$#!'+'%&51!C&$+%&$7+83+#N!$1! A&R&$'#3+1!`P*?+71!&!$#!]+$+'%[3+#!`P*?+7#E!! Z'!<&R&$'#3&'!<&0&5!'&3!5&5*3#'!<1!'#7+&<1<&!7+0+?E!!

15 5E6#U'$9+2%&/(%)9'#*%#.')"%28'"#*+#.'(A)/*+*%#:+$+#L"&+2/=+$#'#"/"9%(+#:$/"/')+2#4! Z'!,#$'&?=#'!,#54$+%83+#'!K8!&'%H#!C3&0+'%#'!&5!?&+!&!<&0&5!'&3! F41!%13&R1![!#!17#5C1$=15&$%#!<#!94&!17#$%&7&!$#'! &'%1*&?&7+5&$%#'!C&$1+'E!!

16 5I6#X+$+)D+#*%#+9%)*/(%)9'#:%$(+)%)9%#Q"# BCD(+"#*%#+;A"'"#*%#S/$%/9'"#YA(+)'"#4! '&94&?1'!94&!<&51$<15!1%&$<+5&$%#!5[<+7#!&!C'+7#''#7+1?!7#$c$4#E! /&7#5&$<1M'&!94&!&'%&!1%&$<+5&$%#!'&K1!>131$D<#!C&?#!O'%1<#E!!

17 5H6F$'(',0'#*'"#B+2'$%"#*%('&$WD&'"#%#*'"# S/$%/9'"#YA(+)'"#)+#%*A&+,0'##4! ;'!&'7#?1'!<&0&5!%&3!$#!'&4!7433X74?#!1!=+'%23+1!3&7&$%&!<#!C1X'!&!'&! +$7&$D01!d#!3&'C&+%#!Y!<&5#7317+1N!Y!+$'D%47+#$1?+<1<&! 7#$'D%47+#$1?N!1#'!A+3&+%#'!B451$#'!&!Y!<+0&3'+<1<&!74?%431?eE!

18 5M6#!:'/'#Q#/)"D9A/,0'#%#+'#JA)&/')+(%)9'#*%# N$>0'"#*%#:$'9%,0'#%#:$'(',0'#*'"#S/$%/9'"# YA(+)'"#4! /&7#5&$<1M'&!1!73+1:H#!&!#!1C#+#!1!F&73&%13+1'!<&!A+3&+%#'!B451$#'! &5!%#<#'!#'!O'%1<#'!&!54$+7XC+#'!<#!C1X'E!! a15*[5!c&<&m'&!3&r#351'!&5!23>h#'!&_+'%&$%&'n!%1+'!7#5#!#!,#$'&?=#!-17+#$1?!<&!a+3&+%#'!b451$#'!f,-abgn!1!!,#5+''h#!o'c&7+1?!'#*3&!]#3%#'!&!a&'c13&7+<#'!`#?xd7#'!f,oa]`g!! &!1!,#5+''H#!<&!;$+'D1E!!

19 5O6#7%B'>+,0'#*+#T%/#*%#Z%>A$+),+#1+&/')+2#4! ;!1%41?!G&+!f$hEiETijg!<1%1!<&!TU^k!&!3&l&%&!1!7#$7&C:H#!0+>&$%&!Y! [C#71E!;!,#$'D%4+:H#!<&!TU^^!1!51$%&0&!&!&?1!&!1+$<1!&'%8!&5! 0+>J$7+1E!A&0&!'&3!+5&<+1%15&$%&!3&0#>1<1E!!

20 5G6#KA*+),+#*+"#2%/"#:+$+#:A)/$#&$/(%"#&')9$+#+# 8A(+)/*+*%#%#*%"+:+$%&/(%)9'"#J'$,+*'"4! F&!'#?+7+%1!1!+$7#3C#31:H#!$1!?&>+'?1:H#!*31'+?&+31!<#!73+5&!<&! d<&'1c13&7+5&$%#!r#3:1<#e!&!<#'!73+5&'!7#$%31!1!=451$+<1<&e!! ;!,-.!#*'&301!94&!&'%&'!73+5&'!K8!&'%H#!C3&0+'%#'!$#!A+3&+%#! I$%&3$17+#$1?N!51'!$H#!$1'!?&+'!*31'+?&+31'E!!

21 <R6#S%"(/2/9+$/=+,0'#*+"#:'2C&/+"#(/2/9+$%"# %"9+*A+/"#4! `131!1!,-.N!1!&'%34%431!5+?+%13!<1!`#?X7+1!]+?+%13!&!1!'41!'4*#3<+$1:H#! Y'!"#3:1'!;351<1'![!451!=&31$:1!<#!3&>+5&!5+?+%13!94&!$H#!R#+! 1?%&31<1!$1!,#$'D%4+:H#!<&!TU^^E! `#3!$H#!'&3!451!&'%34%431!7#5C1c0&?!7#5!#!O'%1<#!<&5#738D7#N! 3&7#5&$<1M'&!94&!1!,#$'D%4+:H#!'&K1!1?%&31<1!C131!<&'5+?+%13+Q13!! 1'!C#?X7+1'E!!

22 <56#[VD),0'#*+#\A"D,+#K/2/9+$#%"9+*A+2#4!,#5!1!<&'5+?+%13+Q1:H#!<1'!C#?X7+1'!<#!O'%1<#N!$H#!R138!'&$D<#!51$%&3! 1!\4'D:1!]+?+%13!&'%1<41?N!94&!<&0&!'&3!&_D$%1E!! Z'!1''4$%#'!3&?17+#$1<#'!7#5!1'!"#3:1'!;351<1'!<&0&5!'&3!%31%1<#'! C&?1!\4'D:1!]+?+%13!R&<&31?E!!

23 <<6#[V&2A"0'#*%#&/B/"#*+#]A$/"*/,0'#*+#\A"D,+# K/2/9+$#J%*%$+2#4! /&7#5&$<1M'&!94&!'&!171*&!7#5!941?94&3!K43+'<+:H#!<1!\4'D:1! 3&?17+#$1<1'!1C&$1'!1!5+?+%13&'E!!!

24 */"&$/(/)+9N$/+"#*+"#8'('""%VA+2/*+*%"#4! /&7#5&$<1M'&!94&!'&!3&D3&!<1!?&>+'?1:H#!941+'94&3!3&R&3J$7+1'!94&! C#''15!'+>$+S713!<+'73+5+$1:H#!1!C38D71'!=#5#1R&D01'E!! ;!,#5+''H#!7+%1!7#5#!&_&5C?#!451!?&+!5+?+%13!&5!94&!'&!941?+S71! 7#5#!73+5&!dC31D713!#4!C&35+D3!94&!7#5!&?&!'&!C31D94&!1%#!?+*+<+$#'#N!=#5#''&_41?!#4!$H#N!&5!<&C&$<J$7+1'!5+?+%13&'eE!!!!!

25 <E6#[VD),0'#*+#L>A$+#*'#`+A9'#*%# $%"/"9_)&/+a#4! %1+'!7#5#!d14%#!<&!3&'+'%J$7+1e!#4!d3&'+'%J$7+1!'&>4+<1!<&!5#3%&eE! %1+'!7#5#!d?&'H#!7#3C#31?!<&7#33&$%&!<&!+$%&30&$:H#!C#?+7+1?e!&! d5#3%&!<&7#33&$%&!<&!+$%&30&$:h#!c#?+7+1?ee!!

26 <I6#P)9$'*A,0'#*+#+A*/_)&/+#*%#&A"9N*/+##4! /&7#5&$<1M'&!94&!C1''&5!1!&_+'D3!14<+J$7+1'!<&!74'%2<+1N!#4!'&K1! 94&!%#<#!C3&'#!'&K1!1C3&'&$%1<#!1!45!K4+Q!1%[!$#!58_+5#!mW!=#31'! 1C2'!'41!C3+'H#E!! I''#!'&3+1!&5!7#$'#$n$7+1!7#5!#!13D>#!ih!<1!,#$0&$:H#!;5&3+71$1! '#*3&!A+3&+%#'!B451$#'!f`17%#!<&!F1$!\#'[!<1!,#'%1!/+71gN!94&!#! o31'+?!'4*'73&0&4!&5!tuume!!!

27 <H6#["9+;%2%&/(%)9'#*%#N$>0'#:%$(+)%)9%#&'(# +9$/;A/,0'#*%#*+$#"%>A/(%)9'#Q"#+,-%"#%# $%&'(%)*+,-%"#*+#.13#4! /&7#5&$<1M'&!94&!1'!%13&R1'!94&!R#315!<1!,-.!C#''15!%&3! C3#''&>4+5&$%#!&5!451!&'%34%431!C32C3+1!<#!O'%1<#E!! ;!+<&+1![!94&!'&!73+&!45!23>H#!C&351$&$%&!C131!7#$D$413!1'! '

28 <M6#F$'""%>A/(%)9'#*+"#+DB/*+*%"#B'29+*+"#Q## ;A"&+#:%2'"#&'$:'"#*'"#*%"+:+$%&/*'"#:'2CD&'"###4! /&7#$=&7&$<#!94&!1!,-.!'2!1D$>+4!&5!C13%&!#!#*K&D0#!<1!*4'71!<#'! <&'1C13&7+<#'!C#?XD7#'N!3&7#5&$<1M'&!94&!#'!23>H#'!<#!O'%1<#!1! 94&5!71*&!1!%13&R1!<&!C3#''&>4+3!$1!*4'71!<&'%&'!7#3C#'!3&7&*15! +$R31&'%34%431!&!3&743'#'!$&7&''83+#'!C131!#!'&4!%31*1?=#!p!<&!R#351! 94&!$H#!=1K1!51+'!+$%&334C:H#!<&'%1'!*4'71'E!!

29 <O6#F$%"%$B+,0'#*+#K%(N$/+#*+"#>$+B%"# B/'2+,-%"##4! 45!]4'&4!<1!]&523+1!&5!o31'X?+1!&!1!7#$'D%4+:H#!<&!G4>13&'!<&! ]&523+1!&5!%#<#!#!C1X'!1%310['!<#!%#5*15&$%#N!3&'%1431:H#!&! 3&R#351!<&!+520&+'!#$<&!#7#33&315!&'%&'!1*4'#'E! a15*[5!'&!3&7#5&$<1!71''13!1'!=#$313+1'!3&7&*+<1'!c&?#'! C&3C&%31<#3&'!&!1!%3#71!<#'!$#5&'!<&!341'!&!?#>31<#43#'!CP*?+7#'!! 94&!%&$=15!#!$#5&!<&!174'1<#'!<&!0+#?J$7+1'E!!!

30 <G6#F$'""%>A/(%)9'#%#J'$9+2%&/(%)9'#*+# :'2CD&+#*%#2'&+2/=+,0'#%#+;%$9A$+#*'"#+$bA/B'"##4! /&7#5&$<1M'&!#!C3#7&''#!<&!7&$%31?+Q1:H#!&!+$%&>31:H#!&5! C?1%1R#351!P$+71!<&!%#<#'!#'!1394+0#'!<#!C&3X#<#!<1!<+%1<431!5+?+%13E! O'D54?1M'&!1!3&1?+Q1:H#!<&!51+'!C&'94+'1'!'#*3&!#!C&3X#<#!5+?+%13!$1'! q$+0&3'+<1<&'e! A&0&M'&!7#$'+<&313!<&!+$%&3&''&!C4*?+7#!#'!1394+0#'!C3+01<#'!<&! &5C3&'1'!&r#4!C&''#1'!94&!C#''15!7#$%3+*4+3!C131!#!

Proposta de Recomendações. GT dos Trabalhadores da CNV

Proposta de Recomendações. GT dos Trabalhadores da CNV Proposta de Recomendações GT dos Trabalhadores da CNV DOS CRIMES CONTRA A HUMANIDADE 1. Reconhecer e acatar as normas do direito internacional sobre crimes contra a humanidade. Ratificação da Convenção

Leia mais

BRASIL. (tradução não oficial para o português)

BRASIL. (tradução não oficial para o português) Distr. GERAL CCPR/C/BRA/CO/2 2 de Novembro 2005 Original: Inglês Comitê de Direitos Humanos 85ª Sessão CONSIDERAÇÃO DE RELATÓRIOS ENVIADOS POR ESTADOS PARTES SOB O ARTIGO 40 DO PACTO Observações finais

Leia mais

Artigo 1º - Fica autorizado o Poder Executivo a criar o Programa de Acessibilidade e Segurança da População LGBTT no Estado de São Paulo.

Artigo 1º - Fica autorizado o Poder Executivo a criar o Programa de Acessibilidade e Segurança da População LGBTT no Estado de São Paulo. PROJETO DE LEI Nº 173, DE 2015 Autoriza a criação do Programa Estadual de Acessibilidade e Segurança da População LGBTT no Estado de São Paulo e dá outras providências. A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº 25, DE 03 DE DEZEMBRO DE 2007.

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº 25, DE 03 DE DEZEMBRO DE 2007. CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº 25, DE 03 DE DEZEMBRO DE 2007. Cria o Núcleo de Ação Estratégica NAE, altera dispositivos da Resolução n. 12, de 2006, e dá outras providências. O CONSELHO

Leia mais

Justiça Militar estadual e Justiça de Transição. Necessidade de preservar a unidade e obediência das tropas que garantiam a dominação sobre a colônia.

Justiça Militar estadual e Justiça de Transição. Necessidade de preservar a unidade e obediência das tropas que garantiam a dominação sobre a colônia. Justiça Militar estadual e Justiça de Transição Justiça Militar no Império Conselho Supremo Militar e de Justiça Decreto de 1º de abril de 1808. Necessidade de preservar a unidade e obediência das tropas

Leia mais

ABERTURA DOS ARQUIVOS DA DITADURA (CIVIL) MILITAR

ABERTURA DOS ARQUIVOS DA DITADURA (CIVIL) MILITAR CONGRESSO INTERNACIONAL INTERDISCIPLINAR EM SOCIAIS E HUMANIDADES Niterói RJ: ANINTER-SH/ PPGSD-UFF, 03 a 06 de Setembro de 2012, ISSN 2316-266X ABERTURA DOS ARQUIVOS DA DITADURA (CIVIL) MILITAR Cesar

Leia mais

O trabalho das Comissões da Verdade no Brasil. Lutz Taufer

O trabalho das Comissões da Verdade no Brasil. Lutz Taufer O trabalho das Comissões da Verdade no Brasil Lutz Taufer Em 2010, o Brasil foi condenado pelo Tribunal Interamericano de Direitos Humanos da Organização dos Estados das Américas por conta das suas reparações

Leia mais

GRUPO: ANEXO MINISTERIO PUBLICO DO TRABALHO DESCRIÇÃO

GRUPO: ANEXO MINISTERIO PUBLICO DO TRABALHO DESCRIÇÃO Informações para o Conselho Nacional do Ministério Público Abril/2010 GRUPO: ANEXO MINISTERIO PUBLICO DO TRABALHO DESCRIÇÃO I INQUÉRITOS CIVIS/ PROCEDIMENTOS PREPARATÓRIOS 0 1. INSTAURADOS: 0 2. ARQUIVADOS:

Leia mais

http://www.concursovirtual.com.br/professores/rodrigo-menezes.html

http://www.concursovirtual.com.br/professores/rodrigo-menezes.html Direito Constitucional Professor Rodrigo Menezes XLII - RACISMO XLIV - GOLPE XLIII - T T T H* Questões FCC Art. 5º fb.com/prof.rodrigomenezes Os crimes no art. 5º XLI a lei punirá qualquer discriminação

Leia mais

Direito à Verdade: a situação brasileira frente ao sistema interamericano

Direito à Verdade: a situação brasileira frente ao sistema interamericano DOSSIÊ Direito à Verdade: a situação brasileira frente ao sistema interamericano São Paulo, 3 de novembro de 2011. Na ultima semana observamos uma grande movimentação no Brasil e Uruguai em torno de mudanças

Leia mais

CPI VIOLÊNCIA CONTRA JOVENS NEGROS E POBRES

CPI VIOLÊNCIA CONTRA JOVENS NEGROS E POBRES CPI VIOLÊNCIA CONTRA JOVENS NEGROS E POBRES Comissão Parlamentar de Inquérito destinada a apurar as causas, razões, consequências, custos sociais e econômicos da violência, morte e desaparecimento de jovens

Leia mais

ANEXO 01. CURSO: Tecnólogo em Segurança Pública e Social UFF

ANEXO 01. CURSO: Tecnólogo em Segurança Pública e Social UFF ANEXO 01 CURSO: Tecnólogo em e Social UFF SELEÇÃO DE VAGAS REMANESCENTES DISCIPLINAS / FUNÇÕES - PROGRAMAS / ATIVIDADES - PERFIS DOS CANDIDATOS - NÚMEROS DE VAGAS DISCIPLINA/FUNÇÃO PROGRAMA/ATIVIDADES

Leia mais

Esfera: 10 Função: 06 - Segurança Pública Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 30101 - Ministério da Justiça

Esfera: 10 Função: 06 - Segurança Pública Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 30101 - Ministério da Justiça Programa 1127 Sistema Único de Segurança Pública - SUSP Numero de Ações 12 Ações Orçamentárias 2272 Gestão e Administração do Programa Produto: - Unidade de Medida: - Esfera: 10 Função: 06 - Segurança

Leia mais

Relatório sobre Violência Homofóbica no Brasil: ano de 2011. Brasília, 28 de junho de 2012.

Relatório sobre Violência Homofóbica no Brasil: ano de 2011. Brasília, 28 de junho de 2012. Relatório sobre Violência Homofóbica no Brasil: ano de 2011. Brasília, 28 de junho de 2012. Estatísticas e políticas públicas Produção de dados e intervenção sobre a realidade; Visibilização de violações

Leia mais

COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL. MENSAGEM N o 479, DE 2008

COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL. MENSAGEM N o 479, DE 2008 COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL MENSAGEM N o 479, DE 2008 Submete à consideração do Congresso Nacional o texto do Tratado de Extradição entre a República Federativa do Brasil e o Governo

Leia mais

MUNICÍPIO DE MORRINHOS Estado de Goiás

MUNICÍPIO DE MORRINHOS Estado de Goiás LEI Nº 2.623, DE 26 DE ABRIL DE 2010. CERTIDÃO Certifico e dou fé que esta Lei foi publicada no placard do Município no dia- / / JANE APARECIDA FERREIRA =Responsável pelo placard= Autoriza o Município

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA-UFSM FUNDAÇÃO DE APOIO À TECNOLOGIA E CIÊNCIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO N 2014/3050029-01

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA-UFSM FUNDAÇÃO DE APOIO À TECNOLOGIA E CIÊNCIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO N 2014/3050029-01 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA-UFSM FUNDAÇÃO DE APOIO À TECNOLOGIA E CIÊNCIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO N 2014/3050029-01 INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE AUXILIAR ADMINISTRATIVO E SUPORTE TÉCNICO

Leia mais

Breves ressalvas sobre a necessidade de desmilitarização da Polícia Militar

Breves ressalvas sobre a necessidade de desmilitarização da Polícia Militar Breves ressalvas sobre a necessidade de desmilitarização da Polícia Militar Rodrigo Eduardo Rocha Cardoso 1 Discute um tema atual e relevante ao tratar da desmilitarização das Polícias Militares do Brasil.

Leia mais

Combate e prevenção à violência contra a mulher

Combate e prevenção à violência contra a mulher Combate e prevenção à violência contra a mulher O CIM - Centro Integrado de Atendimento à Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar - tem por objetivo fazer valer a Lei n.º 11.340/06, Lei Maria da

Leia mais

Fórum de Combate à Corrupção e lavagem de dinheiro no Estado de São Paulo FOCCOSP

Fórum de Combate à Corrupção e lavagem de dinheiro no Estado de São Paulo FOCCOSP Fórum de Combate à Corrupção e lavagem de dinheiro no Estado de São Paulo FOCCOSP Criação e objetivos O FOCCOSP foi criado por meio de protocolo de intenções assinado em 09 de dezembro de 2013 na sede

Leia mais

Intercambiando experiências sobre Comissões da Verdade

Intercambiando experiências sobre Comissões da Verdade Intercambiando experiências sobre Comissões da Verdade Breves informações sobre a Comissão Nacional da Verdade (CNV) brasileira: Por que tardia? A ditadura militar brasileira, que teve forte participação

Leia mais

A CRÍTICA AO ATO DE SUPERIOR E A LIBERDADE DE EXPRESSÃO

A CRÍTICA AO ATO DE SUPERIOR E A LIBERDADE DE EXPRESSÃO UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO MILITAR DIREITO PENAL MILITAR PARTE ESPECIAL MARCELO VITUZZO PERCIANI A CRÍTICA AO ATO DE SUPERIOR E A LIBERDADE DE EXPRESSÃO Marcelo Vituzzo Perciani

Leia mais

EDITAL 011/2014 TERMO DE REFERÊNCIA PRODUTO INTERNACIONAL

EDITAL 011/2014 TERMO DE REFERÊNCIA PRODUTO INTERNACIONAL PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS COORDENAÇÃO-GERAL DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL PROJETO BRA 07/019 - Direitos Humanos para Todos: Reestruturando a SEDH para Trabalhar com Novos Temas

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Dos Srs. Paulo Teixeira, Fábio Trad, Delegado Protógenes e Miro Teixeira)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Dos Srs. Paulo Teixeira, Fábio Trad, Delegado Protógenes e Miro Teixeira) PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Dos Srs. Paulo Teixeira, Fábio Trad, Delegado Protógenes e Miro Teixeira) Altera os arts. 161, 162, 164, 165, 169 e 292 do Decreto-Lei n o 3.689, de 3 de outubro de 1941- Código

Leia mais

PRESCRIÇÃO E TORTURA* Vallisney de Souza Oliveira

PRESCRIÇÃO E TORTURA* Vallisney de Souza Oliveira PRESCRIÇÃO E TORTURA* Vallisney de Souza Oliveira O instituto da prescrição consiste em medida eficaz para proteger as relações jurídicas, porque o Direito não pode pairar no escaninho da incerteza e da

Leia mais

ANUÁRIO DE PRODUÇÕES ACADÊMICO-CIENTÍFICAS DOS DISCENTES DA FACULDADE ARAGUAIA, 2: 117-146 117

ANUÁRIO DE PRODUÇÕES ACADÊMICO-CIENTÍFICAS DOS DISCENTES DA FACULDADE ARAGUAIA, 2: 117-146 117 ARAGUAIA, 2: 117-146 117 ARAGUAIA, 2: 117-146 118 ARAGUAIA, 2: 117-146 119 ARAGUAIA, 2: 117-146 120 ARAGUAIA, 2: 117-146 121 ARAGUAIA, 2: 117-146 122 ARAGUAIA, 2: 117-146 123 ARAGUAIA, 2: 117-146 124 ARAGUAIA,

Leia mais

ANUÁRIO DE PRODUÇÕES ACADÊMICO-CIENTÍFICAS DOS DISCENTES DA FACULDADE ARAGUAIA, 2: 61-77 61

ANUÁRIO DE PRODUÇÕES ACADÊMICO-CIENTÍFICAS DOS DISCENTES DA FACULDADE ARAGUAIA, 2: 61-77 61 ARAGUAIA, 2: 61-77 61 ARAGUAIA, 2: 61-77 62 ARAGUAIA, 2: 61-77 63 ARAGUAIA, 2: 61-77 64 ARAGUAIA, 2: 61-77 65 ARAGUAIA, 2: 61-77 66 ARAGUAIA, 2: 61-77 67 ARAGUAIA, 2: 61-77 68 ARAGUAIA, 2: 61-77 69 ARAGUAIA,

Leia mais

ANUÁRIO DE PRODUÇÕES ACADÊMICO-CIENTÍFICAS DOS DISCENTES DA FACULDADE ARAGUAIA, 2: 12-33 12

ANUÁRIO DE PRODUÇÕES ACADÊMICO-CIENTÍFICAS DOS DISCENTES DA FACULDADE ARAGUAIA, 2: 12-33 12 ARAGUAIA, 2: 12-33 12 ARAGUAIA, 2: 12-33 13 ARAGUAIA, 2: 12-33 14 ARAGUAIA, 2: 12-33 15 ARAGUAIA, 2: 12-33 16 ARAGUAIA, 2: 12-33 17 ARAGUAIA, 2: 12-33 18 ARAGUAIA, 2: 12-33 19 ARAGUAIA, 2: 12-33 20 ARAGUAIA,

Leia mais

LEI DA ANISTIA - DA PRIMEIRA À TERCEIRA FASE: UMA LEITURA DAS MUTAÇÕES DESTE CONCEITO

LEI DA ANISTIA - DA PRIMEIRA À TERCEIRA FASE: UMA LEITURA DAS MUTAÇÕES DESTE CONCEITO LEI DA ANISTIA - DA PRIMEIRA À TERCEIRA FASE: UMA LEITURA DAS MUTAÇÕES DESTE CONCEITO Melina Sumaia Rissardi Cientista Social pela Universidade Estadual de Londrina e Especialista em Comunicação Popular

Leia mais

PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA

PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA 1. Criar o Fórum Metropolitano de Segurança Pública Reunir periodicamente os prefeitos dos 39 municípios da Região Metropolitana de São Paulo para discutir, propor,

Leia mais

POLÍCIA E POLÍTICA: RELAÇÕES ESTADOS UNIDOS/AMÉRICA LATINA Police and Politics: the United States/Latin America relations

POLÍCIA E POLÍTICA: RELAÇÕES ESTADOS UNIDOS/AMÉRICA LATINA Police and Politics: the United States/Latin America relations POLÍCIA E POLÍTICA: RELAÇÕES ESTADOS UNIDOS/AMÉRICA LATINA Police and Politics: the United States/Latin America relations Andréa Roloff Lopes * HUGGINS, Martha K. Polícia e Política: relações Estados Unidos/América

Leia mais

Tema: Criminalidade e Cotidiano. Título: A violência na História do Brasil.

Tema: Criminalidade e Cotidiano. Título: A violência na História do Brasil. Arquivo do Estado de SP O Uso dos Documentos de Arquivo na Sala de Aula Tema: Criminalidade e Cotidiano. Título: A violência na História do Brasil. Mariana Ramos Apolinário 2º semestre 2013 São Paulo SP

Leia mais

Manifesto da Frente Independente pela Memória, Verdade e Justiça-MG. 7 de novembro de 2012

Manifesto da Frente Independente pela Memória, Verdade e Justiça-MG. 7 de novembro de 2012 Manifesto da Frente Independente pela Memória, Verdade e Justiça-MG 7 de novembro de 2012 Nós, da Frente Independente pela Verdade, Memória e Justiça-MG, viemos a público manifestar nossa concepção sobre

Leia mais

Políticas de formação e valorização profissional em Segurança Pública

Políticas de formação e valorização profissional em Segurança Pública Ministério da Justiça Políticas de formação e valorização profissional em Segurança Pública SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA Diagnóstico da Formação em Segurança Pública (2001-2003) 2003) Cenário

Leia mais

AVALIADOR PARA CURSO

AVALIADOR PARA CURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA-UFSM FUNDAÇÃO DE APOIO À TECNOLOGIA E CIÊNCIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO N 2015/3050033-02 INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE AVALIADOR PARA CURSO A FUNDAÇÃO DE APOIO

Leia mais

Abaixo, você encontra perguntas e respostas frequentes sobre o exercício profissional dos médicos.

Abaixo, você encontra perguntas e respostas frequentes sobre o exercício profissional dos médicos. Consultas à Defesa Anualmente, o Departamento de Defesa Profissional da Associação Paulista de Medicina (APM) realiza cerca de mil atendimentos, esclarecendo dúvidas sobre uma série de assuntos e garantindo

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014 Programa 2020 - Cidadania e Justiça - Padronizada da União 00M1 - Benefícios Assistenciais decorrentes do Auxílio-Funeral e Natalidade Tipo: Operações Especiais Número de Ações 16 Despesas orçamentárias

Leia mais

EDITAL Nº 005/2010 TORNA PÚBLICO,

EDITAL Nº 005/2010 TORNA PÚBLICO, EDITAL Nº 005/2010 A Coordenação do Curso de Especialização em Segurança Pública, Cidadania e Direitos, curso de pós graduação lato sensu (especialização) estruturado em conformidade com a Resolução n

Leia mais

PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. SAUDE VAGAS: 08 (OITO)

PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. SAUDE VAGAS: 08 (OITO) PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. SAUDE VAGAS: 08 (OITO) Os currículos e as fichas de cadastro deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico seguranca.cidada@mj.gov.br

Leia mais

PO 813734A AVALIAÇÃO DA PRESIDENTE DILMA PO 813734B INTENÇÃO DE VOTO PRESIDENTE PO 813734C 50 ANOS DA DITADURA MILITAR Nº CIDADE:

PO 813734A AVALIAÇÃO DA PRESIDENTE DILMA PO 813734B INTENÇÃO DE VOTO PRESIDENTE PO 813734C 50 ANOS DA DITADURA MILITAR Nº CIDADE: PO 813734A AVALIAÇÃO DA PRESIDENTE DILMA PO 813734B INTENÇÃO DE VOTO PRESIDENTE PO 813734C 50 ANOS DA DITADURA MILITAR Nº CPD: Nº CIDADE: CHECAGEM: 1 CHECADO 2 SEM TELEFONE 3 TELEFONE ERRADO 4 NÃO ENCONTRADO

Leia mais

Resolução 1325(2000) Aprovada pelo Conselho de Segurança na sua 4213 a reunião, em 31 de Outubro de 2000. O Conselho de Segurança,

Resolução 1325(2000) Aprovada pelo Conselho de Segurança na sua 4213 a reunião, em 31 de Outubro de 2000. O Conselho de Segurança, Resolução 1325(2000) Aprovada pelo Conselho de Segurança na sua 4213 a reunião, em 31 de Outubro de 2000 O Conselho de Segurança, Tendo presentes as suas resoluções 1261(1999) de 25 de Agosto de 1999,

Leia mais

Por ser a parte mais polêmica da lei, vou me restringir a interpretar apenas o artigo 1º da Lei nº 6.638, de 28 de agosto de 1979, e seus parágrafos.

Por ser a parte mais polêmica da lei, vou me restringir a interpretar apenas o artigo 1º da Lei nº 6.638, de 28 de agosto de 1979, e seus parágrafos. INTERPRETAÇÃO DA LEI DA ANISTIA Por ser a parte mais polêmica da lei, vou me restringir a interpretar apenas o artigo 1º da Lei nº 6.638, de 28 de agosto de 1979, e seus parágrafos. Dispõe a citada norma:

Leia mais

Questões de Processo Penal

Questões de Processo Penal Questões de Processo Penal 1º) As Contravenções Penais (previstas na LCP) são punidas com: a) ( ) Prisão Simples; b) ( ) Reclusão; c) ( ) Detenção; d) ( ) Não existe punição para essa espécie de infração

Leia mais

ANTONIO FERNANDO BARROS E SILVA DE SOUZA Presidente do Conselho Nacional do Ministério Público

ANTONIO FERNANDO BARROS E SILVA DE SOUZA Presidente do Conselho Nacional do Ministério Público CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO Nº 33, de 15º DE DEZEMBRO DE 2008. Altera a Resolução n 25, de 03 de dezembro de 2007 O CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, no exercício das atribuições

Leia mais

PNDH - 3 DECRETO Nº 7.037, DE 21 DE DEZEMBRO DE

PNDH - 3 DECRETO Nº 7.037, DE 21 DE DEZEMBRO DE CURSO NEON PNDH - 3 DECRETO Nº 7.037, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2009. Profª Andréa Azevêdo Disciplina: DIREITOS HUMANOS E PARTICIPAÇÃO SOCIAL ANDRÉA AZEVÊDO Professora. e-mail: professoraandreaazevedo@yahoo.com.br

Leia mais

COMUNICADO SINDICÂNCIA DE VIDA PREGRESSA ESCLARECIMENTOS DA BANCA EXAMINADORA.

COMUNICADO SINDICÂNCIA DE VIDA PREGRESSA ESCLARECIMENTOS DA BANCA EXAMINADORA. COMUNICADO SINDICÂNCIA DE VIDA PREGRESSA ESCLARECIMENTOS DA BANCA EXAMINADORA. Referências: Edital Bacen Analista n o 1 e Edital Bacen Técnico n o 1, ambos de 18 de novembro de 2009 Itens 14 e 12, respectivamente.

Leia mais

REPRESENTAÇÃO COMERCIAL

REPRESENTAÇÃO COMERCIAL REPRESENTAÇÃO COMERCIAL I- LEGISLAÇÃO APLICÁVEL: O Código Civil brasileiro traça as diretrizes gerais sobre contratos de agência e distribuição em seus artigos 710 a 721. A representação comercial no Código

Leia mais

TÍTULO: A VIOLAÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS NO PERÍODO DA DITADURA MILITAR BRASILEIRA E A SUA CONSEQUÊNCIA JURÍDICA NO BRASIL ATUAL

TÍTULO: A VIOLAÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS NO PERÍODO DA DITADURA MILITAR BRASILEIRA E A SUA CONSEQUÊNCIA JURÍDICA NO BRASIL ATUAL TÍTULO: A VIOLAÇÃO AOS DIREITOS HUMANOS NO PERÍODO DA DITADURA MILITAR BRASILEIRA E A SUA CONSEQUÊNCIA JURÍDICA NO BRASIL ATUAL CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: DIREITO INSTITUIÇÃO:

Leia mais

Monster. Concursos ABUSO DE AUTORIDADE

Monster. Concursos ABUSO DE AUTORIDADE Monster Concursos ABUSO DE AUTORIDADE AULÃO PM-MG 06/03/2015 ABUSO DE AUTORIDADE LEI Nº 4.898, DE 9 DE DEZEMBRO DE 1965. #AULÃO #AQUIÉMONSTER Olá Monster Guerreiro, seja bem-vindo ao nosso Aulão, como

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE VENÂNCIO AIRES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE VENÂNCIO AIRES PLANO DE PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNCIO - PPCI AMPLIAÇÃO EMEI GENTE MIÚDA BAIRRO MACEDO MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO Plano de Prevenção e Combate a Incêndio - PPCI Ampliação EMEI Gente Miúda

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE VENÂNCIO AIRES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE VENÂNCIO AIRES PLANO DE PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNCIO - PPCI PAVILHÃO EMEF 1º DE MAIO LINHA SANTOS FILHO MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO Plano de Prevenção e Combate a Incêndio - PPCI - Pavilhão EMEF 1º de Maio

Leia mais

Promulga o Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos da Criança relativo ao envolvimento de crianças em conflitos armados.

Promulga o Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos da Criança relativo ao envolvimento de crianças em conflitos armados. DECRETO Nº 5.006, DE 8 DE MARÇO DE 2004. Promulga o Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos da Criança relativo ao envolvimento de crianças em conflitos armados. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA-UFSM FUNDAÇÃO DE APOIO À TECNOLOGIA E CIÊNCIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO N 2013/3070061-03

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA-UFSM FUNDAÇÃO DE APOIO À TECNOLOGIA E CIÊNCIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO N 2013/3070061-03 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA-UFSM FUNDAÇÃO DE APOIO À TECNOLOGIA E CIÊNCIA EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO N 2013/3070061-03 INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE Integrados Digitais I (codificação) Integrados

Leia mais

Relatório de atividades 2011-2012 Núcleo de Gênero Pró-Mulher

Relatório de atividades 2011-2012 Núcleo de Gênero Pró-Mulher MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO Ministério Público do Distrito Federal e Territórios Coordenação dos Núcleos de Direitos Humanos - CNDH Núcleo de Gênero Pró-Mulher Relatório de atividades 2011-2012 Núcleo

Leia mais

Reparação e Memória na Justiça de Transição no Brasil. Paulo Abrão

Reparação e Memória na Justiça de Transição no Brasil. Paulo Abrão Reparação e Memória na Justiça de Transição no Brasil Paulo Abrão A Ditadura Militar no Brasil (1964-1985) Fases - 1ª fase: 64-68 (golpe e aliança civil-militar) - 2ª fase: 68-79 (terrorismo de Estado)

Leia mais

Educação em direitos humanos na polícia do Ceará: novas ações formativas, orientações e contéudos

Educação em direitos humanos na polícia do Ceará: novas ações formativas, orientações e contéudos Educação em direitos humanos na polícia do Ceará: novas ações formativas, orientações e contéudos Autores: Glauciria Mota Brasil; Emanuel Bruno Lopes; Ana Karine Pessoa Cavalcante Miranda Paes de Carvalho

Leia mais

Comissão dos Assuntos Externos PROJETO DE PARECER

Comissão dos Assuntos Externos PROJETO DE PARECER PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Comissão dos Assuntos Externos 20.4.2012 2012/2033(INI) PROJETO DE PARECER da Comissão dos Assuntos Externos dirigido à Comissão das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos

Leia mais

Deliberação n.º 762/2003

Deliberação n.º 762/2003 Deliberação n.º 762/2003 de 27 de Maio Deliberação n.º 763/2003. - Por deliberação da Secção Permanente do Senado, em reunião de 5 de Fevereiro de 2003, foi aprovada a criação do curso de Mestrado em Ciências

Leia mais

A PENA DE MORTE EM TEMPO DE GUERRA

A PENA DE MORTE EM TEMPO DE GUERRA UNIVERSIDADE CRUZEIRO DO SUL PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO MILITAR DIREITO PENAL MILITAR PARTE GERAL MARCELO VITUZZO PERCIANI A PENA DE MORTE EM TEMPO DE GUERRA Marcelo Vituzzo Perciani 1º Tenente da Polícia

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Direito de associação do servidor público militar Paulo Tadeu Rodrigues Rosa* Constituição Federal vigente rompeu com o Estado até então existente e que era regido pela Constituição

Leia mais

ENTRE A MEMÓRIA E O ESQUECIMENTO. estudos sobre os 50 anos do Golpe Civil-Militar no Brasil

ENTRE A MEMÓRIA E O ESQUECIMENTO. estudos sobre os 50 anos do Golpe Civil-Militar no Brasil 1 ENTRE A MEMÓRIA E O ESQUECIMENTO estudos sobre os 50 anos do Golpe Civil-Militar no Brasil 2 3 ENTRE A MEMÓRIA E O ESQUECIMENTO estudos sobre os 50 anos do Golpe Civil-Militar no Brasil Carlos Artur

Leia mais

NOVA LEI ANTICORRUPÇÃO

NOVA LEI ANTICORRUPÇÃO NOVA LEI ANTICORRUPÇÃO O que muda na responsabilização dos indivíduos? Código Penal e a Lei 12.850/2013. MARCELO LEONARDO Advogado Criminalista 1 Regras Gerais do Código Penal sobre responsabilidade penal:

Leia mais

Programa de acreditação para laboratórios de Perícias Forenses

Programa de acreditação para laboratórios de Perícias Forenses Programa de acreditação para laboratórios de Perícias Forenses Xerém - RJ 28 de julho de 2010 Marcos Aurélio Lima de Oliveira Coordenador Geral de Acreditação Convênio Inmetro/SENASP Termo de Cooperação

Leia mais

Cooperação Internacional de Autoridades em investigações de Corrupção

Cooperação Internacional de Autoridades em investigações de Corrupção RELAÇOES INTERNACIONAIS Cooperação Internacional de Autoridades em investigações de Corrupção Cetina Ozorio Cynthia Kramer Sílvia Julio Bueno de /vliranda 1. Introdução A prevenção e o combate à corrupção

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Competência da Justiça Militar Paulo Tadeu Rodrigues Rosa* A Justiça Militar é um dos órgãos do Poder Judiciário, com previsão constitucional e Lei de Organização Judiciária que

Leia mais

Circular nº 019/2014 Brasília, 21 de fevereiro de 2014. Às seções sindicais, secretarias regionais e aos Diretores do ANDES-SN

Circular nº 019/2014 Brasília, 21 de fevereiro de 2014. Às seções sindicais, secretarias regionais e aos Diretores do ANDES-SN Circular nº 019/2014 Brasília, 21 de fevereiro de 2014 Às seções sindicais, secretarias regionais e aos Diretores do ANDES-SN Companheiros, Encaminhamos, para conhecimento, o texto intitulado 50 anos do

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO

COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E COMBATE AO CRIME ORGANIZADO PROJETO DE LEI N o 7.018, DE 2013 Dispõe sobre o armazenamento de imagens em dispositivos de monitoramento e gravação eletrônica por meio de

Leia mais

O PAPEL DAS AUTORIDADES CENTRAIS E A SECRETARIA DE COOPERAÇÃO JURÍDICA INTERNACIONAL DO MPF

O PAPEL DAS AUTORIDADES CENTRAIS E A SECRETARIA DE COOPERAÇÃO JURÍDICA INTERNACIONAL DO MPF O PAPEL DAS AUTORIDADES CENTRAIS E A SECRETARIA DE COOPERAÇÃO JURÍDICA INTERNACIONAL DO MPF Curso de Cooperação Jurídica Internacional para membros e servidores da Procuradoria da República no Paraná 31

Leia mais

A COMISSÃO NACIONAL DA VERDADE E O AVANÇO DOS DIREITOS HUMANOS NO BRASIL

A COMISSÃO NACIONAL DA VERDADE E O AVANÇO DOS DIREITOS HUMANOS NO BRASIL A COMISSÃO NACIONAL DA VERDADE E O AVANÇO DOS DIREITOS HUMANOS NO BRASIL Bruna Ferrari Pereira 1 RESUMO Esta pesquisa tem como objetivo fazer um estudo de caso sobre a Comissão Nacional da Verdade no Brasil,

Leia mais

QUESTIONÁRIO Formas de discriminação que limitam o exercício pleno dos direitos econômicos, sociais e culturais das mulheres

QUESTIONÁRIO Formas de discriminação que limitam o exercício pleno dos direitos econômicos, sociais e culturais das mulheres QUESTIONÁRIO Formas de discriminação que limitam o exercício pleno dos direitos econômicos, sociais e culturais das mulheres Este questionário foi preparado como parte do plano de trabalho da Relatoria

Leia mais

1ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 01, DE 25 DE SETEMBRO DE 2015

1ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 01, DE 25 DE SETEMBRO DE 2015 1ª RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 01, DE 25 DE SETEMBRO DE 2015 A PREFEITURA MUNICIPAL DE PAULÍNIA, no uso de suas atribuições, torna pública a seguinte retificação ao Edital supracitado, cujas alterações estão

Leia mais

COMISSÃO DE CULTURA PROJETO DE LEI Nº 3388, DE 2012

COMISSÃO DE CULTURA PROJETO DE LEI Nº 3388, DE 2012 COMISSÃO DE CULTURA PROJETO DE LEI Nº 3388, DE 2012 Dá o nome de Ponte Herbert de Souza Betinho, à atual Ponte Presidente Costa e Silva, localizada do km 321 ao 334, na BR 101/RJ. Autor: Deputado Chico

Leia mais

PARECER Nº 13.794. Anistia. Lei Federal 10559/02. Autonomia Estadual. Princípio Federativo.

PARECER Nº 13.794. Anistia. Lei Federal 10559/02. Autonomia Estadual. Princípio Federativo. PARECER Nº 13.794 Anistia. Lei Federal 10559/02. Autonomia Estadual. Princípio Federativo. O presente expediente administrativo tem origem na Casa Civil, a partir de solicitação apresentada por PAULO ALBERTO

Leia mais

Torre de Babel. Luis Flavio Sapori. Nota sobre a I Conseg

Torre de Babel. Luis Flavio Sapori. Nota sobre a I Conseg Nota sobre a I Conseg Luís Flávio Sapori é doutor em Sociologia pelo Instituto Universitário de Pesquisa do Rio de Janeiro, professor e coordenador do curso de Ciências Sociais da Universidade Católica

Leia mais

BIZU DO PONTO CONCURSO DA POLÍCIA FEDERAL AGENTE DIREITO ADMINISTRATIVO - PROF. FABIANO PEREIRA

BIZU DO PONTO CONCURSO DA POLÍCIA FEDERAL AGENTE DIREITO ADMINISTRATIVO - PROF. FABIANO PEREIRA Olá! Seja bem-vindo ao nosso BIZU de Direito Administrativo para o concurso da Polícia Federal, mais precisamente para o cargo de Agente, cujas provas serão aplicadas em 06 de maio de 2012. A propósito,

Leia mais

s e n t e n ç a da Co r t e In t e r a m e r i c a n a sobre

s e n t e n ç a da Co r t e In t e r a m e r i c a n a sobre Abril 2012 Revista Adusp Brasil d e s c u m p r e s e n t e n ç a da Co r t e In t e r a m e r i c a n a sobre m o r t o s da guerrilha Paula Sacchetta Jornalista 60 A luta dos familiares de mortos e desaparecidos

Leia mais

www.apostilaeletronica.com.br

www.apostilaeletronica.com.br DIREITO PENAL PARTE GERAL I. Princípios Penais Constitucionais... 003 II. Aplicação da Lei Penal... 005 III. Teoria Geral do Crime... 020 IV. Concurso de Crime... 027 V. Teoria do Tipo... 034 VI. Ilicitude...

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3F

CADERNO DE EXERCÍCIOS 3F CADERNO DE EXERCÍCIOS 3F Ensino Médio Ciências Humanas Questão Conteúdo Habilidade da Matriz da EJA/FB 1 Movimentos Sociais e Lei Maria da Penha H33 2 Arte, Cultura Global e Identidade Cultural H58, H59

Leia mais

NOVOS INSTRUMENTOS PERMITEM CONCRETIZAR DIREITOS HUMANOS NO STF E STJ

NOVOS INSTRUMENTOS PERMITEM CONCRETIZAR DIREITOS HUMANOS NO STF E STJ NOVOS INSTRUMENTOS PERMITEM CONCRETIZAR DIREITOS HUMANOS NO STF E STJ (Conjur, 10/12/2014) Alexandre de Moraes Na luta pela concretização da plena eficácia universal dos direitos humanos o Brasil, mais

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS FEDERAIS LINHAS DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

CAPTAÇÃO DE RECURSOS FEDERAIS LINHAS DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS CAPTAÇÃO DE RECURSOS FEDERAIS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS 1. SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA - SENASP Gestão do Conhecimento e de Informações criminais; Formação e Valorização Profissional; Implantação

Leia mais

Drogas, Violência e Estado de Exceção o caso da proibição da Marcha da Maconha Brasil,

Drogas, Violência e Estado de Exceção o caso da proibição da Marcha da Maconha Brasil, Drogas, Violência e Estado de Exceção o caso da proibição da Marcha da Maconha Brasil, Solidarizo-me com o grupo organizador Coletivo Marcha da Maconha Brasil e os congratulo pela iniciativa da realização

Leia mais

SUMÁRIO SIGLAS E ABREVIAÇÕES UTILIZADAS NESTA OBRA...13 PARTE I A JUSTIÇA FEDERAL E SEUS JUÍZES

SUMÁRIO SIGLAS E ABREVIAÇÕES UTILIZADAS NESTA OBRA...13 PARTE I A JUSTIÇA FEDERAL E SEUS JUÍZES SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO...11 SIGLAS E ABREVIAÇÕES UTILIZADAS NESTA OBRA...13 PARTE I A JUSTIÇA FEDERAL E SEUS JUÍZES CAPÍTULO I - BREVE RECONSTRUÇÃO HISTÓRICA DA JUSTIÇA FEDERAL NO BRASIL...17

Leia mais

ANOS DE CHUMBO: O QUE FAZER PARA QUE TUDO SEJA APENAS HISTÓRIA. Marcos Rolim 1

ANOS DE CHUMBO: O QUE FAZER PARA QUE TUDO SEJA APENAS HISTÓRIA. Marcos Rolim 1 ANOS DE CHUMBO: O QUE FAZER PARA QUE TUDO SEJA APENAS HISTÓRIA Marcos Rolim 1 O novo Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, General José Elito Siqueira, afirmou, em sua

Leia mais

Condomínios mais Seguros

Condomínios mais Seguros Condomínios mais Seguros Palestra ministrada pelo Capitão Yasui Comandante da 2ª Companhia do 49º Batalhão de Polícia Militar. 13/04/2011 Formulado por um grupo de trabalho composto por policiais civis

Leia mais

o mpf/sp e a unifesp notas para a audiência pública

o mpf/sp e a unifesp notas para a audiência pública o mpf/sp e a unifesp notas para a audiência pública unifesp, 23.04.2009 tópicos conhecendo o mpf unifesp e administração pública atuação do mpf/sp na unifesp tutela de direitos coletivos defesa do patrimônio

Leia mais

A violação do direito ao sigilo das conversas telefônicas

A violação do direito ao sigilo das conversas telefônicas 1 www.oxisdaquestao.com.br A violação do direito ao sigilo das conversas telefônicas Texto de CARLOS CHAPARRO A transcrição jornalística de conversas telefônicas violadas é, sem dúvida, uma questão complicada.

Leia mais

Apostila Exclusiva Direitos Autorais Reservados www.thaisnunes.com.br 1

Apostila Exclusiva Direitos Autorais Reservados www.thaisnunes.com.br 1 Direito - Técnico do TRF 4ª Região É possível estudar buscando materiais e aulas para cada uma das matérias do programa do concurso de Técnico do TRF 4ª Região. Basta disciplina e organização. Sugestão

Leia mais

DIRETRIZES PARA A PREVENÇÃO E O COMBATE À CORRUPÇÃO.

DIRETRIZES PARA A PREVENÇÃO E O COMBATE À CORRUPÇÃO. DIRETRIZES PARA A PREVENÇÃO E O COMBATE À CORRUPÇÃO. Proposta 4.1.: Sendo transitado e julgado o servidor público em ato corrupto, o mesmo devolverá aos cofres público todo valor corrigido e ainda deverar

Leia mais

Acesso aos Arquivos da Ditadura: Nem Perdão, nem Talião: Justiça!

Acesso aos Arquivos da Ditadura: Nem Perdão, nem Talião: Justiça! Acesso aos Arquivos da Ditadura: Nem Perdão, nem Talião: Justiça! Tânia Miranda * A memória histórica constitui uma das mais fortes e sutis formas de dominação. A institucionalização da memória oficial

Leia mais

Ouvidor: Dr. Luiz Gonzaga Dantas

Ouvidor: Dr. Luiz Gonzaga Dantas Ouvidor: Dr. Luiz Gonzaga Dantas Ouvidoria na Defesa dos Direitos Humanos Na concepção individualista da sociedade 1º vem o indivíduo que tem valor em si mesmo, depois vem o Estado. Essa concepção diz

Leia mais

PARAMETROS DO ESTRITO CUMPRIMENTO DE DEVER LEGAL

PARAMETROS DO ESTRITO CUMPRIMENTO DE DEVER LEGAL 1 PARAMETROS DO ESTRITO CUMPRIMENTO DE DEVER LEGAL Prof.Dr.Luís Augusto Sanzo Brodt ( O autor é advogado criminalista, professor adjunto do departamento de Ciências Jurídicas da Fundação Universidade Federal

Leia mais

C0NTEÚDO PROGRAMÁTICO CURSO TROPA DE ELITE POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL

C0NTEÚDO PROGRAMÁTICO CURSO TROPA DE ELITE POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL C0NTEÚDO PROGRAMÁTICO CURSO TROPA DE ELITE POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL 1. CONHECIMENTOS GERAIS 1.1. LÍNGUA PORTUGUESA: 1. Compreensão e intelecção de textos. 2. Tipologia textual. 3. Ortografia

Leia mais

Memorando ao Presidente brasileiro por ocasião da visita de Irene Khan, Secretária-Geral da Anistia Internacional, ao Brasil

Memorando ao Presidente brasileiro por ocasião da visita de Irene Khan, Secretária-Geral da Anistia Internacional, ao Brasil Memorando ao Presidente brasileiro por ocasião da visita de Irene Khan, Secretária-Geral da Anistia Internacional, ao Brasil A missão da Anistia Internacional, liderada pela Secretária-Geral, oferece uma

Leia mais

1. Alguém no Brasil acaba pagando a conta: Os salários dos parlamentares

1. Alguém no Brasil acaba pagando a conta: Os salários dos parlamentares 1. Alguém no Brasil acaba pagando a conta: Os salários dos parlamentares Gerhard Erich Boehme boehme@folha.com.br boehme@globo.com boehme@r7.com http://gboehme.blogspot.com/ O brasileiro é inimigo do Brasil,

Leia mais

1964-1985. Ministério Público Federal. Eugênia A. Gonzaga Fávero Procuradora da República em São Paulo

1964-1985. Ministério Público Federal. Eugênia A. Gonzaga Fávero Procuradora da República em São Paulo Ministério Público Federal MORTOS E DESAPARECIDOS POLÍTICOS BRASIL 1964-1985 Eugênia A. Gonzaga Fávero Procuradora da República em São Paulo Marlon Alberto Weichert Procurador Regional da República em

Leia mais

EDITAL 2011. Processo de Seleção para o Curso de Especialização em Defesa Social, Cidadania e Gestão da Informação

EDITAL 2011. Processo de Seleção para o Curso de Especialização em Defesa Social, Cidadania e Gestão da Informação INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DO PARÁ EDITAL 2011 Processo de Seleção para o Curso de Especialização em Defesa Social,

Leia mais