Palavras-chave: Suplemento Nutricional; atividade física, Whey Protein; branch chain amino Acids (BCAA)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Palavras-chave: Suplemento Nutricional; atividade física, Whey Protein; branch chain amino Acids (BCAA)"

Transcrição

1 CONSUMO DE SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS DE ALUNOS DOS CURSOS DE NUTRIÇÃO E EDUCAÇÃO FÍSICA DE UM CENTRO UNIVERSITÁRIO DO TRIÂNGULO MINEIRO, UBERLÂNDIA, MINAS GERAIS FRANCO, Ana Carolina Santos (Nutrição UNITRI, Correspondência, LUIZ, Sâmia Martins (Nutrição UNITRI, MORSOLETTO, Regina Helena Cappeloza (Nutrição-Unitri, SANTOS, Luciano Alex (Nutrição Unitri, MELLO, Anna Raquel de S. R. de (Nutrição Untri, RESUMO Introdução: A busca por um corpo perfeito tem levado as pessoas a praticarem várias modalidades de atividades físicas, dentre elas musculação, corrida, muay thai, natação, ciclismo e outras, geralmente praticadas associadas de forma errônea ao consumo de suplementos nutricionais. Objetivos: Verificar o consumo de suplementos alimentares pelos os alunos dos cursos de Educação Física e Nutrição de um Centro Universitário do Triângulo Mineiro e identificar os mais utilizados e os responsáveis pela prescrição. Metodologia: A amostra foi composta por 150 alunos, sendo 75 alunos de graduação dos cursos de Nutrição e 75 alunos do curso de Educação Física do Centro Universitário do Triângulo, UNITRI, de ambos os sexos, maiores de 18 anos. Resultados: 74,67% dos alunos de Educação Física e 62,67% dos de Nutrição praticam atividade física 5 vezes por semana. A musculação (Nutrição) e o futebol (Educação Física) foram as atividades mais citadas. O sexo masculino apresentou o maior percentual de consumo de suplementos em ambos os cursos. Os suplementos mais utilizados, foram BCAA isoladamente; associado com maltodextrina; Whey Protein isolado e associado com BCAA e com maltodextrina (Nutrição) e Whey Protein isolado; BCAA associado com albumina; BCAA com Maltodextrina e a combinação de Whey Protein com BCAA (Educação Física) Conclusão: O comportamento dos alunos de ambos os cursos demonstrou semelhança quanto à frequência de atividade física diária, uso de suplementos e inclusive quanto ao profissional que indicou o uso de suplementos. A busca pela hipertrofia é o principal objetivo dos entrevistados dos dois cursos e o suplemento whey protein é o de maior interesse dos alunos de Educação Física, enquanto que o BCCA e a associação de BCAA com maltodextrina são os preferidos dos alunos de Nutrição. A prática de atividade física orientada por profissional habilitado e a prescrição de suplementos feita por nutricionista associada ao acompanhamento nutricional são fundamentais para o bom desempenho durante as atividades físicas.

2 Palavras-chave: Suplemento Nutricional; atividade física, Whey Protein; branch chain amino Acids (BCAA) 1. INTRODUÇÃO A busca por um corpo perfeito tem levado as pessoas a praticarem várias modalidades de atividades física, dentre elas musculação, corrida, muay thai, natação, ciclismo e outras, geralmente praticadas associadas de forma errônea ao consumo de suplementos nutricionais (PIRES, 2011). A prática de atividade física sempre será benéfica ao organismo quando executada regularmente, promovendo bem-estar, melhorando a auto estima, reduzindo o risco de desenvolver doenças cardiovasculares (SANTOS e cols., 2007). Além disso, é uma prática que pode oferecer também, benefícios sobre o metabolismo como aumento de massa magra, redução da gordura corporal, aceleração do metabolismo e melhora do perfil lipídico (HIRSCHBRUCH e CARVALHO-J.R, 2008) Normalmente os praticantes de atividade física querem alcançar seus objetivos a curto prazo e a utilização dos suplementos é empregada com o objetivo de atingir suas necessidades nutricionais mais rapidamente. Deve-se considerar que a prática de atividade física é uma grande aliada na redução do risco de algumas doenças principalmente cardíacas, além de melhorar o bem-estar psicológico, a auto estima 2008), e a disposição para as atividades diárias (RIBEIRO, NASCIMENTO e LIBERALI, 2008). De acordo com a Resolução do Conselho Federal de Nutrição, a CFN nº 390 de 2006, o nutricionista é o profissional habilitado para realizar a prescrição de suplementos alimentares, devendo respeitar os níveis máximos de segurança regulamentados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). No entanto, muitas vezes são indicados por instrutores de academias, educadores físicos, iniciativa própria e amigos (BRASIL, 2006). O suplemento nutricional é considerado o consumo de nutrientes, com horário estabelecido e com objetivos bem definidos e que é maior a ingestão

3 diária recomendada e com isso produz os efeitos esperados, mas também outros colaterais (HIRSCHBRUCH e CARVALHO- J.R, 2008). O objetivo deste estudo foi verificar o consumo de suplementos alimentares pelos os alunos dos cursos de Educação Física e Nutrição de um Centro Universitário do Triângulo Mineiro, assim como descrever os mais utilizados e os responsáveis pela prescrição. 2. METODOLOGIA A presente pesquisa foi realizada com alunos de graduação dos cursos de Nutrição e Educação Física do Centro Universitário do Triângulo, UNITRI. A amostra é composta por 150 indivíduos, de ambos os sexos, maiores de 18 anos, que estavam presentes no Campus no momento da aplicação do questionário, sendo que, 75 alunos são do curso de Educação Física e 75 alunos do curso de Nutrição. A coleta de dados ocorreu nos dias 01 e 02 de março de 2016 no Campus do Centro Universitário do Triângulo - UNITRI, das 18:00 às 21:00 horas. Os alunos foram abordados de forma aleatória e os que aceitaram participar da pesquisa responderam um questionário (ANEXO 1), composto por 13 questões sobre a prática de atividade física e o consumo de suplementos alimentares. 3. RESULTADOS E DISCUSSÃO Participaram desta pesquisa, 150 alunos, sendo 75 (50%) do curso de Nutrição e 75 (50%), do curso de Educação Física; com idade média de 25 anos e 7 meses para os alunos de Nutrição de ambos os sexos e desvio padrão (DP) de 5 anos e 9 meses para o sexo masculino e 7 anos e 4 meses para o feminino. A idade média para os alunos de educação Física foi 25 anos

4 e 1 mês com DP de 6 anos e 6 meses; enquanto o sexo feminino apresentou uma idade média de 23 anos e 3 meses com DP de 5 anos e 2 meses. Dos entrevistados do curso de Nutrição 58,67% são estudantes; 4% secretárias; 2,67% atendentes; 2,67% operadores de caixa; 2,67% professores; 2,67% vendedores, e os demais com outras profissões variadas todos com 1,33%. Em relação aos entrevistados do curso de Educação Física 36% são estudantes; 8% atendente de telemarketing; 6,67% autônomos; 6,67% estagiários; 6,67% vendedores; 4% atendente geral; 4% operadores de caixa; 2,67% estagiários de academias; 2,67% personal training; 2,67% professores e os demais com profissões variadas todos 1, 33%. Os resultados mostraram que 74,67% dos alunos de Educação Física e 62,67% dos de Nutrição praticam atividade física. Quanto à frequência desta atividade física, os alunos do curso de Nutrição, em sua maioria, praticam cinco vezes por semana (48,95%), com predominância do sexo masculino (60%) e o feminino com 45,95%, conforme descrito na tabela 1. Tabela 1. Distribuição de frequências e porcentagens de respostas dos alunos, do curso de Nutrição, com relação à questão quantas vezes, por semana, você pratica atividades física?, De acordo com o gênero e resultados totais. Respostas Masc Masc Fem Fem Total Total Frq % Frq % Frq % 02 vezes 00 0, , ,64 03 vezes 00 0, , ,40 05 vezes 06 60, , ,95 07 vezes 03 30, , ,76 Sem respostas 01 10, , ,25 Total , , ,00 Para os de Educação Física, descritos na tabela 2, a frequência de prática de atividade física de maior incidência também é de cinco dias com 41,70% sendo que o sexo masculino é o que apresenta maior porcentagem nesta categoria com 51,35% e o feminino com 21,05%. Tabela 2. Distribuição de frequências e porcentagens de respostas dos alunos, do curso de Educação Física, com relação à questão quantas vezes, por

5 semana, você pratica atividades física?, de acordo com o gênero e resultados totais. Respostas Masc Masc Fem Fem Total Total Frq % Frq % Frq % 02 vezes 04 10, , ,86 03 vezes 09 24, , ,57 05 vezes 19 51, , ,07 07 vezes 05 13, , ,50 Total , , ,00 Em pesquisa desenvolvida por Costa e cols (2013), os resultados encontrados apontaram que 43,2% dos entrevistados de nove academias de duas cidades do Vale do Aço, Minas Gerais, praticam atividade física 5 vezes por semana. Em relação ao tipo de atividade física, a presente pesquisa apontou que 69,57% dos alunos de Nutrição praticam musculação, enquanto os de Educação Física 50% praticam esta modalidade, sendo ela a que representa a maior incidência de ambos os cursos. A modalidade futebol é praticada por 13,51% dos alunos de Educação Física do sexo masculino. Quanto ao uso de suplementos, observou-se que os alunos do curso de Nutrição do sexo masculino fazem mais uso de suplementos (58,33%) do que o feminino (26,98%), conforme tabela 3. Tabela 3. Distribuição de frequências e porcentagens de respostas dos alunos, do curso de Nutrição, com relação à questão você faz uso de suplementos alimentares?. De acordo com o gênero e resultados totais. Respostas Masc Masc Fem Fem Total Total Frq % Frq % Frq % Sim 07 58, , ,00 Não 05 41, , ,00 Total , , ,00 Os alunos de Educação Física também apresentaram um perfil semelhante com 31,82% do sexo masculino e 19,35% do feminino que fazem uso de suplementos, demonstrados pela tabela 4.

6 Tabela 4. Distribuição de frequências e porcentagens de respostas dos alunos, do curso de Educação Física, com à questão você faz uso de suplementos alimentares?. De acordo com o gênero e resultados totais. Respostas Masc Masc Fem Fem Total Total Frq % Frq % Frq % Sim 14 31, , ,67 Não 30 68, , ,33 Total , , ,00 Pesquisa realizada por Miarka e cols (2007), na Universidade do Paraná, apontou que 26,31% dos alunos do curso de Educação Física faziam uso de suplementos nutricionais. Assim como os dados da presente pesquisa, outras têm apontado que a maioria dos usuários de suplementos nutricionais pertence ao sexo masculino. (SILVEIRA e cols., 2011; COSTA e cols, 2013). Os suplementos de maior consumo entre os alunos do curso de Nutrição são o branch chain amino Acids (BCAA) e a associação de BCAA com maltodextrina, ambos com 16,67% respectivamente. O consumo de Whey Protein e a associação de Whey Protein com BCAA e com maltodextrina representam 12,50% respectivamente. Muitas outras combinações diversificadas foram mencionadas pelos entrevistados com predominância de 4,17% em cada uma delas. Um achado interessante é que nestas combinações de suplementos o Whey Protein é citado em todas. Em relação aos alunos do curso de Educação Física, há predominância do uso de Whey Protein com 25% na sua totalidade, sendo que destes, 50% são do sexo feminino, mostrando uma preferência por este tipo de suplemento. Em seguida, encontram-se a combinação de BCAA com albumina, a combinação de BCAA com Maltodextrina, e a combinação de Whey Protein com BCAA com 10% respectivamente. Outras combinações foram mencionadas totalizando 5% em cada uma delas. Outras pesquisas também têm apontado o Whey Protein como o mais mencionado em relação ao uso (COSTA e cols., 2013)

7 Estudos têm mostrado que homens utilizam mais suplementos alimentares quando comparados com mulheres e atribuem a tal achado ao fato de que homens tendem ingerir estes suplementos de forma mais regular, como forma de manter seus objetivos. Enquanto que as mulheres fazem uso de forma mais ocasional, já que seus objetivos são mais imediatistas. (HIRSCHBRUCH e CARVALHO-J.R, 2008; ARAÚJO e SOARES, 1999; ARAÚJO e cols, 2002: OLIVER e cols, 2008; RONSEN e cols, 2009). É importante lembrar que a Diretriz da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte faz uma observação sobre o uso abusivo de suplementos, assim como de drogas de efeito ergogênico e puramente estético. (NÓBREGA e cols, 2003) Em relação aos gastos mensais com o uso de suplementos, a pesquisa apontou que 75% dos alunos de Nutrição gastam entre R$200,00 a R$400,00, sendo que 88,24% do sexo feminino e 42,86% do masculino concentram seus gastos nesta faixa de valores. Os entrevistados deste curso (16,66%) gastam mensalmente com o uso de suplementos na faixa de R$401,00 a R$600,00. Nas faixas entre R$601,00 a R$800,00 e mais de R$800,00 encontramos apenas 4,17% respectivamente. Apenas alunos do sexo masculino relataram gastos acima de R$800,00 por mês. Os alunos de Educação Física concentram seus gastos na faixa de R$200 a R$400,00 por mês, com 92,86% do sexo masculino e 100% do feminino. Apenas 7,15% do sexo masculino gasta mais de R$800,00. Toda atividade física tem um objetivo e nesta pesquisa os resultados demonstraram que para os alunos do curso de Nutrição a hipertrofia é a busca principal do sexo masculino (71,44%), seguida pela perda de gordura em 14,28%, ganho de peso em 14,28%. A hipertrofia também é o principal objetivo do sexo feminino em 41,19%, seguida de perda de gordura em 29,41%, associação de hipertrofia com perda de gordura em 11,76%, associação de hipertrofia com ganho de peso em 11,76% também e apenas 5,88% para ganho de peso, demonstrados pela tabela 5.

8 Tabela 5. Distribuição de frequências e porcentagens de respostas dos alunos, do curso de Nutrição, com relação à questão qual é o seu objetivo com o uso de suplementos?, de acordo com o gênero e resultados totais. Respostas Masc Masc Fem Fem Total Total Frq % Frq % Frq % Hipertrofia 05 71, , ,00 Perda gordura 01 14, , ,00 Ganho peso 01 14, , ,33 Hipert perda de gordura 00 0, , ,33 HIpert e ganho de peso 00 0, , ,33 Total , , ,00 Na tabela 6 estão demonstrados os objetivos do uso de suplementos dos alunos do curso de Educação Física, que fica evidente ser a hipertrofia o principal motivo deste uso, tanto no sexo masculino (78,58%) quanto no feminino (83,33%). Tabela 6. Distribuição de frequências e porcentagens de respostas dos alunos, do curso de Educação Física, com relação à questão qual é o seu objetivo com o uso de suplementos?, de acordo com o gênero e resultados totais. Respostas Masc Masc Fem Fem Total Total Frq % Frq % Frq % Hipertrofia 11 78, , ,00 Hipert perda de gordura 01 7, , ,00 Hipert outro 01 7, , ,00 Outros 01 7, , ,00 Total , , ,00 Quanto ao questionamento em relação à obtenção de resultados esperados, os alunos do curso de Nutrição afirmaram que 42,86% do sexo masculino obtiveram resultados parciais e 57,14% não obtiveram nenhum resultado esperado. O sexo feminino obteve resultados parciais em 23,53% e 76,47% não obtiveram nenhum resultado. Já em relação aos alunos do curso de Educação Física, 20% declararam que conseguiram os resultados esperados parcialmente e a maior parte, 80% não conseguiu. O item que investiga se os entrevistados realizam um acompanhamento com nutricionista, os dados estão demonstrados pelo gráfico 1.

9 Gráfico 1 - Distribuição de porcentagens de respostas dos alunos, do curso de Nutrição e Educação Física com relação à questão você faz acompanhamento com nutricionista?. De acordo com o gênero e resultados totais ,55 86,36 80,95 19,05 13,64 6,45 % % % Masculino % Feminino Masculino Feminino Nutrição Educação física Sim Não Como pode ser observado, os alunos dos cursos de Nutrição e Educação Física, a grande maioria não faz acompanhamento com nutricionista. Uma reflexão que pode ser feita é que o uso de suplemento de forma indiscriminada sem orientação de um nutricionista pode ter contribuído para que os participantes da pesquisa não tenham alcançado seus objetivos conforme esperado por cada um deles. Ao serem indagados a respeito da indicação para o uso de suplementos alimentares, 50% dos alunos do curso de Nutrição apontaram o nutricionista, seguido da iniciativa própria (29,17%) e do instrutor de academia e vendedor da loja, ambos com 8,33%. Os percentuais dos alunos do curso de Educação Física não foram muito diferentes do curso de Nutrição. A grande maioria (36%), afirmou ser do nutricionista a indicação. A iniciativa própria representou 25%, seguido do instrutor de academia (20%) e de amigos (10%). Interessante é o fato de que a maioria dos entrevistados não faz acompanhamento com nutricionista, no entanto a maior prevalência de indicação de uso de suplemento é feita por este profissional.

10 Tais resultados estão de acordo como os encontrados nos estudos de Silveira e cols. (2011), os quais revelaram que em relação à indicação, a maioria dos entrevistados afirmou ter sido orientada por profissional capacitado. No entanto, em outras pesquisas verifica-se que pessoas tomam suplementos alimentares para que, em curto espaço de tempo, possam apresentar uma musculatura definida e julgam que isto é ser saudável. (BARRETO, 2003; LINHARES e LIMA, 2006) Quanto à quantidade de refeições realizadas pelos alunos dos dois cursos, observou-se que a grande maioria dos alunos do curso de Nutrição realizam seis (36%) refeições diárias, seguidos de quatro refeições (28%). Já os alunos do curso de Educação Física, os que realizam quatro refeições por dia apresentam um percentual de 30,67%, cinco (22,67%) e seis (20%) sucessivamente. Com o objetivo de verificar a existência ou não de diferenças, estatisticamente significantes, entre as idades dos alunos do curso de Nutrição e de Educação Física, foi aplicado o teste U de Mann-Whitney considerando-se os gêneros e o resultado total (SIEGEL, 1975). O nível de significância foi estabelecido em 0,05, em um teste bilateral. Os resultados estão demonstrados na tabela 7. Tabela 7. Probabilidades encontradas, quando da aplicação do teste de Mann- Whitney aos valores de idades dos alunos do curso de Nutrição e de Educação Física, considerando-se os gêneros e o resultado total. Variáveis analisadas Probabilidades Masculino Nutrição x Educação Física 0,9520 Feminino Nutrição x Educação Física 0,1574 TOTAL Nutrição x Educação Física 0,5779 Fonte: Franco e cols., (2016) De acordo com os resultados demonstrados na tabela 7, não foram encontradas, diferenças, estatisticamente significantes, entre os valores das variáveis analisadas.

11 Do mesmo modo, com interesse em verificar a existência ou não de diferenças, estatisticamente significantes, entre as respostas dos alunos do curso de Nutrição e de Educação Física, em algumas questões, foi aplicado o teste do Qui-Quadrado (SIEGEL, 1975). Entretanto, para que os resultados deste teste sejam estatisticamente significantes, os valores encontrados têm que ser superiores a 3,84, de acordo com a Tabela dos Valores Críticos do Qui-Quadrado (SIEGEL, 1975). O nível de significância foi estabelecido em 0,05, em um teste bilateral. Os resultados estão demonstrados na tabela 8. Tabela 8. Valores do X 2 encontrados, quando da aplicação do teste do Qui- Quadrado às questões você é praticante de atividade física?, você faz uso de suplementos? e você faz acompanhamento com nutricionista? Questões Analisadas Valores do X 2 Você é praticante de atividade física? 2,51 Você faz uso de suplementos? 0,51 Você faz acompanhamento com nutricionista? 2,52 De acordo com os resultados demonstrados na tabela 8, não foram encontradas, diferenças, estatisticamente significantes, entre os valores das variáveis analisadas. Portanto, quando consideradas questões relacionadas à prática de atividade física, uso de suplementos e se faz acompanhamento com nutricionista não existem diferenças estatísticamente significantes. 4. CONCLUSÃO O comportamento dos alunos de ambos os cursos demonstrou semelhança quanto à frequência de atividade física diária, uso de suplementos e inclusive quanto ao profissional que indicou o uso de suplementos. A busca pela hipertrofia é o principal objetivo dos entrevistados dos dois cursos e o suplemento whey protein é o de maior interesse dos alunos de Educação Física, enquanto que o BCCA e a associação de BCAA com maltodextrina são os preferidos dos alunos de Nutrição. Os custos mensais com suplementos dos dois cursos ficam na faixa de R$200,00 R$400,00.

12 Há necessidade da presença do nutricionista na prescrição destes suplementos de modo que os objetivos possam ser alcançados com segurança, já que o uso indiscriminado pode causar danos hepáticos e renais. Além disso, deve-se considerar o acompanhamento nutricional com este profissional, já que apenas ter a prescrição não é suficiente para garantir que os objetivos sejam alcançados. A prática de atividade física orientada por profissional habilitado e a prescrição de suplementos feita por nutricionista associada ao acompanhamento nutricional são fundamentais para o bom desempenho durante as atividades físicas. 5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ARAÚJO e cols. Utilização de suplemento alimentar e anabolizante por praticantes de musculação nas academias de Goiânia-Goiás. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v.10, n.3, p.13-18, ARAÚJO, A.C.M; SOARES, Y.N. Perfil de utilização de repositores proteicos nas academias de Belém, Pará. Revista de Nutrição, Campinas, v. 13, n. I, p.5-19, BARRETO, S.M.G. Esporte e Saúde. Revista Eletrônica de Ciências. São Carlos, n. 22, Disponível em: em abr., BRASIL. Conselho Federal de Nutricionista. Resolução CFN n 390/2006. Regulamenta a prescrição dietética de suplementos nutricionais pelo nutricionista e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 27/10/2006, Seção 1, p , COSTA e cols. Prevalência do uso de suplementos alimentares entre praticantes de atividade física em academias de duas cidades do vale do aço/mg: Fatores associados. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, São Paulo. v. 7. n. 41. p , 2013.

13 HIRSCHBRUCH, M.D.; CARVALHO, J. R. Nutrição esportiva: uma visão prática. 2ª edição. Manole LINHARES, T.C., LIMA, RM. Prevalência do uso de suplementos alimentares por praticantes de musculação nas academias de Campos dos Goytacazes-RJ, Brasil. Vértices. Campos dos Goytacazes-RJ, v. 8, n. 1/3, MIARKA, B. et al. Características da Suplementação Alimentar por Amostra Representativa de Acadêmicos da Área de Educação Física. Movimento & Percepção, espírito Santo do Pinhal, SP. v. 8, n. 11, NÓBREGA e Cols. Sociedade Brasileira de Medicina no Esporte (SBME). Modificações dietéticas, reposição hídrica, suplementos alimentares e drogas: comprovação de ação ergogênica e potenciais riscos para a saúde. Rev. Bras. Med. Esporte, v. 9, n. 2, p , OLIVER, e cols. Statistical analysis of the consumpiton of nutritional and dietary supplements in gyms. Archivos Latinoamricanos de Nutrición, Guatemala, v.58, n.3, p , PIRES, N.A. A avaliação do uso de suplemento esportivo e conhecimento de nutrição por praticantes de ciclismo indoor em academias de cinco regiões da cidade de Belo Horizonte-MG. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. v. 5. n. 27. p , RIBEIRO e cols. Comparação da alteração da composição corporal de mulheres de 18 a 32 anos praticantes de ciclismo indoor e atividades no minitramolim. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. São Paulo, v. 2, n. 7, p , RONSEN e cols. Supplements use in nutritional habits in Norwegian elite athletes. Scnadianvian Journal of Medicine &Science in Sport, Copenhagen, v.9, n.9, p/28-35, SANTOS, L.B.; FISCHER, L.M. Efeitos do treinamento de musculação e o intervalo ativo na composição corporal em mulheres de 18 a 35 anos. TCC especialização em fisiologia do exercício e prescrição do exercício. UGF. Florianópolis, 2007.

14 SIEGEL, S. Estatística não-paramétrica, para as ciências do comportamento. Trad. Alfredo Alves de Farias. Ed. McGraw-Hill do Brasil. São Paulo, p SILVEIRA e cols.. O consumo de suplementos alimentares em academias de ginástica na cidade de Brasília-DF. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, São Paulo. v. 5. n. 25. p , 2011.

A INFLUÊNCIA DA MÍDIA NA CONCEPÇÃO DO USO DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS ENTRE ALUNOS DE ESCOLA PÚBLICA EM NATAL/RN

A INFLUÊNCIA DA MÍDIA NA CONCEPÇÃO DO USO DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS ENTRE ALUNOS DE ESCOLA PÚBLICA EM NATAL/RN A INFLUÊNCIA DA MÍDIA NA CONCEPÇÃO DO USO DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS ENTRE ALUNOS DE ESCOLA PÚBLICA EM NATAL/RN Victor Henrique dos Santos Silva 1 ; Adriana Moura de Lima 2 Resumo: Perante a abordagem da

Leia mais

TÍTULO: AVALIAÇÃO DOS CONHECIMENTOS BÁSICOS SOBRE NUTRIÇÃO E O USO DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS POR PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO

TÍTULO: AVALIAÇÃO DOS CONHECIMENTOS BÁSICOS SOBRE NUTRIÇÃO E O USO DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS POR PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: AVALIAÇÃO DOS CONHECIMENTOS BÁSICOS SOBRE NUTRIÇÃO E O USO DE SUPLEMENTOS ESPORTIVOS POR PRATICANTES

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 470 CONSUMO DE ERGOGÊNICOS NUTRICIONAIS POR PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO DE DIVERSAS ACADEMIAS DE GINÁSTICA DE RESENDE-RJ Renata Kelly da Silva 1, Daniel Alves Ferreira Junior 2, Alden dos Santos Neves 3

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 130 AVALIAÇÃO DO USO DE SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS E OUTROS RECURSOS ERGOGÊNICOS POR PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO EM ACADEMIAS DE UM BAIRRO DE FLORIANÓPOLIS-SC Marielly Wagner 1 RESUMO Objetivo: verificar o

Leia mais

QUAL O IMC DOS ALUNOS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO NO IFTM CAMPUS UBERLÂNDIA?

QUAL O IMC DOS ALUNOS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO NO IFTM CAMPUS UBERLÂNDIA? QUAL O IMC DOS ALUNOS CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO NO IFTM CAMPUS UBERLÂNDIA? Bianca Silva Santos 1 ; Henrique Flausino de Souza 2 ; Maria Eduarda Guedes Coutinho 3 ; Maria Julia Rocha Ferreira

Leia mais

CONSUMO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES EM ACADEMIAS DE MONTES CLAROS/MG

CONSUMO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES EM ACADEMIAS DE MONTES CLAROS/MG CONSUMO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES EM ACADEMIAS DE MONTES CLAROS/MG BORGES, Nágylla Rodrigues¹; SILVA, Váflia Salleth Figueiredo 1 ; RODRIGUES, Vinícius Dias 2 ¹Graduada em Nutrição pela Faculdade de Saúde

Leia mais

CONSUMO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES POR PRATICANTES DE EXERCÍCIOS RESISTIDOS EM JOAÇABA, SC

CONSUMO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES POR PRATICANTES DE EXERCÍCIOS RESISTIDOS EM JOAÇABA, SC CONSUMO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES POR PRATICANTES DE EXERCÍCIOS RESISTIDOS EM JOAÇABA, SC Resumo Narciso Vasconcellos Pagnoncelli * Leoberto Ricardo Grigollo ** Michelli Dalapria Grigollo *** As novas

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 17:00

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 17:00 NUTRIçãO E SUPLEMENTAçãO NO DESPORTO (SET 2016) LISBOA A nutrição é um dos fatores com maior peso na saúde e, aliada à atividade física, contribui para a manutenção de um peso e composição corporal adequados,

Leia mais

REDUÇÃO & REEDUCAÇÃO PROGRAMA DE EMAGRECIMENTO

REDUÇÃO & REEDUCAÇÃO PROGRAMA DE EMAGRECIMENTO Go Mag R do o Os Efeitos negativos da Obesidade na sua saúde e na sua vida: Menor expectativa de vida Baixa autoestima Mobilidade limitada Problemas nas articulações Ataque cardíaco Pressão alta 2R QUE

Leia mais

INSATISFAÇÃO CORPORAL E COMPORTAMENTO ALIMENTAR EM PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA

INSATISFAÇÃO CORPORAL E COMPORTAMENTO ALIMENTAR EM PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 INSATISFAÇÃO CORPORAL E COMPORTAMENTO ALIMENTAR EM PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA Juciane Tonon Chinarelli 1 ; Renata Cristina Casale Veronezzi 2 ; Angela

Leia mais

APENAS METADE DOS CAPIXABAS PRATICAM EXERCÍCIOS FÍSICOS

APENAS METADE DOS CAPIXABAS PRATICAM EXERCÍCIOS FÍSICOS APENAS METADE DOS CAPIABAS PRATICAM EERCÍCIOS FÍSICOS Lucas Almeida Adotar hábitos saudáveis de alimentação e praticar atividades físicas são medidas que devemos seguir. Pensando assim, a Futura foi às

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 17:00

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 9:00 às 13:00 Tarde - 14:00 às 17:00 NUTRIçãO E SUPLEMENTAçãO NO DESPORTO (OUT 2015) PORTO A nutrição é um dos fatores com maior peso na saúde e, aliada à atividade física, contribui para a manutenção de um peso e composição corporal adequados,

Leia mais

PERFIL NUTRICIONAL E PREVALÊNCIA DE DOENÇAS EM PACIENTES ATENDIDOS NO LABORATÓRIO DE NUTRIÇÃO CLÍNICA DA UNIFRA 1

PERFIL NUTRICIONAL E PREVALÊNCIA DE DOENÇAS EM PACIENTES ATENDIDOS NO LABORATÓRIO DE NUTRIÇÃO CLÍNICA DA UNIFRA 1 PERFIL NUTRICIONAL E PREVALÊNCIA DE DOENÇAS EM PACIENTES ATENDIDOS NO LABORATÓRIO DE NUTRIÇÃO CLÍNICA DA UNIFRA 1 TEIXEIRA, Giselle 2 ; BOSI, Greice 2 ; FONTOURA, Ethiene 2 ; MUSSOI, Thiago 2 ; BLASI,

Leia mais

AUTO-PERCEPÇÃO DO PESO E DA IMAGEM CORPORAL EM ESTUDANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA

AUTO-PERCEPÇÃO DO PESO E DA IMAGEM CORPORAL EM ESTUDANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA AUTO-PERCEPÇÃO DO PESO E DA IMAGEM CORPORAL EM ESTUDANTES DE EDUCAÇÃO FÍSICA FERREIRA, R M C 1, CASELATO DE SOUSA, V M 2 1Graduanda em Nutrição da Faculdade de Ciências da Saúde Universidade do Vale do

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 455 AVALIAÇÃO DO PERFIL E DO CONHECIMENTO BÁSICO DE EDUCADORES FÍSICOS EM RELAÇÃO À SUPLEMENTAÇÃO ALIMENTAR EM ACADEMIAS DE BELO HORIZONTE - MG Giselle Rossi de Vasconcelos 1, Mateus Iglésias Moraes 1,

Leia mais

O USO DOS SUPLEMENTOS WHEY PROTEIN E BCAA EM ADULTOS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO EM UMA ACADEMIA DE BELÉM PARÁ

O USO DOS SUPLEMENTOS WHEY PROTEIN E BCAA EM ADULTOS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO EM UMA ACADEMIA DE BELÉM PARÁ O USO DOS SUPLEMENTOS WHEY PROTEIN E BCAA EM ADULTOS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO EM UMA ACADEMIA DE BELÉM PARÁ MARIA CECÍLIA GUIMARÃES DA SILVEIRA ARANHA MONIQUE ANTUNES DA COSTA JOSIANA KELY RODRIGUES MOREIRA

Leia mais

Área: ,5km População

Área: ,5km População Área: 1.606.445,5km 2 1. População Capitais Habitantes* Brasília DF 2.051.146 Campo Grande MS 663.021 Cuiabá MT 483.346 Goiânia GO 1.093.007 Total 4.290.520 *IBGE, censo 2004. 2. Estudantes Estudantes

Leia mais

Utilização de Suplemento Alimentar por Frequentadores de Academias de Limoeiro do Norte-CE

Utilização de Suplemento Alimentar por Frequentadores de Academias de Limoeiro do Norte-CE Utilização de Suplemento Alimentar por Frequentadores de Academias de Limoeiro do Norte-CE Mônica de Oliveira Maia 1, Maria Cristiélia de Oliveira Dias 1, Monique de Oliveira Maia 2, Lorena Galdino da

Leia mais

ENTENDENDO O CARDÁPIO. Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE)

ENTENDENDO O CARDÁPIO. Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE) ENTENDENDO O CARDÁPIO Centro Colaborador de Alimentação e Nutrição do Escolar (CECANE) O que é um cardápio? CARDÁPIO DO PNAE É a relação das preparações de alimentos a serem oferecidas em uma refeição.

Leia mais

ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA DE SANTA ROSA 1

ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA DE SANTA ROSA 1 ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA DE SANTA ROSA 1 Gianine Taís Karlinski Santos 2, José Valdemir Muenchen 3, Luciano Zarberlan 4. 1 Trabalho resultante do Projeto de Extensão Apoio ao Desenvolvimento

Leia mais

NÍVEIS DE PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA DOS ACADÊMICOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA ULBRA DE PORTO VELHO-RO RESUMO

NÍVEIS DE PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA DOS ACADÊMICOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA ULBRA DE PORTO VELHO-RO RESUMO NÍVEIS DE PRÁTICA DE ATIVIDADE FÍSICA DOS ACADÊMICOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA ULBRA DE PORTO VELHO-RO PINHO, Silvia Teixeira de. Professora do Curso de Educação Física da UNIR 1 BARBOSA, Júlio Gonçalves.

Leia mais

COMO CHEGAR De metro: estação Saldanha (linha amarela ou vermelha), ou estação S. Sebastião (linha Azul ou vermelha)

COMO CHEGAR De metro: estação Saldanha (linha amarela ou vermelha), ou estação S. Sebastião (linha Azul ou vermelha) NUTRIçãO E SUPLEMENTAçãO NO DESPORTO (MAR 2016) LISBOA A nutrição é um dos fatores com maior peso na saúde e, aliada à atividade física, contribui para a manutenção de um peso e composição corporal adequados,

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 5 O CONSUMO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES EM ACADEMIAS DE GINÁSTICA NA CIDADE DE BRASÍLIA-DF Daniela Fonseca Silveira 1,2, Saulo Diniz Lisbôa 1,2, Stefanie Quirino de Sousa 1,2 RESUMO Introdução: Uma alimentação

Leia mais

Marque a opção do tipo de trabalho que está inscrevendo: ( x ) Resumo ( ) Relato de Caso

Marque a opção do tipo de trabalho que está inscrevendo: ( x ) Resumo ( ) Relato de Caso Marque a opção do tipo de trabalho que está inscrevendo: ( x ) Resumo ( ) Relato de Caso Projeto Horta escolar e a gastronomia em uma escola Municipal de Montauri-RS. AUTOR PRINCIPAL: Ana Rita Toffoli

Leia mais

Palavras-chave: Suplementos Alimentares, Musculação, Academia de Ginástica.

Palavras-chave: Suplementos Alimentares, Musculação, Academia de Ginástica. PERFIL DOS CONSUMIDORES DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO EM ACADEMIAS DE TERESINA. Conceição de Maria Aguiar Carvalho Francisco Evaldo Orsano RESUMO: O aumento da oferta de suplementos

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 93 CONSUMO DE SUPLEMENTOS POR PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA EM ACADEMIAS DE GINÁSTICA DA CIDADE DE SETE LAGOAS-MG Cíntia Monteiro Bastos Fayer Maximiano 1 Lana Claudinez Santos 1 RESUMO Introdução: O

Leia mais

INSERÇÃO DO PROFISSIONAL DE NUTRIÇÃO NA SAÚDE PUBLICA

INSERÇÃO DO PROFISSIONAL DE NUTRIÇÃO NA SAÚDE PUBLICA INSERÇÃO DO PROFISSIONAL DE NUTRIÇÃO NA SAÚDE PUBLICA RESUMO Sidnéia Mardegan¹ Fabiana Skiavine Moya da Silva² ¹Acadêmica do Curso de Nutrição UNIAMERICA ²Nutricionista docente da Faculdade União das Américas

Leia mais

CORRIDA DE BELÉM 400 ANOS.

CORRIDA DE BELÉM 400 ANOS. CORRIDA DE BELÉM 400 ANOS. A Corrida de Belém foi idealizada e organizada, inicialmente, apenas pela Prefeitura de Belém, como parte das comemorações do aniversário da Cidade. Desde 2010, o jornal O Liberal

Leia mais

Palavras-chave: TIC; experimento; espaço amostral; evento.

Palavras-chave: TIC; experimento; espaço amostral; evento. UMA INTRODUÇÃO À TEORIA DA PROBABILIDADE: O USO DE AULAS MULTIMÍDIAS COMO FACILITADOR DO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM Diánis Ferreira Irias dianis.irias@hotmail.com Laura Lima Dias laura_limadias@hotmail.com

Leia mais

Os escolares das Escolas Municipais de Ensino Fundamental

Os escolares das Escolas Municipais de Ensino Fundamental 16 Estado nutricional das crianças de 7 a 10 anos de idade do Município de Vinhedo (SP) em 2005 e 2008, segundo os critérios da Organização Mundial da Saúde (2007) Estela Marina Alves Boccaletto Doutoranda

Leia mais

Unidade: APLICAÇÃO DAS RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS NO PLANEJAMENTO DE DIETAS. Unidade I:

Unidade: APLICAÇÃO DAS RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS NO PLANEJAMENTO DE DIETAS. Unidade I: Unidade: APLICAÇÃO DAS RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS NO PLANEJAMENTO DE DIETAS Unidade I: 0 Unidade: APLICAÇÃO DAS RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS NO PLANEJAMENTO DE DIETAS ESTUDO DAS RECOMENDAÇÕES NUTRICIONAIS

Leia mais

USO DE SUPLEMENTAÇÃO ALIMENTAR COM PROTEÍNAS E AMINOÁCIDOS POR PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE IRATI-PR

USO DE SUPLEMENTAÇÃO ALIMENTAR COM PROTEÍNAS E AMINOÁCIDOS POR PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE IRATI-PR Artigo Original Cinergis ISSN 1519-2512 USO DE SUPLEMENTAÇÃO ALIMENTAR COM PROTEÍNAS E AMINOÁCIDOS POR PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE IRATI-PR RESUMO Scheila Daniele Trog 1, Eduardo Teixeira

Leia mais

TÍTULO: ESTEROIDES ANABÓLICOS ANDROGÊNICOS: MECANISMO DE AÇÃO E EFEITOS COLATERAIS

TÍTULO: ESTEROIDES ANABÓLICOS ANDROGÊNICOS: MECANISMO DE AÇÃO E EFEITOS COLATERAIS 16 TÍTULO: ESTEROIDES ANABÓLICOS ANDROGÊNICOS: MECANISMO DE AÇÃO E EFEITOS COLATERAIS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FARMÁCIA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES

Leia mais

Prova Brasil e o Ideb: quanto pesa essa pontuação para atingir a meta

Prova Brasil e o Ideb: quanto pesa essa pontuação para atingir a meta NOTA TÉCNICA N. 0011/2013 Brasília, 08 de março de 2013. ÁREA: Educação TÍTULO: Prova Brasil e o Ideb: quanto pesa essa pontuação para atingir a meta REFERÊNCIA: PORTARIA Nº 152, DE 31 DE MAIO DE 2012

Leia mais

Física e os Esportes E.E. Profº Antônio Alves Cruz Sala 14 / 2ª. Sessão

Física e os Esportes E.E. Profº Antônio Alves Cruz Sala 14 / 2ª. Sessão Física e os Esportes E.E. Profº Antônio Alves Cruz Sala 14 / 2ª. Sessão Professor(es) Apresentador(es): Flavio William Lacerda Regina Sayuli Realização: Foco Apresentar os principais conceitos de mecânica

Leia mais

PERCEPÇÃO DE ACADÊMICOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA EM RELAÇÃO AOS SUPLEMENTOS ALIMENTARES

PERCEPÇÃO DE ACADÊMICOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA EM RELAÇÃO AOS SUPLEMENTOS ALIMENTARES PERCEPÇÃO DE ACADÊMICOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA EM RELAÇÃO AOS SUPLEMENTOS ALIMENTARES PERCEPTION OF ACADEMIC OF PHYSICAL EDUCATION IN RELATION TO DIETARY SUPPLEMENTS SUPLEMENTOS ALIMENTARES EDUCAÇÃO FÍSICA

Leia mais

OMELETE DE CLARAS. Uma opção proteica metabolizada para seu póstreino. Informações Técnicas. SINÔNIMOS: Albumina

OMELETE DE CLARAS. Uma opção proteica metabolizada para seu póstreino. Informações Técnicas. SINÔNIMOS: Albumina Informações Técnicas OMELETE DE CLARAS Uma opção proteica metabolizada para seu póstreino SINÔNIMOS: Albumina O omelete trata-se de uma opção proteica com 22g de proteína na porção. Uma excelente alternativa

Leia mais

Prática Clínica Nutrição Esportiva

Prática Clínica Nutrição Esportiva Estratégias nutricionais para perda, manutenção e ganho de peso Profa. Raquel Simões Prática Clínica Nutrição Esportiva Manutenção do peso Saúde Desempenho esportivo Perda de peso (mais comum) Estética

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 66 PERFIL DO CONSUMO DE SUPLEMENTO NUTRICIONAL POR PRATICANTES DE EXERCÍCIO FÍSICO NAS ACADEMIAS DA CIDADE DE VITÓRIA DA CONQUISTA - BA Dirceu Santos Brito 1,2, Rafaela Liberali 1 RESUMO Objetivou-se com

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO PARECER COREN-SP GAB Nº 005 / 2011

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO PARECER COREN-SP GAB Nº 005 / 2011 PARECER COREN-SP GAB Nº 005 / 2011 Assunto: Prescrição de medicamentos homeopáticos pelo Enfermeiro. 1. Do fato Solicitado parecer por enfermeira sobre a prescrição de medicamentos homeopáticos por Enfermeiro.

Leia mais

NOSSOS BENEFÍCIOS NUTRILINE ASSISTÊNCIA NUTRICIONAL

NOSSOS BENEFÍCIOS NUTRILINE ASSISTÊNCIA NUTRICIONAL NOSSOS BENEFÍCIOS NUTRILINE ASSISTÊNCIA NUTRICIONAL 1. DESCRIÇÃO DO PRODUTO NUTRILINE NOSSOS BENEFÍCIOS NUTRILINE ASSISTÊNCIA NUTRICIONAL O Nutriline disponibiliza aos seus usuários informações sobre alimentação

Leia mais

SUPLEMENTOS ALIMENTARES x CONSUMO

SUPLEMENTOS ALIMENTARES x CONSUMO Graduado em Nutrição UnB (2001) Especialista em Nutrição Esportiva Univ. Gama Filho (2007) Sócio-proprietário da Clínica 449 Ponto de Estágio Curricular UnB desde 2011 Praticante de Corrida de Rua e Triatlo

Leia mais

Vigitel Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico

Vigitel Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico Vigitel Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico Avaliação Dados de 2013 Periodicidade: anual desde 2006 Público: maiores de 18 anos e residentes nas 26

Leia mais

Terminologias e conceitos básicos em alimentação e Nutrição. Profª Patrícia Ceolin

Terminologias e conceitos básicos em alimentação e Nutrição. Profª Patrícia Ceolin Terminologias e conceitos básicos em alimentação e Nutrição. Profª Patrícia Ceolin NUTRIÇÃO??? A nutrição é a ciência que estuda a composição dos alimentos e as necessidades nutricionais do indivíduo,

Leia mais

Comprovação Estatística de Medidas Elétricas

Comprovação Estatística de Medidas Elétricas Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Departamento Acadêmico de Eletrônica Métodos e Técnicas de Laboratório em Eletrônica Comprovação Estatística de Medidas Elétricas Florianópolis,

Leia mais

COMPORTAMENTO ALIMENTAR NO PRÉ E PÓS-TREINO DE PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO RESUMO

COMPORTAMENTO ALIMENTAR NO PRÉ E PÓS-TREINO DE PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO RESUMO COMPORTAMENTO ALIMENTAR NO PRÉ E PÓS-TREINO DE PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO Catiane de Sousa Martins 1 Anna Lúcia Vieira Bianchessi² RESUMO As refeições antes e após o treino são importantes para evitar um

Leia mais

Implantação do Projeto Educando com a Horta Escolar e a Gastronomia (UnB-CET/ FNDE), no seu município/estado:

Implantação do Projeto Educando com a Horta Escolar e a Gastronomia (UnB-CET/ FNDE), no seu município/estado: Implantação do Projeto Educando com a Horta Escolar e a Gastronomia (UnB-CET/ FNDE), no seu município/estado: O presente documento se destina a orientar os multiplicadores do Projeto Educando com a Horta

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Normas para realização do Trabalho de Conclusão de Curso do Curso de Graduação em Engenharia Ambiental

Leia mais

ANÁLISE DA ACESSIBILIDADE ESPACIAL AOS MEIOS DE HOSPEDAGEM DE SEROPÉDICA (RJ)

ANÁLISE DA ACESSIBILIDADE ESPACIAL AOS MEIOS DE HOSPEDAGEM DE SEROPÉDICA (RJ) ANÁLISE DA ACESSIBILIDADE ESPACIAL AOS MEIOS DE HOSPEDAGEM DE SEROPÉDICA (RJ) 1 Isabella Cabral SANTANA, 2 Lettícia Moreira dos Santos SANTANA; 3 Samara Grigório POLICARPO; 4 Maria Danielle Passos Ribeiro

Leia mais

SOPA PROTEICA DE ERVILHAS

SOPA PROTEICA DE ERVILHAS Informações Técnicas SOPA PROTEICA DE ERVILHAS Uma opção proteica metabolizada para seu póstreino SINÔNIMOS: Proteína de ervilha A sopa de ervilha trata-se de uma opção proteica com 22g de proteína na

Leia mais

ANÁLISE DESCRITIVA DAS INTOXICAÇÕES POR MEDICAMENTOS EM GOIÁS

ANÁLISE DESCRITIVA DAS INTOXICAÇÕES POR MEDICAMENTOS EM GOIÁS ANÁLISE DESCRITIVA DAS INTOXICAÇÕES POR MEDICAMENTOS EM GOIÁS Luciana de Melo Borges 1,3 ; Naiana Kelly Silva Bitencourt 1,3 ; Sueli Martins de Freitas Alves 2,3 1 Bolsista PBIC/UEG 2 Pesquisadora - Orientadora

Leia mais

AGILIDADE EM PARATLETAS DE BASQUETEBOL DE LONDRINA 1. RESUMO. Palavras Chave: Esporte, Basquetebol, Agilidade, Deficiência Física, Paratletas

AGILIDADE EM PARATLETAS DE BASQUETEBOL DE LONDRINA 1. RESUMO. Palavras Chave: Esporte, Basquetebol, Agilidade, Deficiência Física, Paratletas AGILIDADE EM PARATLETAS DE BASQUETEBOL DE LONDRINA 1. Guilherme Sanches Valverde 2 Fernanda Pereira de Souza 3 Rosangela Marques Busto 4 Abdallah Achour Junior 4 Fausto Orsi de Medola 4 RESUMO Este estudo

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 298 USO DE SUPLEMENTOS EM DUAS ACADEMIAS DO PARANÁ Pietro Maronezzi Coluciuc 1,2, Zanon Kosowski de Macedo 1,3 Francisco Navarro 4, Rafaela Liberali 1 RESUMO Este estudo teve como objetivo demonstrar a

Leia mais

Perfil dos consumidores de suplementos alimentares praticantes de musculação em academias nas cidades de Curitiba e Pinhais

Perfil dos consumidores de suplementos alimentares praticantes de musculação em academias nas cidades de Curitiba e Pinhais LEANDRO CLARO DOS SANTOS Perfil dos consumidores de suplementos alimentares praticantes de musculação em academias nas cidades de Curitiba e Pinhais Artigo apresentado como Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

Estudo sobre o Consumo de leite na Cidade de Monte Carmelo

Estudo sobre o Consumo de leite na Cidade de Monte Carmelo Estudo sobre o Consumo de leite na Cidade de Monte Carmelo Vânia de Fátima Lemes de Miranda 1 Luciano Dias Cabral Neto 2 Luciano Mateus Luiz Rodrigues 3 Marcelo Rodrigues da Silva 4 Raynner Lage Cordeiro

Leia mais

II ENCONTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA PERCEPÇÃO DOS ACADEMICOS QUANTO AO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOOLICAS DURANTE PROCESSO DE GRADUAÇÃO EM UMA FACULDADE

II ENCONTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA PERCEPÇÃO DOS ACADEMICOS QUANTO AO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOOLICAS DURANTE PROCESSO DE GRADUAÇÃO EM UMA FACULDADE II ENCONTRO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA PERCEPÇÃO DOS ACADEMICOS QUANTO AO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOOLICAS DURANTE PROCESSO DE GRADUAÇÃO EM UMA FACULDADE 1 INTRODUÇÃO Jhon Kerrey Honorio Ribeiro 1 Marlene Guimarães

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DE ACOMPANHAMENTO DE MERCADO Fevereiro de 2015 ETANOL HIDRATADO

RELATÓRIO MENSAL DE ACOMPANHAMENTO DE MERCADO Fevereiro de 2015 ETANOL HIDRATADO CDC - Coordenadoria de Defesa da Concorrência RELATÓRIO MENSAL DE ACOMPANHAMENTO DE MERCADO Fevereiro de 2015 ETANOL HIDRATADO 1. Introdução Neste relatório será apresentado o comportamento dos preços

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 112 ;AVALIAÇÃO DO CONSUMO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES NAS ACADEMIAS DE GUARÁ-DF Marcos Maciel Albuquerque 1 RESUMO Objetivo: Avaliar o consumo de suplementos alimentares nas academias do Guará/DF. Materiais

Leia mais

COMPARAÇÃO DA FREQUÊNCIA CARDÍACA EM ACADÊMICOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA ANTES E APÓS ATIVIDADE FÍSICA

COMPARAÇÃO DA FREQUÊNCIA CARDÍACA EM ACADÊMICOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA ANTES E APÓS ATIVIDADE FÍSICA COMPARAÇÃO DA FREQUÊNCIA CARDÍACA EM ACADÊMICOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA ANTES E APÓS ATIVIDADE FÍSICA COMPARISON OF HEART RATE IN STUDENTS OF PHYSICAL THERAPY COURSE BEFORE AND AFTER PHYSICAL ACTIVITY

Leia mais

Minha Saúde Análise Detalhada

Minha Saúde Análise Detalhada MODELO DE RELATÓRIO / Identificação de cliente: 1980M32 Data: 07/03/2016 Seu Peso = 79,0 kg Minha Saúde Análise Detalhada Seu peso está na categoria: Saudável sua altura é 180 cm, você tem 35 anos de idade

Leia mais

PROCESSO Nº 1313/14 PROTOCOLO Nº PARECER CEE/CES Nº 11/15 APROVADO EM 26/03/15

PROCESSO Nº 1313/14 PROTOCOLO Nº PARECER CEE/CES Nº 11/15 APROVADO EM 26/03/15 PROTOCOLO Nº 13.401.067-3 PARECER CEE/CES Nº 11/15 APROVADO EM 26/03/15 CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR INTERESSADA:.UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO MUNICÍPIO: GUARAPUAVA ASSUNTO: Pedido

Leia mais

Verificação do uso de suplementos alimentares, produtos para emagrecer e dietas por praticantes de atividade física em uma academia de Teresina-PI.

Verificação do uso de suplementos alimentares, produtos para emagrecer e dietas por praticantes de atividade física em uma academia de Teresina-PI. Verificação do uso de suplementos alimentares, produtos para emagrecer e dietas por praticantes de atividade física em uma academia de Teresina-PI. J. C. Passos 1, G.G.S. Cardoso 2, B.E.P. Cardoso 3, A.C.A.S,

Leia mais

NOTÍCIAS ETENE 04 DE MAIO DE 2011 RESULTADOS DO CENSO 2010

NOTÍCIAS ETENE 04 DE MAIO DE 2011 RESULTADOS DO CENSO 2010 NOTÍCIAS ETENE 04 DE MAIO DE 2011 RESULTADOS DO CENSO 2010 População brasileira cresce quase 20 vezes desde 1872 A população do Brasil alcançou a marca de 190.755.799 habitantes na data de referência do

Leia mais

ESTUDOS DE COORTE. Baixo Peso Peso Normal Total Mãe usuária de cocaína

ESTUDOS DE COORTE. Baixo Peso Peso Normal Total Mãe usuária de cocaína UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE MEDICINA DEPARTAMENTO DE MEDICINA PREVENTIVA DISCIPLINA DE EPIDEMIOLOGIA ESTUDOS DE COORTE 1) Com o objetivo de investigar

Leia mais

Roraima. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1º e 3º quartis nos municípios do estado de Roraima (1991, 2000 e 2010)

Roraima. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1º e 3º quartis nos municípios do estado de Roraima (1991, 2000 e 2010) Roraima Em, no estado de Roraima (RR), moravam 4,5 mil habitantes, onde uma parcela ainda discreta (3,5%, 15,6 mil) tinha 65 ou mais anos de idade. O estado era composto de 15 municípios, dos quais sete

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 507 PREVALÊNCIA DO USO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES POR PRATICANTES DE EXERCÍCIO FÍSICO EM UMA ACADEMIA DA CIDADE DE CATAGUASES-MG: FATORES ASSOCIADOS Carla de Souza Ferreira 1 Denise Félix Quintão 1 RESUMO

Leia mais

Consumo de suplementos alimentares por praticantes de musculação de uma academia de Santo Antônio do Monte MG

Consumo de suplementos alimentares por praticantes de musculação de uma academia de Santo Antônio do Monte MG Artigo Original Consumo de suplementos alimentares por praticantes de musculação de uma academia de Santo Antônio do Monte MG Consumo de suplementos alimentares por praticantes de musculação de uma academia

Leia mais

O USO DE CARTÃO DE CRÉDITO NAS EMPRESAS DA AVENIDA 14 DE MAIO, NO MUNICÍPIO DE LÁBREA/AM

O USO DE CARTÃO DE CRÉDITO NAS EMPRESAS DA AVENIDA 14 DE MAIO, NO MUNICÍPIO DE LÁBREA/AM O USO DE CARTÃO DE CRÉDITO NAS EMPRESAS DA AVENIDA 14 DE MAIO, NO MUNICÍPIO DE LÁBREA/AM INTRODUÇÃO Elís Dávine Galvão de Souza 1 e Rodrigo Ferreira de Lima 1 As operações de compras e vendas ocorrem paulatinamente

Leia mais

Por definição, suplementos nutricionais são alimentos que servem para complementar com calorias e ou nutrientes a dieta diária de uma pessoa

Por definição, suplementos nutricionais são alimentos que servem para complementar com calorias e ou nutrientes a dieta diária de uma pessoa Por definição, suplementos nutricionais são alimentos que servem para complementar com calorias e ou nutrientes a dieta diária de uma pessoa saudável, nos casos em que sua ingestão, a partir da alimentação,

Leia mais

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica

Revista Brasileira de Nutrição Esportiva ISSN versão eletrônica 114 PREVALÊNCIA DO USO DE SUPLEMENTOS NUTRICIONAIS PELOS PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA, CLIENTES DE UMA LOJA DE SUPLEMENTOS Cleoci de Oliveira Phillipps 1 RESUMO Introdução: O lançamento de suplementos

Leia mais

O CONCEITO DE ÁREA E PERÍMETRO DE FIGURAS PLANAS PARA OS ALUNOS DO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

O CONCEITO DE ÁREA E PERÍMETRO DE FIGURAS PLANAS PARA OS ALUNOS DO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL O CONCEITO DE ÁREA E PERÍMETRO DE FIGURAS PLANAS PARA OS ALUNOS DO 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Educação Matemática nos Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio (EMAIEFEM) GT10 Erivaldo Gumercindo

Leia mais

adota a seguinte Resolução de Diretoria Colegiada e eu, Diretor-Presidente, determino a sua publicação:

adota a seguinte Resolução de Diretoria Colegiada e eu, Diretor-Presidente, determino a sua publicação: RESOLUÇÃO RDC N.º 269, DE 22 DE SETEMBRO DE 2005 DOU 23/09/05 Aprova o "REGULAMENTO TÉCNICO SOBRE A INGESTÃO DIÁRIA RECOMENDADA (IDR) DE PROTEÍNA, VITAMINAS E MINERAIS" A Diretoria Colegiada da Agência

Leia mais

ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA DE PANAMBI, RS 1

ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA DE PANAMBI, RS 1 ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DOS PREÇOS DA CESTA BÁSICA DE PANAMBI, RS 1 Eduarda Luana Tomczak 2, Bárbara Naiara Nestler 3, Lais De Oliveira Lourega 4, Martin Ledermann 5, Jose Valdemir Muenchen 6, Nelson Jose

Leia mais

PESQUISA HÁBITOS ALIMENTARES DO TRABALHADOR BRASILEIRO

PESQUISA HÁBITOS ALIMENTARES DO TRABALHADOR BRASILEIRO PESQUISA HÁBITOS ALIMENTARES DO TRABALHADOR BRASILEIRO INTRODUÇÃO OBJETIVO Investigar os hábitos alimentares dos brasileiros que trabalham fora, durante o período de trabalho, comparando trabalhadores

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004

Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Pesquisa Mensal de Emprego Maio 2004 Região Metropolitana do Rio de Janeiro Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE 1 PESQUISA MENSAL DE EMPREGO ESTIMATIVAS PARA O MÊS DE MAIO DE 2004 REGIÃO

Leia mais

NOTA TÉCNICA N.º 110/2010/DA/SAGI/MDS

NOTA TÉCNICA N.º 110/2010/DA/SAGI/MDS NOTA TÉCNICA N.º 110/2010/DA/SAGI/MDS Assunto: Síntese do 1º. Relatório contendo os Principais Resultados da Pesquisa de Avaliação de Impacto do Bolsa Família 2ª Rodada AIBF II Data: 04 de agosto de 2010

Leia mais

Página 2 em diante devem estar contemplados os seguintes itens:

Página 2 em diante devem estar contemplados os seguintes itens: 1 TEMPLATE - Projeto de pesquisa FORMATAÇÃO Fonte: Texto: Arial ou Times New Roman, tamanho 12. Títulos: Arial ou Times New Roman, tamanho 14, negrito Espaço: duplo Margens: 2,5 cm em todas as margens

Leia mais

número 10 - outubro/2015 RELATÓRIO PARA A SOCIEDADE informações sobre recomendações de incorporação de medicamentos e outras tecnologias no SUS

número 10 - outubro/2015 RELATÓRIO PARA A SOCIEDADE informações sobre recomendações de incorporação de medicamentos e outras tecnologias no SUS número 10 - outubro/2015 RELATÓRIO PARA A SOCIEDADE informações sobre recomendações de incorporação de medicamentos e outras tecnologias no SUS RELATÓRIO PARA A SOCIEDADE Este relatório é uma versão resumida

Leia mais

Versão: Dezembro/2012. O aluno poderá integralizar os créditos referentes às disciplinas ACH 2017 e ACH 2018 das seguintes formas:

Versão: Dezembro/2012. O aluno poderá integralizar os créditos referentes às disciplinas ACH 2017 e ACH 2018 das seguintes formas: Normas para Realização do Projeto Supervisionado ou Trabalho de Graduação para o Curso de Sistemas de Informação da Escola de Artes, Ciências e Humanidades, da Universidade de São Paulo Versão: Dezembro/2012

Leia mais

Espírito Santo. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1º e 3º quartis nos municípios do estado do Espírito Santo (1991, 2000 e 2010)

Espírito Santo. Tabela 1: Indicadores selecionados: mediana, 1º e 3º quartis nos municípios do estado do Espírito Santo (1991, 2000 e 2010) Espírito Santo Em, no estado do Espírito Santo (ES), moravam 3,5 milhões de pessoas, onde parcela relevante (7,1%, 249, mil) tinha 65 ou mais anos de idade. O estado era composto de 78 municípios, dos

Leia mais

Composição única de biofenóis de frutas com potente atividade lipolítica

Composição única de biofenóis de frutas com potente atividade lipolítica Composição única de biofenóis de frutas com potente atividade lipolítica é um extrato patenteado de frutas alimentícias cítricas (laranja vermelha, toranja e citrus) e extrato de guaraná. Esta combinação

Leia mais

Aplicando a Regra de 3 100% % x , % x 4%

Aplicando a Regra de 3 100% % x , % x 4% Aula 5 15-03-2016 Cálculos Estatísticos Prof. Procópio Prof. Procópio Cálculos Estatísticos 1) Numa indústria, há 655 operários. Qual o tamanho de uma amostra aleatória que represente 11% da população.

Leia mais

ACESSO A ÓRTESES E PRÓTESES POR PESSOAS COM DEFICIÊNCIA FÍSICA NO PROGRAMA BPC NA ESCOLA: CONEXÕES COM A INCLUSÃO EDUCACIONAL

ACESSO A ÓRTESES E PRÓTESES POR PESSOAS COM DEFICIÊNCIA FÍSICA NO PROGRAMA BPC NA ESCOLA: CONEXÕES COM A INCLUSÃO EDUCACIONAL ACESSO A ÓRTESES E PRÓTESES POR PESSOAS COM DEFICIÊNCIA FÍSICA NO PROGRAMA BPC NA ESCOLA: CONEXÕES COM A INCLUSÃO EDUCACIONAL Mileide Cristina Stoco de Oliveira Magda Campos Curcino Eliane Ferrari Chagas

Leia mais

Avaliação de Desempenho Técnicos Administrativos Auto Avaliação

Avaliação de Desempenho Técnicos Administrativos Auto Avaliação Avaliação de Desempenho Técnicos Administrativos Campus: Nome: Matrícula: Lotação Cargo: Data de Admissão (efetivo exercício): / / Ocupante de Cargo de Direção ( ) Ocupante de Função Gratificada ( ) Não

Leia mais

Nutrição Aplicada à Educação Física. Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas. Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci

Nutrição Aplicada à Educação Física. Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas. Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci Nutrição Aplicada à Educação Física Cálculo da Dieta e Recomendações dietéticas Ismael F. Freitas Júnior Malena Ricci ARROZ 100 gramas CÁLCULO DE DIETA CH 25,1 PT 2,0 Lip 1,2 Consumo 300 gramas 100 gr

Leia mais

Intenção de compras de NATAL. 10 de dezembro. Ribeirão Preto/SP

Intenção de compras de NATAL. 10 de dezembro. Ribeirão Preto/SP Intenção de compras de NATAL 10 de dezembro 2014 Ribeirão Preto/SP Sumário Objetivo... 3 Metodologia... 3 Caracterização geral dos entrevistados... 4 Perfil de consumo para o Natal... 5 Considerações finais...

Leia mais

Linha de tubulação de pvc

Linha de tubulação de pvc 101 5.3.2- Linha de tubulação de pvc A seguir, são apresentados os perfis GPR adquiridos com os seguintes parâmetros, modo de aquisição passo a passo, arranjo de antenas Ey-Ey, freqüência de 100MHz e espaçamento

Leia mais

IMPACTOS DA CRISE NA ALIMENTAÇÃO

IMPACTOS DA CRISE NA ALIMENTAÇÃO IMPACTOS DA CRISE NA ALIMENTAÇÃO Raquel Rocha Gomes Em conjuntura de crise econômica mundial a Futura foi as ruas verificar hábitos de consumo alimentares do capixaba e o quanto esses hábitos foram ou

Leia mais

VCMH/IESS. Variação de Custos Médico-Hospitalares. Edição: Janeiro de 2016 Data-base: Junho de 2015 SUMÁRIO EXECUTIVO

VCMH/IESS. Variação de Custos Médico-Hospitalares. Edição: Janeiro de 2016 Data-base: Junho de 2015 SUMÁRIO EXECUTIVO Variação de Custos Médico-Hospitalares Edição: Janeiro de 2016 Data-base: Junho de 2015 SUMÁRIO EXECUTIVO O VCMH/IESS O índice VCMH/IESS para planos individuais atingiu 17,1% no período de 12 meses terminados

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA RESPOSTA TÉCNICA COREN/SC Nº 04/CT/2016 Assunto: Penicilina Palavras-chave: Penicilina, Injetáveis, Benzilpenicilinas I Solicitação recebida pelo Coren/SC: Quais são os equipamentos e insumos obrigatórios

Leia mais

CONSUMO DE SUPLEMENTO ALIMENTAR POR HOMENS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO, NAS ACADEMIAS CENTRAIS DO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA/PR

CONSUMO DE SUPLEMENTO ALIMENTAR POR HOMENS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO, NAS ACADEMIAS CENTRAIS DO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA/PR Os textos são de responsabilidade de seus autores. CONSUMO DE SUPLEMENTO ALIMENTAR POR HOMENS PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO, NAS ACADEMIAS CENTRAIS DO MUNICÍPIO DE GUARAPUAVA/PR Edson Luis Quintiliano 1 Orientador:

Leia mais

Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais

Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais PESQUISA DO MERCADO IMOBILIÁRIO EM BELO HORIZONTE: ALUGUÉIS Janeiro de 2016 APRESENTAÇÃO DA PESQUISA Esta pesquisa é realizada pela Fundação IPEAD/UFMG com o apoio da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte

Leia mais

ALTERAÇÕES NA SATISFAÇÃO DA IMAGEM CORPORAL A PARTIR DA INTERVENÇÃO COGNITIVO-COMPORTAMENTAL EM UM PROGRAMA DE REEDUCAÇÃO ALIMENTAR MULTIDISCIPLINAR.

ALTERAÇÕES NA SATISFAÇÃO DA IMAGEM CORPORAL A PARTIR DA INTERVENÇÃO COGNITIVO-COMPORTAMENTAL EM UM PROGRAMA DE REEDUCAÇÃO ALIMENTAR MULTIDISCIPLINAR. ALTERAÇÕES NA SATISFAÇÃO DA IMAGEM CORPORAL A PARTIR DA INTERVENÇÃO COGNITIVO-COMPORTAMENTAL EM UM PROGRAMA DE REEDUCAÇÃO ALIMENTAR MULTIDISCIPLINAR. Gabriela Salim Xavier, André Luiz Moreno da Silva,

Leia mais

Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013

Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013 Oficina de Apropriação de Resultados PAEBES 2013 Oficina de Apropriação de Resultados de BIOLOGIA Dinâmica Eu não sou eu.sou o momento:passo. Mario Quintana Objetivos: Interpretar os resultados da avaliação

Leia mais

Avaliação do impacto dos programas do Instituto Ayrton Senna

Avaliação do impacto dos programas do Instituto Ayrton Senna Avaliação do impacto dos programas do Instituto Ayrton Senna Ricardo Barros IPEA Mirela de Carvalho IETS Ao longo da última década, cada vez mais redes públicas de ensino municipais e estaduais passaram

Leia mais

Os vieses no cadastramento do Bolsa Família

Os vieses no cadastramento do Bolsa Família FURTADO, Ariandeny [1] PEREIRA, Fernando Marcello Nunes [2] TOMÉI, Maria Cristina da Mota [3] FURTADO, Ariandeny; PEREIRA, Fernando Marcello Nunes; TOMÉI, Maria Cristina da Mota. Os vieses no cadastramento

Leia mais

de Estudos em Saúde Coletiva, Mestrado profissional em Saúde Coletiva. Palavras-chave: Reações adversas, antidepressivos, idosos.

de Estudos em Saúde Coletiva, Mestrado profissional em Saúde Coletiva. Palavras-chave: Reações adversas, antidepressivos, idosos. ANÁLISE DAS REAÇÕES ADVERSAS OCORRIDAS DEVIDO AO USO DE ANTIDEPRESSIVOS EM IDOSOS DO CENTRO DE REFERÊNCIA EM ATENÇÃO À SAÚDE DA PESSOA IDOSA CRASPI DE GOIÂNIA Gislaine Rosa de SOUZA 1 ; Ana Elisa Bauer

Leia mais

CAPÍTULO IV. Através da tabela 4, podemos observar os dados obtidos às necessidades

CAPÍTULO IV. Através da tabela 4, podemos observar os dados obtidos às necessidades CAPÍTULO IV APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS Neste capítulo serão apresentados os resultados dos dados obtidos relativos à ingestão nutricional dos jovens atletas, após a realização do tratamento estatístico.

Leia mais

Tópicos em Gestão da Informação II

Tópicos em Gestão da Informação II Tópicos em Gestão da Informação II Aula 05 Variabilidade estatística Prof. Dalton Martins dmartins@gmail.com Gestão da Informação Faculdade de Informação e Comunicação Universidade Federal de Goiás Exercício

Leia mais

Bases Moleculares da Obesidade e Diabetes

Bases Moleculares da Obesidade e Diabetes Bases Moleculares da Obesidade e Diabetes Metabolismo Muscular Prof. Carlos Castilho de Barros http://wp.ufpel.edu.br/obesidadediabetes/ Atividade muscular Principais fontes de energia: 1- Carboidratos

Leia mais