CALAGEM NA SUPERFÍCIE DO SOLO NO SISTEMA PLANTIO DIRETO EM CAMPO NATIVO. CIRO PETRERE Eng. Agr. (UEPG)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CALAGEM NA SUPERFÍCIE DO SOLO NO SISTEMA PLANTIO DIRETO EM CAMPO NATIVO. CIRO PETRERE Eng. Agr. (UEPG)"

Transcrição

1 CALAGEM NA SUPERFÍCIE DO SOLO NO SISTEMA PLANTIO DIRETO EM CAMPO NATIVO CIRO PETRERE Eng. Agr. (UEPG)

2

3

4

5

6 CALAGEM NA SUPERFÍCIE DO SOLO NO SISTEMA PLANTIO DIRETO EM CAMPO NATIVO" Autor: Ciro Petrere Orientador: Professor Ibanor Anghinoni SINOPSE As pastagens naturais ocupam aproximadamente 61% da área do Estado do Rio Grande do Sul. Parte desse total apresenta solos com elevada acidez e que, se convenientemente corrigidos, podem ser incorporados na produção de grãos. O objetivo desta pesquisa foi avaliar o efeito da aplicação superficial de doses de calcário em área de campo nativo sobre as características físicas e químicas no perfil do solo e no rendimento de culturas, conduzidas no sistema plantio direto e preparo convencional do solo. Utilizou-se um experimento instalado em 1993 em área de pastagem natural, nunca antes cultivada, em solo latossolo vermelho escuro, no município de Cruz Alta, RS. Amostras de solo foram coletadas, em 1997, em diferentes camadas no perfil nas parcelas, para a determinação das características físicas e químicas. Paralelamente, foram efetuados testes de infiltração de água no campo e coleta de amostras indeformadas de solo, em colunas, no campo nativo e nos sistemas plantio direto e convencional e submetidas à aplicação superficial de calcário em laboratório. Os efeitos da aplicação superficial de calcário, sem posterior mobilizaçio do solo, sobre ph, alumínio, cálcio e magnésio trocáveis e CTC efetiva foram proporcionais às doses e chegaram a atingir a camada entre 17,5 e 22,5 cm. Os efeitos desta aplicação nas colunas indeformadas de solo foram mais pronunciados no campo nativo, onde foi detectada a presença de calcário em profundidade, associada ao maior tamanho de poros e maior taxa de infiltração de água. Entretanto, apesar da distribuição diferenciada das características químicas no perfil do solo em função das doses de calcário e sua mobilização ou não no solo, não houve diferenças nos rendimentos da sequência de culturas de verão (soja-soja-milho-soja) utilizada.

7 SURFACE LIME APPLICATION IN NO TILLAGEM SYSTEM IN NATURAL PASTURE CONDITION Author: Ciro Petrere Adviser: Professor Ibanor Anghinoni SUMMARY Approximatelly 61% of the total area of the of Rio Grande do Sul state, Brazil, is under natural pasture condition. Considerable fraction of this area is under very acid soils and, if correctly mannaged, can be used for grain production. The objective of this research was to evaluate the rates effect of surface lime application on natural pasture field on physical and chemical characteristics of the soil profile and on crop yield under no tillage and conventional tillage. An experiment, installed in 1993, in a native pasture field never before cultivated, in an oxisol located in Cruz Alta, RS Brazil, was used. In 1997, soil samples were collected from each plot in different soil layers for physical and chemical analysis. Water infiltration tests were also conducted in the field and in undeformed colums soil samples, collected in the natural pasture condition and in the no tillage and conventional tillage plots submmited to surface lime application in the laboratory. The effects of surface lime application, without it's incorporation to the soil, on soil ph, exchangeable aluminum, calcium and magnesium and effective CEC, increased with the applied rates and reached soil layer of 17,5-22,5 cm. The effect of surface lime application in the colums was more evident in the natural pasture, where lime was detected in subsurface layer, associated with larger pore size and higher water infiltration rate. However, is spite of the differences in physical and chemical characteristics found in the soil profile due to application of lime rates with or without incorporation in the soil there was no effect on grain yields of the summer crops sequence (soybeansoybean-corn-soybean) evaluated in the research.

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

61

62

63

64

65

66

67

68

69

70

71

72

73

74

75

76

77

78

79

80

81

82

83

84

85

86

87

88

89

90

91

92

93

94

95

96

97

98

99

100

101

102

103

104

105

106

107

108

109

110

111

112

113

114

115

116

117

118

119

120

121

Revista Brasileira de Ciência do Solo ISSN: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Brasil

Revista Brasileira de Ciência do Solo ISSN: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Brasil Revista Brasileira de Ciência do Solo ISSN: -683 revista@sbcs.org.br Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Brasil PETRERE, C.; ANGHINONI, I. ALTERAÇÃO DE ATRIBUTOS QUÍMICOS NO PERFIL DO SOLO PELA CALAGEM

Leia mais

Construção de Perfil do Solo

Construção de Perfil do Solo Gargalos Tecnológicos para Produção Agrícola Construção de Perfil do Solo Eduardo Fávero Caires Universidade Estadual de Ponta Grossa Solos com Fertilidade Baixa ou Muito Baixa Acidez Excessiva Teor tóxico

Leia mais

CALCÁRIO LÍQUIDO E CONVENCIONAL NA CORREÇÃO DA ACIDEZ DO SOLO

CALCÁRIO LÍQUIDO E CONVENCIONAL NA CORREÇÃO DA ACIDEZ DO SOLO CALCÁRIO LÍQUIDO E CONVENCIONAL NA CORREÇÃO DA ACIDEZ DO SOLO BAMBOLIM 1, Amauri; MEZZALIRA 1, Daiane Cristina; CAIONE 2, Gustavo; 1 Graduando de Engenharia Florestal, Universidade do Estado de Mato Grosso,

Leia mais

MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO NO CERRADO

MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO NO CERRADO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E TECNOLÓGICAS MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO NO CERRADO Edicarlos Damacena

Leia mais

TEORES DE POTÁSSIO, CÁLCIO E MAGNÉSIO NO SOLO APÓS APLICAÇÃO DE DEJETO LÍQUIDO E CAMA SOBREPOSTA DE SUÍNOS NO CULTIVO DE MILHO

TEORES DE POTÁSSIO, CÁLCIO E MAGNÉSIO NO SOLO APÓS APLICAÇÃO DE DEJETO LÍQUIDO E CAMA SOBREPOSTA DE SUÍNOS NO CULTIVO DE MILHO TEORES DE POTÁSSIO, CÁLCIO E MAGNÉSIO NO SOLO APÓS APLICAÇÃO DE DEJETO LÍQUIDO E CAMA SOBREPOSTA DE SUÍNOS NO CULTIVO DE MILHO Dotzbach, D. 1,3 ; Léis, C.M. de. 2,3 ; Comin, J.J. 2 ; Belli Filho, P. 2

Leia mais

EFICÁCIA DO TRADO HOLANDÊS NA AMOSTRAGEM DE SOLO EM LAVOURAS NO SISTEMA PLANTIO DIRETO

EFICÁCIA DO TRADO HOLANDÊS NA AMOSTRAGEM DE SOLO EM LAVOURAS NO SISTEMA PLANTIO DIRETO EFICÁCIA DO TRADO HOLANDÊS NA AMOSTRAGEM DE SOLO EM LAVOURAS NO SISTEMA PLANTIO DIRETO EFFICIENTY OF THE DUTCH AUGER FOR SAMPLING SOIL IN NO-TILLAGE SYSTEM SALET, Roberto L. 1 ; NICOLODI, Margarete 2 *;

Leia mais

DISPERSÃO DA ARGILA EM ÁGUA EM SOLOS ARGILOSOS EM FUNÇÃO DA ADIÇÃO DE ESTERCO DE ANIMAIS

DISPERSÃO DA ARGILA EM ÁGUA EM SOLOS ARGILOSOS EM FUNÇÃO DA ADIÇÃO DE ESTERCO DE ANIMAIS DISPERSÃO DA ARGILA EM ÁGUA EM SOLOS ARGILOSOS EM FUNÇÃO DA ADIÇÃO DE ESTERCO DE ANIMAIS Barbosa, G.M.C.* 1 ; Miyazawa, M. 1 1 Pesquisadores do Instituto Agronômico do Paraná - IAPAR, Rodovia Celso Garcia

Leia mais

SISTEMA DE CULTIVO NAS CARACTERÍSTICAS FÍSICO-HÍDRICAS EM LATOSSOLO DISTROCOESO SOB CERRADO NO MARANHÃO (1)

SISTEMA DE CULTIVO NAS CARACTERÍSTICAS FÍSICO-HÍDRICAS EM LATOSSOLO DISTROCOESO SOB CERRADO NO MARANHÃO (1) SISTEMA DE CULTIVO NAS CARACTERÍSTICAS FÍSICO-HÍDRICAS EM LATOSSOLO DISTROCOESO SOB CERRADO NO MARANHÃO (1) Francisco de Brito Melo (2) Milton José Cardoso (3) ; Aderson Soares de Andrade Júnior (4) (1)

Leia mais

ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO E PRODUTIVIDADE DE MANDIOCA EM FUNÇÃO DA CALAGEM, ADUBAÇÃO ORGÂNICA E POTÁSSICA 1

ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO E PRODUTIVIDADE DE MANDIOCA EM FUNÇÃO DA CALAGEM, ADUBAÇÃO ORGÂNICA E POTÁSSICA 1 ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO E PRODUTIVIDADE DE MANDIOCA EM FUNÇÃO DA CALAGEM, ADUBAÇÃO ORGÂNICA E POTÁSSICA 1 Andrei de Souza da Silva 2 ; José Ricken Neto 3 ; Vanderson Mondolon Duart 4 ; Fernando José

Leia mais

Quadro 1 - Fatores para conversão de unidades antigas em unidades do Sistema Internacional de Unidades.

Quadro 1 - Fatores para conversão de unidades antigas em unidades do Sistema Internacional de Unidades. Informação sobre interpretação de Análise de Solo, segundo o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Solos e Recursos Ambientais, Instituto Agronômico de Campinas. Quadro 1 - Fatores para conversão de

Leia mais

ALTERAÇÕES QUÍMICAS DO SOLO E RENDIMENTO DE MILHO VERDE APÓS APLICAÇÃO DE COMPOSTAGEM DE CARCAÇA DE AVES

ALTERAÇÕES QUÍMICAS DO SOLO E RENDIMENTO DE MILHO VERDE APÓS APLICAÇÃO DE COMPOSTAGEM DE CARCAÇA DE AVES ALTERAÇÕES QUÍMICAS DO SOLO E RENDIMENTO DE MILHO VERDE APÓS APLICAÇÃO DE COMPOSTAGEM DE CARCAÇA DE AVES Pohlmann, R.A.C.* 1 ; Paulino, H.B. 2 ; Portugal, A.F. 3 ; Fernandes, M.S. 4 1 Mestranda da UFG

Leia mais

CALAGEM SUPERFICIAL E GESSAGEM EM PLANTIO DIRETO

CALAGEM SUPERFICIAL E GESSAGEM EM PLANTIO DIRETO SISTEMAS INTEGRADOS DE MANEJO NA PRODUÇÃO AGRÍCOLA SUSTENTÁVEL CALAGEM SUPERFICIAL E GESSAGEM EM PLANTIO DIRETO SINOP MATO GROSSO 23 a 25 de Novembro de 2015 Eduardo Fávero Caires Universidade Estadual

Leia mais

CALAGEM NA SUPERFÍCIE EM SISTEMA PLANTIO DIRETO (1)

CALAGEM NA SUPERFÍCIE EM SISTEMA PLANTIO DIRETO (1) CALAGEM NA SUPERFÍCIE EM SISTEMA PLANTIO DIRETO 161 CALAGEM NA SUPERFÍCIE EM SISTEMA PLANTIO DIRETO (1) E. F. CAIRES (2), D. A. BANZATTO (3) & A. F. FONSECA (4) RESUMO Existem informações conflitantes

Leia mais

Adubação com composto de farelos anaeróbico na produção de tomate orgânico cultivado sobre coberturas vivas de amendoim forrageiro e grama batatais.

Adubação com composto de farelos anaeróbico na produção de tomate orgânico cultivado sobre coberturas vivas de amendoim forrageiro e grama batatais. Adubação com composto de farelos anaeróbico na produção de tomate orgânico cultivado sobre coberturas vivas de amendoim forrageiro e grama batatais. RESUMO O trabalho foi conduzido na Área de Pesquisa

Leia mais

Utilização de calcário em plantio direto e convencional de soja e milho em Latossolo Vermelho

Utilização de calcário em plantio direto e convencional de soja e milho em Latossolo Vermelho Calcário em plantio direto e convencional 563 Utilização de calcário em plantio direto e convencional de soja e milho em Latossolo Vermelho Leo Nobre de Miranda (1), Jeanne Christine Claessen de Miranda

Leia mais

NOTAS CIENTÍFICAS. Estado de compactação do solo em áreas cultivadas no sistema de plantio direto (1)

NOTAS CIENTÍFICAS. Estado de compactação do solo em áreas cultivadas no sistema de plantio direto (1) Estado de compactação do solo 223 NOTAS CIENTÍFICAS Estado de compactação do solo em áreas cultivadas no sistema de plantio direto (1) Wenceslau J. Goedert (2), Marcio Julio Schermack (3) e Frederico Carneiro

Leia mais

Comunicado Técnico. Jeanne Christine Claessen de Miranda 1 Leo Nobre de Miranda 2

Comunicado Técnico. Jeanne Christine Claessen de Miranda 1 Leo Nobre de Miranda 2 Comunicado Técnico 134 ISSN 1517-1469 Planaltina, DF Maio, 2007 Fotos: Jeanne Christine Claessen de Miranda Contribuição da Micorriza Arbuscular para a Produtividade e Sustentabilidade nos Sistemas de

Leia mais

INDICADORES QUÍMICOS DE QUALIDADE DO SOLO

INDICADORES QUÍMICOS DE QUALIDADE DO SOLO INDICADORES QUÍMICOS DE QUALIDADE DO SOLO Eduardo Fávero Caires Professor Associado - Fertilidade do Solo Reunião Paranaense de Ciência do Solo UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA III REUNIÃO PARANAENSE

Leia mais

CALAGEM PARA UMA ROTAÇÃO DE CULTURAS NO SISTEMA PLANTIO DIRETO (1)

CALAGEM PARA UMA ROTAÇÃO DE CULTURAS NO SISTEMA PLANTIO DIRETO (1) CALAGEM PARA UMA ROTAÇÃO DE CULTURAS NO SISTEMA PLANTIO DIRETO 675 CALAGEM PARA UMA ROTAÇÃO DE CULTURAS NO SISTEMA PLANTIO DIRETO (1) D. PÖTTKER (2) & J. R. BEN (3) RESUMO Agricultores que adotaram o sistema

Leia mais

16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE

16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE 16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE EM RELAÇÃO AO FORMULADO PADRÃO O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho do fertilizante Farture (00-12-12) em diferentes dosagens em relação ao

Leia mais

Manejo da lavoura para altas produtividades com base na agricultura de precisão. Telmo Amado

Manejo da lavoura para altas produtividades com base na agricultura de precisão. Telmo Amado Manejo da lavoura para altas produtividades com base na agricultura de precisão Telmo Amado Situação atual. Eficiência de Uso < 50% N e K, e < 30% de P Eficiência do uso da água Potencial genético subutilizado

Leia mais

DETERMINAÇÃO DO ph DE UM ARGISSOLO VERMELHO AMARELO distrófico INCUBADO COM APLICAÇÃO DE DOSES CRESCENTES DE CaCO 3 POR DIFERENTES MÉTODOS

DETERMINAÇÃO DO ph DE UM ARGISSOLO VERMELHO AMARELO distrófico INCUBADO COM APLICAÇÃO DE DOSES CRESCENTES DE CaCO 3 POR DIFERENTES MÉTODOS 58 DETERMINAÇÃO DO ph DE UM ARGISSOLO VERMELHO AMARELO distrófico INCUBADO COM APLICAÇÃO DE DOSES CRESCENTES DE CaCO 3 POR DIFERENTES MÉTODOS Luis Felipe Rodrigues de Aquino Sousa¹; Ricardo Welder Duarte

Leia mais

Alterações na fertilidade do solo em decorrência da solarização realizada em duas épocas do ano no Distrito Federal

Alterações na fertilidade do solo em decorrência da solarização realizada em duas épocas do ano no Distrito Federal Alterações na fertilidade do solo em decorrência da solarização realizada em duas épocas do ano no Distrito Federal Ronessa Bartolomeu Souza 1, Mirian Josefina Baptista 1, Carlos Alberto Lopes 1 1 Embrapa

Leia mais

Manejo de Solos. Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros

Manejo de Solos. Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros Manejo de Solos Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros Aula 6: Acidez e calagem Acidez Acidez Acidez Faixa de acidez e alcalinidade encontradas na maioria dos solos agrícolas Acidez Acidez Amplitude

Leia mais

Vanderson Modolon DUART 1, Adriana Modolon DUART 2, Mário Felipe MEZZARI 2, Fernando José GARBUIO 3

Vanderson Modolon DUART 1, Adriana Modolon DUART 2, Mário Felipe MEZZARI 2, Fernando José GARBUIO 3 ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO E DESENVOLVIMENTO DE CULTIVARES HÍBRIDAS DE ARROZ IRRIGADO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE CALCÁRIO E GESSO EM SISTEMA DE SEMEADURA DIRETA Vanderson Modolon DUART 1, Adriana Modolon

Leia mais

APLICAÇÃO SUPERFICIAL DE CALCÁRIO: ATÉ ONDE MIGRAM E ATÉ QUANDO PERSISTEM OS EFEITOS NO PERFIL DO SOLO?

APLICAÇÃO SUPERFICIAL DE CALCÁRIO: ATÉ ONDE MIGRAM E ATÉ QUANDO PERSISTEM OS EFEITOS NO PERFIL DO SOLO? 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO APLICAÇÃO SUPERFICIAL DE CALCÁRIO: ATÉ ONDE MIGRAM E ATÉ QUANDO PERSISTEM OS EFEITOS NO PERFIL

Leia mais

Calcário líquido e calcário convencional na correção da acidez do solo

Calcário líquido e calcário convencional na correção da acidez do solo Revista de Agricultura Neotropical BAMBOLIM, A.; CAIONE, G.; SOUZA, N. F.; SEBEN-JUNIOR, G. F.; FERBONINK, G. F. Calcário líquido e calcário convencional na correção da acidez do solo. Revista de Agricultura

Leia mais

RELAÇÕES ENTRE OS TIPOS E INDICADORES DE ACIDEZ DO SOLO EM LAVOURAS NO SISTEMA PLANTIO DIRETO NA REGIÃO DO PLANALTO DO RIO GRANDE DO SUL (1)

RELAÇÕES ENTRE OS TIPOS E INDICADORES DE ACIDEZ DO SOLO EM LAVOURAS NO SISTEMA PLANTIO DIRETO NA REGIÃO DO PLANALTO DO RIO GRANDE DO SUL (1) RELAÇÕES ENTRE OS TIPOS E INDICADORES DE ACIDEZ DO SOLO EM LAVOURAS... 1217 RELAÇÕES ENTRE OS TIPOS E INDICADORES DE ACIDEZ DO SOLO EM LAVOURAS NO SISTEMA PLANTIO DIRETO NA REGIÃO DO PLANALTO DO RIO GRANDE

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA. Monitoramento tridimensional da hidrodinâmica na zona radicular do meloeiro em condições semiáridas.

PROJETO DE PESQUISA. Monitoramento tridimensional da hidrodinâmica na zona radicular do meloeiro em condições semiáridas. PROJETO DE PESQUISA Monitoramento tridimensional da hidrodinâmica na zona radicular do meloeiro em condições semiáridas. x Mestrado Doutorado Discente: Orientador (a): Coorientador (a): Coorientador (a):

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA E BIOQUÍMICA

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA E BIOQUÍMICA UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA E BIOQUÍMICA Caracterização de Polímeros usados na Indústria de Cabos Elétricos: Ensaios de fogo com monitorização de parâmetros associados

Leia mais

CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS DO SOLO SOB CONDIÇÕES IRRIGADAS E DE SEQUEIRO NA CULTURA DA ACEROLA

CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS DO SOLO SOB CONDIÇÕES IRRIGADAS E DE SEQUEIRO NA CULTURA DA ACEROLA CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS DO SOLO SOB CONDIÇÕES IRRIGADAS E DE UEIRO NA CULTURA DA ACEROLA F. B. T. HERNANDEZ 1 ; D. R. GOMES 2 ; L. S. VANZELA 3 Escrito para apresentação no XV Congresso Nacional de Irrigação

Leia mais

(T) Propriedades químicas de Latossolo Vermelho em função da aplicação de gessagem e calagem (I)

(T) Propriedades químicas de Latossolo Vermelho em função da aplicação de gessagem e calagem (I) ISSN -989X Licenciado sob uma Licença Creative Commons (T) Propriedades químicas de Latossolo Vermelho em função da aplicação de gessagem e calagem (I) Chemical properties of Ultisol due to the application

Leia mais

EFEITO DA ADUBAÇÃO FOSFATADA SOBRE O RENDIMENTO DE FORRAGEM E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE PASPALUM ATRATUM BRA-009610

EFEITO DA ADUBAÇÃO FOSFATADA SOBRE O RENDIMENTO DE FORRAGEM E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE PASPALUM ATRATUM BRA-009610 REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA - ISSN 1677-0293 P UBLICAÇÃO C IENTÍFICA DA F ACULDADE DE A GRONOMIA E E NGENHARIA F LORESTAL DE G ARÇA/FAEF A NO IV, NÚMERO 08, DEZEMBRO DE 2005. PERIODICIDADE:

Leia mais

RESISTÊNCIA MECÂNICA DO SOLO A PENETRAÇÃO E PRODUTIVIDADE DA CULTURA DO MILHO SOB DISTINTAS PLANTAS DE COBERTURA E DOSES DE NITROGÊNIO

RESISTÊNCIA MECÂNICA DO SOLO A PENETRAÇÃO E PRODUTIVIDADE DA CULTURA DO MILHO SOB DISTINTAS PLANTAS DE COBERTURA E DOSES DE NITROGÊNIO RESISTÊNCIA MECÂNICA DO SOLO A PENETRAÇÃO E PRODUTIVIDADE DA CULTURA DO MILHO SOB DISTINTAS PLANTAS DE COBERTURA E DOSES DE NITROGÊNIO Herberto José Lopes 1 ; Francieli Steffler Weber 2 ; Guilherme Vitória

Leia mais

Revista Brasileira de Ciência do Solo ISSN: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Brasil

Revista Brasileira de Ciência do Solo ISSN: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Brasil Revista Brasileira de Ciência do Solo ISSN: 0100-0683 revista@sbcs.org.br Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Brasil MOREIRA, S. G.; KIEHL, J. C.; PROCHNOW, L. I.; PAULETTI, V. CALAGEM EM SISTEMA DE

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO-PR PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA PPGA MESTRADO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO-PR PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA PPGA MESTRADO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO-PR PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA PPGA MESTRADO PROPRIEDADES QUÍMICAS DO SOLO E RESPOSTA DA SUCESSÃO TRIGO-MILHO-TRIGO À CALAGEM E À APLICAÇÃO DE

Leia mais

ADUBAÇÃO POTÁSSICA DA SOJA EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO NO SUDOESTE DE GOIÁS

ADUBAÇÃO POTÁSSICA DA SOJA EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO NO SUDOESTE DE GOIÁS XXVII Reunião Brasileira de Fertilidade do Solo e Nutrição de Plantas XI Reunião Brasileira sobre Micorrizas IX Simpósio Brasileiro de Microbiologia do Solo VI Re un iã o Bra sile ira d e Bio lo g ia d

Leia mais

PRODUÇÃO DE SEMENTES DE MANDIOCA EM PLANTAS COM UM E DOIS CICLOS VEGETATIVOS (1>

PRODUÇÃO DE SEMENTES DE MANDIOCA EM PLANTAS COM UM E DOIS CICLOS VEGETATIVOS (1> PRODUÇÃO DE SEMENTES DE MANDIOCA EM PLANTAS COM UM E DOIS CICLOS VEGETATIVOS (1> DOMINGOS ANTONIO MONTEIRO. JOSÉ OSMAR LORBNZI (2), TERESA LOSADA VALLE (2), ARAKEN SOARES PEREIRA, Seção de Raízes e Tubérculos,

Leia mais

Condutividade elétrica e atributos físicos e químicos de um Latossolo após 15 anos sob sistemas de manejo em Mato Grosso do Sul

Condutividade elétrica e atributos físicos e químicos de um Latossolo após 15 anos sob sistemas de manejo em Mato Grosso do Sul 12 Condutividade elétrica e atributos físicos e químicos de um Latossolo após 15 anos sob sistemas de manejo em Mato Grosso do Sul Júlio Cesar Salton 1 *, Michely Tomazi 1, Éder Comunello 1, Josiléia Acordi

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOLOGIA E GEOQUÍMICA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOLOGIA E GEOQUÍMICA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOLOGIA E GEOQUÍMICA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO MORFOLOGIA E SEDIMENTOLOGIA DA PRAIA DE MACROMARÉ DE AJURUTEUA, PARÁ: UM

Leia mais

XVI CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 22 a 26 de outubro de 2007 ATRIBUTOS FÍSICOS DE UM LATOSSOLO VERMELHO-AMARELO SUBMETIDO A DIFERENTES MANEJOS

XVI CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 22 a 26 de outubro de 2007 ATRIBUTOS FÍSICOS DE UM LATOSSOLO VERMELHO-AMARELO SUBMETIDO A DIFERENTES MANEJOS ATRIBUTOS FÍSICOS DE UM LATOSSOLO VERMELHO-AMARELO SUBMETIDO A DIFERENTES MANEJOS FABRÍCIO DE MENEZES TELO SAMPAIO 1 ; MOZART MARTINS FERREIRA 2 ; ALBERTO CARDOSO ALMEIDA 3 ; STÉLIO MAIA MENEZES 4. RESUMO

Leia mais

EFEITOS DA OMISSÃO DE NUTRIENTES NOS COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO ARROZ EM LATOSSOLOS DO NORDESTE PARAENSE

EFEITOS DA OMISSÃO DE NUTRIENTES NOS COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO ARROZ EM LATOSSOLOS DO NORDESTE PARAENSE 64 EFEITOS DA OMISSÃO DE NUTRIENTES NOS COMPONENTES DE PRODUTIVIDADE DO ARROZ EM LATOSSOLOS DO NORDESTE PARAENSE Danielly Cristina da Silva Marques 1 ; Juliana Souza da Silva 2 ; José Darlon Nascimento

Leia mais

CONTROLE DA ACIDEZ DO SOLO NO SISTEMA PLANTIO DIRETO

CONTROLE DA ACIDEZ DO SOLO NO SISTEMA PLANTIO DIRETO CONTROLE DA ACIDEZ DO SOLO NO SISTEMA PLANTIO DIRETO Eduardo Fávero Caires Professor Associado do Departamento de Ciência do Solo e Engenharia Agrícola, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), 84030-900,

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO ARMAZENAMENTO DE UMA SOLUÇÃO DE NITRATO DE POTÁSSIO APLICADO VIA IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO NA CULTURA DO PIMENTÃO 1

CARACTERIZAÇÃO DO ARMAZENAMENTO DE UMA SOLUÇÃO DE NITRATO DE POTÁSSIO APLICADO VIA IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO NA CULTURA DO PIMENTÃO 1 CARACTERIZAÇÃO DO ARMAZENAMENTO DE UMA SOLUÇÃO DE NITRATO DE POTÁSSIO APLICADO VIA IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO NA CULTURA DO PIMENTÃO 1 B. L. Santoro 2 ; C. F. Souza 3 ; L. M. Sato 2 ; R. C. M. Pires 4 RESUMO:

Leia mais

ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO SUPERFICIAL DE CALCÁRIO

ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO SUPERFICIAL DE CALCÁRIO ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO SUPERFICIAL DE CALCÁRIO... 2385 ATRIBUTOS QUÍMICOS DO SOLO EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO SUPERFICIAL DE CALCÁRIO EM SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA SUBMETIDO

Leia mais

DETERMINAÇÃO DA VELOCIDADE DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANEL EM SOLO ARENOSO NO MUNICÍPIO DE CODÓ- MA

DETERMINAÇÃO DA VELOCIDADE DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANEL EM SOLO ARENOSO NO MUNICÍPIO DE CODÓ- MA DETERMINAÇÃO DA VELOCIDADE DE INFILTRAÇÃO PELO MÉTODO DO INFILTRÔMETRO DE ANEL EM SOLO ARENOSO NO MUNICÍPIO DE CODÓ- MA 1 OP Lopes Sobrinho, 2 WL Castro Júnior, 3 DA da Silva Costa, 4 R dos S Xavier, 5

Leia mais

Anais do Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão- CONPEEX (2010)

Anais do Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão- CONPEEX (2010) Anais do Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão- CONPEEX (2010) 5771-5775 AVALIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE ARROZ IRRIGADO NO USO DE NITROGÊNIO CARVALHO, Glaucilene Duarte 1 ; DE CAMPOS, Alfredo Borges 2 & FAGERIA,

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO 1 RELAÇÕES DE ENRAIZAMENTO E CÁLCIO NO SOLO PARA ALTA PRODUTIVIDADE DA SAFRA 14/15. Comitê Estratégico Soja Brasil

BOLETIM TÉCNICO 1 RELAÇÕES DE ENRAIZAMENTO E CÁLCIO NO SOLO PARA ALTA PRODUTIVIDADE DA SAFRA 14/15. Comitê Estratégico Soja Brasil 1 RELAÇÕES DE ENRAIZAMENTO E CÁLCIO NO SOLO PARA ALTA PRODUTIVIDADE DA SAFRA 14/15 Comitê Estratégico Soja Brasil 2 : RELAÇÕES DE ENRAIZAMENTO E CÁLCIO NO SOLO PARA ALTA PRODUTIVIDADE DA SAFRA 15/16 Henry

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO CALCÁRIOS CALCÍTICO E DOLOMÍTICO E ALTERAÇÕES NOS ATRIBUTOS DE SOLOS E PLANTAS SOB SISTEMA DE

Leia mais

Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento 30

Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento 30 ISSN 1678-9601 Dezembro, 2008 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Centro Nacional de Pesquisa de Arroz e Feijão Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento

Leia mais

Amostragem para avaliação da fertilidade do solo em função da variabilidade de suas características químicas

Amostragem para avaliação da fertilidade do solo em função da variabilidade de suas características químicas Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental v.13, (Suplemento), p.849 854, 2009 Campina Grande, PB, UAEA/UFCG http://www.agriambi.com.br Protocolo 019.08 24/01/2008 Aprovado em 29/04/2009 Amostragem

Leia mais

Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde

Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde Biomassa Microbiana em Cultivo de Alface sob Diferentes Adubações Orgânicas e Manejo da Adubação Verde Microbial Biomass In Lettuce Culture Under Different Organic Fertilizers And Management Of Green Manure

Leia mais

ABSORÇÃO DE NUTRIENTES E SÓDIO PELO CAUPI EM SOLOS SALINO-SÓDICOS CORRIGIDOS COM GESSO

ABSORÇÃO DE NUTRIENTES E SÓDIO PELO CAUPI EM SOLOS SALINO-SÓDICOS CORRIGIDOS COM GESSO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO DISCIPLINA: SEMINÁRIO II PROFº: MARIO DE ANDRADE LIRA JR. Ciência do Solo ABSORÇÃO DE NUTRIENTES E SÓDIO PELO CAUPI EM SOLOS SALINO-SÓDICOS

Leia mais

ATRIBUTOS QUÍMICOS DE UM CAMBISSOLO HÁPLICO INFLUENCIADOS PELA APLICAÇÃO DE RESÍDUO DE RECICLAGEM DE PAPEL NO SOLO INTRODUÇÃO

ATRIBUTOS QUÍMICOS DE UM CAMBISSOLO HÁPLICO INFLUENCIADOS PELA APLICAÇÃO DE RESÍDUO DE RECICLAGEM DE PAPEL NO SOLO INTRODUÇÃO 1 ATRIBUTOS QUÍMICOS DE UM CAMBISSOLO HÁPLICO INFLUENCIADOS PELA APLICAÇÃO DE RESÍDUO DE RECICLAGEM DE PAPEL NO SOLO José Alfredo da Fonseca 1, Alvadi Antonio Balbinot Junior 2, Milton da Veiga 3, Gilcimar

Leia mais

INFLUÊNCIA DO RELEVO NA PRODUTIVIDADE E DETERMINAÇÃO DE DENSIDADE DE SEMEADURA PARA SOJA

INFLUÊNCIA DO RELEVO NA PRODUTIVIDADE E DETERMINAÇÃO DE DENSIDADE DE SEMEADURA PARA SOJA Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia CONTECC 2016 Rafain Palace Hotel & Convention Center- Foz do Iguaçu - PR 29 de agosto a 1 de setembro de 2016 INFLUÊNCIA DO RELEVO NA PRODUTIVIDADE

Leia mais

FONTES, DOSES E PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA EM COBERTURA PARA FEIJOEIRO COMUM IRRIGADO

FONTES, DOSES E PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA EM COBERTURA PARA FEIJOEIRO COMUM IRRIGADO FONTES, DOSES E PARCELAMENTO DA ADUBAÇÃO NITROGENADA EM COBERTURA PARA FEIJOEIRO COMUM IRRIGADO Sources, rates and fractional topdressing of nitrogen fertilizers for irrigated common bean Morel Pereira

Leia mais

IMPORTÂNCIA DA CALAGEM PARA OS SOLOS DO CERRADO

IMPORTÂNCIA DA CALAGEM PARA OS SOLOS DO CERRADO IMPORTÂNCIA DA CALAGEM PARA OS SOLOS DO CERRADO Palestra apresenta no I Seminário alusivo ao Dia Nacional do Calcário, no dia 23 de maio de 2013, no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Leia mais

Nutrição, Adubação e Calagem

Nutrição, Adubação e Calagem Nutrição, Adubação e Calagem Importância da nutrição mineral Embora o eucalipto tenha rápido crescimento, este é muito variável. Os principais fatores que interferem no crescimento estão relacionados com

Leia mais

Pesquisa Agropecuária Tropical ISSN: 1517-6398 pat@agro.ufg.br. Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos. Brasil

Pesquisa Agropecuária Tropical ISSN: 1517-6398 pat@agro.ufg.br. Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos. Brasil Pesquisa Agropecuária Tropical ISSN: 1517-6398 pat@agro.ufg.br Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos Brasil Zandoná, Renan Ricardo; Beutler, Amauri Nelson; Burg, Giovane Matias; Farias Barreto,

Leia mais

Nome do Sítio Experimental: Cruz Alta. Localização e Mapas do Sítio Experimental: Latitude: Longitude: Altitude: 432 m

Nome do Sítio Experimental: Cruz Alta. Localização e Mapas do Sítio Experimental: Latitude: Longitude: Altitude: 432 m Nome do Sítio Experimental: Cruz Alta Localização e Mapas do Sítio Experimental: Latitude: -28.6036 Longitude: -53.6736 Altitude: 432 m Rio Grande do Sul torre Cruz Alta torre DESCRIÇÃO: Descrição Geral:

Leia mais

Produtividade de feijão no sistema plantio direto com aplicação de calcário e zinco

Produtividade de feijão no sistema plantio direto com aplicação de calcário e zinco Produtividade de feijão no sistema plantio direto 73 Produtividade de feijão no sistema plantio direto com aplicação de calcário e zinco Nand Kumar Fageria (1) e Luís Fernando Stone (1) (1) Embrapa Arroz

Leia mais

AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DOS SOLOS DE VARJOTA CE, NO PERÍODO DE 2005 A 2007

AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DOS SOLOS DE VARJOTA CE, NO PERÍODO DE 2005 A 2007 AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DOS SOLOS DE VARJOTA CE, NO PERÍODO DE 2005 A 2007 SALES, M. L. M. DE 1 ; FIALHO, J. S. 2 ; CAMELO, F. M. B. 3 ; NUNES, P. J. F. 4 ; ALMEIDA, D. M. DE 5 & MIRANDA, E. P. DE 5 1

Leia mais

FERTILIDADE DE SOLOS EM TRANSIÇÃO CERRADO FLORESTA AMAZÔNICA CULTIVADOS COM PASTAGENS POR VÁRIOS ANOS NO NORDESTE DO ESTADO DE MATO GROSSO

FERTILIDADE DE SOLOS EM TRANSIÇÃO CERRADO FLORESTA AMAZÔNICA CULTIVADOS COM PASTAGENS POR VÁRIOS ANOS NO NORDESTE DO ESTADO DE MATO GROSSO FERTILIDADE DE SOLOS EM TRANSIÇÃO CERRADO FLORESTA AMAZÔNICA CULTIVADOS COM PASTAGENS POR VÁRIOS ANOS NO NORDESTE DO ESTADO DE MATO GROSSO FERREIRA 1, Aureane Cristina Teixeira; GONÇALVES 1, Givanildo

Leia mais

MÉTODOS DE DETERMINAÇÃO DE CÁLCIO E MAGNÉSIO TROCÁVEIS E ESTIMATIVA

MÉTODOS DE DETERMINAÇÃO DE CÁLCIO E MAGNÉSIO TROCÁVEIS E ESTIMATIVA MÉTODOS DE DETERMINAÇÃO DE CÁLCIO E MAGNÉSIO TROCÁVEIS E ESTIMATIVA... 663 MÉTODOS DE DETERMINAÇÃO DE CÁLCIO E MAGNÉSIO TROCÁVEIS E ESTIMATIVA DO CALCÁRIO RESIDUAL EM UM LATOSSOLO SUBMETIDO À APLICAÇÃO

Leia mais

VALORIZAÇÃO DA CINZA DE CALDEIRA DE INDÚSTRIA DE TINGIMENTO TÊXTIL PARA PRODUÇÃO DE ARGAMASSAS SUSTENTÁVEIS

VALORIZAÇÃO DA CINZA DE CALDEIRA DE INDÚSTRIA DE TINGIMENTO TÊXTIL PARA PRODUÇÃO DE ARGAMASSAS SUSTENTÁVEIS VALORIZAÇÃO DA CINZA DE CALDEIRA DE INDÚSTRIA DE TINGIMENTO TÊXTIL PARA PRODUÇÃO DE ARGAMASSAS SUSTENTÁVEIS A. Reis ¹, E. P. Manfroi 2 Centro Universitário de Brusque - UNIFEBE, Departamento de Engenharia

Leia mais

ATRIBUTOS QUÍMICOS DE SOLO CULTIVADO COM DIFERENTES CULTURAS DE COBERTURA 1

ATRIBUTOS QUÍMICOS DE SOLO CULTIVADO COM DIFERENTES CULTURAS DE COBERTURA 1 ATRIBUTOS QUÍMICOS DE SOLO CULTIVADO COM DIFERENTES CULTURAS DE COBERTURA 1 Pedro Marques da Silveira 2, Paulo César Ribeiro da Cunha 3, Luís Fernando Stone 2, Glênio Guimarães dos Santos 3 ABSTRACT CHEMICAL

Leia mais

RESISTÊNCIA MECÂNICA DE UM SOLO CULTIVADO COM ALGODOEIRO EM SISTEMA DE PREPARO CONVENCIONAL EM IPAMERI, GO (*)

RESISTÊNCIA MECÂNICA DE UM SOLO CULTIVADO COM ALGODOEIRO EM SISTEMA DE PREPARO CONVENCIONAL EM IPAMERI, GO (*) RESISTÊNCIA MECÂNICA DE UM SOLO CULTIVADO COM ALGODOEIRO EM SISTEMA DE PREPARO CONVENCIONAL EM IPAMERI, GO (*) Bruno Gonçalves dos Santos (UFG / bgssantos@yahoo.com.br), Vladia Correchel (UFG), Patrícia

Leia mais

Revista Brasileira de Ciência do Solo ISSN: 0100-0683 revista@sbcs.org.br Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Brasil

Revista Brasileira de Ciência do Solo ISSN: 0100-0683 revista@sbcs.org.br Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Brasil Revista Brasileira de Ciência do Solo ISSN: 0100-0683 revista@sbcs.org.br Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Brasil SILVEIRA, P. M.; STONE, L. F. PROFUNDIDADE DE AMOSTRAGEM DO SOLO SOB PLANTIO DIRETO

Leia mais

COMPORTAMENTO DE CULTIVARES DE ALHO DE CURTO E MÉDIO CICLOS, NA REGIÃO DE CAMPINAS ( 1,2 )

COMPORTAMENTO DE CULTIVARES DE ALHO DE CURTO E MÉDIO CICLOS, NA REGIÃO DE CAMPINAS ( 1,2 ) COMPORTAMENTO DE CULTIVARES DE ALHO DE CURTO E MÉDIO CICLOS, NA REGIÃO DE CAMPINAS ( 1,2 ) JOSÉ BOTTER BERNARDI ( 3 ), engenheiroagrónomo, Seção de Hortaliças Diversas, e TOSHIO IGUE ( 3 ), engenheiro

Leia mais

08 POTENCIAL PRODUTIVO DE CULTIVARES DE SOJA

08 POTENCIAL PRODUTIVO DE CULTIVARES DE SOJA 08 POTENCIAL PRODUTIVO DE CULTIVARES DE SOJA COM TECNOLOGIA INTACTA RR2 PRO EM DUAS ÉPOCAS DE SEMEADURA O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial produtivo de cultivares de soja disponíveis comercialmente

Leia mais

FERTILIDADE E MATÉRIA ORGÂNICA DO SOLO EM DIFERENTES SISTEMAS DE MANEJO DO SOLO

FERTILIDADE E MATÉRIA ORGÂNICA DO SOLO EM DIFERENTES SISTEMAS DE MANEJO DO SOLO FERTILIDADE E MATÉRIA ORGÂNICA DO SOLO EM DIFERENTES SISTEMAS DE MANEJO DO SOLO Henrique Pereira dos Santos 1, Renato Serena Fontaneli 1, Anderson Santi 1, Ana Maria Vargas 2 e Amauri Colet Verdi 2 1 Pesquisador,

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: .

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: <http://www.pubvet.com.br/texto.php?id=359>. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: . Desempenho agronômico de cultivares de Leucena nos cerrados de Rondônia Newton de Lucena

Leia mais

NILSON ERITO TIMOTEO DOS SANTOS JUNIOR PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DE BATATA CV. ATLANTIC EM FUNÇÃO DE FONTES POTÁSSICAS

NILSON ERITO TIMOTEO DOS SANTOS JUNIOR PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DE BATATA CV. ATLANTIC EM FUNÇÃO DE FONTES POTÁSSICAS NILSON ERITO TIMOTEO DOS SANTOS JUNIOR PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DE BATATA CV. ATLANTIC EM FUNÇÃO DE FONTES POTÁSSICAS Dissertação apresentada à Universidade Federal de Uberlândia como parte das exigências

Leia mais

18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA

18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA 18 PRODUTIVIDADE DA SOJA EM FUNÇÃO DA APLICAÇÃO DE MACRONUTRIENTES EM PÓS- EMERGÊNCIA DA CULTURA O objetivo neste trabalho foi avaliar a aplicação de macronutrientes de diversas fontes e épocas de aplicação

Leia mais

EFICIÊNCIA DE INSETICIDAS, EM TRATAMENTO DE SEMENTES, NO CONTROLE DO PULGÃO Aphis gossypii (HOMOPTERA: APHIDIDAE) NA CULTURA DO ALGODOEIRO

EFICIÊNCIA DE INSETICIDAS, EM TRATAMENTO DE SEMENTES, NO CONTROLE DO PULGÃO Aphis gossypii (HOMOPTERA: APHIDIDAE) NA CULTURA DO ALGODOEIRO EFICIÊNCIA DE INSETICIDAS, EM TRATAMENTO DE SEMENTES, NO CONTROLE DO PULGÃO Aphis gossypii (HOMOPTERA: APHIDIDAE) NA CULTURA DO ALGODOEIRO Crébio José Ávila (Embrapa Agropecuária Oeste / crebio@cpao.embrapa.br),

Leia mais

Avaliação dos impactos causados por diferentes sistemas de manejo nos atributos físicos do solo

Avaliação dos impactos causados por diferentes sistemas de manejo nos atributos físicos do solo Avaliação dos impactos causados por diferentes sistemas de manejo nos atributos físicos do solo Anderson Luiz Zwirtes 1, Renato Beppler Spohr 2, Cleber Antonio Baronio 3, Diego Ricardo menegol 4 Mauro

Leia mais

Pegadas de água em agroecossistemas na região semiárida do Nordeste do Brasil

Pegadas de água em agroecossistemas na região semiárida do Nordeste do Brasil Pegadas de água em agroecossistemas na região semiárida do Nordeste do Brasil André Luiz de Carvalho 1, Rômulo Simões Cezar Menezes 2, Júlio César Rodrigues Martins 3 1- Doutorando em Tecnologias Energéticas

Leia mais

EFEITO DO SILICATO DE CÁLCIO USADO COMO FONTE DE SILÍCIO PARA A CULTURA DO ARROZ, COMPARADO AO CALCÁRIO. RESUMO

EFEITO DO SILICATO DE CÁLCIO USADO COMO FONTE DE SILÍCIO PARA A CULTURA DO ARROZ, COMPARADO AO CALCÁRIO. RESUMO EFEITO DO SILICATO DE CÁLCIO USADO COMO FONTE DE SILÍCIO PARA A CULTURA DO ARROZ, COMPARADO AO CALCÁRIO. Gisele Carneiro da Silva 1 ; Adilson Pelá 2,Camila Alves Rodrigues 3 ; Daline Benites Bottega 3

Leia mais

Métodos de amostragem de solos em áreas sob plantio direto no Sudoeste Goiano

Métodos de amostragem de solos em áreas sob plantio direto no Sudoeste Goiano Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental v.17, n.2, p.117 122, 2013 Campina Grande, PB, UAEA/UFCG http://www.agriambi.com.br Protocolo 102.11 27/05/2011 Aprovado em 23/11/2012 Métodos de amostragem

Leia mais

O que fazer antes de escolher o laboratório de análise de solo agrícola.

O que fazer antes de escolher o laboratório de análise de solo agrícola. O que fazer antes de escolher o laboratório de análise de solo agrícola. Primeiro foque no seu projeto e defina os passos a serem seguidos. - Defina tarefas. - Defina aonde chegar. - Defina por que fazer

Leia mais

Rendimento de arroz RS Fonte:Irga % % % %

Rendimento de arroz RS Fonte:Irga % % % % 1, 1, 1,,,,,, 9 93 9 9 9 97 9 99 1 3 7 3,,, 1, 1,,, Produtividade t/ha Produtividade t/ha Adubação do arroz irrigado como fator de produtividade X ENTEC Eng o. Agr o. Rodrigo Schoenfeld kg/ha 9 3 +7 3%

Leia mais

Calendário de Reposição de Nutrientes Para Alface Cultivar Vera em Cultivo Hidropônico no Período de Inverno.

Calendário de Reposição de Nutrientes Para Alface Cultivar Vera em Cultivo Hidropônico no Período de Inverno. 1 Calendário de Reposição de Nutrientes Para Alface Cultivar Vera em Cultivo Hidropônico no Período de Inverno. Hideaki W. Takahashi 1/ ; Fernando K. Suetake 2/ e Jeanedy M. Pazinato 2/ 1/ Universidade

Leia mais

CANA-DE-AÇÚCAR: COMPORTAMENTO DE VARIEDADES EM PIRACICABA, SP 0

CANA-DE-AÇÚCAR: COMPORTAMENTO DE VARIEDADES EM PIRACICABA, SP 0 CANA-DE-AÇÚCAR: COMPORTAMENTO DE VARIEDADES EM PIRACICABA, SP 0 VIRGINIO BOVIC 2,3 ), JOSÉ CIONE ( 2 ) e ANTÓNIO PEREIRA DE CAMARGO ( 2 ' 3 ) RESUMO Na Estação Experimental de Piracicaba, do Instituto

Leia mais

Acidez do solo em plantios de Eucalyptus grandis sob efeito residual da adubação com diferentes lodos de esgoto

Acidez do solo em plantios de Eucalyptus grandis sob efeito residual da adubação com diferentes lodos de esgoto Acidez do solo em plantios de Eucalyptus grandis sob efeito residual da adubação com diferentes lodos de esgoto Alexandre de Vicente Ferraz Fábio Poggiani Programa de Pós-Graduação em Recursos Florestais

Leia mais

Daniele Aparecida COSTA. Associação Cultural e Educacional de Garça Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal. Carlos Eduardo de Mendonça OTOBONI

Daniele Aparecida COSTA. Associação Cultural e Educacional de Garça Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal. Carlos Eduardo de Mendonça OTOBONI REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA PERIODICIDADE SEMESTRAL ANO I EDIÇÃO NÚMERO 2 DEZEMBRO DE 2002 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

INFLUÊNCIA DE DIFERENTES MÉTODOS DE RECOMENDAÇÃO DE CALCÁRIO NO ph DO SOLO

INFLUÊNCIA DE DIFERENTES MÉTODOS DE RECOMENDAÇÃO DE CALCÁRIO NO ph DO SOLO INFLUÊNCIA DE DIFERENTES MÉTODOS DE RECOMENDAÇÃO DE CALCÁRIO NO ph DO SOLO Mariane de Fátima Machado Cunha 1, Jaqueline Fátima Rodrigues 2, Raimundo Rodrigues Gomes Filho 2, Janaíne Myrna Rodrigues Reis

Leia mais

INFLUÊNCIA DA SATURAÇÃO DE BASES NA IMPLANTA- ÇÃO DO SISTEMA DE PLANTIO DIRETO EM SOLO DE CER- RADO. I- EFEITO NA PRODUCÃO DA CULTURA DA SOJA 1

INFLUÊNCIA DA SATURAÇÃO DE BASES NA IMPLANTA- ÇÃO DO SISTEMA DE PLANTIO DIRETO EM SOLO DE CER- RADO. I- EFEITO NA PRODUCÃO DA CULTURA DA SOJA 1 Rev. de Agricultura, V.74, fasc. 3, 1999 269 INFLUÊNCIA DA SATURAÇÃO DE BASES NA IMPLANTA- ÇÃO DO SISTEMA DE PLANTIO DIRETO EM SOLO DE CER- RADO. I- EFEITO NA PRODUCÃO DA CULTURA DA SOJA 1 INTRODUÇÃO Renato

Leia mais

Atributos físico-hídricos de um Latossolo Vermelho e produtividade de culturas sob três sistemas de preparo

Atributos físico-hídricos de um Latossolo Vermelho e produtividade de culturas sob três sistemas de preparo Cadernos Lab. Xeolóxico de Laxe Coruña. 2011. Vol. 36, pp. 11-24 ISSN: 0213-4497 Atributos físico-hídricos de um Latossolo Vermelho e produtividade de culturas sob três sistemas de preparo Physical-hydric

Leia mais

EFEITO DO MODO DE APLICAÇÃO DE GEOX NA CORREÇÃO DO SOLO. Matiello, Paiva, Vaz e Pinto.

EFEITO DO MODO DE APLICAÇÃO DE GEOX NA CORREÇÃO DO SOLO. Matiello, Paiva, Vaz e Pinto. EFEITO DO MODO DE APLICAÇÃO DE GEOX NA CORREÇÃO DO SOLO Matiello, Paiva, Vaz e Pinto. Justificativas Solos usados para a cafeicultura, no Brasil, são quimicamente pobres ou desequilibrados, necessitando

Leia mais

13 AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS DE NUTRIÇÃO VIA

13 AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS DE NUTRIÇÃO VIA 13 AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS DE NUTRIÇÃO VIA FOLIAR APLICADOS NA SOJA EM LUCAS DO RIO VERDE, MT O objetivo neste trabalho foi testar e avaliar o programa de nutrição foliar recomendado pela empresa Helena

Leia mais

Portugal, A. F.²*; Ribeiro, D. O.³; Carballal, M. R.¹; Vilela, L. A. F.³; Araújo, E. J.³; Gontijo, M.F.D. 4

Portugal, A. F.²*; Ribeiro, D. O.³; Carballal, M. R.¹; Vilela, L. A. F.³; Araújo, E. J.³; Gontijo, M.F.D. 4 EFEITOS DA UTILIZAÇÃO DE DIFERENTES DOSES DE CAMA DE FRANGO POR DOIS ANOS CONSECUTIVOS NA CONDIÇAO QUÍMICA DO SOLO E OBTENÇÃO DE MATÉRIA SECA EM Brachiaria brizantha cv. MARANDÚ Portugal, A. F.²*; Ribeiro,

Leia mais

SOBRINHO e SEBASTIÃO ALVES. Em vista da extensão do território

SOBRINHO e SEBASTIÃO ALVES. Em vista da extensão do território EFEITO DA INCORPORAÇÃO DE MASSA VEGETAL, DA ADUBAÇÃO E DO ESPAÇAMENTO, NA PRODUÇÃO DO FEI- JOEIRO ( 1 ). Luiz D'ARTAGNAN DE ALMEIDA ( 2 ), EDUARDO ANTÔNIO BULISANI ( 2 ), SHIRO MlYASAKA ( 2 ), GUIDO DE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DO SOLO MELHORIA DA QUALIDADE QUÍMICA DO PERFIL DO SOLO COMO ESTRATÉGIA PARA ATENUAR OS EFEITOS DE DÉFICITS

Leia mais

COMUNICADO AO MERCADO

COMUNICADO AO MERCADO COMUNICADO AO MERCADO Relações com Investidores A SLC Agrícola S.A. (BM&FBOVESPA: SLCE3; ADR s: SLCJY; BLOOMBERG: SLCE3:BZ; Reuters: SLCE3.SA) ( SLC Agrícola ), uma das maiores proprietárias de terras

Leia mais

EFEITO DO TRÁFEGO DE MÁQUINAS SOBRE ATRIBUTOS FÍSICOS DO SOLO E DESENVOLVIMENTO DA AVEIA PRETA. Instituto Federal Catarinense, Rio do Sul/SC

EFEITO DO TRÁFEGO DE MÁQUINAS SOBRE ATRIBUTOS FÍSICOS DO SOLO E DESENVOLVIMENTO DA AVEIA PRETA. Instituto Federal Catarinense, Rio do Sul/SC EFEITO DO TRÁFEGO DE MÁQUINAS SOBRE ATRIBUTOS FÍSICOS DO SOLO E DESENVOLVIMENTO DA AVEIA PRETA Vitória, Guilherme 1 ; Weber, Francieli S. 1 ; Lopes, Herberto 1 ; Salvador, Rodrigo 1 ; Alves, Tainah Triani

Leia mais

4. Características da CTC do Solo

4. Características da CTC do Solo 4. Características da CTC do Solo Dada a importância da CTC no solo, as características relacionadas com esta propriedade são constantemente determinadas e utilizadas em interpretações e em cálculos de

Leia mais

Revista Brasileira de Ciência do Solo ISSN: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Brasil

Revista Brasileira de Ciência do Solo ISSN: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Brasil Revista Brasileira de Ciência do Solo ISSN: 0100-0683 revista@sbcs.org.br Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Brasil de Almeida, Jaime Antonio; Bertol, Ildegardis; Leite, Dirceu; do Amaral, Andre Júlio;

Leia mais

FERTILIDADE E DENSIDADE DO SOLO EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO DO TOMATEIRO

FERTILIDADE E DENSIDADE DO SOLO EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO DO TOMATEIRO BRANCO, RBF; SUGUINO, E; BLAT, Fertilidade SF; BOLONHEZI, e densidade D; do CECÍLIO solo em sistema FILHO, AB. de plantio 2009. Atributo direto do físico tomateiro e químico do solo em sistema de plantio

Leia mais

ALTERAÇÕES DAS PROPRIEDADES FÍSICAS DO SOLO DO CERRADO SOB SISTEMAS DE MANEJO NA REGIÃO DO ALTO PARANAIBA MG

ALTERAÇÕES DAS PROPRIEDADES FÍSICAS DO SOLO DO CERRADO SOB SISTEMAS DE MANEJO NA REGIÃO DO ALTO PARANAIBA MG ALTERAÇÕES DAS PROPRIEDADES FÍSICAS DO SOLO DO CERRADO SOB SISTEMAS DE MANEJO NA REGIÃO DO ALTO PARANAIBA MG CHANGES OF SOIL PHYSICAL PROPERTIES UNDER MANAGEMENT SYSTEMS IN ALTO PARANAIBA REGION - MG Carlos

Leia mais

DEGRADAÇÃO QUÍMICA DE SOLOS EM TRANSIÇÃO CERRADO FLORESTA AMAZÔNICA CULTIVADOS COM PASTAGENS POR VARIOS ANOS

DEGRADAÇÃO QUÍMICA DE SOLOS EM TRANSIÇÃO CERRADO FLORESTA AMAZÔNICA CULTIVADOS COM PASTAGENS POR VARIOS ANOS DEGRADAÇÃO QUÍMICA DE SOLOS EM TRANSIÇÃO CERRADO FLORESTA AMAZÔNICA CULTIVADOS COM PASTAGENS POR VARIOS ANOS GONÇALVES 1, Givanildo Sousa; FERREIRA¹, Aureane Cristina Teixeira; ORTIS 1, Ricardo C; CUNHA¹,

Leia mais