FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO"

Transcrição

1 FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO Estabelecimento Prisional Nome: CADEIA PUBLICA DE SANTOS DO 5 DISTRITO POLICIAL Endereço: Rua Comandante Bucão Vianna, 811, Areia Branca-Jardim Bom Retiro, Santos -SP Fone: não possui Vagas: 24 vagas Lotação atual: 38 presos Responsável pelo Estabelecimento: Flávio Maximo. Formação Acadêmica do Responsável: Curso Superior de Direito. Data da Inspeção 02 de agosto de 2011 Participantes da Inspeção Esmar Custódio Vêncio Filho - JUIZ DE DIREITO CNJ Paulo Augusto Oliveira Irion JUIZ DE DIREITO CNJ Augusto de Arruda Botelho Vice-Presidente do IDDD Mônica de Melo Defensora Pública Carolina Capogim da Roz Promotora de Justiça Antonio Álvaro Castello Juiz de Direito da Comarca de Santos Estabelecimento Presos Condenados (x) Sim ( ) Não Quantidade: 19 condenados(incluídos medida de segurança) Observação: fechados: 03 presos Semiaberto: 10 presos Presos Provisórios (x) Sim ( ) Não Quantidade: 05 presos Medidas de Segurança (x) Sim ( ) Não Quantidade: 04 Presos ( ) sexo feminino (x) sexo masculino Quantidade: Quantidade: Presos em tratamento de saúde (x) Sim ( ) Não Quantidade de presos em tratamento: os quatro presos estão sendo medicados. Quantidade Vagas para Presos em Medida Disciplinar: não possui Presos em Medida Disciplinar: não possui Vagas para Presos em Celas de Proteção: uma cela. Presos em Celas de Proteção: não possui. Vagas para Presos em Cumprimento de RDD: não possui 1

2 Presos em Cumprimento de RDD: não possui Vagas para Trabalho: não possui Presos Trabalhando: não possui Vagas para Estudo na Unidade: não possui. Presos estudando na unidade: não possui. Vagas para Presas Gestantes: não possui Presos em razão de prisão civil decretada: 13 presos. Fugas no último ano (julho de 2010 a julho de 2011): não possui Quantidade de rebeliões: não possui. Última inspeção judicial realizada na unidade, segundo livro de inspeções: Não há como responder tendo em vista que o livro de inspeções não se encontra na unidade prisional o qual foi entregue pelo responsável ao juiz de direito da Comarca, o qual foi levado ao Fórum para, segundo o magistrado, ser preenchido e posteriormente devolvido. Área destinada para visita familiar São feitas no pátio É assegurado o direito de visita (x) Sim ( ) Não Às Quintas-feiras, das 09 às 12 horas. Áreas de banho de sol (x) Sim ( ) Não Observação: pátio. Feito diariamente das 09 às 13 horas. Biblioteca Enfermaria (x) Sim ( ) Não Mas não possuem enfermeiras, auxiliares de enfermagem ou médicos. Espaço para prática esportiva Utilizam o pátio Gabinetes odontológicos Local apropriado para cultos Não são realizados cultos Local de visitação íntima Não são realizadas visitas intimas. É assegurado o direito de visitas íntimas? 2

3 Sala de entrevista com advogado Estão sendo atendidas as distinções quanto à idade Estão sendo atendidas as distinções quanto ao sexo ( ) Sim (x ) Não somente homens Estabelecimento penal possui unidade materno-infantil ( ) Prejudicado Quantidade: prejudicado Preso provisório fica separado do condenado ( ) Prejudicado. O preso primário fica separado do reincidente ( ) Em parte Há celas escuras? Há sanções coletivas? ( ) Sim ( ) Não (x) Em parte Se houver motins ou rebeliões aplicar-se-ia sanção coletiva Há prestação de Assistência Material? ( ) Sim ( ) Não (x) Em parte É fornecido apenas colchão, alimentação e material de limpeza. Cobertores, alimentação, produtos de higiene e toalhas são providenciados pelos próprios presos através de suas visitas. Há local para realização de atividades laborativas? ( ) Em parte Há prestação de Assistência: Saúde? ( ) Em parte Há uma enfermaria, mas não há médicos, enfermeiras, auxiliares de enfermagem ou odontólogos. Também não há farmácia. Há prestação de Assistência: Jurídica? ( ) Em parte Somente os presos que possuem advogado constituído é quem tem assistência. Os demais não tem visitas de advogados. A Defensoria Pública não faz visitas na unidade. Há prestação de Assistência: Educacional? ( ) Em parte Há prestação de Assistência: Social? ( ) Em parte Há prestação de Assistência: Religiosa? ( ) Em parte 3

4 Encontradas armas de fogo ou instrumentos capazes de ofender a integridade física? Espécie/quantidade/período: desde o funcionamento da unidade, que se deu em março do corrente ano, não foi feita qualquer vistoria nas celas. Não há livro de vistorias. Aparelhos de comunicação e/ou acessórios apreendidos ( ) Sim ( ) Não Quantidade/período: desde o funcionamento da unidade, que se deu em março do corrente ano, não foi feita qualquer vistoria nas celas. Não há livro de vistorias. Mortes naturais Quantidade/período e causa: prejudicado Quantidade/período: prejudicado Quantidade/período: prejudicado Mortes por homicídio Mortes por suicídio Situação do Estabelecimento Penal O estabelecimento foi aberto em março do corrente ano. Como visto acima, há presos condenados em regimes fechado e semiaberto, presos provisórios, prisão civil e medidas de segurança. A unidade seria para, tão somente, presos de passagem, com prisão em flagrante ou recapturas, mas sua finalidade está sendo desvirtuada. Não possui qualquer uma das assistências, principalmente visitas intimas, saúde, assistência social, trabalho e educação. Situação dos Presos no Estabelecimento O atendimento médico é inexistente. As assistências materiais cobrem apenas colchões e alimentações. Os produtos de higiene, cobertas e remédios são fornecidos pelos familiares dos presos. Reclamam a total falta de assistência jurídica. Há presos em medida de segurança necessitando transferência imediata para hospital penitenciário, mas o diretor não está conseguindo vaga. Há preso condenado de outro Estado há nove meses e que sequer conta com a precatória para cumprimento de pena. O referido preso já possui, provavelmente, direito à progressão do regime. Foi anotado o nome do preso para que as providencias fossem tomadas. 4

5 Providências para o adequado funcionamento do estabelecimento À unidade deve ser dada a real destinação, já que hoje a mesma contém presos já condenados e cumprindo medida de segurança. A estrutura é boa, não há superlotação. Mas falta assistências fundamentais como saúde, educação, trabalho, religiosa, esporte e visitas intimas entre outras. outras unidades. Deveria ser destinada tão somente a presos em transição ou passagem imediata para LEGENDA FOTOGRÁFICA PATIO 5

6 6

Presas Condenadas ( X ) Sim ( ) Não Quantidade: 35. Observação: 18 no regime fechado e 17 no regime semiaberto

Presas Condenadas ( X ) Sim ( ) Não Quantidade: 35. Observação: 18 no regime fechado e 17 no regime semiaberto FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO Estabelecimento Prisional Nome: Cadeia Pública de Santos. Endereço: Rua Valdemar Leão, 252, Bairro Jabaquara, Santos SP - Fone: 013-3234-6901. E-mail: danielapeezazaro@yahoo.com.br

Leia mais

FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO

FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO Estabelecimento Prisional Nome: CADEIA PÚBLICA DE REGISTRO - SP Endereço: Jose Antonio de Campos, 376, Centro, Registro -SP Fone: 013-3821.2325 E-mail: não possui Vagas: 84 vagas,

Leia mais

1.1.4 Execução penal: conceito, pressuposto fundamental e natureza jurídica

1.1.4 Execução penal: conceito, pressuposto fundamental e natureza jurídica SUMÁRIO 1. OBJETO E APLICAÇÃO DA LEI DE EXECUÇÃO PENAL 1.1 Direito de execução penal 1.1.1 Direito de Execução Penal e Direito Penitenciário 1.1.2 Autonomia do Direito de Execução Penal 1.1.3 Antecedentes

Leia mais

Pós Penal e Processo Penal. Legale

Pós Penal e Processo Penal. Legale Pós Penal e Processo Penal Legale EXECUÇÃO PENAL 1. LEP - Estrutura A LEP Lei das Execuções Penais é estruturada da seguinte forma: - Do objeto e aplicação da LEP - Do condenado e do internado - Dos órgãos

Leia mais

1. OBJETO E APLICAÇÃO DA LEI DE EXECUÇÃO PENAL 1.1 Direito de Execução Penal

1. OBJETO E APLICAÇÃO DA LEI DE EXECUÇÃO PENAL 1.1 Direito de Execução Penal 1. OBJETO E APLICAÇÃO DA LEI DE EXECUÇÃO PENAL 1.1 Direito de Execução Penal 1.2 Pena 1.1.1 Direito de Execução Penal e Direito Penitenciário 1.1.2 Autonomia do Direito de Execução Penal 1.1.3 Antecedentes

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen Quantidade de Habitantes Habitantes no estado 2142129 2143822 4285951 1 100% 0 0% 1 100% Total 4285951 / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / Quantidade

Leia mais

PARTE 1 - DELEGACIA DE POLÍCIA

PARTE 1 - DELEGACIA DE POLÍCIA RELATÓRIO DE VISITA E INSPEÇÃO ATO CGMP - 003/98 Promotor(a) de Justiça : Promotoria de Justiça : Comarca: Relatório conjunto: Sim ( ) Não ( ) Período: PARTE 1 - DELEGACIA DE POLÍCIA Delegacia de Polícia

Leia mais

A 1. Princípios e Valores Fundamentais de Uma Política Penitenciária. Fonte: FALCONI, 1996.

A 1. Princípios e Valores Fundamentais de Uma Política Penitenciária. Fonte: FALCONI, 1996. ANEXOS I A 1 Princípios e Valores Fundamentais de Uma Política Penitenciária Fonte: FALCONI, 1996. II 1. Respeito à dignidade do homem, aos seus direitos individuais e coletivos e à crença no potencial

Leia mais

EXCELENTISSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO, CORREGEDOR DA VARA DE EXECUÇOES PENAIS DE LONDRINA, PARANÁ, DOUTOR KATSUJO NAKADOMARI

EXCELENTISSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO, CORREGEDOR DA VARA DE EXECUÇOES PENAIS DE LONDRINA, PARANÁ, DOUTOR KATSUJO NAKADOMARI EXCELENTISSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO, CORREGEDOR DA VARA DE EXECUÇOES PENAIS DE LONDRINA, PARANÁ, DOUTOR KATSUJO NAKADOMARI SINDIPOL, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob No. 80.930.779/0001-83

Leia mais

SUMÁRIO. Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL

SUMÁRIO. Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL Título I Disposições preliminares (Arts. 1º a 3º)... 3 Título II Do inquérito policial

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE 206/2002 D.O.U. 29/01/2002 ORGANIZAÇÃO SETE DE SETEMBRO DE CULTURA E ENSINO LTDA CNPJ:

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE 206/2002 D.O.U. 29/01/2002 ORGANIZAÇÃO SETE DE SETEMBRO DE CULTURA E ENSINO LTDA CNPJ: PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curso: Bacharelado em Direito Disciplina: Direito Processual Penal III Professor: Marco Antônio de Jesus Bacelar Código: DIR4 Carga Horária: 80 H Créditos: 04

Leia mais

Professor Marcos Girão O DECRETO ESTADUAL nº /98

Professor Marcos Girão O DECRETO ESTADUAL nº /98 Professor Marcos Girão O DECRETO ESTADUAL nº 25.050/98 1 O Decreto Estadual nº 25.050/1998, estabeleceu o Sistema de Revistas nos Estabelecimentos Penais do Estado do Ceará. REVISTA PESSOAL: É a inspeção

Leia mais

20. Número de agentes condenados por atos indicados no número anterior nos últimos cinco anos. 21. Há lugares de reclusão separados para presos LGBT?

20. Número de agentes condenados por atos indicados no número anterior nos últimos cinco anos. 21. Há lugares de reclusão separados para presos LGBT? 5. Não obstante isso, e em atenção à complexidade dos quatro assuntos, a Corte considera conveniente uma prévia contextualização geral dos fatos, como uma perspectiva ampla que permita uma melhor e mais

Leia mais

Roteiro de Inspeção Semestral de Unidades de Semiliberdade (artigo 94, 95 e 120 do Estatuto da Criança e do Adolescente)

Roteiro de Inspeção Semestral de Unidades de Semiliberdade (artigo 94, 95 e 120 do Estatuto da Criança e do Adolescente) Roteiro de Inspeção Semestral de Unidades de Semiliberdade (artigo 94, 95 e 120 do Estatuto da Criança e do Adolescente) Informações Iniciais SIGLAS: ECA: Estatuto da Criança e do Adolescente; CMDCA: Conselho

Leia mais

RELATÓRIO DA INSPEÇÃO NA CADEIA PÚBLICA DE PILAR PILAR PARAÍBA DATA:

RELATÓRIO DA INSPEÇÃO NA CADEIA PÚBLICA DE PILAR PILAR PARAÍBA DATA: RELATÓRIO DA INSPEÇÃO NA CADEIA PÚBLICA DE PILAR PILAR PARAÍBA DATA: 21.06.2016 1 PARTICIPANTES Padre Bosco Francisco do Nascimento - Conselheiro Presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos da

Leia mais

FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO

FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO COMARCA: I Quanto ao Centro de Reintegração Social da APAC Feminina Nome: Endereço: Bairro: CEP: - Telefone: E-mail: Vagas: recuperandas Lotação atual: recuperandas Responsável:

Leia mais

Educação no Sistema Prisional

Educação no Sistema Prisional Educação no Sistema Prisional Pacto Federativo Brasil, um sonho intenso, um raio vívido De amor e de esperança à terra desce, Se em teu formoso céu, risonho e límpido, A imagem do Cruzeiro resplandece.

Leia mais

Penas Privativas de Liberdade

Penas Privativas de Liberdade LEGALE Regime inicial O artigo 33 do CP prevê que o Juiz, no momento de aplicação da pena deverá dizer QUAL O REGIME INICIAL DO CUMPRIMENTO DE PENA. O regime inicial poderá ser: Regime inicial Fechado

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Presidente da República DILMA ROUSSEFF MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Ministro de Estado da Justiça JOSÉ EDUARDO CARDOZO Secretária-Executiva MÁRCIA PELEGRINI DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO

Leia mais

Departamento PENITENCIÁRIO NACIONAL

Departamento PENITENCIÁRIO NACIONAL Departamento PENITENCIÁRIO NACIONAL MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Departamento PENITENCIÁRIO NACIONAL Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8 às 18 horas Telefone:

Leia mais

Por determinação deste Conselho fomos ao estabelecimento acima citado verificar suas condições de funcionamento.

Por determinação deste Conselho fomos ao estabelecimento acima citado verificar suas condições de funcionamento. Relatório de Fiscalização CASE CARUARU Rua Presidente Castelo Branco, s/nº - Cidade Alta Caruaru Diretor técnico: não tem Telefone: (81) 3719 9433 Por determinação deste Conselho fomos ao estabelecimento

Leia mais

DA expedição da guia de recolhimento

DA expedição da guia de recolhimento PROVIMENTO Nº. 02/2007 Dispõe sobre a execução de penas privativas de liberdade na Região Metropolitana de Belém. A Excelentíssima Senhora Desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento Corregedora Geral

Leia mais

RESERVADO 1/8 RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES

RESERVADO 1/8 RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES RESERVADO 1/8 RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES a) O presente questionário destina-se a fornecer subsídios para a pesquisa social, devendo ser preenchido sem emendas ou rasuras, OBRIGATORIAMENTE COM LETRA DE FORMA

Leia mais

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO EM ESTABELECIMENTOS PENAIS 1 2

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO EM ESTABELECIMENTOS PENAIS 1 2 Acordo de Cooperação No 17/2011 - Melhoria do Sistema Penitenciário MINISTÉRIO DA JUSTIÇA CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO CONSELHO NACIONAL DE DEFENSORES PÚBLICOS RELATÓRIO

Leia mais

Coordenador: Prof. Dr. Martinho Braga Batista e Silva Co-coordenadora: Profa. Dra. Maria Célia Delduque

Coordenador: Prof. Dr. Martinho Braga Batista e Silva Co-coordenadora: Profa. Dra. Maria Célia Delduque Relatório do Projeto de Pesquisa Do Plano à Política: garantindo o direito à saúde para todas as pessoas do sistema prisional Etapa 1: 01.01.2012 a 31.03.2012 Coordenador: Prof. Dr. Martinho Braga Batista

Leia mais

Módulo Internacional nos Estados Unidos DIREITO

Módulo Internacional nos Estados Unidos DIREITO Módulo Internacional nos Estados Unidos DIREITO 29 de Abril a 05 de Maio de 2018 Northeastern State University - www.nsuok.edu contato: international@animaeducacao.com.br MÓDULO INTERNACIONAL NOS ESTADOS

Leia mais

Pesquisa Tráfico de drogas na cidade do Rio de Janeiro: Prisão provisória e direito de defesa. Novembro de 2015

Pesquisa Tráfico de drogas na cidade do Rio de Janeiro: Prisão provisória e direito de defesa. Novembro de 2015 Pesquisa Tráfico de drogas na cidade do Rio de Janeiro: Prisão provisória e direito de defesa Novembro de 2015 Prisões em flagrante por tráfico de drogas na cidade do Rio 1.437 casos distribuídos em 2013

Leia mais

O maior site de concursos do Brasil. apresenta...

O maior site de concursos do Brasil. apresenta... O maior site de concursos do Brasil apresenta... Art. 49. As faltas disciplinares classificam-se em leves, médias e graves. A legislação local especificará as leves e médias, bem assim as respectivas

Leia mais

FIXAÇÃO DE REGIME INICIAL

FIXAÇÃO DE REGIME INICIAL FIXAÇÃO DE REGIME INICIAL Regime Inicial de Cumprimento de Pena É estabelecido pelo conjunto do artigo 33, 2º, a, b, c (levam em conta o tempo de pena e a primariedade e a reincidência) e o artigo 59,

Leia mais

Visita Técnica nos Estados Unidos DIREITO

Visita Técnica nos Estados Unidos DIREITO Visita Técnica nos Estados Unidos DIREITO 08 a 14 de Outubro de 2017 Northeastern State University - www.nsuok.edu Contato: international.office@sociesc.com.br VISITA TÉCNICA NOS ESTADOS UNIDOS ÁREA DE

Leia mais

ANTEPROJETO DE LEI CAPÍTULO I. Seção I DOS PRINCÍPIOS E COMPETÊNCIAS. II garantia da segurança individual e coletiva no âmbito de sua atuação;

ANTEPROJETO DE LEI CAPÍTULO I. Seção I DOS PRINCÍPIOS E COMPETÊNCIAS. II garantia da segurança individual e coletiva no âmbito de sua atuação; ANTEPROJETO DE LEI Regulamenta a carreira de agentes penitenciários e correlatos, sua redenominação e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: Art. 1 o Esta Lei regulamenta a carreira de agentes

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 558, DE 29 DE MAIO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 558, DE 29 DE MAIO DE 2015 Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria Estadual de Administração Penitenciária RESOLUÇÃO Nº 558, DE 29 DE MAIO DE 2015 Estabelece diretrizes e normativas para o tratamento da população LGBT no

Leia mais

Crise na Execução Penal II - Da assistência material e à

Crise na Execução Penal II - Da assistência material e à saúde Crise na Execução Penal II - Da assistência material e à Por Renato Marcão, Promotor de Justiça. $ERUGDJHPGRWHPD Seguindo a linha de análise a que nos propusemos fazer, tendo por objeto alguns dos

Leia mais

Retirar a letra A na palavra SOBA, ficando somente SOB. Modificar, na primeira linha, o ano de 1955, para 1755

Retirar a letra A na palavra SOBA, ficando somente SOB. Modificar, na primeira linha, o ano de 1955, para 1755 2015-2016 Obra: Curso de Direito Penal Parte Geral 18 a edição Autor: Rogério Greco Página 20 Primeira citação. 14 a linha. Modificar a palavra SURFE, por SURGE Página 21 Na citação ao final da página.

Leia mais

Edital 038/2016 PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS DE DIREITO PARA A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO

Edital 038/2016 PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS DE DIREITO PARA A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO Edital 038/2016 PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS DE DIREITO PARA A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO OS DEFENSORES PÚBLICOS DO ESTADO DO PARANÁ NO FORO REGIONAL DE PIRAQUARA, no exercício de suas atribuições

Leia mais

Considerando a inspeção empreendida no dia 19.09.2012 no Centro de Recuperação Feminina;

Considerando a inspeção empreendida no dia 19.09.2012 no Centro de Recuperação Feminina; Considerando que ao Conselho Penitenciário do Estado do Pará compete, de acordo com o Decreto 418/79, inspecionar os estabelecimentos prisionais sediados no Estado do Pará, com objetivo de assegurar condições

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO PACIENTE E ACOMPANHANTE

MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO PACIENTE E ACOMPANHANTE MANUAL DE ORIENTAÇÕES AO PACIENTE E ACOMPANHANTE ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO...4 2. ACOMPANAHNTES...5 3. VISITAS...6 Horários...6 4. INFORMAÇÕES GERAIS...7 4.1 Itens permitidos aos pacientes...7 4.2 Itens

Leia mais

SAÍDA LEGAL R A F A E L V O N H E L D B O E C H A T D E F E N S O R P Ú B L I C O D O E S T A D O D E M I N A S G E R A I S

SAÍDA LEGAL R A F A E L V O N H E L D B O E C H A T D E F E N S O R P Ú B L I C O D O E S T A D O D E M I N A S G E R A I S SAÍDA LEGAL Conscientização pela Ressocialização CONCURSO DE PRÁTICAS EXITOSAS X C O N G R E S S O N A C I O N A L D E D E F E N S O R E S P Ú B L I C O S R A F A E L V O N H E L D B O E C H A T D E F

Leia mais

DELIBERA. Art. 4ª. Fica extinta a 6ª Defensoria Pública Itinerante de Cascavel em face da criação da 23ª Defensoria Pública da mesma Comarca.

DELIBERA. Art. 4ª. Fica extinta a 6ª Defensoria Pública Itinerante de Cascavel em face da criação da 23ª Defensoria Pública da mesma Comarca. 1 Deliberação CSDP nº 09, de 19 de junho de 2015. Altera a Deliberação nº. 01/2015. O Conselho Superior da Defensoria Pública do Estado do Paraná, no uso de suas atribuições legais, com o poder normativo

Leia mais

Visita Técnica nos Estados Unidos DIREITO

Visita Técnica nos Estados Unidos DIREITO Visita Técnica nos Estados Unidos DIREITO De 14 a 22 de Abril de 2017 Northeastern State University - www.nsuok.edu Contato: international.office@sociesc.com.br VISITA TÉCNICA NOS ESTADOS UNIDOS ÁREA DE

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br PROGRESSÃO DE REGIME PRISIONAL ESTANDO O PRESO SOB REGIME DISCIPLINAR DIFERENCIADO (RDD) Renato Flávio Marcão Dezembro/2004 1. INTRODUÇÃO Conforme bem salientou o jurista e magistrado

Leia mais

04/10/2012. Penitenciárias

04/10/2012. Penitenciárias a) Estabelecimentos Penais: todos aqueles utilizados pela Justiça com a finalidade de alojar pessoas presas, quer provisórios quer condenados, ou ainda aqueles que estejam submetidos à medida de segurança;

Leia mais

Dispõe sobre o procedimento relativo à execução de pena privativa de liberdade e de medida de segurança, e dá outras providências.

Dispõe sobre o procedimento relativo à execução de pena privativa de liberdade e de medida de segurança, e dá outras providências. Dispõe sobre o procedimento relativo à execução de pena privativa de liberdade e de medida de segurança, e dá outras providências. (Publicada no DJ-e nº 73, em 26/04/2010, p. 03-07). Download do documento

Leia mais

Sanção Penal. É a resposta dada pelo Estado pela prática de uma infração penal

Sanção Penal. É a resposta dada pelo Estado pela prática de uma infração penal LEGALE Sanção Penal Sanção Penal É a resposta dada pelo Estado pela prática de uma infração penal Sanção Penal No Brasil, o atual sistema de sanções é o SISTEMA VICARIANTE Por esse sistema, ou o agente

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça HABEAS CORPUS Nº 299.315 - RS (2014/0175002-0) RELATOR IMPETRANTE ADVOGADO IMPETRADO PACIENTE : MINISTRO GURGEL DE FARIA : DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL : DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA NÚCLEO V RELATÓRIO DE INSPEÇÃO

ESTADO DE SANTA CATARINA PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA NÚCLEO V RELATÓRIO DE INSPEÇÃO ESTADO DE SANTA CATARINA PODER JUDICIÁRIO CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA NÚCLEO V RELATÓRIO DE INSPEÇÃO 1. DATA DA INSPEÇÃO: 03 de julho de 2013. 2. UNIDADE INSPECIONADA: 2.1. Penitenciária Complexo Penitenciário

Leia mais

Sistema de Informações Penitenciárias InfoPen Módulo Gestão Penitenciária Projeto Básico

Sistema de Informações Penitenciárias InfoPen Módulo Gestão Penitenciária Projeto Básico Ministério da Justiça Departamento Penitenciário Diretoria de Políticas Penitenciárias Coordenação Geral de Políticas, Pesquisa e Análise da Informação Sistema de Informações Penitenciárias InfoPen Módulo

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO : MINISTRO RIBEIRO DANTAS : EMERSON SILVA RODRIGUES (PRESO) : DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE SÃO PAULO : MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO EMENTA PROCESSUAL

Leia mais

A questão das drogas Aula FGV

A questão das drogas Aula FGV A questão das drogas Aula FGV Julita Lemgruber 30 de agosto de 2012 Crescimento da População Carcerária no Brasil Brasil 1995 a 2011 Total e taxa por 100 mil habitantes Número de pessoas presas por sexo

Leia mais

CONNASP CONGRESSO NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA

CONNASP CONGRESSO NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA Sistema Construtivo Penitenciário augusto.esteca@gmail.com augusto.esteca@gmail.com SISCOPEN Sistema Construtivo Penitenciário é visto como um conjunto indivisível formado de componentes interligados

Leia mais

Aspectos interdisciplinares da Arquitetura Penitenciária. Bicho de 7 cabeças. Arquiteta - GEPSOJUR CONNASP. 24/08/2008 Suzann Cordeiro II CONESP

Aspectos interdisciplinares da Arquitetura Penitenciária. Bicho de 7 cabeças. Arquiteta - GEPSOJUR CONNASP. 24/08/2008 Suzann Cordeiro II CONESP Aspectos interdisciplinares da Arquitetura Penitenciária Bicho de 7 cabeças Os processos desencadeados entre o ser humano e o espaço físico são tantos e em tantos níveis, que se revestem de um conteúdo

Leia mais

4ª CÂMARA CRIMINAL RECURSO DE AGRAVO EM EXECUÇÃO Nº DA VARA DE EXECUÇÕES PENAIS DE FOZ DO IGUAÇU RECORRENTE: RECORRIDA:

4ª CÂMARA CRIMINAL RECURSO DE AGRAVO EM EXECUÇÃO Nº DA VARA DE EXECUÇÕES PENAIS DE FOZ DO IGUAÇU RECORRENTE: RECORRIDA: 4ª CÂMARA CRIMINAL RECURSO DE AGRAVO EM EXECUÇÃO Nº 1.312.465-9 DA VARA DE EXECUÇÕES PENAIS DE FOZ DO IGUAÇU RECORRENTE: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ RECORRIDA: CRISTIANE SOUZA DIAS RELATOR:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Julio de Mesquita Filho REITORIA Pró-Reitoria de Administração

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Julio de Mesquita Filho REITORIA Pró-Reitoria de Administração unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Julio de Mesquita Filho REITORIA Pró-Reitoria de Administração C.C.I CENTRO DE CONVIVÊNCIA INFANTIL PROF. HELTON ALVES FALEIROS FICHA DE SOLICITAÇÃO DE VAGA 2017 Período:

Leia mais

Direito Penal. Progressão de Regime Penitenciário. Professor Adriano Kot.

Direito Penal. Progressão de Regime Penitenciário.  Professor Adriano Kot. Direito Penal Progressão de Regime Penitenciário Professor Adriano Kot www.acasadoconcurseiro.com.br www.estudaquepassa.com.br DIREITO PENAL PROGRESSÃO E REGRESSÃO DE REGIME PROGRESSÃO DE REGIME Visa

Leia mais

QUADRO GERAL DE CARGOS E SALÁRIOS DA PREFEITURA DO MUNICIPIO DE SANTANA DE PARNAÍBA - JANEIRO 2016

QUADRO GERAL DE CARGOS E SALÁRIOS DA PREFEITURA DO MUNICIPIO DE SANTANA DE PARNAÍBA - JANEIRO 2016 QUADRO GERAL DE CARGOS E S DA PREFEITURA DO MUNICIPIO DE SANTANA DE PARNAÍBA - ADVOGADO ADMINISTRADOR REGIONAL FAZENDINHA AGENTE COMUNITÁRIO DE SAUDE AGENTE DE ATENDIMENTO AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS

Leia mais

Diário Oficial Poder Executivo - Seção I sábado, 23 de agosto de 2014

Diário Oficial Poder Executivo - Seção I sábado, 23 de agosto de 2014 Publicado Regime Interno Padrão no Diário Oficial neste sábado e para as Unidades Prisionais de Regime Disciplinar Diferenciado. Confira abaixo a publicação na integra. Diário Oficial Poder Executivo -

Leia mais

SUGESTÕES DE ESTRATÉGIAS ARGUMENTATIVAS

SUGESTÕES DE ESTRATÉGIAS ARGUMENTATIVAS SUGESTÕES DE ESTRATÉGIAS ARGUMENTATIVAS ALUSÃO HISTÓRICA: TRAZER A PERSPECTIVA HISTÓRICA DO MUNDO E DO BRASIL PARA JUSTIFICAR A PRISÃO COMO PUNIÇÃO APENAS E NÃO COMO RESSOCIALIZAÇÃO; OBRAS: MEMÓRIAS DO

Leia mais

A C Ó R D Ã O Nº (N CNJ: ) COMARCA DE ENCANTADO PACIENTE HELIO HENRIQUE SANTOS HENNIKA

A C Ó R D Ã O Nº (N CNJ: ) COMARCA DE ENCANTADO PACIENTE HELIO HENRIQUE SANTOS HENNIKA HABEAS CORPUS. FURTO QUALIFICADO. PRISÃO PREVENTIVA. CONSTRANGIMENTO ILEGAL. Embora o paciente seja reincidente (conforme o decreto prisional, ostenta uma condenação definitiva), eventual pena a lhe ser

Leia mais

I Triatlo Aventura Óbidos Sábado, 19 de Abril de 2008 Estádio Municipal Óbidos. Regulamento

I Triatlo Aventura Óbidos Sábado, 19 de Abril de 2008 Estádio Municipal Óbidos. Regulamento 1. Introdução I Triatlo Aventura Óbidos Sábado, 19 de Abril de 2008 Estádio Municipal Óbidos Regulamento O I Triatlo Aventura Óbidos é uma prova combinada com Corrida, Canoagem e BTT utilizando sempre

Leia mais

Principal desafio da Defensoria Pública do Estado é enfrentar a evasão de Defensores

Principal desafio da Defensoria Pública do Estado é enfrentar a evasão de Defensores Principal desafio da Defensoria Pública do Estado é enfrentar a evasão de Defensores Vagas de concurso público devem somente repor aquelas dos Defensores que deixaram o órgão desde o último certame Por

Leia mais

MANUAL DE DIRETRIZES NACIONAIS PARA EXECUÇÃ ÇÃO O DE MANDADOS JUDICIAIS DE MANUTENÇÃ

MANUAL DE DIRETRIZES NACIONAIS PARA EXECUÇÃ ÇÃO O DE MANDADOS JUDICIAIS DE MANUTENÇÃ MANUAL DE DIRETRIZES NACIONAIS PARA EXECUÇÃ O DE MANDADOS JUDICIAIS DE MANUTENÇÃ O E REINTEGRAÇÃ DE POSSE COLETIVA. MANUAL DE DIRETRIZES NACIONAIS PARA EXECUÇÃ O DE MANDADOS JUDICIAIS DE MANUTENÇÃ O E

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO. EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO EGRÉGIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO. O Núcleo de Situação Carcerária da Defensoria Pública do Estado de São Paulo vem, por meio do Defensor

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS DE DIREITO PARA A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO EDITAL Nº 113/2016

PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS DE DIREITO PARA A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO EDITAL Nº 113/2016 PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS DE DIREITO PARA A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO EDITAL Nº 113/2016 A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ, no exercício de suas atribuições legais, promove a abertura

Leia mais

Ponto 1. Luciano foi denunciado por ter, no dia 5 de junho de 2006, por volta das 00 h 30 min, em frente

Ponto 1. Luciano foi denunciado por ter, no dia 5 de junho de 2006, por volta das 00 h 30 min, em frente DIREITO PENAL PEÇA PROFISSIONAL Ponto 1 Luciano foi denunciado por ter, no dia 5 de junho de 2006, por volta das 00 h 30 min, em frente à Igreja São Judas Tadeu, no bairro Moema, São Paulo SP, desferido,

Leia mais

AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA OU DE GARANTIA

AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA OU DE GARANTIA AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA OU DE GARANTIA Inspirado no Projeto de Lei 554/2011, de autoria do Senador Antônio Carlos Valadares, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) lançou o projeto "Audiência de Custódia"

Leia mais

CENTRO DE PREVENÇÃO E TRATAMENTO AO TOXICÔMANOS. Coordenador: Renato Carlos Vieira. Endereço: Rua Álvaro Sarlo, 160. Bairro: Ilha de Santa Maria

CENTRO DE PREVENÇÃO E TRATAMENTO AO TOXICÔMANOS. Coordenador: Renato Carlos Vieira. Endereço: Rua Álvaro Sarlo, 160. Bairro: Ilha de Santa Maria CENTRO DE PREVENÇÃO E TRATAMENTO AO TOXICÔMANOS Coordenador: Renato Carlos Vieira Endereço: Rua Álvaro Sarlo, 160 Bairro: Ilha de Santa Maria CEP: 29051-100 Horários de atendimento: 7 às 19h (Atendimento

Leia mais

II - afastamento do lar, domicílio ou local de convivência com a ofendida;

II - afastamento do lar, domicílio ou local de convivência com a ofendida; Art. 22. Constatada a prática de violência doméstica e familiar contra a mulher, nos termos desta Lei, o juiz poderá aplicar, de imediato, ao agressor, em conjunto ou separadamente, as seguintes medidas

Leia mais

avisou a um oficial presente que ali voltaria com uma comissão, para fazer o atendimento dos presos, conforme havia combinado.

avisou a um oficial presente que ali voltaria com uma comissão, para fazer o atendimento dos presos, conforme havia combinado. EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR PROMOTOR DE JUSTIÇA DA PROMOTORIA DE INVESTIGAÇÕES CRIMINAIS DA COMARCA DE SÃO LUÍS/MA A ORDEM DOS ADVOGADOS DO MARANHÃO SECÇÃO MARANHÃO, devidamente representada por seu presidente,

Leia mais

COMPETÊNCIA: Ao Defensor Público-Chefe, sem prejuízo de suas funções institucionais, compete, especialmente:

COMPETÊNCIA: Ao Defensor Público-Chefe, sem prejuízo de suas funções institucionais, compete, especialmente: Os órgãos de atuação da DPU em cada Estado, no Distrito Federal e nos Territórios serão dirigidos por Defensor Público-Chefe, designado pelo Defensor Publico-Geral, dentre os integrantes da carreira LODPU,

Leia mais

TRABALHO CARTILHA DO REEDUCANDO

TRABALHO CARTILHA DO REEDUCANDO TRABALHO VOLTA AO CRIME CARTILHA DO REEDUCANDO CARTILHA DO REEDUCANDO ÍNDICE Introdução...5 Deveres...6 Direitos...7 Disciplina...10 Sanções...11 Formulário para Habeas Corpus...12 Petição Simplificada...13

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 4.840, DE 2016 (Do Sr. Alberto Fraga)

PROJETO DE LEI N.º 4.840, DE 2016 (Do Sr. Alberto Fraga) *C0059067A* C0059067A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 4.840, DE 2016 (Do Sr. Alberto Fraga) Estabelece normas de atuação dos advogados das instituições de ensino superior que mantenham atendimento

Leia mais

PROTOCOLO DE ATUAÇÃO DA DEFENSORIA PÚBLICA NAS INSPEÇÕES EM ESTABELECIMENTOS PENAIS

PROTOCOLO DE ATUAÇÃO DA DEFENSORIA PÚBLICA NAS INSPEÇÕES EM ESTABELECIMENTOS PENAIS PROTOCOLO DE ATUAÇÃO DA DEFENSORIA PÚBLICA NAS INSPEÇÕES EM ESTABELECIMENTOS PENAIS Recomenda parâmetros mínimos para atuação de Defensores Públicos brasileiros nas inspeções em estabelecimentos penais.

Leia mais

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ DEFENSORIA PÚBLICA EM CAMPINA GRANDE DO SUL EDITAL N.º 043/2015

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ DEFENSORIA PÚBLICA EM CAMPINA GRANDE DO SUL EDITAL N.º 043/2015 EDITAL N.º 043/2015 Processo seletivo para ingresso no quadro de estagiários da Defensoria Pública do Estado do Paraná em Campina Grande do Sul. A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ RESOLVE TORNAR

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS DE DIREITO PARA A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO EDITAL Nº 085/2016

PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS DE DIREITO PARA A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO EDITAL Nº 085/2016 PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS DE DIREITO PARA A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO EDITAL Nº 085/2016 A DEFENSORA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ, no exercício de suas atribuições legais, promove a abertura de

Leia mais

Rogério Greco. C u r s o d e. Direito Penal. P a r t e G e r a l. V ol u m e I. A rt s. 1 0 a d o C P. Atualização Curso de Direito Penal Vol.

Rogério Greco. C u r s o d e. Direito Penal. P a r t e G e r a l. V ol u m e I. A rt s. 1 0 a d o C P. Atualização Curso de Direito Penal Vol. Rogério Greco C u r s o d e Direito Penal P a r t e G e r a l V ol u m e I A rt s. 1 0 a 1 2 0 d o C P Atualização Curso de Direito Penal Vol. I Págs. 481 e 482 Substituição do 3º parágrafo e alteração

Leia mais

Relatório de Totalização de Cargos

Relatório de Totalização de Cargos 1 AUXILIAR TECNICO EM ADMINISTRAÇÃO I 1 1 0 2 AUXILIAR TECNICO EM ADMINISTRAÇÃO II 0 0 0 3 ADVOGADO 1 2-1 4 CONTADOR 1 0 1 5 TECNICO AGRICOLA 3 0 3 6 TECNICO DE CADASTRO I 2 2 0 7 TECNICO DE CADASTRO II

Leia mais

C O N F I D E N C I A L

C O N F I D E N C I A L 1/14 MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PIAUÍ CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA EM CARGO DE PROMOTOR DE JUSTIÇA SUBSTITUTO EDITAL Nº 1 MPE/PI, DE 25 DE ABRIL DE 2012

Leia mais

FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO

FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO FORMULÁRIO DE INSPEÇÃO Estabelecimento Prisional Nome: Centro de Detenção Provisória Endereço: Rua Projetada, 355, Bairro Salto Grande, Americana/SP Fone: (19) 34695727 E-mail: ebonsaglia@sp.gov.br Vagas:

Leia mais

Certidão de Nascimento: (Cartório, Livro, Folha e número) Registro de Antecedentes Infracionais (para adolescentes: sim ou não)

Certidão de Nascimento: (Cartório, Livro, Folha e número) Registro de Antecedentes Infracionais (para adolescentes: sim ou não) I ) IDENTIFICAÇÃO Processo n Guia de Acolhimento n Data do acolhimento institucional: Entidade de Acolhimento Institucional (Abrigo): Nome da Criança/Adolescente: Data de Nascimento: Filiação: Certidão

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE INSPEÇÃO EM ESTABELECIMENTOS PENAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO

RELATÓRIO SOBRE INSPEÇÃO EM ESTABELECIMENTOS PENAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO RELATÓRIO SOBRE INSPEÇÃO EM ESTABELECIMENTOS PENAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO Datas das inspeções: 28 de fevereiro e 1º de março/2011; 16 e 17 de maio/2011. Unidades prisionais inspecionadas: Cadeia Pública

Leia mais

Redução da maioridade penal

Redução da maioridade penal Redução da maioridade penal Proposta de redação: Redução da maioridade penal solução rápida e milagrosa x amolecimento de cláusula pétrea. Redução da maioridade penal: Os jornais impressos ou falados se

Leia mais

Professora Simone Schroeder Home Page:

Professora Simone Schroeder Home Page: LEMBRETES DE EXECUÇÃO PENAL: ALGUNS ASPECTOS RELEVANTES. Instituto Legislação Requisitos Observações Progressão de Regime é um direito adquirido pelo preso, no sentido de ser transferido de um regime mais

Leia mais

PORTAL DE TRANSPARÊNCIA CARCERÁRIA

PORTAL DE TRANSPARÊNCIA CARCERÁRIA PORTAL DE TRANSPARÊNCIA CARCERÁRIA Atendendo-se os Princípios Constitucionais que regem a Administração Pública no Brasil, as diretrizes de Transparência em Gestão Pública contempladas na Lei n.º 12.527,

Leia mais

PROTOCOLO DE ATUAÇÃO DA DEFENSORIA PÚBLICA NO ATENDIMENTO ÀS PESSOAS PRESAS OU INTERNADAS

PROTOCOLO DE ATUAÇÃO DA DEFENSORIA PÚBLICA NO ATENDIMENTO ÀS PESSOAS PRESAS OU INTERNADAS PROTOCOLO DE ATUAÇÃO DA DEFENSORIA PÚBLICA NO ATENDIMENTO ÀS PESSOAS PRESAS OU INTERNADAS Recomenda parâmetros mínimos para atuação de Defensores Públicos brasileiros no atendimento às pessoas presas ou

Leia mais

PORTARIA VEP 001 DE 14 DE MARÇO DE 2017

PORTARIA VEP 001 DE 14 DE MARÇO DE 2017 PORTARIA 001 DE 14 DE MARÇO DE 2017 Dispõe sobre o calendário e os requisitos para o gozo das Saídas Temporárias no ano de 2017, no âmbito do sistema penitenciário do Distrito Federal. A Doutora LEILA

Leia mais

ANEXO I RESOLUÇÃO N. 63, DE 28 DE MAIO DE 2010

ANEXO I RESOLUÇÃO N. 63, DE 28 DE MAIO DE 2010 492/2010 - Quarta-feira, 02 de Junho de 2010 Conselho Superior da Justiça do Trabalho 1 ANEXO I RESOLUÇÃO N. 63, DE 28 DE MAIO DE 2010 GABINETES DE JUÍZES DE TRT PROCESSOS RECEBIDOS/ANO Lotação ATÉ 500

Leia mais

LEI Nº , DE 1º DE DEZEMBRO DE 2003.

LEI Nº , DE 1º DE DEZEMBRO DE 2003. Page 1 of 6 ADVERTÊNCIA Informamos que os textos das normas deste sítio são digitados ou digitalizados, não sendo, portanto, "textos oficiais". São reproduções digitais de textos originais, publicados

Leia mais

PROCESSO PENAL MARATONA OAB XX

PROCESSO PENAL MARATONA OAB XX PROCESSO PENAL MARATONA OAB XX AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA RESOLUÇÃO 213/15 RESOLUÇÃO Nº 213/15 - CNJ Art. 1º Determinar que toda pessoa presa em flagrante delito, independentemente da motivação ou natureza

Leia mais

Elionaldo Fernandes Julião A RESSOCIALIZAÇÃO ATRAVÉS DO ESTUDO E DO TRABALHO NO SISTEMA PENITENCIÁRIO BRASILEIRO

Elionaldo Fernandes Julião A RESSOCIALIZAÇÃO ATRAVÉS DO ESTUDO E DO TRABALHO NO SISTEMA PENITENCIÁRIO BRASILEIRO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Instituto de Filosofia e Ciências Humanas Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais Elionaldo Fernandes Julião A RESSOCIALIZAÇÃO ATRAVÉS DO ESTUDO E DO TRABALHO

Leia mais

CESPE OFICIAL DA PMDF

CESPE OFICIAL DA PMDF (CESPE/PC-RN/Agente de Polícia Civil Substituto/2009/Questão 89) Em relação aos crimes de tortura (Lei n.º 9.455/1997) e ao Programa de Proteção a Vítimas e Testemunhas (Lei n.º 9.807/1999), assinale a

Leia mais

LEI Nº , DE 24 DE JULHO DE 2012.

LEI Nº , DE 24 DE JULHO DE 2012. LEI Nº 12.694, DE 24 DE JULHO DE 2012. Mensagem de veto Vigência Dispõe sobre o processo e o julgamento colegiado em primeiro grau de jurisdição de crimes praticados por organizações criminosas; altera

Leia mais

RECOMENDAÇÃO N 001/2016-CGMP

RECOMENDAÇÃO N 001/2016-CGMP RECOMENDAÇÃO N 001/2016-CGMP O CORREGEDOR-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ, com fundamento nos artigo 17, inciso IV, da Lei Federal n 8.625/93 e no artigo 36, inciso IV, da Lei Complementar

Leia mais

LEI ORGÂNICA DO DISTRITO FEDERAL. Professor Rodrigo Francelino

LEI ORGÂNICA DO DISTRITO FEDERAL. Professor Rodrigo Francelino LEI ORGÂNICA DO DISTRITO FEDERAL Professor Rodrigo Francelino 1.4 LEI ORGÂNICA DO DISTRITO FEDERAL (3 QUESTÕES) Título I Dos Fundamentos da Organização dos Poderes e do Distrito Federal. Título II Da

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen Habitantes Habitantes no estado 2585000 2482500 506750 na Polícia Polícia 3444 132 3576 1 100% 0 0% 1 100% Presos Provisórios 1900 90 199 População (1) Sistema Penitenciário Presos Condenados Regime Fechado

Leia mais

A SUPERLOTAÇÃO DO SISTEMA PRISIONAL BRASILEIRO

A SUPERLOTAÇÃO DO SISTEMA PRISIONAL BRASILEIRO A SUPERLOTAÇÃO DO SISTEMA PRISIONAL BRASILEIRO Lídia Mendes da COSTA 1 Marilda Ruiz Andrade AMARAL 2 RESUMO: O presente artigo trata de uma breve análise do quadro geral da superlotação nos estabelecimentos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE PERNAMBUCO - CREMEPE DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE PERNAMBUCO - CREMEPE DEPARTAMENTO DE FISCALIZAÇÃO Relatório de fiscalização Colônia Penal Feminina do Recife Rua do Bom Pastor, 1407, Engº do Meio Recife PE Fones: 3184-2249 e 99667-5477 Diretora Geral: Charissa Tomé Por determinação deste Conselho fomos

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO PODER JUDICIÁRIO COMARCA DE CAXIAS JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA EDITAL Nº 01/2015

ESTADO DO MARANHÃO PODER JUDICIÁRIO COMARCA DE CAXIAS JUÍZO DE DIREITO DA 2ª VARA EDITAL Nº 01/2015 EDITAL Nº 01/2015 O EXMO. SR. JUIZ ANDERSON SOBRAL DE AZEVEDO, titular da 2ª Vara da Comarca de Caxias/MA, no uso de suas atribuições legais, FAZ SABER a todos que virem ou tiverem conhecimento deste Edital,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 113, DE 24 DE ABRIL DE 2007

RESOLUÇÃO Nº 113, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Texto compilado a partir da redação dada pelas Resoluções nºs 116/2010 e 180/2013 RESOLUÇÃO Nº 113, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Dispõe sobre o procedimento relativo à execução de pena privativa de liberdade

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen Quantidade de Habitantes Habitantes no estado 100528367 77129876 177658243 24 88% 3 12% 27 100% Total 177658243 / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / /

Leia mais