Domingo XXXII TEMPO comum 11 de novembro de 2012

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Domingo XXXII TEMPO comum 11 de novembro de 2012"

Transcrição

1 Domingo XXXII TEMPO comum 11 de novembro de 2012 ESTA POBRE VIÚVA DEU MAIS DO QUE TODOS OS OUTROS QUE OFERECERAM ESMOLAS comentário de Pe. Alberto Maggi OSM ao Evangelho Mc 12, Naquele tempo, (no templo), 38 Jesus dizia, no seu ensinamento a uma grande multidão: Tomai cuidado com os doutores da lei! Eles gostam de andar com roupas vistosas, de ser cumprimentados nas praças públicas; 39 gostam das primeiras cadeiras nas sinagogas e dos melhores lugares nos banquetes. 40 Eles devoram as casas das viúvas, fingindo fazer longas orações. Por isso eles receberão a pior condenação. 41 Jesus estava sentado no templo, diante do cofre das esmolas, e observava como a multidão depositava suas moedas no cofre. Muitos ricos depositavam grandes quantias. 42 Então chegou uma pobre viúva que deu duas pequenas moedas, que não valiam quase nada. 43 Jesus chamou os discípulos e disse: Em verdade vos digo, esta pobre viúva deu mais do que todos os outros que ofereceram esmolas. 44 Todos deram do que tinham de sobra, enquanto ela, na sua pobreza, ofereceu tudo aquilo que possuía para viver. Para a exata compreensão da mensagem dos evangelistas, é preciso conhecer as suas regras de literatura, seus estilos literários. Um deles é chamado tríptico. O que é o tríptico? Há um grande painel central e, ao lado, dois menores, que só podem ser entendidos em relação ao painel central. Pois bem, a técnica do tríptico é também utilizada nas várias literaturas. São técnicas em que há um episódio central que é compreendido e explicado pelo que o precede e pelo o que o segue. Se isso não for levado em conta, há o risco, como no caso presente deste Evangelho, de falsificar completamente o significado do acontecimento. Vamos ver a primeira parte do painel. Jesus dizia, no seu ensinamento a uma grande multidão: Tomai cuidado.... É imperativo, ou seja, tomai cuidado: há uma categoria de pessoas que são extremamente perigosas. E, logo, Jesus acrescenta indicações para reconhecê-las....com os doutores da lei! (os escribas!). Quem são esses escribas, esses doutores da lei? Os escribas eram o magistério infalível daquela época. O escriba era o teólogo oficial, aquele cuja palavra tinha o mesmo valor que a Palavra de Deus. O escriba era ainda mais importante do que o sumo sacerdote. Pois bem, Jesus dá instruções para reconhecê-los: Eles gostam de andar com roupas vistosas, quer dizer, eles se destacam dos outros, e, para demonstrar que têm uma relação especial com o Senhor e que estão acima

2 das pessoas, os escribas usam um hábito religioso que os distingue do resto das pessoas.

3 Ser cumprimentados nas praças públicas. Cumprimentos significam obséquios, ser reverenciados com seus próprios nomes, seus títulos. Gostam das primeiras cadeiras nas sinagogas.... O primeiro lugar na sinagoga não era, como se poderia pensar, o lugar em frente. Na sinagoga, ao lado, havia dois degraus: as primeiras cadeiras eram as que estavam no topo, de modo que as pessoas estavam sentadas debaixo. A primeira cadeira significa colocar-se acima dos outros!... e dos melhores lugares nos banquetes. Tamanha devoção, tal espiritualidade era acompanhada pela voracidade e uma grande ambição! O primeiro lugar nos banquetes era o que ficava ao lado do dono da casa, e, portanto, onde chegava, por primeiro, do bom e do melhor! Jesus ridiculariza esse apetite e essa voracidade dizendo que devoram as casas das viúvas... - a viúva é a imagem de uma pessoa que, não tendo um homem que cuida dela, vive na necessidade e está sempre desprotegida -... fingindo fazer longas orações. Jesus não diz que eles oram para serem vistos, mas, que eles fingem de fazer longas orações. Isto é, as orações deles são uma simulação, com base somente nos seus próprios interesses. Eis aqui, a única vez que Jesus condena alguém! Será um pecador? Não! Condenada é a casta religiosa que está no poder! Por isso eles receberão a pior condenação. Este é o primeiro painel. Agora o painel central. Jesus estava sentado no templo, diante do cofre das esmolas (em outras traduções está escrito:) diante do Tesouro.... Eis o que é o verdadeiro Deus do Templo: é o Tesouro, é o dinheiro, é o interesse. Está escrito, no segundo livro dos Macabeus, cap. 3, vers. 6, que o tesouro de Jerusalém estava cheio de riquezas imensas, de modo que a quantidade de dinheiro era incalculável! Aqui está o verdadeiro Deus do Templo, aqui é o verdadeiro Deus dos doutores da lei.... e observava como a multidão depositava suas moedas no cofre. Muitos ricos depositavam grandes quantias. Então chegou uma pobre viúva... - não é apenas uma viúva, também é pobre que deu duas pequenas moedas que não valiam quase nada. Jesus comenta: ofereceu tudo aquilo que possuía para viver! Eis a deformação de Deus feita pelos teólogos, pelos escribas. Portanto, Jesus lança-se contra esses escribas, porque eles desfiguraram o rosto de Deus. Por isso é que eles são perigosos! O Deus deles não é o Pai de Jesus, mas um Deus criado à imagem e semelhança de seus próprios interesses, seus apetites e sua ganância. No livro de Deuteronômio, Deus havia determinado que o dinheiro do templo tivesse como finalidade de ajudar as viúvas e os órfãos, ou seja, as pessoas que tinham necessidades. Aqui os escribas foram capazes de fazer exatamente o oposto: são as viúvas que dessangram-se a si mesmas para

4 manter o tesouro, esse vampiro que chupa o sangue delas! Então, Jesus diz: esta pobre viúva deu mais do que todos os outros (...), enquanto ela, na sua pobreza, ofereceu tudo aquilo que possuía para viver. Não é nem um louvor e nem um elogio, não! É um lamento para a vítima da religião. É um lamento por essa pessoa explorada que, em vez de ser ela alimentada com o dinheiro do Tesouro, ela mesma - a mais pobre - alimenta esse deus-vampiro! Portanto, Jesus - e aqui está a parte final deste tríptico (que, infelizmente, falta na liturgia de hoje) - é radical: não ficará pedra sobre pedra: tudo será destruído (logo em seguida: Mc. cap. 13, vers. 1-2). Uma instituição religiosa que prostituiu o rosto de Deus, uma instituição religiosa que fica nas mãos de pessoas que se preocupam apenas com os seus próprios interesses, deve desaparecer definitivamente!

5

Missa com Crianças XXXII Domingo Comum Início da Semana dos Seminários

Missa com Crianças XXXII Domingo Comum Início da Semana dos Seminários Missa com Crianças XXXII Domingo Comum Início da Semana dos Seminários Nota: Incorporada na procissão deverá vir uma viúva (real ou representada). Depois ficará no presbitério, tendo uma caixa das esmolas,

Leia mais

Nº 38-B-Domingo XXXII do Tempo Comum

Nº 38-B-Domingo XXXII do Tempo Comum Nº 38-B-Domingo XXXII do Tempo Comum-11.11.2012 Vimos hoje como Jesus deu um grande elogio a uma pessoa pobre, a quem ninguém dava importância: a viúva que pôs na caixa das esmolas duas pequenas moedas.

Leia mais

Nº 38B- 32º Domingo do Tempo Comum

Nº 38B- 32º Domingo do Tempo Comum Nº 38B- 32º Domingo do Tempo Comum-8.11.2015 Vimos hoje como Jesus deu um grande elogio a uma pessoa pobre, a quem ninguém dava importância: a viúva que pôs na caixa das esmolas duas pequenas moedas. Como

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA VINDE A MIM, VÓS QUE ESTAIS AFLITOS E EU VOS ALIVIAREI Mt 11, 28-30 EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Quinta-feira da 15ª Semana

Leia mais

Anúncio do Reino e chamamento à conversão A perfeita alegria da generosidade

Anúncio do Reino e chamamento à conversão A perfeita alegria da generosidade Apostolado do Oratório Meditação dos Primeiros Sábados 3º Mistério Luminoso Novembro 2015 Introdução: Anúncio do Reino e chamamento à conversão A perfeita alegria da generosidade Vamos dar início à meditação

Leia mais

Amar a Deus e ao Próximo. Ano C XV Domingo do Tempo Comum

Amar a Deus e ao Próximo. Ano C XV Domingo do Tempo Comum Amar a Deus e ao Próximo. Ano C XV Domingo do Tempo Comum A Palavra de Deus, que vamos escutar, aponta-nos o caminho para encontrarmos a felicidade da vida eterna. É no amor a Deus sobre todas as coisas

Leia mais

VAI, VENDE TUDO O QUE TENS E DÁ AOS POBRES. DEPOIS VEM E SEGUE-ME! Comentário de Pe. Alberto Maggi OSM ao Evangelho

VAI, VENDE TUDO O QUE TENS E DÁ AOS POBRES. DEPOIS VEM E SEGUE-ME! Comentário de Pe. Alberto Maggi OSM ao Evangelho DOMINGO XXVIII TEMPO COMUM 14 de outubro de 2012 VAI, VENDE TUDO O QUE TENS E DÁ AOS POBRES. DEPOIS VEM E SEGUE-ME! Comentário de Pe. Alberto Maggi OSM ao Evangelho Mc 10, 17-30 Naquele tempo, 17 quando

Leia mais

Muitas coisas podem ser compradas com dinheiro, por exemplo, podemos comprar roupas, comida, ingressos, carros etc.

Muitas coisas podem ser compradas com dinheiro, por exemplo, podemos comprar roupas, comida, ingressos, carros etc. Muitas coisas podem ser compradas com dinheiro, por exemplo, podemos comprar roupas, comida, ingressos, carros etc. Mas o dinheiro nunca poderá comprar a verdadeira felicidade e paz. Além do mais, existe

Leia mais

ESTE TEU IRMÃO ESTAVA MORTO E TORNOU A VIVER Comentário de Pe. Alberto Maggi OSM ao Evangelho

ESTE TEU IRMÃO ESTAVA MORTO E TORNOU A VIVER Comentário de Pe. Alberto Maggi OSM ao Evangelho IV DOMINGO DE QUARESMA 10 de março de 2013 ESTE TEU IRMÃO ESTAVA MORTO E TORNOU A VIVER Comentário de Pe. Alberto Maggi OSM ao Evangelho Lc 15,1-3.11-32 Naquele tempo, 1 os publicanos e pecadores aproximavam-se

Leia mais

É Maria quem nos convida a refletir e guardar no coração a

É Maria quem nos convida a refletir e guardar no coração a É Maria quem nos convida a refletir e guardar no coração a vida e projeto de seu FILHO. A missão dela era nos dar Jesus e fez isso de maneira ímpar. Vamos refletir nos fatos na vida de Jesus onde ELA está

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Segunda-feira da 9ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Ó Deus,

Leia mais

Nº 16 C 2º Domingo da Quaresma

Nº 16 C 2º Domingo da Quaresma Nº 16 C 2º Domingo da Quaresma-21.2.2016 É bom estar com Jesus Jesus, quando os amigos me abandonarem e não tiver ninguém com quem desabafar, Jesus, quando me faltar a coragem para iniciar um novo dia

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Sexta-feira da 33ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Senhor

Leia mais

VERSICULOS BIBLICOS QUE FALAM DE DINHEIRO

VERSICULOS BIBLICOS QUE FALAM DE DINHEIRO VERSICULOS BIBLICOS QUE FALAM DE DINHEIRO Pequena Coleção de Versículos que tratam de dinheiro Dinheiro na Bíblia Melhor é o pouco do justo do que a riqueza de muitos ímpios; Salmos 37:16 Não digam, pois,

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Segunda-feira da 8ª Semana do Tempo Comum Ó Deus,

Leia mais

Nº 35 C Domingo XXX do Tempo Comum

Nº 35 C Domingo XXX do Tempo Comum Nº 35 C Domingo XXX do Tempo Comum-27.10.13 Se eu for como o fariseu, rezo só a falar em mim: EU...EU...EU... Eu, Senhor, sou o melhor de todos. Eu não sou mentiroso, como os meus colegas. Eu digo bom-dia

Leia mais

Um proprietário de um campo de videiras saiu pela manhã para contratar trabalhadores. Encontrou alguns e ajustou um denaro por dia e eles foram para

Um proprietário de um campo de videiras saiu pela manhã para contratar trabalhadores. Encontrou alguns e ajustou um denaro por dia e eles foram para Um proprietário de um campo de videiras saiu pela manhã para contratar trabalhadores. Encontrou alguns e ajustou um denaro por dia e eles foram para a vinha. Lá pela terceira hora, saiu novamente para

Leia mais

Jesus tinha entrado em Jericó e estava atravessando a cidade. Havia aí um homem chamado Zaqueu: era chefe dos cobradores de impostos e muito rico.

Jesus tinha entrado em Jericó e estava atravessando a cidade. Havia aí um homem chamado Zaqueu: era chefe dos cobradores de impostos e muito rico. Lc 19, 1-10 Jesus tinha entrado em Jericó e estava atravessando a cidade. Havia aí um homem chamado Zaqueu: era chefe dos cobradores de impostos e muito rico. Zaqueu desejava ver quem era Jesus, mas não

Leia mais

Os dalitsou intocáveis são aqueles que não têm casta, a poeira sob os pés de Brahma

Os dalitsou intocáveis são aqueles que não têm casta, a poeira sob os pés de Brahma Onde estáa Graça? Rom 4. 7-8... Bem-aventurado aquele cuja iniqüidade é perdoada, cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não atribui iniqüidade e em cujo espírito não hádolo. Divididos

Leia mais

Uma oferta de Adoração

Uma oferta de Adoração Uma oferta de Adoração Esse Melquisedeque, rei de Salém e sacerdote do Deus Altíssimo, encontrou-se com Abraão quando este voltava, depois de derrotar os reis, e o abençoou; e Abraão lhe deu o dízimo de

Leia mais

O fariseu e o publicano Lc18,9-14

O fariseu e o publicano Lc18,9-14 O fariseu e o publicano Lc18,9-14 Jesus caminhava e multidões o acompanhavam. Pessoas com personalidades, objetivos e ideais diferentes. Conhecendo o coração de cada um, Jesus lhes propunha parábolas sobre

Leia mais

1. Qual a necessidade de uma aliança?

1. Qual a necessidade de uma aliança? 1 Aliança, segundo Jesus de Nazaré Essência #3 (fim da série) Lc 22:14-20 (14) Quando chegou a hora, Jesus e os seus apóstolos reclinaram- se à mesa. (15) E disse- lhes: "Desejei ansiosamente comer esta

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Sexta-feira da 22ª Semana do Tempo Comum Deus do

Leia mais

4 O que é uma igreja baseada em princípios?

4 O que é uma igreja baseada em princípios? 4 O que é uma igreja baseada em princípios? Essa igreja é uma comunidade local onde todos os membros, vivenciando os princípios apresentados na Palavra de Deus, têm por objetivo glorificar a Deus e cumprir

Leia mais

Momentos que Transformam Diálogos sobre...

Momentos que Transformam Diálogos sobre... Momentos que Transformam Diálogos sobre... Então chegaram a Jericó. Quando Jesus e seus discípulos, juntamente com uma grande multidão, estavam saindo da cidade, o filho de Timeu, Bartimeu, que era cego,

Leia mais

Índice. Apresentação... 3

Índice. Apresentação... 3 Índice Apresentação... 3 Tempo do Advento 1. O Ano Litúrgico... 9 2. Origem do Ano Litúrgico... 10 3. O que quer dizer Advento?... 11 4. O que fazer no Advento?... 12 Primeiro Domingo do Advento... 14

Leia mais

JESUS APROXIMOU-SE, TOMOU O PÃO E DISTRIBUIU-O POR ELES. E FEZ A MESMA COISA COM O PEIXE Comentário de Pe. Alberto Maggi OSM ao Evangelho

JESUS APROXIMOU-SE, TOMOU O PÃO E DISTRIBUIU-O POR ELES. E FEZ A MESMA COISA COM O PEIXE Comentário de Pe. Alberto Maggi OSM ao Evangelho III DOMINGO de PÁSCOA 14 de abril de 2013 JESUS APROXIMOU-SE, TOMOU O PÃO E DISTRIBUIU-O POR ELES. E FEZ A MESMA COISA COM O PEIXE Comentário de Pe. Alberto Maggi OSM ao Evangelho Jo 21,1-19 Naquele tempo,

Leia mais

LIÇÃO 1 ENSINANDO COM AUTORIDADE Mateus 5.1-2;

LIÇÃO 1 ENSINANDO COM AUTORIDADE Mateus 5.1-2; LIÇÃO 1 ENSINANDO COM AUTORIDADE Mateus 5.1-2; 7.28-29 1. Jesus ensinava. Encontre no Sermão do Monte exemplos do uso das seguintes estratégias pedagógicas: a) ilustrações: b) aplicações: c) linguagem

Leia mais

C r i s e d e A n s i e d a d e

C r i s e d e A n s i e d a d e Crise de Ansiedade A ansiedade, em essência, é o medo de não estarmos no comando da situação. LUCAS 12:13-21 Alguém da multidão lhe disse: Mestre, dize a meu irmão que divida a herança comigo. LUCAS 12:13-21

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS, O.CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Quinta-feira da 1ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Ó Deus,

Leia mais

Ministério dos leitores PREPARAR PARA PROCLAMAR

Ministério dos leitores PREPARAR PARA PROCLAMAR Ministério dos leitores PREPARAR PARA PROCLAMAR Os fiéis, de acordo com o Livro dos Atos dos Apóstolos, quando se reúnem dominicalmente, no dia do Senhor têm como finalidade primeira escutar a Palavra

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Sábado da 7ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Concedei, ó

Leia mais

A Liturgia como comunicação do Amor de Deus

A Liturgia como comunicação do Amor de Deus A Liturgia como comunicação do Amor de Deus A Liturgia - O Que é a Liturgia - Quem se comunica pela Liturgia. Como comunicação do amor de Deus - Como se deu essa comunicação de Amor. - Como ela se realiza.

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA Pe. Lucas - Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas!- Mateus 23,13-22 EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Segunda-feira da 21ª

Leia mais

A liturgia propõe hoje um dos trechos fundamentais da Bíblia, fonte perene de inspiração para quem quer ser cristão. É o célebre Hino á caridade,

A liturgia propõe hoje um dos trechos fundamentais da Bíblia, fonte perene de inspiração para quem quer ser cristão. É o célebre Hino á caridade, A liturgia propõe hoje um dos trechos fundamentais da Bíblia, fonte perene de inspiração para quem quer ser cristão. É o célebre Hino á caridade, isto é ao amor: um trecho para memorizar ou trazer escrito

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS, O.CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM SABADO da 1ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Ó Deus, atendei

Leia mais

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20.

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Objetivo do encontro: Despertar amor a Eucaristia e a participação da santa missa, onde o sacramento é oferecido. Texto: Ë o sacramento pelo qual participamos,

Leia mais

A TEOLOGIA DA MESA: A COMENSALIDADE DE JESUS. Lucas

A TEOLOGIA DA MESA: A COMENSALIDADE DE JESUS. Lucas A TEOLOGIA DA MESA: A COMENSALIDADE DE JESUS Lucas 24.28-35 DEFINIÇÃO Comensalidade - qualidade de comensal; Comensal - pessoa que come habitualmente com outros em mesa comum; cada uma das pessoas que

Leia mais

O que conhecemos como fé cristã no Brasil tem se caracterizado pela perigosa superficialidade.

O que conhecemos como fé cristã no Brasil tem se caracterizado pela perigosa superficialidade. O que conhecemos como fé cristã no Brasil tem se caracterizado pela perigosa superficialidade. O Espírito pode soprar sobre nossa superficialidade, trazendo até nós alimento de águas profundas. A Reforma

Leia mais

Nº 36 C Domingo XXXI do Tempo Comum

Nº 36 C Domingo XXXI do Tempo Comum Nº 36 C Domingo XXXI do Tempo Comum-3.11.13 Como Zaqueu, quero acolher-te e mudar, Senhor Escuta-me, Senhor. Como Zaqueu, quero procurar-te, nem que seja preciso deixar coisas que me enchem a casa e a

Leia mais

Escola Bíblica Ano Pastoral

Escola Bíblica Ano Pastoral Escola Bíblica Ano Pastoral 2013-2014 Paróquia do Candal 5.º encontro 4 de dezembro de 2013-21:30 horas - Cripta da igreja Que procuramos neste encontro?! Na sessão de hoje, vamos ler uma das páginas mais

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ESCOLA BÍBLICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO CRISTÃ

A IMPORTÂNCIA DA ESCOLA BÍBLICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO CRISTÃ A IMPORTÂNCIA DA ESCOLA BÍBLICA NO CONTEXTO DA EDUCAÇÃO CRISTÃ PORQUE FREQUENTAR Instrumento de formação e aperfeiçoamento do caráter cristão A EB é a maior agência de ensino da Igreja. programa de estudo

Leia mais

As Parábolas do Reino (parte III)

As Parábolas do Reino (parte III) As Parábolas do Reino (parte III) Ambiente: Concluímos, neste domingo, a leitura do capítulo dedicado às parábolas do Reino (Mt 13). O nosso texto apresentanos três parábolas que são exclusivas de Mateus.

Leia mais

Jesus Missionário JESUS MISSIONÁRIO EM MARCOS A PRÁTICA DE JESUS DE NAZARÉ

Jesus Missionário JESUS MISSIONÁRIO EM MARCOS A PRÁTICA DE JESUS DE NAZARÉ Jesus Missionário JESUS MISSIONÁRIO EM MARCOS A PRÁTICA DE JESUS DE NAZARÉ Como foi a missão de Jesus de Nazaré? Viveu o anúncio Anunciou o que viveu Para entender a missão de Jesus Entender o contexto

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Quarta-feira da 4ª Semana da Páscoa 1) Oração Ó Deus, vida

Leia mais

REZANDO COM O EVANGELHO DO DIA (LECTIO DIVINA) Reflexões de Frei Carlos Mesters, O.Carm Reflexões e Ilustração de Pe. Lucas de Paula Almeida, CM

REZANDO COM O EVANGELHO DO DIA (LECTIO DIVINA) Reflexões de Frei Carlos Mesters, O.Carm Reflexões e Ilustração de Pe. Lucas de Paula Almeida, CM REZANDO COM O EVANGELHO DO DIA (LECTIO DIVINA) Reflexões de Frei Carlos Mesters, O.Carm Reflexões e Ilustração de Pe. Lucas de Paula Almeida, CM Quarta-feira da 6ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Ó Deus,

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Quarta-feira da 12ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Senhor,

Leia mais

Quem somos e no que cremos?

Quem somos e no que cremos? Vivendo e compartindo o caminho de Jesús Quem somos e no que cremos? Igreja Evangélica Paseo de Extremadura 179 Tel: 91 813 67 05; 626 468 629 http://www.comuniondelagracia.es E-mail: iduespana@yahoo.es

Leia mais

LIÇÃO 12 UM CHAMADO PARA SER DISCÍPULO. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 12 UM CHAMADO PARA SER DISCÍPULO. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 12 UM CHAMADO PARA SER DISCÍPULO Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO A NATUREZA DIVINA DO DISCÍPULO DE CRISTO O discípulo de Cristo deve ter em mente a condição de consolidar em seu ser

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração QUINTA-FEIRA DA 3ª SEMANA DA PÁSCOA Ó Deus eterno

Leia mais

Evangelho. Jesus perante Caifás Mateus 26: João18:12 18:12-14

Evangelho. Jesus perante Caifás Mateus 26: João18:12 18:12-14 Evangelho Jesus perante Caifás Mateus 26:57-66 66 João18:12 18:12-14 14 Mateus 26 57 Aqueles que prenderam a Jesus levaram-no à presença do sumo sacerdote Caifás, onde os escribas e os anciãos estavam

Leia mais

A vida é mais do que aquilo que se vê.

A vida é mais do que aquilo que se vê. A vida é mais do que aquilo que se vê. Enquanto nós vamos vivendo de maneira distraída com as coisas aparentes da vida, algo misterioso está acontecendo no interior da existência. Passamos todos os dias

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Quarta-feira da 3ª Semana do Advento 1) Oração O Evangelho

Leia mais

Como Zaqueu, quero acolher-te e mudar, Senhor

Como Zaqueu, quero acolher-te e mudar, Senhor Como Zaqueu, quero acolher-te e mudar, Senhor Escuta-me, Senhor. Como Zaqueu, quero procurar-te, nem que seja preciso deixar coisas que me enchem a casa e a carteira, mas não me dão a alegria que procuro.

Leia mais

AUTÓPSIA DO MEDO (Contos) Clóvis Oliveira Cardoso

AUTÓPSIA DO MEDO (Contos) Clóvis Oliveira Cardoso Índice 01 Índice; 02 Autópsia do Medo; 03 Agradecimentos; 04 Senhor... 05 Sigmund Freud; 06 Para Tânia; 07 DEUS sobre todas as coisas; 08 Era ele e o diabo; 16 Madrugada de terror; 21 Na Praça da Sé; 25

Leia mais

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo,

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo, Coleção Chamados à Vida Em preparação à Eucaristia 1ª Etapa: Chamados à vida 2ª Etapa: Chamados à vida em Jesus Cristo 3ª Etapa: Chamados à vida em Comunidade. 4ª Etapa: Chamados à vida para amar e servir.

Leia mais

Nº20A Domingo V da Quaresma Acreditai!

Nº20A Domingo V da Quaresma Acreditai! Nº20A Domingo V da Quaresma - 6.4.2014 Acreditai! Nos amigos confiamos plenamente! Sabemos que jamais nos enganarão e que estarão presentes sempre que deles precisarmos. Nos amigos nós acreditamos: temos

Leia mais

Nº 40 B Cristo Rei do Universo CRISTO REI

Nº 40 B Cristo Rei do Universo CRISTO REI Nº 40 B Cristo Rei do Universo 22.11.2015 CRISTO REI Hoje é a festa de Cristo-Rei, em que nos lembramos que Jesus Cristo é Rei de todo o Universo, junto com Deus Pai. Como Jesus disse a Pilatos, o Seu

Leia mais

Qual o sentido da vida? Afinal de contas, porque motivo estou aqui?

Qual o sentido da vida? Afinal de contas, porque motivo estou aqui? Qual o sentido da vida? Afinal de contas, porque motivo estou aqui? PERSPECTIVA TERRENA SOU UM PRODUTO DO ACASO EU GANHAR, TER, OSTENTAR, ETC... Qual o sentido da vida? Afinal de contas, porque motivo

Leia mais

INTRODUÇÃO - O ganhador de almas tem de preencher alguns requisitos para realizar seu trabalho de evangelização.

INTRODUÇÃO - O ganhador de almas tem de preencher alguns requisitos para realizar seu trabalho de evangelização. INTRODUÇÃO - O ganhador de almas tem de preencher alguns requisitos para realizar seu trabalho de evangelização. - O trabalho de ganhar almas é de iniciativa divina e somente quem tem comunhão com o Senhor

Leia mais

Catequista: Crianças: Festa do Acolhimento

Catequista: Crianças: Festa do Acolhimento Catequista: Crianças: Festa do Acolhimento 14 1 INTRODUÇÃO CÂNTICO DE COMUNHÃO É o Meu Corpo Possivelmente estamos habituados a procurar Deus nas grandes coisas da vida, boas ou menos boas, e esquecemo-nos

Leia mais

Nº 8C 2º Domingo do Tempo Comum Bodas de Caná

Nº 8C 2º Domingo do Tempo Comum Bodas de Caná Nº 8C 2º Domingo do Tempo Comum-17.1.2016 Bodas de Caná Do Evangelho de hoje, retiramos vários ensinamentos para a nossa vida. Naquele casamento, onde estava Jesus, ia haver uma grande tristeza, porque

Leia mais

Nesta liturgia de todos os santos, muito mais do que sempre acontece em todas as liturgias que celebramos no decorrer do ano, o céu e a terra se

Nesta liturgia de todos os santos, muito mais do que sempre acontece em todas as liturgias que celebramos no decorrer do ano, o céu e a terra se Nesta liturgia de todos os santos, muito mais do que sempre acontece em todas as liturgias que celebramos no decorrer do ano, o céu e a terra se tocam. Com o apóstolo João na ilha de Patmos, e ao mesmo

Leia mais

Havia um certo homem rico, que tinha um administrador; e este foi acusado perante ele de estar esbanjando os seus bens. Quando soube, o rico o chamou

Havia um certo homem rico, que tinha um administrador; e este foi acusado perante ele de estar esbanjando os seus bens. Quando soube, o rico o chamou Havia um certo homem rico, que tinha um administrador; e este foi acusado perante ele de estar esbanjando os seus bens. Quando soube, o rico o chamou e disse-lhe: - Que é isto que ouço de ti? Quero que

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Sábado da 3ª Semana da Quaresma Ó Deus, alegrando

Leia mais

DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA. LEITURA I Actos 6,1-7. «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...»

DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA. LEITURA I Actos 6,1-7. «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...» DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA LEITURA I Actos 6,1-7 «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...» Leitura dos Actos dos Apóstolos Naqueles dias, aumentando o número dos discípulos, os helenistas

Leia mais

Um caminho que leva para longe de Deus.

Um caminho que leva para longe de Deus. Um caminho que leva para longe de Deus. REFLEXÕES SOBRE OS DISCÍPULOS NO CAMINHO DE EMAUS Sair de Jerusalém para Emaus significa abandonar o Caminho. REFLEXÕES SOBRE OS DISCÍPULOS NO CAMINHO DE EMAUS Quais

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Quarta-feira da 23ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Ó Deus,

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Terça-feira da 22ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Deus do

Leia mais

Lição 2 Os Obreiros na Igreja Primitiva

Lição 2 Os Obreiros na Igreja Primitiva Lição 2 Os Obreiros na Igreja Primitiva À medida que o António aprendia o que significava ser membro da família de Deus, ele começou a perceber o que o plano de Deus incluía para ele. Quando pensava nestas

Leia mais

1ª Leitura - Hb 12,1-4

1ª Leitura - Hb 12,1-4 1ª Leitura - Hb 12,1-4 Empenhemo-nos com perseverança no combate que nos é proposto. Leitura da Carta aos Hebreus 12,1-4 Irmãos: 1Rodeados como estamos por tamanha multidão de testemunhas, deixemos de

Leia mais

EU CREIO NA PALAVRA DE DEUS (1 Rs ; Lc 5.1-6)

EU CREIO NA PALAVRA DE DEUS (1 Rs ; Lc 5.1-6) EU CREIO NA PALAVRA DE DEUS (1 Rs 17.8-16; Lc 5.1-6) 1 Comentar Elias e a viúva de Sarepta As palavras têm muito poder. Sua boca tem que falar palavra de Deus, não palavra religiosa. Tens que dizer: a

Leia mais

Leitura do Livro do Êxodo

Leitura do Livro do Êxodo 339 DOMINGO XXX LEITURA I Ex 22, 20-26 Leitura do Livro do Êxodo «Se fizerdes algum mal à viúva e ao órfão, inflamar-se-á a minha ira contra vós» Eis o que diz o Senhor: «Não prejudicarás o estrangeiro,

Leia mais

ARCANJO SÃO RAFAEL A FIGURA

ARCANJO SÃO RAFAEL A FIGURA ARCANJO SÃO RAFAEL A FIGURA Pedro Cantoneiro, aluno 147291 da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa Iconografia com o Professor Luis Urbano Afonso Biografia São Rafael é um arcanjo presente nas

Leia mais

Gr.Bíblico. Evangelho de. Nossa Senhora Conceição

Gr.Bíblico. Evangelho de. Nossa Senhora Conceição Evangelho de São Lucas Ano litúrgico C O Terceiro Envangelho O TEMPO DE JESUS E O TEMPO DA IGREJA Este evangelho põe em relevo as etapas da obra de Deus na História. Mais do que Mateus e Marcos, ao falar

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM SEGUNDA-FEIRA DA 34 SEMANA DO TEMPO COMUM 1) Oração Ó Deus,

Leia mais

Maria e a VOCAÇÃO LAICAL

Maria e a VOCAÇÃO LAICAL Maria e a VOCAÇÃO LAICAL João Luis Fedel Gonçalves Maria e a Vocação Laical 1 REFLETINDO Simplesmente cristãs e cristãos... eis a condição comum e fundamental de todos os batizados. Formamos o povo de

Leia mais

NÃO TEMAS! ESTOU CONTIGO NA TUA FAMÍLIA 2º CICLO

NÃO TEMAS! ESTOU CONTIGO NA TUA FAMÍLIA 2º CICLO 2ª FEIRA 25 DE SETEMBRO Bom dia! Depois de um fim de semana para re carregar energias, espera-nos uma semana em cheio. Nesta semana vamos falar da importância da família e de como a devemos tratar como

Leia mais

Igreja: Uma face em construção - X Adoração na vida e mensagem de um apóstolo

Igreja: Uma face em construção - X Adoração na vida e mensagem de um apóstolo Igreja: Uma face em construção - X Adoração na vida e mensagem de um apóstolo Uma adoração consistente I. Adoração que nasce de um coração transformado II. Adoração na integridade do ensino da Palavra

Leia mais

Sejam todos bem vindos! Que estejamos sempre em oração para que Deus esteja presente em todo momento durante nossa Aula

Sejam todos bem vindos! Que estejamos sempre em oração para que Deus esteja presente em todo momento durante nossa Aula Sejam todos bem vindos! Que estejamos sempre em oração para que Deus esteja presente em todo momento durante nossa Aula Amizades, dentro e fora da igreja... E aí? Salmos 1:1-3 Bem-aventurado o homem que

Leia mais

EVANGELHO Mt 21,28-32 «..Em verdade vos digo: Os publicanos e as mulheres de má vida irão diante de vós para o reino de Deus...»

EVANGELHO Mt 21,28-32 «..Em verdade vos digo: Os publicanos e as mulheres de má vida irão diante de vós para o reino de Deus...» «..Em verdade vos digo: Os publicanos e as mulheres de má vida irão diante de vós para o reino de Deus...» 1 Ambiente: O texto que nos é proposto neste domingo situa-nos em Jerusalém, na etapa final da

Leia mais

Nº36 B - 30º Domingo do Tempo Comum Ter Fé

Nº36 B - 30º Domingo do Tempo Comum Ter Fé Nº36 B - 30º Domingo do Tempo Comum - 25.10.2015 Ter Fé O Evangelho de hoje mostra-nos que devemos ter Fé, uma Fé muito forte, tal como aquele cego que pediu a Jesus que o curasse. O cego acreditava que

Leia mais

Jesus, Nome sobre todo nome! João Gilberto

Jesus, Nome sobre todo nome! João Gilberto Jesus, Nome sobre todo nome! João Gilberto Filipenses 2:9-11 Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, Filipenses 2:9-11 para que ao nome de Jesus se dobre

Leia mais

Definições. Ganancia ^ Desejo sem moderação por possessões temporais. Jeroen Bosch pecados. capitais. São Tomás - Suma Teológica

Definições. Ganancia ^ Desejo sem moderação por possessões temporais. Jeroen Bosch pecados. capitais. São Tomás - Suma Teológica Ganancia ^ Definições Desejo sem moderação por possessões temporais São Tomás - Suma Teológica Jeroen Bosch Ganancia ^ Definições A avareza não é o desejo pelo dinheiro, mas o desejo imoderado por ele;

Leia mais

Nº 40 A Domingo XXXIII do Tempo Comum Deus renova todas as coisas

Nº 40 A Domingo XXXIII do Tempo Comum Deus renova todas as coisas Nº 40 A Domingo XXXIII do Tempo Comum-17.11.13 Deus renova todas as coisas Eu tive um sonho. Sonhei que os rios já não estavam poluídos, e as suas águas eram puras e cristalinas. Sonhei que. em vez de

Leia mais

Hoje celebramos a festa da Epifania, a que se costuma chamar também Dia de Reis. Esta festa é muito importante, porque mostra que Jesus não nasceu

Hoje celebramos a festa da Epifania, a que se costuma chamar também Dia de Reis. Esta festa é muito importante, porque mostra que Jesus não nasceu Hoje celebramos a festa da Epifania, a que se costuma chamar também Dia de Reis. Esta festa é muito importante, porque mostra que Jesus não nasceu para salvar só o povo de Israel, mas para todos os povos,

Leia mais

COM DEUS APRENDI A PERDER PARA GANHAR

COM DEUS APRENDI A PERDER PARA GANHAR COM DEUS APRENDI A PERDER PARA GANHAR Marcos 8:35 Na semana passada aprendemos um pouco mais sobre Salvação, que nada mais é que a própria pessoa de Jesus Cristo agindo em nosso interior, transformando

Leia mais

Como falar sobre acontecimento tão significativo quanto este?

Como falar sobre acontecimento tão significativo quanto este? Como falar sobre acontecimento tão significativo quanto este? Irmãs reunidas... Casa cheia... Alegria estampada nos rostos AGRADECIDOS que, ao longo de anos de convivência, aprenderam AMAR e ADMIRAR alguém

Leia mais

O Objetivo da Vida Cristã. Aula 02 Texto básico: Mateus Hino sugerido: 386 (HNC) - Testemunho

O Objetivo da Vida Cristã. Aula 02 Texto básico: Mateus Hino sugerido: 386 (HNC) - Testemunho O Objetivo da Vida Cristã Aula 02 Texto básico: Mateus 6. 25-34 Hino sugerido: 386 (HNC) - Testemunho Objetivo: Demonstrar que a prática religiosa não é o objetivo da vida cristã, mas o meio pelo qual

Leia mais

Tiago. Por sua personalidade (Simples e Prática) Pelo momento de vida de seus leitores

Tiago. Por sua personalidade (Simples e Prática) Pelo momento de vida de seus leitores Tiago Irmão de Jesus / Líder da Igreja no Século I Escreve aos discípulos de Jesus que foram dispersos com a perseguição em Jerusalém. De forma objetiva e prática Por sua personalidade (Simples e Prática)

Leia mais

Não tenha medo, pequeno rebanho, porque o Pai de vocês tem prazer em dar-lhes o Reino. Vendam os seus bens e distribuam o dinheiro em esmola.

Não tenha medo, pequeno rebanho, porque o Pai de vocês tem prazer em dar-lhes o Reino. Vendam os seus bens e distribuam o dinheiro em esmola. Lucas 12, 32-34 Não tenha medo, pequeno rebanho, porque o Pai de vocês tem prazer em dar-lhes o Reino. Vendam os seus bens e distribuam o dinheiro em esmola. Façam para vocês bolsas que não gastam com

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Quinta-feira da 21ª Semana do Tempo Comum Ó Deus,

Leia mais

A Liturgia da Paixão do Senhor não tem a celebração da Eucaristia, mas apenas a distribuição da comunhão. Além de uma introdução e conclusão

A Liturgia da Paixão do Senhor não tem a celebração da Eucaristia, mas apenas a distribuição da comunhão. Além de uma introdução e conclusão A Liturgia da Paixão do Senhor não tem a celebração da Eucaristia, mas apenas a distribuição da comunhão. Além de uma introdução e conclusão silenciosa, a Liturgia tem quatro momentos distintos: 1. A Liturgia

Leia mais

A SINGULARIDADE DA REVELAÇÃO CRISTÃ

A SINGULARIDADE DA REVELAÇÃO CRISTÃ A SINGULARIDADE DA REVELAÇÃO CRISTÃ 1 JESUS, O REVELADOR DO PAI Em Jesus de Nazaré, mistério e promessa são corporificados (Cl 1,15.19; Hb 1,3; Jo 14,9). O 2ºT expressa a antiga convicção de que a pessoa

Leia mais

Jesus Prepara sua Morte

Jesus Prepara sua Morte Jesus Prepara sua Morte Texto base Marcos 14. 15-20 Introdução Jesus é ungido em Betânia Marcos 14. 3.9 Quais as características do gesto (Obra) dessa mulher: - Amor... v3 - Sacrifício... - Fé - Oportuna...

Leia mais

Quando a Bíblia é vista assim, ela parece um livro caído do céu. E aí, acaba negando a relação que a Bíblia tem com a história de um povo.

Quando a Bíblia é vista assim, ela parece um livro caído do céu. E aí, acaba negando a relação que a Bíblia tem com a história de um povo. A Bíblia A Bíblia chegou e chega até nós, sendo Palavra de Deus e Fruto da revelação direta de Deus. Quando a Bíblia é vista assim, ela parece um livro caído do céu. E aí, acaba negando a relação que a

Leia mais

PEDRO E O PODER DA ORAÇÃO

PEDRO E O PODER DA ORAÇÃO Bíblia para crianças apresenta PEDRO E O PODER DA ORAÇÃO Escrito por: Edward Hughes Ilustrado por: Janie Forest O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia na Linguagem de Hoje 1998

Leia mais

Nº 20 C 3º Domingo da Páscoa

Nº 20 C 3º Domingo da Páscoa Nº 20 C 3º Domingo da Páscoa - 10.4.2016 És o novo Sol que não tem ocaso. És a luz que não se apaga. És vencedor da morte para sempre. És o homem primeiro do mundo novo. És o começo da nova criação. És

Leia mais

DEIXAI CRESCER UM E OUTRO ATÉ A COLHEITA! - Comentário de Pe. Alberto Maggi OSM ao

DEIXAI CRESCER UM E OUTRO ATÉ A COLHEITA! - Comentário de Pe. Alberto Maggi OSM ao DOMINGO XVI do tempo Comum 20 de julho de 2014 DEIXAI CRESCER UM E OUTRO ATÉ A COLHEITA! - Comentário de Pe. Alberto Maggi OSM ao Evangelho Mt 13,24-43 Naquele tempo, Jesus contou outra parábola à multidão:

Leia mais

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João (Jo 1,29-34)

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João (Jo 1,29-34) 2º DOMINGO DO TEMPO COMUM - ANO A 15 de Janeiro de 2017 Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João (Jo 1,29-34) 1 / 6 Naquele tempo, João Baptista viu Jesus, que vinha ao seu encontro, e exclamou:

Leia mais