PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB RETOMANDO: JAVA E CLASSES. Prof. Dr. Daniel Caetano

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB RETOMANDO: JAVA E CLASSES. Prof. Dr. Daniel Caetano"

Transcrição

1 PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB RETOMANDO: JAVA E CLASSES Prof. Dr. Daniel Caetano

2 Objetivos Retomar a Linguagem Java Retomar o conceito de Classes Tratamento de Erros GRUPOS? Até o fim da aula!

3 Material de Estudo Material Notas de Aula Apresentação Material Didático - Acesso ao Material (Prog. Serv. Web Aula 1) (Prog. Serv. Web - Aula 1) Java: Como Programar (6ª Edição) Páginas 24 a 38, 57 a 73, 86 a 110, 126 a 150

4 REVISÃO RELÂMPAGO DE JAVA

5 Estrutura do Código Programa em C/C++ Programa em Java projeto.exe programa.cpp main projeto.jar Pacote Projeto Pacote funcao1 Projeto.java main Classe funcao2 metodo1 funcao3

6 Estrutura do Código Programa em Java projeto Executável: Projeto.jar Diretório: /projeto Diretório: /projeto/projeto Diretório: /projeto/umpacote1 Diretório: /projeto/umpacote2

7 Estrutura de um Código Java Arquivo: Projeto.java Indica o pacote SEMPRE a primeira coisa!

8 Estrutura de um Código Java Arquivo: Projeto.java Todo programa do NetBeans tem uma classe principal, de mesmo nome que o Projeto)...e, assim como em C, todo programa Java terá um método main...

9 Função das classes Basicamente: classe é um pequeno programa Um subsistema (pacote) contém vários pequenos programas (classes) Um sistema (projeto) contém vários subsistemas (pacotes) Analogia?

10 Analogia da Estruturação Java Projeto Microsoft Office Pacote Microsoft Word Classe Documento Método Corrigir

11 O que significa......a classe ser um pequeno programa? Software é composto por vários programas Um programa pede para outro fazer algo Ou seja: uma classe pode solicitar a outra que execute uma de seus métodos (funções)

12 E se eu não quiser? E se eu desejar criar um método que outras classes não possam executar? Na verdade, para que esse método possa ser executado por outras classes, ele deve ser público... Observe!

13 E se eu não quiser? Para impedir que um método possa ser executado por outra classe, bastar declará-lo como private.

14 ELEMENTOS BÁSICOS DE JAVA

15 Imprimindo em Java Impressão Normal System.out.print( texto ); System.out.print(var); System.out.print( texto + var); System.out.println( texto ); Impressão Formatada System.out.printf( texto ); System.out.printf( texto %d\n, var);

16 Imprimindo em Java Muito chato ter que digitar... System.out.println( );... Toda hora?????????? SIM!!!! Então... não digite! Como veremos no NetBeans, basta digitar sout e apertar a tecla TAB em seguida.

17 Hello World em Java

18 Variáveis Nativas em Java Normalmente useramos apenas: int, double e boolean...

19 Operadores em Java Operadores Básicos + - * / % == <= >=!= &&

20 Comentários em Java Linha simples: // Este é um comentário de uma linha Múltiplas linhas: /* Este é um comentário de Múltiplas linhas */ Ou ainda... /** Este é um comentário de Múltiplas linhas */

21 CONTROLE DE FLUXO

22 Estruturas de Seleção if ~ else

23 Estruturas de Seleção switch ~ case

24 Estruturas de Repetição while

25 Estruturas de Repetição do ~ while

26 Estruturas de Repetição for

27 VARIÁVEIS NÃO NATIVAS

28 O que são variáveis não nativas? São variáveis programadas Não fazem parte da linguagem em si, mas de sua biblioteca São programadas na forma de Classes Facilitam muito a programação

29 Exemplo: String Armazenar texto em C = muito chato: char texto[30] = Um texto ; Em Java existe o tipo String para isso: String texto = Um texto ; Variáveis destes tipos podem ser usadas normalmente na maioria das situações

30 Imprimindo Strings

31 Somando Strings

32 Imprimindo Soma de Strings

33 Vantagens de Variáveis Não Nativas Como são classes, elas não apenas guardam informação, mas também executam tarefas Ex.: uma String sabe responder seu próprio comprimento (quantas letras possui):

34 Vantagens de Variáveis Não Nativas Variáveis Nativas não possuem esse recurso! Como saber se variável é nativa ou não? Pelo tipo da variável As variáveis nativas sempre têm seu tipo iniciado em letra minúscula Ex.: int, double... As variáveis não nativas sempre têm seu tipo iniciado em letra maiúscula Ex.: String, Integer, Double...

35 Como saber que métodos existem? Documentação No NetBeans, digite o nome da variável seguido de ponto (.) e aguarde alguns instantes...

36 NetBeans Esse NetBeans parece legal... Como eu uso isso? Primeiro você precisa instalar o Java SE JDK java-se-jdk-7-download html Depois você deve instalar o NetBeans

37 RELEMBRANDO: NETBEANS

38 Iniciando um Projeto Clique no ícone de novo projeto

39 Iniciando um Projeto Escolha o tipo: Java e Aplicativo Java

40 Iniciando um Projeto Dê um nome ao seu projeto: Projeto1

41 Iniciando um Projeto Dê um nome ao seu projeto: Projeto1 Nomes de projeto devem a) Começar com letra maiúscula b) Não ter espaços c) Não usar acentos ou caracteres especiais d) Ex.: MeuProjeto

42 Tela Principal

43 Tela Principal ÁREA DE CONTROLE

44 Tela Principal GRAVAR PROJETO

45 Tela Principal EXECUTAR PROJETO

46 Tela Principal ÁREA DE PROJETO

47 Tela Principal PROJETO ABERTO (ativo fica em negrito)

48 Tela Principal PACOTES DE CÓDIGO

49 Tela Principal BIBLIOTECAS (Ex.: Banco de Dados)

50 Tela Principal PACOTE PRINCIPAL (mesmo nome do projeto)

51 Tela Principal CLASSE PRINCIPAL (mesmo nome do projeto)

52 Tela Principal ÁREA DE CÓDIGO

53 Tela Principal ÁREA DE MENSAGENS

54 Tela Principal NAVEGADOR

55 Adicionando algum código DIGITE O CÓDIGO

56 Adicionando algum código DIGITE O CÓDIGO

57 Adicionando algum código GRAVE O PROJETO

58 Adicionando algum código EXECUTE O PROJETO

59 Adicionando algum código VEJA O RESULTADO

60 CLASSES EM JAVA

61 O que são Classes? Uma classe é uma estrutura de dados Ela possui atributos E ela é capaz de operar nesses atributos por meio de seus métodos.

62 Definindo uma classe Iniciaremos criando um projeto

63 Definindo uma classe Escolha o tipo: Java e Aplicativo Java

64 Definindo uma classe Dê um nome ao seu projeto: ex.: Projeto2 Projeto2

65 Definindo uma classe Dê um nome ao seu projeto: ex.: Projeto2 Projeto2 Nomes de projeto devem a) Começar com letra maiúscula b) Não ter espaços c) Não usar acentos ou caracteres especiais d) Ex.: MeuProjeto

66 Definindo uma classe Dê um nome ao seu projeto: ex.: Projeto2 Projeto2

67 Definindo uma Classe As classes devem ficar dentro de pacotes; Assim, clique com o botão direito no ícone do pacote que tem o nome do projeto (projeto2)

68 Definindo uma Classe Agora selecione novo > classe java

69 Definindo uma Classe Agora dê um nome à classe: Produto

70 Definindo uma Classe Agora dê um nome à classe: Produto Nomes de CLASSES devem a) Começar com letra maiúscula b) Não ter espaços c) Não usar acentos ou caracteres especiais d) Ex.: Produto

71 Definindo uma Classe E clique em finalizar

72 Definindo uma Classe Observe a classe na área de projeto

73 Definindo uma Classe Clique 2 vezes nesse ícone para ver o código

74 Limpando a área Vamos apagar os comentários do NetBeans

75 Adicionando Atributos Vamos adicionar atributos no produto

76 Adicionando Atributos Vamos adicionar atributos no produto

77 Adicionando Atributos Vamos adicionar atributos no produto

78 Adicionando Atributos Vamos adicionar atributos no produto Observe a) Nossa classe pode guardar três valores b) Eles são privados c) Apenas código da própria classe pode ler e escrever nessas variáveis!

79 Escopo e Visibilidade O que é código da própria classe? Aquele que for definido na área marcada!

80 Setters e Getters Como modificar estes valores?

81 Setters e Getters Vamos acrescentar métodos públicos? Os métodos que servem para modificar atributos são chamados de setters. Se o nome do atributo é idade, o nome do setter será setidade(). Se o nome do atributo é sexo, o nome do setter será setsexo().

82 Setters e Getters Entre parênteses devemos indicar o novo valor desejado para o atributo Ex.: setidade(23) Como a criação desses métodos é absolutamente mecânica, o NetBeans a realiza por nós

83 Setters e Getters Criando Setters Clique com o botão direito na área da classe

84 Setters e Getters Criando Setters Selecione a opção inserir código

85 Setters e Getters Criando Setters No menu, selecione Setter...

86 Setters e Getters Criando Setters Selecione a caixinha de Produto para marcar todos os atributos ao mesmo tempo

87 Setters e Getters Criando Setters Pronto! O NetBeans criou tudo sozinho!

88 Setters e Getters Criando Setters Mas tem alguma coisa estranha aí... O que é... this???

89 Setters e Getters Criando Setters Primeiro vamos entender uma coisa... Os atributos funcionam como variáveis globais dentro da classe

90 Setters e Getters Criando Setters Primeiro vamos entender uma coisa... Isso significa que essas variáveis podem ser acessadas nos métodos

91 Ocorre que, neste caso, Primeiro vamos entender foram uma definidos coisa... parâmetros com os mesmos nomes dos atributos... Observe! Setters e Getters Criando Setters

92 Isso cria confusão: se, no método setdesc, Setters e Getters Criando Setters Primeiro vamos entender uma escrevermos, coisa... desc = Olá Estamos mudando o valor do atributo ou do parâmetro?

93 Setters e Getters Criando Setters O Java soluciona isso da seguinte forma: sempre que Primeiro houver confusão vamos entre entender nomes uma de variáveis coisa... de um método com os nomes de atributos de uma classe, devemos usar a palavra this para nos referir ao atributo.

94 Setters e Getters Criando Setters O Java soluciona isso da seguinte forma: sempre que Primeiro houver confusão vamos entre entender nomes uma de variáveis coisa... de um método com os nomes de atributos de uma classe, devemos usar a palavra this para nos referir ao atributo.

95 Setters e Getters Criando Setters O Java soluciona isso da seguinte forma: sempre que Primeiro houver confusão vamos entre entender nomes uma de variáveis coisa... de um método com os nomes de atributos de uma classe, devemos usar a palavra this para nos referir ao atributo.

96 Setters e Getters Agora já sabemos como mudar os valores dos atributos. Mas como ler estes valores? Os métodos que servem para ler atributos são chamados de getters. Se o nome do atributo é idade, o nome do getter será getidade. Se o nome do atributo é sexo, o nome do getter será getsexo. Deu para pegar a idéia?

97 Setters e Getters Criando Getters Clique com o botão direito na área da classe

98 Setters e Getters Criando Getters Selecione a opção inserir código

99 Setters e Getters Criando Getters No menu, selecione Getter...

100 Setters e Getters Criando Getters Selecione a caixinha de Produto para marcar todos os atributos ao mesmo tempo

101 Setters e Getters Criando Getters Pronto! O NetBeans criou tudo sozinho!

102 Setters e Getters Criando Getters Observe os getters de perto. Eles simplesmente retornam o valor do atributo! Observe que, neste caso, como não há confusão, não é necessário usar a palavra this

103 Setters e Getters Qual a vantagem de usar getters e setters? 1. Se você não quiser que um atributo seja modificado por outras classes, remova o setter daquela variável 2. Se você não quiser que um atributo seja lido por outras classes, remova o getter daquela variável 3. O setter permite validar os dados antes de armazená-los, evitando que dados incorretos sejam colocados nos atributos 4. O getter permite esconder o formato (tipo de dado) com que um atributo está armazenado

104 Setters e Getters Qual a vantagem de usar getters e setters? 1. Se você não quiser que um atributo seja modificado por outras classes, remova o setter daquela variável 2. Se você não quiser que um atributo seja lido por outras classes, remova o getter daquela variável Encapsulamento 3. O setter permite validar os dados antes de armazená-los, evitando que dados incorretos sejam colocados nos atributos 4. O getter permite esconder o formato (tipo de dado) com que um atributo está armazenado

105 PAUSA PARA O CAFÉ!

106 OBJETOS EM JAVA

107 O que são Objetos? Ok, aprendemos a criar uma classe, mas como usamos isso? Como apresentado, uma das funções das classes é permitir a definição de tipos de dados não nativos, para guardar dados de formato específico Assim, a classe define apenas o tipo do dado; definir uma classe não significa que já podemos guardar informações

108 O que são Objetos? Uma classe é como uma planta baixa de uma casa: diz como uma casa é, mas não dá pra morar nela!

109 O que são Objetos? Uma classe é como uma planta baixa de É preciso construir uma casa: diz como uma casa é, mas não dá pra morar nela!

110 O que são Objetos? Uma classe é como uma planta baixa de uma Transformar casa: diz como uma a casa planta é, mas não dá pra morar nela!

111 O que são Objetos? Uma classe é como uma planta baixa de Em um OBJETO uma casa: diz como uma casa é, mas não dá pra morar nela!

112 Como criar objetos? Vamos começar do começo... Clique duas vezes no ícone do arquivo da classe principal (aquela com o nome do projeto):

113 Como criar objetos? Apague os comentários do NetBeans...

114 Como criar objetos? Apague os comentários do NetBeans...

115 Como criar objetos? Vamos declarar uma variável para o produto

116 Como criar objetos? Vamos declarar uma variável para o produto

117 Como criar objetos? Agora vamos criar o objeto

118 Como criar objetos? Agora vamos criar o objeto

119 Como criar objetos? E armazenar algumas informações

120 Como criar objetos? E armazenar algumas informações

121 Como criar objetos? E, agora, vamos imprimir alguns dados...

122 Como criar objetos? E, agora, vamos imprimir alguns dados...

123 Como criar objetos? Execute o projeto... EXECUTE O PROJETO

124 Como criar objetos? E veja o resultado... VEJA O RESULTADO

125 HERANÇA

126 O que é herança? Herança é uma das características mais úteis das classes... Mas o que é? O que é herdar? Receber algo construído por outra pessoa Em programação: herança é isso: receber algo programado anteriormente

127 Como essa tal de herança? Há pouco criamos uma classe que representa representar um produto Imagine que temos de criar, para um sistema de livraria, uma classe livro No contexto: o livro é um produto! Isso significa que ele vai ter um código de identificação, um nome e uma descrição, como o nosso produto

128 Como essa tal de herança? Temos duas alternativas: 1. Criar uma classe chamada Livro e reescrever todo o código que já havíamos colocando na classe Produto 2. Criar uma classe Livro e reaproveitar as funcionalidades que já estão disponíveis na classe Produto A opção dois pode ser feita justamente com a tal da herança

129 Herança em Java No Java, a herança funciona assim: 1. Temos uma classe original, que chamamos de superclasse ou classe pai, da qual queremos herdar funcionalidades. 2. E vamos criar uma classe derivada, que chamamos de subclasse ou classe filha, que irá extender as funcionalidades da classe pai Livro Produto id / setid / getid nome / setnome / getnome desc / setdesc / getdesc autor / setautor / getautor

130 Herança em Java No Java, a herança funciona assim: 1. Temos uma classe original, Apenas que as chamamos de superclasse ou classe pai, da qual queremos herdar funcionalidades. características públicas são herdadas...! 2. E vamos criar uma classe derivada, que chamamos de subclasse ou classe filha, que irá extender as funcionalidades da classe pai Livro Produto id / setid / getid nome / setnome / getnome desc / setdesc / getdesc autor / setautor / getautor

131 Herança em Java Observe que no processo de herança, todas as características públicas são herdadas Assim, no exemplo, um Livro não deixa de ser, também, um Produto... Todo objeto do tipo Livro será, ao mesmo tempo, um objeto do tipo Produto Livro Produto setid / getid setnome / getnome setdesc / getdesc autor / setautor / getautor

132 Definindo uma Classe Filha Para criar a nova classe, clique com o botão direito no ícone do pacote que tem o nome do projeto (projeto2)

133 Definindo uma Classe Filha Agora selecione novo > classe java

134 Definindo uma Classe Filha Agora dê um nome à classe: Livro

135 Definindo uma Classe Filha Agora dê um nome à classe: Livro Nomes de CLASSES devem a) Começar com letra maiúscula b) Não ter espaços c) Não usar acentos ou caracteres especiais d) Ex.: Livro

136 Definindo uma Classe Filha E clique em finalizar

137 Definindo uma Classe Filha Observe a classe na área de projeto

138 Definindo uma Classe Filha Clique 2 vezes nesse ícone para ver o código

139 Limpando a área da Classe Filha Vamos apagar os comentários do NetBeans

140 Informando quem é a Classe Pai Indique que esta classe extends Produto :

141 Informando quem é a Classe Pai Indique que esta classe extends Produto : Com isso já podemos usar a classe Livro como se fosse um Produto... Mas queremos adicionar o atributo autor ao Livro, não é?

142 Acrescentando atributos Acrescente o atributo autor como String:

143 Acrescentando atributos Acrescente o atributo autor como String:

144 Criando os getters e setters Clique com o botão direito na área da classe

145 Criando os getters e setters Selecione Inserir código...

146 Criando os getters e setters Selecione a opção Getter e setter...

147 Criando os getters e setters E marque os atributos para os quais quer gerar getters e setters

148 Criando os getters e setters O código será gerado automaticamente

149 Como criar objetos? Vamos agora criar um objeto Livro... Clique duas vezes no ícone do arquivo da classe principal (aquela com o nome do projeto):

150 Modificando o código main E modifique o código assim

151 Modificando o código main E modifique o código assim

152 Modificando o código main Execute e veja o resultado! O que acontece se você tentar executar os métodos setautor ou getautor por p?

153 Modificando o código main Por que isso acontece? Porque p é do tipo Produto... E Produto não define os métodos setautor e getautor!

154 Modificando o código main Repare, por outro lado, que todos os métodos de Produto podem ser usados com a variável do tipo Livro!

155 Modificando o código main O que acontece se mudarmos o tipo da variável l de Livro para Produto? Que métodos ficam disponíveis em l? É o tipo da variável que define quais métodos podem ser chamados

156 Modificando o código main Para saber quais métodos estão disponíveis, basta digitar o nome da variável e adicionar um. :

157 Modificando o código main Para saber quais métodos estão disponíveis, basta Métodos digitar o nome em Mas e esses da variável e adicionar um. : negrito estão outros? definidos nesta classe...

158 Métodos Herdados Object é pai de todas as classes do Java Object String Produto Livro

159 Métodos Herdados Object é pai de todas as classes do Java Object Superclasse ou Classe Pai String Produto Livro Subclasse ou Classe Filha

160 TRATAMENTO DE ERROS

161 Tratamento de Erros em Java O Java tem um jeito todo especial de permitir que lidemos com erros que possam ocorrer durante a execução Melhor do que explicar a teoria, tudo fica mais simples quando vemos acontecer! Feche o projeto anterior e crie um novo projeto Java Aplicação Java no NetBeans, e dê o nome de Projeto3.

162 Tratamento de Erros em Java No método main, digite o seguinte código:

163 Tratamento de Erros em Java No método main, digite o seguinte código:

164 Tratamento de Erros em Java Execute o programa, e veja o que ocorre... Isso significa que seu programa capotou Em outras palavras, ocorreu um erro e o seu programa foi finalizado

165 Tratamento de Erros em Java Execute o programa, e veja o que ocorre... Se clicar nesse link, o Isso significa que seu programa capotou NetBeans lhe mostrará em Em outras palavras, que linha ocorreu o erro um ocorreu erro e o seu programa foi finalizado

166 Tratamento de Erros em Java Que é exatamente nessa: Houve uma divisão por zero!

167 Tratamento de Erros em Java Neste caso, poderíamos simplesmente corrigir o programa, afinal, os valores são estáticos... Mas e se os dados de entrada fossem fornecidos pelo usuário? 1. Poderíamos checar o denominador antes 2. Poderíamos dizer para o Java o que fazer se um erro ocorrer! O primeiro caso é simples; vamos mostrar como fazer o segundo

168 Tratamento de Erros em Java Primeiro iremos modificar o programa assim O bloco try indica para o Java que pode ocorrer um erro aí dentro!

169 Tratamento de Erros em Java Primeiro iremos modificar o programa assim O NetBeans indica erro porque, se pode ocorrer um erro, o programador é obrigado a dizer o que fazer caso ele ocorra!

170 Tratamento de Erros em Java Isso pode ser feito assim...

171 Tratamento de Erros em Java Isso pode ser feito assim... Todo bloco try precisa ter pelo menos um catch

172 Tratamento de Erros em Java O que é esse Exception?

173 Tratamento de Erros em Java O que é esse Exception? Exception é um tipo de dado não nativo (observe a letra maiúscula!) que guarda informações sobre o erro ocorrido!

174 Tratamento de Erros em Java Faça a modificação, execute e observe!

175 Tratamento de Erros em Java Qual foi o resultado? Essa linha contém uma das informações guardadas pela classe Exception!

176 Classe Exception A classe Exception é genérica Object String Produto Exception ArithmeticException SQLException NullPointerException

177 Classe Exception Como tratar erros diferentes? try { // Seu código aqui } catch (ArithmeticException e) { // Tratamento de erro na operação } catch (Exception e) { } // Tratamento de qualquer outro erro Mais Específico Mais Genérico

178 Classe Exception Como executar algo ao fim de todos os casos? try { // Seu código aqui } catch (ArithmeticException e) { // Tratamento de erro na operação } catch (Exception e) { // Tratamento de qualquer outro erro } finally { // Final para todos os casos }

179 ORIENTAÇÃO TRABALHO A

180 Orientação do Trabalho A O Trabalho A já está online Entre no SIA, na área Minhas Disciplinas Presenciais, na disciplina Programação Servidor para Sistemas Web e, finalmente, clique em Trabalhos. Leia atentamente e resolva com calma Observe agora a explicação do professor sobre QUAIS arquivos devem ser enviados (as pastas src e web de cada projeto)

181 ENTREGA DOS GRUPOS DE TRABALHO

182 CONCLUSÕES

183 Resumo A linguagem Java possui muitos recursos O NetBeans é uma ferramenta prática Uso de classes economiza programação O Java possui um sistema de tratamento de erros específico TAREFA: Instalar o NetBeans e... Trabalho A Qual a relação com Prog. para Servidor Web? O NetBeans também vai ajudar?

184 PERGUNTAS?

NOVIDADES DO JAVA PARA PROGRAMADORES C

NOVIDADES DO JAVA PARA PROGRAMADORES C PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB NOVIDADES DO JAVA PARA PROGRAMADORES C Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Apresentar o Conceito de Classes e Objetos Capacitar para a criação de objetos simples

Leia mais

INTRODUÇÃO AO JAVA PARA PROGRAMADORES C

INTRODUÇÃO AO JAVA PARA PROGRAMADORES C PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB INTRODUÇÃO AO JAVA PARA PROGRAMADORES C Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Apresentar a grande semelhança entre Java e C Apresentar a organização diferenciada

Leia mais

CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA

CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA Introdução para Iniciantes Prof. M.Sc. Daniel Calife Índice 1 - A programação e a Linguagem Java. 1.1 1.2 1.3 1.4 Linguagens de Programação Java JDK IDE 2 - Criando o primeiro

Leia mais

Unidade 9: Middleware JDBC para Criação de Beans

Unidade 9: Middleware JDBC para Criação de Beans Programação Servidor para Sistemas Web 1 Unidade 9: Middleware JDBC para Criação de Beans Implementando MVC Nível 1 Prof. Daniel Caetano Objetivo: Preparar o aluno para construir classes de entidade com

Leia mais

2 Orientação a objetos na prática

2 Orientação a objetos na prática 2 Orientação a objetos na prática Aula 04 Sumário Capítulo 1 Introdução e conceitos básicos 1.4 Orientação a Objetos 1.4.1 Classe 1.4.2 Objetos 1.4.3 Métodos e atributos 1.4.4 Encapsulamento 1.4.5 Métodos

Leia mais

Primeiro programa em Java (compilação e execução)

Primeiro programa em Java (compilação e execução) Universidade Federal do ABC Disciplina: Linguagens de Programação (BC-0501) Assunto: Primeiro programa em Java (compilação e execução) Primeiro programa em Java (compilação e execução) Introdução Este

Leia mais

MANUAL DE NORMAS PARA DESENVOLVIMENTO DE CÓDIGO DA FÁBRICA VIRTUAL DE SOFTWARE DA FIPP. Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 2/2014

MANUAL DE NORMAS PARA DESENVOLVIMENTO DE CÓDIGO DA FÁBRICA VIRTUAL DE SOFTWARE DA FIPP. Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 2/2014 MANUAL DE NORMAS PARA DESENVOLVIMENTO DE CÓDIGO DA FÁBRICA VIRTUAL DE SOFTWARE DA FIPP Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 2/2014 1. Nomes e localização dos arquivos do projeto: O template

Leia mais

Faculdade de Computação Programação Orientada à Objetos 1 Laboratório de Programação Orientada à Objetos Prof. Fabíola Gonçalves Coelho Ribeiro

Faculdade de Computação Programação Orientada à Objetos 1 Laboratório de Programação Orientada à Objetos Prof. Fabíola Gonçalves Coelho Ribeiro Faculdade de Computação Programação Orientada à Objetos 1 Laboratório de Programação Orientada à Objetos Prof. Fabíola Gonçalves Coelho Ribeiro 1. Introdução O objetivo desta aula prática é apresentar

Leia mais

Comandos de repetição For (inicialização; condição de execução; incremento/decremento) { //Código }

Comandos de repetição For (inicialização; condição de execução; incremento/decremento) { //Código } Este documento tem o objetivo de demonstrar os comandos e sintaxes básicas da linguagem Java. 1. Alguns passos para criar programas em Java As primeiras coisas que devem ser abordadas para começar a desenvolver

Leia mais

Criação de Applets Package: Class Name Base Class: Generate header comments: Can run standalone: Generate Standard methods:

Criação de Applets Package: Class Name Base Class: Generate header comments: Can run standalone: Generate Standard methods: Criação de Applets Após ter sido criado o projeto, ao contrário dos exemplos anteriores onde criávamos uma aplicação na guia General da janela Object Gallery, agora iremos criar uma applet que está contida

Leia mais

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 09 Introdução à Java. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 09 Introdução à Java Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Java: Sintaxe; Tipos de Dados; Variáveis; Impressão de Dados.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CURSO: Ciência da Computação DATA: / / 2013 PERÍODO: 4 o. PROFESSOR: Andrey DISCIPLINA: Técnicas Alternativas de Programação AULA: 02 APRESENTAÇÃO: Apresentação; conceitos básicos da linguagem java; estrutura

Leia mais

INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA SERVLETS

INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA SERVLETS PROGRAMAÇÃO SERVIDOR EM SISTEMAS WEB INTRODUÇÃO À TECNOLOGIA SERVLETS Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Apresentar o conceito aplicações orientada a serviços via web Apresentar o papel dos contentores

Leia mais

JavaScript 2.0X 1.0 3.0X 1.1 4.0 4.05 1.2 4.06 4.61 1.3 5.0 1.4 6.0 1.5

JavaScript 2.0X 1.0 3.0X 1.1 4.0 4.05 1.2 4.06 4.61 1.3 5.0 1.4 6.0 1.5 JavaScript Diego R. Frank, Leonardo Seibt FIT Faculdades de Informática de Taquara Fundação Educacional Encosta Inferior do Nordeste Av. Oscar Martins Rangel, 4500 Taquara RS Brasil difrank@terra.com.br,

Leia mais

Componentes da linguagem C++

Componentes da linguagem C++ Componentes da linguagem C++ C++ é uma linguagem de programação orientada a objetos (OO) que oferece suporte às características OO, além de permitir você realizar outras tarefas, similarmente a outras

Leia mais

Governança da Informação BDQ: geração da PNI AV2 e AV3 GOVERNANÇA DA INFORMAÇÃO BDQ: GERAÇÃO DA PNI AV2 E AV3. Pá giná 1

Governança da Informação BDQ: geração da PNI AV2 e AV3 GOVERNANÇA DA INFORMAÇÃO BDQ: GERAÇÃO DA PNI AV2 E AV3. Pá giná 1 GOVERNANÇA DA INFORMAÇÃO BDQ: GERAÇÃO DA PNI AV2 E AV3 Pá giná 1 Sumá rio 1. Recomendáço es iniciáis 3 1.1 Sobre o Internet Explorer 11 4 2. Ingressár no sistemá 5 3. Gerár provás impressás (PNI) 6 3.1

Leia mais

Organização de programas em Java. Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br

Organização de programas em Java. Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Organização de programas em Java Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Vamos programar em Java! Mas... } Como um programa é organizado? } Quais são os tipos de dados disponíveis? } Como variáveis podem

Leia mais

Sintaxe Básica de Java Parte 1

Sintaxe Básica de Java Parte 1 Sintaxe Básica de Java Parte 1 Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marcioubeno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Estrutura de Programa Um programa

Leia mais

Persistência de Objetos no SGBD PostgreSQL, Utilizando as APIs: JDBC, JDK, Swing e Design Patteners DAO.

Persistência de Objetos no SGBD PostgreSQL, Utilizando as APIs: JDBC, JDK, Swing e Design Patteners DAO. Persistência de Objetos no SGBD PostgreSQL, Utilizando as APIs: JDBC, JDK, Swing e Design Patteners DAO. Robson Adão Fagundes http://robsonfagundes.blogspot.com/ Mini curso Desenvolvimento de aplicação

Leia mais

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this.

Aula 2. Objetivos. Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Aula 2 Objetivos Encapsulamento na linguagem Java; Utilizando a referência this. Encapsulamento, data hiding é um conceito bastante importante em orientação a objetos. É utilizado para restringir o acesso

Leia mais

public Agenda() { compromissos = null; } public int getnumerodecompromissos() { if (compromissos==null) return 0; else return compromissos.

public Agenda() { compromissos = null; } public int getnumerodecompromissos() { if (compromissos==null) return 0; else return compromissos. import java.util.scanner; class Data... class Compromisso... public class Agenda private Compromisso[] compromissos; private Compromisso[] realoquecompromissos (Compromisso[] vetor, int tamanhodesejado)

Leia mais

Prof. Esp. Adriano Carvalho

Prof. Esp. Adriano Carvalho Prof. Esp. Adriano Carvalho Um arquivo contendo uma sequência de comandos em uma linguagem de programação especifica Esses comandosrespeitam regras de como serem escritos e quais são as palavras que podem

Leia mais

C# - Conexão com MySQL

C# - Conexão com MySQL E S T A A P R E S E N T A Ç Ã O F O I E L A B O R A D A COMO M A T E R I A L DE A P O I O À A U L A DO P R O F E S S O R L E O L A R B A C K A O S A L U N O S DA E S C O L A T É C N I C A P O L I M I G.

Leia mais

Lógica de Programação

Lógica de Programação Lógica de Programação Unidade 20 ArrayList: Operações de Busca Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 TIPOS DE BUSCAS... 3 BUSCA ESPECÍFICA... 3 BUSCA ABRANGENTE... 3 PROCEDIMENTO DE BUSCA...

Leia mais

Primeiro programa em Java (compilação e execução)

Primeiro programa em Java (compilação e execução) Universidade Federal do ABC Disciplina: Linguagens de Programação (BC-0501) Assunto: Primeiro programa em Java (compilação e execução) Primeiro programa em Java (compilação e execução) Introdução Este

Leia mais

Java - Introdução. Professor: Vilson Heck Junior. vilson.junior@ifsc.edu.br

Java - Introdução. Professor: Vilson Heck Junior. vilson.junior@ifsc.edu.br Java - Introdução Professor: Vilson Heck Junior vilson.junior@ifsc.edu.br Agenda O que é Java? Sun / Oracle. IDE - NetBeans. Linguagem Java; Maquina Virtual; Atividade Prática. Identificando Elementos

Leia mais

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Apresentação da ferramenta Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com 1 Introdução Visual

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web

Introdução à Tecnologia Web Introdução à Tecnologia Web JavaScript Sintaxe da Linguagem: Delimitadores e etc Profª MSc. Elizabete Munzlinger JavaScript Sintaxe da Linguagem Índice 1 SINTAXE DA LINGUAGEM... 2 1.1 Delimitadores de

Leia mais

Programação online em Java

Programação online em Java Universidade Federal do ABC Disciplina: Processamento da Informação Assunto: Programação online em Java Programação online em Java Conteúdo Conteúdo...1 Introdução... 1 1.1.Programas necessários... 1 1.2.Visão

Leia mais

Aula 1. // exemplo1.cpp /* Incluímos a biblioteca C++ padrão de entrada e saída */ #include

Aula 1. // exemplo1.cpp /* Incluímos a biblioteca C++ padrão de entrada e saída */ #include <iostream> Aula 1 C é uma linguagem de programação estruturada desenvolvida por Dennis Ritchie nos laboratórios Bell entre 1969 e 1972; Algumas características: É case-sensitive, ou seja, o compilador difere letras

Leia mais

Java Como Programar, 8/E

Java Como Programar, 8/E Capítulo 2 Introdução aos aplicativos Java Java Como Programar, 8/E (C) 2010 Pearson Education, Inc. Todos os 2.1 Introdução Programação de aplicativo Java. Utilize as ferramentas do JDK para compilar

Leia mais

Manual de Atualização Versão 3.6.4.

Manual de Atualização Versão 3.6.4. Manual de Atualização Versão 3.6.4. Sumário 1. AVISO... 1 2. INTRODUÇÃO... 2 3. PREPARAÇÃO PARA ATUALIZAÇÃO... 3 4. ATUALIZANDO GVCOLLEGE E BASE DE DADOS... 7 5. HABILITANDO NOVAS VERSÕES DO SISTEMA....

Leia mais

LINGUAGEM ORIENTADA A OBJETOS

LINGUAGEM ORIENTADA A OBJETOS LINGUAGEM ORIENTADA A OBJETOS TI MÓDULO II O ECLIPSE O eclipse é uma IDE Open Source (código fonte aberto) que serve para o desenvolvimento em muitas linguagens: PHP Java Python HTML C/C++ A IDE Eclipse

Leia mais

Introdução ao IDE Netbeans (Programação Java)

Introdução ao IDE Netbeans (Programação Java) Universidade Federal do ABC (UFABC) Disciplina: Processamento da Informação (BC-0505) Assunto: Java e Netbeans Introdução ao IDE Netbeans (Programação Java) Conteúdo 1. Introdução... 1 1.1. Programas necessários...

Leia mais

Manual de implantação

Manual de implantação Manual de instalação da DMISS Atenção: Este programa foi desenvolvido para uso no Microsoft Windows (98, Millennium, 2000, XP, Vista e Windows7 32bits). A DMISS Online não é compatível com GNU/Linux e

Leia mais

ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012

ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012 ROTEIRO NOTA FISCAL ELETRONICA A partir de Agosto/2012 1. INSTALAÇÃO DO GESTOR Confira abaixo as instruções de como instalar o sistema Gestor. Caso já tenha realizado esta instalação avance ao passo seguinte:

Leia mais

Os objetivos indicados aplicam-se a duas linguagens de programação: C e PHP

Os objetivos indicados aplicam-se a duas linguagens de programação: C e PHP AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTA COMBA DÃO CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE GESTÃO E PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS 2012-2015 PROGRAMAÇÃO E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MÓDULO 2 Mecanismos de Controlo de

Leia mais

Autor: Ricardo Francisco Minzé Júnior - ricardominze@yahoo.com.br Desenvolvendo aplicações em camadas com PHP 5.

Autor: Ricardo Francisco Minzé Júnior - ricardominze@yahoo.com.br Desenvolvendo aplicações em camadas com PHP 5. Desenvolvendo aplicações em camadas com PHP 5. Talvez a primeira vista você ache estranha a palavra Camada em programação, mas o que vem a ser Camada? Segundo o dicionário: Camada 1 - Qualquer matéria

Leia mais

Para desenvolver a atividade a atividade desta aula utilizaremos o ambiente de desenvolvimento integrado NetBeans.

Para desenvolver a atividade a atividade desta aula utilizaremos o ambiente de desenvolvimento integrado NetBeans. 1 - Criando uma classe em Java Para desenvolver a atividade a atividade desta aula utilizaremos o ambiente de desenvolvimento integrado NetBeans. Antes de criarmos a(s) classe(s) é necessário criar o projeto

Leia mais

JAVA. Fabrício de Sousa fabbricio7@yahoo.com.br

JAVA. Fabrício de Sousa fabbricio7@yahoo.com.br JAVA Fabrício de Sousa fabbricio7@yahoo.com.br Agenda 2 Características Ambientes de Desenvolvimento Sintaxe Comentários Tipos de dados primitivos Caracteres especiais Variáveis Operadores Aritméticos

Leia mais

Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões

Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões Algoritmos I Aula 13 Java: Tipos básicos, variáveis, atribuições e expressões Professor: Max Pereira http://paginas.unisul.br/max.pereira Ciência da Computação Primeiro Programa em Java public class OlaPessoal

Leia mais

Lógica de Programação

Lógica de Programação Lógica de Programação Unidade 4 Ambiente de desenvolvimento Java QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática SUMÁRIO A LINGUAGEM JAVA... 3 JVM, JRE, JDK... 3 BYTECODE... 3 PREPARANDO O AMBIENTE

Leia mais

Tutorial MSN Messenger

Tutorial MSN Messenger Tutorial MSN Messenger Este tutorial irá ensiná-lo(a) a usar o programa MSN Messenger, utilizado para conversação Online. Dependendo da sua conexão a página pode demorar um pouco até ser carregada totalmente.

Leia mais

4 Criação de macros e introdução à linguagem VBA

4 Criação de macros e introdução à linguagem VBA 4 Criação de macros e introdução à linguagem VBA Vinicius A. de Souza va.vinicius@gmail.com São José dos Campos, 2011. 1 Sumário Tópicos em Microsoft Excel 2007 Introdução à criação de macros...3 Gravação

Leia mais

Padrões de Codificação Java

Padrões de Codificação Java Padrões de Codificação Java João Carlos Pinheiro jcpinheiro@cefet-ma.br Versão: 1.0 Última Atualização: Março / 2005 1 Objetivos Apresentar os padrões de codificação Java da SUN 2 Introdução Um padrão

Leia mais

1 Clique no menu Iniciar -> Todos os programas -> Microsoft Office Outlook 2007.

1 Clique no menu Iniciar -> Todos os programas -> Microsoft Office Outlook 2007. 1 Clique no menu Iniciar -> Todos os programas -> Microsoft Office Outlook 2007. 2 Ao abrir o Microsoft Office Outlook 2007 será exibido uma tela como mostra abaixo, clique no menu Ferramentas -> Configurações

Leia mais

GUIA PRA TICO DO ALUNO

GUIA PRA TICO DO ALUNO GUIA PRA TICO DO ALUNO Sistema de Avaliação, Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA e Portal ÚNICO Guia prático e de conhecimento do Sistema de Avaliação, utilização das ferramentas tecnológicas Ambiente

Leia mais

INTRODUÇÃO 12. DOCUMENTAÇÃO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO

INTRODUÇÃO 12. DOCUMENTAÇÃO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO 12. DOCUMENTAÇÃO Na plataforma Java SE 7, há cerca de 4000 classes e interfaces disponíveis para utilizarmos em nossas aplicações Podemos visualizar a documentação dessas classes e interfaces

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE CERTIFICADO SERVIDOR WEB MICROSOFT IIS 5.x

SOLICITAÇÃO DE CERTIFICADO SERVIDOR WEB MICROSOFT IIS 5.x SOLICITAÇÃO DE CERTIFICADO SERVIDOR WEB MICROSOFT IIS 5.x Para confecção desse manual, foi usado o Sistema Operacional Windows XP Professional com SP2 e Servidor Web Microsoft IIS 5.1. Algumas divergências

Leia mais

NetBeans. Conhecendo um pouco da IDE

NetBeans. Conhecendo um pouco da IDE NetBeans Conhecendo um pouco da IDE Professor: Edwar Saliba Júnior Sumário Apresentação:...1 Criando Um Novo Projeto de Software:...1 Depurando Um Código-fonte:...4 Entendendo o Código-fonte:...7 Dica

Leia mais

Manual de Instalação ( Client / Server ) Versão 1.0

Manual de Instalação ( Client / Server ) Versão 1.0 1 pág. PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO DO SGCOM ATENÇÃO: É OBRIGATÓRIO UMA CONEXÃO COM A INTERNET PARA EXECUTAR A INSTALAÇÃO DO SGCOM. Após o Download do instalador do SGCOM versão Server e Client no site www.sgcom.inf.br

Leia mais

Apostila Microsoft Word 2000

Apostila Microsoft Word 2000 Apostila Microsoft Word 2000 SUMÁRIO I. INTRODUÇÃO II. INSERIR TEXTO III. SALVAR UM DOCUMENTO IV. FECHAR UM DOCUMENTO V. INICIAR UM NOVO DOCUMENTO VI. ABRIR UM DOCUMENTO VII. SELECIONAR TEXTO VIII. RECORTAR,

Leia mais

Microsoft Visual Studio 2010 C#

Microsoft Visual Studio 2010 C# Microsoft Visual Studio 2010 C# Apostila desenvolvida pelos Professores Ricardo Santos de Jesus e Rovilson de Freitas, para as Disciplinas de Desenvolvimento de Software I e II, nas Etecs de Francisco

Leia mais

Universidade da Beira Interior Cursos: Matemática /Informática e Ensino da Informática

Universidade da Beira Interior Cursos: Matemática /Informática e Ensino da Informática Folha 1-1 Introdução à Linguagem de Programação JAVA 1 Usando o editor do ambiente de desenvolvimento JBUILDER pretende-se construir e executar o programa abaixo. class Primeiro { public static void main(string[]

Leia mais

Sobre a Segunda Parte: Sobre a Primeira Parte:

Sobre a Segunda Parte: Sobre a Primeira Parte: Tutorial Sobre Como Criar Sprites 3D Utilizando o Editor Gráfico do Word e Sobre Como Manipular Sprites Criados no Word Utilizando o Programa de Criação de Jogos Game Maker Sobre a Primeira Parte: Esta

Leia mais

Nas próximas páginas, você encontrará explicações de como instalar e configurar o seu MS Money 99. Para tanto, basta seguir os passos abaixo:

Nas próximas páginas, você encontrará explicações de como instalar e configurar o seu MS Money 99. Para tanto, basta seguir os passos abaixo: MS MONEY 99 CONFIGURAÇÃO E INSTALAÇÃO Nas próximas páginas, você encontrará explicações de como instalar e configurar o seu MS Money 99. Para tanto, basta seguir os passos abaixo: 1. ACESSE O INTERNET

Leia mais

Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 2

Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 2 Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 2 1 1. WINDOWS... 3 1.1 - Ajuda do Windows... 3 1.2 - Trabalhando com janelas... 4 1.3 - Adicionando um atalho na área de trabalho... 4 1.4 - Removendo

Leia mais

Linguagem de Programação I

Linguagem de Programação I Linguagem Java FACEB Faculdade Cenecista de Brasília Professora: Lucélia Oliveira 2º. Semestre de 2007 2 Como Surgiu a Linguagem Java A Sun criou um time (conhecido como Green Team) para desenvolver inovações

Leia mais

Guião de Introdução ao Eclipse IDE Índice

Guião de Introdução ao Eclipse IDE Índice Índice 1. Introdução... 2 1.1. O que é um ambiente de desenvolvimento (IDE)?... 2 1.2. Visão geral sobre o Eclipse IDE... 2 2. Iniciar o Eclipse... 3 2.1. Instalação... 3 2.2. Utilizar o Eclipse... 3 3.

Leia mais

Erros, exceçõ. ções e asserçõ

Erros, exceçõ. ções e asserçõ Java 2 Standard Edition Erros, exceçõ ções e asserçõ ções Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Controle de erros com Exceções Exceções são Erros de tempo de execução Objetos criados a partir de classes

Leia mais

Manual de instalação, configurações e uso do LiveZilla

Manual de instalação, configurações e uso do LiveZilla Manual de instalação, configurações e uso do LiveZilla Sumário Criando Servidor/Conta Livezilla... 1 Configurando e colocando ícone Livezilla no Site... 12 Editando perfil seu e do chat... 22 Criando Servidor/Conta

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

BSI UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com

BSI UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com BSI UFRPE Prof. Gustavo Callou gcallou@gmail.com HelloWorld.java: public class HelloWorld { public static void main (String[] args) { System.out.println( Hello, World ); } } Identificadores são usados

Leia mais

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel

Programação de Computadores - I. Profª Beatriz Profº Israel Programação de Computadores - I Profª Beatriz Profº Israel As 52 Palavras Reservadas O que são palavras reservadas São palavras que já existem na linguagem Java, e tem sua função já definida. NÃO podem

Leia mais

Dúvidas Freqüentes sobre o Editor de Textos do OpenOffice 1 Como fazer a marca de revisão no OpenOffice.org Editor de Texto? 2 Como fazer a primeira

Dúvidas Freqüentes sobre o Editor de Textos do OpenOffice 1 Como fazer a marca de revisão no OpenOffice.org Editor de Texto? 2 Como fazer a primeira Dúvidas Freqüentes sobre o Editor de Textos do OpenOffice 1 Como fazer a marca de revisão no OpenOffice.org Editor de Texto? 2 Como fazer a primeira página ser a capa/página-título e começar a numeração

Leia mais

Scriptlets e Formulários

Scriptlets e Formulários 2 Scriptlets e Formulários Prof. Autor: Daniel Morais dos Reis e-tec Brasil Programação Avançada Para Web Página1 Meta Permitir ao aluno aprender a criar um novo projeto Java para web no Netbeans IDE,

Leia mais

Mini manual para editar as informações no Portal bibliotecas.uff

Mini manual para editar as informações no Portal bibliotecas.uff Mini manual para editar as informações no Portal bibliotecas.uff Sumário 1.Sobre o Drupal 2.Como se logar 3.Inserindo conteúdo 4.Editando conteúdo 5.Alterando as notícias 6.Incluindo um serviço 7.Criando

Leia mais

JAVA. Introdução. Marcio de Carvalho Victorino. Page 1 1/40 2/40

JAVA. Introdução. Marcio de Carvalho Victorino. Page 1 1/40 2/40 JAVA Marcio de Carvalho Victorino 1/40 Introdução 2/40 Page 1 Programação OO Elementos do modelo OO: Abstração: é o processo de abstrair as características essenciais de um objeto real. O conjunto de características

Leia mais

Manual de Utilização COPAMAIL Criando e configurando a assinatura de e-mail. Zimbra Versão 8.0.2

Manual de Utilização COPAMAIL Criando e configurando a assinatura de e-mail. Zimbra Versão 8.0.2 Manual de Utilização COPAMAIL Criando e configurando a assinatura de e-mail Zimbra Versão 8.0.2 Sumário Convertendo a assinatura de e-mail a partir do Microsoft Outlook... 1 Para usuários do Microsoft

Leia mais

Acesso a Banco. Conexão em Java. Conexão em Java. Programação Orientada a Objetos Profa. Cristiane e Prof. Daniel

Acesso a Banco. Conexão em Java. Conexão em Java. Programação Orientada a Objetos Profa. Cristiane e Prof. Daniel Acesso a Banco Programação Orientada a Objetos Profa. Cristiane e Prof. Daniel As conexões em Java são feitas através de uma ponte que implementa todas as funcionalidades que um banco de dados padrão deve

Leia mais

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA 1) Qual será o valor da string c, caso o programa rode com a seguinte linha de comando? > java Teste um dois tres public class Teste { public static void main(string[] args) { String a = args[0]; String

Leia mais

JAVAWEB AULA 2 Prof. Daniela Pires Sumário

JAVAWEB AULA 2 Prof. Daniela Pires Sumário Sumário 1. Projeto WEB... 2 2. Conexão com o banco de dados... 5 3. Include... 7 1 1. Projeto WEB Crie um novo projeto WEB, como mostram as telas abaixo: 2 Após criar seu website, copie todos os arquivos

Leia mais

MANUAL DE FTP. Instalando, Configurando e Utilizando FTP

MANUAL DE FTP. Instalando, Configurando e Utilizando FTP MANUAL DE FTP Instalando, Configurando e Utilizando FTP Este manual destina-se auxiliar os clientes e fornecedores da Log&Print na instalação, configuração e utilização de FTP O que é FTP? E o que é um

Leia mais

FKB Biblioteca Padre Lambert Prins Tutorial de formatação MS-Word Agary Veiga Graf CRB/8-3809

FKB Biblioteca Padre Lambert Prins Tutorial de formatação MS-Word Agary Veiga Graf CRB/8-3809 1 INTRODUÇÃO Tutorial é um programa ou texto, contendo ou não imagens, que ensina passo a passo, didaticamente, como um aplicativo funciona. Regra geral a maioria dos educandos já conhece o Microsoft Office

Leia mais

Programação Na Web. Linguagem Java Parte II. break com o nome do bloco. Sintaxe. Nome do bloco. Termina o bloco. António Gonçalves ...

Programação Na Web. Linguagem Java Parte II. break com o nome do bloco. Sintaxe. Nome do bloco. Termina o bloco. António Gonçalves ... Programação Na Web Linguagem Java Parte II Sintaxe António Gonçalves break com o nome do bloco Nome do bloco Termina o bloco class class Matrix Matrix { private private int[][] int[][] mat; mat; public

Leia mais

Simulador ITIL Exame de Certificação da EXIM

Simulador ITIL Exame de Certificação da EXIM Simulador ITIL Exame de Certificação da EXIM WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Testar aplicação... 1 1.3 Licenciando a aplicação... 1 1.4 Aceitar

Leia mais

Introdução à orientação a objetos. João Tito Almeida Vianna 25/05/2013

Introdução à orientação a objetos. João Tito Almeida Vianna 25/05/2013 Introdução à orientação a objetos João Tito Almeida Vianna 25/05/2013 Roteiro Aula 2 Motivação Revisão dos conceitos da aula 1 Preparação para os exercícios Exercícios propostos 2 Motivação A orientação

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO 1º Módulo Professores: Mauricio Marinheiro Faccini Viviana Pupin Zanella Versão 3 2 Índice 1 LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO... 3 1.1 Como se comunicar com o computador?... 3 1.2 Linguagem

Leia mais

Programando em C# Orientado a Objetos. By: Maromo

Programando em C# Orientado a Objetos. By: Maromo Programando em C# Orientado a Objetos By: Maromo Agenda Módulo 1 Plataforma.Net. Linguagem de Programação C#. Tipos primitivos, comandos de controle. Exercícios de Fixação. Introdução O modelo de programação

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação OBJETIVO Formalizar o processo de utilização do Sistema Web de Acesso aos Procedimentos da Qualidade disponibilizado no site http://www.sandregas.com.br ABRANGÊNCIA Destina-se a todos os colaboradores

Leia mais

Aula 2. Objetivos Conceitos; Instalação do Text Pad; Entendendo o código java do AloMundo1 Codificação do AloMundo2,AloMundo3 e AloMundo4.

Aula 2. Objetivos Conceitos; Instalação do Text Pad; Entendendo o código java do AloMundo1 Codificação do AloMundo2,AloMundo3 e AloMundo4. Aula 2 Objetivos Conceitos; Instalação do Text Pad; Entendendo o código java do AloMundo1 Codificação do AloMundo2,AloMundo3 e AloMundo4. Conceitos O software controla os computadores(freqüentemente conhecido

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 02 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo COMPILADORES Toda linguagem de programação

Leia mais

Java 1 visão geral. Vitor Vaz da Silva

Java 1 visão geral. Vitor Vaz da Silva Java 1 visão geral Vitor Vaz da Silva Introdução 1991 Um grupo de projectistas da Sun Green Team tenta criar uma nova geração de computadores portáteis inteligentes e com grande capacidade de comunicação.

Leia mais

Drive MySql de conexão para Eclipse

Drive MySql de conexão para Eclipse Drive MySql de conexão para Eclipse de Setembro de 0 Olá, neste artigo iremos focar em como utilizar o drive de conexão do Mysql na IDE eclipse. Veremos passo-a-passo como instalar, o que é uma coisa muito

Leia mais

Orientação a Objetos com Java Para iniciantes

Orientação a Objetos com Java Para iniciantes 1 Orientação a Objetos com Java Para iniciantes Guia rápido e básico para usuários iniciantes na plataforma Java e Orientação a Objetos Yrineu Rodrigues Nooclix Fábrica de Software 1 1 Sumário de Imagens

Leia mais

Programação Orientada a Objetos em Java

Programação Orientada a Objetos em Java Programação Orientada a Objetos em Java Rone Ilídio da Silva Universidade Federal de São João del-rei Campus Alto Paraopeba 1:14 1 Objetivo Apresentar os principais conceitos de Programção Orientada a

Leia mais

TRE/MG (15/03/2008) CESPE QUESTÃO 6

TRE/MG (15/03/2008) CESPE QUESTÃO 6 TRE/MG (15/03/2008) CESPE QUESTÃO 6 Considerando a janela do Word 2003 ilustrada acima, que contém um documento em processo de edição no qual o título está selecionado, assinale a opção correta. A O parágrafo

Leia mais

Capítulo 13. Encapsulamento. Rui Rossi dos Santos Programação de Computadores em Java Editora NovaTerra

Capítulo 13. Encapsulamento. Rui Rossi dos Santos Programação de Computadores em Java Editora NovaTerra Capítulo 13 Encapsulamento Objetivos do Capítulo Indicar a importância do mecanismo de encapsulamento no contexto do desenvolvimento de software utilizando a programação orientada a objetos. Apresentar

Leia mais

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C Resumo da Introdução de Prática de Programação com C A Linguagem C O C nasceu na década de 70. Seu inventor, Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando um DEC PDP-11 rodando o sistema operacional

Leia mais

Internet e Programação Web

Internet e Programação Web COLÉGIO ESTADUAL PEDRO MACEDO Ensino Profissionalizante Internet e Programação Web 3 Técnico Prof. Cesar 2014 1 SUMÁRIO Criar sites dinâmicos em PHP --------------------------------------------------------

Leia mais

( TIAGO DOS SANTOS MENDES ) PROGRAMAÇÃO DISPOSITIVOS MOVEIS ANDROID STUDIO

( TIAGO DOS SANTOS MENDES ) PROGRAMAÇÃO DISPOSITIVOS MOVEIS ANDROID STUDIO Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática ( TIAGO DOS SANTOS MENDES ) PROGRAMAÇÃO

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Introdução Aula 10: Introdução à linguagem PHP O PHP é uma linguagem interpretada de uso livre, utilizada originalmente para o desenvolvimento

Leia mais

Tutorial Outlook Live App

Tutorial Outlook Live App LTDA. Tutorial Outlook Live App Este tutorial visa ajudar os acadêmicos da faculdade Itpacporto a utilizarem o e-mail Outlook Live, um dos serviços da ferramenta Live@edu. Para começarmos acesse seu navegador,

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO AO JAVA... 1

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO AO JAVA... 1 SUMÁRIO CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO AO JAVA... 1 A Origem... 2 O Caminho Para a Aprendizagem... 4 Java Como Plataforma... 6 Finalidade... 9 Características... 11 Perspectivas... 13 Exercícios... 14 CAPÍTULO

Leia mais

Como usar o bluej. Laboratório I Prof.ª Vera Alves

Como usar o bluej. Laboratório I Prof.ª Vera Alves Como usar o bluej O BlueJ é um IDE (Integrated Development Environment), ou seja, um ambiente para desenvolvimento de programas na linguagem Java. Você pode fazer o download do BlueJ, gratuitamente, no

Leia mais

Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte

Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte Tutorial RMI (Remote Method Invocation) por Alabê Duarte Este tutorial explica basicamente como se implementa a API chamada RMI (Remote Method Invocation). O RMI nada mais é que a Invocação de Métodos

Leia mais

Fundamentos de Programação II. Introdução à linguagem de programação C++

Fundamentos de Programação II. Introdução à linguagem de programação C++ Fundamentos de Programação II Introdução à linguagem de programação C++ Prof. Rafael Henrique D. Zottesso Material cedido por Prof. Msc. Everton Fernando Baro Agenda IDE HelloWorld Variáveis Operadores

Leia mais

Universidade de São Paulo Biblioteca Digital de Teses e Dissertações. MANUAL DO USUÁRIO Conversão de arquivos para PDF

Universidade de São Paulo Biblioteca Digital de Teses e Dissertações. MANUAL DO USUÁRIO Conversão de arquivos para PDF Universidade de São Paulo MANUAL DO USUÁRIO Conversão de arquivos para PDF Centro de Informática de São Carlos 2013 Versão 2.2 Última atualização: 07/05/2013 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Reitor Vice-Reitor

Leia mais