PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROPOSTA DE RESOLUÇÃO"

Transcrição

1 PARLAMENTO EUROPEU Documento de sessão B8-0404/2015 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO apresentada na sequência de uma declaração da Vice-Presidente da Comissão / Alta Representante da União para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança nos termos do artigo 123.º, n.º 2, do Regimento sobre a situação nas Maldivas (2015/2662(RSP)) Jean Lambert, Klaus Buchner em nome do Grupo Verts/ALE RE\ doc PE v01-00 Unida na diversidade

2 B8-0404/2015 Resolução do Parlamento Europeu sobre a situação nas Maldivas (2015/2662(RSP)) O Parlamento Europeu, Tendo em conta a declaração da porta-voz da Vice-Presidente da Comissão / Alta Representante da União para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, de 14 de março de 2015, sobre a condenação do antigo Presidente das Maldivas, Mohamed Nasheed, Tendo em conta a declaração do Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos do Homem, Zeid Ra ad Al-Hussein, de 18 de março de 2015, sobre o julgamento do antigo Presidente Mohamed Nasheed, Tendo em conta a declaração da Relatora Especial das Nações Unidas sobre a independência dos juízes e dos advogados, Gabriela Knaul, de 19 de março de 2015, relativa ao facto de a democracia nas Maldivas não ser possível, a menos que a justiça seja equitativa e independente, Tendo em conta o relatório final da Missão de Observação Eleitoral da União Europeia às eleições legislativas da República das Maldivas, de 22 de março de 2014, Tendo em conta o artigo 123.º, n.º 2, do seu Regimento, A. Considerando que, de acordo com a Amnistia Internacional, a tensão política nas Maldivas tem vindo a intensificar-se, verificando-se a ocorrência regular de manifestações e confrontos entre manifestantes, grupos criminosos e a polícia, e que, desde fevereiro, pelo menos 140 manifestantes foram detidos, tendo muitos deles sido libertados mediante condições que limitam seriamente o seu direito de participar noutras manifestações; B. Considerando que, em 13 de março de 2015, Mohamed Nasheed, o antigo Presidente e líder do partido da oposição, o Partido Democrático das Maldivas (PDM), foi condenado a 13 anos de prisão, sob acusação de terrorismo, por ter ordenado, durante o seu mandato, em janeiro de 2012, a detenção militar do juiz-presidente do Tribunal Penal, Abdulla Mohamed; C. Considerando que o antigo Presidente foi inicialmente acusado ao abrigo da Secção 81 do Código Penal de 1968, em 2012, e que, embora esta acusação tenha sido posteriormente retirada, novas acusações foram apresentadas em fevereiro de 2015; D. Considerando que o juiz-presidente, Abdulla Mohamed, foi detido em 2012, um dia depois de ter decretado a libertação do atual Presidente, Abdulla Yameen, e do líder do Partido Jumhooree, Qasim Ibrahim, que tinham sido detidos no estabelecimento prisional da capital por ordem do então Presidente Mohamed Nasheed; E. Considerando que os antigos Ministros da Defesa, Tholhath Ibrahim e Mohamed PE v /5 RE\ doc

3 Nazim, foram recentemente condenados a 10 e a 11 anos de prisão, respetivamente, e que o antigo Vice-Presidente do Majlis (Parlamento), Ahmed Nazim, foi condenado a 25 anos de prisão; que estes julgamentos também foram marcados por graves irregularidades; F. Considerando que durante os subsequentes protestos de rua contra a prisão de Mohamed Nasheed a polícia deteve arbitrariamente várias pessoas e obrigou-as a assinar um documento renunciando ao direito de voltar a participar em protestos; G. Considerando que o julgamento de Mohamed Nasheed foi caracterizado por diversas irregularidades, tais como o facto de dois dos três juízes responsáveis pelo seu julgamento terem sido, simultaneamente, testemunhas de acusação, de as testemunhas de defesa terem sido impedidas de depor, de o procedimento ter decorrido em apenas três semanas, de o arguido ter sido aparentemente maltratado e arrastado à força para a sala de audiências, de lhe ter sido, inicialmente, negado o direito à assistência jurídica, e de, posteriormente, dispor de apenas três dias para interpor recurso, tendo sido o processo, no mínimo, abafado: foi negado o acesso a observadores, a tramitação do processo decorreu ao final da tarde e a sentença final foi proferida imediatamente antes do início de um período de férias; H. Considerando que o Governo das Maldivas convidou, em 24 de março de 2015, as Nações Unidas, a União Europeia e a Commonwealth a observarem o processo de recurso de Mohamed Nasheed; I. Considerando que os tribunais das Maldivas indeferiram os pedidos da Comissão dos Direitos do Homem das Maldivas e de observadores nacionais e internacionais de acompanhar o processo em tribunal; J. Considerando que continuam a estar patentes no poder judicial das Maldivas vestígios dos 30 anos de ditadura sob a presidência de Maumoon Abdul Gayoom, verificando-se, nomedamente, uma falta de independência política e um baixo nível de formação, e que a Relatora Especial das Nações Unidas sobre a independência dos juízes e dos advogados, Gabriela Knaul, criticou o sistema judicial por nada fazer a respeito das violações dos direitos humanos e por não reconhecer os conflitos de interesses existentes; K. Considerando que o Supremo Tribunal das Maldivas instaurou um processo contra o recente relatório da Comissão dos Direitos do Homem das Maldivas dirigido ao Conselho dos Direitos do Homem da ONU, declarando que o relatório compromete a independência do poder judicial e a soberania do Estado; L. Considerando que, recentemente, o Ministério da Administração Interna dissolveu a Ordem dos Advogados das Maldivas, que fora fundada apenas em 2013, e tem sido um franco crítico do sistema judicial e que os membros de organizações da sociedade civil críticas, como a organização «Transparency Maldives», que luta contra a corrupção e defende a transparência do Governo, estão alegadamente sob ameaça, correndo o risco de serem encerradas pelo Governo; M. Considerando que as primeiras eleições democráticas livres e equitativas, que foram RE\ doc 3/5 PE v01-00

4 ganhas por Mohamed Nasheed em 2008, criaram, tanto à escala nacional, como a nível internacional, grandes expectativas de que a sociedade e o Estado das Maldivas viessem a tornar-se mais inclusivos e a respeitar o princípio do Estado de direito; N. Considerando que Mohamed Nasheed foi obrigado a demitir-se em fevereiro de 2012, após várias semanas de protestos públicos inflamados pela sua decisão de ordenar a detenção ilegal do juiz-presidente, que fora acusado de parcialidade política e de corrupção pelo Governo de Mohamed Nasheed; O. Considerando que, embora Mohamed Nasheed tivesse ganho a primeira volta das eleições presidenciais de 2013, o resultado das eleições foi anulado pelo Tribunal Constitucional com base em alegações, por parte da oposição, de fraude eleitoral, tendo, então, perdido na segunda volta, por uma pequena margem de votos, para Abdulla Yameen Abdul Gayoom (Partido Progressista das Maldivas PPM), meio-irmão de Maumoon Abdul Gayoom; P. Considerando que, em 30 de março de 2015, o Parlamento adotou uma alteração à lei das Maldivas relativa à prisão e à liberdade condicional que impede que as pessoas que se encontram a cumprir pena de prisão sejam membros de um qualquer partido político, o que, efetivamente, afastará da vida política Mohamed Nasheed, um dos mais críticos políticos da oposição, e que a condenação sob acusação de terrorismo impede Mohamed Nasheed de concorrer às eleições presidenciais de 2018; Q. Considerando que as Maldivas são um dos países vulneráveis (se não o mais vulnerável) que enfrentam o problema das alterações climáticas, encontrando-se a maior parte do país a menos de um metro abaixo do nível do mar; 1. Manifesta a sua profunda preocupação com o aumento da tendência para um regime autoritário nas Maldivas, para a repressão dos adversários políticos e para a intimidação dos meios de comunicação social e da sociedade civil, o que pode pôr em risco os progressos realizados nos últimos anos no contexto da garantia dos direitos humanos, da democracia e do Estado de direito no país; 2. Lamenta profundamente a polarização da situação política nas Maldivas e a grave falta de independência do poder judicial, que conduzem à utilização abusiva do sistema judicial para fins políticos; 3. Incentiva todos os intervenientes nas Maldivas a trabalharem em conjunto, de forma construtiva, em todos os domínios, e especialmente no domínio das alterações climáticas, que tem potencial para desestabilizar o país; 4. Critica vivamente a falta de transparência, de imparcialidade e de equidade no processo judicial do líder da oposição, Mohamed Nasheed, e dos antigos ministros e apela ao Governo para que zele pelo respeito pelo Estado de direito e pela observância da Constituição e das Convenções da ONU a que está vinculado o poder judicial das Maldivas; 5. Insta as autoridades judiciais em causa a facilitarem a interposição de um recurso pelo antigo Presidente Mohamed Nasheed e apela a este último para que esgote todas as PE v /5 RE\ doc

5 opções legais existentes; insiste, caso a sua condenação seja objeto de recurso, em que os direitos do antigo Presidente sejam plenamente respeitados em conformidade com as obrigações e as normas internacionais das Maldivas; insta a Delegação da UE ao Sri Lanca e às Maldivas a acompanhar de perto o processo de recurso; 6. Apela ao fim imediato da violência contra os manifestantes pacíficos e recorda às forças de segurança a sua obrigação de proteger os manifestantes pacíficos dos grupos violentos; exige que os autores desses ataques violentos sejam entregues à justiça; 7. Encarrega o seu Presidente de transmitir a presente resolução à Vice-Presidente da Comissão / Alta Representante da União para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, ao Conselho, à Comissão e ao Governo e ao Parlamento das Maldivas. RE\ doc 5/5 PE v01-00

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Parlamento Europeu 2014-2019 Documento de sessão B8-0400/2017 7.6.2017 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO apresentada na sequência de uma declaração da Vice-Presidente da Comissão/Alta Representante da União para os

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Parlamento Europeu 2014-2019 Documento de sessão B8-0125/2017 25.1.2017 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO apresentada na sequência de uma declaração do Vice-Presidente da Comissão / Alta Representante da União para

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N o 2.379, DE 2006 (MENSAGEM N o 20, de 2006) Aprova o texto do Tratado sobre Extradição entre o Governo da República Federativa

Leia mais

SECÇÃO III - Prestação de trabalho a favor da comunidade e admoestação

SECÇÃO III - Prestação de trabalho a favor da comunidade e admoestação Código Penal Ficha Técnica Código Penal LIVRO I - Parte geral TÍTULO I - Da lei criminal CAPÍTULO ÚNICO - Princípios gerais TÍTULO II - Do facto CAPÍTULO I - Pressupostos da punição CAPÍTULO II - Formas

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Parlamento Europeu 2014-2019 Documento de sessão B8-0270/2017 19.4.2017 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO apresentada na sequência de uma declaração da Comissão nos termos do artigo 123.º, n.º 2, do Regimento sobre

Leia mais

TEXTOS APROVADOS Edição provisória. Resolução do Parlamento Europeu, de 9 de junho de 2016, sobre o Camboja (2016/2753(RSP))

TEXTOS APROVADOS Edição provisória. Resolução do Parlamento Europeu, de 9 de junho de 2016, sobre o Camboja (2016/2753(RSP)) Parlamento Europeu 2014-2019 TEXTOS APROVADOS Edição provisória P8_TA-PROV(2016)0274 Camboja Resolução do Parlamento Europeu, de 9 de junho de 2016, sobre o Camboja (2016/2753(RSP)) O Parlamento Europeu,

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Parlamento Europeu 2014-2019 Documento de sessão B8-1397/2015 14.12.2015 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO apresentada na sequência de uma declaração da Vice-Presidente da Comissão / Alta Representante da União para

Leia mais

6058/16 ll/jc 1 DG C 1

6058/16 ll/jc 1 DG C 1 Conselho da União Europeia Bruxelas, 15 de fevereiro de 2016 (OR. fr) 6058/16 RESULTADOS DOS TRABALHOS de: Secretariado-Geral do Conselho data: 15 de fevereiro de 2016 para: Delegações n.º doc. ant.: 5879/16

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Parlamento Europeu 2014-2019 Documento de sessão B8-0488/2016 20.4.2016 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO apresentada na sequência da pergunta com pedido de resposta oral B8-0361/2016 apresentada nos termos do artigo

Leia mais

Direito da Segurança

Direito da Segurança Direito da Segurança Direito Constitucional, Internacional, Europeu, Legal e Regulamentar I DIREITO CONSTITUCIONAL DA SEGURANÇA 1. Constituição da República Portuguesa (artigos) - Artigo 7º - Relações

Leia mais

*** PROJETO DE RECOMENDAÇÃO

*** PROJETO DE RECOMENDAÇÃO Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão dos Assuntos Externos 2016/0298(NLE) 27.3.2017 *** PROJETO DE RECOMENDAÇÃO sobre o projeto de decisão do Conselho relativa à celebração, em nome da União Europeia,

Leia mais

Israel-Palestina após o conflito de Gaza e o papel da UE

Israel-Palestina após o conflito de Gaza e o papel da UE PARLAMENTO EUROPEU 2014-2019 TEXTOS APROVADOS P8_TA(2014)0029 Israel-Palestina após o conflito de Gaza e o papel da UE Resolução do Parlamento Europeu, de 18 de setembro de 2014, sobre Israel-Palestina

Leia mais

TEXTOS APROVADOS. Situação no Egito, em particular o caso de Giulio Regeni

TEXTOS APROVADOS. Situação no Egito, em particular o caso de Giulio Regeni Parlamento Europeu 2014-2019 TEXTOS APROVADOS P8_TA(2016)0084 Situação no Egito, em particular o caso de Giulio Regeni Resolução do Parlamento Europeu, de 10 de março de 2016, sobre o Egito, em particular

Leia mais

Direito da Segurança

Direito da Segurança Direito da Segurança Direito Constitucional, Internacional, Europeu, Legal e Regulamentar I DIREITO CONSTITUCIONAL DA SEGURANÇA 1. Constituição da República Portuguesa (artigos) - Artigo 7º - Relações

Leia mais

Resolução do Parlamento Europeu, de 18 de abril de 2013, sobre a situação dos direitos humanos no Cazaquistão (2013/2600(RSP))

Resolução do Parlamento Europeu, de 18 de abril de 2013, sobre a situação dos direitos humanos no Cazaquistão (2013/2600(RSP)) P7_TA(2013)0190 Situação dos direitos humanos no Cazaquistão Resolução do Parlamento Europeu, de 18 de abril de 2013, sobre a situação dos direitos humanos no Cazaquistão (2013/2600(RSP)) O Parlamento

Leia mais

9101/16 mam/jcc 1 DG C 1

9101/16 mam/jcc 1 DG C 1 Conselho da União Europeia Bruxelas, 23 de maio de 2016 (OR. fr) 9101/16 RESULTADOS DOS TRABALHOS de: Secretariado-Geral do Conselho data: 23 de maio de 2016 para: Delegações n.º doc. ant.: 8890/16 Assunto:

Leia mais

11246/16 hs/mjb 1 DGC 1

11246/16 hs/mjb 1 DGC 1 Conselho da União Europeia Bruxelas, 18 de julho de 2016 (OR. en) 11246/16 RESULTADOS DOS TRABALHOS de: Secretariado-Geral do Conselho data: 18 de julho de 2016 para: Delegações n.º doc. ant.: 10998/16

Leia mais

DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL N.º 8/2007 REGIME DAS PRECEDÊNCIAS PROTOCOLARES E DO LUTO REGIONAL NA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES

DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL N.º 8/2007 REGIME DAS PRECEDÊNCIAS PROTOCOLARES E DO LUTO REGIONAL NA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL N.º 8/2007 REGIME DAS PRECEDÊNCIAS PROTOCOLARES E DO LUTO REGIONAL NA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES A particular configuração que as regras das precedências protocolares assumem

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Parlamento Europeu 2014-2019 Documento de sessão B8-0323/2016 2.3.2016 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO apresentada na sequência de uma declaração da Vice-Presidente da Comissão / Alta Representante da União para

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Documento de sessão 29.6.2011 B7-0380/2011 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO apresentada na sequência da pergunta com pedido de resposta oral B7-000316/2011 nos termos do n.º 5 do artigo

Leia mais

Estudo da Legislação sobre a caução em Malawi, Moçambique e Burundi

Estudo da Legislação sobre a caução em Malawi, Moçambique e Burundi Estudo da Legislação sobre a caução em Malawi, Moçambique e Burundi Ms. Kristen Petersen @ACJReform Introdução SOBRE O ESTUDO Estudo foi conduzido em três países - Burundi, Malawi e Moçambique - representando

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 554, DE

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 554, DE SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 554, DE 2011 Altera o 1 o do art. 306 do Decreto-Lei n o 3.689, de 3 de outubro de 1941 (Código de Processo Penal), para determinar o prazo de vinte e quatro

Leia mais

REGULAMENTO DAS MISSÕES DE OBSERVAÇÃO ELEITORAL DA COPA

REGULAMENTO DAS MISSÕES DE OBSERVAÇÃO ELEITORAL DA COPA REGULAMENTO DAS MISSÕES DE OBSERVAÇÃO ELEITORAL DA COPA ARTIGO 1. OBJETIVOS REGULAMENTO DAS MISSÕES DE OBSERVAÇÃO ELEITORAL DA COPA As missões de observação eleitoral da Confederação Parlamentar das Américas

Leia mais

sobre o papel do Ministério Público fora do sistema de justiça penal

sobre o papel do Ministério Público fora do sistema de justiça penal TRADUÇÃO da versão em francês CONSELHO DA EUROPA Recomendação CM/Rec(2012)11 do Comité de Ministros aos Estados Membros sobre o papel do Ministério Público fora do sistema de justiça penal (adoptada pelo

Leia mais

ESTATÍSTICAS SOBRE CORRUPÇÃO ( )

ESTATÍSTICAS SOBRE CORRUPÇÃO ( ) Dezembro de 216 Número 46 BOLETIM ESTATÍSTICO TEMÁTICO ESTATÍSTICAS SOBRE CORRUPÇÃO (27-21) O PRESENTE DOCUMENTO PRETENDE RETRATAR, DE FORMA INTEGRADA E TRANSVERSAL, OS DADOS ESTATÍSTICOS REFERENTES AO

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL 46. Considere as seguintes assertivas a respeito dos direitos e garantias fundamentais: I. Ninguém será preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada de autoridade

Leia mais

DETENÇÃO. - Os actos processuais com detidos são urgentes e os prazos correm em férias (art. 80º CPP).

DETENÇÃO. - Os actos processuais com detidos são urgentes e os prazos correm em férias (art. 80º CPP). DETENÇÃO 1- Definição. Medida cautelar de privação da liberdade pessoal, não dependente de mandato judicial, de natureza precária e excepcional, que visa a prossecução de finalidades taxativamente 1 previstas

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO PARLAMENTO EUROPEU 2014-2019 Documento de sessão 9.2.2015 B8-0136/2015 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO apresentada na sequência de uma declaração da Vice-Presidente da Comissão / Alta Representante da União para

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento JOIN(2016) 26 final.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento JOIN(2016) 26 final. Conselho da União Europeia Bruxelas, 8 de junho de 2016 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2016/0166 (NLE) 10023/16 COEST 150 PROPOSTA de: data de receção: 7 de junho de 2016 para: n. doc. Com.: Assunto:

Leia mais

PARLAMENTO EUROPEU TEXTOS APROVADOS

PARLAMENTO EUROPEU TEXTOS APROVADOS PARLAMENTO EUROPEU 2014-2019 TEXTOS APROVADOS P8_TA(2015)0095 Dia Internacional dos Roma - hostilidade contra os ciganos na Europa e reconhecimento, pela UE, do dia em memória do genocídio dos Roma durante

Leia mais

Janeiro de 2009 Resumo do País Angola

Janeiro de 2009 Resumo do País Angola Janeiro de 2009 Resumo do País Angola Angola realizou eleições legislativas em Setembro de 2008, as primeiras desde 1992. O Movimento Popular para a Libertação de Angola (MPLA) partido no poder desde 1975

Leia mais

TEXTOS APROVADOS. Resolução do Parlamento Europeu, de 4 de fevereiro de 2016, sobre o caso dos editores desaparecidos em Hong Kong (2016/2558(RSP))

TEXTOS APROVADOS. Resolução do Parlamento Europeu, de 4 de fevereiro de 2016, sobre o caso dos editores desaparecidos em Hong Kong (2016/2558(RSP)) Parlamento Europeu 2014-2019 TEXTOS APROVADOS P8_TA(2016)0045 O caso dos editores desaparecidos em Hong Kong Resolução do Parlamento Europeu, de 4 de fevereiro de 2016, sobre o caso dos editores desaparecidos

Leia mais

6170/17 aap/ip 1 DGC 2B

6170/17 aap/ip 1 DGC 2B Conselho da União Europeia Bruxelas, 9 de fevereiro de 2017 (OR. en) 6170/17 RESULTADOS DOS TRABALHOS de: para: Secretariado-Geral do Conselho Delegações COHOM 16 CONUN 54 SOC 81 FREMP 11 n.º doc. ant.:

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO E CONSTITUCIONAL 2014

DIREITO ADMINISTRATIVO E CONSTITUCIONAL 2014 DIREITO ADMINISTRATIVO E CONSTITUCIONAL 2014 51. "José da Silva, Senador da República, discursa na tribuna do Senado defendendo a legalização do aborto para mulheres grávidas que não tenham constituído

Leia mais

PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO (RNE)

PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO (RNE) ORDEM DOS ADVOGADOS CNEF / CNA Comissão Nacional de Estágio e Formação / Comissão Nacional de Avaliação PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO (RNE) GRELHA DE CORREÇÃO Questões

Leia mais

ECLI:PT:STJ:2014: TASTB.A.S1

ECLI:PT:STJ:2014: TASTB.A.S1 ECLI:PT:STJ:2014:2210.12.9TASTB.A.S1 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:stj:2014:2210.12.9tastb.a.s1 Relator Nº do Documento Manuel Braz Apenso Data do Acordão 16/10/2014 Data de decisão sumária

Leia mais

PROJETO DE RELATÓRIO

PROJETO DE RELATÓRIO Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão dos Assuntos Jurídicos 2016/2011(INI) 6.6.2016 PROJETO DE RELATÓRIO sobre a aplicação do procedimento europeu de injunção de pagamento (2016/2011(INI)) Comissão dos

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 254/X

PROJECTO DE LEI N.º 254/X Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI N.º 254/X ALTERA A LEI N.º64/93, DE 26 DE AGOSTO (ESTABELECE O REGIME JURÍDICO DE INCOMPATIBILIDADES E IMPEDIMENTOS DOS TITULARES DE CARGOS POLÍTICOS E ALTOS CARGOS PÚBLICOS)

Leia mais

EVOLUÇÃO DO QUADRO LEGAL PORTUGUÊS PARA A PREVENÇÃO E REPRESSÃO DA CORRUPÇÃO

EVOLUÇÃO DO QUADRO LEGAL PORTUGUÊS PARA A PREVENÇÃO E REPRESSÃO DA CORRUPÇÃO D i a I n t e r n a c i o n a l C o n t r a a C o r r u p ç ã o 9 D E Z E M B R O 2 0 1 4 EVOLUÇÃO DO QUADRO LEGAL PORTUGUÊS PARA A PREVENÇÃO E REPRESSÃO DA CORRUPÇÃO ANTÓNIO JOÃO MAIA I NVESTIGADOR DO

Leia mais

ALTERAÇÕES PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu 2016/0029(COD) Projeto de relatório Hannu Takkula (PE585.

ALTERAÇÕES PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu 2016/0029(COD) Projeto de relatório Hannu Takkula (PE585. Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão do Comércio Internacional 2016/0029(COD) 19.9.2016 ALTERAÇÕES 15-26 Projeto de relatório Hannu Takkula (PE585.811v02-00) sobre a proposta de regulamento do Parlamento

Leia mais

ESTATÍSTICAS SOBRE CORRUPÇÃO ( )

ESTATÍSTICAS SOBRE CORRUPÇÃO ( ) Dezembro de 214 Número 32 BOLETIM ESTATÍSTICO TEMÁTICO ESTATÍSTICAS SOBRE CORRUPÇÃO (27-213) O PRESENTE DOCUMENTO PRETENDE RETRATAR, DE FORMA INTEGRADA E TRANSVERSAL, OS DADOS ESTATÍSTICOS REFERENTES AO

Leia mais

ESTATÍSTICAS SOBRE CORRUPÇÃO ( ) 1

ESTATÍSTICAS SOBRE CORRUPÇÃO ( ) 1 Maio de 213 Número 1 BOLETIM ESTATÍSTICO TEMÁTICO ESTATÍSTICAS SOBRE CORRUPÇÃO (27-2) 1 O PRESENTE DOCUMENTO PRETENDE RETRATAR, DE FORMA INTEGRADA E TRANSVERSAL, OS DADOS ESTATÍSTICOS REFERENTES AO FENÓMENO

Leia mais

CONSTITUIÇÂO DA REPÚBLICA PORTUGUESA. (texto integral) Tribunais SECÇÃO V CAPÍTULO I. Princípios gerais. Artigo 202. (Função jurisdicional)

CONSTITUIÇÂO DA REPÚBLICA PORTUGUESA. (texto integral) Tribunais SECÇÃO V CAPÍTULO I. Princípios gerais. Artigo 202. (Função jurisdicional) CONSTITUIÇÂO DA REPÚBLICA PORTUGUESA (texto integral) Tribunais SECÇÃO V CAPÍTULO I Princípios gerais Artigo 202. (Função jurisdicional) 1. Os tribunais são os órgãos de soberania com competência para

Leia mais

Relatório de Atividades 2016

Relatório de Atividades 2016 Relatório de Atividades 2016 Comissão de Coordenação das Políticas de Prevenção e Combate ao Branqueamento de Capitais e ao Financiamento do Terrorismo 1 Índice I - INTRODUÇÃO... 2 II - ATIVIDADES DESENVOLVIDAS...

Leia mais

Resolução do Parlamento Europeu, de 14 de março de 2013, sobre a viciação de resultados e a corrupção no desporto (2013/2567(RSP))

Resolução do Parlamento Europeu, de 14 de março de 2013, sobre a viciação de resultados e a corrupção no desporto (2013/2567(RSP)) P7_TA-PROV(2013)0098 Resultados combinados e corrupção no desporto Resolução do Parlamento Europeu, de 14 de março de 2013, sobre a viciação de resultados e a corrupção no desporto (2013/2567(RSP)) O Parlamento

Leia mais

Comissão do Mercado Interno e da Proteção dos Consumidores PROJETO DE PARECER. da Comissão do Mercado Interno e da Proteção dos Consumidores

Comissão do Mercado Interno e da Proteção dos Consumidores PROJETO DE PARECER. da Comissão do Mercado Interno e da Proteção dos Consumidores Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão do Mercado Interno e da Proteção dos Consumidores 31.5.2017 2012/0060(COD) PROJETO DE PARECER da Comissão do Mercado Interno e da Proteção dos Consumidores dirigido

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Parlamento Europeu 2014-2019 Documento de sessão B8-0587/2016 9.5.2016 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO apresentada na sequência de declarações do Conselho e da Comissão apresentada nos termos do artigo 123.º, n.º

Leia mais

Exame de Prática Processual Penal

Exame de Prática Processual Penal Exame de Prática Processual Penal I No dia 20/02/06 António foi surpreendido na sua caixa do correio com uma notificação do Tribunal ali colocada nesse dia que, recebendo a acusação que contra si era deduzida

Leia mais

PROCESSO PENAL MARATONA OAB XX

PROCESSO PENAL MARATONA OAB XX PROCESSO PENAL MARATONA OAB XX AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA RESOLUÇÃO 213/15 RESOLUÇÃO Nº 213/15 - CNJ Art. 1º Determinar que toda pessoa presa em flagrante delito, independentemente da motivação ou natureza

Leia mais

Resumo do Processo. PETIÇÃO INICIAL No. 023/2015. LAURENT MUNYANDILIKIRWA (Representado por FIDH e RFKHR) REPÚBLICA DO RUANDA

Resumo do Processo. PETIÇÃO INICIAL No. 023/2015. LAURENT MUNYANDILIKIRWA (Representado por FIDH e RFKHR) REPÚBLICA DO RUANDA Resumo do Processo PETIÇÃO INICIAL No. 023/2015 LAURENT MUNYANDILIKIRWA (Representado por FIDH e RFKHR) V. REPÚBLICA DO RUANDA A. PARTES 1. O Peticionário alega que é um advogado ruandês dos direitos humanos

Leia mais

Proposta conjunta de DECISÃO DO CONSELHO

Proposta conjunta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA ALTA REPRESENTANTE DA UNIÃO PARA OS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS E A POLÍTICA DE SEGURANÇA Bruxelas, 3.4.2017 JOIN(2017) 12 final 2017/0071 (NLE) Proposta conjunta de DECISÃO DO CONSELHO relativa

Leia mais

Conformidade constitucional do direito internacional e do sistema de justiça criminal em África

Conformidade constitucional do direito internacional e do sistema de justiça criminal em África Conformidade constitucional do direito internacional e do sistema de justiça criminal em África Uma perspectiva comparativa @ACJReform @GDereymaeker Quadro constitucional Apenas Constituições As constituições

Leia mais

TESE. Fernando A. N. Galvão da Rocha. Resumo. 1. Introdução. 70 Revista ENM. Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis-MG)

TESE. Fernando A. N. Galvão da Rocha. Resumo. 1. Introdução. 70 Revista ENM. Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis-MG) TESE Formação dos juízes da Justiça Militar para atuação democrática Fernando A. N. Galvão da Rocha Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis-MG) Resumo As escolas judiciais devem capacitar os juízes

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Barbara Rosa Direito Constitucional Poder Executivo ATRIBUIÇÕES DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA - Nomear e exonerar os Ministros de Estado; - Exercer, com o auxílio dos Ministros de Estado, a direção superior

Leia mais

Rede Judiciária Europeia em matéria civil e comercial (RJE)

Rede Judiciária Europeia em matéria civil e comercial (RJE) na Europa Rede Judiciária Europeia em matéria civil e comercial (RJE) http://ec.europa.eu/civiljustice Missões e actividades da rede: A rede será responsável por: Facilitar a cooperação judiciária entre

Leia mais

União Europeia Bruxelas, 14 de novembro de 2014 (OR. en) Assegurar o respeito pelo Estado de direito na União Europeia

União Europeia Bruxelas, 14 de novembro de 2014 (OR. en) Assegurar o respeito pelo Estado de direito na União Europeia Conselho da União Europeia Bruxelas, 14 de novembro de 2014 (OR. en) 15206/14 FREMP 198 JAI 846 COHOM 152 POLGEN 156 NOTA de: para: Assunto: Presidência Conselho Assegurar o respeito pelo Estado de direito

Leia mais

Suspensão do Acordo SWIFT por causa da vigilância exercida pela NSA

Suspensão do Acordo SWIFT por causa da vigilância exercida pela NSA P7_TA(2013)0449 Suspensão do Acordo SWIFT por causa da vigilância exercida pela NSA Resolução do Parlamento Europeu, de 23 de outubro de 2013, sobre a suspensão do Acordo TFTP em consequência da vigilância

Leia mais

ORGANIZAÇÃO, FUNCIONAMENTO E PROCESSO DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL Lei n.o 28/82, (*) de 15 de Novembro (Excertos)

ORGANIZAÇÃO, FUNCIONAMENTO E PROCESSO DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL Lei n.o 28/82, (*) de 15 de Novembro (Excertos) ORGANIZAÇÃO, FUNCIONAMENTO E PROCESSO DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL Lei n.o 28/82, (*) de 15 de Novembro (Excertos) A Assembleia da República decreta, nos termos do artigo 244.o da Lei Constitucional n.o

Leia mais

LEI DAS INELEGIBILIDADES (Lei Complementar 64/90)

LEI DAS INELEGIBILIDADES (Lei Complementar 64/90) INELEGIBILIDADE - Impedimento de ser votado ou forma de sanção. -Podemser: constitucionais (art.14 da CF); infraconstitucionais( 1º da LC 64/90). I - Inelegibilidades absolutas: para qualquer cargo (os

Leia mais

COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A PROFERIR PARECER AO PROJETO DE LEI Nº 4850, DE 2016, DO SR

COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A PROFERIR PARECER AO PROJETO DE LEI Nº 4850, DE 2016, DO SR COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A PROFERIR PARECER AO PROJETO DE LEI Nº 4850, DE 2016, DO SR. ANTONIO CARLOS MENDES THAME E OUTROS, QUE ESTABELECE MEDIAS CONTRA A CORRUPÇÃO E DEMAIS CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO

Leia mais

7079/17 mpm/aap/fc 1 DGD 1C

7079/17 mpm/aap/fc 1 DGD 1C Conselho da União Europeia Bruxelas, 16 de março de 2017 (OR. en) 7079/17 ENFOPOL 116 JAI 225 NOTA de: para: Presidência Delegações n.º doc. ant.: 7078/17 Assunto: Projeto de decisão de execução (UE) 2017/

Leia mais

CONSELHO SUPERIOR DA MAGISTRATURA GABINETE DE APOIO AO VICE-PRESIDENTE E MEMBROS DO CSM

CONSELHO SUPERIOR DA MAGISTRATURA GABINETE DE APOIO AO VICE-PRESIDENTE E MEMBROS DO CSM CONSELHO SUPERIOR DA MAGISTRATURA GABINETE DE APOIO AO VICE-PRESIDENTE E MEMBROS DO CSM ASSUNTO: Proposta de Lei n.º 51/XIII/2.ª Alteração do regime de congelamento e de perda dos instrumentos e produtos

Leia mais

O PROVEDOR DE JUSTIÇA EUROPEU

O PROVEDOR DE JUSTIÇA EUROPEU O PROVEDOR DE JUSTIÇA EUROPEU O Provedor de Justiça Europeu procede a inquéritos para esclarecer eventuais casos de má administração na atuação de instituições, organismos, gabinetes e agências da União

Leia mais

DIREITO DA NACIONALIDADE. TORRES, Hélio Darlan Martins¹ MELO, Ariane Marques de²

DIREITO DA NACIONALIDADE. TORRES, Hélio Darlan Martins¹ MELO, Ariane Marques de² DIREITO DA NACIONALIDADE TORRES, Hélio Darlan Martins¹ MELO, Ariane Marques de² RESUMO Nacionalidade é o vínculo jurídico-político que liga um indivíduo a determinado Estado; é a qualidade de nacional,

Leia mais

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que:

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO PROCESSUAL PENAL 1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: I - De acordo com o Código de Processo Penal, as

Leia mais

Brasil, 10 de Outubro de Senhor Paulo Abrão Secretario Executivo Comissão Interamericana de Direitos Humanos Washington D.C.

Brasil, 10 de Outubro de Senhor Paulo Abrão Secretario Executivo Comissão Interamericana de Direitos Humanos Washington D.C. Brasil, 10 de Outubro de 2016. Senhor Paulo Abrão Secretario Executivo Comissão Interamericana de Direitos Humanos Washington D.C. Referência: Solicitação de audiência sobre a política de encarceramento

Leia mais

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código Penal ª Edição. Atualização nº 2

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código Penal ª Edição. Atualização nº 2 Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Código Penal 2017 17ª Edição Atualização nº 2 1 [1] Código do Trabalho CÓDIGO PENAL Atualização nº 2 EDITOR EDIÇÕES ALMEDINA, S.A. Rua Fernandes Tomás, nºs 76, 78,

Leia mais

Direito Constitucional Português

Direito Constitucional Português Direito Constitucional Português Legislação Fundamental I CONSTITUIÇÃO E LEGISLAÇÃO COMPLEMENTAR 1. Constituição da República Portuguesa (depois da VII revisão constitucional Lei Constitucional nº 1/2005,

Leia mais

CNEF FASE DE FORMAÇÃO INICIAL SUMÁRIOS DE PRÁTICA PROCESSUAL PENAL. Proposta de programa a desenvolver em sumários:

CNEF FASE DE FORMAÇÃO INICIAL SUMÁRIOS DE PRÁTICA PROCESSUAL PENAL. Proposta de programa a desenvolver em sumários: CNEF FASE DE FORMAÇÃO INICIAL SUMÁRIOS DE PRÁTICA PROCESSUAL PENAL Proposta de programa a desenvolver em sumários: I Do inicio do processo o crime e sua natureza. - Crimes públicos, semi-públicos e particulares;

Leia mais

URGENTE. Bruxelas, 13 de Junho de Senhor Ministro, Excelência

URGENTE. Bruxelas, 13 de Junho de Senhor Ministro, Excelência URGENTE A Sua Excelência O Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros Dr. Luís Amado Palácio das Necessidades Largo do Rilvas 1399 030 LISBOA PORTUGAL Bruxelas, 13 de Junho de 2007 Senhor Ministro,

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Nº 25.662/CS HABEAS CORPUS N. 135.921 SANTA CATARINA IMPETRANTE: EUNICE ANISETE DE SOUZA TRAJANO E OUTRO(A/S) PACIENTE: PEDRO FERNANDES GUERREIRO JUNIOR COATOR: SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA RELATORA: MINISTRA

Leia mais

Por unanimidade, Supremo rejeita suspeição de Janot para atuar contra Temer

Por unanimidade, Supremo rejeita suspeição de Janot para atuar contra Temer Por 9 votos a 0, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou hoje (13) pedido feito pela defesa do presidente Michel Temer para que seja declarada a suspeição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot,

Leia mais

Situação dos defensores de direitos e os ativistas da oposição no Camboja e no Laos

Situação dos defensores de direitos e os ativistas da oposição no Camboja e no Laos P7_TA(2014)0044 Situação dos defensores de direitos e os ativistas da oposição no Camboja e no Laos Resolução do Parlamento Europeu, de 16 de janeiro de 2014, sobre a situação dos defensores de direitos

Leia mais

O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA UNIÃO EUROPEIA

O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA UNIÃO EUROPEIA O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA UNIÃO EUROPEIA O Tribunal de Justiça da União Europeia é uma das sete instituições da UE. Congrega duas jurisdições: o Tribunal de Justiça propriamente dito e o Tribunal Geral

Leia mais

ANTEPROJECTO DE LEI DO HABEAS CORPUS

ANTEPROJECTO DE LEI DO HABEAS CORPUS 2013 ANTEPROJECTO DE LEI DO HABEAS CORPUS RELATÓRIO DE FUNDAMENTAÇÃO E PROJECTO DE LEI Comissão de Reforma da Justiça e do Direito Subcomissão de Reforma do Código de Processo Penal 16-09- 2013 ANTEPROJECTO

Leia mais

RESUMO DO PROCESSO PETIÇÃO N.º 016/2015

RESUMO DO PROCESSO PETIÇÃO N.º 016/2015 AFRICAN UNION UNION AFRICAINE UNIÃO AFRICANA AFRICAN COURT ON HUMAN AND PEOPLES RIGHTS COUR AFRICAINE DES DROITS DE L HOMME ET DES PEUPLES RESUMO DO PROCESSO PETIÇÃO N.º 016/2015 KAYUMBA NYAMWASA & OUTROS

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 136/XI/1.ª

PROJECTO DE LEI N.º 136/XI/1.ª PROJECTO DE LEI N.º 136/XI/1.ª ALTERA O REGIME DAS INELEGIBILIDADES NAS ELEIÇÕES PARA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, PARA A ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA, PARA O PARLAMENTO EUROPEU E PARA OS ÓRGÃOS DAS AUTARQUIAS

Leia mais

ESTATUTO DO DIREITO DE OPOSIÇÃO

ESTATUTO DO DIREITO DE OPOSIÇÃO ESTATUTO DO DIREITO DE OPOSIÇÃO RELATÓRIO 2015 A Lei n.º 24/98 de 26 de maio criou o Estatuto do Direito de Oposição o qual pretende assegurar o funcionamento dos órgãos eleitos, garantindo às minorias

Leia mais

Partido Popular CDS-PP Grupo Parlamentar

Partido Popular CDS-PP Grupo Parlamentar Partido Popular CDS-PP Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI Nº 593/X Alteração ao Código Penal Exposição de motivos 1- Através do presente projecto de lei, o CDS/PP pretende alterar alguns aspectos respeitantes

Leia mais

PODER EXECUTIVO (art. 76 a 91, CRFB/88)

PODER EXECUTIVO (art. 76 a 91, CRFB/88) PODER EXECUTIVO PODER EXECUTIVO (art. 76 a 91, CRFB/88) Sistema de Governo Presidencialista Junção das funções de Chefe de Estado e Chefe de Governo É exercido, no âmbito federal, desde 1891, pelo Presidente

Leia mais

DISPOSIÇÕES PENAIS. CRIMES ELEITORAIS São todas condutas que, durante o

DISPOSIÇÕES PENAIS. CRIMES ELEITORAIS São todas condutas que, durante o CRIMES ELEITORAIS São todas condutas que, durante o processo eleitoral atingem ou maculam a liberdade do direito ao voto, os procedimentos das atividades eleitorais, desde o alistamento até a diplomação

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2012

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2012 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2012 Altera os arts. 102, 105, 108 e 125 da Constituição Federal para extinguir o foro especial por prerrogativa de função nos casos de crimes comuns. As Mesas

Leia mais

ESTATÍSTICAS SOBRE CRIMES RODOVIÁRIOS ( )

ESTATÍSTICAS SOBRE CRIMES RODOVIÁRIOS ( ) 3.821 2.995 2.586 2.325 2.97 1.734 12.19 1.684 9.767 1.479 2.612 21.313 21.38 18.856 2.389 18.297 22.67 18.886 23.274 17.83 15.844 2.752 25.366 24.68 45.746 43.231 41.272 43.278 42.454 42.944 38.311 31.998

Leia mais

PT Unida na diversidade PT B8-1092/1. Alteração. Sophia in t Veld, Cecilia Wikström, Angelika Mlinar em nome do Grupo ALDE

PT Unida na diversidade PT B8-1092/1. Alteração. Sophia in t Veld, Cecilia Wikström, Angelika Mlinar em nome do Grupo ALDE 26.10.2015 B8-1092/1 1 Sophia in t Veld, Cecilia Wikström, Angelika Mlinar N.º 3-A (novo) 3-A. Lamenta a adoção pelo Reino Unido da lei relativa à conservação de dados e aos poderes de investigação (Data

Leia mais

Preparação da União Europeia para os importantes alargamentos de 1 de Maio de 2004 e 1 de Janeiro de 2007 a Leste e a Sul

Preparação da União Europeia para os importantes alargamentos de 1 de Maio de 2004 e 1 de Janeiro de 2007 a Leste e a Sul 2001 Preparação da União Europeia para os importantes alargamentos de 1 de Maio de 2004 e 1 de Janeiro de 2007 a Leste e a Sul O Tratado foi assinado em 26 de Fevereiro de 2001 e entrou em vigor em 1 de

Leia mais

TEXTOS APROVADOS. Quitação 2014: Empresa Comum Iniciativa sobre Medicamentos Inovadores 2 (IMI)

TEXTOS APROVADOS. Quitação 2014: Empresa Comum Iniciativa sobre Medicamentos Inovadores 2 (IMI) Parlamento Europeu 204-209 TEXTOS APROVADOS P8_TA(206)097 Quitação 204: Empresa Comum Iniciativa sobre Medicamentos Inovadores 2 (IMI). Decisão do Parlamento Europeu, de 28 de abril de 206, sobre a quitação

Leia mais

Lei nº 5/2002, de 11 de Janeiro

Lei nº 5/2002, de 11 de Janeiro Lei nº 5/2002, de 11 de Janeiro Estabelece medidas de combate à criminalidade organizada e económicofinanceira e procede à segunda alteração à Lei nº 36/94, de 29 de Setembro, alterada pela Lei nº 90/99,

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Procurador de Justiça no processo penal Edison Miguel da Silva Júnior* 1. Introdução No conhecido livro Eles, os juízes, visto por nós, os advogados, Calamandrei afirmar que na acusação

Leia mais

ORLANDO JÚNIOR DIREITO CONSTITUCIONAL

ORLANDO JÚNIOR DIREITO CONSTITUCIONAL ORLANDO JÚNIOR DIREITO CONSTITUCIONAL Ano: 2017 Banca: VUNESP Órgão: UNESP Prova: Assistente Administrativo Considerando o que dispõe a Constituição Federal sobre os direitos e garantias fundamentais,

Leia mais

PODER LEGISLATIVO PODER LEGISLATIVO PODER LEGISLATIVO DIVISÃO DE FUNÇÕES ESTATAIS ORGANIZAÇÃO DOS PODERES ESTUDO DOS PODERES SEPARAÇÃO DE PODERES

PODER LEGISLATIVO PODER LEGISLATIVO PODER LEGISLATIVO DIVISÃO DE FUNÇÕES ESTATAIS ORGANIZAÇÃO DOS PODERES ESTUDO DOS PODERES SEPARAÇÃO DE PODERES ORGANIZAÇÃO DOS PODERES SEPARAÇÃO DE PODERES ART. 2.º,, DA CF/88: São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo,, o Executivo e o Judiciário rio. FUNÇÕES LEGISLATIVA EXECUTIVA

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SUBCOMISSÃO DE POLÍTICA GERAL INTRODUÇÃO

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SUBCOMISSÃO DE POLÍTICA GERAL INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO A Subcomissão de Política Geral, em 23 de junho de 2015, procedeu à apreciação, relato e emissão de parecer sobre a Proposta de Lei n.º 342/XII/4 que altera o Código Civil, aprovado pelo Decreto-Lei

Leia mais

SEMINÁRIO DE ALTO NÍVEL SOBRE FISCALIZAÇÃO LEGISLATIVA DO CICLO ORÇAMENTAL & CONTROLO EXTERNO DAS CONTAS PÚBLICAS NOS PALOP E EM TIMOR-LESTE

SEMINÁRIO DE ALTO NÍVEL SOBRE FISCALIZAÇÃO LEGISLATIVA DO CICLO ORÇAMENTAL & CONTROLO EXTERNO DAS CONTAS PÚBLICAS NOS PALOP E EM TIMOR-LESTE PARLAMENTO NACIONAL DE TIMOR-LESTE Dia 1 - Sessão 4 SEMINÁRIO DE ALTO NÍVEL SOBRE FISCALIZAÇÃO LEGISLATIVA DO CICLO ORÇAMENTAL & CONTROLO EXTERNO DAS CONTAS PÚBLICAS NOS PALOP E EM TIMOR-LESTE Cidade da

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais. ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos)

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais. ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos) CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos) 1. O povo exerce o poder político através do sufrágio universal,

Leia mais

ARGUMENTO º ANO E.M. A B C D E ATUALIDADES

ARGUMENTO º ANO E.M. A B C D E ATUALIDADES ARGUMENTO 2017 1º ANO E.M. A B C D E ATUALIDADES República Federativa do Brasil ASPECTOS DA ESTRUTURA POLÍTICO- CONSTITUCIONAL DO ESTADO BRASILEIRO. REPÚBLICA - forma de governo em que o Chefe de Estado

Leia mais

(Atos legislativos) DIRETIVAS

(Atos legislativos) DIRETIVAS 4.11.2016 L 297/1 I (Atos legislativos) DIRETIVAS DIRETIVA (UE) 2016/1919 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 26 de outubro de 2016 relativa ao apoio judiciário para suspeitos e arguidos em processo

Leia mais

CONVENÇÃO ENTRE OS ESTADOS MEMBROS DAS COMUNIDADES EUROPEIAS RELATIVA À APLICAÇÃO DO PRINCÍPIO NE BIS IN IDEM. Preâmbulo

CONVENÇÃO ENTRE OS ESTADOS MEMBROS DAS COMUNIDADES EUROPEIAS RELATIVA À APLICAÇÃO DO PRINCÍPIO NE BIS IN IDEM. Preâmbulo Resolução da Assembleia da República n.º 22/95 Convenção entre os Estados Membros das Comunidades Europeias Relativa à Aplicação do Princípio Ne Bis In Idem Aprova, para ratificação, a Convenção entre

Leia mais

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO REITOR DA UNIVERSIDADE ABERTA (aprovado pelo Conselho Geral da UAb)

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO REITOR DA UNIVERSIDADE ABERTA (aprovado pelo Conselho Geral da UAb) REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO REITOR DA UNIVERSIDADE ABERTA (aprovado pelo Conselho Geral da UAb) Com o presente regulamento estabelece-se o procedimento a seguir para a eleição do reitor da Universidade

Leia mais

FORMAS DE GOVERNO: a organização institucional do poder político. TGE I Nina Ranieri 2017

FORMAS DE GOVERNO: a organização institucional do poder político. TGE I Nina Ranieri 2017 FORMAS DE GOVERNO: a organização institucional do poder político TGE I Nina Ranieri 2017 Formas de Governo Conceito Modos pelos quais o poder político é distribuído entre os Poderes do Estado distribuição

Leia mais

UNIDADE DE DEFENSORES E DEFENSORAS DE DIREITOS HUMANOS

UNIDADE DE DEFENSORES E DEFENSORAS DE DIREITOS HUMANOS UNIDADE DE DEFENSORES E DEFENSORAS DE DIREITOS HUMANOS QUESTIONÁRIO DE CONSULTA A OS ESTADOS PARA A ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA SITUAÇÃO DOS DEFENSORES E DAS DEFENSORAS DE DIREITOS HUMANOS

Leia mais

ALTERAÇÕES PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu Projeto de parecer Petr Ježek (PE v01-00)

ALTERAÇÕES PT Unida na diversidade PT. Parlamento Europeu Projeto de parecer Petr Ježek (PE v01-00) Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos 23.1.2017 2016/2193(DEC) ALTERAÇÕES 1-13 Petr Ježek (PE595.385v01-00) Quitação 2015: Agência Europeia para

Leia mais