ROTEIRO PROPOSITIVO Proposta Preliminar de Estrutura e Organização do Documento-Referência

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ROTEIRO PROPOSITIVO Proposta Preliminar de Estrutura e Organização do Documento-Referência"

Transcrição

1 ROTEIRO PROPOSITIVO Proposta Preliminar de Estrutura e Organização do Documento-Referência Introdução: Proposta preliminar construída a partir do documento final da Conae 2014, do PNE e das contribuições encaminhadas ao FNE pelos seguintes segmentos e entidades: Anped, Anpae, CNTE, Contag, Consed, CUT, MECe Inep. SUMÁRIO APRESENTAÇÃO _ Contextualizar historicamente a Conae: resgate e balanço; - Dirigir-se ao leitor informando os objetivos da Conae-2018, importância da participação social, especialmente da participação popular para o sucesso da conferência. - Contextualizar o documento no processo de organização da Conae dando centralidade a aprovação e implementação do PNE, Planos estaduais, distrital e municipais de educação ressaltando a institucionalização do SNE. - Informar os procedimentos metodológicos relativos à participação dos/as delegados/as, apresentação e aprovação de propostas para a Conae INTRODUÇÃO Breve histórico das conferências nacionais de educação e sua incidência nas políticas e planos educacionais (Coneb, 2008; Conae 2010 e 2014). O Plano Nacional de Educação e ações de monitoramento e avaliação do Fórum nacional de Educação. A criação dos GTTs e seus documentos de trabalho. O Sistema Nacional de Educação como forma de organização do estado brasileiro para assegurar o direito à educação e, o Plano Nacional de Educação como forma de planejamento e de articulação desse sistema para cumprir suas finalidades. Definições conceituais das principais categorias teóricas subjacentes ao Tema Central da Conae-2018 e explicitação do anexo contendo documento didático sobre Linha de Base. 1

2 OBJETIVOS DA CONFERÊNCIA Geral: Monitorar e avaliar cumprimento do PNE : lei, metas e estratégias e propor políticas e ações corretivas indicando responsabilidades, corresponsabilidades, atribuições concorrentes, complementares e colaborativas entre os entes federados e os sistemas de educação. Específicos: 1. Acompanhar e avaliar as deliberações da Conferência Nacional de Educação/2014, verificando seu impacto e procedendo as atualizações necessárias para a elaboração da política nacional de educação. 2. Monitorar, avaliar a implementação do PNE com destaque específico ao cumprimento das metas e estratégias intermediárias sem prescindir de uma análise global do plano, procedendo a indicações de ações no sentido de avanços das políticas públicas educacionais. 3. Os planos estaduais, distrital e municipais de educação e os avanços nas políticas públicas educacionais. TEMA CENTRAL: A Consolidação do SNE e o PNE: monitoramento, avaliação e proposição de políticas para a garantia do direito a educação de qualidade social, pública, gratuita e laica. EIXO I - O PNE na Articulação do Sistema Nacional de Educação: instituição, democratização, cooperação federativa, regime de colaboração, avaliação e regulação da educação. PNE como política de Estado (lei, diretrizes, metas e estratégias ) ações de monitoramento contínuo e avaliações periódicas desenvolvidas pelo Fórum Nacional de Educação Federalismo cooperativo: Regime de colaboração e cooperação federativa SNE: proposta de sistema (estrutura, composição e atribuições): descentralização qualificada, papel da União e articulação entre os entes 2

3 federados; Avaliação e regulação da educação nacional: Sistema e melhoria da qualidade; EIXO II - Planos decenais e o SNE: Qualidade, avaliação e regulação das políticas educacionais Planos, SNE e Qualidade, sistema de avaliação e regulação das políticas educacionais: concepções e proposições; Qualidade, avaliação, regulação e responsabilidade educacional e a garantia do direito a educação; Qualidade da educação: concepções, dimensões, insumos e proposições; Qualidade da educação básica: dimensões, insumos e proposições; Qualidade da educação superior: dimensões, insumos e proposições; Avaliação e regulação da educação: concepções e sistema nacional Os setores públicos e privados: participação, regulação e controle social; Subsistema de Avaliação e regulação da educação básica: concepções, sistema, proposições; Subsistema de Avaliação e regulação da educação superior; concepções, sistema, proposições; EIXO III Planos Decenais, SNE e Gestão Democrática, Participação Popular e controle social Gestão democrática, autonomia, participação popular e controle social : concepções, diretrizes nacionais e ênfase à egulamentação pelos entes federados; O SNE, o FNE e importância dos conselhos, fóruns e instâncias interfederativas na gestão e proposição de políticas educacionais; Mecanismos de participação e de controle social da gestão democrática na educação básica: participação dos diferentes segmentos, formas de provimento ao cargo de gestor do sistema e das instituições educativas, coordenação pedagógica; órgãos colegiados; movimentos estudantis e o controle social; Mecanismos de participação e de controle social da gestão democrática na educação superior: participação dos diferentes segmentos; formas de provimento ao cargo de Reitor, diretor e gestores; órgãos colegiados; movimento estudantil e o controle social; EIXO IV - Planos decenais, SNE e a Democratização da educação: Acesso, Permanência e gestão 3

4 Os planos decenais, a Democratização da educação concepções, políticas e programas; Democratização do acesso, permanência e gestão: contexto e perspectivas; Os Planos Decenais e as Políticas de democratização do acesso, permanência e sucesso na educação básica: ênfase na educação básica obrigatória sem prescindir de análise global das etapas e modalidades; Planos e Políticas de democratização do acesso, permanência e sucesso nas Modalidades educativas Eja, especial, indígena, quilombola, campo: concepções e proposições Planos e Políticas de Educação integral: concepções e proposições; Os Planos Decenais e as Políticas de democratização do acesso, permanência e sucesso na educação superior: expansão, interiorização, internacionalização e inovação; Diversificação, Diferenciação e Financeirização da Educação Superior; Políticas educacionais e democratização da Educação Superior: concepções, Diretrizes Curriculares Nacionais; Os Planos de Educação e o PNPG e democratização da Pós-graduação: expansão, interiorização, internacionalização e inovação EIXO V - Planos decenais, SNE e Educação e Diversidade: Democratização, Direitos Humanos, justiça social e inclusão Desigualdades, justiça social, direitos humanos e inclusão; concepções e análise histórica do cenário brasileiro; Direitos humanos e educação: concepções norteadoras, avanços e perspectivas Educação e diversidade: concepções norteadoras, direito a educação;,políticas afirmativas e identitárias, Inclusão: concepções, políticas e programas e garantia do direito à educação; EIXO VI Planos Decenais, SNE e Políticas Intersetorias de desenvolvimento e educação: cultura, ciência, trabalho, meio ambiente, saúde, tecnologia e inovação Planos e políticas intersetoriais: concepções, avanços, limites e proposições; Educação e desenvolvimento : Trabalho, renda e inclusão ; Educação, Cultura, ciência, tecnologia e inovação: concepções e proposições intersetoriais; Educação, meio ambiente e saúde: concepções e proposições intersetoriais EIXO VII - Planos Decenais, SNE e Valorização dos Profissionais da Educação: formação, carreira, remuneração e condições de trabalho e saúde 4

5 Valorização dos Profissionais da educação: concepções e configuração da categoria; Política nacional de formação dos profissionais da educação (Formação inicial e continuada: diretrizes e programas); Diretrizes Nacionais de Carreira e Piso salarial nacional, equiparação salarial do magistério e superação das assimetrias entre os entes federados; Condições de trabalho e saúde dos profissionais da educação EIXO VIII Planos Decenais, SNE e Financiamento da educação, gestão, transparência e controle social O PNE e o Financiamento, vinculação, subvinculação e novos recursos para a educação nacional; O papel dos entes federados e dos legislativos e ampliação dos recursos para a educação; Financiamento, controle social e transparência na aplicação dos recursos; Financiamento da educação básica: concepções; subvinculação, fundeb, CAQi; Financiamento da Educação Superior: subvinculação, fundo, papel da União, Estados/DF; financiamento e políticas de assistência estudantil; 5

Professor Drº Remi Castione Representante do PROIFES no FNE

Professor Drº Remi Castione Representante do PROIFES no FNE COMISSÃO DE EDUCAÇÃO 55ª Legislatura - 2ª Sessão Legislativa Ordinária PAUTA DE REUNIÃO ORDINÁRIA AUDIÊNCIA PÚBLICA DIA 14/06/2016 LOCAL: Anexo II, Plenário 10 Tema : Discussão do "Sistema Nacional de

Leia mais

Convite Etapa Municipal da Conferência Nacional de Educação Belo Horizonte

Convite Etapa Municipal da Conferência Nacional de Educação Belo Horizonte Convite Etapa Municipal da Conferência Nacional de Educação Belo Horizonte Prezados (as) Senhores (as) Entre os dias 29 de junho a 02 de julho acontece em Belo Horizonte, no Hotel Ouro Minas, a etapa municipal

Leia mais

O PAPEL DOS CONSELHOS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO NO ÂMBITO DO SNE: DESAFIOS PARA A PRÓXIMA DÉCADA POR: GILVÂNIA NASCIMENTO

O PAPEL DOS CONSELHOS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO NO ÂMBITO DO SNE: DESAFIOS PARA A PRÓXIMA DÉCADA POR: GILVÂNIA NASCIMENTO O PAPEL DOS CONSELHOS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO NO ÂMBITO DO SNE: DESAFIOS PARA A PRÓXIMA DÉCADA POR: GILVÂNIA NASCIMENTO "Que tristes os caminhos se não fora a presença distante das estrelas"? (Mario Quintana)

Leia mais

O papel da Undime no fortalecimento da gestão municipal da educação

O papel da Undime no fortalecimento da gestão municipal da educação DESAFIOS DAS POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS 2016 O papel da Undime no fortalecimento da gestão municipal da educação Prof. Dr. Alessio Costa Lima Dirigente Municipal de Educação de Tabuleiro do Norte/

Leia mais

Planos Decenais de Educação Desafios e perspectivas para a próxima década da implementação ao monitoramento

Planos Decenais de Educação Desafios e perspectivas para a próxima década da implementação ao monitoramento Planos Decenais de Educação Desafios e perspectivas para a próxima década da implementação ao monitoramento Alessio Costa Lima Dirigente Municipal de Educação de Tabuleiro do Norte/ CE Presidente da Undime

Leia mais

para que a educação seja assumida como responsabilidade de todos, e ampliar o controle social no cumprimento das políticas públicas educacionais.

para que a educação seja assumida como responsabilidade de todos, e ampliar o controle social no cumprimento das políticas públicas educacionais. para que a educação seja assumida como responsabilidade de todos, e ampliar o controle social no cumprimento das políticas públicas educacionais. 19. Constituir fóruns paritários e regulares, envolvendo

Leia mais

Avaliação e Monitoramento do PME. Professora Marcia Adriana de Carvalho

Avaliação e Monitoramento do PME. Professora Marcia Adriana de Carvalho Avaliação e Monitoramento do PME Professora Marcia Adriana de Carvalho TEMAS 1 Por que avaliar e monitorar o PME 2 Qual a diferença entre avaliar e monitorar 3 4 Como definir plano de ações para o período

Leia mais

DOCUMENTO: SINTESE DOS EIXOS

DOCUMENTO: SINTESE DOS EIXOS DOCUMENTO: SINTESE DOS EIXOS EIXO I - O PNE na Articulação do Sistema Nacional de Educação: Instituição, Democratização, Cooperação Federativa, Regime de Colaboração, Avaliação e Regulação da Educação.

Leia mais

LEI DE RESPONSABILIDADE EDUCACIONAL

LEI DE RESPONSABILIDADE EDUCACIONAL Câmara dos Deputados Audiência Pública LEI DE RESPONSABILIDADE EDUCACIONAL Prof. João Ferreira de Oliveira - UFG joao.jferreira@gmail.com Representando: ANPEd e ANFOPE - Associação Científica Fundada em

Leia mais

DIVERGÊNCIAS NACIONAIS RELATIVAS AO SISTEMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO - SNE. Maria Beatriz Mandelert Padovani

DIVERGÊNCIAS NACIONAIS RELATIVAS AO SISTEMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO - SNE. Maria Beatriz Mandelert Padovani DIVERGÊNCIAS NACIONAIS RELATIVAS AO SISTEMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO - SNE Maria Beatriz Mandelert Padovani FONTES DE DEBATES: 1. Texto MEC - Instituir um Sistema Nacional de Educação: agenda obrigatória para

Leia mais

XLV Reunião Plenária. 25 a 28 de novembro de 2015, Belém/PA. Um país pensando a educação para a próxima década

XLV Reunião Plenária. 25 a 28 de novembro de 2015, Belém/PA. Um país pensando a educação para a próxima década XLV Reunião Plenária 25 a 28 de novembro de 2015, Belém/PA Um país pensando a educação para a próxima década Prof. Heleno Araújo Filho Diretor do SINTEPE Diretor da CNTE Coordenador do FNE O PNE é um documento

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO E NORMAS DE COOPERAÇÃO

SISTEMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO E NORMAS DE COOPERAÇÃO SISTEMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO E NORMAS DE COOPERAÇÃO Audiência Pública em 14/6/16 Na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados Adão Francisco de Oliveira Secretário de Estado da Educação do Tocantins

Leia mais

CONFERÊNCIA NACIONAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA INTRODUÇÃO

CONFERÊNCIA NACIONAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA INTRODUÇÃO CONFERÊNCIA NACIONAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA INTRODUÇÃO O Ministério de Educação, nos últimos três anos, vem construindo uma concepção educacional tendo em vista a articulação dos níveis e modalidades de ensino,

Leia mais

Gestão e prática educacional democrática

Gestão e prática educacional democrática Universidade Federal do Rio Grande do Sul Faculdade de Educação Sociologia da Educação - I A - 2015/1 Eixo Escola e Cidadania Gestão e prática educacional democrática Vanessa Souza Pereira - Mestranda

Leia mais

FORUNS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO E A CONFERENCIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Prof. Eduardo Cezar da Silva

FORUNS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO E A CONFERENCIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Prof. Eduardo Cezar da Silva FORUNS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO E A CONFERENCIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Prof. Eduardo Cezar da Silva PAPEL DO FÓRUM Representar os mais diferentes segmentos da sociedade Poder Público; Sindicatos; Movimentos

Leia mais

Democratização da Gestão e Qualidade Social da Educação

Democratização da Gestão e Qualidade Social da Educação CONFERÊNCIA NACIONAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA Democratização da Gestão e Qualidade Social da Educação Dr. Luiz F. Dourado -UFG Brasília, 16.04.08 Democratização gestão e qualidade social da educação = Coneb

Leia mais

1 Verificar num primeiro momento as ações para cumprimento das Metas/estratégias com prazo definido para 2015;

1 Verificar num primeiro momento as ações para cumprimento das Metas/estratégias com prazo definido para 2015; Subcomissão permanente para Acompanhar, monitorar e avaliar o processo de implementação das estratégias e do cumprimento das metas do Plano Nacional de Educação PNE sugestões para Plano de Trabalho Consultorias

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 8.035, DE 2010 (PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO) SÍNTESE DAS ALTERAÇÕES PROPOSTAS PELO SUBSTITUTIVO DO SENADO FEDERAL

PROJETO DE LEI Nº 8.035, DE 2010 (PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO) SÍNTESE DAS ALTERAÇÕES PROPOSTAS PELO SUBSTITUTIVO DO SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI Nº 8.035, DE 2010 (PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO) SÍNTESE DAS ALTERAÇÕES PROPOSTAS PELO SUBSTITUTIVO DO SENADO FEDERAL GERAL: Supressão, em todo o texto, da flexão de gênero (ex: o/a, do/da,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS UFT CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE PALMAS CURSOS DE FILOSOFIA E ARTES FÓRUM DE DISCUSSÃO DO PMEP-2012 Prof. Dr.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS UFT CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE PALMAS CURSOS DE FILOSOFIA E ARTES FÓRUM DE DISCUSSÃO DO PMEP-2012 Prof. Dr. UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS UFT CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE PALMAS CURSOS DE FILOSOFIA E ARTES FÓRUM DE DISCUSSÃO DO Prof. Dr. Roberto Carvalho POLÍTICA PÚBLICA: social e econômica Política pública:

Leia mais

O Fórum Estadual de Educação de Goiás (FEE-GO), criado pela Lei Complementar 26/1998, conforme Art. 26 é um órgão de articulação com a sociedade, que

O Fórum Estadual de Educação de Goiás (FEE-GO), criado pela Lei Complementar 26/1998, conforme Art. 26 é um órgão de articulação com a sociedade, que O Fórum Estadual de Educação de Goiás (FEE-GO), criado pela Lei Complementar 26/1998, conforme Art. 26 é um órgão de articulação com a sociedade, que tem por objetivo estudar, discutir e propor soluções

Leia mais

É um projeto da sociedade, uma Política Pública de Qualidade (PPQ), focada na escola, na promoção e no acompanhamento do ensino e da aprendizagem.

É um projeto da sociedade, uma Política Pública de Qualidade (PPQ), focada na escola, na promoção e no acompanhamento do ensino e da aprendizagem. É um projeto da sociedade, uma Política Pública de Qualidade (PPQ), focada na escola, na promoção e no acompanhamento do ensino e da aprendizagem. Está pautada no compromisso, no diálogo, no planejamento

Leia mais

Carta-compromisso dos Candidatos ao Governo do Estado com a Educação Básica Pública

Carta-compromisso dos Candidatos ao Governo do Estado com a Educação Básica Pública Carta-compromisso dos Candidatos ao Governo do Estado com a Educação Básica Pública A Constituição Federal Brasileira de 1988 e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional LDBEN nº 9394/96 que regem,

Leia mais

VERDE SAI VERDE SUB VERMELHO SUPRIMIR AZUL ADITIVA LARANJA - ACRESCENTAR

VERDE SAI VERDE SUB VERMELHO SUPRIMIR AZUL ADITIVA LARANJA - ACRESCENTAR APRESENTAÇÃO DOCUMENTO REFERÊNCIA SUGESTÃO Nos últimos anos, houve vários movimentos de mobilização da sociedade para articular a educação nacional por políticas de Estado que resultassem de ampla participação.

Leia mais

CARTA DE GOIÂNIA - GO

CARTA DE GOIÂNIA - GO CARTA DE GOIÂNIA - GO Nos dias 8 e 9 de junho de 2011, em Goiânia, foi realizado o III Encontro Regional dos Fóruns Estaduais de Educação Infantil da Região Centro-Oeste, com a temática Educação Infantil:

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO, FEDERALISMO E REGIME DE COLABORAÇÃO

SISTEMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO, FEDERALISMO E REGIME DE COLABORAÇÃO SISTEMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO, FEDERALISMO E REGIME DE COLABORAÇÃO Mariza Abreu Consultora Legislativa da Câmara dos Deputados Audiência Pública da Comissão de Educação, Cultura e Esporte Senado Federal,

Leia mais

O uso do Conviva como apoio na Avaliação e Monitoramento do PME

O uso do Conviva como apoio na Avaliação e Monitoramento do PME O uso do Conviva como apoio na Avaliação e Monitoramento do PME 17 de Junho de 2015 VISÃO GERAL DO CONVIVA EDUCAÇÃO Plataforma gratuita que contribui com os processos de gestão das Secretarias Municipais

Leia mais

EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE: JUSTIÇA SOCIAL, INCLUSÃO E DIREITOS HUMANOS. Documento Referência

EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE: JUSTIÇA SOCIAL, INCLUSÃO E DIREITOS HUMANOS. Documento Referência EIXO II EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE: JUSTIÇA SOCIAL, INCLUSÃO E DIREITOS HUMANOS Documento Referência O tema Educação e diversidade: justiça social, inclusão e direitos humanos constitui o eixo central da educação

Leia mais

Município de Gravataí

Município de Gravataí Estado do Rio Grande do Sul Município de Gravataí Gravataí, 13 de outubro de 2015 Diário Oficial do Município de Gravataí do Estado do Rio Grande do Sul ANO VII Nº 110 Lei Lei 3685/2015, de 9 de outubro

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988

CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 Art. 207. As universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre

Leia mais

SINDICATO MUNICIPAL DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DE DOURADOS

SINDICATO MUNICIPAL DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DE DOURADOS Carta-Compromisso Sr(a). Candidato(a) a Prefeito(a): A educação pública de qualidade para todos e todas em todos os níveis, etapas e idades tem sido uma luta histórica dos(as) profissionais, das entidades,

Leia mais

MINUTA EM CONSTRUÇÃO

MINUTA EM CONSTRUÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR UNIVERSITÁRIO MINUTA EM CONSTRUÇÃO RESOLUÇÃO POLÍTICA DE AÇÕES AFIRMATIVAS E PROMOÇÃO DA IGUALDADE ÉTNICO-RACIAL Institui a Política de Ações Afirmativas

Leia mais

Políticas Públicas Caminhos para a EaD

Políticas Públicas Caminhos para a EaD Associação Universidade em Rede UniRede Políticas Públicas Caminhos para a EaD Profa. Dra. Ivete Martins Pinto Secretária Geral de Educação a Distância e Coordenadora UAB Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

VII FÓRUM CATARINENSE DE GESTORES MUNICIPAIS DE CULTURA

VII FÓRUM CATARINENSE DE GESTORES MUNICIPAIS DE CULTURA VII FÓRUM CATARINENSE DE GESTORES MUNICIPAIS DE CULTURA RODOLFO JOAQUIM PINTO DA LUZ PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO CATARINENSE DE CULTURA Treze Tílias, 10 a 12 de maio de 2017. PAPEL DO ESTADO NA GESTÃO PÚBLICA

Leia mais

NOTA TÉCNICA INSTÂNCIAS, ATRIBUIÇÕES E PRAZOS INTERMEDIÁRIOS PARA O CUMPRIMENTO DAS METAS E ESTRATÉGIAS

NOTA TÉCNICA INSTÂNCIAS, ATRIBUIÇÕES E PRAZOS INTERMEDIÁRIOS PARA O CUMPRIMENTO DAS METAS E ESTRATÉGIAS NOTA TÉCNICA INSTÂNCIAS, ATRIBUIÇÕES E PRAZOS INTERMEDIÁRIOS PARA O CUMPRIMENTO DAS METAS E ESTRATÉGIAS PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO LEI 13.005/2014 PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO/RS LEI 14.05/2015 PLANO MUNICIPAL

Leia mais

Plano Decenal da Assistência Social: Desafios para os Entes Federados

Plano Decenal da Assistência Social: Desafios para os Entes Federados Plano Decenal da Assistência Social: Desafios para os Entes Federados Proteção Social para todos/as os/as brasileiros/as II Plano Decenal - 2016/2026 CARACTERÍSTICAS DOS PLANOS São técnicos e políticos;

Leia mais

Relações raciais e educação - leis que sustentaram o racismo e leis de promoção da igualdade racial e étnica 23/06

Relações raciais e educação - leis que sustentaram o racismo e leis de promoção da igualdade racial e étnica 23/06 Relações raciais e educação - leis que sustentaram o racismo e leis de promoção da igualdade racial e étnica 23/06 Bel Santos Mayer Vera Lion Políticas de Promoção da Igualdade de oportunidades e tratamento

Leia mais

construindo uma agenda

construindo uma agenda Regime de colaboração: construindo uma agenda . Regime de colaboração. Sistema nacional de educação. Responsabilidade da gestão pública educacional. Esforço coordenado e planejado. Atuação propositiva

Leia mais

1. Legislação federal referente à cultura no Brasil

1. Legislação federal referente à cultura no Brasil 1. Legislação federal referente à cultura no Brasil Emenda Constitucional 48/2005: cria o Plano Nacional de Cultura LEI Nº 12.343/2010- Aprova o Plano Nacional de Cultura e estabelece o Sistema Nacional

Leia mais

Atos do Poder Executivo DECRETO Nº 8.752, DE 9 DE MAIO DE 2016

Atos do Poder Executivo DECRETO Nº 8.752, DE 9 DE MAIO DE 2016 Atos do Poder Executivo DECRETO Nº 8.752, DE 9 DE MAIO DE 2016 Dispõe sobre a Política Nacional de Formação dos Profissionais da Educação Básica. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 017/2015, 15 de Maio de 2015

PROJETO DE LEI Nº 017/2015, 15 de Maio de 2015 PROJETO DE LEI Nº 017/2015, 15 de Maio de 2015 Aprova o Plano Municipal de Educação PME e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Piratuba, Estado de Santa Catarina, no uso de suas atribuições

Leia mais

Qualificação da Gestão

Qualificação da Gestão Qualificação da Gestão O que é o SUS Instituído pela Constituição de 1988, o Sistema Único de Saúde SUS é formado pelo conjunto das ações e serviços de saúde sob gestão pública Com direção única em cada

Leia mais

O PNE & o Pacto Federativo. Thiago Peixoto Secretário da Educação de Goiás

O PNE & o Pacto Federativo. Thiago Peixoto Secretário da Educação de Goiás O PNE & o Pacto Federativo Thiago Peixoto Secretário da Educação de Goiás O PNE Tem em vista o cumprimento do disposto no art. 214 da Constituição Federal: Art. 214. A lei estabelecerá o plano nacional

Leia mais

A EJA após 10 anos do PNE, PEE e PME: avanços e desafios. Maria Margarida Machado FE/UFG Fórum Goiano de EJA

A EJA após 10 anos do PNE, PEE e PME: avanços e desafios. Maria Margarida Machado FE/UFG Fórum Goiano de EJA A EJA após 10 anos do PNE, PEE e PME: avanços e desafios Maria Margarida Machado FE/UFG Fórum Goiano de EJA Desafio de constituir-se MODALIDADE Construção histórica do PNE 2001-2010 Debate intenso da sociedade

Leia mais

Edição Especial: Conferência Nacional de Educação

Edição Especial: Conferência Nacional de Educação ISSN 1982-0283 Edição Especial: Conferência Nacional de Educação Ano XIX Nº 2 Abril/2009 Secretaria de Educação a Distância Ministério da Educação SUMÁRIO Edição Especial: Conferência Nacional de Educação

Leia mais

A construção participativa da Base Nacional Comum Curricular

A construção participativa da Base Nacional Comum Curricular Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica A construção participativa da Base Nacional Comum Curricular Direitos e Objetivos de Aprendizagem e Desenvolvimento Currículo Configura-se como o conjunto

Leia mais

A questão do CAQi e o financiamento do PNE

A questão do CAQi e o financiamento do PNE A questão do CAQi e o financiamento do PNE Daniel Cara Coordenador da Campanha Nacional pelo Direito à Educação Fontes principais: Campanha Nacional pelo Direito à Educação Undime (União Nacional dos Dirigentes

Leia mais

Revista Brasileira de Educação ISSN: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação.

Revista Brasileira de Educação ISSN: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação. Revista Brasileira de Educação ISSN: 1413-2478 rbe@anped.org.br Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação Brasil Andrade Oliveira, Dalila; Dourado, Luiz Fernandes; Cabral Neto, Antonio;

Leia mais

Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade

Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO Programa Educação Inclusiva: direito à diversidade Antônio Lidio de Mattos Zambon Coordenador Geral de Políticas

Leia mais

78. EIXO II Educação e Diversidade: Justiça Social, Inclusão e Direitos Humanos

78. EIXO II Educação e Diversidade: Justiça Social, Inclusão e Direitos Humanos 78. EIXO II Educação e Diversidade: Justiça Social, Inclusão e Direitos Humanos 113. O tema Educação e diversidade: justiça social, inclusão e direitos humanos constitui o eixo central da educação e objeto

Leia mais

INSTRUÇÃO CONJUNTA N 001/2010 SEED/SUED/SUDE

INSTRUÇÃO CONJUNTA N 001/2010 SEED/SUED/SUDE A Superintendente da Educação e o Superintendente de Desenvolvimento Educacional no uso de suas atribuições legais e considerando: a Lei N 9394/96 de Diretrizes e Bases da Educação Nacional; o Parecer

Leia mais

Art O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios: I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;

Art O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios: I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola; CAPÍTULO III DA EDUCAÇÃO, DA CULTURA E DO DESPORTO Seção I DA EDUCAÇÃO Art. 205. A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade,

Leia mais

EIXO II EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE: JUSTIÇA SOCIAL, INCLUSÃO E DIREITOS HUMANOS. Documento Referência

EIXO II EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE: JUSTIÇA SOCIAL, INCLUSÃO E DIREITOS HUMANOS. Documento Referência EIXO II EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE: JUSTIÇA SOCIAL, INCLUSÃO E DIREITOS HUMANOS Documento Referência Sugestão O tema Educação e diversidade: justiça social, inclusão e direitos humanos constitui o eixo central

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA Agosto de 2015 INTRODUÇÃO O Ministério de Educação (MEC) através do Sistema Nacional

Leia mais

DOCUMENTO PARA AS PRÉ-CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO DE RIO CLARO: BASE PARA A CONAE / 2010

DOCUMENTO PARA AS PRÉ-CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO DE RIO CLARO: BASE PARA A CONAE / 2010 DOCUMENTO PARA AS PRÉ-CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO DE RIO CLARO: BASE PARA A CONAE / 2010 Construindo o Sistema Articulado de Educação: o Plano Nacional de Educação, Diretrizes e Estratégias de

Leia mais

CECE - COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE SENADO FEDERAL Titular: Cristovam Ricardo Cavalcanti Buarque Suplente: Ana Rita Esgario

CECE - COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA E ESPORTE SENADO FEDERAL Titular: Cristovam Ricardo Cavalcanti Buarque Suplente: Ana Rita Esgario DOCUMENTO - FINAL FÓRUM NACIONAL DE EDUCAÇÃO (FNE) Coordenador: Francisco das Chagas Fernandes ASSOCIAÇÕES BRASILEIRAS DE UNIVERSIDADES COMUNITÁRIAS E CONFESSIONAIS ABRUC Associação Brasileira das Universidades

Leia mais

(Projeto de Lei nº 415/12, do Executivo, aprovado na forma de Substitutivo do Legislativo) Aprova o Plano Municipal de Educação de São Paulo

(Projeto de Lei nº 415/12, do Executivo, aprovado na forma de Substitutivo do Legislativo) Aprova o Plano Municipal de Educação de São Paulo LEI Nº 16.271, DE 17 DE SETEMBRO DE 2015 (Projeto de Lei nº 415/12, do Executivo, aprovado na forma de Substitutivo do Legislativo) Aprova o Plano Municipal de Educação de São Paulo META 1. Ampliar o investimento

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.272, DE 25 DE AGOSTO DE 2010. Regulamenta a Lei n o 11.346, de 15 de setembro de 2006, que cria o Sistema Nacional de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURINHOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURINHOS Edital de Chamamento nº 003, de 27/04/2015. A Secretaria Municipal de Educação de Ourinhos/SP e o Conselho Municipal de Educação, no uso de suas atribuições legais. Deliberam: Art. 1º. A Conferência Municipal

Leia mais

Maria Helena Guimarães de Castro Outubro Política Nacional de Formação de Professores

Maria Helena Guimarães de Castro Outubro Política Nacional de Formação de Professores Maria Helena Guimarães de Castro Outubro 2017 Política Nacional de Formação de Professores PREMISSAS A QUALIDADE DAS APRENDIZAGENS DEPENDE DA QUALIDADE DO TRABALHO DO PROFESSOR Evidências mostram que,

Leia mais

O projeto de Lei em análise, de autoria do nobre Deputado Ságuas Moraes, visa responder às disposições do art. 23 da Constituição Federal.

O projeto de Lei em análise, de autoria do nobre Deputado Ságuas Moraes, visa responder às disposições do art. 23 da Constituição Federal. COMISSÃO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR N o 413, DE 2014 O presente Projeto de Lei Complementar visa responder especificamente às disposições do artigo 23 da Constituição Federal, acelerada, agora,

Leia mais

RESOLUÇÃO/SED n , de 8 de dezembro de 2011.

RESOLUÇÃO/SED n , de 8 de dezembro de 2011. RESOLUÇÃO/SED n. 2.491, de 8 de dezembro de 2011. Dispõe sobre o Projeto de Implementação das Salas de Tecnologias Educacionais - STEs e a utilização das diversas tecnologias midiáticas nas unidades escola

Leia mais

EDUCAÇÃO, TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: CULTURA, CIÊNCIA, TECNOLOGIA, SAÚDE, MEIO AMBIENTE DOCUMENTO REFERÊNCIA

EDUCAÇÃO, TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: CULTURA, CIÊNCIA, TECNOLOGIA, SAÚDE, MEIO AMBIENTE DOCUMENTO REFERÊNCIA EIXO III EDUCAÇÃO, TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: CULTURA, CIÊNCIA, TECNOLOGIA, SAÚDE, MEIO AMBIENTE DOCUMENTO REFERÊNCIA SUGESTÃO Desde os anos 1980, observam-se transformações significativas

Leia mais

ATUAÇÃO DA CPA. Roteiro. Avaliação do ensino superior. Avaliação do Ensino Superior. Autoavaliação na UFMS

ATUAÇÃO DA CPA. Roteiro. Avaliação do ensino superior. Avaliação do Ensino Superior. Autoavaliação na UFMS ATUAÇÃO DA CPA Avaliação do ensino superior Roteiro Avaliação do Ensino Superior Legislação SINAES Autoavaliação Institucional Dimensões Autoavaliação na UFMS Instrumentos AVALIAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR

Leia mais

4.751/12. Lei da Gestão Democrática no DF. Prof. Carlinhos Costa

4.751/12. Lei da Gestão Democrática no DF. Prof. Carlinhos Costa Prof. Carlinhos Costa Lei da Gestão Democrática no DF 4.751/12 Dispõe sobre o Sistema de Ensino e a Gestão Democrática do Sistema de Ensino Público do Distrito Federal. Gestão Democrática na Legislação

Leia mais

MEMÓRIA PARALELA MOÇÃO COLETIVA DO GRUPO DE PRODUÇÃO. Ao Sr. EDUARDO DECHAMPS Secretário de Educação do Estado de Santa Catarina

MEMÓRIA PARALELA MOÇÃO COLETIVA DO GRUPO DE PRODUÇÃO. Ao Sr. EDUARDO DECHAMPS Secretário de Educação do Estado de Santa Catarina Balneário Camboriú, 31 de Julho de 2014. MEMÓRIA PARALELA MOÇÃO COLETIVA DO GRUPO DE PRODUÇÃO Ao Sr. EDUARDO DECHAMPS Secretário de Educação do Estado de Santa Catarina Considerando a relevância educacional

Leia mais

Sistema Nacional de Cultura e os desafios da integração federativa

Sistema Nacional de Cultura e os desafios da integração federativa Sistema Nacional de Cultura e os desafios da integração federativa Luana Vilutis UFBA Curso de Especialização em Acessibilidade Cultural UFRJ Rio de Janeiro, 19 de junho de 2013 GILBERTO GIL Encontro de

Leia mais

EIXO II 112. Educação e Diversidade: Justiça Social, Inclusão e Direitos Humanos

EIXO II 112. Educação e Diversidade: Justiça Social, Inclusão e Direitos Humanos EIXO II 112. Educação e Diversidade: Justiça Social, Inclusão e Direitos Humanos 113. O tema Educação e diversidade: justiça social, inclusão e direitos humanos constitui o eixo central da educação e objeto

Leia mais

Mauro Luiz Rabelo Decano de Ensino de Graduação Universidade de Brasília

Mauro Luiz Rabelo Decano de Ensino de Graduação Universidade de Brasília Mauro Luiz Rabelo Decano de Ensino de Graduação Universidade de Brasília Art. 2 São diretrizes do PNE: I. erradicação do analfabetismo; II. universalização do atendimento escolar; III. superação das desigualdades

Leia mais

A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA NO CONTEXTO DA CONAE 2010 E CONAE 2014: AVALIAÇÃO E PERSPECTIVAS

A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA NO CONTEXTO DA CONAE 2010 E CONAE 2014: AVALIAÇÃO E PERSPECTIVAS A EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA NO CONTEXTO DA CONAE 2010 E CONAE 2014: AVALIAÇÃO E PERSPECTIVAS Anthone Mateus Magalhães Afonso IF Fluminense / UNESA PPGE, Rio de Janeiro-RJ Wânia Regina Coutinho

Leia mais

I - Por uma Politica de Formação e Valorização Profissional como deverde Estado e direito dos professores

I - Por uma Politica de Formação e Valorização Profissional como deverde Estado e direito dos professores CONSIDERAÇÕES SOBRE A PROPOSTA DE POLITICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA A proposta de política nacional de formação dos profissionais da educação básica, em forma de Minuta

Leia mais

MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO,

MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, PORTARIA N DE DE 2016, de Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica - SINAEB. 0 MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso da atribuição que lhe confere o art. 87, parágrafo único, inciso

Leia mais

1988 Constituição Federal Conteúdos Mínimos. LDB (Lei 9394/1996) - BNCC PCN. Currículo em Movimento e Indagações sobre o Currículo 1ª CONAE

1988 Constituição Federal Conteúdos Mínimos. LDB (Lei 9394/1996) - BNCC PCN. Currículo em Movimento e Indagações sobre o Currículo 1ª CONAE LINHA DO TEMPO 1988 Constituição Federal Conteúdos Mínimos 1996 LDB (Lei 9394/1996) - BNCC 1997 a 2000 PCN 2008 a 2010 Currículo em Movimento e Indagações sobre o Currículo 2010 1ª CONAE 2002 a 2012 Diretrizes

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PÁTRIA EDUCADORA: EIXO 1 - FEDERALISMO COOPERATIVO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PÁTRIA EDUCADORA: EIXO 1 - FEDERALISMO COOPERATIVO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PÁTRIA EDUCADORA: EIXO 1 - FEDERALISMO COOPERATIVO Instituição do Sistema Nacional de Educação e regulamentação dos artigos 23 e 211 da Constituição

Leia mais

Art. 2º O Conselho Estadual de Cultura tem por competências: II - acompanhar e fiscalizar a execução do Plano Estadual de Cultura;

Art. 2º O Conselho Estadual de Cultura tem por competências: II - acompanhar e fiscalizar a execução do Plano Estadual de Cultura; DECRETO Nº 24.720 DE 3 DE NOVEMBRO DE 2008 Dispõe sobre a composição e o funcionamento do Conselho Estadual de Cultura - CONSEC, de que trata a Lei nº 8.319, de 12 de dezembro de 2005, e dá outras providências.

Leia mais

Plano de carreira dos profissionais da educação QUESTÕES EM DEBATE NA CNTE

Plano de carreira dos profissionais da educação QUESTÕES EM DEBATE NA CNTE Plano de carreira dos profissionais da educação QUESTÕES EM DEBATE NA CNTE Qual o melhor plano de carreira? É aquele que cada ente público consegue construir democraticamente, à luz dos anseios da categoria

Leia mais

AULA 03 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; ; LEI DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 03

AULA 03 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; ; LEI DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 03 AULA 03 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 03 CONSTITUIÇÃO FEDERAL (Art. 205 a 214) CAPÍTULO III DA EDUCAÇÃO,

Leia mais

A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NOS PLANOS NACIONAIS DE EDUCAÇÃO. Maria Margarida Machado FE/UFG Fórum Goiano de EJA

A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NOS PLANOS NACIONAIS DE EDUCAÇÃO. Maria Margarida Machado FE/UFG Fórum Goiano de EJA A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NOS PLANOS NACIONAIS DE EDUCAÇÃO Maria Margarida Machado FE/UFG Fórum Goiano de EJA Construção histórica do pne2001-2010 Debate intenso da sociedade civil (CONED) Apresentação

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional PDI -

Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - Diretrizes para Elaboração Eixos Temáticos Essenciais do PDI Perfil Institucional Avaliação e Acompanhamento do Desenvolvimento Institucional Gestão Institucional

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) ALINHAMENTO INICIAL Instituto Federal de Rondônia (IFRO) STEINBEIS-SIBE do Brasil

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) ALINHAMENTO INICIAL Instituto Federal de Rondônia (IFRO) STEINBEIS-SIBE do Brasil PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) ALINHAMENTO INICIAL Instituto Federal de Rondônia (IFRO) STEINBEIS-SIBE do Brasil Objetivo Objetivo: Apresentação da proposta de elaboração/revisão do Plano

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRPDI Orientação Geral O Plano de Desenvolvimento Institucional -PDI, elaborado para um período de 5

Leia mais

A construção participativa da Base Nacional Comum Curricular

A construção participativa da Base Nacional Comum Curricular Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica A construção participativa da Base Nacional Comum Curricular Direitos e Objetivos de Aprendizagem e Desenvolvimento Currículo Como experiências escolares

Leia mais

Mini Curso Orientações para a elaboração dos Planos Decenais Municipais

Mini Curso Orientações para a elaboração dos Planos Decenais Municipais XVIII ENCONTRO NACIONAL DO CONGEMAS Plano Decenal: Concretizando o Pacto Federativo Brasília, 23 a 25 de maio de 2016 Mini Curso Orientações para a elaboração dos Planos Decenais Municipais Facilitadoras:

Leia mais

SUPERVISÃO DE ENSINO SÍNTESE INICIAL DAS DISCUSSÕES DO SINDICATO-APASE

SUPERVISÃO DE ENSINO SÍNTESE INICIAL DAS DISCUSSÕES DO SINDICATO-APASE SUPERVISÃO DE ENSINO SÍNTESE INICIAL DAS DISCUSSÕES DO SINDICATO-APASE 1. Caracterização da Supervisão de Ensino A Supervisão de Ensino é uma função de Estado exercida por agente denominado Supervisor

Leia mais

EIXO III QUALIDADE SOCIAL DA EDUCAÇÃO

EIXO III QUALIDADE SOCIAL DA EDUCAÇÃO EIXO III QUALIDADE SOCIAL DA EDUCAÇÃO IMPLICAÇÕES PARA O GRANDE ABC Nas últimas décadas, o Brasil avançou em relação ao acesso dos alunos às escolas em novas discussões, então, recaíram sobre a questão

Leia mais

AS POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL E O PLANO PLURIANUAL

AS POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL E O PLANO PLURIANUAL AS POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL E O PLANO PLURIANUAL 2012-2015 Brasília DF Julho de 2011 1 A Política Nacional de Promoção da Igualdade Racial e a SEPPIR Essa Política tem como objetivo principal

Leia mais

DIDÁTICA E PRÁTICAS DE ENSINO COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICA, LAICA, GRATUITA E DE QUALIDADE

DIDÁTICA E PRÁTICAS DE ENSINO COMPROMISSO COM A ESCOLA PÚBLICA, LAICA, GRATUITA E DE QUALIDADE A escola, como instituição social, cumpre uma função que lhe é específica, qual seja, a de assegurar a formação educativa escolar para todas as crianças, jovens e adultos do país. Sua trajetória mostra

Leia mais

Proposições de Emendas ao PNE, protocolizadas pela FASUBRA Sindical, junto à Câmara dos Deputados

Proposições de Emendas ao PNE, protocolizadas pela FASUBRA Sindical, junto à Câmara dos Deputados Proposições de Emendas ao PNE, protocolizadas pela FASUBRA Sindical, junto à Câmara dos Deputados ARTIGO/META/ESTRATÉGIA PROPOSIÇÃO Art. 2º VIII Estabelecimento de meta de aplicação de recursos públicos

Leia mais

Programa EaD em REDE

Programa EaD em REDE Programa EaD em REDE Regulamento Interno Regulamenta o Programa EaD em Rede da Associação Brasileira de Reitores das Universidades Estaduais e Municipais - ABRUEM. CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Art.

Leia mais

PLANO DE EDUCAÇÃO DA CIDADE DE SÃO PAULO - PEC-SP (Plano Municipal de Educação)

PLANO DE EDUCAÇÃO DA CIDADE DE SÃO PAULO - PEC-SP (Plano Municipal de Educação) CÂMARA MUNICIPAL DE A construção do PLANO DE EDUCAÇÃO DA CIDADE DE SÃO PAULO - PEC-SP (Plano Municipal de Educação) O vereador da Educação Viaduto Jacareí, 100-6º. Andar conj 605 - CEP 01319-900 Tel.:

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.346, DE 15 DE SETEMBRO DE 2006. Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SISAN com vistas em assegurar

Leia mais

O DIRIGENTE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA CONAE 2014 E DO PNE. Célia Maria Vilela Tavares

O DIRIGENTE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA CONAE 2014 E DO PNE. Célia Maria Vilela Tavares O DIRIGENTE MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DA CONAE 2014 E DO PNE Célia Maria Vilela Tavares Pré PNE: conferências municipais de educação, participação nas conferências estaduais e na

Leia mais

DECRETO Nº , DE 4 DE DEZEMBRO DE 2014.

DECRETO Nº , DE 4 DE DEZEMBRO DE 2014. DECRETO Nº 18.861, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2014. Cria a Câmara Intersecretarial de Segurança Alimentar e Nutricional (CAISAN), no âmbito do Sistema Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável

Leia mais

FINANCIAMENTO DA EDUCAÇÃ FUNDEB. João o Batista do Nascimento Professor, Filósofo e

FINANCIAMENTO DA EDUCAÇÃ FUNDEB. João o Batista do Nascimento Professor, Filósofo e FINANCIAMENTO DA EDUCAÇÃ ÇÃO O BÁSICA: B FUNDEB João o Batista do Nascimento Professor, Filósofo e Economista Especialista em Políticas Públicas. P Marco Legal do Financiamento da Educação Básica Pública.

Leia mais

Carta de Palmas Série Histórica

Carta de Palmas Série Histórica financiamento necessário ao cumprimento das metas de acesso e permanência com qualidade; valorização dos profissionais da educação; promoção efetiva da gestão democrática nos Sistemas de Ensino. Carta

Leia mais

Regulamento da I CONFERÊNCIA DAS LICENCIATURAS biênio 2015/2016 CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO DA CONFERÊNCIA

Regulamento da I CONFERÊNCIA DAS LICENCIATURAS biênio 2015/2016 CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO DA CONFERÊNCIA 1 Regulamento da I CONFERÊNCIA DAS LICENCIATURAS biênio 2015/2016 PROGRAD/PRODOCÊNCIA CAPÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO DA CONFERÊNCIA Art. 1º. A Conferência das Licenciaturas, biênio 2015/2016, promovida pela

Leia mais

Limites e possibilidades de uma política pública de avaliação da educação profissional e tecnológica na perspectiva emancipatória

Limites e possibilidades de uma política pública de avaliação da educação profissional e tecnológica na perspectiva emancipatória Limites e possibilidades de uma política pública de avaliação da educação profissional e tecnológica na perspectiva emancipatória Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Brasília/DF, jun. 2015

Leia mais

Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9.394/96

Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9.394/96 Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9.394/96 Tramitação 1988 Promulgação da Constituição Federal 1988 a 1991 Início de discussão do projeto Jorge Hage na Câmara 1992 Darcy Ribeiro, apoiado por

Leia mais

Prof Dr Álamo Pimentel,UFSB/CSC/IHAC

Prof Dr Álamo Pimentel,UFSB/CSC/IHAC Prof Dr Álamo Pimentel,UFSB/CSC/IHAC Provocar reflexões sobre as correlações entre diretrizes no investimento, mudanças nos sistemas de ensino e as políticas de educação no Brasil a partir das intersecções

Leia mais

Proposta para a 1ª Conferência Estadual de Educação Básica

Proposta para a 1ª Conferência Estadual de Educação Básica REGIONAL SUL DO FÓRUM ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DO CAMPO SECRETARIA EXECUTIVA API/APLB - Itabuna, APJ/APLB Jussari, EACMA - Ilhéus, ESCOLA ESTADUAL INDÍGENA DE OLIVENÇA, FASE BAHIA, MST Regional Sul. Contatos:

Leia mais