Regime político: Democracia, Forma de governo: República, Forma de Estado: Federação esistemade Governo: Presidencialismo.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Regime político: Democracia, Forma de governo: República, Forma de Estado: Federação esistemade Governo: Presidencialismo."

Transcrição

1 REPÚBLICA DEMOCRÁTICA LIBERAL E PUPULISTA ( ) DUTRA, VARGAS, JK, JÂNIO E JANGO

2 Constituição de 1946 Princípios Básicos: Regime político: Democracia, Forma de governo: República, Forma de Estado: Federação esistemade Governo: Presidencialismo. Cinco anos de mandato para o presidente; Garantia de liberdade de expressão; Voto secreto e universal (excluindo-se analfabetos, soldados e cabos). Direitosi Trabalhistas: Legislação da Era Vargas foi preservada; Sindicatos atrelados ao governo restrições a greves.

3 Governo Dutra ( ) Contexto: Guerra Fria e anticomunismo. Promulgação da Constituição i de 1946; Abertura econômica; Alinhamento internacionali com os EUA (Guerra Fria): Rompimento de relações com URSS cancelamento do PCB. Liberalismo econômico facilidades para importações. Esgotamento de reservas financeiras. Retração da indústria nacional. Endividamento. Arrocho salarial = Reduçãodopoderdecomprado de dossalários; salários; Descontentamento de trabalhadores.

4 Governo Dutra ( ) Estabelecimento do Plano SALTE; Política de investimentos em setores públicos considerados prioritários: Saúde, Alimentação, Transporte e Energia. Sem dinheiro suficiente e competência administrativa, o governo realizou pouco dos objetivos. Conclusão da rodovia Rio São Paulo, denominada Rodovia, Presidente Dutra.

5 A Volta de Vargas: Nacionalismo econômico e política trabalhista. Getúlio (48,7%) venceu Eduardo Gomes (29,7%) da UDN. Procurou apagar a imagem de ditador e construiu umanova:de homem democrático: Eleito pelo voto direto nos braços do povo.

6 Oposição de Getúlio: UDN (União Democrática Nacional): Segunda maior força política. Antigetulistas. Contra a intervenção do Estado na economia. Contra as leis trabalhistas. Apoiavam o liberalismo e o alinhamento com os EUA. Banqueiros, grandes empresários ligados aos EUA, donos de veículos de comunicação. Exemplos: Carlos Lacerda, Assis Chateaubriand, Júlio Mesquita, família Marinho, José Sarney, Antônio Carlos Magalhães.

7 NACIONALISMO: Para Vargas, era preciso atacar a exploração das forças internacionais para que o país conquistasse sua independência econômica. Nacionalismo era combatido por representantes do EUA e de empresasestrangeiras instaladas no Brasil. Muitos adeptos desta política atuavam na mídia e no Congresso, ficaram chamados de Internacionalistas ou entreguistas.

8 NACIONALISMO: Campanha o Petróleo é nosso! Os nacionalistas queriam que a extração do petróleo tól fosse realizada por uma empresa estatal brasileira, seus oponentes defendiam a exploração por grupos internacionais. Campanha favorável aos nacionalistas, com a fundação em 1953 da Petrobrás. Governo ainda propôs a Lei dos Lucros Extraordinários (1953); Limitando a remessa de lucros da empresas estrangeiras ao exterior. Lei foi barrada no Congresso, devido a pressão de grupos internacionais.

9 Campanha O petróleo é nosso e criação da Petrobras

10 Outras realizações: Criação do BNDE investimentos industriais nacionais. Criação da Eletrobrás. TRABALHISMO: Aumento de (MAI/1954). 100% para o salário mínimo Atendendo à proposta do Ministro do Trabalho João Goulart (Jango). Reforço do sindicalismo; Apoio aos trabalhadores.

11 Crise política: Cíti Críticas generalizadas daoposição. iã UDN (Carlos Lacerda), empresários ligados aos EUA, setores das forças armadas (ESG) e dos meios de comunicação (Assis Chateaubriand). Denúncias de corrupção! Atentado da Rua Toneleros, no Rio de Janeiro (05/08/1954). Lacerda escapou com vida, mas o major da aeronáutica Rubem Vaz morreu. República do Galeão = Investigações conduzidas pela aeronáutica indicaram que o assassino cumpria ordens do chefe da guarda presidencial (Gregório Fortunato).

12 Atentado contra Carlos Lacerda

13 Crise política: O crime teve grande repercussão, a oposição iã multiplicava os ataques ao governo federal e tramava derrubar o presidente. 22 e 23 de agosto manifestações de oficias e militares que exigiam a renúncia de Getúlio Vargas. Isolado politicamente, escreveu uma cartatestamento ao povo brasileiro e, em seguida, suicidou secomumtironocoraçãonodia24de agosto de 1954.

14 Suicídio de Vargas

15 A MORTE DE VARGAS:

16 O FINAL DO MANDATO DE VARGAS (1954 Café Filho (PSD vice): aproximação com UDN. Afastamento por doença. 1956): Carlos Luz (PSD Presidente do Congresso Nacional) assume: Tentativa degolpe. Impedido pelo Marechal Henrique T. Lott Nereu Ramos (Presidente do Senado) completa o mandato (de 11 de novembro de 1955 a 31 de janeiro de 1956).

17 Governo Juscelino Kubitschek ( ) PSD + PTB Democrata, hábil politicamente. Presidente Bossa Nova. Clima de liberdade d política. Desenvolvimentismo. 50 anos em 5 Plano de Metas ênfase na indústria. Mas prometia investimentos na produção de energia, transportes, alimentos, indústria de base e educação.

18 Governo Juscelino Kubitschek ( ) Construção de 20 mil km de estradas entre elas Belém Brasília Usinas: Furnas e Três Marias. Implantação da Industria automobilística, que produzia mais de 300 mil veículos por ano Ampliação da produção de petróleo de 2 milhões para 5,4 milhões de barris; Criação do Conselho Nacional de Energia Nuclear; Criação da SUDENE Superintendência i do Desenvolvimentodo Nordeste. Tentativa de desenvolver o Nordeste (fracasso).

19

20 Construção de Brasília: Plano urbanístico traçado por Lúcio Costa eos projetos arquitetônicos coordenados por Oscar Niemayer. Três anos de obras, milhares de trabalhadores (Candangos) envolvidos dia e noite. Inauguração 21 de abril de 1960.

21 UMA NOVA CAPITAL SURGE DO NADA

22 Consequências da política desenvolvimentista: Ub Urbanização intensa e desordenada, d d ooeste eosudeste passaram ser o destino de milhares de brasileiros. Em 1960, 45% da população p total do país vivia nas cidades. Empréstimos endividamento externo. Multinacionais controlaram importantes setores da indústria (eletrodomésticos, automóveis, produtos químicos, farmacêuticos e cigarros). Inflação e concentração disparidades regionais. de renda, aumento das 1960 Rompimento com FMI. Emissão monetária.

23 A cultura nos anos 1950 e 1960 no Brasil: Anos Dourados: Início da Televisão no Brasil; Conquistas do futebol brasileiro; Surgimento da Bossa Nova.

24 Governo Jânio Quadros (1961): Jânio Quadros do PTN (apoiado pela UDN) PTN (Partido Trabalhista Nacional), de representação inexpressiva. venceu o marechal Henrique Teixeira Lott candidato PTB PSD. João Goulart, do PTB, foi eleito para vice. Herdeiro político do getulismo;

25 A Vassoura: símbolo da campanha eleitoral: Jânio chegou à presidência da república coroando uma carreira política rápida e repleta de sucessos. Fenômeno político; Político personalista e carismático; i Defesa da austeridade nos gastos públicos; Combate à inflação; Apoio da classe média e do proletariado;

26 Governo Jânio Quadros (1961): Política interna: conservadorismo econômico Congelamento de salários. Corte de subsídios para o trigo e o petróleo. Inflação. Moralismo: Proibição de brigas de galo. Proibição de corridas de cavalo em dias úteis. Proibição do uso do biquíni.

27 Governo Jânio Quadros (1961): Política externa independente não alinhamento. Reatou relações diplomáticas com URSS, CHINA e CUBA. Em 19 de agosto de 1961 condecorou Ernesto Chê Guevara com a Ordem do Cruzeiro do Sul. Diante de tais atitudes, a UDN rompeu com o governo. Também fica sem apoio dos grandes empresário e dos grupos que dominavama Imprensa. E 25 d t d 1961 tit d i d Em 25 de agosto de 1961, uma atitude inesperada: a Renúncia!

28 Ernesto Chê Guevara com a Ordem do Cruzeiro do Sul.

29 João Goulart ( ) A Crise para a posse: João Goulart estava em visita oficial à China comunista, A presidência foi entregue ao Presidente da Câmara dos Deputados, Ranieri Mazzilli. Forte oposição dos militares e de setores conservadores (UDN e grandes empresários nacionais e estrangeiros); MEDO DO COMUNISMO!! Formação da campanha da legalidadelid d ou Frente Legalista: Liderada por Leonel Brizola (governador RS) e o comandante do III Exército, Gen. Machado Lopes. defesa pelo direito de posse de Jango; Líderes sindicais, trabalhadores, profissionais liberais,

30 A Crise para a posse: João Goulart O confronto parecia encaminhar para um Guerra Civil. Para que isso não ocorresse, foi negociado a Implementação do Parlamentarismo (1961); Jango assumiria a presidência com poderes limitados e vigiados pelo CongressoNacional. Tancredo Neves era o primeiro ministro. Realização do plebiscito it de 1963: vitória i do presidencialismo;

31 Adoção de uma política nacionalista e reformista; Plano Trienal de Desenvolvimento. e Organizado por Celso Furtado. Desapropriar latifundios improdutivos, encampar as refinarias particulares de petróleo, reduzir a dívida externa, diminuir a inflação e manter o crescimento econômico sem sacrificar os trabalhadores.

32 João Goulart ( ) 1964) Atuação intensa dos movimentos sociais: Ligas Camponesas ( de Francisco Julião); (UNE) União Nacional dos Estudantes, (JUC) Juventude Universitária Católica, (CGT) Central Geral dos Trabalhadores. Reivindicações sociais populares com a Reivindicações sociais populares com a intenção de transformar o Brasil numa sociedade mais justaeigualitária.

33 Movimentos Sociais: Manifestação das Ligas Camponesas criadas por Francisco Julião, no município de Vitória de Santo Antão em 1955 em Pernambuco.

34 Forte oposição: da UDN; Políticos de oposição recebiam verbas para as campanhas e depois de eleitos, eram subornados para votar contra Jango. Em oposição aos movimentos sociais surgem associações políticas, financiadas por empresários brasileiros e estrangeiros. IBAD Instituto Brasileiro de Ação Democrática; IPEAS Instituto de Pesquisa e Estudos Sociais. Propaganda contra o governo por meio de: Livros, jornais,revistas, rádio e televisão.

35 João Goulart ( ) Em 13 de maio de 1964, comício da Central do Brasil. Presença de 300 mil pessoas. Anunciou as Reformas de Base: AGRÁRIA: facilitar o acesso à terra e melhorar a condição de vida no campo. EDUCACIONAL: Matricular todas as crianças brasileiras e combater o analfabetismo. ELEITOAL: Dar analfabeto o direito TRIBUTÁRIA: Corrigir as desigualdades sociais na distribuição dos deveres entre ricos e pobres, patrões e empregados. Lei de Remessa de Lucros: Descontentamento dos EUA e da oposição ligada a UDN.

36 Comício da Central do Brasil

37 Marcha da família com Deus e pela Liberdade; Manifestação organizada no dia 19 de março de 1964, em São Paulo. Contrária ao governo. Participaram: 500 mil pessoas. Entre 19 de março a 8 de junho de 1964, 49 marchas pelo país.

38 João Goulart ( ) 1964) Agitação política e social tomava corpo no país: Rebelião dos sargentos (em Brasília) que exigiam o direito de voto; Crescente número de greves: Militares responsabilizaram o governo pelo clima de desordem.

39 O Golpe Militar de o Em 31 de março de 1964 eclodiu a rebelião das forças armadas contra o governo de João Goulart. o O movimento contou com o apoio dos governadores: o Adhemar de Barros (São Paulo), Magalhães Pinto, (Minas Gerais), e Carlos Lacerda (estado da Guanabara). o Sem condições de resistir, João Goulart deixou Brasília rumo ao Uruguai como exilado político

40 ANEXOS

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55

56

57

58

59 Fim

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) REPÚBLICA POPULISTA ( )

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) REPÚBLICA POPULISTA ( ) 1 - PRINCIPAIS PARTIDOS: PSD (Partido Social Democrático): Principal partido. Criado por Getúlio Vargas. Base rural. Industriais, banqueiros e latifundiários associados ao regime de Getúlio Vargas. Políticos

Leia mais

Modulo 11 - Brasil. Prof. Alan Carlos Ghedini

Modulo 11 - Brasil. Prof. Alan Carlos Ghedini Modulo 11 - Brasil Prof. Alan Carlos Ghedini www.inventandohistoria.com O populismo pode ser compreendido como: Uma forma de exercício político garantida pelo apoio da grande massa Um sistema no qual o

Leia mais

Populismo no Brasil ( )

Populismo no Brasil ( ) Populismo no Brasil (1945-1964) O Populismo foi um fenômeno da América Latina, característico de um mundo pós Segunda Guerra Mundial, momento que exigiase democratização. Fortalecimento das relações entre

Leia mais

A REPÚBLICA DEMOCRÁTICA POPULISTA (1945 1964):

A REPÚBLICA DEMOCRÁTICA POPULISTA (1945 1964): A REPÚBLICA DEMOCRÁTICA POPULISTA (1945 1964): 1. - PRINCIPAIS PARTIDOS: PSD (Partido Social Democrático): Principal partido. Criado por Getúlio Vargas. Base rural. Industriais, banqueiros e latifundiários

Leia mais

De Juscelino ao Golpe de 64 Prof. Márcio

De Juscelino ao Golpe de 64 Prof. Márcio De Juscelino ao Golpe de 64 Prof. Márcio O que vamos ver no capítulo O Governo de JK - o nacional-desenvolvimentismo - o plano de metas (pontos positivos e negativos) O Governo de Jânio Quadros - Política

Leia mais

A REDEMOCRATIZAÇÃO DO BRASIL ( )

A REDEMOCRATIZAÇÃO DO BRASIL ( ) A REDEMOCRATIZAÇÃO DO BRASIL (1945--1964) CENÁRIO POLÍTICO BRASILEIRO ENTRE 1945-1964 -Principais partidos políticos: *PSD:Partido Social Democrático.(JK) *UDN:União Democrática Nacional;(Jânio) *PTB:Partido

Leia mais

Revisão IV Brasil República

Revisão IV Brasil República Revisão IV Brasil República Prof. Fernando I- Era Vargas 1930-45; República Nova 1930-64 II- República Populista 1946-64 Democratização. Nacionalismo ou Liberalismo? II- República Populista 1946-64 1º

Leia mais

Governos. Populistas Brasileiros (1946-1964) Entregar? Nacionalizar? Prof. Abdulah 3ºano/Pré- vesjbular Aulas 20 e 21 (SAS)

Governos. Populistas Brasileiros (1946-1964) Entregar? Nacionalizar? Prof. Abdulah 3ºano/Pré- vesjbular Aulas 20 e 21 (SAS) Governos Entregar? Populistas Brasileiros (1946-1964) OU Prof. Abdulah 3ºano/Pré- vesjbular Aulas 20 e 21 (SAS) Nacionalizar? PRINCIPAIS PARTIDOS PSD (Par(do Social Democrá(co): Principal par*do. Criado

Leia mais

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 11.1 Conteúdo: Anos 60 e Golpe Militar no Brasil

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 11.1 Conteúdo: Anos 60 e Golpe Militar no Brasil 11.1 Conteúdo: Anos 60 e Golpe Militar no Brasil Habilidades: Analisar o contexto da década de 1960 no Brasil e o golpe civil-militar Governo Jânio Quadros (1961) Ascensão muito rápida na política Estilo

Leia mais

República Populista ( ) Profª Ms. Ariane Pereira

República Populista ( ) Profª Ms. Ariane Pereira República Populista (1945-1964) Profª Ms. Ariane Pereira O populismo na América Latina Brasil: Getúlio Vargas; Argentina: Perón; México: Cárdenas; Semelhança: política de conciliação de classes sociais

Leia mais

BRASIL REPÚBLICA: PERÍODO DEMOCRÁTICO ( )

BRASIL REPÚBLICA: PERÍODO DEMOCRÁTICO ( ) BRASIL REPÚBLICA: PERÍODO DEMOCRÁTICO (1946-1964) VÍDEOAULAS 1 - PRINCIPAIS PARTIDOS: PSD (Partido Social Democrático): Principal partido. Criado por Getúlio Vargas. Base rural. Industriais, banqueiros

Leia mais

Populismo II e Regime Militar I. História C Aula 13 Prof. Thiago

Populismo II e Regime Militar I. História C Aula 13 Prof. Thiago Populismo II e Regime Militar I História C Aula 13 Prof. Thiago O Homem da Vassoura Jânio Quadros surpreendeu e venceu as eleições de 1960, em partes devido a agressiva campanha política que prometia varrer

Leia mais

Período Populista (1945/64)

Período Populista (1945/64) Período Populista (1945/64) INTRODUÇÃO Período de Democracia, sem censura e eleições direta (o( o povo vota) para presidente. O mundo encontrava-se no Período de Guerra Fria : Capitalistas (EUA) X Socialistas

Leia mais

Sugestões de avaliação. História 9 o ano Unidade 7

Sugestões de avaliação. História 9 o ano Unidade 7 Sugestões de avaliação História 9 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. O fim da ditadura de Vargas propiciou a criação de novos partidos. Relacione os partidos da primeira coluna com as ideias da segunda

Leia mais

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA O BRASIL, O MUNDO E A PAZ NUCLEAR. Caderno 10» Capítulo 4. www.sejaetico.com.

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA O BRASIL, O MUNDO E A PAZ NUCLEAR. Caderno 10» Capítulo 4. www.sejaetico.com. CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS HISTÓRIA O BRASIL, O MUNDO E A PAZ NUCLEAR Caderno 10» Capítulo 4 www.sejaetico.com.br CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS A experiência democrática no Brasil (1945-1964)

Leia mais

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 7.1 Conteúdo: Era Vargas II

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 7.1 Conteúdo: Era Vargas II 7.1 Conteúdo: Era Vargas II Habilidades: Contextualizar governo Vargas durante seu segundo mandato como Presidente A Volta da Democracia: Constituição de 1946; Influências da Guerra Fria; Marechal Dutra

Leia mais

Prof. Thiago Oliveira

Prof. Thiago Oliveira Prof. Thiago Oliveira Depois da 2ª Guerra Mundial o Brasil passou por um período de grandes transformações no campo da política, economia e sociedade, superando o Estado Novo de Getúlio e experimentando

Leia mais

3ª série História do Brasil

3ª série História do Brasil 3ª série História do Brasil Modernização Industrial 1945-1964 Cap. 21.1, 21.2, 21.3 Roberson de Oliveira O Governo Dutra 1946-1950 1. A Constituição de 1946 República Federativa Presidencialista; Direito

Leia mais

A República Populista ( ) A longa Marcha para o golpe

A República Populista ( ) A longa Marcha para o golpe A República Populista (1930-1964) A longa Marcha para o golpe Lacerda escreveu muitos anos mais tarde: Nos da UDN preparávamos o banquete para comemorarmos a queda de Vargas (...). Com seu suicídio, Vargas

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2014 Disciplina: História Ano: 9 Professor (a): Rodrigo Turma:9.1/9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos

Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos QUESTÃO 01 Descreva as principais características do populismo no Brasil: (valor 1,0) QUESTÃO 02 Após a Segunda Guerra Mundial, consolidou-se uma ordem político-econômica

Leia mais

Democracia Populista ( )

Democracia Populista ( ) Aula 04 Democracia Populista (1945-1964) Durante a República Populista (1945-64) encontramos uma polarização sobre o futuro do desenvolvimento do capitalismo no Brasil. Havia um conjunto de forças que

Leia mais

Exercícios de Ditadura Militar: do golpe a Castelo Branco

Exercícios de Ditadura Militar: do golpe a Castelo Branco Exercícios de Ditadura Militar: do golpe a Castelo Branco Material de apoio do Extensivo 1. Com a renúncia de Jânio Quadros, setores militares resolveram impedir a posse do Vice- Presidente João Goulart.

Leia mais

Crise econômica provocada pela quebra da bolsa de valores de Nova York 1929, O rompimento da república café-com-leite, com o apoio

Crise econômica provocada pela quebra da bolsa de valores de Nova York 1929, O rompimento da república café-com-leite, com o apoio A Era do populismo Professor: Márcio Gurgel Os antecedentes da revolução de 1930 o Crise econômica provocada pela quebra da bolsa de valores de Nova York 1929, o O rompimento da república café-com-leite,

Leia mais

PERÍODO COLONIAL

PERÍODO COLONIAL PERÍODO COLONIAL 1530-1808 POLÍTICA ADMINISTRATIVA 1º - SISTEMA DE CAPITANIAS HEREDITÁRIAS 1534-1548 2º SISTEMA DE GOVERNO GERAL 1548-1808 PERÍODO COLONIAL 1530-1808 ATIVIDADES ECONÔMICAS CICLO DO AÇÚCAR

Leia mais

História 5 o ano Unidade 7

História 5 o ano Unidade 7 História 5 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. A Revolução de 1930 ocorreu: ( ) durante a construção de Brasília. ( ) durante as eleições para a presidência do Brasil naquele ano. ( ) logo após a

Leia mais

Brasil: os anos mais repressivos do

Brasil: os anos mais repressivos do Brasil: os anos mais repressivos do regime militar Ago/69: Costa e Silva adoece e é afastado. Vice Pedro Aleixo é impedido de assumir. Ago-out/1969 Junta militar assume o poder e escolhe novo presidente.

Leia mais

A República Populista ( )

A República Populista ( ) A República Populista (1930-1964) A Era Vargas (1930-1945) Revolução de 1930 Governo Provisório Governo Constitucional Estado Novo Getúlio Dornelles Vargas Revolução de 1930 Washington Luís rompe com a

Leia mais

Exercícios de República Liberal ( ) Parte I

Exercícios de República Liberal ( ) Parte I Exercícios de República Liberal (1946-1964) Parte I 1. (Enem) Zuenir Ventura, em seu livro "Minhas memórias dos outros" (São Paulo: Planeta do Brasil, 2005), referindo-se ao fim da "Era Vargas" e ao suicídio

Leia mais

DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA

DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA Ditadura Militar Eventos Fundamentais: Goulart propõe as reformas de base Eleitoral Educacional Bancária / Tributária Agrária Marcha da TFP Tradição Família e Propriedade

Leia mais

Janio Quadros foi eleito em 1961 e seu vice era João Goulart Herdou do governo JK o profundo antagonismo de forças internas e problema da inflação

Janio Quadros foi eleito em 1961 e seu vice era João Goulart Herdou do governo JK o profundo antagonismo de forças internas e problema da inflação Janio Quadros foi eleito em 1961 e seu vice era João Goulart Herdou do governo JK o profundo antagonismo de forças internas e problema da inflação Sete meses depois renuncia, assume Jango que estava em

Leia mais

JUCELINO KUBSCHEK. 50 anos em 5

JUCELINO KUBSCHEK. 50 anos em 5 JUCELINO KUBSCHEK 50 anos em 5 Introdução O governo JK foi um dos mais importantes governos presidenciais no nosso país. Juscelino Kubitschek é um dos homens mais famosos e respeitados da história do Brasil,

Leia mais

Era Vargas. Do Governo Provisório ao Estado Novo

Era Vargas. Do Governo Provisório ao Estado Novo Era Vargas Do Governo Provisório ao Estado Novo Períodos Governo provisório (1930-1934) Tomada de poder contra as oligarquias tradicionais Governo Constitucional (1934-1937) Período legalista entre dois

Leia mais

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA (1945 1964)

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA (1945 1964) REPÚBLICA DEMOCRÁTICA (1945 1964) O principal êxito do período foi ampliar a cidadania sobretudo o direito de votar e, muito teoricamente, o direito de ser eleito - às classes médias e à classe trabalhadora.

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Deputado Pompeo de Mattos PDT/RS

CÂMARA DOS DEPUTADOS Deputado Pompeo de Mattos PDT/RS PROJETO DE LEI Nº DE 2015 (Do Sr. Pompeo de Mattos e outros) Inscreve o nome de João Belchior Marques Goulart no Livro dos Heróis da Pátria e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: Art.

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO ( )

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO ( ) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO (1990-94) Fixação 1) (PUC) As eleições presidenciais brasileiras, ocorridas neste ano, envolveram oito candidatos, concorrendo por partidos

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes. Módulo I História da Formação Política Brasileira. Aula 3 O Pensamento Político Brasileiro

Escola de Formação Política Miguel Arraes. Módulo I História da Formação Política Brasileira. Aula 3 O Pensamento Político Brasileiro LINHA DO TEMPO Módulo I História da Formação Política Brasileira Aula 3 O Pensamento Político Brasileiro SEC XV SEC XVIII 1492 A chegada dos espanhóis na América Brasil Colônia (1500-1822) 1500 - A chegada

Leia mais

BRASIL REPÚBLICA (1889 )

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) Repressão do governo. Sem maiores consequências. REVOLTA DA VACINA: OSWALDO CRUZ Revolta dos Marinheiros ou Revolta da Chibata (RJ 1910): João Cândido (líder), posteriormente apelidado de Almirante Negro.

Leia mais

A sociedade e a história têm como base O TRABALHO HUMANO TRABALHO é o intercâmbio (relação) HOMEM E NATUREZA OBJETIVO: produzir e reproduzir as

A sociedade e a história têm como base O TRABALHO HUMANO TRABALHO é o intercâmbio (relação) HOMEM E NATUREZA OBJETIVO: produzir e reproduzir as A sociedade e a história têm como base O TRABALHO HUMANO TRABALHO é o intercâmbio (relação) HOMEM E NATUREZA OBJETIVO: produzir e reproduzir as condições materiais (econômicas) da vida social TODAS AS

Leia mais

Revisão República Brasileira

Revisão República Brasileira Revisão 2009 República Brasileira 09 Terminada a Segunda Guerra Mundial, o mundo descobriu horrorizado o assassinato de 6 milhões de judeus em campos de extermínio nazistas. O fato comoveu a opinião pública

Leia mais

POPULISMO NO BRASIL MARCOS ROBERTO

POPULISMO NO BRASIL MARCOS ROBERTO POPULISMO NO BRASIL MARCOS ROBERTO Entendendo conceitos: Democracia Populismo No governo democrático, há participação do povo por meio do voto secreto e universal. Existem vários partidos políticos disputando

Leia mais

Herança do Século XIX Caudilhismo Fragmentação Política Concentração Fundiária Predominância Econômica da Agropecuária

Herança do Século XIX Caudilhismo Fragmentação Política Concentração Fundiária Predominância Econômica da Agropecuária Herança do Sculo XIX Caudilhismo Fragmentação Política Concentração Fundiária Predominância Econômica da Agropecuária Sculo XX Diversificação da Economia Industrialização e Urbanização Novas Classes Sociais

Leia mais

Fonte: VAINFAS, Ronaldo et al. História: o mundo por um fio: do século XX ao XXI. Vol. 3. São Paulo: Saraiva, 2010.

Fonte: VAINFAS, Ronaldo et al. História: o mundo por um fio: do século XX ao XXI. Vol. 3. São Paulo: Saraiva, 2010. LISTA DE RECUPERAÇÃO 2º ANO HISTÓRIA DO BRASIL MATÉRIA: REPÚBLICA TRABALHISTA (1946-1964) 1. O Segundo Governo Vargas (1951-1954) foi marcado pela reorientação do eixo central da política econômica brasileira.

Leia mais

Período Democrático e o Golpe de 64

Período Democrático e o Golpe de 64 Período Democrático e o Golpe de 64 GUERRA FRIA (1945 1990) Estados Unidos X União Soviética Capitalismo X Socialismo Governo de Eurico Gaspar Dutra (1946 1950) Período do início da Guerra Fria Rompimento

Leia mais

Um pouco da sua história e sua trajetória:

Um pouco da sua história e sua trajetória: Jânio Quadros Um pouco da sua história e sua trajetória: ria: Mandato: 31 de janeiro de 1961 até 25 de agosto de 1961 Vice-presidente: João Goulart Precedido por: Juscelino Kubitschek Sucedido por: Ranieri

Leia mais

Better Call Getúlio Vargas

Better Call Getúlio Vargas Better Call Getúlio Vargas Getúlio Vargas é formado em advocacia e escolheu essa profissão para agradar seu irmão Viriato Vargas. Viriato Vargas tinha 2 sonhos, se tornar advogado e ser um homem com muito

Leia mais

historiaula.wordpress.com A Era Vargas Professor Ulisses Mauro Lima

historiaula.wordpress.com A Era Vargas Professor Ulisses Mauro Lima historiaula.wordpress.com A Era Vargas Professor Ulisses Mauro Lima 1930-1945 A era Vargas: 1930-1945 1930 2 de janeiro: publicação da plataforma da Aliança Liberal. 1 de março: vitória de Julio Preste

Leia mais

ola eu sou o Everton e vou falar do poder de vargas introdução vargas como era : o seu poder, como ele tomou posse e as tres fases politicas

ola eu sou o Everton e vou falar do poder de vargas introdução vargas como era : o seu poder, como ele tomou posse e as tres fases politicas ola eu sou o Everton e vou falar do poder de vargas introdução vargas como era : o seu poder, como ele tomou posse e as tres fases politicas O PODER DE VARGAS ERA : PROVISÓRIO, CONSTITUCIONAL e ESTADO

Leia mais

TOTALITARISMO AUTORITARISMO

TOTALITARISMO AUTORITARISMO TOTALITARISMO & AUTORITARISMO Totalitarismo Tipo de Estado difundido na Europa entre as duas grandes guerras mundiais, que exerce um enorme controle sobre todas as atividades sociais, econômicas, políticas,

Leia mais

Eleições presidenciais de 1955

Eleições presidenciais de 1955 Candidatos: - Juarez Távora(UDN)-30% Eleições presidenciais de 1955 -Juscelino Kubitscheck (PSD-PTB)-36% - Adhemar de Barros (PSP)-26% - Plínio Salgado (PRP)-8% O sr.getúlio Vargas não deve ser candidato

Leia mais

DESAFIOS. Dica: Lembrem-se a charge destaca, exagera determinados fatos e/ou características de um acontecimento ou personagem.

DESAFIOS. Dica: Lembrem-se a charge destaca, exagera determinados fatos e/ou características de um acontecimento ou personagem. DESAFIOS O exercício consiste em relacionar as charges postadas abaixo com o seu respectivo contexto social, político, econômico e cultural. Após ler as legendas e observar as imagens elabore uma dissertação

Leia mais

República liberal ( ) Governo Dutra ( ) Constituição de 1946 Contexto da Guerra Fria Alinhamento com os EUA Macartismo no Brasil Fim do

República liberal ( ) Governo Dutra ( ) Constituição de 1946 Contexto da Guerra Fria Alinhamento com os EUA Macartismo no Brasil Fim do República liberal (1946-1964) Governo Dutra (1946-50) Constituição de 1946 Contexto da Guerra Fria Alinhamento com os EUA Macartismo no Brasil Fim do direito de greve Fechamento de sindicatos Perseguição

Leia mais

Era Vargas e República Liberal

Era Vargas e República Liberal Era Vargas e República Liberal Era Vargas e República Liberal 1. (Unicamp) Diferenças significativas distinguem o sindicalismo operário brasileiro das primeiras décadas do século 20, do sindicalismo criado

Leia mais

Questões sobre a Ditadura Militar no Brasil (respostas no final da página) 1. Como teve início a Ditadura Militar no Brasil que durou de 1964 a 1985?

Questões sobre a Ditadura Militar no Brasil (respostas no final da página) 1. Como teve início a Ditadura Militar no Brasil que durou de 1964 a 1985? Questões sobre a Ditadura Militar no Brasil (respostas no final da página) 1. Como teve início a Ditadura Militar no Brasil que durou de 1964 a 1985? A - Através de eleições democráticas que levaram ao

Leia mais

SUMÁRIO. Prefácio 19 Apresentação 22 Introdução 25 O que é Conscienciologia 31 JK HOMO SAPIENS AGENS A família Kubitschek de Oliveira 36

SUMÁRIO. Prefácio 19 Apresentação 22 Introdução 25 O que é Conscienciologia 31 JK HOMO SAPIENS AGENS A família Kubitschek de Oliveira 36 SUMÁRIO Prefácio 19 Apresentação 22 Introdução 25 O que é Conscienciologia 31 JK HOMO SAPIENS AGENS 35 01. A família Kubitschek de Oliveira 36 02. Na infância: maturidade precoce 40 03. Na juventude: senso

Leia mais

wwww.concursovirtual.com.b

wwww.concursovirtual.com.b ECONOMIA ECONOMIA BRASILEIRA PARTE 1 ECONOMIA BRASILEIRA 1 2 1 PERÍODO 1930 1980 PERÍODO 1930 1980 3 4 2 PERÍODO 1930 1980 PERÍODO 1930 1980 5 6 3 POPULAÇÃO BRASILEIRA PERÍODO 1930 1980 PERÍODO 1930 1980

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DE 1934

CONSTITUIÇÃO DE 1934 Vargas INTRODUÇÃO Neste livro você vai ler sobre a Era Vargas. Solicitado pela professora Valéria, da disciplina de História, escrito por Manuela Rottava, com caráter avaliativo. Tem destaque nas seguintes

Leia mais

02) Descreva sobre o Plano de Metas do governo JK e as suas conseqüências para o Brasil.

02) Descreva sobre o Plano de Metas do governo JK e as suas conseqüências para o Brasil. DISCIPLINA: HISTÓRIA DATA: PROFESSOR: CARLOS e WILHER ETAPA: RECUPERAÇÃO FINAL NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHOS DE RECUPERAÇÃO SÉRIE: 3ª / E.M. TURMA: Nº: Matéria da Prova: O conteúdo a ser estudado para

Leia mais

Industrialização Brasileira

Industrialização Brasileira Industrialização Brasileira Aula 26 LEMBRAR QUE A URBANIZAÇÃO SEMPRE FOI INFLUENCIADA PELA ECONOMIA. Algodão Maranhão. Açúcar Nordeste Brasileiro. Borracha Acre. Café- Sudeste. Minério- Minas Gerais. A

Leia mais

50 ANOS DO GOLPE MILITAR

50 ANOS DO GOLPE MILITAR 50 ANOS DO GOLPE MILITAR (1964-1985) Prof. Dr. Rogério de Souza CAUSAS Guerra Fria Contexto Internacional: Construção do Muro de Berlim (1961) Cuba torna-se Socialista (1961) Crise dos Mísseis (1962) CAUSAS

Leia mais

GOVERNO DEODORO DA FONSECA

GOVERNO DEODORO DA FONSECA GOVERNO DEODORO DA FONSECA GOVERNO PROVISÓRIO (1889/1891) 1- Primeiras medidas: Fim do Senado vitalício e do conselho de Estado, Dissolução da Câmara dos Deputados, Separação entre Igreja e Estado (extinção

Leia mais

TURMA FDV BREVE ANÁLISE DAS CONSTITUIÇÕES BRASILEIRAS. Professor Davidson Abdulah

TURMA FDV BREVE ANÁLISE DAS CONSTITUIÇÕES BRASILEIRAS. Professor Davidson Abdulah TURMA FDV BREVE ANÁLISE DAS CONSTITUIÇÕES BRASILEIRAS Professor Davidson Abdulah CONSTITUIÇÃO CONCEITO A Constituição é um instrumento de hierarquia máxima, que visa regular as normas organizacionais e

Leia mais

UDESC 2017/1 HISTÓRIA. Comentário

UDESC 2017/1 HISTÓRIA. Comentário HISTÓRIA Apesar da grande manifestação em São Paulo, no ano de 1984, com a presença de políticos como Ulisses Guimarães, a emenda Dante de Oliveira, que restabelecia as eleições presidenciais diretas,

Leia mais

Regime Militar II e o Brasil Atual. História C Aula 14 Prof º Thiago

Regime Militar II e o Brasil Atual. História C Aula 14 Prof º Thiago Regime Militar II e o Brasil Atual História C Aula 14 Prof º Thiago Governo Médici 1969-1974 Criação do INCRA Programa de Integração Nacional PIN Grandes Rodovias (Cuiabá-Santarem e Transamazonica) Ampliação

Leia mais

História do planejamento no Brasil

História do planejamento no Brasil História do planejamento no Brasil 1. Um marco iniciador: o Plano de Metas de JK 2. Alguns antecedentes de 1909 a 1947-54 3. O contexto dos anos 1950 que implicava numa maior intervenção do Estado na economia

Leia mais

Jogo. A Ditadura Militar e você, jovem, na história do Brasil!

Jogo. A Ditadura Militar e você, jovem, na história do Brasil! Jogo A Ditadura Militar e você, jovem, na história do Brasil! Jogo: A Ditadura Militar e o Seu papel. Como é? O jogo consiste em situações que ocorreram durante a história de nosso país, em que os grupos

Leia mais

Campos Salles ( ), firmou um pacto de poder chamado de Política dos Governadores.

Campos Salles ( ), firmou um pacto de poder chamado de Política dos Governadores. Campos Salles (1898-1902), firmou um pacto de poder chamado de Política dos Governadores. Um compromisso político entre o governo federal e as oligarquias que governavam os estados tendo por objetivo acabar

Leia mais

Colégio Social Madre Clélia Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Disciplina: História Profa Andrea Oitava 1-Manhã

Colégio Social Madre Clélia Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Disciplina: História Profa Andrea Oitava 1-Manhã Colégio Social Madre Clélia Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Disciplina: História Profa Andrea Oitava 1-Manhã BRASIL: ELEIÇÕES DE 1945 Com a deposição de Vargas foram marcadas eleições para

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 13 A ERA VARGAS: O GOVERNO CONSTITUCIONAL ( )

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 13 A ERA VARGAS: O GOVERNO CONSTITUCIONAL ( ) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 13 A ERA VARGAS: O GOVERNO CONSTITUCIONAL (1934-37) Manifesto da AIB Plínio Salgado Fixação 1) (UFV) Durante a Era Vargas, notadamente no período de 1934-37, houve uma polarização

Leia mais

A ERA VARGAS (1930/1945)

A ERA VARGAS (1930/1945) PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DE VARGAS(1930-1945) 1945) Nacionalista. Favor das empresas nacionais. Política econômica Intervencionista. Ditador de características fascista. Populista. Centralizador. PRINCIPAIS

Leia mais

A redemocratização do Brasil: de 1985 aos dias de hoje

A redemocratização do Brasil: de 1985 aos dias de hoje A redemocratização do Brasil: de 1985 aos dias de hoje A fase da redemocratização teve como característica o resgate da democracia e de seu pleno funcionamento e da cidadania para os brasileiros. Presidentes

Leia mais

História. Professores Oto & Silney

História. Professores Oto & Silney História Professores Oto & Silney Grécia ANTIGUIDADE OCIDENTAL Atenas Península Ática Jônios Comércio e Cultura Democracia Grécia Península do Peloponeso Dórios Militarismo Aristocracia Roma ANTIGUIDADE

Leia mais

Brasil: da redemocratização aos dias atuais

Brasil: da redemocratização aos dias atuais Brasil: da redemocratização aos dias atuais Aulas De Sarney aos caras-pintadas Os governos Fernando Henrique Cardoso, Lula e Dilma Capítulo Brasil: da 44 redemocratização Brasil: da redemocratização aos

Leia mais

Ciências Humanas História. Totalitarismos ou Regimes Autoritários

Ciências Humanas História. Totalitarismos ou Regimes Autoritários Ciências Humanas História Totalitarismos ou Regimes Autoritários Relembrando Professor Evandro R. Saracino ersaracino@gmail.com Facebook.com/ersaracino Facebook.com/errsaracino Estude o MESMO conteúdo

Leia mais

A Era Vargas M Ó D U L O 1 0. Prof. Alan Carlos Ghedini

A Era Vargas M Ó D U L O 1 0. Prof. Alan Carlos Ghedini A Era Vargas M Ó D U L O 1 0 Prof. Alan Carlos Ghedini www.inventandohistoria.com Governo Provisório (1930 1934) Formado de um agrupamento de membros da Aliança Liberal, tenentes e outros. É a fase de

Leia mais

FORMAÇÃO PARA DIRIGENTES CURSO INOVARAUTO O NOVO REGIME AUTOMOTIVO POLÍTICA INDUSTRIAL BRASILEIRA DE JUSCELINO KUBITSCHEK AO MILAGRE ECONÔMICO

FORMAÇÃO PARA DIRIGENTES CURSO INOVARAUTO O NOVO REGIME AUTOMOTIVO POLÍTICA INDUSTRIAL BRASILEIRA DE JUSCELINO KUBITSCHEK AO MILAGRE ECONÔMICO Página 1 de 13 FORMAÇÃO PARA DIRIGENTES CURSO INOVARAUTO O NOVO REGIME AUTOMOTIVO POLÍTICA INDUSTRIAL BRASILEIRA DE JUSCELINO KUBITSCHEK AO MILAGRE ECONÔMICO Página 2 de 13 Índice Plano de metas de Juscelino

Leia mais

Socialismo reformista na Quarta República: o Partido Socialista Brasileiro entre

Socialismo reformista na Quarta República: o Partido Socialista Brasileiro entre Socialismo reformista na Quarta República: o Partido Socialista Brasileiro entre 1945-1964 Rodrigo Candido da Silva Universidade Estadual de Maringá (UEM) A importância histórica da participação política

Leia mais

ERA VARGAS ( )

ERA VARGAS ( ) AVISO: O conteúdo e o contexto das aulas referem-se aos pensamentos emitidos pelos próprios autores que foram interpretados por estudiosos dos temas RUBENS expostos. RAMIRO Todo JUNIOR exemplo (TODOS citado

Leia mais

REFORMA SINDICAL E TRABALHISTA: EM ANÁLISE E DEBATE Rio de Janeiro, 11 de Maio de 2013

REFORMA SINDICAL E TRABALHISTA: EM ANÁLISE E DEBATE Rio de Janeiro, 11 de Maio de 2013 REFORMA SINDICAL E TRABALHISTA: EM ANÁLISE E DEBATE Rio de Janeiro, 11 de Maio de 2013 Helder Molina Historiador, mestre em Educação, Doutor em Políticas Públicas e Formação Humana, professor da Faculdade

Leia mais

UDESC 2015/2 HISTÓRIA. Comentário

UDESC 2015/2 HISTÓRIA. Comentário HISTÓRIA Questão interpretativa envolvendo um trecho de Machado de Assis. No texto fica claro que a história necessita de crônicas e assim é mencionado no texto o "esqueleto" da história. a) Incorreta.

Leia mais

Transição da condição colonial para o país livre

Transição da condição colonial para o país livre CUBA Transição da condição colonial para o país livre Cuba era uma ilha habitada por povos indígenas quando tornou-se uma colônia da Espanha em 1509. Após o esgotamento dos metais preciosos, a exploração

Leia mais

O Brasil no início do século XX

O Brasil no início do século XX O Brasil no início do século XX Crise de 1929 reorganização das esferas estatal e econômica no Brasil ; Década de 1920 deslocamento da economia agro-exportadora industrialização impulsionado pela 1ª Guerra

Leia mais

A República do Café - II. Prof. Thiago História C Aula 10

A República do Café - II. Prof. Thiago História C Aula 10 A República do Café - II Prof. Thiago História C Aula 10 Hermes da Fonseca (1910-1914) Política Salvacionista Enfrenta a Revolta da Chibata Criou a faixa presidencial; Único presidente a casar durante

Leia mais

Veja como a história de Eduardo Campos se funde com a história do PSB

Veja como a história de Eduardo Campos se funde com a história do PSB Biografia de Eduardo Henrique Accioly Campos (Eduardo Campos) Veja como a história de Eduardo Campos se funde com a história do PSB 2014 UNIDOS PELO BRASIL Em 28 de junho, a Coligação Unidos pelo Brasil

Leia mais

A RÚSSIA IMPERIAL monarquia absolutista czar

A RÚSSIA IMPERIAL monarquia absolutista czar A RÚSSIA IMPERIAL Desde o século XVI até a Revolução de 1917 a Rússia foi governada por uma monarquia absolutista; O rei era chamado czar; O czar Alexandre II (1818-1881) deu início, na metade do século

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE COMUNIDADE E SERVIÇO SOCIAL: PERÍODO DE 1954 A 1960

DESENVOLVIMENTO DE COMUNIDADE E SERVIÇO SOCIAL: PERÍODO DE 1954 A 1960 ISSN 2359-1277 DESENVOLVIMENTO DE COMUNIDADE E SERVIÇO SOCIAL: PERÍODO DE 1954 A 1960 Ana Leticia Soares Soares2329@hotmail.com Andresa Nascimento Andresanascimento1@hotmail.com Denise Santos Borges Shintani

Leia mais

Nomes: Luana, Chaiane e Eduarda R.

Nomes: Luana, Chaiane e Eduarda R. Nomes: Luana, Chaiane e Eduarda R. No início do período republicano no Brasil (final do século XIX e começo do XX), fortificou-se um sistema conhecido popularmente como coronelismo. Este nome foi dado

Leia mais

SIS ÊNCIA DAS DEMOCRACIAS LIBERAIS

SIS ÊNCIA DAS DEMOCRACIAS LIBERAIS A RESISTÊNCIA DAS DEMOCRACIAS LIBERAIS A ascensão dos regimes totalitários não eliminou os regimes democráticos liberais No início dos anos 30, o economista John Keynes pôs em causa a capacidade de o sistema

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE IMPEACHMENT

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE IMPEACHMENT PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE IMPEACHMENT AGOSTO DE 2015 JOB1057 OBJETIVO LOCAL ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA O principal objetivo desse projeto é monitorar o conhecimento e a opinião da população

Leia mais

A REVOLUÇÃO RUSSA. Professor: TÁCIUS FERNANDES Blog:

A REVOLUÇÃO RUSSA. Professor: TÁCIUS FERNANDES Blog: A REVOLUÇÃO RUSSA Professor: TÁCIUS FERNANDES Blog: www.proftaciusfernandes.wordpress.com RÚSSIA CZARISTA Final do século XIX 170 milhões de pessoas Economia agrária 85% da população vivia no campo camponeses

Leia mais

Prof. André Vinícius.

Prof. André Vinícius. 1 - Diferentes projetos republicanos: República Positivista: centralização política nas mãos do presidente. Postura predominante entre os militares. Prevaleceu entre 1889 e 1894, durante a chamada República

Leia mais

Revolução Russa AULA 38 PROF. THIAGO

Revolução Russa AULA 38 PROF. THIAGO Revolução Russa AULA 38 PROF. THIAGO Antecedentes Absolutismo (Czar Nicolau II). País mais atrasado da Europa. (85% pop. Rural) Ausência de liberdades individuais. Igreja Ortodoxa monopolizava o ensino

Leia mais

DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA

DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA DO REGIME MILITAR A NOVA REPÚBLICA Prof. João Gabriel da Fonseca joaogabriel_fonseca@hotmail.com República Militar (1964-1985) O golpe militar (31/03/1964): Combater a corrupção e a subversão (comunismo).

Leia mais

A CRISE DE 1929: COLAPSO NO LIBERALISMO COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS

A CRISE DE 1929: COLAPSO NO LIBERALISMO COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS A CRISE DE 1929: COLAPSO NO LIBERALISMO COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS O LIBERALISMO A teoria do LIBERALISMO ECONÔMICO ficou consagrada a partir de Adam Smith (1723-1790), e tem os seguintes pressupostos

Leia mais

Os anos radicais: o governo João Goulart

Os anos radicais: o governo João Goulart A U A UL LA Os anos radicais: o governo João Goulart Abertura Na aula passada, vimos que o governo de Jânio Quadros evoluiu rapidamente do otimismo inicial para uma grave crise política. A renúncia do

Leia mais

1. Observe a imagem a seguir:

1. Observe a imagem a seguir: 1. Observe a imagem a seguir: Reivindicar liberdade para as mulheres não é crime. Pessoas presas por solicitar o direito de votar não devem ser tratadas como criminosas (1917). A imagem acima retrata a

Leia mais

De JK à Constituição de 88 Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira

De JK à Constituição de 88 Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira De JK à Constituição de 88 Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira Formato ABNT, para citação desta apostila em trabalhos acadêmicos: PEREIRA, L. M. A. De JK à

Leia mais

Brasil: de Vargas a JK

Brasil: de Vargas a JK Brasil: de Vargas a JK Brasil: de Vargas a JK 1. As leis que compõem a legislação trabalhista, no Brasil, foram implementadas ao longo do século XX, em contextos políticos específicos: instituição da Jornada

Leia mais

OS ANOS : A BOSSA, A DEMOCRACIA E O PAÍS SUBDESENVOLVIDO

OS ANOS : A BOSSA, A DEMOCRACIA E O PAÍS SUBDESENVOLVIDO 16. OS ANOS 1950-1960: A BOSSA, A DEMOCRACIA E O PAÍS SUBDESENVOLVIDO À morte de Vargas se seguiram meses de forte instabilidade política. Golpistas e legalistas disputaram ferozmente o controle do Estado,

Leia mais

História. Os primeiros anos da Era Vargas (1930-1937)

História. Os primeiros anos da Era Vargas (1930-1937) História Nono ano do ensino fundamental Escola José de Anchieta Os primeiros anos da Era Vargas (1930-1937) Reno Schmidt maio 2015 schmidt.reno@gmail.com renoschmidt.wordpress.com Onde estamos? Brasil

Leia mais