SUMÁRIO. Prefácio 19 Apresentação 22 Introdução 25 O que é Conscienciologia 31 JK HOMO SAPIENS AGENS A família Kubitschek de Oliveira 36

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SUMÁRIO. Prefácio 19 Apresentação 22 Introdução 25 O que é Conscienciologia 31 JK HOMO SAPIENS AGENS A família Kubitschek de Oliveira 36"

Transcrição

1 SUMÁRIO Prefácio 19 Apresentação 22 Introdução 25 O que é Conscienciologia 31 JK HOMO SAPIENS AGENS A família Kubitschek de Oliveira Na infância: maturidade precoce Na juventude: senso de priorização 42 Determinação 43 Oportunidade 44 Telegrafista 45 Medicina 46 Formatura Viagens internacionais: o fim do JK provinciano 49 Influência 51 RetrocogniçÕes Rumo a Passa Quatro 52 Instabilidade política 54 Hospital do Sangue 55 Saldo do trabalho 56 De volta a Belo Horizonte 58 Contexto político JK: personalidade autodecisora Perfil assistencial 62 JK HOMO SAPIENS POLITICUS Casa Civil: o primeiro passo na escalada política 66

2 Política versus Medicina 66 Constituição Federal de Rumo ao Legislativo O Estado Novo 69 Plano Cohen 70 O Golpe de Vargas 71 Deputado federal 71 Ideologia do Trabalhismo 72 A propaganda de Vargas 74 Industrialização 75 Marcha para o Oeste Prefeito-furacao 77 Primeiras realizações no Executivo 77 A primeira filha de JK 78 O fim da carreira na Medicina 80 Eleições de Governo Dutra 82 Perseguição ao Comunismo 83 Eleições estaduais 83 Viagem: EUA-Canadá 83 Eleições de Binómio Energia-Transporte 8 5 Governador mineiro 88 O declínio de Vargas 90 O atentado contra Lacerda 91 O tiro que adiou o Golpe Adversidades até chegar ao Palácio do Catete 92 Aliança com o PTB : Eleições presidenciais 96 Campanha rumo ao Catete 97 Vitória e reação dos opositores JK e rotina útil 98

3 JK HOMO SAPIENS DIPLOMATICUS O Movimento de 11 de Novembro : 50 Anos em Programa de Metas 105 Meta-síntese: Brasília 108 Primeiros meses de governo 108 Lei n A Transferência da Capital 111 Profecia de Dom Bosco 111 Missão Cruls 113 Polli Coelho 114 A escolha definitiva 115 Comício em Jataí (GO) Novacap Núcleo Bandeirante : milhares de trabalhadores nas obras de Brasília 123 Mão de obra escassa 125 Os Candangos 126 Plano Piloto 127 Primeiro censo IBGE 131 IAPs 133 Vistoria nas obras Qualidade de vida durante a construção de Brasília 136 Problemas de saúde 136 Condições de trabalho e alimentação 137 Prostituição : começa a se configurar a nova capital 139 Operação Pan-Americana 142 Vida amorosa Os Anos Dourados JK e José Arigó 148

4 26. JK e Chico Xavier Amparo extrafísico de função A cobertura da imprensa escrita durante a construção de Brasilia : o gargalo operacional do governo JK 160 Rompimento com o FMI 160 Criação da Sudene 164 Censo Experimental Bernardo Sayão 166 Novacap e Rodovia Belém Brasília 167 Fatalidade ou imprudência? 168 A relevância da BR Inauguração e rumo da BR Incidente na Pacheco Fernandes 170 Depoimentos 171 Questões centrais sobre o incidente Desassediologia : a inauguração de Brasília 177 População e moradia 178 Inaugurada a capital federal 178 Estrada Brasília-Acre 183 Eleições presidenciais Balanço do Plano de Metas 185 Energia 186 Transportes 186 Alimentação 188 Indústria de Base 188 Educação 189 O Plano de Metas foi cumprido? Consequências da construção de Brasília e do Plano de Metas Crescimento Inflacionário na Era JK 193 Capital estrangeiro 193 Corrupção 195

5 37. Holopensene de JK e Brasilia De Jânio a Castelo 198 Parlamentarismo 199 Comício na Central do Brasil 200 Golpe de Ato Institucional 203 Castelo Branco Tempos sombrios 205 Eleições de Morte de Naná 207 Costa e Silva 209 Perseguição política A morte de JK 213 Primeira derrota em eleições 214 Boato 215 Acidente obscuro 215 Operação Condor 217 JK HOMO SAPIENS INTERMISSIVUS JK sob a ótica da Sociometría Binómio admiração-discordância 225 Adversários simpatizantes 225 Adversários antipatizantes 226 Ambivalentes ideológicos 227 Convivência pacífica JK e intermissão JK e programação existencial JK e Conscienciometria Trafores e trafares de JK JK e megatrafor JK e antissomática 256

6 49. JK e autopesquisa JK e parapsiquismo Preparo para próxima vida 266 BASES PARA O ESTADO MUNDIAL Fundamentos do Estado Mundial A visão política abrangente de JK Por que todos querem ser JK? Parapolítica 276 Conscienciograma aplicado à política Câmara de reflexão 279 Considerações Finais 282 Notas de citações 284 ANEXO I: CRONOLOGIA DOS PRESIDENTES DA REPÚBLICA DO BRASIL 287 ANEXO II: CRONOLOGIA DA VIDA DE JUSCELINO KUBITSCHEK 289 ANEXO III: CRONOLOGIA DOS MINISTROS DO PRESIDENTE JUSCELINO KUBITSCHEK..292 ANEXO IV: LEI QUE REGULAMENTOU A TRANSFERÊNCIA DA CAPITAL E AUTORIZOU A CRIAÇÃO DANOVACAP 295 ANEXO V: EDITAL DO CONCURSO PARA O PLANO PILOTO DE BRASÍLIA 302 ANEXO VI: EMPREITEIRAS QUE PARTICIPARAM DA CONSTRUÇÃO DE BRASÍLIA 306 ANEXO VII: DISCURSO DE JUSCELINO KUBITSCHEK NA INAUGURAÇÃO DE BRASÍLIA 310 ANEXO VIII: INFLAÇÃO ACUMULADA NO BRASIL ENTRE 1950 E ANEXO IX: DISCURSO DE JK NO SENADO, ANTES DA CASSAÇÃO DE SEU MANDATO PELO REGIME MILITAR 314 ANEXO X: TESTAMENTO E INVENTÁRIO DOS BENS DEIXADOS POR JUSCELINO KUBITSCHEK 317 ANEXO XI: DADOS TÉCNICOS SOBRE BRASÍLIA 320

7 ANEXO XII: REGIÕES ADMINISTRATIVAS DO DISTRITO FEDERAL - DATA DE CRIAÇÃO SEGUNDO A LEI POPULAÇÃO (2004) 322 ANEXO XIII: REGIÕES ADMINISTRATIVAS DO DISTRITO FEDERAL - RENDA PER CAPITA MENSAL (2004) 323 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 324 FILMOGRAFIA 346 WEBSITES RECOMENDADOS PARA ESTUDO DE JK E BRASÍLIA 348 GLOSSARIO DA CONSCIENCIOLOGIA 349 ÍNDICE GEOGRÁFICO 354 ÍNDICE DE IMAGENS 359 ÍNDICE ONOMÁSTICO 362 ÍNDICE REMISSIVO 376 INSTITUIÇÕES CONSCIENCIOCÊNTRICAS (ICS) 394

Populismo no Brasil ( )

Populismo no Brasil ( ) Populismo no Brasil (1945-1964) O Populismo foi um fenômeno da América Latina, característico de um mundo pós Segunda Guerra Mundial, momento que exigiase democratização. Fortalecimento das relações entre

Leia mais

História 5 o ano Unidade 7

História 5 o ano Unidade 7 História 5 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. A Revolução de 1930 ocorreu: ( ) durante a construção de Brasília. ( ) durante as eleições para a presidência do Brasil naquele ano. ( ) logo após a

Leia mais

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) REPÚBLICA POPULISTA ( )

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) REPÚBLICA POPULISTA ( ) 1 - PRINCIPAIS PARTIDOS: PSD (Partido Social Democrático): Principal partido. Criado por Getúlio Vargas. Base rural. Industriais, banqueiros e latifundiários associados ao regime de Getúlio Vargas. Políticos

Leia mais

República Populista ( ) Profª Ms. Ariane Pereira

República Populista ( ) Profª Ms. Ariane Pereira República Populista (1945-1964) Profª Ms. Ariane Pereira O populismo na América Latina Brasil: Getúlio Vargas; Argentina: Perón; México: Cárdenas; Semelhança: política de conciliação de classes sociais

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2014 Disciplina: História Ano: 9 Professor (a): Rodrigo Turma:9.1/9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

SEGUNDA REPÚBLICA A REVOLUÇÃO TRAÍDA GETÚLIO ASSUME E FICA A República Armada ( ) (Recapitulação)

SEGUNDA REPÚBLICA A REVOLUÇÃO TRAÍDA GETÚLIO ASSUME E FICA A República Armada ( ) (Recapitulação) Paulo Victorino 1930-1945 - SEGUNDA REPÚBLICA A REVOLUÇÃO TRAÍDA GETÚLIO ASSUME E FICA 005 - A República Armada (1889-1930) (Recapitulação) A Proclamação da Independência (1822) - A Proclamação da República

Leia mais

Modulo 11 - Brasil. Prof. Alan Carlos Ghedini

Modulo 11 - Brasil. Prof. Alan Carlos Ghedini Modulo 11 - Brasil Prof. Alan Carlos Ghedini www.inventandohistoria.com O populismo pode ser compreendido como: Uma forma de exercício político garantida pelo apoio da grande massa Um sistema no qual o

Leia mais

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 11.1 Conteúdo: Anos 60 e Golpe Militar no Brasil

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 11.1 Conteúdo: Anos 60 e Golpe Militar no Brasil 11.1 Conteúdo: Anos 60 e Golpe Militar no Brasil Habilidades: Analisar o contexto da década de 1960 no Brasil e o golpe civil-militar Governo Jânio Quadros (1961) Ascensão muito rápida na política Estilo

Leia mais

Objetivos e instrumentos de política econômica, 1

Objetivos e instrumentos de política econômica, 1 Sumário Prefácio, xiii i Objetivos e instrumentos de política econômica, 1 1. Objetivo do estudo de economia, 2 2. Objetivos de política econômica, 3 2.1 Crescimento da produção e do emprego, 3 2.2 Controle

Leia mais

A REDEMOCRATIZAÇÃO DO BRASIL ( )

A REDEMOCRATIZAÇÃO DO BRASIL ( ) A REDEMOCRATIZAÇÃO DO BRASIL (1945--1964) CENÁRIO POLÍTICO BRASILEIRO ENTRE 1945-1964 -Principais partidos políticos: *PSD:Partido Social Democrático.(JK) *UDN:União Democrática Nacional;(Jânio) *PTB:Partido

Leia mais

De Juscelino ao Golpe de 64 Prof. Márcio

De Juscelino ao Golpe de 64 Prof. Márcio De Juscelino ao Golpe de 64 Prof. Márcio O que vamos ver no capítulo O Governo de JK - o nacional-desenvolvimentismo - o plano de metas (pontos positivos e negativos) O Governo de Jânio Quadros - Política

Leia mais

Período Populista (1945/64)

Período Populista (1945/64) Período Populista (1945/64) INTRODUÇÃO Período de Democracia, sem censura e eleições direta (o( o povo vota) para presidente. O mundo encontrava-se no Período de Guerra Fria : Capitalistas (EUA) X Socialistas

Leia mais

A República Populista ( ) A longa Marcha para o golpe

A República Populista ( ) A longa Marcha para o golpe A República Populista (1930-1964) A longa Marcha para o golpe Lacerda escreveu muitos anos mais tarde: Nos da UDN preparávamos o banquete para comemorarmos a queda de Vargas (...). Com seu suicídio, Vargas

Leia mais

EMENTA ESCOLAR II Trimestre Ano 2016

EMENTA ESCOLAR II Trimestre Ano 2016 EMENTA ESCOLAR II Trimestre Ano 2016 Disciplina: História Professor: Rodrigo Bento Turma: 9º ano Ensino Fundamental II Data Conteúdo 16/maio CAPITULO VI A GRANDE DEPRESSÃO, O FASCISMO E O NAZISMO O fascismo

Leia mais

Brasil: os anos mais repressivos do

Brasil: os anos mais repressivos do Brasil: os anos mais repressivos do regime militar Ago/69: Costa e Silva adoece e é afastado. Vice Pedro Aleixo é impedido de assumir. Ago-out/1969 Junta militar assume o poder e escolhe novo presidente.

Leia mais

A REPÚBLICA DEMOCRÁTICA POPULISTA (1945 1964):

A REPÚBLICA DEMOCRÁTICA POPULISTA (1945 1964): A REPÚBLICA DEMOCRÁTICA POPULISTA (1945 1964): 1. - PRINCIPAIS PARTIDOS: PSD (Partido Social Democrático): Principal partido. Criado por Getúlio Vargas. Base rural. Industriais, banqueiros e latifundiários

Leia mais

Governos. Populistas Brasileiros (1946-1964) Entregar? Nacionalizar? Prof. Abdulah 3ºano/Pré- vesjbular Aulas 20 e 21 (SAS)

Governos. Populistas Brasileiros (1946-1964) Entregar? Nacionalizar? Prof. Abdulah 3ºano/Pré- vesjbular Aulas 20 e 21 (SAS) Governos Entregar? Populistas Brasileiros (1946-1964) OU Prof. Abdulah 3ºano/Pré- vesjbular Aulas 20 e 21 (SAS) Nacionalizar? PRINCIPAIS PARTIDOS PSD (Par(do Social Democrá(co): Principal par*do. Criado

Leia mais

O Senhor Deputado Jaime Martins (PL-MG) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras. e Senhores Deputados, algumas personalidades ficam

O Senhor Deputado Jaime Martins (PL-MG) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras. e Senhores Deputados, algumas personalidades ficam O Senhor Deputado Jaime Martins (PL-MG) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, algumas personalidades ficam indelevelmente associadas às cidades que ajudaram a

Leia mais

LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL VEDAÇÕES EM ÚLTIMO ANO DE MANDATO

LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL VEDAÇÕES EM ÚLTIMO ANO DE MANDATO LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL VEDAÇÕES EM ÚLTIMO ANO DE MANDATO 1 ART. 42 - VEDAÇÕES de 1º de maio a 31 de dezembro: Contrair obrigação de despesa, nos últimos 8 meses, que não possa ser cumprida (paga)

Leia mais

HISTORIADA POIÍI1CA EXKRIOR DO BRASIL

HISTORIADA POIÍI1CA EXKRIOR DO BRASIL A WA SÉRIE 81 AMADO LUIZ CERVO Professor da Universidade de Brasília CLODOALDO BUENO Professor da Universidade Estadual Paulista Campus de Marília HISTORIADA POIÍI1CA EXKRIOR DO BRASIL Sumário Introdução

Leia mais

Sugestões de avaliação. História 9 o ano Unidade 7

Sugestões de avaliação. História 9 o ano Unidade 7 Sugestões de avaliação História 9 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. O fim da ditadura de Vargas propiciou a criação de novos partidos. Relacione os partidos da primeira coluna com as ideias da segunda

Leia mais

EMENTA ESCOLAR III Trimestre Ano 2016

EMENTA ESCOLAR III Trimestre Ano 2016 EMENTA ESCOLAR III Trimestre Ano 2016 Disciplina: História Professor: Rodrigo Bento Turma: 9º ano Ensino Fundamental II Data Conteúdo 29/agosto CAPITULO XI O SOCIALISMO REAL: CHINA, VIETNA E CUBA 02/setembro

Leia mais

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA O BRASIL, O MUNDO E A PAZ NUCLEAR. Caderno 10» Capítulo 4. www.sejaetico.com.

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA O BRASIL, O MUNDO E A PAZ NUCLEAR. Caderno 10» Capítulo 4. www.sejaetico.com. CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS HISTÓRIA O BRASIL, O MUNDO E A PAZ NUCLEAR Caderno 10» Capítulo 4 www.sejaetico.com.br CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS A experiência democrática no Brasil (1945-1964)

Leia mais

Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21. TÍTULO III Da Organização do Estado... 39

Sumário CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21. TÍTULO III Da Organização do Estado... 39 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988... 21 PREÂMBULO... 21 TÍTULO I Dos Princípios Fundamentais... 21 TÍTULO II Dos Direitos e Garantias

Leia mais

Brasil Em Números. Maio 2014

Brasil Em Números. Maio 2014 Brasil Em Números Maio 2014 Dados gerais Nome oficial - República Federativa do Brasil Capital: Brasília, localizada no Distrito Federal, Centro-Oeste do país e inaugurada oficialmente em 1960 Idioma:

Leia mais

Era Vargas e República Liberal

Era Vargas e República Liberal Era Vargas e República Liberal Era Vargas e República Liberal 1. (Unicamp) Diferenças significativas distinguem o sindicalismo operário brasileiro das primeiras décadas do século 20, do sindicalismo criado

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO CHRISPIM JACQUES BIAS FORTES

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO CHRISPIM JACQUES BIAS FORTES GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DO FUNDO CHRISPIM JACQUES BIAS FORTES Revisão e Atualização Diretoria de Arquivos Permanentes Diretoria

Leia mais

CASA CIVIL ANEXO: I CARGOS COMISSIONADOS

CASA CIVIL ANEXO: I CARGOS COMISSIONADOS ANEXO: I CARGOS COMISSIONADOS DENOMINAÇÃO SÍMBOLO QTD4 SECRETÁRIO-CHEFE DA --------- 01 SUBSECRETÁRIO ISOLADO 01 SUBCHEFE DA DGA 08 ASSESSOR ESPECIAL DGA 10 ASSESSOR ESPECIAL II DANS-2 01 ASSESSOR SÊNIOR

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes. Módulo I História da Formação Política Brasileira. Aula 3 O Pensamento Político Brasileiro

Escola de Formação Política Miguel Arraes. Módulo I História da Formação Política Brasileira. Aula 3 O Pensamento Político Brasileiro LINHA DO TEMPO Módulo I História da Formação Política Brasileira Aula 3 O Pensamento Político Brasileiro SEC XV SEC XVIII 1492 A chegada dos espanhóis na América Brasil Colônia (1500-1822) 1500 - A chegada

Leia mais

Crise econômica provocada pela quebra da bolsa de valores de Nova York 1929, O rompimento da república café-com-leite, com o apoio

Crise econômica provocada pela quebra da bolsa de valores de Nova York 1929, O rompimento da república café-com-leite, com o apoio A Era do populismo Professor: Márcio Gurgel Os antecedentes da revolução de 1930 o Crise econômica provocada pela quebra da bolsa de valores de Nova York 1929, o O rompimento da república café-com-leite,

Leia mais

TURMA FDV BREVE ANÁLISE DAS CONSTITUIÇÕES BRASILEIRAS. Professor Davidson Abdulah

TURMA FDV BREVE ANÁLISE DAS CONSTITUIÇÕES BRASILEIRAS. Professor Davidson Abdulah TURMA FDV BREVE ANÁLISE DAS CONSTITUIÇÕES BRASILEIRAS Professor Davidson Abdulah CONSTITUIÇÃO CONCEITO A Constituição é um instrumento de hierarquia máxima, que visa regular as normas organizacionais e

Leia mais

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: ASSUNTO: Trabalho de Recuperação Final SÉRIE: 9º ANO/E.F. TURMA: NOME COMPLETO:

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: ASSUNTO: Trabalho de Recuperação Final SÉRIE: 9º ANO/E.F. TURMA: NOME COMPLETO: DISCIPLINA: História PROFESSORES: Carlão, Fred e Paula DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: ASSUNTO: Trabalho de Recuperação Final SÉRIE: 9º ANO/E.F. TURMA: NOME COMPLETO: Nº: Matéria da Prova: O conteúdo

Leia mais

Campos Salles ( ), firmou um pacto de poder chamado de Política dos Governadores.

Campos Salles ( ), firmou um pacto de poder chamado de Política dos Governadores. Campos Salles (1898-1902), firmou um pacto de poder chamado de Política dos Governadores. Um compromisso político entre o governo federal e as oligarquias que governavam os estados tendo por objetivo acabar

Leia mais

Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock

Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock Série Provas e Concursos Manual de Direito Administrativo I Gustavo Mello Knoplock ELSEVIER 5.6. Resumo AGENTES PÚBLICOS (segundo Hely Lopes Meirelles): 1. Agentes políticos Aqueles no alto escalão dos

Leia mais

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 7.1 Conteúdo: Era Vargas II

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 7.1 Conteúdo: Era Vargas II 7.1 Conteúdo: Era Vargas II Habilidades: Contextualizar governo Vargas durante seu segundo mandato como Presidente A Volta da Democracia: Constituição de 1946; Influências da Guerra Fria; Marechal Dutra

Leia mais

BOM TRABALHO E SUCESSO!!! RENATA, LEONARDO E CARLÃO!!!

BOM TRABALHO E SUCESSO!!! RENATA, LEONARDO E CARLÃO!!! DISCIPLINA: História PROFESSORES: Renata, Leonardo e Carlão. DATA: /12/2014 VALOR: 20,0 pts. NOTA: ASSUNTO: Trabalho de Recuperação Final SÉRIE: 9º ANO/E.F. TURMA: NOME COMPLETO: Nº: Matéria da Prova:

Leia mais

Prof. Thiago Oliveira

Prof. Thiago Oliveira Prof. Thiago Oliveira Depois da 2ª Guerra Mundial o Brasil passou por um período de grandes transformações no campo da política, economia e sociedade, superando o Estado Novo de Getúlio e experimentando

Leia mais

Quanto custa um parlamentar: deputado e senador Cada senador custa mais de R$ 33 milhões por ano aos cofres públicos

Quanto custa um parlamentar: deputado e senador Cada senador custa mais de R$ 33 milhões por ano aos cofres públicos Quanto custa um parlamentar: deputado e senador Cada senador custa mais de R$ 33 milhões por ano aos cofres públicos Matéria publicada em 12 de Junho de 2015 Levantamento da ONG Transparência Brasil sobre

Leia mais

O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA

O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA ESTADO Conjunto de regras, pessoas e organizações que se separam da sociedade para organizá-la. - Só passa a existir quando o comando da comunidade

Leia mais

PROCEDIMENTOS UTILIZADOS NA REALIZAÇÃO DA PESQUISA:

PROCEDIMENTOS UTILIZADOS NA REALIZAÇÃO DA PESQUISA: Curitiba, 04 de abril de 2016. Apresentamos a seguir os resultados da pesquisa de opinião pública realizada no Distrito Federal, com o objetivo de consulta à população sobre avaliação da administração

Leia mais

SEMINÁRIO SOBRE A DIVISÃO DO ESTADO DO PARÁ A divisão do Pará em Debate

SEMINÁRIO SOBRE A DIVISÃO DO ESTADO DO PARÁ A divisão do Pará em Debate SEMINÁRIO SOBRE A DIVISÃO DO ESTADO DO PARÁ A divisão do Pará em Debate Subsídios à Discussão Prof. Me. José Queiroz de Miranda Neto Mestre em Geografia (Gestão do Planejamento Regional) Implicações da

Leia mais

SUMÁRIO. Apresentação, xiii

SUMÁRIO. Apresentação, xiii SUMÁRIO Apresentação, xiii 1 A Contabilidade e a Gestão Tributária, 1 1.1 Introdução, 1 1.2 Os objetivos da atividade de gestão tributária, 1 1.3 Características profissionais exigidas para o cargo de

Leia mais

INFORME À IMPRENSA Mercado de energia elétrica: consumo no NE

INFORME À IMPRENSA Mercado de energia elétrica: consumo no NE Consumo residencial de eletricidade do NE supera, pela primeira vez, o do Sul Taxa de atendimento na região praticamente se iguala à média brasileira Rio de Janeiro, 09/07/2008 A primeira metade de 2008

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 CAPÍTULO II DIREITO ELEITORAL... 15 CAPÍTULO III PRINCÍPIOS DE DIREITO ELEITORAL... 23

SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 CAPÍTULO II DIREITO ELEITORAL... 15 CAPÍTULO III PRINCÍPIOS DE DIREITO ELEITORAL... 23 SUMÁRIO CAPÍTULO I DIREITOS POLÍTICOS... 1 1. Compreensão dos direitos políticos... 1 1.1. Política... 1 1.2. Direito Político... 2 1.3. Direitos políticos... 2 2. Direitos humanos e direitos políticos...

Leia mais

República liberal ( ) Governo Dutra ( ) Constituição de 1946 Contexto da Guerra Fria Alinhamento com os EUA Macartismo no Brasil Fim do

República liberal ( ) Governo Dutra ( ) Constituição de 1946 Contexto da Guerra Fria Alinhamento com os EUA Macartismo no Brasil Fim do República liberal (1946-1964) Governo Dutra (1946-50) Constituição de 1946 Contexto da Guerra Fria Alinhamento com os EUA Macartismo no Brasil Fim do direito de greve Fechamento de sindicatos Perseguição

Leia mais

Cargo: Efetivo (de carreira ou isolado) adquire estabilidade Em comissão livre exoneração Vitalício adquire vitaliciedade

Cargo: Efetivo (de carreira ou isolado) adquire estabilidade Em comissão livre exoneração Vitalício adquire vitaliciedade CAMPUS Capítulo 5 Administração Pública e Servidores Públicos Disposições Constitucionais 189 Servidor público em sentido estrito (regime estatutário) Cargo efetivo Cargo em comissão Adm. Direta, autárquica

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO ( )

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO ( ) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO (1990-94) Fixação 1) (PUC) As eleições presidenciais brasileiras, ocorridas neste ano, envolveram oito candidatos, concorrendo por partidos

Leia mais

Audiência Pública - CAE Situação Fiscal dos Estados Secretaria de Estado da Fazenda

Audiência Pública - CAE Situação Fiscal dos Estados Secretaria de Estado da Fazenda Audiência Pública - CAE Situação Fiscal dos Estados Secretaria de Estado da Fazenda Brasília 19 de abril de 2016 Secretaria de Estado da Fazenda Sumário da Apresentação 1 Contexto da Crise dos Estados

Leia mais

História 5 o ano Unidade 8

História 5 o ano Unidade 8 História 5 o ano Unidade 8 Nome: Unidade 8 Data: 1. Marque com um X as frases incorretas sobre a ditadura militar no Brasil. Em seguida, reescreva-as corretamente. ( ) durante a ditadura muitos partidos

Leia mais

Análise Conjuntural: Variáveis- Instrumentos e Variáveis- meta

Análise Conjuntural: Variáveis- Instrumentos e Variáveis- meta Análise Conjuntural: Variáveis- Instrumentos e Variáveis- meta Fernando Nogueira da Costa Professor do IE- UNICAMP h;p://fernandonogueiracosta.wordpress.com/ Estrutura da Apresentação Variáveis- instrumentos:

Leia mais

Período Democrático e o Golpe de 64

Período Democrático e o Golpe de 64 Período Democrático e o Golpe de 64 GUERRA FRIA (1945 1990) Estados Unidos X União Soviética Capitalismo X Socialismo Governo de Eurico Gaspar Dutra (1946 1950) Período do início da Guerra Fria Rompimento

Leia mais

IX CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CMDCA CAMPINAS II ENCONTRO ESTADUAL DE GESTORES MUNICIPAIS DE CONVÊNIO

IX CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CMDCA CAMPINAS II ENCONTRO ESTADUAL DE GESTORES MUNICIPAIS DE CONVÊNIO II ENCONTRO ESTADUAL DE GESTORES MUNICIPAIS DE CONVÊNIO FUNDO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE FIA O Estatuto da Criança e Adolescente - ECA estabelece a Política de Atendimento a Criança e Adolescente:

Leia mais

Brasil Junho Mercado em números

Brasil Junho Mercado em números Junho 2016 Mercado em números Guiana Venezuela Suriname Columbia Guiana Francesa Designação oficial: República Federativa do Capital: Brasília Localização: Leste da América do Sul Peru Fronteiras terrestres:

Leia mais

Nota à 14 a Edição... 11 Introdução... 13

Nota à 14 a Edição... 11 Introdução... 13 sumário Nota à 14 a Edição................................................ 11 Introdução..................................................... 13 1. As Causas da Expansão Marítima e a Chegada dos Portugueses

Leia mais

Questões sobre a Ditadura Militar no Brasil (respostas no final da página) 1. Como teve início a Ditadura Militar no Brasil que durou de 1964 a 1985?

Questões sobre a Ditadura Militar no Brasil (respostas no final da página) 1. Como teve início a Ditadura Militar no Brasil que durou de 1964 a 1985? Questões sobre a Ditadura Militar no Brasil (respostas no final da página) 1. Como teve início a Ditadura Militar no Brasil que durou de 1964 a 1985? A - Através de eleições democráticas que levaram ao

Leia mais

Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi

Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi Abreviaturas, xvii Nota à 7a edição, xix Prefácio, xxi I Direitos políticos, 1 1 Compreensão dos direitos políticos, 1 1.1 Política, 1 1.2 Direito político, direito constitucional e ciência política, 3

Leia mais

Princípios e Diretrizes Sistema Único de Saúde

Princípios e Diretrizes Sistema Único de Saúde Princípios e Diretrizes Sistema Único de Saúde 1 DOS PRINCÍPIOS E DIRETRIZES Lei Orgânica da Saúde Lei n. 8.080 de 19 de setembro de 1990. Art. 7º: I - universalidade de acesso aos serviços de saúde em

Leia mais

Sumário. LRF_Book.indb 15 19/03/ :29:01

Sumário. LRF_Book.indb 15 19/03/ :29:01 Sumário Capítulo 1 Disposições Gerais... 1 1.1. Introdução... 1 1.2. Objetivo da obra... 6 1.3. Apresentando a LRF... 6 1.4. Origem da LRF... 7 1.5. Previsão constitucional para implementação da LRF...

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DA COLEÇÃO BARÃO HOMEM DE MELLO

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DA COLEÇÃO BARÃO HOMEM DE MELLO GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA ARQUIVO PÚBLICO MINEIRO INVENTÁRIO DA COLEÇÃO BARÃO HOMEM DE MELLO Revisão e Atualização Diretoria de Arquivos Permanentes Diretoria de

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Lei Geral da Micro e Pequena Empresa Empreendedor Individual

EMPREENDEDORISMO. Lei Geral da Micro e Pequena Empresa Empreendedor Individual EMPREENDEDORISMO Números MPE Indicador Brasil DF Participação % Fonte Número de MPE 5.786.696 87.358 1,51 RAIS 2008 Número de MPE Comércio 3.067.577 41.967 1,37 RAIS 2008 Número de MPE - Serviço 1.861.779

Leia mais

Eixo II MECANISMOS DE CONTROLE SOCIAL, ENGAJAMENTO E CAPACITAÇÃO DA SOCIEDADE PARA O CONTROLE DA GESTÃO PÚBLICA

Eixo II MECANISMOS DE CONTROLE SOCIAL, ENGAJAMENTO E CAPACITAÇÃO DA SOCIEDADE PARA O CONTROLE DA GESTÃO PÚBLICA 5 Eixo II MECANISMOS DE CONTROLE SOCIAL, ENGAJAMENTO E CAPACITAÇÃO DA SOCIEDADE PARA O CONTROLE DA GESTÃO PÚBLICA 1 CONTROLE SOCIAL: O controle social é entendido como a participação do cidadão na gestão

Leia mais

Getúlio Vargas e a Era Vargas

Getúlio Vargas e a Era Vargas Getúlio Vargas e a Era Vargas http://www.suapesquisa.com/vargas/ AGOSTO RUBEM FONSECA Getúlio Vargas e a Era Vargas: ASPECTOS A RESSALTAR Vida de Getúlio Vargas; Revolução

Leia mais

Assembleia Geral Extraordinária da Transmissora Aliança de Energia Elétrica convocada para o dia. 21 de novembro de Proposta da Administração

Assembleia Geral Extraordinária da Transmissora Aliança de Energia Elétrica convocada para o dia. 21 de novembro de Proposta da Administração Assembleia Geral Extraordinária da Transmissora Aliança de Energia Elétrica convocada para o dia Proposta da Administração (i) Eleição de um membro titular e dois membros suplentes para o Conselho de Administração

Leia mais

A República Populista ( )

A República Populista ( ) A República Populista (1930-1964) A Era Vargas (1930-1945) Revolução de 1930 Governo Provisório Governo Constitucional Estado Novo Getúlio Dornelles Vargas Revolução de 1930 Washington Luís rompe com a

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Escrituração contábil

Sumário Capítulo 1 Escrituração contábil Sumário Capítulo 1 Escrituração contábil 01 1.1 Conceito 01 1.2 Métodos de escrituração 01 1.2.1 Método das partidas dobradas 02 1.2.1.1 Funcionamento das contas nas partidas dobradas 04 1.3 Normas legais

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA Nome Nº 9º Ano Data: Professor: Piero/ Thales Nota: (valor 1,0) 3 o.bimestre a) Introdução Neste bimestre, sua média foi inferior a 6,0 e você não assimilou os conteúdos

Leia mais

QUE FUTURO PARA A EDUCAÇÃO?

QUE FUTURO PARA A EDUCAÇÃO? QUE FUTURO PARA A EDUCAÇÃO? Nos dias 30 e 31 de Maio de 2011, realizou-se em Lisboa, no Palácio de São Bento, a Sessão Nacional do Parlamento dos Jovens 2011 do Ensino Secundário. O Parlamento dos Jovens

Leia mais

REINALDO AZAMBUJA: ESPERANÇA E PARCERIA

REINALDO AZAMBUJA: ESPERANÇA E PARCERIA Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 28/10/2014. REINALDO AZAMBUJA: ESPERANÇA E PARCERIA Senhor Presidente, senhoras e senhores deputados, Os eleitores de Mato Grosso

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DE 1967

CONSTITUIÇÃO DE 1967 CONSTITUIÇÃO DE 1967 Porto Alegre, dezembro de 2014. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1967 INFLUÊNCIA E CONTEXTO HISTÓRICO Com o golpe de 1964 e a ascensão ao poder dos militares, ficava

Leia mais

02) Descreva sobre o Plano de Metas do governo JK e as suas conseqüências para o Brasil.

02) Descreva sobre o Plano de Metas do governo JK e as suas conseqüências para o Brasil. DISCIPLINA: HISTÓRIA DATA: PROFESSOR: CARLOS e WILHER ETAPA: RECUPERAÇÃO FINAL NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHOS DE RECUPERAÇÃO SÉRIE: 3ª / E.M. TURMA: Nº: Matéria da Prova: O conteúdo a ser estudado para

Leia mais

21 e 22/10/2013/10/2013 Brasília DF SINDICÂNCIA E PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR. Apresentação. Objetivo. Público-Alvo. Conteúdo Programático

21 e 22/10/2013/10/2013 Brasília DF SINDICÂNCIA E PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR. Apresentação. Objetivo. Público-Alvo. Conteúdo Programático Apresentação Apresentar-se-á uma exposição dos dispositivos legais com uma rica abordagem teórica e principiológica do regime disciplinar, com firme fundamento na jurisprudência dos Tribunais Superiores,

Leia mais

PERÍODO COLONIAL

PERÍODO COLONIAL PERÍODO COLONIAL 1530-1808 POLÍTICA ADMINISTRATIVA 1º - SISTEMA DE CAPITANIAS HEREDITÁRIAS 1534-1548 2º SISTEMA DE GOVERNO GERAL 1548-1808 PERÍODO COLONIAL 1530-1808 ATIVIDADES ECONÔMICAS CICLO DO AÇÚCAR

Leia mais

Veja como a história de Eduardo Campos se funde com a história do PSB

Veja como a história de Eduardo Campos se funde com a história do PSB Biografia de Eduardo Henrique Accioly Campos (Eduardo Campos) Veja como a história de Eduardo Campos se funde com a história do PSB 2014 UNIDOS PELO BRASIL Em 28 de junho, a Coligação Unidos pelo Brasil

Leia mais

De JK à Constituição de 88 Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira

De JK à Constituição de 88 Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira De JK à Constituição de 88 Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira Formato ABNT, para citação desta apostila em trabalhos acadêmicos: PEREIRA, L. M. A. De JK à

Leia mais

Exercícios de República Liberal ( ) Parte I

Exercícios de República Liberal ( ) Parte I Exercícios de República Liberal (1946-1964) Parte I 1. (Enem) Zuenir Ventura, em seu livro "Minhas memórias dos outros" (São Paulo: Planeta do Brasil, 2005), referindo-se ao fim da "Era Vargas" e ao suicídio

Leia mais

PROJETO MULTIDADOS PESQUISA DE PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIA MARCO AURÉLIO SÉRGIO TORRES

PROJETO MULTIDADOS PESQUISA DE PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIA MARCO AURÉLIO SÉRGIO TORRES PROJETO MULTIDADOS PESQUISA DE PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIA MARCO AURÉLIO 031-99731-0011 SÉRGIO TORRES 031-99984-1289 MULTIDADOS PESQUISA LTDA Avenida Raja Gabaglia Nº1710, Conjunto 803, Bairro Gutierrez

Leia mais

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1.415, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2003. Publicado no Diário Oficial nº 1568 *Revogada pela Lei nº 2.735, de 4/07/2013. Dispõe sobre o Sistema de Controle Interno do Poder Executivo Estadual, e adota outras

Leia mais

Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) Colocar a economia no rumo do crescimento

Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) Colocar a economia no rumo do crescimento Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) Colocar a economia no rumo do crescimento Prof. Dr. Antonio Corrêa de Lacerda Barra Bonita, 25 de Novembro de 2016 BRASIL: EVOLUÇÃO DO CRESCIMENTO DO PIB (VAR.

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER RECURSO DISCIPLINA HISTÓRIA

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER RECURSO DISCIPLINA HISTÓRIA 48) A OMS (Organização Mundial da Saúde) é uma das principais instituições do sistema ONU. Acerca dos problemas globais que envolvem a obesidade e as doenças dela decorrentes, todas as afirmações estão

Leia mais

Nomes: Luana, Chaiane e Eduarda R.

Nomes: Luana, Chaiane e Eduarda R. Nomes: Luana, Chaiane e Eduarda R. No início do período republicano no Brasil (final do século XIX e começo do XX), fortificou-se um sistema conhecido popularmente como coronelismo. Este nome foi dado

Leia mais

Atividade supervisionada de Assessoria de Comunicação

Atividade supervisionada de Assessoria de Comunicação Atividade supervisionada de Assessoria de Comunicação Turma 131 Professora: Cleide Luciane Antoniutti Integrantes: Diego De Souza Basto França Lidiane Da Silva Barbosa Dos Santos Lilian de Melo Virginia

Leia mais

JOVENS, SONHO E POLÍTICA

JOVENS, SONHO E POLÍTICA JOVENS, SONHO E POLÍTICA JOGO DA POLÍTICA Sumário Executivo Sonho Brasileiro da Política Em 2013 milhares de jovens foram às ruas e se manifestaram politicamente. Foi um marco simbólico. O primeiro encontro

Leia mais

Revisão República Brasileira

Revisão República Brasileira Revisão 2009 República Brasileira 09 Terminada a Segunda Guerra Mundial, o mundo descobriu horrorizado o assassinato de 6 milhões de judeus em campos de extermínio nazistas. O fato comoveu a opinião pública

Leia mais

Câmara dos Deputados. Comissão Especial de Telecomunicações PL 6.789/2013 DF, 25/08/2015

Câmara dos Deputados. Comissão Especial de Telecomunicações PL 6.789/2013 DF, 25/08/2015 Câmara dos Deputados Comissão Especial de Telecomunicações PL 6.789/2013 DF, 25/08/2015 UMA GRANDE EMPRESA BRASILEIRA Pioneira na prestação de serviços convergentes no país, oferece transmissão de voz

Leia mais

Definição como se transformam votos em poder

Definição como se transformam votos em poder Definição. Sistema eleitoral é o conjunto de regras que define como, em uma determinada eleição, o eleitor pode fazer suas escolhas e como os votos são contabilizados para serem transformados em mandatos.

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE INVESTIMENTOS SOCIAIS

FUNDO MUNICIPAL DE INVESTIMENTOS SOCIAIS a. Quadro Principal DEMONSTRAÇÃO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS : 2015 QUADRO - VARIAÇÕES PATRIMONIAIS QUANTITATIVAS Nota Impostos, Taxas e Contribuições de Melhoria Contribuições Exploração e Venda de Bens,

Leia mais

Ciências Humanas História. Totalitarismos ou Regimes Autoritários

Ciências Humanas História. Totalitarismos ou Regimes Autoritários Ciências Humanas História Totalitarismos ou Regimes Autoritários Relembrando Professor Evandro R. Saracino ersaracino@gmail.com Facebook.com/ersaracino Facebook.com/errsaracino Estude o MESMO conteúdo

Leia mais

Orçamento e financiamento da política integrada para infância e adolescência

Orçamento e financiamento da política integrada para infância e adolescência Orçamento e financiamento da política integrada para infância e adolescência Brasília, agosto de 2010. INESC Trajetória Fundado em 1979 a história do INESC se confunde com a história da democratização

Leia mais

Financiamento Orçamentário

Financiamento Orçamentário Financiamento Orçamentário Glauber P. de Queiroz Ministério do Planejamento SEAFI/SOF/MP Etapa Brasília Março 2016 Oficina XX Financiamento Orçamentário Duração : 04 h Conteúdo: Conceito de Déficit Orçamentário,

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO POLÍCIA MILITAR CENTRO DE CAPACITAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E PESQUISA ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR COSTA VERDE.

ESTADO DE MATO GROSSO POLÍCIA MILITAR CENTRO DE CAPACITAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E PESQUISA ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR COSTA VERDE. PLANO DE ENSINO ESTADO DE MATO GROSSO POLÍCIA MILITAR CENTRO DE CAPACITAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E PESQUISA ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR COSTA VERDE. GRUPO DE PRODUÇÕES ACADÊMICAS CURSO CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS

Leia mais

Apresentação. Os dados aqui apresentados, seguem obedecem a seguinte ordem: estatística jurisdicional, indicadores e projetos estratégicos.

Apresentação. Os dados aqui apresentados, seguem obedecem a seguinte ordem: estatística jurisdicional, indicadores e projetos estratégicos. Apresentação O relatório de análise estratégica objetiva demonstrar os resultados apurados dos indicadores estratégicos e demais índices da justiça acreana no decorrer do ano de 2015, em consonância com

Leia mais

A redemocratização do Brasil: de 1985 aos dias de hoje

A redemocratização do Brasil: de 1985 aos dias de hoje A redemocratização do Brasil: de 1985 aos dias de hoje A fase da redemocratização teve como característica o resgate da democracia e de seu pleno funcionamento e da cidadania para os brasileiros. Presidentes

Leia mais

BANCO DE ATIVIDADES Presente História 5 ano - 4 bimestre Avaliação

BANCO DE ATIVIDADES Presente História 5 ano - 4 bimestre Avaliação História 5 ano - 4 bimestre Unidade 4 1. Escreva um pequeno texto sobre o governo Getúlio Vargas. Não esqueça de incluir dois argumentos favoráveis e dois desfavoráveis. Dê um título para o texto. 2. Leia

Leia mais

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA DISCURSO DE TOMADA DE POSSE DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA NA XI LEGISLATURA

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA DISCURSO DE TOMADA DE POSSE DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA NA XI LEGISLATURA DISCURSO DE TOMADA DE POSSE DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA NA XI LEGISLATURA 15 de Outubro de 2009 Sr. as e Srs. Deputados: Como Presidente eleito da Assembleia da República,

Leia mais

8- Dentro do DF e no entorno imediato encontram-se os divisores de água das três mais importantes bacias hidrográficas do Brasil.

8- Dentro do DF e no entorno imediato encontram-se os divisores de água das três mais importantes bacias hidrográficas do Brasil. 8- Dentro do DF e no entorno imediato encontram-se os divisores de água das três mais importantes bacias hidrográficas do Brasil. Os rios Maranhão, Descoberto e Preto deságuam respectivamente nos rios.

Leia mais

Políticas Públicas e Desenvolvimento Econômico

Políticas Públicas e Desenvolvimento Econômico Programa de Aperfeiçoamento para Carreiras 2015 Curso: Políticas Públicas e Desenvolvimento Econômico Professor: José Luiz Pagnussat Palestrante: Manoel Carlos de Castro Pires Curso Políticas Públicas

Leia mais

A ERA VARGAS (1930/1945)

A ERA VARGAS (1930/1945) PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DE VARGAS(1930-1945) 1945) Nacionalista. Favor das empresas nacionais. Política econômica Intervencionista. Ditador de características fascista. Populista. Centralizador. PRINCIPAIS

Leia mais

História. Professores Oto & Silney

História. Professores Oto & Silney História Professores Oto & Silney Grécia ANTIGUIDADE OCIDENTAL Atenas Península Ática Jônios Comércio e Cultura Democracia Grécia Península do Peloponeso Dórios Militarismo Aristocracia Roma ANTIGUIDADE

Leia mais

Era Vargas. Do Governo Provisório ao Estado Novo

Era Vargas. Do Governo Provisório ao Estado Novo Era Vargas Do Governo Provisório ao Estado Novo Períodos Governo provisório (1930-1934) Tomada de poder contra as oligarquias tradicionais Governo Constitucional (1934-1937) Período legalista entre dois

Leia mais

Colégio Social Madre Clélia Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Disciplina: História Profa Andrea Oitava 1-Manhã

Colégio Social Madre Clélia Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Disciplina: História Profa Andrea Oitava 1-Manhã Colégio Social Madre Clélia Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Disciplina: História Profa Andrea Oitava 1-Manhã BRASIL: ELEIÇÕES DE 1945 Com a deposição de Vargas foram marcadas eleições para

Leia mais