Democracia Populista ( )

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Democracia Populista ( )"

Transcrição

1 Aula 04 Democracia Populista ( ) Durante a República Populista ( ) encontramos uma polarização sobre o futuro do desenvolvimento do capitalismo no Brasil. Havia um conjunto de forças que defendiam o INTERVENCIONISMO estatal na economia e outro, os LIBERAIS, que defendia a abertura para o capital estrangeiro como forma de promover o crescimento e desenvolvimento do país. O correndo em um contexto de Guerra Fria, toma medidas como rompimento com URSS, fechamento do PCB (47) e intervenção nos sindicatos. Promulgação da Constituição de 1946, que retoma aspectos das constituições de 1891 e Libera as importações o que leva ao gasto das reservas de dólares acumulados durante a II Guerra Mundial, desenvolve um plano econômico denominado Pano SALTE (Saúde, Alimentação, Transporte e Energia) que tem resultados pífios. Os governos que se sucedem neste período, adotarão posturas que, de algum modo, encaminharão a proposta nacionalista/ intervencionista ou liberal/entreguista. Assim, os governos de Dutra, Vargas, Juscelino, Jânio e João Goulart, por seu posicionamento frente ao ingresso aberto ou controlado do capital estrangeiro, serão considerados como expressão de uma ou de outra posição. Eleito com o apoio PTB/PSP faz um governo conturbado devido a intensificação do clima de Guerra Fria e, consequentemente, às disputas

2 entre os dois projetos de desenvolvimento nacionalistas x entreguistas. Aos poucos assume uma posição mais nacionalista evidenciada com a criação da Petrobrás em 1953, o que faz crescer a oposição ao seu governo por parte da UDN (liberais) O corre o Episódio da Rua Toneleiros em que o líder da UDN, Carlos Lacerda, sofre um atentado. Vargas é acusado de ser o mandante do atentado e devido ao crescimento das forças conservadoras e golpistas organizadas pelo grupo liberal, suicida-se me 24 de agosto de Assume vice: Café Filho (PSP) Assume em pleito concorrido e novas tentativas frustradas de golpe, coloca em ação o Plano de METAS ( 50 anos em 5 ) que pressupunha a associação de três tipos de capital: o estatal, o estrangeiro e o nacional. Promove o ingresso de multinacionais do setor automobilístico e, por isso, se dedica à construção de estradas e produção de energia. Transfere a capital federal do Rio de Janeiro para uma nova cidade construída no planalto central, Brasília. De qualquer maneira, ao final da aplicação do Plano de Metas, percebeu-se que a industrialização ficou concentrada nas regiões sul-sudeste, quase nada beneficiando o norte e o nordeste. A dívida externa e a inflação aumentaram e se intensificaram as contradições, particularmente na zona rural do nordeste, onde surgiram as Ligas Camponesas que tinham como lema Reforma agrária na lei ou na marra. Cria a SUDENE (Superintendência para o Desenvolvimento do Nordeste) como forma de atenuar as tensões no que também não logra êxito.

3 Fez um curto e tumultuado governo de apenas sete meses realizando uma Política Interna conservadora (proibindo uso de biquínis, a comercialização da cachaça em dias de semana e a proibição dos jogos de azar) e uma Política Externa independente (se aproxima da União Soviética, condecora Che Guevara). Abre uma crise política quando em 25 de agosto de 61, renuncia ao cargo de presidente. OS grupos conservadores tentam das um golpe impedindo a posse do vice-presidente, João Goulart (Jango) que, naquele momento, estava em viagem diplomática à China comunista. Para superar o impasse, o governador do RS, Leonel Brizola, desencadeia a CAMPANHA DA LEGALIDADE que exige a posse de Jango. Por fim, conservadores/golpistas e legalistas chegam a uma solução de compromisso: aceitam a posse de Jango, mas instala-se o Parlamentarismo no Brasil. Governo conturbado devido à crise econômica e política, será realizado em duas fases: uma parlamentarista e outra presidencialista. Na fase parlamentarista a questão mais importante é a Antecipação do Plebiscito que estava previsto para ocorrer em 1965 e que, devido à instabilidade dos gabinetes de governo, ocorre em 1963 com vitória do presidencialismo. Na fase presidencialista, tentando superar a crise econômica, Jango idealiza o Plano Trienal, que fracassa devido ás dificuldades em conseguir recursos para coloca-lo em prática. Passa, então, a organizar as Reformas Estruturais de Base que, por prever a reforma agrária, desperta o furor dos grupos conservadores e golpistas. Para obter apoio popular às Reformas de Base, realiza o Comício da Central do Brasil. A oposição à Jango e às Reformas de Base se organiza em torno de grupos civis e militares - UDN, ESG/Escola Superior de Guerra, IPES/Instituto de Pesquisa e Estudos Sociais, IBAD/Instituto Brasileiro de Ação Democrática sendo estes dois últimos financiados por empresários e pelo governo dos EUA, realizam as Marchas da Família com Deus pela Liberdade.

4 Em 31 de março/1º de abril de 1964, tropas militares contando com o apoio de civis, derrubam Jango e instalam a Ditadura Militar. Exercícios: 1. (UNIFESP/SP) - Aproximadamente entre o fim do Estado Novo (1945) e o início do Regime Militar (1964), um político ("rouba, mas faz ) e um partido ("de bacharéis ) encarnaram no imaginário cívico paulista e brasileiro duas atitudes opostas: ausência e a exacerbação de moralismo, ou de ética, na política. Trata-se, respectivamente, de: A) Jânio Quadros e do Partido Socialista Brasileiro (PSB). B) Jango Goulart e do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) C) Carlos Lacerda e do Partido Social Democrático (PSD) D) Juscelino Kubitshec e do Partido Comunista Brasileiro (PCB). E) Ademar de Barros e da União Democrática Nacional (UDN). 2. (FTC/BA) - Faculdade de Tecnologia e Ciências - O período da história republicana do Brasil que vai da queda do Estado Novo, 1945, ao movimento militar de 1964 é comumente conhecido como populismo. O populismo, entretanto, não foi um fenômeno político exclusivamente brasileiro, mas latinoamericano, no período pós-guerra. KOSHIBA, 1984, p A partir do texto e dos conhecimentos relativos ao período populista no Brasil, indique com (V) as afirmativas verdadeiras e com (F) as falsas: ( ) O modelo de desenvolvimento estabelecido por Getúlio Vargas no período representado pela criação da Petrobrás chocava-se com os interesses imperialistas norte-americanos. ( ) A política desenvolvimentista traçada por Juscelino Kubitschek baseava-se na associação ao capital estrangeiro e na industrialização por substituição de importações. ( ) A renúncia de Jânio Quadros foi motivada pela pressão exercida pelos Estados Unidos, contrária à sua política nacionalista e de reforma estruturais de base. ( ) O golpe militar de 1964 objetivava deter o avanço das forças populares, contando com a adesão da alta burguesia e da classe média conservadora. A alternativa que indica a marcação correta, de cima para baixo, é a: A) V F V F B) F V F V C) V V F F D) V V F V E) V F F V

5 3. (UFES) - No período do desenvolvimento econômico, havia também uma sensação de otimismo e euforia num ambiente de modernidade industrializante. As inovações tecnológicas, disponibilizadas sob a forma de produtos como escadas rolantes, elevadores com música ambiente, rádios de pilha, eletrodomésticos, lambretas e automóveis, compunham novos símbolos de uma geração inebriada pelo conforto da vida moderna. No ar, contrastando com as produções cinematográficas hollywoodianas, os televisores introduziam no conforto dos lares a diversidade de programas ao vivo, outrora radiofônicos. Era como se começasse um Novo Brasil: até na música havia novidade, a bossanova; aliás, até a capital era nova, inovadora inclusive no nome que se lhe deu Brasília! D) Ao período da bossa-nova, que coincidiu com o da Jovem Guarda e do Tropicalismo, movimentos influenciados pela Revolução de 1964, que teve à frente Castelo Branco, responsável pela transferência da nova capital para Brasília. E) Ao período desenvolvimentista conhecido como Milagre Brasileiro, que foi implementado pelo presidente Emílio Garrastazu Médici ( ). 4.(UFMG) Considerando-se o contexto brasileiro da década de 50, é correto afirmar que: O texto acima refere-se: A) Ao longo ciclo de governo de Getúlio Dornelles Vargas, que se iniciou em 1930 e foi responsável pelo desenvolvimento nacionalista encerrado em 1954, no contexto de uma crise política que culminou com o suicídio do presidente. B) Ao período nacional-desenvolvimentista, correspondente ao governo de Juscelino Kubitscheck ( ), que, além da construção de nova sede para o Distrito Federal, implementou o Plano de Metas. C) Ao breve período de governo de Jânio da Silva Quadros, que tomou posse em 1961, em solenidade coincidente com a inauguração de Brasília, a nova sede do governo Federal. A) era premente a questão do desenvolvimento nacional, que fez girar em torno dela os principais impasses e polêmicas e contribuiu para o trágico desfecho do Governo Vargas; B) foram grandes as divergências entre o Governo e o Exército quanto à criação da Petrobrás, o que acabou levando Vargas a nova tentativa de golpe em meados dos anos 50; C) foram muitos os conflitos entre os trabalhadores e os governos que, à exceção do de Vargas, trataram sempre a questão social com dura repressão; D) era forte a oposição articulada pelo PSD a Vargas, que, embora eleito com expressiva maioria de votos, nunca conseguiu se adaptar ao jogo democrático.

6 5. (UFLA/MG) - Universidade Federal de Lavras - Observe este cartaz, que, em 1963, foi estampado por todo o Brasil: D) a favor das mudanças constitucionais que possibilitariam a reeleição de João Goulart e a eleição de Leonel Brizola, bem como a concretização de uma república sindicalista no Brasil a partir da aprovação das reformas de base. Esse cartaz fez parte de uma campanha: A) contra a alteração da Carta Constitucional brasileira pretendida por Jânio Quadros, visando a concretizar sua política externa independente, que propunha a aproximação do Brasil com os países socialistas; B) contrária à adoção do Parlamentarismo defendido por João Goulart, Vice-Presidente de Jânio Quadros, regime que desagradava os setores conservadores da política e da sociedade brasileira; C) favorável à volta do Presidencialismo, previsto na Constituição, o que colocaria um ponto final no mecanismo utilizado para viabilizar a posse de João Goulart, após a renúncia de Jânio Quadros; Gabarito 1 - E 2 - D 3 - B 4 - A 5 - C

Populismo no Brasil ( )

Populismo no Brasil ( ) Populismo no Brasil (1945-1964) O Populismo foi um fenômeno da América Latina, característico de um mundo pós Segunda Guerra Mundial, momento que exigiase democratização. Fortalecimento das relações entre

Leia mais

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) REPÚBLICA POPULISTA ( )

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) REPÚBLICA POPULISTA ( ) 1 - PRINCIPAIS PARTIDOS: PSD (Partido Social Democrático): Principal partido. Criado por Getúlio Vargas. Base rural. Industriais, banqueiros e latifundiários associados ao regime de Getúlio Vargas. Políticos

Leia mais

Modulo 11 - Brasil. Prof. Alan Carlos Ghedini

Modulo 11 - Brasil. Prof. Alan Carlos Ghedini Modulo 11 - Brasil Prof. Alan Carlos Ghedini www.inventandohistoria.com O populismo pode ser compreendido como: Uma forma de exercício político garantida pelo apoio da grande massa Um sistema no qual o

Leia mais

O fim da. Quarta República. e o golpe civil-militar

O fim da. Quarta República. e o golpe civil-militar O fim da Quarta República e o golpe civil-militar Carlos Lacerda derrubador de presidentes Participou da ANL Contra o integralismo, os latifundiários e o imperialismo Preso durante o golpe do Estado Novo,

Leia mais

Revisão IV Brasil República

Revisão IV Brasil República Revisão IV Brasil República Prof. Fernando I- Era Vargas 1930-45; República Nova 1930-64 II- República Populista 1946-64 Democratização. Nacionalismo ou Liberalismo? II- República Populista 1946-64 1º

Leia mais

República Populista ( ) Profª Ms. Ariane Pereira

República Populista ( ) Profª Ms. Ariane Pereira República Populista (1945-1964) Profª Ms. Ariane Pereira O populismo na América Latina Brasil: Getúlio Vargas; Argentina: Perón; México: Cárdenas; Semelhança: política de conciliação de classes sociais

Leia mais

A REDEMOCRATIZAÇÃO DO BRASIL ( )

A REDEMOCRATIZAÇÃO DO BRASIL ( ) A REDEMOCRATIZAÇÃO DO BRASIL (1945--1964) CENÁRIO POLÍTICO BRASILEIRO ENTRE 1945-1964 -Principais partidos políticos: *PSD:Partido Social Democrático.(JK) *UDN:União Democrática Nacional;(Jânio) *PTB:Partido

Leia mais

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 11.1 Conteúdo: Anos 60 e Golpe Militar no Brasil

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 11.1 Conteúdo: Anos 60 e Golpe Militar no Brasil 11.1 Conteúdo: Anos 60 e Golpe Militar no Brasil Habilidades: Analisar o contexto da década de 1960 no Brasil e o golpe civil-militar Governo Jânio Quadros (1961) Ascensão muito rápida na política Estilo

Leia mais

De Juscelino ao Golpe de 64 Prof. Márcio

De Juscelino ao Golpe de 64 Prof. Márcio De Juscelino ao Golpe de 64 Prof. Márcio O que vamos ver no capítulo O Governo de JK - o nacional-desenvolvimentismo - o plano de metas (pontos positivos e negativos) O Governo de Jânio Quadros - Política

Leia mais

OU Prof. Abdulah 3ºano/Pré-vestibular

OU Prof. Abdulah 3ºano/Pré-vestibular Governos Populistas Entregar? Brasileiros (1946-1964) Livro 6 / mód.23 e 24 Livro 7 / mód. 25 Extensivo Mega OU Prof. Abdulah 3ºano/Pré-vestibular Nacionalizar? PRINCIPAIS PARTIDOS PSD (Partido Social

Leia mais

3ª série História do Brasil

3ª série História do Brasil 3ª série História do Brasil Modernização Industrial 1945-1964 Cap. 21.1, 21.2, 21.3 Roberson de Oliveira O Governo Dutra 1946-1950 1. A Constituição de 1946 República Federativa Presidencialista; Direito

Leia mais

PERÍODO COLONIAL

PERÍODO COLONIAL PERÍODO COLONIAL 1530-1808 POLÍTICA ADMINISTRATIVA 1º - SISTEMA DE CAPITANIAS HEREDITÁRIAS 1534-1548 2º SISTEMA DE GOVERNO GERAL 1548-1808 PERÍODO COLONIAL 1530-1808 ATIVIDADES ECONÔMICAS CICLO DO AÇÚCAR

Leia mais

Populismo II e Regime Militar I. História C Aula 13 Prof. Thiago

Populismo II e Regime Militar I. História C Aula 13 Prof. Thiago Populismo II e Regime Militar I História C Aula 13 Prof. Thiago O Homem da Vassoura Jânio Quadros surpreendeu e venceu as eleições de 1960, em partes devido a agressiva campanha política que prometia varrer

Leia mais

A REPÚBLICA DEMOCRÁTICA POPULISTA (1945 1964):

A REPÚBLICA DEMOCRÁTICA POPULISTA (1945 1964): A REPÚBLICA DEMOCRÁTICA POPULISTA (1945 1964): 1. - PRINCIPAIS PARTIDOS: PSD (Partido Social Democrático): Principal partido. Criado por Getúlio Vargas. Base rural. Industriais, banqueiros e latifundiários

Leia mais

Brasil: Nacionalismo x Entreguismo

Brasil: Nacionalismo x Entreguismo Brasil: Nacionalismo x Entreguismo 1. A Segunda Guerra Mundial e as transformações subsequentes abalaram profundamente o equilíbrio de poderes até então existente, abrindo caminho para uma nova ordem políticoeconômica

Leia mais

Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos

Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos QUESTÃO 01 Descreva as principais características do populismo no Brasil: (valor 1,0) QUESTÃO 02 Após a Segunda Guerra Mundial, consolidou-se uma ordem político-econômica

Leia mais

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 7.1 Conteúdo: Era Vargas II

INTEIRATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA. AULA 7.1 Conteúdo: Era Vargas II 7.1 Conteúdo: Era Vargas II Habilidades: Contextualizar governo Vargas durante seu segundo mandato como Presidente A Volta da Democracia: Constituição de 1946; Influências da Guerra Fria; Marechal Dutra

Leia mais

Professor Eustáquio GOVERNO DUTRA

Professor Eustáquio GOVERNO DUTRA Professor Eustáquio GOVERNO DUTRA ELEIÇÕES üeduardo Gomes (Brigadeiro)UDN democracia e liberalismo econômico üdutra (General) PSD não entusiasmava ninguém üiedo Fiuza PCB VITORIA DE DUTRA ÒDUTRA ü Apoio

Leia mais

O PERÍODO DA EXPERIÊNCIA DEMOCRÁTICA: A REPÚBLICA BRASILEIRA COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS

O PERÍODO DA EXPERIÊNCIA DEMOCRÁTICA: A REPÚBLICA BRASILEIRA COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS O PERÍODO DA EXPERIÊNCIA DEMOCRÁTICA: A REPÚBLICA BRASILEIRA 1946-1964 COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS 1945-1946: FIM DO ESTADO NOVO E A REDEMOCRATIZAÇÃO Com o fim da Segunda Guerra Mundial, Getúlio

Leia mais

Exercícios de República Liberal ( ) Parte I

Exercícios de República Liberal ( ) Parte I Exercícios de República Liberal (1946-1964) Parte I 1. (Enem) Zuenir Ventura, em seu livro "Minhas memórias dos outros" (São Paulo: Planeta do Brasil, 2005), referindo-se ao fim da "Era Vargas" e ao suicídio

Leia mais

Exercícios de Ditadura Militar: do golpe a Castelo Branco

Exercícios de Ditadura Militar: do golpe a Castelo Branco Exercícios de Ditadura Militar: do golpe a Castelo Branco Material de apoio do Extensivo 1. Com a renúncia de Jânio Quadros, setores militares resolveram impedir a posse do Vice- Presidente João Goulart.

Leia mais

Era Vargas e República Liberal

Era Vargas e República Liberal Era Vargas e República Liberal Era Vargas e República Liberal 1. (Unicamp) Diferenças significativas distinguem o sindicalismo operário brasileiro das primeiras décadas do século 20, do sindicalismo criado

Leia mais

Governos. Populistas Brasileiros (1946-1964) Entregar? Nacionalizar? Prof. Abdulah 3ºano/Pré- vesjbular Aulas 20 e 21 (SAS)

Governos. Populistas Brasileiros (1946-1964) Entregar? Nacionalizar? Prof. Abdulah 3ºano/Pré- vesjbular Aulas 20 e 21 (SAS) Governos Entregar? Populistas Brasileiros (1946-1964) OU Prof. Abdulah 3ºano/Pré- vesjbular Aulas 20 e 21 (SAS) Nacionalizar? PRINCIPAIS PARTIDOS PSD (Par(do Social Democrá(co): Principal par*do. Criado

Leia mais

Sugestões de avaliação. História 9 o ano Unidade 7

Sugestões de avaliação. História 9 o ano Unidade 7 Sugestões de avaliação História 9 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. O fim da ditadura de Vargas propiciou a criação de novos partidos. Relacione os partidos da primeira coluna com as ideias da segunda

Leia mais

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA O BRASIL, O MUNDO E A PAZ NUCLEAR. Caderno 10» Capítulo 4. www.sejaetico.com.

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA O BRASIL, O MUNDO E A PAZ NUCLEAR. Caderno 10» Capítulo 4. www.sejaetico.com. CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS HISTÓRIA O BRASIL, O MUNDO E A PAZ NUCLEAR Caderno 10» Capítulo 4 www.sejaetico.com.br CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS A experiência democrática no Brasil (1945-1964)

Leia mais

A República Populista ( )

A República Populista ( ) A República Populista (1930-1964) A Era Vargas (1930-1945) Revolução de 1930 Governo Provisório Governo Constitucional Estado Novo Getúlio Dornelles Vargas Revolução de 1930 Washington Luís rompe com a

Leia mais

Período Populista (1945/64)

Período Populista (1945/64) Período Populista (1945/64) INTRODUÇÃO Período de Democracia, sem censura e eleições direta (o( o povo vota) para presidente. O mundo encontrava-se no Período de Guerra Fria : Capitalistas (EUA) X Socialistas

Leia mais

Período Democrático e o Golpe de 64

Período Democrático e o Golpe de 64 Período Democrático e o Golpe de 64 GUERRA FRIA (1945 1990) Estados Unidos X União Soviética Capitalismo X Socialismo Governo de Eurico Gaspar Dutra (1946 1950) Período do início da Guerra Fria Rompimento

Leia mais

HISTÓRIA. Professor Orlando Stiebler. MÓDULO 16 Terceira República ( ) - II Governos Café Filho e Juscelino Kubitschek

HISTÓRIA. Professor Orlando Stiebler. MÓDULO 16 Terceira República ( ) - II Governos Café Filho e Juscelino Kubitschek HISTÓRIA Professor Orlando Stiebler MÓDULO 16 Terceira República (1946 1964) - II Governos Café Filho e Juscelino Kubitschek Com o suicídio de Vargas, em 1954, assumiu a Presidência, exercendo o cargo

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2014 Disciplina: História Ano: 9 Professor (a): Rodrigo Turma:9.1/9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

PROF: Amanda Fragoso 27/05/2017

PROF: Amanda Fragoso 27/05/2017 PROF: Amanda Fragoso 27/05/2017 TD HISTÓRIA DO BRASIL Era Vargas e Governos Populistas 01. (UECE 2015.2) Analise as proposições a seguir acerca do golpe de 1930 no Brasil, e assinale com V as proposições

Leia mais

Caderno de Atividades para o fim do Semestre

Caderno de Atividades para o fim do Semestre Colégio Estadual Guatupê Ensino Fundamental e Médio Av. Thomaz Carmeliano de Miranda, 127 Guatupê CEP: 83 060 000 São José dos Pinhais PR Fone: (41) 3382-4755 / 3382-0564 e-mail: colegioguatupe@yahoo.com.br

Leia mais

Janio Quadros foi eleito em 1961 e seu vice era João Goulart Herdou do governo JK o profundo antagonismo de forças internas e problema da inflação

Janio Quadros foi eleito em 1961 e seu vice era João Goulart Herdou do governo JK o profundo antagonismo de forças internas e problema da inflação Janio Quadros foi eleito em 1961 e seu vice era João Goulart Herdou do governo JK o profundo antagonismo de forças internas e problema da inflação Sete meses depois renuncia, assume Jango que estava em

Leia mais

Regime político: Democracia, Forma de governo: República, Forma de Estado: Federação esistemade Governo: Presidencialismo.

Regime político: Democracia, Forma de governo: República, Forma de Estado: Federação esistemade Governo: Presidencialismo. REPÚBLICA DEMOCRÁTICA LIBERAL E PUPULISTA (1946 1964) DUTRA, VARGAS, JK, JÂNIO E JANGO Constituição de 1946 Princípios Básicos: Regime político: Democracia, Forma de governo: República, Forma de Estado:

Leia mais

BRASIL REPÚBLICA: PERÍODO DEMOCRÁTICO ( )

BRASIL REPÚBLICA: PERÍODO DEMOCRÁTICO ( ) BRASIL REPÚBLICA: PERÍODO DEMOCRÁTICO (1946-1964) VÍDEOAULAS 1 - PRINCIPAIS PARTIDOS: PSD (Partido Social Democrático): Principal partido. Criado por Getúlio Vargas. Base rural. Industriais, banqueiros

Leia mais

História 5 o ano Unidade 7

História 5 o ano Unidade 7 História 5 o ano Unidade 7 Nome: Unidade 7 Data: 1. A Revolução de 1930 ocorreu: ( ) durante a construção de Brasília. ( ) durante as eleições para a presidência do Brasil naquele ano. ( ) logo após a

Leia mais

A República Populista ( ) A longa Marcha para o golpe

A República Populista ( ) A longa Marcha para o golpe A República Populista (1930-1964) A longa Marcha para o golpe Lacerda escreveu muitos anos mais tarde: Nos da UDN preparávamos o banquete para comemorarmos a queda de Vargas (...). Com seu suicídio, Vargas

Leia mais

Prof. Thiago Oliveira

Prof. Thiago Oliveira Prof. Thiago Oliveira Depois da 2ª Guerra Mundial o Brasil passou por um período de grandes transformações no campo da política, economia e sociedade, superando o Estado Novo de Getúlio e experimentando

Leia mais

Era Vargas. Do Governo Provisório ao Estado Novo

Era Vargas. Do Governo Provisório ao Estado Novo Era Vargas Do Governo Provisório ao Estado Novo Períodos Governo provisório (1930-1934) Tomada de poder contra as oligarquias tradicionais Governo Constitucional (1934-1937) Período legalista entre dois

Leia mais

Crise econômica provocada pela quebra da bolsa de valores de Nova York 1929, O rompimento da república café-com-leite, com o apoio

Crise econômica provocada pela quebra da bolsa de valores de Nova York 1929, O rompimento da república café-com-leite, com o apoio A Era do populismo Professor: Márcio Gurgel Os antecedentes da revolução de 1930 o Crise econômica provocada pela quebra da bolsa de valores de Nova York 1929, o O rompimento da república café-com-leite,

Leia mais

A Revolução de 1930: Causas

A Revolução de 1930: Causas A Revolução de 1930: Causas Crise do Sistema Oligárquico +Crise de 29 nos EUA Política de valorização do café Movimento Tenentista = camadas médias urbanas e trabalhadores, descontentes com o predomínio

Leia mais

Disciplina: História. Período: I. Professor (a): Liliane Cristina de Oliveira Vieira e Maria Aparecida Holanda Veloso

Disciplina: História. Período: I. Professor (a): Liliane Cristina de Oliveira Vieira e Maria Aparecida Holanda Veloso COLÉGIO LA SALLE BRASILIA Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Disciplina: História Período:

Leia mais

China. A história da China é marcada por ciclos econômicos cuja crise provocava a ascensão de uma nova dinastia.

China. A história da China é marcada por ciclos econômicos cuja crise provocava a ascensão de uma nova dinastia. China à Antes de 1949 A história da China é marcada por ciclos econômicos cuja crise provocava a ascensão de uma nova dinastia. Durante a última dinastia, a Qing, a China sofreu muita pressão dos países

Leia mais

Programa de Recuperação Paralela

Programa de Recuperação Paralela COLÉGIO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Programa de Recuperação Paralela 3ªEtapa / 2010 DISCIPLINA: História ANO: 1º ANO EM EDUCADOR: Gloria Maria TURMAS: FG/AD/INFO *Caro educando, você está recebendo o conteúdo

Leia mais

A sociedade e a história têm como base O TRABALHO HUMANO TRABALHO é o intercâmbio (relação) HOMEM E NATUREZA OBJETIVO: produzir e reproduzir as

A sociedade e a história têm como base O TRABALHO HUMANO TRABALHO é o intercâmbio (relação) HOMEM E NATUREZA OBJETIVO: produzir e reproduzir as A sociedade e a história têm como base O TRABALHO HUMANO TRABALHO é o intercâmbio (relação) HOMEM E NATUREZA OBJETIVO: produzir e reproduzir as condições materiais (econômicas) da vida social TODAS AS

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes. Módulo I História da Formação Política Brasileira. Aula 3 O Pensamento Político Brasileiro

Escola de Formação Política Miguel Arraes. Módulo I História da Formação Política Brasileira. Aula 3 O Pensamento Político Brasileiro LINHA DO TEMPO Módulo I História da Formação Política Brasileira Aula 3 O Pensamento Político Brasileiro SEC XV SEC XVIII 1492 A chegada dos espanhóis na América Brasil Colônia (1500-1822) 1500 - A chegada

Leia mais

UNIDADE: DATA: 30 / 11 / 2016 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE HISTÓRIA 9.º ANO/EF

UNIDADE: DATA: 30 / 11 / 2016 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE HISTÓRIA 9.º ANO/EF SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 30 / / 206 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE HISTÓRIA 9.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 0,0

Leia mais

TOTALITARISMO AUTORITARISMO

TOTALITARISMO AUTORITARISMO TOTALITARISMO & AUTORITARISMO Totalitarismo Tipo de Estado difundido na Europa entre as duas grandes guerras mundiais, que exerce um enorme controle sobre todas as atividades sociais, econômicas, políticas,

Leia mais

JUCELINO KUBSCHEK. 50 anos em 5

JUCELINO KUBSCHEK. 50 anos em 5 JUCELINO KUBSCHEK 50 anos em 5 Introdução O governo JK foi um dos mais importantes governos presidenciais no nosso país. Juscelino Kubitschek é um dos homens mais famosos e respeitados da história do Brasil,

Leia mais

História. Professores Oto & Silney

História. Professores Oto & Silney História Professores Oto & Silney Grécia ANTIGUIDADE OCIDENTAL Atenas Península Ática Jônios Comércio e Cultura Democracia Grécia Península do Peloponeso Dórios Militarismo Aristocracia Roma ANTIGUIDADE

Leia mais

República liberal ( ) Governo Dutra ( ) Constituição de 1946 Contexto da Guerra Fria Alinhamento com os EUA Macartismo no Brasil Fim do

República liberal ( ) Governo Dutra ( ) Constituição de 1946 Contexto da Guerra Fria Alinhamento com os EUA Macartismo no Brasil Fim do República liberal (1946-1964) Governo Dutra (1946-50) Constituição de 1946 Contexto da Guerra Fria Alinhamento com os EUA Macartismo no Brasil Fim do direito de greve Fechamento de sindicatos Perseguição

Leia mais

Questões sobre a Ditadura Militar no Brasil (respostas no final da página) 1. Como teve início a Ditadura Militar no Brasil que durou de 1964 a 1985?

Questões sobre a Ditadura Militar no Brasil (respostas no final da página) 1. Como teve início a Ditadura Militar no Brasil que durou de 1964 a 1985? Questões sobre a Ditadura Militar no Brasil (respostas no final da página) 1. Como teve início a Ditadura Militar no Brasil que durou de 1964 a 1985? A - Através de eleições democráticas que levaram ao

Leia mais

Fonte: VAINFAS, Ronaldo et al. História: o mundo por um fio: do século XX ao XXI. Vol. 3. São Paulo: Saraiva, 2010.

Fonte: VAINFAS, Ronaldo et al. História: o mundo por um fio: do século XX ao XXI. Vol. 3. São Paulo: Saraiva, 2010. LISTA DE RECUPERAÇÃO 2º ANO HISTÓRIA DO BRASIL MATÉRIA: REPÚBLICA TRABALHISTA (1946-1964) 1. O Segundo Governo Vargas (1951-1954) foi marcado pela reorientação do eixo central da política econômica brasileira.

Leia mais

A Era Vargas M Ó D U L O 1 0. Prof. Alan Carlos Ghedini

A Era Vargas M Ó D U L O 1 0. Prof. Alan Carlos Ghedini A Era Vargas M Ó D U L O 1 0 Prof. Alan Carlos Ghedini www.inventandohistoria.com Governo Provisório (1930 1934) Formado de um agrupamento de membros da Aliança Liberal, tenentes e outros. É a fase de

Leia mais

Herança do Século XIX Caudilhismo Fragmentação Política Concentração Fundiária Predominância Econômica da Agropecuária

Herança do Século XIX Caudilhismo Fragmentação Política Concentração Fundiária Predominância Econômica da Agropecuária Herança do Sculo XIX Caudilhismo Fragmentação Política Concentração Fundiária Predominância Econômica da Agropecuária Sculo XX Diversificação da Economia Industrialização e Urbanização Novas Classes Sociais

Leia mais

O FIM DOS GOVERNOS POPULISTAS

O FIM DOS GOVERNOS POPULISTAS O FIM DOS GOVERNOS POPULISTAS (1956-1961) Juscelino Kubitschek (PSD-PTB) Posse conturbada: -Intervenção Henrique Teixeira Lott (Contra Café Filho e Carlos Luz) - Oposição de Carlos Lacerda -Governo Tranquilo

Leia mais

Era Vargas: Era Vargas: Estado Novo ( )

Era Vargas: Era Vargas: Estado Novo ( ) Aula 22 Era Vargas: Era Vargas: Estado Novo (1937-1945) Setor 1605 1 Estado Novo (1937 1945) 2 O Fim da Era Vargas Prof. Edu Aula 22 - Era Vargas: Estado Novo (1937-1945) ealvespr@gmail.com 1.1 Era Vargas

Leia mais

DISCIPLINA: TÓPICOS EM HISTÓRIA DO BRASIL:

DISCIPLINA: TÓPICOS EM HISTÓRIA DO BRASIL: Obtido em: http://www.fafich.ufmg.br/atendimento/ciclo-introdutorio-em-ciencias-humanas/programas-das-disciplinas-do-cich/programas-2017-1/%20-%20topicos%20em%20historia%20d CARGA HORÁRIA: 60 (sessenta)

Leia mais

INSTITUIÇÕES NO BRASIL

INSTITUIÇÕES NO BRASIL Carlos Melo Fev., 2017 INSTITUIÇÕES NO BRASIL COMO CHEGAMOS AO PONTO EM QUE CHEGAMOS? Instituições - Esclarecimentos Nota 1 Quando chegamos ao ponto de saber de cor os nomes dos 11 ministros do Supremo

Leia mais

Colégio XIX de Março Educação do jeito que deve ser

Colégio XIX de Março Educação do jeito que deve ser Colégio XIX de Março Educação do jeito que deve ser 2017 3ª PROVA PARCIAL DE HITÓRIA E SOCIOLOGIA QUESTÕES FECHADAS Aluno(a): Nº Ano: 2º Turma: Data 24 /11/17 Nota: Professor(a) Élida Valor da Prova: 20

Leia mais

DISCIPLINA: TÓPICOS EM HISTÓRIA DO BRASIL:

DISCIPLINA: TÓPICOS EM HISTÓRIA DO BRASIL: Obtido em: http://www.fafich.ufmg.br/atendimento/ciclo-introdutorio-em-ciencias-humanas/programas-das-disciplinas-do-cich/programas-2016-1/%20-%20topicos%20em%20historia%20d CARGA HORÁRIA: 60 (sessenta)

Leia mais

NOME: N CAD. DE REC. DE HISTÓRIA 3 ANO EFII TURMA 232 PROFª MARIA FERNANDA 2º BIMESTRE

NOME: N CAD. DE REC. DE HISTÓRIA 3 ANO EFII TURMA 232 PROFª MARIA FERNANDA 2º BIMESTRE 1925 *** COLÉGIO MALLET SOARES *** 2017 92 ANOS DE TRADIÇÃO, RENOVAÇÃO E QUALIDADE DEPARTAMENTO DE ENSINO DATA: / / NOTA: NOME: N CAD. DE REC. DE HISTÓRIA 3 ANO EFII TURMA 232 PROFª MARIA FERNANDA 2º BIMESTRE

Leia mais

REGIME MILITAR ( ) Dormia a nossa Pátria mãe tão distraída. Sem perceber que era subtraída. Em tenebrosas transações.

REGIME MILITAR ( ) Dormia a nossa Pátria mãe tão distraída. Sem perceber que era subtraída. Em tenebrosas transações. REGIME MILITAR (1964 1985) Dormia a nossa Pátria mãe tão distraída. Sem perceber que era subtraída. Em tenebrosas transações. CHICO BUARQUE DE HOLLANDA MARCOS ROBERTO Construindo a ditadura Crise política:

Leia mais

DESAFIOS. Dica: Lembrem-se a charge destaca, exagera determinados fatos e/ou características de um acontecimento ou personagem.

DESAFIOS. Dica: Lembrem-se a charge destaca, exagera determinados fatos e/ou características de um acontecimento ou personagem. DESAFIOS O exercício consiste em relacionar as charges postadas abaixo com o seu respectivo contexto social, político, econômico e cultural. Após ler as legendas e observar as imagens elabore uma dissertação

Leia mais

Revolta do Forte de Copacabana O primeiro 5 de julho; Revolta de São Paulo O segundo de 5 de julho; A Coluna Prestes tinha como objetivo espalhar o

Revolta do Forte de Copacabana O primeiro 5 de julho; Revolta de São Paulo O segundo de 5 de julho; A Coluna Prestes tinha como objetivo espalhar o Revolta do Forte de Copacabana O primeiro 5 de julho; Revolta de São Paulo O segundo de 5 de julho; A Coluna Prestes tinha como objetivo espalhar o tenentismo pelo país; Defediam: Voto secreto; Autonomia

Leia mais

DESCOLONIZAÇÃO DA ÁSIA

DESCOLONIZAÇÃO DA ÁSIA DESCOLONIZAÇÃO DA ÁSIA CHINA -Revoluções 1911 Revolução Nacionalista. -1949 Revolução Comunista. Antecedentes, Século XIX e XX: - impotência da elite tradicional e Dinastia Manchu frente as imposições

Leia mais

prefeitos das capitais, Os futuros governadores seriam submetidos à aprovação das Os futuros prefeitos seriam indicados pelos governadores.

prefeitos das capitais, Os futuros governadores seriam submetidos à aprovação das Os futuros prefeitos seriam indicados pelos governadores. A ditadura militar Prof.:Márcio Gurgel O regime militar Duração ( 1964 1985 ), Presidentes generais do exército brasileiro, i Apoiaram o golpe: (políticos vindos da UDN e do PSD), Governo Castello Branco

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 12 A ERA VARGAS: A REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932 E A CARTA DE 1934

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 12 A ERA VARGAS: A REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932 E A CARTA DE 1934 HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 12 A ERA VARGAS: A REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1932 E A CARTA DE 1934 ixação ) (CESGRANRIO) Durante o Estado Novo, no campo da política salarial, foi introduzida, via ecreto-lei,

Leia mais

História do planejamento no Brasil

História do planejamento no Brasil História do planejamento no Brasil 1. Um marco iniciador: o Plano de Metas de JK 2. Alguns antecedentes de 1909 a 1947-54 3. O contexto dos anos 1950 que implicava numa maior intervenção do Estado na economia

Leia mais

BRASIL REPÚBLICA (1889 )

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) Repressão do governo. Sem maiores consequências. REVOLTA DA VACINA: OSWALDO CRUZ Revolta dos Marinheiros ou Revolta da Chibata (RJ 1910): João Cândido (líder), posteriormente apelidado de Almirante Negro.

Leia mais

Primeira República: 1 A Crise da República. 2 Governo do Mal. Deodoro da Fonseca. 3 Governo do Mal. Floriano Peixoto. Aula 15 Primeira República

Primeira República: 1 A Crise da República. 2 Governo do Mal. Deodoro da Fonseca. 3 Governo do Mal. Floriano Peixoto. Aula 15 Primeira República Aula 15 Primeira República: A República da Espada 1 A Crise da República Setor 1605 2 Governo do Mal. Deodoro da Fonseca 3 Governo do Mal. Floriano Peixoto Aula 15 Primeira República A República da Espada

Leia mais

UDESC 2017/1 HISTÓRIA. Comentário

UDESC 2017/1 HISTÓRIA. Comentário HISTÓRIA Apesar da grande manifestação em São Paulo, no ano de 1984, com a presença de políticos como Ulisses Guimarães, a emenda Dante de Oliveira, que restabelecia as eleições presidenciais diretas,

Leia mais

Era Vargas. Revolução de 1930 Revolução de 1932 Constituição de Intentona comunista (1935) Plano Cohen (1937) Estado Novo ( )

Era Vargas. Revolução de 1930 Revolução de 1932 Constituição de Intentona comunista (1935) Plano Cohen (1937) Estado Novo ( ) Revolução de 1930 Revolução de 1932 Constituição de 1934 Era Vargas Intentona comunista (1935) Plano Cohen (1937) Estado Novo (1937-1945) Governo Provisório Governo Constitucional Estado Novo Revolução

Leia mais

História B aula 15 História da URSS e a Revolução Mexicana.

História B aula 15 História da URSS e a Revolução Mexicana. História B aula 15 História da URSS e a Revolução Mexicana. Para sair da crise: NEP Nova Política Econômica (1921) recuar nas propostas socialistas e adotar algumas medidas capitalistas (estimular novamente

Leia mais

Better Call Getúlio Vargas

Better Call Getúlio Vargas Better Call Getúlio Vargas Getúlio Vargas é formado em advocacia e escolheu essa profissão para agradar seu irmão Viriato Vargas. Viriato Vargas tinha 2 sonhos, se tornar advogado e ser um homem com muito

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE COMUNIDADE E SERVIÇO SOCIAL: PERÍODO DE 1954 A 1960

DESENVOLVIMENTO DE COMUNIDADE E SERVIÇO SOCIAL: PERÍODO DE 1954 A 1960 ISSN 2359-1277 DESENVOLVIMENTO DE COMUNIDADE E SERVIÇO SOCIAL: PERÍODO DE 1954 A 1960 Ana Leticia Soares Soares2329@hotmail.com Andresa Nascimento Andresanascimento1@hotmail.com Denise Santos Borges Shintani

Leia mais

ola eu sou o Everton e vou falar do poder de vargas introdução vargas como era : o seu poder, como ele tomou posse e as tres fases politicas

ola eu sou o Everton e vou falar do poder de vargas introdução vargas como era : o seu poder, como ele tomou posse e as tres fases politicas ola eu sou o Everton e vou falar do poder de vargas introdução vargas como era : o seu poder, como ele tomou posse e as tres fases politicas O PODER DE VARGAS ERA : PROVISÓRIO, CONSTITUCIONAL e ESTADO

Leia mais

EDUCAÇÃO E NACIONAL- DESENVOLVIMENTISMO NO BRASIL

EDUCAÇÃO E NACIONAL- DESENVOLVIMENTISMO NO BRASIL EDUCAÇÃO E NACIONAL- DESENVOLVIMENTISMO NO BRASIL Manoel Nelito M. Nascimento Publicado em Navegando na História da Educação Brasileira: http://www.histedbr.fae.unicamp.br/navegando/index.html Em maio

Leia mais

Socialismo reformista na Quarta República: o Partido Socialista Brasileiro entre

Socialismo reformista na Quarta República: o Partido Socialista Brasileiro entre Socialismo reformista na Quarta República: o Partido Socialista Brasileiro entre 1945-1964 Rodrigo Candido da Silva Universidade Estadual de Maringá (UEM) A importância histórica da participação política

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 13 A ERA VARGAS: O GOVERNO CONSTITUCIONAL ( )

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 13 A ERA VARGAS: O GOVERNO CONSTITUCIONAL ( ) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 13 A ERA VARGAS: O GOVERNO CONSTITUCIONAL (1934-37) Manifesto da AIB Plínio Salgado Fixação 1) (UFV) Durante a Era Vargas, notadamente no período de 1934-37, houve uma polarização

Leia mais

O FIM DOS GOVERNOS POPULISTAS

O FIM DOS GOVERNOS POPULISTAS O FIM DOS GOVERNOS POPULISTAS (1956-1961) Juscelino Kubitschek (PSD-PTB) Posse conturbada: -Intervenção Henrique Teixeira Lott (Contra Café Filho e Carlos Luz) - Oposição de Carlos Lacerda -Governo Tranquilo

Leia mais

1º bimestre 3ª série Contemporânea Revoluções Russas Cap. 42 p Roberson de Oliveira

1º bimestre 3ª série Contemporânea Revoluções Russas Cap. 42 p Roberson de Oliveira 1º bimestre 3ª série Contemporânea Revoluções Russas Cap. 42 p. 404 Roberson de Oliveira 1. As transformações econômicas, sociais e políticas na ordem feudal-czarista Fatores e alguns efeitos: 1. Fatores

Leia mais

O FIM DOS GOVERNOS POPULISTAS

O FIM DOS GOVERNOS POPULISTAS O FIM DOS GOVERNOS POPULISTAS (1956-1961) Juscelino Kubitschek (PSD-PTB) Posse conturbada: -Intervenção Henrique Teixeira Lott (Contra Café Filho e Carlos Luz) - Oposição de Carlos Lacerda -Governo Tranquilo

Leia mais

02) Descreva sobre o Plano de Metas do governo JK e as suas conseqüências para o Brasil.

02) Descreva sobre o Plano de Metas do governo JK e as suas conseqüências para o Brasil. DISCIPLINA: HISTÓRIA DATA: PROFESSOR: CARLOS e WILHER ETAPA: RECUPERAÇÃO FINAL NOME COMPLETO: ASSUNTO: TRABALHOS DE RECUPERAÇÃO SÉRIE: 3ª / E.M. TURMA: Nº: Matéria da Prova: O conteúdo a ser estudado para

Leia mais

A ERA VARGAS (1930/1945)

A ERA VARGAS (1930/1945) PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DE VARGAS(1930-1945) 1945) Nacionalista. Favor das empresas nacionais. Política econômica Intervencionista. Ditador de características fascista. Populista. Centralizador. PRINCIPAIS

Leia mais

Escola de Formação Política Miguel Arraes

Escola de Formação Política Miguel Arraes Escola de Formação Política Miguel Arraes Curso de Formação, Capacitação e Atualização Política dos Filiados, Militantes e Simpatizantes Módulo III O Socialismo no Mundo Contemporâneo Aula 6 História do

Leia mais

A República Velha ( )

A República Velha ( ) Capítulo 52 A República Velha (1889 1930) A CRISE DA REPÚBLICA (1889-1894) A República Velha (1889 1930) 1889 1891 Governo Provisório 1891 1894 República da Espada 1891 Mal. Deodoro Da Fonseca 1891-1894

Leia mais

REVOLUÇÃO RUSSA. Situação Política: Até início do séc. XX a Rússia ainda era um país Absolutista, governada por um Czar.

REVOLUÇÃO RUSSA. Situação Política: Até início do séc. XX a Rússia ainda era um país Absolutista, governada por um Czar. Antecedentes: REVOLUÇÃO RUSSA Situação Política: Até início do séc. XX a Rússia ainda era um país Absolutista, governada por um Czar. Situação Econômica: era um país extremamente atrasado, economia agrária,

Leia mais

Brasil: os anos mais repressivos do

Brasil: os anos mais repressivos do Brasil: os anos mais repressivos do regime militar Ago/69: Costa e Silva adoece e é afastado. Vice Pedro Aleixo é impedido de assumir. Ago-out/1969 Junta militar assume o poder e escolhe novo presidente.

Leia mais

De JK à Constituição de 88 Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira

De JK à Constituição de 88 Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira De JK à Constituição de 88 Material para acompanhamento de aulas, Professor Luiz Marcello de Almeida Pereira Formato ABNT, para citação desta apostila em trabalhos acadêmicos: PEREIRA, L. M. A. De JK à

Leia mais

ERA VARGAS ( )

ERA VARGAS ( ) AVISO: O conteúdo e o contexto das aulas referem-se aos pensamentos emitidos pelos próprios autores que foram interpretados por estudiosos dos temas RUBENS expostos. RAMIRO Todo JUNIOR exemplo (TODOS citado

Leia mais

Revisão República Brasileira

Revisão República Brasileira Revisão 2009 República Brasileira 09 Terminada a Segunda Guerra Mundial, o mundo descobriu horrorizado o assassinato de 6 milhões de judeus em campos de extermínio nazistas. O fato comoveu a opinião pública

Leia mais

CHINA Política e Economia

CHINA Política e Economia China séculos XIX e XX Exportadora de produtos primários para países capitalistas mais desenvolvidos Canela, seda, chá (produtos de exportação chineses) Guerra do Ópio contra a Inglaterra (1839 1842, 1856

Leia mais

historiaula.wordpress.com A Era Vargas Professor Ulisses Mauro Lima

historiaula.wordpress.com A Era Vargas Professor Ulisses Mauro Lima historiaula.wordpress.com A Era Vargas Professor Ulisses Mauro Lima 1930-1945 A era Vargas: 1930-1945 1930 2 de janeiro: publicação da plataforma da Aliança Liberal. 1 de março: vitória de Julio Preste

Leia mais

- votaram: crianças, escravos. e mortos. PARTIDO LIBERAL E PARTIDO CONSERVADOR... OU SERÁ VICE-VERSA?

- votaram: crianças, escravos. e mortos. PARTIDO LIBERAL E PARTIDO CONSERVADOR... OU SERÁ VICE-VERSA? 1 - Eleições do cacete 1.1 - D. Pedro II - 1 Ministério composto por membros do Partido Liberal. 1.2 - Eleições para Câmara dos Deputados => fraudes - substituições: juizes, presidentes das províncias,

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 19 O GOVERNO JUSCELINO KUBITSCHEK ( )

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 19 O GOVERNO JUSCELINO KUBITSCHEK ( ) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 19 O GOVERNO JUSCELINO KUBITSCHEK (1956-61) Fixação 1) A julgar pelas opiniões emitidas hoje sobre o passado republicano e democrático do Brasil, tanto pelo presidente Fernando

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS COM SELEÇÃO DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO ANUAL 2013 Prof. Iasbeck

ROTEIRO DE ESTUDOS COM SELEÇÃO DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO ANUAL 2013 Prof. Iasbeck ROTEIRO DE ESTUDOS COM SELEÇÃO DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO ANUAL 2013 Prof. Iasbeck 3ª SÉRIE ENSINO MÉDIO CONTEÚDO BRASIL REPÚBLICA A REPÚBLICA LIBERAL OU POPULISTA( 1945-1964):.Governo Dutra(1946-1951).

Leia mais

EDITAL DA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO Provas Bimestrais 4º Bimestre/2016 Grupo 2

EDITAL DA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO Provas Bimestrais 4º Bimestre/2016 Grupo 2 EDITAL DA 3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO Provas Bimestrais 4º Bimestre/2016 Grupo 2 DISCIPLINAS Materiais de Estudo Conteúdos Objetivos de Aprendizagem (O que o aluno deverá saber) Procedimento de Estudo (Como

Leia mais

BOM TRABALHO E SUCESSO!!! RENATA, LEONARDO E CARLÃO!!!

BOM TRABALHO E SUCESSO!!! RENATA, LEONARDO E CARLÃO!!! DISCIPLINA: História PROFESSORES: Renata, Leonardo e Carlão. DATA: /12/2014 VALOR: 20,0 pts. NOTA: ASSUNTO: Trabalho de Recuperação Final SÉRIE: 9º ANO/E.F. TURMA: NOME COMPLETO: Nº: Matéria da Prova:

Leia mais

Os diferentes modelos de Estados (principais características)

Os diferentes modelos de Estados (principais características) Capítulo 6 Poder, política e Estado 7 Os diferentes modelos de Estados (principais características) Absolutista: - Unidade territorial. - Concentração do poder na figura do rei, que controla economia,

Leia mais