A farsa democrática. :: portada :: Brasil :: Laerte Braga Rebelión

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A farsa democrática. :: portada :: Brasil :: Laerte Braga Rebelión"

Transcrição

1 :: portada :: Brasil :: A farsa democrática Laerte Braga Rebelión A existência de uma justiça especializada para eleições, por si só, já é um fato caracterizador de arbítrio. Não há sentido em Justiça Eleitoral com toda a estrutura e aparato que dispõe, impondo normas que restringem os critérios de igualdade na disputa eleitoral, sem falar na ação do atual presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Nelson Jobim, quando presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Jobim implantou o sistema eletrônico de votação e barrou todas as iniciativas para torná-lo mais confiável e seguro ao longo de um debate que permanece até hoje, usurpando funções do Congresso Nacional, omisso e cúmplice num processo no mínimo suspeito (enquanto não houver segurança é suspeito), até por conta das estruturas coronelescas que presidem eleições no Brasil. É possível que um juiz eleitoral, não importa que seja íntegro, a grande e esmagadora maioria o é, armado de instruções do TSE, ou dos TREs (Tribunais Regionais Eleitorais), reste responsável por sensíveis mudanças no comportamento do eleitor, com decisões eivadas de legalismo, repletas de arbitrariedade. É o caso de Paulinho, candidato do PDT a prefeito de São Paulo, que requereu e teve negado o mesmo direito dispensado aos candidatos líderes na pesquisa, em relação a obrigatoriedade de entrevistas com todos os candidatos, como prevê a lei, num ou noutro veículo de comunicação. Direito cerceado de forma absoluta, ao talante de um juiz que interpreta para além da lei, na medida que exclui o candidato (é um exemplo, não votaria nele para nada), com base em pesquisas de opinião que o apontam sem chances. page 1 / 5

2 Eleições no Brasil não representam, necessariamente, a vontade do povo. E quando representam, ocorrem casos como o de Lula. Eleito com um propósito, em cima de um programa, mas, larga, à porta do palácio, o programa, os princípios, tudo. Fica igual a qualquer Sarney, ou FHC da vida. A legislação eleitoral brasileira proíbe jornais ou outros veículos de comunicação de terem posições a favor desse ou daquele candidato. Além de ser uma arbitrariedade, o dispositivo não é cumprido. É só olhar a forma como os jornais e redes de tevê fazem, em todo o País, para defender aliados e massacrar adversários. Um exemplo disso foi a campanha nas eleições municipais de 2000, quando o jornal "EM TEMPO", de um dirigente do PSDB, massacrou a deputada Maria do Carmo Lara, do PT, candidata a prefeita na cidade onde o dono do jornal tem negócios e interesses. Eu também não votaria nela para coisa alguma, mas foi uma violência sem tamanho o massacre a que foi submetida. Ou o caso das pesquisas. Se muitas refletem tendências do eleitorado são conhecidas as manipulações de alguns institutos, sobretudo o IBOPE, ligado à Rede Globo. Não há necessidade de manifestar apoio a um ou outro candidato explicitamente, basta fazer como a Globo fez quando fabricou Collor de Mello. A mentira da propaganda gratuita. Hoje é o custo mais alto de uma campanha a prefeito em cidades de porte médio e grandes, onde existam emissoras de rádio e tevê, sobretudo tevê. A forma como a legislação define a matéria mantém o que é gratuito, ou deveria ser, em mãos de produtoras e empresas de marketing, sem qualquer chance de mudanças. page 2 / 5

3 Tem grana? Programa de qualidade, efeitos especiais, mentiras em horário nobre, etc, etc. Não tem? Imagem em preto e branco, feita de forma amadora. Juízes eleitorais decidem sobre o que pode e o que não pode ser dito em programas ditos gratuitos. Direito de resposta tem julgamento subjetivo em boa parte dos casos e, muitas vezes, via de regra é assim, favorece aos principais candidatos, os dos maiores partidos. Apreensão de prospectos, corte nos programas de rádio e tevê, limitação disso, daquilo, enfim, toda a sorte de procedimentos destinadas a não permitir que as eleições signifiquem manifestação livre e soberana do povo, porque não acontece em igualdade de condições e muitas vezes se dá debaixo da violência legal. Para usar o exemplo de países ditos democráticos, ou pelo menos onde a vontade popular se manifesta de forma clara, precisa, sem fios condutores, nesses não existe justiça eleitoral. Existe justiça. Regras claras e definidas. Nem o sistema de votação necessita ser de ponta, falo de tecnologia. Na Inglaterra se vota com cédula e a democracia inglesa, nos moldes tradicionais, é real. Muitas vezes o tradicional é exemplo de estabilidade e segurança, ao contrário das urnas eletrônicas do ministro Nelson Jobim. Eleições viraram festa, mas não da democracia. Das oligarquias. São conduzidas pelos grandes meios de comunicação, pelas grandes empresas de publicidade, atendem a interesses dos grandes partidos, a propaganda gratuita é a mais cara, tendo como pano de fundo a justiça eleitoral, não importa que os juízes sejam honestos ou não, importa que exercem função semelhante a dos inspetores de quarteirão. page 3 / 5

4 O pode, o não pode. E aí, há um outro aspecto subjetivo. Juiz também tem candidato. A constatação que a democracia é uma farsa, feita pelo escritor português Saramago, no Brasil, em muitos lugares semelhantes, passa pela estrutura jurídica e institucional montada para não mudar coisa alguma. Eleições no Brasil guardam profundos resquícios da ditadura militar. No caso da justiça eleitoral, desde os tempos de Vargas, a ditadura Vargas. Em sua posse como ministro do STF, sendo ex-ministro da Justiça do governo FHC, o atual presidente da mais alta corte de Justiça do País se declarou "líder do governo nesta casa". Continua sendo isso. Ao que eu saiba nenhum ministro do STF influenciou tanto o processo eleitoral como Jobim. Mesmo que rime, é algo como um Rasputin do regime, ele e suas urnas, todo o processo autoritário que rege aquilo que deveria ser manifestação da vontade popular. Nos dias de hoje o eleitor não vota em candidatos, ou partidos, mas em marcas produzidas por especialistas em pregar mentiras. Tipo sabão que tira manchas. page 4 / 5

5 page 5 / 5

Título da Pesquisa: INTENÇÃO DE VOTO PARA PRESIDENTE XVII - CEDEC II

Título da Pesquisa: INTENÇÃO DE VOTO PARA PRESIDENTE XVII - CEDEC II Número da pesquisa: DAT/BR89.DEZ-00210 Título da Pesquisa: INTENÇÃO DE VOTO PARA PRESIDENTE XVII - CEDEC II Data: 15/12/89 Tamanho da amostra: 5802 Universo: Eleitores do Brasil var label sexo "Sexo".

Leia mais

Os rumos da democracia no Brasil

Os rumos da democracia no Brasil :: portada :: Brasil :: 18-10-2004 Os rumos da democracia no Brasil Laerte Braga Rebelión O deputado Raul Pont, candidato a prefeito de Porto Alegre, foi gentil ao analisar a performance eleitoral do partido

Leia mais

Garantias legais de equilíbrio do exercício do direito de antena durante o processo eleitoral

Garantias legais de equilíbrio do exercício do direito de antena durante o processo eleitoral Garantias legais de equilíbrio do exercício do direito de antena durante o processo eleitoral Por: Cremildo Paca Falar sobre as garantias legais de equilíbrio do direito de antena é um exercício desafiante.

Leia mais

O grande silêncio aliado a revolta quanto ao resultado das eleições em Barra do Corda

O grande silêncio aliado a revolta quanto ao resultado das eleições em Barra do Corda O grande silêncio aliado a revolta quanto ao resultado das eleições em Barra do Corda Barra do Corda participou de um processo eleitoral neste ano de 2016 como nunca visto antes na história do município.

Leia mais

Comunicação e marketing na campanha municipal após a reforma eleitoral

Comunicação e marketing na campanha municipal após a reforma eleitoral Comunicação e marketing na campanha municipal após a reforma eleitoral ANDRÉ LACERDA Instituto Teotônio Vilela. Vitória, 4 de junho de 2016 Comunicação e marketing na campanha municipal após a reforma

Leia mais

Genoíno quer enquadrar bancada e evitar problemas

Genoíno quer enquadrar bancada e evitar problemas :: portada :: Brasil :: 10-01-2005 Genoíno quer enquadrar bancada e evitar problemas Laerte Braga Rebelión A direção nacional do PT está convocando os deputados petistas para esta semana, para o que chama

Leia mais

O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA

O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA O ESTADO E A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA ESTADO Conjunto de regras, pessoas e organizações que se separam da sociedade para organizá-la. - Só passa a existir quando o comando da comunidade

Leia mais

PROCEDIMENTOS UTILIZADOS NA REALIZAÇÃO DA PESQUISA: O universo desta pesquisa abrange os eleitores do Estado do Rio de Janeiro maiores de 16

PROCEDIMENTOS UTILIZADOS NA REALIZAÇÃO DA PESQUISA: O universo desta pesquisa abrange os eleitores do Estado do Rio de Janeiro maiores de 16 Curitiba, 14 de dezembro de 2015 Apresentamos a seguir os resultados da pesquisa de opinião pública realizada no Estado do Rio de Janeiro, com o objetivo de consulta à população sobre avaliação da administração

Leia mais

Visão Geral do Processo. Giuseppe Dutra Janino Secretário de Tecnologia da Informação/TSE

Visão Geral do Processo. Giuseppe Dutra Janino Secretário de Tecnologia da Informação/TSE Visão Geral do Processo Giuseppe Dutra Janino Secretário de Tecnologia da Informação/TSE Agenda Institucional A Urna Eletrônica Visão geral do processo Evolução Fraude Meios de fiscalização Institucional

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 530/XII/3 (PSD, CDS-PP) - «LEI QUE DEFINE OS PRINCÍPIOS QUE REGEM A COBERTURA JORNALÍSTICA DAS ELEIÇÕES E DOS REFERENDOS NACIONAIS»

PROJETO DE LEI N.º 530/XII/3 (PSD, CDS-PP) - «LEI QUE DEFINE OS PRINCÍPIOS QUE REGEM A COBERTURA JORNALÍSTICA DAS ELEIÇÕES E DOS REFERENDOS NACIONAIS» PROJETO DE LEI N.º 530/XII/3 (PSD, CDS-PP) - «LEI QUE DEFINE OS PRINCÍPIOS QUE REGEM A COBERTURA JORNALÍSTICA DAS ELEIÇÕES E DOS REFERENDOS NACIONAIS» PROPOSTA DE SUBSTITUIÇÃO REGIME JURÍDICO DA COBERTURA

Leia mais

ATUALIDADES POLÍTICA : PROCESSO ELEITORAL NORTE-AMERICANO

ATUALIDADES POLÍTICA : PROCESSO ELEITORAL NORTE-AMERICANO ATUALIDADES POLÍTICA : PROCESSO ELEITORAL NORTE-AMERICANO As eleições presidenciais nos Estados Unidos são realizadas de modo indireto por meio de delegados escolhidos via convenções partidárias. Sistema

Leia mais

Eleição Presidencial 2014: Um olhar sobre a força do voto de mulheres e negros. Análise: Fátima Pacheco Jordão

Eleição Presidencial 2014: Um olhar sobre a força do voto de mulheres e negros. Análise: Fátima Pacheco Jordão Eleição Presidencial 14: Um olhar sobre a força do voto de mulheres e negros Análise: Fátima Pacheco Jordão Realização Parceria Objetivo O Instituto Patrícia Galvão disponibiliza a partir de agora análises

Leia mais

SENSUS. Relatório Síntese CNT SENSUS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL RODADA a 13 de Outubro de 2010

SENSUS. Relatório Síntese CNT SENSUS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL RODADA a 13 de Outubro de 2010 Pesquisa e Consultoria Relatório Síntese PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL RODADA 106 CNT 11 a 13 de Outubro de 2010 SAUS Q 01 - Bloco J - Entradas 10 e 20 Rua Grão Pará, 737 4ºandar Ed. CNT - 11 o

Leia mais

EDITAL Nº 021 / INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE O CURSO

EDITAL Nº 021 / INFORMAÇÕES BÁSICAS SOBRE O CURSO EDITAL Nº 021 /2014 CURSO DE APERFEIÇOAMENTO PARA MAGISTRADOS EM DIREITO ELEITORAL PROPAGANDA POLÍTICA E DIREITO PENAL ELEITORAL PRINCIPAIS INOVAÇÕES LEGAIS E JURISPRUDENCIAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2014.

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina

Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina Vistos etc Trata-se de pedido de direito de resposta formulado pelo Prefeito Municipal de Florianópolis Cesar Souza Junior contra a coligação Um novo olhar para Florianópolis e o candidato Gean Loureiro,

Leia mais

O IMPEACHMENT DA PRESIDENTE (Jornal El País 01/09/2016)

O IMPEACHMENT DA PRESIDENTE (Jornal El País 01/09/2016) O IMPEACHMENT DA PRESIDENTE (Jornal El País 01/09/2016) O processo de impeachment não foi um subterfúgio político, com embasamento jurídico, para afastar a presidente Dilma por ter derrubado o PIB brasileiro,

Leia mais

Guia rápido de permissões e proibições pertinentes à propaganda eleitoral

Guia rápido de permissões e proibições pertinentes à propaganda eleitoral Secretaria Judiciária Coordenadoria de Gestão da Informação Guia rápido de permissões e proibições pertinentes à propaganda eleitoral Tipo Regra Referência legislativa Sancionamento em caso de violação

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES INSTRUÇÃO NORMATIVA SECOM-PR N o 3, DE 4 DE MARÇO DE 2010. Dispõe sobre a suspensão da publicidade dos órgãos e entidades do Poder Executivo Federal, no período eleitoral, e dá outras providências. O MINISTRO

Leia mais

Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais

Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais Calendário Eleitoral 2012 - Eleições Municipais Em ano de eleições municipais é importante estar atento ao calendário eleitoral 2012 para as eleições municipais. O Tribunal Superior Eleitoral/TSE divulgou

Leia mais

Para dar seu voto consciente, o eleitor deverá:

Para dar seu voto consciente, o eleitor deverá: Neste ano teremos eleições gerais, para elegermos nossos representantes nas três esferas de Governo: municipal, estadual e federal. Numa democracia representativa, a escolha de prefeitos, governadores,

Leia mais

Pesquisa de Intenção de Voto. Sucessão Municipal. Caxias do Sul. 25/09/2008-4ª pesquisa. Porto Alegre, 26 de setembro de 2008.

Pesquisa de Intenção de Voto. Sucessão Municipal. Caxias do Sul. 25/09/2008-4ª pesquisa. Porto Alegre, 26 de setembro de 2008. Pesquisa de Intenção de Voto Sucessão Municipal Caxias do Sul 25/09/2008-4ª pesquisa Porto Alegre, 26 de setembro de 2008. 1 Sumário Apresentação e Metodologia... 3 Intenção de Voto... 5 Rejeição... 8

Leia mais

Tipos de Democracia. Sociologia Larissa Rocha 12 e Aula ao Vivo

Tipos de Democracia. Sociologia Larissa Rocha 12 e Aula ao Vivo Tipos de Democracia 1. Passava da meia noite quando o escrutínio terminou. Os votos válidos não chegavam a vinte e cinco por cento, distribuídos pelo partido da direita, treze por cento, pelo partido do

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2016

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2016 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2016 Altera os 1º, 2º e 3º, do art. 17 da Constituição Federal e a ele acrescenta os 5º, 6º, 7º e 8º, para autorizar distinções entre partidos políticos, para fins

Leia mais

Quem reforma o sistema eleitoral?

Quem reforma o sistema eleitoral? Quem reforma o sistema eleitoral? O nó que amarra a reforma política no Brasil nunca foi desatado. O motivo é simples. Não há interesse. Historicamente, parlamentares só mudam as regras em benefício próprio.

Leia mais

Atividade supervisionada de Assessoria de Comunicação

Atividade supervisionada de Assessoria de Comunicação Atividade supervisionada de Assessoria de Comunicação Turma 131 Professora: Cleide Luciane Antoniutti Integrantes: Diego De Souza Basto França Lidiane Da Silva Barbosa Dos Santos Lilian de Melo Virginia

Leia mais

REFLEXOS DA REFORMA POLÍTICA NAS ELEIÇÕES DE 2016

REFLEXOS DA REFORMA POLÍTICA NAS ELEIÇÕES DE 2016 REFLEXOS DA REFORMA POLÍTICA NAS ELEIÇÕES DE 2016 Dr. Felipe Ferreira Lima Diretor do Instituto Egídio Ferreira Lima 1. Introdução: O debate sobre a Reforma Política no Brasil 2. Registro de Candidatura

Leia mais

INSTITUTO METHODUS Pesquisa Eleitoral PORTO ALEGRE - RS

INSTITUTO METHODUS Pesquisa Eleitoral PORTO ALEGRE - RS INSTITUTO METHODUS Pesquisa Eleitoral PORTO ALEGRE - RS Pesquisa Registrada junto ao Tribunal Superior Eleitoral (Resolução 23.453) Protocolada sob o Nº 388/2016 PESQUISA REGISTRADA NO TSE SOB O PROTOCOLO

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DE 1934

CONSTITUIÇÃO DE 1934 Vargas INTRODUÇÃO Neste livro você vai ler sobre a Era Vargas. Solicitado pela professora Valéria, da disciplina de História, escrito por Manuela Rottava, com caráter avaliativo. Tem destaque nas seguintes

Leia mais

PROJETO MULTIDADOS PESQUISA DE PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIA MARCO AURÉLIO SÉRGIO TORRES

PROJETO MULTIDADOS PESQUISA DE PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIA MARCO AURÉLIO SÉRGIO TORRES PROJETO MULTIDADOS PESQUISA DE PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIA MARCO AURÉLIO 031-99731-0011 SÉRGIO TORRES 031-99984-1289 MULTIDADOS PESQUISA LTDA Avenida Raja Gabaglia Nº1710, Conjunto 803, Bairro Gutierrez

Leia mais

A PERCEPÇÃO DA SOCIEDADE SOBRE A JUSTIÇA. ANTONIO LAVAREDA MCI Estratégia

A PERCEPÇÃO DA SOCIEDADE SOBRE A JUSTIÇA. ANTONIO LAVAREDA MCI Estratégia A PERCEPÇÃO DA SOCIEDADE SOBRE A JUSTIÇA ANTONIO LAVAREDA MCI Estratégia 01 de Dezembro/ 2012 1 SUMÁRIO COMO A IMAGEM É CONSTRUÍDA CONFIANÇA NA JUSTIÇA O IMPACTO DO JULGAMENTO DO MENSALÃO 2 COMO A IMAGEM

Leia mais

DIREITO ELEITORAL. UNIDADE 1 Direito Eleitoral Código Eleitoral (Lei nº 4.737, de 15/07/1965)

DIREITO ELEITORAL. UNIDADE 1 Direito Eleitoral Código Eleitoral (Lei nº 4.737, de 15/07/1965) DIREITO ELEITORAL SUMÁRIO UNIDADE 1 Direito Eleitoral Código Eleitoral (Lei nº 4.737, de 15/07/1965) UNIDADE 2 Órgãos da Justiça Eleitoral (TSE, TREs, Juízes Eleitorais e Juntas Eleitorais) 2.1 Composição

Leia mais

SENSUS. Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE. 03 a 07 de Novembro de 2010

SENSUS. Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE. 03 a 07 de Novembro de 2010 Pesquisa e Consultoria Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE 03 a 07 de Novembro de 2010 Rua Grão Pará 737, 4 andar Cep 30150-341 Belo Horizonte MG Tel. 31-33042100

Leia mais

2012/ Ao presidente do partido e ao juiz eleitoral

2012/ Ao presidente do partido e ao juiz eleitoral 2012/2014 2016 20/07 a 05/08 Data das Convenções Partidárias 10/06 a 30/06 (Art. 8º da Lei nº. 9.504/97 e 93, 2º da Lei 4.737/65) Prazo de filiação partidária Comunicação de desfiliação partidária Janela

Leia mais

Veja como a história de Eduardo Campos se funde com a história do PSB

Veja como a história de Eduardo Campos se funde com a história do PSB Biografia de Eduardo Henrique Accioly Campos (Eduardo Campos) Veja como a história de Eduardo Campos se funde com a história do PSB 2014 UNIDOS PELO BRASIL Em 28 de junho, a Coligação Unidos pelo Brasil

Leia mais

Gilmar Mendes perde e STF veta doação de empresas Sex, 18 de Setembro de 2015 11:13

Gilmar Mendes perde e STF veta doação de empresas Sex, 18 de Setembro de 2015 11:13 Até Maradona coraria. Teve a mão de Deus, disse o ministro Gilmar Mendes na quarta 16 ao defender seu longo pedido de vista, de um ano e cinco meses, no julgamento do Supremo Tribunal Federal que analisa

Leia mais

PROJETO DE LEI N o, DE 2009

PROJETO DE LEI N o, DE 2009 PROJETO DE LEI N o, DE 2009 (Do Sr. Capitão Assumção) Dispõe sobre a criação de cadastro nacional de consumidor para proibição do recebimento de propagandas através de telemarketing, mensagens eletrônicas

Leia mais

25 a 34 anos. Masculino. Fundamental Médio Superior Até 2 S.M. Feminino. 35 a 44 anos. 16 a 24 anos. 60 anos ou mais. 45 a 59 anos. Mais de 2 a 5 S.

25 a 34 anos. Masculino. Fundamental Médio Superior Até 2 S.M. Feminino. 35 a 44 anos. 16 a 24 anos. 60 anos ou mais. 45 a 59 anos. Mais de 2 a 5 S. P.1. Em 2008 haverá eleições para prefeito de São Paulo. Em quem você gostaria de votar para prefeito em 2008? (Resposta espontânea e única, em %) 60 Gilberto Kassab 8 11 6 5 6 8 11 15 7 8 14 4 9 13 20

Leia mais

Observatório da Jurisdição Constitucional ISSN Ano 3, 2009/2010 COMENTÁRIOS À DECISÃO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL NA ADPF 130

Observatório da Jurisdição Constitucional ISSN Ano 3, 2009/2010 COMENTÁRIOS À DECISÃO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL NA ADPF 130 COMENTÁRIOS À DECISÃO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL NA ADPF 130 Maria Filomena da Paixão A decisão do Supremo Tribunal Federal de considerar que a Lei de Imprensa não foi recepcionada pela Constituição Federal

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais. ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos)

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais. ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos) CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA PORTUGUESA 7.ª revisão 2005 (excertos) Princípios fundamentais ARTIGO 10.º (Sufrágio universal e partidos políticos) 1. O povo exerce o poder político através do sufrágio universal,

Leia mais

Confira 30 nomes cogitados para ministros no governo Dilma Rousseff

Confira 30 nomes cogitados para ministros no governo Dilma Rousseff G1 - Portal de Notícias da Globo - SP 13/11/2010-14:28 Confira 30 nomes cogitados para ministros no governo Dilma Rousseff Governo Lula tem 34 ministérios e secretarias com status ministerial. Diante da

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2016 (Dos Senadores Walter Pinheiro e outros...)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2016 (Dos Senadores Walter Pinheiro e outros...) PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2016 (Dos Senadores Walter Pinheiro e outros...) Insere artigo no Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para prever a realização de eleições presidenciais

Leia mais

REPRESENTAÇÃO n. 423/2008 (Programa de rádio que veicula crítica ou opinião contrária a candidato)

REPRESENTAÇÃO n. 423/2008 (Programa de rádio que veicula crítica ou opinião contrária a candidato) REPRESENTAÇÃO n. 423/2008 (Programa de rádio que veicula crítica ou opinião contrária a candidato) Vistos. Trata-se de representação eleitoral ofertada por COLIGAÇÃO UMA NOVA ATITUDE PARA SÃO PAULO (PT,

Leia mais

PROPAGANDA ELEITORAL. ARTHUR ROLLO

PROPAGANDA ELEITORAL. ARTHUR ROLLO PROPAGANDA ELEITORAL ARTHUR ROLLO arthur@albertorollo.com.br NA PRÉ-CAMPANHA PODE Dizer que é précandidato; Pedir apoio político; Divulgar ações políticas passadas e futuras. NA PRÉ-CAMPANHA panfletos;

Leia mais

Voto da classe média deve decidir eleição, dizem analistas

Voto da classe média deve decidir eleição, dizem analistas Page 1 of 8 23/05/2010 07h00 - Atualizado em 23/05/2010 07h00 Voto da classe média deve decidir eleição, dizem analistas Ascensão social leva classe C a ser maioria em pleito. Pré-candidatos já disputam

Leia mais

Catalogação na Publicação (CIP)

Catalogação na Publicação (CIP) GUIA AOS ELEITORES Catalogação na Publicação (CIP) P221 Pará. Ministério Público. Guia aos eleitores: Perguntas e respostas sobre as eleições municipais de 2016 / Elaboração e Organização de José Edvaldo

Leia mais

POSSE NA PRESIDÊNCIA DO SUPREMO TRIBUNAL

POSSE NA PRESIDÊNCIA DO SUPREMO TRIBUNAL SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL POSSE NA PRESIDÊNCIA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL MINISTRO NELSON AZEVEDO JOBIM PRESIDENTE MINISTRA ELLEN GRACIE NORTHFLEET VICE-PRESIDENTE SESSÃO SOLENE REALIZADA EM 3 DE JUNHO

Leia mais

Papéis dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário. O art. 224 do Código Eleitoral dispõe:

Papéis dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário. O art. 224 do Código Eleitoral dispõe: Sistemas Eleitorais Voto e Eleições A expressão "sistema eleitoral" designa o modo, os instrumentos e os mecanismos empregados nos países de organização política democrática para constituir seus Poderes

Leia mais

Datafolha, propaganda e eleitores nos estados

Datafolha, propaganda e eleitores nos estados Datafolha, propaganda e eleitores nos estados 23 de agosto de 2010 1. Vitória de Dilma no 1º turno Bastou uma semana de horário eleitoral gratuito em rádio e televisão ao lado do presidente Lula para Dilma

Leia mais

Pesquisa de Intenção de Voto. Sucessão Municipal. Pelotas. 17/09/2008-3ª pesquisa. Porto Alegre, 19 de setembro de 2008.

Pesquisa de Intenção de Voto. Sucessão Municipal. Pelotas. 17/09/2008-3ª pesquisa. Porto Alegre, 19 de setembro de 2008. Pesquisa de Intenção de Voto Sucessão Municipal Pelotas 17/09/2008-3ª pesquisa Porto Alegre, 19 de setembro de 2008. 1 Sumário Apresentação e Metodologia... 3 Intenção de Voto... 5 Opinião Sobre Quem Irá

Leia mais

Presidente: Des. Walter de Almeida Guilherme. Vice-Presidente e Corregedor Regional Eleitoral: Des. Alceu Penteado Navarro

Presidente: Des. Walter de Almeida Guilherme. Vice-Presidente e Corregedor Regional Eleitoral: Des. Alceu Penteado Navarro Presidente: Des. Walter de Almeida Guilherme Vice-Presidente e Corregedor Regional Eleitoral: Des. Alceu Penteado Navarro Diretora-Geral: Jade Almeida Prometti Realização: Assessoria de Comunicação Social

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA DE ACORDO COM O EDITAL N 1, DE 24 DE NOVEMBRO DE 201, DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO, TRE-SP CONHECIMENTOS BÁSICOS

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA REGIONAL ELEITORAL DE PERNAMBUCO

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA REGIONAL ELEITORAL DE PERNAMBUCO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA REGIONAL ELEITORAL DE PERNAMBUCO REF.: REPRESENTAÇÃO N.º 717/2006 CLASSE 16 REPRESENTANTE: PARTIDO DOS TRABALHADORES - PT REPRESENTADO: PARTIDO SOCIAL DA DEMOCRACIA

Leia mais

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1 DIREITOS POLÍTICOS Prof. Fábio Ramos prof.fabioramos@hotmail.com Conjunto de normas que disciplinam as formas de exercício da soberania popular. Princípio da Soberania Popular: Art. 1º, par. único: Todo

Leia mais

GUIA DAS CONVENÇÕES DAS ELEIÇÕES 2016

GUIA DAS CONVENÇÕES DAS ELEIÇÕES 2016 GUIA DAS CONVENÇÕES DAS ELEIÇÕES 2016 Modelos de EDITAL DE CONVOCAÇÃO CÉDULA DE VOTAÇÃO ATA DA CONVENÇÃO PALAVRA DO PRESIDENTE Prezados filiados do PSD Pará, O PSD está cada vez mais forte e unido em todo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação,Ciência e Tecnologia de Brasília Campus Riacho Fundo

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação,Ciência e Tecnologia de Brasília Campus Riacho Fundo EDITAL Nº 16 CRFI/IFB, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2015 ELEIÇÃO PARA COORDENADOR DO CURSO DE LETRAS LÍNGUA INGLESA O DIRETOR-GERAL DO CAMPUS RIACHO FUNDO DO INSTITUTO FEDERAL DE BRASÍLIA, nomeado pela Portaria

Leia mais

Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização

Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização Eleições 2010: calendário eleitoral, com prazos de desincompatibilização Dirigentes sindicais e servidores que pretendem disputar as eleições de 2010 devem ficar atentos às datas e prazos de desincompatibilização.

Leia mais

DEMOCRACIA X DITADURA. Prof. Dieikson de Carvalho

DEMOCRACIA X DITADURA. Prof. Dieikson de Carvalho DEMOCRACIA X DITADURA Prof. Dieikson de Carvalho Característica da Democracia Sufrágio Universal o voto é um direito da maioria da população. O parlamento ou o Congresso é eleito diretamente pelo povo.

Leia mais

29/11/2009. Entrevista do Presidente da República

29/11/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na chegada ao hotel Villa Itália Cascais-Portugal, 29 de novembro de 2009 Jornalista: (incompreensível) Presidente:

Leia mais

POSSE NA PRESIDÊNCIA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

POSSE NA PRESIDÊNCIA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL POSSE NA PRESIDÊNCIA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL Ministro Nelson Azevedo Jobim Presidente Ministra Ellen Gracie Northfleet Vice-Presidente Brasília - 2004 Composição Plenária do Supremo Tribunal Federal

Leia mais

Governo Lula fecha o ano em alta nas pesquisas

Governo Lula fecha o ano em alta nas pesquisas :: portada :: Brasil :: 16-12-2004 Governo Lula fecha o ano em alta nas pesquisas Laerte Braga Rebelión A popularidade do presidente Luís Inácio Lula da Silva bate a casa dos 62%. O destempero verbal de

Leia mais

LUCIENI PEREIRA AUDITORA DO TCU PRESIDENTE DA ANTC ENTIDADE DA REDE MCCE

LUCIENI PEREIRA AUDITORA DO TCU PRESIDENTE DA ANTC ENTIDADE DA REDE MCCE 6 de agosto de 2014 LUCIENI PEREIRA AUDITORA DO TCU PRESIDENTE DA ANTC ENTIDADE DA REDE MCCE Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral: Conquistas e Desafios para Eleições Limpas PROJETO DE LEI 6.316,

Leia mais

ELEIÇÕES 2016 O QUE VOCÊ PRECISAR SABER

ELEIÇÕES 2016 O QUE VOCÊ PRECISAR SABER ADVOCACIA & CONSULTORIA EVILSON BRAZ Rua Rodrigues de Aquino, n.º 267, 9º Andar/Sala 903 Edf. Asplan, Centro, João Pessoa/PB - (083) 98761-0375/99989-6277/3021-8444 E-mail: evilsonbraz@ig.com.br / Site:

Leia mais

LEGISLAÇÃO COMERCIAL E TRIBUTÁRIA AULA V

LEGISLAÇÃO COMERCIAL E TRIBUTÁRIA AULA V LEGISLAÇÃO COMERCIAL E TRIBUTÁRIA AULA V IV DIREITO CONSTITUCIONAL (continuação) 1. Poder Constituinte Poder Constituinte é o poder que o povo atribui aos Constituintes, pessoas eleitas com o poder-obrigação

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CENÁRIO ELEITORAL SANTA CATARINA ABRIL 2010

AVALIAÇÃO DO CENÁRIO ELEITORAL SANTA CATARINA ABRIL 2010 PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA - SUMÁRIO GERENCIAL DE RESULTADOS - AVALIAÇÃO DO CENÁRIO ELEITORAL SANTA CATARINA ABRIL 2010 Elaborada com exclusividade para: Rua Monsenhor Manfredo Leite, 129 Centro Florianópolis

Leia mais

Quem reforma o sistema eleitoral?

Quem reforma o sistema eleitoral? Quem reforma o sistema eleitoral? O nó que amarra a reforma política no Brasil nunca foi desatado. O motivo é simples. Não há interesse. Historicamente, parlamentares só mudam as regras em benefício próprio.

Leia mais

Periscope ao-vivo Direito Eleitoral com Bruno Oliveira. Resolução das Questões de Direito Eleitoral do Concurso TRE/SP 2012

Periscope ao-vivo Direito Eleitoral com Bruno Oliveira. Resolução das Questões de Direito Eleitoral do Concurso TRE/SP 2012 Periscope ao-vivo Direito Eleitoral com Bruno Oliveira Resolução das Questões de Direito Eleitoral do Concurso TRE/SP 2012 QUESTÃO 01 (LC 64/90 - Ações Eleitorais) Um partido político pretende pedir a

Leia mais

FLEXIBILIZAÇÃO DO PROGRAMA A VOZ DO BRASIL

FLEXIBILIZAÇÃO DO PROGRAMA A VOZ DO BRASIL AUDIÊNCIA PÚBLICA FLEXIBILIZAÇÃO DO PROGRAMA A VOZ DO BRASIL Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Paulo Machado de Carvalho Neto Membro do Conselho Superior Brasília, 24/10/2007

Leia mais

Suely (Reportagem) Adriana (Produção) 07:27 Intervalo - 3 minutos 07:30 Entrevista/Reportagem Entrevistado:

Suely (Reportagem) Adriana (Produção) 07:27 Intervalo - 3 minutos 07:30 Entrevista/Reportagem Entrevistado: Horário Cobertura Apresentação Produção e 07:00 Abertura/Primeiro Voto Gilvane/Geanoni Comentários: Congresso em Foco 07:12 Intervalo - 3 minutos 07:15 Reportagens de dicas SP, RS e DF 07:27 Intervalo

Leia mais

Filosofia política na Antiguidade romana: Cícero

Filosofia política na Antiguidade romana: Cícero Filosofia política na Antiguidade romana: Cícero As influências de Platão e Aristóteles no terreno da reflexão política foram marcantes tanto na Antiguidade como na Idade Média. A ideia de que a política

Leia mais

Opinião dos Vereadores sobre a Reforma Política

Opinião dos Vereadores sobre a Reforma Política Opinião dos Vereadores sobre a Reforma Política Resultado da pesquisa sobre Reforma Política com Vereadores presentes na 1ª Mobilização Nacional de Vereadores realizada, em Brasília, nos dias 06 e 07 de

Leia mais

O VOTO DAS MULHERES PESA PARA CRESCIMENTO DE DILMA E QUEDA DE SERRA

O VOTO DAS MULHERES PESA PARA CRESCIMENTO DE DILMA E QUEDA DE SERRA O VOTO DAS MULHERES PESA PARA CRESCIMENTO DE DILMA E QUEDA DE SERRA Fátima Pacheco Jordão Dados processados pelo Datafolha com exclusividade para o Instituto Patrícia Galvão, e analisados por Fátima Pacheco

Leia mais

Eleições presidenciais no Brasil em 2010: o perfil dos candidatos e de suas alianças

Eleições presidenciais no Brasil em 2010: o perfil dos candidatos e de suas alianças Eleições presidenciais no Brasil em 2010: o perfil dos candidatos e de suas alianças Aline Bruno Soares Rio de Janeiro, julho de 2010. Desde seu início, o ano de 2010 tem se mostrado marcante em relação

Leia mais

pesquisas PESQUISA DE MERCADO E OPINIÃO PÚBLICA 1º PESQUISA REGISTRADA COARI TSE AM /2016 CNPJ:

pesquisas PESQUISA DE MERCADO E OPINIÃO PÚBLICA 1º PESQUISA REGISTRADA COARI TSE AM /2016 CNPJ: PESQUISA DE MERCADO E OPINIÃO PÚBLICA 1º PESQUISA REGISTRADA COARI TSE AM - 05120/2016 CNPJ: 14.614.894.0001-14 CONSIDERAÇÕES INICIAIS A Pontual Pesquisas atua no mercado desde 2011 com equipe técnica

Leia mais

Você pode contribuir para eleições mais justas

Você pode contribuir para eleições mais justas Procuradoria Regional Eleitoral no Estado de SP Defesa da democracia, combate à impunidade. Você pode contribuir para eleições mais justas Os cidadãos e as cidadãs podem auxiliar muito na fiscalização

Leia mais

ROTEIRO PARA PESQUISAS ELEITORAIS

ROTEIRO PARA PESQUISAS ELEITORAIS TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PIAUÍ SECRETARIA JUDICIÁRIA COORDENADORIA DE JURISPRUDÊNCIA E DOCUMENTAÇÃO GUIA PRÁTICO 1 ROTEIRO PARA PESQUISAS ELEITORAIS RESOLUÇÃO TSE Nº 23.364/2011 ELEIÇÕES 2012 REGISTRO

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS OUTUBRO DE 2008 JOB1308-13 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Levantar junto à população da área em estudo opiniões

Leia mais

CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Victor Barau

CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Victor Barau CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA Victor Barau 1- O Conceito da palavra Democracia Democracia demos = povo, e kratos = autoridade Origem Conceito Moderno: Revoluções Francesa e Americana.

Leia mais

TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL

TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL Agrupamento de Escolas de Arraiolos Escola EB 2,3/S Cunha Rivara de Arraiolos Ano Lectivo 2009/2010 HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6º Ano Teste de Avaliação nº 5 TESTE DE AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA

Leia mais

História 5 o ano Unidade 8

História 5 o ano Unidade 8 História 5 o ano Unidade 8 Nome: Unidade 8 Data: 1. Marque com um X as frases incorretas sobre a ditadura militar no Brasil. Em seguida, reescreva-as corretamente. ( ) durante a ditadura muitos partidos

Leia mais

Propaganda Eleitoral na Internet. PODE haver propaganda eleitoral na internet a partir do dia 16/08/2016

Propaganda Eleitoral na Internet. PODE haver propaganda eleitoral na internet a partir do dia 16/08/2016 PODE/NÃO PODE/DEVE Parte IV Propaganda Eleitoral Na Internet, da Resolução nº 23.457, de 15/12/2015, que dispõe sobre propaganda eleitoral, utilização e geração do horário gratuito e condutas ilícitas

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina 103ª Zona Eleitoral - Balneário Camboriú

Poder Judiciário Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina 103ª Zona Eleitoral - Balneário Camboriú 1 REPRESENTAÇÃO Nº 462-05.2016.6.24.0103 COLIGAÇÃO MAIS E MELHOR PARA VOCÊ: PSDB, DEM, PV, PRP, SD, PT do B, PTB interpôs REPRESENTAÇÃO ELEITORAL em face de ANTONIEL SILVA TONY, candidato a vereador para

Leia mais

PROCEDIMENTOS UTILIZADOS NA REALIZAÇÃO DA PESQUISA:

PROCEDIMENTOS UTILIZADOS NA REALIZAÇÃO DA PESQUISA: Curitiba, 04 de abril de 2016. Apresentamos a seguir os resultados da pesquisa de opinião pública realizada no Distrito Federal, com o objetivo de consulta à população sobre avaliação da administração

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17)

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17) DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTS 14 AO 17) Atualizado em 02/12/2015 DIREITOS POLÍTICOS E SISTEMAS ELEITORAIS (ARTIGOS 14 a 17) GENERALIDADES Os direitos políticos estão

Leia mais

PESQUISA DE AVALIAÇÃO CENÁRIO POLÍTICO MUNICIPAL GRAVATAÍ/RS

PESQUISA DE AVALIAÇÃO CENÁRIO POLÍTICO MUNICIPAL GRAVATAÍ/RS 1 PESQUISA DE AVALIAÇÃO CENÁRIO POLÍTICO MUNICIPAL GRAVATAÍ/RS 17 e 18 de setembro de 2016 2 Especificações técnicas da pesquisa: Tamanho da amostra, período da coleta de dados e área física de realização

Leia mais

Relator: Deputado Ronaldo Caiado

Relator: Deputado Ronaldo Caiado Sugestão de Projeto de Lei sobre a proibição de coligações partidárias nas eleições proporcionais, federações partidárias, listas preordenadas pelos partidos nas eleições proporcionais e financiamento

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 DIREITO ELEITORAL...

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 DIREITO ELEITORAL... Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 CAPÍTULO 1 DIREITO ELEITORAL... 21 1.1. Conceito...21 1.1.1. Competência legislativa em

Leia mais

IUS RESUMOS. Características e funções da Justiça Eleitoral. Organizado por: Samille Lima Alves

IUS RESUMOS. Características e funções da Justiça Eleitoral. Organizado por: Samille Lima Alves Características e funções da Justiça Eleitoral Organizado por: Samille Lima Alves SUMÁRIO I. CARACTERÍSTICAS E FUNÇÕES DA JUSTIÇA ELEITORAL... 3 1. Características e competências da Justiça Eleitoral...

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DE 1967

CONSTITUIÇÃO DE 1967 CONSTITUIÇÃO DE 1967 Porto Alegre, dezembro de 2014. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1967 INFLUÊNCIA E CONTEXTO HISTÓRICO Com o golpe de 1964 e a ascensão ao poder dos militares, ficava

Leia mais

UDESC 2015/2 HISTÓRIA. Comentário

UDESC 2015/2 HISTÓRIA. Comentário HISTÓRIA Questão interpretativa envolvendo um trecho de Machado de Assis. No texto fica claro que a história necessita de crônicas e assim é mencionado no texto o "esqueleto" da história. a) Incorreta.

Leia mais

HOMENS E MULHERES TÊM VISÕES DIFERENTES DO PROCESSO ELEITORAL

HOMENS E MULHERES TÊM VISÕES DIFERENTES DO PROCESSO ELEITORAL HOMENS E MULHERES TÊM VISÕES DIFERENTES DO PROCESSO ELEITORAL Análise realizada a partir de reprocessamento inédito da pesquisa Datafolha de julho de 2010. A produção de tabulações especiais foi realizada

Leia mais

Seção I Das disposições preliminares

Seção I Das disposições preliminares INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 6, DE 14 DE MARÇO DE 2014. Dispõe sobre a suspensão da publicidade dos órgãos e entidades do Poder Executivo federal, no período eleitoral de 2014, e dá outras providências. O MINISTRO

Leia mais

Cartilha VOTE CONSCIENTE VOTE BEM

Cartilha VOTE CONSCIENTE VOTE BEM Cartilha VOTE VOTE BEM CONSCIENTE O mês de outubro marca a escolha de quem estará, durante os próximos anos, à frente do poder no Brasil. É um dos momentos mais significativos, pois é a hora de o brasileiro

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL Aula Inaugural -Teoria Geral da Constituição Profº.. Francisco De Poli de Oliveira OBJETIVOS 1. Conhecer a Teoria Geral da Constituição; 2. Aplicar os conhecimentos aprendidos na

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS JULHO DE 2014 JOB0462-1 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO O projeto tem por objetivo geral levantar um conjunto de informações

Leia mais

A propaganda eleitoral no rádio e na televisão restringe-se ao horário gratuito definido na Lei 9.504/97, vedada a veiculação de propaganda paga.

A propaganda eleitoral no rádio e na televisão restringe-se ao horário gratuito definido na Lei 9.504/97, vedada a veiculação de propaganda paga. A propaganda eleitoral no rádio e na televisão restringe-se ao horário gratuito definido na Lei 9.504/97, vedada a veiculação de propaganda paga. Ocorrerá a veiculação apenas nos Municípios em que houver

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS ABRIL/ MAIO DE 2016 JOB0510 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL O projeto tem por objetivo levantar o cenário eleitoral

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016 ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES DE 2016 1. PRAZOS ELEITORAIS PARA OS PARTIDOS: 1.1 ESCOLHA DOS CANDIDATOS: 20.07.2016 a 05.08.2016 (Lei nº 9.504/1997, art. 8º, caput); 1.2 REGISTRO DE CANDIDATURA:

Leia mais

DIREITOS POLITICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS

DIREITOS POLITICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS CONCEITO: O direito democrático de participação do povo no governo, por seus representantes, acabou exigindo a formação de um conjunto de normas legais permanentes, que recebe a denominação de direitos

Leia mais

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO ( )

HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO ( ) HISTÓRIA - 2 o ANO MÓDULO 29 OS GOVERNOS COLLOR E ITAMAR FRANCO (1990-94) Fixação 1) (PUC) As eleições presidenciais brasileiras, ocorridas neste ano, envolveram oito candidatos, concorrendo por partidos

Leia mais

Assessoria de Gestão Estratégica. Diretoria Geral do Tribunal Superior Eleitoral TSE

Assessoria de Gestão Estratégica. Diretoria Geral do Tribunal Superior Eleitoral TSE Assessoria de Gestão Estratégica Diretoria Geral do Tribunal Superior Eleitoral TSE Agenda Justiça Eleitoral no Brasil A Gestão de Processos no TSE Metodologia Gestão de Processos do TSE Melhoria dos Processos

Leia mais