PARTE C MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL (2) Diário da República, 2.ª série N.º de novembro de 2013

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PARTE C MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL (2) Diário da República, 2.ª série N.º de novembro de 2013"

Transcrição

1 33090-(2) Diário da República, 2.ª série N.º de novembro de 2013 PARTE C MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL Gabinete do Secretário de Estado do Emprego Despacho n.º A/2013 O Programa Operacional Potencial Humano (POPH) assume no seu Eixo 1 Qualificação Inicial o objetivo central de combate ao abandono e insucesso escolar, inscrevendo um conjunto de tipologias que promovem ofertas de certificação escolar e profissional, onde se insere a Tipologia de Intervenção 1.2 Cursos Profissionais. O modelo de cofinanciamento desta tipologia integrou os mecanismos de simplificação de custos adotado pelo Fundo Social Europeu (FSE), designadamente através da declaração de custos elegíveis em regime de escalas normalizadas de custos unitários, baseado e suportado no modelo de financiamento nacional dos cursos profissionais ministrados nas regiões de Lisboa e Algarve, aplicado pelo Ministério da Educação e Ciência. As elevadas taxas de compromisso registadas pelo Programa Operacional, designadamente no seu Eixo 1, e a conjuntura económica que o país atravessa, com consequências ao nível dos recursos financeiros disponíveis, tornam efetiva a necessidade de assegurar a continuidade dos apoios aos cursos profissionais durante o ano letivo 2013/2014, implicando a revisão da tabela de custos por curso e por turma, processo que acompanha a redução geral de custos elegíveis ao FSE efetuada recentemente e também a revisão de custos realizada nas regiões de Lisboa e Algarve mediante o financiamento de verbas exclusivamente nacionais. Procede -se ainda à integração do curso Artes do Espetáculo Interpretação e Animação Circenses no escalão mais próximo praticado na respetiva área de formação, decorrente da atualização de custo verificada nas regiões de Lisboa e Algarve. A Comissão Ministerial de Coordenação do POPH, nos termos do n.º 5 do artigo 30.º do Decreto -Lei n.º 312/2007, de 17 de setembro, na redação que lhe foi dada pelo Decreto -Lei n.º 74/2008, de 22 de abril, e Decreto -Lei n.º 99/2009, de 28 de abril, aprovou a presente alteração, tendo sido colhido o parecer prévio favorável do Instituto de Gestão do Fundo Social Europeu, I. P., nos termos do n.º 2 do artigo 5.º do Decreto Regulamentar n.º 84 -A/2007, de 10 de dezembro, na redação que lhe foi dada pelos Decretos Regulamentares n.º 13/2008, de 18 de julho, e n.º 4/2010, de 15 de outubro, pelo que, em conjugação com o seu n.º 3, determina-se o seguinte: Artigo 1.º Alteração ao regulamento aprovado pelo Despacho n.º 18224/2008, de 8 de julho O anexo I do Regulamento Específico da Tipologia de Intervenção n.º 1.2 Cursos Profissionais, do Eixo 1 Qualificação Inicial do POPH, publicado em anexo ao Despacho n.º 18224/2008, de 8 de julho, alterado pelos Despachos n.º 18619/2010, de 15 de dezembro, n.º 3435/2011, de 21 de fevereiro, n.º 8637/2011, de 27 de junho, n.º 5140/2012, de 13 de abril, n.º 5533/2012, de 24 de abril e n.º 11498/2012, de 24 de agosto e n.º 1035/2013, de 18 de janeiro, passa a ser o que se encontra publicado em anexo ao presente despacho dele fazendo parte integrante. Artigo 2.º Regime transitório Podem ser objeto de apoio, para além das ações elegíveis estabelecidas no n.º 1 do artigo 4.º, excecionalmente e de forma transitória, os cursos profissionais de música área de instrumento de nível básico, conferentes do 3.º ciclo do ensino básico e de qualificação de nível 2, referentes ao ciclo formativo a iniciar em 2013/2014 e em funcionamento até à sua conclusão, sendo -lhes aplicável a tabela de custo por curso e por turma relativo à respetiva área de formação 212 nos termos da tabela constante do anexo I ao presente regulamento. Artigo 3.º Produção de efeitos As alterações introduzidas pelo presente despacho produzem efeitos relativamente às turmas de início de ciclo referentes ao ano letivo de , mesmo que a apresentação da candidatura seja submetida ao POPH anteriormente à data da sua entrada em vigor. 6 de novembro de O Secretário de Estado do Emprego, Octávio Félix de Oliveira. ANEXO I [...]

2 Diário da República, 2.ª série N.º de novembro de (3)

3 33090-(4) Diário da República, 2.ª série N.º de novembro de 2013

4 Diário da República, 2.ª série N.º de novembro de (5)

5 33090-(6) Diário da República, 2.ª série N.º de novembro de II SÉRIE Diário da República Eletrónico: Endereço Internet: Depósito legal n.º 8815/85 ISSN Contactos: Correio eletrónico: Tel.: Fax:

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO Despacho Considerando que os regulamentos específicos do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) são aprovados pela respectiva Comissão Ministerial de Coordenação, nos termos do n.º 5 do artigo 30º

Leia mais

I SÉRIE ÍNDICE SUPLEMENTO

I SÉRIE ÍNDICE SUPLEMENTO I SÉRIE Terça-feira, 13 de maio de 2014 Número 91 ÍNDICE SUPLEMENTO Ministérios da Defesa Nacional e do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia Portaria n.º 101-A/2014: Procede à identificação das

Leia mais

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO Despacho Considerando que os regulamentos específicos do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) são aprovados pela respectiva Comissão Ministerial de Coordenação, nos termos do n.º 5 do artigo 30º

Leia mais

SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Educação e Ciência PARTE C. Terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 Número 25

SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Educação e Ciência PARTE C. Terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 Número 25 II SÉRIE Terça-feira, 5 de fevereiro de 2013 Número 25 ÍNDICE SUPLEMENTO PARTE C Ministério da Educação e Ciência Gabinete do Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário: Despacho n.º 2162-A/2013:

Leia mais

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO. Gabinete do Secretário de Estado do Emprego. Despacho n.º /2012

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO. Gabinete do Secretário de Estado do Emprego. Despacho n.º /2012 Despacho n.º /2012 O Programa Operacional Potencial Humano (POPH) assume no seu Eixo 1 Qualificação Inicial o objetivo central de combate ao abandono e insucesso escolar, inscrevendo um conjunto de tipologias

Leia mais

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO Despacho Considerando que os regulamentos específicos do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) são aprovados pela respectiva Comissão Ministerial de Coordenação, nos termos do n.º 5 do artigo 30º

Leia mais

ASSSSUNTTO Cria Agência Nacional para a gestão das 2ªs fases dos programas de acção comunitária: Leonardo da Vinci e Socrates

ASSSSUNTTO Cria Agência Nacional para a gestão das 2ªs fases dos programas de acção comunitária: Leonardo da Vinci e Socrates DIÁRIOS DA REPUBLLI ICA DEESSI IGNAÇÇÃO: : PPrrooggrraamaass EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério do Emprego e da Segurança Social ASSSSUNTTO Aprova o regime de apoio técnico e financeiro a programas de reabilitação

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 25 de julho de Série. Número 130

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 25 de julho de Série. Número 130 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Terça-feira, 25 de julho de 2017 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Despacho n.º 297/2017 Procede à entrega de 39.594,00,

Leia mais

A SIMPLIFICAÇÃO AO SERVIÇO DA

A SIMPLIFICAÇÃO AO SERVIÇO DA A SIMPLIFICAÇÃO AO SERVIÇO DA FOCAGEM EM RESULTADOS O EXEMPLO DA INTRODUÇÃO DE MECANISMOS DE CUSTOS SIMPLIFICADOS NO FSE 30 de abril de 2013 1. Balanço da experiência dos custos simplificados no FSE no

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DO PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA O RECRUTAMENTO E CONTRATAÇÃO DE INVESTIGADORES FCT

AVISO DE ABERTURA DO PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA O RECRUTAMENTO E CONTRATAÇÃO DE INVESTIGADORES FCT AVISO DE ABERTURA DO PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA O RECRUTAMENTO E CONTRATAÇÃO DE INVESTIGADORES FCT 1. ABERTURA DO PROCEDIMENTO CONCURSAL 1.1 Ao abrigo das disposições contidas no artigo 61.º da Lei n.º

Leia mais

Eixo Prioritário III. Valorização e Qualificação Ambiental e Territorial

Eixo Prioritário III. Valorização e Qualificação Ambiental e Territorial Eixo Prioritário III Valorização e Qualificação Ambiental e Territorial Abertura de Convite Público para Apresentação de Candidaturas Título Abertura de Convite Público para Apresentação de Candidaturas

Leia mais

AVISO n.º POCH Cursos de Educação e Formação de Jovens (CEF)

AVISO n.º POCH Cursos de Educação e Formação de Jovens (CEF) AVISO n.º POCH - 66-2017-08 Concurso para apresentação de candidaturas Cursos de Educação e Formação de Jovens (CEF) Revisto em 2017-07-28: ponto 17 e Anexo IV Programa Operacional Capital Humano Eixo

Leia mais

I - Regulamento para a constituição, funcionamento e avaliação de turmas com Percursos Curriculares Alternativos (PCA) para o ano letivo de 2015/2016

I - Regulamento para a constituição, funcionamento e avaliação de turmas com Percursos Curriculares Alternativos (PCA) para o ano letivo de 2015/2016 I - Regulamento para a constituição, funcionamento e avaliação de turmas com Percursos Curriculares Alternativos (PCA) para o ano letivo de 2015/2016 O Ministério da Educação e Ciência, através da publicação

Leia mais

ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO DO TRANSPORTE ESCOLAR

ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO DO TRANSPORTE ESCOLAR ALTERAÇÃO DO REGULAMENTO DO TRANSPORTE ESCOLAR Preâmbulo Sendo o reforço da descentralização do Estado através da atribuição de mais competências às autarquias, uma realidade a partir de 1983, veio o Decreto

Leia mais

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO Despacho Considerando que os regulamentos específicos do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) são aprovados pela respectiva Comissão Ministerial de Coordenação, nos termos do n.º 5 do artigo 30º

Leia mais

SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério das Finanças PARTE C. Quarta-feira, 15 de janeiro de 2014 Número 10

SUPLEMENTO II SÉRIE ÍNDICE. Ministério das Finanças PARTE C. Quarta-feira, 15 de janeiro de 2014 Número 10 II SÉRIE Quarta-feira, 15 de janeiro de 2014 Número 10 ÍNDICE SUPLEMENTO PARTE C Ministério das Finanças Gabinete da Ministra: Despacho n.º 706-A/2014: Tabelas de retenção na fonte 2014........................................

Leia mais

REGULAMENTO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AO FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

REGULAMENTO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AO FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA REGULAMENTO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AO FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA FEE- Fundo de Eficiência Energética 23-03-2012 CAPITULO I Âmbito Artigo 1.º (Enquadramento) 1) O Decreto Lei n.º 50/2010,

Leia mais

Projeto de Portaria. Alteração à Portaria n.º 172-A/2015, de 5 de junho

Projeto de Portaria. Alteração à Portaria n.º 172-A/2015, de 5 de junho Projeto de Portaria Alteração à Portaria n.º 172-A/2015, de 5 de junho O Estatuto do Ensino Particular e Cooperativo (EEPC), aprovado pelo Decreto- Lei n.º 152/2013, de 4 de novembro, prevê, no n.º 1 do

Leia mais

DESPACHO N.º GR.01/04/2014. Aprova o Regulamento de Aplicação do Estatuto de Estudante Internacional da Universidade do Porto

DESPACHO N.º GR.01/04/2014. Aprova o Regulamento de Aplicação do Estatuto de Estudante Internacional da Universidade do Porto DESPACHO N.º GR.01/04/2014 Aprova o Regulamento de Aplicação do Estatuto de Estudante Internacional da Universidade do Porto No uso da competência que me é consagrada na alínea o), do n.º 1, do artigo

Leia mais

PLANO DE PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA NO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA

PLANO DE PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA NO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA PLANO DE PROMOÇÃO DA EFICIÊNCIA NO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA 2017-2018 Novembro 2016 PREFÁCIO O Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica (PPEC), previsto no Regulamento Tarifário

Leia mais

Diplomas. Segunda alteração à Lei de Bases da Proteção Civil (Lei n.º 27/2006, de 3 de Julho)

Diplomas. Segunda alteração à Lei de Bases da Proteção Civil (Lei n.º 27/2006, de 3 de Julho) Diplomas Lei n.º 80/2015, de 3 de agosto Segunda alteração à Lei de Bases da Proteção Civil (Lei n.º 27/2006, de 3 de Julho) A alteração teve como finalidade a atualização da Lei de Bases atendendo à importância

Leia mais

BOLSAS SOCIAIS EPIS - ESCOLAS DE FUTURO Regulamento para bolsas sociais 2012

BOLSAS SOCIAIS EPIS - ESCOLAS DE FUTURO Regulamento para bolsas sociais 2012 BOLSAS SOCIAIS EPIS - ESCOLAS DE FUTURO Regulamento para bolsas sociais 2012 A Associação EPIS Empresários Pela Inclusão Social foi criada em 2006 por empresários e gestores portugueses, na sequência de

Leia mais

980 Diário da República, 1.ª série N.º de Fevereiro de 2008

980 Diário da República, 1.ª série N.º de Fevereiro de 2008 980 Diário da República, 1.ª série N.º 31 13 de Fevereiro de 2008 Resolução do Conselho de Ministros n.º 25/2008 O Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) validado pelo Governo através da Resolução

Leia mais

Despacho n.º 15276/2013, de 22 de Novembro - Define o modo de entrega dos requerimentos sobre o Programa de Rescisões por Mútuo Acordo de Docentes.

Despacho n.º 15276/2013, de 22 de Novembro - Define o modo de entrega dos requerimentos sobre o Programa de Rescisões por Mútuo Acordo de Docentes. Federação Nacional dos Professores www.fenprof.pt Diversos Decreto-Lei n.º 5/2014, de 14 de Janeiro - Regula o regime de avaliação, certificação e adoção dos manuais escolares dos ensinos básico e secundário,

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 03/2016

ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 03/2016 ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 03/2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO DOMÍNIO DA COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO (RECI) Sistema de Incentivos às Empresas Inovação Produtiva Majoração «Execução do Investimento»

Leia mais

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR GABINETE DO MINISTRO

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR GABINETE DO MINISTRO Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo para Frequência no Ensino Superior de Estudantes com incapacidade igual ou superior a 60% Artigo 1.º Objeto O presente regulamento define o processo de atribuição

Leia mais

S.R. DA EDUCAÇÃO E CULTURA Portaria n.º 71/2016 de 4 de Julho de 2016

S.R. DA EDUCAÇÃO E CULTURA Portaria n.º 71/2016 de 4 de Julho de 2016 S.R. DA EDUCAÇÃO E CULTURA Portaria n.º 71/2016 de 4 de Julho de 2016 Considerando que o Regime Jurídico de Apoio ao Movimento Associativo Desportivo, aprovado pelo Decreto Legislativo Regional n.º 21/2009/A,

Leia mais

VIGILÂNCIA NOS REFEITÓRIOS ESCOLARES - ORIENTAÇÕES

VIGILÂNCIA NOS REFEITÓRIOS ESCOLARES - ORIENTAÇÕES - ORIENTAÇÕES Finalidade Os refeitórios escolares são locais de aprendizagem de boas práticas, com reflexos positivos no desenvolvimento pessoal e social das crianças. A Vigilância nos refeitórios escolares

Leia mais

MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA

MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA 5110-(2) Diário da República, 1.ª série N.º 146 29 de julho de 2015 MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS E DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA Portaria n.º 224-A/2015 de 29 de julho Nos termos do Estatuto do Ensino Particular e

Leia mais

Enquadramento Legal da Formação. Alguns diplomas sobre a FORMAÇÃO

Enquadramento Legal da Formação. Alguns diplomas sobre a FORMAÇÃO Enquadramento Legal da Formação Alguns diplomas sobre a FORMAÇÃO Código do Trabalho A Lei nº 7/2009 de 12 de Fevereiro, no seu Artigo 130.º, define objectivos da Formação Profissional. As Subsecções II

Leia mais

Deliberação CETP n.º 3/2017. Delegação de competências da autoridade de gestão do Programa Operacional

Deliberação CETP n.º 3/2017. Delegação de competências da autoridade de gestão do Programa Operacional Deliberação CETP n.º 3/2017 Delegação de competências da autoridade de gestão do Programa Operacional Regional do Alentejo no Organismo Intermédio - Fundação para a Ciência e a Tecnologia, IP Pela Deliberação

Leia mais

Deliberação n.º 3/2016. Recursos Hierárquicos do Quadro de Referência Estratégico Nacional

Deliberação n.º 3/2016. Recursos Hierárquicos do Quadro de Referência Estratégico Nacional Deliberação n.º 3/2016 Recursos Hierárquicos do Quadro de Referência Estratégico Nacional O Decreto-Lei n.º 312/2007, de 17 de setembro, alterado pelo Decreto-Lei n.º 74/2008, de 22 de abril, e pelo Decreto-Lei

Leia mais

CIRCULAR. Assunto: Regime Jurídico dos Fundos de Compensação do Trabalho, Mecanismo Equivalente e Fundo de Garantia de Compensação do Trabalho

CIRCULAR. Assunto: Regime Jurídico dos Fundos de Compensação do Trabalho, Mecanismo Equivalente e Fundo de Garantia de Compensação do Trabalho CIRCULAR N/ REFª: 64/15 DATA: 22/07/2015 Assunto: Regime Jurídico dos Fundos de Compensação do Trabalho, Mecanismo Equivalente e Fundo de Garantia de Compensação do Trabalho Exmos. Senhores Pelo eventual

Leia mais

CURSOS PROFISSIONAIS REGULAMENTO

CURSOS PROFISSIONAIS REGULAMENTO CURSOS PROFISSIONAIS REGULAMENTO O presente regulamento define a organização, desenvolvimento e acompanhamento dos Cursos Profissionais. Os Cursos Profissionais de Nível Secundário constituem uma modalidade

Leia mais

FUNDO FLORESTAL PERMANENTE PROMOÇÃO DO INVESTIMENTO, DA GESTÃO E DO ORDENAMENTO FLORESTAIS

FUNDO FLORESTAL PERMANENTE PROMOÇÃO DO INVESTIMENTO, DA GESTÃO E DO ORDENAMENTO FLORESTAIS APOIO PARA A ELABORAÇÃO DO INVENTÁRIO DA ESTRUTURA DA PROPRIEDADE NO ÂMBITO DAS ZONAS DE (Portaria n.º 77/2015, de 16 de março, alterada pela Portaria n.º 163/2015, de 2 de junho, e Declaração de Retificação

Leia mais

Programa de Apoio e Qualificação da Medida PIEF - Programa Integrado de Educação e Formação (PAQPIEF)

Programa de Apoio e Qualificação da Medida PIEF - Programa Integrado de Educação e Formação (PAQPIEF) SEGURANÇA SOCIAL Programa de Apoio e Qualificação da Medida PIEF - Programa Integrado de Educação e Formação (PAQPIEF) Programa de Apoio e Qualificação da Medida PIEF - Programa Integrado de Educação e

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA Despacho Normativo n.º xx/2012 O Decreto-Lei n.º 41/2012, de 21 de fevereiro, na redação que confere ao Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTUDANTE EXTRAORDINÁRIO

REGULAMENTO DE ESTUDANTE EXTRAORDINÁRIO REGULAMENTO DE ESTUDANTE EXTRAORDINÁRIO 17 07 10 CONSELHO TÉCNICO-CIENTÍFICO 2015 03 REGULAMENTO DE ESTUDANTE EXTRAORDINÁRIO ARTIGO 1º (ÂMBITO) 1- Consideram-se Estudantes Regulares os Estudantes matriculados

Leia mais

Regulamento do Apoio Social Extraordinário do Instituto Politécnico de Castelo Branco

Regulamento do Apoio Social Extraordinário do Instituto Politécnico de Castelo Branco Regulamento do Apoio Social Extraordinário do Instituto Politécnico de Castelo Branco Artigo 1º Natureza O Programa de Apoio Social Extraordinário do Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) é uma

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO E DE MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO (Aprovado pelo Conselho Técnico-Científico em 13 de Junho de 2016) Capítulo I Disposições gerais Artigo 1.º Objecto e âmbito

Leia mais

Normas de funcionamento das Atividades de Animação e de Apoio à Família nos estabelecimentos de Educação Pré Escolar da rede pública 2017/2018

Normas de funcionamento das Atividades de Animação e de Apoio à Família nos estabelecimentos de Educação Pré Escolar da rede pública 2017/2018 Normas de funcionamento das Atividades de Animação e de Apoio à Família nos estabelecimentos de Educação Pré Escolar da rede pública 2017/2018 NOTA JUSTIFICATIVA Considerando que a educação é um direito

Leia mais

Diploma DRE. Capítulo I. Disposições gerais. Artigo 1.º. Objeto

Diploma DRE. Capítulo I. Disposições gerais. Artigo 1.º. Objeto Diploma Regula os concursos especiais para acesso e ingresso no ensino superior e procede à primeira alteração ao Decreto-Lei n.º 64/2006, de 21 de março, e ao Decreto-Lei n.º 36/2014, de 10 de março Decreto-Lei

Leia mais

NORMAS DE APOIO ÀS FAMÍLIAS PARA FREQUÊNCIA DOS CENTROS DE ATIVIDADES DE TEMPOS LIVRES, NO ÂMBITO DA AÇÃO SOCIAL

NORMAS DE APOIO ÀS FAMÍLIAS PARA FREQUÊNCIA DOS CENTROS DE ATIVIDADES DE TEMPOS LIVRES, NO ÂMBITO DA AÇÃO SOCIAL NORMAS DE APOIO ÀS FAMÍLIAS PARA FREQUÊNCIA DOS CENTROS DE ATIVIDADES DE TEMPOS LIVRES, NO ÂMBITO DA AÇÃO SOCIAL A Câmara Municipal de Sesimbra apoia famílias de contexto socioeconómico fragilizado, através

Leia mais

POLÍTICA DE TRATAMENTO DA GNB - COMPANHIA DE SEGUROS, S.A

POLÍTICA DE TRATAMENTO DA GNB - COMPANHIA DE SEGUROS, S.A Artigo 1º ÂMBITO 1. A presente Política de Tratamento consagra os princípios adotados pela GNB - COMPANHIA DE SEGUROS, S.A. (GNB SEGUROS), no quadro do seu relacionamento com os tomadores de seguros, segurados,

Leia mais

EDITAL. (Edição )

EDITAL. (Edição ) EDITAL MESTRADO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL ESPECIALIZAÇÃO EM PROBLEMAS DO DOMÍNIO COGNITIVO E MOTOR (Edição 2017-2019) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE SANTO TIRSO E A ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE PARA A GESTÃO DOS PROLONGAMENTOS DE HORÁRIO -MINUTA

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE SANTO TIRSO E A ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE PARA A GESTÃO DOS PROLONGAMENTOS DE HORÁRIO -MINUTA PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE SANTO TIRSO E A ASSOCIAÇÃO DE PAIS DE PARA A GESTÃO DOS PROLONGAMENTOS DE HORÁRIO -MINUTA Outorgantes: Primeiro Dr. Joaquim Barbosa Ferreira Couto, casado,

Leia mais

Regras de Utilização da Marca Centro de Referência-Portugal. Unidades Prestadoras de Cuidados do Sistema de Saúde

Regras de Utilização da Marca Centro de Referência-Portugal. Unidades Prestadoras de Cuidados do Sistema de Saúde NÚMERO: 005/2016 DATA: 11/03/2016 ASSUNTO: PALAVRAS-CHAVE: PARA: CONTACTOS: Regras de Utilização da Marca Centro de Referência-Portugal Centro de Referência Unidades Prestadoras de Cuidados do Sistema

Leia mais

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 2.10.2014 COM(2014) 611 final 2014/0283 (NLE) Proposta de DECISÃO DO CONSELHO relativa à posição a adotar pela União Europeia no Comité Misto criado pelo Acordo entre a Comunidade

Leia mais

LEI HABILITANTE. Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 4/2015, de 7 de janeiro;

LEI HABILITANTE. Código do Procedimento Administrativo, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 4/2015, de 7 de janeiro; LEI HABILITANTE O presente Código tem como legislação habilitante os diplomas que a seguir se enunciam e que se encontram ordenados por referência as respetivas Partes: PARTE A GERAL Artigos 112.º, n.º

Leia mais

JORNAL OFICIAL I SÉRIE NÚMERO 72 TERÇA-FEIRA, 14 DE JUNHO DE 2016

JORNAL OFICIAL I SÉRIE NÚMERO 72 TERÇA-FEIRA, 14 DE JUNHO DE 2016 I SÉRIE NÚMERO 72 TERÇA-FEIRA, 14 DE JUNHO DE 2016 ÍNDICE: SECRETARIA REGIONAL DO MAR, CIÊNCIA E TECNOLOGIA Portaria n.º 51/2016: Primeira alteração ao Regulamento do Regime de Compensação dos custos suplementares

Leia mais

Proposta de Revisão do Programa

Proposta de Revisão do Programa Proposta de Revisão do 31 Dezembro 2010 Identificação Objectivos: Convergência e Competitividade e do Emprego PROGRAMA OPERACIONAL Período de programação: 2007-2013 Número do programa (CCI): 2007PT05UPO001

Leia mais

Regulamento específico Assistência Técnica FEDER

Regulamento específico Assistência Técnica FEDER Regulamento específico Assistência Técnica FEDER Capítulo I Âmbito Artigo 1.º Objecto O presente regulamento define o regime de acesso aos apoios concedidos pelo Programa Operacional de Assistência Técnica

Leia mais

DECRETO N.º 36/XIII. Artigo 1.º Objeto

DECRETO N.º 36/XIII. Artigo 1.º Objeto DECRETO N.º 36/XIII Cria um regime de reembolso de impostos sobre combustíveis para as empresas de transportes de mercadorias, alterando o Código dos Impostos Especiais de Consumo, aprovado pelo Decreto-Lei

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA

APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA AGENDA AS 5 MARCAS DO POPH I EIXOS PRIORITÁRIOS II ARRANQUE DO PROGRAMA III I AS 5 MARCAS DO POPH AS 5 MARCAS DO POPH 1 O MAIOR PROGRAMA OPERACIONAL DE SEMPRE 8,8 mil M 8,8 Mil

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013

ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013 ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013 Por alteração da Orientação de Gestão da Orientação de Gestão n. º 1/2012 (06-01-2012), n.º 1/2010 (29-03-2010) e da Orientação de Gestão n.º 7/2008 (21-01-2009) REGRAS

Leia mais

POSIÇÃO DA ASSEMBLEIA REGIONAL DO SUL DA ANESPO SOBRE:

POSIÇÃO DA ASSEMBLEIA REGIONAL DO SUL DA ANESPO SOBRE: POSIÇÃO DA ASSEMBLEIA REGIONAL DO SUL DA ANESPO SOBRE: OS ATRASOS NOS PAGAMENTOS ÀS ESCOLAS PROFISSIONAIS COM COFINANCIAMENTO ATRAVÉS DO FSE OS ATRASOS NA APROVAÇÃO E PAGAMENTO DAS CANDIDATURAS DOS CEF

Leia mais

JORNAL OFICIAL Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

JORNAL OFICIAL Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009 I Série Número 96 Sumário SECRETARIAS REGIONAIS DA EDUCAÇÃO E CULTURA E DO PLANO E FINANÇAS Portaria n.º 119/2009 Fixa as

Leia mais

NORMAS DE AÇÃO SOCIAL ESCOLAR DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO E EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

NORMAS DE AÇÃO SOCIAL ESCOLAR DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO E EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR NORMAS DE AÇÃO SOCIAL ESCOLAR DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO E EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR 1 PREÂMBULO Atenta à diferenciação de oportunidades de acesso à educação, o Município de Almada tem preconizado uma política

Leia mais

Critérios pedagógicos para a constituição de turmas

Critérios pedagógicos para a constituição de turmas Critérios pedagógicos para a constituição de turmas ANEXO I Critérios Pedagógicos para a elaboração de Turmas 2014/2015 Artigo 1º Preâmbulo Com este regulamento pretende-se uniformizar, de uma forma esclarecedora,

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS PROFISSIONAIS

REGULAMENTO DOS CURSOS PROFISSIONAIS REGULAMENTO DOS CURSOS PROFISSIONAIS O presente regulamento define a organização, desenvolvimento e acompanhamento dos Cursos Profissionais. Os Cursos Profissionais constituem uma Modalidade de Educação,

Leia mais

DESTINATÁRIOS AG, ST, DRAP e GAL

DESTINATÁRIOS AG, ST, DRAP e GAL 1. OBJECTO A presente norma tem por objeto a definição dos procedimentos a adotar no processo de decisão das candidaturas. A presente norma não se aplica às candidaturas relativas às medidas integradas

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 8 de agosto de Série. Número 120

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 8 de agosto de Série. Número 120 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 8 de agosto de 2014 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E RECURSOS HUMANOS Portaria n.º 138/2014 Aprova a ação Mobilidade e Intercâmbio

Leia mais

Convite Público. Convite nº: Centro-EDU Eixo 3 Coesão Local e Urbana

Convite Público. Convite nº: Centro-EDU Eixo 3 Coesão Local e Urbana Convite Público Eixo 3 Coesão Local e Urbana Regulamento Específico Requalificação da Rede Escolar do 1º Ciclo do Ensino Básico e da Educação Pré-escolar Convite nº: Centro-EDU-2014-20 1 Nos termos do

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO EIXO 4 Protecção e Valorização Ambiental PREVENÇÃO E GESTÃO DE RISCOS NATURAIS E TECNOLÓGICOS Acções Materiais Aviso nº: Centro-PRM-2011-04 Nos termos do Regulamento Específico

Leia mais

Assim: Nos termos da alínea g) do artigo 199.º da Constituição, o Conselho de Ministros resolve:

Assim: Nos termos da alínea g) do artigo 199.º da Constituição, o Conselho de Ministros resolve: O programa do XVIII Governo Constitucional define como um dos seus principais objectivos concretizar a universalização da frequência da educação básica e secundária de modo a que todos os alunos frequentem

Leia mais

CUSTOS ELEGÍVEIS NO ÂMBITO DO FSE Tabela Comparativa Atualizada ( )

CUSTOS ELEGÍVEIS NO ÂMBITO DO FSE Tabela Comparativa Atualizada ( ) Página1 A presente tabela pretende constituir um auxiliar na aplicação do novo regime relativo à natureza e limites máximos de custos no âmbito do FSE, instituído pelo (1), identificando os aspetos essenciais

Leia mais

NOTA INFORMATIVA N.º 4/2016. Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) 2016/2017 Portaria n.º 644-A/2015, de 24 de agosto

NOTA INFORMATIVA N.º 4/2016. Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) 2016/2017 Portaria n.º 644-A/2015, de 24 de agosto NOTA INFORMATIVA N.º 4/2016 Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) 2016/2017 Portaria n.º 644-A/2015, de 24 de agosto Calendarização Até 24 de agosto de 2016 Ponto Prévio Não há lugar à apresentação

Leia mais

JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 29 de julho de 2013

JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 29 de julho de 2013 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Segunda-feira, Série Sumário ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA DA MADEIRA Decreto Legislativo Regional n.º 26/2013/M Primeira alteração ao Decreto

Leia mais

Comissão Ministerial de Coordenação dos Programas Operacionais Regionais do Continente

Comissão Ministerial de Coordenação dos Programas Operacionais Regionais do Continente Comissão Ministerial de Coordenação dos Programas Operacionais Regionais do Continente Aprovação de alteração ao regulamento específico Reabilitação urbana Deliberação aprovada por consulta escrita em

Leia mais

REGULAMENTO AÇÃO SOCIAL ESCOLAR 1º CICLO MANUAIS ESCOLARES

REGULAMENTO AÇÃO SOCIAL ESCOLAR 1º CICLO MANUAIS ESCOLARES REGULAMENTO AÇÃO SOCIAL ESCOLAR 1º CICLO MANUAIS ESCOLARES Divisão de Educação e Promoção Social Ano Letivo 2014/2015 Regulamento Municipal para atribuição de Auxílios Económicos relativos a manuais escolares,

Leia mais

AVISO n.º POCH Cursos Vocacionais

AVISO n.º POCH Cursos Vocacionais AVISO n.º POCH - 66-2015-07 Convite para apresentação de candidaturas Cursos Vocacionais Eixo Prioritário Prioridade de Investimento Objetivo específico Indicadores de Realização Indicadores de Resultado

Leia mais

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA Considerando que compete ao conselho de representantes das unidades orgânicas de ensino

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO REQUALIFICAÇÃO DA REDE DE ESCOLAS COM ENSINO SECUNDÁRIO

PROGRAMA OPERACIONAL VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO REQUALIFICAÇÃO DA REDE DE ESCOLAS COM ENSINO SECUNDÁRIO PROGRAMA OPERACIONAL VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO Deliberações CMC POVT: 12/08/2010 e 6/02/2012 REQUALIFICAÇÃO DA REDE DE ESCOLAS COM ENTRADA EM VIGOR EM 7/02/2012 NA REDAÇÃO DADA PELA DELIBERAÇÃO CMC POVT

Leia mais

Revisor Data da Revisão Controlo de Versão. Natalia Costa, Carlos Costa 13/02/

Revisor Data da Revisão Controlo de Versão. Natalia Costa, Carlos Costa 13/02/ REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DA REDE DE INFORMAÇÃO DA SAÚDE Revisor Data da Revisão Controlo de Versão Natalia Costa, Carlos Costa 13/02/2017 2.0 A Rede de Informação da Saúde (RIS) é uma rede privada multimédia

Leia mais

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO 29798 Diário da República, 2.ª série N.º 164 24 de agosto de 2012 MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DO EMPREGO Gabinete do Secretário de Estado do Emprego Despacho n.º 11497/2012 O Programa Operacional Potencial

Leia mais

ESTUDO DE AVALIAÇÃO DA INTEGRAÇÃO DA PERSPETIVA

ESTUDO DE AVALIAÇÃO DA INTEGRAÇÃO DA PERSPETIVA ESTUDO DE AVALIAÇÃO DA INTEGRAÇÃO DA PERSPETIVA DO GÉNERO NOS FUNDOS ESTRUTURAIS, NO PERÍODO DE PROGRAMAÇÃO 2007- ANEXOS Equipa de Investigação: Virgínia Ferreira (Coord.) Rosa Monteiro Mónica Lopes Hernâni

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 25 5 de fevereiro de Portaria n.º 53/2013

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 25 5 de fevereiro de Portaria n.º 53/2013 703 Diário da República, 1.ª série N.º 25 5 de fevereiro de 2013 Captação de Vale de Gaios Captação de Campo de Besteiros MINISTÉRIO DA SAÚDE Portaria n.º 53/2013 de 5 de fevereiro Captação de Covelo Considerando

Leia mais

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Códigos Tributários ª Edição. Atualização nº 1

Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Códigos Tributários ª Edição. Atualização nº 1 Lei nº 7/2009, de 12 de Fevereiro [1] Códigos Tributários 2017 19ª Edição Atualização nº 1 1 [1] Código do Trabalho CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS Atualização nº 1 ORGANIZAÇÃO BDJUR BIBLIOTECA DIGITAL JURÍDICA EDITOR

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 13/2017. SAMA Sistema de Apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública

ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 13/2017. SAMA Sistema de Apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública ORIENTAÇÃO TÉCNICA N.º 13/2017 SAMA 2020 - Sistema de Apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública Aplicação do Efeito Difusor em sede de análise de elegibilidade das operações e da intensidade

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 23/XIII. Exposição de Motivos

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 23/XIII. Exposição de Motivos Exposição de Motivos Ao longo de mais de uma década, as empresas de transportes internacionais têm deslocado os seus abastecimentos de combustíveis para fora de Portugal, beneficiando dos mecanismos de

Leia mais

SUPLEMENTO. 10 março Legislação e Normas SIBAP

SUPLEMENTO. 10 março Legislação e Normas SIBAP 2 2017 SUPLEMENTO 10 março 2017 www.bportugal.pt Legislação e Normas SIBAP BOLETIM OFICIAL Normas e Informações 2 2017 Suplemento Banco de Portugal Av. Almirante Reis, 71 2.º 1150-012 Lisboa www.bportugal.pt

Leia mais

FINANCIAMENTO ÀS FEDERAÇÕES DESPORTIVAS. Organização de Eventos Desportivos Internacionais 2015

FINANCIAMENTO ÀS FEDERAÇÕES DESPORTIVAS. Organização de Eventos Desportivos Internacionais 2015 FINANCIAMENTO ÀS FEDERAÇÕES DESPORTIVAS Organização de Eventos Desportivos Internacionais 2015 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS Com este Programa, o Instituto Português do Desporto e Juventude, I. P., tem por objetivo

Leia mais

JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2011

JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2011 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2011 I Série Sumário SECRETARIAS REGIONAIS DOS RECURSOS HUMANOS, DA EDUCAÇÃO E CULTURAE DO PLANO E FINANÇAS Portaria n.º 10/2011

Leia mais

CONCURSO DE DOCENTES

CONCURSO DE DOCENTES CONCURSO DE DOCENTES Grupo de Recrutamento 400 - História ANO ESCOLAR DE 2017/2018 LISTA PROVISÓRIA DE EXCLUSÃO CONCURSO INTERNO 23-05-2017 Página 1 de 8 Grupo 400 - História Número de utilizador Nome

Leia mais

DESPACHO N.º 13/2016 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO AO ENSINO SUPERIOR PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS

DESPACHO N.º 13/2016 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO AO ENSINO SUPERIOR PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS DESPACHO N.º 13/2016 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO AO ENSINO SUPERIOR PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS Ao abrigo do disposto no Decreto-Lei n.º 36/2014, de 10 de março, que aprovou o Estatuto do

Leia mais

RETIFICAÇÃO AO AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº ALT

RETIFICAÇÃO AO AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº ALT RETIFICAÇÃO AO AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº ALT20 62 2015 10 Sistema de apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública (SAMA2020) DOMÍNIO DA COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

LISBOA P. O 828/2014 C H.O Proposta de Alteração ao Código do Processo nos Tribunais Administrativos

LISBOA P. O 828/2014 C H.O Proposta de Alteração ao Código do Processo nos Tribunais Administrativos fi REPÚBLICA (;ABINETE DA SECRETÃRIA DE ESTADO ADJUNTA EDA JUSTiÇA Exmo. Senhor Presidente da Direção Nacional do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público Rua Tomás Ribeiro, 89-3 0 1050-227 LISBOA

Leia mais

Regulamento do Aluno Extraordinário

Regulamento do Aluno Extraordinário Regulamento do Aluno Extraordinário Conselho Científico (Deliberação CC-32/2007, de 20 de dezembro) 05 03 2012 01 ARTIGO 1º (ÂMBITO) 1- Consideram-se alunos regulares os alunos matriculados e inscritos

Leia mais

Regimento do Conselho Pedagógico 2013/2017

Regimento do Conselho Pedagógico 2013/2017 Regimento do Conselho Pedagógico 2013/2017 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Finalidades O Conselho Pedagógico é o órgão de coordenação e supervisão pedagógica e orientação educativa do Agrupamento,

Leia mais

MUNICÍPIO DE SANTA MARTA DE PENAGUIÃO CÂMARA MUNICIPAL

MUNICÍPIO DE SANTA MARTA DE PENAGUIÃO CÂMARA MUNICIPAL Proposta de Regulamento Municipal de Concessão de Apoio Financeiro à Reconstituição ou Reposição do Potencial Produtivo das Explorações Agrícolas Preâmbulo A região do Douro foi a que mais sofreu com as

Leia mais

Deliberação n.º 83 /2015. Regulamento Interno da CIC Portugal 2020

Deliberação n.º 83 /2015. Regulamento Interno da CIC Portugal 2020 Deliberação n.º 83 /2015 Regulamento Interno da CIC Portugal 2020 A CIC Portugal 2020, na reunião ordinária de 21 de dezembro de 2015, deliberou, nos temos da alínea q) do n.º 2 do artigo 10.º do Decreto-Lei

Leia mais

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto Diploma Aprova a declaração modelo 2, o modelo do recibo eletrónico de quitação de rendas e a declaração modelo 44, previstos no Código do Imposto do Selo e no Código do IRS Portaria n.º 98-A/2015 de 31

Leia mais

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto Diploma Aprova a declaração modelo 2, o modelo do recibo eletrónico de quitação de rendas e a declaração modelo 44, previstos no Código do Imposto do Selo e no Código do IRS Portaria n.º 98-A/2015 de 31

Leia mais

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto

Diploma DRE. Capítulo I. Modelos oficiais. Artigo 1.º. Objeto Diploma Aprova a declaração modelo 2, o modelo do recibo eletrónico de quitação de rendas e a declaração modelo 44, previstos no Código do Imposto do Selo e no Código do IRS Portaria n.º 98-A/2015 de 31

Leia mais

Nova Ação Executiva. Sintese de Diplomas CFFJ Direção-geral da Administração da Justiça

Nova Ação Executiva. Sintese de Diplomas CFFJ Direção-geral da Administração da Justiça Nova Ação Executiva Sintese de Diplomas CFFJ - 2012 Direção-geral da Administração da Justiça Nova Ação Executiva Síntese dos Diplomas Decreto-Lei n.º 38/2003, de 8 de Março, que bem se pode apelidar de

Leia mais

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA Considerando que compete ao Conselho de Representantes das unidades orgânicas de ensino

Leia mais

Lei n.º 9/79 de 19 de Março de 1979 Aprova as bases do ensino particular e cooperativo;

Lei n.º 9/79 de 19 de Março de 1979 Aprova as bases do ensino particular e cooperativo; Lei n.º 9/79 de 19 de Março de 1979 Aprova as bases do ensino particular e cooperativo; Decreto-lei n.º 542/79 de 31 de Dezembro de 1979 Estabelece o estatuto dos jardins-deinfância da rede publicado Ministério

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS. Artigo 1.º Âmbito. Artigo 2.º Definição e Objetivos

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS. Artigo 1.º Âmbito. Artigo 2.º Definição e Objetivos REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS Artigo 1.º Âmbito O presente regulamento fixa as normas gerais relativas ao funcionamento da componente de formação prática

Leia mais

Regulamento da CMVM n.º 4/2016. Taxas

Regulamento da CMVM n.º 4/2016. Taxas Regulamento da CMVM n.º 4/2016 Taxas Os Estatutos da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, aprovados pelo Decreto- Lei n.º 5/2015, de 8 de janeiro (Estatutos), preveem um regime que determina que

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 21 de dezembro de Série. Número 223

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 21 de dezembro de Série. Número 223 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quarta-feira, 21 de dezembro de 2016 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DA INCLUSÃO E ASSUNTOS SOCIAIS Despacho n.º 465/2016 Aprova o Plano Municipal de Emergência

Leia mais