ASSSSUNTTO Cria Agência Nacional para a gestão das 2ªs fases dos programas de acção comunitária: Leonardo da Vinci e Socrates

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ASSSSUNTTO Cria Agência Nacional para a gestão das 2ªs fases dos programas de acção comunitária: Leonardo da Vinci e Socrates"

Transcrição

1 DIÁRIOS DA REPUBLLI ICA DEESSI IGNAÇÇÃO: : PPrrooggrraamaass EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério do Emprego e da Segurança Social ASSSSUNTTO Aprova o regime de apoio técnico e financeiro a programas de reabilitação Profissional de Pessoas com Deficiência IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Decreto lei nº 247/89 DATTA EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério do Emprego e Segurança Social ASSSSUNTTO Programas operacionais em matéria de formação profissional e emprego IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho normativo nº 112/89 DATTA EEMI ITTI IDO PPOR: : ASSSSUNTTO Programa Rede Social IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO DATTA ASSSSUNTTO Programa ACÇÃO IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Portaria nº 987-B/94 DATTA ASSSSUNTTO Aprovação de Programas das iniciativas de desenvolvimento local. IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Decreto Lei nº 34/95 DATTA ASSSSUNTTO Aprova o Regulamento do Programa das iniciativas de desenvolvimento local. IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Resolução do Conselho de Ministros nº 57/95 DATTA ASSSSUNTTO Cria Agência Nacional para a gestão das 2ªs fases dos programas de acção comunitária: Leonardo da Vinci e Socrates IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Resolução do Conselho de Ministros nº 17/2000 DATTA EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério do Trabalho e Solidariedade ASSSSUNTTO Programa de apoio à implementação da rede social IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho normativo nº 08/2002 DATTA

2 ASSSSUNTTO Programa Nacional para a participação dos cidadãos com necessidades especiais na sociedade de informação IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Resolução do Conselho de Ministros nº 110/2003 DATTA ASSSSUNTTO Linha de apoio financeiro Inclusão Digital IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Portaria nº1354/2004 DATTA ASSSSUNTTO Determina a elaboração do PNAI e define as suas estruturas de elaboração e acompanhamento IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Resolução do Conselho de Ministros nº40/2006 DATTA EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério do Trabalho e Solidariedade Social ASSSSUNTTO Cria e Reg. o Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES) IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Portaria 426/2006 DATTA (Gabinete do Ministro) ASSSSUNTTO Abertura de candidaturas ao PARES IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº10 516/2006 (2ª série) DATTA ASSSSUNTTO Princípios, finalidades e objectivos da Rede Social, constituição, funcionamento e competência dos seus órgãos IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Decreto-lei nº115/2006 DATTA ASSSSUNTTO Plano Nacional de Promoção da Acessibilidade (PNPA) IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Resolução do Conselho de Ministros nº9/2007 DATTA (Gabinete do Ministro) ASSSSUNTTO Abertura de candidaturas ao Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES) IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº944/2007

3 DATTA ASSSSUNTTO Programa Todos Diferentes, Todos Iguais IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Portaria nº 111/2007 DATTA Consubstancia a proposta do Quadro de Referência Estratégico Nacional ASSSSUNTTO (QREN) que constitui o enquadramento para a aplicação da Política Comunitária de Coesão Económica e Social em Portugal no período IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Resolução do Conselho de Ministros nº86/2007 DATTA Cria um regime excepcional de contratação de empreitadas de obras públicas e ASSSSUNTTO de aquisição ou locação, sob qualquer regime, de bens ou serviços destinados à execução de projectos que integram as candidaturas aprovadas no âmbito do PARES IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Decreto lei nº256 A /2007 DATTA e Ministérios das Finanças e da Administração Pública e do Ambiente do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional ASSSSUNTTO Regulamenta o Decreto Lei nº308/2007, de 3 de Setembro que cria o Programa de Apoio Financeiro Porta 65 Arrendamento para jovens IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Portaria nº1515-a/2007 DATTA ASSSSUNTTO Estabelece o regime jurídico de gestão, acesso e financiamento no âmbito dos programas operacionais financiados pelo Fundo Social Europeu IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Decreto Regulamentar nº84-a/2007 DATTA EEMI ITTI IDO PPOR: : Conselho de Ministros ASSSSUNTTO Determina a remuneração da Gestora de Intervenção Estrutural de Iniciativa Comunitária EQUAL do QCA III IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Resolução do Conselho de Ministros nº180/2007 DATTA EEMI ITTI IDO PPOR: : Centro Jurídico ASSSSUNTTO QREN Quadro Comunitário de Apoio IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Declaração de rectificação nº113/2007 (IIª Secção) DATTA

4 ASSSSUNTTO Rectificação de inexactidão Candidaturas IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Declaração de Rectificação nº3/2008 DATTA EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministérios do Trabalho e da Solidariedade Social e da Educação ASSSSUNTTO QCA III Programas Operacionais (PO) IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº4026/2008 DATTA (Gabinete do Ministro) ASSSSUNTTO Aprova o aviso de abertura de candidaturas ao Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES) IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº5266-a/2008 DATTA EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministérios do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional e do Trabalho e da Solidariedade Social ASSSSUNTTO Comissões de Acompanhamento de cada Programa Operacional (PO) - QREN IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº9174/2008 (IIª Série) DATTA EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério do Trabalho e da Segurança Social ASSSSUNTTO Realização do Programa Abrir as Portas à Diferença 2008 nos termos e nas condições propostas pelo INATEL IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº10404/2008 DATTA EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério do Trabalho e da Segurança Social ASSSSUNTTO Altera a Portaria nº396/2007 de 2 de Abril que cria o Programa de Contractos Locais de Desenvolvimento Social (Programa CLDS) IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Portaria nº285/2008 (Alteração à portaria 396/2007 de 2 de Abril) DATTA Centro Jurídico) Rectifica a Resolução do Conselho de Ministros n.º 24/2008, de 13 de ASSSSUNTTO Fevereiro, que cria a estrutura de missão responsável pelo exercício das funções do Observatório do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), publicada no Diário da República, 1.ª série, n.º 31, de 13 de Fevereiro de 2008 IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Declaração de Rectificação nº19-a/2008 DATTA Centro Jurídico Rectifica a Resolução do Conselho de Ministros n.º 25/2008, de 13 de

5 Fevereiro, que cria as estruturas de missão para os programas operacionais de ASSSSUNTTO assistência técnica do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e do Fundo Social Europeu, bem como os secretariados técnicos dos programas operacionais do QREN, publicada no Diário da República, 1.ª série, n.º 31, de 13 de Fevereiro de 2008 IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Declaração de Rectificação nº19-b/2008 DATTA EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério do Trabalho e Segurança Social Gabinete do Ministro ASSSSUNTTO Regulamento específico dos apoios concedidos pelo Programa Operacional Assistência Técnica FSE (POAT/FSE) IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº16791/2008 DATTA Rectifica o Decreto Lei nº61-a/2008, de 28 de Março do Ministério do Ambiente do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional, que ASSSSUNTTO procedia à primeira alteração ao Dec. Lei nº308/2007, de 3 de Setembro, que cria o programa de apoio financeiro Porta 65 Arrendamento por Jovens, publicado no DR, Iª Série nº62, suplemento, de 28 de Março de 2008 IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Resolução do Conselho de Ministros nº85/2008 DATTA ASSSSUNTTO Apoios Concedidos no âmbito da Intervenção nº 2.3 Formações Modulares Certificadas do Eixo nº2 IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18223/2008 ASSSSUNTTO Apoios Concedidos no âmbito da Intervenção nº 1.2 Cursos Profissionais do eixo nº1 IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18224/2008 ASSSSUNTTO Apoios Concedidos no âmbito da Intervenção nº 1.1 Sistema de Aprendizagens do Eixo nº1 IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18225/2008

6 ASSSSUNTTO Apoios Concedidos no âmbito da Intervenção nº 7.1 Sistema Estratégico de informação e conhecimento IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18226/2008 ASSSSUNTTO Apoios Concedidos no âmbito da Intervenção nº 2.2 Cursos de Educação Formação para Adultos do Eixo nº2 IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18227/2008 ASSSSUNTTO Apoios Concedidos no âmbito da Intervenção nº 1.3 Cursos de Educação Formação de jovens do eixo nº1 IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18228/2008 ASSSSUNTTO Apoios Concedidos no âmbito da Intervenção nº 2.1 Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18229/2008 ASSSSUNTTO Apoios Concedidos no âmbito da Intervenção nº 5.3 INOV Contacto do eixo nº5 IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18231/2008 ASSSSUNTTO Apoios Concedidos no âmbito da Intervenção nº 1.4 Cursos de Especialização Tecnológica do eixo nº1.4 Cursos de Especialização Tecnológica no eixo nº1 IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18232/2008 ASSSSUNTTO Apoios Concedidos no âmbito da Intervenção nº 1.4 Cursos de Especialização Tecnológica do eixo nº 5.1 Apoios ao Emprego

7 IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18233/2008 Aprovação do Regulamento que define o Regime de Acesso aos Apoios ASSSSUNTTO Concedidos pelo POPH no âmbito do apoio à mediação e integração das pessoas com deficiências e incapacidades IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18234/2008 EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério do Trabalho e da Solidariedade Gabinete do Ministro Aprovação do Regulamento que define o regime de acesso aos apoios ASSSSUNTTO concedidos pelo Programa Operacional Potencial Humano (POPH) no âmbito da Formação para a Inclusão IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18361/2008 EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério do Trabalho e da Solidariedade Gabinete do Ministro Aprovação do Regulamento Específico da Tipologia de Intervenção 5.2 ASSSSUNTTO Estágios Profissionais, do Eixo 5 Apoio ao Empreendorismo e à transição para a Vida Activa do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18359/2008 ASSSSUNTTO Aprovação do Regulamento que define o Regime de acesso nos apoios concedidos pelo POPH no âmbito das intervenções integradas de promoção do sucesso educativo IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18365/2008 Aprovação do regulamento específico que define o regime de acesso aos ASSSSUNTTO apoios concedidos no âmbito da tipologia de intervenção nº3.1.2 Programa Formação Acção para Entidades de Economia Social do Eixo nº3 IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho 18366/2008 Aprovação do regulamento específico que define o regime de acesso aos ASSSSUNTTO apoios concedidos no âmbito da tipologia de intervenção nº3.5 Qualificação dos Profissionais do Sector da Educação do Eixo n3 IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18369/2008

8 Aprovação do Regulamento específico da tipologia de intervenção nº6.2 ASSSSUNTTO Qualificação das Pessoas com Deficiências e Incapacidades do Eixo nº6 Cidadania, Inclusão e Desenvolvimento Social do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18360/2008 ASSSSUNTTO Aprovação do Regulamento que define o regime de acesso aos apoios concedidos pelo POPH no âmbito da Qualificação das Pessoas com Deficiências e Incapacidades IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18364/2008 ASSSSUNTTO Regras de Governação do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) e dos Programas Operacionais (PO) IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18348/2008 Regulamento específico da tipologia de intervenção nº6.5. Acções de ASSSSUNTTO Investigação, sensibilização e promoção de boas práticas, do eixo nº6, Cidadania, inclusão e desenvolvimento social do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Despacho nº18475/2008 DATTA

Criação do Serviço Nacional de Saúde. Lista de doenças crónicas

Criação do Serviço Nacional de Saúde. Lista de doenças crónicas DIÁRIOS DA REPUBLLI ICA DEESSI IGNAÇÇÃO: : SSaaúúddee Criação do Serviço Nacional de Saúde IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Lei nº 56/79 DATTA 1979-09-15 Regime de Taxas moderadoras para acesso aos serviços de

Leia mais

DATTA ASSSSUNTTO benefícios fiscais. EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério das Finanças Emprego e Segurança Social

DATTA ASSSSUNTTO benefícios fiscais. EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério das Finanças Emprego e Segurança Social DEESSI IGNAÇÇÃO: : CCONTTABBI ILLI IDADEE//FFI INANÇÇASS DIÁRIOS DA REPUBLLI ICA e do Plano Secretaria de Estado do Orçamento Direcção Geral de Contribuições e Impostos ASSSSUNTTO Aprova o novo regulamento

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL TEMÁTICO POTENCIAL HUMANO

PROGRAMA OPERACIONAL TEMÁTICO POTENCIAL HUMANO PROGRAMA OPERACIONAL TEMÁTICO POTENCIAL HUMANO 2007-201 Apresentação da Proposta ÍNDICE 1 O PROBLEMA 2 A ESTRATÉGIA 4 PLANO DE FINANCIAMENTO 1 1 O PROBLEMA Taxa de emprego Emprego em média e alta tecnologia

Leia mais

Enquadramento Legal da Formação. Alguns diplomas sobre a FORMAÇÃO

Enquadramento Legal da Formação. Alguns diplomas sobre a FORMAÇÃO Enquadramento Legal da Formação Alguns diplomas sobre a FORMAÇÃO Código do Trabalho A Lei nº 7/2009 de 12 de Fevereiro, no seu Artigo 130.º, define objectivos da Formação Profissional. As Subsecções II

Leia mais

Lei n.º 9/79 de 19 de Março de 1979 Aprova as bases do ensino particular e cooperativo;

Lei n.º 9/79 de 19 de Março de 1979 Aprova as bases do ensino particular e cooperativo; Lei n.º 9/79 de 19 de Março de 1979 Aprova as bases do ensino particular e cooperativo; Decreto-lei n.º 542/79 de 31 de Dezembro de 1979 Estabelece o estatuto dos jardins-deinfância da rede publicado Ministério

Leia mais

Regulamento específico Assistência Técnica FEDER

Regulamento específico Assistência Técnica FEDER Regulamento específico Assistência Técnica FEDER Capítulo I Âmbito Artigo 1.º Objecto O presente regulamento define o regime de acesso aos apoios concedidos pelo Programa Operacional de Assistência Técnica

Leia mais

Portugal APOIOS COMUNITÁRIOS às entidades da economia social. Versão de 11/jun/2015

Portugal APOIOS COMUNITÁRIOS às entidades da economia social. Versão de 11/jun/2015 Portugal 2020 APOIOS COMUNITÁRIOS às entidades da economia social Versão de 11/jun/2015 1 Regulamento FSE Através da Portaria nº 97-A/2015, de 30 de março, da Presidência do Conselho de Ministros e Ministério

Leia mais

RESUMO PARA OS CIDADÃOS

RESUMO PARA OS CIDADÃOS RESUMO PARA OS CIDADÃOS Relatório Anual de Execução 2015 INTRODUÇÃO E ENQUADRAMENTO DO PROGRAMA Para o Programa Operacional de Assistência Técnica 2014-2020 (POAT2020) foi determinante a aprovação do Acordo

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA

APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA AGENDA AS 5 MARCAS DO POPH I EIXOS PRIORITÁRIOS II ARRANQUE DO PROGRAMA III I AS 5 MARCAS DO POPH AS 5 MARCAS DO POPH 1 O MAIOR PROGRAMA OPERACIONAL DE SEMPRE 8,8 mil M 8,8 Mil

Leia mais

EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério da Educação. ASSSSUNTTO Estatuto do ensino particular e cooperativo DATTA 1980-11-21

EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério da Educação. ASSSSUNTTO Estatuto do ensino particular e cooperativo DATTA 1980-11-21 DIÁRIOS DA REPUBLLI ICA DEESSI IGNAÇÇÃO: : EEDUCCAÇÇÃO e Ciência ASSSSUNTTO Estatuto do ensino particular e cooperativo IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Decreto lei nº 553/80 DATTA 1980-11-21 EEMI ITTI IDO PPOR:

Leia mais

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO Despacho Considerando que os regulamentos específicos do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) são aprovados pela respectiva Comissão Ministerial de Coordenação, nos termos do n.º 5 do artigo 30º

Leia mais

PARTE C MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL (2) Diário da República, 2.ª série N.º de novembro de 2013

PARTE C MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL (2) Diário da República, 2.ª série N.º de novembro de 2013 33090-(2) Diário da República, 2.ª série N.º 217 8 de novembro de 2013 PARTE C MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL Gabinete do Secretário de Estado do Emprego Despacho n.º 14500-A/2013

Leia mais

Apresentação do Programa

Apresentação do Programa Apresentação do Programa A Região Lisboa e Vale do Tejo AML A Estratégia do Programa Operacional Afirmar Lisboa como uma região cosmopolita e competitiva no sistema das regiões europeias, contribuindo

Leia mais

Deliberação n.º 3/2016. Recursos Hierárquicos do Quadro de Referência Estratégico Nacional

Deliberação n.º 3/2016. Recursos Hierárquicos do Quadro de Referência Estratégico Nacional Deliberação n.º 3/2016 Recursos Hierárquicos do Quadro de Referência Estratégico Nacional O Decreto-Lei n.º 312/2007, de 17 de setembro, alterado pelo Decreto-Lei n.º 74/2008, de 22 de abril, e pelo Decreto-Lei

Leia mais

Catálogo Nacional de Qualificações

Catálogo Nacional de Qualificações Catálogo Nacional de Qualificações Sessão de Apresentação...Para uma oferta relevante e certificada 18 de Junho de 2007 INDICE 1. O Catálogo: enquadramento e objectivos 2. O Catálogo hoje 3. O Catálogo

Leia mais

Cursos de Dupla Certificação - A Experiência do Cinform/Cercilei. ESECS - Leiria

Cursos de Dupla Certificação - A Experiência do Cinform/Cercilei. ESECS - Leiria Cursos de Dupla Certificação - A Experiência do Cinform/Cercilei ESECS - Leiria 1 de Abril de 2017 Apresentação será dividida em 3 momentos: 1º - Enquadramento legal e Cronologia 2º - Modalidade de Formação

Leia mais

Ciência e Inovação Realizar Portugal

Ciência e Inovação Realizar Portugal Programa Operacional Ciência e Inovação Realizar Portugal União Europeia Fundos Estruturais Programa Operacional Ciência e Inovação 2010 No dia 24 de Dezembro de 2004 foi aprovado, por decisão (5706/2004)

Leia mais

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO Despacho Considerando que os regulamentos específicos do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) são aprovados pela respectiva Comissão Ministerial de Coordenação, nos termos do n.º 5 do artigo 30º

Leia mais

Proposta de Revisão do Programa

Proposta de Revisão do Programa Proposta de Revisão do 31 Dezembro 2010 Identificação Objectivos: Convergência e Competitividade e do Emprego PROGRAMA OPERACIONAL Período de programação: 2007-2013 Número do programa (CCI): 2007PT05UPO001

Leia mais

ALV em PME Um guia de apoio CEPCEP, UCP Parceiro no projeto COPELLL

ALV em PME Um guia de apoio CEPCEP, UCP Parceiro no projeto COPELLL / ALV em PME Um guia de apoio CEPCEP, UCP Parceiro no projeto COPELLL Projecto financiado com o apoio da Comissão Europeia. A informação contida nesta publicação (comunicação) vincula exclusivamente o

Leia mais

O COMPETE 2020 ANEXO I

O COMPETE 2020 ANEXO I O COMPETE 2020 O Programa Operacional Temático Competitividade e Internacionalização, designado por COMPETE 2020, insere-se na prioridade temática Competitividade e Internacionalização do Portugal 2020

Leia mais

O Instituto da Segurança Social, I.P. (ISS) enquanto Organismo Intermédio do PO APMC na Tipologia de Operação 1.2

O Instituto da Segurança Social, I.P. (ISS) enquanto Organismo Intermédio do PO APMC na Tipologia de Operação 1.2 Agenda 1 2 3 4 5 6 Breve apresentação do Fundo Europeu de Auxílio Europeu às Pessoas Mais Carenciadas (FEAC) e do Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas (PO APMC) O Instituto da Segurança

Leia mais

27 de junho de Domingos Lopes

27 de junho de Domingos Lopes 27 de junho de 2016 Domingos Lopes Objetivos Temáticos OT 8. Promover a sustentabilidade e a qualidade do emprego e apoiar a mobilidade dos trabalhadores assumindo como meta nacional, até 2020, o aumento

Leia mais

POAT/FSE QREN ( ) Critérios de Análise de Projecto

POAT/FSE QREN ( ) Critérios de Análise de Projecto POAT/FSE QREN (2007 2013) Critérios de Análise de Projecto Índice Página 1 - Critérios de análise 3 2 - Critérios comuns 4 3 - Critérios específicos 5 4 - Classificação 6 5 - Anexos 7 2 1. Critérios de

Leia mais

1.Organização do Sistema Educativo-Formativo Português 3. 2.Modalidades de educação e formação para jovens 4

1.Organização do Sistema Educativo-Formativo Português 3. 2.Modalidades de educação e formação para jovens 4 Índice: 1.Organização do Sistema Educativo-Formativo Português 3 2.Modalidades de educação e formação para jovens 4 2.1. Cursos de Educação e Formação (CEF) 5 2.2. Cursos Profissionais 7 2.3. Sistemas

Leia mais

ESTUDO DE AVALIAÇÃO DA INTEGRAÇÃO DA PERSPETIVA

ESTUDO DE AVALIAÇÃO DA INTEGRAÇÃO DA PERSPETIVA ESTUDO DE AVALIAÇÃO DA INTEGRAÇÃO DA PERSPETIVA DO GÉNERO NOS FUNDOS ESTRUTURAIS, NO PERÍODO DE PROGRAMAÇÃO 2007- ANEXOS Equipa de Investigação: Virgínia Ferreira (Coord.) Rosa Monteiro Mónica Lopes Hernâni

Leia mais

Câmara Municipal de Elvas. Plano de Acção. Conselho Local de Acção Social de Elvas

Câmara Municipal de Elvas. Plano de Acção. Conselho Local de Acção Social de Elvas Câmara Municipal de Elvas Plano de Acção 2007 Julho de 2006 Conselho Local de Acção Social de Elvas PROGRAMA REDE SOCIAL Co-financiado pelo Estado Português, Ministério da Segurança Social PLANO DE ACÇÃO

Leia mais

Lisboa 2020 Sessão de esclarecimento Programa. Apresentação do Programa Operacional Regional de Lisboa 2020

Lisboa 2020 Sessão de esclarecimento Programa. Apresentação do Programa Operacional Regional de Lisboa 2020 Abertura Lisboa 2020 Sessão de esclarecimento Programa Carlos Pina, Presidente do LNEC Nelson de Souza, Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão Apresentação do Programa Operacional Regional de

Leia mais

Estratégias para a Saúde

Estratégias para a Saúde Estratégias para a Saúde V.1) Cadernos do PNS Acções e Recomendações Promoção da Cidadania em Saúde (Versão Discussão) ESTRATÉGIAS PARA A SAÚDE V.1) CADERNOS DO PNS - ACÇÕES E RECOMENDAÇÕES PROMOÇÃO DA

Leia mais

PORTUGAL 2020: A IMPORTÂNCIA DA ELEGIBILIDADE DAS DESPESAS

PORTUGAL 2020: A IMPORTÂNCIA DA ELEGIBILIDADE DAS DESPESAS 21 de maio de 2015 PORTUGAL 2020: A IMPORTÂNCIA DA ELEGIBILIDADE DAS DESPESAS Ao abrigo do Acordo de Parceria estabelecido entre Portugal e a Comissão Europeia, denominado Portugal 2020, as empresas portuguesas

Leia mais

Define as orientações fundamentais para a utilização nacional dos fundos comunitários para o período de

Define as orientações fundamentais para a utilização nacional dos fundos comunitários para o período de QREN: Uma oportunidade para potenciar a inovação nas empresas O que é o QREN? Define as orientações fundamentais para a utilização nacional dos fundos comunitários para o período de 2007-2013. As suas

Leia mais

Porto, 15 de Julho de 2016

Porto, 15 de Julho de 2016 Porto, 15 de Julho de 2016 Elevar o nível de qualificação da população adulta balanço 2007-2013 A intervenção do QREN com vista à qualificação de adultos consubstanciou-se num investimento sem precedentes

Leia mais

Plano de Actividades e Orçamento 2010

Plano de Actividades e Orçamento 2010 Plano de Actividades e Orçamento 2010 1 2 1. Missão A CooLabora é uma cooperativa de consultoria e intervenção social criada em 2008. Tem por missão contribuir para a inovação social no desenvolvimento

Leia mais

Regulamentação da DSETRA, suas operações e outros temas. Portaria n.º 55/2010 de 21 de Janeiro; Lei n.º 105/2009 de 14 de Setembro.

Regulamentação da DSETRA, suas operações e outros temas. Portaria n.º 55/2010 de 21 de Janeiro; Lei n.º 105/2009 de 14 de Setembro. Legislação Regulamentação da DSETRA, suas operações e outros temas 1 Orgânica Lei Orgânica da Secretaria Regional dos Recursos Humanos Decreto Regulamentar Regional n.º 1/2009/M D.R. n.º 5 de 8 de Janeiro;

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO Eixo Prioritário 4 Protecção e Valorização Ambiental ACÇÕES DE VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL Centro-VQA-2009-13-BM-13 1 Nos termos do Regulamento Específico Acções

Leia mais

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO Despacho Considerando que os regulamentos específicos do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) são aprovados pela respectiva Comissão Ministerial de Coordenação, nos termos do n.º 5 do artigo 30º

Leia mais

O Sistema Educativo em Portugal Legislação

O Sistema Educativo em Portugal Legislação O Sistema Educativo em Portugal 2006 Legislação Constituição da República Portuguesa Data: 02/04/1976 Nota: Lei fundamental da República Portuguesa. Declaração de Rectificação n.º 4-A/01 Data: 28/02/2001

Leia mais

EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério do Trabalho DATTA 1976-12-28. ASSSSUNTTO Regime Legal dos Mapas dos Quadros de Pessoal DATTA 1980-09-17

EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério do Trabalho DATTA 1976-12-28. ASSSSUNTTO Regime Legal dos Mapas dos Quadros de Pessoal DATTA 1980-09-17 DEESSI IGNAÇÇÃO: : EEmpprreeggoo ee FFoorrmaaççããoo DIÁRIOS DA REPUBLLI ICA EEMI ITTI IDO PPOR: : Ministério do Trabalho e Segurança Social ASSSSUNTTO Férias / Faltas IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Decreto Lei

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE EXECUÇÃO. Programa Operacional MAR 2020 PORTUGAL

RELATÓRIO ANUAL DE EXECUÇÃO. Programa Operacional MAR 2020 PORTUGAL RELATÓRIO ANUAL DE EXECUÇÃO 2015 Programa Operacional MAR 2020 PORTUGAL Relatório Anual 2015 RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO PO MAR 2020 ANO DE 2015 CCI: 2014PT14MFOP001 PROGRAMA OPERACIONAL: PROGRAMA OPERACIONAL

Leia mais

Síntese de Legislação Nacional e Comunitária. 04 de Janeiro de 2012

Síntese de Legislação Nacional e Comunitária. 04 de Janeiro de 2012 LEGISLAÇÃO Síntese de Legislação Nacional e Comunitária de 2012 Legislação Nacional Energias Renováveis Portaria n.º 8/2012 I Série n.º 3, de 4/01 Aprova, no âmbito da política de promoção da utilização

Leia mais

www.algarve.portugal2020.pt Região Competitiva, Resiliente, Empreendedora e Sustentável com base na valorização do Conhecimento Roteiro Regional CRESC ALGARVE 2020 Fundo Social Europeu (FSE) Eixos Prioritários

Leia mais

PLANO DE AVISOS 2016 (*)

PLANO DE AVISOS 2016 (*) PO PO PO PO Calendário de de Dados do Identificação do Referência do Empreendedorismo Qualificado 3 3.1, 8.5 janeiro 16 abril 16 SI - 02/SI/2016 Inovação Empresarial Inovação Produtiva Científico e Tecnológico

Leia mais

Desafio Portugal 2020: Educação, Qualificação Profissional e Mercado de Trabalho: Impacto na Economia Portuguesa

Desafio Portugal 2020: Educação, Qualificação Profissional e Mercado de Trabalho: Impacto na Economia Portuguesa Desafio Portugal 2020: Educação, Qualificação Profissional e Mercado de Trabalho: Impacto na Economia Portuguesa Auditório da Biblioteca Municipal Gustavo Pinto Lopes Torres Novas Fundos Europeus 2014-2020

Leia mais

Promover condições de empregabilidade das pessoas com deficiências e incapacidades, visando a consagração do direito de exercício pleno da cidadania.

Promover condições de empregabilidade das pessoas com deficiências e incapacidades, visando a consagração do direito de exercício pleno da cidadania. Formação Profissional para Pessoas ou Grupos com Necessidades Especiais Práticas do Centro de Reabilitação Profissional da CERCIPENICHE Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados de

Leia mais

Auditorias realizadas em Portugal pelo Tribunal de Contas Europeu com a colaboração do Tribunal de Contas de Portugal

Auditorias realizadas em Portugal pelo Tribunal de Contas Europeu com a colaboração do Tribunal de Contas de Portugal Apresentação do Relatório Anual do Tribunal de Contas Europeu, relativo ao exercício de 2015 Auditorias realizadas em Portugal pelo Tribunal de Contas Europeu com a colaboração do Tribunal de Contas de

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS DL 659/2008 2008.11.14 A Lei 12-A/2008, de 27 de Fevereiro, que consagra os regimes de vinculação, de carreiras e remunerações dos trabalhadores que exercem funções públicas vem estabelecer novos e mais

Leia mais

REGULAMENTOS ESPECÍFICOS

REGULAMENTOS ESPECÍFICOS Programa Operacional Factores de Competitividade Deliberações CMC POFC: 16/07/2008 Assistência Técnica do POFC Entrada em vigor DA ÚLTIMA ALTERAÇÃO em 17/07/2008 Artigo 1.º Objecto O presente regulamento

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013

ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013 ORIENTAÇÃO DE GESTÃO N.º 3/2013 Por alteração da Orientação de Gestão da Orientação de Gestão n. º 1/2012 (06-01-2012), n.º 1/2010 (29-03-2010) e da Orientação de Gestão n.º 7/2008 (21-01-2009) REGRAS

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CANDIDATURAS

AVISO DE ABERTURA DE CANDIDATURAS AVISO DE ABERTURA DE CANDIDATURAS I A Comissão Directiva do POPH informa que decorre entre os dias 30 de Janeiro e 3 de Março de 2008 o período para apresentação de candidaturas ao Programa Operacional

Leia mais

I Simpósio Luso-Alemão sobre a qualificação

I Simpósio Luso-Alemão sobre a qualificação I Simpósio Luso-Alemão sobre a qualificação profissional em Portugal: Oportunidades e desafios SANA Lisboa Hotel A Educação e o Sistema Nacional de Qualificações Gonçalo Xufre Silva Presidente do Conselho

Leia mais

Ficha de Caracterização de Entidade/Projecto CLDS - ESPIRAL

Ficha de Caracterização de Entidade/Projecto CLDS - ESPIRAL Ficha de Caracterização de Entidade/Projecto CLDS - ESPIRAL 2 A. IDENTIFICAÇÃO GERAL DA ENTIDADE Projecto(s) Projecto Espiral - Contrato Local de Desenvolvimento Promotor(es): CESIS - Centro de Estudos

Leia mais

Rota do Guadiana Associação de Desenvolvimento Integrado. Apresentação Geral

Rota do Guadiana Associação de Desenvolvimento Integrado. Apresentação Geral Rota do Guadiana Associação de Desenvolvimento Integrado Apresentação Geral História e território Criada em 1992, a RG-ADI, assume-se como uma iniciativa de desenvolvimento, constituída com base em parcerias

Leia mais

Fundo Florestal Permanente

Fundo Florestal Permanente Fundo Florestal Permanente Encontro Nacional Zonas de Intervenção Florestal Centro de Interpretação da Serra da Estrela Seia 30 de abril de 2013 Enquadramento legal e objetivos Sumário Mecanismos de financiamento

Leia mais

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO

COMISSÃO MINISTERIAL DE COORDENAÇÃO DO PROGRAMA OPERACIONAL POTENCIAL HUMANO Despacho Considerando que os regulamentos específicos do Programa Operacional Potencial Humano (POPH) são aprovados pela respectiva Comissão Ministerial de Coordenação, nos termos do n.º 5 do artigo 30º

Leia mais

Regulamentação externa e interna

Regulamentação externa e interna Regulamentação externa e interna Dada a extensão das atribuições da APL, S.A. e da sua área de jurisdição, as normas que regem a respetiva atividade ou que têm interesse para a mesma são muito diversas.

Leia mais

POSIÇÃO DA UGT SOBRE O QUESTIONÁRIO FUNDOS EUROPEUS ESTRUTURAIS E DE INVESTIMENTO

POSIÇÃO DA UGT SOBRE O QUESTIONÁRIO FUNDOS EUROPEUS ESTRUTURAIS E DE INVESTIMENTO POSIÇÃO DA UGT SOBRE O QUESTIONÁRIO FUNDOS EUROPEUS ESTRUTURAIS E DE INVESTIMENTO 2014-2020 A UGT deve, antes de mais, assinalar que o questionário apresentado se torna de difícil resposta num contexto

Leia mais

Auditorias realizadas em Portugal no ano de 2012, pelo Tribunal de Contas Europeu com a colaboração do Tribunal de Contas de Portugal

Auditorias realizadas em Portugal no ano de 2012, pelo Tribunal de Contas Europeu com a colaboração do Tribunal de Contas de Portugal Apresentação do Relatório Anual do Tribunal de Contas Europeu, relativo ao exercício de 2012. Auditorias realizadas em Portugal no ano de 2012, pelo Tribunal de Contas Europeu com a colaboração do Tribunal

Leia mais

Diploma DRE. Capítulo I. Objecto e âmbito. Artigo 1.º. Objecto

Diploma DRE. Capítulo I. Objecto e âmbito. Artigo 1.º. Objecto Diploma Regulamenta as provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, previstas no n.º 5 do artigo 12.º da Lei n.º 46/86,

Leia mais

Portugal 2020: Objetivos e Desafios António Dieb

Portugal 2020: Objetivos e Desafios António Dieb Portugal 2020: Objetivos e Desafios 2014-2020 António Dieb Porto, 11 de julho de 2016 Tópicos: 1. Enquadramento Estratégico (EU 2020) 2. Portugal 2020: Objetivos e prioridades 3. Estrutura Operacional

Leia mais

O POTENCIAL HUMANO PARA de NOVEMBRO 2012

O POTENCIAL HUMANO PARA de NOVEMBRO 2012 O POTENCIAL HUMANO PARA 2013 28 de NOVEMBRO 2012 O POTENCIAL HUMANO PARA 2013 ORIENTAÇÕES ESTRATÉGICAS PARA O FUTURO - CAPITAL HUMANO PARA O CRESCIMENTO E O EMPREGO CONTRIBUTO DO POPH (ANOS 2013 E 2014)

Leia mais

REGIME DE TRANSIÇÃO DA LICENCIATURA EM CIÊNCIAS SOCIAIS. Normas regulamentares

REGIME DE TRANSIÇÃO DA LICENCIATURA EM CIÊNCIAS SOCIAIS. Normas regulamentares UNIVERSIDADE ABERTA Nos termos da deliberação nº 13/07 do Senado Universitário, aprovada em sessão de 31 de Maio de 2007, e ao abrigo do disposto no artigo 43º do Decreto-Lei nº42/2005, de 22 de Fevereiro,

Leia mais

O QREN e a inovação no tecido produtivo

O QREN e a inovação no tecido produtivo O QREN e a inovação no tecido produtivo Lisboa, 15 de março 2012 Duarte Rodrigues Coordenador-Adjunto Despesas empresariais em I&D (% PIB) Fonte: Eurostat Despesas em I&D e estrutura produtiva Fonte: Observatório

Leia mais

DESTAQUE CCDRLVT. Região de Lisboa e Vale do Tejo, nº 21 (Novembro 2007) newsletter da CCDRLVT BIBLIOGRAFIA SELECCIONADA

DESTAQUE CCDRLVT. Região de Lisboa e Vale do Tejo, nº 21 (Novembro 2007) newsletter da CCDRLVT BIBLIOGRAFIA SELECCIONADA CCD R LV Ti nforma Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo 10/2007 1 a 30 de Novembro de 2007 DESTAQUE CCDRLVT Sessão Pública de divulgação do POR Lisboa 2007-2013,

Leia mais

ASSSSUNTTO Interdição, Inabilitação DATTA ---------------------------- ASSSSUNTTO Meios de suprir o poder paternal, Tutela

ASSSSUNTTO Interdição, Inabilitação DATTA ---------------------------- ASSSSUNTTO Meios de suprir o poder paternal, Tutela DEESSI IGNAÇÇÃO: : LLeeggi iissl llaaççããoo Geerraal ll DIÁRIOS DA REPUBLLI ICA EEMI ITTI IDO PPOR: : Código Civil ASSSSUNTTO Interdição, Inabilitação IDEENTTI I IFFI ICCAÇÇÃO Artigo 138º Subsecção III/Artigo

Leia mais

15 Anos a FORMAR PARA DESENVOLVER

15 Anos a FORMAR PARA DESENVOLVER 15 Anos a FORMAR PARA DESENVOLVER Missão Valores Desenvolver ações que promovam o aumento das competências pessoais, escolares, profissionais e sociais dos Recursos Humanos, de forma a contribuir para

Leia mais

Planos Directores Municipais Enquadramento Jurídico

Planos Directores Municipais Enquadramento Jurídico Planos Directores Municipais Enquadramento Jurídico Lei de Bases de OT e Urbanismo Lei n.º 48/98 de 11 de Agosto - Lei de Bases da Política de Ordenamento do Território e de Urbanismo Lei n.º 54/2007 de

Leia mais

Necessidades Educativas Especiais

Necessidades Educativas Especiais Pré-Escolar Documentos Úteis Ensino Básico Sites Úteis Ensino Secundário Bibliografia Útil Intervenção Precoce Glossário Necessidades Educativas Especiais Outros Pré-Escolar Lei de Bases do Sistema Educativo

Leia mais

DIREITO FINANCEIRO PÚBLICO

DIREITO FINANCEIRO PÚBLICO DIREITO FINANCEIRO PÚBLICO PROGRAMA 2015/2016 INFORMAÇÕES GERAIS Cordenador: JORGE BACELAR GOUVEIA Regente: RITA CALÇADA PIRES Ano letivo: 2015/2016 Curso: 1º CICLO Semestre: 1º SEMESTRE ECTS: 6 Contacto

Leia mais

Erasmus+ Agência Nacional Erasmus+ - Educação e Formação Rui Gato

Erasmus+ Agência Nacional Erasmus+ - Educação e Formação  Rui Gato Erasmus+ Agência Nacional Erasmus+ - Educação e Formação www.erasmusmais.pt Rui Gato Erasmus+ O Erasmus+ é o programa da UE nos domínios da educação, da formação, da juventude e do desporto para o período

Leia mais

II Conferência do Turismo e Hotelaria O Turismo em Portugal após 2009 [Oportunidades e Desafios]

II Conferência do Turismo e Hotelaria O Turismo em Portugal após 2009 [Oportunidades e Desafios] II Conferência do Turismo e Hotelaria O Turismo em Portugal após 2009 [Oportunidades e Desafios] Painel: Como é que os destinos turísticos se estão a preparar? O caso do Destino Douro Porto, 18 de Junho

Leia mais

Rede Social CLAS Fornos de Algodres C.L.A.S. CONSELH0 LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO MUNICIPIO DE FORNOS DE ALGODRES

Rede Social CLAS Fornos de Algodres C.L.A.S. CONSELH0 LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO MUNICIPIO DE FORNOS DE ALGODRES C.L.A.S. CONSELH0 LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO MUNICIPIO DE FORNOS DE ALGODRES ABRIL DE 2009 NOTA INTRODUTÓRIA No documento aqui apresentado estão identificados os projectos e intervenções a realizar no Município

Leia mais

I (Comunicações) CONSELHO

I (Comunicações) CONSELHO I (Comunicações) CONSELHO Resolução do Conselho e dos Representantes dos Governos dos Estados-Membros, reunidos no Conselho, sobre o reconhecimento do valor da aprendizagem não formal e informal no domínio

Leia mais

Regime Jurídico da Requalificação Urbana Enquadramento Jurídico

Regime Jurídico da Requalificação Urbana Enquadramento Jurídico Enquadramento Jurídico Decreto-Lei n.º 307/2009 de 23 de Outubro - Regime Jurídico da Reabilitação Urbana Legislação relacionada Decreto-Lei n.º 152/82 de 3 de Maio - Regime de criação de ADUP's e ACP's

Leia mais

Agenda Factores de Competitividade

Agenda Factores de Competitividade QREN Agenda Factores de Competitividade 12 Novembro 07 1 Objectivos desenvolvimento de uma economia baseada no conhecimento e na inovação; incremento da produção transaccionável e de uma maior orientação

Leia mais

FINANCIAMENTO DE PROJETOS PT2020

FINANCIAMENTO DE PROJETOS PT2020 Abordagem da Empresa à Universidade: Consultoria Técnica e de Negócios, Inovação, Startup s, PME s FINANCIAMENTO DE PROJETOS PT2020 09 março 2017 Ricardo Correia Licks & Associados, Lda. Enquadramento

Leia mais

SI2E Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego

SI2E Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego SI2E Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego Portaria 105/2017, de 10 de março ORGANISMOS INTERMÉDIOS NO OESTE COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DO OESTE Âmbito Territorial ORGANISMOS INTERMÉDIOS

Leia mais

Gabinete de Gestão Financeira

Gabinete de Gestão Financeira Gabinete de Gestão Financeira Í N D I C E Pág. ORÇAMENTO DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PARA 2 0 0 8 EVOLUÇÃO DA DESPESA CONSOLIDADA - 2007 / 2008 2 DESPESA CONSOLIDADA SEGUNDO A CLASSIFICAÇÃO ECONÓMICA 3 EVOLUÇÃO

Leia mais

Direito Constitucional Português

Direito Constitucional Português Direito Constitucional Português Legislação Fundamental I CONSTITUIÇÃO E LEGISLAÇÃO COMPLEMENTAR 1. Constituição da República Portuguesa (depois da VII revisão constitucional Lei Constitucional nº 1/2005,

Leia mais

DIPLOMAS RELATIVOS À ACTIVIDADE SEGURADORA

DIPLOMAS RELATIVOS À ACTIVIDADE SEGURADORA Legislação 73 DIPLOMAS RELATIVOS À ACTIVIDADE SEGURADORA JUNHO DE 2008 A OUTUBRO DE 2008 2008 Lei n.º 25/2008, de 5 de Junho D.R. n.º 108, I Série Estabelece medidas de natureza preventiva e repressiva

Leia mais

Plano de Acção

Plano de Acção - 2 - Nota Prévia A Rede Social afirmou-se ao longo da sua criação como uma medida inovadora e com capacidade de produzir alterações positivas na intervenção social. Esta medida assumiu-se, desde início,

Leia mais

Capítulo I Disposições Gerais. Artigo 1º Âmbito de aplicação

Capítulo I Disposições Gerais. Artigo 1º Âmbito de aplicação Programa Operacional de Assistência Técnica FEDER 2007-2013 Regulamento de Acesso ao Financiamento FEDER Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1º Âmbito de aplicação 1. O presente regulamento define as

Leia mais

Regulamento de criação, acreditação interna e creditação dos cursos de formação na área da educação contínua da UPorto

Regulamento de criação, acreditação interna e creditação dos cursos de formação na área da educação contínua da UPorto Regulamentos Regulamento de criação, acreditação interna e creditação dos cursos de formação na área da educação contínua da UPorto Secção Permanente do Senado de 07 de Abril de 2004 Alterado pela Secção

Leia mais

Ponte da Barca, Lurdes Barata

Ponte da Barca, Lurdes Barata Ponte da Barca,.0.0 Lurdes Barata Índice A Economia Social O Universo O sector Cooperativo O COOPJOVEM O enquadramento O que é Para quem Em que condições Os apoios Como funciona O que se pretende/quanto

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO EIXO 4 Protecção e Valorização Ambiental PREVENÇÃO E GESTÃO DE RISCOS NATURAIS E TECNOLÓGICOS Acções Materiais Aviso nº: Centro-PRM-2011-04 Nos termos do Regulamento Específico

Leia mais

Conteúdos sobre segurança e saúde no trabalho Organismos e instituições

Conteúdos sobre segurança e saúde no trabalho Organismos e instituições ISHST - Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Criado em 2004, pelo Decreto-lei n.º 171, de 17 de Julho, o Instituto para a Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho (ISHST), I. P., é o organismo

Leia mais

QUESTÕES. O GAN e a APDSI, com esta intervenção, procuram ajudar a formular respostas a estas e outras questões. APDSI

QUESTÕES. O GAN e a APDSI, com esta intervenção, procuram ajudar a formular respostas a estas e outras questões. APDSI QUESTÕES Pode a informação que nos diz respeito ser manipulada? Estar errada? Onde está toda a informação que foi criada sobre a nossa saúde? É a informação sobre os produtos e serviços rigorosa e transparente?

Leia mais

Convite Público Apresentação de candidaturas

Convite Público Apresentação de candidaturas Convite Público Apresentação de candidaturas Eixo Prioritário V Governação e Capacitação Institucional PROMOÇÃO E CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL Aviso n.º: Centro-PCI-2010-07 As informações que constam do presente

Leia mais

Apresentação do Relatório Anual do Tribunal de Contas Europeu, relativo ao exercício de 2011

Apresentação do Relatório Anual do Tribunal de Contas Europeu, relativo ao exercício de 2011 Apresentação do Relatório Anual do Tribunal de Contas Europeu, relativo ao exercício de 2011 www.tcontas.pt www.eca.europa.eu Auditorias realizadas em Portugal no ano de 2011, pelo Tribunal de Contas Europeu

Leia mais

AGIR PARA SOLUCIONAR PLANO DE ACÇÃO PARA 2010

AGIR PARA SOLUCIONAR PLANO DE ACÇÃO PARA 2010 PLANO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL DO MUNICÍPIO DE ARMAMAR AGIR PARA SOLUCIONAR PLANO DE ACÇÃO PARA 2010 Plano de Acção 20010 1 Após elaboração do Plano de Desenvolvimento Social, onde estão definidas as

Leia mais

A próxima geração de políticas de coesão para o período

A próxima geração de políticas de coesão para o período A próxima geração de políticas de coesão para o período 2014-2020 Seminário Fundos Estruturais: Prioridade máxima para a Coesão Social EAPN Portugal 20 março 2013 Painel 2 Quirino Mealha - REPER Portugal

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade

Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020. Identidade, Competitividade, Responsabilidade Programa Operacional Regional Alentejo 2014/2020 Identidade, Competitividade, Responsabilidade Lezíria do Tejo Alto Alentejo Alentejo Central Alentejo Litoral Baixo Alentejo Planeamento Estratégico Regional

Leia mais

Diploma. Decreto-Lei n.º 99/2001 de 28 de Março

Diploma. Decreto-Lei n.º 99/2001 de 28 de Março Diploma Coloca as escolas superiores de enfermagem e de tecnologia da saúde pública sob a tutela exclusiva do Ministério da Educação e procede à reorganização da sua rede, bem como cria os Institutos Politécnicos

Leia mais

Diploma. Decreto-Lei n.º 99/2001 de 28 de Março

Diploma. Decreto-Lei n.º 99/2001 de 28 de Março Diploma Coloca as escolas superiores de enfermagem e de tecnologia da saúde pública sob a tutela exclusiva do Ministério da Educação e procede à reorganização da sua rede, bem como cria os Institutos Politécnicos

Leia mais

Programa de Apoio e Qualificação da Medida PIEF - Programa Integrado de Educação e Formação (PAQPIEF)

Programa de Apoio e Qualificação da Medida PIEF - Programa Integrado de Educação e Formação (PAQPIEF) SEGURANÇA SOCIAL Programa de Apoio e Qualificação da Medida PIEF - Programa Integrado de Educação e Formação (PAQPIEF) Programa de Apoio e Qualificação da Medida PIEF - Programa Integrado de Educação e

Leia mais

Organização do Sistema Nacional de Educação e Formação Técnica Profissional de Cabo Verde

Organização do Sistema Nacional de Educação e Formação Técnica Profissional de Cabo Verde Organização do Sistema Nacional de Educação e Formação Técnica Profissional de Cabo Verde Ministério da Educação e Ensino Superior Ministério da Qualificação e Emprego 1 Ensino Ensino Superior Superior

Leia mais

Despacho n.º 15276/2013, de 22 de Novembro - Define o modo de entrega dos requerimentos sobre o Programa de Rescisões por Mútuo Acordo de Docentes.

Despacho n.º 15276/2013, de 22 de Novembro - Define o modo de entrega dos requerimentos sobre o Programa de Rescisões por Mútuo Acordo de Docentes. Federação Nacional dos Professores www.fenprof.pt Diversos Decreto-Lei n.º 5/2014, de 14 de Janeiro - Regula o regime de avaliação, certificação e adoção dos manuais escolares dos ensinos básico e secundário,

Leia mais

1. DEFINIÇÃO, ANTECEDENTES E VISÃO DO PNAC 2020/2030

1. DEFINIÇÃO, ANTECEDENTES E VISÃO DO PNAC 2020/2030 Programa Nacional para as Alterações Climáticas (PNAC2020/2030) Avaliação do âmbito de aplicação do Decreto-Lei n.º 232/2007, de 15 de junho 1. DEFINIÇÃO, ANTECEDENTES E VISÃO DO PNAC 2020/2030 O Programa

Leia mais

INICIATIVA NOVAS OPORTUNIDADES. Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social Ministério da Educação

INICIATIVA NOVAS OPORTUNIDADES. Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social Ministério da Educação INICIATIVA NOVAS OPORTUNIDADES Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social Ministério da Educação INDICE 1. OBJECTIVO 2. PORQUÊ A INICIATIVA? 3. PARA OS JOVENS: UMA OPORTUNIDADE NOVA 4. PARA OS ADULTOS:

Leia mais

PORTUGAL Faça clique para editar o estilo apresentação. Não podemos prever o futuro mas podemos construí-lo!

PORTUGAL Faça clique para editar o estilo apresentação. Não podemos prever o futuro mas podemos construí-lo! apresentação PORTUGAL 2020 www.in-formacao.com.pt Não podemos prever o futuro mas podemos construí-lo! 03-02-2015 FAMALICÃO PORTO IN.03.03.00 1 INTRODUÇÃO O PORTUGAL 2020 é o Acordo de Parceria adotado

Leia mais