PLANO DE ENSINO Ficha nº 1 (permanente) EMENTA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO DE ENSINO Ficha nº 1 (permanente) EMENTA"

Transcrição

1 PLANO DE ENSINO Ficha nº 1 (permanente) Departamento: Medicina Veterinária Setor: Ciências Agrárias Disciplina: Patologia Clínica Veterinária Código: AV 062 Natureza: Semestral Obrigatória Número de Créditos: 03 Carga Horária Semanal: Teóricas: 02 Práticas: 02 Estágio: Total: 04 Pré-Requisito: BF 402 Co-Requisito: Este plano de ensino terá validade à partir do ano letivo de: 2002 EMENTA Fundamentos da Patologia Clínica Veterinária. Importância e objetivos dos exames laboratoriais; colheita de amostras e processamento do material. Hematologia hematopoese, hemograma, anemia, policitemia, alterações leucocitárias, inflamação, execução e interpretação de hemogramas. Proteínas plasmáticas (fibrinogênio). Urinálise exame de urina e interpretação. Bioquímica clínica provas de avaliação dos diversos órgãos e interpretação; Citologia (líquido sinovial, líquidos orgânicos. Provas de hemostasia. Interpretação e aplicação dos exames laboratoriais nas diversas espécies de animais domésticos. Técnicas diagnósticas em Biologia Molecular. Profª. Rosangela Locatelli Dittrich Ass. Chefe do Departamento: Prof. Peterson T. Dornbusch Ass.

2 PLANO DE ENSINO FICHA Nº 2 (VARIÁVEL) DEPARTAMENTO: MEDICINA VETERINÁRIA DISCIPLINA: PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA CÓDIGO: AV062 ANO: 2012 VALIDADE: 1º E 2º SEMESTRES TURMAS: A E B LOCAL: CURSO: SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS MEDICINA VETERINÁRIA PROFESSOR(A) RESPONSÁVEL: ROSANGELA LOCATELLI DITTRICH OBJETIVO DA DISCIPLINA: Objetivos gerais: - preparar o aluno a exercer as atividades profissionais em Laboratórios de Patologia Clínica Veterinária; - fornecer ao aluno conhecimento e subsídios para solicitar, realizar e utilizar os exames laboratoriais, como apoio no diagnóstico das doenças dos animais domésticos e selvagens; - desenvolver o senso de raciocínio e análises dos resultados. OBJETIVOS ESPECÍFICOS: CAPACITAR O ALUNO A INDICAR O EXAME MAIS ADEQUADO AO QUADRO CLÍNICO DE UM PACIENTE E INTERPRETAR OS RESULTADOS DESTE EXAME; ORIENTAR O ALUNO EM RELAÇÃO A COLHEITA, MANUSEIO E ENVIO DAS AMOSTRAS BIOLÓGICAS AO LABORATÓRIO; PROCESSAMENTO DAS AMOSTRAS, REALIZAÇÃO DOS EXAMES, INTERPRETAÇÃO E ELABORAÇÃO DOS LAUDOS TÉCNICOS COM OS RESULTADOS; PREPARAR O ALUNO A REALIZAR EXAMES HEMATOLÓGICOS; URINÁLISES; EXAMES BIOQUÍMICOS DE FUNÇÃO HEPÁTICA, PANCREÁTICA, RENAL E MUSCULAR; PROTEINOGRAMAS; CAPACITAR O ALUNO A INTERPRETAR OS EXAMES LABORATORIAIS EM ASSOCIAÇÃO AO HISTÓRICO E EXAME CLÍNICO DO ANIMAL; APLICAR OS CONHECIMENTOS DE MEDICINA VETERINÁRIA, IDENTIFICAR, ANALISAR E PROPOR MEDIDAS DE CONDUTA DE DIAGNÓSTICO. Procedimentos didáticos: Aulas teóricas: EXPOSIÇÃO DOS ASSUNTOS E ELUCIDAÇÃO DAS DÚVIDAS. OS RECURSOS AUDIOVISUAIS COMO PROJETOR DE SLIDES, RETROPROJETOR E MULTIMÍDIA SERÃO UTILIZADOS EM SALA DE AULA. O QUADRO-NEGRO TAMBÉM SERÁ UTILIZADO NA EXPOSIÇÃO DOS TÓPICOS. aulas PRÁTICAS: PROCESSAMENTO DE AMOSTRAS BIOLÓGICAS DE VÁRIAS ESPÉCIES ANIMAIS, COMO SANGUE, PLASMA, SORO, URINA, LÍQUIDOS CAVITÁRIOS; REALIZAÇÃO DOS EXAMES LABORATORIAIS; LEITURA DE LÂMINAS; INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS; APRESENTAÇÃO E DISCUSSÃO DE CASOS CLÍNICOS EM GRUPOS. PROGRAMA 01 - Introdução: 1. IMPORTÂNCIA DO LABORATÓRIO CLÍNICO COMO APOIO DIAGNÓSTICO; 2. APRESENTAÇÃO DO LABORATÓRIO; 3. OBJETIVOS DOS EXAMES LABORATORIAIS; 4. DIVISÕES DO LABORATÓRIO CLÍNICO; 5. HABILITAR O ALUNO NO MANUSEIO DE VIDRARIAS, REAGENTES E EQUIPAMENTOS; 6. FONTES DE VARIAÇÃO DOS EXAMES (PACIENTE; EXERCÍCIOS; ESTRESSE; DIETA); 7. HISTÓRICO + EXAME CLÍNICO + EXAME LABORATORIAL. 02 Hematologia: 1. SANGUE COMPOSIÇÃO, CÉLULAS; 2. MEDULA ÓSSEA HEMATOPOESE, ERITROPOESE E LEUCOPOESE; 3. INDICAÇÕES DO HEMOGRAMA E MIELOGRAMA; 4. ERITRÓCITOS ERITROGRAMA, HEMOGLOBINA, FERRO;

3 5. ANEMIA CLASSIFICAÇÃO, DIAGNÓSTICO, CAUSAS, INTERPRETAÇÃO; 6. POLICITEMIA CAUSAS, INTERPRETAÇÃO; 7. LEUCÓCITOS - LEUCOGRAMA, MORFOLOGIA DOS LEUCÓCITOS; 8. INTERPRETAÇÃO DOS PARÂMETROS E ALTERAÇÕES LEUCOCITÁRIAS; 9. INFLAMAÇÃO CAUSAS, INTERPRETAÇÃO; 10. ANORMALIDADES DO HEMOGRAMA LEUCEMIAS, PANCITOPENIAS, CAUSAS DE ALTERAÇÕES; 03 Hematologia Prática Hemograma 1. COLHEITA DE SANGUE DE MAMÍFEROS, CONSERVAÇÃO; 2. CONFECÇÃO E COLORAÇÃO DO ESFREGAÇO SANGÜÍNEO; 3. ERITROGRAMA; 4. LEUCOGRAMA; 5. DESCRIÇÃO E IDENTIFICAÇÃO DAS CÉLULAS SANGÜÍNEAS NORMAIS E ANORMAIS; 6. LEITURA DA EXTENSÃO SANGÜÍNEA; 7. INTERPRETAÇÃO DOS CASOS CLÍNICOS; 8. DETERMINAÇÃO DA PROTEÍNA PLASMÁTICA TOTAL E DO FIBRINOGÊNIO; 04 Urinálise: 1. FORMAÇÃO E COMPOSIÇÃO DA URINA NÉFRON, SISTEMA URINÁRIO 2. COLHEITA DE URINA; 3. INDICAÇÕES DA URINÁLISE; 4. EXAME FÍSICO DA URINA; 5. EXAME QUÍMICO; 6. SEDIMENTO URINÁRIO; 7. ANORMALIDADES NA URINÁLISE. 05 Urinálise prática: 1. OBTENÇÃO DE AMOSTRAS URINA EM PEQUENOS E GRANDES ANIMAIS; 2. REALIZAÇÃO DA URINÁLISE; 3. LEITURA DE LÂMINAS COM SEDIMENTO URINÁRIO 4. INTERPRETAÇÃO; 5. APRESENTAÇÃO DE CASOS CLÍNICOS DE ANIMAIS COM DOENÇA RENAL E/OU INFLAMAÇÃO DO SISTEMA URINÁRIO; COM ANORMALIDADES NA URINÁLISE; 06 Bioquímica Clínica de função renal: 1. INTRODUÇÃO E PRINCÍPIOS DA BIOQUÍMICA CLÍNICA; UTILIZAÇÃO; 2. APLICAÇÃO E INTERPRETAÇÃO; 3. PROVAS DE FUNÇÃO RENAL PARA MAMÍFEROS; 4. INDICAÇÕES DAS PROVAS DE FUNÇÃO RENAL; 5. DETERMINAÇÃO DA URÉIA E CREATININA; INTERPRETAÇÃO; 6. AZOTEMIA PRÉ-RENAL, RENAL E PÓS-RENAL; 7. DISCUSSÃO DE CASOS CLÍNICOS; 07 - Bioquímica Clínica de função hepática: 1. INTRODUÇÃO FUNÇÕES DO FÍGADO, INDICAÇÕES DAS PROVAS HEPÁTICAS;

4 2. DOENÇA HEPÁTICA; TIPOS; 3. PROVAS DE FUNÇÃO HEPÁTICA DETERMINAÇÃO DAS BILIRRUBINAS, INDICAÇÕES; 4. INTERPRETAÇÃO DA ICTERÍCIA PRÉ-HEPÁTICA, HEPÁTICA E PÓS-HEPÁTICA; 5. AVALIAÇÃO DAS ENZIMAS HEPÁTICAS - ALT, AST, GGT, SDH, FOSFATASE ALCALINA 6. INTERPRETAÇÃO; 7. CAUSAS DE DOENÇAS HEPÁTICAS E RESPECTIVAS ALTERAÇÕES; 08 BIOQUÍMICA CLÍNICA DE FUNÇÃO PANCREÁTICA: 1. INDICAÇÕES; 2. PROVAS DE FUNÇÃO PANCREÁTICA - GLICEMIA, ENZIMAS AMILASE E LIPASE; 3. CAUSAS DE ALTERAÇÕES DAS PROVAS; 4. INTERPRETAÇÃO; 09 BIOQUÍMICA CLÍNICA DE FUNÇÃO MUSCULAR: 1. INDICAÇÕES DA AVALIAÇÃO MUSCULAR; 2. DOENÇAS MUSCULARES TIPOS DE MIOPATIAS; 3. AVALIAÇÃO DAS ENZIMAS MUSCULARES: CK, AST, LDH; 4. CAUSAS DE ALTERAÇÕES. 10 Bioquímica - Prática: 1. PROCESSAMENTO DE AMOSTRAS - SORO, PLASMA; 2. EFEITOS DA HEMÓLISE, ICTERÍCIA E LIPEMIA NOS RESULTADOS BIOQUÍMICOS; 3. DETERMINAÇÃO DOS PARÂMETROS BIOQUÍMICOS; 4. ANORMALIDADES DOS EXAMES HEPÁTICOS, RENAIS E PANCREÁTICOS DISCUSSÃO DE CASOS CLÍNICOS; 5. ANÁLISES DOS EXAMES BIOQUÍMICOS EM ASSOCIAÇÃO ÀS ALTERAÇÕES CLÍNICAS DO PACIENTE; 6. REALIZAÇÃO E INTERPRETAÇÃO DO PROTEINOGRAMA - PROTEÍNA PLASMÁTICA TOTAL E FIBRINOGÊNIO. BIBLIOGRAFIA OBRIGATÓRIA 1. THRALL, M.A. Hematologia e Bioquímica Clínica Veterinária. Editora Roca, 1ª Edição, KANEKO, J.J; HARVEY, J.W.; BRUSS, M. L. CLINICAL BIOCHEMISTRY OF DOMESTIC ANIMALS. 5ª EDIÇÃO. SAN DIEGO, ACADEMIC PRESS, JAIN, N.C. ESSENTIALS OF VETERINARY HEMATOLOGY. 4ª EDIÇÃO. PHILADELPHIA, LEA & FEBIGER, 417 P.; BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR 1. GONZALEZ, F.H. DÍAZ; SILVA, S.C. Introdução a Bioquímica Clínica Veterinária Editora UFRGS, 2ª Edição, JACKSON, M.L. Veterinary Clinical Pathology An Introduction. Blackwell Publishing, KANTEK GARCIA-NAVARRO, C.E. Manual de Hematologia Veterinária. Editora Varela,

5 WILLARD, M.D.; TVEDTEN, H. Small Animal Clinical Diagnosis by Laboratory Methods. Fourth Edition, Saunders, SINK, C. A.; FELDMAN, B. F. Laboratory Urinalysis and Hematology for the Small Animal Practitioner. Teton NewMedia, COWELL, R.L. Veterinary Clinical Pathology Secrets, W.B. Saunders, LATIMER, K.S.; MAHAFFEY, E.A.; PRASSE, K.W. Duncan & Prasse s Veterinary Laboratory Medicine Clinical Pathology. Fourth Edition, Iowa State Press, HARVEY, J.W. Atlas of Veterinary Hematology: Blood and Bone Marrow of Domestic Animals. W.B. Saunders Company, KERR, M.G. Veterinary Laboratory Medicine, 2ª Ed., Blackwell Science Ltda., FELDMAN, B. F; ZINKL, J. G; JAIN, N. C. SCHALM S VETERINARY HEMATOLOGY, 5ª EDIÇÃO. PHIDADELPHIA, LIPPINCOTT WILLIAMS & WILKINS, 1344 P.; OSBORNE, C.A ; STEVENS, J.B. Urinalysis: A Clinical Guide to Compassionate Patient Care, Bayer Corporation, KANTEK GARCIA-NAVARRO, C.E. Manual de Urinálise Veterinária. Editora Varela, MEYER, D.J.; COLES, E.H.; RICH, L.J. MEDICINA DE LABORATÓRIO VETERINÁRIO - INTERPRETAÇÃO E DIAGNÓSTICO. EDITORA ROCA KANTEK, C.E.G.; PACHALY, J.R. MANUAL DE HEMATOLOGIA VETERINÁRIA. SÃO PAULO, EDITORA VARELA, Periódicos Científicos: Veterinary Clinical Pathology; Veterinary Clinics of North America: Exotic Animals, Small Animal Practice, Food Animal Practice, Equine Practice; American Journal of Veterinary Research; Compendium on Continuing Education for the Practicing Veterinarian; Ciência Rural; Archives of Veterinary Science; Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science; Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial. PROCESSO DE AVALIAÇÃO DUAS PROVAS TEÓRICAS; UMA PROVA PRÁTICA; APRESENTAÇÃO ORAL DE CASOS CLÍNICOS; RELATÓRIOS DE AULAS PRÁTICAS E PARTICIPAÇÃO NAS AULAS. Validade: ano letivo de 2012 PROFESSORA RESPONSÁVEL: ROSANGELA LOCATELLI DITTRICH Assinatura:

6 Chefe do Departamento: Assinatura: Coordenador do Curso: Assinatura:

PLANO DE ENSINO Ficha nº 1 (permanente) EMENTA

PLANO DE ENSINO Ficha nº 1 (permanente) EMENTA PLANO DE ENSINO Ficha nº 1 (permanente) Departamento: Setor: Disciplina: Ciências Agrárias Análises Clínicas e Toxicológicas na Medicina Veterinária Código: AV 083 Natureza: Semestral Optativa Número de

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina VET362 Laboratório Clínico Veterinário

Programa Analítico de Disciplina VET362 Laboratório Clínico Veterinário 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Veterinária - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 5 Carga horária semanal Períodos

Leia mais

FACULDADE DE VETERINÁRIA DEPARTAMENTO DE PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA

FACULDADE DE VETERINÁRIA DEPARTAMENTO DE PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA PROGRAMA PARA A PROVA ESCRITA 1. Formação, diferenciação, maturação e funções dos eritrócitos e leucócitos. 2. Citomorfologia dos eritrócitos e leucócitos (normalidade citomorfológica e alterações mais

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA 1. DADOS DA DISCIPLINA Curso: Bacharelado em Enfermagem Disciplina: Interpretação de Exames Laboratoriais Carga Horária: 45h. Semestre: 2016.2 Professora: Inalda

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Autorizado pela Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 PLANO DE CURSO

CURSO DE FARMÁCIA Autorizado pela Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 PLANO DE CURSO CURSO DE FARMÁCIA Autorizado pela Portaria nº 991 de 01/12/08 DOU Nº 235 de 03/12/08 Seção 1. Pág. 35 Componente Curricular: Hematologia Clínica Código: FAR - 121 Pré-requisito: Sem pré-requisitos Período

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS ROLIM DE MOURA CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS ROLIM DE MOURA CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA 01. DADOS PROFESSOR: NAYCHE TORTATO VIEIRA ÁREA/DISCIPLINA (CÓDIGO): PATOLOGIA CLÍNICA VETERINÁRIA (VET30033) UNIDADE: ROLIM DE MOURA CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 80 HORAS CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 HORAS TURMA:

Leia mais

TABELA DE PREÇOS. BIOQUÍMICA SÉRICA VALOR MATERIAL PRAZO Ácidos biliares totais (jejum) 115,00 Soro sanguíneo 5 dias

TABELA DE PREÇOS. BIOQUÍMICA SÉRICA VALOR MATERIAL PRAZO Ácidos biliares totais (jejum) 115,00 Soro sanguíneo 5 dias TABELA DE PREÇOS ANÁLISE CITOLÓGICA VALOR MATERIAL PRAZO Líquidos cavitários (pleural, pericárdico e peritoneal) 100,00 Fluido em tubo seco e EDTA 24 horas Líquor 100,00 Fluido em tubo seco 24 horas Citologia

Leia mais

Descrição do Procedimento VALOR (R$) Prazo de entrega Material enviado. Ácidos biliares totais (jejum ou pós prandial) 130,00 4 dias Soro sanguíneo

Descrição do Procedimento VALOR (R$) Prazo de entrega Material enviado. Ácidos biliares totais (jejum ou pós prandial) 130,00 4 dias Soro sanguíneo Bioquímicos Ácidos biliares totais (jejum ou pós prandial) 130,00 4 dias Soro sanguíneo Ácidos biliares totais (2 dosagens- jejum e pós prandial) 250,00 4 dias Soro sanguíneo Ácido úrico 47,00 48 horas

Leia mais

PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR

PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR PLANO DE ENSINO DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR Nome do COMPONENTE CURRICULAR: Meios e métodos de Diagnóstico (Semiologia veterinária, Patologia Clínica Veterinária, US, Radiologia) Curso: Medicina Veterinária

Leia mais

Plano de Ensino. Semestre 2016/2

Plano de Ensino. Semestre 2016/2 Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Faculdade de Veterinária Departamento de Patologia Clínica Veterinária Disciplina de Bioquímica e Hematologia Clínicas (VET03/121) http://www.ufrgs.br/bioquimica

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO. Componente Curricular: Bioquímica I

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO. Componente Curricular: Bioquímica I CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 Componente Curricular: Bioquímica I Código: FAR 305 Pré-requisito: ----- Período Letivo: 2016.1 Professor: Nádia Chiachio

Leia mais

Silvana Maris Cirio Médica Veterinária, Dr.ª, Prof.ª da PUCPR, São José dos Pinhais - PR.

Silvana Maris Cirio Médica Veterinária, Dr.ª, Prof.ª da PUCPR, São José dos Pinhais - PR. AVALIAÇÃO CITOLÓGICA DE MEDULA ÓSSEA DE CADELAS DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA, PR Bone Marrow Citologic Evaluation of Bitches from Neighborhood of Curitiba, PR Silvana Maris Cirio Médica Veterinária,

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO. CÓDIGO DISCIPLINA PRÉ-REQUISITOS Análise e Interpretação de Exames Laboratoriais

IDENTIFICAÇÃO. CÓDIGO DISCIPLINA PRÉ-REQUISITOS Análise e Interpretação de Exames Laboratoriais UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA Autorizada pelo Decreto Federal N o 77.496 de 27/04/76 Reconhecida pela Portaria Ministerial N o 874/86 de 19/12/86 PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PLANO DE

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: INTERPRETAÇÃO DE EXAMES COMPLEMENTARES Código: ENF 313 Pré-requisito: Nenhum

Leia mais

AVALIAÇÃO LABORATORIAL DAS ALTERAÇÕES LEUCOCITÁRIAS PARTE II

AVALIAÇÃO LABORATORIAL DAS ALTERAÇÕES LEUCOCITÁRIAS PARTE II AVALIAÇÃO LABORATORIAL DAS ALTERAÇÕES LEUCOCITÁRIAS PARTE II 1 Paulo César Ciarlini Doutor em Clínica Veterinária pela Universidade Estadual Paulista Professor Adjunto de Laboratório Clínico Veterinário

Leia mais

REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA ISSN: Ano X Número 19 Julho de 2012 Periódicos Semestral

REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA ISSN: Ano X Número 19 Julho de 2012 Periódicos Semestral ASSOCIAÇÃO DOS ÍNDICES DE FIBRINOGÊNIO E CONTAGEM DE LEUCÓCITOS: AUXILIO DE DIAGNÓSTICO EM CÃES INDEX ASSOCIATION OF FIBRINOGEN AND LEUKOCYTE COUNT: DIAGNOSTIC AID FOR DOGS MEINERZ, Ana Raquel Mano Professora

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA IMPERATRIZ. CURSO: ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA IMPERATRIZ. CURSO: ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA IMPERATRIZ. CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO DISICIPLINA PROFESSOR Carga Horária: 60 INTERPRETAÇÃO DE EXAMES CLINICOS

Leia mais

Docente: Disciplina: Curso: Ano: Regime: Categoria: Horário Semanal: Enquadramento e Objectivos da Disciplina: Sistema de avaliação:

Docente: Disciplina: Curso: Ano: Regime: Categoria: Horário Semanal: Enquadramento e Objectivos da Disciplina: Sistema de avaliação: Docente: Cristina Almeida Disciplina: Técnicas de Hematologia I Curso: Licenciatura em Análises Clínicas e Saúde Pública Ano: 2º Regime: Semestral (S1) Categoria: Nuclear Horário Semanal: Seis horas (2

Leia mais

INFLUÊNCIA DO TEMPO DE ARMAZENAMENTO DA AMOSTRA SOBRE OS PARÂMETROS HEMATOLÓGICOS DE CÃES

INFLUÊNCIA DO TEMPO DE ARMAZENAMENTO DA AMOSTRA SOBRE OS PARÂMETROS HEMATOLÓGICOS DE CÃES INFLUÊNCIA DO TEMPO DE ARMAZENAMENTO DA AMOSTRA SOBRE OS PARÂMETROS HEMATOLÓGICOS DE CÃES Liamara A. LEIDENTZ, Daiane LAZAROTTO. Orientador: Wanderson A. B. Pereira. Introdução O hemograma é um dos exames

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM ANÁLISES CLÍNICAS PROFESSOR: SEBASTIÃO MARCOS TAFURI PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM ANÁLISES CLÍNICAS PROFESSOR: SEBASTIÃO MARCOS TAFURI PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM ANÁLISES CLÍNICAS PROFESSOR: SEBASTIÃO MARCOS TAFURI PLANO DE ENSINO FUNÇÃO: Apoio ao Diagnóstico SUBFUNÇÃO: Hematologia II CARGA

Leia mais

Número de policromatófilos na diferenciação das anemias não regenerativas de regenerativas em cães

Número de policromatófilos na diferenciação das anemias não regenerativas de regenerativas em cães DOI: 10.5433/1679-0359.2014v35n5p2501 Número de policromatófilos na diferenciação das anemias não regenerativas de regenerativas em cães Polycromatophilic cell count in differentiation of non regenerative

Leia mais

Não dá para confiar mais em nenhum outro exame pq todos foram feitos no mesmo aparelho.

Não dá para confiar mais em nenhum outro exame pq todos foram feitos no mesmo aparelho. Sobre uma uréia errada Não dá para confiar mais em nenhum outro exame pq todos foram feitos no mesmo aparelho. Sobre o PSA Não há mais diferença entre os laboratórios pq todos fazem os exames automatizados.

Leia mais

Nome do Componente Curricular: Curso: Semestre: Carga Horária: Horas Teóricas: Horas Práticas: Docente Responsável Ementa Objetivos Geral

Nome do Componente Curricular: Curso: Semestre: Carga Horária: Horas Teóricas: Horas Práticas: Docente Responsável Ementa Objetivos Geral Plano de Ensino Dados do Componente Curricular Nome do Componente Curricular: Patologia e Clínica Médica de Ruminantes Curso: Bacharelado em Medicina Veterinária Semestre: 7º Carga Horária: 140hs/r Horas

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA BIOQUÍMICA

PROGRAMA DA DISCIPLINA BIOQUÍMICA UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA BIOQUÍMICA Curso: ENFERMAGEM Disciplina: BIOQUÍMICA Carga Horária: 75h Teórica: 60h Prática: 15h Semestre: 2013.2 Professor: Regina Lúcia Félix de Aguiar Lima

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM ANÁLISES CLÍNICAS PROFESSOR: REGINALDO DOS SANTOS PEDROSO PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM ANÁLISES CLÍNICAS PROFESSOR: REGINALDO DOS SANTOS PEDROSO PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM ANÁLISES CLÍNICAS PROFESSOR: REGINALDO DOS SANTOS PEDROSO PLANO DE ENSINO FUNÇÃO: Apoio ao diagnóstico SUBFUNÇÃO: Microbiologia

Leia mais

PLANO DE ENSINO (2017/1)

PLANO DE ENSINO (2017/1) PLANO DE ENSINO (2017/1) 1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA: CITOLOGIA, HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA CURSO: Farmácia A. NOMENCLATURA CÓDIGO CH CRÉDITOS PRÉ-REQUISITO TEÓRICOS PRÁTICOS IBM029 120 4 2 Não há B.

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROFESSOR VOLUNTÁRIO

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROFESSOR VOLUNTÁRIO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROFESSOR VOLUNTÁRIO O da (UFVJM), nos termos da Resolução nº 28 CONSU, de 03 de outubro de 2008 e conforme critérios específicos expressos no presente edital torna

Leia mais

DETERMINAÇÃO DOS VALORES DE REFERÊNCIA PARA URÉIA E CREATININA SÉRICAS EM EQÜINOS.

DETERMINAÇÃO DOS VALORES DE REFERÊNCIA PARA URÉIA E CREATININA SÉRICAS EM EQÜINOS. 67 DETERMINAÇÃO DOS VALORES DE REFERÊNCIA PARA URÉIA E CREATININA SÉRICAS EM EQÜINOS. Juliana Salomão Doretto 1 ; Maria Adriana Machado Lobo e Silva 1 ; Marina Santo Lagos 2 RESUMO A determinação sérica

Leia mais

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ONCOLOGIA Código: ENF- 218 Pré-requisito: Nenhum Período Letivo:

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina VET343 Saúde Aviária

Programa Analítico de Disciplina VET343 Saúde Aviária 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Veterinária - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: 3 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal 1 2

Leia mais

INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA AGUDA EM CÃES

INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA AGUDA EM CÃES INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA AGUDA EM CÃES Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Hospital Veterinário Universitário Universidade Federal de Santa Maria Quando se suspeita de insuficiência hepática

Leia mais

AVALIAÇÃO LABORATORIAL DAS ERITROCITOSES

AVALIAÇÃO LABORATORIAL DAS ERITROCITOSES 1 AVALIAÇÃO LABORATORIAL DAS ERITROCITOSES Paulo César Ciarlini Doutor em Clínica Veterinária pela Universidade Estadual Paulista Professor Adjunto de Laboratório Clínico Veterinário UNESP Araçatuba Contato:

Leia mais

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ONCOLOGIA Código: ENF- 218 Pré-requisito: Nenhum Período Letivo:

Leia mais

Enzimas no Laboratório Clínico

Enzimas no Laboratório Clínico Prof. Helder Braz Maia Enzimas no Laboratório Clínico 21 de Março de 2012 Introdução São catalisadores proteicos; Geralmente, a concentração no soro é baixa; Concentração aumentada em: Lesão celular; Aumento

Leia mais

LINFOMA CANINO ACHADOS CLÍNICO-PATOLÓGICOS (Clinical pathologic alterations - canine lymphoma)

LINFOMA CANINO ACHADOS CLÍNICO-PATOLÓGICOS (Clinical pathologic alterations - canine lymphoma) Archives of Veterinary Science v. 9, n. 2, p. 25-29, 2004 Printed in Brazil ISSN: 1517-784X LINFOMA CANINO ACHADOS CLÍNICO-PATOLÓGICOS (Clinical pathologic alterations - canine lymphoma) CARDOSO, M.J.L.

Leia mais

URI Câmpus de Frederico Westphalen Curso de Nutrição Período I 2017

URI Câmpus de Frederico Westphalen Curso de Nutrição Período I 2017 Citologia, Histologia e Embriologia Gera Química Orgânica I - Q Rosangela Ferigollo Binotto Sandro Rogério Giacomelli Doutora http://lattes.cnpq.br/9116384900915590 A disciplina será desenvolvida sob a

Leia mais

EXAME HEMATOLÓGICO Hemograma

EXAME HEMATOLÓGICO Hemograma EXAME HEMATOLÓGICO Hemograma Profa Dra Sandra Zeitoun Aula 2 Na coleta de sangue para exames são usados anticoagulantes específicos, indicados pela cor da tampa dos frascos. Cor da Tampa Anticoagulante

Leia mais

SÓDIO 139 meq/l Valores de ref erência: 134 a 147 meq/l Material: Soro Anteriores:(11/10/2016): 139 Método: Eletrodo Seletiv o

SÓDIO 139 meq/l Valores de ref erência: 134 a 147 meq/l Material: Soro Anteriores:(11/10/2016): 139 Método: Eletrodo Seletiv o SÓDIO 139 meq/l Valores de ref erência: 134 a 147 meq/l (11/10/2016): 139 Método: Eletrodo Seletiv o POTÁSSIO 3,6 meq/l Valores de ref erência: 3,5 a 5,4 meq/l Método: Eletrodo Seletiv o URÉIA 37 mg/dl

Leia mais

O Laboratório Clínico do D.A.V. do Jockey Club de São Paulo conta com amplo e bem estruturado espaço, além de equipamentos modernos que conferem

O Laboratório Clínico do D.A.V. do Jockey Club de São Paulo conta com amplo e bem estruturado espaço, além de equipamentos modernos que conferem O Laboratório Clínico do D.A.V. do Jockey Club de São Paulo conta com amplo e bem estruturado espaço, além de equipamentos modernos que conferem fidedignidade aos resultados. Seu principal objetivo é assegurar

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Histologia Especial Código da Disciplina: VET203 Curso: Medicina Veterinária Semestre de oferta da disciplina: 2 P Faculdade responsável: Medicina Veterinária Programa

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO

CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de , DOU de PLANO DE CURSO CURSO DE FARMÁCIA Reconhecido pela Portaria MEC nº 220 de 01.11.12, DOU de 06.11.12 Componente Curricular: Fisiologia Humana Código: FAR - 308 Pré-requisito: Anatomia I Período Letivo: 2016.1 Professor:

Leia mais

CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 Componente Curricular: Química Geral e Experimental

CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 Componente Curricular: Química Geral e Experimental CURSO ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 D.O.U de 27/08/10 Componente Curricular: Química Geral e Experimental Código: ENGP -170 Pré-requisito: --------------- Período

Leia mais

INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA AGUDA EM GATOS

INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA AGUDA EM GATOS INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA AGUDA EM GATOS Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Hospital Veterinário Universitário Universidade Federal de Santa Maria SUSPEITANDO DE INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA AGUDA

Leia mais

APLICAÇÕES GOLD ANALISA PARA O QUICK LAB

APLICAÇÕES GOLD ANALISA PARA O QUICK LAB ÁCIDO ÚRICO - PP - Cat. 451 200 Determinações - Volume: 200 ml Técnica de Análise: Seguir as Instruções de Uso do produto. Calibração Para a calibração, usar o (1) do kit ou o Calibrador Gold Analisa Cat.

Leia mais

ANEMIA MICROCÍTICA EM PEQUENOS ANIMAIS

ANEMIA MICROCÍTICA EM PEQUENOS ANIMAIS ANEMIA MICROCÍTICA EM PEQUENOS ANIMAIS GARCIA, Claudia Zeferino HERRERA, Mariana de Souza JÚNIOR, José Maria Fernandes ALMEIDA, Marcio Fernando RAMOS, Matheus Henrique Fabri Discentes do 3º ano de Medicina

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Anatomia II PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Anatomia II PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Anatomia II Código: Fisio 105 CH Total: 60h Pré-requisito: Anatomia I Período Letivo:

Leia mais

Turbidimetria. Amostras - Critérios para Uso

Turbidimetria. Amostras - Critérios para Uso Turbidimetria Amostras Critérios para Uso O laboratório clínico é um componente importante no contexto da saúde pública, fornecendo subsídios ao médico nas dúvidas decorrentes da história clínica e exame

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de , DOU de

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de , DOU de CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 Componente Curricular: Citologia e Histologia Código: -- Pré-requisito: -- Período

Leia mais

PLANO DE ENSINO Ensino Superior

PLANO DE ENSINO Ensino Superior PLANO DE ENSINO Ensino Superior DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR Nome do COMPONENTE CURRICULAR : Anatomia Topográfica dos Animais Domésticos II Curso: Curso de Medicina Veterinária Período: 2013.2. Carga

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Dois Vizinhos PLANO DE ENSINO. CURSO Bacharelado em Zootecnia MATRIZ 4

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Dois Vizinhos PLANO DE ENSINO. CURSO Bacharelado em Zootecnia MATRIZ 4 Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Dois Vizinhos PLANO DE ENSINO CURSO Bacharelado em Zootecnia MATRIZ 4 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Resolução n 80/06 - COEPP DISCIPLINA/UNIDADE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO UNIVERSITÁRIO NORTE DO ESPÍRITO SANTO Departamento de Ciências Agrárias e Biológicas

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO UNIVERSITÁRIO NORTE DO ESPÍRITO SANTO Departamento de Ciências Agrárias e Biológicas PROGRAMA DE DISCIPLINA CAMPUS: São Mateus CURSO: Agronomia DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: Ciências Agrárias e Biológicas-DCAB PROFESSOR RESPONSÁVEL: Thasia Martins Macedo CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO PERIODIZAÇÃO

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Biologia Geral Código: Fisio 102 Pré-requisito: -------- Período Letivo: 2016.1

Leia mais

TABELA DE PREÇOS 2015

TABELA DE PREÇOS 2015 EXAMES LABORATORIAIS Hemograma completo (eritrograma + leucograma + plaquetas + Ppt + Pesq hemoparasita) TABELA DE PREÇOS 2015 Vigência: 02/02/2015 PREÇOS COM DESCONTO* ANIMAL PAT LAB HEMATOLOGIA MATERIAL

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Anatomia II Código: Fisio-105 Pré-requisito: Anatomia I Período Letivo: 2016.1

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO UNIVERSITÁRIO NORTE DO ESPÍRITO SANTO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO UNIVERSITÁRIO NORTE DO ESPÍRITO SANTO PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA CAMPUS: São Mateus CURSO: Agronomia DEPARTAMENTO: Departamento de Ciências da Saúde, Biológicas e Agrárias PROFESSOR: Fábio Ribeiro Pires CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO PERIODIZAÇÃO

Leia mais

Procedimentos de coleta de sangue. Práticas de Biomedicina ll Prof: Archangelo Padreca Fernandes

Procedimentos de coleta de sangue. Práticas de Biomedicina ll Prof: Archangelo Padreca Fernandes Procedimentos de coleta de sangue Práticas de Biomedicina ll Prof: Archangelo Padreca Fernandes Fases da realização do exame Fase pré-analítica: 46-68% dos erros. Fase analítica: 7-13% dos erros. Fase

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. PROGRAMA DE DISCIPLINA/ ESTÁGIO Ano: 2008 IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO SERIAÇÃO IDEAL

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. PROGRAMA DE DISCIPLINA/ ESTÁGIO Ano: 2008 IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO SERIAÇÃO IDEAL unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE MARÍLIA Faculdade de Filosofia e Ciências PROGRAMA DE DISCIPLINA/ ESTÁGIO Ano: 2008 UNIDADE UNIVERSITÁRIA: Faculdade de Filosofia e Ciências CURSO: Fisioterapia

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisiologia Humana Código: Fisio 107 Pré-requisito: Bioquímica Período Letivo: 2016.1

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Autorizado pela Portaria MEC nº 276, de 30 de março de 2015

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Autorizado pela Portaria MEC nº 276, de 30 de março de 2015 CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Autorizado pela Portaria MEC nº 276, de 30 de março de 2015 Componente Curricular: QUÍMICA GERAL E EXPERIMENTAL Código: Pré-requisito: ------ Período Letivo: 2016.2 Professor:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E AMBIENTAIS CAMPUS CEDETEG CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E AMBIENTAIS CAMPUS CEDETEG CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO PARA VAGAS DE APRIMORAMENTO NA CLÍNICA ESCOLA VETERINÁRIA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE. A diretoria e a coordenação de aprimoramento da Clínica Escola

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de , DOU de

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de , DOU de CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 Componente Curricular: Citologia e Histologia Código: --- Pré-requisito: ----- Período

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA COLETA ACONDICIONAMENTO DAS AMOSTRAS DE SANGUE

ORIENTAÇÕES PARA COLETA ACONDICIONAMENTO DAS AMOSTRAS DE SANGUE VetinLab ORIENTAÇÕES PARA COLETA ACONDICIONAMENTO DAS AMOSTRAS DE SANGUE PADRONIZAÇÃO DE TUBOS E COLETORES Como os resultados obtidos pelo laboratório são, em boa parte, consequência da qualidade das amostras

Leia mais

ALTERAÇÕES NO HEMOGRAMA DE CÃES CAUSADAS PELA REFRIGERAÇÃO DA AMOSTRA

ALTERAÇÕES NO HEMOGRAMA DE CÃES CAUSADAS PELA REFRIGERAÇÃO DA AMOSTRA REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA - ISSN 1679-7353 PUBLICAÇÃO CI ENTÍFICA DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DE GARÇA/FAMED ANO IV, NÚMERO, 08, JANEIRO DE 2007. PERIODICIDADE:

Leia mais

CURSO DE ODOONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14

CURSO DE ODOONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 CURSO DE ODOONTOLOGIA Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: Microbiologia Oral Código: ODO-018 Pré-requisito: Microbiologia

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA EMENTA. Estudo da estrutura e inter-relação dos constituintes teciduais (células e material extracelular) de um organismo.

PROGRAMA DA DISCIPLINA EMENTA. Estudo da estrutura e inter-relação dos constituintes teciduais (células e material extracelular) de um organismo. UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA Curso:Enfermagem Disciplina: Histologia Carga Horária: 75 h Teórica: 45 h Prática: 30 h Semestre: 2013.2 Professor: Juliane Silva Obrigatória: ( X ) Eletiva:

Leia mais

Campus de Botucatu PLANO DE ENSINO ( X ) OBRIGATÓRIA DO NÚCLEO COMUM DOCENTE RESPONSÁVEL : ANA CATARINA CATANEO

Campus de Botucatu PLANO DE ENSINO ( X ) OBRIGATÓRIA DO NÚCLEO COMUM DOCENTE RESPONSÁVEL : ANA CATARINA CATANEO PLANO DE ENSINO I IDENTIFICAÇÃO CURSO: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS MODALIDADE: (X) Bacharelado (X) Licenciatura DISCIPLINA: BIOQUÍMICA GERAL ( X ) OBRIGATÓRIA DO NÚCLEO COMUM ÁREA COMPLEMENTAR: ( ) OPTATIVA (

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Professoras: Adriana A. Depieri, Patrícia Ruiz Spyere.

PLANO DE ENSINO. Professoras: Adriana A. Depieri, Patrícia Ruiz Spyere. ! PLANO DE ENSINO. IDENTIFICAÇÃO: Curso: Odontologia Disciplina: Endodontia I Carga Horária: 60h/a Professoras: Adriana A. Depieri, Patrícia Ruiz Spyere. 2. EMENTA: Estudo dos Princípios básicos em Endodontia.

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Plano de Trabalho Docente 2014

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Plano de Trabalho Docente 2014 Plano de Trabalho Docente 2014 ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Ensino Técnico Código: 136 Município: Tupã Área de conhecimento: Ambiente, Saúde e Segurança Componente Curricular: Bioquímica Série: I C. H.

Leia mais

C U R S O O D O N T O L O G I A Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.14 Componente Curricular: RADIOLOGIA Código: ODO-014 Pré-requisito: ANATOMIA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 1º 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Introdução à Economia Matemática 0760.002

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM ANÁLISES CLÍNICAS PROFESSORA: CYNTHIA BARBOSA FIRMINO PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM ANÁLISES CLÍNICAS PROFESSORA: CYNTHIA BARBOSA FIRMINO PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO EM ANÁLISES CLÍNICAS PROFESSORA: CYNTHIA BARBOSA FIRMINO PLANO DE ENSINO FUNÇÃO: Proteção e Prevenção SUBFUNÇÃO: Fundamentos básicos

Leia mais

GABARITO APÓS RECURSO 02. E 12. B 03. B 13. A 05. A 15. D 06. C 16. A 07. C 17. B 08. D 18. D 09. A 19. E 10. D 20. D

GABARITO APÓS RECURSO 02. E 12. B 03. B 13. A 05. A 15. D 06. C 16. A 07. C 17. B 08. D 18. D 09. A 19. E 10. D 20. D FACULDADE DE VETERINÁRIA PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM ÁREA PROFISSIONAL DA SAÚDE EM SAÚDE ANIMAL E COLETIVA EDITAL N.º 01/2016 GABARITO APÓS RECURSO 01. ANULADA 11. D 02. E 12. B 03. B 13. A 04. ANULADA 14.

Leia mais

TABELA DE EXAMES PERFIS HEMATOLOGIA BIOQUÍMICOS

TABELA DE EXAMES PERFIS HEMATOLOGIA BIOQUÍMICOS TABELA DE EXAMES PERFIS Cardiopata I (Hemog., creatinina, uréia, Na, K, AST, lactato) Cardiopata II (Hemog., creat., uréia, Na, K, AST, lactato, CK, Ca, P, prot. totais, albumina) Geriátrico (Hemog., creatinina,

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. CÓDIGO NOME CARGA HORÁRIA TOTAL CRÉDITO Teórica Prática Teórico Prático Zoologia dos Vertebrados 60

PROGRAMA DE DISCIPLINA. CÓDIGO NOME CARGA HORÁRIA TOTAL CRÉDITO Teórica Prática Teórico Prático Zoologia dos Vertebrados 60 CENTRO: Centro de Educação, Ciências Exatas e Naturais CURSO: Ciências Habilitação em Biológia DEPARTAMENTO: Química e Biologia PROGRAMA DE DISCIPLINA CÓDIGO NOME CARGA HORÁRIA TOTAL CRÉDITO Teórica Prática

Leia mais

Universidade do Estado de Santa CatarinaCentro de Educação Superior do Oeste

Universidade do Estado de Santa CatarinaCentro de Educação Superior do Oeste CURSO: Enfermagem ANO/SEMESTRE: 2013/01 DISCIPLINA: Tecnologia Diagnóstica CARGA HORÁRIA: 2 créditos (36 hs TURNO: Noturno PROFESSORES: Angela Brustolin PLANO DE ENSINO 1. HORÁRIO DAS AULAS A SEMANA HORÁRIO

Leia mais

Relatório de Caso Clínico

Relatório de Caso Clínico UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Faculdade de Veterinária Departamento de Patologia Clínica Veterinária Disciplina de Bioquímica e Hematologia Clínica (VET03121) http://www6.ufrgs.br/bioquimica

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓREITORIA DE GRADUAÇÃO Dados de Identificação Campus: Uruguaiana Curso: Farmácia Componente Curricular: Química Farmacêutica I Código: UR

Leia mais

2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira Horário de aula. Química Geral e Inorgânica. Biologia Celular e Tecidual.

2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira Horário de aula. Química Geral e Inorgânica. Biologia Celular e Tecidual. CURSO: ANO: 2016 SÉRIE: 1 série SEMESTRE LETIVO DO ANO: ( X ) 1º SEMESTRE ( ) 2º SEMESTRE 2ª feira 3ª feira 4ª feira 5ª feira 6ª feira Horário de aula Biologia Introdução ao Geral e Biologia Celular e

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Avaliação hematológica em cães errantes da região urbana de Maringá-PR

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Avaliação hematológica em cães errantes da região urbana de Maringá-PR PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Avaliação hematológica em cães errantes da região urbana de Maringá-PR Rejane Machado Cardozo 1, Raquel Reis 1, Maria José Baptista Barbosa 1, Camila

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2012 EDITAL

PROCESSO SELETIVO 2012 EDITAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA PROCESSO SELETIVO 2012 Especialização em Medicina Veterinária sob a forma Residência Médico-Veterinária EDITAL A coordenação do

Leia mais

Campus de Botucatu PLANO DE ENSINO ( X ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA DOCENTE RESPONSÁVEL: CLÁUDIA RUCCO PENTEADO DETREGIACHI

Campus de Botucatu PLANO DE ENSINO ( X ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA DOCENTE RESPONSÁVEL: CLÁUDIA RUCCO PENTEADO DETREGIACHI PLANO DE ENSINO I IDENTIFICAÇÃO CURSO: NUTRIÇÃO MODALIDADE: DISCIPLINA: DIETOTERAPIA I ( X ) OBRIGATÓRIA ( ) OPTATIVA DEPARTAMENTO: EDUCAÇÃO DOCENTE RESPONSÁVEL: CLÁUDIA RUCCO PENTEADO DETREGIACHI Semestre

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre Letivo 2016 1 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Mecânica I 090052 1.2 Unidade: Instituto

Leia mais

INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA CRÔNICA EM GATOS

INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA CRÔNICA EM GATOS INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA CRÔNICA EM GATOS Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Hospital Veterinário Universitário Universidade Federal de Santa Maria SUSPEITANDO DE INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA

Leia mais

HOSPITAL VETERINÁRIO UNIVERSITÁRIO

HOSPITAL VETERINÁRIO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO HOSPITAL VETERINÁRIO UNIVERSITÁRIO Petrolina - PE Outubro de 2016 2ª Versão CONTATO E-mail: hvet@univasf.edu.br Endereço: Rod. BR 407, km 12, Lote 543, Projeto

Leia mais

INSUFICIÊNCIA RENAL AGUDA EM GATOS

INSUFICIÊNCIA RENAL AGUDA EM GATOS INSUFICIÊNCIA RENAL AGUDA EM GATOS Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Hospital Veterinário Universitário Universidade Federal de Santa Maria Definição da síndrome Insuficiência renal Insuficiência

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Bem Estar Animal Código da Disciplina: VET228 Curso: Medicina Veterinária Semestre de oferta da disciplina: 7 p Faculdade responsável: Medicina Veterinária Programa em

Leia mais

Leucemia Linfoblástica Aguda e aspectos microscópicos. Relato de caso

Leucemia Linfoblástica Aguda e aspectos microscópicos. Relato de caso Leucemia Linfoblástica Aguda e aspectos microscópicos Relato de caso Letícia da Silva, Médica Veterinária Residente em Patologia Clínica do HV-ULBRA César Augusto Soares Costa, Médico Veterinário Residente

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado plea Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisiologia do Exercício Código: Fisio 112 Pré-requisito: Fisiologia Humana Período

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO ANEXO 1 - Plano de Ensino MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre Letivo 2016 2º Semestre 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Processos

Leia mais

Primeira aula. Apresentação da Disciplina. Características do sangue. Coleta de sangue. Extensão sanguínea e coloração. Hemograma

Primeira aula. Apresentação da Disciplina. Características do sangue. Coleta de sangue. Extensão sanguínea e coloração. Hemograma Primeira aula Apresentação da Disciplina Características do sangue Coleta de sangue Extensão sanguínea e coloração Hemograma Profa Elvira Shinohara Tecido líquido e renovável Plasma Células sanguíneas

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO. Código da disciplina: CITOLOGIA E HISTOLOGIA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO. Código da disciplina: CITOLOGIA E HISTOLOGIA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PLANO DE ENSINO Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: EDUCAÇÃO FISICA Núcleo Temático: Disciplina:

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias. Disciplina BIOLOGIA MOLECULAR

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias. Disciplina BIOLOGIA MOLECULAR Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias Disciplina BIOLOGIA MOLECULAR DBI05366 CAMPUS: Centro de Ciências Agrárias CURSO: Ciências Biológicas HABILITAÇÃO: Bacharelado em Ciências

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina CBF221 Histologia Básica

Programa Analítico de Disciplina CBF221 Histologia Básica 0 Programa Analítico de Disciplina Campus de Florestal - Campus de Florestal Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal Períodos - oferecimento: II Carga horária

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: CCBS - CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Disciplina: ZOOLOGIA III (VERTEBRADOS I) Núcleo Temático: DIVERSIDADE BIOLÓGICA Código da Disciplina: 020.1378.9

Leia mais

II Competências, Habilidades e Bases Tecnológicas do Componente Curricular Componente Curricular: Tópicos de Química Experimental Módulo: 1º Noturno N

II Competências, Habilidades e Bases Tecnológicas do Componente Curricular Componente Curricular: Tópicos de Química Experimental Módulo: 1º Noturno N Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 294 aprovado pela portaria Cetec nº 774 de 24/09/2015 Etec TIQUATIRA 208 Código: 208 Município: São Paulo Eixo Tecnológico: Controle & Processos

Leia mais

AVALIAÇÃO LABORATORIAL DA FUNÇÃO RENAL

AVALIAÇÃO LABORATORIAL DA FUNÇÃO RENAL AVALIAÇÃO LABORATORIAL DA FUNÇÃO RENAL AVALIAÇÃO LABORATORIAL DA FUNÇÃO RENAL 1. EXAME DE URINA Cor Aspecto Densidade urinária ph Glicosúria Proteinúria Pigmentos e Sais biliares Hemoglobinúria e Mioglobinúria

Leia mais

Hemograma Material...: SANGUE COM E.D.T.A. Equipamento: PENTRA 120 DX

Hemograma Material...: SANGUE COM E.D.T.A. Equipamento: PENTRA 120 DX Endereço Fone : : R Herculano De Freitas (11) 3237-1518 Hemograma Material...: SANGUE COM E.D.T.A. Equipamento: PENTRA 120 DX Eritrograma Eritrócitos... 7,13 milhões/mm³ 5,7 A 7,4 milhões/mm³ Hemoglobina...

Leia mais

Unidade Universitária: C.C.B.S. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde

Unidade Universitária: C.C.B.S. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Unidade Universitária: C.C.B.S. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Curso: Farmácia Disciplina: Farmacotécnica I Professor: Marcelo Guimarães Carga horária: 68 h. DRT: 112702-5 Código da Disciplina:

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: INTERPRETAÇÃO DE EXAMES COMPLEMENTARES Código: ENF 313 Pré-requisito: Nenhum

Leia mais

AVALIAÇÂO DO HEMATÓCRITO E DA PROTEÍNA PLASMÁTICA EM SANGUES HEMODILUÍDOS

AVALIAÇÂO DO HEMATÓCRITO E DA PROTEÍNA PLASMÁTICA EM SANGUES HEMODILUÍDOS AVALIAÇÂO DO HEMATÓCRITO E DA PROTEÍNA PLASMÁTICA EM SANGUES HEMODILUÍDOS GOMES, Keila R. SANTOS, Michelli Gonçalves C. FRANCO, Débora Fernandes PIRES, Rosemeire Batista Alunas do Curso de Medicina Veterinária

Leia mais