CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. TEORIA: Terapias não convencionais: Racionalidades Médicas.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. TEORIA: Terapias não convencionais: Racionalidades Médicas."

Transcrição

1 DEPARTAMENTO DE FARMACOLOGIA INSTITUTO DE CIENCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE FARMACOLOGIA DISCIPLINA TERAPIAS NÃO CONVENCIONAIS Nº DE CRÉDITOS = 05 CR. Teóricos 03 cr + Práticos 02 cr. Código : FAR 021 (Teórica Turma Única) Código : FAR521 (Práticas Turmas P/A P/B) Pré-requisito: Noções de Fitoterapia Professor responsável: Professor Dr. João Batista Picinini Teixeira. EMENTA: Conceito. Histórico. Modelos de medicina e Cura. O exercício profissional e a ética. A avaliação da segurança dos produtos e tratamentos em terapias não convencionais (racionalidades médicas). Sistemas tradicionais de cura: Medicina Ayurvédica, Medicina Tradicional Chinesa, Homeopatia, Acupuntura, Naturalista, Psicanálise, Holística e outras. Indicações e precauções com os ensaios clínicos em racionalidades médicas. A Medicina Social e as racionalidades Médicas. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO TEORIA: Terapias não convencionais: Racionalidades Médicas. I. As bases sociais e científicas das Racionalidades Médicas. II. Histórico das Racionalidades Médicas: medicinas Alternativas e Complementares. III. O médico e as Racionalidades Médicas. IV. A ética na interface das Racionalidades Médicas. V. A avaliação nas Racionalidades Médicas: O equilíbrio entre o rigor e a relevância. VI. A prática das Racionalidades Médicas para análise da validade cientifica. VII. A avaliação da segurança dos produtos e tratamentos em racionalidades Médicas. VIII. Considerações sobre os sistemas das racionalidades Médicas: 1. Acupuntura 2.Homeopatia 3. Medicina Ayurvédica. 4. Medicina Naturalista 5. Medicina Tradicional Chinesa 6. Medicina Holística 7. Psicanálise 8. Outras Terapias Não Convencionais (Complementares e Alternativas). PRÁTICA Grupos de estudo, discussão, vídeos, palestras, pesquisa na internet, colóquios com especialistas em terapias não convencionais e/ou racionalidades médicas, visitas etc. Elaboração de monografias sobre as diversas terapias não convencionais e outras racionalidades médicas. Apresentação de trabalhos.

2 Estudos dirigidos: análise de casos, tratamentos gerais e específicos, a prática na arte de tratar e curar em terapias não convencionais e/ou racionalidades médicas. REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS BONFIM, J.R A &.MERCUCCI, V. L. A Construção da Política de Medicamentos. Editora HUCITEC sociedade Brasileira de Vigilância de medicamentos. São Paulo CRESPO, M. S. & CRESPO, J. R. Formularium. Compendio de formulas magistrais. Volume 1 Ed. LMC Livraria. São Paulo, FETROW. C. W. & AVILA, J. R. Manual de Medicina Alternativa para o profissional. Editora Guanabara Koogan S\A Rio de Janeiro, JONAS, W. B. LEVIN, J. Tratado de Medicina Complementar e Alternativa. Editora Manole Ltda. Baueri, São Paulo, MIGUEL, M. D. & MIGUEL, O G. Desenvolvimento de Fitoterápicos. Editora Robe Editorial, São Paulo, NEWALL, C. A. & ANDERSON, L. A. & PHILLIPSON, J. D. Plantas Medicinais. Guia para profissional de saúde. Editor Editorial Premier, São Paulo, 2002.

3 TERAPIAS NÃO CONVENCIONAIS Professor Dr. João Batista Picinini Teixeira Nº DE CRÉDITOS = 05 CR. Teóricos 03 cr + Práticos 02 cr. Código : FAR 021 (Teórica Turma Única) Código : FAR521 (Práticas Turmas P/A P/B) Pré-requisito: Noções de Fitoterapia EMENTA: Conceito. Histórico. Modelos de medicina e Cura. O exercício profissional e a ética. A avaliação da segurança dos produtos e tratamentos em terapias não convencionais (racionalidades médicas). Sistemas tradicionais de cura: Medicina Ayurvédica, Medicina Tradicional Chinesa, Homeopatia, Acupuntura, Naturalista, Psicanálise, Holística e outras. Indicações e precauções com os ensaios clínicos em racionalidades médicas. A Medicina Social e as racionalidades Médicas. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO : TEORICO : IX. As bases sociais e científicas das Racionalidades Médicas. X. Histórico das Racionalidades Médicas: medicinas Alternativas e Complementares. XI. O médico e as Racionalidades Médicas. XII. A ética na interface das Racionalidades Médicas. XIII. A avaliação nas Racionalidades Médicas: O equilíbrio entre o rigor e a relevância. XIV. A prática das Racionalidades Médicas para análise da validade cientifica. XV. A avaliação da segurança dos produtos e tratamentos em racionalidades Médicas. XVI. Considerações sobre os sistemas das racionalidades Médicas: 1. Acupuntura 2.Homeopatia 3. Medicina Ayurvédica. 4. Medicina Naturalista 6.Medicina Tradicional Chinesa 6. Medicina Holística 7. Psicanálise 8. Outras Terapias CONTEÚDO PROGRAMÁTICO : PRÁTICO Grupos de estudo, discussão, vídeos, palestras, pesquisa na internet, colóquios com especialistas em terapias não convencionais e/ou racionalidades médicas, visitas etc. Elaboração de monografias sobre as diversas terapias não convencionais e outras racionalidades médicas. Apresentação de trabalhos. Estudos dirigidos: análise de casos, tratamentos gerais e específicos, a prática na arte de tratar e curar em terapias não convencionais e/ou racionalidades médicas. REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS BONFIM, J.R A &.MERCUCCI, V. L. A Construção da Política de Medicamentos. Editora HUCITEC sociedade Brasileira de Vigilância de medicamentos. São Paulo CRESPO, M. S. & CRESPO, J. R. Formularium. Compendio de formulas magistrais. Volume 1 Ed. LMC Livraria. São Paulo, FETROW. C. W. & AVILA, J. R. Manual de Medicina Alternativa para o profissional. Editora Guanabara Koogan S\A Rio de Janeiro, JONAS, W. B. LEVIN, J. Tratado de Medicina Complementar e Alternativa. Editora Manole Ltda. Baueri, São Paulo, MIGUEL, M. D. & MIGUEL, O G. Desenvolvimento de Fitoterápicos. Editora Robe Editorial, São Paulo, NEWALL, C. A. & ANDERSON, L. A. & PHILLIPSON, J. D. Plantas Medicinais. Guia para profissional de saúde. Editor Editorial Premier, São Paulo, 2002.

4

5

Ciências Genéticas. Atividades Complementares 20. Ciências Humanas Ciências Sociais Ciências Biológicas. Atividades Complementares 20

Ciências Genéticas. Atividades Complementares 20. Ciências Humanas Ciências Sociais Ciências Biológicas. Atividades Complementares 20 MÓDULO I Bases Elementares para o Estudo e Compreensão do Comportamento: Aspectos Históricos INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE LONDRINA - INESUL CARGA HORÁRIATOTAL DO CURSO 4250 horas relógio CARGA HORÁRIA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROGRAMA DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROGRAMA DE ENSINO Curso: Nutrição (04) Ano: 2013 Semestre: 2 Período: 2 Disciplina: Composição de Alimentos (Food Composition) Carga Horária Total: 45 Teórica: 45 Atividade Prática: 0 Prática Pedagógica: 0 Aulas Compl.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO UNIVERSITÁRIO NORTE DO ESPÍRITO SANTO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO UNIVERSITÁRIO NORTE DO ESPÍRITO SANTO PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA CAMPUS: São Mateus CURSO: Agronomia DEPARTAMENTO: Departamento de Ciências da Saúde, Biológicas e Agrárias PROFESSOR: Fábio Ribeiro Pires CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO PERIODIZAÇÃO

Leia mais

Farmacologia Aspectos gerais

Farmacologia Aspectos gerais PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação Departamento de Biologia Farmacologia Aspectos gerais Prof. Raimundo Jr, M.Sc Bibliografia Básica: SILVA, P. Farmacologia. 6ª ed. Rio

Leia mais

DRT: Conceitos Procedimentos e Habilidades Atitudes e Valores

DRT: Conceitos Procedimentos e Habilidades Atitudes e Valores Unidade Universitária: Centro de Ciências e Biológicas e da Saúde Curso: Farmácia Disciplina: Controle de Qualidade II Professor(es): Núcleo Temático: DRT: 112.823-9 Código da Disciplina: 061.1819-4 Etapa:

Leia mais

E S T A T U T O D O C L U B E D E R E G A T A S B R A S I L

E S T A T U T O D O C L U B E D E R E G A T A S B R A S I L E S T A T U T O D O C L U B E D E R E G A T A S B R A S I L H I N O O F I C I A L J a y m e d e A l t a v i l a I A o r e m o! Po i s n o s s o n o r t e D e g l ó r i a s t r a ç a d o e s t á. F a ç

Leia mais

PLANO DE ENSINO. ( X ) Licenciatura ( X ) OBRIGATÓRIA DO NÚCLEO COMUM ( ) OBRIGATÓRIA

PLANO DE ENSINO. ( X ) Licenciatura ( X ) OBRIGATÓRIA DO NÚCLEO COMUM ( ) OBRIGATÓRIA PLANO DE ENSINO I IDENTIFICAÇÃO CURSO: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS MODALIDADE: ( X ) Bacharelado ( X ) Licenciatura DISCIPLINA: ZOOLOGIA DE INVERTEBRADOS III ( X ) OBRIGATÓRIA DO NÚCLEO COMUM ÁREA COMPLEMENTAR:

Leia mais

Componente Curricular: Fisioterapia Ortopedia e Traumatologia. Titulação: Especialista em Terapia Manual e Postural, CESUMAR/ PR PLANO DE CURSO

Componente Curricular: Fisioterapia Ortopedia e Traumatologia. Titulação: Especialista em Terapia Manual e Postural, CESUMAR/ PR PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia Ortopedia e Traumatologia Código: Fisio 213 Pré-Requisito: -------

Leia mais

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante INTRODUÇÃO II - DO OBJETO E DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS III - DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA IV - DAS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO V - DO RECEBIMENTO DA DOCUMENTAÇÃO E DA PROPOST VI - ABERTURA DOS ENVELOPES VII - DA DOCUMENTAÇÃO

Leia mais

PLANO DE ENSINO EMENTA

PLANO DE ENSINO EMENTA PLANO DE ENSINO FACULDADE: Faculdade de Ciências Humanas e Exatas CURSO: Administração Período: 3º DISCIPLINA: Macroeconomia Ano: 2016 CARGA HORÁRIA: 80 h/a SEMANAL: 4 aulas TOTAL: 80 horas PRÉ-REQUISITO:

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia em Neonatologia Código: Fisio 223 Pré-requisito: Desenvolvimento Humano

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: FARMACOLOGIA BÁSICA Código: ENF-109 Pré-requisito: ENF-103 Bioquímica Período

Leia mais

ACUPUNTURA PRATICAS CHINESA CURSO LIVRE DE ACUPUNTURA

ACUPUNTURA PRATICAS CHINESA CURSO LIVRE DE ACUPUNTURA ACUPUNTURA PRATICAS CHINESA CURSO LIVRE DE ACUPUNTURA Jorge Marcos Pereira Silveira Dori Edson Bovi Bianor Paulo Giordani Andrea Matielo Mari Bovi Maria Cecilia Vacaro Brasil FACILITADORES: CARGA HORÁRIA

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina EFG383 Gerência em Enfermagem II

Programa Analítico de Disciplina EFG383 Gerência em Enfermagem II 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Medicina e Enfermagem - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: 8 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE FARMÁCIA PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO DADOS DA DISCIPLINA Nome da Disciplina: Psicologia Aplicada à Farmácia Curso: Farmácia Termo: 6º Carga Horária Semanal (h/a): 2 Carga Horária Semestral (h/a): 30 Teórica: 2 Prática: Total:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. PROGRAMA DE DISCIPLINA/ ESTÁGIO Ano: 2008 IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO SERIAÇÃO IDEAL

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. PROGRAMA DE DISCIPLINA/ ESTÁGIO Ano: 2008 IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO SERIAÇÃO IDEAL unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE MARÍLIA Faculdade de Filosofia e Ciências PROGRAMA DE DISCIPLINA/ ESTÁGIO Ano: 2008 UNIDADE UNIVERSITÁRIA: Faculdade de Filosofia e Ciências CURSO: Fisioterapia

Leia mais

FACULDADE VERDE NORTE - FAVENORTE

FACULDADE VERDE NORTE - FAVENORTE ESTRUTURA CURRICULAR DE ENFERMAGEM 1º PERÍODO INTRODUÇÃO À ENFERMAGEM 40 00 40 33:20 ANTROPOLOGIA/SOCIOLOGIA 80 00 80 66:40 FUNDAMENTOS DA SAÚDE 60 00 60 50:00 PÚBLICA SAÚDE PÚBLICA PESP I METODOLOGIA

Leia mais

PLANO DE AULA. - Data show, - Leitura e explicação do manual do estagiário conforme IES

PLANO DE AULA. - Data show, - Leitura e explicação do manual do estagiário conforme IES PLANO DE AULA Disciplina: ENFERMAGEM em Psiquiatria Professor(a): Suzy Helena Ramos Souza Curso: ENFERMAGEM Semestre/Ano Anual Turma:3º ano 2010 Atividades temáticas Estratégias/bibliografia Semana Aulas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA - IMPERATRIZ. CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA - IMPERATRIZ. CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, SAÚDE E TECNOLOGIA - IMPERATRIZ. CURSO DE ENFERMAGEM PLANO DE ENSINO DISICIPLINA FISIOLOGIA HUMANA Período 2º PROFESSOR (a) Alexandre Batista

Leia mais

REUNIÃO COM COORDENADORES MUNICIPAIS E ESTADUAIS DE PROGRAMAS DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES NO SUS

REUNIÃO COM COORDENADORES MUNICIPAIS E ESTADUAIS DE PROGRAMAS DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES NO SUS REUNIÃO COM COORDENADORES MUNICIPAIS E ESTADUAIS DE PROGRAMAS DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES NO SUS Ana Rita Novaes Coordenação das Práticas Integrativas ti e Complementares e e Secretaria Estadual

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DA DISCIPLINA 1 o.semestre de 2013

PROGRAMAÇÃO DA DISCIPLINA 1 o.semestre de 2013 PROGRAMAÇÃO DA DISCIPLINA 1 o.semestre de 2013 DISCIPLINA: Administração em Enfermagem Hospitalar COORDENADOR: Profa. Dra. Maria Lucia Alves de Sousa Costa CARGA HORÁRIA: 60 horas teóricas SEMESTRE: 7

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina EFG370 Enfermagem na Saúde da Criança e do Adolescente

Programa Analítico de Disciplina EFG370 Enfermagem na Saúde da Criança e do Adolescente Programa Analítico de Disciplina Departamento de Medicina e Enfermagem - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal

Leia mais

Art. 1º Aprovar as Normas Reguladoras do Exercício da Acupuntura no Âmbito do Serviço de Saúde do Exercito, que com esta baixa.

Art. 1º Aprovar as Normas Reguladoras do Exercício da Acupuntura no Âmbito do Serviço de Saúde do Exercito, que com esta baixa. PORTARIA NR 07/DGP, DE 27 DE JANEIRO DE 2009 (Aprova as Normas Reguladoras do Exercício da Acupuntura no Âmbito do Serviço de Saúde do Exército) - Transcrição O CHEFE DO DEPARTAMENTO-GERAL DO PESSOAL,

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: DIREITO AMBIENTAL Código da Disciplina: JUR 163 Curso: DIREITO Semestre de oferta da disciplina: 10º Faculdade responsável: FACULDADE DE DIREITO Programa em vigência

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO:Biomedicina D e N, Enfermagem, Fisioterapia, Medicina, Psicologia SÉRIE: SEMESTRE LETIVO DO ANO: ( ) 1º SEMESTRE

CURSO DE GRADUAÇÃO:Biomedicina D e N, Enfermagem, Fisioterapia, Medicina, Psicologia SÉRIE: SEMESTRE LETIVO DO ANO: ( ) 1º SEMESTRE CURSO DE GRADUAÇÃO:Biomedicina D e N, Enfermagem, Fisioterapia, Medicina, Psicologia SÉRIE: SEMESTRE LETIVO DO ANO: ( ) 1º SEMESTRE ( X ) 2º SEMESTRE ( ) 1º e 2ª SEMESTRES PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA

Leia mais

Componente Curricular: LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS - LIBRAS PLANO DE CURSO

Componente Curricular: LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS - LIBRAS PLANO DE CURSO CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS - LIBRAS Código: ENF 405 Pré-requisito: Nenhum

Leia mais

LDB Lei de Diretrizes e Bases

LDB Lei de Diretrizes e Bases PEDAGOGIA LDB Lei de Diretrizes e Bases Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional O pedagogo estuda as teorias da ciência da educação e do ensino É

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE INVESTIMENTOS SOCIAIS

FUNDO MUNICIPAL DE INVESTIMENTOS SOCIAIS a. Quadro Principal DEMONSTRAÇÃO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS : 2015 QUADRO - VARIAÇÕES PATRIMONIAIS QUANTITATIVAS Nota Impostos, Taxas e Contribuições de Melhoria Contribuições Exploração e Venda de Bens,

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLÓGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de , DOU de

CURSO SUPERIOR DE TECNOLÓGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de , DOU de CURSO SUPERIOR DE TECNOLÓGIA EM ESTÉTICA E COSMÉTICA Autorizado pela Portaria MEC nº 433 de 21.10.11, DOU de 24.10.11 Componente Curricular: Princípios Básicos da Nutrição Código: Pré-requisito: Período

Leia mais

Exemplos de situações passíveis de acumulação remunerada

Exemplos de situações passíveis de acumulação remunerada Exemplos de situações passíveis de acumulação remunerada I - Cargos da área do Magistério acumuláveis com Professor 1. Assistente de Diretor de Escola 2. Coordenador Pedagógico 3. Diretor de Escola 4.

Leia mais

Carga horária total: 04 Prática: 04 Teórico Prática: Semestre Letivo 1º/2012 Ementa

Carga horária total: 04 Prática: 04 Teórico Prática: Semestre Letivo 1º/2012 Ementa Unidade Universitária Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - 040 Curso Psicologia Disciplina Psicopatologia Psicodinâmica Professor(es) e DRTs Fernando Genaro Junior 114071-3 Sandra Fernandes de Amorim

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA DA FIBRA PRIMEIRO PERÍODO - EIXO TEMÁTICO: O HOMEM COMO SER BIOLÓGICO E SOCIAL

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA DA FIBRA PRIMEIRO PERÍODO - EIXO TEMÁTICO: O HOMEM COMO SER BIOLÓGICO E SOCIAL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA DA FIBRA PRIMEIRO PERÍODO - EIXO TEMÁTICO: O HOMEM COMO SER BIOLÓGICO E SOCIAL ANATOMIA HUMANA FISIOLOGIA HUMANA BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR PROFISSIO

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO PARECER COREN-SP GAB Nº 005 / 2011

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO PARECER COREN-SP GAB Nº 005 / 2011 PARECER COREN-SP GAB Nº 005 / 2011 Assunto: Prescrição de medicamentos homeopáticos pelo Enfermeiro. 1. Do fato Solicitado parecer por enfermeira sobre a prescrição de medicamentos homeopáticos por Enfermeiro.

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: INTRODUÇÃO ÀS ENGENHARIAS Código da Disciplina: NDC162 Curso: Engenharia de Produção Semestre de oferta da disciplina: 1 Faculdade responsável: Núcleo de Disciplinas

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: HISTÓRIA DO DIREITO Código da Disciplina: JUR 249 Curso: DIREITO Semestre de oferta da disciplina: 1º Faculdade responsável: DIREITO Programa em vigência a partir de:

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO POLÍCIA MILITAR CENTRO DE CAPACITAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E PESQUISA ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR COSTA VERDE.

ESTADO DE MATO GROSSO POLÍCIA MILITAR CENTRO DE CAPACITAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E PESQUISA ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR COSTA VERDE. PLANO DE ENSINO ESTADO DE MATO GROSSO POLÍCIA MILITAR CENTRO DE CAPACITAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E PESQUISA ACADEMIA DE POLÍCIA MILITAR COSTA VERDE. GRUPO DE PRODUÇÕES ACADÊMICAS CURSO CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES - PNPIC. Coordenação Geral de Áreas Técnicas Departamento de Atenção Básica - SAS/MS

POLÍTICA NACIONAL DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES - PNPIC. Coordenação Geral de Áreas Técnicas Departamento de Atenção Básica - SAS/MS POLÍTICA NACIONAL DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES - PNPIC Coordenação Geral de Áreas Técnicas Departamento de Atenção Básica - SAS/MS Institucionalização das PICs no Sistema Público 1986-8ª CNS;

Leia mais

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ONCOLOGIA Código: ENF- 218 Pré-requisito: Nenhum Período Letivo:

Leia mais

PLANO DE ENSINO Ensino Superior

PLANO DE ENSINO Ensino Superior PLANO DE ENSINO Ensino Superior DADOS DO COMPONENTE CURRICULAR Nome do COMPONENTE CURRICULAR : Anatomia Topográfica dos Animais Domésticos II Curso: Curso de Medicina Veterinária Período: 2013.2. Carga

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina VET101 Anatomia Veterinária I

Programa Analítico de Disciplina VET101 Anatomia Veterinária I 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Veterinária - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: 8 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal 6 8

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO CIVIL II Código da Disciplina: ECV 007 Curso: ENGENHARIA CIVIL Semestre de oferta da disciplina: 4 Faculdade responsável: ENGENHARIA CIVIL Programa

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia em Uroginecologia Código: Fisio 216 Pré-requisito: ------- Período

Leia mais

Avaliação do desempenho térmico de Sistema Construtivo em Concreto de Alto Desempenho Estrutural Leve CADEX

Avaliação do desempenho térmico de Sistema Construtivo em Concreto de Alto Desempenho Estrutural Leve CADEX UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO Relatório Avaliação do desempenho térmico de Sistema Construtivo em Concreto de Alto Desempenho Estrutural

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor DESPACHO N.º 2016/R/11 Assunto: Calendário Escolar e Académico Ano Letivo 2016/2017 Nos termos do estabelecido n.º 1 do artigo 24.º dos Estatutos determino que: 1. O Calendário Escolar e Académico para

Leia mais

P R O G R A M A TERCEIRA FASE. DISCIPLINA: Estatística Aplicada à Pesquisa Educacional Código: 3EAPE Carga Horária: 54h/a (crédito 03)

P R O G R A M A TERCEIRA FASE. DISCIPLINA: Estatística Aplicada à Pesquisa Educacional Código: 3EAPE Carga Horária: 54h/a (crédito 03) UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE - CEFID DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - DEF CURSO: LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA CURRÍCULO: 2008/2 P R O G

Leia mais

Plano de ensino. 2) Objetivos Promover a leitura e interpretação de artigos científicos com rigor acadêmico.

Plano de ensino. 2) Objetivos Promover a leitura e interpretação de artigos científicos com rigor acadêmico. Plano de ensino 1) Identificação Curso Nutrição Disciplina Leitura e Interpretação de Artigos Científicos na Área da Saúde Carga horária 34h Semestre letivo 01/2012 Professor Franceliane Jobim Benedetti

Leia mais

PROGRAMA. Período: OPT Carga Horária: 60 horas

PROGRAMA. Período: OPT Carga Horária: 60 horas UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas Departamento de Administração Curso de Administração Av. Fernando Ferrari, 514 - Campus Universitário - Goiabeiras CEP.

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE FACULDADE DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: INTRODUÇÃO A ECONOMIA Código da Disciplina: EPD003 Curso: ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Semestre de oferta da disciplina:

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Direito Penal I Código da Disciplina: JUR 329 Curso: Direito Faculdade responsável: Faculdade de Direito Programa em vigência a partir de: Número de créditos: 04 Carga

Leia mais

I MACROECONOMIA BÁSICA: AGREGADOS MACROECONÔMICOS,

I MACROECONOMIA BÁSICA: AGREGADOS MACROECONÔMICOS, Sumário Resumido Ordem dos Economistas do Brasil, xiii Apresentação, xv Introdução Teoria Macroeconômica: Evolução e Situação Atual, 1 Parte I MACROECONOMIA BÁSICA: AGREGADOS MACROECONÔMICOS, 17 Apresentação,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE ESCOLA DE NUTRIÇÃO CURSO: Bacharelado em Nutrição DEPARTAMENTO:Ciências Morfológicas PROGRAMA DE DISCIPLINA

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL 1º TERMO Aulas Teóricas Práticas Total Comunicação e Expressão 40-40 Cálculo Diferencial e Integral I 80-80 Fundamentos da Administração 40-40 Introdução

Leia mais

Plano de Ensino 2003 (Plano de ensino do anos anteriores: ) Identificação Objetivos Conteúdo Estratégias Avaliação Bibliografia

Plano de Ensino 2003 (Plano de ensino do anos anteriores: ) Identificação Objetivos Conteúdo Estratégias Avaliação Bibliografia Página 1 de 5 Atualizado: 23-Oct-2003 Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior Universidade de Ciências da Saúde de Alagoas/ Escola de Ciências M édicas de Alagoas Departamento de Medicina Social

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA: CÓDIGO NOME DA DISCIPLINA N O DE HORAS-AULA SEMANAIS

Leia mais

Disciplina: FUNDAMENTOS E TEORIA GERAL DO DIREITO DO TRABALHO ESTUDOS CLÁSSICOS E CONTEMPORÂNEOS (DIRP 183)

Disciplina: FUNDAMENTOS E TEORIA GERAL DO DIREITO DO TRABALHO ESTUDOS CLÁSSICOS E CONTEMPORÂNEOS (DIRP 183) UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SULFACULDADE DE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM Disciplina: FUNDAMENTOS E TEORIA GERAL DO DO TRABALHO ESTUDOS CLÁSSICOS E CONTEMPORÂNEOS (DIRP 183) Área(s) de Concentração:

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA CURSO DE MATEMÁTICA PLANO ANALÍTICO DA DISCIPLINA GEOMATRIA EUCLIDIANA

FACULDADE DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA CURSO DE MATEMÁTICA PLANO ANALÍTICO DA DISCIPLINA GEOMATRIA EUCLIDIANA O Regente: Leonardo Simão Competências Os estudantes deverão: FACULDADE DE CIÊNCIAS NATURAIS E MATEMÁTICA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA CURSO DE MATEMÁTICA PLANO ANALÍTICO DA DISCIPLINA GEOMATRIA EUCLIDIANA

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA DE INTRODUÇÃO AO DIREITO (1. ANO)

PROGRAMA DA DISCIPLINA DE INTRODUÇÃO AO DIREITO (1. ANO) FACULDADE DE DIREITO UNIVERSIDADE DE MACAU CURSO DE LICENCIATURA EM DIREITO EM LÍNGUA PORTUGUESA ANO LECTIVO DE 2011/2012 PROGRAMA DA DISCIPLINA DE INTRODUÇÃO AO DIREITO (1. ANO) DISCIPLINA ANUAL CARGA

Leia mais

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante

Prefeitura Municipal de Venda Nova do Imigrante I - INTRODUÇÃO II - OBJETO III - DOS ÓRGÃOS E UNIDADES INTEGRANTES DO REGISTRO IV - CONDIÇÕES GERAIS PARA PARTICIPAÇÃO V - DO RECEBIMENTO DA DOCUMENTAÇÃO E DA PROPOST VI - ABERTURA DOS ENVELOPES VII -

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Turno: Quartas-feiras das 9:30 as 12:15 Carga Horária: 3 créditos (45 h)

PLANO DE ENSINO. Turno: Quartas-feiras das 9:30 as 12:15 Carga Horária: 3 créditos (45 h) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Dados de Identificação Campus: Uruguaiana Curso: Enfermagem Componente Curricular: Abordagens administrativas

Leia mais

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

PLANO DE CURSO. CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: ENFERMAGEM EM ONCOLOGIA Código: ENF- 218 Pré-requisito: Nenhum Período Letivo:

Leia mais

COMISSÃO ESPECIAL DE CONCURSO PÚBLICO

COMISSÃO ESPECIAL DE CONCURSO PÚBLICO RESOLUÇÃO CECP Nº 003/2010 DIVULGA O GABARITO OFICIAL PRELIMINAR E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS A Comissão Especial de Concurso Público, constituída pelo Decreto Nº 076/2010, de 1º de novembro de 2010 e reconstituída

Leia mais

Fundamentos Metodologia do Ensino dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental III (Educação Física/Ciências) (Educação Física): (Ciências):

Fundamentos Metodologia do Ensino dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental III (Educação Física/Ciências) (Educação Física): (Ciências): Disciplina: Fundamentos Metodologia do Ensino dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental III (Educação Física/Ciências) Código da Disciplina: EDU333 Curso: Pedagogia Semestre de oferta da disciplina: 6º P

Leia mais

SUMÁRIO PARTE I PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS INTRODUÇÃO GERAL... 21

SUMÁRIO PARTE I PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS INTRODUÇÃO GERAL... 21 SUMÁRIO PARTE I PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS... 19 INTRODUÇÃO GERAL... 21 CAPÍTULO I PETIÇÃO INICIAL DE AÇÃO PELO RITO ORDINÁRIO... 23 1. Considerações gerais... 23 2. Elementos da ação... 24 2.1. Partes...

Leia mais

SEIS REGRAS DE OURO PARA MEDICINA ALTERNATIVA

SEIS REGRAS DE OURO PARA MEDICINA ALTERNATIVA SEIS REGRAS DE OURO PARA MEDICINA ALTERNATIVA Vou admitir antes que me acusem: sou fã de medicina alternativa e natural. Mas nem sempre foi assim. Houve época em que acreditava que ervas e plantinhas deveriam

Leia mais

Compreender o que é Estrutura Geológica, identificar as camadas internas da Terra e atentar para a história e formação dos continentes (Pangeia).

Compreender o que é Estrutura Geológica, identificar as camadas internas da Terra e atentar para a história e formação dos continentes (Pangeia). UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) I. Plano de Aula: Produto

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina VET343 Saúde Aviária

Programa Analítico de Disciplina VET343 Saúde Aviária 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Veterinária - Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Número de créditos: 3 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal 1 2

Leia mais

REGULAMENTO PROMOCIONAL 03/2016 PROMOÇÃO EXPOJIPA A EUCATUR LEVA VOCÊ!

REGULAMENTO PROMOCIONAL 03/2016 PROMOÇÃO EXPOJIPA A EUCATUR LEVA VOCÊ! PROMOÇÃO EXPOJIPA 2016. A EUCATUR LEVA VOCÊ! Esta campanha promocional é instituída pela EUCATUR Empresa União Cascavel de Transporte e Turismo LTDA inscrita no CNPJ 76.080.738/0010-69, localizada na Av.

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM REUMATOLOGIA

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM REUMATOLOGIA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM REUMATOLOGIA BELO HORIZONTE, 18 DE ABRIL DE 2012. 1 REGISTRO DO PROJETO PROPONENTE: INSTITUTO DE PESQUISA E ENSINO MÉDICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS.

Leia mais

EMENTA ESCOLAR III Trimestre Ano 2016

EMENTA ESCOLAR III Trimestre Ano 2016 EMENTA ESCOLAR III Trimestre Ano 2016 Disciplina: História Professor: Rodrigo Bento Turma: 9º ano Ensino Fundamental II Data Conteúdo 29/agosto CAPITULO XI O SOCIALISMO REAL: CHINA, VIETNA E CUBA 02/setembro

Leia mais

Profa. Dra. Karina Pavão Patrício Depto de Saúde Pública FMB- UNESP

Profa. Dra. Karina Pavão Patrício Depto de Saúde Pública FMB- UNESP Profa. Dra. Karina Pavão Patrício Depto de Saúde Pública FMB- UNESP Da Medicina Liberal a Medicina Tecnológica FILME 1800 1900 1930 1950 MEDICINA LIBERAL Relação produtor-consumidor Livre e direta MEDICINA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA MECATRÔNICA RESOLUÇÃO Nº 03/2013-CMCA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA MECATRÔNICA RESOLUÇÃO Nº 03/2013-CMCA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE TECNOLOGIA COLEGIADO DO CURSO DE ENGENHARIA MECATRÔNICA RESOLUÇÃO Nº 03/2013-CMCA Regulamenta as Atividade Complementares do Curso de Engenharia Mecatrônica

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n Dois Irmãos 52171-900 Recife-PE Fone: 0xx-81-332060-40 proreitor@preg.ufrpe.br PLANO DE ENSINO

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: TEORIA GERAL DO PROCESSO Código da Disciplina: JUR214 Curso: DIREITO Semestre de oferta da disciplina: 3º

PROGRAMA DE DISCIPLINA. Disciplina: TEORIA GERAL DO PROCESSO Código da Disciplina: JUR214 Curso: DIREITO Semestre de oferta da disciplina: 3º PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: TEORIA GERAL DO PROCESSO Código da Disciplina: JUR214 Curso: DIREITO Semestre de oferta da disciplina: 3º Faculdade responsável: DIREITO Programa em vigência a partir

Leia mais

..UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA U.E.F.S DEPARTAMENTO DE SAÚDE PROGRAMA DE DISCIPLINA

..UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA U.E.F.S DEPARTAMENTO DE SAÚDE PROGRAMA DE DISCIPLINA ..UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA U.E.F.S DEPARTAMENTO DE SAÚDE PROGRAMA DE DISCIPLINA CÓDIGO DISCIPLINA REQUISITOS SAU 235 ENFERMAGEM NA SAÚDE DA MULHER, SAU 225 Fundamentos de CRIANÇA E ADOLESCENTE

Leia mais

III - DISCRIMINAÇÃO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

III - DISCRIMINAÇÃO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Plano de Ensino Disciplina: Direito Civil IV Curso:Direito Código: Série: 4 Obrigatória (x) Optativa ( ) CH Teórica: CH Prática: CH Total: 136 I - Objetivos Gerais:- Estimular a aprendizagem de forma crítica

Leia mais

CURSO DE SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autorizado pela Portaria nº 433 de 21/10/2011 DOU de 24/10/2011 PLANO DE CURSO

CURSO DE SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autorizado pela Portaria nº 433 de 21/10/2011 DOU de 24/10/2011 PLANO DE CURSO CURSO DE SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA Autorizado pela Portaria nº 433 de 21/10/2011 DOU de 24/10/2011 Componente Curricular: Ética e Empreendedorismo Código: Pré-requisito: Período Letivo:

Leia mais

RESOLUÇÃO. Gestão de Negócios; Gestão Estratégica de Pessoas, no câmpus de Itatiba, criados pela Resolução CONSEPE 21-A/2003, de 26/6/2003;

RESOLUÇÃO. Gestão de Negócios; Gestão Estratégica de Pessoas, no câmpus de Itatiba, criados pela Resolução CONSEPE 21-A/2003, de 26/6/2003; RESOLUÇÃO CONSEPE 69/2004 DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE EXTINÇÃO DE CURSOS DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no

Leia mais

Veja como você se enquadra no novo plano de carreira

Veja como você se enquadra no novo plano de carreira Veja como você se enquadra no novo plano de carreira O Sinteps fez um levantamento para mostrar como fica o enquadramento de cada segmento a partir de 1º de julho de 2014, quando o plano de carreira entrou

Leia mais

Programação da acolhida aos Calouros 2016 Centro de Ciências da Vida - CCV

Programação da acolhida aos Calouros 2016 Centro de Ciências da Vida - CCV Programação da acolhida aos 2016 Centro de Ciências da Vida - CCV CURSO DATA HORÁRIO LOCAL ATIVIDADE RESPONSÁVEL 22/02 e 19h30 08h SALA A-27 - Apresentação e boas vindas; - Apresentação PET; - Concurso

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ÍTALO- BRASILEIRO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ÍTALO- BRASILEIRO CENTRO UNIVERSITÁRIO ÍTALO- BRASILEIRO PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 2016 PROGRAMA DE BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA O Programa de Bolsas de Iniciação Científica tem como objetivo incentivar

Leia mais

ANEXO I CAPITAL DE RISCO BASEADO NO RISCO OPERACIONAL. 1º Consideram-se, para efeitos deste anexo, os conceitos abaixo:

ANEXO I CAPITAL DE RISCO BASEADO NO RISCO OPERACIONAL. 1º Consideram-se, para efeitos deste anexo, os conceitos abaixo: ANEXO I CAPITAL DE RISCO BASEADO NO RISCO OPERACIONAL Art.1 o O capital de risco baseado no risco operacional é calculado utilizando-se a seguinte fórmula: [ 30% CR ; max( OP OP )] CR oper = min outros

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina - INTRODUÇÃO AO ESTUDO

Leia mais

REVISTA DIGITAL REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO DO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

REVISTA DIGITAL REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO DO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO REVISTA DIGITAL Saúde e Segurança do Trabalho - Direito do Trabalho e Previdenciário REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO DO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Odemiro J B Farias Esse Texto da Portaria de Regulamentação

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINAS

PROGRAMA DE DISCIPLINAS U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D A B A H I A SUPERINTENDÊNCIA ACADÊMICA SECRETARIA GERAL DOS CURSOS PROGRAMA DE DISCIPLINAS DISCIPLINAS CÓDIGO Nut 132 NOME Técnicas Especiais de Conservação dos

Leia mais

PLANO DE DISCIPLINA ANATOMIA SISTÊMICA E SEGMENTAR

PLANO DE DISCIPLINA ANATOMIA SISTÊMICA E SEGMENTAR PLANO DE DISCIPLINA ANATOMIA SISTÊMICA E SEGMENTAR 2º Semestre de 2012 1. Identificação Departamento: Formação de Ciências Básicas (FCB) Disciplina: Anatomia Sistêmica e Segmentar Cód.: FCB00090 Período

Leia mais

Plano de ensino. 1) Identificação Curso

Plano de ensino. 1) Identificação Curso Plano de ensino 1) Identificação Curso Nutrição Disciplina Fisiopatologia e Dietoterapia II Carga horária 136h Semestre letivo 1 /2012 Professores Cristina M. Bragança de Moraes (Anne y Castro) e Thiago

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia em Reumatologia

CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia em Reumatologia CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia em Reumatologia Código: Fisio 221 Pré-Requisito: ------- Período Letivo:

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular OPÇÃO I - SOCIOLOGIA Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular OPÇÃO I - SOCIOLOGIA Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular OPÇÃO I SOCIOLOGIA Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Comunicação e Multimédia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 001/2016 BAC

RESOLUÇÃO Nº 001/2016 BAC RESOLUÇÃO Nº 001/2016 BAC Estabelece normas para orientar o registro de Atividades Complementares (AC) no Curso Bacharelado em Artes Cênicas da UNESPAR Campus Curitiba II FAP. Considerando a Lei nº. 9394/96

Leia mais

Assinalar a importancia da proximidade do académico do estudo da filosofía do direito;

Assinalar a importancia da proximidade do académico do estudo da filosofía do direito; 1 IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: PERÍODO: II CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: FILOSOFIA JURÍDICA NOME DO CURSO: DIREITO 2 EMENTA CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 Filosofia, Direito

Leia mais

Denominação Social: Vale, Muniz e Costa Ltda. Tipo de Empresa:

Denominação Social: Vale, Muniz e Costa Ltda. Tipo de Empresa: Denominação Social: Vale, Muniz e Costa Ltda. Tipo de Empresa: Objeto: A Sociedade tem por Objetivo os serviços de: Construção Civil e Incorporação Imobiliária, voltadas a área residencial com um forte

Leia mais

PROGRAMA DE CIÊNCIA POLÍTICA E DIREITO CONSTITUCIONAL

PROGRAMA DE CIÊNCIA POLÍTICA E DIREITO CONSTITUCIONAL João Albuquerque PROGRAMA DE CIÊNCIA POLÍTICA E DIREITO CONSTITUCIONAL (Ano Lectivo de 2010/2011) Faculdade de Direito da Universidade de Macau 2 CAPÍTULO I O POLÍTICO I A noção de Política em sentido

Leia mais

Qual é a importância da farmácia: A fundamental importância da farmácia de manipulação é o fracionamento das substâncias para cada caso clínico.

Qual é a importância da farmácia: A fundamental importância da farmácia de manipulação é o fracionamento das substâncias para cada caso clínico. Farmácia de Manipulação O que é Farmácia de Manipulação: A farmácia de manipulação ou magistral, é aquela que manipula fórmulas atendendo a diversas especialidades médicas. Qual é a importância da farmácia:

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES DO CURSO DE AGRONOMIA

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES CURRICULARES COMPLEMENTARES DO CURSO DE AGRONOMIA Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Diretoria de Ensino Curso de Agronomia - Câmpus Sertão

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Administração Disciplina: METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO Profª Msc: Maria Gilvanira Gomes da Silva e-mail: gilvaniragomes@yahoo.com.br

Leia mais

FAM - FACULDADE METROLITANA DE PETROLINA MATRIZ CURRICULAR DE SERVIÇO SOCIAL /

FAM - FACULDADE METROLITANA DE PETROLINA MATRIZ CURRICULAR DE SERVIÇO SOCIAL / FAM - FACULDADE METROLITANA DE PETROLINA MATRIZ CURRICULAR DE SERVIÇO SOCIAL / 2016.2 COMPONENTE CURRICULAR TEÓRICA PRÁTICA CRÉDITOS Ciência Política 30 0 2 Leitura e Produção de textos 60 0 4 Metodologia

Leia mais

R E G U L A M E N T O

R E G U L A M E N T O I C O N C U R S O D E I G U A R I A S E V I N H O S D O T E J O R E G U L A M E N T O O B J E C T I V O O Concurso de Iguarias e Vinhos do Tejo é de âmbito distrital e tem como objectivo a promoção dos

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: SOCIOLOGIA GERAL E JURÍDICA Código da Disciplina: Curso: DIREITO Semestre de oferta da disciplina: 2º Faculdade responsável: DIREITO Programa em vigência a partir de:

Leia mais

EMENTA ESCOLAR II Trimestre Ano 2016

EMENTA ESCOLAR II Trimestre Ano 2016 EMENTA ESCOLAR II Trimestre Ano 2016 Disciplina: História Professor: Rodrigo Bento Turma: 9º ano Ensino Fundamental II Data Conteúdo 16/maio CAPITULO VI A GRANDE DEPRESSÃO, O FASCISMO E O NAZISMO O fascismo

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA, ESTÁGIO OU TRABALHO DE GRADUAÇÃO-2016/1

PROGRAMA DE DISCIPLINA, ESTÁGIO OU TRABALHO DE GRADUAÇÃO-2016/1 PROGRAMA DE DISCIPLINA, ESTÁGIO OU TRABALHO DE GRADUAÇÃO-2016/1 CAMPUS: CURSO: ENFERMAGEM E OBSTRETÍCIA HABILITAÇÃO: OPÇÃO: DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL: ENFERMAGEM IDENTIFICAÇÃO: 26 CÓDIGO DISCIPLINA OU ESTÁGIO

Leia mais