Acta da Primeira Reunião da Assembleia de Freguesia de Enxames, realizada no dia 30 de Outubro de 2009.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Acta da Primeira Reunião da Assembleia de Freguesia de Enxames, realizada no dia 30 de Outubro de 2009."

Transcrição

1 Acta da Primeira Reunião da Assembleia de Freguesia de Enxames, realizada no dia 30 de Outubro de ACTA DA PRIMEIRA REUNIÃO DE FUNCIONAMENTO DA ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE ENXAMES MANDATO DE 2009/2013

2 Aos 30 dias do mês de Outubro de dois mil e nove, na sede da Junta de Freguesia de Enxames, sita na Rua Senhora do Fastio, em Enxames, em conformidade com o preceituado no nº 1 e seguintes do Art. 9.º da Lei nº 169/99, de 18 de Setembro, alterada e republicada pela Lei nº 5-A/2002, de 11 de Janeiro, reuniu, sob a presidência do Senhor Guilhermino Ramos Nogueira, na qualidade de cidadão que encabeçou a lista mais votada nesta Freguesia, nas eleições autárquicas do passado dia 11 de Outubro de 2009, a Assembleia de Freguesia, para o próximo quadriénio, que acabara de ser instalada nos termos legais Aberta a reunião pelo mencionado cidadão da lista mais votada, convidou os eleitos Fátima Gonçalves Oliveirinha e José Maria Mendes Fiens, para secretariar, verificou-se estarem presentes os seguintes membros: Da Lista Independente Pelos Enxames : Guilhermino Ramos Nogueira, Fátima Gonçalves Oliveirinha, José Maria Mendes Fiens e Miguel Ângelo Alves Antunes Da Lista do Partido Socialista: Patrícia Isabel Bento Lindeza, João Manuel Ramos Venâncio e José Tomé Grilo ELEIÇÃO DOS VOGAIS DA JUNTA DE FREGUESIA Pelo referido cidadão que presidia, foi então enunciado que, em conformidade com o estabelecimento nos preceitos legais acima citados, se iria proceder à eleição dos vogais da Junta de Freguesia. Sendo a Freguesia constituída por 604 eleitores, a Junta será constituída por três elementos; um Presidente já eleito e dois vogais a eleger de entre os membros desta Assembleia Sendo o Regimento desta Assembleia omisso quanto à forma de apresentação de candidaturas a vogais da Junta de Freguesia, o cidadão que presidia, à sessão propôs conforme o previsto no nº 2 do Artº 9º da Lei nº 169/99, de 18 de Setembro, alterada e republicada pela Lei nº 5-A/2002, de 11 2

3 de Janeiro, que a eleição dos vogais para a Junta de Freguesia seja por meio de lista nominal completa, conforme proposta anexa Colocada à votação a referida proposta, foi aprovada por unanimidade, 06 votos a favor, 0 votos contra, 0 votos de abstenção Na sequência da aprovação da referida proposta o cidadão que presidia e no uso dos poderes que lhe serão conferidos, pelo nº 2 do Art. 24º da Lei nº 169/99 de 18 de Setembro, alterada e republicada pela Lei nº 5-A/2002, de 11 de Janeiro, apresentou a seguinte lista para a eleição dos dois vogais da Junta de freguesia, que fica anexa a esta acta: Fátima Gonçalves Oliveirinha e José Maria Mendes Fiens Passou-se de imediato à eleição, por voto secreto, dos vogais da Junta de Freguesia, que constituíram a lista proposta pelo Presidente da Junta. Após terem votado todos os membros da Assembleia presentes, procedeu-se à contagem dos votos, verificando-se terem votado 6 elementos Comunicou à Assembleia o resultado da votação que foi o seguinte: Votos Sim 06, Votos Não 0, Votos Brancos 0, Votos Nulos Nesta circunstância, foram declarados eleitos para desempenharem funções de Vogais da Junta de Freguesia os seguintes elementos: Fátima Gonçalves Oliveirinha e José Maria Mendes Fiens, todos pertencentes à lista independente Pelos Enxames e propostos pelo Presidente SUBSTITUIÇÃO DOS MEMBROS DA ASSEMBLEIA QUE IRÃO INTEGRAR A JUNTA DE FREGUESIA Face ao supra exposto, estes dois cidadãos forma dispensados dos trabalhos desta reunião por terem passado a fazer parte da Junta de Freguesia, sendo por isso chamados à efectividade de funções para substituir, os seguintes membros convocados e ali presentes pela Lista Independente Pelos Enxames, a que eles pertenciam e que depois de verificar e legitimidade tomarem acento na Assembleia: Laurindo António de Jesus Afonso, xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 3

4 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx Carlos Afonso Brites Ramos, xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx ELEIÇÃO DA MESA DA ASSEMBLEIA Uma vez refeito o elenco da Assembleia de Freguesia, foi o órgão esclarecido de que se iria proceder à eleição da Mesa respectiva, composta por três membros: Presidente º Secretário º Secretário O Presidente da Junta perguntou à Assembleia se existia alguma lista para a eleição da mesa, tendo a resposta sido negativa, passou-se de imediato à eleição, por voto secreto, da mesa da Assembleia de Freguesia tendo por base a lista única apresentada pelo Presidente de Junta Depois do apuramento verificou-se, que a lista apresentada, foi aprovada por unanimidade, 6 votos a favor, 0 votos contra, 0 votos brancos, 0 votos nulos Face a este resultado, foi declarada eleita a mesa da Assembleia de Freguesia, para o quadriénio de 2009/2013, que ficou assim constituída: Presidente - Miguel Ângelo Alves Antunes º Secretário - Laurindo António de Jesus Afonso º Secretário - Carlos Afonso Brites Ramos Assim, o cidadão que até aí presidiu aos trabalhos, ou seja, o que encabeçava a lista mais votada na eleição geral, deu o seu lugar à Mesa acabada de eleger, igualmente os secretários convidados no início da sessão, para a elaboração da acta, foram substituídos nessa incumbência pelos 4

5 secretários agora eleitos Deu-se por encerrada a reunião da qual se lavrou a presente acta que depois de aprovada por unanimidade, em minuta, vai ser assinada pelos membros que constituíram a mesa O Presidente da 1.ª Reunião O 1.º Secretário da 1.ª Reunião O 2.º Secretário da 1.ª Reunião O Presidente da Mesa da Assembleia O 1.º Secretário da Mesa da Assembleia _ O 2.º Secretário da Mesa da Assembleia _ 5

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Médicas Conselho Executivo

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências Médicas Conselho Executivo Conselho de Faculdade da da Universidade Nova de Lisboa REGIMENTO Artigo 1º Composição 1. O Conselho de Faculdade da FCM é constituído por treze membros, sendo oito docentes e investigadores, um estudante,

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES RELATÓRIO E PARECER SOBRE A ANTEPROPOSTA DE LEI QUINTA ALTERAÇÃO AO DECRETO-LEI N.º 267/80, DE 8 DE AGOSTO, ALTERADO PELAS LEIS N.º 28/82, DE 15 DE NOVEMBO E N.º 72/93, DE 30 DE NOVEMBRO E PELAS LEIS ORGÂNICAS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CENTRO DE EDUCAÇÃO, LETRAS E ARTES CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS E RESPECTIVAS LITERATURAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CENTRO DE EDUCAÇÃO, LETRAS E ARTES CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS E RESPECTIVAS LITERATURAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CENTRO DE EDUCAÇÃO, LETRAS E ARTES CURSO DE LETRAS PORTUGUÊS E RESPECTIVAS LITERATURAS EDITAL N 001/2014 EDITAL DE ELEIÇÃO DE COORDENADOR E VICE-COORDENADOR DO CURSO DE LETRAS:

Leia mais

VAA VISTA ALEGRE ATLANTIS, SGPS SA.

VAA VISTA ALEGRE ATLANTIS, SGPS SA. VAA VISTA ALEGRE ATLANTIS, SGPS SA. Sociedade aberta Sede: Lugar da Vista Alegre, 3830-292 Ílhavo Matriculada na C.R.C. de Ílhavo - NIPC: 500.978.654 Capital social: 92.507.861,92 Euros -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE (MANDATO 2013-2017)

CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO VICENTE (MANDATO 2013-2017) (MANDATO 20132017) ATA DA QUARTA REUNIÃO DE 2014 Aos treze dias do mês de fevereiro do ano dois mil e catorze, pelas dez horas, em cumprimento de convocatória emanada nos termos do disposto no n.º 3 do

Leia mais

ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO DOS LIONS DE PORTUGAL (Despacho da Presidência Conselho de Ministros de 23.10.2014)

ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO DOS LIONS DE PORTUGAL (Despacho da Presidência Conselho de Ministros de 23.10.2014) ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO DOS LIONS DE PORTUGAL (Despacho da Presidência Conselho de Ministros de 23.10.2014) CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS Artigo Primeiro A Fundação dos Lions de Portugal é uma

Leia mais

Regulamento para a Eleição do Presidente do PS/Açores

Regulamento para a Eleição do Presidente do PS/Açores Regulamento para a Eleição do Presidente do PS/Açores Regulamento para a Eleição do Presidente do PS/Açores (Aprovado por unanimidade em reunião da Comissão Regional do PS/Açores, realizada a 17 de novembro

Leia mais

AN-------- Aos sete dias do mês de Fevereiro do ano de dois mil e onze, reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila

AN-------- Aos sete dias do mês de Fevereiro do ano de dois mil e onze, reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila AN-------- Aos sete dias do mês de Fevereiro do ano de dois mil e onze, reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, em reunião ordinária para apreciação e

Leia mais

ATA Nº.051/2014 38ª. SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA M. DE GUAÍRA - 01-12-2.014

ATA Nº.051/2014 38ª. SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA M. DE GUAÍRA - 01-12-2.014 ATA Nº.051/2014 38ª. SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA M. DE GUAÍRA - 01-12-2.014 Ao primeiro dia do mês de dezembro do ano de dois mil e quatorze (1º-12-2.014), nesta cidade de Guaíra, Estado do Paraná, sito

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social EDITAL 01/2016

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social EDITAL 01/2016 CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social EDITAL 01/2016 Edital de convocação de Assembleia Geral de Entidades de Assistência Social de Diamantina para

Leia mais

MUNICÍPIO DE VINHAIS CÂMARA MUNICIPAL REUNIÃO ORDINÁRIA DATA: 2004/02/23 ACTA N.º 4/2004

MUNICÍPIO DE VINHAIS CÂMARA MUNICIPAL REUNIÃO ORDINÁRIA DATA: 2004/02/23 ACTA N.º 4/2004 MUNICÍPIO DE VINHAIS CÂMARA MUNICIPAL REUNIÃO ORDINÁRIA DATA: 2004/02/23 ACTA N.º 4/2004 Presenças:------------------------------------------------------------------------------------------------- José

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VILA FLOR

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VILA FLOR REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VILA FLOR PREÂMBULO A Lei n.º 75/2013, de 12 de Setembro, diploma que estabelece, entre outros, o regime jurídico das autarquias locais, veio atribuir, no

Leia mais

CONVOCATÓRIA DAS ELEIÇÕES PARA O CONSELHO DA COMUNIDADE EDUCATIVA

CONVOCATÓRIA DAS ELEIÇÕES PARA O CONSELHO DA COMUNIDADE EDUCATIVA Doc. 1 CONVOCATÓRIA DAS ELEIÇÕES PARA O CONSELHO DA COMUNIDADE EDUCATIVA Convoco o pessoal docente e não docente, com vista à eleição dos membros para o Conselho da Comunidade Educativa para o quadrénio

Leia mais

MINUTA DA ACTA n.º 19/2011

MINUTA DA ACTA n.º 19/2011 MINUTA DA ACTA n.º 19/2011 Minuta da Acta da reunião ordinária da Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, realizada no dia 16 DE AGOSTO DE 2011. Aos dezasseis dias do mês de Agosto de 2011, em

Leia mais

FUNDAÇÃO DE AURÉLIO AMARO DINIZ

FUNDAÇÃO DE AURÉLIO AMARO DINIZ FUNDAÇÃO DE AURÉLIO AMARO DINIZ ESTATUTOS: DA FUNDAÇÃO DE AURÉLIO AMARO DINIZ Da Denominação, Natureza e Fins CAPITULO I Artigo 1º - 1 A Fundação Aurélio Amaro Diniz é uma Fundação de Solidariedade Social,

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL. Artigo 1.º (Objecto)

REGULAMENTO ELEITORAL. Artigo 1.º (Objecto) REGULAMENTO ELEITORAL Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1.º (Objecto) 1. O regulamento eleitoral, adiante designado por regulamento, estabelece, ao abrigo do disposto no artigo 25.º dos estatutos, o

Leia mais

Regulamento de Funcionamento. da Junta de Freguesia de Arroios, 2015. Preâmbulo

Regulamento de Funcionamento. da Junta de Freguesia de Arroios, 2015. Preâmbulo Regulamento de Funcionamento do Orçamento da Junta de, 2015 Preâmbulo A promove o aprofundamento da democracia participativa, nomeadamente no que concerne na afetação de recursos às políticas públicas

Leia mais

Regulamento Interno do Departamento de Sistemas de Informação. Escola Superior de Ciências Empresariais Instituto Politécnico de Setúbal

Regulamento Interno do Departamento de Sistemas de Informação. Escola Superior de Ciências Empresariais Instituto Politécnico de Setúbal Regulamento Interno do Departamento de Sistemas de Informação Escola Superior de Ciências Empresariais Instituto Politécnico de Setúbal CAPÍTULO I Disposições Gerais (Artigo 1º) Definição O Departamento

Leia mais

Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores

Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores CAPÍTULO I Introdução A reuniu, no dia 10 de março de 2016, na delegação da Assembleia Legislativa da ilha de São Miguel, com o objetivo de apreciar, relatar e dar parecer, na sequência do solicitado por

Leia mais

REGIMENTO INTERNO RECOMENDADO PARA O ROTARY CLUB

REGIMENTO INTERNO RECOMENDADO PARA O ROTARY CLUB MANUAL DE PROCEDIMENTO 2013 REGIMENTO INTERNO RECOMENDADO PARA O ROTARY CLUB Artigo Assunto Página 1 Definições... 225 2 Conselho diretor... 225 3 Eleições e mandatos... 225 4 Deveres do conselho diretor...

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL PROCESSO DE ELEIÇÃO DOS CONSELHEIROS REPRESENTANTES DA SOCIEDADE CIVIL QUE IRÃO COMPOR O CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA DE SÃO JOAQUIM A Secretaria Municipal de

Leia mais

EDITAL Nº 03/2016 I DA COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO ELEITORAL

EDITAL Nº 03/2016 I DA COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO ELEITORAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL- RIO- GRANDENSE CAMPUS VENÂNCIO AIRES EDITAL Nº 03/2016 Dispõe sobre o regulamento

Leia mais

EMPRESA FAI JUNIOR DA FACULDADE VALE DO ITAPECURU FAI EDITAL N.º 001 DE 05 DE ABRIL DE 2016

EMPRESA FAI JUNIOR DA FACULDADE VALE DO ITAPECURU FAI EDITAL N.º 001 DE 05 DE ABRIL DE 2016 EMPRESA FAI JUNIOR DA FACULDADE VALE DO ITAPECURU FAI EDITAL N.º 001 DE 05 DE ABRIL DE 2016 Divulga o PROCESSO DE ELEIÇÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRATIVO E DA DIRETORIA EXECUTIVA DA EMPRESA FAI JUNIOR, para

Leia mais

MAGAZINE LUIZA S.A. CNPJ/MF N.º 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 Capital Aberto

MAGAZINE LUIZA S.A. CNPJ/MF N.º 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 Capital Aberto MAGAZINE LUIZA S.A. CNPJ/MF N.º 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 Capital Aberto ATA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 4 DE OUTUBRO DE 2012 1. DATA, HORA E LOCAL:

Leia mais

Invest Tur Brasil Desenvolvimento Imobiliário Turístico S.A. CNPJ nº 08.723.106/000125 NIRE 35.300.340.540 Companhia Aberta

Invest Tur Brasil Desenvolvimento Imobiliário Turístico S.A. CNPJ nº 08.723.106/000125 NIRE 35.300.340.540 Companhia Aberta Invest Tur Brasil Desenvolvimento Imobiliário Turístico S.A. CNPJ nº 08.723.106/000125 NIRE 35.300.340.540 Companhia Aberta Ata da Assembléia Geral de Debenturistas da 1ª Emissão de Debêntures da Invest

Leia mais

ATA DA 2ª REUNIÃO PLENÁRIA ORDINÁRIA DO CMAS/AT 07/02/2014

ATA DA 2ª REUNIÃO PLENÁRIA ORDINÁRIA DO CMAS/AT 07/02/2014 ATA DA 2ª REUNIÃO PLENÁRIA ORDINÁRIA DO CMAS/AT 07/02/2014 Aos sete (07) dias do mês de fevereiro (02) do ano de dois mil e quatorze (2014), no auditório do Centro Administrativo da Cachoeira, sito a Rua

Leia mais

INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE 35.300.354.923

INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE 35.300.354.923 INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES CNPJ/MF Nº 76.627.504/0001-06 NIRE 35.300.354.923 ATA DA 19ª ASSEMBLEIA GERAL DE DEBENTURISTAS DA 5ª EMISSÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, EM SÉRIE

Leia mais

EDITAL Nº. 020/2016 4.DOS ELEITORES 1

EDITAL Nº. 020/2016 4.DOS ELEITORES 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS CAMPUS JUIZ DE FORA RECONHECIDO PELA LEI Nº 11.892, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2008 SUCESSOR DO COLÉGIO TÉCNICO UNIVERSITÁRIO DA

Leia mais

SMILES S.A. (Companhia Aberta) CNPJ nº 15.912.764/0001-20 NIRE 35.300.439.490

SMILES S.A. (Companhia Aberta) CNPJ nº 15.912.764/0001-20 NIRE 35.300.439.490 SMILES S.A. (Companhia Aberta) CNPJ nº 15.912.764/0001-20 NIRE 35.300.439.490 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 05 DE AGOSTO DE 2016 Data, Hora e Local: aos 05 dias do mês de agosto

Leia mais

REGIMENTO ELEITORAL DO SINDICATO DOS PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO ESTADUAL DE LONDRINA E REGIÃO SINDIPROL/ADUEL

REGIMENTO ELEITORAL DO SINDICATO DOS PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO ESTADUAL DE LONDRINA E REGIÃO SINDIPROL/ADUEL REGIMENTO ELEITORAL DO SINDICATO DOS PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR PÚBLICO ESTADUAL DE LONDRINA E REGIÃO SINDIPROL/ADUEL Artigo 1º - O processo Eleitoral será coordenado e conduzido por uma Comissão Eleitoral

Leia mais

Orçamento Participativo de Vila Nova de Cerveira

Orçamento Participativo de Vila Nova de Cerveira Orçamento Participativo de Vila Nova de Cerveira PREÂMBULO Os Orçamentos Participativos são símbolos de importância da participação dos cidadãos na sociedade democrática, neste sentido a Câmara Municipal

Leia mais

01 PAGAMENTOS DO MÊS ------ O Conselho de Administração deliberou aprovar as seguintes propostas de pagamento: ---------------

01 PAGAMENTOS DO MÊS ------ O Conselho de Administração deliberou aprovar as seguintes propostas de pagamento: --------------- ATA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA EMPRESA MUNICIPAL DE HABITAÇÃO HABISOLVIS REALIZADA NO DIA VINTE E SETE DO MÊS DE JUNHO DE DOIS MIL E TREZE. ------ Aos vinte e sete dias do mês de junho de dois mil e treze,

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL DO SINDICATO DOS TRABALHADORES DO SISTEMA AGRÍCOLA AGRÁGRIO E PECUÁRIO DO ESTADO DE MATO GROSSO SINTAP/MT SEÇÃO I DAS ELEIÇÕES

REGULAMENTO ELEITORAL DO SINDICATO DOS TRABALHADORES DO SISTEMA AGRÍCOLA AGRÁGRIO E PECUÁRIO DO ESTADO DE MATO GROSSO SINTAP/MT SEÇÃO I DAS ELEIÇÕES REGULAMENTO ELEITORAL DO SINDICATO DOS TRABALHADORES DO SISTEMA AGRÍCOLA AGRÁGRIO E PECUÁRIO DO ESTADO DE MATO GROSSO SINTAP/MT SEÇÃO I DAS ELEIÇÕES Artigo 1º. Os membros da Direção Executiva e do Conselho

Leia mais

Ponto 10.1. Proposta das Normas do Orçamento Participativo de Pombal

Ponto 10.1. Proposta das Normas do Orçamento Participativo de Pombal Cópia de parte da ata da Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Pombal nº0014/cmp/15, celebrada em 25 de Junho de 2015 e aprovada em minuta para efeitos de imediata execução. Ponto 10.1. Proposta das

Leia mais

IVA - REGIME ESPECIAL DE ISENÇÃO PREVISTO NO ARTIGO 53.º DO CÓDIGO DO IVA

IVA - REGIME ESPECIAL DE ISENÇÃO PREVISTO NO ARTIGO 53.º DO CÓDIGO DO IVA Classificação: 020.01.10 Seg.: P úbli ca Proc.: 2012 004921 DIREÇÃO DE SERVIÇOS DO IVA Of.Circulado N.º: 30138/2012 2012-12-27 Entrada Geral: N.º Identificação Fiscal (NIF): 770 004 407 Sua Ref.ª: Técnico:

Leia mais

QUADRO DE COMPETÊNCIAS E REGIME JURÍDICO DOS ÓRGÃOS DOS MUNICÍPIOS E DAS FREGUESIAS Excertos

QUADRO DE COMPETÊNCIAS E REGIME JURÍDICO DOS ÓRGÃOS DOS MUNICÍPIOS E DAS FREGUESIAS Excertos QUADRO DE COMPETÊNCIAS E REGIME JURÍDICO DOS ÓRGÃOS DOS MUNICÍPIOS E DAS FREGUESIAS Excertos Lei nº 169/99, 18 Setembro Com as alterações introduzidas pelo seguinte diploma legal: Lei nº 5-A/2002, 11 Janeiro

Leia mais

DIREITOS POLITICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS

DIREITOS POLITICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITOS FUNDAMENTAIS CONCEITO: O direito democrático de participação do povo no governo, por seus representantes, acabou exigindo a formação de um conjunto de normas legais permanentes, que recebe a denominação de direitos

Leia mais

cr» COMISSÃO NACIONAL DE ELEIÇÕES ATA N. 243/XIV

cr» COMISSÃO NACIONAL DE ELEIÇÕES ATA N. 243/XIV cr» COMISSÃO NACIONAL DE ELEIÇÕES ATA N. 243/XIV Teve lugar no dia vinte e quatro de janeiro de dois mil e dezasseis, a reunião número duzentos e quarenta e três da Comissão Nacional de Eleições, na sala

Leia mais

ESTATUTOS. (Nova redação dos artigos 9º, 10º, 11º, 12º e 16º)

ESTATUTOS. (Nova redação dos artigos 9º, 10º, 11º, 12º e 16º) ESTATUTOS (Nova redação dos artigos 9º, 10º, 11º, 12º e 16º) Artigo 1.º A Fundação D. Anna de Sommer Champalimaud e Dr. Carlos Montez Champalimaud (Fundação), criada por António de Sommer Champalimaud

Leia mais

GLOBALEDA - Telecomunicações e Sistemas de Informação, S.A. ESTATUTOS

GLOBALEDA - Telecomunicações e Sistemas de Informação, S.A. ESTATUTOS GLOBALEDA - Telecomunicações e Sistemas de Informação, S.A. ESTATUTOS (De acordo com as alterações aprovadas pela Assembleia Geral nas reuniões de 13 de março de 2007, de 12 de agosto de 2008, de 14 de

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA FUNDAÇÃO DE DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS MARGARIDA MARIA ALVES

REGIMENTO INTERNO DA FUNDAÇÃO DE DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS MARGARIDA MARIA ALVES REGIMENTO INTERNO DA FUNDAÇÃO DE DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS MARGARIDA MARIA ALVES Art. 1º - A FUNDAÇÃO DE DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS MARGARIDA MARIA ALVES, FDDHMMA, instituída pela Arquidiocese da Paraíba,

Leia mais

União das Freguesias de Aljustrel e Rio de Moinhos

União das Freguesias de Aljustrel e Rio de Moinhos União das Freguesias de Aljustrel e Rio de Moinhos Regulamento Do Serviço Vamos até Si 2014. Regulamento do serviço Vamos Até Si 1 Regulamento do Serviço Vamos até Si Preâmbulo Vamos até si é um serviço

Leia mais

Conselho Local de Ação Social de Figueira de Castelo Rodrigo

Conselho Local de Ação Social de Figueira de Castelo Rodrigo REDE SOCIAL Conselho Local de Ação Social de Figueira de Castelo Rodrigo Regulamento Interno [9/04/2014] REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO CONCELHO DE FIGUEIRA DE CASTELO RODRIGO

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO Pelo presente instrumento particular, Os administradores da Companhia de Tecidos Norte de Minas COTEMINAS, companhia aberta com sede na cidade de Montes Claros, Estado de Minas Gerais, na Av. Magalhães

Leia mais

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS Educar pela Pesquisa CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS Educar pela Pesquisa CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS Educar pela Pesquisa CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL Art. 1 - O curso de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização em

Leia mais

M U N I C Í P I O D E C Â M A R A D E L O B O S C Â M A R A M U N I C I P A L

M U N I C Í P I O D E C Â M A R A D E L O B O S C Â M A R A M U N I C I P A L 75 54 M U N I C Í P I O D E C Â M A R A D E L O B O S ---------------------------- ACTA NÚMERO 24/2011 --------------------------- ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE CÂMARA DE LOBOS REALIZADA

Leia mais

Pregão Nº 000015/2015 Processo Nº 2016/002477

Pregão Nº 000015/2015 Processo Nº 2016/002477 Prefeitura Municipal de Mogi Mirim Rua Dr José Alves, 129 - Centro - CEP: 13.800-900 - Mogi Mirim SP Tel: 19 3814-1000 / Fax: 19 3814-1000 CNPJ: 45.332.095/0001-89 IE: ISENTO ATA DE SESSÃO PÚBLICA Pregão

Leia mais

CÓDIGO ELEITORAL TÍTULO I DAS FINALIDADES

CÓDIGO ELEITORAL TÍTULO I DAS FINALIDADES CÓDIGO ELEITORAL 1 A Comissão Eleitoral, eleita na 139ª Plena e ratificada na Assembleia Geral dos Servidores do Sindicato do Instituto Federal de Sergipe, ocorrida em 01 de fevereiro de 2016, e ainda,

Leia mais

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Olímpia/SP

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Olímpia/SP Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Olímpia/SP EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Olímpia, entidade sindicato de primeiro

Leia mais

MOVIDA PARTICIPAÇÕES S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF 21.314.559/0001-66 NIRE 3530047210-1

MOVIDA PARTICIPAÇÕES S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF 21.314.559/0001-66 NIRE 3530047210-1 MOVIDA PARTICIPAÇÕES S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF 21.314.559/0001-66 NIRE 3530047210-1 ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 10 DE JULHO DE 2015 Data, hora e Local:

Leia mais

ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO MUSEU DACIÊNCIA

ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO MUSEU DACIÊNCIA ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO MUSEU DACIÊNCIA CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1º Denominação e natureza A Fundação Museu da Ciência, adiante designada por Fundação, é uma pessoa colectiva de direito privado,

Leia mais

UNIDAS S.A. CNPJ/MF nº: 04.437.534/0001-30 NIRE: 35.300.186.281. Ata de Assembleia Geral Extraordinária realizada em 30 de maio de 2016

UNIDAS S.A. CNPJ/MF nº: 04.437.534/0001-30 NIRE: 35.300.186.281. Ata de Assembleia Geral Extraordinária realizada em 30 de maio de 2016 UNIDAS S.A. CNPJ/MF nº: 04.437.534/0001-30 NIRE: 35.300.186.281 Ata de Assembleia Geral Extraordinária realizada em 30 de maio de 2016 Data, Hora e Local: No dia 30 de maio de 2016, às 10:00 horas, na

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO (ISCA)

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO (ISCA) Aprovado em reunião do Conselho Directivo de 13 de Setembro de 2007, com alterações introduzidas em reunião do Conselho Directivo de 28-11-2007. Artigo 1.º (Âmbito de aplicação) O presente Regulamento

Leia mais

CPCJ P E N A C O V A C O M I S S Ã O D E P R O T E C Ç Ã O D E C R I A N Ç A S E J O V E N S REGULAMENTO INTERNO

CPCJ P E N A C O V A C O M I S S Ã O D E P R O T E C Ç Ã O D E C R I A N Ç A S E J O V E N S REGULAMENTO INTERNO Aprovado em: 24-11-2006 Alterado em: 04-12-2007 (Introduzidas alterações alínea e), artigo 9º) REGULAMENTO INTERNO Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1º 1. A Lei de Protecção de Crianças e Jovens em

Leia mais

PROJETO DE REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DE ALENQUER

PROJETO DE REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DE ALENQUER PROJETO DE REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DE ALENQUER NOTA JUSTIFICATIVA O Orçamento Participativo de Alenquer (OPA) é um processo que visa promover a participação da população nas decisões estratégicas

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 1.127, de 7 de fevereiro de 2011

Instrução Normativa RFB nº 1.127, de 7 de fevereiro de 2011 Instrução Normativa RFB nº 1.127, de 7 de fevereiro de 2011 DOU de 8.2.2011 Dispõe sobre a apuração e tributação de rendimentos recebidos acumuladamente de que trata o art. 12-A da Lei nº 7.713, de 22

Leia mais

ESTATUTOS PORTO 2014 ESTATUTOS

ESTATUTOS PORTO 2014 ESTATUTOS SOCIEDADE PORTUGUESA DE QUÍMICA CLÍNICA, GENÉTICA E MEDICINA LABORATORIAL ESTATUTOS PORTO 2014 ESTATUTOS SOCIEDADE PORTUGUESA DE QUÍMICA CLÍNICA E MEDICINA LABORATORIAL Capítulo I Denominação, natureza,

Leia mais

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1

EMAIL/FACE: prof.fabioramos@hotmail.com www.facebook.com/prof.fabioramos 1 DIREITOS POLÍTICOS Prof. Fábio Ramos prof.fabioramos@hotmail.com Conjunto de normas que disciplinam as formas de exercício da soberania popular. Princípio da Soberania Popular: Art. 1º, par. único: Todo

Leia mais

Manual do Revisor Oficial de Contas. Recomendação Técnica n.º 5

Manual do Revisor Oficial de Contas. Recomendação Técnica n.º 5 Recomendação Técnica n.º 5 Revisão de Demonstrações Financeiras Intercalares Janeiro de 1988 Índice Julho de 1993 (1ª Revisão) Parágrafos Introdução 1-3 Justificação 4-5 Objectivos 6-8 Recomendações 9-17

Leia mais

ATA DE REUNIÃO. Ata da Sessão Plenária nº 3380 Data: 30/10/2012 Folha: 01/03

ATA DE REUNIÃO. Ata da Sessão Plenária nº 3380 Data: 30/10/2012 Folha: 01/03 Ata da Sessão Plenária nº 3380 Data: 30/10/2012 Folha: 01/03 1. PRESENÇAS: 1.1. Conselheiros Titulares: Adm. Wagner Siqueira Presidente Adm. Antonio Rodrigues de Andrade V.P. de Educação, Estudos e Pesquisas

Leia mais

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2015

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2015 CÂMARA MUNICIPAL DE LAGOA ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2015 Regulamento Municipal orçamento participativo de Lagoa NOTA JUSTIFICATIVA A implementação do primeiro orçamento participativo em Lagoa vai buscar

Leia mais

PREÂMBULO CREDENCIAMENTO

PREÂMBULO CREDENCIAMENTO (Página: 1 / 11) ATA DE SESSÃO PÚBLICA Pregão Nº : 21/2015 Processo : 32/2015 Objeto : Aquisição de Equipamentos de Informática PREÂMBULO No dia 05 de Marco de 2015, às 13:30 horas, reuniram-se no(a) SETOR

Leia mais

Centro de Estudos e Pesquisas 28 Organização Social em Saúde - RJ CNPJ nº 33.927.377/0001-40

Centro de Estudos e Pesquisas 28 Organização Social em Saúde - RJ CNPJ nº 33.927.377/0001-40 EDITAL PARA SELEÇÃO DE FORNECEDOR - AUDITORIA CONTÁBIL EXTERNA O Centro de Estudos e Pesquisas 28 (Organização Social em Saúde), entidade privada de utilidade pública, inscrito no, torna pública a realização,

Leia mais

ESTATUTO Modelo de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público - OSCIP CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS

ESTATUTO Modelo de Organização da Sociedade Civil de Interesse Público - OSCIP CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS LEGENDA Texto em NEGRITO: Claúsulas que devem necessariamente constar do Estatuto, por força da Lei nº 9.790/99. Texto em Itálico: observações pertinentes ESTATUTO Modelo de Organização da Sociedade Civil

Leia mais

Regulamento e Calendário Eleitoral para a Assembleia de Representantes

Regulamento e Calendário Eleitoral para a Assembleia de Representantes Regulamento e Calendário Eleitoral para a Assembleia de Representantes Disposições Gerais A Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego, criada pelo Decreto-Lei n.º 264/99 de 14 Julho, é uma Unidade

Leia mais

FREGUESIA DE QUIAIOS NIPC 510 833 535

FREGUESIA DE QUIAIOS NIPC 510 833 535 PROGRAMA DE HASTA PÚBLICA Para atribuição do direito de ocupação efetiva de natureza precária da loja n.º 4 no Mercado de Quiaios Artigo 1.º Identificação A loja objeto de hasta pública localiza-se no

Leia mais

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REGIMENTO INTERNO

DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REGIMENTO INTERNO DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REGIMENTO INTERNO OUTUBRO DE 2010 2 RESOLUÇÃO Nº 01/2010 DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Relatório do Grupo de Trabalho para o Regimento

Relatório do Grupo de Trabalho para o Regimento Relatório do Grupo de Trabalho para o Regimento (Alteração do Regimento da Assembleia Municipal e Boas Práticas para o funcionamento da Assembleia Municipal de Lisboa) Através da deliberação 94/AML/2015

Leia mais

ELEIÇÃO DE DELEGADO EFECTIVO E SUPLENTE REPRESENTANTE DOS CLUBES E SOCIEDADES DESPORTIVAS PARTICIPANTES EM COMPETIÇÕES DISTRITAIS E REGIONAIS

ELEIÇÃO DE DELEGADO EFECTIVO E SUPLENTE REPRESENTANTE DOS CLUBES E SOCIEDADES DESPORTIVAS PARTICIPANTES EM COMPETIÇÕES DISTRITAIS E REGIONAIS ASSEMBLEIA GERAL DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE FUTEBOL MANDATO 2016-2020 ELEIÇÃO DE DELEGADO EFECTIVO E SUPLENTE REPRESENTANTE DOS CLUBES E SOCIEDADES DESPORTIVAS PARTICIPANTES EM COMPETIÇÕES DISTRITAIS E

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA DE MEDICINA ESPORTIVA Capítulo I da Liga e seus fins Art. 1º A Liga de Medicina Esportiva é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob a supervisão da da Universidade

Leia mais

REGULAMENTO DE ELEIÇÃO E COOPTAÇÃO

REGULAMENTO DE ELEIÇÃO E COOPTAÇÃO REGULAMENTO DE ELEIÇÃO E COOPTAÇÃO DA ASSEMBLEIA ESTATUTÁRIA Nos termos do disposto no n.º 3 do artigo 172.º do Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior (RJIES), aprovado pela Lei n.º 62/2007,

Leia mais

NORMAS REEDITADAS PARA A ELEIÇÃO DE DIRETOR E VICE-DIRETOR DA FACULDADE DE FILOSOFIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

NORMAS REEDITADAS PARA A ELEIÇÃO DE DIRETOR E VICE-DIRETOR DA FACULDADE DE FILOSOFIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS NORMAS REEDITADAS PARA A ELEIÇÃO DE DIRETOR E VICE-DIRETOR DA DA O Conselho Diretor, através da Comissão Eleitoral designada em reunião realizada em 07 de novembro de 2012, e nomeada conforme Portaria

Leia mais

Reguengos. '''Monsaraz CIDADE EUROPEIA DO VINHO CONVITE

Reguengos. '''Monsaraz CIDADE EUROPEIA DO VINHO CONVITE '''Monsaraz CIDADE EUROPEIA DO VINHO CONVITE Aquisição de Mesas e Estruturas para Bar para Eventos no âmbito da Cidade Europeia do Vinho Monsaraz f'i [i:>('ij)!'!1j. L>J,:1r,J1... r~, AJUSTE DIRECTO (Regime

Leia mais

MUNICÍPIO DE PORTO DE MÓS CÂMARA MUNICIPAL

MUNICÍPIO DE PORTO DE MÓS CÂMARA MUNICIPAL ACTA N.º 12/2011 DA REUNIÃO ORDINÁRIA PÚBLICA DA CÂMARA MUNICIPAL DE PORTO DE MÓS, REALIZADA EM 9 DE JUNHO DE 2011 ----------------Aos nove dias do mês de Junho do ano de dois mil e onze, nesta Vila de

Leia mais

EMBAIXADA DO BRASIL EM DUBLIN EDITAL Nº 01/2015

EMBAIXADA DO BRASIL EM DUBLIN EDITAL Nº 01/2015 EMBAIXADA DO BRASIL EM DUBLIN EDITAL Nº 01/2015 O Embaixada do Brasil em Dublin faz saber aos interessados, por meio da Comissão de Seleção designada pelo Senhor Embaixador do Brasil em Dublin, que realizará

Leia mais

, S.A., do despedimento de uma trabalhadora lactante em processo de

, S.A., do despedimento de uma trabalhadora lactante em processo de RESPOSTA À RECLAMAÇÃO DO PARECER N.º 7/CITE/2013 Assunto: Resposta à reclamação do parecer n.º 7/CITE/2013, solicitado, nos termos do n.º 1 e da alínea c) do n.º 3 do artigo 63.º do Código do Trabalho,

Leia mais

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA. Regimento Interno do Comitê de Gestão de Riscos

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA. Regimento Interno do Comitê de Gestão de Riscos 1/7 TÍTULO CLASSIFICAÇÃO REFERENCIAL NORMATIVO ASSUNTO ELABORADOR Regimento Interno do Comitê de Gestão de Risco Documentos Institucionais Resolução CGPC nº 13/2004 Estabelece a composição e atribuições

Leia mais

Elaborado por: Aprovado por: Versão Reitor. (Professor Doutor Rui Oliveira) Revisto e confirmado por: Data de Aprovação Inicial Página

Elaborado por: Aprovado por: Versão Reitor. (Professor Doutor Rui Oliveira) Revisto e confirmado por: Data de Aprovação Inicial Página REGULAMENTO Eleitoral do Conselho Cientifico Elaborado por: Aprovado por: Versão Reitor 1.3 (Professor Doutor Rui Oliveira) Revisto e confirmado por: Data de Aprovação Inicial Página Secretário-Geral (José

Leia mais

SATAPOCAL - FICHA DE APOIO TÉCNICO Nº 2/2008/RC (Revisão de FAT 7/2003/RC)

SATAPOCAL - FICHA DE APOIO TÉCNICO Nº 2/2008/RC (Revisão de FAT 7/2003/RC) 1. QUESTÃO E SUA RESOLUÇÃO 1.1. QUESTÃO COLOCADA Que registos contabilísticos deve efectuar um município, relativamente à contracção de empréstimos de e ao seu pagamento junto das instituições de crédito?

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSUNI Nº 28/2014

RESOLUÇÃO CONSUNI Nº 28/2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS RESOLUÇÃO CONSUNI Nº 28/2014 Cria o Laboratório de Análises Clínicas e Ensino em Saúde, Órgão Complementar do Instituto de Ciências Biológicas, e aprova

Leia mais

E D I T A L AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E URBANISMO

E D I T A L AMBIENTE, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E URBANISMO E D I T A L HORTÊNSIA DOS ANJOS CHEGADO MENINO, Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, faz saber, através do presente Edital, que nos termos do nº. 1, do artº. 56º. da Lei nº. 75/2013, de 12

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 04/CE/OAB/CE FORTALEZA, 17 DE NOVEMBRO DE 2012. PROCEDIMENTOS PARA APURAÇÃO ENCERRAMENTO DA VOTAÇÃO INÍCIO DA APURAÇÃO

RESOLUÇÃO Nº 04/CE/OAB/CE FORTALEZA, 17 DE NOVEMBRO DE 2012. PROCEDIMENTOS PARA APURAÇÃO ENCERRAMENTO DA VOTAÇÃO INÍCIO DA APURAÇÃO RESOLUÇÃO Nº 04/CE/OAB/CE FORTALEZA, 17 DE NOVEMBRO DE 2012. PROCEDIMENTOS PARA APURAÇÃO ENCERRAMENTO DA VOTAÇÃO Os presidentes de mesa, mesários e fiscais da seção eleitoral devem, encerrada a votação,

Leia mais

X CONGRESSO NACIONAL DOS PROFESSORES. Proposta de Regulamento de Funcionamento (Regimento)

X CONGRESSO NACIONAL DOS PROFESSORES. Proposta de Regulamento de Funcionamento (Regimento) X CONGRESSO NACIONAL DOS PROFESSORES Proposta de Regulamento de Funcionamento (Regimento) Artigo 1º Horário de Funcionamento 23 de Abril de 2010 - Sexta-feira 09.00h às 10.45h: Recepção e registo dos delegados

Leia mais

LEI Nº 1.184, DE 30 DE AGOSTO DE 1950 (Vide Lei nº 5.227, de 18/1/1967)

LEI Nº 1.184, DE 30 DE AGOSTO DE 1950 (Vide Lei nº 5.227, de 18/1/1967) CÂMARA DOS DEPUTADOS Centro de Documentação e Informação LEI Nº 1.184, DE 30 DE AGOSTO DE 1950 (Vide Lei nº 5.227, de 18/1/1967) Dispõe sobre o Banco de Crédito da Borracha S. A. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA:

Leia mais

EDITAL Nº 124/2013 CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 008/2013

EDITAL Nº 124/2013 CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 008/2013 EDITAL Nº 124/2013 CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 008/2013 O MUNICÍPIO DE SERAFINA CORRÊA, RS, comunica aos interessados que está procedendo o CHAMAMENTO PÚBLICO, a contar de 21 de junho de 2013, no horário compreendido

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL

REGULAMENTO ELEITORAL REGULAMENTO ELEITORAL CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS Artigo 1º Objeto 1. O presente Regulamento estabelece os princípios reguladores da FPDD do processo eleitoral da FPDD. 2. Os casos omissos serão resolvidos

Leia mais

Certidão Permanente Código de acesso: 1620-2060-1017

Certidão Permanente Código de acesso: 1620-2060-1017 Page 1 of 7 Acesso à Certidão Permanente Certidão Permanente de Registos Voltar Sair Certidão Permanente Código de acesso: 1620-2060-1017 A entrega deste código a qualquer entidade pública ou privada dispensa

Leia mais

INVENTÁRIO DO ARQUIVO DA ASSOCIAÇÃO AVEIRENSE DE SOCORROS MÚTUOS DAS CLASSES LABORIOSAS

INVENTÁRIO DO ARQUIVO DA ASSOCIAÇÃO AVEIRENSE DE SOCORROS MÚTUOS DAS CLASSES LABORIOSAS INVENTÁRIO DO ARQUIVO DA ASSOCIAÇÃO AVEIRENSE DE SOCORROS MÚTUOS DAS CLASSES LABORIOSAS Resumo O presente inventário diz respeito à documentação resultante da actividade da Associação Aveirense de Socorros

Leia mais

REGULAMENTO DO AUTOCARRO E CARRINHA

REGULAMENTO DO AUTOCARRO E CARRINHA REGULAMENTO DO AUTOCARRO E CARRINHA REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO AUTOCARRO E CARRINHA DE NOVE LUGARES Preâmbulo Tendo em conta a nova realidade politica administrativa existente no território da União

Leia mais

Em setembro de 2011, ocorreu a cisão parcial de 99,99% de seu patrimônio líquido.

Em setembro de 2011, ocorreu a cisão parcial de 99,99% de seu patrimônio líquido. NUMERAL 80 PARTICIPAÇÕES S.A. NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 E DE 2011 (Valores expressos em milhares de reais - R$) 1. CONTEXTO OPERACIONAL

Leia mais

-----------------------------------------Acta número quarenta e seis---------------------------- No dia vinte e quatro de Junho de dois mil e treze

-----------------------------------------Acta número quarenta e seis---------------------------- No dia vinte e quatro de Junho de dois mil e treze -----------------------------------------Acta número quarenta e seis---------------------------- No dia vinte e quatro de Junho de dois mil e treze pelas dezassete horas e quinze minutos, reuniu na sede

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS DE FRONTEIRA

REGULAMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS DE FRONTEIRA REGULAMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS DE FRONTEIRA Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1º 1. A Lei de Proteção de Crianças e Jovens em Perigo, nº 147/99, de 1 de Setembro, regula

Leia mais

JAIME CARLOS KREUTZ. Exmo. Senhor Secretário,

JAIME CARLOS KREUTZ. Exmo. Senhor Secretário, PROCESSO Nº : 18.281-8/2012 PRINCIPAL : SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO ASSUNTO : ANÁLISE DA DEFESA - DENÚNCIA Nº 18281-8/2012 GESTOR : CESAR ROBERTO ZÍLIO RELATOR : VALTER ALBANO DA SILVA EDMAR

Leia mais

REGULAMENTO. Orçamento Participativo de Arruda dos Vinhos

REGULAMENTO. Orçamento Participativo de Arruda dos Vinhos REGULAMENTO Orçamento Participativo de Arruda dos Vinhos Aprovação Câmara Municipal: 03-08-2015 Assembleia Municipal: 21-09-2015 REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DE ARRUDA DOS VINHOS PREÂMBULO A

Leia mais

CONVENÇÃO INTERNACIONAL PARA PROTEÇÃO AOS ARTISTAS INTÉRPRETES OU EXECUTANTES, AOS PRODUTORES DE FONOGRAMAS E AOS ORGANISMOS DE RADIODIFUSÃO

CONVENÇÃO INTERNACIONAL PARA PROTEÇÃO AOS ARTISTAS INTÉRPRETES OU EXECUTANTES, AOS PRODUTORES DE FONOGRAMAS E AOS ORGANISMOS DE RADIODIFUSÃO CONVENÇÃO INTERNACIONAL PARA PROTEÇÃO AOS ARTISTAS INTÉRPRETES OU EXECUTANTES, AOS PRODUTORES DE FONOGRAMAS E AOS ORGANISMOS DE RADIODIFUSÃO Os Estados contratantes, animados do desejo de proteger os direitos

Leia mais

VIII CONGRESSO NACIONAL DA PSICOLOGIA

VIII CONGRESSO NACIONAL DA PSICOLOGIA VIII CONGRESSO NACIONAL DA PSICOLOGIA Psicologia, ética e cidadania: Práticas profissionais a serviço da garantia de direitos Manual do Participante VIII CONGRESSO NACIONAL DA PSICOLOGIA Psicologia, ética

Leia mais

ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO CUPERTINO DE MIRANDA [aprovados por Despacho do Ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares de 27/10/2015]

ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO CUPERTINO DE MIRANDA [aprovados por Despacho do Ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares de 27/10/2015] ESTATUTOS DA FUNDAÇÃO CUPERTINO DE MIRANDA [aprovados por Despacho do Ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares de 27/10/2015] ESTATUTOS CAPÍTULO I ARTº 1.º - A Fundação Cupertino de Miranda

Leia mais

REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DE CHEFES DE DEPARTAMENTOS ACADÊMICOS DA UTFPR

REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DE CHEFES DE DEPARTAMENTOS ACADÊMICOS DA UTFPR Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Reitoria Conselho de Graduação e Educação Profissional REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DE CHEFES DE DEPARTAMENTOS ACADÊMICOS DA UTFPR APROVADO

Leia mais

Estatuto do Grupo de Jovens Juventude Unida Para Encontrar Cristo

Estatuto do Grupo de Jovens Juventude Unida Para Encontrar Cristo Estatuto do Grupo de Jovens Juventude Unida Para Encontrar Cristo TÍTULO I Da Denominação, Missão e Objetivos Art. 1 o - O Grupo Jovem Juventude Unida Para Encontrar Cristo e, doravante aqui denominado

Leia mais

Sumário PROGRAMA CEVAR - CONSERVAÇÃO DE ESPAÇOS VERDES DE ÁREA REDUZIDA (PROTOCOLOS DE COOPERAÇÃO PARA CONSTRUÇÃO/REQUALIFICAÇÃO E PARA A MANUTENÇÃO)

Sumário PROGRAMA CEVAR - CONSERVAÇÃO DE ESPAÇOS VERDES DE ÁREA REDUZIDA (PROTOCOLOS DE COOPERAÇÃO PARA CONSTRUÇÃO/REQUALIFICAÇÃO E PARA A MANUTENÇÃO) Separata 00 000 24 Março 2011 Sumário PROGRAMA CEVAR - CONSERVAÇÃO DE ESPAÇOS VERDES DE ÁREA REDUZIDA (PROTOCOLOS DE COOPERAÇÃO PARA CONSTRUÇÃO/REQUALIFICAÇÃO E PARA A MANUTENÇÃO) EDITAL Nº 119/2011 Programa

Leia mais