AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.926, DE 28 DE JULHO DE 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.926, DE 28 DE JULHO DE 2015"

Transcrição

1 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.926, DE 28 DE JULHO DE 2015 Voto Aprova o Edital do Leilão nº 08/2015-ANEEL e seus Anexos, denominado 1º Leilão de Energia de Reserva de 2015, referente à contratação de energia de reserva proveniente de novos empreendimentos de geração a partir de fonte solar fotovoltaica, destinada ao Sistema Interligado Nacional SIN, para início de suprimento em 1º de agosto de 2017, e estabelece as TUST e as TUSDg de referência para as centrais geradoras que participarem do aludido certame. Nota Técnica nº 190/2015-SGT/ANEEL Base de dados TUSDg Base de Dados TUST Nodal_V52 O DIRETOR-GERAL DA AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL, no uso de suas atribuições regimentais, de acordo com a deliberação da Diretoria, tendo em vista o disposto nas Leis nº 8.987, de 13 de fevereiro de 1995, nº 9.074, de 7 de julho de 1995, nº 9.427, de 26 de dezembro de 1996, e nº , de 15 de março de 2004, nos Decretos nº 2.003, de 10 de setembro de 1996, nº 5.163, de 30 de julho de 2004, nº 5.499, de 25 de julho de 2005, e nº 6.353, de 16 de janeiro de 2008, o que consta do Processo nº / , e considerando: as diretrizes para realização do Leilão aprovadas por meio da Portaria MME nº 069, de 13 de março de 2015, e a sistemática estabelecida pela Portaria MME nº 275, de 16 de junho de 2015, resolve: Art. 1º Aprovar o Edital do Leilão nº 08/2015-ANEEL e seus Anexos ( 1º LER de 2015), referente à contratação de energia de reserva proveniente de novos empreendimentos de geração de energia elétrica de fonte solar fotovoltaica, para início de suprimento em 1º de agosto de º A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica CCEE deverá divulgar o detalhamento da sistemática do Leilão nº 08/2015-ANEEL. 2º A Superintendência de Regulação Econômica e Financeira e do Mercado SRM da ANEEL poderá propor alteração no detalhamento da sistemática divulgado pela CCEE. Art. 2º Estabelecer, na forma do Anexo I desta Resolução e de acordo com a Resolução Normativa nº 559, de 27 de junho de 2013, as Tarifas de Uso do Sistema de Transmissão TUST, fixadas

2 a preços de 1º de junho de 2015, para as centrais geradoras especificadas e que participarem do Leilão nº 08/2015-ANEEL. 1º A validade das TUST de que trata o caput condiciona-se à habilitação técnica do empreendimento, realizada pela Empresa de Pesquisa Energética EPE, e ao respectivo aporte de garantia de participação. 2 As TUST de que trata o caput aplicam-se exclusivamente às centrais geradoras listadas no Anexo I que se sagrarem vencedoras do Leilão nº 08/2015-ANEEL e que não tenham TUST préestabelecidas. 3 A TUST de cada central geradora de que trata o caput terá vigência a partir da publicação desta Resolução até o fim da sua outorga. 4º As TUST de que trata o caput serão monetariamente atualizadas, a cada ciclo tarifário, por meio do Índice de Atualização da Transmissão IAT, composto pelos índices utilizados no reajuste das Receitas Anuais Permitidas das concessionárias de transmissão, na proporção das receitas das instalações em operação a cada ciclo tarifário. 5º As TUST estabelecidas para as centrais de geração vencedoras do Leilão nº 08/2015- ANEEL não serão alteradas. Art. 3º Estabelecer, na forma do Anexo II e de acordo com a Resolução Normativa nº 349, de 13 de janeiro de 2009, as Tarifas de Uso do Sistema de Distribuição TUSDg de referência, a preços de 1º de junho de 2015, para as centrais geradoras especificadas e que participarem do Leilão nº 08/2015- ANEEL. 1º A aplicação das TUSDg de que trata o caput condiciona-se à habilitação técnica do empreendimento, realizada pela EPE, e ao respectivo aporte de garantia de participação. 2º As TUSDg de que trata o caput aplicam-se exclusivamente às centrais geradoras que se sagrarem vencedoras do Leilão nº 08/2015-ANEEL e se conectarem em tensão de 88 kv ou 138 kv. 3º As TUSDg de referência, atualizadas pelo IGP-M, serão aplicadas por 10 (dez) ciclos tarifários da respectiva distribuidora acessada pela central geradora, considerando como primeiro ciclo aquele que contempla a data prevista de início da operação comercial da usina. 4º A alteração do ponto de acesso ao sistema de distribuição em 88 kv ou 138 kv para acesso à Rede Básica, diretamente ou por meio de ICG, implica a manutenção do valor de TUSDg, observando sua aplicação como TUST, de acordo com as regras de contratação do uso dos sistemas de transmissão e observado o disposto no artigo 2º desta Resolução. Art. 4º Os anexos desta Resolução encontram-se disponíveis no Processo nº / e no endereço eletrônico Art. 5º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

3 ROMEU DONIZETE RUFINO Este texto não substitui o publicado no D.O. de , seção 1, p. 62, v. 152, n. 143.

4 ANEXO I TARIFAS DE USO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO APLICÁVEIS ÀS NOVAS CENTRAIS DE GERAÇÃO PARTICIPANTES DO LEILÃO Nº 08/2015 Nº do Processo EPE Tipo Central de Geração TUST (R$/kW.mês) 15ER-0359 UFV NOVA OLINDA 1 4,590 15ER-0335 UFV NOVA OLINDA 10 4,590 15ER-0339 UFV NOVA OLINDA 11 4,590 15ER-0333 UFV NOVA OLINDA 12 4,590 15ER-0330 UFV NOVA OLINDA 13 4,590 15ER-0327 UFV NOVA OLINDA 14 4,590 15ER-0355 UFV NOVA OLINDA 2 4,590 15ER-0364 UFV NOVA OLINDA 3 4,590 15ER-0341 UFV NOVA OLINDA 4 4,590 15ER-0347 UFV NOVA OLINDA 5 4,590 15ER-0368 UFV NOVA OLINDA 6 4,590 15ER-0342 UFV NOVA OLINDA 7 4,590 15ER-0349 UFV NOVA OLINDA 8 4,590 15ER-0337 UFV NOVA OLINDA 9 4,590 15ER-0157 UFV SANTA EDWIGES 4,671 15ER-0159 UFV SANTA FATIMA 4,672 15ER-0162 UFV SANTA VERONICA 4,669 15ER-0038 UFV SERTAO SOLAR BARREIRAS I 3,304 15ER-0037 UFV SERTAO SOLAR BARREIRAS II 3,304 15ER-0039 UFV SERTAO SOLAR BARREIRAS III 3,304 15ER-0040 UFV SERTAO SOLAR BARREIRAS IV 3,304 15ER-0042 UFV SERTAO SOLAR BARREIRAS V 3,304 15ER-0041 UFV SERTAO SOLAR BARREIRAS VI 3,304 15ER-0043 UFV SERTAO SOLAR BARREIRAS VII 3,304 15ER-0048 UFV BJL 1 4,836 15ER-0045 UFV BJL 10 4,826 15ER-0051 UFV BJL 11 4,829 15ER-0046 UFV BJL 12 4,826 15ER-0052 UFV BJL 13 4,829 15ER-0056 UFV BJL 2 4,829 15ER-0053 UFV BJL 3 4,826 15ER-0047 UFV BJL 4 4,829 15ER-0050 UFV BJL 5 4,829 15ER-0055 UFV BJL 6 4,829 15ER-0054 UFV BJL 7 4,829 15ER-0044 UFV BJL 8 4,822 15ER-0049 UFV BJL 9 4,822 15ER-0361 UFV LAPA 1 4,826 15ER-0354 UFV LAPA 2 4,837 15ER-0350 UFV LAPA 3 4,837 15ER-0305 UFV SAO JOAO I 4,830 15ER-0307 UFV SAO JOAO II 4,837

5 Nº do Processo EPE Tipo Central de Geração TUST (R$/kW.mês) 15ER-0308 UFV SAO JOAO III 4,837 15ER-0310 UFV SAO JOAO IV 4,837 15ER-0278 UFV SAO PEDRO I 4,837 15ER-0285 UFV SAO PEDRO II 4,837 15ER-0294 UFV SAO PEDRO III 4,837 15ER-0298 UFV SAO PEDRO IV 4,837 15ER-0301 UFV SAO PEDRO V 4,837 15ER-0300 UFV SAO PEDRO VI 4,837 15ER-0303 UFV SAO PEDRO VII 4,837 15ER-0366 UFV HORIZONTE MP 1 4,837 15ER-0369 UFV HORIZONTE MP 10 4,837 15ER-0380 UFV HORIZONTE MP 11 4,829 15ER-0370 UFV HORIZONTE MP 2 4,837 15ER-0374 UFV HORIZONTE MP 3 4,837 15ER-0378 UFV HORIZONTE MP 4 4,837 15ER-0376 UFV HORIZONTE MP 5 4,837 15ER-0375 UFV HORIZONTE MP 6 4,837 15ER-0379 UFV HORIZONTE MP 7 4,837 15ER-0381 UFV HORIZONTE MP 8 4,837 15ER-0382 UFV HORIZONTE MP 9 4,837 15ER-0247 UFV MURION 2 4,837 15ER-0249 UFV MURION 3 4,837 15ER-0246 UFV MURION 4 4,837 15ER-0251 UFV MURION 5 4,837 15ER-0244 UFV MURION I 4,837 15ER-0098 UFV LAGOA DO MORRO I 4,785 15ER-0102 UFV LAGOA DO MORRO II 4,785 15ER-0105 UFV LAGOA DO MORRO III 4,785 15ER-0107 UFV LAGOA DO MORRO IV 4,785 15ER-0110 UFV LAGOA DO MORRO V 4,785 15ER-0114 UFV LAGOA DO MORRO VI 4,785 15ER-0120 UFV LAGOA DO MORRO VII 4,785 15ER-0123 UFV LAGOA DO MORRO VIII 4,785 15ER-0003 UFV SOL DO SERTAO IX 5,406 15ER-0005 UFV SOL DO SERTAO VI 5,406 15ER-0004 UFV SOL DO SERTAO VIII 5,406 15ER-0013 UFV SOL DO SERTAO X 5,406 15ER-0008 UFV SOL DO SERTAO XI 5,406 15ER-0010 UFV SOL DO SERTAO XII 5,406 15ER-0006 UFV SOL DO SERTAO XIII 5,379 15ER-0014 UFV SOL DO SERTAO XIV 5,369 15ER-0009 UFV SOL DO SERTAO XXXV 5,408 15ER-0012 UFV SOL DO SERTAO XXXVI 5,408 15ER-0011 UFV TERRA DO SOL XI 5,379 15ER-0002 UFV TERRA DO SOL XII 5,406 15ER-0007 UFV TERRA DO SOL XIII 5,379 15ER-0001 UFV TERRA DO SOL XIV 5,406

6 Nº do Processo EPE Tipo Central de Geração TUST (R$/kW.mês) 15ER-0032 UFV TERRA DO SOL XV 5,369 15ER-0234 UFV CAETITE VI 4,595 15ER-0020 UFV BRSOL 105 5,307 15ER-0026 UFV BRSOL 106 5,307 15ER-0021 UFV BRSOL 107 5,307 15ER-0019 UFV BRSOL 108 5,307 15ER-0031 UFV BRSOL 109 5,307 15ER-0023 UFV BRSOL 110 5,307 15ER-0025 UFV BRSOL 111 5,307 15ER-0024 UFV BRSOL 112 5,307 15ER-0022 UFV BRSOL 113 5,307 15ER-0186 UFV LAGOA DE ITAPARICA 1 5,307 15ER-0190 UFV LAGOA DE ITAPARICA 2 5,307 15ER-0194 UFV LAGOA DE ITAPARICA 3 5,307 15ER-0196 UFV LAGOA DE ITAPARICA 4 5,307 15ER-0129 UFV OURO I 5,307 15ER-0134 UFV OURO II 5,307 15ER-0136 UFV OURO III 5,307 15ER-0139 UFV OURO IV 5,307 15ER-0152 UFV OURO IX 5,307 15ER-0143 UFV OURO V 5,307 15ER-0147 UFV OURO VI 5,307 15ER-0149 UFV OURO VII 5,307 15ER-0151 UFV OURO VIII 5,307 15ER-0156 UFV OURO X 5,307 15ER-0166 UFV BFG 4,874 15ER-0304 UFV MANDACARU I 4,881 15ER-0319 UFV SANTO ANTONIO I 4,881 15ER-0321 UFV SANTO ANTONIO II 4,881 15ER-0325 UFV SOBRADINHO 4,879 15ER-0057 UFV LAGOA DO FRADE I 3,709 15ER-0058 UFV LAGOA DO FRADE II 3,709 15ER-0027 UFV RES MOREIRA I 3,709 15ER-0028 UFV RES MOREIRA II 3,709 15ER-0029 UFV RES MOREIRA III 3,709 15ER-0030 UFV RES MOREIRA IV 3,709 15ER-0323 UFV VEA 1 3,969 15ER-0324 UFV VEA 2 3,969 15ER-0353 UFV VEA 3 3,969 15ER-0331 UFV VEA 4 3,969 15ER-0336 UFV VEA 5 3,969 15ER-0344 UFV VEA 6 3,969 15ER-0345 UFV VEA 7 3,969 15ER-0360 UFV VEA 8 3,969 15ER-0356 UFV VEA 9 3,969 15ER-0287 UFV TAUA III 3,647 15ER-0290 UFV TAUA IV 3,647

7 Nº do Processo EPE Tipo Central de Geração TUST (R$/kW.mês) 15ER-0158 UFV PICUI 1 4,015 15ER-0161 UFV PICUI 6 4,010 15ER-0160 UFV PICUI 8 4,012 15ER-0235 UFV COREMAS II 3,647 15ER-0221 UFV BOM NOME I 3,923 15ER-0223 UFV BOM NOME II 3,923 15ER-0227 UFV BOM NOME III 3,923 15ER-0231 UFV BOM NOME IV 3,923 15ER-0233 UFV BOM NOME V 3,916 15ER-0198 UFV PAINEIRA 1 4,835 15ER-0203 UFV PAINEIRA 10 4,856 15ER-0207 UFV PAINEIRA 11 4,856 15ER-0216 UFV PAINEIRA 12 4,856 15ER-0220 UFV PAINEIRA 13 4,856 15ER-0222 UFV PAINEIRA 14 4,856 15ER-0224 UFV PAINEIRA 15 4,856 15ER-0228 UFV PAINEIRA 16 4,856 15ER-0204 UFV PAINEIRA 2 4,856 15ER-0209 UFV PAINEIRA 3 4,856 15ER-0210 UFV PAINEIRA 4 4,856 15ER-0206 UFV PAINEIRA 5 4,856 15ER-0211 UFV PAINEIRA 6 4,856 15ER-0217 UFV PAINEIRA 7 4,856 15ER-0214 UFV PAINEIRA 8 4,856 15ER-0199 UFV PAINEIRA 9 4,856 15ER-0184 UFV CHATEAU FORT 1 4,754 15ER-0189 UFV CHATEAU FORT 2 4,754 15ER-0192 UFV CHATEAU FORT 3 4,754 15ER-0197 UFV CHATEAU FORT 4 4,754 15ER-0201 UFV CHATEAU FORT 5 4,754 15ER-0208 UFV CHATEAU FORT 6 4,754 15ER-0212 UFV CHATEAU FORT 7 4,754 15ER-0213 UFV CHATEAU FORT 8 4,754 15ER-0218 UFV CHATEAU FORT 9 4,754 15ER-0311 UFV ESPERANCA I 4,302 15ER-0312 UFV ESPERANCA II 4,302 15ER-0314 UFV ESPERANCA III 4,302 15ER-0315 UFV ESPERANCA IV 4,302 15ER-0332 UFV DESERTO I 4,316 15ER-0340 UFV DESERTO II 4,316 15ER-0348 UFV DESERTO III 4,316 15ER-0352 UFV DESERTO IV 4,316 15ER-0367 UFV DESERTO V 4,316 15ER-0357 UFV DESERTO VI 4,316 15ER-0372 UFV DESERTO VII 4,316 15ER-0377 UFV DESERTO VIII 4,316 15ER-0309 UFV ATON I 3,983

8 Nº do Processo EPE Tipo Central de Geração TUST (R$/kW.mês) 15ER-0236 UFV DOM PEDRO I 3,983 15ER-0237 UFV DOM PEDRO II 3,983 15ER-0238 UFV DOM PEDRO III 3,983 15ER-0241 UFV DOM PEDRO IV 3,983 15ER-0243 UFV DOM PEDRO V 3,983 15ER-0239 UFV DOM PEDRO VI 3,983 15ER-0063 UFV FLORESTA I 3,983 15ER-0064 UFV FLORESTA II 3,983 15ER-0066 UFV FLORESTA III 3,975 15ER-0193 UFV FOTONS DE SAO PATRICIO 01 4,088 15ER-0202 UFV FOTONS DE SAO PATRICIO 02 4,088 15ER-0219 UFV FOTONS DE SAO PATRICIO 03 4,088 15ER-0215 UFV FOTONS DE SAO PATRICIO 04 4,088

9 ANEXO II TARIFAS DE USO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO APLICÁVEIS ÀS CENTRAIS GERADORAS TUSDg CONECTADAS NO NÍVEL DE TENSÃO DE 88 kv OU 138 kv Nº do Processo da EPE Tipo Nome na Base TUSDg (R$/kW.mês) 15ER-0363 UFV IBICOARA 1 1,847 15ER-0362 UFV IBICOARA 2 1,846 15ER-0365 UFV IBICOARA 3 1,846 15ER-0371 UFV IBICOARA 4 1,846 15ER-0154 UFV AGUA VERMELHA I 1,681 15ER-0163 UFV CAPRICHOSA 1 4,163 15ER-0164 UFV CAPRICHOSA 2 4,163 15ER-0165 UFV CAPRICHOSA 3 4,163 15ER-0167 UFV CAPRICHOSA 4 4,163 15ER-0173 UFV SOLAR JAIBA 5 4,163 15ER-0080 UFV PIRAPORA 1 4,845 15ER-0094 UFV PIRAPORA 10 4,845 15ER-0081 UFV PIRAPORA 2 4,845 15ER-0083 UFV PIRAPORA 3 4,845 15ER-0084 UFV PIRAPORA 4 4,845 15ER-0086 UFV PIRAPORA 5 4,845 15ER-0087 UFV PIRAPORA 6 4,845 15ER-0089 UFV PIRAPORA 7 4,845 15ER-0091 UFV PIRAPORA 8 4,845 15ER-0092 UFV PIRAPORA 9 4,845 15ER-0248 UFV XAXADO 1 3,261 15ER-0252 UFV XAXADO 2 3,261 15ER-0258 UFV XAXADO 3 3,261 15ER-0115 UFV PEDRANOPOLIS 1 1,579 15ER-0118 UFV PEDRANOPOLIS 2 1,579 15ER-0111 UFV PEDRANOPOLIS 3 1,579 15ER-0141 UFV JULIO MESQUITA 1 1,706 15ER-0145 UFV JULIO MESQUITA 2 1,706 15ER-0144 UFV JULIO MESQUITA 3 1,706 15ER-0135 UFV JULIO MESQUITA 4 1,706 15ER-0137 UFV JULIO MESQUITA 5 1,706 15ER-0140 UFV JULIO MESQUITA 6 1,706 15ER-0142 UFV JULIO MESQUITA 7 1,706 15ER-0122 UFV MERIDIANO 1 1,523 15ER-0125 UFV MERIDIANO 2 1,523 15ER-0127 UFV MERIDIANO 3 1,523 15ER-0131 UFV MERIDIANO 4 1,523 15ER-0133 UFV MERIDIANO 5 1,526 15ER-0138 UFV MERIDIANO 6 1,513

10 Nº do Processo da EPE Tipo Nome na Base TUSDg (R$/kW.mês) 15ER-0117 UFV PEREIRA BARRETO 1 1,751 15ER-0119 UFV PEREIRA BARRETO 2 1,751 15ER-0121 UFV PEREIRA BARRETO 3 1,751 15ER-0124 UFV PEREIRA BARRETO 4 1,751 15ER-0126 UFV PEREIRA BARRETO 5 1,751 15ER-0128 UFV PEREIRA BARRETO 6 1,751 15ER-0130 UFV PEREIRA BARRETO 7 1,751 15ER-0132 UFV PEREIRA BARRETO 8 1,751 15ER-0306 UFV PEREIRA BARRETO 9 1,751 15ER-0101 UFV SOLATIO BARRETO 1 1,751 15ER-0104 UFV SOLATIO BARRETO 2 1,751 15ER-0106 UFV SOLATIO BARRETO 3 1,751 15ER-0108 UFV SOLATIO BARRETO 4 1,751 15ER-0112 UFV SOLATIO BARRETO 5 1,751 15ER-0109 UFV SOLATIO BARRETO 6 1,751 15ER-0113 UFV SOLATIO BARRETO 7 1,751 15ER-0116 UFV SOLATIO BARRETO 8 1,751 15ER-0176 UFV TAUBATE 1,543 15ER-0076 UFV CABROBO 3,261 15ER-0079 UFV CABROBO 2 3,261 15ER-0155 UFV FLORES I 3,262 15ER-0153 UFV FLORES II 3,262 15ER-0171 UFV SAO PEDRO E PAULO I 3,261 15ER-0174 UFV SAO PEDRO E PAULO II 3,261 15ER-0177 UFV SOLAR SALGUEIRO 3,261 15ER-0065 UFV SAO DOMINGOS 3,277 15ER-0095 UFV JOAO PINHEIRO 1 6,825 15ER-0097 UFV JOAO PINHEIRO 2 6,825 15ER-0100 UFV JOAO PINHEIRO 3 6,825 15ER-0093 UFV COROMANDEL 2 4,775 15ER-0090 UFV COROMANDEL 1 4,775 15ER-0077 UFV PERUACU 1 4,394 15ER-0078 UFV PERUACU 2 4,394 15ER-0168 UFV SOLAR JAIBA 4,372 15ER-0169 UFV SOLAR JAIBA 2 4,372 15ER-0170 UFV SOLAR JAIBA 3 4,372 15ER-0172 UFV SOLAR JAIBA 4 4,372 15ER-0082 UFV FRANCISCO SA 3 4,79 15ER-0085 UFV FRANCISCO SA 1 4,79 15ER-0088 UFV FRANCISCO SA 2 4,79 15ER-0146 UFV PARRILHA I 4,738 15ER-0148 UFV PARRILHA II 4,738 15ER-0150 UFV PARRILHA III 4,738 15ER-0096 UFV VARZEA DA PALMA 1 4,805 15ER-0099 UFV VARZEA DA PALMA 2 4,805

11 Nº do Processo da EPE Tipo Nome na Base TUSDg (R$/kW.mês) 15ER-0103 UFV VARZEA DA PALMA 3 4,805 15ER-0269 UFV SOL MAIOR II 4,036 15ER-0262 UFV SOL MAIOR I 4,036 15ER-0273 UFV SOL MAIOR III 4,036 15ER-0277 UFV SOL MAIOR IV 4,036 15ER-0281 UFV SOL MAIOR V 4,036

Ministério de Minas e Energia Gabinete do Ministro

Ministério de Minas e Energia Gabinete do Ministro Ministério de Minas e Energia Gabinete do Ministro PORTARIA N o 172, DE 10 DE MAIO DE 2016 O MINISTRO DE ESTADO DE MINAS E ENERGIA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, incisos

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.931, DE 11 DE AGOSTO DE 2015

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.931, DE 11 DE AGOSTO DE 2015 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.931, DE 11 DE AGOSTO DE 2015 Homologa o resultado do Reajuste Tarifário Anual de 2015, as Tarifas de Energia TE e as Tarifas de Uso do

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.855, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2015.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.855, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2015. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.855, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2015. Voto Homologa o resultado do Reajuste Tarifário Anual de 2014 e fixa as Tarifas de Energia TE e as

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO N 152, DE 3 DE ABRIL DE 2003 Altera a metodologia de cálculo das tarifas de uso dos sistemas de distribuição de energia elétrica, atendendo o disposto

Leia mais

Art. 2 Para os fins e efeitos desta Resolução são considerados os seguintes termos e respectivas definições:

Art. 2 Para os fins e efeitos desta Resolução são considerados os seguintes termos e respectivas definições: AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA N o 56, DE 6 DE ABRIL DE 2004. Estabelece procedimentos para acesso das centrais geradoras participantes do PROINFA, regulamentando o art.

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.048, DE 19 DE AGOSTO DE 2010.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.048, DE 19 DE AGOSTO DE 2010. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.048, DE 19 DE AGOSTO DE 2010. Nota Técnica nº 254/2010-SRE/ANEEL Relatório Voto Homologação das tarifas de fornecimento de energia

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.683, DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.683, DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.683, DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014. Homologa as Tarifas de Energia TE e as Tarifas de Uso dos Sistemas de Distribuição TUSD referentes

Leia mais

VOTO. INTERESSADO: Ministério de Minas e Energia e Agentes do Setor Elétrico.

VOTO. INTERESSADO: Ministério de Minas e Energia e Agentes do Setor Elétrico. VOTO PROCESSO: 48500.002827/2013-76. INTERESSADO: Ministério de Minas e Energia e Agentes do Setor Elétrico. RELATOR: Diretor Romeu Donizete Rufino. RESPONSÁVEL: Comissão Especial de Licitação - CEL e

Leia mais

VOTO. INTERESSADO: Cemig Geração e Transmissão S.A. CEMIG-GT. RESPONSÁVEL: Superintendência de Regulação dos Serviços de Transmissão SRT

VOTO. INTERESSADO: Cemig Geração e Transmissão S.A. CEMIG-GT. RESPONSÁVEL: Superintendência de Regulação dos Serviços de Transmissão SRT VOTO PROCESSO: 48500.003437/2013-13 INTERESSADO: Cemig Geração e Transmissão S.A. CEMIG-GT. RELATOR: Diretor Edvaldo Alves de Santana. RESPONSÁVEL: Superintendência de Regulação dos Serviços de Transmissão

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA N 311, DE 6 DE ABRIL DE 2006

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA N 311, DE 6 DE ABRIL DE 2006 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA N 311, DE 6 DE ABRIL DE 2006 Homologa as tarifas de fornecimento de energia elétrica, estabelece a receita anual das instalações de

Leia mais

Renewable Energy Projects

Renewable Energy Projects Grid Connectivity for Renewable Energy Projects 2nd REFF Latin America 2009 28 de abril de 2009 Roberto Gomes Diretor ONS Operador Nacional do Sistema Elétrico Sumário Estrutura do Setor Elétrico Brasileiro

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.041, DE 10 DE AGOSTO DE 2010

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.041, DE 10 DE AGOSTO DE 2010 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.041, DE 10 DE AGOSTO DE 2010 Homologa as tarifas de fornecimento de energia elétrica e as Tarifas de Uso dos Sistemas de Distribuição

Leia mais

CENTRAIS GERADORAS TERMELÉTRICAS, EÓLICAS, HIDRELÉTRICAS E PCH PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS

CENTRAIS GERADORAS TERMELÉTRICAS, EÓLICAS, HIDRELÉTRICAS E PCH PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS INSTRUÇÕES PARA REQUERIMENTO AO ONS DE PARECER, OU DOCUMENTO EQUIVALENTE, SOBRE ACESSO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO PARA FINS DE CADASTRAMENTO NA EPE COM VISTAS À HABILITAÇÃO TÉCNICA AOS LEILÕES DE ENERGIA

Leia mais

VOTO RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES, PERMISSÕES E AUTORIZAÇÕES DE TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO SCT

VOTO RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES, PERMISSÕES E AUTORIZAÇÕES DE TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO SCT FL. 1 de 4 VOTO PROCESSO: 48500.002341/2014-19 e 48500.002396/2014-29 INTERESSADO: Furnas Centrais Elétricas S.A. Furnas RELATOR: Diretor André Pepitone da Nóbrega RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES,

Leia mais

CENTRAIS GERADORAS EÓLICAS, SOLAR FOTOVOLTAICAS E TERMELÉTRICAS A BIOMASSA.

CENTRAIS GERADORAS EÓLICAS, SOLAR FOTOVOLTAICAS E TERMELÉTRICAS A BIOMASSA. INSTRUÇÕES PARA REQUERIMENTO AO ONS DE PARECER OU DOCUMENTO EQUIVALENTE DE ACESSO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO PARA FINS DE CADASTRAMENTO NA EPE COM VISTAS À HABILITAÇÃO TÉCNICA AO LEILÃO DE ENERGIA DE RESERVA

Leia mais

TERMO DE CESSÃO AO CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO CCEAR Nº / - Produto / POR (QUANTIDADE ou DISPONIBILIDADE).

TERMO DE CESSÃO AO CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO CCEAR Nº / - Produto / POR (QUANTIDADE ou DISPONIBILIDADE). TERMO DE CESSÃO AO CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO Nº / - Produto / POR (QUANTIDADE ou DISPONIBILIDADE). Pelo presente instrumento contratual e na melhor forma de direito,

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº DE 2 DE AGOSTO DE 2011.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº DE 2 DE AGOSTO DE 2011. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.183 DE 2 DE AGOSTO DE 2011. Nota Técnica nº. 207/2011-SRE/ANEEL Relatório e Voto Homologa as tarifas de suprimento e de fornecimento

Leia mais

CENTRAIS GERADORAS TERMELÉTRICAS (BIOMASSA E GÁS NATURAL), EÓLICAS, HIDRÁULICAS E PCH PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS

CENTRAIS GERADORAS TERMELÉTRICAS (BIOMASSA E GÁS NATURAL), EÓLICAS, HIDRÁULICAS E PCH PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS INSTRUÇÕES PARA REQUERIMENTO AO ONS DE PARECER OU DOCUMENTO EQUIVALENTE SOBRE ACESSO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO PARA FINS DE CADASTRAMENTO NA EPE COM VISTAS À HABILITAÇÃO TÉCNICA AOS LEILÕES DE ENERGIA

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 639, DE 17 DE ABRIL DE 2008.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 639, DE 17 DE ABRIL DE 2008. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 639, DE 17 DE ABRIL DE 2008. Homologa o resultado provisório da segunda revisão tarifária periódica e fixa as Tarifas de Uso dos

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO N 22, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2001

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO N 22, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2001 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO N 22, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2001 Atualiza procedimentos, fórmulas e limites de repasse dos preços de compra de energia elétrica para as tarifas de fornecimento

Leia mais

GERAÇÃO DISTRIBUIDA MODELO E LEGISLAÇÃO DO SETOR ELÉTRICO RESOLUÇÃO NORMATIVA ANEEL Nº 482/2012. Secretaria de Energia Elétrica SEE

GERAÇÃO DISTRIBUIDA MODELO E LEGISLAÇÃO DO SETOR ELÉTRICO RESOLUÇÃO NORMATIVA ANEEL Nº 482/2012. Secretaria de Energia Elétrica SEE GERAÇÃO DISTRIBUIDA MODELO E LEGISLAÇÃO DO SETOR ELÉTRICO RESOLUÇÃO NORMATIVA ANEEL Nº 482/2012 Secretaria de Energia Elétrica SEE MODELO ATUAL DO SETOR ELÉTRICO PILARES SEGURANÇA ENERGÉTICA UNIVERSALIZAÇÃO

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO N o 218, DE 18 DE ABRIL DE 2002 Homologa as tarifas de fornecimento de energia elétrica, fixa os valores da Taxa de Fiscalização dos Serviços de Energia

Leia mais

VOTO. INTERESSADO: Companhia Paulista de Força e Luz CPFL Paulista.

VOTO. INTERESSADO: Companhia Paulista de Força e Luz CPFL Paulista. VOTO PROCESSO: 48500.005137/2015-31. INTERESSADO: Companhia Paulista de Força e Luz CPFL Paulista. RELATOR: Diretor Reive Barros dos Santos. RESPONSÁVEL: Superintendência de Concessões, Permissões e Autorizações

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 388, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2004

RESOLUÇÃO Nº 388, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2004 Agência Nacional de Telecomunicações RESOLUÇÃO Nº 388, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2004 Aprova a Norma Sobre Condições de Prestação de Serviços de Telefonia para Chamadas Destinadas a "Assinante 0300". O PRESIDENTE

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL RESOLUÇÃO CONJUNTA N o 4, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2014. Aprova o preço de referência para o compartilhamento de postes

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.119, DE 16 DE AGOSTO DE 2016

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.119, DE 16 DE AGOSTO DE 2016 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.119, DE 16 DE AGOSTO DE 2016 Texto Original Homologa o resultado da Quarta Revisão Tarifária Periódica RTP da Empresa Luz e Força Santa

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.728, DE 6 DE MAIO DE 2014

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.728, DE 6 DE MAIO DE 2014 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.728, DE 6 DE MAIO DE 2014 Homologa as Tarifas de Energia TEs e as Tarifas de Uso dos Sistemas de Distribuição TUSDs referentes à Caiuá

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.151, DE 27 DE SETEMBRO DE 2016

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.151, DE 27 DE SETEMBRO DE 2016 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.151, DE 27 DE SETEMBRO DE 2016 Texto Original Homologa o resultado da segunda Revisão Tarifária Periódica RTP da Cooperativa de Eletrificação

Leia mais

ER - TRATAMENTO DA ENERGIA DE RESERVA NA CCEE

ER - TRATAMENTO DA ENERGIA DE RESERVA NA CCEE - TRATAMENTO DA ENERGIA DE RESERVA NA CCEE www.ccee.org.br Nº 36 Novembro/2012 0800 10 00 08 O objetivo desse relatório é apresentar os valores associados ao encargo, fundo de garantia e saldo da CONER

Leia mais

Adequação e Operação do Sistema de Medição para Faturamento - SMF

Adequação e Operação do Sistema de Medição para Faturamento - SMF Adequação e Operação do Sistema de Medição para Faturamento - SMF BRAZIL WINDPOWER O&M 2015 Rio de Janeiro, 02 de setembro de 2015 Dalmir Capetta Agenda Quadro Institucional Sistema de Medição para Faturamento

Leia mais

VOTO. RESPONSÁVEL: Superintendência de Fiscalização Econômica e Financeira SFF.

VOTO. RESPONSÁVEL: Superintendência de Fiscalização Econômica e Financeira SFF. VOTO PROCESSO: 48500.000349/2016-11 INTERESSADA: Tijoa Participações e Investimentos S.A. RELATOR: Diretor Reive Barros dos Santos RESPONSÁVEL: Superintendência de Fiscalização Econômica e Financeira SFF.

Leia mais

Regulação do Setor Elétrico Brasileiro Contexto e Desafios Atuais

Regulação do Setor Elétrico Brasileiro Contexto e Desafios Atuais Regulação do Setor Elétrico Brasileiro Contexto e Desafios Atuais Seminário Internacional Desafios da Regulação do Setor Elétrico Romeu Donizete Rufino Diretor-Geral da ANEEL 12 de fevereiro de 2015 Universidade

Leia mais

Geração Distribuída de Energia Elétrica e Geração Solar

Geração Distribuída de Energia Elétrica e Geração Solar Geração Distribuída de Energia Elétrica e Geração Solar Seminário franco-brasileiro de Energia Solar - FIESP 25/08/2016 Roberto Castro Conselheiro de Administração Agenda Comercialização de Energia Elétrica

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.779, DE 19 DE AGOSTO DE 2014

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.779, DE 19 DE AGOSTO DE 2014 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.779, DE 19 DE AGOSTO DE 2014 Homologa o resultado do Reajuste Tarifário Anual de 2014 e fixa as Tarifas de Energia TEs e as Tarifas de

Leia mais

Módulo 7 Energia de Reserva. Submódulo 7.1 Apurações da energia de reserva

Módulo 7 Energia de Reserva. Submódulo 7.1 Apurações da energia de reserva Módulo 7 Energia de Reserva Submódulo 7.1 Apurações da energia ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVO 3. PREMISSAS 4. LISTA DE DOCUMENTOS 5. FLUXO DE ATIVIDADES 6. DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES 7. ANEXOS Revisão Motivo

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 254, DE 2 DE JULHO DE 2001

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 254, DE 2 DE JULHO DE 2001 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 254, DE 2 DE JULHO DE 2001 Homologa o reajuste das tarifas de fornecimento de energia elétrica da Eletropaulo Metropolitana Eletricidade de São

Leia mais

21º Leilão de Energia Nova

21º Leilão de Energia Nova 1 21º Leilão de Energia Nova Realização: 30/04/2015 Categoria: A-5 Análise Pré-leilão Análise Pós-leilão O documento em PDF encontra-se em anexo (Esta análise foi distribuída às 17:30 do dia 29/04/2015)

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 907, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2009.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 907, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2009. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 907, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2009. Aprova o Edital do Leilão nº 03/2009-ANEEL e seus Anexos, referente à contratação de Energia de Reserva,

Leia mais

ESTADO DE SÃO PAULO DELIBERAÇÃO ARSESP Nº 604

ESTADO DE SÃO PAULO DELIBERAÇÃO ARSESP Nº 604 ESTADO DE SÃO PAULO DELIBERAÇÃO ARSESP Nº 604 Dispõe sobre o ajuste provisório dos valores das Margens de Distribuição, a atualização do Custo do gás e do transporte, o repasse das variações dos preços

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.522, DE 7 DE MAIO DE 2013

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.522, DE 7 DE MAIO DE 2013 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.522, DE 7 DE MAIO DE 2013 Homologa as Tarifas de Energia TEs e as Tarifas de Uso dos Sistemas de Distribuição TUSDs referentes à Companhia

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 67, DE 29 DE MARÇO DE 2000

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 67, DE 29 DE MARÇO DE 2000 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 67, DE 29 DE MARÇO DE 2000 Homologa as Tarifas de Fornecimento de Energia Elétrica para a Empresa Força e Luz de Urussanga Ltda. O DIRETOR-GERAL

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.580, DE 6 DE AGOSTO DE 2013

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.580, DE 6 DE AGOSTO DE 2013 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.580, DE 6 DE AGOSTO DE 2013 Homologa o resultado da terceira Revisão Tarifária Periódica RTP da Cooperativa Aliança Cooperaliança, fixa

Leia mais

RESOLUÇÃO ANAC Nº, DE DE DE 2014.

RESOLUÇÃO ANAC Nº, DE DE DE 2014. RESOLUÇÃO ANAC Nº, DE DE DE 2014. Regulamenta a apresentação de Informações, relativas à Movimentação Aeroportuária, pelas Concessionárias de Serviço Público de Infraestrutura Aeroportuária e pelos administradores

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.589, DE 20 DE AGOSTO DE 2013.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.589, DE 20 DE AGOSTO DE 2013. AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.589, DE 20 DE AGOSTO DE 2013. Homologa as Tarifas de Energia TEs e as Tarifas de Uso dos Sistemas de Distribuição TUSDs referentes à

Leia mais

ESTADO DE SÃO PAULO DELIBERAÇÃO ARSESP Nº 357

ESTADO DE SÃO PAULO DELIBERAÇÃO ARSESP Nº 357 ESTADO DE SÃO PAULO DELIBERAÇÃO ARSESP Nº 357 Dispõe sobre as Tabelas Tarifárias a serem aplicadas pela concessionária de distribuição de gás canalizado Gás Natural São Paulo Sul S.A. A Diretoria da ARSESP,

Leia mais

Boletim das Usinas Eólicas

Boletim das Usinas Eólicas www.ccee.org.br Nº Abril/ O Boletim das Usinas Eólicas é uma publicação mensal que apresenta os resultados consolidados de geração, garantia física e capacidade instalada das usinas eólicas cadastradas

Leia mais

11 de abril de Paulo Born Conselho de Administração

11 de abril de Paulo Born Conselho de Administração Operações do Mercado de Energia Evolução e Perspectiva Seminário FIEPE 11 de abril de 2013 Paulo Born Conselho de Administração Agenda Visão Geral do Mercado de Energia Governança e Ambientes de Comercialização

Leia mais

CÂMARA DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA CCE Módulo 3: Contratação de Energia e Potência. Submódulo 3.4 COMERCIALIZAÇÃO DE POTÊNCIA

CÂMARA DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA CCE Módulo 3: Contratação de Energia e Potência. Submódulo 3.4 COMERCIALIZAÇÃO DE POTÊNCIA CÂMARA DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA CCE Módulo 3: Contratação de Energia e Potência Submódulo 3.4 COMERCIALIZAÇÃO DE POTÊNCIA CÂMARA DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA CCE Módulo 3: Contratação

Leia mais

VOTO. INTERESSADOS: Central Energética Palmeiras S/A e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica CCEE.

VOTO. INTERESSADOS: Central Energética Palmeiras S/A e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica CCEE. VOTO PROCESSO: 48500.005161/2013-16 INTERESSADOS: Central Energética Palmeiras S/A e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica CCEE. RELATOR: Diretor José Jurhosa Junior. RESPONSÁVEL: Superintendência

Leia mais

Gestão do Potencial Hidráulico e o Transporte Hidroviário no âmbito da ANEEL. Superintendência de Gestão e Estudos Hidroenergéticos SGH

Gestão do Potencial Hidráulico e o Transporte Hidroviário no âmbito da ANEEL. Superintendência de Gestão e Estudos Hidroenergéticos SGH Gestão do Potencial Hidráulico e o Transporte Hidroviário no âmbito da ANEEL Superintendência de Gestão e Estudos Hidroenergéticos SGH Brasília, DF Março de 2014 Estágios de Desenvolvimento de um Empreendimento

Leia mais

Marcos Bragatto Superintendente de Regulação da Comercialização da Eletricidade. São Paulo SP 26 de maio de 2011

Marcos Bragatto Superintendente de Regulação da Comercialização da Eletricidade. São Paulo SP 26 de maio de 2011 Marcos Bragatto Superintendente de Regulação da Comercialização da Eletricidade São Paulo SP 26 de maio de 2011 Missão da ANEEL Proporcionar condições favoráveis para que o mercado de energia elétrica

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.971, DE 20 DE OUTUBRO DE 2015

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.971, DE 20 DE OUTUBRO DE 2015 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.971, DE 20 DE OUTUBRO DE 2015 Texto Original Voto Nota Técnica n 274/2015-SGT/ANEEL Homologa o resultado do Reajuste Tarifário Anual

Leia mais

Estrutura e Viabilidade do Leilão de Reserva

Estrutura e Viabilidade do Leilão de Reserva Fórum CanalEnergia: Viabilidade de Investimentos em Fontes Alternativas Estrutura e Viabilidade do Leilão de Reserva Rodrigo Oliveira RJ, 25 de março de 2008 Características do Modelo Atual de Contratação

Leia mais

NOTA TÉCNICA NT/F/007/2014 TARIFAS DE ÁGUA E ESGOTO DA SABESP NO MUNICÍPIO DE TORRINHA. Agosto de 2014

NOTA TÉCNICA NT/F/007/2014 TARIFAS DE ÁGUA E ESGOTO DA SABESP NO MUNICÍPIO DE TORRINHA. Agosto de 2014 NOTA TÉCNICA NT/F/007/2014 TARIFAS DE ÁGUA E ESGOTO DA SABESP NO MUNICÍPIO DE TORRINHA 2014 Agosto de 2014 1. OBJETIVO Autorização do ajuste anual das s de Água e Esgoto da SABESP para o Município de Torrinha

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL SEGUNDO TERMO ADITIVO AO CONTRATO DE CONCESSÃO N o 97/2000 ANEEL TSN TRANSMISSORA SUDESTE NORDESTE S.A. DEZEMBRO 2002 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL

Leia mais

Contratos e Faturamento da Demanda de Potência

Contratos e Faturamento da Demanda de Potência Contratos e Faturamento da Demanda de Potência (REN 414/2010) JORGE AUGUSTO LIMA VALENTE Especialista em Regulação Superintendência de Regulação da Comercialização da Eletricidade Sertãozinho SP 22 de

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.059, DE 12 DE ABRIL DE 2016

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.059, DE 12 DE ABRIL DE 2016 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.059, DE 12 DE ABRIL DE 2016 Texto Original Homologa o resultado do Reajuste Tarifário Anual de 2016, as Tarifas de Energia TE e as Tarifas

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO 01/2016 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA

EDITAL DO LEILÃO 01/2016 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DO LEILÃO 01/2016 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA O LEILÃO DE COMPRA e os procedimentos a ele relativos serão regidos pelas disposições deste EDITAL e seus Anexos. ÍNDICE Página 1 de 11 Capítulo

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL PORTARIA N 675, DE 22 DE OUTUBRO DE 2007

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL PORTARIA N 675, DE 22 DE OUTUBRO DE 2007 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL PORTARIA N 675, DE 22 DE OUTUBRO DE 2007 O SECRETÁRIO DO TESOURO NACIONAL, no uso das atribuições que lhe confere a Portaria MF nº 183, de 31 de julho

Leia mais

MANUAL DE NORMAS CONTRATO DE OPÇÃO DE VENDA CONAB

MANUAL DE NORMAS CONTRATO DE OPÇÃO DE VENDA CONAB MANUAL DE NORMAS CONTRATO DE OPÇÃO DE VENDA CONAB VERSÃO: 01/7/2008 2 / 7 MANUAL DE NORMAS CONTRATO DE OPÇÃO DE VENDA CONAB ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO

Leia mais

Altera a Lei nº ,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos.

Altera a Lei nº ,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos. GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Gabinete Civil da Governadoria Superintendência de Legislação LEI Nº 16.653, DE 23 DE JULHO DE 2009 Altera a Lei nº 13.569,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência

Leia mais

JOSÉ CARLOS DE MIRANDA FARIAS Empresa de Pesquisa Energética EXPANSÃO DA OFERTA DE ENERGIA PLANEJAMENTO E LEILÕES

JOSÉ CARLOS DE MIRANDA FARIAS Empresa de Pesquisa Energética EXPANSÃO DA OFERTA DE ENERGIA PLANEJAMENTO E LEILÕES JOSÉ CARLOS DE MIRANDA FARIAS Empresa de Pesquisa Energética EXPANSÃO DA OFERTA DE ENERGIA PLANEJAMENTO E LEILÕES POR QUE PLANEJAR? Há necessidade de prever as possibilidades do amanhã para esboçar, com

Leia mais

PORTARIA Nº 290, DE 09 DE NOVEMBRO DE 2009

PORTARIA Nº 290, DE 09 DE NOVEMBRO DE 2009 Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal PORTARIA Nº 290, DE 09 DE NOVEMBRO DE 2009 Estabelece normas para emissão dos Atestados de Implantação Provisório e Definitivo para os empreendimentos

Leia mais

2 Novo Modelo do Setor Elétrico Brasileiro

2 Novo Modelo do Setor Elétrico Brasileiro 2 Novo Modelo do Setor Elétrico Brasileiro Segundo a lei federal no. 10.848, esse novo modelo tem três objetivos principais: garantir a segurança no suprimento da energia elétrica, atingir a modicidade

Leia mais

MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA 1

MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA 1 MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA 1 2 MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA SUMÁRIO 1. Organização 2. Como está estruturado o mercado de energia elétrica? 3. Quais são as

Leia mais

PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE)

PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) PRINCÍPIOS E INSTRUÇÕES RELATIVOS ÀS OPERAÇÕES DE CERTIFICADOS DE OPERAÇÕES ESTRUTURADAS (COE) Versão: 11/08/2014 Atualizado em: 11/08/2014 APRESENTAÇÃO 1. Este Documento é disponibilizado pela Cetip S.A

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PORTARIA NORMATIVA Nº 17, DE 12 DE AGOSTO DE 2016 Dispõe sobre a ocupação de vagas remanescentes do processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil Fies referente ao segundo

Leia mais

CARTA-CIRCULAR Nº 3089

CARTA-CIRCULAR Nº 3089 CARTA-CIRCULAR Nº 3089 Libera módulos do Sistema de Informações sobre Entidades de Interesse do Banco Central - Unicad. Em conformidade com o disposto nas Circulares 3.165 e 3.180, de 4 de dezembro de

Leia mais

Portaria n.º 451, de 03 de outubro de CONSULTA PÚBLICA

Portaria n.º 451, de 03 de outubro de CONSULTA PÚBLICA Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 451, de 03 de outubro de 2014. CONSULTA

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.514, DE 16 DE ABRIL DE 2013

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.514, DE 16 DE ABRIL DE 2013 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.514, DE 16 DE ABRIL DE 2013 Homologa o resultado da terceira Revisão Tarifária Periódica RTP da AES SUL Distribuidora Gaúcha de Energia

Leia mais

Audiência Pública de Fiscalização ENERGIPE. O Papel da ANEEL. 6 de outubro de 2004 Aracaju-SE. Eduardo Ellery Diretor

Audiência Pública de Fiscalização ENERGIPE. O Papel da ANEEL. 6 de outubro de 2004 Aracaju-SE. Eduardo Ellery Diretor Audiência Pública de Fiscalização ENERGIPE O Papel da ANEEL 6 de outubro de 2004 Aracaju-SE Eduardo Ellery Diretor Sumário O Papel da ANEEL I. Competências II. Características III. Relacionamento e participação

Leia mais

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES. CIRCULAR Nº 18/2009, de 6 de março de 2009

BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES. CIRCULAR Nº 18/2009, de 6 de março de 2009 BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - BNDES CIRCULAR Nº 18/2009, de 6 de março de 2009 Ref.: Linhas de Financiamento BNDES-exim Pré-embarque, Pré-embarque Ágil, Préembarque Empresa Âncora

Leia mais

Audiência Pública nº 005 Data: 10/03/2016 Cidade: Presidente Prudente/SP

Audiência Pública nº 005 Data: 10/03/2016 Cidade: Presidente Prudente/SP Audiência Pública nº 005 Data: 10/03/2016 Cidade: Presidente Prudente/SP AUDIÊNCIAS PÚBLICAS Abrimos nossas portas para a sociedade... Antes de expedições de atos administrativos (resolução normativa,

Leia mais

PORTARIA RFB Nº 1454, DE 29 DE SETEMBRO DE 2016 (Publicado(a) no DOU de 30/09/2016, seção 1, pág. 59)

PORTARIA RFB Nº 1454, DE 29 DE SETEMBRO DE 2016 (Publicado(a) no DOU de 30/09/2016, seção 1, pág. 59) PORTARIA RFB Nº 1454, DE 29 DE SETEMBRO DE 2016 (Publicado(a) no DOU de 30/09/2016, seção 1, pág. 59) Altera a Portaria RFB nº 1.098, de 8 de agosto de 2013, que dispõe sobre atos administrativos no âmbito

Leia mais

VOTO. INTERESSADOS: Costa Oeste Transmissora de Energia S.A. ( Costa Oeste ).

VOTO. INTERESSADOS: Costa Oeste Transmissora de Energia S.A. ( Costa Oeste ). VOTO PROCESSOS: 48500.002729/2010-96. INTERESSADOS: Costa Oeste Transmissora de Energia S.A. ( Costa Oeste ). RELATOR: Diretor Tiago de Barros Correia. RESPONSÁVEL: DIR. ASSUNTO: Requerimento da Costa

Leia mais

O COMERCIALIZADOR E A GERAÇÃO DISTRIBUÍDA NO NOVO PANORAMA DO SETOR ELÉTRICO. Walfrido Avila - 06/2002

O COMERCIALIZADOR E A GERAÇÃO DISTRIBUÍDA NO NOVO PANORAMA DO SETOR ELÉTRICO. Walfrido Avila - 06/2002 O COMERCIALIZADOR E A GERAÇÃO DISTRIBUÍDA NO NOVO PANORAMA DO SETOR ELÉTRICO Walfrido Avila - 06/2002 1 1 - CENÁRIOS DE EVOLUÇÃO DO SISTEMA INTERLIGADO CENÁRIO DE REFERÊNCIA (1) Critérios com base na Resolução

Leia mais

RESOLUÇÃO ANP Nº 8, DE DOU

RESOLUÇÃO ANP Nº 8, DE DOU AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS RESOLUÇÃO ANP Nº 8, DE 9.2.2011 - DOU 10.2.2011 O DIRETOR-GERAL da AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS - ANP, no uso

Leia mais

Principais objetivos do Projeto de Lei

Principais objetivos do Projeto de Lei 1/10 Autores: - Antonio Carlos Mendes Thame - PSDB/SP - Marcelo Squassoni- PRB/SP - RodrigodeCastro - PSDB/MG - Augusto Carvalho- SD/DF - Odorico Monteiro - PT/CE - PedroVilela -PSDB/AL Tramitação: - Comissão

Leia mais

1) do termo final do período de apuração;

1) do termo final do período de apuração; RESOLUÇÃO NO 2.554, DE 17 DE AGOSTO DE 1994 (MG de 18 e ret. em 25) REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 2.880/97 Trata da atualização monetária dos créditos tributários do Estado, da cobrança de juros de mora,

Leia mais

A seguir são apresentadas as informações básicas referentes às características técnicas e de operação das UHEs integrantes do Lote C.

A seguir são apresentadas as informações básicas referentes às características técnicas e de operação das UHEs integrantes do Lote C. ANEXO II CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS E INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA A EXPLORAÇÃO DAS USINAS HIDRELÉTRICAS INTEGRANTES DO LOTE C O Lote C é composto pelas Usinas Hidrelétricas Garcia, Bracinho, Cedros, Salto e

Leia mais

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº035/2010

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº035/2010 MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº035/2010 NOME DA INSTITUIÇÃO: CCEE AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL ATO REGULATÓRIO: (Especificar Nome/Tipo, nº e data, caso

Leia mais

Geração Distribuída de Energia Elétrica

Geração Distribuída de Energia Elétrica Geração Distribuída de Energia Elétrica Seminário Internacional - Impactos dos Recursos Energéticos Distribuídos sobre o Setor de Distribuição 20/05/2016 Roberto Castro Conselheiro de Administração Agenda

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 46

COMUNICADO TÉCNICO Nº 46 Página 1 de 11 COMUNICADO TÉCNICO Nº 46 LIGAÇÕES ESPECIAIS NA VIA PÚBLICA COM MEDIÇÃO Diretoria de Planejamento e Planejamento Gerência de Engenharia Página 2 de 11 ÍNDICE OBJETIVO...3 1. APLICAÇÃO...4

Leia mais

MANUAL DE NORMAS DIREITO CREDITÓRIO DE EXPORTAÇÃO

MANUAL DE NORMAS DIREITO CREDITÓRIO DE EXPORTAÇÃO MANUAL DE NORMAS DIREITO CREDITÓRIO DE EXPORTAÇÃO VERSÃO: 01/7/2008 2 / 6 MANUAL DE NORMAS DIREITO CREDITÓRIO DE EXPORTAÇÃO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO

Leia mais

PLD (Preço de Liquidação das Diferenças)

PLD (Preço de Liquidação das Diferenças) 25 03 5 PLD (Preço de Liquidação das Diferenças) Fonte: PLD: CCEE / PLD médio: PONDERAÇÃO COMERC. PLD médio é a média ponderada dos valores já divulgados do PLD, pelas horas das semanas publicadas. 2.

Leia mais

PLANO DE RELACIONAMENTO NTO COM OS AGENTES PARA DESENVOLVIMENTO DE TEMAS RELACIONADOS À PREVISÃO E ACOMPANHAMENTO DA CARGA - CRIAÇÃO DE COMISSÃO

PLANO DE RELACIONAMENTO NTO COM OS AGENTES PARA DESENVOLVIMENTO DE TEMAS RELACIONADOS À PREVISÃO E ACOMPANHAMENTO DA CARGA - CRIAÇÃO DE COMISSÃO PLANO DE RELACIONAMENTO NTO COM OS AGENTES PARA DESENVOLVIMENTO DE TEMAS RELACIONADOS À PREVISÃO E ACOMPANHAMENTO DA CARGA - CRIAÇÃO DE COMISSÃO DE ESTUDOS DE PREVISÃO E ACOMPANHAMENTO DA CARGA - CEPAC

Leia mais

Leilão de UHEs. Análise Pré-leilão. Análise Pós-leilão. Realização: 25/11/2015

Leilão de UHEs. Análise Pré-leilão. Análise Pós-leilão. Realização: 25/11/2015 1 Leilão de UHEs Realização: 25/11/2015 O documento em PDF encontra-se em anexo Análise Pré-leilão Análise Pós-leilão (Esta análise foi distribuída às 16:00 do dia 24/11/2015) Acontecerá no dia 25 de novembro

Leia mais

Regulação para o Uso de Fontes Alternativas na Geração de Energia Elétrica no Brasil

Regulação para o Uso de Fontes Alternativas na Geração de Energia Elétrica no Brasil Regulação para o Uso de Fontes Alternativas na Geração de Energia Elétrica no Brasil (Incentivos e Desenvolvimento) Aymoré de Castro Alvim Filho Eng. Eletricista, Dr. Especialista em Regulação, SRG/ANEEL

Leia mais

Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica

Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica TRIBUTAÇÃO SOBRE ENERGIA ELÉTRICA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica 1 Modelo atual do setor elétrico brasileiro a partir de 2004 2 Marcos Regulatórios do Novo

Leia mais

Associados da Abraceel

Associados da Abraceel Paulo Pedrosa Brasília, 21 de maio de 2009 Associados da Abraceel Tratamento das concessões vencidas Decisão de alocação do crédito / direito / valor acumulado Conjunto original de beneficiados (consumidores)

Leia mais

Otmar Josef Müller Presidente da Câmara de Assuntos de Energia. Joinville 16 de Setembro de 2015

Otmar Josef Müller Presidente da Câmara de Assuntos de Energia. Joinville 16 de Setembro de 2015 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA Otmar Josef Müller Presidente da Câmara de Assuntos de Energia Joinville 16 de Setembro de 2015 Ações da FIESC no campo de Energia Energia Elétrica:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL Nº 1, DE 8 JANEIRO DE 2016

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL Nº 1, DE 8 JANEIRO DE 2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR EDITAL Nº 1, DE 8 JANEIRO DE 2016 PROGRAMA UNIVERSIDADE PARA TODOS PROUNI PROCESSO SELETIVO - PRIMEIRO SEMESTRE DE 2016 O SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR,

Leia mais

A inserção das fontes de energia renovável no processo de desenvolvimento da matriz energética do país

A inserção das fontes de energia renovável no processo de desenvolvimento da matriz energética do país A inserção das fontes de energia renovável no processo de desenvolvimento da matriz energética do país Drª Elbia Melo Presidente Executiva 82 Associados 2 82 Associados 3 Energia Eólica no Mundo 4 Ranking

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.765, DE 22 DE JULHO DE 2014.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.765, DE 22 DE JULHO DE 2014. AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.765, DE 22 DE JULHO DE 2014. Voto Altera a Resolução Homologatória nº 1.742, de 24 de junho 2014, para contemplar os efeitos do diferimento

Leia mais

A Inserção da Energia Eólica no Brasil Mesa Redonda: Energia Eólica

A Inserção da Energia Eólica no Brasil Mesa Redonda: Energia Eólica A Inserção da Energia Eólica no Brasil Mesa Redonda: Energia Eólica Élbia Melo 10/02/2010 Agenda Visão Geral da CCEE e do Mercado de Energia Comercialização de Energia de Eólica PROINFA ACL ACR Energia

Leia mais

IV Simpósio Jurídico das Empresas do Setor Elétrico Aspectos jurídicos da contratação no âmbito da CCEE

IV Simpósio Jurídico das Empresas do Setor Elétrico Aspectos jurídicos da contratação no âmbito da CCEE IV Simpósio Jurídico das Empresas do Setor Elétrico Aspectos jurídicos da contratação no âmbito da CCEE Solange David Gerente Jurídica, março de 2012 I - Introdução: Principais discussões legais existentes

Leia mais

Decreto N , de 06 de Outubro de (Publicação DOM de 07/10/2005)

Decreto N , de 06 de Outubro de (Publicação DOM de 07/10/2005) Decreto N 15.278, de 06 de Outubro de 2005. (Publicação DOM de 07/10/2005) REGULAMENTA OS ARTIGOS 18, 23, 24 e 25 DA LEI N 11.263, DE 05 DE JUNHO DE 2002, QUE DISPÕE SOBRE A ORGANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE

Leia mais

A tramitação dá-se conforme o disposto no art. 24, II, do Regimento Interno da Câmara dos Deputados.

A tramitação dá-se conforme o disposto no art. 24, II, do Regimento Interno da Câmara dos Deputados. COMISSÃO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE LEI N o 1.439, DE 2015 Altera o 2º do art. 10 e acrescenta parágrafo único ao art. 11 da Lei nº 11.494, de 20 de junho de 2007. Autor: Deputado MERLONG SOLANO Relator: Deputado

Leia mais

Ministério de Minas e Energia. Gabinete do Ministro

Ministério de Minas e Energia. Gabinete do Ministro Ministério de Minas e Energia Gabinete do Ministro PORTARIA N o 197, DE 1 o DE ABRIL DE 2011. O MINISTRO DE ESTADO DE MINAS E ENERGIA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único,

Leia mais

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO E MEIO AMBIENTE

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO E MEIO AMBIENTE VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX Orientador Empresarial SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO E MEIO AMBIENTE GLP-Transporte e Armazenamento-Disposições RESOLUÇÃO ANP nº

Leia mais