VOTO RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES, PERMISSÕES E AUTORIZAÇÕES DE TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO SCT

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VOTO RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES, PERMISSÕES E AUTORIZAÇÕES DE TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO SCT"

Transcrição

1 FL. 1 de 4 VOTO PROCESSO: / e / INTERESSADO: Furnas Centrais Elétricas S.A. Furnas RELATOR: Diretor André Pepitone da Nóbrega RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES, PERMISSÕES E AUTORIZAÇÕES DE TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO SCT ASSUNTO: Autorização e estabelecimento da parcela da Receita Anual Permitida RAP referente à implantação de reforços em instalações de transmissão sob responsabilidade de Furnas Centrais Elétricas S.A. Furnas I. RELATÓRIO Por meio do Ofício nº 124, de 8 de maio de 2014, a Superintendência de Regulação dos Serviços de Transmissão SRT, visando dar prosseguimento ao processo de autorização, solicitou à Furnas Centrais Elétricas S.A. Furnas informações técnicas quantos a reforços nas instalações de transmissão de sua responsabilidade; inclusos na Consolidação de Obras da Rede Básica Ciclo Após instrução processual, mediante a Nota Técnica nº 274, de 18 de setembro de 2014, da SRT, complementada pela Nota Técnica nº 44, de 23 de fevereiro de 2015, da Superintendência de Concessões, Permissões e Autorizações de Transmissão e Distribuição SCT, as Superintendências recomendaram que fosse autorizada à Furnas a implantação dos reforços apresentados na Tabela I, e o respectivo estabelecimento do valor das parcelas da Receita Anual Permitida - RAP. Tabela I Investimento, O&M, RAP e Enquadramento na REN n o 443/2011 Empreendimento Investimento (R$) O&M (%) RAP (R$) REN 443/11 SE Serra da Mesa Instalação, na SE Serra da Mesa, de dois bancos de ,57 2, ,15 Art. 3º, Inciso I capacitores 230 kv 2x150 Mvar, e conexões. SE Viana Instalação, na SE Viana, do quarto banco de autotransformadores 345/138 kv (3+1R) x 133 MVA e ,14 2, ,5 Art. 3º, Inciso I conexões Total , ,72 - Referência de Preço: Junho de Fonte: Nota Técnica nº 44/2012-SCT/ANEEL, de 23 de fevereiro de 2015.

2 FL. 2 de 4 3. A Procuradoria Federal na ANEEL PFANEEL conheceu da minuta de Resolução e a chancelou. 4. Em 9 de março de 2015, o Processo foi distribuído, por sorteio, a esta Relatoria. II. FUNDAMENTAÇÃO 5. A Furnas Centrais Elétricas S.A. Furnas é concessionária do serviço público de transmissão de energia elétrica, tendo recebido sua delegação por meio do Contrato de Concessão nº 62/2001 ANEEL. 6. Nos termos do parágrafo único, alínea e, do art. 13 da Lei nº 9.648, de 27 de maio de 1998, compete ao Operador Nacional do Sistema Elétrico ONS propor ao Poder Concedente as ampliações das instalações da rede básica, bem como os reforços dos sistemas existentes, a serem considerados no planejamento da expansão dos sistemas de transmissão. Já nos termos do art. 6º, 1º, Decreto nº 2.655, de 2 de julho de 1998, os reforços das instalações existentes serão de responsabilidade da Concessionária, mediante autorização da ANEEL. 7. Conforme a Consolidação de Obras da Rede Básica Ciclo 2014 (Revisão Junho de 2014) e o Plano de Ampliações e Reforços PAR deverão ser instalados na Subestação Serra da Mesa 2 bancos de capacitores 230 kv 2 x 150 Mvar e 2 módulos de conexão em arranjo barra dupla a 5 chaves. O módulo geral da Subestação deverá ser complementado com 2 módulos de infraestrutura de manobra de 230 kv associados aos módulos de conexão a serem instalados. O prazo estabelecido para a implantação do reforço é de 24 meses. Já na Subestação Viana deverá ser instalado o 4º banco de autotransformadores 345/138-13,8 KV (3+1R) x 133 MVA, em arranjo disjuntor e meio, e 1 módulo de conexão em 138 kv, arranjo barra dupla a 4 chaves. O módulo geral da Subestação Viana deverá ser complementado com 1 módulo de infraestrutura de manobra 138 kv associado ao módulo de conexão a ser instalado. O projeto prevê ainda a instalação na Subestação Viana 2 - MGE de 1 módulo de conexão em 345 kv, arranjo disjuntor e meio, e da complementação do respectivo módulo geral com 1 módulo de infraestrutura de manobra de 345 kv associado ao módulo de conexão a ser instalado. O prazo para a implantação do reforço é também de 24 meses.

3 FL. 3 de 4 8. Conforme esclareceu a SCT na Nota Técnica nº 44, de 2015, para a determinação dos investimentos e o cálculo da parcela adicional da RAP foram utilizados, respectivamente, o Banco de Preços de Referência ANEEL, homologado pela Resolução Homologatória nº 758, de 06 de janeiro de 2009, e os procedimentos e as metodologias fixadas pelo Submódulo 9.7, aprovado pela Resolução Normativa nº 491, de 5 de junho de 2012, integrante dos Procedimentos de Regulação Tarifária PRORET, de que trata a Resolução Normativa nº 435, de 24 de maio de Conforme a Portaria MME nº 274, de 19 de agosto de 2013, foram aplicados sobre os valores de investimento os fatores redutores relativos ao Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura REIDI, instituído pela Lei nº , de 15 de junho de 2007, regulamentada pelo Decreto nº 6.144, de 3 de julho de A Superintendência destacou que, conforme o Contrato de Concessão nº 61/2001 ANEEL, no cálculo da RAP não foi incluso nenhum valor para cobertura das despesas com PIS/PASEP e COFINS, haja vista que tais tributos são repassados por fora pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico ONS quando da emissão dos Avisos de Crédito e de Débito. 11. Desta forma, considerando que a SCT atestou tanto a necessidade da instalação dos reforços quanto a observância aos dispositivos legais e regulamentares relativos ao cálculo da RAP, julga-se que a recomendação da Unidade merece ser acolhida. III. DIREITO 12. Essa análise encontra fundamentação nos seguintes dispositivos normativos: a) Lei nº 9.074, de 7 de julho de 1995; b) Lei nº 9.427, de 26 de dezembro de 1996; c) Lei nº 9.648, de 27 de maio de 1998; d) Resoluções Normativas nº 67 e nº 68, ambas de 8 de junho de 2004 e) Resolução Normativa nº 435, de 24 de maio de 2011; f) Resolução Normativa nº 491, de 5 de junho de 2012; g) Resolução Normativa nº 553, de 4 de junho de 2013.

4 FL. 4 de 4 IV. DISPOSITIVO 13. Com fulcro nas considerações acima expendidas, considerando o que consta nos Processos nº / e nº / , voto pela emissão de Resolução Autorizativa, como a minuta anexa, a fim de autorizar à Furnas Centrais Elétricas S.A. Furnas a implantar os reforços nas instalações de transmissão sob sua responsabilidade e estabelecer o correspondente valor da parcela adicional da Receita Anual Permitida RAP. Brasília, 31 de março de ANDRÉ PEPITONE DA NÓBREGA Diretor

5 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO AUTORIZATIVA Nº, DE 31 DE MARÇO DE Autoriza a Furnas Centrais Elétricas S.A. a implantar reforços em instalações de transmissão sob sua responsabilidade e estabelece os valores das parcelas da Receita Anual Permitida RAP O DIRETOR GERAL DA AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL, no uso de suas atribuições regimentais, de acordo com a deliberação da Diretoria, tendo em vista o disposto no artigo 17 da Lei nº 9.074, de 7 de julho de 1995, no artigo 8º da Lei nº 9.648, de 27 de maio de 1998, no artigo 12 do Decreto nº 1.717, de 24 de novembro de 1995, no artigo 4º, inciso IV, Anexo I, do Decreto nº 2.335, de 6 de outubro de 1997, nos artigos 6º, 1º e 7º, inciso II, do Decreto nº , de 2 de julho de 1998, nas Resoluções Normativas nº 67 e nº 68, ambas de 8 de junho de 2004, na Resolução Normativa nº. 491, de 5 de junho de 2012, bem como o que consta dos Processos nº / e / , resolve: Art. 1º Autorizar a Furnas Centrais Elétricas S.A., detentora do Contrato de Concessão nº 62/2001-ANEEL, a implantar os reforços descritos no Anexo I. Art. 2º Estabelecer, no Anexo I, os valores das parcelas de RAP e, no Anexo II, o cronograma para a disponibilização das instalações de transmissão de energia elétrica de que trata o art. 1º. Art. 3º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação. ROMEU DONIZETE RUFINO

6 I.1 - ANEXO I Parcelas da RAP referentes ao empreendimento: T Instalação, na SE Serra da Mesa, de dois bancos de capacitores 230 kv, 2x150 Mvar e conexões. DATA DE REFERÊNCIA: 01/06/2014 PRAZO EM MESES PARA ENTRADA EM OPERAÇÃO COMERCIAL (*): PERFIL DA RECEITA ANUAL PERMITIDA - RAP Edificação Serra da Mesa Obra I.1.1 Instalação, na SE Serra da Mesa, de um banco de capacitor em 230 kv de 150 Mvar. I.1.2 Instalação, na SE Serra da Mesa, de um módulo de conexão de banco de capacitor em 230 kv. I.1.3 Instalação, na SE Serra da Mesa, de um banco de capacitor 230 kv Mvar I.1.4 Instalação, na SE Serra da Mesa, de um módulo de conexão de banco de capacitor em 230 kv. I.1.5 Complementação do módulo geral da SE Serra da Mesa, arranjo barra dupla a cinco chaves, com dois módulos de infraestrutura de manobra em 230 kv, referentes à instalação dos dois bancos de capacitores 230 kv - 2x150 Mvar. (*) A partir da publicação desta Resolução no D.O.U. I.2 - Vigência da RAP (anos) RAP (R$) Até 24 Decrescente Tipo da RAP ,55 RBNIA ,02 RBNIA ,55 RBNIA ,02 RBNIA ,01 RBNIA Usuário TOTAL , Parcelas da RAP referentes ao empreendimento: T Instalação, na SE Viana, do quarto banco de Autotransformador monofásico 345/138 kv (3+1R) x133 MVA e conexões. DATA DE REFERÊNCIA: 01/06/2014 PERFIL DA RECEITA ANUAL PERMITIDA RAP: PRAZO EM MESES PARA ENTRADA EM OPERAÇÃO COMERCIAL (*): SUBESTAÇÃO / LINHA DE TRANSMISSÃO Viana 2 OBRA I.2.1.Complementação do módulo geral da SE Viana 2, arranjo disjuntor e meio, em 345 kv, referente à instalação do 4º banco de autotransformadores 345/138 kv. VIDA ÚTIL (ANOS) RAP (R$) Decrescente Até 24 TIPO DA RAP ,88 RBNIA USUÁRIO

7 Viana I.2.2.Instalação, na SE Viana 2, de um módulo de conexão para o 4º banco de autotransformadores 345/138 kv, arranjo disjuntor e meio. I.2.3.Complementação do módulo geral da SE Viana, arranjo barra dupla a quatro chaves, de um módulo de infraestrutura de manobra em 138 kv, referente à instalação do 4º banco de autotransformadores 345/138 kv. I.2.4.Instalação, na SE Viana, de um banco de autotransformadores monofásicos 345/138 kv - 3x133 MVA. I.2.5.Instalação, na SE Viana, de uma unidade reserva do banco de autotransformadores 345/138 kv MVA. I.2.6.Instalação, na SE Viana, de um módulo de conexão em 138 kv, para o banco de autotransformadores 345/138 kv, arranjo barra dupla a quatro chaves ,61 RBNIA ,77 RBNIA ,40 RBNIA ,47 RBNIA ,44 RBNIA DE FRONTEIRA DE FRONTEIRA DE FRONTEIRA DE FRONTEIRA TOTAL , (*) A partir da publicação desta Resolução no D.O.U.

8 ANEXO II Prazos para execução dos reforços em instalações de transmissão de energia elétrica. II.1 Implantação dos reforços referentes ao empreendimento: T Instalação, na SE Serra da Mesa, de dois bancos de capacitores 230 kv, 2x150 Mvar e conexões. MARCOS PRAZO (MESES) INÍCIO (*) DURAÇÃO 1.0 Projeto Básico Assinatura de Contratos Estudos, projetos, construção Contrato de Prestação de Serviço de Transmissão Licenciamento Ambiental EIA/RIMA ou RAS Licença de Instalação LI Licença de Operação LO Projeto Executivo Aquisição de Equipamentos e Materiais Pedido de Compra Estruturas Cabos e Condutores Equipamentos Principais (TR e CR) Demais Equipamentos (Dj, Secc, TC, TP, PR) Painel de Proteção, controle e automação Obras Civis Canteiro de Obras Fundações Montagem Estruturas Cabos e Condutores Equipamentos Principais Demais Equipamentos Painel de Proteção, controle e automação Comissionamento Desenvolvimento Físico Desenvolvimento Geral Operação Comercial (*) A partir da publicação desta Resolução no D.O.U.

9 II.2 - Implantação dos reforços referentes ao empreendimento: T Instalação, na SE Viana, do quarto banco de Autotransformador monofásico 345/138 kv (3+1R) x133 MVA e conexões. MARCOS PRAZO (MESES) INÍCIO (*) DURAÇÃO 1.0 Projeto Básico Assinatura de Contratos Estudos, projetos, construção Contrato de Compartilhamento de Instalação CCI Contrato de Prestação de Serviço de Transmissão Licenciamento Ambiental EIA/RIMA ou RAS Licença de Instalação LI Licença de Operação LO Projeto Executivo Aquisição de Equipamentos e Materiais Pedido de Compra Estruturas Cabos e Condutores Equipamentos Principais (TR e CR) Demais Equipamentos (Dj, Secc, TC, TP, PR) Painel de Proteção, controle e automação Obras Civis Canteiro de Obras Fundações Montagem Estruturas Cabos e Condutores Equipamentos Principais Demais Equipamentos Painel de Proteção, controle e automação Comissionamento Desenvolvimento Físico Desenvolvimento Geral Operação Comercial (*) A partir da publicação desta Resolução no D.O.U.

10 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO AUTORIZATIVA Nº, DE 31 DE MARÇO DE O DIRETOR-GERAL DA ANEEL, com base no art. 16, IV, do Regimento Interno da ANEEL, resolve: Nº. Processos nº: / e / Interessado: Furnas Centrais Elétricas S.A. Furnas. Objeto: (i) autorizar a Concessionária a realizar reforços nas seguintes instalações sob sua responsabilidade: Subestação Serra da Mesa, Subestação Viana e Subestação Viana 2; (ii) estabelecer o valor da parcela adicional de Receita Anual Permitida RAP correspondente, conforme Anexo I; e (iii) estabelecer o cronograma de execução, conforme Anexo II. A íntegra desta Resolução (e seus anexos) consta dos autos e estará disponível em ROMEU DONIZETE RUFINO

VOTO. INTERESSADO: Cemig Geração e Transmissão S.A. CEMIG-GT. RESPONSÁVEL: Superintendência de Regulação dos Serviços de Transmissão SRT

VOTO. INTERESSADO: Cemig Geração e Transmissão S.A. CEMIG-GT. RESPONSÁVEL: Superintendência de Regulação dos Serviços de Transmissão SRT VOTO PROCESSO: 48500.003437/2013-13 INTERESSADO: Cemig Geração e Transmissão S.A. CEMIG-GT. RELATOR: Diretor Edvaldo Alves de Santana. RESPONSÁVEL: Superintendência de Regulação dos Serviços de Transmissão

Leia mais

VOTO. INTERESSADO: Companhia Marumbi Transmissora de Energia S.A. RESPONSÁVEL: Superintendência de Regulação dos Serviços de Transmissão SRT.

VOTO. INTERESSADO: Companhia Marumbi Transmissora de Energia S.A. RESPONSÁVEL: Superintendência de Regulação dos Serviços de Transmissão SRT. VOTO PROCESSOS: 48500.002320/2014-01. INTERESSADO: Companhia Marumbi Transmissora de Energia S.A. RELATOR: Diretor Reive Barros dos Santos. RESPONSÁVEL: Superintendência de Regulação dos Serviços de Transmissão

Leia mais

VOTO. INTERESSADO: Companhia Paulista de Força e Luz CPFL Paulista.

VOTO. INTERESSADO: Companhia Paulista de Força e Luz CPFL Paulista. VOTO PROCESSO: 48500.005137/2015-31. INTERESSADO: Companhia Paulista de Força e Luz CPFL Paulista. RELATOR: Diretor Reive Barros dos Santos. RESPONSÁVEL: Superintendência de Concessões, Permissões e Autorizações

Leia mais

Art. 2 Para os fins e efeitos desta Resolução são considerados os seguintes termos e respectivas definições:

Art. 2 Para os fins e efeitos desta Resolução são considerados os seguintes termos e respectivas definições: AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA N o 56, DE 6 DE ABRIL DE 2004. Estabelece procedimentos para acesso das centrais geradoras participantes do PROINFA, regulamentando o art.

Leia mais

VOTO. RESPONSÁVEL: Superintendência de Fiscalização Econômica e Financeira SFF.

VOTO. RESPONSÁVEL: Superintendência de Fiscalização Econômica e Financeira SFF. VOTO PROCESSO: 48500.000349/2016-11 INTERESSADA: Tijoa Participações e Investimentos S.A. RELATOR: Diretor Reive Barros dos Santos RESPONSÁVEL: Superintendência de Fiscalização Econômica e Financeira SFF.

Leia mais

RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE REGULAÇÃO DOS SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO SRT

RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE REGULAÇÃO DOS SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO SRT PROCESSO: 48500.003851/2013-22 INTERESSADA: Companhia Hidro Elétrica do São Francisco Chesf RELATOR: Diretor André Pepitone da Nóbrega RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE REGULAÇÃO DOS SERVIÇOS DE TRANSMISSÃO

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.931, DE 11 DE AGOSTO DE 2015

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.931, DE 11 DE AGOSTO DE 2015 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.931, DE 11 DE AGOSTO DE 2015 Homologa o resultado do Reajuste Tarifário Anual de 2015, as Tarifas de Energia TE e as Tarifas de Uso do

Leia mais

VOTO. INTERESSADOS: Costa Oeste Transmissora de Energia S.A. ( Costa Oeste ).

VOTO. INTERESSADOS: Costa Oeste Transmissora de Energia S.A. ( Costa Oeste ). VOTO PROCESSOS: 48500.002729/2010-96. INTERESSADOS: Costa Oeste Transmissora de Energia S.A. ( Costa Oeste ). RELATOR: Diretor Tiago de Barros Correia. RESPONSÁVEL: DIR. ASSUNTO: Requerimento da Costa

Leia mais

VOTO RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES E AUTORIZAÇÕES DE TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO - SCT

VOTO RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES E AUTORIZAÇÕES DE TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO - SCT VOTO PROCESSO: 48500.002062/2015-36 INTERESSADO: Mata de Santa Genebra Transmissão S.A. RELATOR: Diretor André Pepitone da Nóbrega RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES E AUTORIZAÇÕES DE TRANSMISSÃO

Leia mais

VOTO. INTERESSADO: Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista CTEEP.

VOTO. INTERESSADO: Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista CTEEP. VOTO PROCESSO: 48500.002786/2014-07 INTERESSADO: Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista CTEEP. RELATOR: José Jurhosa Júnior RESPONSÁVEL: Superintendência de Regulação dos Serviços de Transmissão

Leia mais

Ministério de Minas e Energia Gabinete do Ministro

Ministério de Minas e Energia Gabinete do Ministro Ministério de Minas e Energia Gabinete do Ministro PORTARIA N o 172, DE 10 DE MAIO DE 2016 O MINISTRO DE ESTADO DE MINAS E ENERGIA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, incisos

Leia mais

VOTO RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE FISCALIZAÇÃO ECONÔMICA E FINANCEIRA - SFF.

VOTO RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE FISCALIZAÇÃO ECONÔMICA E FINANCEIRA - SFF. VOTO PROCESSO: 48500.006756/2014-61 INTERESSADAS: Tangará Energia S.A. Tangará. RELATOR: Diretor Reive Barros dos Santos RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE FISCALIZAÇÃO ECONÔMICA E FINANCEIRA - SFF. ASSUNTO:

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.683, DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.683, DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.683, DE 4 DE FEVEREIRO DE 2014. Homologa as Tarifas de Energia TE e as Tarifas de Uso dos Sistemas de Distribuição TUSD referentes

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.855, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2015.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.855, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2015. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.855, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2015. Voto Homologa o resultado do Reajuste Tarifário Anual de 2014 e fixa as Tarifas de Energia TE e as

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.048, DE 19 DE AGOSTO DE 2010.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.048, DE 19 DE AGOSTO DE 2010. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.048, DE 19 DE AGOSTO DE 2010. Nota Técnica nº 254/2010-SRE/ANEEL Relatório Voto Homologação das tarifas de fornecimento de energia

Leia mais

GERÊNCIA DE NORMAS E PADRÕES ORIENTAÇÃO TÉCNICA OT-003/2015 (NT , NT , NT

GERÊNCIA DE NORMAS E PADRÕES ORIENTAÇÃO TÉCNICA OT-003/2015 (NT , NT , NT 1 OBJETIVO A presente Orientação Técnica altera e complementa as normas de fornecimento contemplando as mudanças ocorridas em conformidade com as alterações da REN 414/2010 da ANEEL, implementadas através

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.926, DE 28 DE JULHO DE 2015

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.926, DE 28 DE JULHO DE 2015 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.926, DE 28 DE JULHO DE 2015 Voto Aprova o Edital do Leilão nº 08/2015-ANEEL e seus Anexos, denominado 1º Leilão de Energia de Reserva

Leia mais

VOTO. INTERESSADO: Ministério de Minas e Energia e Agentes do Setor Elétrico.

VOTO. INTERESSADO: Ministério de Minas e Energia e Agentes do Setor Elétrico. VOTO PROCESSO: 48500.002827/2013-76. INTERESSADO: Ministério de Minas e Energia e Agentes do Setor Elétrico. RELATOR: Diretor Romeu Donizete Rufino. RESPONSÁVEL: Comissão Especial de Licitação - CEL e

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO N 152, DE 3 DE ABRIL DE 2003 Altera a metodologia de cálculo das tarifas de uso dos sistemas de distribuição de energia elétrica, atendendo o disposto

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.522, DE 7 DE MAIO DE 2013

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.522, DE 7 DE MAIO DE 2013 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.522, DE 7 DE MAIO DE 2013 Homologa as Tarifas de Energia TEs e as Tarifas de Uso dos Sistemas de Distribuição TUSDs referentes à Companhia

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.041, DE 10 DE AGOSTO DE 2010

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.041, DE 10 DE AGOSTO DE 2010 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.041, DE 10 DE AGOSTO DE 2010 Homologa as tarifas de fornecimento de energia elétrica e as Tarifas de Uso dos Sistemas de Distribuição

Leia mais

VOTO PROCESSO: /

VOTO PROCESSO: / VOTO PROCESSO: 48500.003786/2010-92. INTERESSADO: Lua de Cristal Ind. E Com. Brinquedo Ltda., Eletropaulo Metropolitana Eletricidade de São Paulo S.A., Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.119, DE 16 DE AGOSTO DE 2016

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.119, DE 16 DE AGOSTO DE 2016 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.119, DE 16 DE AGOSTO DE 2016 Texto Original Homologa o resultado da Quarta Revisão Tarifária Periódica RTP da Empresa Luz e Força Santa

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.589, DE 20 DE AGOSTO DE 2013.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.589, DE 20 DE AGOSTO DE 2013. AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.589, DE 20 DE AGOSTO DE 2013. Homologa as Tarifas de Energia TEs e as Tarifas de Uso dos Sistemas de Distribuição TUSDs referentes à

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.580, DE 6 DE AGOSTO DE 2013

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.580, DE 6 DE AGOSTO DE 2013 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.580, DE 6 DE AGOSTO DE 2013 Homologa o resultado da terceira Revisão Tarifária Periódica RTP da Cooperativa Aliança Cooperaliança, fixa

Leia mais

VOTO PROCESSO N.º: / INTERESSADO: Eletrobrás Distribuição Alagoas - CEAL. RELATOR: Diretor José Jurhosa Júnior

VOTO PROCESSO N.º: / INTERESSADO: Eletrobrás Distribuição Alagoas - CEAL. RELATOR: Diretor José Jurhosa Júnior VOTO PROCESSO N.º: 48500.005842/2014-57 INTERESSADO: Eletrobrás Distribuição Alagoas - CEAL RELATOR: Diretor José Jurhosa Júnior RESPONSÁVEL: Diretoria. ASSUNTO: Recurso administrativo interposto pela

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA N 311, DE 6 DE ABRIL DE 2006

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA N 311, DE 6 DE ABRIL DE 2006 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA N 311, DE 6 DE ABRIL DE 2006 Homologa as tarifas de fornecimento de energia elétrica, estabelece a receita anual das instalações de

Leia mais

A seguir são apresentadas as informações básicas referentes às características técnicas e de operação das UHEs integrantes do Lote C.

A seguir são apresentadas as informações básicas referentes às características técnicas e de operação das UHEs integrantes do Lote C. ANEXO II CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS E INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA A EXPLORAÇÃO DAS USINAS HIDRELÉTRICAS INTEGRANTES DO LOTE C O Lote C é composto pelas Usinas Hidrelétricas Garcia, Bracinho, Cedros, Salto e

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.779, DE 19 DE AGOSTO DE 2014

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.779, DE 19 DE AGOSTO DE 2014 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.779, DE 19 DE AGOSTO DE 2014 Homologa o resultado do Reajuste Tarifário Anual de 2014 e fixa as Tarifas de Energia TEs e as Tarifas de

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.728, DE 6 DE MAIO DE 2014

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.728, DE 6 DE MAIO DE 2014 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.728, DE 6 DE MAIO DE 2014 Homologa as Tarifas de Energia TEs e as Tarifas de Uso dos Sistemas de Distribuição TUSDs referentes à Caiuá

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.151, DE 27 DE SETEMBRO DE 2016

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.151, DE 27 DE SETEMBRO DE 2016 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.151, DE 27 DE SETEMBRO DE 2016 Texto Original Homologa o resultado da segunda Revisão Tarifária Periódica RTP da Cooperativa de Eletrificação

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 639, DE 17 DE ABRIL DE 2008.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 639, DE 17 DE ABRIL DE 2008. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 639, DE 17 DE ABRIL DE 2008. Homologa o resultado provisório da segunda revisão tarifária periódica e fixa as Tarifas de Uso dos

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL RESOLUÇÃO CONJUNTA N o 4, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2014. Aprova o preço de referência para o compartilhamento de postes

Leia mais

VOTO RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE FISCALIZAÇÃO ECONÔMICA E FINANCEIRA SFF

VOTO RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE FISCALIZAÇÃO ECONÔMICA E FINANCEIRA SFF FL. 1 de 4 VOTO PROCESSO: 48500.006684/2014-52 INTERESSADOS: São Roque Energética S.A., Fundo de Investimento em Participações Desenvix FIP Desenvix e Fundo de Investimento em Participações - FIP CEVIX

Leia mais

VOTO. INTERESSADO: Superintendência de Concessões, Permissões e Autorizações de Transmissão e

VOTO. INTERESSADO: Superintendência de Concessões, Permissões e Autorizações de Transmissão e VOTO PROCESSO: 48500.002339/2014-40 e 48500.002360/2014-45. INTERESSADO: Superintendência de Concessões, Permissões e Autorizações de Transmissão e Distribuição - SCT. RELATOR: TIAGO DE BARROS CORREIA.

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.971, DE 20 DE OUTUBRO DE 2015

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.971, DE 20 DE OUTUBRO DE 2015 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.971, DE 20 DE OUTUBRO DE 2015 Texto Original Voto Nota Técnica n 274/2015-SGT/ANEEL Homologa o resultado do Reajuste Tarifário Anual

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO N o 218, DE 18 DE ABRIL DE 2002 Homologa as tarifas de fornecimento de energia elétrica, fixa os valores da Taxa de Fiscalização dos Serviços de Energia

Leia mais

GERAÇÃO DISTRIBUIDA MODELO E LEGISLAÇÃO DO SETOR ELÉTRICO RESOLUÇÃO NORMATIVA ANEEL Nº 482/2012. Secretaria de Energia Elétrica SEE

GERAÇÃO DISTRIBUIDA MODELO E LEGISLAÇÃO DO SETOR ELÉTRICO RESOLUÇÃO NORMATIVA ANEEL Nº 482/2012. Secretaria de Energia Elétrica SEE GERAÇÃO DISTRIBUIDA MODELO E LEGISLAÇÃO DO SETOR ELÉTRICO RESOLUÇÃO NORMATIVA ANEEL Nº 482/2012 Secretaria de Energia Elétrica SEE MODELO ATUAL DO SETOR ELÉTRICO PILARES SEGURANÇA ENERGÉTICA UNIVERSALIZAÇÃO

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011

Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011 Instrução Normativa RFB nº 1.199, de 14 de outubro de 2011 DOU de 17.10.2011 Dispõe sobre procedimentos fiscais dispensados aos consórcios constituídos nos termos dos arts. 278 e 279 da Lei nº 6.404, de

Leia mais

VOTO RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES E AUTORIZAÇÕES DE GERAÇÃO SCG

VOTO RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES E AUTORIZAÇÕES DE GERAÇÃO SCG FL. 1 de 3 VOTO PROCESSO: 48500.002739/2001-14 INTERESSADO: Lanxess Elastomeros do Brasil S.A. RELATOR: Diretor André Pepitone da Nóbrega RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES E AUTORIZAÇÕES DE GERAÇÃO

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº DE 2 DE AGOSTO DE 2011.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº DE 2 DE AGOSTO DE 2011. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.183 DE 2 DE AGOSTO DE 2011. Nota Técnica nº. 207/2011-SRE/ANEEL Relatório e Voto Homologa as tarifas de suprimento e de fornecimento

Leia mais

Adequação e Operação do Sistema de Medição para Faturamento - SMF

Adequação e Operação do Sistema de Medição para Faturamento - SMF Adequação e Operação do Sistema de Medição para Faturamento - SMF BRAZIL WINDPOWER O&M 2015 Rio de Janeiro, 02 de setembro de 2015 Dalmir Capetta Agenda Quadro Institucional Sistema de Medição para Faturamento

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.059, DE 12 DE ABRIL DE 2016

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.059, DE 12 DE ABRIL DE 2016 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 2.059, DE 12 DE ABRIL DE 2016 Texto Original Homologa o resultado do Reajuste Tarifário Anual de 2016, as Tarifas de Energia TE e as Tarifas

Leia mais

Renewable Energy Projects

Renewable Energy Projects Grid Connectivity for Renewable Energy Projects 2nd REFF Latin America 2009 28 de abril de 2009 Roberto Gomes Diretor ONS Operador Nacional do Sistema Elétrico Sumário Estrutura do Setor Elétrico Brasileiro

Leia mais

Marcos Bragatto Superintendente de Regulação da Comercialização da Eletricidade. São Paulo SP 26 de maio de 2011

Marcos Bragatto Superintendente de Regulação da Comercialização da Eletricidade. São Paulo SP 26 de maio de 2011 Marcos Bragatto Superintendente de Regulação da Comercialização da Eletricidade São Paulo SP 26 de maio de 2011 Missão da ANEEL Proporcionar condições favoráveis para que o mercado de energia elétrica

Leia mais

VOTO. INTERESSADO: Faixa Azul Indústria de Móveis para Escritório Ltda.

VOTO. INTERESSADO: Faixa Azul Indústria de Móveis para Escritório Ltda. FL. 1 de 6 VOTO PROCESSO: 00000.746624/1983-22. INTERESSADO: Faixa Azul Indústria de Móveis para Escritório Ltda. RELATOR: Diretor André Pepitone da Nóbrega RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.514, DE 16 DE ABRIL DE 2013

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.514, DE 16 DE ABRIL DE 2013 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.514, DE 16 DE ABRIL DE 2013 Homologa o resultado da terceira Revisão Tarifária Periódica RTP da AES SUL Distribuidora Gaúcha de Energia

Leia mais

VOTO RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES E AUTORIZAÇÕES DE GERAÇÃO - SCG

VOTO RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES E AUTORIZAÇÕES DE GERAÇÃO - SCG FL. 1 de 6 VOTO PROCESSO: 48500.002926/2015-10 INTERESSADO: Cemig Geração e Transmissão S.A. RELATOR: Diretor André Pepitone da Nóbrega RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES E AUTORIZAÇÕES DE GERAÇÃO

Leia mais

CENTRAIS GERADORAS EÓLICAS, SOLAR FOTOVOLTAICAS E TERMELÉTRICAS A BIOMASSA.

CENTRAIS GERADORAS EÓLICAS, SOLAR FOTOVOLTAICAS E TERMELÉTRICAS A BIOMASSA. INSTRUÇÕES PARA REQUERIMENTO AO ONS DE PARECER OU DOCUMENTO EQUIVALENTE DE ACESSO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO PARA FINS DE CADASTRAMENTO NA EPE COM VISTAS À HABILITAÇÃO TÉCNICA AO LEILÃO DE ENERGIA DE RESERVA

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 46

COMUNICADO TÉCNICO Nº 46 Página 1 de 11 COMUNICADO TÉCNICO Nº 46 LIGAÇÕES ESPECIAIS NA VIA PÚBLICA COM MEDIÇÃO Diretoria de Planejamento e Planejamento Gerência de Engenharia Página 2 de 11 ÍNDICE OBJETIVO...3 1. APLICAÇÃO...4

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL SEGUNDO TERMO ADITIVO AO CONTRATO DE CONCESSÃO N o 97/2000 ANEEL TSN TRANSMISSORA SUDESTE NORDESTE S.A. DEZEMBRO 2002 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL

Leia mais

ADEQUAÇÃO DO SISTEMA DE MEDIÇÃO PARA FATURAMENTO DE CLIENTES OPTANTES AO MERCADO LIVRE

ADEQUAÇÃO DO SISTEMA DE MEDIÇÃO PARA FATURAMENTO DE CLIENTES OPTANTES AO MERCADO LIVRE ADEQUAÇÃO DO SISTEMA DE MEDIÇÃO PARA FATURAMENTO DE CLIENTES OPTANTES AO MERCADO LIVRE Junho/2016 1 Objetivo Este documento tem por objetivo estabelecer os procedimentos técnicos relativos à adequação

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº DE 5 DE NOVEMBRO DE 2015

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº DE 5 DE NOVEMBRO DE 2015 AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.982 DE 5 DE NOVEMBRO DE 2015 Texto Original Voto Homologa o resultado do Reajuste Tarifário Anual de 2015, as Tarifas de Energia TE e

Leia mais

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO REDES DE DISTRIBUIÇÃO CONDIÇÕES ESPECÍFICAS PARA CONDOMÍNIOS E LOTEAMENTOS FECHADOS

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO REDES DE DISTRIBUIÇÃO CONDIÇÕES ESPECÍFICAS PARA CONDOMÍNIOS E LOTEAMENTOS FECHADOS SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PADRÃO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO PT.DT.PDN.03.05.021 PARA CONDOMÍNIOS E LOTEAMENTOS FECHADOS 01 APROVADO POR PAULO JORGE TAVARES DE LIMA ENGENHARIA - SP SUMÁRIO 1. OBJETIVO...

Leia mais

Instrução Normativa SRF nº 358, de 9 de setembro de 2003

Instrução Normativa SRF nº 358, de 9 de setembro de 2003 Instrução Normativa SRF nº 358, de 9 de setembro de 2003 Altera a Instrução Normativa SRF nº 247, de 21 de novembro de 2002, que dispõe sobre o PIS/Pasep e a Cofins. O SECRETÁRIO DA RECEITA FEDERAL, no

Leia mais

Altera a Lei nº ,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos.

Altera a Lei nº ,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos. GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Gabinete Civil da Governadoria Superintendência de Legislação LEI Nº 16.653, DE 23 DE JULHO DE 2009 Altera a Lei nº 13.569,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência

Leia mais

CENTRAIS GERADORAS TERMELÉTRICAS (BIOMASSA E GÁS NATURAL), EÓLICAS, HIDRÁULICAS E PCH PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS

CENTRAIS GERADORAS TERMELÉTRICAS (BIOMASSA E GÁS NATURAL), EÓLICAS, HIDRÁULICAS E PCH PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS INSTRUÇÕES PARA REQUERIMENTO AO ONS DE PARECER OU DOCUMENTO EQUIVALENTE SOBRE ACESSO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO PARA FINS DE CADASTRAMENTO NA EPE COM VISTAS À HABILITAÇÃO TÉCNICA AOS LEILÕES DE ENERGIA

Leia mais

SANTA MARIA Empresa Luz e Força Santa Maria S.A. PROCEDIMENTOS PARA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE MEDIÇÃO DE FATURAMENTO (SMF)

SANTA MARIA Empresa Luz e Força Santa Maria S.A. PROCEDIMENTOS PARA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE MEDIÇÃO DE FATURAMENTO (SMF) PROCEDIMENTOS PARA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE MEDIÇÃO DE FATURAMENTO (SMF) JUNHO/2016 SUMÁRIO 1- OBJETIVO 2- REFERÊNCIAS 3- PROCESSO DE MIGRAÇÃO 4- RESPONSABILIDADES DO CONSUMIDOR 5- RESPONSABILIDADES DA

Leia mais

NOTA TÉCNICA NT/F/007/2014 TARIFAS DE ÁGUA E ESGOTO DA SABESP NO MUNICÍPIO DE TORRINHA. Agosto de 2014

NOTA TÉCNICA NT/F/007/2014 TARIFAS DE ÁGUA E ESGOTO DA SABESP NO MUNICÍPIO DE TORRINHA. Agosto de 2014 NOTA TÉCNICA NT/F/007/2014 TARIFAS DE ÁGUA E ESGOTO DA SABESP NO MUNICÍPIO DE TORRINHA 2014 Agosto de 2014 1. OBJETIVO Autorização do ajuste anual das s de Água e Esgoto da SABESP para o Município de Torrinha

Leia mais

ESTADO DE SÃO PAULO DELIBERAÇÃO ARSESP Nº 357

ESTADO DE SÃO PAULO DELIBERAÇÃO ARSESP Nº 357 ESTADO DE SÃO PAULO DELIBERAÇÃO ARSESP Nº 357 Dispõe sobre as Tabelas Tarifárias a serem aplicadas pela concessionária de distribuição de gás canalizado Gás Natural São Paulo Sul S.A. A Diretoria da ARSESP,

Leia mais

NORMA DA DISTRIBUIÇÃO 6.002

NORMA DA DISTRIBUIÇÃO 6.002 Página 1 de 12 NORMA DA DISTRIBUIÇÃO 6.002 APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE INSTALAÇÃO DE GRUPOS GERADORES PARTICULARES Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Planejamento do Sistema Gerência da

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SRH Nº , 15 DE SETEMBRO DE 2014.

INSTRUÇÃO NORMATIVA SRH Nº , 15 DE SETEMBRO DE 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA SRH Nº 001 2014, 15 DE SETEMBRO DE 2014. Versão: 01 Ato de Aprovação: Instrução Normativa SRH nº 001 2014. Unidade Responsável: Diretoria de Recursos Humanos. Dispõe sobre procedimentos

Leia mais

VOTO. INTERESSADOS: Central Energética Palmeiras S/A e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica CCEE.

VOTO. INTERESSADOS: Central Energética Palmeiras S/A e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica CCEE. VOTO PROCESSO: 48500.005161/2013-16 INTERESSADOS: Central Energética Palmeiras S/A e Câmara de Comercialização de Energia Elétrica CCEE. RELATOR: Diretor José Jurhosa Junior. RESPONSÁVEL: Superintendência

Leia mais

Regulamentação do art. 3º., inciso XIII, da Lei nº , de 26/12/1996, incluído pela Lei nº , de 26/04/2002.

Regulamentação do art. 3º., inciso XIII, da Lei nº , de 26/12/1996, incluído pela Lei nº , de 26/04/2002. Regulamentação do art. 3º., inciso XIII, da Lei nº. 9.427, de 26/12/1996, incluído pela Lei nº. 10.438, de 26/04/2002. Brasília DF Superintendência de Fiscalização Econômica e Financeira I Objetivo Propor

Leia mais

NOVOS PROCEDIMENTOS PARA ATENDIMENTO DE SOLICITAÇÕES TÉCNICAS PARA ATENDER A RESOLUÇÃO NORMATIVA ANEEL N 670 DE 14 DE JULHO DE 2015

NOVOS PROCEDIMENTOS PARA ATENDIMENTO DE SOLICITAÇÕES TÉCNICAS PARA ATENDER A RESOLUÇÃO NORMATIVA ANEEL N 670 DE 14 DE JULHO DE 2015 CT-63 NOVOS PROCEDIMENTOS PARA ATENDIMENTO DE SOLICITAÇÕES TÉCNICAS PARA ATENDER A RESOLUÇÃO NORMATIVA ANEEL N 670 DE 14 DE JULHO DE 2015 Norma Técnica da AES Eletropaulo Diretoria de Planejamento, Engenharia

Leia mais

PROCESSO: / INTERESSADO: Companhia Luz e Força Santa Cruz - CPFL Santa Cruz. RELATOR: Diretor José Jurhosa Júnior.

PROCESSO: / INTERESSADO: Companhia Luz e Força Santa Cruz - CPFL Santa Cruz. RELATOR: Diretor José Jurhosa Júnior. VOTO PROCESSO: 48500.003499/2014-14 INTERESSADO: Companhia Luz e Força Santa Cruz - CPFL Santa Cruz. RELATOR: Diretor José Jurhosa Júnior. RESPONSÁVEL: ASSESSORIA DA DIRETORIA. ASSUNTO: Pedido de Reconsideração

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 388, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2004

RESOLUÇÃO Nº 388, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2004 Agência Nacional de Telecomunicações RESOLUÇÃO Nº 388, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2004 Aprova a Norma Sobre Condições de Prestação de Serviços de Telefonia para Chamadas Destinadas a "Assinante 0300". O PRESIDENTE

Leia mais

Quais são as vantagens do REIOI para os projetos de irrigação?

Quais são as vantagens do REIOI para os projetos de irrigação? o que é REIOI? Criado pelo Governo Federal pela Lei Federal n 11.488, de 15 de junho de 2007, o REIDI é o Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura, que inclui também os projetos

Leia mais

CARACTERÍSTICAS E REQUISITOS TÉCNICOS ESPECÍFICOS

CARACTERÍSTICAS E REQUISITOS TÉCNICOS ESPECÍFICOS ANEXO 6D LOTE D INSTALAÇÕES DE TRANSMISSÃO COMPOSTAS POR LT 500 kv SAPEAÇU MORRO DO CHAPÉU II E LT 230 kv JUAZEIRO DA BAHIA II JUAZEIRO DA BAHIA III SE 500/230 kv MORRO DO CHAPÉU II E SE 500/230/69 kv

Leia mais

Tipo/Nº do Documento: Data: Origem: Vigência: Resolução Homologatória nº1576 30/07/2013 ANEEL 07/08/2013

Tipo/Nº do Documento: Data: Origem: Vigência: Resolução Homologatória nº1576 30/07/2013 ANEEL 07/08/2013 LEGISLAÇÃO COMERCIAL Assunto: Homologa o resultado da sexta Revisão Tarifária Periódica RTP da Escelsa. Tipo/Nº do Documento: Data: Origem: Vigência: Resolução Homologatória nº1576 30/07/2013 ANEEL 07/08/2013

Leia mais

CENTRAIS GERADORAS TERMELÉTRICAS, EÓLICAS, HIDRELÉTRICAS E PCH PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS

CENTRAIS GERADORAS TERMELÉTRICAS, EÓLICAS, HIDRELÉTRICAS E PCH PEQUENAS CENTRAIS HIDRELÉTRICAS INSTRUÇÕES PARA REQUERIMENTO AO ONS DE PARECER, OU DOCUMENTO EQUIVALENTE, SOBRE ACESSO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO PARA FINS DE CADASTRAMENTO NA EPE COM VISTAS À HABILITAÇÃO TÉCNICA AOS LEILÕES DE ENERGIA

Leia mais

Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica

Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica TRIBUTAÇÃO SOBRE ENERGIA ELÉTRICA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica 1 Modelo atual do setor elétrico brasileiro a partir de 2004 2 Marcos Regulatórios do Novo

Leia mais

FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS, PESQUISAS E ESTUDOS TECNOLÓGICOS COPPETEC. Regimento Interno. 01 de outubro de 2007

FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS, PESQUISAS E ESTUDOS TECNOLÓGICOS COPPETEC. Regimento Interno. 01 de outubro de 2007 FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS, PESQUISAS E ESTUDOS TECNOLÓGICOS COPPETEC. 01 de outubro de 2007 Regimento elaborado e aprovado pelo Conselho de Administração da Fundação COPPETEC em 01/10/2007, conforme

Leia mais

FL. 1 de 5 VOTO PROCESSOS: / INTERESSADOS: Consumidores e Companhia Energética do Ceará Coelce

FL. 1 de 5 VOTO PROCESSOS: / INTERESSADOS: Consumidores e Companhia Energética do Ceará Coelce FL. 1 de 5 VOTO PROCESSOS: 48500.000764/2014-02 INTERESSADOS: Consumidores e Companhia Energética do Ceará Coelce RELATOR: Diretor André Pepitone da Nóbrega RESPONSÁVEL: DIRETORIA - DIR ASSUNTO: Análise

Leia mais

Workshop FIESP Transmissão de Energia Elétrica no Brasil. São Paulo, 29 de Setembro de 2016

Workshop FIESP Transmissão de Energia Elétrica no Brasil. São Paulo, 29 de Setembro de 2016 Workshop FIESP Transmissão de Energia Elétrica no Brasil São Paulo, 29 de Setembro de 2016 Aspectos institucionais e a expansão da transmissão Desafios conjunturais Desafios estruturais em São Paulo Aspectos

Leia mais

Fundo Especial de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento das Atividades de Fiscalização (FUNDAF)

Fundo Especial de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento das Atividades de Fiscalização (FUNDAF) Mercadores Fundo Especial de Desenvolvimento e Aperfeiçoamento das Atividades de Fiscalização (FUNDAF) Coletânea (Normas Vigentes) Versão 2.00 - Maio de 2010 Atualizada até: Instrução Normativa SRF nº

Leia mais

EDIÇÃO 220, SEÇÃO 1, PÁGINA 65 E 66, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2014 DIRETORIA COLEGIADA

EDIÇÃO 220, SEÇÃO 1, PÁGINA 65 E 66, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2014 DIRETORIA COLEGIADA EDIÇÃO 220, SEÇÃO 1, PÁGINA 65 E 66, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2014 DIRETORIA COLEGIADA INSTRUÇÃO Nº 17, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2014 Estabelece as condições para o licenciamento automático na autorização para

Leia mais

LIGAÇÃO NOVA OU ALTERAÇÃO DE CARGA PARA UNIDADES CONSUMIDORAS COMPREENDIDAS EM VIA PÚBLICA

LIGAÇÃO NOVA OU ALTERAÇÃO DE CARGA PARA UNIDADES CONSUMIDORAS COMPREENDIDAS EM VIA PÚBLICA LIGAÇÃO NOVA OU ALTERAÇÃO DE CARGA PARA UNIDADES CONSUMIDORAS COMPREENDIDAS EM VIA PÚBLICA Condições de atendimento Coordenação de Engenharia Gerência de Planejamento da Expansão e Engenharia da Distribuição

Leia mais

CONVERSANDO COM A SET

CONVERSANDO COM A SET Departamento de Outorgas CONVERSANDO COM A SET Patrícia Ávila / William Ivo Brasília, agosto de 2012 REGULAMENTO DO SERVIÇOS DE RADIODIFUSÃO E RTV/RpTV Decreto nº 7.670, de 2012 Análise mais rigorosa da

Leia mais

RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES E AUTORIZAÇÕES DE TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO - SCT

RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES E AUTORIZAÇÕES DE TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO - SCT PROCESSO: 48500.002456/2013-22 INTERESSADO: Cemig Distribuição S.A. RELATOR: Diretor André Pepitone da Nóbrega RESPONSÁVEL: SUPERINTENDÊNCIA DE CONCESSÕES E AUTORIZAÇÕES DE TRANSMISSÃO E DISTRIBUIÇÃO -

Leia mais

INTERESSADAS: Empresa Brasileira de Segurança e Vigilância Ltda. e Eletropaulo Metropolitana Eletricidade S.A. AES Eletropaulo

INTERESSADAS: Empresa Brasileira de Segurança e Vigilância Ltda. e Eletropaulo Metropolitana Eletricidade S.A. AES Eletropaulo PROCESSO: 48500.004084/2010-26 INTERESSADAS: Empresa Brasileira de Segurança e Vigilância Ltda. e Eletropaulo Metropolitana Eletricidade S.A. AES Eletropaulo RELATOR: Diretor Julião Silveira Coelho RESPONSÁVEL:

Leia mais

Programa Paulista de Concessões. Dr. Rodrigo José Oliveira Pinto de Campos Diretor de Assuntos Institucionais da ARTESP

Programa Paulista de Concessões. Dr. Rodrigo José Oliveira Pinto de Campos Diretor de Assuntos Institucionais da ARTESP Programa Paulista de Concessões Dr. Rodrigo José Oliveira Pinto de Campos Diretor de Assuntos Institucionais da ARTESP Foz do Iguaçu, 13 de Maio de 2016 Sobre a ARTESP Criada pela Lei Complementar nº 914,

Leia mais

MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES

MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES SEÇÃO I MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES GERÊNCIA-GERAL DE FISCALIZAÇÃO ESCRITÓRIO REGIONAL NA BAHIA DESPACHOS DO GERENTE O GERENTE DO ESCRITÓRIO REGIONAL DA BAHIA E SERGIPE DA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES,

Leia mais

VOTO. RESPONSÁVEL: Superintendência de Concessões e Autorizações de Transmissão e Distribuição SCT

VOTO. RESPONSÁVEL: Superintendência de Concessões e Autorizações de Transmissão e Distribuição SCT VOTO PROCESSO: 48500.002659/2012-38 INTERESSADA: Petróleo Brasileiro S.A. Petrobrás RELATOR: Diretor Julião Silveira Coelho RESPONSÁVEL: Superintendência de Concessões e Autorizações de Transmissão e Distribuição

Leia mais

O exame de processos de outorga de concessão deve conter em sua introdução as informações básicas relativas ao tipo de processo.

O exame de processos de outorga de concessão deve conter em sua introdução as informações básicas relativas ao tipo de processo. Tribunal de Contas da União MANUAL PARA INSTRUÇÃO DE PROCESSOS DE LICITAÇÃO PARA OUTORGA DE APROVEITAMENTOS HIDRELÉTRICOS E DE LINHAS DE TRANSMISSÃO 1 - INTRODUÇÃO 1.1. CARACTERÍSTICAS GERAIS O exame de

Leia mais

FATO RELEVANTE CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS S/A CNPJ: / COMPANHIA ABERTA

FATO RELEVANTE CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS S/A CNPJ: / COMPANHIA ABERTA CENTRAIS ELETRICAS BRASILEIRAS S/A CNPJ: 00.001.180/0001-26 COMPANHIA ABERTA Centrais Elétricas Brasileiras S/A ( Companhia ou Eletrobras ) esclarece aos seus acionistas e ao mercado em geral que, conforme

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA COMISSÃO DE MINAS E ENERGIA - CÂMARA DOS DEPUTADOS 10 de abril de 2013

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA COMISSÃO DE MINAS E ENERGIA - CÂMARA DOS DEPUTADOS 10 de abril de 2013 REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA COMISSÃO DE MINAS E ENERGIA - CÂMARA DOS DEPUTADOS 10 de abril de 2013 1 Estrutura da apresentação O SIN - Sistema Interligado Nacional Robustez do SIN Ações em curso para aprimorar

Leia mais

Submódulo 1.1 Adesão à CCEE. Módulo 2 Medição. Submódulo 2.1 Coleta e ajuste de dados de medição

Submódulo 1.1 Adesão à CCEE. Módulo 2 Medição. Submódulo 2.1 Coleta e ajuste de dados de medição Submódulo 1.1 Adesão à CCEE Módulo 2 Medição Submódulo 2.1 Coleta e ajuste de dados de medição 1 Submódulo 2.1 Coleta e ajuste ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVO 3. PREMISSAS 4. LISTA DE DOCUMENTOS 5. FLUXO

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.701, DE 7 DE ABRIL DE 2014.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.701, DE 7 DE ABRIL DE 2014. AGÊNCIA CIOL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL RESOLUÇÃO HOMOLOGATÓRIA Nº 1.701, DE 7 DE ABRIL DE 2014. Nota Técnica nº 105/2014-SRE/ANEEL Nota Técnica Complementar Voto Homologa as Tarifas de Energia TEs e as

Leia mais

Os Contratos e o Papel do Órgão Regulador

Os Contratos e o Papel do Órgão Regulador Federação das Indústrias do Estado de São Paulo FIESP 5º Encontro de Negócios de Energia Os Contratos e o Papel do Órgão Regulador 10 de agosto de 2004 São Paulo SP José Mário Miranda Abdo Diretor-Geral

Leia mais

O COMERCIALIZADOR E A GERAÇÃO DISTRIBUÍDA NO NOVO PANORAMA DO SETOR ELÉTRICO. Walfrido Avila - 06/2002

O COMERCIALIZADOR E A GERAÇÃO DISTRIBUÍDA NO NOVO PANORAMA DO SETOR ELÉTRICO. Walfrido Avila - 06/2002 O COMERCIALIZADOR E A GERAÇÃO DISTRIBUÍDA NO NOVO PANORAMA DO SETOR ELÉTRICO Walfrido Avila - 06/2002 1 1 - CENÁRIOS DE EVOLUÇÃO DO SISTEMA INTERLIGADO CENÁRIO DE REFERÊNCIA (1) Critérios com base na Resolução

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 67, DE 29 DE MARÇO DE 2000

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 67, DE 29 DE MARÇO DE 2000 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 67, DE 29 DE MARÇO DE 2000 Homologa as Tarifas de Fornecimento de Energia Elétrica para a Empresa Força e Luz de Urussanga Ltda. O DIRETOR-GERAL

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 254, DE 2 DE JULHO DE 2001

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 254, DE 2 DE JULHO DE 2001 AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO Nº 254, DE 2 DE JULHO DE 2001 Homologa o reajuste das tarifas de fornecimento de energia elétrica da Eletropaulo Metropolitana Eletricidade de São

Leia mais

ESTADO DE SÃO PAULO DELIBERAÇÃO ARSESP Nº 604

ESTADO DE SÃO PAULO DELIBERAÇÃO ARSESP Nº 604 ESTADO DE SÃO PAULO DELIBERAÇÃO ARSESP Nº 604 Dispõe sobre o ajuste provisório dos valores das Margens de Distribuição, a atualização do Custo do gás e do transporte, o repasse das variações dos preços

Leia mais

VOTO. ASSUNTO: Recurso Administrativo interposto pela Companhia Energética de Roraima CERR em

VOTO. ASSUNTO: Recurso Administrativo interposto pela Companhia Energética de Roraima CERR em VOTO PROCESSO: 48500.004893/2015-42. INTERESSADO: CERR - Companhia Energética de Roraima. RELATOR: Diretor Tiago de Barros Correia. RESPONSÁVEL: DIR. ASSUNTO: Recurso Administrativo interposto pela Companhia

Leia mais

Medida Provisória 579/2012 e a indenização de ativos. Roberto Mário Lima Neto

Medida Provisória 579/2012 e a indenização de ativos. Roberto Mário Lima Neto Medida Provisória 579/2012 e a indenização de ativos Roberto Mário Lima Neto 14 de Novembro de 2012 Índice Introdução Opção 1 : A Prorrogação Opção 2 : Reversão dos ativos e Re-licitação As Indenizações

Leia mais

Contribuição à Audiência Pública ANEEL nº 10/2016

Contribuição à Audiência Pública ANEEL nº 10/2016 Contribuição à Audiência Pública ANEEL nº 10/2016 Obter subsídios para o aperfeiçoamento dos artigos 16, I e 18 da Resolução Normativa nº 414, de 2010, para tratar os aspectos comerciais relativos ao fornecimento

Leia mais

ATOS DO PODER EXECUTIVO

ATOS DO PODER EXECUTIVO Página 1 de 9 ATOS DO PODER EXECUTIVO DECRETO Nº 8.754, DE 10 DE MAIO DE 2016 Altera o Decreto nº 5.773, de 9 de maio de 2006, que dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação

Leia mais

5. Em sorteio realizado em 01/12/2014 fui designado Relator do Processo.

5. Em sorteio realizado em 01/12/2014 fui designado Relator do Processo. VOTO PROCESSO: 48500.005191/2014-03 INTERESSADO: Light Serviços de Eletricidade S.A. RELATOR: José Jurhosa Júnior. RESPONSÁVEL: Superintendência de Concessões, Permissões e Autorizações de Transmissão

Leia mais

DECRETO Nº 2.655, DE 02 DE JULHO DE 1998

DECRETO Nº 2.655, DE 02 DE JULHO DE 1998 DECRETO Nº 2.655, DE 02 DE JULHO DE 1998 Regulamenta o Mercado Atacadista de Energia Elétrica, define as regras de organização do Operador Nacional do Sistema Elétrico, de que trata a Lei n o 9.648, de

Leia mais