Regulação do Setor Elétrico Brasileiro Contexto e Desafios Atuais

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Regulação do Setor Elétrico Brasileiro Contexto e Desafios Atuais"

Transcrição

1 Regulação do Setor Elétrico Brasileiro Contexto e Desafios Atuais Seminário Internacional Desafios da Regulação do Setor Elétrico Romeu Donizete Rufino Diretor-Geral da ANEEL 12 de fevereiro de 2015 Universidade de Coimbra

2 SÍNTESE Capital Brasília Extensão territorial 8,5 milhões de km2 População total milhões habitantes Total do PIB 2013 U$2,07 trilhões (7º) PIB Per capita U$12,118 (75º) Acesso ao serviço de energia elétrica 99,6%

3 Estrutura Institucional do Setor Elétrico Políticas Congresso Nacional Presidência da República CNPE MME Regulação e Fiscalização AGÊNCIAS ESTADUAIS ANP/ANATEL/ANA Mercado CCEE G T D C ONS CONSELHOS DE CONSUMIDORES SENACON/MP/ PROCON SDE /SEAE/CADE CNRH/MMA Agentes Institucionais EPE Concessionárias CMSE BNDES/ outros bancos e FI

4 Competências da ANEEL REGULAÇÃO Onde necessária sob previsão legal FISCALIZAÇÃO Orientar e prevenir aplicar penalidades quando for indispensável MEDIAÇÃO Solução de conflitos Leilões de energia Leilões para novos empreendimentos (G e T) (*) Autorizações(*) Delegação do Poder Concedente (*) (*) Exercido pelo Governo Federal, por meio do MME, que responde pela segurança do abastecimento de energia elétrica

5 Atuação da ANEEL GOVERNO Interesses estratégicos Consumidores MEDIAÇÃO Modicidade tarifária Qualidade do serviço Garantia de direitos Leilões de energia Leilões para novos empreendimentos (G e T) (*) Autorizações(*) Equilíbrio Interesse Público Agentes Regulados Remuneração adequada Contratos honrados Regras claras

6 NOSSA MISSÃO:

7 Oferecer uma Tarifa justa Universalizar os serviços Estimular a competição leal Papel institucional Incentivar a sustentabilidade Conciliar os interesses Assegurar a qualidade

8 CONSUMIDORES O Setor Elétrico Brasileiro

9 Novas Centrais SIN Sistema Interligado Nacional Centros de Consumo

10 Contexto atual Geração Aumento de 44% da capacidade instalada nos últimos 10 anos. Uma média de MW/ano

11 Contexto atual Geração Capacidade instalada por fonte Fóssil

12 Contexto atual Transmissão Média de km de linhas concedidas por ano

13 Sistema de Transmissão

14 Sistema de Transmissão: desafios Interligação Tucuruí Macapá Manaus km em 500 kv 339 km em 230 kv Travessia sobre a floresta Torres de 90 m Travessia do rio Amazonas Torres de 295 m Vão de m

15 63 Concessionárias de Distribuição de energia elétrica - diversidade

16 CONSUMIDORES Evolução da situação recente do Setor Elétrico Brasileiro

17 Medida Provisória nº 579, de 11/9/12 CONSUMIDORES Cenário anterior diversas concessões vencendo de 2015 a % da geração 67% da transmissão Oportunidade para redução das tarifas MP 579/12 Antecipação da renovação das concessões Adesão parcial Adesão se deu de forma espontânea pelos agentes

18 Redução das tarifas CONSUMIDORES Antecipação da renovação das concessões Reestruturação dos encargos setoriais Extinção da Conta de Consumo de Combustíveis CCC Concessão de isenção às distribuidoras do pagamento da Reserva Geral de Reversão RGR. Aporte de recursos da União na CDE Redução média das tarifas em 20%.

19 Cenário verificado CONSUMIDORES Baixa Afluência Energia natural afluente - Brasil janeiros

20 Cenário verificado CONSUMIDORES Baixa Afluência Energia natural afluente

21 Cenário verificado Geração hidrelétrica abaixo da Garantia Física GSF Fator de ajuste de energia menor que 1

22 Cenário verificado CONSUMIDORES Despacho de todas as térmicas Aumento significativo da participação da geração termelétrica de energia

23 Cenário verificado CONSUMIDORES PLD praticamente no máximo

24 Cenário verificado CONSUMIDORES Distribuidoras expostas ao Mercado de Curto Prazo Adesão parcial na antecipação da renovação das concessões combinada Vencimento de parte dos contratos de energia velha Leilões esvaziados Aporte de recursos da União para minimizar efeitos da exposição 2013: R$ 11,1 bi (CVA, ESS, Exposição e Risco Hidrológico) 2014: R$ 11,8 bi (Previstos no orçamento da CDE)

25 Medidas adotadas CONTA ACR Tem como objetivo cobrir os custos das distribuidoras com a exposição involuntária no mercado de curto prazo, o despacho termelétrico vinculado aos CCEARs na modalidade por disponibilidade e o risco hidrológico em função da alocação das cotas.

26 Medidas adotadas CONTA ACR A gestão é de competência da CCEE, inclusive quanto à contratação de operações de crédito com Bancos Financiadores. A partir de 2015, o custo total das operações de crédito contratadas será amortizado em 24 meses, por meio do recolhimento de cotas anuais da CDE pagas por todas as concessionárias de distribuição, na proporção de seus mercados cativos, mediante encargo tarifário a ser incluído nas tarifas de energia elétrica. Os empréstimos contratados pela CCEE totalizam R$ 17,8 bilhões (valor histórico).

27 Medidas adotadas Bandeiras Tarifárias Sinal de preço conforme cenário hidrológico. Custo já está na conta de energia. São acionadas conforme o patamar do PLD mensal. Arrecadação maior quando as distribuidoras precisam e 2014 foram anos testes.

28 Medidas adotadas Bandeiras Tarifárias Bandeira Verde Amarela Vermelha Acionar CMO + ESS_SE* < <= CMO + ESS_SE <350 CMO + ESS_SE >= 350 R$/MWh Impacto aproximado na tarifa média residencial nacional 0% 4,1% 8,2% *CMO - Custo Marginal de Operação; ESS_SE - Encargo de Serviço de Sistema por Segurança Energética

29 Medidas adotadas Situação verificada CONSUMIDORES Alteração dos limites do PLD Carga 100% contratada sinais de preços defasados. Mercado regulado (75%) com reajuste anual. Bandeiras Tarifárias em 2015; Previsão tarifária da exposição involuntária das distribuidoras. Expansão da oferta baseada em leilões de energia nova (PLD Máximo não é uma variável fundamental). Despacho centralizado geradores têm pouca gestão no curto prazo. Boa parte das exposições são involuntárias.

30 Medidas adotadas CONSUMIDORES Alteração dos limites do PLD Limite máximo. Nova térmica relevante: Mario Lago (CVU de R$ 388/MWh); Limite mínimo Baseado no custo das hidrelétricas que renovaram suas concessões (R$ 30,26/MWh) CMO PLD anterior PLD Atual

31 Objetivo Atual CONSUMIDORES Sustentabilidade do Setor elétrico Busca do realismo tarifário União deixa de aportar recursos na CDE

32 Audiência Pública ANEEL nº 7/2015: obter subsídios à proposta de metodologia simplificada a ser aplicada na RTE Cenário Atual CONSUMIDORES Revisão Tarifária Extraordinária Pleitos das distribuidoras motivados por: custos com Exposição Involuntária ao MCP; risco hidrológico dos Contratos de Cota de Garantia Física CCGF; Encargo de Serviço do Sistema por Segurança Energética; aumento dos custos de compra de energia em função do reajuste da tarifa de Itaipu, do resultado do 14º Leilão de Energia Existente e do 18º Leilão de Ajuste; e aumento da Quota de CDE.

33 Cenário Atual Decreto 8.401, de 2015 CONSUMIDORES Aprimoramento do mecanismo das Bandeiras Tarifárias Estabelece a Conta Centralizadora dos Recursos das Bandeiras Tarifárias CCRBT Bandeiras tarifárias deverão considerar as variações dos custos de geração por fonte termelétrica e da exposição aos preços de liquidação no MCP que afetam os agentes de distribuição Audiência Pública ANEEL nº 6/2015 Regulamentação da CCRBT Adicional da bandeira amarela: R$ 25/MWh Adicional da bandeira vermelha: R$ 55/MWh

34 Cenário Atual CONSUMIDORES Cotas Alocação de cotas de energia de usinas cujas concessões vencem em 2015 cobertura da exposição das distribuidoras ao mercado de curto prazo proporção do tamanho do mercado de cada companhia

35 Cenário Atual CONSUMIDORES Uso Eficiente de Energia Oportunidade para se intensificar as ações de conscientização e os projetos relacionadas ao uso racional de energia.

36 Proporcionando condições favoráveis para que o mercado de energia elétrica se desenvolva com equilíbrio entre os agentes e em benefício da sociedade. Obrigado!

Energia em Foco Estratégias e Dasafios para o Futuro

Energia em Foco Estratégias e Dasafios para o Futuro Energia em Foco Estratégias e Dasafios para o Futuro Cenário e Perspectivas para o Setor Elétrico Brasileiro Romeu Rufino Diretor Geral da ANEEL 28.08.2015 Mantenedores: 1 FGV Energia Ciclo de palestras

Leia mais

Tarifas CELPA. Audiência Pública CINDRA Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia

Tarifas CELPA. Audiência Pública CINDRA Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia Audiência Pública CINDRA Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia Tarifas CELPA Davi Antunes Lima Superintendente de Gestão Tarifária - ANEEL 22 de abril de 2015 Brasília

Leia mais

Outorga e Gestão de Empreendimentos de Transmissão

Outorga e Gestão de Empreendimentos de Transmissão Outorga e Gestão de Empreendimentos de Transmissão José Jurhosa Junior Diretor Foz do Iguaçu - PR 19/10/2015 Governança Setorial Políticas Congresso Nacional Presidência da República CNPE MME Regulação

Leia mais

Tiago de Barros Correia Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL. O SERVIÇO DE DISTRIBUIÇÃO DE ELETRICIDADE: Desafios de curto e médio prazo

Tiago de Barros Correia Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL. O SERVIÇO DE DISTRIBUIÇÃO DE ELETRICIDADE: Desafios de curto e médio prazo Tiago de Barros Correia Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL O SERVIÇO DE DISTRIBUIÇÃO DE ELETRICIDADE: Desafios de curto e médio prazo Roteiro Apresentação institucional As competências da ANEEL

Leia mais

PALESTRA INAUGURAL DO CURSO DE FORMAÇÃO DE ESPECIALISTAS DA ANEEL/2006. Jerson Kelman Diretor-Geral

PALESTRA INAUGURAL DO CURSO DE FORMAÇÃO DE ESPECIALISTAS DA ANEEL/2006. Jerson Kelman Diretor-Geral PALESTRA INAUGURAL DO CURSO DE FORMAÇÃO DE ESPECIALISTAS DA ANEEL/2006 Jerson Kelman Diretor-Geral Centro ESAF 16 de novembro de 2006 O que o investidor pede em função da percepção de risco Razão para

Leia mais

Capítulo: 3 Fundamentos do Processo Tarifário do Setor Elétrico Brasileiro

Capítulo: 3 Fundamentos do Processo Tarifário do Setor Elétrico Brasileiro Universidade Federal de Paraná Setor de Tecnologia Departamento de Engenharia Elétrica Capítulo: 3 Fundamentos do Processo Tarifário do Setor Elétrico Brasileiro Dr. Eng. Clodomiro Unsihuay Vila Curitiba-Brasil,

Leia mais

Case: a sobre contratação das distribuidoras, suas causas e seus efeitos

Case: a sobre contratação das distribuidoras, suas causas e seus efeitos Case: a sobre contratação das distribuidoras, suas causas e seus efeitos Fernando Umbria LPS Consultoria Energética LPS Sobras das distribuidoras As distribuidoras encontram-se com elevados excedentes

Leia mais

Eng. JOSIAS MATOS DE ARAÚJO Diretor-Presidente da Eletrobras Eletronorte 11 de novembro de 2013

Eng. JOSIAS MATOS DE ARAÚJO Diretor-Presidente da Eletrobras Eletronorte 11 de novembro de 2013 1 Eng. JOSIAS MATOS DE ARAÚJO Diretor-Presidente da Eletrobras Eletronorte 11 de novembro de 2013 2 Setor Elétrico Brasileiro Números do Setor Elétrico Brasileiro Geração Instalada: 124.386 MW Linhas de

Leia mais

Comercialização de Energia ACL e ACR

Comercialização de Energia ACL e ACR Comercialização de Energia ACL e ACR Capítulo 3 Mercado, Tarifas e Preços Prof. Alvaro Augusto W. de Almeida Universidade Tecnológica Federal do Paraná Departamento Acadêmico de Eletrotécnica alvaroaugusto@utfpr.edu.br

Leia mais

Comercialização de Energia ACL e ACR

Comercialização de Energia ACL e ACR Comercialização de Energia ACL e ACR Capítulo 3 Mercado, Tarifas e Preços Prof. Alvaro Augusto W. de Almeida Universidade Tecnológica Federal do Paraná Departamento Acadêmico de Eletrotécnica alvaroaugusto@utfpr.edu.br

Leia mais

SETOR ELÉTRICO Perspectivas do Regulador

SETOR ELÉTRICO Perspectivas do Regulador SETOR ELÉTRICO Perspectivas do Regulador Romeu Donizete Rufino Diretor Geral da ANEEL Agenda Papel da ANEEL como ente regulador Contexto Atual Perspectivas para o setor Revisão tarifária Estrutura Institucional

Leia mais

Governo, Concessionária e Consumidor: visões e preocupações regulatórias Camila Schoti Coordenadora Técnica 07/04/2015

Governo, Concessionária e Consumidor: visões e preocupações regulatórias Camila Schoti Coordenadora Técnica 07/04/2015 II Encontro Brasileiro de Regulação do Setor Elétrico Governo, Concessionária e Consumidor: visões e preocupações regulatórias Camila Schoti Coordenadora Técnica 07/04/2015 TWh Quem somos Fundada em agosto

Leia mais

Workshop Os Dilemas da Energia Elétrica Desdobramentos jurídicos da Conta de Desenvolvimento Energético

Workshop Os Dilemas da Energia Elétrica Desdobramentos jurídicos da Conta de Desenvolvimento Energético Workshop Os Dilemas da Energia Elétrica Desdobramentos jurídicos da Conta de Desenvolvimento Energético Quem somos 2 Paradoxo do Setor Elétrico O Brasil tem potencial extraordinário para a oferta de energia

Leia mais

11 de abril de Paulo Born Conselho de Administração

11 de abril de Paulo Born Conselho de Administração Operações do Mercado de Energia Evolução e Perspectiva Seminário FIEPE 11 de abril de 2013 Paulo Born Conselho de Administração Agenda Visão Geral do Mercado de Energia Governança e Ambientes de Comercialização

Leia mais

Perspectivas para as Tarifas de Energia no ACR em 2019

Perspectivas para as Tarifas de Energia no ACR em 2019 Perspectivas para as Tarifas de Energia no ACR em 2019 Aumento da Cota CDE-Uso em 2019 Apesar de o orçamento da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) para 2019 ter sido aprovado pela Aneel no mesmo

Leia mais

Audiência Pública de Fiscalização ENERGIPE. O Papel da ANEEL. 6 de outubro de 2004 Aracaju-SE. Eduardo Ellery Diretor

Audiência Pública de Fiscalização ENERGIPE. O Papel da ANEEL. 6 de outubro de 2004 Aracaju-SE. Eduardo Ellery Diretor Audiência Pública de Fiscalização ENERGIPE O Papel da ANEEL 6 de outubro de 2004 Aracaju-SE Eduardo Ellery Diretor Sumário O Papel da ANEEL I. Competências II. Características III. Relacionamento e participação

Leia mais

SISTEMA ELÉTRICO BRASILEIRO. O Equilíbrio entre o interesse público e a confiança dos mercados. O dilema do regulador

SISTEMA ELÉTRICO BRASILEIRO. O Equilíbrio entre o interesse público e a confiança dos mercados. O dilema do regulador SISTEMA ELÉTRICO BRASILEIRO O Equilíbrio entre o interesse público e a confiança dos mercados Ou O dilema do regulador Coimbra, fevereiro de 2015 2004 Novo marco regulatório - Compras das distribuidoras

Leia mais

Reunião Plenária da ABRAGE. Medidas anunciadas pelo Governo para alívio do caixa das distribuidoras

Reunião Plenária da ABRAGE. Medidas anunciadas pelo Governo para alívio do caixa das distribuidoras Reunião Plenária da ABRAGE Medidas anunciadas pelo Governo para alívio do caixa das distribuidoras 26/03/2014 Medidas de Apoio ao Setor Elétrico 1 ) Criação da Conta Centralizadora, denominada Conta-ACR.

Leia mais

Plano da Apresentação. Formação de preços de energia. Tarifas de Energia. Encargos setoriais.

Plano da Apresentação. Formação de preços de energia. Tarifas de Energia. Encargos setoriais. Plano da Apresentação Formação de preços de energia. Tarifas de Energia. Encargos setoriais. Uma característica atualmente importante do setor elétrico brasileiro é a separação entre commodity e serviços.

Leia mais

O mercado livre de energia elétrica e os aprendizados para o setor de gás

O mercado livre de energia elétrica e os aprendizados para o setor de gás O mercado livre de energia elétrica e os aprendizados para o setor de gás Seminário sobre Gás Natural e Regulação 11/12/2017 Solange David Vice-presidente do Conselho de Administração Agenda Governança

Leia mais

A Política de Tarifas Setor de Energia Elétrica

A Política de Tarifas Setor de Energia Elétrica A Política de Tarifas Setor de Energia Elétrica André Pepitone da Nóbrega Diretor-Ouvidor 27 de novembro de 2015 Vitória - ES Composição da tarifa de energia Mercado Regulado Tarifa Final de Energia Elétrica

Leia mais

Hélvio Neves Guerra. Seminário Agro em Questão Energias Renováveis: tornando a agropecuária mais sustentável e econômica

Hélvio Neves Guerra. Seminário Agro em Questão Energias Renováveis: tornando a agropecuária mais sustentável e econômica Seminário Agro em Questão Energias Renováveis: tornando a agropecuária mais sustentável e econômica Hélvio Neves Guerra Ministério de Minas e Energia Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético

Leia mais

2 Novo Modelo do Setor Elétrico Brasileiro

2 Novo Modelo do Setor Elétrico Brasileiro 2 Novo Modelo do Setor Elétrico Brasileiro Segundo a lei federal no. 10.848, esse novo modelo tem três objetivos principais: garantir a segurança no suprimento da energia elétrica, atingir a modicidade

Leia mais

Os Contratos e o Papel do Órgão Regulador

Os Contratos e o Papel do Órgão Regulador Federação das Indústrias do Estado de São Paulo FIESP 5º Encontro de Negócios de Energia Os Contratos e o Papel do Órgão Regulador 10 de agosto de 2004 São Paulo SP José Mário Miranda Abdo Diretor-Geral

Leia mais

REAJUSTE TARIFÁRIO 2014 CEMIG DISTRIBUIÇÃO SA

REAJUSTE TARIFÁRIO 2014 CEMIG DISTRIBUIÇÃO SA REAJUSTE TARIFÁRIO 2014 CEMIG DISTRIBUIÇÃO SA SUPERINTENDÊNCIA DE REGULAÇÃO ECONÔMICO FINANCEIRA RE GERÊNCIA DE TARIFAS RE/TF 07 DE ABRIL 2014 1 1/19 Esta apresentação foi elaborada pela CEMIG utilizando

Leia mais

Energia Natural Afluente Chuvas

Energia Natural Afluente Chuvas A estimativa de afluência (chuvas) para ao mês de março continua com vazões abaixo da média histórica (MLT) em todo o país. O índice de Energia Natural Afluente ENA esperado para o Sudeste/Centro-Oeste

Leia mais

Energia, o que esperar em 2.015

Energia, o que esperar em 2.015 Energia, o que esperar em 2.015 ABRAMAT Otávio Carneiro de Rezende Diretor Presidente Usina Hidrelétrica Ourinhos Surgimos para administrar a geração e o consumo do Grupo Votorantim. Hoje atendemos a diversos

Leia mais

Contratos por disponibilidade

Contratos por disponibilidade Contratos por disponibilidade Belo Horizonte, 28 de Maio 2012. Marcus Vinícius de Castro Lobato Primeiros leilões de energia no novo modelo: Não havia novas hidrelétricas para serem licitadas Criada a

Leia mais

III Seminário sobre a Matriz e Segurança Energética Brasileira

III Seminário sobre a Matriz e Segurança Energética Brasileira III Seminário sobre a Matriz e Segurança Energética Brasileira Painel II Setor elétrico: perspectivas do mercado, legislação, comercialização de energia e estratégia de precificação Cristopher Alexander

Leia mais

Integração Energética e os Desafios Regulatórios

Integração Energética e os Desafios Regulatórios Integração Energética e os Desafios Regulatórios Ivo Sechi Nazareno Superintendente Concessões, Permissões e Autorizações de Transmissão e Distribuição Foz do Iguaçu PR 27/11/2015 Organização do Setor

Leia mais

OS DESAFIOS DO SETOR ELÉTRICO. Brasília 29/07/2016 DELSON JOSÉ AMADOR

OS DESAFIOS DO SETOR ELÉTRICO. Brasília 29/07/2016 DELSON JOSÉ AMADOR OS DESAFIOS DO SETOR ELÉTRICO Brasília 29/07/2016 DELSON JOSÉ AMADOR UM POUCO DE HISTÓRIA * ATÉ A DÉCADA DE 1970 - REMUNERAÇÃO GARANTIDA : COMPUTADA NA TARIFA - EQUALIZAÇÃO TARIFÁRIA : AJUSTE NA REMUNERAÇÃO

Leia mais

Judicialização do setor elétrico e o impacto na tarifa

Judicialização do setor elétrico e o impacto na tarifa Judicialização do setor elétrico e o impacto na tarifa O Papel do Judiciário e a regulação Controle de legalidade e constitucionalidade dos atos administrativos; Respeitada a discricionariedade técnica

Leia mais

Papel e Perspectivas da CCEE para o Setor Elétrico Seminário Internacional Bolsa de Energia

Papel e Perspectivas da CCEE para o Setor Elétrico Seminário Internacional Bolsa de Energia Papel e Perspectivas da CCEE para o Setor Elétrico Seminário Internacional Bolsa de Energia ARY PINTO Conselheiro 28/02/2019 Agenda Sistema Elétrico Brasileiro e a CCEE Mercado Livre de Energia Elétrica

Leia mais

ANEXO I: EMENTA DA QUINTA PROVA DE CERTIFICAÇÃO ABRACEEL DE HABILITAÇÃO PARA EXERCÍCIO DE ATIVIDADE DE OPERADOR DO MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA (2016)

ANEXO I: EMENTA DA QUINTA PROVA DE CERTIFICAÇÃO ABRACEEL DE HABILITAÇÃO PARA EXERCÍCIO DE ATIVIDADE DE OPERADOR DO MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA (2016) ANEXO I: EMENTA DA QUINTA PROVA DE CERTIFICAÇÃO ABRACEEL DE HABILITAÇÃO PARA EXERCÍCIO DE ATIVIDADE DE OPERADOR DO MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA (2016) 1) Ambientes de Contratação de Energia (Peso 10) i.

Leia mais

Ricardo Lima 21 de Outubro de 2009

Ricardo Lima 21 de Outubro de 2009 Ricardo Lima 21 de Outubro de 2009 Agenda Quem somos Dificuldades Encargos Setoriais PDEE 2008-2017 Quem Somos Associação de grandes grupos industriais com objetivos comuns: Defesa da disponibilidade,

Leia mais

XIII Fórum Nacional de Energia e Meio Ambiente no Brasil. A atuação da CCEE como operadora do mercado brasileiro. 15 de agosto de 2012

XIII Fórum Nacional de Energia e Meio Ambiente no Brasil. A atuação da CCEE como operadora do mercado brasileiro. 15 de agosto de 2012 XIII Fórum Nacional de Energia e Meio Ambiente no Brasil A atuação da CCEE como operadora do mercado brasileiro 15 de agosto de 2012 Luiz Eduardo Barata Ferreira Presidente do Conselho de Administração

Leia mais

TÉRMINO DOS CONTRATOS DE CONCESSÃO DE GERAÇÃO Impacto Econômico das Alternativas

TÉRMINO DOS CONTRATOS DE CONCESSÃO DE GERAÇÃO Impacto Econômico das Alternativas TÉRMINO DOS CONTRATOS DE CONCESSÃO DE GERAÇÃO Impacto Econômico das Alternativas Mario Veiga mario@psr-inc.com Workshop sobre o Término do Prazo Contratual em Concessões no Setor Elétrico CNI, Brasília,

Leia mais

Peculiaridades do setor elétrico brasileiro

Peculiaridades do setor elétrico brasileiro Peculiaridades do setor elétrico brasileiro Dependência Hidráulica: o setor elétrico é extremamente dependente da disponibilidade de água para geração de energia Longas linhas de transmissão Sistema Interligado

Leia mais

1. SUMÁRIO EXECUTIVO. a. Prévia de Medição setembro/2015. b. Contabilização agosto/15

1. SUMÁRIO EXECUTIVO. a. Prévia de Medição setembro/2015. b. Contabilização agosto/15 O InfoMercado mensal apresenta os dados prévios da medição de setembro/15 e os principais resultados da contabilização das operações do mercado de energia elétrica em agosto/15. O boletim traz ainda um

Leia mais

POSiCIONAMENTO DA COGERAÇÃO NO NOVO MARCO REGULATÓRIO

POSiCIONAMENTO DA COGERAÇÃO NO NOVO MARCO REGULATÓRIO POSiCIONAMENTO DA COGERAÇÃO NO NOVO MARCO REGULATÓRIO Professor Adilson de Oliveira ROTEIRO PRINCÍPIOS DO NOVO MODELO CARACTERÍSTICAS BÁSICAS MERCADOS ELÉTRICOS PAPÉIS DESTINADOS AOS AGENTES NOVAS BARREIRAS

Leia mais

Perspectivas do Setor de Energia Elétrica

Perspectivas do Setor de Energia Elétrica Perspectivas do Setor de Energia Elétrica Palestra Apimec RJ 19/set/2011 Leonardo Lima Gomes Agenda 1. Visão Geral do Setor 2. Mercado de Energia Elétrica 3. Perspectivas Desenvolvimento Mercado 4. Perspectivas

Leia mais

3o. Encontro de Conselhos de Consumidores da Região Sul

3o. Encontro de Conselhos de Consumidores da Região Sul 3o. Encontro de Conselhos de Consumidores da Região Sul PRIME ENERGIA, Consultoria e Serviços Ltda Reni Antonio da Silva Foz do Iguaçu, 21 de agosto de 2014 O Setor Elétrico Brasileiro 2 O mundo moderno

Leia mais

BANDEIRAS TARIFÁRIAS. Superintendência de Gestão Tarifária SGT/ANEEL

BANDEIRAS TARIFÁRIAS. Superintendência de Gestão Tarifária SGT/ANEEL Superintendência de Gestão Tarifária SGT/ANEEL Brasília, 09 de abril de 2015 SINAL ECONÔMICO DA TE INÍCIO DOS ESTUDOS DAS BANDEIRAS TARIFÁRIAS: AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 120/2010: Aperfeiçoamento da Estrutura

Leia mais

TÉRMINO DOS CONTRATOS DE CONCESSÃO DE GERAÇÃO Impacto Econômico das Alternativas

TÉRMINO DOS CONTRATOS DE CONCESSÃO DE GERAÇÃO Impacto Econômico das Alternativas TÉRMINO DOS CONTRATOS DE CONCESSÃO DE GERAÇÃO Impacto Econômico das Alternativas ti Mario Veiga mario@psr-inc.com Workshop sobre o Término do Prazo Contratual t em Concessões no Setor Elétrico CNI, Brasília,

Leia mais

ENASE 2017 O modelo setorial, o consumidor e o futuro setor elétrico A ótica do Regulador

ENASE 2017 O modelo setorial, o consumidor e o futuro setor elétrico A ótica do Regulador ROMEU DONIZETE RUFINO DIRETOR - GERAL DA ANEEL ENASE 2017 O modelo setorial, o consumidor e o futuro setor elétrico A ótica do Regulador Rio de Janeiro, 17 de maio de 2017 CONSUMIDOR MAIS ATIVO INOVAÇÃO

Leia mais

1. SUMÁRIO EXECUTIVO R$ 388,48/MWh R$ 121/MWh 369,23/MWh R$ 123 milhões R$ 536 milhões R$ 2,532 bilhões

1. SUMÁRIO EXECUTIVO R$ 388,48/MWh R$ 121/MWh 369,23/MWh R$ 123 milhões R$ 536 milhões R$ 2,532 bilhões O InfoMercado mensal apresenta os dados prévios da medição de junho/15 e os principais resultados da contabilização das operações do mercado de energia elétrica em maio/15. O boletim traz ainda um relatório

Leia mais

Tarifas de Energia. Em resumo, tarifa de energia elétrica dos consumidores cativos é, de forma um pouco mais detalhada, constituída por:

Tarifas de Energia. Em resumo, tarifa de energia elétrica dos consumidores cativos é, de forma um pouco mais detalhada, constituída por: Tarifas de Energia O que é a tarifa de energia? Simplificadamente, a tarifa de energia é o preço cobrado por unidade de energia (R$/kWh). Em essência, é de se esperar que o preço da energia elétrica seja

Leia mais

Repactuação do Risco Hidrológico MP nº 688/2015

Repactuação do Risco Hidrológico MP nº 688/2015 Repactuação do Risco Hidrológico MP nº 688/2015 Lei nº 10.848/2004 (Redação Original) Art. 2 o... 1 o Na contratação regulada, os riscos hidrológicos serão assumidos conforme as seguintes modalidades contratuais:

Leia mais

Visão Geral das Operações na CCEE. Junho/2015

Visão Geral das Operações na CCEE. Junho/2015 Visão Geral das Operações na CCEE Junho/2015 1. Visão do Sistema Elétrico 2. Modelo Institucional 3. Comercialização de Energia do SIN 4. Principais Regras de Comercialização 1. Visão do Sistema Elétrico

Leia mais

ANEXO I: EMENTA DA OITAVA PROVA DE CERTIFICAÇÃO ABRACEEL DE HABILITAÇÃO PARA EXERCÍCIO DE ATIVIDADE DE OPERADOR DO MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA (2019)

ANEXO I: EMENTA DA OITAVA PROVA DE CERTIFICAÇÃO ABRACEEL DE HABILITAÇÃO PARA EXERCÍCIO DE ATIVIDADE DE OPERADOR DO MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA (2019) ANEXO I: EMENTA DA OITAVA PROVA DE CERTIFICAÇÃO ABRACEEL DE HABILITAÇÃO PARA EXERCÍCIO DE ATIVIDADE DE OPERADOR DO MERCADO DE ENERGIA ELÉTRICA (2019) 1) Ambientes de Contratação de Energia (Peso 17) i.

Leia mais

ESTRUTURA DO SEP BRASILEIRO. Profa. Patricia Romeiro da Silva Jota

ESTRUTURA DO SEP BRASILEIRO. Profa. Patricia Romeiro da Silva Jota Fonte: Notas de aula dos Profs Carlos Castro e Ruth P.S. Leão ESTRUTURA DO SEP BRASILEIRO 1 Profa. Patricia Romeiro da Silva Jota a) Conselho Nacional de Política Energética CNPE Órgão de assessoramento

Leia mais

Marcos Bragatto Superintendente de Regulação da Comercialização da Eletricidade. São Paulo SP 26 de maio de 2011

Marcos Bragatto Superintendente de Regulação da Comercialização da Eletricidade. São Paulo SP 26 de maio de 2011 Marcos Bragatto Superintendente de Regulação da Comercialização da Eletricidade São Paulo SP 26 de maio de 2011 Missão da ANEEL Proporcionar condições favoráveis para que o mercado de energia elétrica

Leia mais

Companhia Energética de Minas Gerais. Condição Atual do Setor Elétrico. Luiz Fernando Rolla

Companhia Energética de Minas Gerais. Condição Atual do Setor Elétrico. Luiz Fernando Rolla Companhia Energética de Minas Gerais Condição Atual do Setor Elétrico Luiz Fernando Rolla Ativos de qualidade superior #1 Distribuidora de energia* + #2 Maior grupo de transmissão + #3 Maior grupo de geração

Leia mais

3 º Encontro dos Conselhos de Consumidores. Copel Distribuição S.A.

3 º Encontro dos Conselhos de Consumidores. Copel Distribuição S.A. 2014 3 º Encontro dos Conselhos de Consumidores Copel Distribuição S.A. Agenda 1. Contextualização Estrutura da Copel Sistema Elétrico Composição Tarifária 2. Entenda a atual crise no setor elétrico Base

Leia mais

A Importância Relevância dos Encargos nas Tarifas

A Importância Relevância dos Encargos nas Tarifas A Importância Relevância dos Encargos nas Tarifas Marcos Vinícius Gusmão Conselheiro, ABRACE São Paulo, Brasil Energia Elétrica: Panorama mundial 160 140 US$/MWh 120 100 80 60 40 20 0 1995 2000 2005 2008

Leia mais

O PLD da 5ª semana de Novembro foi republicado devido a um erro de entrada de dado no Modelo:

O PLD da 5ª semana de Novembro foi republicado devido a um erro de entrada de dado no Modelo: 02 2 3 PLD (Preço de Liquidação das Diferenças) PLD - ª Semana de Dezembro de 203 Dezembro (30..203 a 06.2.203) PLD médio PLD médio 2 R$/MWh Sudeste Sul Nordeste Norte Sudeste 309,49 309,33 Pesada 33,8

Leia mais

Resolução ANEEL 514/ Alocação de Cotas de Garantia Física de Energia e Potência. Reunião ABRAGE 28/11/2012

Resolução ANEEL 514/ Alocação de Cotas de Garantia Física de Energia e Potência. Reunião ABRAGE 28/11/2012 Resolução ANEEL 514/2012 - Alocação de Cotas de Garantia Física de Energia e Potência Reunião ABRAGE 28/11/2012 Alocação das Cotas (AP 090/2012) Objetivos: manter inalterado o nível de contratação das

Leia mais

O COMERCIALIZADOR E A GERAÇÃO DISTRIBUÍDA NO NOVO PANORAMA DO SETOR ELÉTRICO. Walfrido Avila - 06/2002

O COMERCIALIZADOR E A GERAÇÃO DISTRIBUÍDA NO NOVO PANORAMA DO SETOR ELÉTRICO. Walfrido Avila - 06/2002 O COMERCIALIZADOR E A GERAÇÃO DISTRIBUÍDA NO NOVO PANORAMA DO SETOR ELÉTRICO Walfrido Avila - 06/2002 1 1 - CENÁRIOS DE EVOLUÇÃO DO SISTEMA INTERLIGADO CENÁRIO DE REFERÊNCIA (1) Critérios com base na Resolução

Leia mais

CONSULTA PUBLICA (CP) 33 NOTA TÉCNICA Nº 5/2017/AEREG/SE

CONSULTA PUBLICA (CP) 33 NOTA TÉCNICA Nº 5/2017/AEREG/SE CONSULTA PUBLICA (CP) 33 NOTA TÉCNICA Nº 5/2017/AEREG/SE A CONSULTA Continuidade à Consulta Pública nº 21, de 2016; Propõe se submissão de proposta de aprimoramento do marco legal do setor elétrico em

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.805, DE 14 DE SETEMBRO DE 2012 A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput, inciso

Leia mais

Seminário Internacional Desafios do Setor Elétrico. O Setor de Transmissão no Brasil. Reynaldo Passanezi Filho. Lisboa, 23 de Janeiro de 2017

Seminário Internacional Desafios do Setor Elétrico. O Setor de Transmissão no Brasil. Reynaldo Passanezi Filho. Lisboa, 23 de Janeiro de 2017 Seminário Internacional Desafios do Setor Elétrico O Setor de Transmissão no Brasil Reynaldo Passanezi Filho Lisboa, 23 de Janeiro de 2017 1. A CTEEP 2. Visão Geral do Setor de Transmissão no Brasil ÍNDICE

Leia mais

III Conferência Nacional de PCH e CGH Cenário atual e Agenda Regulatória Efrain Pereira da Cruz

III Conferência Nacional de PCH e CGH Cenário atual e Agenda Regulatória Efrain Pereira da Cruz III Conferência Nacional de PCH e CGH Cenário atual e Agenda Regulatória Efrain Pereira da Cruz Diretor Curitiba, 10 de maio de 2019 Cenário Atual: Capacidade instalada e participação das CGH s e PCH s

Leia mais

Seminário P&D Instrumentalização dos Conselhos de Consumidores de Energia Elétrica

Seminário P&D Instrumentalização dos Conselhos de Consumidores de Energia Elétrica André Ruelli Superintendente de Mediação Administrativa, Ouvidoria Setorial e Participação Pública - SMA Seminário P&D Instrumentalização dos Conselhos de Consumidores de Energia Elétrica Brasília, 12

Leia mais

1. SUMÁRIO EXECUTIVO. O Mecanismo de Realocação de Energia (MRE) encerrou janeiro/2015 com um fator de ajuste de 80,6%.

1. SUMÁRIO EXECUTIVO. O Mecanismo de Realocação de Energia (MRE) encerrou janeiro/2015 com um fator de ajuste de 80,6%. O InfoMercado mensal apresenta os dados da prévia de medição de fevereiro/15 e os principais resultados da contabilização das operações do mercado de energia elétrica em janeiro/15. Este boletim traz um

Leia mais

Utilities Day Santander São Paulo, Fevereiro de 2016

Utilities Day Santander São Paulo, Fevereiro de 2016 Utilities Day Santander São Paulo, Fevereiro de 2016 1 Fluxos nos Sistemas de Potência O fluxo dos elétrons Baseado em Leis Universais: - Kirchhoff's - Ohm s - Gauss s - Equações de Maxwell - Equações

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2016 SENADO FEDERAL

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2016 SENADO FEDERAL PRESTAÇÃO DE CONTAS 2016 SENADO FEDERAL Prestação de Contas ANEEL Comissão de Infraestrutura do Senado Federação (CI) 2016 Brasília - DF 15 de junho de 2016 Diretoria Colegiada da ANEEL ESTRUTURA INSTITUCIONAL

Leia mais

2 Sistema Elétrico Brasileiro

2 Sistema Elétrico Brasileiro 2 Sistema Elétrico Brasileiro O setor elétrico brasileiro passou por diversas mudanças nos últimos anos. Tais mudanças foram necessárias para viabilizar a expansão da capacidade de geração e acompanhar

Leia mais

Expectativas para as Tarifas de Energia no ACR 2018 e de outubro de 2018

Expectativas para as Tarifas de Energia no ACR 2018 e de outubro de 2018 Expectativas para as Tarifas de Energia no ACR 2018 e 2019 3 de outubro de 2018 Variação média das Tarifas em 2018 15,1% 9,5 pp 4,4 pp 2,7 pp Principais Efeitos Observações: Compra de Energia Mais do que

Leia mais

Painel Mercado Visão de cada segmento do mercado Cenário Atual Problemas - Propostas de ajuste no modelo setorial

Painel Mercado Visão de cada segmento do mercado Cenário Atual Problemas - Propostas de ajuste no modelo setorial 1 Painel Mercado Visão de cada segmento do mercado Cenário Atual Problemas - Propostas de ajuste no modelo setorial 2 Fundada em Março de 2006 40 Associados e Apoiadores; Setor Industrial, Comercial, Prestação

Leia mais

Antônio Carlos Fraga Machado Conselheiro de Administração - CCEE

Antônio Carlos Fraga Machado Conselheiro de Administração - CCEE Painel 3 - INTEGRAÇÃO NO MERCOSUL Seminário Internacional de Integração Elétrica da América do Sul 7 de agosto de 2012 Antônio Carlos Fraga Machado Conselheiro de Administração - CCEE Sistema Interligado

Leia mais

NOVA REGULAÇÃO PARA GERENCIAMENTO DAS PERDAS DE ENERGIA. Rio de Janeiro,25 de setembro 2006

NOVA REGULAÇÃO PARA GERENCIAMENTO DAS PERDAS DE ENERGIA. Rio de Janeiro,25 de setembro 2006 NOVA REGULAÇÃO PARA GERENCIAMENTO DAS PERDAS DE ENERGIA Metering Latin America 2006 Rio de Janeiro,25 de setembro 2006 Ricardo Vidinich Superintendente de Regulação da Comercialização da Eletricidade OBJETIVO

Leia mais

Perspectivas do Setor Elétrico 2018 a 2022 A ótica do Mercado

Perspectivas do Setor Elétrico 2018 a 2022 A ótica do Mercado Perspectivas do Setor Elétrico 2018 a 2022 A ótica do Mercado Reunião Plenária da ABRAGE Rui Altieri Presidente do Conselho de Administração 20/09/18 Grandes números CCEE e mercado de energia elétrica

Leia mais

Aperfeiçoamentos do Mercado de Geração Hídrica Workshop de Infraestrutura

Aperfeiçoamentos do Mercado de Geração Hídrica Workshop de Infraestrutura Aperfeiçoamentos do Mercado de Geração Hídrica Workshop de Infraestrutura Rodrigo Limp DIRETOR DA ANEEL São Paulo, 20 de março de 2019 Sistema Elétrico Brasileiro O Brasil adotou o modelo de despacho centralizado

Leia mais

RELATÓRIO SEMANAL 21 A 27 DE AGOSTO/2018

RELATÓRIO SEMANAL 21 A 27 DE AGOSTO/2018 RELATÓRIO SEMANAL 21 A 27 DE AGOSTO/ ACONTECEU PROPOSTA ALTERAÇÃO NO CÁLCULO DE RECEITA TETO DOS LEILÕES DE TRANSMISSÃO Instaurada a Audiência Pública n. 39/, tendo como objetivo o aprimoramento da estrutura

Leia mais

Excelência Energética

Excelência Energética ACONTECEU CMSE AFASTA RISCO DE DÉFICIT DE ENERGIA PARA Em reunião no dia 7 de março, o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) analisou as condições de suprimento eletroenergético em todo o território

Leia mais

Panorama do Setor Elétrico Brasileiro. Adriano Pires Janeiro/2015

Panorama do Setor Elétrico Brasileiro. Adriano Pires Janeiro/2015 Panorama do Setor Elétrico Brasileiro Adriano Pires Janeiro/2015 1 Índice Contextualização e Perspectivas para o Setor Elétrico: Mudança no perfil do setor elétrico Questão regulatória (MP 579) Momento

Leia mais

3º Ciclo Revisões Tarifárias Periódicas

3º Ciclo Revisões Tarifárias Periódicas 8 02 3 PLD (Preço de Liquidação das Diferenças) 4ª Semana de Fevereiro de 203 Fevereiro (6.02.203 a 22.02.203) PLD médio PLD médio 2 R$/MWh Sudeste Sul Nordeste Norte Sudeste 87,88 93,57 Pesada 27,60 27,60

Leia mais

Maio / CCEE Papéis e Responsabilidades

Maio / CCEE Papéis e Responsabilidades Maio / 2005 CCEE Papéis e Responsabilidades Sistema Elétrico Brasileiro (Interligado) Dimensões Continentais Sofisticado Sistema de Supervisão e Controle Integrado Capacidade Instalada (dez/03) Hidráulica:

Leia mais

ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE DE SÃO PAULO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº / NIRE nº

ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE DE SÃO PAULO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº / NIRE nº ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE DE SÃO PAULO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº. 61.695.227/0001-93 NIRE nº. 35.300.050.274 FATO RELEVANTE A administração da ELETROPAULO METROPOLITANA ELETRICIDADE

Leia mais

Procedimentos para registro de CGH

Procedimentos para registro de CGH Hélvio Neves Guerra Superintendente de Concessões e Autorizações de Geração Felipe Maruff Dib Especialista em Regulação Procedimentos para registro de CGH Curitiba-PR, Cidade-UF, 28/3/2017 Data Estrutura

Leia mais

Abertura do Mercado. Brasília, 11 de dezembro de 2018.

Abertura do Mercado. Brasília, 11 de dezembro de 2018. Abertura do Mercado Brasília, 11 de dezembro de 2018. ABRACEEL 97 Associados Histórico A origem do mercado livre no Brasil O mercado livre de energia elétrica foi criado há 23 anos pela Lei 9.074, publicada

Leia mais

RELATÓRIO SEMANAL 08 A 12 DE JULHO DE 2013 ACONTECEU

RELATÓRIO SEMANAL 08 A 12 DE JULHO DE 2013 ACONTECEU ACONTECEU Lei n. 12.839 - CDE. Editada a Lei n. 12.839/ que promove inclusões e alterações em importantes leis do setor elétrico brasileiro, principalmente nas Leis n. 10.438/2002, n. 10.848/2004 e 9.074/1995.

Leia mais

Apresentação Corporativa Bradesco BBI 17 de Agosto de /05

Apresentação Corporativa Bradesco BBI 17 de Agosto de /05 Apresentação Corporativa Bradesco BBI 17 de Agosto de 2016 13/05 AES Corporation Uma Companhia Global Gás Natural e Usinas Termelétricas 25,9 GW de capacidade instalada 36 GW de capacidade Instalada Atendendo

Leia mais

Novas do Mercado de Energia

Novas do Mercado de Energia Novas do Mercado de Energia Paulo Sérgio Javorski Diretor de Mercado de Energia CPFL Comercialização Brasil S.A. São Paulo, 05 de agosto de 2012 CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. Novas do

Leia mais

XXXII ENCONSEL Visão do Órgão Regulador sobre a Concessão

XXXII ENCONSEL Visão do Órgão Regulador sobre a Concessão XXXII ENCONSEL Visão do Órgão Regulador sobre a Concessão Aspectos Institucionais Autonomia Transparência Participação pública Decisões técnicas amparadas por análise de impacto Última instância administrativa

Leia mais

Roteiro. I. Apresentação da ABRAGE. II. O Novo Modelo do Setor Elétrico. III. Leilões de Energia. IV. Expansão da Oferta

Roteiro. I. Apresentação da ABRAGE. II. O Novo Modelo do Setor Elétrico. III. Leilões de Energia. IV. Expansão da Oferta Seminário Cenários da Energia O Desafio para as Concessionárias Frente ao Atual Modelo do Setor Elétrico 01 de junho de 2005 Flávio Antônio Neiva Roteiro I. Apresentação da ABRAGE II. O Novo Modelo do

Leia mais

III Seminário Internacional Desafios da Regulação no Setor Elétrico

III Seminário Internacional Desafios da Regulação no Setor Elétrico III Seminário Internacional Desafios da Regulação no Setor Elétrico Regulação da Distribuição em Portugal e no Brasil Principais Riscos Regulatórios João Aguiar Presidente Compra de energia para venda

Leia mais

Workshop: Smart Grids e Redes em Desenvolvimento Intermédio: Problemas Técnicos e Questões Regulatórias Vitor L. de Matos, D. Eng.

Workshop: Smart Grids e Redes em Desenvolvimento Intermédio: Problemas Técnicos e Questões Regulatórias Vitor L. de Matos, D. Eng. Workshop: Smart Grids e Redes em Desenvolvimento Intermédio: Problemas Técnicos e Questões Regulatórias Vitor L. de Matos, D. Eng. VII Conferência Anual da RELOP Praia, Cabo Verde 04 e 05/09/2014 Workshop:

Leia mais

Excelência Energética

Excelência Energética 12 A 23 DE JUNHO DE ACONTECEU DECISÃO JUDICIAL SUSPENDE COBRANÇA DE R$ 9 BILHÕES DE INDENIZAÇÕES ÀS TRANSMISSORAS Em cumprimento à decisão liminar do Processo Judicial da 5º Vara Federal de Brasilia, movido

Leia mais

Proposta de Solução Estrutural do GSF. Workshop FIESP 20 de março de 2019

Proposta de Solução Estrutural do GSF. Workshop FIESP 20 de março de 2019 Proposta de Solução Estrutural do GSF Workshop FIESP 20 de março de 2019 % da potência instalada Participação das Fontes na Matriz 70 60 50 64 63 63 63 62 59 57 55 53 51 40 30 20 10 0 24 25 26 28 28 22

Leia mais

Evolução dos Contratos de Energia nas últimas décadas e os Recursos Naturais

Evolução dos Contratos de Energia nas últimas décadas e os Recursos Naturais Evolução dos Contratos de Energia nas últimas décadas e os Recursos Naturais 6º Painel - Direito da Concorrência e a Regulação Setorial harmonização e discordâncias Visão da Comercialização de Energia

Leia mais

PROPOSTA DE APRIMORAMENTO DO SETOR ELÉTRICO BRASILEIRO: EVOLUÇÃO DO MODELO REGULATÓRIO DO SETOR ELÉTRICO

PROPOSTA DE APRIMORAMENTO DO SETOR ELÉTRICO BRASILEIRO: EVOLUÇÃO DO MODELO REGULATÓRIO DO SETOR ELÉTRICO PROPOSTA DE APRIMORAMENTO DO SETOR ELÉTRICO BRASILEIRO: EVOLUÇÃO DO MODELO REGULATÓRIO DO SETOR ELÉTRICO Isabel Lustosa CONTEXTUALIZAÇÃO DA PROPOSTA DA CONSULTA PÚBLICA Nº 33/2017: ÍNDICE OS PRIMEIROS

Leia mais

O Papel da ANEEL no Abastecimento de Energia Elétrica

O Papel da ANEEL no Abastecimento de Energia Elétrica ABINEE TEC 2003 O Papel da ANEEL no Abastecimento de Energia Elétrica 7 de outubro de 2003 São Paulo SP José Mário Miranda Abdo Diretor Geral O papel da ANEEL no abastecimento de energia elétrica Papéis

Leia mais

RISCO HIDROLÓGICO, MRE E GSF

RISCO HIDROLÓGICO, MRE E GSF RISCO HIDROLÓGICO, MRE E GSF Camila Rodrigues Advogada da Justen, Pereira, Oliveira & Talamini A matriz elétrica brasileira tem como principal fonte geradora a hidráulica. A utilização do fluxo da água

Leia mais

2 O setor elétrico brasileiro

2 O setor elétrico brasileiro 2 O setor elétrico brasileiro O setor elétrico divide-se basicamente quatro segmentos: geração, transmissão, distribuição e comercialização. A geração de energia é composta por centrais hidrelétricas ou

Leia mais

CRISE ENERGÉTICA QUANTO CUSTARÁ À INDÚSTRIA?

CRISE ENERGÉTICA QUANTO CUSTARÁ À INDÚSTRIA? CRISE ENERGÉTICA QUANTO CUSTARÁ À INDÚSTRIA? Mario Veiga mario@psr-inc,com Rio, 29 de agosto de 2014 1 A tempestade perfeita (1) Em dezembro de 2012, venceram 8.600 MW médios em contratos das distribuidoras

Leia mais

RESULTADOS DA CONTABILIZAÇÃO - FEV/15

RESULTADOS DA CONTABILIZAÇÃO - FEV/15 O InfoMercado mensal apresenta os dados da prévia de medição de março/15 e os principais resultados da contabilização das operações do mercado de energia elétrica em fevereiro/15. Este boletim traz um

Leia mais

IV Simpósio Jurídico das Empresas do Setor Elétrico Aspectos jurídicos da contratação no âmbito da CCEE

IV Simpósio Jurídico das Empresas do Setor Elétrico Aspectos jurídicos da contratação no âmbito da CCEE IV Simpósio Jurídico das Empresas do Setor Elétrico Aspectos jurídicos da contratação no âmbito da CCEE Solange David Gerente Jurídica, março de 2012 I - Introdução: Principais discussões legais existentes

Leia mais

Sistemáticas dos Leilões

Sistemáticas dos Leilões VIII Conferência Anual da RELOP Sistemáticas dos Leilões José Jurhosa Junior Diretor São Tomé 2 de setembro de 2015 Contexto atual Geração Aumento de 44% da capacidade instalada nos últimos 10 anos. Uma

Leia mais