Arranque das Comemorações 9 de Abril de 2006

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Arranque das Comemorações 9 de Abril de 2006"

Transcrição

1 Arranque das Comemorações 9 de Abril de 2006 SESSÃO SOLENE Discurso do Presidente da Direcção Excelentíssimas Senhoras e Senhores: 1. Em primeiro lugar, em nome dos Corpos Sociais, do Corpo Activo e do seu Comando, quero dar as boas vindas e agradecer as presenças de todos, que atendendo aos cargos de que são titulares, são bem representativas e demonstrativas do nosso valor e do nosso trabalho. Ao responderem, com a comparência, aos nossos convites estão a manifestar-nos, não só o reconhecimento do mérito da nossa actividade, mas também a transmitir-nos uma mensagem de apoio futuro. 2. Estamos hoje aqui para dar início às comemorações duma efeméride de enorme significado para a autonomia jurídica dos Bombeiros Voluntários de Melres: 24 de Novembro, dia em que se completarão 25 anos de vida da nossa Associação. Porém, neste ano de 2006 completa-se 31 anos de funcionamento de Bombeiros em Melres, tendo sido uma filial dos B. V. Gondomar entre 1975 e Pág.1/6

2 Esta é, também, uma data de grande significado para as populações de Melres e das freguesias vizinhas, e diria até, um dia com muito conteúdo para o próprio concelho de Gondomar, e porque não dizê-lo, mesmo para o Distrito do Porto, o que se comprova aqui hoje através da sua presença amiga e dos seus mais dignos representantes. Assim, decidimos comemorar as Bodas de Prata da nossa Associação realizando este ano, a partir de hoje, vários eventos, cujo resumo se encontra à vossa disposição na pequena brochura que foi distribuída. 3. Ainda que consideremos muito importantes todas as actividades previstas, destacamos a publicação do Livro 25 Anos, com a história dos Bombeiros de Melres, e não só. Escrito por um dos sócios mais antigos, melrense e com experiência literária, Dr. Joaquim Soares, encontra-se pronto para ser impresso, faltando apenas a resposta favorável de alguns eventuais patrocinadores. Este livro será distribuído durante um jantar de angariação de fundos, PAGO pelos convidados, a realizar no dia 27 de Maio. Esperamos também que o Dia Municipal do Bombeiro se venha a realizar, este ano, em Melres. Pág.2/6

3 Confiamos em que todos os senhores, e os vossos amigos e conhecidos não presentes nesta cerimónia, nos apoiarão nas comemorações que agora se iniciam, estando presentes nas várias realizações previstas e, se possível, relativamente às Entidades Públicas e às Empresas, além da comparência contamos com o reforço dos apoios financeiros. 4. Como reconhecimento a algumas pessoas que se têm distinguido durante estes 25 anos, não podemos oferecer mais nada a não ser os nossos sinceros agradecimentos, alguns louvores e os nossos serviços a quem deles precise (que desejamos que nunca necessitem). 5. Assim, decidimos distinguir, pelos serviços prestados, alguns sócios e não sócios, atribuindo, na Assembleia-geral realizada no passado dia 31/Março, o título de sócio honorário a quem vamos entregar os respectivos diplomas, às seguintes pessoas, que peço que se aproximem da Mesa: Sócio nº2 Sr. Eng. Agostinho Vieira Cruz, Sócio nº3 Sr. José Henrique Martins Alves, Sócio nº10 Sr. Cdt. Manuel Joaquim Teixeira Viana, Sócio nº72 Sr. Eng. Manuel Américo Castro Silva, Sócio nº73 Sr. Dr. Manuel David Gonçalves Rocha, Pág.3/6

4 - Sr.ª. Eng.ª. Margarida Martins Alves, - Sr. Joaquim Santos Viana. Para fazer a entrega dos respectivos Diplomas peço a colaboração de: Sr.ª. Governadora Civil, Sr. Presidente da C. M. Gondomar, Sr. Comandante Distrital do Porto, Sr. Presidente da Federação de Bombeiros do Distrito do Porto, Sr. Presidente da Junta de Freguesia de Melres, Sr. Vereador da protecção Civil Sr. Presidente da Junta de Freguesia do Covelo 6. Uma palavra de agradecimento a todos os Familiares dos nossos Bombeiros, com farda e sem farda, pelos sacrifícios a que têm sido sujeitos e pelas ausências que têm sofrido, quando aqueles estão em serviço da nossa Associação, muitas vezes correndo perigo de perda das suas vidas, para salvarem as de terceiros ou os bens destes. 7. O nosso reconhecimento àqueles que durante todos estes anos, e alguns já há mais de 30, têm servido das mais diversas formas a causa dos Bombeiros, seja no Corpo Activo, seja nos Corpos Sociais, ou simplesmente como funcionários da Associação. Pág.4/6

5 8. Quero agradecer os apoios que de todos, em geral, a nossa Associação tem recebido. Porém, não posso deixar de destacar os apoios financeiros de algumas entidades particulares, individuais e colectivas, da nossa área de actuação (como, por ex., a Central Térmica de co-geração da Tapada do Outeiro), assim como dos Organismos Públicos (juntas de freguesia e SNBPC). 9. Por último, tenho de evidenciar, com a classificação de excelente, todos os apoios, nas diversas formas concedidos, desde há vários anos, pela Câmara Municipal de Gondomar, sob a presidência do Exmº. Senhor Major Valentim Loureiro. E não se pense que eles têm sido pequenos! A existência dos subsídios ordinários, pagos regular e pontualmente, todos os meses, é que têm possibilitado a manutenção de bombeiros, que são funcionários durante o dia, que asseguram os serviços urgentes neste horário. Já lá vão os tempos em que era possível a comparência de bombeiros, não profissionalizados, durante o dia. Actualmente, devido às distâncias aos locais de trabalho, no caso concreto de Melres, no horário diurno tal só é possível aos fins-desemana e nos períodos das suas férias. E os subsídios extraordinários atribuídos, e pagos, pela nossa Câmara, destinados à comparticipação na aquisição de viaturas, na formação do Corpo Activo, nas obras e manutenção dos edifícios, na compra de fardamentos e de outros equipamentos de Pág.5/6

6 protecção e socorro, têm sido o complemento financeiro indispensável a um razoável funcionamento do Corpo Activo, quanto a meios e recursos, humanos e materiais. Estas ajudas financeiras têm permitido uma sua utilização mais eficiente e possibilitam uma maior eficácia nos resultados das actuações do Corpo de Bombeiros de Melres. Mas, claro está, ainda não são suficientes e continuaremos a pedir o aumento das actuais comparticipações, dentro das limitações orçamentais da Câmara, que nós também compreendemos. Muito obrigado Senhor Presidente da Câmara, Senhor Major Valentim Loureiro. A todos, em meu nome pessoal e de toda a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Melres, agradeço a vossa presença e faço Votos de uma Páscoa Feliz na companhia das vossas famílias. Rui Alberto Nunes Teixeira (Presidente da Direcção da A. H. B.V. Melres) FIM Pág.6/6

Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Melres

Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Melres Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Melres Regulamento da FANFARRA Artigo 1.º Denominação Ao abrigo do parágrafo único do artigo segundo dos seus Estatutos, a Associação Humanitária de Bombeiros

Leia mais

REGULAMENTO DE MEDALHAS MUNICIPAIS. Capítulo I. Das Medalhas Municipais. Secção I. Generalidades. Secção II. Da Medalha de Honra da Cidade

REGULAMENTO DE MEDALHAS MUNICIPAIS. Capítulo I. Das Medalhas Municipais. Secção I. Generalidades. Secção II. Da Medalha de Honra da Cidade REGULAMENTO DE MEDALHAS MUNICIPAIS Capítulo I Das Medalhas Municipais Secção I Generalidades Artigo 1º - As Medalhas atribuídas pela Câmara Municipal do Funchal são: a) - Medalha de Honra da Cidade; b)

Leia mais

Muito bom dia a todos. Muito obrigado pela Vossa presença.

Muito bom dia a todos. Muito obrigado pela Vossa presença. Muito bom dia a todos. Muito obrigado pela Vossa presença. Senhor Vereador Dr. Jorge Alves, em representação do Senhor Presidente da Camara Municipal de Coimbra, demais entidades civis, e militares, caros

Leia mais

Senhor Secretário de Estado da Administração Interna Excelência Senhores Presidente da Assembleia Municipal de Carregal do Sal Presidente da

Senhor Secretário de Estado da Administração Interna Excelência Senhores Presidente da Assembleia Municipal de Carregal do Sal Presidente da Senhor Secretário de Estado da Administração Interna Excelência Senhores Presidente da Assembleia Municipal de Carregal do Sal Presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil Comandante Operacional

Leia mais

Transcrições do <>

Transcrições do <<LIVRO OURO>> Transcrições do Neste dia 2 de Outubro de 1994, na presença de todo o povo de Melres e das cercanias, aqui estivemos, com muita honra e gosto, a testemunhar a inauguração deste magnifico

Leia mais

REGULAMENTO PARA A CONCESSÃO DE MEDALHAS E TÍTULOS HONORÍFICOS DO CONCELHO DE CAMINHA

REGULAMENTO PARA A CONCESSÃO DE MEDALHAS E TÍTULOS HONORÍFICOS DO CONCELHO DE CAMINHA REGULAMENTO PARA A CONCESSÃO DE MEDALHAS E TÍTULOS HONORÍFICOS DO CONCELHO DE CAMINHA 1988 1 ARTIGO 1º As medalhas da Câmara Municipal de Caminha, destinadas a dar público reconhecimento ou apreço a indivíduos,

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ENTRE O MUNICÍPIO DE MANTEIGAS E A FÁBRICA DA IGREJA PAROQUIAL DA FREGUESIA DE SÃO PEDRO DO CONCELHO DE MANTEIGAS Considerando que: a) nos termos do disposto no artigo 23º da Lei

Leia mais

Cerimónia de Tomada de Posse da Direcção do Colégio de Ortodontia da OMD. 19 de Setembro h30 Lisboa

Cerimónia de Tomada de Posse da Direcção do Colégio de Ortodontia da OMD. 19 de Setembro h30 Lisboa Cerimónia de Tomada de Posse da Direcção do Colégio de Ortodontia da OMD 19 de Setembro 2016 20h30 Lisboa Saudações Excelentíssimo Senhor Bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas, Doutor Orlando Monteiro

Leia mais

REGULAMENTO DA MEDALHA MUNICIPAL

REGULAMENTO DA MEDALHA MUNICIPAL REGULAMENTO DA MEDALHA MUNICIPAL Capítulo I DAS MEDALHAS MUNICIPAIS Artigo 1º As medalhas municipais destinam-se a distinguir pessoas singulares ou colectivas, nacionais ou estrangeiras, que se notabilizarem

Leia mais

ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DE BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE MELRES. Relatório da Direção. Exercício de 2012

ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DE BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE MELRES. Relatório da Direção. Exercício de 2012 ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DE BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE MELRES Relatório da Direção Exercício de 2012 Exercício de 2012 pág. 1 / 18 A. H. B. V. M. Corpos Sociais em exercício até 31 de dezembro de 2014 e Comando

Leia mais

ACTA N.º

ACTA N.º -------------------------------------------------- ACTA N.º 1 ---------------------------------------------------- -----Aos dezanove dias do mês de Janeiro do ano de dois mil e seis, pelas quinze horas,

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 104/IX REFORÇA OS DIREITOS DA LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES. Preâmbulo

PROJECTO DE LEI N.º 104/IX REFORÇA OS DIREITOS DA LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES. Preâmbulo PROJECTO DE LEI N.º 104/IX REFORÇA OS DIREITOS DA LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES Preâmbulo O voluntariado em bombeiros desenvolve a sua acção há mais de 600 anos. Nasceu da necessidade de protecção contra

Leia mais

O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República (AR) dirigida aos jovens do 2.º e do 3.ºciclos do ensino básico e do

O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República (AR) dirigida aos jovens do 2.º e do 3.ºciclos do ensino básico e do O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República (AR) dirigida aos jovens do 2.º e do 3.ºciclos do ensino básico e do ensino secundário Quem orienta este programa na Escola?

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DAS DISTINÇÕES HONORÍFICAS

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DAS DISTINÇÕES HONORÍFICAS REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DAS DISTINÇÕES HONORÍFICAS Artigo 1º OBJECTO 1 O presente regulamento estabelece o regime de atribuição das distinções honoríficas da Federação Portuguesa de Atletismo (adiante

Leia mais

Discurso de Tomada de Posse do Exmo. Senhor Presidente da Federação Portuguesa de Lutas Amadoras Dr. Pedro Silva

Discurso de Tomada de Posse do Exmo. Senhor Presidente da Federação Portuguesa de Lutas Amadoras Dr. Pedro Silva Discurso de Tomada de Posse do Exmo. Senhor Presidente da Federação Portuguesa de Lutas Amadoras Dr. Pedro Silva Almada, 12 de Janeiro de 2013 Sua Excelência Senhor Secretário de Estado do Desporto e Juventude

Leia mais

EXTRACTO DA ACTA DA ASSEMBLEIA GERAL ANUAL

EXTRACTO DA ACTA DA ASSEMBLEIA GERAL ANUAL EXTRACTO DA ACTA DA ASSEMBLEIA GERAL ANUAL Aos dez dias do mês de Abril do ano dois mil e catorze, pelas onze horas e dez minutos, na Rua Actor António Silva, n.º 7, 15.º andar, em Lisboa, por não haver

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO CÂMARA MUNICIPAL DE NORTELÂNDIA CNPJ /

ESTADO DE MATO GROSSO CÂMARA MUNICIPAL DE NORTELÂNDIA CNPJ / DISTRIBUIDOR PLENÁRIO RECEBEMOS 24/08/2015 às 11:25 hs A P R O V A D O E M: 25/08/2015 PROJETO DECRETO LEGISLATIVO 06/2015 AUTOR: JOSÉ DO EGITO ALVES LOBO P.S.D. EMENTA: Concede Título de Cidadão Nortelandense

Leia mais

(R ) 1 FREGUESIA DE FAZENDAS DE ALMEIRIM ACTA NÚMERO NOVENTA E NOVE DE DOIS MIL E NOVE

(R ) 1 FREGUESIA DE FAZENDAS DE ALMEIRIM ACTA NÚMERO NOVENTA E NOVE DE DOIS MIL E NOVE (R.2009.12.11) 1 FREGUESIA DE FAZENDAS DE ALMEIRIM --------ACTA NÚMERO NOVENTA E NOVE DE DOIS MIL E NOVE--------- --------Aos onze dias do mês de Novembro do ano de dois mil e nove, pelas dezanove horas,

Leia mais

PROPOSTA N.º 46/P/2011

PROPOSTA N.º 46/P/2011 Fls. 253 REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 12 DE SETEMBRO DE 2011 ACTA N.º 18 Aos doze dias do mês de Setembro do ano de dois mil e onze, nesta Vila de Ourique, no Salão Nobre, no Edifício dos Paços

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO VERTICAL IRENE LISBOA

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO VERTICAL IRENE LISBOA RELATÓRIO DE ACTIVIDADE ANO LECTIVO 2011/2012 Porto, 30 de Novembro de 2012 A. Órgãos Sociais ano lectivo 2011/2012 B. Pais Representantes no Conselho Geral ano lectivo 2011/2012 C. Associados ano lectivo

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SETÚBAL REGULAMENTO DE CEDÊNCIA E UTILIZAÇÃO DE PAVILHÕES ESCOLARES/MUNICIPAIS

CÂMARA MUNICIPAL DE SETÚBAL REGULAMENTO DE CEDÊNCIA E UTILIZAÇÃO DE PAVILHÕES ESCOLARES/MUNICIPAIS CÂMARA MUNICIPAL DE SETÚBAL REGULAMENTO DE CEDÊNCIA E UTILIZAÇÃO DE PAVILHÕES ESCOLARES/MUNICIPAIS I DISPOSIÇÕES GERAIS 1. O presente Regulamento estabelece as normas gerais e as condições de utilização

Leia mais

DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA MINISTRO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA, ENSINO SUPERIOR E TÉCNICO-PROFISSIONAL

DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA MINISTRO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA, ENSINO SUPERIOR E TÉCNICO-PROFISSIONAL República de Moçambique Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional (MCTESTP) DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA MINISTRO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA, ENSINO SUPERIOR E TÉCNICO-PROFISSIONAL

Leia mais

Regulamento de Utilização das Casas Mortuárias

Regulamento de Utilização das Casas Mortuárias Regulamento de Utilização das Casas Mortuárias Lei Habilitante Atendendo ao disposto no Artº 116 do Código Administrativo e no uso das competências previstas pelos artigos 112º e 241º da Constituição da

Leia mais

Capitulo I DAS MEDALHAS MUNICIPAIS

Capitulo I DAS MEDALHAS MUNICIPAIS Capitulo I DAS MEDALHAS MUNICIPAIS Artigo 1º As Medalhas Municipais destinam-se a distinguir pessoas singulares ou coletivas, nacionais ou estrangeiras, que se notabilizem pelos seus méritos pessoais ou

Leia mais

Esta cerimónia, que hoje aqui nos reúne, assume um significado. único no calendário anual de actos académicos da Universidade de

Esta cerimónia, que hoje aqui nos reúne, assume um significado. único no calendário anual de actos académicos da Universidade de Esta cerimónia, que hoje aqui nos reúne, assume um significado único no calendário anual de actos académicos da Universidade de Aveiro. Teve sempre uma atmosfera especial, talvez porque represente o mais

Leia mais

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE GABINETE DO PRIMEIRO-MINISTRO

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE GABINETE DO PRIMEIRO-MINISTRO REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR-LESTE GABINETE DO PRIMEIRO-MINISTRO ALOCUÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO KAY RALA XANANA GUSMÃO POR OCASIÃO DO SEMINÁRIO SOBRE INFORMAÇÕES Dili, 2 de Julho de 2009

Leia mais

MUNICÍPIO DE AZAMBUJA REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL

MUNICÍPIO DE AZAMBUJA REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL MUNICÍPIO DE AZAMBUJA REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL Edital n.º 82/2000 (2.ª série). AP. Carlos Alberto Pinto de Oliveira, presidente da Câmara Municipal da Azambuja: Torna público

Leia mais

C. C. S. Moçambique Tete - Fingoé 1972 a 1974

C. C. S. Moçambique Tete - Fingoé 1972 a 1974 C. C. S. Batalhão de Caçadores 3885 Companhia de Comandos e Serviços Moçambique Tete - Fingoé 1972 a 1974 Lista de Militares à data do regresso a Lisboa Posto Nome Coronel José da Silva Pinto Ferreira

Leia mais

TÍTULO VIII PODER LOCAL

TÍTULO VIII PODER LOCAL TÍTULO VIII PODER LOCAL CAPÍTULO I Princípios gerais Artigo 235.º Autarquias locais 1. A organização democrática do Estado compreende a existência de autarquias locais. 2. As autarquias locais são pessoas

Leia mais

Edital para Solicitação e Concessão do Distintivo de Reconhecimento Rotaract Brasil

Edital para Solicitação e Concessão do Distintivo de Reconhecimento Rotaract Brasil Edital para Solicitação e Concessão do Distintivo de Reconhecimento Rotaract Brasil Organização Multidistrital de Informações de Rotaract Club s Rotaract Brasil I DA DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º O Distintivo

Leia mais

Plano de Actividades e Orçamento 2016

Plano de Actividades e Orçamento 2016 Plano de Actividades e Orçamento 2016 0 Índice 1- Mensagem do Mordomo-mor 2- Plano de Actividades para 2016 2.1 Introdução 2.2 - Actividades 2016 3- Orçamento 2016 4- Anexos 4.1- Referenciais Estratégicos

Leia mais

Calendarização Temas/Conteúdos Objectivos Actividades Intervenientes

Calendarização Temas/Conteúdos Objectivos Actividades Intervenientes Início do Ano Lectivo Estruturar, Organizar e planificar o Ano Lectivo Reunião com os diferentes Intervenientes no processo educativo Equipa Pedagógica e Encarregados de Educação das crianças Setembro

Leia mais

Apresentação e Planeamento de Atividades CPSU. Ano 2015

Apresentação e Planeamento de Atividades CPSU. Ano 2015 Apresentação e Planeamento de Atividades CPSU Ano 2015 O QUE É O CPSU CPSU Conselho Português de Saúde do Úbere Associação sem fins lucrativos Apresentação Missão Objetivos Estrutura Participação Projetos

Leia mais

Relações de Cooperação de Portugal com os países da CPLP em matéria de protecção civil. Cooperação a nível bilateral

Relações de Cooperação de Portugal com os países da CPLP em matéria de protecção civil. Cooperação a nível bilateral Relações de Cooperação de Portugal com os países da CPLP em matéria de protecção civil A cooperação em matéria de protecção civil no quadro da CPLP tem vindo a ser desenvolvida a 2 níveis: no plano bilateral,

Leia mais

Assembleia Municipal de Chaves

Assembleia Municipal de Chaves 1 MINUTA DA SESSÃO ORDINÁRIA DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CHAVES, REALIZADA NO DIA 13 DE ABRIL DE 2016, NO AUDITÓRIO DO CENTRO CULTURAL, COM INÍCIO ÀS 14,00 HORAS E FIM ÀS 20,45horas.-----------------------

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE GÂMBIA-PONTES-ALTO DA GUERRA

JUNTA DE FREGUESIA DE GÂMBIA-PONTES-ALTO DA GUERRA Para dar cumprimento ao disposto na alínea o) do n.º 1 do art.º 17º da Lei 169/99, de 18 de Setembro, com a redacção dada pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de Janeiro, apresentamos a informação escrita sobre

Leia mais

Área Metropolitana de Lisboa: Ambiente Urbano e Riscos

Área Metropolitana de Lisboa: Ambiente Urbano e Riscos LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES Seminário Área Metropolitana de Lisboa: Ambiente Urbano e Riscos Lisboa Vice presidente Conselho Executivo Rui Santos Silva ISEL Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Leia mais

Tempos de Antena. Regime Jurídico do Referendo Local Lei Orgânica n.º 4/2000, de 24 de agosto. Pág. 1 de 6

Tempos de Antena. Regime Jurídico do Referendo Local Lei Orgânica n.º 4/2000, de 24 de agosto. Pág. 1 de 6 R e f e r e n d o L o c a l d e 1 6 d e s e t e m b r o d e 2 0 1 2 F r e g u e s i a d e M i l h e i r ó s d e P o i a r e s Tempos de Antena Regime Jurídico do Referendo Local Lei Orgânica n.º 4/2000,

Leia mais

A política de Saúde na Ilha de São Jorge. Petição sobre o Centro de Saúde das Velas O PANFLETO DA AGONIA

A política de Saúde na Ilha de São Jorge. Petição sobre o Centro de Saúde das Velas O PANFLETO DA AGONIA Intervenção proferida no Plenário de Maio de 2003. Deputado Mark Marques Senhor Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente e membros do Governo. A política de Saúde na Ilha de São Jorge

Leia mais

MUNICÍPIO DE ALJEZUR Relação de subvenções e Benefícios Públicos Ano 2015

MUNICÍPIO DE ALJEZUR Relação de subvenções e Benefícios Públicos Ano 2015 (503661821) Suportar os encargos com a funcionária. (503661822) Projeto de valorização do sítio da Barrada. (503661823) Aquisição de material de limpesa e manutenção do espólio de arqueologia. Deliberação:

Leia mais

SOCIEDADE FINANCEIRA DE INVESTIMENTOS E GESTÕES AÇORES. Relatório e Balanço de Contas Nº SN/1979 de 31 de Maio

SOCIEDADE FINANCEIRA DE INVESTIMENTOS E GESTÕES AÇORES. Relatório e Balanço de Contas Nº SN/1979 de 31 de Maio SOCIEDADE FINANCEIRA DE INVESTIMENTOS E GESTÕES AÇORES Relatório e Balanço de Contas Nº SN/1979 de 31 de Maio Exmos. Senhores Accionistas, Nos termos dos estatutos e em função do mandato que nos foi conferido,

Leia mais

Distrito: Porto Corpo de bombeiros: V. Avintes Data de realização da prova: 1 de Setembro de 2012

Distrito: Porto Corpo de bombeiros: V. Avintes Data de realização da prova: 1 de Setembro de 2012 Distrito: Porto Corpo de bombeiros: V. Avintes Data de realização da prova: 1 de Setembro de 2012 V. Avintes 20013169 Ricardo Filipe Almeida Glória 11,8 (APTO) V. Avintes 20013172 Guilherme Alfredo Werner

Leia mais

ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DE BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE RIO MAIOR

ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DE BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE RIO MAIOR REGULAMENTO DO PRÉMIO BOMBEIRO DO ANO COMANDANTE DR. EDUARDO AGOSTINHO 1 PREÂMBULO Este prémio tem como objectivo reconhecer publicamente e valorizar a actividade de cada homem e mulher enquanto sócio

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUVENTUDE E DESPORTOS

MINISTÉRIO DA JUVENTUDE E DESPORTOS MINISTÉRIO DA JUVENTUDE E DESPORTOS REGIME JURÍDICO DAS ASSOCIAÇÕES JUVENIS E ESTUDANTIS Decreto nº 15/03 de 22 de Abril (Diário da República I Série nº 31, de 22 de Abril de 2003) A juventude angolana

Leia mais

DECRETO LEI 128/2001 de 17 de Abril (1) APOIO AO ASSOCIATIVISMO CULTURAL

DECRETO LEI 128/2001 de 17 de Abril (1) APOIO AO ASSOCIATIVISMO CULTURAL DECRETO LEI 128/2001 de 17 de Abril (1) APOIO AO ASSOCIATIVISMO CULTURAL Formulário de candidatura (2) 1- Identificação/ Localização (3) 1.1. Entidade candidata Morada Código Postal T elefone Correio Electrónico

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE XADREZ DO DISTRITO DE SETÚBAL REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES

ASSOCIAÇÃO DE XADREZ DO DISTRITO DE SETÚBAL REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES ASSOCIAÇÃO DE XADREZ DO DISTRITO DE SETÚBAL REGULAMENTO DE COMPETIÇÕES Aprovado em Assembleia Geral de 13 de Outubro de 2014 PRIMEIRA PARTE Disposições Gerais Artigo 1 (Âmbito de Aplicação) 1. O presente

Leia mais

Nos termos do artigo 16º do Código dos Valores Mobiliários, informamos a ultrapassagem de limite de participação de 2% na sociedade BCP.

Nos termos do artigo 16º do Código dos Valores Mobiliários, informamos a ultrapassagem de limite de participação de 2% na sociedade BCP. 9 de outubro 2012 Banco Comercial Português informa sobre alterações de participações qualificadas Nos termos e para efeitos do nº1 do artigo 17º do Código dos Valores Mobiliários, o Banco Comercial Português,

Leia mais

Estatutos para associações, clubes e colectividades

Estatutos para associações, clubes e colectividades Estatutos para associações, clubes e colectividades Artigo 1.º Designação e Objectivos O/A (nome da colectividade ou associação), adiante designada por (sigla) é uma associação de fins (concretização dos

Leia mais

REGULAMENTO PRÉMIOS DE MÉRITO ESCOLAR DO COLÉGIO PAULO VI. Um homem cresce até ao fim da vida, se não em altura,

REGULAMENTO PRÉMIOS DE MÉRITO ESCOLAR DO COLÉGIO PAULO VI. Um homem cresce até ao fim da vida, se não em altura, 1 REGULAMENTO PRÉMIOS DE MÉRITO ESCOLAR DO COLÉGIO PAULO VI PREÂMBULO Um homem cresce até ao fim da vida, se não em altura, pelo menos em obras e ambições." Alves Redol Somos o que somos por termos sido

Leia mais

Sua Excelência Presidente da República de Angola, Engenheiro José Eduardo dos Santos,

Sua Excelência Presidente da República de Angola, Engenheiro José Eduardo dos Santos, Sua Excelência Presidente da República de Angola, Engenheiro José Eduardo dos Santos, Excelentíssima Primeira-Dama da República de Angola, Drª Ana Paula dos Santos, Excelentíssimo Senhor Vice-Presidente

Leia mais

CONFEDERAÇÃO NACIONAL INDEPENDENTE DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO - CNIPE ACTA DA ASSEMBLEIA GERAL CONSTITUINTE. PENICHE 19 de Abril de 2008

CONFEDERAÇÃO NACIONAL INDEPENDENTE DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO - CNIPE ACTA DA ASSEMBLEIA GERAL CONSTITUINTE. PENICHE 19 de Abril de 2008 [ACTA ASSEMBLEIA CONSTITUTIVA ] CONFEDERAÇÃO NACIONAL INDEPENDENTE DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO - ACTA DA ASSEMBLEIA GERAL CONSTITUINTE PENICHE 19 de Abril de Aos 19 dias do mês de Abril do ano de,

Leia mais

JORGE GALAMBA MARQUES

JORGE GALAMBA MARQUES JORGE GALAMBA MARQUES O ARQUITECTO DO GINÁSIO MODERNO Foi em finais de 1954 que Jorge Galamba Marques, natural de Torres Novas onde nasceu a 23 de Agosto de 1917, se veio fixar na Figueira por razões profissionais,

Leia mais

DEFINIÇÃO DE COMPETÊNCIAS

DEFINIÇÃO DE COMPETÊNCIAS REGULAMENTO NOTA JUSTIFICATIVA A promoção e generalização da prática desportiva junto da população é um fator essencial de melhoria da qualidade de vida e de formação pessoal, social e desportiva. Neste

Leia mais

1802 Diário da República, 1.ª série N.º de Março de 2009

1802 Diário da República, 1.ª série N.º de Março de 2009 1802 Diário da República, 1.ª série N.º 56 20 de Março de 2009 actualiza o regime jurídico de protecção social na eventualidade desemprego. Artigo 2.º Prorrogação 1 É prorrogada, por um período de seis

Leia mais

MUNICIPIO DE CELORICO DE BASTO. CÂMARA MUNICIPAL REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2012/07/16 Nº 16/2012 Fls.

MUNICIPIO DE CELORICO DE BASTO. CÂMARA MUNICIPAL REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2012/07/16 Nº 16/2012 Fls. MUNICIPIO DE CELORICO DE BASTO CÂMARA MUNICIPAL REUNIÃO ORDINÁRIA DE 2012/07/16 Nº 16/2012 Fls. Aos dezasseis dias de Julho do ano de dois mil e doze, na sala de reuniões do 2º piso do Edifício dos Paços

Leia mais

PROCESSO DE LICITAÇÃO AUTUAÇÃO AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE MÍDIA (PROPAGANDA E PUBLICIDADE)- CARRO VOLANTE ANDAMENTO SITUAÇÃO DATA SITUAÇÃO DATA

PROCESSO DE LICITAÇÃO AUTUAÇÃO AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE MÍDIA (PROPAGANDA E PUBLICIDADE)- CARRO VOLANTE ANDAMENTO SITUAÇÃO DATA SITUAÇÃO DATA 1 NÚMERO/ANO 01.100.211/2016 TIPO PROCEDÊNCIA CÓDIGO DATA AUTUAÇÃO ASSUNTO PROCESSO DE LICITAÇÃO AUTUAÇÃO AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE MÍDIA (PROPAGANDA E PUBLICIDADE)- CARRO VOLANTE ANDAMENTO SITUAÇÃO DATA

Leia mais

PODER LEGISLATIVO DE ESTRELA Rua Dr. Tostes, 51 Centro Estrela/RS Fone: (51)

PODER LEGISLATIVO DE ESTRELA Rua Dr. Tostes, 51 Centro Estrela/RS Fone: (51) MENSAGEM JUSTIFICATIVA PROJETO DE LEI Nº 10/2016. PODER LEGISLATIVO DE ESTRELA Senhor Presidente Senhores Vereadores É com satisfação que me dirijo a Vossas Excelências, e ao mesmo tempo estou apresentando

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL COMISSÃO PERMANENTE DE ASSUNTOS SOCIAIS

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL COMISSÃO PERMANENTE DE ASSUNTOS SOCIAIS COMISSÃO PERMANENTE DE ASSUNTOS SOCIAIS RELATÓRIO E PARECER AO PROJECTO DE DECRETO-LEI QUE REGULAMENTA OS CONSELHOS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO E APROVA O PROCESSO DE ELABORAÇÃO DA CARTA EDUCATIVA, TRANSFERINDO

Leia mais

Page 1 of 14 925158.162010.1872.4827.3062233820.860 Conselho Federal de Medicina Ata de Realização do Pregão Eletrônico Nº 00016/2010 Às 08:35 horas do dia 08 de fevereiro de 2011, reuniram-se o Pregoeiro

Leia mais

Discurso para a Cerimónia dos 25 Anos da FAP. Sebastião Feyo de Azevedo. em 8 de julho de 2014, Palácio da Bolsa

Discurso para a Cerimónia dos 25 Anos da FAP. Sebastião Feyo de Azevedo. em 8 de julho de 2014, Palácio da Bolsa Discurso para a Cerimónia dos 25 Anos da FAP Sebastião Feyo de Azevedo em 8 de julho de 2014, Palácio da Bolsa Senhor Presidente da FAP, caro Ruben Alves Senhor Presidente da Câmara Municipal do Porto;

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE CÂMARA DE LOBOS

CÂMARA MUNICIPAL DE CÂMARA DE LOBOS ---------------------------- ACTA NÚMERO 24/2004---------------------------- Reunião Ordinária da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, realizada em vinte e cinco de Novembro de dois mil e quatro. --- Aos

Leia mais

Regulamento Prova TÉNIS DE MESA

Regulamento Prova TÉNIS DE MESA Regulamento Prova TÉNIS DE MESA Gabinete de Actividades Desportivas da Universidade do Porto GADUP Rua da Boa Hora n.º 18-A 4050-099 Porto Telefone: 222 074 164 Fax: 222 003 067 E-mail: gadup@sas.up.pt

Leia mais

ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DOS LOUROS ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCAREGADOS DE EDUCAÇÃO

ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DOS LOUROS ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCAREGADOS DE EDUCAÇÃO CAPITULO I ARTIGO 1.º (Denominação, natureza, sede e âmbito) 1. A Associação adopta a designação de Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos dos Louros. 2. É uma

Leia mais

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DA CASA DA PRAIA

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DA CASA DA PRAIA REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DA CASA DA PRAIA O presente regulamento visa disciplinar a utilização do espaço acima referido, bem como dos equipamentos e serviços a ele adjacentes, visando o melhor aproveitamento

Leia mais

Programa de Promoção de Competências

Programa de Promoção de Competências Programa de Promoção de Competências Início: 15 de Junho Fim: 26 de Outubro Duração por sessão: 90 minutos Periodicidade: semanal / Bi-semanal Horário: 10h00 11h30 / 14h30 16h00 População Abrangida: Casais

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO XADREZ. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO XADREZ. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO XADREZ Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição Índice Preâmbulo Artigo 1.º Participação Artigo 2.º Escalões Etários Artigo 3.º Constituição das Equipas

Leia mais

IDN - Incubadora de Empresas de Idanha-a-Nova

IDN - Incubadora de Empresas de Idanha-a-Nova IDN - Incubadora de Empresas de Idanha-a-Nova Formulário de Candidatura N.º de Processo Data de Entrada Denominação Social Pessoa a contactar Nome: Função: Telefone Fax Ass: IDENTIFICAÇÃO DO PROMOTOR/EMPRESA

Leia mais

Associação Alentejo de Excelência ESTATUTOS. Artigo 1º Denominação, Sede e Duração

Associação Alentejo de Excelência ESTATUTOS. Artigo 1º Denominação, Sede e Duração Associação Alentejo de Excelência ESTATUTOS Artigo 1º Denominação, Sede e Duração 1. A associação, sem fins lucrativos, adopta a denominação de Alentejo de Excelência - Associação para a Competitividade,

Leia mais

Almada homenageia Cante Alentejano com colóquio e espetáculo

Almada homenageia Cante Alentejano com colóquio e espetáculo CÂMARA MUNICIPAL DE ALMADA Departamento de Comunicação Divisão de Informação e Comunicação Largo Luís de Camões 2800-158 Almada Telef. 2 1 2 7 2 4 5 4 1 divinformacao@cma.m-almada.pt www.m-almada.pt Nota

Leia mais

REGULAMENTO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1º Objecto

REGULAMENTO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1º Objecto JOÃO ANTÓNIO DE SOUSA PAIS LOURENÇO, PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTA COMBA DÃO, TORNA PÚBLICO O REGULAMENTO MUNICIPAL DE APOIOS AO ASSOCIATIVISMO, APROVADO PELA ASSEMBLEIA MUNICIPAL, EM SUA SESSÃO

Leia mais

REGISTROS DAS RESOLUÇÕES DA CÂMARA MUNICIPAL DE COXIM

REGISTROS DAS RESOLUÇÕES DA CÂMARA MUNICIPAL DE COXIM REGISTROS DAS RESOLUÇÕES DA CÂMARA MUNICIPAL DE COXIM 20 de setembro de 1975 RESOLUÇÃO/1975 nº 002 GESTÃO: Vereador-Presidente Luiz Monteiro da Silva (01/01/1975 a 31/12/1976) EMENTA: Fixa a remuneração

Leia mais

***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S ***

***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S *** ***************************************************************** *** C A M A R A M U N I C I P A L D E S I N E S *** ***************************************************************** A C T A N.08/98 PAG.

Leia mais

Tomada de Posse da Diretora Geral. do Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais (GPEARI)

Tomada de Posse da Diretora Geral. do Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais (GPEARI) Tomada de Posse da Diretora Geral do Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais (GPEARI) Intervenção do Ministro de Estado e das Finanças Fernando Teixeira dos Santos 10 de

Leia mais

PROJETO DE LEI DE INICIATIVA POPULAR

PROJETO DE LEI DE INICIATIVA POPULAR PROJETO DE LEI DE INICIATIVA POPULAR O bem estar de uma cidade, não depende exclusivamente de seus governantes. Cabe a todos os habitantes, sem distinção de classe o dever sagrado de defendê-lo, contornando

Leia mais

Conselho Local de Ação Social de Figueira de Castelo Rodrigo

Conselho Local de Ação Social de Figueira de Castelo Rodrigo REDE SOCIAL Conselho Local de Ação Social de Figueira de Castelo Rodrigo Regulamento Interno [9/04/2014] REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO CONCELHO DE FIGUEIRA DE CASTELO RODRIGO

Leia mais

Decreto-Lei n. 279/97 de 11 de Outubro

Decreto-Lei n. 279/97 de 11 de Outubro Decreto-Lei n. 279/97 de 11 de Outubro Definição... 2 Natureza... 2 Sede... 2 Denominação... 2 Objecto... 2 Constituição... 3 Estatutos... 3 Inscrição no Registo Nacional de Clubes e Federações Desportivas...

Leia mais

ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº /12/2000

ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº /12/2000 ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº.2000 19/2000 de 20/12/2000 Nº de PAUTA 203.13 RECURSOS HUMANOS RECURSOS HUMANOS Assunto: Actividade Sindical Referência: Distribuição: Recursos Humanos Revogações: Enquadramento

Leia mais

MAPA SÍNTESE O presente mapa é preenchido automaticamente com a informação constante nas folhas "INVESTIMENTOS", "GASTOS" e "RENDIMENTOS"

MAPA SÍNTESE O presente mapa é preenchido automaticamente com a informação constante nas folhas INVESTIMENTOS, GASTOS e RENDIMENTOS Presidência do Conselho de Ministros Secretaria de Estado do Desporto e Juventude Instituto Português do Desporto e Juventude, I. P. MAPA SÍNTESE O presente mapa é preenchido automaticamente com a informação

Leia mais

REGULAMENTO DO OBSERVATÓRIO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

REGULAMENTO DO OBSERVATÓRIO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL REGULAMENTO DO OBSERVATÓRIO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL De acordo com o Plano Estratégico apresentado ao Conselho Geral da Universidade da Madeira (UMa) ficou estabelecida a constituição de um Observatório

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado Victor Mendes

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado Victor Mendes REQUERIMENTO (Do Sr. Victor Mendes) Requer o envio de Indicação ao Ministro Chefe da Secretaria da Aviação Civil da Presidência da República SAC-PR, solicitando que determine à Agência Nacional de Aviação

Leia mais

Declaração de Instalação, Modificação e de Encerramento dos Estabelecimentos de Restauração ou de Bebidas

Declaração de Instalação, Modificação e de Encerramento dos Estabelecimentos de Restauração ou de Bebidas Declaração de Instalação, Modificação e de Encerramento dos Estabelecimentos de Restauração ou de Bebidas abrangidos pelo regime instituído pelo Decreto-Lei nº 234/2007, de 19 de Junho Uso exclusivo da

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VILA FLOR

REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VILA FLOR REGIMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VILA FLOR PREÂMBULO A Lei n.º 75/2013, de 12 de Setembro, diploma que estabelece, entre outros, o regime jurídico das autarquias locais, veio atribuir, no

Leia mais

1º CONCURSO FOTOGRÁFICO NATAL DO CORAÇÃO REGULAMENTO

1º CONCURSO FOTOGRÁFICO NATAL DO CORAÇÃO REGULAMENTO 1º CONCURSO FOTOGRÁFICO NATAL DO CORAÇÃO REGULAMENTO 1 APRESENTAÇÃO: 1.1 O Concurso Fotográfico NATAL DO CORAÇÃO 2012, é uma iniciativa da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Santa Maria (CDL) e Prefeitura

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MOURA

CÂMARA MUNICIPAL DE MOURA Projecto de Alteração ao Regulamento de Atribuição de Distinções Honoríficas do Município de Moura (Publicado no Boletim Municipal n.º 42 Julho/Agosto 2005) PREÂMBULO O actual Regulamento de concessão

Leia mais

AV ANA SEQUEIRA VAREJÃO

AV ANA SEQUEIRA VAREJÃO Exmo. Senhor Secretário Geral do Sindicato dos Meios Audiovisuais O Gabinete Jurídico do SMAV foi incumbido de emitir parecer sobre o conceito de trabalho nocturno, nomeadamente sobre a posição assumida

Leia mais

DAF/ID Ata da reunião ordinária de 19 de dezembro de /12

DAF/ID Ata da reunião ordinária de 19 de dezembro de /12 ATA Nº 24 - REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA EM DEZANOVE DE DEZEMBRO DE DOIS MIL E DOZE Aos dezanove dias do mês de dezembro, do ano dois mil e doze, nesta Vila de Vieira do Minho, no Edifício dos Paços do

Leia mais

VIII Legislatura Número: 01 III Sessão Legislativa (2006/2007) Terça-feira, 03 de Outubro de 2006 REUNIÃO PLENÁRIA DE 03 DE OUTUBRO

VIII Legislatura Número: 01 III Sessão Legislativa (2006/2007) Terça-feira, 03 de Outubro de 2006 REUNIÃO PLENÁRIA DE 03 DE OUTUBRO Região Autónoma da Madeira Diário Assembleia Legislativa VIII Legislatura Número: 01 III Sessão Legislativa (2006/2007) Terça-feira, 03 de Outubro de 2006 REUNIÃO PLENÁRIA DE 03 DE OUTUBRO Presidente:

Leia mais

Designação do Projeto: Divida Zero

Designação do Projeto: Divida Zero Designação do Projeto: Divida Zero Objetivo Geral C5 (PDS) Objetivos Prevenir e apoiar situações de sobre endividamento pessoal e social. Reduzir o peso percentual de utentes com processos em anos anteriores.

Leia mais

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO

DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO DEPARTAMENTO DE TAQUIGRAFIA, REVISÃO E REDAÇÃO SESSÃO: 168.3.54.O DATA: 14/06/13 TURNO: Vespertino TIPO DA SESSÃO: Não Deliberativa Solene - CD LOCAL: Plenário Principal - CD INÍCIO: 15h29min TÉRMINO:

Leia mais

DIA MUNDIAL DO PROFESSOR MAPA DE INICIATIVAS OUTUBRO 2016

DIA MUNDIAL DO PROFESSOR MAPA DE INICIATIVAS OUTUBRO 2016 DIA MUNDIAL DO PROFESSOR MAPA DE INICIATIVAS OUTUBRO 2016 DIA HORA LOCAL ATIVIDADE 5 9h30 11h30 Angra do Heroísmo Percurso pedestre pela zona classificada de Angra do Heroísmo Ag. Escolas Marcelino Mesquita

Leia mais

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL FUTEBOL, SAD

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL FUTEBOL, SAD SPORTING CLUBE DE PORTUGAL FUTEBOL, SAD Sociedade Aberta Capital Social: 39 000 000 euros Capital Próprio: (75.593.000) euros aprovado em Assembleia Geral de 28 de Setembro de 2012 Sede Social: Estádio

Leia mais

MUNICÍPIO DO PORTO SANTO CÂMARA MUNICIPAL DESPACHO

MUNICÍPIO DO PORTO SANTO CÂMARA MUNICIPAL DESPACHO MUNICÍPIO DO PORTO SANTO CÂMARA MUNICIPAL DESPACHO AFECTAÇÃO E REAFECTAÇÃO DO PESSOAL À NOVA ESTRUTURA ORGÂNICA No uso da competência e nos termos conjugados do artigo 68.º, n.º 2, alínea a) da Lei n.º

Leia mais

União das Freguesias de Aljustrel e Rio de Moinhos

União das Freguesias de Aljustrel e Rio de Moinhos União das Freguesias de Aljustrel e Rio de Moinhos Regulamento Do Serviço Vamos até Si 2014. Regulamento do serviço Vamos Até Si 1 Regulamento do Serviço Vamos até Si Preâmbulo Vamos até si é um serviço

Leia mais

SESSÃO SOLENE DE ABERTURA DO ANO LETIVO 2015/2016

SESSÃO SOLENE DE ABERTURA DO ANO LETIVO 2015/2016 No passado dia 29 de outubro, pelas 10 horas, nas instalações do IPTrans em Loures teve lugar a Sessão Solene de Abertura do Ano Letivo. Num momento marcado por uma forte mudança institucional, com a participação,

Leia mais

ACÇÕES DE FORMAÇÃO COMPLEMENTAR E DE APOIO AO ESTÁGIO ÉPOCA DE OUTUBRO 2005

ACÇÕES DE FORMAÇÃO COMPLEMENTAR E DE APOIO AO ESTÁGIO ÉPOCA DE OUTUBRO 2005 2462004 Dinis António Costa Laranjeira 1502004 Elsa do Carmo Ferreira Duarte 3422004 Vítor Cristiano Silva Barros 3532004 Júlio César dos Santos Mendes 3512004 Jorge Humberto Canastra Marum 1832004 Baltazar

Leia mais

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DAS LAJES DO PICO

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DAS LAJES DO PICO Parte da ata em minuta da Sessão Ordinária da Assembleia Municipal das Lajes do Pico, realizada aos trinta dias do mês de setembro do ano de dois mil e catorze, no Auditório Municipal das Lajes do Pico.

Leia mais

INFORMAÇÃO. liberdade sindical (cfr. Art. 55º nº 2 al. d) da Constituição da República Portuguesa), concretizado no artigo

INFORMAÇÃO. liberdade sindical (cfr. Art. 55º nº 2 al. d) da Constituição da República Portuguesa), concretizado no artigo INFORMAÇÃO O Direito de reunião dos trabalhadores é uma concretização da garantia constitucionalmente imposta da liberdade sindical (cfr. Art. 55º nº 2 al. d) da Constituição da República Portuguesa),

Leia mais

Despacho. Assim, nos termos do n.º 1 do artigo 18º do Despacho n.º 5328/2011, de 28 de Março, determino o seguinte:

Despacho. Assim, nos termos do n.º 1 do artigo 18º do Despacho n.º 5328/2011, de 28 de Março, determino o seguinte: Despacho O Despacho n.º 5328/2011, de 28 Março, estabeleceu as regras e os princípios orientadores a observar na organização das escolas e na elaboração do horário semanal de trabalho do pessoal docente

Leia mais

ESTATUTOS. Secção de Pediatria Ambulatória. da Sociedade Portuguesa de Pediatria

ESTATUTOS. Secção de Pediatria Ambulatória. da Sociedade Portuguesa de Pediatria ESTATUTOS Secção de Pediatria Ambulatória da Sociedade Portuguesa de Pediatria Braga 2009 Artigo 1º Designação Secção de Pediatria Ambulatória da Sociedade Portuguesa de Pediatria (SPA-SPP). Artigo 2º

Leia mais