Cumprimentos: - Todos os presentes, especialmente Bombeiros;» Sr. Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes;

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cumprimentos: - Todos os presentes, especialmente Bombeiros;» Sr. Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes;"

Transcrição

1 01 de maio Aniversário dos Bombeiros Permitam-me algum informalismo e que não leve à risca o Protocolo. - Gostaria de pedir um minuto de silêncio em memória de todos os Bombeiros já falecidos em particular do Bombeiro Franquelim Gonçalves e do Bombeiro Manuel Carvalho. Permitam-me também que, desde já, expresse a minha satisfação e orgulho pelas promoções (insígnias), assiduidade, crachá e medalha de ouro. Muitos parabéns a todos. 1 Cumprimentos: - Todos os presentes, especialmente Bombeiros;» Sr. Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes; 1

2 » Sr. Comandante Operacional de Agrupamento Distrital do 2 Agrupamento Centro Norte (CADIS), António Ribeiro;» Sr. 2.º Comandante Distrital de Operações de Socorro, CMDT. António Oliveira;» Sr. Presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Comendador Jaime Soares;» Sr. Presidente da Federação do Distrito de Coimbra, CMDT António Simões;» Sr. Comandante dos Bombeiros Municipais da Lousã, CMDT João Melo e restantes e elementos do Comando;» Vereadores e Vereadoras, deputados municipais e demais Autarcas;» Representantes das diversas entidades» Corpos de Bombeiros do Distrito (elementos do Comando, Presidente e Membros das Direcções).» Comandante da GNR e Representantes dos GIPS; 2

3 - Crachás de Ouro e Elementos do Quadro de Honra, 3 Comandante dos Bombeiros de Serpins(*), Autoridades Civis e Militares; Liga dos Amigos dos Bombeiros da Lousã e Beneméritos, entidades, empresas e pessoas que colaboram com o Corpo e a quem agradecemos; Comunicação Social, Familiares dos Bombeiros. Caras e Caros Bombeiros Minhas Senhoras e Meus Senhores Entendo que é justo e pertinente prestar homenagem a todos os homens e mulheres que ao longo de 112 anos ajudaram a manter viva esta instituição no desempenho da mais nobre das missões: servir o próximo. 3

4 Nunca é demais reconhecer a importante missão que é 4 desempenhada pelos Bombeiros e afirmar que os Bombeiros Municipais da Lousã têm honrado o Concelho e prestado um contributo essencial na defesa de pessoas e bens. Caras e Caros Amigos, Exmo. Sr. Secretário de Estado, Apesar das dificuldades acrescidas que as Autarquias têm sentido e do contexto geral difícil e porque entendemos que a segurança é um factor importante na qualidade de vida e atractividade dos territórios, temos lutado e temos conseguido com o apoio de diversas pessoas e instituições - atingir objetivos que consideramos relevantes para que estes homens e mulheres 4

5 tenham as melhores condições possíveis de operacionalidade, 5 conforto e segurança. É por isso com muita satisfação que hoje procedemos à entrega de mais Equipamento de Proteção Individual (EPI) que consideramos importante para o aumento da segurança (no teatro de operações) e que significa um investimento de cerca de que se junta aos já investidos anteriormente para este fim, sendo também pertinente referir - ainda que genericamente outros investimentos realizados mais recentemente, como é o caso, por exemplo, da modernização deste quartel. Conscientes de que não conseguiremos tanto na área da protecção civil como nas outras responder a todas as 5

6 necessidades, pretendemos continuar com a modernização do 6 parque automóvel, nomeadamente os veículos de combate a incêndio e das ambulâncias de emergência. Temos identificadas as nossas necessidades e tudo faremos para, de forma ponderada e estruturada, fazer as melhores opções para reforçar a capacidade operacional deste Corpo de Bombeiros, do Nosso Corpo de Bombeiros. Exmo. Sr. Secretário de Estado, Como é do Seu conhecimento e eu próprio já lho referi em contactos anteriores, urje resolver a situação relativa aos Corpos de Bombeiros com tutela Municipal no que diz respeito aos, apoios estatais, nomeadamente para equipamentos e 6

7 instalações. Já há trabalho feito e importa agora criar as 7 condições para que a questão seja ultrapassada. É da mais elementar justiça que possamos, tal como as Associações Voluntárias obter apoios do Estado e podermos candidatar-nos em pé de igualdade às eventuais possibilidades que o Quadro Comunitário de Apoio (Portugal 2020) permita. A título de exemplo, permita-me que faça referência ao facto da Câmara Municipal da Lousã não só suportar totalmente o funcionamento do Corpo de Bombeiros Municipais, como ainda, apoiar monetária e logisticamente - e de forma justa os Bombeiros Voluntários de Serpins. É um esforço/investimento muito relevante que fazemos e que deve ser tido em consideração e acompanhado pelo Estado. 7

8 Estas mulheres e estes homens são merecedores dessa 8 colaboração. E o Concelho da Lousã justifica um esforço da atenção do Estado também nesta área. Sr. Secretário de Estado, Fruto da existência no Concelho de um Pólo da Escola Nacional de Bombeiros, temos também prestado diversos apoios ao seu funcionamento e modernização. Entendemos importante a vários níveis a sua existência e o seu funcionamento no Concelho e por isso temos colaborado, mas parece-nos que pode existir uma mais efectiva e eficiente colaboração entre as duas organizações. 8

9 Temos, também, sempre que solicitados pelo Comando Distrital 9 de Operações de Socorro a quem, na pessoa do Sr. 2.º CODIS, agradeço a forma colaborante e fácil como se tem relacionado com a Câmara Municipal da Lousã disponibilizado meios humanos e operacionais para apoio à formação sem que, ao contrário das Associações Humanitárias, sejamos compensados por esse esforço. Parece-nos que deve ser tida em conta esta questão. Apelo também aqui ao Sr. Secretário de Estado como já o fiz numa reunião tida anteriormente que interceda junto do seu homólogo da Saúde para que a ambulância INEM atribuída aos Bombeiros Municipais da Lousã, em março de 2009, seja substituída. É urgente criar melhores condições a estes homens e mulheres para que o socorro aos Lousanenses mantenha os níveis a que nos habituaram. 9

10 Srªs e Srs. Caras e Caros Lousanenses, Convidados, Caros Bombeiros, 10 Como já por diversas vezes referi, os tempos que vivemos exigem que exista um reforço do trabalho em parceria, mais critério na definição das prioridades, critérios e que a Corporação mantenha o espírito de grupo, o respeito pelas hierarquias, o respeito pela história da Instituição, a disponibilidade e espirito de missão (tb na angariação de receitas) que temos registado, para que seja possível - fazendo uma gestão eficiente dos recursos existentes - continuar a prestar um serviço de qualidade aos cidadãos. 10

11 11 dessa forma, o desperdício de recursos, tempo e energia e por Importa, também, que no relacionamento entre as várias entidades, todos saibam qual o seu papel e espaço, evitando-se isso entendo pertinente realçar a organização do serviço de transporte de doentes entre as duas Corporações do Concelho. Da parte da tutela, da parte da Câmara Municipal podem continuar a contar com respeito e valorização da missão que desempenham. Parabéns pelo 112.º Aniversário, Viva o Corpo de Bombeiros Municipais da Lousã! Vivam as Bombeiras e Bombeiros da Lousã! Viva a Lousã! Obrigado. 11

Senhor Secretário de Estado da Administração Interna Excelência Senhores Presidente da Assembleia Municipal de Carregal do Sal Presidente da

Senhor Secretário de Estado da Administração Interna Excelência Senhores Presidente da Assembleia Municipal de Carregal do Sal Presidente da Senhor Secretário de Estado da Administração Interna Excelência Senhores Presidente da Assembleia Municipal de Carregal do Sal Presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil Comandante Operacional

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE MANGUALDE PLANO DE ACTIVIDADES

ASSOCIAÇÃO DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE MANGUALDE PLANO DE ACTIVIDADES ASSOCIAÇÃO DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE MANGUALDE PLANO DE ACTIVIDADES 2007 PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO 2007 INTRODUÇÃO No cumprimento das disposições estatutárias, a Direcção da Associação dos Bombeiros

Leia mais

Permitam-me algum informalismo e que leve à risca o Protocolo.

Permitam-me algum informalismo e que leve à risca o Protocolo. 1 - Gostaria de pedir um minuto de silêncio em memória de todos os Bombeiros já falecidos e particularmente de Franquelim Gonçalves, que faleceu no desempenho das suas funções; 25 de maio Inauguração do

Leia mais

Protecção Civil. Quais os objetivos e domínios da Proteção Civil? Como está organizada a nível Nacional? Como se organiza a nível Municipal?

Protecção Civil. Quais os objetivos e domínios da Proteção Civil? Como está organizada a nível Nacional? Como se organiza a nível Municipal? Professor Doutor António Duarte Amaro / 2015 Protecção Civil Actividade desenvolvida pelo Estado, Regiões Autónomas e autarquias locais, pelos cidadãos e por todas as entidades públicas e privadas com

Leia mais

O Futuro das AHBV e o seu Financiamento. Carlos Rabaçal Vereador da Proteção Civil e Bombeiros da CM Setúbal (AHBV Sacavém 30/05/2015) 1

O Futuro das AHBV e o seu Financiamento. Carlos Rabaçal Vereador da Proteção Civil e Bombeiros da CM Setúbal (AHBV Sacavém 30/05/2015) 1 O Futuro das AHBV e o seu Financiamento Carlos Rabaçal Vereador da Proteção Civil e Bombeiros da CM Setúbal (AHBV Sacavém 30/05/2015) 1 O QUE INVESTIMOS NOS BOMBEIROS PROFISSIONAIS A Câmara Municipal de

Leia mais

Arranque das Comemorações 9 de Abril de 2006

Arranque das Comemorações 9 de Abril de 2006 Arranque das Comemorações 9 de Abril de 2006 SESSÃO SOLENE Discurso do Presidente da Direcção Excelentíssimas Senhoras e Senhores: 1. Em primeiro lugar, em nome dos Corpos Sociais, do Corpo Activo e do

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 104/IX REFORÇA OS DIREITOS DA LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES. Preâmbulo

PROJECTO DE LEI N.º 104/IX REFORÇA OS DIREITOS DA LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES. Preâmbulo PROJECTO DE LEI N.º 104/IX REFORÇA OS DIREITOS DA LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES Preâmbulo O voluntariado em bombeiros desenvolve a sua acção há mais de 600 anos. Nasceu da necessidade de protecção contra

Leia mais

Discurso do Comandante no 64º Aniversário

Discurso do Comandante no 64º Aniversário Discurso do Comandante no 64º Aniversário Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Palmela Dr. Álvaro Amaroi Exmo. Sr. Presidente do Conselho Executivo da Liga dos Bombeiros Portugueses Jaime Marta

Leia mais

RELATÓRIO REUNIÃO COM A ASSOCIAÇÃO FAIALENSE DE BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS.

RELATÓRIO REUNIÃO COM A ASSOCIAÇÃO FAIALENSE DE BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS. RELATÓRIO REUNIÃO COM A ASSOCIAÇÃO FAIALENSE DE BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS. Horta, 11 de Janeiro de 2006 A Comissão de Politica Geral visitou a Ilha do Faial, no dia 11 de Janeiro de 2006, onde, no âmbito das

Leia mais

SESSÃO SOLENE DE TOMADA DE POSSE DOS ÓRGÃOS SOCIAIS 20 JANEIRO DE 2013

SESSÃO SOLENE DE TOMADA DE POSSE DOS ÓRGÃOS SOCIAIS 20 JANEIRO DE 2013 SESSÃO SOLENE DE TOMADA DE POSSE DOS ÓRGÃOS SOCIAIS 20 JANEIRO DE 2013 DISCURSO PROFERIDO PELO SENHOR PRESIDENTE DA DIRECÇÃO DA ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DE BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE PAÇO DE ARCOS DR. TIAGO

Leia mais

Sr Secretário de Estado da Administração Local, Dr. Leitão Amaro. Sr Presidente da Assembleia Municipal de Ribeira de Pena

Sr Secretário de Estado da Administração Local, Dr. Leitão Amaro. Sr Presidente da Assembleia Municipal de Ribeira de Pena 1 Ex.mos Sr Secretário de Estado da Administração Local, Dr. Leitão Amaro Sr Presidente da Assembleia Municipal de Ribeira de Pena Sra Deputada Manuela Tender e Srs Deputados Agostinho Santa e vo Oliveira

Leia mais

MUNICÍPIO DE ALMADA CÂMARA MUNICIPAL

MUNICÍPIO DE ALMADA CÂMARA MUNICIPAL MEDALHA DE OURO DA CIDADE ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE ALMADA INTERVENÇÃO DA PRESIDENTE DA DE ALMADA 22 DE SETEMBRO DE 2013 Senhor Presidente da Assembleia Municipal de Almada (Parlamento

Leia mais

ACESSIBILIDADES ENTRE A A26 E CAMINHOS RURAIS

ACESSIBILIDADES ENTRE A A26 E CAMINHOS RURAIS ACESSIBILIDADES ENTRE A A26 E CAMINHOS RURAIS 2014/02/21 Acessibilidades a caminhos rurais Levantamento fotográfico geográfico das condições de acessibilidade a caminhos rurais interrompidos e/ou danificados

Leia mais

Tomada de posse do Director-Geral das Alfândegas e dos Impostos Especiais sobre o Consumo

Tomada de posse do Director-Geral das Alfândegas e dos Impostos Especiais sobre o Consumo Tomada de posse do Director-Geral das Alfândegas e dos Impostos Especiais sobre o Consumo Intervenção do Ministro de Estado e das Finanças Fernando Teixeira dos Santos - 16 de Janeiro de 2008 - Senhores

Leia mais

Programa de Acção e Orçamento

Programa de Acção e Orçamento 1 ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE VAGOS Programa de Acção e Orçamento 2013 2 PROGRAMA DE ACÇÃO E ORÇAMENTO PARA 2013 O programa de acção e orçamento para o ano de 2013 vai de encontro

Leia mais

Os eventos que aqui estamos a apresentar pretendem ser um espaço de visibilidade, de promoção e de negócios em relação a

Os eventos que aqui estamos a apresentar pretendem ser um espaço de visibilidade, de promoção e de negócios em relação a Intervenção do presidente da Fundação AIP, Comendador Jorge Rocha de Matos, por ocasião da apresentação oficial da Alimentaria&Horexpo Lisboa e do Portugal Agro 17 Julho 2015 Senhora Ministra da Agricultura

Leia mais

MUNICÍPIO DE AZAMBUJA REGULAMENTO DE MEDALHAS MUNICIPAIS DO

MUNICÍPIO DE AZAMBUJA REGULAMENTO DE MEDALHAS MUNICIPAIS DO MUNICÍPIO DE AZAMBUJA REGULAMENTO DE MEDALHAS MUNICIPAIS DO MUNICÍPIO DE AZAMBUJA Edital n.º 342/2003 (2.ª série) AP. José Manuel Isidoro Pratas, vereador da Câmara Municipal da Azambuja: Torna público

Leia mais

ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE VILA NOVA DE TAZEM

ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE VILA NOVA DE TAZEM ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DE BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE VILA NOVA DE TAZEM PLANO DE ACTIVIDADES ORÇAMENTO 2012 Plano de Actividades e Orçamento de 2012 Página 1 ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIADE BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS

Leia mais

Encontro Técnico da Rede Temática Proteção Civil. Organização dos Serviços Municipais de Proteção Civil- O caso de Cascais. Luís Cecílio Santos

Encontro Técnico da Rede Temática Proteção Civil. Organização dos Serviços Municipais de Proteção Civil- O caso de Cascais. Luís Cecílio Santos Encontro Técnico da Rede Temática Proteção Civil Organização dos Serviços Municipais de Proteção Civil- O caso de Cascais Luís Cecílio Santos SERVIÇO MUNICIPAL PROTEÇÃO CIVIL COM PRESIDENTE DA CÂMARA SERVIÇO

Leia mais

A Taxa de Insucesso Escolar verificada no Concelho, revela-se bastante elevada quando comparada com a registada a nível nacional. De referir também,

A Taxa de Insucesso Escolar verificada no Concelho, revela-se bastante elevada quando comparada com a registada a nível nacional. De referir também, A Taxa de Insucesso Escolar verificada no Concelho, revela-se bastante elevada quando comparada com a registada a nível nacional. De referir também, o facto de o insucesso escolar aumentar à medida que

Leia mais

Equipas de Apoio de Retaguarda

Equipas de Apoio de Retaguarda Equipas de Apoio de Retaguarda (Fogos Florestais) 2013 PREAMBULO As Equipas de Apoio de Retaguarda / 2013, têm por base a experiência de alguns Agrupamentos no âmbito do apoio às diversas entidades de

Leia mais

Área Metropolitana de Lisboa: Ambiente Urbano e Riscos

Área Metropolitana de Lisboa: Ambiente Urbano e Riscos LIGA DOS BOMBEIROS PORTUGUESES Seminário Área Metropolitana de Lisboa: Ambiente Urbano e Riscos Lisboa Vice presidente Conselho Executivo Rui Santos Silva ISEL Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO MUNICIPIO DE MANTEIGAS E NERGA NÚCLEO EMPRESARIAL DA REGIÃO DA GUARDA ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO MUNICIPIO DE MANTEIGAS E NERGA NÚCLEO EMPRESARIAL DA REGIÃO DA GUARDA ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO MUNICIPIO DE MANTEIGAS E NERGA NÚCLEO EMPRESARIAL DA REGIÃO DA GUARDA ASSOCIAÇÃO EMPRESARIAL Considerando: Que o NERGA é uma Pessoa Coletiva de Utilidade Pública que, tem como objetivo

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL Cerimónias Oficiais de Comemoração do 31.º Aniversário da Associação Nacional dos Combatentes do Ultramar Tondela,

Leia mais

PROJECTO Orçamento Participativo Jovem / Câmara Municipal da Lousã Campos de Areia Multiusos (CAM) da Bogueira

PROJECTO Orçamento Participativo Jovem / Câmara Municipal da Lousã Campos de Areia Multiusos (CAM) da Bogueira PROJECTO Orçamento Participativo Jovem / Câmara Municipal da Lousã Campos de Areia Multiusos (CAM) da Bogueira Projecto: Campos de Areia Multiusos (CAM) da Bogueira Entidade promotora: Lousã Volley Clube

Leia mais

RELATÓRIO ALJEZUR, 05 DE MAIO DE

RELATÓRIO ALJEZUR, 05 DE MAIO DE RELATÓRIO RELATÓRIO ALJEZUR, 5 DE MAIO DE 28 INDICE INTRODUÇÃO 1 1. ENTIDADES INQUIRIDAS 2 2. SERVIÇOS PRESTADOS PELO CORPO DE BOMBEIROS 2 3. CLASSIFICAÇÃO DOS ERVIÇO PRESTADO 3 4. CLASSIFICAÇÃO DO ATENDIMENTO

Leia mais

Gabinete de Relações Internacionais e Protocolo Divisão de Protocolo SESSÃO SOLENE COMEMORATIVA DO XXXVI ANIVERSÁRIO DO 25 DE ABRIL 10.

Gabinete de Relações Internacionais e Protocolo Divisão de Protocolo SESSÃO SOLENE COMEMORATIVA DO XXXVI ANIVERSÁRIO DO 25 DE ABRIL 10. Gabinete de Relações Internacionais e Protocolo Divisão de Protocolo SESSÃO SOLENE COMEMORATIVA DO XXXVI ANIVERSÁRIO DO 25 DE ABRIL 10.00 HORAS CERIMONIAL 1. Um batalhão, representando os três ramos das

Leia mais

Senhora Presidente da Assembleia da República. Senhor Conselheiro Presidente do Tribunal de Contas. Senhor Ministro dos Assuntos Parlamentares

Senhora Presidente da Assembleia da República. Senhor Conselheiro Presidente do Tribunal de Contas. Senhor Ministro dos Assuntos Parlamentares Senhora Presidente da Assembleia da República Senhor Conselheiro Presidente do Tribunal de Contas Senhor Ministro dos Assuntos Parlamentares Senhores Vice-Presidentes da Assembleia da República e Senhores

Leia mais

O Senhor Desembargador JOSÉ MARIA SOUSA PINTO cessa hoje as suas funções de Vice-Presidente deste Tribunal da Relação de Lisboa ao fim de um mandato

O Senhor Desembargador JOSÉ MARIA SOUSA PINTO cessa hoje as suas funções de Vice-Presidente deste Tribunal da Relação de Lisboa ao fim de um mandato Exmo. Senhor Presidente do Supremo Tribunal de Justiça Exma. Senhora Procuradora-Geral da República Exmo. Senhor Vice-Presidente do Supremo Tribunal de Justiça Exma. Senhora Bastonária da Ordem dos Advogados

Leia mais

ALOCUÇÃO DE SEXA O GENERAL CEMGFA POR OCASIÃO DA SESSÃO SOLENE NA CM MOURA (27 DE ABRIL DE 2013) (só faz fé versão lida)

ALOCUÇÃO DE SEXA O GENERAL CEMGFA POR OCASIÃO DA SESSÃO SOLENE NA CM MOURA (27 DE ABRIL DE 2013) (só faz fé versão lida) SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE MOURA SENHOR PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE MOURA SENHOR VEREADOR SANTIAGO MACIAS SENHOR GENERAL, PRESIDENTE DA LIGA DOS COMBATENTES, MEU GENERAL SENHORES

Leia mais

Discurso de Tomada de Posse do Exmo. Senhor Presidente da Federação Portuguesa de Lutas Amadoras Dr. Pedro Silva

Discurso de Tomada de Posse do Exmo. Senhor Presidente da Federação Portuguesa de Lutas Amadoras Dr. Pedro Silva Discurso de Tomada de Posse do Exmo. Senhor Presidente da Federação Portuguesa de Lutas Amadoras Dr. Pedro Silva Almada, 12 de Janeiro de 2013 Sua Excelência Senhor Secretário de Estado do Desporto e Juventude

Leia mais

AVISO DE RECRUTAMENTO FEB

AVISO DE RECRUTAMENTO FEB AVISO DE RECRUTAMENTO FEB 12 de Dezembro de 2013 1/6 2/6 1. OBJECTIVO a. O presente concurso visa dotar o sistema de operações de proteção e socorro com o efetivo aprovado para os elementos da Força Especial

Leia mais

ENCONTRO DE PARCEIROS

ENCONTRO DE PARCEIROS ENCONTRO DE PARCEIROS UDIPSSSetúbal e BANCO ALIMENTAR Setúbal, 18 de Maio de 2016 Ao dirigir-me, em nome da de Solidariedade Social do Distrito de Setúbal, quero em primeiro lugar felicitar todos os presentes

Leia mais

Equipas de Apoio de Retaguarda

Equipas de Apoio de Retaguarda Equipas de Apoio de Retaguarda (Permanentes) PREÂMBULO As Equipas de Apoio de Retaguarda (EAR), têm por base a experiência de alguns Agrupamentos no âmbito do apoio às diversas entidades de Proteção Civil

Leia mais

Exmo. Sr. Ministro da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento, Uma primeira palavra de boas-vindas à Universidade de Aveiro, e de

Exmo. Sr. Ministro da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento, Uma primeira palavra de boas-vindas à Universidade de Aveiro, e de Exmo. Sr. Ministro da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento, Exmo. Sr. Secretário de Estado da Energia e da Inovação, Exmo. Sr. Director Geral da Agência para a Energia, Caros membros da Comunidade

Leia mais

AAC1/2016 GABINETE DO COMANDO. Aviso Abertura Concurso N.º 1/2016. Data Páginas 26/10/ / 6

AAC1/2016 GABINETE DO COMANDO. Aviso Abertura Concurso N.º 1/2016. Data Páginas 26/10/ / 6 26/10/2016 1 / 6 Gilberto Manuel Salgado Baptista Gonçalves, Comandante do Corpo de Bombeiros faz público, que se encontra aberto o de Ingresso na Categoria de Estagiário da Carreira de Bombeiro Voluntário

Leia mais

Relações de Cooperação de Portugal com os países da CPLP em matéria de protecção civil. Cooperação a nível bilateral

Relações de Cooperação de Portugal com os países da CPLP em matéria de protecção civil. Cooperação a nível bilateral Relações de Cooperação de Portugal com os países da CPLP em matéria de protecção civil A cooperação em matéria de protecção civil no quadro da CPLP tem vindo a ser desenvolvida a 2 níveis: no plano bilateral,

Leia mais

Quem é o meu próximo? Proximidade, justiça e responsabilidade

Quem é o meu próximo? Proximidade, justiça e responsabilidade Quem é o meu próximo? Proximidade, justiça e responsabilidade A evolução de um conceito ( próximo ), matriz de uma civilização global. A proximidade, relação que reclama justiça e responsabilidade pelo

Leia mais

64.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

64.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA 64.ª REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA Exmº(ª) Senhor(ª) Vereador (ª) Comunico a V.Ex.ª que se realiza no próximo dia 22 de abril de 2015, às 09:30 horas, na Sala de Reuniões dos Paços do Concelho

Leia mais

RELATÓRIO DA CERIMÓNIA DA ASSINATURA DO ACORDO DE COOPERAÇÃO ENTRE A PROVEDORIA DE JUSTIÇA E EMBAIXADA DO REINO UNIDO EM ANGOLA

RELATÓRIO DA CERIMÓNIA DA ASSINATURA DO ACORDO DE COOPERAÇÃO ENTRE A PROVEDORIA DE JUSTIÇA E EMBAIXADA DO REINO UNIDO EM ANGOLA REPÚBLICA DE ANGOLA ----*---- PROVEDORIA DE JUSTIÇA RELATÓRIO DA CERIMÓNIA DA ASSINATURA DO ACORDO DE COOPERAÇÃO ENTRE A PROVEDORIA DE JUSTIÇA E EMBAIXADA DO REINO UNIDO EM ANGOLA LUANDA, AGOSTO DE 2013

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DAS DISTINÇÕES HONORÍFICAS

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DAS DISTINÇÕES HONORÍFICAS REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DAS DISTINÇÕES HONORÍFICAS Artigo 1º OBJECTO 1 O presente regulamento estabelece o regime de atribuição das distinções honoríficas da Federação Portuguesa de Atletismo (adiante

Leia mais

Muito bom dia a todos. Muito obrigado pela Vossa presença.

Muito bom dia a todos. Muito obrigado pela Vossa presença. Muito bom dia a todos. Muito obrigado pela Vossa presença. Senhor Vereador Dr. Jorge Alves, em representação do Senhor Presidente da Camara Municipal de Coimbra, demais entidades civis, e militares, caros

Leia mais

PROPOSTA N.º 46/P/2011

PROPOSTA N.º 46/P/2011 Fls. 253 REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA REALIZADA NO DIA 12 DE SETEMBRO DE 2011 ACTA N.º 18 Aos doze dias do mês de Setembro do ano de dois mil e onze, nesta Vila de Ourique, no Salão Nobre, no Edifício dos Paços

Leia mais

Capítulo I Disposições Gerais. Artigo 1º Finalidades das Insígnias e Medalhas. Artigo 2º Tipos de Insígnias e Medalhas

Capítulo I Disposições Gerais. Artigo 1º Finalidades das Insígnias e Medalhas. Artigo 2º Tipos de Insígnias e Medalhas Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1º Finalidades das Insígnias e Medalhas As insígnias e medalhas municipais destinam-se a distinguir pessoas individuais ou entidades colectivas, públicas ou privadas,

Leia mais

União das Freguesias de Lagoa e Carvoeiro

União das Freguesias de Lagoa e Carvoeiro I Informação do Presidente acerca da sua atividade e da Junta de Freguesia (período compreendido entre 28 de Dezembro de 2013 e 22 de Abril de 2014) SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS Atendimento dos fregueses duas

Leia mais

Relatório de Gestão Ano de 2011

Relatório de Gestão Ano de 2011 Relatório de Gestão Ano de 2011 Página 1 / 10 Nota Introdutória O relatório de gestão enquadra-se no âmbito da prestação de contas relativa ao exercício de 2011 e foi elaborado de acordo com os procedimentos

Leia mais

C Â M A R A M U N I C I P A L D E L I S B O A EDITAL N.º /2016 REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA

C Â M A R A M U N I C I P A L D E L I S B O A EDITAL N.º /2016 REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA EDITAL N.º /2016 REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA Faz-se saber que, nos termos e para os efeitos do disposto no artº 53.º, n.º 2 do Regime Jurídico das Autarquias Locais, aprovado pela Lei n.º 75/2013, de 12 de

Leia mais

Casa Real Sefarad y Ducal de Lucena

Casa Real Sefarad y Ducal de Lucena Casa Real Sefarad y Ducal de Lucena Para: Pacto Global Nações Unidas ONU. De: Assessoria de Comunicação A Casa Real Sefarad y Ducal de Lucena ou Real Casa de Lucena realizou entre os meses de Abril de

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO EIXO 4 Protecção e Valorização Ambiental PREVENÇÃO E GESTÃO DE RISCOS NATURAIS E TECNOLÓGICOS Acções Materiais Aviso nº: Centro-PRM-2011-04 Nos termos do Regulamento Específico

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO

CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO ATA N.º 27/2013 DA REUNIÃO ORDINÁRIA DO DIA VINTE E NOVE DE OUTUBRO DE DOIS MIL E TREZE (Contém 7 folhas) MEMBROS PRESENTES: PRESIDENTE José Gabriel do Álamo de Meneses-------------

Leia mais

SANT AREM. Escola conjunta. 5 corpos. envolvi. de bombeiros

SANT AREM. Escola conjunta. 5 corpos. envolvi. de bombeiros SANT AREM Escola conjunta envolvi 5 corpos de bombeiros Os quartéis de cinco corpos de bombeiros do distrito de Santarém asseguram a formação de cerca de meia centenas estagiários, jovens que sonham, ainda

Leia mais

ACTIVIDADE DO CORPO DE BOMBEIROS EM 2009 DISPOSITIVO ESPECIAL COMBATE INCÊNDIOS FLORESTAIS 2009

ACTIVIDADE DO CORPO DE BOMBEIROS EM 2009 DISPOSITIVO ESPECIAL COMBATE INCÊNDIOS FLORESTAIS 2009 ACTIVIDADE DO CORPO DE BOMBEIROS EM 2009 INCÊNDIOS Florestal / Agrícola / Inculto / Urbano / Industrial / Transportes 155 ACIDENTES Rodoviário / Atropelamento 54 OUTROS SINISTROS Gás / Inundação / Outros

Leia mais

Senhor Secretário de Estado do Orçamento. Senhores Convidados. Colegas da CNC

Senhor Secretário de Estado do Orçamento. Senhores Convidados. Colegas da CNC Senhor Secretário de Estado do Orçamento Senhores Convidados Colegas da CNC Quero começar por agradecer a presença do Senhor Secretário de Estado do Orçamento nesta sessão de apresentação do Portal do

Leia mais

Relatório de Avaliação Comunidade

Relatório de Avaliação Comunidade 2012 Relatório de Avaliação Comunidade AVALIAÇÃO DE SATISFAÇÃO À COMUNIDADE RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO I Enquadramento Geral A Avaliação da Satisfação à Comunidade foi realizada a partir do preenchimento pela

Leia mais

1/3 área natural. Área marítima 100x maior do que a terrestre

1/3 área natural. Área marítima 100x maior do que a terrestre 1/3 área natural Área marítima 100x maior do que a terrestre Área 97.100 km + 206.000 habitantes Estratégia de ação que fomente o Desenvolvimento Sustentável do Concelho AUTARQUIA COMUNIDADE ESTUDOS +

Leia mais

AVALIAÇÃO DO GRAU DE SATISFAÇÃO

AVALIAÇÃO DO GRAU DE SATISFAÇÃO AVALIAÇÃO DO GRAU DE SATISFAÇÃO Colaboradores 2012 DOC. 412.1 1. PROCEDIMENTO O questionário de avaliação do grau de satisfação dos colaboradores foi aplicado por via Web distribuído por e-mail e em suporte

Leia mais

MUNICÍPIO DE AZAMBUJA REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL

MUNICÍPIO DE AZAMBUJA REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL MUNICÍPIO DE AZAMBUJA REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL Edital n.º 82/2000 (2.ª série). AP. Carlos Alberto Pinto de Oliveira, presidente da Câmara Municipal da Azambuja: Torna público

Leia mais

REGULAMENTO PARA A EMERGÊNCIA PRÉ-HOSPITALAR

REGULAMENTO PARA A EMERGÊNCIA PRÉ-HOSPITALAR REGULAMENTO PARA A EMERGÊNCIA PRÉ-HOSPITALAR 1 INTRODUÇÃO 2 PEDIDO DE SERVIÇOS 3 ATITUDE DOS ELEMENTOS DO CORPO DE BOMBEIROS 4 CONDUTA DAS VÍTIMAS E ACOMPANHANTES 5 DIREITOS DAS VÍTIMAS E ACOMPANHANTES

Leia mais

O que é? Orçamento Participativo recolha de contributos das organizações da sociedade civil e dos cidadãos, orçamento público municipal

O que é? Orçamento Participativo recolha de contributos das organizações da sociedade civil e dos cidadãos, orçamento público municipal 15 O que é? O Orçamento Participativo é uma iniciativa através da qual a autarquia pretende aprofundar a recolha de contributos das organizações da sociedade civil e dos cidadãos, para a elaboração do

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO VERTICAL IRENE LISBOA

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DO AGRUPAMENTO VERTICAL IRENE LISBOA RELATÓRIO DE ACTIVIDADE ANO LECTIVO 2012/2013 Porto, 16 de Dezembro de 2013 A. Órgãos Sociais B. Órgãos Sociais / Núcleos C. Pais Representantes no Conselho Geral Transitório D. Pais Representantes no

Leia mais

Paulo Sedas, Comandante. dos Bombeiros Voluntários. "É ofensivo e um atentado à. nossa dignidade e honra"

Paulo Sedas, Comandante. dos Bombeiros Voluntários. É ofensivo e um atentado à. nossa dignidade e honra Paulo Sedas, Comandante dos Bombeiros Voluntários "É ofensivo e um atentado à nossa dignidade e honra" Paulo Sedas Comandante dos Bombeiros Voluntários J. A - A população de Azeitão fica pior servida com

Leia mais

VOTO DE AGRADECIMENTO

VOTO DE AGRADECIMENTO VOTO DE AGRADECIMENTO Subscritora: a Mesa da AME A AME deliberou realizar uma audição pública sobre a problemática do funcionamento do ATERRO INTERMUNICIPAL DE RESÍDUOS URBANOS DE ÉVORA, tendo convidado,

Leia mais

INTERVENÇÃO NO DIA DO MUNICIPIO

INTERVENÇÃO NO DIA DO MUNICIPIO INTERVENÇÃO NO DIA DO MUNICIPIO Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara Municipal Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Municipal Excelentíssimos Vereadores Municipais, Caros colegas deputados

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE EMERGÊNCIA DE PROTECÇÃO CIVIL DE ELVAS

PLANO MUNICIPAL DE EMERGÊNCIA DE PROTECÇÃO CIVIL DE ELVAS PLANO MUNICIPAL DE EMERGÊNCIA DE PROTECÇÃO CIVIL DE ELVAS ELABORADO POR: SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL DO MUNICÍPIO DE ELVAS PMEPC DE ELVAS Parte I ENQUADRAMENTO GERAL ÍNDICE Parte I ENQUADRAMENTO

Leia mais

Inquérito de avaliação. Nível de satisfação dos utentes dos sistemas de qualificação relacionados com o desempenho ambiental das organizações

Inquérito de avaliação. Nível de satisfação dos utentes dos sistemas de qualificação relacionados com o desempenho ambiental das organizações Inquérito de avaliação Nível de satisfação dos utentes dos sistemas de qualificação relacionados com o desempenho ambiental das organizações Relatório Amadora Dezembro 2011 Inquérito de avaliação»1 Ficha

Leia mais

Dirijo uma palavra de reconhecimento ao professor Emídio Gomes, pelo seu. envolvimento, pessoal e enquanto Presidente da Comissão de Coordenação de

Dirijo uma palavra de reconhecimento ao professor Emídio Gomes, pelo seu. envolvimento, pessoal e enquanto Presidente da Comissão de Coordenação de As minhas primeiras palavras são de reconhecimento, ao senhor Primeiro Ministro, estimado Dr. Pedro Passos Coelho, e restantes membros do Governo, por se terem associado a esta cerimónia, um marco de grande

Leia mais

Projeto de Regulamento de Concessão de Regalias Sociais aos Bombeiros da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Avisenses PREÂMBULO

Projeto de Regulamento de Concessão de Regalias Sociais aos Bombeiros da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Avisenses PREÂMBULO Projeto de Regulamento de Concessão de Regalias Sociais aos Bombeiros da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Avisenses PREÂMBULO O Regulamento de Concessão de Regalias Sociais aos Bombeiros

Leia mais

ODEMIRA EMPREENDE

ODEMIRA EMPREENDE ODEMIRA EMPREENDE www.cm-odemira.pt PROGRAMA MUNICIPAL DE EMPREENDEDORISMO E EMPREGO Visão O Município de Odemira, com a implementação do Odemira Empreende pretende ter uma postura pró-ativa de estímulo

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2017

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2017 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº, DE 2017 Altera os arts. 21, 22, 42 e 144 da Constituição e o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias (ADCT) para federalizar os órgãos de segurança pública.

Leia mais

Guia Informativo Maratona BTT Melgaço 2017

Guia Informativo Maratona BTT Melgaço 2017 Guia Informativo Maratona BTT Melgaço 2017 Introdução A IIª Maratona BTT Melgaço, é uma organização da Melsport Melgaço, Desporto e Lazer E.M., em parceria com a Associação de Ciclismo do Minho, e a Federação

Leia mais

Seminário Nacional sobre a Avaliação do Programa do FIDA em Moçambique nos últimos 10 anos

Seminário Nacional sobre a Avaliação do Programa do FIDA em Moçambique nos últimos 10 anos REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA PLANIFICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO Seminário Nacional sobre a Avaliação do Programa do FIDA em Moçambique nos últimos 10 anos Discurso de Abertura de Sua Excelência o

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA/3 DE S. PEDRO DO SUL

ESCOLA SECUNDÁRIA/3 DE S. PEDRO DO SUL L ESCOLA SECUNDÁRIA/3 DE S. PEDRO DO SUL 2008 LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA IDENTIFICAÇÃO EM PLANTA DE: ESPAÇO ESCOLAR VIAS DE ACESSO DE VIATURAS DE SOCORRO QUARTEL DOS BOMBEIROS DA ÁREA ESQUADRA DA GUARDA NACIONAL

Leia mais

MUNICÍPIO DE ALJEZUR Relação de subvenções e Benefícios Públicos Ano 2015

MUNICÍPIO DE ALJEZUR Relação de subvenções e Benefícios Públicos Ano 2015 (503661821) Suportar os encargos com a funcionária. (503661822) Projeto de valorização do sítio da Barrada. (503661823) Aquisição de material de limpesa e manutenção do espólio de arqueologia. Deliberação:

Leia mais

APRESENTAÇÃO PROJECTO DE NORMA REGULAMENTAR CONDUTA DE MERCADO. Instituto de Seguros de Portugal. 6 de Maio de 2009

APRESENTAÇÃO PROJECTO DE NORMA REGULAMENTAR CONDUTA DE MERCADO. Instituto de Seguros de Portugal. 6 de Maio de 2009 APRESENTAÇÃO PROJECTO DE NORMA REGULAMENTAR CONDUTA DE MERCADO Instituto de Seguros de Portugal 6 de Maio de 2009 1 OBJECTIVOS DA INICIATIVA REGULATÓRIA Estabelecimento de princípios gerais a observar

Leia mais

Sua Excelência, Presidente do Parlamento Francisco Lu-Olo Guterres. Sr. Sukehiro Hasegawa, Representante Especial do Secretário-Geral

Sua Excelência, Presidente do Parlamento Francisco Lu-Olo Guterres. Sr. Sukehiro Hasegawa, Representante Especial do Secretário-Geral Sua Excelência, Primeiro Ministro Mari Alkatiri Sua Excelência, Presidente do Parlamento Francisco Lu-Olo Guterres Sr. Sukehiro Hasegawa, Representante Especial do Secretário-Geral Honoráveis Ministros

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL. Introdução

REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL. Introdução REGULAMENTO DO SERVIÇO MUNICIPAL DE PROTECÇÃO CIVIL Introdução A Lei nº 159/99, de 14 de Setembro e a Lei nº 169/99, de 18 de Setembro, com a nova redacção conferida pela Lei nº 5-A/2002 de 11 de Janeiro,

Leia mais

Inauguração das instalações cedidas ao Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental

Inauguração das instalações cedidas ao Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental INTERVENÇÃO DO SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE OEIRAS Dr. Isaltino Afonso Morais Inauguração das instalações cedidas ao Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental do Centro Hospitalar de Lisboa

Leia mais

Carta de Direitos e Deveres do Cliente

Carta de Direitos e Deveres do Cliente Carta de Direitos e Deveres do Cliente CONTROLO DAS REVISÕES DO DOCUMENTO Versão Data Descrição Página(s) Próxima revisão 01 15.12.2009 Elaboração da 1ª versão do documento ----- Dezembro 2011 02 12.04.2010

Leia mais

PROTOCOLO. Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo de Setúbal

PROTOCOLO. Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo de Setúbal PROTOCOLO Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo de Setúbal Preâmbulo A criação da Estratégia Nacional para a Integração de Pessoas Sem-Abrigo (ENIPSA) 2009-2015 decorreu fundamentalmente da necessidade

Leia mais

Entrevista n.º Quais são as suas responsabilidades em termos de higiene e segurança?

Entrevista n.º Quais são as suas responsabilidades em termos de higiene e segurança? Entrevista n.º 3 Empresa: Aurélios Sobreiros Técnico Superior de Higiene e Segurança 1. A segurança e a higiene do trabalho, bem como a protecção da saúde fazem parte integrante dos princípios que regem

Leia mais

Presidente da Câmara Municipal. Discurso 25 de Abril António Manuel Bota

Presidente da Câmara Municipal. Discurso 25 de Abril António Manuel Bota Presidente da Câmara Municipal Discurso 25 de Abril 2015 António Manuel Bota Muito bom dia a todos! Sr. Presidente da Assembleia Municipal, Mesa da Assembleia, Senhores Secretários da Assembleia Municipal,

Leia mais

Transcrições do <<LIVRO OURO>>

Transcrições do <<LIVRO OURO>> Transcrições do Neste dia 2 de Outubro de 1994, na presença de todo o povo de Melres e das cercanias, aqui estivemos, com muita honra e gosto, a testemunhar a inauguração deste magnifico

Leia mais

DECRETO N.º 393/XII. Artigo 1.º Objeto

DECRETO N.º 393/XII. Artigo 1.º Objeto DECRETO N.º 393/XII Regras do financiamento das associações humanitárias de bombeiros, no continente, enquanto entidades detentoras de corpos de bombeiros (Primeira alteração à Lei n.º 32/2007, de 13 de

Leia mais

Pelo Hospital Visconde de Salreu e pela manutenção da Cirurgia de Ambulatório

Pelo Hospital Visconde de Salreu e pela manutenção da Cirurgia de Ambulatório Pelo Hospital Visconde de Salreu e pela manutenção da Cirurgia de Ambulatório Com a criação do Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV), em Dezembro de 2010, os hospitais de Aveiro, Estarreja e Águeda passaram

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA 1 Objetivos do Código de Ética A Câmara Municipal de Cascais está motivada em criar todas as condições necessárias para que os seus colaboradores desenvolvam as suas funções

Leia mais

Ata n.º 15/2013 de 05/06/2013

Ata n.º 15/2013 de 05/06/2013 ------------------------------------- ATA N.º 15/2013 ---------------------------------------- -------- Aos 05 dias do mês de junho de 2013, pelas 10h, no Salão Nobre dos Paços do Município de Celorico

Leia mais

Metinaro. 26 de Setembro

Metinaro. 26 de Setembro Breves Palavras de Sua Excelência o Presidente do Parlamento Nacional, Vicente da Silva Guterres, em representação de Sua Excelência o Presidente da República Democrática de Timor- Leste, por ocasião da

Leia mais

José Alberto Azeredo Lopes. Ministro da Defesa Nacional

José Alberto Azeredo Lopes. Ministro da Defesa Nacional José Alberto Azeredo Lopes Ministro da Defesa Nacional Intervenção do Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, por ocasião da cerimónia de condecoração do Almirante General D. Fernando

Leia mais

realizadas, o seu valor inovador exponencial, para o futuro da cultura científica e de empreendedorismo.

realizadas, o seu valor inovador exponencial, para o futuro da cultura científica e de empreendedorismo. A Fundação Ilídio Pinho, Fundação de Utilidade Pública, tem como missão: a ciência ao serviço do desenvolvimento e da dignificação humana. Com esse grande desígnio não se tem poupado, desde a sua criação,

Leia mais

Exma Sra. Secretária de Estado da Administração Local e Reforma Administrativa, Dra. Ana Rita Barosa,

Exma Sra. Secretária de Estado da Administração Local e Reforma Administrativa, Dra. Ana Rita Barosa, Exma Sra. Secretária de Estado da Administração Local e Reforma Administrativa, Dra. Ana Rita Barosa, Exmo Sr. Secretário de Estado do Ambiente e Ordenamento do território, Dr. Paulo Lemos Exmo Chefe de

Leia mais

Permitam começar por cumprimentar o laureado, S.Exa o Comandante Pedro Verona Pires.

Permitam começar por cumprimentar o laureado, S.Exa o Comandante Pedro Verona Pires. Bom dia a todos e todas Permitam começar por cumprimentar o laureado, S.Exa o Comandante Pedro Verona Pires. Gostaria de cumprimentar muito calorosamente os nossos convidados, representantes das instituições

Leia mais

Regulamento de Insígnias e Medalhas Municipais. Capítulo II. Disposições Gerais. Artigo 1.º. Tipos de insígnias e medalhas

Regulamento de Insígnias e Medalhas Municipais. Capítulo II. Disposições Gerais. Artigo 1.º. Tipos de insígnias e medalhas Regulamento de Insígnias e Medalhas Municipais Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1.º Tipos de insígnias e medalhas São instituídas as seguintes insígnias e medalhas: a) Chave de Ouro do Município, b)

Leia mais

A FNA sua Missão e Fins

A FNA sua Missão e Fins A FNA sua Missão e Fins A missão da FNA é a promoção do espírito da Promessa e da Lei Escutista, baseada nos Princípios do Escutismo Católico. Pelo desenvolvimento pessoal continuado, pelo serviço à comunidade.

Leia mais

Eixo Prioritário 2 Protecção e Qualificação Ambiental. Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos Acções Materiais. Aviso - ALG

Eixo Prioritário 2 Protecção e Qualificação Ambiental. Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos Acções Materiais. Aviso - ALG Eixo Prioritário 2 Protecção e Qualificação Ambiental Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos Acções Materiais Aviso - ALG-36-2010-01 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Prevenção e Gestão

Leia mais

REGULAMENTO DA COMISSÃO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE PRAIA DA VITÓRIA

REGULAMENTO DA COMISSÃO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE PRAIA DA VITÓRIA REGULAMENTO DA COMISSÃO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE PRAIA DA VITÓRIA NOTA JUSTIFICATIVA Atendendo que compete aos Órgãos Municipais, de acordo com a Lei nº 159/99, de 15 de setembro, o planeamento

Leia mais

A Familiar de Espinho Associação de Socorros Mútuos de Espinho

A Familiar de Espinho Associação de Socorros Mútuos de Espinho A Familiar de Espinho Associação de Socorros Mútuos de Espinho Morada: Rua 22, 327 4500-273 Espinho Código Postal: 4500-273 Telefone: 22 7341570 Nome do Representante no CLAS: José Santos Almeida Secretário

Leia mais

Relatório do Conselho de Auditoria Sumário Executivo

Relatório do Conselho de Auditoria Sumário Executivo Relatório do Conselho de Auditoria 2015 Sumário Executivo Relatório do Conselho de Auditoria -2015 Sumário Executivo Lisboa, 2016 www.bportugal.pt 1. Sumário executivo Introdução O presente Sumário Executivo

Leia mais

Regulamento da Comissão Municipal de Protecção Civil

Regulamento da Comissão Municipal de Protecção Civil Regulamento da Comissão Municipal de Protecção Civil PREÂMBULO A Lei n.º 27/2006, de 3 de Julho, que aprova a Lei de Bases da Protecção Civil, bem como a Lei n.º 65/2007 de 12 de Novembro (que define o

Leia mais

Projecto de Actividades na Comunidade

Projecto de Actividades na Comunidade Projecto de Actividades na Comunidade Centro de Actividades Ocupacionais de Machico 1. Projecto de Prestação de Actividades na Comunidade O Centro de Actividades Ocupacionais de Machico, procura desenvolver

Leia mais

INTERVENÇÃO DO ADMINISTRADOR PAULO VEIGA NA CERIMÓNIA DE ENTREGA DE LIVROS À ESCOLA SECUNDÁRIA TEIXEIRA DE SOUSA

INTERVENÇÃO DO ADMINISTRADOR PAULO VEIGA NA CERIMÓNIA DE ENTREGA DE LIVROS À ESCOLA SECUNDÁRIA TEIXEIRA DE SOUSA FUNDAÇÃO CARLOS ALBERTINO VEIGA INTERVENÇÃO DO ADMINISTRADOR PAULO VEIGA NA CERIMÓNIA DE ENTREGA DE LIVROS À ESCOLA SECUNDÁRIA TEIXEIRA DE SOUSA SÃO FILIPE - ILHA DO FOGO 4 DE FEVEREIRO DE 2014 Exmo. Senhor

Leia mais