Manual para Participação nas Assembleias Gerais Extraordinária e Ordinária de 24 de abril de 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual para Participação nas Assembleias Gerais Extraordinária e Ordinária de 24 de abril de 2015"

Transcrição

1 Manual para Participação nas Assembleias Gerais Extraordinária e Ordinária de 24 de abril de 2015 Edifício sede da Bradespar As informações constantes deste Manual incluem também: Edital de Convocação; Propostas a serem apreciadas nas mencionadas Assembleias; e o Todas as informações requeridas pelas Instruções CVM n s 480 e 481.

2 Índice Mensagem do Presidente do Conselho de Administração... 2 Informações sobre as Assembleias Gerais... 3 Quórum de instalação... 3 Exercício do direito de voto... 4 Titulares de ações ordinárias... 4 Acionistas não Controladores Titulares de Ações Preferenciais e/ou Ordinárias... 4 Processo de voto múltiplo... 5 Participação nas Assembleias Gerais... 6 Participação presencial... 6 Participação por procuradores... 6 Edital de Convocação... 7 Assembleia Geral Extraordinária... 9 Proposta do Conselho de Administração para alteração parcial do Estatuto Social... 9 Assembleia Geral Ordinária Proposta do Conselho de Administração para destinação do lucro líquido do exercício de 2014 e ratificação da distribuição antecipada de dividendos pagos Proposta das acionistas controladoras para definir o número de integrantes do Conselho de Administração e eleger os seus membros Indicações de candidatos para o Conselho de Administração formalizadas por acionistas não controladores titulares de ações preferenciais Proposta das acionistas controladoras para eleição de membros para o Conselho Fiscal Indicações de candidatos para o Conselho Fiscal formalizadas por acionistas não controladores titulares de ações preferenciais Indicação de candidatos para o Conselho Fiscal formalizada por acionista não controlador titular de ações ordinárias Propostas do Conselho de Administração para Remuneração e Verba Previdenciária dos Administradores e Remuneração Mensal dos Membros Efetivos do Conselho Fiscal Informações Complementares Anexo I - Informações sobre os efeitos jurídicos e econômicos decorrentes da alteração estatutária Anexo II - Transcrição do Estatuto Social consolidado proposto Anexo III Informações sobre a destinação do lucro líquido do exercício Anexo IV Currículos dos indicados para o Conselho de Administração pelas acionistas controladoras Anexo V Currículos dos indicados para o Conselho de Administração por acionistas não controladores titulares de ações preferenciais Anexo VI Currículos dos indicados para o Conselho Fiscal pelas acionistas controladoras Anexo VII Currículos dos indicados para o Conselho Fiscal por acionistas não controladores titulares de ações preferenciais Anexo VIII Currículos dos indicados para o Conselho Fiscal por acionista não controlador titular de ações ordinárias Anexo IX Informações sobre a Remuneração e Verba Previdenciária dos Administradores e Remuneração Mensal dos Membros Efetivos do Conselho Fiscal Anexo X - Modelo de Procuração Anexo XI - Comentários dos Diretores sobre a Companhia

3 Senhores acionistas, Mensagem do Presidente do Conselho de Administração São Paulo, SP, 23 de março de Com satisfação, vimos convidá-los a participar das Assembleias Gerais Extraordinária e Ordinária da Bradespar S.A. ( Bradespar ou Sociedade ) que serão realizadas cumulativamente no dia , às 16h, em nossa sede social, na Avenida Paulista, 1.450, 9 o andar, Cerqueira César, São Paulo, SP. Neste manual, os senhores encontrarão as orientações necessárias para avaliação das matérias que serão objeto de deliberação nas Assembleias, bem como para o exercício de seu direito de voto. Consideramos as Assembleias da Bradespar como eventos de extrema importância dentro do nosso calendário anual, porque nelas vislumbramos a oportunidade que os acionistas têm de participar da discussão de questões relevantes para a Sociedade. Para que os acionistas disponham de tempo suficiente para o devido exame das matérias a serem deliberadas, todos os documentos exigidos estão sendo disponibilizados ao mercado nesta data, com 32 dias de antecedência do evento. Contando com o costumeiro apoio de V.Sas., permanecemos à disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais. Atenciosamente, Lázaro de Mello Brandão Presidente do Conselho de Administração Voltar ao índice 2

4 Informações sobre as Assembleias Gerais Informações sobre as Assembleias Gerais As Assembleias Gerais são convocadas e instaladas de acordo com a lei e o Estatuto Social. Os acionistas reunidos em Assembleia Geral têm poderes para decidir sobre todos os assuntos e negócios relacionados ao objeto da Sociedade e tomar as decisões que julgar convenientes à sua defesa e desenvolvimento. Esse tema é tratado no Capítulo XI (Artigos 121 a 137) da Lei n o 6.404/76. Em conformidade com o Artigo 132 da mencionada Lei, as Sociedades por Ações devem realizar sua Assembleia Geral Ordinária nos 4 (quatro) primeiros meses seguintes ao término do exercício social, para tratar das seguintes matérias: I. tomar as contas dos administradores, examinar, discutir e votar as demonstrações contábeis; II. deliberar sobre a destinação do lucro líquido do exercício e a distribuição de dividendos; e III. eleger os administradores e os membros do conselho fiscal. Outros assuntos e negócios de interesse da Sociedade, quando previstos em lei, no estatuto ou elencados no Edital de Convocação, serão discutidos e deliberados em Assembleia Geral Extraordinária. De acordo com o Parágrafo Único do Artigo 131 da Lei n o 6.404/76, as Assembleias Gerais Extraordinária e Ordinária podem ser, cumulativamente, convocadas e realizadas no mesmo local, data e hora, bem como instrumentadas em ata única. Dessa forma, o Edital de Convocação constante deste Manual enumera, expressamente, na ordem do dia, todas as matérias a serem discutidas nas Assembleias Gerais Extraordinária e Ordinária, não cabendo a inclusão de outros assuntos que dependam de deliberação assemblear. Em , os documentos de que trata o Artigo 133 da Lei n o 6.404/76, relativos ao exercício social encerrado em , foram enviados à BM&FBOVESPA, CVM e LATIBEX, e disponibilizados no site No dia , foram publicados nos jornais Diário Oficial do Estado de São Paulo e Valor Econômico. Tais documentos consubstanciam-se em: I. Relatório da Administração sobre os negócios e os principais fatos administrativos do exercício findo; II. Demonstrações Contábeis; III. Relatório dos Auditores Independentes; e IV. Parecer do Conselho Fiscal. Todos os demais documentos relativos às Assembleias Gerais são parte deste Manual e estão à disposição dos acionistas na sede da Sociedade, na Avenida Paulista, 1.450, 9 o andar, Cerqueira César, São Paulo, SP - CEP ; no Departamento de Ações e Custódia do Banco Bradesco S.A. (depositário das ações da Sociedade), no Núcleo Cidade de Deus, Prédio Amarelo, Vila Yara, Osasco, SP, CEP , e nos sites aos Investidores/Fatos-Relevantes; BM&FBOVESPA (www.bmfbovespa.com.br) e CVM (www.cvm.gov.br). Quórum de instalação Quórum de instalação De acordo com o Artigo 125 da Lei n o 6.404/76, e ressalvadas as exceções previstas em lei, a Assembleia Geral instalar-se-á, em primeira convocação, com a presença de acionistas que representem, no mínimo, 1/4 (um quarto) do capital social com direito de voto e, em segunda convocação, instalar-se-á com qualquer número. A Assembleia Geral Extraordinária que deliberar sobre a alteração do Estatuto Social, nos termos do Artigo 135 da Lei n o 6.404/76, instalar-se-á em primeira convocação com a presença de acionistas que representem 2/3 (dois terços), no mínimo, do capital votante, podendo instalar-se em segunda convocação com qualquer número. Voltar ao índice 3

5 Exercício do direito de voto Exercício do direito de voto Titulares de ações ordinárias Os acionistas titulares de ações ordinárias terão direito de voto em todas as matérias elencadas na Ordem do Dia. Acionistas não Controladores Titulares de Ações Preferenciais e/ou Ordinárias De acordo com a legislação brasileira e com o Estatuto Social da Bradespar, apenas os acionistas titulares de ações ordinárias têm direito de voto nas Assembleias Gerais de Acionistas. No entanto, para os casos de eleição de membros para o Conselho de Administração e Conselho Fiscal, a Lei n o 6.404/76 prevê a possibilidade dos acionistas não controladores elegerem seus candidatos, conforme segue: - Conselho de Administração (item 3 da Ordem do Dia da Assembleia Geral Ordinária) Nos termos do Artigo 141 da Lei n o 6.404/76, terão direito de eleger e destituir um membro do Conselho de Administração, em votação em separado, excluído o acionista controlador, a maioria dos titulares: I. de ações ordinárias que representem, pelo menos, 15% (quinze por cento) do total das ações ordinárias; e II. de ações preferenciais que representem, no mínimo, 10% (dez por cento) do capital social. Verificando-se que nem os titulares de ações ordinárias nem os titulares de ações preferenciais perfizeram o quórum exigido nos itens acima, ser-lhes-á facultado agregar suas ações para elegerem em conjunto um membro e seu suplente para o Conselho de Administração, observando-se o quórum de 10% (dez por cento) do capital social. Somente poderão eleger ou destituir membros do Conselho de Administração pelo processo de votação em separado os acionistas que comprovarem a titularidade ininterrupta da participação acionária durante o período de 3 (três) meses, no mínimo, imediatamente anterior à realização da Assembleia Geral. - Conselho Fiscal (item 4 da Ordem do Dia da Assembleia Geral Ordinária) Na constituição do Conselho Fiscal serão observadas as seguintes normas: a) os titulares de ações preferenciais terão direito de eleger, em votação em separado, 1 (um) membro e respectivo suplente; igual direito terão os acionistas ordinaristas não controladores, desde que representem, em conjunto, 10% (dez por cento) ou mais das ações ordinárias de emissão da Sociedade; Voltar ao índice 4

6 Exercício do direito de voto b) ressalvado o disposto no item anterior, os demais acionistas ordinaristas poderão eleger os membros efetivos e suplentes que, em qualquer caso, serão em número igual ao dos eleitos nos termos da alínea a, mais um. Processo de voto múltiplo Nos termos das Instruções CVM n o s 165, de , e 282, de , para que possa ser requerida a adoção do processo de voto múltiplo para eleger os membros do Conselho de Administração, os acionistas solicitantes deverão representar o porcentual mínimo de 5% (cinco por cento) de participação no capital votante da Sociedade. Conforme previsto no Parágrafo Primeiro do Artigo 141 da Lei n o 6.404/76, essa faculdade deverá ser exercida pelos acionistas até 48 (quarenta e oito) horas antes da Assembleia Geral, cabendo à Mesa que dirigir os trabalhos da Assembleia informar previamente aos acionistas, à vista do Livro de Presença, o número de votos necessários para a eleição de cada membro do Conselho de Administração. Voltar ao índice 5

7 Participação nas Assembleias Gerais Participação nas Assembleias Gerais Participação presencial Os acionistas da Sociedade poderão participar das Assembleias Gerais comparecendo ao local da sua realização e declarando seu voto, conforme as espécies de ações que possuam (ordinárias e/ou preferenciais) e as matérias a serem votadas. De acordo com o disposto no Artigo 126 da Lei n o 6.404/76, os acionistas deverão comparecer às Assembleias Gerais apresentando, além do documento de identidade, comprovante de titularidade das ações de emissão da Sociedade, expedido pela instituição financeira depositária e/ou custodiante. A administração recomenda que referido comprovante seja emitido com até 2 (dois) dias úteis antes da data prevista para a realização das mencionadas Assembleias. Os acionistas pessoas jurídicas, como Sociedades Comerciais e os Fundos de Investimento, deverão ser representados de conformidade com seu Estatuto, Contrato Social ou Regulamento, entregando os documentos comprobatórios da regularidade da representação, acompanhados de Ata de eleição dos Administradores, se for o caso, no local e prazo indicados no item abaixo. Antes de se instalarem as Assembleias Gerais, os acionistas assinarão o Livro de Presença, o qual terá a indicação de seu nome, nacionalidade, residência, a quantidade e a espécie de ações de que forem titulares. Os acionistas sem direito de voto podem comparecer à Assembleia Geral e discutir as matérias submetidas à deliberação. Participação por procuradores Os acionistas podem também ser representados por procurador constituído há menos de um ano, desde que este seja acionista, administrador da Bradespar S.A., advogado ou instituição financeira, cabendo ao administrador de fundos de investimento representar seus condôminos, de acordo com o previsto no Artigo 126, Parágrafo Primeiro, da Lei n o 6.404/76, sendo que a procuração deverá, obrigatoriamente, ter o reconhecimento da firma do outorgante em Cartório. Observamos, ainda, que os acionistas pessoas jurídicas poderão ser representados conforme seus estatutos/contratos sociais. Com o intuito de auxiliar os acionistas, poderá ser utilizado o Modelo de Procuração constante do Anexo X, hipótese esta em que o procurador deverá votar observando estritamente as instruções contidas nos respectivos instrumentos de procuração. Os acionistas poderão, ainda, outorgar procuração com textos diferentes dos aqui sugeridos, desde que estejam de acordo com o disposto na Lei n o 6.404/76 e no Código Civil Brasileiro. Quando o acionista se fizer representar por procurador, a regularidade da procuração terá de ser examinada antes do início das Assembleias Gerais. Com o objetivo de dar celeridade ao processo e facilitar os trabalhos das Assembleias, o comprovante de titularidade das ações e o instrumento de mandato podem, a critério do acionista, ser depositados na sede da Sociedade, preferencialmente, com até 2 (dois) dias úteis antes da data prevista para a realização das Assembleias Gerais, ou no Banco Bradesco S.A. (depositário das ações da Sociedade) - Secretaria Geral - Área Societária Núcleo Cidade de Deus - 4 o andar do Prédio Vermelho - Vila Yara - Osasco, SP - CEP Cópia da documentação poderá ainda ser encaminhada por intermédio do As procurações lavradas em língua estrangeira, antes de seu encaminhamento à Sociedade, devem ser vertidas para o Português e registradas as suas traduções no Registro de Títulos e Documentos. Voltar ao índice 6

8 Edital de Convocação Edital de Convocação Bradespar S.A. CNPJ n o / NIRE Companhia Aberta Assembleias Gerais Extraordinária e Ordinária Edital de Convocação Convidamos os senhores acionistas desta Sociedade a reunirem-se em Assembleias Gerais Extraordinária e Ordinária, cumulativas, no próximo dia 24 de abril de 2015, às 16h, na sede social, Avenida Paulista, 1.450, 9 o andar, Cerqueira César, São Paulo, SP, a fim de: I. em Assembleia Geral Extraordinária Deliberar sobre proposta do Conselho de Administração para alterar parcialmente o Estatuto Social, conforme segue: (i) no Parágrafo Primeiro do Artigo 9 o, aprimorando a sua redação de maneira a flexibilizar a forma de participação dos membros do Conselho de Administração nas reuniões daquele Órgão; e (ii) no Artigo 19, tornando o Conselho Fiscal permanente. II. em Assembleia Geral Ordinária 1) tomar as contas dos administradores e examinar, discutir e votar as Demonstrações Contábeis relativas ao exercício social findo em ; 2) deliberar sobre proposta do Conselho de Administração para destinação do lucro líquido do exercício de 2014 e ratificar a distribuição antecipada de dividendos pagos; 3) definir o número de integrantes do Conselho de Administração e eleger, observadas as disposições dos Artigos 141 e 147 da Lei n o 6.404, de , e da Instrução CVM n o 367, de , os seus membros, sendo necessário, nos termos das Instruções CVM n o s 165, de , e 282, de , no mínimo, 5% (cinco por cento) do capital votante para que os acionistas possam requerer a adoção do processo de voto múltiplo; 4) eleger, observadas as disposições dos Artigos 161 e 162 da Lei n o 6.404, de , os membros do Conselho Fiscal; e 5) deliberar sobre: 1) a remuneração e a verba para custear Plano de Previdência dos Administradores; e 2) remuneração mensal dos membros efetivos do Conselho Fiscal. Participação nas Assembleias: nos termos do Artigo 126 da Lei n o 6.404, de , e alterações posteriores, para participar e deliberar nas Assembleias Gerais o acionista deve observar que: além do documento de identidade, deve apresentar, também, comprovante de titularidade das ações de emissão da Sociedade expedido pelo custodiante; caso não possa estar presente às Assembleias Gerais, o acionista poderá ser representado por procurador constituído há menos de um ano, desde que esse seja acionista, administrador da Sociedade, advogado ou instituição financeira, cabendo ao administrador de fundos de investimento representar seus condôminos, observado que os acionistas pessoas jurídicas poderão, ainda, ser representados conforme seus estatutos/contratos sociais; as procurações lavradas em língua estrangeira deverão ser vertidas para o Português e registradas as suas traduções no Registro de Títulos e Documentos, antes de seu encaminhamento à Sociedade; com o objetivo de dar celeridade ao processo e facilitar os trabalhos das Assembleias, o comprovante de titularidade das ações, o instrumento de mandato e eventual declaração Voltar ao índice 7

9 Edital de Convocação de voto podem, a critério do acionista, ser depositados na sede da Sociedade, preferencialmente com até 2 (dois) dias úteis antes da data prevista para a realização das Assembleias Gerais, ou no Banco Bradesco S.A. (depositário das ações da Sociedade) - Secretaria Geral - Área Societária Núcleo Cidade de Deus - 4 o andar do Prédio Vermelho - Vila Yara - Osasco, SP - CEP Cópia da documentação poderá ainda ser encaminhada por intermédio do a Companhia ressalta que, em eventual eleição em separado para o Conselho de Administração, somente admitirá a participação daqueles acionistas que comprovarem a titularidade ininterrupta da participação acionária durante o período de 3 (três) meses, no mínimo, imediatamente anterior à realização da Assembleia Geral, conforme estabelece o Parágrafo 6 o do Artigo 141 da Lei n o 6.404, de Documentos à disposição dos acionistas: todos os documentos legais e informações adicionais necessários para análise e exercício do direito de voto estão à disposição dos acionistas na sede da Sociedade, na Avenida Paulista, 1.450, 9 o andar, Cerqueira César, São Paulo, SP - CEP ; no Departamento de Ações e Custódia do Banco Bradesco S.A. (depositário das ações da Sociedade), no Núcleo Cidade de Deus, Prédio Amarelo, Vila Yara, Osasco, SP, CEP , e nos sites aos Investidores/Fatos-Relevantes; BM&FBOVESPA (www.bmfbovespa.com.br) e CVM (www.cvm.gov.br). Eventuais esclarecimentos poderão ser obtidos por intermédio do ou no site com RI. São Paulo, SP, 23 de março de Lázaro de Mello Brandão Presidente do Conselho de Administração Voltar ao índice 8

10 Assembleia Geral Extraordinária Proposta do Conselho de Administração para alteração parcial do Estatuto Social Assembleia Geral Extraordinária Proposta do Conselho de Administração para alteração parcial do Estatuto Social Senhores acionistas, O Conselho de Administração da Bradespar S.A. (Bradespar) vem submeter, para exame e deliberação de V.Sas., proposta para alterar parcialmente o Estatuto Social, conforme segue: (i) no Parágrafo Primeiro do Artigo 9 o, aprimorando a sua redação de maneira a flexibilizar a forma de participação dos membros do Conselho de Administração nas reuniões daquele Órgão; e (ii) no Artigo 19, tornando o Conselho Fiscal permanente. Aprovadas as propostas, os dispositivos estatutários anteriormente mencionados passarão a vigorar com a seguinte redação: Art. 9 o - Parágrafo Primeiro O Conselho deliberará validamente desde que presente a maioria absoluta dos membros em exercício, inclusive o Presidente, que terá voto de qualidade, no caso de empate, sendo admitida a participação de qualquer membro, ausente por motivo justificável, por meio de teleconferência ou videoconferência ou por quaisquer outros meios de comunicação que possam garantir a efetividade de sua participação, sendo seu voto considerado válido para todos os efeitos legais. Art O Conselho Fiscal, cujo funcionamento será permanente, compor-se-á de 3 (três) a 5 (cinco) membros efetivos e de igual número de suplentes. São Paulo, SP, 23 de março de 2015 Conselho de Administração Lázaro de Mello Brandão - Presidente Luiz Carlos Trabuco Cappi - Vice-Presidente Antônio Bornia Mário da Silveira Teixeira Júnior João Aguiar Alvarez Denise Aguiar Alvarez Carlos Alberto Rodrigues Guilherme Milton Matsumoto José Alcides Munhoz Mais informações poderão ser obtidas conforme segue: Anexo I - Informações sobre os efeitos jurídicos e econômicos decorrentes da alteração estatutária Anexo II - Transcrição do Estatuto Social consolidado proposto Voltar ao índice 9

11 Assembleia Geral Ordinária Proposta do Conselho de Administração para destinação do lucro líquido do exercício de 2014 e ratificação da distribuição antecipada de dividendos pagos (item 2 da Ordem do Dia) Assembleia Geral Ordinária Proposta do Conselho de Administração para destinação do lucro líquido do exercício de 2014 e ratificação da distribuição antecipada de dividendos pagos Senhores acionistas, Considerando que a Bradespar S.A. obteve no exercício social encerrado em lucro líquido de R$ ,40, o Conselho de Administração vem submeter, para exame e deliberação, proposta para: a) destinação do lucro líquido do exercício da seguinte forma: R$ ,72 para a conta Reservas de Lucros - Reserva Legal ; R$ ,97 para a conta Reservas de Lucros - Reserva Estatutária ; e R$ ,71 a título de dividendos, integralmente pagos na Segunda Parcela da Remuneração Anual Mínima, em ; b) ratificação da distribuição antecipada de dividendos pagos, acima mencionados, considerando que não será proposta à Assembleia nova distribuição de dividendos relativos ao ano de São Paulo, SP, 23 de março de Conselho de Administração Lázaro de Mello Brandão - Presidente Luiz Carlos Trabuco Cappi - Vice-Presidente Antônio Bornia Mário da Silveira Teixeira Júnior João Aguiar Alvarez Denise Aguiar Alvarez Carlos Alberto Rodrigues Guilherme Milton Matsumoto José Alcides Munhoz Mais informações poderão ser obtidas no Anexo III Informações sobre a destinação do lucro líquido do exercício Voltar ao índice 10

12 Assembleia Geral Ordinária Proposta das acionistas controladoras para definir o número de integrantes do Conselho de Administração e eleger os seus membros (item 3 da Ordem do Dia) Proposta das acionistas controladoras para definir o número de integrantes do Conselho de Administração e eleger os seus membros Senhores acionistas, As acionistas controladoras da Bradespar S.A., representadas de acordo com seus Estatutos Sociais, vêm submeter, para exame e deliberação, observadas as disposições do caput do Artigo 9 o do Estatuto Social da Companhia, proposta para que o Conselho de Administração da Sociedade seja composto, no presente exercício social, por 10 (dez) membros, propondo também que a composição leve em consideração: 1. a reeleição dos atuais membros, senhores: Lázaro de Mello Brandão, brasileiro, casado, bancário, RG /SSP-SP, CPF /72; Luiz Carlos Trabuco Cappi, brasileiro, viúvo, bancário, RG X/SSP-SP, CPF /68; Antônio Bornia, brasileiro, viúvo, bancário, RG /SSP-SP, CPF /44; Mário da Silveira Teixeira Júnior, brasileiro, casado, bancário, RG /SSP-SP, CPF /15; João Aguiar Alvarez, brasileiro, casado, engenheiro agrônomo, RG /SSP-SP, CPF /11; senhora Denise Aguiar Alvarez, brasileira, separada consensualmente, educadora, RG /SSP-SP, CPF /65; senhores Carlos Alberto Rodrigues Guilherme, brasileiro, casado, bancário, RG /SSP-SP, CPF /34; Milton Matsumoto, brasileiro, casado, bancário, RG /SSP-SP, CPF /04; e José Alcides Munhoz, brasileiro, casado, bancário, RG /SSP-SP, CPF /72, todos com domicílio no Núcleo Cidade de Deus, Vila Yara, Osasco, SP, CEP ; e 2. a eleição do senhor Aurélio Conrado Boni, brasileiro, casado, bancário, RG X/SSP-SP, CPF /00, com domicílio no Núcleo Cidade de Deus, Vila Yara, Osasco, SP, CEP Todos os membros indicados: 1) terão mandato de 1 (um) ano, estendendo-se até a posse dos novos Conselheiros que serão eleitos na Assembleia Geral Ordinária a ser realizada no ano de 2016; 2) declararam à Companhia, sob as penas da lei, que não estão impedidos de exercer a administração de sociedade mercantil em virtude de condenação criminal. São Paulo, SP, 23 de março de Cidade de Deus - Companhia Comercial de Participações Fundação Bradesco NCF Participações S.A. Nova Cidade de Deus Participações S.A. Acionistas Controladoras da Bradespar S.A Mais informações sobre os candidatos acima indicados poderão ser obtidas no Anexo IV Currículos dos indicados para o Conselho de Administração pelas acionistas controladoras Voltar ao índice 11

13 Assembleia Geral Ordinária Indicações de candidatos para o Conselho de Administração formalizadas por acionistas não controladores titulares de ações preferenciais (item 3 da Ordem do Dia) Indicações de candidatos para o Conselho de Administração formalizadas por acionistas não controladores titulares de ações preferenciais Senhores acionistas, A seguir disponibilizamos o nome e qualificação dos candidatos indicados pelo senhor Henrique Borenstein e pela GF Gestão de Recursos S.A., na qualidade de gestora do Geração Futuro L. Par Fundo de Investimento em Ações, acionistas não controladores titulares de ações preferenciais de emissão da Sociedade, para também integrar o Conselho de Administração, nomes esses que, se atendidas as disposições dos Parágrafos 4 o ou 5 o do Artigo 141 da Lei n o 6.404, de , serão submetidos, em votação em separado, à deliberação dos senhores na Assembleia Geral Ordinária do próximo dia indicado pelo senhor Henrique Borenstein: João Moisés de Oliveira, brasileiro, viúvo, economista, RG /SSP-SP, CPF /20, com domicílio na Rua Oscar Bressani, 415, Jardim da Saúde, São Paulo, SP, CEP indicado pela GF Gestão de Recursos S.A., na qualidade de gestora do Geração Futuro L. Par Fundo de Investimento em Ações: Marcelo Gasparino da Silva, brasileiro, casado, advogado, RG /SSP-SC, CPF /34, domiciliado na Rua Esteves Júnior, 605, ap , Centro, Florianópolis, SC, CEP Bradespar S.A Mais informações poderão ser obtidas no Anexo V Currículos dos indicados para o Conselho de Administração por acionistas não controladores titulares de ações preferenciais Voltar ao índice 12

14 Assembleia Geral Ordinária Proposta das acionistas controladoras para eleição de membros para o Conselho Fiscal (item 4 da Ordem do Dia) Proposta das acionistas controladoras para eleição de membros para o Conselho Fiscal Senhores acionistas, O Artigo 19 do Estatuto Social da Companhia dispõe que o Conselho Fiscal compor-se-á de 3 (três) a 5 (cinco) membros efetivos e de igual número de suplentes. Considerando o disposto na letra b do Parágrafo Quarto do Artigo 161 da Lei n o 6.404/76, que confere aos acionistas com direito a voto a possibilidade de eleger a maioria dos membros do Conselho Fiscal e respectivos suplentes, as acionistas controladoras da Companhia deliberaram submeter aos senhores proposta para eleição de membros para o Conselho Fiscal, com mandato de 1 ano, até a Assembleia Geral Ordinária a ser realizada no ano de 2016, indicando para compor o referido Órgão: a) como membros efetivos, os senhores Ariovaldo Pereira, brasileiro, casado, contador, RG /SSP-SP, CPF /34, com domicílio na Avenida Escola Politécnica, 942, Bloco C2, ap. 172, Rio Pequeno, São Paulo, SP, CEP ; João Batista de Moraes, brasileiro, casado, advogado, RG /SSP-SP, CPF /04, com domicílio na Avenida dos Autonomistas, 896, Torre Mykonos, sala 811, Osasco, SP, CEP ; Marcos Antônio Martins, brasileiro, casado, administrador de empresas, RG /SSP-SP, CPF /40, com domicílio na Avenida Saint Remy de Provence, 243, Tamboré, Santana de Parnaíba, SP, CEP ; e b) como suplentes dos acima indicados, pela ordem, os senhores Clayton Neves Xavier, brasileiro, casado, economista, RG /SSP-SP, CPF /21, com domicílio na Estrada dos Pinheiros, 1.501, casa 3, Chácara dos Junqueiras, Carapicuíba, SP, CEP ; Paulo Ricardo Satyro Bianchini, brasileiro, casado, administrador de empresas, RG /SSP-SP, CPF /87, com domicílio na Rua Roque Pereira, 117, Vila Irmãos Arnoni, São Paulo, SP, CEP ; Vicente Carmo Santo, brasileiro, casado, administrador de empresas, RG /SSP-SP, CPF /55, com domicílio na Rua Renato Egídio de Souza Aranha, 221 B, ap. 82, Edifício Capri, Cidade São Francisco, São Paulo, SP, CEP Todos os candidatos indicados ao Conselho Fiscal declararam à Companhia, sob as penas da lei, que não estão impedidos de exercer a administração de sociedade mercantil em virtude de condenação criminal e que preenchem as condições previstas no Artigo 162 da Lei n o 6.404/76. São Paulo, SP, 23 de março de Cidade de Deus - Companhia Comercial de Participações Fundação Bradesco NCF Participações S.A. Nova Cidade de Deus Participações S.A. Acionistas Controladoras da Bradespar S.A Mais informações sobre os candidatos acima indicados poderão ser obtidas no Anexo VI Currículos dos indicados para o Conselho Fiscal pelas acionistas controladoras Voltar ao índice 13

15 Assembleia Geral Ordinária Indicações de candidatos para o Conselho Fiscal formalizadas por acionistas não controladores titulares de ações preferenciais (item 4 da Ordem do Dia) Indicações de candidatos para o Conselho Fiscal formalizadas por acionistas não controladores titulares de ações preferenciais Senhores acionistas, Em atendimento ao que dispõe a alínea a do Parágrafo 4º do Artigo 161 da Lei n o 6.404, de , a seguir disponibilizamos os nomes e qualificações dos candidatos indicados pela EOS Investimentos Ltda., na qualidade de administradora de carteira do EOS Hércules Fundo de Investimento em Ações; e pela GF Gestão de Recursos S.A., na qualidade de gestora do Geração Futuro L. Par Fundo de Investimento em Ações, acionistas não controladores titulares de ações preferenciais de emissão da Sociedade, para também integrar o Conselho Fiscal, nomes esses que serão submetidos à deliberação dos senhores, em votação em separado, na Assembleia Geral Ordinária do próximo dia indicados pela EOS Investimentos Ltda., na qualidade de administradora de carteira do EOS Hércules Fundo de Investimento em Ações: Membro Efetivo: Olidio Aralde Junior, brasileiro, casado, advogado, RG /SSP-SP, CPF , com domicílio na Rua Doutor Manoel de Paiva Ramos, 290, ap. 11, Bloco A, Edifício Nemus, Condomínio Benne Sonanz, Cidade São Francisco, São Paulo, SP, CEP ; Membro Suplente: Sérgio Nonato Rodrigues, brasileiro, casado, administrador de empresas, RG /SSP-SP, CPF , com domicílio na Alameda Itapecuru, 283, Bloco C, ap. 162, Alphaville Industrial, Barueri, SP, CEP indicados pela GF Gestão de Recursos S.A., na qualidade de gestora do Geração Futuro L. Par Fundo de Investimento em Ações: Membro Efetivo: Peter Edward Cortes Marsden Wilson, brasileiro, casado, administrador de empresas, RG , CPF , com domicílio na Rua Princesa Isabel, 347, ap. 92, Brooklin Paulista, São Paulo, SP, CEP ; Membro Suplente: Mário Alves Pedroza Neto, brasileiro, solteiro, advogado, RG / SSP-RS, CPF , com domicílio na Rua José Ferminio Novaes, 1.000, Ed. San Pietro, Apto 1.202, Kobrasol, São José, SC, CEP Bradespar S.A Mais informações poderão ser obtidas no Anexo VII Currículos dos indicados para o Conselho Fiscal por acionistas não controladores titulares de ações preferenciais Voltar ao índice 14

16 Assembleia Geral Ordinária Indicação de candidatos para o Conselho Fiscal formalizada por acionista não controlador titular de ações ordinárias (item 4 da Ordem do Dia) Indicação de candidatos para o Conselho Fiscal formalizada por acionista não controlador titular de ações ordinárias Senhores acionistas, Em atendimento ao que dispõe a alínea a do Parágrafo 4º do Artigo 161 da Lei n o 6.404, de , a seguir disponibilizamos aos senhores os nomes e qualificações dos candidatos indicados pelo senhor Henrique Borenstein, acionista não controlador titular de ações ordinárias de emissão da Sociedade, para também integrar o Conselho Fiscal, nomes esses que serão submetidos à deliberação, em votação em separado, na Assembleia Geral Ordinária do próximo dia Membro Efetivo: Luis Claudio de Freitas Coelho Pereira, brasileiro, casado, contador, RG /SSP-SP, CPF , com domicílio na Rua Dr. José Benedito Viana de Moraes, 265, ap. 81, Bloco A, Edifício Camélia, Cidade São Francisco, SP, CEP ; Membro Suplente: Mário Luna, brasileiro, casado, economista, RG /SSP-SP, CPF , com domicílio na Rua Dr. Paulo Ferraz da Costa Aguiar, 1.600, ap. 131, Bloco G, Condomínio Forte do Golfe, Vila Yara, Osasco, SP, CEP Bradespar S.A Mais informações poderão ser obtidas no Anexo VIII Currículos dos indicados para o Conselho Fiscal por acionista não controlador titulares de ações ordinárias Voltar ao índice 15

17 Assembleia Geral Ordinária Propostas do Conselho de Administração para Remuneração e Verba Previdenciária dos Administradores e Remuneração Mensal dos Membros Efetivos do Conselho Fiscal (item 5 da Ordem do Dia) Propostas do Conselho de Administração para Remuneração e Verba Previdenciária dos Administradores e Remuneração Mensal dos Membros Efetivos do Conselho Fiscal Senhores acionistas, O Conselho de Administração da Sociedade vem submeter, para exame e deliberação, propostas para remuneração e verba previdenciária para o exercício de 2015, conforme segue: 1) Administradores: remuneração (remuneração fixa e, eventualmente, remuneração variável), no montante global anual de até R$ ,00; e verba anual de até R$ ,00 destinada a custear o Plano de Previdência dos Administradores. Por oportuno, esclarece que: os montantes ora propostos condizem com a experiência dos Administradores e com o conhecimento que possuem sobre os negócios da Companhia, bem como as especificidades das empresas investidas; haverá redução do montante global anual (remuneração e previdência) no valor de R$ ,00 comparativamente ao montante global anual de remuneração fixado na Assembleia Geral Ordinária de 2014; e conforme determina a letra p do Artigo 10 do Estatuto Social, competirá ao Conselho de Administração deliberar pela distribuição do montante global anual da remuneração aos seus próprios membros e aos da Diretoria. 2) Membros Efetivos do Conselho Fiscal, remuneração de R$6.500,00 mensais a cada um. Adicionalmente, esclarece que: a) o valor proposto atende às disposições do Parágrafo Terceiro do Artigo 162 da Lei n o 6.404, de , o qual estabelece que a remuneração dos Membros do Conselho Fiscal será fixada pela Assembleia Geral que os eleger e não poderá ser inferior, para cada membro em exercício, a 10% (dez por cento) da remuneração mensal que, em média, for atribuída a cada Diretor como remuneração fixa, não computados, nos termos da legislação vigente, benefícios, verbas de representação e participação nos lucros da Sociedade, a qualquer título; Voltar ao índice 16

18 Assembleia Geral Ordinária Propostas do Conselho de Administração para Remuneração e Verba Previdenciária dos Administradores e Remuneração Mensal dos Membros Efetivos do Conselho Fiscal (item 5 da Ordem do Dia) b) os Membros Suplentes somente serão remunerados quando em substituição aos Membros Efetivos, nos casos de vacância, ausência ou impedimento temporário. São Paulo, SP, 23 de março de Conselho de Administração Lázaro de Mello Brandão - Presidente Luiz Carlos Trabuco Cappi - Vice-Presidente Antônio Bornia Mário da Silveira Teixeira Júnior João Aguiar Alvarez Denise Aguiar Alvarez Carlos Alberto Rodrigues Guilherme Milton Matsumoto José Alcides Munhoz Mais informações poderão ser obtidas no Anexo IX Informações sobre a Remuneração dos Administradores e Remuneração Mensal dos Membros Efetivos do Conselho Fiscal Voltar ao índice 17

19 Anexo I Informações sobre os efeitos jurídicos e econômicos decorrentes da alteração estatutária, nos termos do Artigo 11 da Instrução CVM n o 481, de Anexo I - Informações sobre os efeitos jurídicos e econômicos decorrentes da alteração estatutária Em relação às alterações estatutárias propostas, a Administração da Bradespar não prevê efeitos jurídicos e econômicos, uma vez que: Parágrafo Primeiro do Artigo 9º: trata dos quóruns de instalação e deliberação das reuniões do Conselho de Administração e decorre da necessidade de flexibilizar a forma de participação dos seus membros às reuniões daquele Órgão, admitindo a participação de qualquer integrante, ausente por motivo justificável, por meio de teleconferência ou videoconferência ou por quaisquer outros meios de comunicação que possam garantir a efetividade de sua participação; Artigo 19: transforma o Conselho Fiscal em órgão permanente para atender boas práticas de governança corporativa. Voltar ao índice 18

20 Anexo II Transcrição do Estatuto Social contendo as alterações que serão submetidas à deliberação dos acionistas na Assembleia Geral Extraordinária Anexo II - Transcrição do Estatuto Social consolidado proposto Estatuto Social Voltar ao índice Redação Atual Título I - Da Organização, Duração e Sede Art. 1 o ) A Bradespar S.A., companhia aberta, doravante chamada Sociedade, rege-se pelo presente Estatuto. Parágrafo Único - Com a admissão da Sociedade, em , no segmento especial de listagem denominado Nível 1 de Governança Corporativa da BM&FBOVESPA S.A. - Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros (BM&FBOVESPA), sujeitamse a Sociedade, seus Acionistas, Administradores e membros do Conselho Fiscal, quando instalado, às disposições do Regulamento de Listagem do Nível 1 de Governança Corporativa da BM&FBOVESPA (Regulamento do Nível 1). Art. 2 o ) O prazo de duração da Sociedade é indeterminado. Art. 3 o ) A Sociedade tem sede e foro no município e comarca de São Paulo, Estado de São Paulo. Art. 4 o ) Poderá a Sociedade instalar ou suprimir Sucursais, Filiais, Escritórios e Dependências de qualquer natureza no País, a critério da Diretoria, e no Exterior, com a aprovação, adicional, do Conselho de Administração, doravante chamado também Conselho. Título II - Dos Objetivos Sociais Art. 5 o ) A Sociedade tem por objeto a participação como sócia ou acionista de outras sociedades. Título III - Do Capital Social Art. 6 o ) O Capital Social é de R$ ,00 (quatro bilhões e cem milhões de reais), dividido em (trezentos e quarenta e nove milhões, quinhentos e quarenta e sete mil, novecentas e quarenta e cinco) ações nominativasescriturais, sem valor nominal, das quais (cento e vinte e dois milhões, quinhentas e vinte e três mil e quarenta e nove) ordinárias e (duzentos e vinte e sete milhões, vinte e quatro mil, oitocentas e noventa e seis) preferenciais. Inalterado. Inalterado. Inalterado. Inalterado. Inalterado. Inalterado. Inalterado. Inalterado. Inalterado. Inalterado. Redação Proposta 19

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910

VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 VULCABRAS AZALEIA S.A. Companhia Aberta CNPJ 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014.910 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA VULCABRAS AZALEIA S. A. DE 31 DE JANEIRO DE 2011. O

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DE CORRÊA RIBEIRO S/A COMÉRCIO E INDÚSTRIA CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO SOCIAL E PRAZO DE DURAÇÃO:

ESTATUTO SOCIAL DE CORRÊA RIBEIRO S/A COMÉRCIO E INDÚSTRIA CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO SOCIAL E PRAZO DE DURAÇÃO: ESTATUTO SOCIAL DE CORRÊA RIBEIRO S/A COMÉRCIO E INDÚSTRIA CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO SOCIAL E PRAZO DE DURAÇÃO: Denominação Artigo 1º - Corrêa Ribeiro S/A Comércio e Indústria é uma sociedade

Leia mais

Manual para Participação nas Assembleias Gerais Extraordinária e Ordinária de 10 de Março de 2015

Manual para Participação nas Assembleias Gerais Extraordinária e Ordinária de 10 de Março de 2015 Manual para Participação nas Assembleias Gerais Extraordinária e Ordinária de 10 de Março de 2015 As informações constantes deste Manual incluem também: Edital de Convocação; Propostas a serem apreciadas

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL. CAPÍTULO I Da Denominação, Sede, Foro, Prazo De Duração E Objeto

ESTATUTO SOCIAL. CAPÍTULO I Da Denominação, Sede, Foro, Prazo De Duração E Objeto ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I Da Denominação, Sede, Foro, Prazo De Duração E Objeto Artigo 1º A UPTICK PARTICIPAÇÕES S.A. é uma sociedade anônima de capital autorizado, que se rege pelas leis e usos do comércio,

Leia mais

BONAIRE PARTICIPAÇÕES S.A. ESTATUTO SOCIAL

BONAIRE PARTICIPAÇÕES S.A. ESTATUTO SOCIAL BONAIRE PARTICIPAÇÕES S.A. ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I Da Denominação, Sede, Foro, Prazo De Duração e Objeto Artigo 1º A BONAIRE PARTICIPAÇÕES S.A. é uma sociedade anônima de capital autorizado, que se

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO

ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO ESTATUTO SOCIAL DOC I CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO Art. 1º: SOCIALCRED S/A SOCIEDADE DE CRÉDITO AO MICROEMPREENDEDOR E À EMPRESA DE PEQUENO PORTE rege-se pelo presente estatuto social

Leia mais

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A.

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA 29.04.2014 Manual de Participação em Assembléias Gerais de Acionistas 1 Sumário Pag. Mensagem da Administração ( 3 ) Estatuto Social

Leia mais

CEMIG TRADING S.A. ESTATUTO SOCIAL. CAPÍTULO I Denominação, Sede, Objeto e Duração

CEMIG TRADING S.A. ESTATUTO SOCIAL. CAPÍTULO I Denominação, Sede, Objeto e Duração CEMIG TRADING S.A. O presente Estatuto é uma consolidação do aprovado pela Escritura Pública de Constituição, em 29-07-2002 - arquivada na JUCEMG em 12-08-2002, sob o nº 3130001701-0, e pelas Assembléias

Leia mais

Instrumento de Protocolo e Justificação de Incorporação de Ações dos Acionistas da Ibi Participações S.A. firmado com o Banco Bradesco S.A.

Instrumento de Protocolo e Justificação de Incorporação de Ações dos Acionistas da Ibi Participações S.A. firmado com o Banco Bradesco S.A. Bradesco S.A. Banco Bradesco S.A., com sede na Cidade de Deus, Prédio Vermelho, 4 o andar, Vila Yara, Osasco, SP, CEP 06029-900, CNPJ n o 60.746.948/0001-12, com seus atos constitutivos arquivados na Junta

Leia mais

MINASMÁQUINAS S/A CNPJ/MF: 17.161.241/0001-15 NIRE:31300041727 Companhia Aberta ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, OBJETO E DURAÇÃO

MINASMÁQUINAS S/A CNPJ/MF: 17.161.241/0001-15 NIRE:31300041727 Companhia Aberta ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, OBJETO E DURAÇÃO MINASMÁQUINAS S/A CNPJ/MF: 17.161.241/0001-15 NIRE:31300041727 Companhia Aberta ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, OBJETO E DURAÇÃO Art. 1º - Sob a denominação de MINASMÁQUINAS S/A,

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO

ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO DOC IV Art. 1º: SOCIALCRED S/A SOCIEDADE DE CRÉDITO AO MICROEMPREENDEDOR E À EMPRESA DE PEQUENO PORTE rege-se pelo presente estatuto social

Leia mais

DECRETO Nº 38.125 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais e,

DECRETO Nº 38.125 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais e, DECRETO Nº 38.125 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013 Cria a Empresa Pública de Saúde do Rio de Janeiro S/A RIOSAÚDE e aprova seu Estatuto. O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

ANEXO I ESTATUTO SOCIAL DA EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A. CAPÍTULO I DAS CARACTERÍSTICAS DA COMPANHIA

ANEXO I ESTATUTO SOCIAL DA EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A. CAPÍTULO I DAS CARACTERÍSTICAS DA COMPANHIA ANEXO I ESTATUTO SOCIAL DA EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A. CAPÍTULO I DAS CARACTERÍSTICAS DA COMPANHIA Art. 1º - EMBRATEL PARTICIPAÇÕES S.A. é uma sociedade por ações, controladora da Empresa Brasileira de

Leia mais

MERCANTIL DO BRASIL FINANCEIRA S.A. CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTOS Sede: Belo Horizonte Minas Gerais E S T A T U T O

MERCANTIL DO BRASIL FINANCEIRA S.A. CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTOS Sede: Belo Horizonte Minas Gerais E S T A T U T O MERCANTIL DO BRASIL FINANCEIRA S.A. CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTOS Sede: Belo Horizonte Minas Gerais CAPÍTULO I Denominação, Sede, Objeto e Prazo E S T A T U T O Art. 1º - A Mercantil do Brasil

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL. Parágrafo 3 Poderão ser emitidas ações preferenciais até 2/3 (dois terços) do total de ações.

ESTATUTO SOCIAL. Parágrafo 3 Poderão ser emitidas ações preferenciais até 2/3 (dois terços) do total de ações. ESTATUTO SOCIAL Pettenati S/A Indústria Têxtil Atualizado até 29/10/2010 ESTATUTO SOCIAL I Denominação, sede, objeto e duração da sociedade Art. 1º - A sociedade terá por denominação social Pettenati S/A

Leia mais

EMPRESA DE SERVIÇOS DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA S.A.

EMPRESA DE SERVIÇOS DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA S.A. EMPRESA DE SERVIÇOS DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA S.A. O presente Estatuto é uma consolidação do aprovado pela Escritura Pública de Constituição, em 25-07-2002 - arquivada na JUCEMG em 01-08-2002,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE PESSOAS DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE PESSOAS DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE PESSOAS DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos Artigo 1º - O Comitê de Pessoas ( Comitê ) de Lojas Renner S.A. ( Companhia ), órgão estatutário, de caráter consultivo

Leia mais

"Estatuto Social da ALFA HOLDINGS S.A. TÍTULO I Da denominação, sede, prazo de duração e objeto social

Estatuto Social da ALFA HOLDINGS S.A. TÍTULO I Da denominação, sede, prazo de duração e objeto social "Estatuto Social da ALFA HOLDINGS S.A. TÍTULO I Da denominação, sede, prazo de duração e objeto social Art. 1º - ALFA HOLDINGS S.A. é uma sociedade anônima, regida pelo presente estatuto e pelas disposições

Leia mais

II. MESA: Presidente: Paulo Roberto Lopes Ricci Secretário: Luiz Cláudio Ligabue

II. MESA: Presidente: Paulo Roberto Lopes Ricci Secretário: Luiz Cláudio Ligabue BB SEGURIDADE PARTICIPAÇÕES S.A. (subsidiária integral do Banco do Brasil S.A.) ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 31 DE DEZEMBRO DE 2012 I. DATA, HORA E LOCAL: Em 31 de dezembro de 2012

Leia mais

"DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. NIRE nº 35.300.172.507 CNPJ/MF nº 61.486.650/0001-83 Companhia Aberta

DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. NIRE nº 35.300.172.507 CNPJ/MF nº 61.486.650/0001-83 Companhia Aberta "DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. NIRE nº 35.300.172.507 CNPJ/MF nº 61.486.650/0001-83 Companhia Aberta REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE AUDITORIA ESTATUTÁRIO Este Regimento Interno dispõe sobre os procedimentos

Leia mais

ALPARGATAS S.A. Companhia Aberta ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO E OBJETO

ALPARGATAS S.A. Companhia Aberta ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO E OBJETO ALPARGATAS S.A. Companhia Aberta ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I - DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO E OBJETO Artigo 1º - A ALPARGATAS S.A., constituída em 3 de abril de 1907, é uma sociedade anônima que se rege pelo

Leia mais

Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão

Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão Regimento Interno do Comitê de Remuneração e Sucessão 1 ARTIGO Artigo 1º - NATUREZA, OBJETO E APROVAÇÃO DO REGIMENTO INTERNO Artigo 2º - COMPOSIÇÂO, CARGOS E MANDATOS Artigo 3º - DA PRESIDÊNCIA E SECRETARIADO

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO BANCO ALFA DE INVESTIMENTO S.A. TÍTULO I Da denominação, sede, prazo de duração e objeto social

ESTATUTO SOCIAL DO BANCO ALFA DE INVESTIMENTO S.A. TÍTULO I Da denominação, sede, prazo de duração e objeto social ESTATUTO SOCIAL DO BANCO ALFA DE INVESTIMENTO S.A. TÍTULO I Da denominação, sede, prazo de duração e objeto social Art. 1º - O BANCO ALFA DE INVESTIMENTO S.A. é uma sociedade Anônima regida pelo presente

Leia mais

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A.

SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. SETE BRASIL PARTICIPAÇÕES S.A. CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REGIMENTO INTERNO DOS COMITÊS COMITÊ DE FINANÇAS E ORÇAMENTO APROVADO PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO EM 24 DE SETEMBRO DE 2014 SUMÁRIO I INTRODUÇÃO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DELIBERATIVO Art. 1º - O presente Regimento tem por finalidade estabelecer normas para o funcionamento do Conselho Deliberativo da Associação Atlética Banco do Brasil São

Leia mais

Anexo III à Ata da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária da Plascar Participações Industriais S.A., realizada em 14 de abril de 2011

Anexo III à Ata da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária da Plascar Participações Industriais S.A., realizada em 14 de abril de 2011 Anexo III à Ata da Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária da Plascar Participações Industriais S.A., realizada em 14 de abril de 2011 ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO

Leia mais

MARISOL S.A. CNPJ Nº 84.429.752/0001-62 EMPRESA DE CAPITAL ABERTO ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO, PRAZO DE DURAÇÃO

MARISOL S.A. CNPJ Nº 84.429.752/0001-62 EMPRESA DE CAPITAL ABERTO ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO, PRAZO DE DURAÇÃO MARISOL S.A. CNPJ Nº 84.429.752/0001-62 EMPRESA DE CAPITAL ABERTO ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO, PRAZO DE DURAÇÃO Artigo 1º: A MARISOL S.A. é uma Sociedade Anônima de capital aberto,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE AUDITORIA

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE AUDITORIA REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE AUDITORIA Art. 1º. O Comitê de Auditoria ( Comitê ) é órgão estatutário de assessoramento vinculado diretamente ao Conselho de Administração, de caráter permanente, regido

Leia mais

MENDES JÚNIOR ENGENHARIA S.A. CNPJ/MF n.º 17.162.082/0001-73 NIRE 31300056392 COMPANHIA ABERTA ATA DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA

MENDES JÚNIOR ENGENHARIA S.A. CNPJ/MF n.º 17.162.082/0001-73 NIRE 31300056392 COMPANHIA ABERTA ATA DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA 1/5 MENDES JÚNIOR ENGENHARIA S.A. CNPJ/MF n.º 17.162.082/0001-73 NIRE 31300056392 COMPANHIA ABERTA ATA DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA REALIZADAS EM 30 DE ABRIL DE 2008 DATA, HORA E LOCAL:

Leia mais

SER EDUCACIONAL S.A CNPJ 04.986.320/0001-13 NIRE 26.3.0001679-6

SER EDUCACIONAL S.A CNPJ 04.986.320/0001-13 NIRE 26.3.0001679-6 Estatuto Social aprovado na Assembleia Geral Extraordinária da Ser Educacional S.A. de 13 de julho de 2015 ESTATUTO SOCIAL DA SER EDUCACIONAL S.A. CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, OBJETO, SEDE E DURAÇÃO Artigo

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DA FINANCEIRA ALFA S.A. CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTOS. TÍTULO I Da Denominação, Sede, Prazo de Duração e Objeto Social

ESTATUTO SOCIAL DA FINANCEIRA ALFA S.A. CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTOS. TÍTULO I Da Denominação, Sede, Prazo de Duração e Objeto Social ESTATUTO SOCIAL DA FINANCEIRA ALFA S.A. CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTOS TÍTULO I Da Denominação, Sede, Prazo de Duração e Objeto Social Art. 1º - A FINANCEIRA ALFA S.A. - CRÉDITO, FINANCIAMENTO

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A. 25 DE FEVEREIRO DE 2010 PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA HFF

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, OBJETO E DURAÇÃO

ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, OBJETO E DURAÇÃO ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, OBJETO E DURAÇÃO Artigo 1º Artigo 2º Artigo 3º I II COMPANHIA DE ENGENHARIA DE TRÁFEGO CET, é uma sociedade por ações, de economia mista, que se regerá

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DA COPASA MG

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DA COPASA MG Companhia de Saneamento de Minas Gerais REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DA COPASA MG Adequado conforme Estatuto Social aprovado pela AGE de 28/03/2011 2 REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DA COPASA

Leia mais

LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF. 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817.0

LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF. 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817.0 LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF. 33.014.556/0001-96 NIRE 3330002817.0 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DE LOJAS AMERICANAS S.A. REALIZADA EM 11 DE MARÇO DE 2014, ÀS 10:00 H. I.

Leia mais

IC CLUBE DE INVESTIMENTO CNPJ n. 07.847.689/0001-33 ESTATUTO SOCIAL

IC CLUBE DE INVESTIMENTO CNPJ n. 07.847.689/0001-33 ESTATUTO SOCIAL IC CLUBE DE INVESTIMENTO CNPJ n. 07.847.689/0001-33 ESTATUTO SOCIAL I - DENOMINAÇÃO E OBJETIVO Artigo 1 - O IC Clube de Investimento é constituído por número limitado de membros que têm por objetivo a

Leia mais

MARCOPOLO S.A. C.N.P.J nr. 88.611.835/0001-29 NIRE Nº. 43 3 0000723 5 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

MARCOPOLO S.A. C.N.P.J nr. 88.611.835/0001-29 NIRE Nº. 43 3 0000723 5 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Reunião: Política de Negociação de Valores Mobiliários (Portuguese only) MARCOPOLO S.A. C.N.P.J nr. 88.611.835/0001-29 NIRE Nº. 43 3 0000723 5 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL

REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Graduação e Educação Profissional REGULAMENTO DO CONSELHO DEPARTAMENTAL RESOLUÇÃO Nº. 073/12-COGEP de 07/12/12 Curitiba

Leia mais

CNPJ/MF nº 29.978.814/0001-87. Comitê de Auditoria Estatutário. Regimento Interno. Capítulo I Introdução

CNPJ/MF nº 29.978.814/0001-87. Comitê de Auditoria Estatutário. Regimento Interno. Capítulo I Introdução PÁGINA 1 DE 7 DO PÁGINA 1 DE 7 DO CNPJ/MF nº 29.978.814/0001-87 Comitê de Auditoria Estatutário Regimento Interno Capítulo I Introdução Artigo 1º. O Comitê de Auditoria Estatutário ( Comitê ou CAE ) da

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO FISCAL DO FUNDO DE APOSENTADORIA E PENSÃO DO SERVIDOR- FAPS CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1.º - O Conselho Fiscal do Fundo de Aposentadoria e Pensão do Servidor- FAPS, criado

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO BANCO VOTORANTIM S.A. CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E PRAZO

ESTATUTO SOCIAL DO BANCO VOTORANTIM S.A. CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E PRAZO ESTATUTO SOCIAL DO BANCO VOTORANTIM S.A. CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E PRAZO Artigo 1º O Banco Votorantim S.A. ( Sociedade ) é uma sociedade anônima que se rege por este Estatuto e pelas disposições

Leia mais

MODELO DE ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO

MODELO DE ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO MODELO DE ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO ESTATUTO DA ASSOCIAÇÃO CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS Art.1 o - A (o) também designada (o) pela sigla, (se usar sigla), fundada (o) em de de é uma associação, sem

Leia mais

EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A.

EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S.A. Aprovada em Reunião do Conselho de Administração da Companhia realizada em 27 de abril de 2012

Leia mais

Estatuto da Associação de Pais e Professores do

Estatuto da Associação de Pais e Professores do CNPJ: 82.898.404/0001-09 Estatuto da Associação de Pais e Professores do CENTRO EDUCACIONAL MENINO JESUS Fundada em 1973, Florianópolis/SC C A P Í T U L O I Da Associação e seus fins Art. 1º. - A Associação

Leia mais

GOL LINHAS AÉREAS INTELIGENTES S.A. (Companhia Aberta) C.N.P.J. n.º 06.164.253/0001-87 N.I.R.E. 35.300.314.441 AVISO AOS ACIONISTAS

GOL LINHAS AÉREAS INTELIGENTES S.A. (Companhia Aberta) C.N.P.J. n.º 06.164.253/0001-87 N.I.R.E. 35.300.314.441 AVISO AOS ACIONISTAS GOL LINHAS AÉREAS INTELIGENTES S.A. (Companhia Aberta) C.N.P.J. n.º 06.164.253/0001-87 N.I.R.E. 35.300.314.441 AVISO AOS ACIONISTAS Nos termos da Instrução CVM nº 358/02, conforme alterada, a Gol Linhas

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO PLATINUM I Denominação e Objetivo Artigo 1º O Clube de Investimento PLATINUM é constituído por número limitado de membros que têm por objetivo a aplicação de recursos

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTOS IMPACTO

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTOS IMPACTO ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTOS IMPACTO I Denominação e Objetivo Artigo 1º - O Clube de Investimento IMPACTO constituído por número limitado de membros que tem por objetivo a aplicação de recursos

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO HOSPITAL MATERNO INFANTIL PRESIDENTE VARGAS. Capítulo I Da denominação e sede

REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO HOSPITAL MATERNO INFANTIL PRESIDENTE VARGAS. Capítulo I Da denominação e sede REGIMENTO INTERNO DA ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO HOSPITAL MATERNO INFANTIL PRESIDENTE VARGAS Capítulo I Da denominação e sede Art. 1º A Associação dos Amigos do Hospital Materno-Infantil Presidente Vargas,

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 4.0 - Março/2015)

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 4.0 - Março/2015) Política de Exercício de Direito de Voto (Versão 4.0 - Março/2015) 1. Objeto e Aplicação 1.1. Esta Política de Exercício de Direito de Voto ( Política de Voto ), em conformidade com as disposições do Código

Leia mais

Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os administradores das companhias abaixo qualificadas,

Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os administradores das companhias abaixo qualificadas, INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DO BANCO ABN AMRO REAL S.A. PELO BANCO SANTANDER (BRASIL) S.A. (NOVA DENOMINAÇÃO SOCIAL DO BANCO SANTANDER S.A., EM FASE DE HOMOLOGAÇÃO

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DA. TÍTULO I Da denominação, sede, prazo de duração e objeto social

ESTATUTO SOCIAL DA. TÍTULO I Da denominação, sede, prazo de duração e objeto social ESTATUTO SOCIAL DA SUZANO HOLDING S.A. TÍTULO I Da denominação, sede, prazo de duração e objeto social Art. 1º - SUZANO HOLDING S.A. é uma sociedade anônima regida pelo presente estatuto e pelas disposições

Leia mais

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NAS ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA MARFRIG ALIMENTOS S.A.

MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NAS ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA MARFRIG ALIMENTOS S.A. MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS NAS ASSEMBLEIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DA MARFRIG ALIMENTOS S.A. AGOE DE 28 DE ABRIL DE 2012. SUMÁRIO Mensagem da Administração... 03 Data, hora e local

Leia mais

Quadro Comparativo das Alterações Propostas ao Estatuto da CAIXA DE ASSISTÊNCIA E PREVIDÊNCIA FÁBIO DE ARAUJO MOTTA - CASFAM.

Quadro Comparativo das Alterações Propostas ao Estatuto da CAIXA DE ASSISTÊNCIA E PREVIDÊNCIA FÁBIO DE ARAUJO MOTTA - CASFAM. Quadro Comparativo das Alterações Propostas ao Estatuto da CAIXA DE ASSISTÊNCIA E PREVIDÊNCIA FÁBIO DE ARAUJO MOTTA - CASFAM 1 Estatuto CASFAM CAPITULO I DENOMINAÇÃO, SEDE, DURAÇÃO E OBJETO CAPITULO I

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARCOPOLO S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARCOPOLO S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA MARCOPOLO S.A. I - OBJETIVO E ABRANGÊNCIA Art. 1 o. A presente Política de Negociação tem por objetivo estabelecer as regras e procedimentos

Leia mais

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC CNPJ 54.526.082/0001-31 Companhia Aberta NIRE 35300109180

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC CNPJ 54.526.082/0001-31 Companhia Aberta NIRE 35300109180 ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC CNPJ 54.526.082/0001-31 Companhia Aberta NIRE 35300109180 REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DE 14 DE ABRIL DE 2009 Em catorze de abril de dois mil e nove, às 16:00 horas,

Leia mais

COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO CNPJ/MF nº 47.508.411/0001-56

COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO CNPJ/MF nº 47.508.411/0001-56 COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO CNPJ/MF nº 47.508.411/0001-56 ATA DE REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO, REALIZADA EM 28 DE FEVEREIRO 2003 Aos vinte e oito dias do mês de fevereiro

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA VIVER INCORPORADORA E CONSTRUTORA S.A. 1. OBJETIVO, ADESÃO E ADMINISTRAÇÃO 1.1 - A presente Política de Negociação tem por objetivo estabelecer

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE VOTO

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE VOTO 1/8 CONTROLE DE APROVAÇÃO ELABORADOR REVISOR APROVADOR Ana Bezerra Diretora Corporativa Carolina Vilela Analista de Controles Internos e Compliance Luiz Eduardo Franco de Abreu Diretor-Presidente Antonio

Leia mais

Política Institucional

Política Institucional ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. DIRETRIZES E PRINCIPIOS... 2 4. PROCEDIMENTOS RELATIVOS A POTENCIAIS CONFLITOS DE INTERESSE... 3 5. PROCESSO DECISÓRIO DE VOTO... 3 6. MATÉRIAS OBRIGATÓRIAS...

Leia mais

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ: 02.558.154/0001-29 NIRE 3130002551-9 Companhia Aberta Assembleia Geral Extraordinária Realizada em 9 de março de 2009 1. Data, Hora e Local. Realizada, em primeira

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A.

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. I - DEFINIÇÕES 1. As definições utilizadas na presente Política de Divulgação de

Leia mais

DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410

DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410 DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410 REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO (Aprovado na RCA de 14.06.2010 e alterado nas RCAs de 25.04.2012, 22.04.2013, 28.10.2013

Leia mais

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ESTATUTO SOCIAL

EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ESTATUTO SOCIAL EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I Denominação, Sede, Prazo e Objeto Artigo 1º EDP ENERGIAS DO BRASIL S.A. é uma sociedade por ações regida pelo presente Estatuto Social e pelas disposições

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 3.0 - Julho/2014)

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 3.0 - Julho/2014) Política de Exercício de Direito de Voto (Versão 3.0 - Julho/2014) 1. Objeto e Aplicação 1.1. Esta Política de Exercício de Direito de Voto ( Política de Voto ), em conformidade com as disposições do Código

Leia mais

Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da KROTON EDUCACIONAL S.A. I Definições e Adesão

Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da KROTON EDUCACIONAL S.A. I Definições e Adesão Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da KROTON EDUCACIONAL S.A. I Definições e Adesão 1. As definições utilizadas no presente instrumento têm os significados que lhes são atribuídos

Leia mais

MAGAZINE LUIZA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA

MAGAZINE LUIZA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA MAGAZINE LUIZA S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 MANUAL DA ADMINISTRAÇÃO PARA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA DE 2015 DO MAGAZINE LUIZA S.A. DATA: 27 DE

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO FUNDO DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO FUNDAMENTAL E DE VALORIZÃO DO MAGISTÉRIO.

CONSELHO MUNICIPAL DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO FUNDO DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO FUNDAMENTAL E DE VALORIZÃO DO MAGISTÉRIO. Estado do Rio Grande do Norte Município de Mossoró CONSELHO MUNICIPAL DE ACOMPANHAMENTO E CONTROLE SOCIAL DO FUNDO DE MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO FUNDAMENTAL E DE VALORIZÃO DO MAGISTÉRIO. REGIMENTO

Leia mais

REGULAMENTO DA COMISSÃO EXECUTIVA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REDITUS - SOCIEDADE GESTORA DE PARTICIPAÇÕES SOCIAIS, S.A.

REGULAMENTO DA COMISSÃO EXECUTIVA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REDITUS - SOCIEDADE GESTORA DE PARTICIPAÇÕES SOCIAIS, S.A. REGULAMENTO DA COMISSÃO EXECUTIVA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REDITUS - SOCIEDADE GESTORA DE PARTICIPAÇÕES SOCIAIS, S.A. ARTIGO 1.º (Âmbito e Aplicabilidade) 1. O presente regulamento estabelece as regras

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CNPJ Nº 00.108.786/0001-65 NIRE Nº 35.300.177.240 COMPANHIA ABERTA

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CNPJ Nº 00.108.786/0001-65 NIRE Nº 35.300.177.240 COMPANHIA ABERTA NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CNPJ Nº 00.108.786/0001-65 NIRE Nº 35.300.177.240 COMPANHIA ABERTA ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 18 DE DEZEMBRO DE 2014 DATA, HORA E LOCAL: Aos 18

Leia mais

Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012. Sumário

Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012. Sumário POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES Aprovada na Reunião do Conselho de Administração de 10.05.2012 Sumário I. Finalidade... 3 II. Abrangência... 3 III. Divulgação de Informação

Leia mais

ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA

ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA ASSEMBLEIA DE ACIONISTAS MANUAL PARA PARTICIPAÇÃO DE ACIONISTAS ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA ABRIL/2013 Assunto ÍNDICE Página Mensagem do Presidente do Conselho de Administração... 03 Mensagem

Leia mais

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF 02.558.157/0001 62 NIRE 35.3.001.5881 4 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF 02.558.157/0001 62 NIRE 35.3.001.5881 4 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Para a Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada em 16 de julho de 2015 às 11:00 horas. EXPOSIÇÃO AOS ACIONISTAS Aos Senhores Acionistas da Telefônica Brasil S.A. ( Companhia,

Leia mais

Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da CPFL Energia S.A.

Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da CPFL Energia S.A. Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da CPFL Energia S.A. I. FINALIDADE 1. O objetivo da Política de Negociação de Valores Mobiliários de Emissão da CPFL Energia S.A. (a Companhia )

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DO COLEGIADO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP

REGULAMENTO INTERNO DO COLEGIADO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP 205 ANEXO B Regulamento Interno do Colegiado do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação REGULAMENTO INTERNO DO COLEGIADO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP 206 CAPÍTULO

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA GERIATRIA E GERONTOLOGIA - LIG Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A LIGA DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob a supervisão

Leia mais

Estatutos da Associação Cecília e João (ACJ)

Estatutos da Associação Cecília e João (ACJ) Estatutos da Associação Cecília e João (ACJ) Capítulo I Da Associação Art. 1º - A Associação Cecília e João (ACJ), entidade de personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, com sede em

Leia mais

M. DIAS BRANCO S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS ATA DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA REALIZADAS EM 11 DE ABRIL DE 2011

M. DIAS BRANCO S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS ATA DAS ASSEMBLÉIAS GERAIS ORDINÁRIA E EXTRAORDINÁRIA REALIZADAS EM 11 DE ABRIL DE 2011 1. Local, data e hora: às 8h00min do dia 11 de abril de 2011, na sede social da Companhia, na Rodovia BR 116, km 18, s/nº, no Município de Eusébio, Estado do Ceará, CEP 61760-000. 2. Presenças: Acionistas

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE ESPORTES E SAÚDE - LIES Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A Liga Acadêmica de Esportes e Saúde é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO FIDUS

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO FIDUS ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO FIDUS I DENOMINAÇÃO E OBJETIVO ARTIGO 1º - O CLUBE DE INVESTIMENTO FIDUS constituído por número limitado de membros que têm por objetivo a aplicação de recursos

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DA COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO PARANÁ

ESTATUTO SOCIAL DA COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO PARANÁ ESTATUTO SOCIAL DA COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO PARANÁ CAPÍTULO I DA SOCIEDADE, DENOMINAÇÃO, NATUREZA, SEDE, PRAZO E FINALIDADES Artigo 1 - A Comissão Estadual de Residência Médica

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DO PATRIMÔNIO DAS SOCIEDADES VIVAX LTDA., NET INDAIATUBA LTDA., NET

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DO PATRIMÔNIO DAS SOCIEDADES VIVAX LTDA., NET INDAIATUBA LTDA., NET PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DO PATRIMÔNIO DAS SOCIEDADES VIVAX LTDA., NET INDAIATUBA LTDA., NET FRANCA LTDA., NET ANÁPOLIS LTDA., TV JACARANDÁ LTDA., TV A CABO GUARAPUAVA LTDA. E TV A CABO CASCAVEL LTDA.

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DE LOJAS RENNER S.A. Capítulo I Dos Objetivos Artigo 1º - Observadas as disposições estabelecidas no estatuto social ( Estatuto Social ) de Lojas Renner S.A.

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO E PRINCÍPIOS GERAIS 2. DEFINIÇÕES 3. OBJETIVOS E ABRANGÊNCIA 4. PERÍODO DE VEDAÇÕES ÀS NEGOCIAÇÕES 5. AUTORIZAÇÃO

Leia mais

ETERNIT S.A. C.N.P.J. nº 61.092.037/0001-81 NIRE 35.300.013.344 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 17 DE SETEMBRO DE 2.

ETERNIT S.A. C.N.P.J. nº 61.092.037/0001-81 NIRE 35.300.013.344 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 17 DE SETEMBRO DE 2. ETERNIT S.A. C.N.P.J. nº 61.092.037/0001-81 NIRE 35.300.013.344 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 17 DE SETEMBRO DE 2.008 Aos 17 dias do mês de setembro do ano de dois mil e oito,

Leia mais

NÚCLEO AMIGOS DA TERRA / BRASIL ESTATUTO. Capítulo I. Da entidade e seus objetivos

NÚCLEO AMIGOS DA TERRA / BRASIL ESTATUTO. Capítulo I. Da entidade e seus objetivos Versão Final NÚCLEO AMIGOS DA TERRA / BRASIL ESTATUTO Capítulo I Da entidade e seus objetivos Art. 1º - O NÚCLEO AMIGOS DA TERRA / BRASIL, é uma pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos,

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A.

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. CNPJ 02.328.280/0001-97 POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF nº 02.238.280/0001-97 Rua Ary Antenor de Souza, nº 321,

Leia mais

Data da publicação: 02/07/03 no DOE e Folha de S Paulo Registro JUCESP: 126.460/03-6 em 27/06/03

Data da publicação: 02/07/03 no DOE e Folha de S Paulo Registro JUCESP: 126.460/03-6 em 27/06/03 Data da publicação: 02/07/03 no DOE e Folha de S Paulo Registro JUCESP: 126.460/03-6 em 27/06/03 BRAZIL REALTY S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES Companhia Aberta CNPJ/MF nº 73.178.600/0001-18 NIRE 35.300.137.728

Leia mais

OI S.A. CNPJ/MF Nº 76.535.764/0001-43 NIRE 33.3.0029520-8 Companhia Aberta. Estatuto Social CAPÍTULO I REGIME JURÍDICO

OI S.A. CNPJ/MF Nº 76.535.764/0001-43 NIRE 33.3.0029520-8 Companhia Aberta. Estatuto Social CAPÍTULO I REGIME JURÍDICO OI S.A. CNPJ/MF Nº 76.535.764/0001-43 NIRE 33.3.0029520-8 Companhia Aberta Estatuto Social CAPÍTULO I REGIME JURÍDICO Art. 1º - A Oi S.A. é uma sociedade por ações, de capital aberto, que se rege pelo

Leia mais

MRS LOGÍSTICA S.A. ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 4 DE OUTUBRO DE 2012 ANEXO I ESTATUTO SOCIAL

MRS LOGÍSTICA S.A. ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 4 DE OUTUBRO DE 2012 ANEXO I ESTATUTO SOCIAL MRS LOGÍSTICA S.A. ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 4 DE OUTUBRO DE 2012 ANEXO I ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, OBJETO, SEDE E DURAÇÃO Artigo 1 A MRS Logística S.A. ( Companhia ) reger-se-á

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E DE NEGOCIAÇÃO DE AÇÕES 2 I. Finalidade A presente Política de Divulgação de Informações e de Negociação de Ações tem como finalidade estabelecer as práticas de divulgação

Leia mais

ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971

ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971 ELEKEIROZ S.A. CNPJ 13.788.120/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300323971 ATA SUMÁRIA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 7 DE FEVEREIRO DE 2014 DATA, HORA E LOCAL: Em 7 de fevereiro de

Leia mais

ANEXO I CONSOLIDAÇÃO DO ESTATUTO SOCIAL DO

ANEXO I CONSOLIDAÇÃO DO ESTATUTO SOCIAL DO ANEXO I CONSOLIDAÇÃO DO ESTATUTO SOCIAL DO BANCO SANTANDER (BRASIL) S.A. CNPJ nº 90.400.888/0001-42 NIRE 35.300.332.067 Companhia Aberta de Capital Autorizado ESTATUTO SOCIAL TÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE,

Leia mais

MANUAL DOS ACIONISTAS

MANUAL DOS ACIONISTAS CIELO S.A. CNPJ/MF nº 01.425.787/0001-04 NIRE 35.300.147.073 Companhia Aberta de Capital Autorizado MANUAL DOS ACIONISTAS PROPOSTA DE DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO (ANEXO 9-11-II DA INST. CVM 481) PROPOSTA

Leia mais

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Aplicação e Objeto

POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Aplicação e Objeto POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLÉIAS GERAIS INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. CAPÍTULO I Aplicação e Objeto 1.1. Pelo presente documento, a INFRA ASSET MANAGEMENT LTDA. ( Gestora ), vem,

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO INVESTIDORES DE PERNAMBUCO

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO INVESTIDORES DE PERNAMBUCO ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO INVESTIDORES DE PERNAMBUCO I - Denominação e Objetivo Artigo 1º - O CLUBE DE INVESTIMENTO INVESTIDORES DE PERNAMBUCO, constituído por número limitado de membros

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 09/2010 Aprova o Regimento Interno da Comissão Interna de Supervisão da Carreira dos Cargos

Leia mais

BR HOME CENTERS S.A. CNPJ nº 11.102.250/0001-59 NIRE 52300013836 ESTATUTO SOCIAL. Capítulo I Denominação, Sede, Objeto e Duração

BR HOME CENTERS S.A. CNPJ nº 11.102.250/0001-59 NIRE 52300013836 ESTATUTO SOCIAL. Capítulo I Denominação, Sede, Objeto e Duração BR HOME CENTERS S.A. CNPJ nº 11.102.250/0001-59 NIRE 52300013836 ESTATUTO SOCIAL Capítulo I Denominação, Sede, Objeto e Duração Artigo 1º. A BR HOME CENTERS S.A. ( Companhia ) é uma sociedade por ações

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DA AMIL PARTICIPAÇÕES S.A. CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO

ESTATUTO SOCIAL DA AMIL PARTICIPAÇÕES S.A. CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO ESTATUTO SOCIAL DA AMIL PARTICIPAÇÕES S.A. CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, OBJETO E DURAÇÃO Artigo 1º AMIL PARTICIPAÇÕES S.A. ( Companhia ) é uma sociedade por ações que se rege pelo presente Estatuto

Leia mais

Do Colegiado de Curso. Da Constituição do Colegiado

Do Colegiado de Curso. Da Constituição do Colegiado REGULAMENTO INTERNO DO COLEGIADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS - UNITINS Do Colegiado de Curso Art. 1º. O Colegiado de Curso é a instância básica dos cursos de graduação, responsável

Leia mais

SUZANO PAPEL E CELULOSE S.A. Regimento Interno do Conselho de Administração

SUZANO PAPEL E CELULOSE S.A. Regimento Interno do Conselho de Administração SUZANO PAPEL E CELULOSE S.A. Regimento Interno do Conselho de Administração Este Regimento Interno foi aprovado pelo Conselho de Administração da Suzano Papel e Celulose S.A. em 18 de fevereiro de 2016.

Leia mais