Turismo 2015_Folheto Aviso_Concurso_SI_Inovação_Inovação Produtiva e Empreededorismo Qualificado

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Turismo 2015_Folheto Aviso_Concurso_SI_Inovação_Inovação Produtiva e Empreededorismo Qualificado"

Transcrição

1 Tipologias de Projectos a Apoiar na Inovação Produtiva: Região NUTS II do Centro, Norte e Alentejo e Requalificação - Aldeamentos Turísticos [de 4 ou 5 estrelas] - Parques de Campismo [desde que resultem da adaptação de património cultural edificado classificado, ou em vias de classificação, sejam diferenciadores ou se integrem em Quintas produtoras de vinho para projectos com incidência no Produto Estratégico Gastronomia e Vinhos] Reconversão 2 - Estabelecimentos de alojamento local que se pretendam reclassificar numa das tipologias de empreendimentos turísticos, desde que a classificação a obter seja igual ou superior a 3 estrelas e Requalificação 3 - Empreendimentos que se configuram como âncora para a dinamização da procura ou se traduzam em equipamentos de lazer, de negócios ou de divulgação do património cultural ou natural - Actividades de animação de natureza ambiental, desportiva ou cultural Restauração e Requalificação 4 - Estabelecimentos de Restauração declarados de interesse para o turismo [desde que resultem da adaptação de património cultural edificado classificado, ou em vias de classificação, ou sejam diferenciadores face à oferta da região] 2 Os projectos de investimento em reconversão não são elegíveis no âmbito dos projectos financiados pelo PO Regional Norte (investimentos de micro e pequenas empresas na região Norte). 3 Os projectos de investimento em requalificação dos empreendimentos ou actividades de animação turística não são elegíveis no âmbito dos projectos financiados pelo PO Regional Norte (investimentos de micro e pequenas empresas na região Norte). 4 Os projectos de investimento em requalificação de estabelecimentos de restauração não são elegíveis no âmbito dos projectos financiados pelo PO Regional Norte (investimentos de micro e pequenas empresas na região Norte).

2 Região NUTS II do Algarve e Requalificação [de 4 ou 5 estrelas] [desde que resultem da adaptação de património cultural edificado relevante, ou que sejam diferenciadores, se configurem como âncoras para a dinamização da procura e se situem em zonas carenciadas] Reconversão - Estabelecimentos de alojamento local que se pretendam reclassificar numa das tipologias de empreendimentos turísticos, desde que a classificação a obter seja igual ou superior a 3 estrelas e Requalificação - Projectos de animação que se configuram como âncora para a dinamização da procura nas áreas do lazer, dos negócios, da divulgação do património cultural ou natural e para o desenvolvimento de, pelo menos, um dos seguintes Produtos Turísticos Estratégicos: Turismo Náutico, Turismo de Negócios, Saúde e Bem- Estar e Touring Cultural e Pasiagístico Restauração - Restaurantes, de interesse para o turismo, associados à recuperação e valorização do património, que introduzam conceitos inovadores ao nível do produto ou serviço e promovam a gastronomia regional

3 Região NUTS II de Lisboa e Requalificação - Empreendimentos que se configuram como âncora para a dinamização da procura ou se traduzam em equipamentos de lazer, de negócios (aplicável apenas para o Produto Estratégico Turismo de Negócios) ou de divulgação do património cultural ou natural - Actividades de animação de natureza ambiental, desportiva ou cultural

4 Tipologias de Projectos a Apoiar: Empreendedorismo Qualificado Região NUTS II do Centro, Norte e Alentejo [de 4 ou 5 estrelas] [desde que resultem da adaptação de património cultural edificado classificado, ou em vias de classificação, enquanto Monumento Nacional ou Imóvel de Interesse Público] - Empresas qualificadas de animação turística que proporcionem a divulgação do património natural e cultural, de lazer ou de negócios, para desenvolvimento dos Produtos Estratégicos Touring Cultural e Paisagístico, Turismo de Natureza, Gastronomia e Vinhos e Turismo de Negócios.

5 Região NUTS II do Algarve e Requalificação [de 4 ou 5 estrelas] [desde que resultem da adaptação de património cultural edificado relevante, ou que sejam diferenciadores, se configurem como âncoras para a dinamização da procura e se situem em zonas carenciadas] Reconversão - Estabelecimentos de alojamento local que se pretendam reclassificar numa das tipologias de empreendimentos turísticos, desde que a classificação a obter seja igual ou superior a 3 estrelas - Projectos de animação que se configurem como âncoras para a dinamização da procura e que contribuam para o desenvolvimento de pelo menos, um dos seguintes Produtos Estratégicos: Turismo Náutico, Turismo de Negócios, Saúde e Bem-Estar e Touring Cultural e Paisagístico Restauração - Restaurantes, de interesse para o turismo, associados à recuperação e valorização do património que introduzam conceitos inovadores ao nível do produto ou serviço e promovam a gastronomia regional

6 Região NUTS II de Lisboa - Empresas qualificadas de animação que proporcionem a divulgação do património natural e cultural, de lazer ou de negócios, para desenvolvimento dos seguintes Produtos Estratégicos: Turismo de Negócios, Touring Cultural e Paisagístico, Turismo de Natureza e Gastronomia e Vinhos [declaradas de interesse para o turismo]

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO CRITÉRIOS DE INSERÇÃO DE PROJECTOS NO PÓLO DE COMPETITIVIDADE E TECNOLOGIA TURISMO 2015 TIPOLOGIAS DE INVESTIMENTO ELEGÍVEIS 1. No âmbito dos

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação

Sistema de Incentivos à Inovação Sistema de Incentivos à Inovação Inovação Produtiva e Empreendedorismo Qualificado até concursos abertos 26 de abril de 2012 sistema de incentivos à inovação Inovação Produtiva e Empreendedorismo Qualificado

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO AVISO DE CANDIDATURA OUTUBRO 2012

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO AVISO DE CANDIDATURA OUTUBRO 2012 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO AVISO DE CANDIDATURA OUTUBRO 2012 INOVAÇÃO PRODUTIVA SECTOR TURISMO QREN QUADRO DE REFERÊNCIA ESTRATÉGICO NACIONAL 2007-2013 INFORMAÇÃO SINTETIZADA 1 ÍNDICE PÁGINA OBJECTO

Leia mais

PO FACTORES DE COMPETITIVIDADE PO REGIONAL DO NORTE PO REGIONAL DO CENTRO PO REGIONAL DO ALENTEJO PO REGIONAL DO ALGARVE

PO FACTORES DE COMPETITIVIDADE PO REGIONAL DO NORTE PO REGIONAL DO CENTRO PO REGIONAL DO ALENTEJO PO REGIONAL DO ALGARVE PERGUNTAS & RESPOSTAS AAC Nº 04/SI/2010 (SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA) AAC Nº 05/SI/2010 (SI INOVAÇÃO EMPREENDEDORISMO) AAC Nº 07/SI/2010 (SI QUALIFICAÇÃO PME) Página 1 de 7 A. Volume de negócios internacional

Leia mais

O FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS TURÍSTICAS. Linha de Apoio à Qualificação da Oferta

O FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS TURÍSTICAS. Linha de Apoio à Qualificação da Oferta O FINANCIAMENTO DAS EMPRESAS TURÍSTICAS Linha de Apoio à Qualificação da Oferta CENTRO O Financiamento da Atividade Turística LINHA DE APOIO À QUALIFICAÇÃO DA OFERTA 23 Maio 2017 Miguel Mendes Beneficiários

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO PROGRAMA ESTRATÉGICO +E +I EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO Aviso N.º 03/SI/2012

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO PROGRAMA ESTRATÉGICO +E +I EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO Aviso N.º 03/SI/2012 SISTEMAS DE INCENTIVOS AO INVESTIMENTO NO TURISMO Coimbra, 30 de março de 2012 Miguel Mendes SISTEMAS DE INCENTIVOS AO INVESTIMENTO NO TURISMO Coimbra, 30 de março de 2012 Miguel Mendes SISTEMA DE INCENTIVOS

Leia mais

SI INOVAÇÃO TURISMO SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO E EMPREENDORISMO QUALIFICADO (AVISO DE CANDIDATURA JANEIRO 2011) INFORMAÇÃO SINTETIZADA

SI INOVAÇÃO TURISMO SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO E EMPREENDORISMO QUALIFICADO (AVISO DE CANDIDATURA JANEIRO 2011) INFORMAÇÃO SINTETIZADA SI INOVAÇÃO SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO E EMPREENDORISMO QUALIFICADO (AVISO DE CANDIDATURA JANEIRO 2011) TURISMO QREN QUADRO DE REFERÊNCIA ESTRATÉGICO NACIONAL 2007-2013 INFORMAÇÃO SINTETIZADA 1 ÍNDICE

Leia mais

Gastronomia & Vinhos no contexto do Plano Estratégico Nacional do Turismo. Santarém, 16 de Outubro

Gastronomia & Vinhos no contexto do Plano Estratégico Nacional do Turismo. Santarém, 16 de Outubro Gastronomia & Vinhos no contexto do Plano Estratégico Nacional do Turismo Santarém, 16 de Outubro - 2008 PENT- Plano Estratégico Nacional do Turismo Uma estratégia para o desenvolvimento do Turismo em

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO)

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 04 / SI / 2010 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) INOVAÇÃO PRODUTIVA Nos termos do Regulamento do SI Inovação, a apresentação de candidaturas processa-se

Leia mais

EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO E CRIATIVO

EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO E CRIATIVO CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 09/SI/2017 1 Introdução Enquadramento Pretende-se reforçar os níveis de empreendedorismo qualificado e criativo, através de apoios diretos aos empreendedores

Leia mais

Muito mais do que turismo de adegas ou turismo de vinhos ; Desenvolvimento das actividades turísticas, de lazer e tempo livre cultural e enológico da

Muito mais do que turismo de adegas ou turismo de vinhos ; Desenvolvimento das actividades turísticas, de lazer e tempo livre cultural e enológico da Câmara Municipal de Melgaço Vale d Algares Cartaxo, 30 de Junho de 2009 Muito mais do que turismo de adegas ou turismo de vinhos ; Desenvolvimento das actividades turísticas, de lazer e tempo livre dedicadas

Leia mais

Turismo Equestre Oportunidades de desenvolvimento

Turismo Equestre Oportunidades de desenvolvimento Turismo Equestre Oportunidades de desenvolvimento da oferta Golegã, 12 de Setembro de 2008 1. PENT - estratégia para o desenvolvimento do Turismo em Portugal RCM 53/2007, de 04 de Abril 2. Enquadramento

Leia mais

VALORIZAR E QUALIFICAR O DESTINO Carlos Abade Leiria, 29 de maio de 2017

VALORIZAR E QUALIFICAR O DESTINO Carlos Abade Leiria, 29 de maio de 2017 VALORIZAR E QUALIFICAR O DESTINO Carlos Abade Leiria, 29 de maio de 2017 2016 dinâmica de forte crescimento 53 526m Dormidas 19 059m Hóspedes 12 681M 9,6% 9,8% Receitas Turís4cas 10,7% 16,7% Peso das Receitas

Leia mais

APOIO A PROJECTOS DE INVESTIMENTO EM ENOTURISMO PRODUTO GASTRONOMIA E VINHOS

APOIO A PROJECTOS DE INVESTIMENTO EM ENOTURISMO PRODUTO GASTRONOMIA E VINHOS 1 APOIO A PROJECTOS DE INVESTIMENTO EM ENOTURISMO PRODUTO GASTRONOMIA E VINHOS Enquadramento Apoios a projectos de natureza empresarial 1. QREN Sistema de Incentivos à Inovação 2. QREN Sistema de Incentivos

Leia mais

Linha Apoio à Qualificação da Oferta 2017 Turismo de Portugal

Linha Apoio à Qualificação da Oferta 2017 Turismo de Portugal Linha Apoio à Qualificação da Oferta 2017 Turismo de Portugal 2017 ENQUADRAMENTO E SÍNTESE No âmbito do protocolo assinado em Março de 2016 entre o Turismo de Portugal (TP) e o BPI, foi disponibilizada

Leia mais

FINANCIAMENTO DE EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS

FINANCIAMENTO DE EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS FINANCIAMENTO DE EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS Objectivos qualitativos Portugal enquanto destino de maior crescimento na Europa Turismo assente na qualificação da oferta e na excelência do capital humano

Leia mais

TURISMO: EMPRÉSTIMOS A MÉDIO LONGO PRAZO

TURISMO: EMPRÉSTIMOS A MÉDIO LONGO PRAZO TURISMO: EMPRÉSTIMOS A MÉDIO LONGO PRAZO O Turismo de Portugal (TP), em parceria com o sistema bancário, disponibiliza um instrumento financeiro com um orçamento global de 6 milhões de euros para o financiamento

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO)

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 11 / SI / 2009 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) INOVAÇÃO PRODUTIVA Nos termos do Regulamento do SI inovação, a apresentação de candidaturas processa-se

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PRIORIDADE DE INVESTIMENTO: INVESTIMENTO NA CONSERVAÇÃO, PROTECÇÃO, PROMOÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO PATRIMÓNIO CULTURAL

Leia mais

Protocolo Bancário BES/Turismo de Portugal (Linha de Apoio à Qualificação da Oferta) Apresentação a clientes

Protocolo Bancário BES/Turismo de Portugal (Linha de Apoio à Qualificação da Oferta) Apresentação a clientes Protocolo Bancário BES/Turismo de Portugal (Linha de Apoio à Qualificação da Oferta) Apresentação a clientes Gestão da Poupança Linha de crédito para apoio à Qualificação da Oferta (1/6) Beneficiários

Leia mais

TURISMO CENTRO DE PORTUGAL

TURISMO CENTRO DE PORTUGAL TURISMO CENTRO DE PORTUGAL Promoção do Espírito Empresarial na Região do Oeste OesteCIM Caldas da Rainha 27-10-2016 Turismo Centro de Portugal território Turismo Centro de Portugal atribuições Assegurar

Leia mais

Wine is bottled poetry

Wine is bottled poetry Wine is bottled poetry Robert Louis Stevenson QUINTA DO SEIXO Enoturismo ou o Segmento e estratégico para a Portugal 30 de Junho de 2009 Centros QUINTA de DO Visitas SEIXOSogrape Vinhos COMUNICAÇÃO ATENDIMENTO

Leia mais

Lisboa, 25 de novembro de 2011

Lisboa, 25 de novembro de 2011 Lisboa, 25 de novembro de 2011 A reabilitação urbana constitui um fator essencial no desenvolvimento do setor do turismo, enquanto elemento integrante da nossa oferta turística A regeneração urbana estabelece

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO)

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 04 / SI / 2010 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) INOVAÇÃO PRODUTIVA Nos termos do Regulamento do SI Inovação, a apresentação de candidaturas processa-se

Leia mais

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO CRITÉRIOS DE INSERÇÃO DE PROJECTOS NO PÓLO DE COMPETITIVIDADE E TECNOLOGIA TURISMO 2015 TIPOLOGIAS DE INVESTIMENTO ELEGÍVEIS 1. No âmbito dos

Leia mais

APOIOS FINANCEIROS AO TURISMO

APOIOS FINANCEIROS AO TURISMO APOIOS FINANCEIROS AO TURISMO I) LINHA DE APOIO À QUALIFICAÇÃO DA OFERTA 2017/2018 (FUNDO DE TURISMO) II) PROGRAMA CAPITALIZAR: LINHA DE CRÉDITO (PME INVESTIMENTOS) III) PROGRAMA VALORIZAR: PROGRAMA DE

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 12 / SI / 2012

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 12 / SI / 2012 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 12 / SI / 2012 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) PROGRAMA ESTRATÉGICO +E+I INOVAÇÃO PRODUTIVA Nos termos do Regulamento do SI Inovação, a apresentação

Leia mais

TURISMO 2020 FUNDOS COMUNITÁRIOS DE APOIO

TURISMO 2020 FUNDOS COMUNITÁRIOS DE APOIO TURISMO 2020 FUNDOS COMUNITÁRIOS DE APOIO Jaime S. Andrez Vogal da Comissão Diretiva FIL 25 de fevereiro de 2015 Atividade estratégica Uma atividade múltipla e compósita Uma atividade de arrastamento Uma

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2007/2013

Programa Operacional Regional Alentejo 2007/2013 Cooperação Territorial Europeia 2007/2013 Que oportunidades para Lisboa e Vale do Tejo? Centro Cultural de Belém 31 de Março 2008 Programa Operacional Regional Alentejo 2007/2013 Cooperação territorial

Leia mais

INOVAÇÃO PRODUTIVA CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 07/SI/ All rights reserved

INOVAÇÃO PRODUTIVA CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 07/SI/ All rights reserved CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 07/SI/2017 1 Introdução Enquadramento Incentivar a inovação do tecido económico nacional através do desenvolvimento de empresas e empreendedores, inovando

Leia mais

DIVISÃO DE PLANEAMENTO E INVESTIMENTO

DIVISÃO DE PLANEAMENTO E INVESTIMENTO DIVISÃO DE PLANEAMENTO E INVESTIMENTO Projecto TEDS 29 Maio 2013 DIVISÃO PLANEAMENTO E INVESTIMENTO TURÍSTICO atribuições Atendimento a investidores de turismo Apoio técnico a municípios Organização de

Leia mais

PROJETOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO

PROJETOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 03 / SI / 2012 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) PROGRAMA ESTRATÉGICO +E+I PROJETOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO Nos termos do Regulamento do

Leia mais

ESTRATÉGIAS de DINAMIZAÇÃO NATUREZA. Palmela Setembro de 2011

ESTRATÉGIAS de DINAMIZAÇÃO NATUREZA. Palmela Setembro de 2011 ESTRATÉGIAS de DINAMIZAÇÃO do PRODUTO TURISMO DE NATUREZA Palmela Setembro de 2011 1. PENT - estratégia para o desenvolvimento do Turismo em Portugal RCM 53/2007, de 04 de Abril 2. O desenvolvimento da

Leia mais

P L A N O D I R E T O R M U N I C I P A L DO S E I X A L R E V I S Ã O DISCUSSÃO PÚBLICA

P L A N O D I R E T O R M U N I C I P A L DO S E I X A L R E V I S Ã O DISCUSSÃO PÚBLICA CARACTERIZAÇÃO ECONÓMICA SUMÁRIA TOTAL DE EMPRESAS 80.000 70.000 60.000 50.000 40.000 30.000 20.000 10.000 0 75.163 72.038 75.393 71.682 15.228 14.567 15.135 14.271 2008 2009 2010 2011 P. Setúbal Município

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PRIORIDADE DE INVESTIMENTO: INVESTIMENTO NA CONSERVAÇÃO, PROTECÇÃO, PROMOÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO PATRIMÓNIO CULTURAL

Leia mais

PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO

PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 34 / SI / 2009 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO Nos termos do Regulamento do SI Inovação, a apresentação

Leia mais

VÊ PORTUGAL 4.º FÓRUM TURISMO INTERNO PAINEL 1 PROGRAMAS DE APOIO À VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DESTINO PORTUGAL 2020

VÊ PORTUGAL 4.º FÓRUM TURISMO INTERNO PAINEL 1 PROGRAMAS DE APOIO À VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DESTINO PORTUGAL 2020 VÊ PORTUGAL 4.º FÓRUM TURISMO INTERNO PAINEL 1 PROGRAMAS DE APOIO À VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DESTINO PORTUGAL 2020 Jaime S. Andrez Presidente da CD do COMPETE 2020 29 maio 2017 AJvidade estratégica Uma

Leia mais

Luís Coito Turismo de Portugal, I.P. Albufeira, 7 de abril de 2015

Luís Coito Turismo de Portugal, I.P. Albufeira, 7 de abril de 2015 Luís Coito Turismo de Portugal, I.P. Albufeira, 7 de abril de 2015 AGENDA 1 Linha de Apoio à Qualificação da Oferta 2 Linha de Apoio à Qualificação da Oferta Apoio ao Empreendedorismo 3 Circuito de Decisão

Leia mais

PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO

PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 05 / SI / 2010 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO Nos termos do Regulamento do SI Inovação, a apresentação

Leia mais

Turismo Fator de Desenvolvimento

Turismo Fator de Desenvolvimento Turismo Fator de Desenvolvimento Pedro Machado, Presidente Entidade Regional Turismo Centro Portugal Marinha Grande, 2 de Junho de 2016 Capítulo I Caraterização do Centro de Portugal Capítulo II Definição

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL O Técnico de Turismo Ambiental e Rural é o profissional que participa na aplicação de medidas de valorização do turismo em espaço rural, executando

Leia mais

Estatísticas de Alojamento turístico, 2015

Estatísticas de Alojamento turístico, 2015 Estatísticas de Alojamento turístico, 2015 Departamento de Estatísticas Económicas Serviço de Estatísticas de Comércio, Turismo e Transportes Rute Cruz Calheiros CSE - GT DEM, 27/10/2016 As estatísticas

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 02 / SI / 2012

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 02 / SI / 2012 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 02 / SI / 2012 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) INOVAÇÃO PRODUTIVA Nos termos do Regulamento do SI Inovação, a apresentação de candidaturas processa-se

Leia mais

CRÉDITO AO INVESTIMENTO NO TURISMO - PROTOCOLO BANCÁRIO

CRÉDITO AO INVESTIMENTO NO TURISMO - PROTOCOLO BANCÁRIO CRÉDITO AO INVESTIMENTO NO TURISMO - PROTOCOLO BANCÁRIO Faro, 5 de Maio de 2010 ENQUADRAMENTO Linha de crédito de natureza estrutural, criada em parceria com as Instituições de Crédito, com condições preferenciais

Leia mais

Turismo em Portugal. Estratégia para o Desenvolvimento do

Turismo em Portugal. Estratégia para o Desenvolvimento do Plano Estratégico Nacional do Turismo uma estratégia para o desenvolvimento do Turismo em Portugal Estratégia para o Desenvolvimento do Turismo em Portugal Carrazeda de Ansiâes, 20 de Junho de 2007 O PENT

Leia mais

Incentivos financeiros Portugal 2020

Incentivos financeiros Portugal 2020 Incentivos financeiros Portugal 2020 Lisboa, 08-10-2015 Paulo Carpinteiro Licks & Associados POCI Programa Operacional Competitividade e Internacionalização POSEUR e PORegionais Norte, Centro, LVT, Alentejo,

Leia mais

O Despertar da Natureza na Cidade Industrial

O Despertar da Natureza na Cidade Industrial O Despertar da Natureza na Cidade Industrial Imagens em Ecrã Panorâmico Projecto BioRia 04/05/2012, Beja USUS Turismo & Inovação Abílio Silveira 2 Projecto O Projecto Evolução Objetivos Recursos e Divulgação

Leia mais

Plano de Gestão das Bacias Hidrográficas dos rios Vouga, Mondego e Lis OBJECTIVOS DO DESENVOLVIMENTO DE CENÁRIOS PROSPECTIVOS.

Plano de Gestão das Bacias Hidrográficas dos rios Vouga, Mondego e Lis OBJECTIVOS DO DESENVOLVIMENTO DE CENÁRIOS PROSPECTIVOS. Plano de Gestão das Bacias Hidrográficas dos rios Vouga, Mondego e Lis Índice da Apresentação OBJECTIVOS DO DESENVOLVIMENTO DE CENÁRIOS PROSPECTIVOS. RAZÕES SOCIO-ECONÓMICAS, ENTRE OUTRAS, QUE JUSTIFIQUEM

Leia mais

A edificabilidade turística nos PROT de 2.ª geração : Orientações para a revisão dos PDM O caso da Região Centro

A edificabilidade turística nos PROT de 2.ª geração : Orientações para a revisão dos PDM O caso da Região Centro Ciclo de Seminários Revisão do PDM Guia orientador CCDR Centro A edificabilidade turística nos PROT de 2.ª geração : Orientações para a revisão dos PDM O caso da Região Centro Fernanda Praça Anadia, 22

Leia mais

ANIMAÇÃO TURÍSTICA. Desafios num mercado competitivo

ANIMAÇÃO TURÍSTICA. Desafios num mercado competitivo ANIMAÇÃO TURÍSTICA Desafios num mercado competitivo João Cotrim de Figueiredo 29 janeiro 2016 Mais um ano de resultados históricos Resultados de novembro 2015 superam ano de 2014 CAGR 6,9% CAGR 4,7% Receitas

Leia mais

Verbas comunitárias do Turismo modernizam e aumentam qualidade da hotelaria no Centro de Portugal

Verbas comunitárias do Turismo modernizam e aumentam qualidade da hotelaria no Centro de Portugal QREN/Turismo 2015 viabiliza 12 investimentos turísticos Verbas comunitárias do Turismo modernizam e aumentam qualidade da hotelaria no Centro de Portugal A assinatura de 12 contratos de financiamento comunitário

Leia mais

2º CONGRESSO DO TEJO VALORIZAÇÃO DO TEJO ANTÓNIO MARQUES LISBOA. 24 DE OUTUBRO DE 2006

2º CONGRESSO DO TEJO VALORIZAÇÃO DO TEJO ANTÓNIO MARQUES LISBOA. 24 DE OUTUBRO DE 2006 2º CONGRESSO DO TEJO VALORIZAÇÃO DO TEJO ANTÓNIO MARQUES LISBOA. 24 DE OUTUBRO DE 2006 Quando o Tejo passa, algo acontece sempre, porque um rio tem as suas glórias e os seus dramas. Como os homens Um rio

Leia mais

SI INOVAÇÃO REFERENCIAL DE ANÁLISE DO MÉRITO DO PROJETO

SI INOVAÇÃO REFERENCIAL DE ANÁLISE DO MÉRITO DO PROJETO SI INOVAÇÃO PROJETOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO AVISO Nº 03 /SI/2012 REFERENCIAL DE ANÁLISE DO MÉRITO DO PROJETO A metodologia de cálculo para seleção e hierarquização dos projetos é baseada no indicador

Leia mais

O valor mínimo de despesas elegíveis por projecto Euros; O valor máximo de despesas elegíveis por projecto Euros.

O valor mínimo de despesas elegíveis por projecto Euros; O valor máximo de despesas elegíveis por projecto Euros. 1. INVESTIMENTOS 1.1 INVESTIMENTOS EM INFRA-ESTRUTURAS Apoio financeiro a iniciativas de investimento em infra-estruturas de natureza colectiva que defendam e preservem actividades culturais e recreativas,

Leia mais

Sistemas de Incentivos do QREN

Sistemas de Incentivos do QREN Sistemas de Incentivos do QREN Sistemas de Incentivos do QREN 1. Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME 2. Sistema de Incentivos à Inovação 3. Sistema de Incentivos à Investigação

Leia mais

AGENDA. Portugal 2020 Enquadramento Geral. Sistema de Incentivos às Empresas. Concursos

AGENDA. Portugal 2020 Enquadramento Geral. Sistema de Incentivos às Empresas. Concursos Luís Coito Turismo de Portugal, I.P. Sintra, 13 de abril de 2015 AGENDA 1 Portugal 2020 Enquadramento Geral 2 Sistema de Incentivos às Empresas 3 Concursos 1 2020 Enquadramento Geral PORTUGAL 2020 ESTRATÉGIA

Leia mais

REGIME DE EXERCÍCIO DA ACTIVIDADE INDUSTRIAL REAI

REGIME DE EXERCÍCIO DA ACTIVIDADE INDUSTRIAL REAI REGIME DE EXERCÍCIO DA ACTIVIDADE INDUSTRIAL REAI 3 REGIME DE EXERCÍCIO DA ACTIVIDADE INDUSTRIAL REAI DL nº 209/2008 de 29 de Outubro todas as adegas estão obrigadas ao licenciamento obras necessárias

Leia mais

Portugal 2020: Objetivos e Desafios António Dieb

Portugal 2020: Objetivos e Desafios António Dieb Portugal 2020: Objetivos e Desafios 2014-2020 António Dieb Porto, 11 de julho de 2016 Tópicos: 1. Enquadramento Estratégico (EU 2020) 2. Portugal 2020: Objetivos e prioridades 3. Estrutura Operacional

Leia mais

PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO

PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 06 / SI / 2011 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO Nos termos do Regulamento do SI Inovação, a apresentação

Leia mais

Inovação Produtiva Não PME

Inovação Produtiva Não PME Inovação Produtiva Não PME Objetivos 1. Reforçar o investimento empresarial em atividades inovadores, promovendo o aumento da produção transacionável e internacionalizável e a alteração do perfil produtivo

Leia mais

TIPOLOGIAS DE ALOJAMENTO ENQUADRÁVEIS NO COMPETIR+

TIPOLOGIAS DE ALOJAMENTO ENQUADRÁVEIS NO COMPETIR+ TIPOLOGIAS DE ALOJAMENTO ENQUADRÁVEIS NO COMPETIR+ 1 EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS São considerados Empreendimentos Turísticos os estabelecimentos que se destinam a prestar serviços de alojamento turístico,

Leia mais

ROTA HISTÓRICA DAS LINHAS DE TORRES

ROTA HISTÓRICA DAS LINHAS DE TORRES ROTA HISTÓRICA DAS LINHAS DE TORRES meta-análise de um percurso ASSOCIAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO E PATRIMONIAL DAS LINHAS DE TORRES VEDRAS MUNICÍPIOS PARTICIPANTES Arruda dos Vinhos

Leia mais

Sessão de Divulgação PDR DLBC Terras de Basto

Sessão de Divulgação PDR DLBC Terras de Basto Sessão de Divulgação PDR 2020 - DLBC Terras de Basto Operação 10.2.1.1 - Pequenos investimentos nas explorações agrícolas Promover a melhoria das condições de vida, de trabalho e de produção dos agricultores;

Leia mais

Minho INovação Visão

Minho INovação Visão Minho INovação Minho INovação 2014-2020 Visão O Minho afirma-se como destino turístico a partir da (re) construção de uma identidade coletiva: autêntica, viva, real e moderna materializando-se num mixde

Leia mais

ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO

ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO ALCANENA ENTRONCAMENTO FERREIRA DO ZÊZERE OURÉM TOMAR TORRES NOVAS VILA NOVA DA BARQUINHA ESTRATÉGIA LOCAL DE DESENVOLVIMENTO 2014-2020 RIBATEJO NORTE 2020 Parceria 34 Entidades (20 Privadas e 14 Publicas)

Leia mais

Roteiros Turísticos do Património Mundial. Alcobaça~Batalha ~Tomar

Roteiros Turísticos do Património Mundial. Alcobaça~Batalha ~Tomar Roteiros Turísticos do Património Mundial Alcobaça~Batalha ~Tomar O Turismo Cultural hoje 44 milhões de turistas procuram turismo cultural na Europa O património cultural aproxima civilizações e motiva

Leia mais

P L A N O E S T R A T É G I C O D E D E S E N V O L V I M E N T O U R B A N O

P L A N O E S T R A T É G I C O D E D E S E N V O L V I M E N T O U R B A N O Promoção da regeneração urbana no Centro Histórico de Santarém Processo assente nos recursos endógenos; Historicamente ligados à origem e franco desenvolvimento da cidade Profundamente identificados com

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 13 / SI / 2012

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 13 / SI / 2012 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS N.º 13 / SI / 2012 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) PROGRAMA ESTRATÉGICO +E+I PROJETOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO Nos termos do Regulamento do

Leia mais

Arronches, Campo Maior, Castelo de Vide, Crato, Elvas (à excepção das freguesias de Alcáçova e de Assunção), Marvão, Monforte, Nisa, Portalegre (com

Arronches, Campo Maior, Castelo de Vide, Crato, Elvas (à excepção das freguesias de Alcáçova e de Assunção), Marvão, Monforte, Nisa, Portalegre (com ADER-AL Fundada em 1996 Objectivo: Promover o desenvolvimento do mundo rural do Norte Alentejano Território: - Superfície - 3.695 km2 - População - 74.909 habitantes - Densidade Populacional - 20,27 hab/km2

Leia mais

Reunião Técnica - ENOTURISMO PRODUTO ESTRATÉGICO PARA PORTUGAL - CONCLUSÕES

Reunião Técnica - ENOTURISMO PRODUTO ESTRATÉGICO PARA PORTUGAL - CONCLUSÕES Reunião Técnica - ENOTURISMO PRODUTO ESTRATÉGICO PARA PORTUGAL - CONCLUSÕES Cartaxo, 30 de Junho de 2009 Na sequência da reflexão desenvolvida ao longo deste dia de trabalho, foi possível comprovar que

Leia mais

Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo

Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo DESDE 1990 O ISCET Instituto Superior de Ciências Empresariais e do Turismo é um estabelecimento de ensino superior politécnico, criado em 25 de

Leia mais

ESPAÇO RURAL, RURALIDADE E TURISMO NO ALENTEJO

ESPAÇO RURAL, RURALIDADE E TURISMO NO ALENTEJO ESPAÇO RURAL, RURALIDADE E TURISMO NO ALENTEJO Sustentável no Espaço Rural: Experiências de sucesso em Portugal e na Europa Desafios dos territórios rurais no Século XXI: A importância do Castro Verde,

Leia mais

Licenciamento e Financiamento da Atividade Turística

Licenciamento e Financiamento da Atividade Turística Licenciamento e Financiamento da Atividade Turística Turismo do Porto e Norte de Portugal, E.R. Santa Maria da Feira, 21 de novembro de 2016 TURISMO NA REGIÃO NORTE OFERTA TURÍSTICA DISTRIBUIÇÃO TERRITORIAL

Leia mais

II Conferência do Turismo e Hotelaria O Turismo em Portugal após 2009 [Oportunidades e Desafios]

II Conferência do Turismo e Hotelaria O Turismo em Portugal após 2009 [Oportunidades e Desafios] II Conferência do Turismo e Hotelaria O Turismo em Portugal após 2009 [Oportunidades e Desafios] Painel: Como é que os destinos turísticos se estão a preparar? O caso do Destino Douro Porto, 18 de Junho

Leia mais

FINANCIAMENTO E CAPITAL DE RISCO

FINANCIAMENTO E CAPITAL DE RISCO FINANCIAMENTO E CAPITAL DE RISCO FINOVA O FINOVA - Fundo de Apoio ao Financiamento à Inovação - criado através do Decreto-lei n.º 175/2008, de 26 de Agosto, como instrumento para a concretização dos objectivos

Leia mais

INVESTIR NO SEIXAL. seixal. câmara municipal

INVESTIR NO SEIXAL. seixal. câmara municipal INVESTIR NO SEIXAL índice 4 5 6 7 9 2 3 4 7 20 22 24 localização mobilidade estratégia dados económico-sociais e demográficos oferta de espaços / equipamentos atividade económica oportunidades de investimento

Leia mais

Programa de Ação e Investimentos

Programa de Ação e Investimentos Este documento pretende sintetizar o Programa de Ação que faz parte integrante da Estratégia de Desenvolvimento Local apresentada pela ADREPES na fase de pré-qualificação da parceria do GAL ADREPES COSTEIRO.

Leia mais

TURISMO EQUESTRE EM PORTUGAL

TURISMO EQUESTRE EM PORTUGAL Workshop Técnico TURISMO EQUESTRE EM PORTUGAL oportunidades de desenvolvimento ORGANIZAR E PROMOVER A OFERTA NACIONAL João Portugal, Departamento de Desenvolvimento e Inovação Palácio Nacional de Queluz

Leia mais

Programa Polis Vila Real

Programa Polis Vila Real Mestrado em Riscos, Cidades e Ordenamento do território. UC-Cidades e Ordenamento do Território Programa Polis Vila Real Trabalho elaborado por: Bruno Vieira Catarina Pereira Pedro Silveira Docentes: Helena

Leia mais

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO)

SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Nº 22 / SI / 2009 SISTEMA DE INCENTIVOS À INOVAÇÃO (SI INOVAÇÃO) PROJECTOS DE EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO PROVERE PROGRAMAS DE VALORIZAÇÃO ECONÓMICA DE RECURSOS

Leia mais

ALOJAMENTO. Licenciamento e classificação. Decreto Lei n.15_2014 RJET (325KB) NOÇÃO DE EMPREENDIMENTO TURÍSTICO

ALOJAMENTO. Licenciamento e classificação. Decreto Lei n.15_2014 RJET (325KB) NOÇÃO DE EMPREENDIMENTO TURÍSTICO Licenciamento e classificação. ALOJAMENTO Decreto Lei n.15_2014 RJET (325KB) NOÇÃO DE EMPREENDIMENTO TURÍSTICO São considerados empreendimentos turísticos os estabelecimentos que se destinam a prestar

Leia mais

GASTRONOMIA, PATRIMÓNIO CULTURAL um ativo da restauração e do turismo nacional

GASTRONOMIA, PATRIMÓNIO CULTURAL um ativo da restauração e do turismo nacional GASTRONOMIA, PATRIMÓNIO CULTURAL um ativo da restauração e do turismo nacional A Gastronomia Nacional é "bem" que deve ser vivido para ser compreendido e apreciado. É fundamental que o nosso rico Património

Leia mais

Síntese de Legislação Nacional e Comunitária. 04 de Janeiro de 2012

Síntese de Legislação Nacional e Comunitária. 04 de Janeiro de 2012 LEGISLAÇÃO Síntese de Legislação Nacional e Comunitária de 2012 Legislação Nacional Energias Renováveis Portaria n.º 8/2012 I Série n.º 3, de 4/01 Aprova, no âmbito da política de promoção da utilização

Leia mais

ALCOUTIM E O FUTURO. Conferência Debate sobre Desenvolvimento Local Sustentável

ALCOUTIM E O FUTURO. Conferência Debate sobre Desenvolvimento Local Sustentável ALCOUTIM E O FUTURO Conferência Debate sobre Desenvolvimento Local Sustentável Ricardo Bernardino Alcoutim Espaço Guadiana, 06 de Julho de 2015 Associação Terras do Baixo Guadiana A ATBG foi constituída

Leia mais

Desempregado ou Inactivo? Empreende!

Desempregado ou Inactivo? Empreende! Desempregado ou Inactivo? Empreende! Apoios à criação do próprio emprego ou empresa António Realinho Vice-Presidente da ADRACES ENQUADRAMENTO A ADRACES é a Entidade Gestora do Grupo de Acção Local - GAL

Leia mais

Financiamento e Empreendedorismo Cultural

Financiamento e Empreendedorismo Cultural Financiamento e Empreendedorismo Cultural Carlos Duarte Vogal da Comissão Directiva do ON.2 1. Sistema de Apoio ao Cluster de Indústrias Criativas ENQUADRAMENTO GERAL OBJECTIVOS GERAIS Contribuir para

Leia mais

Palmela. Palmela é associada à história, ao património, à natureza, à ruralidade e aos seus produtos locais de qualidade.

Palmela. Palmela é associada à história, ao património, à natureza, à ruralidade e aos seus produtos locais de qualidade. Palmela Palmela é associada à história, ao património, à natureza, à ruralidade e aos seus produtos locais de qualidade O que fazer com todos estes recursos turísticos? O que fazer com todos estes recursos

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DAS PME

INTERNACIONALIZAÇÃO DAS PME CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO N.º 11/SI/2017 1 Introdução Enquadramento Reforçar a competitividade das empresas, promover o aumento da exportação de produtos com alta intensidade tecnológica

Leia mais

REGULAMENTO. Prémios Turismo do Ribatejo 2ª Edição

REGULAMENTO. Prémios Turismo do Ribatejo 2ª Edição REGULAMENTO Prémios Turismo do Ribatejo 2ª Edição Novembro 2015 1. Âmbito Os Prémios Turismo do Ribatejo são uma iniciativa da Turismo do Alentejo e Ribatejo que visa distinguir e divulgar projetos e iniciativas

Leia mais

MEDIDAS DE APOIO AOS CONCELHOS AFETADOS PELOS INCÊNDIOS. Carlos Abade 2 de agosto de 2017

MEDIDAS DE APOIO AOS CONCELHOS AFETADOS PELOS INCÊNDIOS. Carlos Abade 2 de agosto de 2017 MEDIDAS DE APOIO AOS CONCELHOS AFETADOS PELOS INCÊNDIOS Carlos Abade 2 de agosto de 2017 Necessidades detetadas Foco na comunicação e na promoção dos territórios atingidos, tendo em vista reposicionar

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO N.º CENTRO

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO N.º CENTRO REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS POR CONVITE PI 6.3 PRODUTOS TURÍSTICOS INTEGRADOS DE BASE INTERMUNICIPAL AVISO N.º CENTRO-14-2016-16 O Mérito do Projeto

Leia mais

Âmbito do Fundo de Modernização do Comércio

Âmbito do Fundo de Modernização do Comércio Comércio Investe Projeto Individual Âmbito do Fundo de Modernização do Comércio Candidaturas entre 30 de Setembro e 25 de Novembro Porto Rua Dr. Ernesto Soares dos Reis Nº 208, 1º Andar, Sala P 3720 256

Leia mais

- Grupo de Acção Local credenciado para a gestão do Sub-Programa 3 do PRODER em Terras de Santa Maria. - Investimento Total aprovado para a

- Grupo de Acção Local credenciado para a gestão do Sub-Programa 3 do PRODER em Terras de Santa Maria. - Investimento Total aprovado para a - Grupo de Acção Local credenciado para a gestão do Sub-Programa 3 do PRODER em Terras de Santa Maria - Investimento Total aprovado para a implementação da Estratégia Local de Desenvolvimento: 13, 5 milhões

Leia mais

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO (RETIFICADA)

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO (RETIFICADA) SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO CRITÉRIOS DE INSERÇÃO DE PROJETOS NO PÓLO DE COMPETITIVIDADE E TECNOLOGIA TURISMO 2015 TIPOLOGIAS DE INVESTIMENTO ELEGÍVEIS (RETIFICADA) 1.

Leia mais

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA AVISO N.º 33 / SI/ 2009 REFERENCIAL DE ENQUADRAMENTO E ANÁLISE DO MÉRITO DO PROJECTO 1. ENQUADRAMENTO Justificação do enquadramento do pr nos objectivos e prioridades previstas

Leia mais

Anexo I Prestação de Informação a enviar através do domínio de extranet da CMVM

Anexo I Prestação de Informação a enviar através do domínio de extranet da CMVM Quanto ao nome do ficheiro: Anexo I Prestação de Informação a enviar através do domínio de extranet da CMVM Anexos Conteúdo Nomenclatura do ficheiro Prestação de informação por perito Ficheiro de dados

Leia mais

INQUÉRITO CARNAVAL- PREVISÕES PÁSCOA

INQUÉRITO CARNAVAL- PREVISÕES PÁSCOA INQUÉRITO CARNAVAL- PREVISÕES PÁSCOA Carnaval 2017 Carnaval 66% dos inquiridos tiveram uma melhor taxa de ocupação quarto e 6 um melhor preço médio por quarto ocupado 57% tiveram uma estada média idêntica

Leia mais

Região do Médio Tejo. Características e Desafios

Região do Médio Tejo. Características e Desafios Região do Médio Tejo Características e Desafios 09 março 2015 A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo Território e Municípios A Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo Atribuições e Competências das

Leia mais

FDP- 13/6/2012 A REGULAÇÃO JURIDICA DO TURISMO RURAL VALE DO DOURO: DESENVOLVIMENTO RURAL E ORDENAMENTO JURÍDICO FDP

FDP- 13/6/2012 A REGULAÇÃO JURIDICA DO TURISMO RURAL VALE DO DOURO: DESENVOLVIMENTO RURAL E ORDENAMENTO JURÍDICO FDP VALE DO DOURO: DESENVOLVIMENTO RURAL E ORDENAMENTO JURÍDICO FDP 13.6.2012 FDP- 13/6/2012 A REGULAÇÃO JURIDICA DO TURISMO RURAL Nina Aguiar Centro de InvesLgação da Montanha (CIMO), ESA InsLtuto Politécnico

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TURISMO E TRANSPORTES DIREÇÃO REGIONAL DE TURISMO COMPETIR+

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TURISMO E TRANSPORTES DIREÇÃO REGIONAL DE TURISMO COMPETIR+ COMPETIR+ Critérios de Avaliação dos Projetos relativos a Empreendimentos Turísticos Importa de início frisar que um dos objetivos gerais do Sistema de Incentivos designado por Competir+ visa constituir

Leia mais