O Despertar da Natureza na Cidade Industrial

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Despertar da Natureza na Cidade Industrial"

Transcrição

1 O Despertar da Natureza na Cidade Industrial Imagens em Ecrã Panorâmico Projecto BioRia 04/05/2012, Beja USUS Turismo & Inovação Abílio Silveira

2 2 Projecto O Projecto Evolução Objetivos Recursos e Divulgação Rede de Percursos Pedestres Infra-estruturas e Equipamento Atividades de Divulgação Participação em Feiras Resultados e Visão Estratégica Resultados Imprensa Estratégia

3 3 Projecto BioRia Requalificação de zonas degradadas Promoção e vivência da Ria de Aveiro BioRia Conservação da Natureza e Biodiversidade Sensibilização e Educação Ambiental

4 4 Evolução do projecto [ 2002 ] Conceção do Projecto e Candidatura ( BioRia I ) [ ] Aprovação Implementação do percurso de Salreu [ 2005 ] Candidatura ( BioRia II ) [ ] Aprovação Implementação dos Percursos do Rio Jardim, Bocage, Rio Antuã e do Centro de Interpretação Ambiental (CIA) [ ] Candidatura ( BioRia III ) e Aprovação [ ] TOTAL: Implementação novos Percursos

5 5 Objectivos gerais Promoção e divulgação do património natural e cultural da Ria Reforço da atratividade da Ria de Aveiro - Turismo natureza e náutico Promoção da consciencialização e educação ambiental dos visitantes Manutenção da integridade ecológica e diversidade de habitats do sistema lagunar

6 6 Rede de Percursos Pedestres 50 km de Percursos Pedestres Percurso de Salreu (arrozais mais a norte do país; grande mancha de caniçal onde nidificam muitas espécies em perigo) Ria de Aveiro Percurso do Rio Jardim (corredor ripícola - sombra; habitats concentrados arrozais, caniçais, juncais, tabuais, etc.) Percurso de Bocage (habitat genuíno e raro de eleição para muitas espécies Lontra) Percurso do Rio Antuã (fonte de água doce dos arrozais; vários campos agrícolas na envolvente) Percurso das Ribeiras de Pardilhó (grande frente com a Ria de Aveiro; construção de moliceiros) Percurso do Rio Gonde (Ligação do Património Natural com o Cultural Casa Museu do Nobel da Medicina) Percurso das Ribeiras de Veiros (afastamento gradual em relação à Ria Aveiro água salgada vs água doce)

7 7 Infra-estruturas e equipamento

8 Índice de conteúdos Actividades de Divulgação 8

9 9 Participação em Feiras Feira Vida Natura, Porto-2009 NAUTICAMPO, Lisboa-2011 Feira Vida Natura, Porto-2011 FIO, Cáceres-2012

10 10 Número de Visitantes Visitas Guiadas visitantes 1200 visitantes 2500 visitantes Centro de Interpretação Ambiental Jun 2010 Set Jun 2011 Set 5000 visitantes 57% Novos visitantes 50% Pelo menos uma refeição em Estarreja 10% Estada em Estarreja ou Região 9000 visitantes

11 Índice de conteúdos Imprensa 11

12 12 Estratégia Visão Estratégica Explorar de forma sustentável os recursos naturais, contribuindo desta forma para aumentar os índices de qualidade de vida. Meta - Atrair o maior número de visitantes

13 13 Estratégia Recursos Turísticos: - Multiplicidade de habitats numa área relativamente reduzida - Elevada diversidade faunística e florística; - Linhas de água: Rios, Ribeiras e valas recortando a zona baixa do concelho em contacto directo com a Ria de Aveiro; - Actividades tradicionais/culturais: construção de embarcações (moliceiros e erveira), artesanato, raízes agricultas e pesca, moinhos, celeiros/palheiros, etc; - Centro de Interpretação Ambiental; - Rede de Percursos Pedestres; - Acessibilidades (Linha férrea, A29, A25; A1); - Alojamento (hotel Eurosol, parques de auto-caravanas).

14 14 Estratégia Estratégia de dinamização turística: - Divulgação/Participação em Feiras; - Promoção de múltiplas actividades no terreno; - Criação de material de divulgação/merchandising; - Aposta em recursos humanos qualificados; - Forte componente científica a sustentar o projecto; - Valorização Ambiental do território (criação de uma Reserva/Parque Natural, promoção do habitat Bocage, ampliação da Rede de Percursos Pedestres, integração no Cicloria e regeneração urbana); - Dinamizar e criar mais soluções de alojamento (criar área de curta permanência campismo selvagem com parque de caravanas);

15 15 Estratégia - Potenciar os produtos turísticos Touring Cultural e Paisagistico e Turismo de Natureza (Roteiros / Ofertas associadas - Turismo Natureza/Eventos/Património/Gastronomia); - Criação de um Posto de turismo; - Parcerias (CP, Empresas de Turismo,Hotel Eurosol, Universidades, etc); - Replicação de exemplos de sucesso (Doñana, Parque Biológico de Gaia, etc); -Beneficiar do reconhecimento afirmado da Região de Aveiro para promoção do BioRia, complementando a oferta turística da própria região; - Aproveitar o aumento de viagens de short-breaks.

O Turismo da Natureza e a sua relação com a Floresta na Região Centro

O Turismo da Natureza e a sua relação com a Floresta na Região Centro Turismo da Natureza e a sua relação com a Floresta na Região Centro António M. de Almeida Mar=ns Maio de 2012 Indíce referencial estratégico do Turismo Regional. A estruturação por produto turís=co. Conceito

Leia mais

ESTRATÉGIAS de DINAMIZAÇÃO NATUREZA. Palmela Setembro de 2011

ESTRATÉGIAS de DINAMIZAÇÃO NATUREZA. Palmela Setembro de 2011 ESTRATÉGIAS de DINAMIZAÇÃO do PRODUTO TURISMO DE NATUREZA Palmela Setembro de 2011 1. PENT - estratégia para o desenvolvimento do Turismo em Portugal RCM 53/2007, de 04 de Abril 2. O desenvolvimento da

Leia mais

Turismo 2015_Folheto Aviso_Concurso_SI_Inovação_Inovação Produtiva e Empreededorismo Qualificado

Turismo 2015_Folheto Aviso_Concurso_SI_Inovação_Inovação Produtiva e Empreededorismo Qualificado Tipologias de Projectos a Apoiar na Inovação Produtiva: Região NUTS II do Centro, Norte e Alentejo e Requalificação - Aldeamentos Turísticos [de 4 ou 5 estrelas] - Parques de Campismo [desde que resultem

Leia mais

Ministério das Cidades, Ordenamento do Território e Ambiente PLANO DE ORDENAMENTO DO PARQUE NATURAL DE SINTRA-CASCAIS 5. PLANO OPERACIONAL DE GESTÃO

Ministério das Cidades, Ordenamento do Território e Ambiente PLANO DE ORDENAMENTO DO PARQUE NATURAL DE SINTRA-CASCAIS 5. PLANO OPERACIONAL DE GESTÃO Ministério das Cidades, Ordenamento do Território e Ambiente PLANO DE ORDENAMENTO DO PARQUE NATURAL DE SINTRA-CASCAIS 1.. REGULAMENTO 2.. PLANTA DE ORDENAMENTO 3.. RELATÓRIO 4.. PLANTA DE CONDICIONANTES

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE TURISMO AMBIENTAL E RURAL O Técnico de Turismo Ambiental e Rural é o profissional que participa na aplicação de medidas de valorização do turismo em espaço rural, executando

Leia mais

Lisboa, 25 de novembro de 2011

Lisboa, 25 de novembro de 2011 Lisboa, 25 de novembro de 2011 A reabilitação urbana constitui um fator essencial no desenvolvimento do setor do turismo, enquanto elemento integrante da nossa oferta turística A regeneração urbana estabelece

Leia mais

PLANO DE ORDENAMENTO DA RESERVA NATURAL DAS BERLENGAS PROGRAMA DE EXECUÇÃO

PLANO DE ORDENAMENTO DA RESERVA NATURAL DAS BERLENGAS PROGRAMA DE EXECUÇÃO PLANO DE ORDENAMENTO DA RESERVA NATURAL DAS BERLENGAS PROGRAMA DE 1. GESTÃO DO PATRIMÓNIO NATURAL... 3 1.1. CONSERVAÇÃO DE HABITATS, DA FLORA E DA FAUNA... 3 1.1.1. Conservar os habitats naturais e semi-naturais...3

Leia mais

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO

SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO SI INOVAÇÃO INOVAÇÃO PRODUTIVA E EMPREENDEDORISMO QUALIFICADO CRITÉRIOS DE INSERÇÃO DE PROJECTOS NO PÓLO DE COMPETITIVIDADE E TECNOLOGIA TURISMO 2015 TIPOLOGIAS DE INVESTIMENTO ELEGÍVEIS 1. No âmbito dos

Leia mais

Programa Operacional Regional Alentejo 2007/2013

Programa Operacional Regional Alentejo 2007/2013 Cooperação Territorial Europeia 2007/2013 Que oportunidades para Lisboa e Vale do Tejo? Centro Cultural de Belém 31 de Março 2008 Programa Operacional Regional Alentejo 2007/2013 Cooperação territorial

Leia mais

PEDU. Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Bragança. (aprovado pela Comissão Diretiva Norte2020)

PEDU. Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Bragança. (aprovado pela Comissão Diretiva Norte2020) Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Bragança (aprovado pela Comissão Diretiva Norte2020) Bragança, 14 de Março de 2017 PARU Plano de Ação de Regeneração Urbana PAICD Plano de Ação Integrado

Leia mais

Gastronomia & Vinhos no contexto do Plano Estratégico Nacional do Turismo. Santarém, 16 de Outubro

Gastronomia & Vinhos no contexto do Plano Estratégico Nacional do Turismo. Santarém, 16 de Outubro Gastronomia & Vinhos no contexto do Plano Estratégico Nacional do Turismo Santarém, 16 de Outubro - 2008 PENT- Plano Estratégico Nacional do Turismo Uma estratégia para o desenvolvimento do Turismo em

Leia mais

PROJECTO ENCOSTAS DO DOURO

PROJECTO ENCOSTAS DO DOURO PROJECTO ENCOSTAS DO DOURO Porto 4.150 ha Gondomar 13.500 ha Vila Nova de Gaia 17.000 ha Projecto Encostas do Douro 1.960 ha DA PONTE D. MARIA PIA ATÉ LEVER Missão Definir os mecanismos de planeamento,

Leia mais

Avaliação Ambiental Estratégica: Âmbito e Alcance

Avaliação Ambiental Estratégica: Âmbito e Alcance Revisão do PDM de Vila Real de Santo António Avaliação Ambiental Estratégica: Âmbito e Alcance Pedro Bettencourt 1 1 Geólogo, Director-Geral NEMUS, Gestão e Requalificação Ambiental Vila Real de Santo

Leia mais

764,16 km 2, maior município da região do Algarve; habitantes cerca de 15% população algarvia; Duas cidades: Loulé e Quarteira; 11 Freguesias

764,16 km 2, maior município da região do Algarve; habitantes cerca de 15% população algarvia; Duas cidades: Loulé e Quarteira; 11 Freguesias 30 de Novembro de 2012 ENQUADRAMENTO NQUADRAMENTO / C / CARACTERIZAÇÃO DO CONCELHO DE LOULÉ CONCELHO DE LOULÉ 764,16 km 2, maior município da região do Algarve; 70 260 habitantes cerca de 15% população

Leia mais

Roteiros Turísticos do Património Mundial. Alcobaça~Batalha ~Tomar

Roteiros Turísticos do Património Mundial. Alcobaça~Batalha ~Tomar Roteiros Turísticos do Património Mundial Alcobaça~Batalha ~Tomar O Turismo Cultural hoje 44 milhões de turistas procuram turismo cultural na Europa O património cultural aproxima civilizações e motiva

Leia mais

Impactos sócio-económicos da conservação do Priolo em São Miguel. Joaquim Teodósio

Impactos sócio-económicos da conservação do Priolo em São Miguel. Joaquim Teodósio Impactos sócio-económicos da conservação do Priolo em São Miguel Joaquim Teodósio www.spea.pt 1 Quem somos? - Somos uma ONG de ambiente, criada em 1993, que trabalha para o estudo e conservação das aves

Leia mais

ESPAÇO RURAL, RURALIDADE E TURISMO NO ALENTEJO

ESPAÇO RURAL, RURALIDADE E TURISMO NO ALENTEJO ESPAÇO RURAL, RURALIDADE E TURISMO NO ALENTEJO Sustentável no Espaço Rural: Experiências de sucesso em Portugal e na Europa Desafios dos territórios rurais no Século XXI: A importância do Castro Verde,

Leia mais

Informação sobre Ecossistemas Locais

Informação sobre Ecossistemas Locais Informação sobre Ecossistemas Locais Processo de candidatura Bandeira Azul 2013 1. Biodiversidade local O litoral de Vila Nova de Gaia apresenta uma considerável biodiversidade, com fauna e flora característica

Leia mais

Projecto Via Algarviana: (Des)envolvendo o Ecoturismo no Interior do Algarve

Projecto Via Algarviana: (Des)envolvendo o Ecoturismo no Interior do Algarve Projecto Via Algarviana: (Des)envolvendo o Ecoturismo no Interior do Algarve Promotor: Co-Promotor: Co-Financiamento: Enquadramento O que é? Grande Rota Pedestre (GR13), sinalizada, com 300km, que atravessa

Leia mais

Estratégia para a promoção da utilização dos modos suaves

Estratégia para a promoção da utilização dos modos suaves Estratégia para a promoção da utilização dos modos suaves Eng.ª Rita Soares Seminário de divulgação e participação pública, Aveiro 12.06.2013.PT Transportes Inovação e Sistemas, S.A. 1 15 Objetivos Estratégicos

Leia mais

Sessão de Divulgação PDR DLBC Terras de Basto

Sessão de Divulgação PDR DLBC Terras de Basto Sessão de Divulgação PDR 2020 - DLBC Terras de Basto Operação 10.2.1.1 - Pequenos investimentos nas explorações agrícolas Promover a melhoria das condições de vida, de trabalho e de produção dos agricultores;

Leia mais

III Encontro - Agenda 21 Local

III Encontro - Agenda 21 Local III Encontro - Agenda 21 Local Montemor-o-Novo 20 de Novembro Enquadramento Metodologia proposta pela Agência Portuguesa do Ambiente Guia AGENDA 21 Local Um desafio para todos Sistema de Sustentabilidade

Leia mais

E S C L A R E C I M E N T O. Aviso de Concurso nº CENTRO Património Natural

E S C L A R E C I M E N T O. Aviso de Concurso nº CENTRO Património Natural E S C L A R E C I M E N T O Aviso de Concurso nº CENTRO-14-2016-05 - Património Natural Face a algumas questões colocadas por parte de potenciais concorrentes ao Aviso de Concurso nº CENTRO-14-2016-05

Leia mais

Observatório EcoEstarreja para o Centro Urbano de Estarreja

Observatório EcoEstarreja para o Centro Urbano de Estarreja Observatório EcoEstarreja para o Centro Urbano de Estarreja Comerciantes 14 de Dezembro de 2010 Co-financiamento Índice PARTE I PROGRAMA PARCERIAS PARA A REGENERAÇÃO URBANA - ENQUADRAMENTO Parte I Programa

Leia mais

Fonte:

Fonte: Fonte: www.cm-seixal.pt O Parque Industrial do Seixal PIS 1 Freguesia da Zona Aldeia não de habitacional Paio Pires 3 O Parque Industrial do Seixal PIS 1 4 O Parque Industrial do Seixal PIS 1 Construído

Leia mais

II Conferência do Turismo e Hotelaria O Turismo em Portugal após 2009 [Oportunidades e Desafios]

II Conferência do Turismo e Hotelaria O Turismo em Portugal após 2009 [Oportunidades e Desafios] II Conferência do Turismo e Hotelaria O Turismo em Portugal após 2009 [Oportunidades e Desafios] Painel: Como é que os destinos turísticos se estão a preparar? O caso do Destino Douro Porto, 18 de Junho

Leia mais

Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente Perfil de Ordenamento do Território e Impactes Ambientais

Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente Perfil de Ordenamento do Território e Impactes Ambientais Dissertação para obtenção do Grau de Mestre em Engenharia do Ambiente Perfil de Ordenamento do Território e Impactes Ambientais ANA MORGADO DE BRITO NEVES Orientador: Mestre José Carlos Ribeiro Ferreira

Leia mais

PROJECTOS DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO DA REGIÃO DO NORTE

PROJECTOS DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO DA REGIÃO DO NORTE PROJECTOS DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO O desenvolvimento turístico da Região Norte constitui uma aposta fundamental e distintiva do ON.2 O Novo Norte (Programa Operacional Regional do Norte). Essa aposta

Leia mais

Execução do Polis da Ria de Aveiro

Execução do Polis da Ria de Aveiro 1º Painel Água Salgada e Sustentabilidade Execução do Polis da Ria de Aveiro J. Correia de Almeida 28 de maio de 2015 Introdução Histórico RCM 90/2008, de 3 de Junho cria Programa Polis Litoral - Operações

Leia mais

Resumo DESENVOLVIMENTO LOCAL DE BASE COMUNITÁRIA GRUPO DE AÇÃO LOCAL PESCA DO BARLAVENTO DO ALGARVE

Resumo DESENVOLVIMENTO LOCAL DE BASE COMUNITÁRIA GRUPO DE AÇÃO LOCAL PESCA DO BARLAVENTO DO ALGARVE DESENVOLVIMENTO LOCAL DE BASE COMUNITÁRIA - DLBC COSTEIRO DESENVOLVIMENTO LOCAL DE BASE COMUNITÁRIA GRUPO DE AÇÃO LOCAL PESCA DO BARLAVENTO DO ALGARVE Resumo 1. ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO LOCAL (EDL)

Leia mais

Turismo Equestre Organização e Promoção da Oferta Nacional. Évora, 20 de Junho 2012 Departamento de Dinamização

Turismo Equestre Organização e Promoção da Oferta Nacional. Évora, 20 de Junho 2012 Departamento de Dinamização Turismo Equestre Organização e Promoção da Oferta Nacional Évora, 20 de Junho 2012 Departamento de Dinamização 1. Turismo Equestre nos Produtos do PENT 2. Turismo Equestre Oportunidades de Desenvolvimento

Leia mais

PROAMARE: Apresentação dos Resultados e Perspetivas de Novembro 2014, Centro de Remo de Viana do Castelo

PROAMARE: Apresentação dos Resultados e Perspetivas de Novembro 2014, Centro de Remo de Viana do Castelo PROAMARE: Apresentação dos Resultados 2007-2013 e Perspetivas 2014-2020 20 de Novembro 2014, Centro de Remo de Viana do Castelo Promotor PROAMARE: Apresentação dos Resultados 2017-2013 e Perspetivas 2014-2020

Leia mais

Sistema de Incentivos à Inovação

Sistema de Incentivos à Inovação Sistema de Incentivos à Inovação Inovação Produtiva e Empreendedorismo Qualificado até concursos abertos 26 de abril de 2012 sistema de incentivos à inovação Inovação Produtiva e Empreendedorismo Qualificado

Leia mais

GESTÃO SUSTENTÁVEL DA ORLA COSTEIRA

GESTÃO SUSTENTÁVEL DA ORLA COSTEIRA S e m i n á r i o DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL O MAR GESTÃO SUSTENTÁVEL DA ORLA COSTEIRA IST 03 Nov 2004 Quaternaire Portugal http://www.quaternaire.pt Decreto-lei n.º 380/99: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO N.º CENTRO

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO N.º CENTRO REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS POR CONVITE PI 6.3 PRODUTOS TURÍSTICOS INTEGRADOS DE BASE INTERMUNICIPAL AVISO N.º CENTRO-14-2016-16 O Mérito do Projeto

Leia mais

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

MOBILIDADE SUSTENTÁVEL MOBILIDADE SUSTENTÁVEL Workshop Regional U.M. BRAGA 10 ABRIL 2012 SUMÁRIO Compromissos Estudos e avaliação Intervenções Financiamento e Cooperação Institucional Desafios para Municípios COMPROMISSOS A

Leia mais

International Exhibition of Boating, Sports, Adventure, Caravanning and Swimming Pools

International Exhibition of Boating, Sports, Adventure, Caravanning and Swimming Pools Salão Internacional de Navegação de Recreio, Desporto, Aventura, Caravanismo e Piscinas International Exhibition of Boating, Sports, Adventure, Caravanning and Swimming Pools Desportos e Actividades Náuticas

Leia mais

Lisboa 2016 FICHA DE CANDIDATURA

Lisboa 2016 FICHA DE CANDIDATURA Lisboa 2016 Refª: 049 BAIRRO DAS ARTES Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060 Lisboa Telefone: 21 322 73 60 Email - bip.zip@cm-lisboa.pt

Leia mais

O TURISMO DE NATUREZA NA ESTRATÉGIA PARA O TURISMO 2027

O TURISMO DE NATUREZA NA ESTRATÉGIA PARA O TURISMO 2027 Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável O TURISMO DE NATUREZA NA ESTRATÉGIA PARA O TURISMO 2027 Nuno fazenda Lisboa, 28 de outubro de 2016 AGENDA ET 27: enquadramento e percurso

Leia mais

mobilidade sustentável

mobilidade sustentável GALARDÃO eco XXI Cantanhede, 19 de Setembro de 2014 mobilidade sustentável requalificação urbana/mobilidade/ambiente/trânsito/sustentabilidade Micael Sousa PRINCÍPIOS E OBJECTIVOS PRINCÍPIOS GERAIS Redução

Leia mais

LÁ-LÁ. Madeira Toys. Exposição de brinquedos dos alunos de 3 ano de Design UMa. De até Entrada livre Inauguração:

LÁ-LÁ. Madeira Toys. Exposição de brinquedos dos alunos de 3 ano de Design UMa. De até Entrada livre Inauguração: Exposição de brinquedos dos alunos de 3 ano de Design UMa De 31.03 até 30.04.2017 Entrada livre Inauguração: 31.03.2017 18 h Armazém do Mercado Funchal, Madeira Os madeirenses usam o termo Lá-lá quando

Leia mais

PLANO REGIONAL DE ORDENAMENTO FLORESTAL DO NORDESTE

PLANO REGIONAL DE ORDENAMENTO FLORESTAL DO NORDESTE PLANO REGIONAL DE ORDENAMENTO FLORESTAL DO NORDESTE Objectivos específicos comuns a) Diminuir o número de ignições de incêndios florestais; b) Diminuir a área queimada; c) Reabilitação de ecossistemas

Leia mais

ALCOBAÇA 31 DE JULHO DE 2009

ALCOBAÇA 31 DE JULHO DE 2009 SESSÃO DE LANÇAMENTO DOS ROTEIROS TURÍSTICOS DO PATRIMÓNI O MUNDIAL ALCOBAÇA 31 DE JULHO DE 2009 ROTEIR ROS TURÍSTI ICOS DO PATRIMÓNIO MUNDIA AL ALCOBAÇA BA ATALHA TOMAR TURISMO CULTURAL Um produto estratégico

Leia mais

O Significado do Dia Internacional da Diversidade Biológica. Sociedade de Geografia de Lisboa. 22 de Maio de 2012

O Significado do Dia Internacional da Diversidade Biológica. Sociedade de Geografia de Lisboa. 22 de Maio de 2012 O Significado do Dia Internacional da Diversidade Biológica Sociedade de Geografia de Lisboa 22 de Maio de 2012 Em de Dezembro de 2000, a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou o dia 22 de Maio como

Leia mais

Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Instituto Politécnico da Guarda

Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Instituto Politécnico da Guarda Escola Superior de Turismo e Hotelaria do Instituto Politécnico da Guarda 1 E N O T U R I S M O - A N O V A B U Z Z W O R D D O T U R I S M O D E N I C H O S Guarda, 25 de novembro de 2011 Adriano Costa

Leia mais

Mais do que um Barco, um Conceito

Mais do que um Barco, um Conceito Mais do que um Barco, um Conceito Breve apresentação da Estratégia de Sustentabilidade da Sun Concept Nuno Gaspar de Oliveira Marketing Estratégico Muitas vezes temos ilusões de ótica relativamente ao

Leia mais

Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa

Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa Objectivos Metodologia Casos de Estudo Proposta de Estratégias Conclusões Desenvolvimentos Futuros Definir estratégias que permitam aumentar

Leia mais

Portugal 2020: Objetivos e Desafios António Dieb

Portugal 2020: Objetivos e Desafios António Dieb Portugal 2020: Objetivos e Desafios 2014-2020 António Dieb Porto, 11 de julho de 2016 Tópicos: 1. Enquadramento Estratégico (EU 2020) 2. Portugal 2020: Objetivos e prioridades 3. Estrutura Operacional

Leia mais

Regionalização e Segmentação do Turismo. Natal, 23 de março de 2010

Regionalização e Segmentação do Turismo. Natal, 23 de março de 2010 Regionalização e Segmentação do Turismo Natal, 23 de março de 2010 Núcleo Estratégico do Turismo Nacional Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo Ministério do Turismo MTur Conselho

Leia mais

Os problemas ambientais. Políticas globais. Environmental Politics and Economics. Perda da biodiversidade

Os problemas ambientais. Políticas globais. Environmental Politics and Economics. Perda da biodiversidade Perda da biodiversidade Os problemas ambientais Fragmentação e destruição de habitats Sobre exploração de recursos naturais Agricultura intensiva eutrofização, salinização dos solos, bioacumulação Poluição

Leia mais

Turismo de Natureza Perspectiva Empresarial

Turismo de Natureza Perspectiva Empresarial Turismo de Natureza Perspectiva Empresarial Joao Ministro Ria Formosa A Integridade do Sistema Lagunar e as Actividades Económicas Faro, 25 Fevereiro 2015 QUEM SOMOS Empresa sediada em Loulé, com acção

Leia mais

INVESTIR NO SEIXAL. seixal. câmara municipal

INVESTIR NO SEIXAL. seixal. câmara municipal INVESTIR NO SEIXAL índice 4 5 6 7 9 2 3 4 7 20 22 24 localização mobilidade estratégia dados económico-sociais e demográficos oferta de espaços / equipamentos atividade económica oportunidades de investimento

Leia mais

1 INTRODUÇÃO O PLANO DE ACÇÃO AVALIAÇÃO...14 PLANO DE ACÇÃO DE 2009 PÁGINA 1 DE 15

1 INTRODUÇÃO O PLANO DE ACÇÃO AVALIAÇÃO...14 PLANO DE ACÇÃO DE 2009 PÁGINA 1 DE 15 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO...2 2 O PLANO DE ACÇÃO 2009... 3 3 AVALIAÇÃO....14 PLANO DE ACÇÃO DE 2009 PÁGINA 1 DE 15 INTRODUÇÃO Depois de elaborado o diagnóstico social e o plano de desenvolvimento social surge

Leia mais

Financiamento e Empreendedorismo Cultural

Financiamento e Empreendedorismo Cultural Financiamento e Empreendedorismo Cultural Carlos Duarte Vogal da Comissão Directiva do ON.2 1. Sistema de Apoio ao Cluster de Indústrias Criativas ENQUADRAMENTO GERAL OBJECTIVOS GERAIS Contribuir para

Leia mais

PROJETO ECO XXI Ação de Formação 14/02/2012 AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL

PROJETO ECO XXI Ação de Formação 14/02/2012 AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL PROJETO ECO XXI Ação de Formação 14/02/2012 INDICADOR 20 AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL Indicador 20 Agricultura e Desenvolvimento Rural Sustentável Pontuação Total máxima 3,5 pontos (Válido

Leia mais

PLANO REGIONAL DE ORDENAMENTO FLORESTAL DO ALTO MINHO

PLANO REGIONAL DE ORDENAMENTO FLORESTAL DO ALTO MINHO PLANO REGIONAL DE ORDENAMENTO FLORESTAL DO ALTO MINHO Objectivos específicos comuns a) Diminuir o número de ignições de incêndios florestais; b) Diminuir a área queimada; c) Reabilitação de ecossistemas

Leia mais

Dia 26 junho / sexta-feira

Dia 26 junho / sexta-feira Início Comunicação e Publicações Notícias Detalhe NOTÍCIA «Ria de Aveiro Weekend» propõe iniciativas para todos os públicos 17 de Junho, 2015 O Ria de Aveiro Weekend 2015 propõe, de 26 a 28 junho, uma

Leia mais

Manutenção da Actividade Agrícola em Zonas Desfavorecidas. Agro-Ambientais e Silvo-Ambientais

Manutenção da Actividade Agrícola em Zonas Desfavorecidas. Agro-Ambientais e Silvo-Ambientais Manutenção da Actividade Agrícola em Zonas Desfavorecidas Agro-Ambientais e Silvo-Ambientais Manutenção da Actividade Agrícola em Zonas Desfavorecidas Manutenção da Actividade Agrícola fora da Rede Natura

Leia mais

Pelos Caminhos de Santiago

Pelos Caminhos de Santiago Pelos Caminhos de Santiago POR REVISTA BUSINESS PORTUGAL 1 MAIO, 2014 António José Coutinho Presidente do Município António José Coutinho Presidente do Município Conjuntamente com Vouzela, Tondela, Oliveira

Leia mais

Plano de Pormenor da Praia Grande. Direção Municipal de Ambiente, Planeamento e Gestão do Território

Plano de Pormenor da Praia Grande. Direção Municipal de Ambiente, Planeamento e Gestão do Território Direção Municipal de Ambiente, Planeamento e Gestão do Território Índice 1. Localização e Termos de referência 2. Eixos Estratégicos e Objetivos 3. Enquadramento legal 4. Diagnóstico 5. Proposta 6. Concertação

Leia mais

Plano Municipal de Turismo Platum 2003

Plano Municipal de Turismo Platum 2003 Plano Municipal de Turismo Platum 2003 Expandindo o Turismo na Cidade de São Paulo Anhembi Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo Accenture Consultoria Julho, 2002 1 Agenda Contexto O Plano Municipal

Leia mais

SEIA NO ECO-ESCOLAS. Seminário Nacional Eco-Escolas 2009 Seia 17 de Janeiro

SEIA NO ECO-ESCOLAS. Seminário Nacional Eco-Escolas 2009 Seia 17 de Janeiro SEIA NO ECO-ESCOLAS Seminário Nacional Eco-Escolas 2009 Seia 17 de Janeiro Serra da Estrela - Área de montanha situada no extremo ocidental do Sistema Central Ibérico - Património geológico, biológico,

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA CULTURA E TURISMO INSTITUTO NACIONAL DO TURISMO TERMOS DE REFERÊNCIA

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA CULTURA E TURISMO INSTITUTO NACIONAL DO TURISMO TERMOS DE REFERÊNCIA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA CULTURA E TURISMO INSTITUTO NACIONAL DO TURISMO TERMOS DE REFERÊNCIA Título da Posição: TECNICO DE PROMOÇÃO TURÍSTICA Duração: Local: Instituição: RENOVAÇÃO DEPENDENDO

Leia mais

A MOBILIDADE INTELIGENTE e INCLUSIVA

A MOBILIDADE INTELIGENTE e INCLUSIVA A MOBILIDADE INTELIGENTE e INCLUSIVA Os Projetos de Lisboa para 2020 Teresa Almeida A MOBILIDADE INTELIGENTE e INCLUSIVA Os Projetos de Lisboa para 2020 1. O Quadro Europeu 2. O Quadro Municipal 3. As

Leia mais

» Divulgação / actualização nos canais institucionais de informação turística.

» Divulgação / actualização nos canais institucionais de informação turística. > Ideia» Criação de uma empresa capaz de acrescentar valor ao panorama turístico cultural / educativo especificamente dirigido às famílias com crianças, actuando através de:» Oferta de serviços de divulgação

Leia mais

O Papel do Turismo na Dinamização das Economias Locais: a importância do Programa Municipal do Turismo

O Papel do Turismo na Dinamização das Economias Locais: a importância do Programa Municipal do Turismo O Papel do Turismo na Dinamização das Economias Locais: a importância do Programa Municipal do Turismo Fonte: Minhotur (2013) Luís Ferreira 1 Agenda Dimensão e evolução do fenómeno turístico Dinâmicas

Leia mais

João Ministro Georg Schreier Seminário: Potencialidades do Turismo Ornitológico para o Desenvolvimento Sustentável de Áreas Rurais de Portugal

João Ministro Georg Schreier Seminário: Potencialidades do Turismo Ornitológico para o Desenvolvimento Sustentável de Áreas Rurais de Portugal Turismo Ornitológico no Sul de Portugal: a experiência da ProActivetur, Lda. João Ministro Georg Schreier RESUMO 1. Breve apresentação 2. Birdwatching: Porquê? Como? 3. O nosso Birdwatcher 4. Para o futuro

Leia mais

Desafios da Reabilitação Urbana Sustentável: o caso do Centro Histórico do Porto. Álvaro Santos Presidente Executivo do Conselho de Administração

Desafios da Reabilitação Urbana Sustentável: o caso do Centro Histórico do Porto. Álvaro Santos Presidente Executivo do Conselho de Administração Desafios da Reabilitação Urbana Sustentável: o caso do Centro Histórico do Porto Álvaro Santos Presidente Executivo do Conselho de Administração Funchal, 22 de maio de 2015 Cidade do Porto, Diagnóstico

Leia mais

Promoção de Turismo Ecológico e Sustentavel nas Áreas Protegidas. Projeto de Promoção de Turismo Ecológico e Sustentavel nas Áreas Protegidas

Promoção de Turismo Ecológico e Sustentavel nas Áreas Protegidas. Projeto de Promoção de Turismo Ecológico e Sustentavel nas Áreas Protegidas Promoção de Turismo Ecológico e Sustentavel nas Áreas Protegidas Promotores Designação da ação Local de Intervenção Financiador Principal Período de implementação UICN & IBAP Projeto de Promoção de Turismo

Leia mais

ÍNDICE. Acrescentar valor. Dinamizar. Manter-se Informado. Internet. Gestão de receitas. HotelBuzz MARKETING DIGITAL HOTELEIRO. Share this E-Book:

ÍNDICE. Acrescentar valor. Dinamizar. Manter-se Informado. Internet. Gestão de receitas. HotelBuzz MARKETING DIGITAL HOTELEIRO. Share this E-Book: ÍNDICE Acrescentar valor Dinamizar Manter-se Informado Internet Gestão de receitas 3 4 5 6 8 01 02 03 ACRESCENTAR VALOR Baixar o preço por quarto pensando que as vendas vão disparar, é uma falácia. Os

Leia mais

INQUÉRITO DE OPINIÃO

INQUÉRITO DE OPINIÃO ELABORAÇÃO DO PROJETO GERAL PARA OS CENTROS DE ACOLHIMENTO TURÍSTICO E INTERPRETATIVOS DE ÉVORA E ALENTEJO CENTRAL INQUÉRITO DE OPINIÃO A CIMAC Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central está a realizar,

Leia mais

INVESTIMENTO ECO EMPRESARIAL SUSTENTÁVEL NA RIA DE AVEIRO CULTURGEST 14 NOVEMBRO 2013

INVESTIMENTO ECO EMPRESARIAL SUSTENTÁVEL NA RIA DE AVEIRO CULTURGEST 14 NOVEMBRO 2013 INVESTIMENTO ECO EMPRESARIAL SUSTENTÁVEL NA RIA DE AVEIRO CULTURGEST 14 NOVEMBRO 2013 A Nossa Visão A Mudança de Paradigma Em torno da Ilha dos Puxadoiros, a partir de produtos endógenos, desenvolvemos

Leia mais

Indicador 10 Conservação da Natureza Biodiversidade e Geodiversidade Conhecer, Educar e Divulgar

Indicador 10 Conservação da Natureza Biodiversidade e Geodiversidade Conhecer, Educar e Divulgar Indicador 10 Conservação da Natureza Biodiversidade e Geodiversidade Conhecer, Educar e Divulgar César Garcia Museu Nacional de História Natural e da Ciência - Universidade de Lisboa Patrícia Tiago BioDiversity4All

Leia mais

ORIENTAÇÕES DE POLÍTICA SOBRE BIODIVERSIDADE RELEVANTES PARA A AVALIAÇÃO AMBIENTAL ESTRATÉGICA

ORIENTAÇÕES DE POLÍTICA SOBRE BIODIVERSIDADE RELEVANTES PARA A AVALIAÇÃO AMBIENTAL ESTRATÉGICA ORIENTAÇÕES DE POLÍTICA SOBRE BIODIVERSIDADE RELEVANTES PARA A AVALIAÇÃO AMBIENTAL ESTRATÉGICA Instituto Superior Técnico, 01 de Abril de 2011 Cátia Eira Engenheira do Ambiente (MSc) catia.eira@ist.utl.pt

Leia mais

2017, ano oficial para Visitar Viseu.

2017, ano oficial para Visitar Viseu. 2017, ano oficial para Visitar Viseu. Cidade Nacional Convidada da BTL 2017 2017, ano oficial para Visitar Viseu. Viseu está a ganhar uma nova vida nos planos económico, cultural e turístico e, simultaneamente,

Leia mais

PLATAFORMAS DE INOVAÇÃO E LINHAS DE AÇÃO DA RIS3 DO CENTRO (VERSÃO DE 12 DE MAIO DE 2015)

PLATAFORMAS DE INOVAÇÃO E LINHAS DE AÇÃO DA RIS3 DO CENTRO (VERSÃO DE 12 DE MAIO DE 2015) PLATAFORMAS DE INOVAÇÃO E LINHAS DE AÇÃO DA RIS3 DO CENTRO (VERSÃO DE 12 DE MAIO DE 2015) PLATAFORMAS DE INOVAÇÃO SOLUÇÕES INDUSTRIAIS SUSTENTÁVEIS LINHAS DE AÇÃO Desenvolvimento de processos, materiais

Leia mais

1 093 225 Receitas Próprias

1 093 225 Receitas Próprias - Programação Plurianual do 213 Investimento por Programas e Medidas Página 1 Anos anteriores 213 214 215 Anos Seguintes TOTAL VICE PRESIDÊNCIA DO GOVERNO 41 - INOVAÇAO E QUALIDADE 1 - PROMOÇAO DA INOVAÇAO

Leia mais

Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança

Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 25 de Abril de 2013 Constituição

Leia mais

Wine is bottled poetry

Wine is bottled poetry Wine is bottled poetry Robert Louis Stevenson QUINTA DO SEIXO Enoturismo ou o Segmento e estratégico para a Portugal 30 de Junho de 2009 Centros QUINTA de DO Visitas SEIXOSogrape Vinhos COMUNICAÇÃO ATENDIMENTO

Leia mais

Galardão ECO XXI 2015 municípios sustentáveis Sesimbra 2015

Galardão ECO XXI 2015 municípios sustentáveis Sesimbra 2015 Galardão ECO XXI 2015 municípios sustentáveis Sesimbra 2015 INTRODUÇÃO O município de Estarreja tem uma estratégia local de Educação e Sensibilização para a sustentabilidade. Campanhas, programas e atividades

Leia mais

André Miguel Gestor de projecto

André Miguel Gestor de projecto André Miguel Gestor de projecto andre.miguel@cm-cascais.pt A Agricultura Urbana (AU) é a agricultura praticada no interior (agricultura intra-urbana) ou na periferia (agricultura periurbana) de uma localidade

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO CENTRO INTERPRETATIVO DO VALE GLACIAR DO ZÊZERE

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO CENTRO INTERPRETATIVO DO VALE GLACIAR DO ZÊZERE REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO CENTRO INTERPRETATIVO DO VALE GLACIAR DO ZÊZERE Preâmbulo O Centro Interpretativo do Vale Glaciar do Zêzere, adiante designado por CIVGLAZ, localizado no Lugar da Fonte

Leia mais

Sistema Electroprodutor do Tâmega. Vila Pouca de Aguiar, 10 de Novembro de 2014

Sistema Electroprodutor do Tâmega. Vila Pouca de Aguiar, 10 de Novembro de 2014 Sistema Electroprodutor do Tâmega Vila Pouca de Aguiar, 10 de Novembro de 2014 Sistema Eletroprodutor do Tâmega Índice 1. O projeto 2. A obra e as intervenções em Vila Pouca de Aguiar 3. A Avaliação Ambiental

Leia mais

5º Congresso APECATE. Contextualização do Turismo Cultural em Portugal ESTRUTURAR NEGÓCIO PARA POTENCIAR O CRESCIMENTO. Évora, 2 a 4 de Fevereiro 2017

5º Congresso APECATE. Contextualização do Turismo Cultural em Portugal ESTRUTURAR NEGÓCIO PARA POTENCIAR O CRESCIMENTO. Évora, 2 a 4 de Fevereiro 2017 5º Congresso APECATE ESTRUTURAR NEGÓCIO PARA POTENCIAR O CRESCIMENTO Évora, 2 a 4 de Fevereiro 2017 Contextualização do Turismo Cultural em Portugal José Maria Lobo de Carvalho 3 de Fevereiro de 2017 ÁREA

Leia mais

Reunião Técnica - ENOTURISMO PRODUTO ESTRATÉGICO PARA PORTUGAL - CONCLUSÕES

Reunião Técnica - ENOTURISMO PRODUTO ESTRATÉGICO PARA PORTUGAL - CONCLUSÕES Reunião Técnica - ENOTURISMO PRODUTO ESTRATÉGICO PARA PORTUGAL - CONCLUSÕES Cartaxo, 30 de Junho de 2009 Na sequência da reflexão desenvolvida ao longo deste dia de trabalho, foi possível comprovar que

Leia mais

Estratégia para o Crescimento e Inovação Região de Aveiro

Estratégia para o Crescimento e Inovação Região de Aveiro Congresso da 15 de março de 2013 PRIORIDADES Eficiência energética e fontes de energia renovável Eficiente utilização de recursos Inovação e competitividade das PME 2014-2020 Combate à pobreza e à exclusão

Leia mais

Estratégia regional para as florestas Região Autónoma da Madeira

Estratégia regional para as florestas Região Autónoma da Madeira Capítulo 12 Estratégia regional para as florestas Região Autónoma da Madeira M. FILIPE a* a Engenheiro Florestal, Direção Regional de Florestas e Conservação da Natureza, Direção de Serviços de Florestação

Leia mais

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO N.º CENTRO

REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO N.º CENTRO REFERENCIAL DE ANÁLISE DE MÉRITO DO PROJETO AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS POR CONVITE PI 6.3 PROMOÇÃO DO PATRIMÓNIO CULTURAL UNESCO AVISO N.º CENTRO-14-2016-14 O Mérito do Projeto (MP) é determinado

Leia mais

6º Encontro Nacional de Grupos de Ação Costeira Sagres 25.setembro.2012 Sustentabilidade costeira Portimão 26.setembro.2012

6º Encontro Nacional de Grupos de Ação Costeira Sagres 25.setembro.2012 Sustentabilidade costeira Portimão 26.setembro.2012 GRUPO DE AÇÃO COSTEIRA da REGIÃO DE AVEIRO 6º Encontro Nacional de Grupos de Ação Costeira Sagres 25.setembro.2012 Sustentabilidade costeira Portimão 26.setembro.2012 Enquadramento geográfico Ovar (6)

Leia mais

Os valores naturais e o turismo de natureza nas áreas protegidas. João Carlos Farinha Gabinete de Valorização de Áreas Classificadas e Comunicação

Os valores naturais e o turismo de natureza nas áreas protegidas. João Carlos Farinha Gabinete de Valorização de Áreas Classificadas e Comunicação Os valores naturais e o turismo de natureza nas áreas protegidas João Carlos Farinha Gabinete de Valorização de Áreas Classificadas e Comunicação Aproveitando o património natural para desenvolver uma

Leia mais

Compromissso Documento de Orientação Estratégica. António Oliveira das Neves Funchal, 09 de Julho 2013

Compromissso Documento de Orientação Estratégica. António Oliveira das Neves Funchal, 09 de Julho 2013 Compromissso Madeira@2020 Documento de Orientação Estratégica António Oliveira das Neves Funchal, 09 de Julho 2013 Roteiro da Apresentação 1. Contexto da Programação 2. Estratégia de Desenvolvimento Regional

Leia mais

Oportunidades de negócio para a Agricultura familiar: circuitos curtos e diversificação de actividades

Oportunidades de negócio para a Agricultura familiar: circuitos curtos e diversificação de actividades Oportunidades de negócio para a Agricultura familiar: circuitos curtos e diversificação de actividades Seminário A diversificação na agricultura no Oeste Caldas da Rainha 5 Dezembro 2014 Definições Venda

Leia mais

Medida de apoio à inovação

Medida de apoio à inovação Medida de apoio à inovação Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020 Maria Pedro Silva Organização: Apoio Institucional: Grupos Crescimento Valor Acrescentado Rentabilidade Económica Inovação Capacitação

Leia mais

Programa Polis Vila Real

Programa Polis Vila Real Mestrado em Riscos, Cidades e Ordenamento do território. UC-Cidades e Ordenamento do Território Programa Polis Vila Real Trabalho elaborado por: Bruno Vieira Catarina Pereira Pedro Silveira Docentes: Helena

Leia mais

o conceito MARCA TEJO

o conceito MARCA TEJO o conceito MARCA TEJO Surge com o objectivo de estruturar a oferta do turismo natural e cultural, em redor de uma unidade territorial de extrema importância o Tejo. o conceito MARCA TEJO Surge como um

Leia mais

PLANO DE PORMENOR DA ÁREA DE EQUIPAMENTOS DA FRENTE MARÍTIMA DA COSTA NOVA - ÍLHAVO

PLANO DE PORMENOR DA ÁREA DE EQUIPAMENTOS DA FRENTE MARÍTIMA DA COSTA NOVA - ÍLHAVO PLANO DE PORMENOR DA ÁREA DE EQUIPAMENTOS DA FRENTE MARÍTIMA DA COSTA NOVA - ÍLHAVO PROGRAMA DE EXECUÇÃO E PLANO DE FINANCIAMENTO janeiro de 2012 ÍNDICE 1 PROGRAMA DE EXECUÇÃO... 3 1.1 IMPLEMENTAÇÃO DO

Leia mais

Ciclo de Seminários Agenda 21

Ciclo de Seminários Agenda 21 Ciclo de Seminários Agenda 21 Estratégia Integrada de Turismo Sustentável no Nordeste Escola Profissional de Ansiães Cursos na Área do Turismo Identidade e Princípios Gerais A está situada num concelho

Leia mais

PLANO DE AVISOS 2016 (*)

PLANO DE AVISOS 2016 (*) PO PO PO PO Calendário de de Dados do Identificação do Referência do Empreendedorismo Qualificado 3 3.1, 8.5 janeiro 16 abril 16 SI - 02/SI/2016 Inovação Empresarial Inovação Produtiva Científico e Tecnológico

Leia mais

60% 92% Território abrangido. dos edifícios abrangidos A REABILITAÇÃO URBANA Estratégia de Reabilitação Urbana / Delimitação ARU

60% 92% Território abrangido. dos edifícios abrangidos A REABILITAÇÃO URBANA Estratégia de Reabilitação Urbana / Delimitação ARU A REABILITAÇÃO URBANA 2007 2014 2012 - Estratégia de Reabilitação Urbana / Delimitação ARU 60% Território abrangido 92% dos edifícios abrangidos 1 REGENERAÇÃO/REABILITAÇÃO O PDM DOS 3 R Reutilizar Reabilitar

Leia mais

Cenários da evolução futura da agricultura em Portugal

Cenários da evolução futura da agricultura em Portugal Congresso Estratégias para as novas agriculturas Cenários da evolução futura da agricultura em Portugal Francisco Avillez (Professor Emérito do ISA/UTL e Coordenador Científico da AGROGES) Lisboa, 5 de

Leia mais