PROJETO: II JORNADA DE DIREITO PENAL Criminologia na Amazônia e Zona de Fronteira: Prevenção, Combate, Defesa, Segurança e Desenvolvimento.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROJETO: II JORNADA DE DIREITO PENAL Criminologia na Amazônia e Zona de Fronteira: Prevenção, Combate, Defesa, Segurança e Desenvolvimento."

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SOCIEDADE PROGRAMA DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PROJETO: II JORNADA DE DIREITO PENAL Criminologia na Amazônia e Zona de Fronteira: Prevenção, Combate, Defesa, Segurança e Desenvolvimento. Santarém Pará 2014

2 1. APRESENTAÇÃO O presente projeto versa sobre a II Jornada de palestras que visa proporcionar aos discentes uma visão geral de determinados aspectos dos temas constantes das Disciplinas Direito Penal e Direito Processual Penal, ofertadas para o Curso de Bacharelado em Direito pelo Programa de Ciências Jurídicas, do Instituto de Ciências da Sociedade da UFOPA. As referidas disciplinas contemplam, nas suas ementas, diversos temas, dentre os quais, Princípios Constitucionais, Ilícito Penal, Prisão e Tribunal do Júri. Desta feita, diante das ementas propostas, o presente projeto busca aliar atividade de ensino em sala de aula ministrada pelo professor, com atividades fora da classe de ensino, possibilitando que os discentes dessas disciplinas tenham contato com representantes/membros de instituições que trabalham e pesquisam tais temáticas, tanto nacionais como estrangeiros. Este projeto é elaborado levando em consideração o Projeto Pedagógico do Programa, o qual contempla as disciplinas referenciadas, bem como o modelo de ensino implantado pela UFOPA, que visa proporcionar conhecimentos científicos básicos aos seus discentes, não somente com noções gerais de sala de aula, mas também proporcionar uma visão sobre o conteúdo de cursos similares, mas com currículo diferenciado, de instituições de ensino superior de fora do país, de maneira a cristalizar a eleição do curso feita pelo discente e aguçar seu interesse pela pesquisa científica e despertar o gosto pelo desenvolvimento de projetos de pesquisa e extensão. 2. JUSTIFICATIVA As disciplinas de Direito Penal e Direito Processual Penal do Curso de Direito da UFOPA, ofertada pelo Programa de Ciências Jurídicas, com carga horária de 60 (sessenta) horas, respectivamente, visam estudar os institutos jurídicos que orbitam em torno do direito material e do direito processual aliados aos regramentos e legislações pertinentes às atividades não somente advocatícia, mas todas aquelas necessárias à aplicação da legislação, igualmente indispensáveis à justiça e à democracia. Nesse sentido, as disciplinas em tela têm por escopo oferecer ao acadêmico de Direito contato teórico com tais institutos que são necessários à realização da Justiça. A relação entre a teoria e a prática, torna-se essencial, hodiernamente, diante da feição contemporânea que assume as Ciências Jurídicas. Ensinar o Direito pressupõe muito

3 mais que conhecer suas codificações, mas estabelecer uma relação entre norma e princípios com a realidade social, na medida em que, o ordenamento jurídico é elaborado como processo de adaptação social e deve se ajustar às condições do meio, é fruto da expressão da vontade social. Com efeito, as instituições que operam o Direito em seu mister, devem exercêlo observando a necessidade de paz, ordem e bem comum, instrumentalizando e regendo os valores da sociedade. Os institutos jurídicos não têm existência por si próprios. Existem pela e na sociedade. Suas causas estão nas relações de vida, em acontecimentos para a vida social, portanto, são invenções humanas que devem experimentar variações no tempo e no espaço; e se refazem face à mobilidade social. Diante de tais características gerais, que permeiam os institutos e que são objeto das disciplinas em apreço, tornar-se imperioso demonstrar diferentes pontos de vista sobre eles, a partir de palestras proferidas sobre referidos temas. Bom destacar que o projeto, embora diretamente relacionado às disciplinas, deve contemplar também a carga horária exigida pelo componente denominado Atividades Complementares, o qual tem como base a realização de atividades extra classe, complementares ao curso de graduação em Direito, que visa fazer com que os discentes tenham contato com outras vertentes das Ciências Jurídicas, que não por meio do percurso curricular regular. Com efeito, o discente deve cumprir a carga horária, exigida pela disciplina em tela, realizando estágio, participando de projetos de pesquisa e de extensão, de audiências, bem como de eventos acadêmicos, como Congressos, Seminários, Cursos livres e jornadas, como o que propõe o presente projeto. Tem-se como proposta que a II Jornada de Direito Penal seja direcionada não somente aos discentes das turmas de direito do Programa de Ciências Jurídicas, em especial as que estão estudando Direito Penal e Direito Processual Penal, mas as de Atividades Complementares, de forma a possibilitar ao aluno o cumprimento da carga horária exigida, entretanto, por haver um limite de 100(cem) vagas, observa-se de antemão que não será possível atender a todos conforme prevê o projeto. Cumpre destacar por fim, que o presente projeto assume relevância, vez que visa aliar ensino em classe com atividades de ensino extraclasse, fazendo com que o discente tenha diferentes pontos de vista sobre o objeto de estudo e permita com que o mesmo dialogue em diferentes frentes sobre tais questões. Permite ainda, que o discente participe de uma atividade de extensão, tendo contato com a comunidade acadêmica em geral.

4 O presente projeto possui sustentabilidade, pois será realizado nas dependências da UFOPA, para um público estimado de 100 (cem) pessoas por noite de palestra, cujos temas estão alinhados ao Projeto Pedagógico do Programa de Ciências Jurídicas e as ações de divulgação e inscrição serão feitas pela própria instituição. 3. OBJETIVOS 3.1. OBJETIVO GERAL Conhecer e analisar de forma crítica temas ligados aos institutos de Direito Penal e Direito Processual Penal OBJETIVOS ESPECÍFICOS a) Dialogar com representantes/membros de outras instituições de ensino, de forma a compreender seu entendimento acerca dos institutos de Direito Penal e Direito Processual Penal; b) Relacionar atividade de ensino em classe como atividades extraclasse de ensino, a fim de que o discente obtenha participação no ensino e na extensão, e c) Proporcionar carga horária para efeitos da disciplina de Atividades Complementares. 4. METAS A) Realizar 4 (quatro) palestras sobre os institutos de Direito Penal e Direito Processual Penal; B) Fornecer 8 (oito) horas de atividades complementares; C) Alcançar um público de 100 (cem) pessoas a cada noite de palestra. 5. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS O presente projeto que visa fornecer possibilidade de os discentes conhecerem e analisarem de forma crítica, os conteúdos dos temas a serem proferidos e que estão propostos neste projeto. As atividades teóricas do estudo do objeto das disciplinas estarão relacionadas com a II Jornada de Direito Penal, a qual será constituída por duas noites (23 e 24 de

5 Outubro), sendo 2(duas) palestras em cada noite, com carga horária equivalente a 4(quatro) horas, perfazendo um total de 8(oito) horas. 1. Palestra I: As palestras serão realizadas no mês de outubro/2014 e terão como tema: " Segurança Pública e Defesa Nacional na fronteira Norte: desafios e possibilidades no enfrentamento do crime organizado". 2. Palestra II: 3. Palestra III: As políticas públicas e seu papel no enfrentamento da violência e do delito. 4. Palestra IV: " Forças Armadas e a Defesa da Amazônia". As inscrições para a II Jornada de Direito Penal serão abertas ainda no mês de setembro e serão feitas pela equipe organizadora do evento nas pessoas dos discentes da turma Direito 2011 e Direito 2012, onde serão apurados os dados pessoais de cada pretenso participante. A emissão do certificado ficará condicionada à frequência do participante às palestras ministradas. Os certificados ficarão disponíveis na Secretaria da Direção do Instituto de Ciências da Sociedade. 6. PÚBLICO ALVO Discentes das turmas de Direito da UFOPA e comunidade interessada no debate das políticas públicas de combate à violência. 7. CRONOGRAMA DE EECUÇÃO EM 2014 AÇÃO Setembro/2014 Outubro/2014 Elaboração do material de divulgação Agendamento e confirmação dos palestrantes

6 Divulgação do Evento Abertura de inscrição Confirmação das inscrições Realização das Palestras Entrega de certificados 8. IDEALIZADORES: Prof.Dr. Jarsen Luís Castro Guimarães Profa. Msc. Cynthia Fernanda Soares Discentes do Curso de Direito Turma 2011 (com apoio de Discentes das Turmas de Economia, Direito 2012 e 2013).

RESOLUÇÃO Nº 142-CONSELHO SUPERIOR, de 26 de setembro de 2013.

RESOLUÇÃO Nº 142-CONSELHO SUPERIOR, de 26 de setembro de 2013. RESOLUÇÃO Nº 142-CONSELHO SUPERIOR, de 26 de setembro de 2013. ALTERA A RESOLUÇÃO Nº 040- CONSELHO SUPERIOR QUE ESTABELECE OS PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO E ADEQUAÇÃO CURRICULAR DOS PLANOS DOS CURSOS

Leia mais

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí

Faculdades Integradas do Vale do Ivaí 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DO CURSO 1.1 Denominação Curso de Bacharelado em Direito 1.2 Portarias: Reconhecimento: Portaria nº 522, de 15/10/2013 1.3 Total de Vagas Anuais 160 vagas anuais 1.4 Regime Acadêmico

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES (Ingresso até 2014/2 200 horas) Elaborado por: Profa. Me. Andréia Ayres Gabardo da Rosa Profa. Me. Karine Alves Gonçalves Mota PALMAS 2015 As atividades

Leia mais

EDITAL 005/2012 CPADC/ICED/UFOPA

EDITAL 005/2012 CPADC/ICED/UFOPA UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO CENTRO PEDAGÓGICO DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO EDITAL 005/2012 CPADC/ICED/UFOPA O Centro Pedagógico de Apoio ao Desenvolvimento

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES FACULDADE VICENTINA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Estabelece normas para o funcionamento das Atividades Complementares do curso de filosofia da Faculdade Vicentina. SEÇÃO I DOS OBJETIVOS Art.

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE DIREITO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES (400 horas) Elaborado por: Profa. Me. Andréia Ayres Gabardo da Rosa Profa. Me. Karine Alves Gonçalves Mota PALMAS 2015 As atividades complementares

Leia mais

Curso de Filosofia - UFRN. apresentação

Curso de Filosofia - UFRN. apresentação Curso de Filosofia - UFRN apresentação 1. Dados do curso Centro: CCHLA Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (Natal) Modalidades: Bacharelado e Licenciatura Diploma: Bacharel em Filosofia e Licenciado

Leia mais

CURSO DE INTRODUÇÃO À ELABORAÇÃO DE TERMO DE REFERÊNCIA E DE EDITAIS PARA COMPRA DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

CURSO DE INTRODUÇÃO À ELABORAÇÃO DE TERMO DE REFERÊNCIA E DE EDITAIS PARA COMPRA DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PRO-REITORIA DE EXTENSÃO DO IFPI PROEX - DEXACEV CURSO DE INTRODUÇÃO À ELABORAÇÃO DE TERMO DE REFERÊNCIA E DE EDITAIS PARA COMPRA DE MATERIAIS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA COORDENAÇÃO:

Leia mais

1 de 7 06/09/2013 16:15 Imprimir Fechar 1. Introdução 1.1 Identificação da Ação Título: Coordenador: Tipo da Ação: Projeto 'Automação e Produção: Tendências e Reflexões' / Docente Projeto Edital: EDITAL

Leia mais

Nome completo: CRISTINA ELIZABETH VALERO Matrícula: Nome do projeto de pesquisa ao qual o aluno inscrito está vinculado:

Nome completo: CRISTINA ELIZABETH VALERO Matrícula: Nome do projeto de pesquisa ao qual o aluno inscrito está vinculado: Identificação do discente: Nome completo: CRISTINA ELIZABETH VALERO Matrícula: 64959-0 Curso: DIREITO Identificação do professor-orientador: Nome completo: JOSE LUIS SOLAZZ Curso: Nome do projeto de pesquisa

Leia mais

CAPÍTULO I. Dos Objetivos da Pesquisa

CAPÍTULO I. Dos Objetivos da Pesquisa RESOLUÇÃO Nº 01/2014 DISPÕE SOBRE O REGIMENTO DO GRUPO DE INICIAÇÃO À PESQUISA CIENTÍFICA DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR FACULDADE CASA DO ESTUDANTE. A Direção Geral da IES

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FACULDADE LS ATUALIZA O SEU PROJETO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL (PPI), O SEU PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL (PDI) E REVITALIZA SUA MISSÃO, VISÃO E VALORES. DESSE MODO,

Leia mais

A gratificação da função foi implementada pela Lei Complementar nº de 15/10/2007 e pela Lei Complementar nº de 01/07/2013.

A gratificação da função foi implementada pela Lei Complementar nº de 15/10/2007 e pela Lei Complementar nº de 01/07/2013. A Diretora da EE NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES, em Guarujá com fundamento na Resolução SE 75 de 30/12/2014, torna público o processo para seleção de docente para a função gratificada de Professor Coordenador

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS DE GOVERNADOR VALADARES FUNDAÇÃO FUPAC REGULAMENTO ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 1º - As Atividades Complementares integram

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA

PROGRAMA DE MONITORIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO VICENTE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL PROGRAMA DE MONITORIA Agosto/2010 2 1. O QUE É MONITORIA A Monitoria é a modalidade de ensino-aprendizagem,

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO 1 REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO Capítulo I: Da Natureza e dos objetivos: Artigo 1º - O presente regulamento disciplina o aproveitamento de 360 horas do Estágio Supervisionado

Leia mais

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás.

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Plano de Ensino 2015/1 Atenção! Este Plano de Ensino é um Rascunho. Sua impressão não está liberada por se tratar de um documento

Leia mais

ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Este regulamento é próprio das Atividades Complementares do Curso de Direito do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas - UDC e será regido por essas

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO DE ACADEMICOS PARA COMPOSIÇÃO DA LIGA ACADEMICA DE ESTUDOS AMBIENTAIS LAEAmb DO CEULP/ULBRA EDITAL Nº. 01/2016

PROCESSO DE SELEÇÃO DE ACADEMICOS PARA COMPOSIÇÃO DA LIGA ACADEMICA DE ESTUDOS AMBIENTAIS LAEAmb DO CEULP/ULBRA EDITAL Nº. 01/2016 PROCESSO DE SELEÇÃO DE ACADEMICOS PARA COMPOSIÇÃO DA LIGA ACADEMICA DE ESTUDOS AMBIENTAIS LAEAmb DO CEULP/ULBRA EDITAL Nº. 01/2016 A coordenação do projeto de extensão intitulado LIGA ACADÊMICA DE ESTUDOS

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curso: Bacharelado em Direito Disciplina: Direito Processual Penal II Professor: João Batista Santos Filho Código: DIR36 Carga Horária: 80 H Créditos: 04 Pré-requisito(s):

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CEUMA UniCEUMA Curso de Direito Núcleo de Atividades Complementares NAC

UNIVERSIDADE DO CEUMA UniCEUMA Curso de Direito Núcleo de Atividades Complementares NAC 1 NÚCLEO DE ESTUDOS EM VIOLÊNCIA E CIDADANIA NEVIC CEUMA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PIBIC - EDITAL NAC DE SELEÇÃO nº01/2017 A Coordenação do, através de seu Núcleo de Atividades

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Campus Osasco

Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Campus Osasco Ministério da Educação Universidade Federal de São Paulo Campus Osasco UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO UNIFESP ESCOLA PAULISTA DE POLÍTICA, ECONOMIA E NEGÓCIOS CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS ATUARIAIS

Leia mais

2 DA DEFINIÇÃO DO PROGRAMA UERGS NA MELHOR IDADE

2 DA DEFINIÇÃO DO PROGRAMA UERGS NA MELHOR IDADE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO - PROEX EDITAL PROEX nº 001/2017 Programa UERGS na Melhor Idade Fundação Maçônica Educacional O Pró-Reitor de Extensão da Universidade

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ Disciplina ESTAGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Professor: Ilza Maria da Silva Facundes Curso Turno/Horário DIREITO VESPERTINO: Segunda:14h00 às 15h40 Sexta: Turma: 6º DIN 15h50 às 17h30 Carga Horária Semanal

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 22 DE ABRIL DE 2014

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 22 DE ABRIL DE 2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.550, DE 22 DE ABRIL DE 2014 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em

Leia mais

NOME DO CURSO: O uso pedagógico dos recursos de Tecnologia Assistiva Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial

NOME DO CURSO: O uso pedagógico dos recursos de Tecnologia Assistiva Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial NOME DO CURSO: O uso pedagógico dos recursos de Tecnologia Assistiva Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial Parte 1 Código / Área Temática Código / Nome do Curso Etapa de ensino a que se destina

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LETRAS

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LETRAS FACULDADE DE EDUCAÇÃO DE COSTA RICA - REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE LETRAS COSTA RICA/MS 2009 I. IDENTIFICAÇÃO Entende-se por Atividades Complementares as atividades extracurriculares

Leia mais

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás.

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Plano de Ensino 2015/1 Atenção! Este Plano de Ensino é um Rascunho. Sua impressão não está liberada por se tratar de um documento

Leia mais

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás.

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Plano de Ensino 2017/1 Atenção! Este Plano de Ensino é um Rascunho. Sua impressão não está liberada por se tratar de um documento

Leia mais

CURSO DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO REGIMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

CURSO DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO REGIMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES CURSO DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO REGIMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Patrocínio, junho de 2013 SUMÁRIO Título I - Disposições Preliminares... 02 Título II - Da Caracterização... 02 Capítulo I Dos

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Regulamento das Atividades Complementares da Faculdade de Administração da Universidade de Rio Verde UniRV -. CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Art. 1º As Atividades

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES PESQUISA E EXTENSÃO

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES PESQUISA E EXTENSÃO INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR SANT ANA FACULDADE SANT ANA Credenciada pela Portaria MEC nº 594 de 28 de fevereiro de 2005 INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO SANT ANA Credenciado pela Portaria MEC nº 2812

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORES PARA A XV SEMANA CIENTÍFICA DA FACULDADE SANTO AGOSTINHO SEC 2017

EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORES PARA A XV SEMANA CIENTÍFICA DA FACULDADE SANTO AGOSTINHO SEC 2017 ASSOCIAÇÃO TERESINENSE DE ENSINO S/C LTDA ATE FACULDADE SANTO AGOSTINHO FSA DIREÇÃO DE ENSINO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO - CPGPEX EDITAL DE SELEÇÃO DE MONITORES PARA A XV SEMANA

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO. PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROJETO Atenção Integral ao Colaborador de Telemarketing Institucional

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO. PROCESSO DE SELEÇÃO PARA PROJETO Atenção Integral ao Colaborador de Telemarketing Institucional UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE ALAGOAS Campus Governador Lamenha Filho Rua Jorge de Lima, 113, Trapiche da Barra, CEP 57.010-382, Maceió / Alagoas PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROCESSO DE SELEÇÃO

Leia mais

EDITAL Nº 48/2015, 03 de julho de Edital de Divulgação do Curso de extensão de curta duração: LIBRAS INTERMEDIÁRIO EM CONTEXTO

EDITAL Nº 48/2015, 03 de julho de Edital de Divulgação do Curso de extensão de curta duração: LIBRAS INTERMEDIÁRIO EM CONTEXTO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA, Câmpus Santa Rosa EDITAL Nº 48/2015, 03 de julho de 2015. Edital de Divulgação do Curso de

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Art. 1º - Compreende-se como Atividade Complementar toda e qualquer atividade não compreendida nas práticas pedagógicas previstas no desenvolvimento

Leia mais

EDITAL Nº 02/2017 DE ABERTURA DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS NA MODALIDADE OBRIGATÓRIO DA EMBRAPA PESCA E AQUICULTURA

EDITAL Nº 02/2017 DE ABERTURA DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS NA MODALIDADE OBRIGATÓRIO DA EMBRAPA PESCA E AQUICULTURA EDITAL Nº 02/2017 DE ABERTURA DE SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS NA MODALIDADE OBRIGATÓRIO DA EMBRAPA PESCA E AQUICULTURA. O Chefe-Geral substituto da, em conformidade com a Lei nº 11.788, de 25 de setembro de

Leia mais

O suspeito, o acusado e o condenado frente aos direitos humanos fundamentais - II

O suspeito, o acusado e o condenado frente aos direitos humanos fundamentais - II Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Departamento VI Direitos Difusos e Coletivos Programa de Ensino - Núcleo de Prática Jurídica - Segundo semestre - 2017 Professor: Plínio Antônio Britto Gentil

Leia mais

O preenchimento destes dados atende às disposições constantes na legislação em vigor, em especial a Resolução 26/2003-CEPE.

O preenchimento destes dados atende às disposições constantes na legislação em vigor, em especial a Resolução 26/2003-CEPE. FORMULÁRIO DE PROPOSTA E RELATÓRIO DE AÇÕES DE EXTENSÃO Para acessar o Formulário de Proposta de ação de extensão, o coordenador deve entrar no Portal do Servidor Extensão Formulário de Ação Iniciar Nova

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância)

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância) FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL DIREÇÃO ACADÊMICA REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância) CACOAL 2015 CAPÍTULO I DO CONCEITO, FINALIDADE

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ Disciplina ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Curso DIREITO Turno/Horário VESPERTINO: 3ª Feira: 15h50 às 17h30 6ª Feira: 14h00 às 15h40 Professor: Ilza Maria da Silva Facundes Turma: 9º DIN Carga Horária

Leia mais

ATO NORMATIVO DA DIREÇÃO GERAL - 02/2016. O DIRETOR GERAL DA FACULDADE PESBITERIANA MACKENZIE RIO, no uso de suas atribuições regimentais,

ATO NORMATIVO DA DIREÇÃO GERAL - 02/2016. O DIRETOR GERAL DA FACULDADE PESBITERIANA MACKENZIE RIO, no uso de suas atribuições regimentais, ATO NORMATIVO DA DIREÇÃO GERAL - 02/2016 Informa e orienta a comunidade acadêmica quanto à Estrutura dos Cursos, Regime Escolar, Avaliação do Desempenho e Matrículas nos cursos de Graduação para 2017.1.

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE - CNEC FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA MG - FACECA

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE - CNEC FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA MG - FACECA CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE - CNEC FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA MG - FACECA PLANO PEDAGÓGICO PARA DISCIPLINAS ISOLADAS DESTINADAS A ALUNOS EM REGIME DE ADAPTAÇÃO E DEPENDÊNCIA VARGINHA

Leia mais

Comparativo _ Antigo X Projeto DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PRIVADO DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO EMPRESARIAL

Comparativo _ Antigo X Projeto DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PRIVADO DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO EMPRESARIAL DIR 01 DIR 02 DIREITO PENAL DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PRIVADO DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO EMPRESARIAL DIR 03 DIREITO PÚBLICO E DO ESTADO DIREITO INTERNACIONAL PROPEDÊUTICAS, FILOSOFIA E SOCIOLOGIA

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Este Regulamento dispõe sobre as Atividades Complementares do Curso de Direito. CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

Leia mais

REGULAMENTO DO CENTRO DE PESQUISA (CEPES) DA ESCOLA DE DIREITO DE BRASÍLIA EDB/IDP

REGULAMENTO DO CENTRO DE PESQUISA (CEPES) DA ESCOLA DE DIREITO DE BRASÍLIA EDB/IDP REGULAMENTO DO CENTRO DE PESQUISA (CEPES) DA ESCOLA DE DIREITO DE BRASÍLIA EDB/IDP TEXTO COMPILADO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE 206/2002 D.O.U. 29/01/2002 ORGANIZAÇÃO SETE DE SETEMBRO DE CULTURA E ENSINO LTDA CNPJ:

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE 206/2002 D.O.U. 29/01/2002 ORGANIZAÇÃO SETE DE SETEMBRO DE CULTURA E ENSINO LTDA CNPJ: PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curso: Bacharelado em Direito Disciplina: Direito Processual Penal III Professor: Marco Antônio de Jesus Bacelar Código: DIR4 Carga Horária: 80 H Créditos: 04

Leia mais

ESCOLA DO DIREITO CAMPUS NATAL Floriano Peixoto / João Medeiros / Roberto Freire

ESCOLA DO DIREITO CAMPUS NATAL Floriano Peixoto / João Medeiros / Roberto Freire ESCOLA DO DIREITO CAMPUS NATAL Floriano Peixoto / João Medeiros / Roberto Freire APROVE OAB REGULAMENTO DE INCENTIVO AO BOM DESEMPENHO NO EXAME DE ORDEM A Escola de Direito da Universidade Potiguar, através

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO ESCOLA PAULISTA DE POLÍTICA, ECONOMIA E NEGÓCIOS CURSO DE CIÊNCIAS ATUARIAIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES BACHARELADO EM CIÊNCIAS ATUARIAIS Regulamento das

Leia mais

PLANO DE ENSINO - 2º SEMESTRE/ Curso. Número de Créditos Teórica Prática Total Teórica Prática Total 04 h/a - 04 h/a 72 h/a - 72 h/a 04

PLANO DE ENSINO - 2º SEMESTRE/ Curso. Número de Créditos Teórica Prática Total Teórica Prática Total 04 h/a - 04 h/a 72 h/a - 72 h/a 04 Disciplina DIREITO FINANCEIRO.2 Curso Turno/Horário DIREITO NOITE Professor Arnaldo Santos Filho Turma: 7 º DIN Carga Horária Semanal Carga Horária Semestral Número de Créditos Teórica Prática Total Teórica

Leia mais

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso

Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso AUTO-AVALIAÇAO INSTITUCIONAL DO CURSO DE PEDAGOGIA FACED-UFAM / Alunos Dimensão 1 - Organização Didático-Pedagógica do Curso Indicador Objetivos do Curso 02 - Conheço o Projeto Pedagógico do Curso e os

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DO TRABALHO E DA EDUCAÇÃO E M SAÚDE

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DO TRABALHO E DA EDUCAÇÃO E M SAÚDE UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DO TRABALHO

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DOCENTE II

EDITAL DE SELEÇÃO DOCENTE II EDITAL DE SELEÇÃO DOCENTE 2017 - II O Centro Universitário Uniftec torna pública a abertura de Processo Seletivo de professores, para ingresso no segundo semestre de 2017, especificando a disciplina e

Leia mais

ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE NEUROLOGIA E NEUROCIRURGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE NEUROLOGIA E NEUROCIRURGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE NEUROLOGIA E NEUROCIRURGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Capítulo I Da liga e seus fins. Artigo 1. A Liga Acadêmica de Neurologia e Neurocirurgia (L.A.N.Nc.) tem

Leia mais

ATO NORMATIVO DA DIREÇÃO GERAL - 02/2017. O DIRETOR GERAL DA FACULDADE PESBITERIANA MACKENZIE RIO, no uso de suas atribuições regimentais,

ATO NORMATIVO DA DIREÇÃO GERAL - 02/2017. O DIRETOR GERAL DA FACULDADE PESBITERIANA MACKENZIE RIO, no uso de suas atribuições regimentais, ATO NORMATIVO DA DIREÇÃO GERAL - 02/2017 Informa e orienta a comunidade acadêmica quanto à Estrutura dos Cursos, Regime Escolar, Avaliação do Desempenho e Matrículas nos cursos de Graduação para 2017.2.

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação PLANO DE CURSO 2009/02 DISCIPLINA: DIREITO PENAL II PROFESSOR: NARA BORGO TURMA: 4ºFM UNIDADES CONTEÚDOS OBJETIVOS

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÂO PAULO CURSO DE OBSTETRÍCIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

UNIVERSIDADE DE SÂO PAULO CURSO DE OBSTETRÍCIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES UNIVERSIDADE DE SÂO PAULO CURSO DE OBSTETRÍCIA REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art 1º. - O presente conjunto de normas tem por finalidade normalizar o registro

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão Curso: DIREITO NOVA FRIBURGO SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Missão A Universidade Estácio de Sá tem como missão, através da formação de recursos humanos qualificados, contribuir para o desenvolvimento científico,

Leia mais

Cursos de Extensão na USP

Cursos de Extensão na USP Cursos de Extensão na USP Objetivo: O presente documento tem como finalidade orientar e esclarecer dúvidas sobre a criação e gerenciamento de cursos de extensão na EEL/USP. Normas vigentes: Os cursos de

Leia mais

PRESSUPOSTOS METODOLÓGICOS PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

PRESSUPOSTOS METODOLÓGICOS PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PRESSUPOSTOS METODOLÓGICOS PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Objetivando atingir o perfil profissional definido e exigido pelo mercado e também pela sociedade, seguindo as diretrizes curriculares nacionais

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMETARES DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO ESTADO DO PARÁ CESUPA

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMETARES DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO ESTADO DO PARÁ CESUPA REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMETARES DO CURSO DE BACHARELADO EM MEDICINA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO ESTADO DO PARÁ CESUPA Art. 1º. Este regulamento normatiza a realização das atividades complementares

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2018

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2018 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DIREITO PENAL 1º Semestre de 2018 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição e matrícula

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE PÓS GRADUAÇÃO REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE PÓS GRADUAÇÃO REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE PÓS GRADUAÇÃO REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Aprovado pelo CONSUNI Nº15 em 24/05/2016 ÍNDICE CAPITULO I Da Constituição,

Leia mais

CURSO DE DIREITO. Titulação: Mestre e Doutora pela UESC em Desenvolvimento e Meio Ambiente. PLANO DE CURSO

CURSO DE DIREITO. Titulação: Mestre e Doutora pela UESC em Desenvolvimento e Meio Ambiente. PLANO DE CURSO Componente Curricular: Direito Ambiental Código: DIR-561 Pré-requisito: ---------- Período Letivo: 2016.2 Professor: Micheline Flôres Porto Dias CURSO DE DIREITO Faculdade Independente do Nordeste CH Total:

Leia mais

PLANO DE ENSINO. CURSO: DIREITO MODALIDADE: Presencial PROFESSOR: PAOLA JULIEN O. DOS SANTOS TURMAS: 9 DIN - 1

PLANO DE ENSINO. CURSO: DIREITO MODALIDADE: Presencial PROFESSOR: PAOLA JULIEN O. DOS SANTOS TURMAS: 9 DIN - 1 PLANO DE ENSINO CURSO: DIREITO MODALIDADE: Presencial DISCIPLINA: ESTÁGIO IV CARGA HORÁRIA: 72h/a ANO: 2013 SEMESTRE: 1º PROFESSOR: PAOLA JULIEN O. DOS SANTOS TURMAS: 9 DIN - 1 OBJETIVOS O objetivo precípuo

Leia mais

REGULAMENTO DE PRÁTICAS COMO COMPONENTES CURRICULARES DO CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE - UniRV CAPÍTULO I

REGULAMENTO DE PRÁTICAS COMO COMPONENTES CURRICULARES DO CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE - UniRV CAPÍTULO I 1 REGULAMENTO DE PRÁTICAS COMO COMPONENTES CURRICULARES DO CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE - UniRV CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS DAS PRÁTICAS COMO COMPONENTES CURRICULARES Artigo 1º

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Licenciatura EM educação básica intercultural TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. Licenciatura EM educação básica intercultural TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Licenciatura EM educação básica intercultural TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Artigo 1º - O Estágio Supervisionado de que trata este regulamento refere-se à formação de

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES

FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES FACULDADES INTEGRADAS DE RIBEIRÃO PIRES CURSO DEMATEMÁTICA - LICENCIATURA Versão 2016.1 Manual de Estágio Supervisionado Ribeirão Pires Prezado acadêmico Este manual destina-se a orientar o aluno de Licenciatura

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO Art. 1º Com base no disposto no Art. 79 do Regulamento Geral dos Cursos de Graduação da Universidade Federal

Leia mais

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás.

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Plano de Ensino 2016/2 Atenção! Este Plano de Ensino é um Rascunho. Sua impressão não está liberada por se tratar de um documento

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE AVALIAÇÕES DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS TÍTULO I DA AVALIAÇÃO E DA APROVAÇÃO

REGULAMENTO INTERNO DE AVALIAÇÕES DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS TÍTULO I DA AVALIAÇÃO E DA APROVAÇÃO REGULAMENTO INTERNO DE AVALIAÇÕES DO CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS TÍTULO I DA AVALIAÇÃO E DA APROVAÇÃO - AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO ACADÊMICO. A avaliação do desempenho acadêmico é feita

Leia mais

Período. 3º Período. Eixo de Formação Eixo de Formação Profissional

Período. 3º Período. Eixo de Formação Eixo de Formação Profissional Página 1 de 5 Disciplina DE GRADUACÃO Curso Semestral Código DIREITO CONSTITUCIONAL II 072 Curso Graduação Período 3º Período Turma (s) A, B e D Carga Horária 64 horas-relógio 77 horas-aula Eixo de Formação

Leia mais

PROJETO LIBRAS. 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais:

PROJETO LIBRAS. 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais: 3 PROJETO LIBRAS 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais: 2. NATUREZA DO PROJETO Curso de Extensão 3. IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE Professor Sérgio Vaz Mendes 4. ÁREA RESPONSÁVEL

Leia mais

EDITAL Nº 001/2016 SELEÇÃO DE BOLSISTAS DE DIVERSAS ÁREAS PARA CLÍNICA DE DIREITOS HUMANOS DA AMAZÔNIA

EDITAL Nº 001/2016 SELEÇÃO DE BOLSISTAS DE DIVERSAS ÁREAS PARA CLÍNICA DE DIREITOS HUMANOS DA AMAZÔNIA EDITAL Nº 001/2016 SELEÇÃO DE BOLSISTAS DE DIVERSAS ÁREAS PARA O Programa de Pós-Graduação em Direito (PPGD) e a Coordenação da Clínica de Direitos Humanos da Amazônia (CIDHA) da Universidade Federal do

Leia mais

Documento apreciado e aprovado pelo CAEX como lavrado em Ata. 1

Documento apreciado e aprovado pelo CAEX como lavrado em Ata. 1 RESOLUÇÃO DO CONSELHO ACADÊMICO DE EXTENSÃO REGULAMENTO PARA OS CURSOS DE EXTENSÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO DE JANEIRO CAPÍTULO I CARACTERIZAÇÃO Art.1º - Os Cursos

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de 2014 CURSO DE BACHARELADO EM ARQUITETURA E URBANISMO Cacoal - RO 2016 2 REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 006/2008

RESOLUÇÃO N.º 006/2008 RESOLUÇÃO N.º 006/2008 Estabelece normas que regulam as Atividades Complementares do Curso de Graduação em Direito da Faculdade de Ciências Humanas, Sociais e da Saúde da Universidade FUMEC. O PRESIDENTE

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Praia Grande São Paulo Dezembro de 2008 CAPÍTULO I DA NATUREZA Artigo 1º O presente regulamento tem como objetivo normatizar as atividades relacionadas com o estágio

Leia mais

PROGRAMA DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA REGULAMENTO

PROGRAMA DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA REGULAMENTO Faculdade de Direito de Ipatinga FADIPA Programa de Pesquisa e Iniciação Científica - PROPFADIPA Assessoria de Pesquisa - APESQ PROGRAMA DE PESQUISA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA REGULAMENTO 1 INFORMAÇÃO GERAL

Leia mais

Regulamento para solicitação de verbas para projetos científicos

Regulamento para solicitação de verbas para projetos científicos Regulamento para solicitação de verbas para projetos científicos O presente documento tem por objetivo organizar e regulamentar a solicitação e distribuição de verba para as atividades, projetos e/ou programas

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO TÍTULO I. Da Natureza das Atividades Complementares

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO TÍTULO I. Da Natureza das Atividades Complementares REGULAMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES DO CURSO DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO TÍTULO I Da Natureza das Atividades Complementares Art. 1º - As Atividades Complementares são componentes curriculares

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CEUMA UniCEUMA. Curso de Direito. Núcleo de Atividades Complementares NAC

UNIVERSIDADE DO CEUMA UniCEUMA. Curso de Direito. Núcleo de Atividades Complementares NAC 1 EDITAL NAC nº01/2016 NÚCLEO DE ESTUDOS EM VIOLÊNCIA E CIDADANIA NEVIC PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC A Coordenação do, através de seu Núcleo de Atividades Complementares

Leia mais

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE - CNEC FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA MG - FACECA

CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE - CNEC FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA MG - FACECA CAMPANHA NACIONAL DE ESCOLAS DA COMUNIDADE - CNEC FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA MG - FACECA PLANO PEDAGÓGICO PARA AS AULAS DE ADAPTAÇÃO E DEPENDÊNCIA VARGINHA MG 2016 FACULDADE CENECISTA DE VARGINHA

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Ciências Sociais REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Ciências Sociais REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Ciências Sociais REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - O Estágio

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA CIVIL ATIVIDADES COMPLEMENTARES 2017/1

COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA CIVIL ATIVIDADES COMPLEMENTARES 2017/1 COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA CIVIL ATIVIDADES COMPLEMENTARES 2017/1 Manaus, Fevereiro de 2017 1 Tipo de Projeto ( x ) Formação Complementar (X) Extensão ( ) Formação de Professores (x ) Pesquisa Tema da Atividade:

Leia mais

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Belo Horizonte 2017 1 Prezado(a) aluno(a): Este é o Manual de Atividades Complementares do Curso Superior de Tecnologia em Estética e Cosmética do Centro Universitário

Leia mais

PROJETO DAS FACULDADES FIP/MAGSUL 2016

PROJETO DAS FACULDADES FIP/MAGSUL 2016 Administração: (Bacharel) Direito: (Bacharel) Mantida pela A.E.S.P. R: Tiradentes, 322 Centro Tel.: (67) 3437-8820 Ponta Porã MS Home Page: www.magsul-ms.com.br E-mail: magsul@terra.com.br PROJETO DAS

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 02/2014. A CÂMARA DE ENSINO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias e

RESOLUÇÃO Nº 02/2014. A CÂMARA DE ENSINO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias e RESOLUÇÃO Nº 02/2014 Estabelece normas e prazos para elaboração, reformulação e avaliação dos Projetos Pedagógicos dos Cursos de Graduação da Univasf. A DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO

Leia mais

Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional Normas Acadêmicas

Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional Normas Acadêmicas Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional Normas Acadêmicas 1 - Acesso e Matrícula A admissão de discentes no PROFMAT se dá por meio do Exame Nacional de Acesso, versando sobre programa de conteúdo

Leia mais

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTABEIS 2010

REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTABEIS 2010 1 REGULAMENTO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTABEIS 2010 BARRA DO GARÇAS/2010 2 SUMÁRIO SUMÁRIO... 1 1.0. ATIVIDADES COMPLEMENTARES... 3 1.1. REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES...

Leia mais

Alternativas políticas e respostas jurídicas diante da crise das instituições

Alternativas políticas e respostas jurídicas diante da crise das instituições UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Campus de Franca SP Brasil V SEMINÁRIO DE DIREITO DO ESTADO Alternativas políticas e respostas jurídicas diante da crise das instituições Data: 15

Leia mais

NORMATIZAÇÃO CGA N o 04/2015

NORMATIZAÇÃO CGA N o 04/2015 NORMATIZAÇÃO CGA N o 04/2015 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES NORMATIZAÇÃO DE ATIVIDADES DE MONITORIA 1.1 - O presente documento reúne as normas estabelecidas para o Programa de Monitoria desenvolvido no Instituto

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. DISCIPLINA: TEMAS EMERGENTES DE DIREITO PENAL PROFESSOR: GUSTAVO SENNA MIRANDA TURMA: 9ºEN SETOR PEDAGÓGICO Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. UNIDADES

Leia mais

Alunos, professores, demais profissionais da educação e de outras áreas interessadas nos temas.

Alunos, professores, demais profissionais da educação e de outras áreas interessadas nos temas. A Educação Especial é definida pela LDBEN 9394/96 como modalidade de educação escolar que permeia todas as etapas e níveis do ensino. As escolas especiais assumem um papel importante, no sentido de apoiar

Leia mais

VERSÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO

VERSÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO VERSÃO 2014-2 PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE DIREITO ARACRUZ 2014 1. INTRODUÇÃO 1.1. Missão No intuito de fortalecer e promover uma educação de qualidade em que o discente é o principal protagonista, a

Leia mais

ATIVIDADES COMPLEMENTARES. (Mínimo de 400 horas) GRUPO I - Atividades de pesquisa, produção científica e acadêmicas

ATIVIDADES COMPLEMENTARES. (Mínimo de 400 horas) GRUPO I - Atividades de pesquisa, produção científica e acadêmicas Núcleo de Prática Jurídica do Centro Universitário Autônomo do Brasil UniBrasil PORTARIA 03/2017 ANEXO I ATIVIDADES COMPLEMENTARES Horas ( de 400 horas) GRUPO I - Atividades de pesquisa, produção científica

Leia mais

III DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 4º. A carga horária total a ser cumprida pelo aluno está determinada na tabela abaixo: Total de horas

III DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Art. 4º. A carga horária total a ser cumprida pelo aluno está determinada na tabela abaixo: Total de horas O Conselho de Diretores, na forma do Artigo 12º do Regimento da Faculdade de Ciências Humanas e Aplicadas do Belo Jardim, CONSIDERANDO a necessidade de normatizar o regime de complementares da AEB, RESOLVE:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE ALAGOAS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE ALAGOAS UNCISAL UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DE ALAGOAS Transformada pela Lei n 6.660 de 28 de dezembro de 2005. Campus Governador Lamenha Filho. Rua Jorge de Lima, 113, Trapiche da Barra, CEP 57.010.382,

Leia mais

ANEXO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

ANEXO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ANEXO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Os alunos do Curso de Direito pertencentes ao currículo 2002.2, deverão desenvolver, no mínimo, 300 (trezentas)

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE CÂMPUS PASSO FUNDO CURSO SUPERIOR EM ENGENHARIA CIVIL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE CÂMPUS PASSO FUNDO CURSO SUPERIOR EM ENGENHARIA CIVIL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE CÂMPUS PASSO FUNDO CURSO SUPERIOR EM ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Dispõe sobre o regramento operacional das atividades

Leia mais