C-200AP.DOC. Detector de Movimento PIR/Micro-ondas, Série C-200 Instruções de Instalação WI /04

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "C-200AP.DOC. Detector de Movimento PIR/Micro-ondas, Série C-200 Instruções de Instalação WI 1258 03/04"

Transcrição

1 1 C-200AP.DOC Detector de Movimento PIR/Micro-ondas, Série C-200 Instruções de Instalação WI /04 O Detector C-200AP é um produto com tecnologia dual, previsto para ser utilizado em residências ou instalações comerciais, em locais onde possa haver a circulação de pequenos animais, domésticos ou não. O instrumento apresenta um padrão de detecção de grande alcance / amplitude, com imunidade para animais com peso até 45,40 kg. Essa unidade é a combinação de um sensor de infravermelho tipo passivo (PIR) com um detector de micro-ondas, montados em uma mesma caixa. A unidade dispara um alarme sempre que ocorrer a detecção de um intruso por esses dois detectores, ao mesmo tempo. O setor de PIR funciona a partir da detecção de variações súbitas de temperatura, sempre que um intruso atravessar a área protegida. Quando o feixe detectar essa variação de temperatura (que é projetada no interior do sensor, através da lente), será gerado um pulso elétrico pelo elemento sensor. O transmissor de micro-ondas passa a emitir pulsos rápidos de rádio freqüência, e o receptor detecta essas variações no sinal de retorno, causadas por qualquer movimento na sua área de cobertura. O setor de micro-ondas não sofre qualquer influência da radiação visível (luz solar, etc.), rajadas de ar, ou variações de temperatura (tais como as que são produzidas por aquecedores de ambientes ou condicionadores de ar, por exemplo), mas apresenta grande sensibilidade a qualquer movimento na área protegida. As vibrações muito intensas podem se tornar um problema, nesse caso. Os sinais de micro-ondas atravessam paredes ou janelas não metálicas. O sinal de infra-vermelho não sofre qualquer influência das vibrações, mas não passa através de paredes ou janelas. Dessa forma, essas duas tecnologias complementares oferecem a imunidade básica contra alarmes falsos. A tecnologia dual é a mais adequada para aplicações em ambientes agressivos. Já que é necessária a detecção simultânea pelos dois componentes, a instalação se torna mais simples e exige menos disciplina em seu interior. IMUNIDADE A PEQUENOS ANIMAIS Vários fatores têm influência na capacidade do detector para ignorar a presença de pequenos animais (domésticos ou não). Recomendamos seguir as diretrizes abaixo, para conseguir o nível mais alto de imunidade do detector diante desses animais. A correção do ajuste da sensibilidade do sensor de micro-ondas é fundamental para assegurar a melhor imunidade a pequenos animais. Não esquecer de ler a seção Ajuste da Faixa de Alcance do Sensor de Micro-ondas, apresentada mais adiante. Instalar o detector de forma que a base da caixa fique a uma altura de 2,30 m acima do piso

2 2 Verificar sempre se o detector está montado sobre uma parede lisa e em esquadro (i.e., a 90 o ) com o piso. Utilizar sempre um nível (instrumento de pedreiro / carpinteiro) para verificar o prumo da face do sensor. Qualquer unidade que estiver fora do prumo poderá ter a imunidade para pequenos animais reduzida e/ou aumentar o número de alarmes falsos. Verificar sempre se não há possibilidade de um animal se aproximar do local onde está montado o detector, num raio de 1,90 m, quando este pular sobre móveis, prateleiras, etc. Escolher um local para montagem do sensor que apresente um campo de visão livre para toda o local protegido. A unidade não poderá disparar alarmes, se o sensor PIR estiver bloqueado. Ao montar o detector, sempre direcionar o campo de visão para o interior do local protegido. Não posicionar o detector em direção a qualquer equipamento em movimento (tais como ventiladores), janelas, corredores (ou qualquer espaço vago semelhante) ou qualquer sistema de refrigeração / aquecimento do ambiente. Para elevar ao máximo o grau de imunidade a pequenos animais, verificar sempre se o peso total desses animais não está acima de 45,4 kg. Além disso, o material de revestimento do piso do local protegido e a altura do pêlo dos animais poderão ter influência na imunidade do detector, reduzindo / aumentando o limite do peso combinado desses animais, a saber: Tipo de revestimento do piso: em geral, os pisos revestidos com carpetes / tapetes oferecem um nível maior de imunidade que os pisos de cimentados. Fazer as reduções, conforme os casos apresentados abaixo: Carpete / tapete dedução de 0 (zero) kg no peso admissível Assoalhos dedução de 2,25 kg no peso admissível Cerâmica / ladrilhos dedução de 4,5 kg no peso admissível Altura do pêlo do animal * : em geral, quanto mais longo for o pelo do animal, maior será o nível de imunidade, já que os animais de pêlo longo irradiam menos calor. Pêlo longo dedução de 0 (zero) kg no peso admissível Pêlo médio dedução de 2,25 kg kg no peso admissível Pêlo curto dedução de 4,5 kg no peso admissível * Para uso em locais onde existam cães ou gatos. Cães de pêlo longo: Huskie, Pastor, Labrador. Cães de pêlo curto: Dobermann, Greyhound, Weinmaraner. Deve-se sempre testar a instalação para assegurar o maior nível de imunidade aos animais, e repetir o teste sempre que a quantidade de animais ou o seu número, sejam alterados. NOTA: a função de imunidade a pequenos animais não foi testada pelo U.L. AUTO-TESTE

3 3 Se o circuito eletrônico do detector não estiver funcionando bem, ou se o sensor de microondas falhar ao enviar / receber sinais, o LED vermelho do detector irá acender, e o terminal de sinalização de problemas [Terminal 6] ficará ativado. O auto-teste tem início sempre que a unidade for energizada, sendo também executado de forma aleatória em intervalos de 11 a 16 horas, depois de energizada a unidade. NOTA: para assegurar o bom desempenho da unidade, deve-se realizar os testes dos sensores da unidade pelo menos uma vez por ano. PADRÃO DE DETECÇÃO Lente do tipo grande angular, modelo especial para micro-ondas Figura: Vista em planta, com montagem sobre parede Vista lateral, com montagem sobre parede Número de Zonas: 18 (em 3 camadas de 9 / 5 / 4 zonas) Número de Feixes: 40 (em 3 camadas, de 18, 10 e 12 feixes) Campo de Cobertura Máximo: 10 m de comprimento X 10,9 m de largura (30 X 35 pés) Ângulo de visão: 85 o Altura de montagem recomendada: entre 2,10 m (7 pés) e 2,40 m (8 pés) IMPORTANTE: Para as instalações do padrão U.L., o detector C-200 deverá estar ligado a uma central de alarme homologada por aquela entidade, ou ser utilizado com uma fonte de alimentação de padrão U.L., com o recurso de assegurar o fornecimento de energia, em regime de emergência, durante um período de 4 horas, no mínimo. NOTA: Nas versões anteriores do detector C-200 era exigido o uso de uma lente especial para assegurar a imunidade a animais de maior porte. Essa lente não será necessária para o modelo atual e, portanto, não está mais incluída no pacote técnico. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO PRODUTO Campo de cobertura: 10 m de comprimento X 10,9 m de largura (30 X 35 pés), com a lente padrão, tipo de grande abertura, em ambiente fechado e a 20 o C: Temperatura de funcionamento: - 10 o C a + 50 o C Montagem: somente sobre paredes, a uma altura de 1,50 a 1,80 m (Max.) Relê de Saída: Tipo A, Normalmente Fechado. Temporização do relê: Aproximadamente 4 segundos. Contactos: 100 ma, 24 V CC, com resistor interno de 100 Ohms, para limitação de corrente

4 4 Sinal de saída de problema : Queda de corrente no coletor aberto, com resistor de 39 Ohms para limitação de corrente, 20 ma (Max.) Sinal de entrada de Status * : Com a Central de Alarme desarmada: acima de 5 V; com a Central de Alarme armada: abaixo de 1,5 V Intervalo de Tempo para o Auto- Teste [ou: Teste Automático] : 11 ~16 horas Requisitos da Alimentação Elétrica: Nota: Esta unidade foi prevista para operar com uma fonte de alimentação elétrica que disponha também de uma bateria de reserva, para o caso de falhas na rede elétrica. Para as instalações de padrão U.L., a bateria de reserva deverá estar com carga completa dentro de 24 horas, e assegurar o fornecimento de energia, em caso de emergência, durante 4 horas. Tensão contínua estabilizada: 12 VCC Consumo de corrente, com 12 V CC: Em vazio 37 ma; em Alarme 38 ma Freqüência de Micro-ondas: 10,525 GHz +/- 25 MHz Dimensões: 11,4 x 6,4 x 5,8 cm (alt. X larg. X prof.) Peso para expedição: 200 gramas * Para as instalações padrão U.L., o sinal de entrada de status deverá estar ligado somente a uma central de alarme homologada e uma linha de comunicação de status testada pelo U.L.. A etiqueta ULC (ou a marca estampada no produto) é a única forma usada pelos Underwriters Laboratories do Canadá para identificar as unidades produzidas com o acompanhamento técnico daquela entidade. LIGAÇÕES ELÉTRICAS Retirar a tala sobre o furo de passagem de cabos para ter acesso à régua [ = barra] de terminais. (Não esquecer de preencher com o material de vedação, o espaço entre o cabo e o furo, nesse local. Ver Nota anterior). Trazer o cabo até os bornes respectivos na régua, conforme mostrado na Figura 3, e fazer as ligações como indicado a seguir: Alimentação Elétrica (Terminais 1 [+] e 2 [-] ). Aplicar uma tensão de 12 VCC aos terminais 1 [+] e 2 [-]. A fonte de tensão poderá ser estabilizada ou não. A alimentação elétrica deverá ser feita a partir de uma Central de Alarme, ou qualquer outra fonte que esteja equipada com uma bateria de reserva, do tipo recarregável, para manter a unidade em funcionamento no caso de falha do sistema elétrico. Consultar o item ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS, para os requisitos da alimentação elétrica.

5 5 Contactos do Relê de Alarme (Relê Mod. A) (Terminais 3 e 4). São contactos tipo normalmente fechados, operando com valores nominais de corrente de 100 ma e tensão de 24 V CC. Quando o sensor estiver em funcionamento, esses contactos se abrirão sempre que ocorrer uma invasão por um intruso, ou ocorrer uma falha no sistema elétrico. (Esse modo de operação é exigido nas instalações padr RECURSOS AVANÇADOS Sinalização de Status: As ligações elétricas com os terminais 5 (Status) e 6 (Problema) somente serão necessárias no caso de serem utilizadas essas funções especiais da unidade. Sinal de Entrada para Sinalizar Status (Terminal 5). Conectar com o terminal de Status (Terminal de Pino Chato para Armar ) da Central de Alarme. Um sinal de tensão baixa [ = low] no Terminal 5 serve para informar ao sensor que a Central de Alarme está armada. Sinalização de Problema (Terminal 6). Esta é um sinal de saída de um coletor aberto que produz um sinal de ativar com tensão baixa ( = active low ), para indicar a ocorrência de problemas. Conectar com uma zona de uma Central de Alarme programada com proteção de 24 horas, para que as situações de problemas sejam transmitidas à Central de Monitoramento. AJUSTE DA ÁREA DE COBERTURA Auto-teste: O auto-teste consiste em simular o movimento de um intruso na área protegida e assim verificar o funcionamento do sensor PIR e os respectivos circuitos, bem como do transmissor de micro-ondas, do receptor e dos circuito de micro-ondas associados. Este teste tem início sempre que a unidade for energizada, sendo também executado de forma aleatória em intervalos de 11 a 16 horas, depois de ocorrido o último alarme, para confirmar a operação normal da unidade. Ao energizar a unidade, o LED se acende, e tanto o sinal de saída de alarme como o de problema ficam retidos (condição de segurança ). Se a unidade estiver funcionando normalmente, o LED se apagará depois de aproximadamente 1 minuto. Entretanto, se a unidade falhar nesse teste, o LED passará a piscar rapidamente, indicando a necessidade de manutenção. Depois que o LED já estiver apagado, indicando que o auto-teste teve resultado positivo, proceder da forma seguinte: Ajuste Lateral do Feixe: Os feixes de infravermelho podem ser deslocados de até 6 o para a direita ou para a esquerda (o que corresponde à metade de uma zona, com a lente padrão tipo grande angular). A borda superior esquerda da lente serve como guia para o alinhamento dessa lente. A borda superior da lente serve como referência para o alinhamento. Para fazer o alinhamento da lente, proceder da forma descrita a seguir. (Cuidado: Para evitar sujar a lente, o manuseio deve ser feito com as mãos bem limpas). Verificar se a lenta foi colocada com a face plana virada para fora e a face ranhurada, para dentro.

6 6 Bloco de Jumpers Estes jumpers (Ver Figura 4) são utilizados para selecionar o modo de operação da unidade, conforme descrito abaixo: LED : Para destivar o LED. Instalar o jumper somente para desativar a sinalização de alarme pelo LED. PIR. Para o teste de funcionamento [ = walk test] do sensor de infravermelho. Esse LED sinaliza somente o disparo do sensor PIR. Figura 4: Bloco de Jumpers ALARM [ = Alarme]. O LED sinaliza o disparo simultâneo dos sensores PIR e de microondas. MW [=Micro-ondas]: Teste de funcionamento [ = Walk Test] do Modo de Operação com Micro-ondas. Esse LED sinaliza somente o disparo do sensor de micro-ondas. O Relê de Alarme somente funcionará se um dos jumpers, o de LED ou o de ALARM, estiver fechado (i.e., colocado entre os terminais). Por isso, será necessário, depois de realizado o teste, restabelecer a configuração original desse jumper, na posição ALARM, para a operação normal do LED, ou então na posição que impeça o LED de acender, durante uma situação de alarme. Modo de Operação a 4 Pulsos: Esse é o modo de operação com nível mais baixo de sensibilidade, sendo recomendado para locais agressivos, onde um intruso terá cruzar várias vezes os pares de feixes [do sensor] para que o alarme seja disparado. Para manter a unidade travada no modo de operação a 4 pulsos, mantendo também a atuação do sensor de micro-ondas, instalar os dois jumpers, PIR e MW. Ajuste do Alcance do Sensor de Micro-Ondas O ajuste correto da sensibilidade do sensor de micro-ondas é fundamental para assegurar a melhor imunidade a pequenos animais. Importante: O botão serrilhado de controle RANGE ADJUST [ = Ajuste da faixa de alcance] deverá estar ajustado para a posição de mínimo, para se atingir o alcance desejado. Esse ajuste é feito de tal forma que o LED de sinalização do teste de funcionamento se mantém aceso ao ser detectado qualquer movimento no ponto de alcance máximo, mas não se acenderá se não há detecção de movimento além daquele ponto. Todos os testes deverão ser realizados com a tampa frontal colocada no lugar. 1. Retirar a tampa frontal e instalar o jumper MW 2. Ajustar o controle RANGE ADJUST [ = Ajuste da faixa de alcance] para a posição media, e fazer o teste de funcionamento da unidade. 3. Se o não for atingido o alcance desejado, girar o botão RANGE ADJUST [ = Ajuste da faixa de alcance] um pouco mais, no sentido horário. Repetir o teste quantas

7 7 vezes for necessário, aumentando o alcance do sensor, através do botão de controle RANGE ADJUST [ = Ajuste da faixa de alcance], cada vez que for detectado qualquer movimento na extensão desejada para o alcance, mas não além deste. (Se a extensão do alcance desejado for excessiva, reduzir levemente o valor desse alcance através do RANGE ADJUST [ = Ajuste da faixa de alcance], girando o botão no sentido anti-horário e repetir essa etapa do teste.) Nota: Não esquecer de retornar a ligação do jumper para a posição de ALARM ( = Alarme) ou LED (sinalização do LED) depois de feitos esses ajustes. Teste da Área de Cobertura Depois da montagem da unidade e de concluídos todos os ajustes necessários, deve-se fazer o teste da área de cobertura do detector e, se necessário, alterar os ajustes para a área se adaptar a todas as condições do ambiente local. Os testes de funcionamento podem ser feitos utilizando-se o LED de sinalização na parte frontal da unidade. Recomenda-se que o teste da área de cobertura (alcance) seja feito pelo menos uma vez por ano, caso o número ou o tamanho dos animais que circulam no local protegido seja alterado. Em virtude das características próprias de um detector de tecnologia dual, os testes de funcionamento podem não dar os resultados esperados. O sensor detecta qualquer movimento, além de interpretar as variações de temperatura para confirmar uma situação real de alarme. Para verificar isto, deve-se deslocar uns 3 ou 4 passos na área de cobertura, parando em seguida, para depois observar a sinalização do LED. Teste da Unidade Concluir as ligações elétricas da barra [régua] de terminais (ver a Seção Ligações Elétricas ). Essa unidade exige um tempo de estabilização de 1 minuto, depois de energizada, para se adaptar à temperatura ambiente. Depois de decorrido esse tempo, proceder da forma seguinte: Fazer um movimento com a mão, na frente da lente, para confirmar o funcionamento dos sensores. Com o jumper PIR instalado, o LED se acenderá, cada vez que ocorrer a perturbação do feixe. Com o jumper MW instalado, o LED se acenderá enquanto houver detecção de movimento. Enquanto o LED estiver apagado, não haverá detecção de movimento. Teste do Alcance da Área de Cobertura Instalar o jumper para o teste de funcionamento do sensor PIR e recolocar a tampa do detector. Avançar até o limite máximo do campo de cobertura, deslocando-se depois perpendicularmente a este campo (para interceptar os feixes infravermelhos). O LED permanecerá aceso, enquanto houver detecção de movimento. Repetir este teste, instalando agora o jumper para o teste de funcionamento do sensor de micro ondas. Repetir mais uma vez, agora com o jumper ALARM instalado. Confirmar se o LED fica aceso quando se

8 8 atinge o limite máximo do campo de cobertura, mas se mantém apagado, quando esse limite for ultrapassado. Teste da Amplitude Lateral do Campo de Cobertura Instalar o jumper para o teste de funcionamento do sensor PIR e recolocar a tampa do detector. Avançar, deslocando-se perpendicularmente a este campo (para interceptar os feixes infravermelhos), e confirmar a resposta do LED. Repetir o teste, desta vez com o jumper MW instalado, e mais outra vez, agora com o jumper ALARM instalado. FIGURA 3: Corner Mount Hole = Furo para montagem no canto de duas paredes Jumper Block = Bloco de jumpers Microwave Antena = Antena de micro-ondas LED = Led de sinalização Corner Mount Hole = Furo para montagem no canto de duas paredes MW Range Control = Controle da Faixa de Alcance de Micro-ondas PIR Sensor = Sensor PIR Tamper Terminals = Terminais da Chave de Auto-Proteção da unidade (Tamper Optional) = ( Chave de auto-proteção da unidade / opcional) Wall Mount Hole = Furo para montagem sobre parede Corner Mount Hose = Furo para montagem no canto de duas paredes PIN OUT FORM-A RELAY : Conexões para Relê Tipo A * Where Equipped = Onde estiver instalado TAMPER (OPTIONAL) = Auto-proteção da Unidade (Opcional) * When Set = Quando instalada To 24 Hour Zone = Ligar a uma Zona Com Proteção de 24 Horas Figura 3: Lay-out da Placa de Circuito Impresso Nota da Comissão Federal de Comunicações dos EE.UU. ( = F.C.C.): Esse equipamento foi testado e aprovado segundo os requisitos da Classe B, Dispositivos Digitalizados da Seção 15 das Regulamentações da FCC [Federal Communications Commission] americana, tendo sido constatada a compatibilidade com os limites daquela norma. Esses limites foram previstos para assegurar a proteção, em nível razoável, contra radio-interferência em instalações residenciais. Neste equipamento é produzida e utilizada a energia eletro-magnética na forma de radio frequência e, portanto, se a montagem tiver sido feita sem observar as instruções de instalação respectivas, poderá produzir

9 9 interferência nas comunicações por rádio. Entretanto, não se pode garantir de forma absoluta que nenhuma interferência venha ocorrer numa dada instalação. No caso de haver sido comprovada a interferência na recepção de sinais de rádio e televisão, (o que poderá ser feito desligando e religando a alimentação elétrica em CA e da bateria, no equipamento), o Instalador deverá tentar resolver o problema dessa interferência através de uma das medidas seguintes: a) relocar a posição da antena do receptor; b) fazer a ligação do transformador de potência com uma saída diferente, de forma que a central de alarme e o receptor fiquem em partes diferentes do circuito; c) relocar a posição da central de alarme, com relação ao receptor; d) solicitar os serviços de um técnico especializado em rádio e TV.

C-100 SAFARI: SENSOR TIPO PIR/MICROONDAS, DE TECNOLOGIA AVANÇADA, MOD. ADAPTIVE,

C-100 SAFARI: SENSOR TIPO PIR/MICROONDAS, DE TECNOLOGIA AVANÇADA, MOD. ADAPTIVE, 1 C100SAFARI.DOC C-100 SAFARI: SENSOR TIPO PIR/MICROONDAS, DE TECNOLOGIA AVANÇADA, MOD. ADAPTIVE, FORNECIDO COM CAIXA À PROVA DE TEMPO E KIT PARA MONTAGEM COM SUPORTE ARTICULADO INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO

Leia mais

Tensão de operação: 10,6 ~ 16,6 V CC (Valor nominal), em tensão estabilizada, e com back-up da bateria da Central de Alarme.

Tensão de operação: 10,6 ~ 16,6 V CC (Valor nominal), em tensão estabilizada, e com back-up da bateria da Central de Alarme. PIR1680P-PT.DOC. WI 1136 8/2002 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Tensão de operação: 10,6 ~ 16,6 V CC (Valor nominal), em tensão estabilizada, e com back-up da bateria da Central de Alarme. (Ver Nota 1) Corrente

Leia mais

Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET. Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras.

Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET. Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras. Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras. O sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET oferece detecção

Leia mais

ECNOLOGIA INFRAVERMELHO + MICROONDAS + PET IMMUNITY USO EXTERNO

ECNOLOGIA INFRAVERMELHO + MICROONDAS + PET IMMUNITY USO EXTERNO SENSOR STK 6609 TRIPLA TECNOLOGIA INFRAVERMELHO + MICROONDAS + PET USO EXTERNO Nossos produtos possuem o certificado norte americano FCC, e são projetados de modo a não emitir ondas que possam prejudicar

Leia mais

Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET. Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras.

Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET. Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras. Sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvido com a tecnologia e segurança Intelbras. O sensor de infravermelho passivo IVP 3000 PET oferece detecção

Leia mais

TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA

TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA 3. CARACTERÍSTICAS 3.1 Central de alarme microprocessada com 4 setores expansível para 8 ou 12 setores; 3.2 Acompanha dois transmissores (mod. TSN); 3.3 Acionamento

Leia mais

Manual do usuário IVP 3000 MW

Manual do usuário IVP 3000 MW Manual do usuário IVP 3000 MW IVP 3000 MW Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O sensor de infravermelho passivo IVP 3000 MW com tecnologia tripla combina

Leia mais

LEIA TODO O CONTEÚDO DESTE MANUAL ANTES DE INICIAR A INSTALAÇÃO

LEIA TODO O CONTEÚDO DESTE MANUAL ANTES DE INICIAR A INSTALAÇÃO 30 Kg Rev. 0 - Jan/09 MANUAL DE INSTALAÇÃO LEIA TODO O CONTEÚDO DESTE MANUAL ANTES DE INICIAR A INSTALAÇÃO Esta página foi intencionalmente deixada em branco. DESCRIÇÃO O sensor de dupla tecnologia duoguard

Leia mais

TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA

TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA 3. CARACTERÍSTICAS 3.1 Central de alarme microprocessada com 1 setor; 3.2 Acompanha dois transmissores (mod. TSN); 3.3 Freqüência de transmissão: 433MHz;

Leia mais

R2M CARACTERÍSTICAS. Aplicação - Usada como central de alarme residencial, comercial ou industrial. APRESENTAÇÃO DA PLACA. Buzzer. Placa de RF Antena

R2M CARACTERÍSTICAS. Aplicação - Usada como central de alarme residencial, comercial ou industrial. APRESENTAÇÃO DA PLACA. Buzzer. Placa de RF Antena 38 R2M CENTRAL DE ALARME 2 SETORES MICROPROCESSADA Aplicação - Usada como central de alarme residencial, comercial ou industrial. APRESENTAÇÃO DA PLACA Led - setor 2 Buzzer Placa de RF Antena Led - setor

Leia mais

OUT-SMART Manual OUT-SMART CARACTERÍSTICAS Controlo remoto NOTAS IMPORTANTES INTRODUÇÃO

OUT-SMART Manual OUT-SMART CARACTERÍSTICAS Controlo remoto NOTAS IMPORTANTES INTRODUÇÃO OUT-SMART Detetor de interior/exterior de dupla tecnologia e dupla zona independente PIR e Micro-ondas. Selado hermeticamente e à prova de água. Deteção micro-ondas tridimensional. CARACTERÍSTICAS Dupla

Leia mais

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321 CENTRAL DE E SEM FIO AS- CARACTERÍSTICAS DO APARELHO - Central de alarme sem fio com setor misto ( com e/ou sem fio ); - Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; - Carregador de bateria

Leia mais

Central de Alarme de Oito Zonas

Central de Alarme de Oito Zonas Central de Alarme de Oito Zonas R02 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS GERAIS:... 3 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:... 3 CONHECENDO A CENTRAL:... 4 COMO A CENTRAL FUNCIONA:... 4 COMO APAGAR A MEMÓRIA DA CENTRAL:... 4 COMO

Leia mais

MANUAL DE PROGRAMAÇÃO CENTRAL MC - 4

MANUAL DE PROGRAMAÇÃO CENTRAL MC - 4 Central de Alarme MC-4 1. Apresentação 3 2. Características 3 3. Conhecendo a Central de Alarme MC-4 4 4. Instalação 4 4.1 Especificações Técnicas 4 4.2 Especificação da Fiação 5 4.3 Escolha dos Sensores

Leia mais

Apostila Básica sobre Alarmes Residenciais

Apostila Básica sobre Alarmes Residenciais Apostila Básica sobre Alarmes Residenciais Luiz Bertini - 1 - - 2 - Apostila Básica sobre Alarmes Residenciais O objetivo desta apostila é apresentar alguns conhecimentos para quem já conhece um pouco

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964 1 CENTRALNGSG101.DOC CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101 Manual de Instalação e de Operação INDICE 1. Generalidades 2. Especificações técnicas 3. Estrutura e configuração 3.1 Aspecto exterior

Leia mais

AP4/AP4D CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compatec Sistemas Eletrônicos Ltda Indústria Brasileira www.compatec.com.

AP4/AP4D CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Compatec Sistemas Eletrônicos Ltda Indústria Brasileira www.compatec.com. SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE COMPATEC ALARMES PARA SUA SEGURANÇA MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO suporte@compatec.com.br fone:(54)4009 4711 Compatec Sistemas Eletrônicos Ltda Indústria Brasileira

Leia mais

Detector Digital de Movimento Alta Segurança Externa

Detector Digital de Movimento Alta Segurança Externa Detector Digital de Movimento Alta Segurança Externa PS-85 Guia de Instalação Sumário 1. Instalação... 2 2. Ajuste de altura da Placa PCB... 2 3. Configurações das Chaves DIP...3 4. Sinalização de Movimento...5

Leia mais

A L A R M E S P A R A S U A S E G U R A N Ç A MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA AP2/AP2D

A L A R M E S P A R A S U A S E G U R A N Ç A MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA AP2/AP2D COMPATEC A L A R M E S P A R A S U A S E G U R A N Ç A MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO CENTRAL DE ALARME PARTICIONADA AP2/AP2D ÍNDICE Apresentação...3 Conheçendo a central...3 Características Gerais...4

Leia mais

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Central de alarme HR 4031 Light \ Plus 4 setores HERA

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Central de alarme HR 4031 Light \ Plus 4 setores HERA Central de alarme HR 4031 Light \ Plus 4 setores HERA Manual do Usuário 1 Índice: 1 Aplicação:... 3 2 Características:... 3 3 Características de funcionamento... 3 4- Apresentação da Central... 4 4.1 Parte

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO CENTRAL MC 4D

MANUAL DO USUÁRIO CENTRAL MC 4D 12 Manual do Usuário Intrusos podem entrar em zonas sem proteção, ou ter sofisticação para isolar um sensor ou desconectar dispositivos de aviso de alarme; Central, detectores, sensores só funcionam quando

Leia mais

Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V. Central. Fonte de Alimentação. 1. Apresentação 1/12

Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V. Central. Fonte de Alimentação. 1. Apresentação 1/12 Central de Alarme de Incêndio AF-18 18 Setores - versão 12V-24V 1. Apresentação Parabéns, você acaba de adquirir mais um produto desenvolvido pela CS Comunicação e Segurança: Central de Alarme de Incêndio

Leia mais

R3M. Saída da antena. Teclas de setor. Teclas de aprendizagem. Teclado do Tele Alarme (opcional) Gabinete metálico com espaço para bateria

R3M. Saída da antena. Teclas de setor. Teclas de aprendizagem. Teclado do Tele Alarme (opcional) Gabinete metálico com espaço para bateria 47 R3M CENTRAL DE ALARME 3 SETORES MICROPROCESSADA Aplicação - Usada como central de alarme residencial, comercial ou industrial. Saída da antena APRESENTAÇÃO DA CENTRAL Teclas de setor Teclas de aprendizagem

Leia mais

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321 PLUS

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321 PLUS CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS PLUS CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de zona mista, ou seja, aceita tanto sensores com fio como sensores sem fio. Tempo de sirene: 5 minutos com rearme automático.

Leia mais

Manual de Instruções. Acessórios

Manual de Instruções. Acessórios Manual de Instruções (Português) Acessórios Para Central TOUCH 2014-03 V2.0 Declaração Todos estes equipamentos devem ser instalados e utilizados em estrita conformidade com as instruções dadas neste documento.

Leia mais

TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA

TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA TECNOLOGIA EM SEGURANÇA SOLUÇÕES EM ELETRÔNICA 2. APRESENTAÇÃO DA PLACA 3. CARACTERÍSTICAS 3.1 Central de alarme microprocessada com 3 setores; 3.2 Acompanha dois transmissores (mod. TSN); 3.3 Freqüência

Leia mais

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-211 CONTROLE REMOTO

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-211 CONTROLE REMOTO CENTRAL DE ALARME COM FIO AW2 CONTROLE REMOTO CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de setor com fio; Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; Carregador de bateria incorporado;

Leia mais

Apresentação do sistema de alarme instale fácil Vetti... 01. Instalação e Funções Central VS-250... 02. Controle Remoto (VS-250)...

Apresentação do sistema de alarme instale fácil Vetti... 01. Instalação e Funções Central VS-250... 02. Controle Remoto (VS-250)... MANUAL VS-250 ÍNDICE Tecnologia e soluções para você Apresentação do sistema de alarme instale fácil Vetti... 01 CENTRAL VS-250 Instalação e Funções Central VS-250... 02 Controle Remoto (VS-250)... 02

Leia mais

Detecção fornecida. Confiabilidade garantida. Detectores de movimento Commercial Series

Detecção fornecida. Confiabilidade garantida. Detectores de movimento Commercial Series Detecção fornecida. Confiabilidade garantida. Detectores de movimento Commercial Series A detecção é a primeira etapa para proteger uma casa ou empresa, bem como as pessoas e o espaço físico que elas contêm.

Leia mais

Central de alarme ANM 2004 MF / ANM 2008 MF

Central de alarme ANM 2004 MF / ANM 2008 MF Central de alarme ANM 2004 MF / ANM 2008 MF Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A central de alarme ANM 2004/2008 MF é compacta e de fácil programação, possui

Leia mais

Connect-i Manual do Usuário - Português

Connect-i Manual do Usuário - Português Connect-i Manual do Usuário - Português Connect-i Manual do Usuário Contronics Automação Ltda. Rua Tenente Silveira, 225 Ed. Hércules - 10 andar Centro - Florianópolis - SC, 88010-300 Brasil Fone: (48)

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada AP4/AP4 D

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada AP4/AP4 D MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Central de Alarme Particionada AP/AP D Índice 1.Apresentação... 2.Características... 3.Características Técnicas... 5.Status de Bips... 5 5.Status dos Led s... 5 6.Conhecendo

Leia mais

MANUAL DO PRODUTO MANUAL DO PRODUTO MODELO DFOL

MANUAL DO PRODUTO MANUAL DO PRODUTO MODELO DFOL DETECTOR DE FUMAÇA ÓTICO LINEAR MODELO DFOL PARA MÉDIOS E GRANDES SISTEMAS IDEAL PARA GALPÕES ALCANCE DE 20 A 100 METROS ÁREA DE COBERTURA MÁXIMA 14x100M² ECONOMIA NA INSTALAÇÃO EM GRANDES ÁREAS ONDE SE

Leia mais

Sistemas automáticos de detecção de intrusão

Sistemas automáticos de detecção de intrusão EB 2,3 Ciclos de Gondomar AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE GONDOMAR Sistemas automáticos de detecção de intrusão A instalação de sistemas automáticos de detecção de intrusão é, hoje em dia, um facto generalizado

Leia mais

PT-700. Manual de Instruções

PT-700. Manual de Instruções PT-700 Manual de Instruções Parabéns!!! Você acaba de adquirir um produto para a sua segurança e conforto com a ótima qualidade Protection. O Alarme para Piscina Protection, PT-700, foi desenvolvido para

Leia mais

G5 Sistema de alarme com GSM integrado

G5 Sistema de alarme com GSM integrado Sistema de Alarme G5 Sistema de alarme com GSM integrado Fácil programação do sistema, via APP gratuita O sistema G5 é um moderno e estético sistema de alarme com GSM/SMS que permite total controlo local

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO

MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO MANUAL DE INSTALAÇÃO TETROS AUTO N de Homologação: 1703-09-2791 Versão 1.00 Manual de Instalação TETROS AUTO 2 Índice Página 1. Introdução... 3 2. Especificações técnicas... 4 3. Conhecendo o equipamento...

Leia mais

SENSOR INFRAVERMELHO ATIVO DUPLO FEIXE

SENSOR INFRAVERMELHO ATIVO DUPLO FEIXE SENSOR INFRAVERMELHO ATIVO DUPLO FEIXE duoiva-3010 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO LEIA TODO O CONTEÚDO DESTE MANUAL ANTES DE INICIAR A INSTALAÇÃO Esta página foi intencionalmente deixada em branco. INTRODUÇÃO

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. Central de Alarme Particionada MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO AP6 Central de Alarme Particionada www.compatec.com.br 2 www.compatec.com.br 3 4. Dimensões do produto... 5. Conhecendo o seu produto... 7 5.1 Conhecendo as funções da central...

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW Relés de Sobrecarga Térmico RW Informações Gerais - Local para identificação - Tecla Reset + Multifunção

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA Manual de Instalação e Operação DISCADORA VIA CELULAR. HERA HR 2050. Cel.

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA Manual de Instalação e Operação DISCADORA VIA CELULAR. HERA HR 2050. Cel. DISCADORA VIA CELULAR HERA HR 2050. Cel Manual do Usuário ÍNDICE 1 Introdução 03 1.1 Visão Geral 03 1.2 Descrição 03 1.3 Funcionamento 04 1.4 Instalação do Receptor Acionador via cel. 05, 06 e 07 1.5 Configurando

Leia mais

MANUAL DO INSTALADOR. CENTRAL DE ALARME SUPÉRIA 3000 D4 e SUPÉRIA 3000 D8

MANUAL DO INSTALADOR. CENTRAL DE ALARME SUPÉRIA 3000 D4 e SUPÉRIA 3000 D8 1 2 MANUAL DO INSTALADOR CENTRAL DE ALARME SUPÉRIA 3000 D4 e SUPÉRIA 3000 D8 Parabéns, você adquiriu um sistema de alarme da CS Eletrônica. Os nossos equipamentos foram projetados para lhe oferecer anos

Leia mais

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201

CENTRAL DE ALARME COM FIO AW-201 CENTRAL DE ALARME COM FIO AW201 CARACTERÍSTICAS DO APARELHO Central de alarme de 1 setor com fio; Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; Carregador de bateria incorporado; Tempo de

Leia mais

VS-250 Plus L A U N A M

VS-250 Plus L A U N A M MANUAL VS-250 Plus ÍNDICE Tecnologia e soluções para você Apresentação do sistema de alarme instale fácil Vetti... 01 CENTRAL VS-250 PLUS Instalação e Funções Central VS-250 Plus... 02 Habilitando discador

Leia mais

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Central de alarme HR 4020 2 setores HERA.

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Central de alarme HR 4020 2 setores HERA. Central de alarme HR 4020 2 setores HERA Manual do Usuário 1 Índice: 1 Aplicação... 3 2 Características... 3 3 - Apresentação da Central... 3 3.1 - Parte externa... 3 3.2 - Parte interna... 4 4 - Diagramas

Leia mais

Sistema de Alarme Sem Fios por GSM

Sistema de Alarme Sem Fios por GSM Sistema de Alarme Sem Fios por GSM MANUAL DE INSTRUÇÕES v1.1 Sistema de Alarme Sem Fios por GSM - MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 ÍNDICE 1. Introdução e Descrição 3 2. Características 5 3. Especificações Técnicas

Leia mais

www: toppoalarmes.com.br SAC: 0800-643-6680

www: toppoalarmes.com.br SAC: 0800-643-6680 Prezado cliente, Muito obrigado por escolher o alarme residencial TPS-100: você adquiriu um produto de alta qualidade, confiabilidade e sofisticação. Por favor leia todas as instruções relacionadas ao

Leia mais

LEIA TODO O CONTEÚDO DESTE MANUAL ANTES DE INICIAR A INSTALAÇÃO

LEIA TODO O CONTEÚDO DESTE MANUAL ANTES DE INICIAR A INSTALAÇÃO SENSOR INFRAVERMELHO PASSIVO SEM FIO IS-433 HC IS-433 CL MANUAL DE INSTALAÇÃO LEIA TODO O CONTEÚDO DESTE MANUAL ANTES DE INICIAR A INSTALAÇÃO DESCRIÇÃO Sensor infravermelho passivo sem fio produzido com

Leia mais

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Discadora por Celular HERA HR2048.

Hera Indústria de Equipamentos Eletrônicos LTDA. Manual de Instalação e Operação. Discadora por Celular HERA HR2048. Discadora por Celular HERA HR2048 Manual do Usuário Índice: Paginas: 1. Introdução 03 1.1 Visão Geral 03 2. Características 04 3. Funcionamento 04, 05 e 06 3.1 Mensagens 06 e 07 4. Instalação da Discadora

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...9 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 Moto é um rastreador exclusivo para Motos desenvolvido com os mais rígidos

Leia mais

Automação industrial Sensores

Automação industrial Sensores Automação industrial Sensores Análise de Circuitos Sensores Aula 01 Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos 3 Modulo Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina Cora Coralina O que são sensores?

Leia mais

Manual de Referência e Instalação T-700. Manual de Referência e Instalação

Manual de Referência e Instalação T-700. Manual de Referência e Instalação Manual de Referência e Instalação T-700 Manual de Referência e Instalação Índice 1. Introdução...3 1.1 Prefácio...3 1.2 Lista de Peças...3 1.3 Aparência...4 2 Preparativos Para Antes do Uso...5 2.1 Alimentação...5

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...8 2 APRESENTAÇÃO: O SS300 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Sensor / Detector de Fumaça Óptico Convencional + Módulo Endereçável Código: AFDFE. (Ideal Para Utilizar em Conjunto com a Central de Alarme de Incêndio AFSLIM). O detector de fumaça código AFDFE é um

Leia mais

ÍNDICE anual de instruções e operações.............................3

ÍNDICE anual de instruções e operações.............................3 GÊNESY PASSIVO R04 ÍNDICE Manual de instruções e operações...3 Características Técnicas:... 3 Conhecendo o Sensor:... 4 Instalação:... 4 Efetuando a Conexão:... 4 Terminais de Conexão:... 4 Ajustando a

Leia mais

Radio Powr SavrTM. Sensores de Ocupação e Vazio sem fio montados em parede

Radio Powr SavrTM. Sensores de Ocupação e Vazio sem fio montados em parede Sensor sem fio montado em parede Os sensores de ocupação e vazio montados em parede da Lutron são sensores sem fio, alimentados por bateria com infravermelho passivo (PIR) que controlam automaticamente

Leia mais

Módulo de Acesso com Teclado 1. Manual do Usuário. Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações

Módulo de Acesso com Teclado 1. Manual do Usuário. Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações Módulo de Acesso com Teclado 1 Manual do Usuário Apresentação Instalação Codificação dos Receptores Programações Operações 2 Manual do Usuário Módulo de Acesso com Teclado 3 ÍNDICE CAPÍTULO I - APRESENTAÇÃO...07

Leia mais

Discador Celular D-Cell

Discador Celular D-Cell Discador Celular D-Cell Guia rápido de programação Introdução O discador celular D-Cell fornece um sistema seguro de comunicação entre o seu equipamento de alarme e você. Utiliza a infraestrutura de telefonia

Leia mais

Central de alarme Ventura GSM

Central de alarme Ventura GSM Central de alarme Ventura GSM Manual do Usuário 1 Índice: 1 Aplicação:... 3 2 Características:... 3 3 Características de funcionamento... 3 4- Apresentação da Central... 4 4.1 Parte externa... 4 4.2 Parte

Leia mais

DECIBEL. Indústria e Comércio LTDA SENSOR LASER PARA DOBRADEIRA D 171 MANUAL DO USUÁRIO. www.decibel.com.br

DECIBEL. Indústria e Comércio LTDA SENSOR LASER PARA DOBRADEIRA D 171 MANUAL DO USUÁRIO. www.decibel.com.br DECIBEL Indústria e Comércio LTDA SENSOR LASER PARA DOBRADEIRA D 171 MANUAL DO USUÁRIO www.decibel.com.br ATENÇÃO É de fundamental importância a leitura completa deste manual, antes de ser iniciada qualquer

Leia mais

MANUAL ALARME DIGITAL INTELBRAS AMT-2010/AMT-2018

MANUAL ALARME DIGITAL INTELBRAS AMT-2010/AMT-2018 MANUAL ALARME DIGITAL INTELBRAS AMT-2010/AMT-2018 PARABÉNS! Você acaba de adquirir um equipamento ímpar em qualidade, tecnologia, precisão e segurança! Mas para que você tenha o máximo aproveitamento de

Leia mais

POWERTRANS ELETRÔNICA INDUSTRIAL Manual Técnico de Instalação e Operação POWERBLOCK MASTER MONOFÁSICO

POWERTRANS ELETRÔNICA INDUSTRIAL Manual Técnico de Instalação e Operação POWERBLOCK MASTER MONOFÁSICO POWERTRANS Eletrônica Industrial Ltda. Rua Ribeiro do Amaral, 83 Ipiranga SP - Fone/Fax: (11) 2063-9001 E-mail: powertrans@powertrans.com.br Site: www.powertrans.com.br Manual Técnico de Instalação e Operação

Leia mais

VS-COMPACT L A U N A M

VS-COMPACT L A U N A M MANUAL VS-COMPACT ÍNDICE Tecnologia e soluções para você Apresentação do sistema de alarme instale fácil Vetti... 01 CENTRAL VS-COMPACT Instalação e Funções Central VS-Compact... 02 Controle Remoto (VS-Compact)...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA GUARDIAN

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA GUARDIAN MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA GUARDIAN FUNCIONAMENTO DO SISTEMA GUARDIAN. A central de alarmes Guardian realiza o monitoramento continuo de três entradas de alarmes, fornecendo três saídas de alarmes distintas,

Leia mais

www.n7tecnologia.com.br e-mail: comercial@n7tecnologia.com.br

www.n7tecnologia.com.br e-mail: comercial@n7tecnologia.com.br SAFECELL INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO Antes da instalação do equipamento, é importante que: 1) Seja verificado se o SIM CARD que será usado está habilitado e permite a realização de chamadas e também o envio

Leia mais

Decibelímetro Modelo SL130

Decibelímetro Modelo SL130 Manual do Usuário Decibelímetro Modelo SL130 Introdução Parabéns pela sua compra do Decibelímetro SL130 Extech. Desenhado para montagem em parede, mesa, ou montagem em tripé, este medidor está de acordo

Leia mais

CENTRAL DE ALARME BRISA CELL 804

CENTRAL DE ALARME BRISA CELL 804 CENTRAL DE ALARME - PAINEL FRONTAL Led REDE: Indica que o aparelho está sendo alimentado pela rede AC. Led BATERIA: Indica que o aparelho está sendo alimentado pela bateria. Led ARMADO: Aceso indica que

Leia mais

RXM. SaÌda da antena. Teclas de setor. Teclas de aprendizagem Teclado do Tele Alarme (opcional) Gabinete met lico com espaáo para bateria

RXM. SaÌda da antena. Teclas de setor. Teclas de aprendizagem Teclado do Tele Alarme (opcional) Gabinete met lico com espaáo para bateria RXM CENTRAL DE ALARME 4/8 ou 12 SETORES MICROPROCESSADA Aplicação - Usada como central de alarme residencial, comercial ou industrial. SaÌda da antena APRESENTAÇÃO DA CENTRAL Teclas de setor Teclas de

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO A EQUIPEL assegura ao proprietário deste aparelho garantia de 01 ano contra qualquer defeito de peça ou de fabricação desde que,

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO. Central de Alarme Intelbras AMT 1010 / AMT 1018

GUIA DO USUÁRIO. Central de Alarme Intelbras AMT 1010 / AMT 1018 AMT 1010 AMT 1018 GUIA DO USUÁRIO Central de Alarme Intelbras AMT 1010 / AMT 1018 DESCRIÇÃO E APLICAÇÕES Parabéns, você acaba de adquirir um produto desenvolvimento com a tecnologia e segurança Intelbras.

Leia mais

3B SCIENTIFIC PHYSICS

3B SCIENTIFIC PHYSICS 3B SCIENTIFIC PHYSICS Conjunto para microondas 9,4 GHz (230 V, 50/60 Hz) Conjunto para microondas 10,5 GHz (115 V, 50/60 Hz) 1009950 (115 V, 50/60 Hz) 1009951 (230 V, 50/60 Hz) Instruções de operação 10/15

Leia mais

Sistema de Alarme Sem Fios por GSM

Sistema de Alarme Sem Fios por GSM Sistema de Alarme Sem Fios por GSM MANUAL DO INSTALADOR V1.3 Sistema de Alarme Sem Fios por GSM - MANUAL DO INSTALADOR 1 ÍNDICE 1. Introdução 4 2. Tabela de Correspondência entre Códigos ID e Zonas 4 3.

Leia mais

Transmissor EXT-240 de áudio e vídeo sem fio

Transmissor EXT-240 de áudio e vídeo sem fio Transmissor de áudio e vídeo sem fio Manual de operação Índice I. Introdução... 1 II. Informações de segurança... 1 III. Especificações... 1 IV. Instruções de instalação... 2 1. Opções de posicionamento...

Leia mais

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides

1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides 1.3 Conectando a rede de alimentação das válvulas solenóides CONTROLE DE FLUSHING AUTOMÁTICO LCF 12 Modo Periódico e Horário www.lubing.com.br (19) 3583-6929 DESCALVADO SP 1. Instalação O equipamento deve

Leia mais

DUAL 30 DUPLO FEIXE DIGITAL M106 V02

DUAL 30 DUPLO FEIXE DIGITAL M106 V02 DUAL 30 DUPLO FEIE DIGITAL M106 V02 comercialipec@gmail.com Fácil instalação Alinhamento visual por leds (dispença o uso do multimetro) Distância de atuação (Externo 30 mts Interno 50 mts) PARABÉNS Você

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Central de Iluminação de Emergência 12 V(cc), 20 A, com Capacidade de 240 W. Código AFB240 A central de iluminação de emergência é alimentada pela rede elétrica predial (110 ou 220 volts) e também possui

Leia mais

CENTRAL DE ALARME BRISA-4

CENTRAL DE ALARME BRISA-4 CENTRAL DE ALARME BRISA-4 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS -4 zonas mistas programáveis -disca para até 4 telefones -pânico pelo controle remoto -dupla tecnologia hopping code e rolling code em 4,9mhz -indica

Leia mais

GERADOR DE NEBLINA RCL-GN1000

GERADOR DE NEBLINA RCL-GN1000 Manual e Informações Técnicas GERADOR DE NEBLINA RCL-GN1000 Informações Técnicas ESPECIFICAÇÕES GERAIS Dimensões Peso Cor Tempo padrão de operação sem alimentação Tempo de operação sem bateria adicional

Leia mais

PORTEIROS ELETRÔNICOS COLETIVOS

PORTEIROS ELETRÔNICOS COLETIVOS 9.0 - INTRODUÇÃO AOS PORTEIROS ELETRÔNICOS Os Porteiros Eletrônicos Coletivos THEVEAR são sistemas constituídos de quatro componentes básicos. 9.1 - PRIMEIRO COMPONENTE: A PLACA DE RUA É um painel instalado,

Leia mais

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo.

BOLETIM DE GARANTIA. (N o 05 / 2013) LED do TIMER pisca frequência de 1Hz / segundo. LED do TIMER pisca freqüência de 1Hz / segundo. BOLETIM DE GARANTIA (N o 05 / 2013) Código de erro do Cassete e Piso-Teto No. TIPO DESCRIÇÃO Flash Blink Código Nota 1 Falha 2 Falha 3 Falha 4 Falha 5 Falha 6 Falha Placa acusa erro no sensor de temperatura

Leia mais

Detector de Veículo DV-03. Manual de Utilização. Rua Clélia, 250 São Paulo SP CEP 05042-000 F: 11 3539-3778 www.technext.com.br

Detector de Veículo DV-03. Manual de Utilização. Rua Clélia, 250 São Paulo SP CEP 05042-000 F: 11 3539-3778 www.technext.com.br Detector de Veículo DV-03 Manual de Utilização São Paulo JANEIRO / 2015 SUMÁRIO 1. Introdução... 2. Descrição do Detector de Metais... 3 2.1. O Laço Indutivo... 3 2.2. Cuidados durante a instalação do

Leia mais

BABÁ ELETRÔNICA MANUAL DE INSTRUÇÕES MONITOR DE ÁUDIO DIGITAL FPV - 700 IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA

BABÁ ELETRÔNICA MANUAL DE INSTRUÇÕES MONITOR DE ÁUDIO DIGITAL FPV - 700 IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA FPV - 700 BABÁ ELETRÔNICA MANUAL DE INSTRUÇÕES IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA MONITOR DE ÁUDIO DIGITAL ÍNDICE VISÃO GERAL DO EQUIPAMENTO... 04 PREPARANDO SUA BABÁ ELETRÔNICA... 05 CARREGANDO A BATERIA DO

Leia mais

BeemPRO. Manual de Operação. Manual Beem PRO 0

BeemPRO. Manual de Operação. Manual Beem PRO 0 BeemPRO Manual de Operação Manual Beem PRO 0 Características Suporta até 10 controlos remotos, 50 sensores sem fios e 50 tags RFID Possui 1.000.000 combinações de códigos RF Comunicação GSM e de simples

Leia mais

G5 Sistema de alarme com GSM integrado

G5 Sistema de alarme com GSM integrado Sistema de Alarme G5 Sistema de alarme com GSM integrado Fácil programação do sistema, via APP gratuita O sistema G5 é um moderno e estético sistema de alarme com GSM/SMS que permite total controlo local

Leia mais

1 Introdução. 2 REDES sem fio de comunicações

1 Introdução. 2 REDES sem fio de comunicações 1 Introdução Neste manual serão apresentados os procedimentos de instalação e configuração do sistema de detecção e prevenção de incêndio GALBA V251, além de dicas que certamente agilizarão os trabalhos

Leia mais

Manual de Instruções. C o n t r o l a d o r D i f e r e n c i a l para P i s c i n a. Rev. B

Manual de Instruções. C o n t r o l a d o r D i f e r e n c i a l para P i s c i n a. Rev. B Manual de Instruções C o n t r o l a d o r D i f e r e n c i a l para P i s c i n a Rev. B 1. Descrição Índice 1.Descrição... pág 1 2.Dados Técnicos... pág 2 3.Instalação... pág 3 4.Ajuste e Operação...

Leia mais

CONTROLE REMOTO VEICULAR

CONTROLE REMOTO VEICULAR Hamtronix MCR300EA Manual de Instalação e Operação Software A Hardware Revisão E ÍNDICE Índice... 02 Suporte Online... 02 Termo de Garantia... 02 COMO FUNCIONA Funcionamento das saídas... 03 Funcionamento

Leia mais

SUPERVISOR ELETRÔNICO PARA POSTOS DE VIGILÂNCIA RCP - 2000 VERSÃO V 2004 MANUAL DE INSTALAÇÃO / USUÁRIO INDÚSTRIA BRASILEIRA

SUPERVISOR ELETRÔNICO PARA POSTOS DE VIGILÂNCIA RCP - 2000 VERSÃO V 2004 MANUAL DE INSTALAÇÃO / USUÁRIO INDÚSTRIA BRASILEIRA SUPERVISOR ELETRÔNICO PARA POSTOS DE VIGILÂNCIA RCP - 2000 VERSÃO V 2004 MANUAL DE INSTALAÇÃO / USUÁRIO INDÚSTRIA BRASILEIRA SUPERVISOR ELETRÔNICO PARA POSTOS DE SEGURANÇA RCP - 2000 VERSÃO V 2004 Destinado

Leia mais

Central Monitorada CAM 816

Central Monitorada CAM 816 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Central Monitorada CAM 816 www.compatec.com.br Índice 1.Apresentação... 2.Características Gerais....Características Técnicas... 4 4.Status de Bips... 4 5.Status de Bips

Leia mais

CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL

CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL CENTRAL DE ALARME BRISA 8 VOZ / BRISA 8 SINAL CARACTERÍSTICAS BÁSICAS 8 Zonas programáveis sendo 4 mistas, ou seja, com fio e sem fio e 4 com fio; 1 senha mestre; 1 senha de usuário; Entrada para teclado

Leia mais

ANÁLISE DE DEFEITOS. Antes de chamar o serviço de manutenção, confira os seguintes pontos.

ANÁLISE DE DEFEITOS. Antes de chamar o serviço de manutenção, confira os seguintes pontos. 6 ANÁLISE DE DEFEITOS Antes de chamar o serviço de manutenção, confira os seguintes pontos. Inoperante O fusível de proteção está queimado ou o disjuntor desarmou. A pilha do controle remoto está fraca.

Leia mais

Conjunto Sensor IR Para quem tem fome de vencer

Conjunto Sensor IR Para quem tem fome de vencer Conjunto Sensor IR Para quem tem fome de vencer Introdução: Muito obrigado por adquirir este produto. Ele foi projetado de forma a oferecer a melhor performance possível dentro de sua aplicação. Fornecemos

Leia mais

PLT50: Alarme 8 setores mistos

PLT50: Alarme 8 setores mistos PLT50: Alarme 8 setores mistos Central 8 setores misto (com e sem fio) controlada por microprocessador. Os setores podem ser ativados e desativados individualmente Liga (1 bip), desliga (2 bips) por controle-remoto.

Leia mais

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação

ST 160 ST 160 0 # Manual de Referência e Instalação ST 160 ST 160 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # Manual de Referência e Instalação Descrições 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 # 3 2 Número Descrição 1 Indicador de modo 2 Antena 3 Matriz do Teclado 4 Parafuso Especificações

Leia mais

CENTRAL DE ALARME ASD-600 SINAL E VOZ

CENTRAL DE ALARME ASD-600 SINAL E VOZ CENTRAL DE ALARME ASD-6 SINAL E VOZ Parabéns, Você acaba de adquirir uma central de alarme modelo ASD-6 produzida no Brasil com a mais alta tecnologia de fabricação. 1- PAINEL FRONTAL Led REDE: Indica

Leia mais

2.5. Placas eletrônicas da central

2.5. Placas eletrônicas da central 2.5. Placas eletrônicas da central Placa eletrônica de laço Piezo Placa de laço Na placa eletrônica de laço podem ser ligados quatro laços de detecção, compostos por detectores de fumaça, detectores termovelocimétricos

Leia mais

TERMO DE GARANTIA. Recomendação:

TERMO DE GARANTIA. Recomendação: TERMO DE GARANTIA ELETROPPAR - Indústria Eletrônica Ltda., localizada na Rua Carlos Ferrari, nº 2651, Distrito Industrial, Garça/SP, CEP 17.400-000, CNPJ 02.748.434/0001-08, IE 315.026.341.111 garante

Leia mais