Conteúdo Programático de Redes Windows h

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conteúdo Programático de Redes Windows 2000 60h"

Transcrição

1 Conteúdo Programático de Redes Windows h O aluno deverá ter habilidade necessária para realizar, após a instalação, tarefas de administração em um único domínio ou múltiplos domínios em rede baseada no Microsoft Windows 2000.

2 Software que controla e gerencia o hardware, que opera o computador Gerencia todo o software Fornece ferramentas para administração da rede Reduz custos com sobrecarga administrativa

3 O Windows 2000 controla: Inputs / Outputs do sistema Processos do sistema Alocação de memória Dados que serão armazenados, o local, o nome, etc

4 Multitarefa 1. Recursos do Windows 2000 Suporte à memória Escalonabilidade Plug and Play Recursos de sistema de arquivos Qualidade do serviço GUI- (Graphical User Interface)

5 2. Área de trabalho do Windows 2000 Área de trabalho Menu iniciar Barra de tarefas

6 Maximizar 3. Janelas Minimizar Fechar

7 4. Acessórios do sistema operacional

8 Calculadora Fácil acesso a qualquer operação básica, além de poder utilizar funções da calculadora científica. Start Programs Acessories Calculator.

9 Prompt de comando Interface de linha de comando que interpreta os comandos digitados pelo usuário em operações que o computador pode executar. Start Programs Acessories Command Prompt

10 Bloco de notas Editor de textos simples, utilizado para anotações rápidas que não requerem formatação. Start Programs Acessories Notepad

11 WordPad Editor de textos mais poderoso do que o Bloco de notas, porém muito pobre se comparado com o Microsoft Word. Start Programs Acessories WordPad

12 Paint Aplicativo utilizado para a criação de imagens de bitmap Start Programs Acessories Paint

13 5. Meu computador e Windows Explorer Ferramentas usadas para a manipulação de arquivos e diretórios Start Programs Acessories Windows Explorer

14 Arquivos e Pastas Arquivo é uma coleção de dados ou informações agrupadas de determinada forma. Em aplicações de interfaces gráficas, um pasta é um objeto que pode conter múltiplos documentos, e as pastas são utilizadas para manter as informações organizadas no disco.

15 Propriedades de arquivos e pastas Para exibir ou ocultar arquivos marcados como ocultos, deve-se habilitar/desabilitar esta opção em opções de pasta na guia View. Para configurar um arquivo ou pasta como oculto, deve-se habilitar esta opção em suas propriedades.

16 Manipulação de arquivos e pastas

17 Lixeira Jogue arquivos indesejados ou que não for mais utilizar na lixeira.

18 Abrindo programas na inicialização As vezes se deseja, ou se faz necessário a execução de um determinado programa ou a abertura de determinado documento assim que o Windows 2000 é iniciado.

19 Pesquisar por arquivos e pastas Pesquisa Por data Por tipo Por tamanho Opções avançadas: Pesquisar em sub-pastas Case sensitive (diferenciar maiúsculas de minúsculas) Pesquisar arquivos lentos (de dispositivos removíveis) No exemplo, há uma pesquisa dos arquivos de fontes True Type acessados no período de 13/09/2003 a 13/10/2003 e que tenham no máximo 100Kb. Start Search For Files and Folders

20 6. Configurações do Painel de Controle Control Panel File Edit View Favorites Tools Help Back Search Folders History Address Control Panel Go Control Panel Accessibility Options Add/Remove Hardware Add/Remove Programs Administrative Tools Date/Time Display Use the settings in Control Panel to personalize your computer. Folder Options Select an item to view its description. Fonts Game Controllers Internet Options Keyboard Licensing Windows Update Windows 2000 Support Mouse Network and Dial-up... Phone and Modem... Power Options Printers Regional Options Scanners and Cameras Scheduled Tasks Sounds and Multimedia System 22 object(s) Start Settings Control Panel Iniciar Configurações Painel de Controle

21 Adicionar/Remover Hardware Start Settings Control Panel Add/Remove Hardware Iniciar Configurações Painel de Controle Adicionar/Remover Hardware

22 Adicionar/Remover programas Start Settings Control Panel Add/Remove Programas Iniciar Configurações Painel de Controle Adicionar/Remover Programas

23 Acessibilidade Start Settings Control Panel Acessibility Options Iniciar Configurações Painel de Controle Opções de Acessibilidade

24 Data e Hora Start Settings Control Panel Acessibility Options Iniciar Configurações Painel de Controle Opções de Acessibilidade

25 Monitor Start Settings Control Panel Display Iniciar Configurações Painel de Controle Vídeo

26 Opções de pasta Start Settings Control Panel Folder Options Iniciar Configurações Painel de Controle Opções de Pasta

27 Teclado Start Settings Control Panel Keyboard Iniciar Configurações Painel de Controle Teclado

28 Mouse Start Settings Control Panel Mouse Iniciar Configurações Painel de Controle Mouse

29 Conexões Dial-Up e de Rede Start Settings Control Panel Network and Dial-up Connections Iniciar Configurações Painel de Controle Conexões Dial-up e de Rede

30 Impressoras Start Settings Control Panel Printers Iniciar Configurações Painel de Controle Impressoras

31 Opções regionais Start Settings Control Panel Reginal Options Iniciar Configurações Painel de Controle Opções Regionais

32 Tarefas agendadas Agendar tarefas,diariamente, semanalmente, mensalmente ou horários específicos. Alterar, interromper, executar e personalizar tarefas agendadas Para executar uma tarefa agendada Start Programs Acessories System Tolls Scheduled Tasks Botão direito do mouse Run Start Settings Control Panel Scheduled Tasks Iniciar Configurações Painel de Controle Tarefas Agendadas

33 System Properties Propriedades do Sistema Control Panel General Network Identification Hardware User Profiles Advanced File Edit View Favorites Tools Help User Back Search Windows profiles Folders uses contain the System: History following desktop information settings and to other Hardware Performance identify your information Wizard computer on related the network. to your logon. A different profile can Address Control Panel be Microsoft Windows Go The Performance created Hardware on each options wizard computer control helps you you how install, use, applications or uninstall, you can use Full computer select repair, memory, a unplug, roaming name: which eject, London.nwtraders.msft profile affects and that the configure is speed the same of your your on hardware. computer. every computer you use. Domain: Accessibility Add/Remove nwtraders.msft Registered Add/Remove to: Profiles stored on this computer: Performance Hardware Administrative Wizard... Options... Date/Time Display Control Panel Options Hardware IBTA S/A Programs Tools To Name rename this computer or join a Size domain, Type Properties Modified São Paulo System Device click NWTRADERS\administrator Environment Manager Properties. Variables 2184 KB Local 12/22/ Provides system information NWTRADERS\kimyo The Environment Device Manager variables lists tells 643 all KB your the Roaming hardware computer 12/22/1999 devices where and changes environment Folder Options Fonts Game Internet Keyboard Licensing Start Settings installed Control to find certain your types Panel computer. Use settings Computer: of information. Controllers the Device Scheduled Options Tasks Note: The Manager identification to change of the the computer properties cannot of any be device. changed x86 Family 6 Model 6 Stepping 0 Windows Update because: Driver Signing... Environment Windows 2000 Support - The computer is a domain AT/AT controller COMPATABLE Device Manager... Variables... Mouse Network 261,688 and Phone KB and RAM Power Printers Regional Dial-up... Modem... Options Options Agendadas Hardware Startup and Profiles Recovery Hardware Startup and profiles recovery provide options a way tell for your you computer to set up and how store start different and what hardware to do if configurations. an error causes your computer Scanners and to stop. Scheduled Sounds and System Cameras Tasks Multimedia Startup Hardware and Recovery... Profiles... Iniciar Configurações Painel de Controle Tarefas Provides system information Delete and changes environment Change settings Type Copy To... My Computer OK Cancel Apply

34 Usuários e senhas Os usuários podem alterar sua própria senha através da janela Users and Passwords, porém nem todos os usuários possuem esse privilégio. Mesmo assim, uma outra forma que o usuário tem para alterar a sua senha no Windows 2000 é pressionando CTRL+ALT+DELETE e escolhendo a opção Change Password. Start Settings Control Panel Users and Passwords

35 7. Ferramentas administrativas Gerenciamento do computador Start Settings Control Panel Administrative Tools Computer Management

36 Usuários e grupos Start Settings Control Panel Administrative Tools Computer Management Users and Local Groups

37 Visualizador de eventos Na ocorrência de um evento, o Windows 2000 registra sua ocorrência em um log de evento Event Viewer Action View Tree Event Viewer (Local) Event Viewer (Local) Name Type Description Size Application Log Security Log System Log Directory Service File Replication Service Application Log Security Log System Log Directory Service File Replication Service Log Log Log Log Log Application Error Records Security Audit Records System Error Records Custom Log Error Records Custom Log Error Records KB 64.0 KB KB KB 64.0 KB Start Settings Control Panel Administrative Tools Computer Management Event Viewer

38 Serviços Na ocorrência de um evento, o Windows 2000 registra sua ocorrência em um log de evento Start Settings Control Panel Administrative Tolls

39 HISTÓRICO DOS COMPUTADORS Ábaco Chinês - aproximadamente Soroban - Ábaco Japonês

40 Evolução dos processadores

41 500 A.C. - ábaco - primeiramente utilizado pelos babilônios - forma atual: China, em 1300 D.C Blaise Pascal - construiu uma máquina de somar ( the Pascaline ) - conseguiu vender em torno de uma dúzia delas Charles Babbage - projetou seu primeiro computador mecânico - protótipo da máquina de diferença George Boole - criou a álgebra booleana - computadores binários

42 XVII - O francês Blaise Pascal projeta uma calculadora que soma e subtrai e o alemão Gottfried Wilhelm Leibniz incorpora operações de multiplicar e dividir à máquina.

43 Herman Hollerith - utilização de cartões perfurados - censo dos EUA de previsão: 10 anos de trabalho - com o método de Hollerith: 6 semanas! fundação da Tabulating Machine Company, por Herman Hollerith (futura IBM) Lee De Forest - invenção da válvula International Business Machines (IBM) fundada, depois de fusões entre empresas em 1911; fundador: Herman Hollerith

44 fundação da Galvin Manufacturing Corporation (que se torna a Motorola em 1947) por Paul V. Galvin George Stibitz (Bell Telephone Laboratories) - construiu um somador binário de 1 bit David Hewlett e William Packard - fundam a Hewlett-Packard (HP) em uma garagem na Califórnia construção do ENIAC (Electronic Numerical Integrator Computer) - pesava 30 toneladas e usava válvulas - capaz de realizar cálculos por segundo - cálculo de trajetórias balísticas e teste de teorias sobre a bomba H

45 O Eletronic Numerical Integrator and Computer (Eniac), primeiro computador eletrônico, é criado nos EUA.

46 William B. Shockley, John Bardeen e Walter H. Brattain - invenção do transistor, no Bell Laboratories Maurice V. Wilkes - descreve os conceitos fundamentais da microprogramação Jack St Clair Kilby (Texas Instruments) e Robert Noyce (Fairchild Semiconductor) - invenção do circuito integrado Primeiro transistor Robert Noyce funda a Intel Jarry Sanders funda a AMD (Advanced Micro Devices) Primeiro circuito integrado

47 1970 Projeto do IBM 801 é iniciado (RISC) 1971 (Novembro) - primeiro microprocessador da Intel transistores - processador de 4 bits (instruções tinham 8 bits) interações por segundo - clock de 108 khz - utilizado em calculadoras - memórias de dados (1 Kb) e de programa (4 Kb) separadas - 46 instruções - extensão: mais 14 instruções e interrupções - PC de 14 bits (contra 12 do 4004) Intel 4004 Intel 4004 (visão interna)

48 1972 (Janeiro) - processador 8008 lançado pela Intel - 8 bits - parecido com o transistores - endereçamento de 16 Kb de memória - desenvolvida a linguagem C fundação da Zilog, por Frederico Faggin - Intel lança o bits para endereço e 8 para dados - stack pointer de 16 bits (substitui a pilha interna dos seus predecessores) Intel 8008 (visão interna) - primeiro microprocessador da Motorola - MC transistores - 8 bits

49 Zilog lança o Z80 - clock de 2.5 MHz; processador de 8 bits - pretensão: ser um 8080 melhorado - compatível com o 8080 Zilog Z80 - Intel lança o um 8080 melhorado (como o Z80) - MOS Technologies lança o escolhido para equipar o Apple II - dados: 8 bits; endereços: 16 bits - clock: 1 MHz - 56 instruções; 13 modos de endereçamento - desenvolvido o Cray 1 - primeiro supercomputador comercial circuitos integrados operações de ponto flutuante por segundo CP 500 (Prológica) Micro brasileiro que utilizava o Z80

50 Lançamento do Apple I, primeiro microcomputador comercial, inventado por Steves Jobs e por Steves Woznick. Os anos maravilhosos: início da década de 80, Jobs e Wozniak iniciaram uma revolução com o lançamento do Apple II.

51 Intel lança o primeiro processador de 16 bits de sucesso comercial - 8 MHz, transistores e 0.8 MIPS instruções; segmentação - prefetch + execution Intel introduz o uma regressão do bits de dados - Motorola lança o usado pela Apple no Macintosh - registradores de 32 bits; barramento de dados e ALU de 16 bits; internamente: 32 bits - pipeline de 2 estágios (fetch+execução) Intel 8086 Motorola Joseph. Fisher - trace scheduling (VLIW)

52 IBM começa a perder fatias de mercado para os Apple e Comodore - CD inventado pela Phillips IBM lança o PC (personal computer) - processador: Intel Kb de RAM; - preço: U$ 2880,00 - S.O. : PC-DOS (IBM/Microsoft) encomendas no natal - IBM PC eleito pela revista Time como man of the year IBM PC - projetos nas Universidades de Berkeley (RISC I e II) e de Stanford (MIPS) - CPI = 1 - pipelining - grande número de registradores

53 Intel lança o processador de 16 bits - endereçava 16 Mb de memória - 1 Gb de memória virtual - MMU (Memory Management Unit) - segmentação - modo protegido (multitasking) MHz, 2,7 MIPS e transistores Intel SUN Microsystems é fundada IBM lança o PC XT (Extended Technology) Joseph Fisher funda a Multiflow - construir supercomputadores VLIW Intel (outro encapsulamento)

54 Intel lança o 80386DX - processador de 32 bits - clock: 16 MHz; - endereçava 4 Gb de memória e 64 Tb de memória virtual transistores - Windows é criado Connection Machine - arquitetura paralela (inspirada no cérebro) processadores simples Intel Primeiro processador SPARC - Multiflow produz o Trace/200 - VLIW (256 a 1024 bits por instrução) Intel lança o 80386SX - barramento de dados de 16 bits multiplexado Connection Machine

55

56 Tim Berners-Lee - cria a World Wide Web - Intel lança 80486DX milhões de transistores; 25 MHz - versões posteriores: DX/2 e DX/4 - FPU (Floating Point Unit) - 1 nível de cache Windows 3 lançado - características multitarefa Intel Multiflow fecha as portas Intel lança 80486SX - IBM e Motorola - começo do PowerPC - Linux nasce na Usenet Newsgroup PowerPC

57 Microsoft lança Windows NT e Id Software lança Wolfenstein 3D Intel lança o Pentium milhões de transistores - arquitetura superescalar - 2 instruções por ciclo de clock - 16 Kb de cache no chip lançamento do Windows 95 - Intel lança o Pentium Pro milhões de transistores; - 3 instruções por clock - 14 estágios de pipeline; Dynamic Execution - cache de 2 níveis Sun lança o UltraSparc Intel Pentium 100 Sun UltraSparc

58 Intel lança o Pentium MMX - AMD lança o K6 MMX - Intel lança Pentium II MHz; Celeron, Xeon e versões para laptops Windows 98 é lançado Linux kernel é lançado - número de usuários do linux estimado: 10 milhões - AMD lança o K6 III com 3D Now - Intel lança o Pentium III Intel Pentium II Transmeta lança o Crusoe - para laptops; compatível com Pentium II AMD K6 III

59 Windows 2000 é lançado - AMD lança o Athlon de 1 GHz - Intel lança o Pentium III 1 GHz Windows XP é lançado - Intel lança o Pentium 4 - Intel lança o Itanium - arquitetura VLIW Intel lança o Pentium GHz micrômetros; 55 milhões de transistores - barramento: 533 MHz Kb de Advanced Transfer Cache - AMD lança o Athlon XP QuantiSpeed technology - 1,8 GHz

60 Tendências Futuras - Microprocessadores - arquiteturas de 64 bits - processadores dedicados - DSP (digital sign processing) para aplicações multimídia - (DVD, home theater, etc.) - processadores configuráveis - o processador pode ser definido pelo usuário - Grandes computadores - processamento paralelo

61 Empresas - genealogia Tabulating Machine Company IBM Galvin Manufacturing Corporation HP Fusão HP - Compaq Motorola Digital Equipment National Semiconductor Sun Intel AMD Zilog Apple Computer HP adquire Compaq Tabulating Machine Company torna-se IBM Coronado Corporation Texas Instruments Ex-engenheiro da Intel funda Zilog Coronona Corporation torna-se Texas Intruments Compaq Compaq compra a DEC em 1998 Fusão HP - Compaq

62 CLASSIFICAÇÃ ÇÃO O DOS COMPUTADORES A Primeira Geração: é constituída pelos computadores construídos entre os anos 1950 e Trata-se das primeiras máquinas deste tipo fabricadas com fins comerciais, sendo o componente eletrónico básico que tornava possível o seu funcionamento a válvula de vácuo (dispositivo eletrónico formado por dois eletrodos encerrados numa ampola em que se criou um vácuo). Estas máquinas programavam-se diretamente em código máquina e eram capazes de realizar até 1000 instruções por segundo.

63 A Segunda Geraçã ção: compreende os computadores construídos entre 1960 e Caracteriza-se pelo fato de o componente eletrônico, sobre o qual se baseia, ser o transistor (dispositivo eletrônico que atua como um interruptor, já que determina a passagem ou não da corrente entre dois pontos, em função da tensão aplicada a um terceiro).este fato faz com que a referida geração reduza substancialmente o consumo de energia e o volume ocupado pelas máquinas, assim como por um aumento da fiabilidade e da velocidade de cálculo das instalações. Os progressos do sistema lógico dos computadores deram lugar ao aparecimento dos sistemas operativos, do processamento em regime de multi-utilizador das linguagens de alto nível, etc.

64 Terceira Geraçã ção A terceira geração, que abarca o período de 1965 a 1975, caracteriza-se fundamentalmente pela redução das dimensões das instalações, já que a sua construção e funcionamento se baseia no emprego de circuitos integrados. Por volta de 1974, logrou-se obter, graças às técnicas VLSI (Very Large Scale Integrator, integração a muito grande escala) um circuito integrado que albergava até componentes numa superfície de 25 mm2.

65 A quarta geraçã ção abarca o período desde 1975 até aos nossos dias e caracteriza-se fundamentalmente pela continuação do processo de integração que culminou, em 1975, com a consecução de uma escala de integração que permitia colocar componentes numa superfície de 25 mm2. Neste aspecto, a integração dos circuitos alcança o nível de VLSI, isto é, a de pelo menos transistores em 25 mm2. Por esta razão está ligada com o aparecimento do microprocessamento (chip no qual se integram a unidade aritmética e lógica, a unidade de controlo e os registos, isto é, a obtenção mediante circuitos integrados de uma unidade central de processamento).

66 O surgimento do microcomputador permitiu, que a informática se popularizasse, chegando a todos os cantos do planeta e aplicando-se a grande quantidade de atividades humanas, passando a fazer parte da vida do ser humano.

67 A quinta geraçã ção, posta em marcha pelas indústrias japonesas de setor e mediante a qual, a partir de 1981, se trabalha no desenvolvimento de computadores inteligentes, do ponto de vista do sistema físico, sem por isso abandonar a idéia de um sistema lógico que trabalhe com base na simulação dos processos que tem lugar no intelecto humano. O conceito das máquinas da quinta geração baseia-se em quatro elementos fundamentais: o módulo de resolução de problemas, o dispositivo de gestão das bases de conhecimentos, uma fase intermédia de linguagem natural e, finalmente, um módulo de programação.

68 O software da rede Funçõ ções BásicasB O software de rede controla o as operações entre os equipamentos, permite controlar quem tem acesso a ele e regula o fluxo de informações entre cada usuário para o uso dos recursos entre todos. É uma grande tarefa. Parte do software de uma rede é o redirecionador da rede, assim chamado porque ele direciona e redireciona comandos que se encontram flutuando pela rede. O redirecionador agarra todos os comandos e examina-os para ver se um comando é alguma coisa da qual o equipamento deveria cuidar. Protocolos também fazem parte do sistema operacional. Os protocolos são essencialmente um conjunto de regras de comportamento que devem ser seguidas para que existe uma comunicação efetiva entre os componentes.

69 Noções de Arquitetura de Computadores 1. Etapas para a execução de um programa. 2. Por que números binários? 3. Performance entre máquinas.

70 A CPU (Central Processing Unit) é a unidade mais importante de um computador. Composta por um certo número de registradores, pela unidade de controle e pela unidade lógico-aritmética, sua função é executar programas armazenados na memória principal. A organização de um simples computador com uma CPU e dois dispositivos de entrada e saída é apresentado abaixo:

71 Organização da CPU Uma CPU clássica possui registradores (tipicamente entre 1 a 16) e a ALU (Arithmetic Logical Unit), como veremos a seguir. Uma das funções dos registradores é fornecer à ALU dois operandos, que são armazenados em registradores especiais. Com estes operandos, são realizadas operações simples como a adição e subtração, fornecendo o resultado num registrador de saída. Este resultado pode ser armazenado em outro registrador ou ir para a memória.

72 Arquitetura Plug and Play do Windows 2000 Class Installers Control Panel Applets Spooler (other) Gerenciador Plug and Play Enumeration control Hardware event management Setup Enum control, and so on User mode Kernel mode Hardware event notification Applications Executive WDM Interface PnP Manager I/O Interface I/O Manager Power Manager Plug and Play Interface (other Executive components) Power Management Interface More Windows Interfaces WDM Plug and Play Bus Drivers WDM Device Drivers Windows Plug and Play Drivers ACPI PC Card USB PCI Hardware Abstraction Layer (HAL)

73 Exemplo de árvore de dispositivo Plug and Play do Windows 2000 USB Hub FDO (usbhub.sys) USB Hub PDO (uhcd.sys or openhci.sys) LAN Adapter FDO (LAN adapter driver) LAN Adapter PDO (pci.sys) USB Host Controller FDO (uhcd.sys or openhci.sys) USB Host Controller PDO (pci.sys) PCI Bus FDO (pci.sys) PCI Bus Controller PDO (acpi.sys) ACPI FDO (acpi.sys) ACPI PDO (ACPI HAL) ACPI HAL FDO ACPI HAL PDO (PnP Manager) Attachment (FDO, PDO) Parent-child relationship Logical device instance

74 HARDWARE BÁSICO PLACA MÃE A função da placa mãe é criar meios para que o processador possa comunicar-se com todos os demais periféricos do micro com a maior velocidade e confiabilidade possíveis. O nome placa mãe é mais do que justo, já que todos os demais componentes são encaixados nela. O suporte a novas tecnologias, as possibilidades de upgrade e, até certo ponto, a própria performance do equipamento, são determinados pela placa mãe.

75 :. Formatos Atualmente, encontramos tanto placas no formato AT, mais antigo, quanto no formato ATX. Os dois padrões se diferenciam basicamente pelo tamanho: as placas adeptas do padrão ATX são bem maiores, o que permite aos projetistas criar placas com uma disposição mais racional dos vários componentes, evitando que fiquem amontoados. Os gabinetes para placas ATX também são maiores, o que permite uma melhor ventilação.

76 CONECTORES

77

78

79 Tipos de Conectores Configurações

80

81 A operaçã ção o de Boot não n o faz muita coisa. Ela possui somente duas funçõ ções: executar o POST ou Auto-Teste inicial e pesquisar as unidades de disco para o Sistema Operacional. Ao terminar as duas funçõ ções, inicia-se o processo de leitura dos arquivos do Sistema Operacional e a cópia c destes arquivos para a memória de processo aleatório (RAM).

82 Como funciona o Auto-Teste (ou POST) É a primeira coisa que o PC executa quando é ligado, e e o e o primeiro a avisar quando háh problemas em qualquer um dos componentes. Quando o Auto-Teste detecta erro no monitor, na memória, no teclado ou em algum componente básico, b ele exibe uma mensagem de erro na tela e - caso o monitor não n o seja um dos problemas - mostra onde está o erro, emitindo uma série s de sinais sonoros ou bips. Normalmente, nem os bips nem a mensagem de tela são s o suficientes para informar com exatidão o o que háh de errado. Na verdade, o que se pretende com isso é indicar de forma genérica qual componente está com problema.

83 RAM (Random-Access Memory): Quando você liga o computador pela primeira vez, a RAM está vazia. A memória é preenchida com 0 s s e 1 s 1 s lidos do disco ou criados pela tarefa que você realiza no computador. Quando o PC é desligado, tudo que estava na RAM é perdido. A maioria destes chips de memória sós funcionam se houver uma fonte de eletricidade para abastecer continuamente as milhares ou milhões de descargas elétricas individuais que compõem os programas e os dados armazenados na RAM. Todo o programa, para ser executado, deve antes ser carregado na memória RAM. Os dados, planilhas, bancos de dados ou qualquer outro tipo de arquivo precisam ser armazenados na RAM, mesmo que temporariamente, antes que o programa possa utilizar o processador para manipulá-los los

84

85 PARA INSTALAR UMA MEMÓRIA: Encaixe fazendo pressão o vertical para baixo (ângulo de 90 com o slot); tome cuidado para não n o encaixar errado: basta olhar para as travas do slot e encaixá-los nas cavidades do pente de memória Dimm. Agora, basta fazer mais pressão o até que a memória se encaixe totalmente, para depois encaixá-la com os pinos do slot.

86 Cache de RAM Os chips de Memória de Acesso Aleatório (RAM) são s o encontrados em todos os computadores, mas nem sempre os chips de memória são s o feitos da mesma forma. Alguns são s o mais rápidos r que os outros e quanto mais rápidos, r mais caros serão. A funçã ção o do Cache é movimentar os dados entre a memória principal e o processador, no menor tempo possível. Um Cache de RAM é rápido e barato no custo do computador. Sem Cache,, o processador poderia ficar vários v ciclos de clock inativo, esperando que os dados solicitados lhe fossem transmitidos. Com o Cache,, o computador pode manter o que necessita ao seu alcance, ou seja, os dados mais prováveis veis de serem solicitados pelo microprocessador com tempo de espera mínimo, m às s vezes nulo.

87 Cache de Disco O ponto mais lento de qualquer computador é sua unidade de disco. Por ser uma parte mecânica, deve-se levar em consideraçã ção o sua massa e inércia também. m. Uma maneira de se tornar este acesso ao disco mais rápido r é utilizar um cache de disco. Um cache de disco torna mais rápida r as operaçõ ções do computador, mantendo na RAM os dados de seu aplicativo que têm t m maior probabilidade de serem solicitados à unidade.

88 Os Barramentos são o um conjunto de circuitos dentro do PC que pode ligá-lo lo a todas as suas partes e periféricos. ricos. Com os slots de expansão o do barramento podemos transformar o computador pessoal de tal forma que ele pode passar a realizar tarefas jamais imaginadas pelos seus projetistas. Os circuitos do barramento são o utilizados também m para a comunicaçã ção o com alguns periféricos ricos - como o teclado - não o ligados a uma placa de expansão. Todo e qualquer tipo de dado que estiver sendo processado pelo computador passa pelo barramento.. Com isso, é possível que todos os periféricos ricos recebam esses dados e saibam o que o processador está fazendo. O processador pode enviar comandos neste barramento e cabe a cada periférico rico interpretar o seu comando

89 Barramento de 8 bits Os dados são transmitidos para os slots de expansão e para os outros componentes do bus somente através de 8 linhas paralelas de dados.

90 Barramento ISA ou de 16 Bits Os dados são transmitidos para os slots de expansão e para os outros componentes do bus através de 8 ou 16 linhas de dados, dependendo do tipo de placa utilizada no slot de expansão

91 Barramento MCA Os dados são transmitidos para as placas projetadas especificamente para trabalhar com barramentos de 32 bits, através de 32 linhas de dados. Os slots de expansão MCA não aceitam placas de 8 ou 16 bits.

92 Em uma Rede de Barramento,, todos os nós s ligam-se a ela como ramos de uma linha comum. Cada nón possui um endereço único. A placa de rede, o servidor de arquivo ou o servidor de impressão o deve certificar-se de que não n há nenhum outro sinal na rede. Então envia uma mensagem para a rede através de um transceptor (transceiver( transceiver). Cada nón possui seu próprio prio transceptor. O transceptor difunde a mensagem em todas as direçõ ções de forma que ela alcance todos os demais nós n s da rede. A mensagem inclui os endereços da fonte e do destino, os pacotes de verificaçã ção o de erros e os dados.

93 Cada nón do barramento verifica as informaçõ ções de endereçamento contidas na mensagem. Se esses nós n s não n o são s o o endereço, eles ignoram a mensagem. Quando a mensagem chega ao nón destinatário, ele lêl os dados, verifica se houve erro e envia um sinal de volta ao emissário. Quando dois nós n s enviam suas mensagens simultaneamente, a colisão o dessas mensagens cria uma interferência ncia elétrica e a rede é bloqueada durante um tempo para que nenhum nón envie mais mensagens. O processo se repete até que um dos nós n s envie sua mensagem sem encontrar mensagem de outro nó. n

Arquitetura e Organização de Computadores

Arquitetura e Organização de Computadores Arquitetura e Organização de Computadores Aula 01 Tecnologias e Perspectiva Histórica Edgar Noda Pré-história Em 1642, Blaise Pascal (1633-1662) construiu uma máquina de calcular mecânica que podia somar

Leia mais

Processadores. Prof. Alexandre Beletti Ferreira

Processadores. Prof. Alexandre Beletti Ferreira Processadores Prof. Alexandre Beletti Ferreira Introdução O processador é um circuito integrado de controle das funções de cálculos e tomadas de decisão de um computador. Também é chamado de cérebro do

Leia mais

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares SENAI São Lourenço do Oeste Introdução à Informática Adinan Southier Soares Informações Gerais Objetivos: Introduzir os conceitos básicos da Informática e instruir os alunos com ferramentas computacionais

Leia mais

COMPONENTES DE REDES. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br

COMPONENTES DE REDES. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br COMPONENTES DE REDES Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br Tópicos Componentes de rede Placas de interface Transceptores Repetidores HUBs Pontes Switches Roteadores Gateways Servidores

Leia mais

Placa de Rede. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. MAN (Metropolitan Area Network) Rede Metropolitana

Placa de Rede. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. MAN (Metropolitan Area Network) Rede Metropolitana Rede de Computadores Parte 01 Prof. André Cardia Email: andre@andrecardia.pro.br MSN: andre.cardia@gmail.com Placa de Rede Uma placa de rede (NIC), ou adaptador de rede, oferece capacidades de comunicações

Leia mais

CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes. Capítulo1 - Introdução à Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - Agosto de 2007 - Página

CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes. Capítulo1 - Introdução à Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - Agosto de 2007 - Página CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Capítulo1 - Introdução à Redes 1 Requisitos para Conexão à Internet Para disponibilizar o acesso de um computador à rede, devem ser levados em consideração 03 parâmetros:

Leia mais

Introdução à Computação

Introdução à Computação Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação Introdução à Computação DCA0800 - Algoritmos e Lógica de Programação Heitor Medeiros 1 Informática x Computação

Leia mais

Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET

Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET Universidade Tuiuti do Paraná UTP Faculdade de Ciências Exatas - FACET Hardware de Computadores Questionário II 1. A principal diferença entre dois processadores, um deles equipado com memória cache o

Leia mais

Capítulo 1 Introdução

Capítulo 1 Introdução Capítulo 1 Introdução Programa: Seqüência de instruções descrevendo como executar uma determinada tarefa. Computador: Conjunto do hardware + Software Os circuitos eletrônicos de um determinado computador

Leia mais

Capítulo 1: Introdução às redes de computadores

Capítulo 1: Introdução às redes de computadores ÍNDICE Capítulo 1: Introdução às redes de computadores Redes domésticas... 3 Redes corporativas... 5 Servidor... 5 Cliente... 7 Estação de trabalho... 8 As pequenas redes... 10 Redes ponto-a-ponto x redes

Leia mais

ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES. Prof. André Dutton

ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES. Prof. André Dutton ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Prof. André Dutton EMENTA: Conceitos fundamentais e histórico da ciência da computação; Histórico dos computadores, evolução e tendências; Modalidades de computadores

Leia mais

Microprocessadores II - ELE 1084

Microprocessadores II - ELE 1084 Microprocessadores II - ELE 1084 CAPÍTULO III OS PROCESSADORES 3.1 Gerações de Processadores 3.1 Gerações de Processadores Primeira Geração (P1) Início da arquitetura de 16 bits CPU 8086 e 8088; Arquiteturas

Leia mais

U E S C. Introdução à Ciência da Computação

U E S C. Introdução à Ciência da Computação U E S C Introdução à Ciência da Computação Roteiro Unidades componentes de hardware CPU UC; ULA; Cache; Registradores. Introdução Informática é a ciência que desenvolve e utiliza a máquina para tratamento,

Leia mais

Evolução histórica dos computadores

Evolução histórica dos computadores Evolução histórica dos computadores Descrever a organização funcional de um computador. Identificar as principais formas de utilização e aplicação de computadores. Nesta primeira aula, abordaremos os conceitos

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC

FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC FACULDADE PITÁGORAS PRONATEC DISCIPLINA: ARQUITETURA DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Objetivos Ao final desta apostila,

Leia mais

Placa de Rede. Rede de Computadores. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. Placa de Rede

Placa de Rede. Rede de Computadores. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. Placa de Rede Rede de Computadores Prof. André Cardia Email: andre@andrecardia.pro.br MSN: andre.cardia@gmail.com Placa de Rede Uma placa de rede (NIC), ou adaptador de rede, oferece capacidades de comunicações nos

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Sistemas de Entrada/Saída Princípios de Hardware Sistema de Entrada/Saída Visão Geral Princípios de Hardware Dispositivos de E/S Estrutura Típica do Barramento de um PC Interrupções

Leia mais

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores Apresentação do professor, da disciplina, dos métodos de avaliação, das datas de trabalhos e provas; introdução a redes de computadores; protocolo TCP /

Leia mais

Equipamentos de Rede. Prof. Sérgio Furgeri 1

Equipamentos de Rede. Prof. Sérgio Furgeri 1 Equipamentos de Rede Repetidor (Regenerador do sinal transmitido)* Mais usados nas topologias estrela e barramento Permite aumentar a extensão do cabo Atua na camada física da rede (modelo OSI) Não desempenha

Leia mais

Fundamentos de Informática 1ºSemestre

Fundamentos de Informática 1ºSemestre Fundamentos de Informática 1ºSemestre Aula 1 Prof. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Uma abordagem inicial... o

Leia mais

Formação Modular Certificada. Arquitetura interna do computador. Hardware e Software UFCD - 0769. Joaquim Frias

Formação Modular Certificada. Arquitetura interna do computador. Hardware e Software UFCD - 0769. Joaquim Frias Formação Modular Certificada Arquitetura interna do computador Hardware e Software UFCD - 0769 Joaquim Frias Computador É um conjunto de dispositivos eletrónicos capaz de aceitar dados e instruções, executa

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

Módulo 1 Introdução às Redes

Módulo 1 Introdução às Redes CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 1 Introdução às Redes Ligação à Internet Ligação à Internet Uma ligação à Internet pode ser dividida em: ligação física; ligação lógica; aplicação. Ligação física

Leia mais

ARQUITETURA DE COMPUTADORES - 1866

ARQUITETURA DE COMPUTADORES - 1866 1 Introdução: Um computador é uma máquina (conjunto de partes eletrônicas e eletromecânicas) capaz de sistematicamente coletar, manipular e fornecer resultados da manipulação de dados para um ou mais objetivos.

Leia mais

Noções básicas sobre sistemas de computação

Noções básicas sobre sistemas de computação Noções básicas sobre sistemas de computação Conceitos e definições Dado: Pode ser qualquer coisa! Não tem sentido nenhum se estiver sozinho; Informação: São dados processados. Um programa determina o que

Leia mais

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição Capítulo 7 Entrada/saída Os textos nestas caixas foram adicionados pelo Prof. Joubert slide 1 Problemas de entrada/saída Grande variedade

Leia mais

MOTAGEM E MANUTENÇÃO Hardware. Professor: Renato B. dos Santos

MOTAGEM E MANUTENÇÃO Hardware. Professor: Renato B. dos Santos MOTAGEM E MANUTENÇÃO Hardware Professor: Renato B. dos Santos 1 O computador é composto, basicamente, por duas partes:» Hardware» Parte física do computador» Elementos concretos» Ex.: memória, teclado,

Leia mais

Printer Driver. Antes de utilizar o controlador da impressora, certifique-se de que lê o ficheiro Readme. Antes de utilizar o software 4-539-577-71(1)

Printer Driver. Antes de utilizar o controlador da impressora, certifique-se de que lê o ficheiro Readme. Antes de utilizar o software 4-539-577-71(1) 4-539-577-71(1) Printer Driver Guia de instalação Este manual descreve a instalação dos controladores da impressora para o Windows 8, Windows 7, Windows Vista, Windows XP e. Antes de utilizar o software

Leia mais

Leia antes de utilizar. Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados8. Guia de Instalação

Leia antes de utilizar. Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados8. Guia de Instalação Leia antes de utilizar Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados8 Guia de Instalação Leia este guia antes de abrir o pacote do CD-ROM Obrigado por adquirir este software. Antes de abrir

Leia mais

1. Histórico e Evolução dos Computadores

1. Histórico e Evolução dos Computadores Faculdade UNIREAL Centro Educacional de Ensino Superior de Brasília 1. Histórico e Evolução dos Computadores A evolução da Informática O computador que conhecemos hoje é uma máquina programável que processa

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Introdução a Microinformática Turma H Redes e Internet Giordane Lima Porque ligar computadores em Rede? Compartilhamento de arquivos; Compartilhamento de periféricos; Mensagens

Leia mais

Conceitos Básicos de Informática. Antônio Maurício Medeiros Alves

Conceitos Básicos de Informática. Antônio Maurício Medeiros Alves Conceitos Básicos de Informática Antônio Maurício Medeiros Alves Objetivo do Material Esse material tem como objetivo apresentar alguns conceitos básicos de informática, para que os alunos possam se familiarizar

Leia mais

Unidade Central de Processamento Organização da UCP Execução de instruções em paralelo ("pipeline") Execução de programas

Unidade Central de Processamento Organização da UCP Execução de instruções em paralelo (pipeline) Execução de programas http://www.ic.uff.br/~debora/fac! Dar noções iniciais dos componentes básicos de um sistema de computador, assim também como conceitos fundamentais necessários para a manipulação de informação dentro do

Leia mais

MINI DICIONÁRIO TÉCNICO DE INFORMÁTICA. São apresentados aqui alguns conceitos básicos relativos à Informática.

MINI DICIONÁRIO TÉCNICO DE INFORMÁTICA. São apresentados aqui alguns conceitos básicos relativos à Informática. Tecnologias da Informação e Comunicação MINI DICIONÁRIO TÉCNICO DE INFORMÁTICA São apresentados aqui alguns conceitos básicos relativos à Informática. Informática: Tratamento da informação por meios automáticos.

Leia mais

O Computador. Conceito

O Computador. Conceito O Computador Conceito É uma máquina eletrônica de processamentos de dados programável, com grande capacidade de armazenamento de dados associado a altíssimas velocidades de processamento. Contudo, esta

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Professor: Vilson Heck Junior

Arquitetura de Computadores. Professor: Vilson Heck Junior Arquitetura de Computadores Professor: Vilson Heck Junior Agenda Conceitos Estrutura Funcionamento Arquitetura Tipos Atividades Barramentos Conceitos Como já discutimos, os principais componentes de um

Leia mais

Por razões, é requerido um módulo de E/S, que deve desempenhar duas funções principais:

Por razões, é requerido um módulo de E/S, que deve desempenhar duas funções principais: Entrada e Saída Além do processador e da memória, um terceiro elemento fundamental de um sistema de computação é o conjunto de módulos de E/S. Cada módulo se conecta com o barramento do sistema ou com

Leia mais

Prof. Sandrina Correia

Prof. Sandrina Correia Tecnologias de I informação de C omunicação 9º ANO Prof. Sandrina Correia TIC Prof. Sandrina Correia 1 Objectivos Definir os conceitos de Hardware e Software Identificar os elementos que compõem um computador

Leia mais

Informática Aplicada Revisão para a Avaliação

Informática Aplicada Revisão para a Avaliação Informática Aplicada Revisão para a Avaliação 1) Sobre o sistema operacional Windows 7, marque verdadeira ou falsa para cada afirmação: a) Por meio do recurso Windows Update é possível manter o sistema

Leia mais

Manual de Instalação EDIÇÃO 1.0

Manual de Instalação EDIÇÃO 1.0 Editor Rápido ipldk Manual de Instalação EDIÇÃO 1.0 HISTÓRICO DE REVISÃO Edição Data Descrição das Alterações Versão S/W Versão MPB Edição 1 Out/2006 Lançamento Inicial C.7Aa ~ C.7Aa - i - Conteúdo 1.

Leia mais

Aplicativos Informatizados da Administração. Hardware A evolução e o impacto dos computadores nas áreas de negócios.

Aplicativos Informatizados da Administração. Hardware A evolução e o impacto dos computadores nas áreas de negócios. Aplicativos Informatizados da Administração Hardware A evolução e o impacto dos computadores nas áreas de negócios. Habilidades, Competências e Bases Tecnológicas Bases tecnológicas: Fundamentos de equipamentos

Leia mais

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR - PROCON/SP MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR - PROCON/SP MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA MANUAL DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA 1. INTRODUCÃO Este manual tem como objetivo orientar o usuário durante o processo de instalação do SIGA Sistema Global de Atendimento. 2 de 27 2. PRÉ-REQUISITOS DE INSTALAÇÃO

Leia mais

Organização de Computadores I

Organização de Computadores I Departamento de Ciência da Computação - UFF Objetivos Organização de Computadores I Profa. Débora Christina Muchaluat Saade debora@midiacom.uff.br http://www.ic.uff.br/~debora/orgcomp Dar noções iniciais

Leia mais

Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series. Bem-vindo

Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series. Bem-vindo Fiery Network Controller para Xerox WorkCentre 7800 Series Bem-vindo 2013 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto.

Leia mais

Um computador é um dispositivo capaz de executar cálculos e tomar decisões lógicas milhões de vezes mais rápidas do que podem os seres humanos.

Um computador é um dispositivo capaz de executar cálculos e tomar decisões lógicas milhões de vezes mais rápidas do que podem os seres humanos. Do ábaco ao palmtop. Um computador é um dispositivo capaz de executar cálculos e tomar decisões lógicas milhões de vezes mais rápidas do que podem os seres humanos. O ábaco é um instrumento mecânico usado

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula Complementar - EQUIPAMENTOS DE REDE 1. Repetidor (Regenerador do sinal transmitido) É mais usado nas topologias estrela e barramento. Permite aumentar a extensão do cabo e atua na camada física

Leia mais

Arquitetura Genérica

Arquitetura Genérica Arquitetura Genérica Antes de tudo, vamos revisar o Modelo Simplificado do Funcionamento de um Computador. Modelo Simplificado do Funcionamento de um Computador O funcionamento de um computador pode ser

Leia mais

Conceitos Básicos sobre Sistema de Computação

Conceitos Básicos sobre Sistema de Computação Conceitos Básicos sobre Sistema de Computação INFORMÁTICA -É Ciência que estuda o tratamento automático da informação. COMPUTADOR Equipamento Eletrônico capaz de ordenar, calcular, testar, pesquisar e

Leia mais

Controlador da impressora

Controlador da impressora 2-699-392-71 (1) Controlador da impressora Manual de instalação Este manual descreve a instalação e utilização dos Controladores da Impressora para o Windows XP e. Antes de utilizar este Software Antes

Leia mais

Arquitetura e Organização de Computadores

Arquitetura e Organização de Computadores Arquitetura e Organização de Computadores Fernando Fonseca Ramos Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros Fundação Educacional Montes Claros 1 Índice 1- Introdução 3- Memórias 4- Dispositivos

Leia mais

2012/2013. Profª Carla Cascais 1

2012/2013. Profª Carla Cascais 1 Tecnologias de Informação e Comunicação 7º e 8º Ano 2012/2013 Profª Carla Cascais 1 Conteúdo Programático Unidade 1 Informação/Internet Unidade 2 Produção e edição de documentos -Word Unidade 3 Produção

Leia mais

Fundamentos de Arquitetura de Computadores. Prof. Marcos Quinet Universidade Federal Fluminense UFF Pólo Universitário de Rio das Ostras - PURO

Fundamentos de Arquitetura de Computadores. Prof. Marcos Quinet Universidade Federal Fluminense UFF Pólo Universitário de Rio das Ostras - PURO Fundamentos de Arquitetura de Computadores Prof. Marcos Quinet Universidade Federal Fluminense UFF Pólo Universitário de Rio das Ostras - PURO Hardware de um Sistema Computacional Hardware: são os componentes

Leia mais

Placas Adaptadoras e montagem de Redes

Placas Adaptadoras e montagem de Redes Placas Adaptadoras e montagem de Redes Objetivos da aula: 1 - Descrever a função da placa adaptadora de rede em uma rede. 2 - Descrever as opções de configuração para placas adaptadoras de rede. 3 - Listar

Leia mais

Estrutura e funcionamento de um sistema informático

Estrutura e funcionamento de um sistema informático Estrutura e funcionamento de um sistema informático 2006/2007 Sumário A constituição de um sistema informático: hardware e software. A placa principal. O processador, o barramento e a base digital. Ficha

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Estrutura de um Computador. Linguagem de Programação Rone Ilídio UFSJ - CAP

Estrutura de um Computador. Linguagem de Programação Rone Ilídio UFSJ - CAP Estrutura de um Computador Linguagem de Programação Rone Ilídio UFSJ - CAP Hardware e Software HARDWARE: Objetos Físicos que compões o computador Circuitos Integrados, placas, cabos, memórias, dispositivos

Leia mais

CPU Fundamentos de Arquitetura de Computadores. Prof. Pedro Neto

CPU Fundamentos de Arquitetura de Computadores. Prof. Pedro Neto Fundamentos de Arquitetura de Computadores Prof. Pedro Neto Aracaju Sergipe - 2011 Conteúdo 4. i. Introdução ii. O Trabalho de um Processador iii. Barramentos iv. Clock Interno e Externo v. Bits do Processador

Leia mais

Seu manual do usuário YAMAHA UX16 http://pt.yourpdfguides.com/dref/512336

Seu manual do usuário YAMAHA UX16 http://pt.yourpdfguides.com/dref/512336 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

TI Aplicada. Aula 03 Componentes Básicos Hardware e Rede. Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti.

TI Aplicada. Aula 03 Componentes Básicos Hardware e Rede. Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti. TI Aplicada Aula 03 Componentes Básicos Hardware e Rede Prof. MSc. Edilberto Silva prof.edilberto.silva@gmail.com http://www.edilms.eti.br Principais Componentes Barramentos Placa Mãe Processadores Armazenamento

Leia mais

Informática para concursos

Informática para concursos Informática para concursos Prof.: Fabrício M. Melo www.professorfabricio.com msn:fabcompuway@terra.com.br Hardware Software peopleware Parte física (Tangível). Parte lógica (Intangível). Usuários. Processamento

Leia mais

Implementando e gerenciando dispositivos de hardware

Implementando e gerenciando dispositivos de hardware 3 Implementando e gerenciando dispositivos de hardware Uma boa parte das questões do exame está concentrada nessa área. Saber implementar e, principalmente, solucionar problemas relacionados a dispositivos

Leia mais

Desafio 1 INFORMÁTICA PARA O TRT

Desafio 1 INFORMÁTICA PARA O TRT Desafio 1 INFORMÁTICA PARA O TRT Queridos alunos, vencem o desafio os 3 primeiros alunos a enviar as respostas corretas para o meu e-mail, mas tem que acertar todas... ;-) Vou começar a responder os e-mails

Leia mais

O modelo ISO/OSI (Tanenbaum,, 1.4.1)

O modelo ISO/OSI (Tanenbaum,, 1.4.1) Cenário das redes no final da década de 70 e início da década de 80: Grande aumento na quantidade e no tamanho das redes Redes criadas através de implementações diferentes de hardware e de software Incompatibilidade

Leia mais

Histórico dos Computadores

Histórico dos Computadores Histórico dos Computadores O mais antigo equipamento para cálculo foi o ábaco (Fig. 1), que era um quadro com arruelas móveis, dispostas em arames paralelos, tendo, portanto, um mecanismo simples. Surgido

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO MANUAL DE CONFIGURAÇÃO CONTMATIC PHOENIX SUMÁRIO CAPÍTULO I APRESENTAÇÃO DO ACESSO REMOTO... 3 1.1 O que é o ACESSO REMOTO... 3 1.2 Como utilizar o ACESSO REMOTO... 3 1.3 Quais as vantagens em usar o PHOENIX

Leia mais

O sucesso alcançado pelos computadores pessoais fica a dever-se aos seguintes factos:

O sucesso alcançado pelos computadores pessoais fica a dever-se aos seguintes factos: O processador 8080 da intel é tido como o precursor dos microprocessadores, uma vez que o primeiro computador pessoal foi baseado neste tipo de processador Mas o que significa família x86? O termo família

Leia mais

Introdução ao Processamento de Dados - IPD

Introdução ao Processamento de Dados - IPD Introdução ao Processamento de Dados - IPD Autor: Jose de Jesus Rodrigues Lira 1 INTRODUÇÃO AO PROCESSAMENTO DE DADOS IPD A Informática está no nosso dia a dia: No supermercado, no banco, no escritório,

Leia mais

Escola. Europeia de. Ensino. Profissional ARQUITETURA DE COMPUTADORES

Escola. Europeia de. Ensino. Profissional ARQUITETURA DE COMPUTADORES Escola Europeia de t Ensino Profissional ARQUITETURA DE COMPUTADORES TRABALHO REALIZADO: ANDRÉ RIOS DA CRUZ ANO LETIVO: 2012/ 2013 TÉCNICO DE GESTÃO DE EQUIPAMENTOS INFORMÁTICOS 2012 / 2013 3902 Escola

Leia mais

Printer Driver. Guia de instalação Este guia descreve a instalação do controlador da impressora para o Windows 7, Windows Vista e Windows XP.

Printer Driver. Guia de instalação Este guia descreve a instalação do controlador da impressora para o Windows 7, Windows Vista e Windows XP. 4-417-503-81(1) Printer Driver Guia de instalação Este guia descreve a instalação do controlador da impressora para o Windows 7, Windows Vista e Windows XP. Antes de utilizar este software Antes de utilizar

Leia mais

Introdução às Redes de Computadores. Por José Luís Carneiro

Introdução às Redes de Computadores. Por José Luís Carneiro Introdução às Redes de Computadores Por José Luís Carneiro Portes de computadores Grande Porte Super Computadores e Mainframes Médio Porte Super Minicomputadores e Minicomputadores Pequeno Porte Super

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Redes I Fundamentos - 1º Período Professor: José Maurício S. Pinheiro Material de Apoio III DISPOSITIVOS

Leia mais

Unidade Central de Processamento (CPU) Processador. Renan Manola Introdução ao Computador 2010/01

Unidade Central de Processamento (CPU) Processador. Renan Manola Introdução ao Computador 2010/01 Unidade Central de Processamento (CPU) Processador Renan Manola Introdução ao Computador 2010/01 Componentes de um Computador (1) Computador Eletrônico Digital É um sistema composto por: Memória Principal

Leia mais

Aula 11 27/10/2008 Universidade do Contestado UnC/Mafra Sistemas de Informação Arquitetura de Computadores Prof. Carlos Guerber PROCESSADOR INTRODUÇÃO

Aula 11 27/10/2008 Universidade do Contestado UnC/Mafra Sistemas de Informação Arquitetura de Computadores Prof. Carlos Guerber PROCESSADOR INTRODUÇÃO Aula 11 27/10/2008 Universidade do Contestado UnC/Mafra Sistemas de Informação Arquitetura de Computadores Prof. Carlos Guerber PROCESSADOR INTRODUÇÃO O processador é um dos componentes que mais determina

Leia mais

23/05/2013. Partes do Sistema Computacional. Hardware. Ciclo do Processamento de Dados HARDWARE: CONCEITOS BÁSICOS. Hardware Software Dados Usuários

23/05/2013. Partes do Sistema Computacional. Hardware. Ciclo do Processamento de Dados HARDWARE: CONCEITOS BÁSICOS. Hardware Software Dados Usuários 2 Partes do Sistema Computacional HARDWARE: CONCEITOS BÁSICOS Software Dados Usuários Introdução à Microinformática Prof. João Paulo Lima Universidade Federal Rural de Pernambuco Departamento de Estatística

Leia mais

Processadores clock, bits, memória cachê e múltiplos núcleos

Processadores clock, bits, memória cachê e múltiplos núcleos Processadores clock, bits, memória cachê e múltiplos núcleos Introdução Os processadores (ou CPUs, de Central Processing Unit) são chips responsáveis pela execução de cálculos, decisões lógicas e instruções

Leia mais

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br TI Aplicada Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Conceitos Básicos Equipamentos, Modelos OSI e TCP/IP O que são redes? Conjunto de

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

Informática Aplicada

Informática Aplicada Informática Aplicada Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2013 Definindo Informática A Informática engloba toda atividade relacionada ao desenvolvimento

Leia mais

APOSTILA DA DISCIPLINA INFORMÁTICA

APOSTILA DA DISCIPLINA INFORMÁTICA Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Mandaguari Departamento de Informática APOSTILA DA DISCIPLINA INFORMÁTICA Profa. Camilla Brandel Martins Mandaguari, 2003 Ementa da Disciplina Estudo e utilização

Leia mais

INSTITUTO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P.

INSTITUTO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P. INSTITUTO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, I.P. Centro de Emprego e Formação Profissional da Guarda Curso: Técnico de Informática Sistemas (EFA-S4A)-NS Trabalho Realizado Por: Igor_Saraiva nº 7 Com

Leia mais

Processador ( CPU ) E/S. Memória. Sistema composto por Processador, Memória e dispositivos de E/S, interligados por um barramento

Processador ( CPU ) E/S. Memória. Sistema composto por Processador, Memória e dispositivos de E/S, interligados por um barramento 1 Processadores Computador Processador ( CPU ) Memória E/S Sistema composto por Processador, Memória e dispositivos de E/S, interligados por um barramento 2 Pastilha 3 Processadores (CPU,, Microcontroladores)

Leia mais

MODULO II - HARDWARE

MODULO II - HARDWARE MODULO II - HARDWARE AULA 01 O Bit e o Byte Definições: Bit é a menor unidade de informação que circula dentro do sistema computacional. Byte é a representação de oito bits. Aplicações: Byte 1 0 1 0 0

Leia mais

Componentes de um Sistema de Computador

Componentes de um Sistema de Computador Componentes de um Sistema de Computador HARDWARE: unidade responsável pelo processamento dos dados, ou seja, o equipamento (parte física) SOFTWARE: Instruções que dizem o que o computador deve fazer (parte

Leia mais

Cursos de Computação. Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 01 - História e Funções dos Sistemas Operacionais

Cursos de Computação. Sistemas Operacionais. Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira. Aula 01 - História e Funções dos Sistemas Operacionais Cursos de Computação Sistemas Operacionais Prof. M.Sc. Sérgio Teixeira Aula 01 - História e Funções dos Sistemas Operacionais Visão do Sistema Operacional programadores e analistas usuários programas,

Leia mais

CAPÍTULO IV Sistema Operacional Microsoft Windows XP

CAPÍTULO IV Sistema Operacional Microsoft Windows XP CAPÍTULO IV Sistema Operacional Microsoft Windows XP Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais são programas que como o próprio nome diz tem a função de colocar o computador em operação. O sistema Operacional

Leia mais

1. INTRODUÇÃO. Computador Digital: É uma máquina capaz de solucionar problemas através da execução de instruções que lhe são fornecidas.

1. INTRODUÇÃO. Computador Digital: É uma máquina capaz de solucionar problemas através da execução de instruções que lhe são fornecidas. 1. INTRODUÇÃO Computador Digital: É uma máquina capaz de solucionar problemas através da execução de instruções que lhe são fornecidas. Programa: É uma seqüência de instruções que descrevem como executar

Leia mais

O que é Arquitetura de Computadores?

O que é Arquitetura de Computadores? O que é Arquitetura de Computadores? Forças Coordenação de um conjunto de níveis de abstração de um computador sobre um grande conjunto de forças de mudança Arquitetura de Computadores = Arquitetura de

Leia mais

Fundamentos em Informática

Fundamentos em Informática Fundamentos em Informática 04 Organização de Computadores nov/2011 Componentes básicos de um computador Memória Processador Periféricos Barramento Processador (ou microprocessador) responsável pelo tratamento

Leia mais

Organização de Computadores 1

Organização de Computadores 1 Organização de Computadores 1 3 ARQUITETURA DE VON NEUMANN E DESEMPENHO DE COMPUTADORES Prof. Luiz Gustavo A. Martins Tipos de Arquitetura Arquitetura de von Neumann: Conceito de programa armazenado; Dados

Leia mais

Introdução à Informática ARQUITETURA DE COMPUTADORES

Introdução à Informática ARQUITETURA DE COMPUTADORES Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Engenharia Ambiental Prof.: Maico Petry Introdução à Informática ARQUITETURA DE COMPUTADORES DISCIPLINA: Informática Aplicada O Que éinformação? Dados

Leia mais

Windows NT 4.0. Centro de Computação

Windows NT 4.0. Centro de Computação Windows NT 4.0 Centro de Computação Tópicos Introdução Instalação Configuração Organização da rede Administração Usuários Servidores Domínios Segurança Tópicos È O sistema operacional Windows NT È Características:

Leia mais

Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows 2000

Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows 2000 Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows 2000 O Express First Net Internet Kit da D-Link permitirá que você conecte seu escritório com o mundo, compartilhe o acesso à Internet com grande

Leia mais

Introdução a Informática

Introdução a Informática Inclusão Projeto Digital do Jovem Agricultor Introdução a Informática Projeto 1/18 Inclusão Projeto Digital do Jovem Agricultor Conteúdo Programático Introdução; História do computador; Hardware, Software

Leia mais

Informática para Banca IADES. Hardware e Software

Informática para Banca IADES. Hardware e Software Informática para Banca IADES Conceitos Básicos e Modos de Utilização de Tecnologias, Ferramentas, Aplicativos e Procedimentos Associados ao Uso de Informática no Ambiente de Escritório. 1 Computador É

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com RESUMO 1 COMUTAÇÃO DE CIRCUITOS Reservados fim-a-fim; Recursos são dedicados; Estabelecimento

Leia mais

Guia para atualização de Firmware dos consoles CL5, CL3 e CL1. (Firmware 1.51)

Guia para atualização de Firmware dos consoles CL5, CL3 e CL1. (Firmware 1.51) Guia para atualização de Firmware dos consoles CL5, CL3 e CL1 (Firmware 1.51) Yamaha Musical do Brasil www.yamaha.com.br PRECAUÇÕES 1. O usuário assume total responsabilidade pela atualização. 2. Atualize

Leia mais

Algumas informações sobre a rede informática do ISA

Algumas informações sobre a rede informática do ISA Algumas informações sobre a rede informática do ISA Fernanda Valente Graça Abrantes A grande maioria dos computadores do Instituto Superior de Agronomia estão ligados entre si constituindo uma Intranet,

Leia mais