Missão. Manual Acadêmico - FCMSCSP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Missão. Manual Acadêmico - FCMSCSP"

Transcrição

1

2 Missão A missão da FCMSCSP é promover ensino, pesquisa, extensão e atenção à saúde em níveis de excelência, visando oferecer à comunidade, profissionais da saúde com formação científica, ética, humanística e responsabilidade social. Manual Acadêmico - FCMSCSP

3 Manual Acadêmico da FCMSCSP Índice 1. Mensagem do Diretor da FCMSCSP 5 2. Histórico da FCMSCSP e da Mantenedora 7 Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho 3. Organograma 8 4. Cursos de Graduação 8 5. Regimento da FCMSCSP 8 6. Regulamento dos Cursos de Graduação 9 7. Projeto Pedagógico Institucional (PPI), Plano de Desenvolvimento 9 Institucional (PDI) e Projetos Pedagógicos dos Cursos (PPC) 8. Calendário acadêmico 9 9. Secretaria dos Cursos de Graduação (Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia) Biblioteca Serviços de apoio oferecidos aos alunos Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) Retaguarda Emocional para os Alunos da FCMSCSP (REPAM) Núcleo Integrado de Pesquisa sobre Drogas (NIPED) Bolsas de estudo (FIES e ProUni) E-Class Ligas Pesquisa Programa de Iniciação Cientifica (PIBIC) Secretaria de Apoio à pesquisa Fundo de Apoio à Pesquisa Comissão de Ética em Pesquisa Pós-Graduação Residência Médica Núcleo de Apoio à Publicação Convênio com outras Instituições de Ensino Secretaria de Captação de Recursos (SECAP) Comissão própria de Avaliação Centros Acadêmicos Internet - como acessar Mapa do Complexo Hospital-Escola da Santa Casa 19 Manual Acadêmico FCMSCSP

4 Manual Acadêmico - FCMSCSP

5 1. Mensagem aos alunos 1 Caro aluno da FCMSCSP, Todos nós, diretoria, professores e funcionários da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, desejamos que encontre nesta escola todo aprendizado, treinamento, facilidades e suporte que espera. Assim, construímos este Manual com o objetivo de oferecer-lhe um guia que contenha informações úteis sobre a Mantenedora (FAVC), sobre a Faculdade (sua história e as pessoas que são importantes no seu desenvolvimento e funcionamento), sua missão, sua estrutura, os Regimentos e Regulamentos, o PDI (Plano de Desenvolvimento Institucional), o PPI (Projeto Pedagógico Institucional), os PPC (Projetos Pedagógicos dos Cursos) e a localização da maioria dos locais que serão utilizados durante o curso (salas de aula, anfiteatros, secretarias, biblioteca e outros serviços de apoio e logística), bem como os ramais telefônicos e endereços eletrônicos. Aproveite para usufruir dos recursos mais modernos oferecidos pela Faculdade nos diversos departamentos, na biblioteca e nos demais serviços disponíveis. Todos nós, envolvidos no ensino e administração, reafirmamos nosso compromisso em oferecer sempre as melhores condições para que sua permanência neste curso seja a mais agradável e proveitosa possível, satisfazendo sempre suas expectativas. Prof. Dr. Ernani Geraldo Rolim Diretor da FCMSCSP Manual Acadêmico FCMSCSP

6 Manual Acadêmico - FCMSCSP

7 2. Histórico da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) e de sua Mantenedora, a Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho (FAVC) No início do século XX, alunos da atual Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e, mais tarde, os da Escola Paulista de Medicina tinham no Hospital Central da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, o seu campo de aprendizado prático. Com a construção do Hospital das Clínicas e do Hospital São Paulo eles deixaram de freqüentar o Hospital Central, o que propiciou a queda na qualidade do atendimento ao doente e da produção científica. Tal fato provocou no corpo clínico de então iniciativas que culminaram com a criação da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, que iniciou suas atividades de graduação em Medicina em 1963, tendo como seu primeiro diretor, o Prof. Emilio Athié. Para dar sustentação econômico-financeira à nova Faculdade foi criada a Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, que até hoje é a Mantenedora da FCMSCSP. A FCMSCSP tem, desde sua fundação, como locais de ensino e treinamento, os Hospitais da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP), instituição que participa ativamente na formação dos alunos, oferecendo como campo de aprendizado suas enfermarias, ambulatórios e salas de aulas, possibilitando um convívio em ambiente hospitalar desde o primeiro ano dos Cursos. Essa parceria entre a ISCMSP e a FCMSCSP é impar e se mantém por interesse mútuo. Os Cursos de Graduação da FCMSCSP estão inseridos num complexo institucional, cuja atenção à saúde compreende desde programas básicos, até atendimentos de elevada sofisticação e complexidade tecnológica como transplantes de órgãos (córnea, rim, coração, fígado, medula óssea, etc.) e atendimento de alta complexidade. Integram a instituição: Hospital Central, Hospital Santa Isabel, Hospital São Luiz Gonzaga, Hospital Geriátrico e de Convalescentes D. Pedro II, Hospital Geral de Guarulhos Dr. Waldemar de Carvalho Pinto F.º, Hospital Estadual de Francisco Morato Prof. Carlos da Silva Lacaz, Centro de Saúde Escola da Barra Funda Dr. Alexandre Vranjac, Ambulatório de Especialidades Dr. Geraldo Bourroul, Pronto Atendimento Maria Dirce e Centro de Atenção Integrada à Saúde Mental, com disponibilidade assistencial representada por leitos, além de contar com uma média de atendimentos diários da ordem de pacientes. Manual Acadêmico FCMSCSP

8 3. Organograma da FAVC e FCMSCSP A Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho é a Mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, que tem no Conselho Curador, seu órgão maior. A parte administrativa e gerencial da Faculdade cabe à Diretoria Executiva da FAVC, que controla seu movimento financeiro, investimentos e dá apoio às iniciativas e aos projetos educativos da Faculdade e seus Cursos de Graduação e Pós-graduação. Os órgãos da FCMSCSP são a Congregação, os Conselhos Departamentais de cada Curso, a Diretoria Geral e dos Cursos e os Departamentos, todos geridos democraticamente. A Congregação é o órgão superior deliberativo em matéria administrativa e didático-científica e a Diretoria da Faculdade é o órgão de comando executivo e administrativo das suas atividades. Os três Cursos de Graduação (Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia) são constituídos pelos respectivos Conselhos Departamentais (órgão técnico coordenador dos rumos didáticos, científicos, técnicos e administrativos do curso) e são dirigidos por um Diretor e Vice-Diretor. O ensino e a pesquisa têm como unidade o Departamento, entendido como a resultante da reunião de Disciplinas afins e formado por uma equipe de Docentes integrados em um plano de ensino que apresente unidade didático-científica de ação e de pensamento. 4. Cursos de Graduação A FCMSCSP oferece atualmente três cursos de Graduação: Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia. O Curso de Graduação em Medicina é anual e realizado em 06 anos. O Curso de Enfermagem é realizado em 04 anos e é semestral. O Curso de Fonoaudiologia também é anual e é completado em 04 anos. 5. Regimento da FCMSCSP O Regimento da FCMSCSP estabelece as normas de funcionamento, os objetivos e as relações entre Mantenedora, Corpo Docente e Corpo Discente, bem como os métodos Manual Acadêmico - FCMSCSP

9 de avaliação e de promoção, as honrarias e as atitudes disciplinares, entre outros. Pode ser encontrado em: 6. Regulamento dos Cursos de Graduação Os Regulamentos dos três Cursos de Graduação estão no site da Faculdade: Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), Projeto Pedagógico Institucional (PPI) e Projeto Pedagógico de Cursos (PPC) O Plano de Desenvolvimento Institucional é a diretriz geral da FCMSCSP e serve de orientação na tomada de decisões estratégicas, enquanto os Projetos Pedagógicos dos Cursos (PPC) determinam as diretrizes pedagógicas de cada curso. O Projeto Pegagógico Institucional é o instrumento que define as políticas para a organização administrativa e pedagógica da FCMSCSP, norteando as ações voltadas à realização de seus objetivos e ao cumprimento de sua missão. Encontrase no site da Faculdade: 8. Calendário acadêmico O calendário acadêmico é pré-estabelecido anualmente e contém todos os feriados nacionais e locais, bom como os dias em que não há atividades acadêmicas. Encontra-se no site: Manual Acadêmico FCMSCSP

10 10 9. Secretaria Geral dos Cursos de Graduação (Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia) A Secretaria Geral da FCMSCSP encontra-se no 10º andar do Edifício Dr. Nilo Medina Coeli, na Rua Dr. Cesário Motta Jr., 61 CEP: , telefone: (11) Na Secretaria Geral pode-se encontrar informações sobre: procedimentos acadêmicos, matrícula, trancamento e cancelamento de matrícula, transferência, solicitação de documentos, 2ª chamada, histórico escolar e sistema de avaliação do rendimento, etc. Os procedimentos a respeito das atividades curriculares, matrícula e outros estão explícitos no Regimento da FCMSCSP, cujo site já foi indicado anteriormente: 10. Biblioteca A Biblioteca Dr. Augusto Meirelles Reis localiza-se nos andares Térreo e 2º andar do Edifício Nilo Medina Coeli, à Rua Dr. Cesário Motta Jr., 61. Telefones: (11) ; (11) ; (11) ; (11) ; (11) (Fax) s: Site: Horário de funcionamento A Biblioteca e a Reprografia têm expediente de segunda à sexta-feira, das 7:00h às 21:00h, sem interrupção. Acesso ao material bibliográfico O acesso ao material bibliográfico é franqueado a todo aluno regularmente matriculado nos Cursos de Graduação, Pós-graduação, Especialização e Aprimoramento, a todos os Professores, Médicos Residentes e usuários da área da saúde em geral. As pesquisas bibliográficas são feitas através dos sites da BIREME: MEDLINE ( ) e LILACS ( ), ou do PUBMED da National Library of Medicine ( ). Podem também ser acessados: Biblioteca Cochrane (Revisões Sistemáticas, Ensaios clínicos); site de Descritores em Ciências da Saúde (DeCS) e outros sites específicos na área da saúde. Manual Acadêmico - FCMSCSP

11 Desde abril de 2008, todos os alunos e professores da instituição têm também acesso ao portal de periódicos da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Ministério de Educação e Cultura), que permite consultar gratuitamente os mais de 11 mil títulos de revistas científicas, teses, patentes e resumos, que estão na base de dados daquele portal. 11 Formas de empréstimos Os usuários têm acesso ao material bibliográfico através do sistema de consulta e empréstimo de livros, consulta e cópias de artigos científicos, teses e monografias. O empréstimo é feito de acordo com normas específicas constantes na Biblioteca. Nota: não fazem parte da rotina de empréstimos: obras de referência (enciclopédias, dicionários); obras com apenas um exemplar, o qual fica à disposição para consulta local; periódicos e obras da coleção didática (podem ser emprestadas no sistema over night ou nos finais de semana). Formas de reserva As obras emprestadas poderão ser reservadas diretamente na Biblioteca ou pelos telefones já informados, de acordo com as necessidades do usuário. O prazo de retirada da obra reservada, após a sua entrega na Biblioteca, é de 24 (vinte e quatro) horas; livros não circulantes deverão ser reservados com antecedência. Acervo O Acervo total da Biblioteca é de (duzentos e trinta e cinco mil, seiscentos e quatro) registros, composto por Livros, Periódicos, Teses, Monografias, Multimídia e Obras de Referência. 11. Serviços de Apoio Oferecidos aos Alunos 11.1 Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) Programa de Atenção à Saúde dos Alunos dos Cursos de Graduação da FCMSCSP O Serviço de Saúde aos alunos da FCMSCSP visa oferecer assistência médica global, suprindo de forma completa suas necessidades básicas de saúde. Os Programas de Saúde da FCMSCSP objetivam: A apuração de existência de doenças por intermédio da avaliação clínico/ laboratorial quando do ingresso do aluno na Instituição; Manual Acadêmico FCMSCSP

12 12 A execução de atividades preventivas, visando evitar doenças transmissíveis e endêmicas; O controle dos acidentes por exposição ocupacional durante as atividades escolares; A prestação de assistência médica e de saúde mental durante todo curso de graduação. Avaliação Médica Inicial A avaliação clínica e laboratorial dos alunos dos Cursos de Graduação, quando do ingresso na Instituição, permite verificar e determinar riscos individuais, bem como promover a saúde dos mesmos. A partir deste estudo inicial é elaborado prontuário médico para cada aluno, contendo pedidos de consulta, evolução médica e vacinação, que permanece arquivado no SAME (Serviço de Arquivo Médico) da ISCMSP. Endereço: SESMT (Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho) Rua Dr. Cesário Motta Junior, andar Tel.: / Assistência Médica O SESMT oferece ainda avaliação do aluno nas diversas especialidades médicas, diante dos agravos à saúde no decorrer do curso de graduação. Para tanto os alunos com demanda espontânea, sem necessidade de indicação ou encaminhamento podem agendar consultas pelo telefone do SESMT. Controle de Acidente por Exposição Ocupacional Todos os acidentes que envolvem contato de membranas mucosas, pele e acidentes percutâneos com sangue ou outros materiais biológicos de pacientes, com os alunos da FCMSCSP, são considerados acidentes por exposição ocupacional e são abordados de acordo com conduta específica: Notificação obrigatória imediata da exposição ocupacional ao preceptor; Orientação aos alunos acidentados; Assistência Médica aos expostos; Acompanhamento clínico e sorológico. No caso de acidente por exposição ocupacional ocorrido de segunda à sexta-feira das 7 às 16h, os alunos devem imediatamente procurar o SESMT. Se o acidente ocorrer fora desses horários e dias, os alunos devem se reportar imediatamente Manual Acadêmico - FCMSCSP

13 ao Chefe do Pronto Socorro da Clínica Médica no Hospital Central da ISCMSP e, no primeiro dia útil, devem procurar o SESMT Retaguarda Emocional para os Alunos da Faculdade (REPAM) A REPAM foi implantada em 1997 e tem como objetivo geral oferecer um espaço, formal e protegido, de escuta e orientação para as questões emocionais que, no percurso de formação, possam dificultar o bem-estar e o desenvolvimento do aluno como pessoa e futuro profissional. Informações detalhadas podem ser encontradas no site da Faculdade: Endereço: Rua Dr. Cesário Mota Jr, 61-14º andar Tel.: (11) ramal: Núcleo Integrado de Pesquisa sobre Drogas (NIPED) O Núcleo Integrado de Pesquisas sobre Drogas (NIPED), instituído oficialmente em 2000, é um órgão de assessoria da Diretoria da FCMSCSP, que tem como objetivo primordial a promoção de ações preventivas e educativas relacionadas ao uso de drogas para os estudantes e os profissionais que atuam na área da saúde. Informações detalhadas podem ser encontradas no site da Faculdade: Endereço: Rua Dr Cesário Motta Jr, 61 6º andar sala 61/ secretaria 8º andar Tel.: (11) Horário de funcionamento 2ª a 6ª feira 8 às 16 h. 12. Bolsas de Estudo (FIES e ProUni) A Mantenedora (FAVC) oferece bolsas de estudo, totais ou parciais conforme a condição sócio-econômica do aluno, após estudo e avaliação por parte de Comissão constituída por representantes da Faculdade, da Mantenedora e dos alunos. Existe ainda o sistema de Bolsa restituível, tanto para a Mantenedora como para o Governo pelo sistema FIES. Há ainda a possibilidade do uso de bolsa governamental, mediante o sistema ProUni. Maiores informações sobre bolsas de estudo podem ser obtidas no Departamento de Bolsas, no 10º andar do prédio da Faculdade ou pelo tel: (11) Manual Acadêmico FCMSCSP

14 E-class: O e-class é um serviço gratuito oferecido aos alunos para complementação de sua formação, no qual textos, aulas e demais informações dos docentes ficam disponibilizados no site da Faculdade. O e-class é gerenciado pelo Centro de Documentação Acadêmico-Científica (CEDAC). Tel: (11) / Ligas Acadêmicas As Ligas Acadêmicas proporcionam ao aluno a possibilidade de entrar em contato precocemente com as diversas especialidades, facilitando o aprendizado e a possibilidade de escolha da carreira. A participação nas Ligas é aberta a todos os alunos da faculdade. São organizações de caráter extracurricular, constituída por alunos interessados em alguma área de conhecimento específico, sob a orientação de professores. Existentes nos três cursos de Graduação, são reconhecidas pela Faculdade e têm regulamentação específica. Os interessados devem entrar em contacto com os centros acadêmicos dos cursos de Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia ou pelo site da Faculdade. Ligas da Fonoaudiologia Os alunos do Curso de Graduação em Fonoaudiologia organizaram o Grupo Acadêmico Multidisciplinar de Estudos Sobre Prevenção do Uso de Drogas e participam das Ligas de Cuidados com o Recém-Nascido de Alto Risco e de Neurociências. Ligas da Enfermagem Os alunos do Curso de Graduação em Enfermagem organizaram e coordenam a Liga de Enfermagem Psiquiátrica. Participam também das atividades de assistência, ensino e pesquisa da Liga de Controle de Hipertensão Arterial Sistêmica. Ligas da Medicina A lista completa das Ligas da Medicina encontra-se no site da Faculdade: Manual Acadêmico - FCMSCSP

15 15. Pesquisa Os alunos aprendem de modo muito mais eficaz e significativo quando realizam pesquisas relacionadas ao ensino, por isso na Faculdade, os alunos têm ao seu dispor, desde o primeiro ano da graduação, a possibilidade de participar efetivamente de pesquisas clínicas e/ou experimentais, integrando os diversos Grupos de Pesquisa Programa de Iniciação Científica (PIBIC) O Programa de Iniciação Científica é coordenado pela Comissão Científica da FCMSCSP e conta com o apoio da Faculdade e participação de entidades governamentais (CAPES, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Ministério de Ciência e Tecnologia (CNPq)). Para participar o (a) aluno (a) deverá: a) Procurar uma área de interesse, de preferência entre os grupos de pesquisa da FCMSCSP; b) Contatar um professor, que será o orientador da pesquisa, de preferência entre os componentes dos grupos de pesquisa da FCMSCSP; c) Seguir as normas do edital para bolsas PIBIC e IC-FCMSCSP. Maiores informações sobre os Grupos de Pesquisa, com nomes dos Orientadores e das áreas de pesquisa podem ser obtidas no site da Faculdade: Secretaria de Apoio à pesquisa Esta secretaria visa apoiar a captação de recursos junto a agências de fomento para desenvolvimento de pesquisa científica dentro da FCMSCSP, a preservação da integridade da logomarca, o suporte aos pesquisadores da FCMSCSP, o cadastro de pesquisadores e corpo discente nas agências de fomento, a elaboração do projeto, o envio do projeto, a elaboração de orçamentos e de relatórios FAP - Fundo de Apoio à Pesquisa O Fundo de Apoio à Pesquisa é mantido pela FAVC e oferece bolsas de auxílio para pesquisas aos alunos da graduação, da pós-graduação e demais pesquisadores da Instituição. As orientações sobre o FAP devem ser solicitadas à Comissão Cientifica da Faculdade, centralizada na Secretaria Geral de Cursos, no telefone (11) Manual Acadêmico FCMSCSP

16 CEP - Comissão de Ética em Pesquisa: Toda pesquisa deve ser submetida e aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da ISCMSP (http://www.santacasasp.org.br/comissoes/index.htm) ou pelo Comitê de Ética e Pesquisa em Animais da FCMSCSP (http://www.fcmscsp.edu. br/fcm.php?sit_id=59&sgr_id=5). As instalações do CEP estão no prédio à Rua Santa Isabel, 305, 4º andar. Telefone (11) Pós-Graduação A Faculdade oferece Cursos de Pós-Graduação stricto sensu de Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado nas áreas: Ciências da Saúde, Cirurgia Geral, Otorrinolaringologia e Tocoginecologia; de Mestrado: Ortopedia e Traumatologia e de Mestrado Profissional: Saúde Coletiva. A Faculdade oferece também presentemente os seguintes Cursos de Pós-Graduação lato sensu: Cursos de Especialização em Linguagem, Pesquisa Clinica, Enfermagem no Atendimento ao Adulto em UTI, Enfermagem em Centro Diagnóstico e Enfermagem Obstétrica. Maiores informações sobre os diversos Cursos de Pós-Graduação stricto e lato sensu, linhas de pesquisa, nomes dos Orientadores e Bolsas de Estudos e Auxílios oferecidos por órgãos de fomento (CAPES, CNPq, FAPESP, etc.) podem ser obtidas no site da Faculdade: Endereço da Secretaria da Pós-Graduação: Rua Santa Isabel, andar Residência Médica Ao término da Graduação, o médico diplomado pela Faculdade terá todas as condições de exercer a Medicina. Porém, se optar por uma especialização, poderá fazer RESIDÊNCIA MÉDICA, para a qual concorrerá às vagas oferecidas pela Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, que oferece programas de Residência Médica nas especialidades: Anestesiologia, Cirurgia Geral, Clínica Médica, Ortopedia e Traumatologia, Radiologia e Diagnóstico por Imagem, Dermatologia, Medicina da Família e Comunidade, Neurologia, Neurocirurgia, Oftalmologia, Otorrinolaringologia, Patologia, Pediatria, Psiquiatria, Obstetrícia e Ginecologia, entre outras. Manual Acadêmico - FCMSCSP

17 18. NAP Núcleo de Apoio à Publicação O NAP tem como objetivo dar assessoria ao Corpo Docente e Discente da Faculdade no envio de trabalhos científicos para publicação em periódicos nacionais e internacionais. O NAP encontra-se instalado no 2º andar do prédio central da Faculdade e as informações são obtidas no telefone (11) ou no site da Faculdade: Convênios com outras Instituições de Ensino A Faculdade mantém convênios com outras instituições de ensino nacionais e no exterior. Maiores informações no site da Faculdade. 20. Secretaria de Captação de Recursos (SECAP) A Secretaria de Captação de Recursos (SECAP) é o ambiente da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho responsável pela obtenção de recursos de terceiros, com vistas a colaborar para que a FCMSCSP atinja seu grau de excelência em ensino, pesquisa e assistência. 21. CPA Comissão Própria de Avaliação A CPA, criada por Portaria desta Faculdade em 2004, resulta de Medida Provisória (MP nº. 147, de 15/04/2003, transformada em Lei nº , de 14/04/2004) que teve por objetivo instituir em todas as Instituições de Ensino Superior (IES) uma ferramenta de avaliação interna da Instituição. A avaliação interna, realizada pela CPA, é um processo constante que visa identificar os pontos fortes e fracos da instituição e propor ações que melhorem sua qualidade. A CPA tem sua função isenta de pressões de qualquer nível da instituição, ou seja, ela tem total autonomia, por decreto, para opinar livremente. As sugestões para modificações e melhorias são encaminhadas às instâncias apropriadas. É função da CPA cobrar as soluções propostas e informar a comunidade o andamento das mesmas. Manual Acadêmico FCMSCSP

18 18 A nossa CPA é composta por 13 membros, alguns membros natos, outros nomeados pelo Diretor da FCMSCSP e outros eleitos por seus pares e posteriormente confirmados pelo Diretor. A participação é igualitária, isto é, nenhum segmento tem maior representatividade que outro. Existe um coordenador que, por regimento, é o Vice-diretor da FCMSCSP. São nomeados um representante dos docentes de cada um dos três cursos de graduação e um membro da comunidade. A FAVC, o Hospital Central e a Diretoria de Enfermagem, indicam um representante cada, que são nomeados pelo Diretor. Da mesma forma, há um representante discente de cada curso, eleitos por seus pares e nomeados pelo Diretor. Maiores informações sobre a CPA encontram-se no site da Faculdade: Secretária da CPA - tel: Centros Acadêmicos Centro Acadêmico Manuel de Abreu C.A.M.A. (Medicina) Endereço: Rua Doutor Martinico Prado n 168 Vila Buarque CEP Telefone: (11) Centro Acadêmico Otacílio Lopes Filho - CAOL (Fonoaudiologia) Endereço: Rua Jesuíno Pascoal, n 96/100 1 andar, Vila Buarque - CEP Centro Acadêmico Madre Maria Gabriela Nogueira (Enfermagem) Endereço: Rua Jesuíno Pascoal, n 96/100 1 andar, Vila Buarque -CEP Telefone: (11) Internet: como acessar O aluno poderá ter acesso à internet em qualquer computador pessoal ou em um dos 37 computadores instalados no 2º andar da Biblioteca, das 7 às 20:50h, devendo apresentar na recepção da Biblioteca o crachá de aluno. Manual Acadêmico - FCMSCSP

19 24. Mapa do Complexo Hospital-Escola da Santa Casa Entrada/saída - R. Dr. Cesário Motta Jr, Prédio dos Ambulatórios Conde Lara (Departamento de Oftalmologia e Otorrinolaringologia) 3. Quimioterapia / Andar inferior: Depto. de Patologia 4. Auditórios Prof. Paulo Ayrosa Galvão e Prof. Emílio Athiê 5. Andar inferior: Departamento de Fisiologia 6. Clínica Prof. Oscar Monteiro de Barros OMB / andar inferior: Departamento de Morfologia 7. Serviço de Manutenção da Santa Casa 8. Cirurgia Experimental e Técnica Cirúrgica 9. Anfiteatros da Técnica Cirúrgica 10. UPCOR / Andar inferior: Departamento de Patologia 11. Departamento de Clínica Médica 12. Departamento de Cirurgia 13. Cantina Intervalo 14. Hospital Santa Isabel 15. Lavanderia 16. Entrada/saída R. Dona Veridiana 17. Casa das Caldeiras 18. Pronto Socorro do Hospital Santa Isabel 19. Centro Médico do Hospital Santa Isabel Consultórios 20. Pronto Socorro Infantil 21. Departamento de Pediatria Pavilhão Condessa Penteado 22. Laboratório Central da Santa Casa 23. Departamento de Ortopedia e Traumatologia - Pavilhão Fernandinho Simonsen 24. Departamento de Obstetrícia e Ginecologia 25 e 26. Serviço de Diagnóstico e Imagem 27. Pronto Socorro da Santa Casa 28. Provedoria, Diretoria e Superitendência da Santa Casa 29. Complexo de salas de aula Zeferino Vellozo 30. Capela 31. Cantina Toca 32. O ipê da Santa Casa 33. O plátano de Hipócrates 34. Prédio 61 Mantenedora, Diretoria da Faculdade e dos cursos, Departamento de Medicina Social, salas de aula da Enfermagem e Fonoaudiologia, Biblioteca e SESMT 35. Pós-Graduação 36. Centro Acadêmico do Curso de Medicina 37. Centros Acadêmicos dos Cursos de Fonoaudiologia e Enfermagem 38. Clínica de Fonoaudiolgia 39. Instituto Arnaldo Vieira de Carvalho Manual Acadêmico FCMSCSP

20 Rua Dr. Cesário Motta Jr., nº 61 Cep: São Paulo - SP Fone: (11)

I SEMINÁRIO NACIONAL DO PROGRAMA NACIONAL DE REORIENTAÇÃO DA FORMAÇÃO PROFISIONAL EM SAÚDE PRÓ-SAÚDE II

I SEMINÁRIO NACIONAL DO PROGRAMA NACIONAL DE REORIENTAÇÃO DA FORMAÇÃO PROFISIONAL EM SAÚDE PRÓ-SAÚDE II Ministério da Educação Secretaria de Ensino Superior Diretoria de Hospitais Univ ersitários e Residências em Saúde A articulação da Graduação em Saúde, dos Hospitais de Ensino e das Residências em Saúde

Leia mais

Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do Hospital das Clínicas da FMRPUSP

Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do Hospital das Clínicas da FMRPUSP Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do Hospital das Clínicas da FMRPUSP Conteúdo DISPOSIÇÕES GERAIS 3 APOIO AO APRIMORAMENTO DE RECURSOS HUMANOS 4 Participação em congressos e eventos científicos

Leia mais

SECRETARIA DE APOIO A PESQUISA (SAP) Santa Casa de São Paulo

SECRETARIA DE APOIO A PESQUISA (SAP) Santa Casa de São Paulo I Workshop dos Escritórios de Apoio Institucional a Pesquisadores 29 de outubro de 2012 SECRETARIA DE APOIO A PESQUISA (SAP) Santa Casa de São Paulo Profa. Dra. Lia Mara Rossi Coordenadora da SAP Nossa

Leia mais

CAPÍTULO I DA IDENTIFICAÇÃO

CAPÍTULO I DA IDENTIFICAÇÃO CAPÍTULO I DA IDENTIFICAÇÃO Art. 1º O Laboratório de Línguas é um órgão complementar de fomento ao ensino, pesquisa, extensão, e prestação de serviços vinculado ao Centro de Letras e Ciências Humanas sob

Leia mais

REGIMENTO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. CAPÍTULO I Dos objetivos

REGIMENTO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. CAPÍTULO I Dos objetivos REGIMENTO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO CAPÍTULO I Dos objetivos Artigo 1º - O Hospital-Escola Veterinário (HOVET) é órgão anexo

Leia mais

Ensino. Principais realizações

Ensino. Principais realizações Principais realizações Reestruturação dos Programas de ; Início do Projeto de Educação à Distância/EAD do INCA, por meio da parceria com a Escola Nacional de Saúde Pública ENSP/FIOCRUZ; Três novos Programas

Leia mais

CAPÍTULO I DO ÓRGÃO E SUA FINALIDADES

CAPÍTULO I DO ÓRGÃO E SUA FINALIDADES REGIMENTO INTERNO DO HOSPITAL VETERINÁRIO [adaptação à Resolução 11/98 do Conselho Universitário, de 3 de dezembro de 1998] (Aprovado em reunião da Congregação em 15-04-99 e reformulado em 27-10-2000 atendendo

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE - MT 2011 Apresentação Articulado com o novo Plano de Desenvolvimento Institucional (2011-2015)

Leia mais

REGIMENTO INTERNO HOSPITAL VETERINÁRIO UNIMAR

REGIMENTO INTERNO HOSPITAL VETERINÁRIO UNIMAR REGIMENTO INTERNO HOSPITAL VETERINÁRIO UNIMAR O Coordenador do Curso de Medicina Veterinária da Universidade de Marília UNIMAR, no uso de suas atribuições legais, expede o presente regimento, regulamentando

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO. Pesquisa e Pós-Graduação

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO. Pesquisa e Pós-Graduação GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ - UESPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO - PROP PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO Pesquisa e Pós-Graduação A Universidade Estadual

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Medicina

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação em Medicina MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

FACULDADE GLOBAL DE UMUARAMA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA FACULDADE GLOBAL DE UMUARAMA FGU / UNIESP RELATÓRIO FINAL 2012/2013

FACULDADE GLOBAL DE UMUARAMA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA FACULDADE GLOBAL DE UMUARAMA FGU / UNIESP RELATÓRIO FINAL 2012/2013 FACULDADE GLOBAL DE UMUARAMA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA FACULDADE GLOBAL DE UMUARAMA FGU / UNIESP RELATÓRIO FINAL 2012/2013 UMUARAMA, DEZEMBRO, 2012 RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO I DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome/

Leia mais

Consulta Pública para aprimoramento do. Instrumento de Acreditação das Escolas Médica

Consulta Pública para aprimoramento do. Instrumento de Acreditação das Escolas Médica Consulta Pública para aprimoramento do Instrumento de Acreditação das Escolas Médica Estamos disponibilizando para sugestões, avaliação e comentários o instrumento que será utilizado para a acreditação

Leia mais

4 Quando o número de vagas proposto corresponde adequadamente à dimensão do corpo

4 Quando o número de vagas proposto corresponde adequadamente à dimensão do corpo MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Regulação e Supervisão da Educação Superior - Desup Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Leia mais

PLANO DE GESTÃO 2015-2017

PLANO DE GESTÃO 2015-2017 UNIFAL-MG FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS PLANO DE GESTÃO 2015-2017 Profa. Fernanda Borges de Araújo Paula Candidata a Diretora Profa. Cássia Carneiro Avelino Candidata a Vice Diretora Índice Apresentação...

Leia mais

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES

SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR SINAES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior - Conaes Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - Inep SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

Pós-graduação Psicologia

Pós-graduação Psicologia Pós-graduação Psicologia Pós-graduação - Lato Sensu Os cursos de Pós-graduação da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo têm como objetivos a formação de docentes, pesquisadores e profissionais

Leia mais

A Faculdade de Ciências Farmacêuticas no uso de suas atribuições legais e regimentais;

A Faculdade de Ciências Farmacêuticas no uso de suas atribuições legais e regimentais; MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas MG. CEP 37130-000 Fone (35)3299-1350 A Faculdade de Ciências Farmacêuticas

Leia mais

INTRODUÇÃO OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS

INTRODUÇÃO OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS INTRODUÇÃO Com base no Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais - REHUF, destinado à reestruturação e revitalização dos hospitais das universidades federais, integrados

Leia mais

Programa Institucional de Iniciação Cientifica do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos PIC/UNIFEB

Programa Institucional de Iniciação Cientifica do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos PIC/UNIFEB Programa Institucional de Iniciação Cientifica do Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos PIC/UNIFEB INTRODUÇÃO A atividade de pesquisa científica é parte da tríade das funções das Instituições

Leia mais

Biblioteca Ramiro da Silva Oliveira

Biblioteca Ramiro da Silva Oliveira Biblioteca Ramiro da Silva Oliveira Bibliotecária Juliana Ribeiro de Campos Solla CRB-8 201/2013 Provisório Horário de Atendimento de segunda a sexta-feira das 8:00 h às 12:00 h e das 17:00 h às 21:00

Leia mais

Dispõe sobre a regulamentação dos estágios curriculares de internato para alunos da Faculdade de Medicina de Botucatu.

Dispõe sobre a regulamentação dos estágios curriculares de internato para alunos da Faculdade de Medicina de Botucatu. Campus de Botucatu PORTARIA nº 141 de 20 de setembro de 2000 Dispõe sobre a regulamentação dos estágios curriculares de internato para alunos da Faculdade de Medicina de Botucatu. O Diretor da Faculdade

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CENTRO DE PESQUISA CLÍNICA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS

REGIMENTO INTERNO CENTRO DE PESQUISA CLÍNICA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS REGIMENTO INTERNO CENTRO DE PESQUISA CLÍNICA DA FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS CAPÍTULO I DAS FINALIDADES E OBJETIVOS Artigo 1º - O Centro de Pesquisas Clínicas (CPC)

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV

FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ DE VILA VELHA ESTRUTURA BIBLIOTECA FESVV VILA VELHA 2010 1. BIBLIOTECAS DA FACULDADE ESTÁCIO DE SÁ ESPÍRITO SANTO As Bibliotecas da Faculdade Estácio de Sá Espírito Santo, seguem

Leia mais

UNIFESP Virtual - DIS

UNIFESP Virtual - DIS UNIFESP Virtual - DIS UNIFESP Virtual Avaliação 2003 http://www.virtual.unifesp.br Com o crescimento explosivo da Internet, da comunicação e do reconhecimento do potencial da rede em atuar na globalização

Leia mais

REGIMENTO GERAL DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

REGIMENTO GERAL DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU REGIMENTO GERAL DA PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU (Regimento aprovado pelo Conselho Deliberativo da Fiocruz em 28/08/2008) 1. Dos Objetivos 1.1. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) oferece programas de pós-graduação

Leia mais

INCA - Relatório Anual 2003 - Ensino

INCA - Relatório Anual 2003 - Ensino 54 55 Ensino Principais realizações Início da primeira etapa do Projeto de Diagnóstico de Recursos Humanos em Oncologia no país. Implementação da inscrição informatizada. Início do Projeto de Educação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Faculdade de Medicina Departamento de Cirurgia Grupo de Educação e Estudos Oncológicos

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ Faculdade de Medicina Departamento de Cirurgia Grupo de Educação e Estudos Oncológicos E D I T A L Nº 04/2007 Seleção ao II Curso de Especialização em Mastologia A Coordenação do, extensão do Departamento de Cirurgia da da Universidade Federal do Ceará FAZ SABER aos interessados que estarão

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO INTRODUÇÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) Articulação com o Plano de Desenvolvimento Institucional PDI Projeto Político Pedagógico Indissociabilidade entre ensino, pesquisa

Leia mais

Curso de Medicina. Estágios

Curso de Medicina. Estágios Curso de Medicina Estágios Estágios 3.440 horas total 800h 9º Período 880h 10º Período 880h 11º Período 880h 12º Período 9º Período 4 Rodízios Estágio Trauma Ortopédico com 100 horas Estágio Emergências

Leia mais

VERIFICAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE OFERTA PARA FINS DE RECONHECIMENTO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA

VERIFICAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE OFERTA PARA FINS DE RECONHECIMENTO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR - SESu COORDENAÇÃO DAS COMISSÕES DE ESPECIALISTAS DE ENSINO COMISSÃO DE ESPECIALISTAS EM ENSINO EM MEDICINA VETERINÁRIA VERIFICAÇÃO

Leia mais

Experiência: Centro de Pesquisas do HCPA: inovando a gestão da pesquisa por meio de laboratórios compartilhados

Experiência: Centro de Pesquisas do HCPA: inovando a gestão da pesquisa por meio de laboratórios compartilhados Experiência: Centro de Pesquisas do HCPA: inovando a gestão da pesquisa por meio de laboratórios compartilhados Hospital de Clínicas de Porto Alegre Administração Central Responsável: Sérgio Carlos Eduardo

Leia mais

A. Critérios para Avaliação e Aprovação de Cursos Novos de História

A. Critérios para Avaliação e Aprovação de Cursos Novos de História A. Critérios para Avaliação e Aprovação de Cursos Novos de História 1. Apoio institucional. Clara manifestação de apoio por parte da IES proponente, expressa tanto no provimento da infraestrutura necessária,

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Organização: Evanildo Vieira dos Santos Bibliotecário CRB7-4861

MANUAL DO USUÁRIO. Organização: Evanildo Vieira dos Santos Bibliotecário CRB7-4861 MANUAL DO USUÁRIO Organização: Evanildo Vieira dos Santos Bibliotecário CRB7-4861 Rio de Janeiro INPI/CEDIN 2014 BIBLIOTECA DO INPI Vinculada ao Centro de Disseminação da Informação Tecnológica (CEDIN),

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 15/6/2009, Seção 1, Pág. 16. Portaria n 541, publicada no D.O.U. de 15/6/2009, Seção 1, Pág. 14. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

DECISÃO Nº 085/2015 D E C I D E. aprovar o Regimento Interno da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, como segue:

DECISÃO Nº 085/2015 D E C I D E. aprovar o Regimento Interno da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, como segue: CONSUN Conselho Universitário DECISÃO Nº 085/2015 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, em sessão de 27/02/2015, tendo em vista o constante no processo nº 23078.034121/2014-61, de acordo com o Parecer nº 006/2015

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU R E G I M E N T O G E R A L PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Regimento Geral PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Este texto foi elaborado com as contribuições de um colegiado de representantes da Unidades Técnico-científicas,

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM CARDIOLOGIA PARA MÉDICOS

Leia mais

Curso de Pós-Graduação Lato Sensu (Especialização) em Fisioterapia 6ª. Edição 2013

Curso de Pós-Graduação Lato Sensu (Especialização) em Fisioterapia 6ª. Edição 2013 Curso de Pós-Graduação Lato Sensu (Especialização) em Fisioterapia 6ª. Edição 2013 Apresentação O Curso de Especialização em Fisioterapia será mantido e realizado sob a responsabilidade do Departamento

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB)

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB) REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB) CAPÍTULO I - DO NEPEC E SEUS OBJETIVOS Artigo 1º - O presente Regulamento disciplina as atribuições,

Leia mais

RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS

RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS RESOLUÇÃO n o 35 de 16/12/2011- CAS Estabelece a política de pesquisa, desenvolvimento, inovação e extensão da Universidade Positivo (UP). O CONSELHO ACADÊMICO SUPERIOR (CAS), órgão da administração superior

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 Candidato Gilmar Ribeiro de Mello SLOGAN: AÇÃO COLETIVA Página 1 INTRODUÇÃO Considerando as discussões realizadas com a comunidade interna

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA ESCOLA DE VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

REGIMENTO INTERNO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA ESCOLA DE VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIMENTO INTERNO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA ESCOLA DE VETERINÁRIA E ZOOTECNIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS APROVADO PELO CONSELHO DIRETOR EM SESSÃO DE 15/12/2011 TÍTULO I DA POLÍTICA, DOS OBJETIVOS

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 368/2002

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 368/2002 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 368/2002 Institui o Conselho de Cirurgia do Departamento de Medicina e aprova seu regulamento. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo nº MED-144/02, aprovou

Leia mais

1. CADASTRO 2. AGENDAMENTOS:

1. CADASTRO 2. AGENDAMENTOS: 1. CADASTRO Para atuar no Hospital São Luiz, todo médico tem de estar regularmente cadastrado. No momento da efetivação, o médico deve ser apresentado por um membro do corpo clínico, munido da seguinte

Leia mais

EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL

EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL EDITAL PÚBLICO PARA SELEÇÃO DE ALUNOS A PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM MEDICINA FETAL 2014 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. CARACTERÍSTICAS GERAIS DO CURSO... 3 3. PRÉ-REQUISITOS... 4 4. INSCRIÇÃO... 4 5.

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 10. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 10 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM ONCOLOGIA Unidade Dias

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ. ANEXO I DO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO n. o 001/2007-PMC CARREIRAS/CARGOS/ÁREAS DE CONHECIMENTO/REQUISTOS BÁSICOS/VAGAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ. ANEXO I DO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO n. o 001/2007-PMC CARREIRAS/CARGOS/ÁREAS DE CONHECIMENTO/REQUISTOS BÁSICOS/VAGAS PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ ANEXO I DO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO n. o 001/2007-PMC CARREIRAS/CARGOS/ÁREAS DE CONHECIMENTO/REQUISTOS BÁSICOS/VAGAS Carreira: Regulação e Fiscalização Especialista em

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA Quando da apresentação de protocolos, manual de normas e rotinas, procedimento operacional padrão (POP) e/ou outros documentos,

Leia mais

PROPOSTAS DA COMISSÃO REPRESENTATIVA DE PROFESSORES PARA A REFORMA ESTATUTÁRIA DA ULBRA

PROPOSTAS DA COMISSÃO REPRESENTATIVA DE PROFESSORES PARA A REFORMA ESTATUTÁRIA DA ULBRA PROPOSTAS DA COMISSÃO REPRESENTATIVA DE PROFESSORES PARA A REFORMA ESTATUTÁRIA DA ULBRA Preâmbulo: - Considerando que a educação é um bem público e, conforme dispõe o art. 209 da carta constitucional,

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM ORTOPEDIA MULTIDISCIPLINAR Unidade Dias

Leia mais

Normas Acadêmicas do CEPE

Normas Acadêmicas do CEPE Normas Acadêmicas do CEPE A presente norma (diretriz) do CEPE (Centro de Estudos em Psicobiologia e Exercício) tem o objetivo de organizar e de sistematizar as atividades acadêmicas por ele desenvolvidas

Leia mais

PRÓ-DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - PROPESP POLÍTICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

PRÓ-DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - PROPESP POLÍTICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU PRÓ-DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - PROPESP POLÍTICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU A Pesquisa e a Pós-Graduação Stricto Sensu são atividades coordenadas por uma mesma

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM SAÚDE REGIMENTO INTERNO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM SAÚDE REGIMENTO INTERNO UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM SAÚDE REGIMENTO INTERNO I DOS OBJETIVOS E DA ESTRUTURAÇÃO GERAL DO MESTRADO Art.

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PATOLOGIA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PATOLOGIA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PATOLOGIA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Porto Alegre, março de 2009. 1. O Programa O Programa de Pós-Graduação em Patologia (PPG-Patol) foi criado com o objetivo de formar pessoal

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 6. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 6 Matrícula 8 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM ONCOLOGIA - CURITIBA Unidade

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 7. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 7. Cronograma de Aulas Pág. 9. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 4 6 Etapas do Processo Seletivo Pág. 7 Matrícula 9 Cronograma de Aulas Pág. 9 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOMEDICINA NO DIAGNÓSTICO

Leia mais

Apresentação. Como usar a Biblioteca

Apresentação. Como usar a Biblioteca Apresentação A Biblioteca FAAP, constituída pela Biblioteca Central e Salas de Leitura localizadas nas unidades de Ribeirão Preto, São José dos Campos e Centro de Excelência, tem por finalidade fornecer

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO DE SAÚDE CARACTERÍSTICAS DO ESTABELECIMENTO

IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO DE SAÚDE CARACTERÍSTICAS DO ESTABELECIMENTO I SOLICITAÇÃO DE: INSCRIÇÃO REGISTRO CADASTRO ATUALIZAÇÃO DE DADOS: (a cargo do CRM) II 1 Razão Social IDENTIFICAÇÃO DO ESTABELECIMENTO DE SAÚDE 2 Designação de Fantasia / Nome Usual 3 Endereço 4 Município

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA MILITAR DE MG Rua Tomaz Gonzaga 686 Bairro de Lourdes CEP 30180 140 Belo Horizonte MG RESOLUÇÃO RESOLUÇÃO N. 162/2015 Institui o Regimento Interno da Escola Judicial Militar do Estado

Leia mais

Síntese do plano de atuação da CPA- ciclo avaliativo 2008/2010

Síntese do plano de atuação da CPA- ciclo avaliativo 2008/2010 Síntese do plano de atuação da CPA- ciclo avaliativo 2008/2010 O trabalho da CPA/PUCSP de avaliação institucional está regulamentado pela Lei federal nº 10.861/04 (que institui o SINAES), artigo 11 e pelo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos EDITAL DE CREDENCIAMENTO DE INSTRUTORES CGDP/SRH Nº 01/2010 CREDENCIAMENTO DE INSTRUTORES PARA CURSOS DO PROGRAMA

Leia mais

MODELO. Professor, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Preenchimento do FORMULÁRIO ELETRÔNICO de avaliação

MODELO. Professor, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Preenchimento do FORMULÁRIO ELETRÔNICO de avaliação Professor, Apresentamos um modelo do Formulário Eletrônico a ser preenchido pelo coordenador do curso durante o processo de autorização ou reconhecimento de cursos. Colocamos na última coluna sugestão

Leia mais

Gestão Estratégica da Cadeia de Suprimentos: Modelos e Tendências SANTA CASA DE SÃO PAULO. Dr. Antonio Carlos Forte

Gestão Estratégica da Cadeia de Suprimentos: Modelos e Tendências SANTA CASA DE SÃO PAULO. Dr. Antonio Carlos Forte Gestão Estratégica da Cadeia de Suprimentos: Modelos e Tendências SANTA CASA DE SÃO PAULO Dr. Antonio Carlos Forte SANTA CASA DE SÃO PAULO Complexo hospitalar formado por dez unidades de assistência a

Leia mais

INFORME UVV-ES Nº10 22-28/04 de 2013 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional

INFORME UVV-ES Nº10 22-28/04 de 2013 UVV POST. Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional UVV POST Publicação semanal interna Universidade Vila Velha - ES Produto da Comunicação Institucional FOMENTO À PESQUISA Estão abertas as inscrições de propostas provenientes dos Programas de Pós-Graduação

Leia mais

III RELATÓRIO AVALIATIVO DAS DIMENSÕES

III RELATÓRIO AVALIATIVO DAS DIMENSÕES Relatório CPA - 2007 6 III RELATÓRIO AVALIATIVO DAS DIMENSÕES Relatório CPA - 2007 7 DIMENSÃO 1 A missão e o Plano de Desenvolvimento Institucional Relatório CPA - 2007 8 Indicador 1.1.1: Articulação entre

Leia mais

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância

Instrumento de Avaliação de Cursos de Graduação presencial e a distância MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Diretoria de Avaliação da Educação Superior DAES Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior Sinaes

Leia mais

Informativo Comissão Própria de Avaliação URI Erechim

Informativo Comissão Própria de Avaliação URI Erechim Informativo Comissão Própria de Avaliação URI Erechim 7ª edição março 2015 Avaliação Institucional: um ato de consolidação para as universidades! Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais

Leia mais

Residência Médica. Equivalência da Residência Médica com Curso de Especialização e Título de Especialista

Residência Médica. Equivalência da Residência Médica com Curso de Especialização e Título de Especialista Residência Médica A Residência Médica foi instituída no Brasil pela Lei nº. 6.932 de 07 de julho de 1981 e regulamentada pelo Decreto nº. 80.281, de 05 de setembro de 1977. Equivalência da Residência Médica

Leia mais

Capacitação de Profissionais em Prevenção, Controle e Assistência Oncológica

Capacitação de Profissionais em Prevenção, Controle e Assistência Oncológica Programa 0011 PREVENÇÃO E CONTROLE DO CÂNCER E ASSISTÊNCIA ONCOLÓGICA Objetivo Indicador(es) Promover a prevenção, a detecção precoce dos tipos de câncer prevalentes e a assistência à população para reduzir

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO CAPITULO I DAS FINALIDADES Art. 1º - Os cursos de pós-graduação da UNIABEU são regidos pela Lei Federal 9394/96 Lei de Diretrizes

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA SAÚDE FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ CENTRO DE PESQUISAS GONÇALO MONIZ

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA SAÚDE FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ CENTRO DE PESQUISAS GONÇALO MONIZ SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA SAÚDE FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ CENTRO DE PESQUISAS GONÇALO MONIZ RESOLUÇÃO Nº 08/2008 Institui e regulamenta as normas para o Funcionamento dos Serviços de Diagnóstico

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014 A CPA (Comissão Própria De Avaliação) apresentou ao MEC, em março de 2015, o relatório da avaliação realizada no ano de 2014. A avaliação institucional, realizada anualmente, aborda as dimensões definidas

Leia mais

Escola Paulista de Direito. Transformando Conhecimento em Valores

Escola Paulista de Direito. Transformando Conhecimento em Valores Escola Paulista de Direito Transformando Conhecimento em Valores Índice Apresentação EPD... 3 Campus... 4 Biblioteca... 5 Laboratório informática... 6 Adaptação para portadores de necessidades especiais...

Leia mais

FACULDADE UNIDADE SERRA PLANO DE AÇÃO - CPA

FACULDADE UNIDADE SERRA PLANO DE AÇÃO - CPA FACULDADE UNIDADE SERRA PLANO DE AÇÃO - CPA PLANO DE AÇÃO Apresentação do Plano de Ação da CPA Os dados trabalhados são baseados na Avaliação Institucional realizada em Maio/2013 CPA- (comissão permanente

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE ACADÊMICOS PARA A LIGA ACADÊMICA ACRIANA DE ENFERMAGEM EM TRANSPLANTES

EDITAL PARA SELEÇÃO DE ACADÊMICOS PARA A LIGA ACADÊMICA ACRIANA DE ENFERMAGEM EM TRANSPLANTES EDITAL PARA SELEÇÃO DE ACADÊMICOS PARA A LIGA ACADÊMICA ACRIANA DE ENFERMAGEM EM TRANSPLANTES A (LAAET), fundada em 23 de Setembro de 2011, afiliada à Universidade Federal do Acre, Grupo HEPATO, Central

Leia mais

Uma área em expansão. Radiologia

Uma área em expansão. Radiologia Uma área em expansão Conhecimento especializado e treinamento em novas tecnologias abrem caminho para equipes de Enfermagem nos serviços de diagnóstico por imagem e radiologia A atuação da Enfermagem em

Leia mais

www.nutes.ufpe.br contato@nutes.ufpe.br +55(81) 2126.3903

www.nutes.ufpe.br contato@nutes.ufpe.br +55(81) 2126.3903 www.nutes.ufpe.br contato@nutes.ufpe.br +55(81) 2126.3903 Unidade da UFPE, fundada em Outubro de 2003 através do Projeto Piloto de Telesaúde no Programa de Saúde da Família financiado pelo Ministério da

Leia mais

SECRETARIA DE SAÚDE - Pronto Socorro Municipal recebe Licença Sanitária de Funcionamento: - Mais de 12 mil atendimentos nos mutirões:

SECRETARIA DE SAÚDE - Pronto Socorro Municipal recebe Licença Sanitária de Funcionamento: - Mais de 12 mil atendimentos nos mutirões: SECRETARIA DE SAÚDE - Pronto Socorro Municipal recebe Licença Sanitária de Funcionamento: o Pronto Socorro Adulto de Taubaté teve seu funcionamento aprovado pela Vigilância Sanitária Estadual. O documento

Leia mais

REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO REGIMENTO INTERNO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA ESCOLA DO PARLAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO Sumário TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 3 CAPÍTULO I Da Caracterização do Curso... 3 CAPÍTULO

Leia mais

Representante da Sociedade Civil Organizada Calixto Nunes da França. Representante Discente Artur da Costa Júnior

Representante da Sociedade Civil Organizada Calixto Nunes da França. Representante Discente Artur da Costa Júnior I DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome: Faculdade de Medicina de Juazeiro do Norte Código da IES INEP: 1547 Caracterização da IES: Instituição Privada Sem Fins Lucrativos Estado: Ceará Cidade: Juazeiro do Norte Composição

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2012 PRÓ-REITORIA DE ENSINO/IFMG/SETEC/MEC, DE 05 DE JUNHO DE 2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2012 PRÓ-REITORIA DE ENSINO/IFMG/SETEC/MEC, DE 05 DE JUNHO DE 2012. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE ENSINO Av. Professor Mario Werneck, nº 2590,

Leia mais

ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013

ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013 ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013 1.1 Organização Institucional Q1 Cumprimento da missão da

Leia mais

Lista de Quadros. Fundação Uniplac

Lista de Quadros. Fundação Uniplac Lista de Quadros Quadro 1 Dirigente dafundaçãouniplac... 22 Quadro 2 Matérias apreciadas no Conselho Curador... 23 Quadro 3 Nominata do Conselho Curador... 23 Quadro 4 Matérias apreciadas no Conselho de

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE CLÍNICA ESCOLA DE FISIOTERAPIA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE CLÍNICA ESCOLA DE FISIOTERAPIA REGIMENTO INTERNO No. 01/2011 DO CEFID/UDESC CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1º O presente regimento interno normatiza as atividades na Clínica Escola de Fisioterapia do Centro de Ciências da

Leia mais

Art. 1º - A concessão de bolsas de estudo para os alunos regularmente matriculados no PPgCO terá a vigência de doze (12) meses.

Art. 1º - A concessão de bolsas de estudo para os alunos regularmente matriculados no PPgCO terá a vigência de doze (12) meses. RESOLUÇÃO N O 01/201 PPgCO Regulamenta a distribuição de bolsas de estudo no Programa de Pós-Graduação em Clínica Odontológica, quanto à concessão, manutenção, duração e cancelamento da bolsa. O Colegiado

Leia mais

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Faculdade Educacional da Lapa 1 FAEL RESULTADOS - AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012 O referido informativo apresenta uma súmula dos resultados da autoavaliação institucional, realizada no ano de 2012, seguindo

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO ANEXO VI PLANILHA DE PONTUAÇÃO RECONHECIMENTO DE SABERES

Leia mais

Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP

Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP Manual do Sistema para abertura de curso de extensão pelos docentes EACH - USP 1.INTRODUÇAO...... 3 2.ONDE CONSEGUIR INFORMAÇÔES?... 4 Normas USP... 4 Site EACH...4 Sistema de atendimento da Comissão de

Leia mais

CAPÍTULO I DA NATUREZA E DEFINIÇÃO

CAPÍTULO I DA NATUREZA E DEFINIÇÃO CAPÍTULO I DA NATUREZA E DEFINIÇÃO Art. 1º As atividades de Pesquisa da Universidade de Santo Amaro UNISA buscam fomentar o conhecimento por meio da inovação técnica, científica, humana, social e artística,

Leia mais

CARTA ACORDO Nº. 0600.103.002 Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

CARTA ACORDO Nº. 0600.103.002 Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo Ao Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Departamento de Gestão da Educação na Saúde E-mail: deges@saude.gov.br - prosaude@saude.gov.br CARTA ACORDO Nº. 0600.103.002

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 8. Coordenação Programa e metodologia; Investimento

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo Pág. 5. Cronograma de Aulas Pág. 8. Coordenação Programa e metodologia; Investimento 1 SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento 3 3 5 Etapas do Processo Seletivo Pág. 5 Matrícula 7 Cronograma de Aulas Pág. 8 2 PÓS-GRADUAÇÃO EM DOR Unidade Dias e Horários

Leia mais

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA FACULDADE DE MEDICINA DE RIBEIRÃO PRETO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INFORMAÇÕES GERAIS 1 - A Residência em Medicina constitui modalidade de ensino de pós-graduação, destinada

Leia mais

Curso de Aperfeiçoamento em Medicina Oral e Odontologia Hospitalar

Curso de Aperfeiçoamento em Medicina Oral e Odontologia Hospitalar MINISTÉRIO DA SAÚDE HOSPITAL FEDERAL DOS SERVIDORES DO ESTADO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA Curso de Aperfeiçoamento em Medicina Oral e Odontologia Hospitalar JUSTIFICATIVA A Promoção de saúde só será completa

Leia mais

2. Quais os objetivos do Programa Nacional de Segurança do Paciente?

2. Quais os objetivos do Programa Nacional de Segurança do Paciente? O tema Segurança do Paciente vem sendo desenvolvido sistematicamente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) desde sua criação, cooperando com a missão da Vigilância Sanitária de proteger

Leia mais

Anexo 1 - Resolução 016/2011 - CONSUN. Plano de Desenvolvimento Institucional PDI

Anexo 1 - Resolução 016/2011 - CONSUN. Plano de Desenvolvimento Institucional PDI Plano de Desenvolvimento Institucional PDI 13 I ENSINO DE GRADUAÇÃO Objetivo 1 - Buscar continuamente a excelência nos cursos de graduação 1. Avaliar continuamente o processo educativo, em consonância

Leia mais

PDI GERAL DO CEFET/RJ

PDI GERAL DO CEFET/RJ PDI GERAL DO CEFET/RJ Princípios que devem nortear o estabelecimento de políticas e ações no CEFET/RJ e que devem constar do PDI: Institucionalidade/identidade de UT (estabelecimento de um modelo diferenciado

Leia mais

2º RELATÓRIO PARCIAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

2º RELATÓRIO PARCIAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2º RELATÓRIO PARCIAL DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL - CPA Mantenedora: Fundação Presidente Antônio Carlos Mantida: Faculdade Presidente Antônio Carlos de Araguari

Leia mais

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr

Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil. Fernando Jose Spanhol, Dr Sistema de Educação a Distância Publica no Brasil UAB- Universidade Aberta do Brasil Fernando Jose Spanhol, Dr www.egc.ufsc.br www.led.ufsc.br O Sistema UAB Denominação representativa genérica para a rede

Leia mais