CONSTRUÇÃO EM AÇO ESTRUTURAL NO BRASIL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONSTRUÇÃO EM AÇO ESTRUTURAL NO BRASIL"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE DE UBERABA BRUNO GOMES QUEIROZ DIVINO ETERNO RIBEIRO FILHO MAURO GABRIEL MARINO PRISCILLA KAROLINNE ROSA OLIVEIRA RAFAEL SHODI HATANO MORINAKA THAIANE MORAIS BORGES VINICIUS MENDES MARQUES CONSTRUÇÃO EM AÇO ESTRUTURAL NO BRASIL UBERABA - MG 2013

2 UNIVERSIDADE DE UBERABA BRUNO GOMES QUEIROZ DIVINO ETERNO RIBEIRO FILHO MAURO GABRIEL MARINO PRISCILLA KAROLINNE ROSA OLIVEIRA RAFAEL SHODI HATANO MORINAKA THAIANE MORAIS BORGES VINICIUS MENDES MARQUES CONSTRUÇÃO EM AÇO ESTRUTURAL NO BRASIL Trabalho desenvolvido na disciplina de Introdução a Engenharia - 1º semestre do Curso de Engenharia Civil da Universidade de Uberaba, como parte da avaliação da disciplina, sob orientação do Prof. Júlio Samuel Sávio Bernardo. UBERABA - MG

3 Resumo Não só no Brasil, mas em todo o mundo o aço é utilizado como alternativa construtiva apresentando grande flexibilidade ante a outros métodos construtivos conhecidos. Devido à grande necessidade do mercado atual procuramos identificar e avaliar as características impares que proporcionam a redução de custos e de prazos, para a construção em aço industrial no Brasil. Com intuito de ampliar o conhecimento geral sobre o assunto a base pesquisa é feita em livros e sites de conteúdo especializado, através das quais se procura evidenciar as vantagens e as aplicações mais viáveis na construção civil, demonstrando os métodos de fabricação em aço como comparativo a outras tipologias construtivas. Palavras-chave: Aço, Estrutura e Construção civil. 3

4 Abstract Not only in Brazil, but in the rest of the world, steel is used as an construction alternative showing great flexibility face other known constructive methods. Due to the market s grand need to identify and evaluate unique features that provides the cost reduction and shorter deadlines to industrial construction in Brazil. Aiming to amplify the knowledge about this subject, the research is based in scientific book and the internet, through which it ought to show the advantages and most viable applications in civil construction, demonstrating the methods of manufacturing structural steel as comparative to others constructive typologies. Key-Words: Steel, Structure, Civil Construction 4

5 Sumário Resumo...3 Abstract... 4 Introdução... 6 Objetivo Geral...7 Objetivo Especifico... 8 Justificativa... 9 História do aço Métodos de Fabricação do Aço Sistemas Estruturais da Construção em Aço Vantagens da Construção em Aço Comparativo entre construção em aço com outras tipologias Grandes Obras em Aço Estrutural Conclusão REFERÊNCIAS

6 Introdução Em todo o mundo o aço estrutural é uma alternativa extremamente viável no que tange a área da construção civil. Neste trabalho, serão abordados temas referentes ao dito acima. Serão mostrados dados sobre a construção em aço no Brasil, formas de fabricação, exemplos de grandes obras e até mesmo um comparativo entre a construção em aço e outras tipologias. Entre os exemplos, estarão algumas obras realizadas para a Copa do Mundo, que virá a acontecer em Julho do próximo ano e que se beneficiou e muito da construção em aço. Pela sua praticidade, sustentabilidade, preço e as constantes evoluções tecnológicas na área (como o dry wall e o steel deck ) e velocidade para fabricação e montagem, tornam o aço uma excelente opção para a construção civil no país. O trabalho está estruturado da seguinte maneira: História do Aço, Métodos de Fabricação, Sistemas estruturais, Vantagens do Aço, Comparativo entre as tipologias e Grandes Obras em Aço Estrutural. 6

7 Objetivo Geral Identificar e avaliar as características que proporcionam a redução dos custos e dos prazos, para a construção em aço industrial no Brasil. 7

8 Objetivo Especifico Apresentar as vantagens da construção em aço estrutural; Demonstrar os métodos de fabricação em aço com comparativo ante as outras tipologias construtivas; Explicar o sistema estrutural do aço; 8

9 Justificativa Perante a necessidade do mercado da construção civil, o aço estrutural, apresenta grande viabilidade na execução de obras industriais, eliminando etapas construtivas e minimizando interferências entre subsistemas. Este trabalho expõe as vantagens da construção em aço estrutural, fazendo um comparativo entre outros métodos construtivos, tais como o concreto armado e concreto prémoldado. 9

10 História do aço O homem fez seu primeiro contato com o elemento ferro, quando encontraram no meteorito o ferro e níquel na sua composição. Após longos anos, evidencias de arqueólogos mostra que o descobrimento do ferro na terra aconteceu de forma acidental. Em meados do século V A.C, os chineses conseguiram fabricar o ferro carburado. Por volta do ano 221 a.c. graças a produção de ferro e suas técnicas apuradas nessa produção, o imperador Chinês conseguiu dominar quase todos os reinos circundantes e assim alterando a história. A era do aço o começou antes de cristo sendo produzidos em pequenas quantidades, devido o custo de o ferro ser mais acessível. Entretanto, segundo enciclopédia delta universal volume seis (1986 p. 3240) Em 1722, Rene Antonie de Réaumur, físico francês, aprendeu a fabricar quantidades maiores colocando ferro maleável num banho fundido. Em 1790 Bejamim Hunstman redescobriu o processo do cadinho para fabricar aço. Oito anos mais tarde, Samuel Higley, de Connecticut, E.U.A., começou a fabricar aço na América do Norte, mas somente em 1832 Willian Garrard, de Cincinatti, obteve pela primeira vez um aço de boa qualidade. Enciclopédia Delta Universal volume seis (1986 p. 3240) após alguns anos em 1846 na Inglaterra, foi feito combinações com o aço e manganês, através dessas experiências conseguiram fabricar o aço economicamente e em grandes qualidades. No final do século XIX foram criados outros dois métodos para a fabricação de aço. O método Siemens-Martins e forno elétrico. Em 1878, o Siemens fabricou aço num pequeno forno elétrico. Por voltar de 1900 Paul Héroult de origem Francesa, começou a produzir aço comercialmente em seu próprio forno, que é parecido com os fornos atuais. O aço começou a substituir a utilização de ferro batido, com sua produção acelerada e em grande escala, sendo utilizados em construção civil, maquinas ferrovias e equipamentos agrícolas no século XIX. Segundo LAMBDA, Maxwell (p.21) No Brasil, a produção de ferro iniciou logo após o descobrimento. Em1554, o Padre Anchieta reportava à corte a ocorrência de ferro e prata. Em 1587, Afonso Sardinha iniciou a industrialização de ferro no Brasil. A produção aumentava até que, em 5 de janeiro de 1785,D. Maria, rainha de Portugal, proibiu terminantemente qualquer existência de fábricas na colônia, devida à febre do ouro, que exigia a dedicação 10

11 exclusiva de todos os recursos ao enriquecimento da Metrópole. Somente após a ascensão de D.João VI ao trono, é que as fábricas seriam novamente permitidas. Graças a carta Carta Régia de quatro de dezembro de 1810, vindo pela ordem de José Bonifacio de Andrada Silva e metalurgista Wilhelm von Eschwege, onde obteve a primeira corrida de ferro gusa no Brasil. Após 100 anos conseguimos produzir 25 milhões de toneladas anuais. Por volta dos anos 50 e 60, ocorreu um aquecimento no mercado na produção de aço no mundo. Crescendo demasiadamente, devido a procura de bens de consumo geral, eletrodomésticos, carros e construções. Com isso a produção de aço precisou crescer, para suprir a demanda desejada, logo necessitaram de grandes altos fornos. O processo utilizado para o refinamento de aço no século XX era o forno Siemens- Martins, porém houve uma inovação extremamente radical na década de 50. Uma siderúrgica chamada Voest-Alpine, de origem Austríaca, criou um projeto utilizando o oxigênio. E estes são utilizados atualmente na produção de aço em grande quantidade. Um dos principais motivos que levaram ao tardio uso do ferro no Brasil e assim consequentemente do aço, foram os fornos que necessitavam de altas temperaturas, que são necessárias para sua fabricação, logo encareciam seu processo como um todo, dificultando tanto a popularização quanto a comercialização. Atualmente o aço é produzido em grandes quantidades no mundo todo, com algumas potências como China e Europa. São utilizados nos mais diversos campos, principalmente na construção civil. No Brasil estão disponíveis sob a forma de chapas, bobinas e perfis soldados, possuindo denominações especiais conforme a siderúrgica produtora. De modo geral, os aços possuem excelentes propriedades mecânicas: resistem bem à tração, à compressão, à flexão, e como é um material homogêneo, pode ser laminado, forjado, estampado, estriado e suas propriedades podem ainda ser modificadas por tratamentos térmicos ou químicos facilitando grandes construções. Métodos de Fabricação do Aço Existem dois processos para a fabricação do aço. O processo mais utilizado consiste na produção de ferro fundido no alto-forno e após refinamento, no qual o ferro fundido se transforma em aço no conversor de oxigênio. O outro processo na fabricação do aço consiste 11

12 em fundir sucata de ferro em um forno elétrico cuja energia é fornecida por arcos voltaicos (espaço preenchido por gás no meio de dois eletrodos condutivos, que frequentemente são feitos de carbono, gerando uma temperatura muito alta, capaz de fundir ou vaporizar qualquer coisa). A diferença da fabricação dos aços está no refinamento do ferro fundido, na qual são adicionados elementos de liga. A adição desses elementos liga é feita em pequenas porcentagens, para que o aço produzido contenha as características exigidas na especificação. Alto-forno: De tamanho variável o alto-forno é externamente revestido por metal e com o interior por material refratário onde os metais ferrosos são obtidos por redução dos minérios de ferro. Pela parte superior são carregador minério, calcários e coque. Pela parte interior o ar insuflado efetua a reação de redução e aumenta a temperatura até o ponto de fusão do ferro gusa e das escórias formadas pela reação do calcário com a sílica que normalmente contém no minério. Nos intervalos, o ferro e a escória fundidos ficam acumulados no ponto mais baixo do alto-forno, onde são retirados, levando-se o ferro em estado de fusão para a aciaria ou lançado em formar para se solidificar em lingotes de ferro gusa. A escória, menos densa que o ferro, é a última a sair, sendo retirada e podendo ser aproveitada para constituir cimento de alto forno. Conversor de Oxigênio: No conversor é feito o refinamento do ferro fundido em aço, que consiste em remover o excesso de carbono e diminuir a quantidade de impurezas para limites prefixados, baseia-se na injeção de oxigênio dentro da massa liquida de ferro fundido. O ar queima o carbono na forma de monóxido de carbono (CO) e dióxido de carbono (CO₂) em um processo que dura aproximadamente 20 minutos. Elementos como manganês, silício e fósforo são oxidados e combinados com cal e óxido de ferro, formando a escória que sobrenada o aço liquefeito. Nos intervalos o ferro e a escória fundidos, acumulados no ponto mais baixo do alto-forno, são retirados, levando-se o ferro em estado de fusão para a aciaria ou lançado em formas para se solidificar em lingotes de ferro gusa. A escória, menos densa que o ferro, é a última a ser retirada e podendo ser aproveitada para constituir cimento de alto forno. Tratamento do aço na panela: O aço em estado líquido superaquecido absorve gases da atmosfera e oxigênio da escória, o gás é expelido lentamente com o resfriamento da massa líquida, mas ao se aproximar da temperatura de solidificação o aço ferve e os gases escapam rapidamente, formando assim grandes vazios no aço. Para que isso não ocorra, são 12

13 adicionados elementos como alumínio e silício na panela, em processo conhecido como desgaseficação. Após esse processo grande parte dos óxidos insolúveis formados deve ser removidos para não prejudicar as características mecânicas do aço. Este processo é conhecido como refinamento. Tratamento térmico: Utilizado para melhorar as propriedades dos aços, dividem-se em dois grupos: O primeiro é destinado principalmente a redução de tensões internas provocadas por laminação, etc. O segundo é destinado a modificar a estrutura cristalina, com alteração da resistência e de outras propriedades. Sistemas Estruturais da Construção em Aço Como sabemos o aço tem sido utilizado amplamente na construção civil, tendo uma enorme gama de aplicações em todos os processos construtivos, assim sendo, podemos enumerar algumas tipologias construtivas que tem a aplicação do aço estrutural: telhados, edifícios industriais, residências, hangares, pontes e viadutos, pontes rolantes e equipamentos de transporte, reservatórios, torres, guindastes, postes, passarelas, escadas, mezaninos, plataformas, entre outros. Neste estudo dirigido sobre o aço, iremos trabalhar na lacuna das construções industriais. Esta tipologia construtiva tem-se espalhado amplamente em país, apresentando grandes vantagens. Há dois tipos de aço mais usados no Brasil, o Aço ASTM e o Aço ABNT, todos dois tendo diversos subtipos para as mais variadas aplicações. O aço ASTM faz parte do rol de tipos de aço da American Society for Testing and Materials, sendo os mais conhecidos o A36 (usado em perfis, barras e chapas para a construção de pontes e estruturas pesadas), A500 (utilizado na fabricação de tubos retangulares ou redondos) e o A588 (empregado em pontes e viadutos, tendo como principal atrativo baixo peso, e resistência à corrosão). O aço ABNT é o tipo mais utilizado em construções no Brasil, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), apresenta aços para todas as aplicações necessárias. De acordo com a NB 14, e a seção de tipologia de aços da ABNT podemos enumerar os aços mais utilizados: NBR6638 (EB255), NBR6649 (EB276-I/II), NBR 6650, NBR 7007, NBR 5920, NBR 8261, NBR 500, NBR 5004 e NBR

14 Para que possamos utilizar o aço na construção é necessário o projeto estrutural, que se divide em três partes. A primeira parte é o anteprojeto aonde devemos estar cientes do tipo de aço e sua aplicação, também levando em conta a sua resistência em MPA. A segunda parte é a memoria de calculo, é onde calculamos os pesos e as resistências a serem utilizadas, juntos com as forças, nesse caso o engenheiro aplica seu conhecimento para elaborar a estabilidade da construção, no caso da construção de aço, o mesmo deve estar ciente também das características geométricas tais como: área, centro de gravidade, momentos de inercia, produto de inercia, raio de giração, momento resistente plástico e momento resistente elástico. A terceira parte, temos o desenho do projeto com detalhamentos, e a escolha dos tipos de perfis, que podem ser: perfil L, perfil I, perfil H, perfil U, perfil T, entre outros. Nesta parte segue os detalhamentos do tipo de soldagem, e os parafusos utilizados na montagem da estrutura. Desde a escolha do aço, até a aplicação, o responsável deve ser criterioso para utilizar o tipo de estrutura adequado para a construção, desta forma levando em conta tipo de solo, largura de vão, objetivo da edificação entre outros. O aço tem se uso na construção de edificações industriais em pilares sólidos ou vazados, vigas metálicas, tesouras metálicas e estrutura para telhado do tipo shed ou em arco, lajes, escadas, além de torres de transmissão. Os pilares metálicos apresentam uma característica peculiar ante ao pilar em prémoldado e pilar em concreto armado, o peso. O pilar metálico apresenta uma versatilidade e um peso vantajoso para as indústrias, além da sua possível reutilização. O pilar metálico (PM) é calculado para suprir os esforços da cobertura, das lajes, e segurar as paredes limítrofes, além de ser suficiente para suportar a força do vento. São os pilares que sustentam as edificações, assim sendo, deve se utilizar os métodos adequados para dimensionamento do mesmo. As vigas metálicas apresentam três tipos, a viga baldrame ou viga base, a viga laje, e a viga respaldo. Há também as vigas que não se enquadram nessa tipologia que são: viga vão, e viga em balanço. As vigas costumam estarem suspensas e interligadas a dois ou mais pilares, são elas que sustentam as lajes, alvenarias e fechamentos. Para sustentar a cobertura que no ambiente industrial costuma-se ser metálica, há as tesouras metálicas de uma ou mais águas, sistema shed e estrutura em arco. Estas estruturas 14

15 estão apoiadas em vigas e no próprio pilar. São estas estruturas que sustentam a cobertura que são as telhas e perfis, as mesmas devem estar rígidas e bem presas, para que a ação do vento não a desloque, para tal foi criado um sistema chamado contra-ventamento onde são amarradas barras de aço CA-50 ou superior, ou cabo de aço resistente em forma de X entre as tesouras para que a estrutura se torne segura e estável. Para lajes há duas possibilidades, laje toda em chapa de aço, e chapas de aço nervurado para acomodação de concreto armado. Todas as lajes necessitam de vigas primarias e secundárias para sustentar o peso. Há também as escadas que são uma junção de perfis e chapas de aço. As escadas servem para a ligação entre diferentes pavimentos. Podemos observar a grande aplicação do aço na construção de obras industriais, tendo como principal foco a robustez, rigidez, esbeltes, e a segurança da edificação. Desta forma verificamos que para uma construção ser feita com sucesso é necessário a escolha do aço certo para o tipo adequado de chapa ou aço, para ser aplicado na tipologia estrutural eficiente. Vantagens da Construção em Aço Ao contrário do concreto que é moldado em função das formas, o aço estrutural já é solicitado com a exatidão do projeto. Em construções onde se necessita um retorno rápido do investimento, como hotéis, por exemplo, a velocidade da construção é bem maior do que quando realizado com concreto e por consequência o retorno financeiro também (FERRAS, 2013). A Liberdade no projeto de arquitetura, usando a tecnologia do aço, confere aos arquitetos e engenheiros total liberdade para criação e inovação no design, permitindo a elaboração de projetos arrojados e de expressão arquitetônica marcante. Assim como, maior área útil, nas seções dos pilares e vigas de aço são substancialmente mais esbeltas, resultando em melhor aproveitamento do espaço interno e aumento da área útil, fator muito importante principalmente em garagens. Possibilita flexibilidade, pois a estrutura em aço mostra-se especialmente indicada nos casos onde há necessidade de adaptações, ampliações, reformas e mudança de ocupação de edifícios. Além disso, torna mais fácil a passagem de utilidades como: água, ar condicionado, eletricidade, esgoto, telefonia, informática (CBCA, 2013). A compatibilidade do aço com outros materiais, no sistema construtivo é perfeitamente associável com qualquer tipo de material de fechamento, tanto vertical como horizontal, admitindo desde os mais convencionais (tijolos e blocos, lajes moldadas in loco) 15

16 até componentes pré-fabricados (lajes e painéis de concreto, painéis "dry-wall"). Também tem menor prazo de execução, a fabricação da estrutura em paralelo com a execução das fundações, permite trabalhar em diversas frentes de serviços simultaneamente, com a diminuição de formas e escoramentos. O fato da montagem da estrutura não ser afetada pela ocorrência de chuvas, pode levar a uma redução de até 40% no tempo de execução quando comparado com os processos convencionais. Permite a racionalização de materiais e mão-deobra, pois numa obra, onde se usa os processos convencionais, o desperdício de materiais pode chegar a 25% em peso e na estrutura em aço possibilita a adoção de sistemas industrializados, fazendo com que o desperdício seja sensivelmente reduzido (CBCA, 2013). Na construção em aço há o alívio de carga nas fundações por serem mais leves podendo reduzir em até 30% o custo das fundações, e ainda tendo garantia de qualidade, pois a fabricação de uma estrutura em aço ocorre dentro de uma indústria e conta com mão-deobra altamente qualificada, o que dá ao cliente a garantia de uma obra com qualidade superior devido ao rígido controle existente durante todo o processo industrial. Conta-se com antecipação do ganho, em função da maior velocidade de execução da obra, havendo um ganho adicional pela ocupação antecipada do imóvel e pela rapidez no retorno do capital investido (CBCA, 2013). Proporciona maior organização do canteiro de obras, pois a estrutura em aço é totalmente pré-fabricada, há uma melhor organização do canteiro pela ausência de grandes depósitos de areia, brita, cimento, madeiras e ferragens, reduzindo também o inevitável desperdício desses materiais. O ambiente limpo com menor geração de entulho, oferece ainda melhores condições de segurança ao trabalhador contribuindo para a redução dos acidentes nas obras. A precisão construtiva usando o concreto é medida em centímetros enquanto numa estrutura em aço a unidade empregada é o milímetro. Isso garante uma estrutura perfeitamente aprumada e nivelada, facilitando atividades como o assentamento de esquadrias, instalação de elevadores, bem como redução no custo dos materiais de revestimento (CBCA, 2013). A reciclabilidade usando o aço é 100% e as estruturas podem ser desmontadas e reaproveitadas com menor geração de rejeitos. E ainda ajuda na preservação do meio ambiente, pois estruturas em aço é menos agressiva ao meio ambiente, por reduzir o consumo de madeira na obra, diminui a emissão de material particulado e poluição sonora geradas pelas serras e outros equipamentos destinados a trabalhar a madeira (CBCA, 2013). 16

17 Comparativo entre construção em aço com outras tipologias O aço estrutural possui varias vantagens sobre outros métodos construtivos. Dentro de uma questão bastante abordada nos tempos como a sustentabilidade, por exemplo, podemos dizer que ele é o único dos materiais que pode ser 100% e indefinidamente reciclado sem que haja qualquer perda em sua qualidade. Essa vantagem reduz os impactos ambientais em aproximadamente 40% num conjunto de redução da geração de resíduos, no consumo de água e emissões nas de CO2. O aço é ambientalmente inerte: em contato com o ar ou a água, ele não emite ou libera qualquer componente tóxico para o ambiente ou os seres humanos. Hoje em dia, camadas de revestimento do aço ambientalmente amigável foram desenvolvidas, oferecendo significativa redução do impacto de produtos e também de processos. Segundo o site CONTRUCTALIA (2007), Ao serem submetidos a elevados níveis de temperatura, produtos dotados de camadas orgânicas podem liberar determinados compostos orgânicos voláteis (COV), que são poluentes do ar. Comparados com produtos que recebem camadas a posterior, foi demonstrado que produtos originários diretamente de linhas industriais que realizam tais revestimentos liberam menos COV e causam um menor impacto ambiental. Além disso, nas obras as quais há a aplicação do aço, este lhe confere uma maior durabilidade, elevando assim sua vida útil. Além disso hoje em dia já são fabricados alguns tipos de aço estrutural que são mais resistentes a corrosão. Outro ponto extremamente importante hoje em dia, no qual este material também nos auxilia muito, é o tempo. Se comparado principalmente a construção em concreto, ele nos traz uma otimização no canteiro de obras, principalmente com a redução dos ciclos de produção e dos eventuais incômodos ao redor da construção. Temos também o fato de que uma obra em concreto armado exige um tempo de cura médio de aproximadamente vinte e oito dias sobre a peça fabricada enquanto que o aço pode já chegar pronto ao canteiro de obras. O aço também não exige em comparação ao concreto, a confecção de formas para a produção de suas peças 17

18 A leveza da estrutura em aço também é uma vantagem sobre as outras. O concreto por exemplo tem o peso próprio da estrutura quase igual a sobrecarga que ele comporta, enquanto que o aço chega a até um quarto disso. Este material possibilita também a criação de vãos muito maiores, ambientes mais versáteis capazes de adaptações, ampliações ao longo do tempo e uma manutenção muito facilitada sem comparada a outros métodos construtivos. Já no final da sua vida útil, ele apresenta uma fácil desmontagem, além das já referidas taxas de reuso e de reciclagem. Como qualquer tipo de método construtivo, o aço tem suas vantagens e desvantagens quando comparado a outros, porem dentro dessas vantagens existem pontos muito procurados hoje em dia, como o tempo, o reaproveitamento, e apesar de uma fabricação mais cara, o processo construtivo acaba se realizando de maneira mais em conta. Grandes Obras em Aço Estrutural A utilização da estrutura em aço na construção em grande escala é coisa antiga nos outros países, principalmente nos Estados Unidos. Por outro lado, no Brasil, esta tecnologia é bastante recente, e em função disso, infelizmente alguns Arquitetos e Engenheiros que acostumaram a trabalhar com o concreto armado têm dificuldades para adaptar-se ao o aço estrutural. (SILVA, Mauro César de Brito e et al., 2011). De maneira geral os perfis de aços que são utilizados na construção de galpões são os mesmos empregados na construção de edifícios multiandares e outras estruturas. Dentre as grandes obras no Brasil que utilizam o aço estrutural, podemos citar dois edifícios: Edifício Santa Cruz: localizado em Porto Alegre-RS, construído em 1964 pela construtora Ernesto Wöebcke e sob responsabilidade de Jayme Luna dos Santos (Arquitetura) e Paulo R. Fragoso (Estrutura). O edifício ocupa uma área de 48727m², possui trinta e três pavimentos, 103m de altura, destinados a lojas comerciais, sede de dois bancos, escritórios comerciais e apartamentos residenciais, foi construído em terreno irregular de 2300m² de área, localizado no centro da cidade de Porto Alegre-RS. Compõe-se de dois blocos unificados, um com frente para a Rua dos Andradas e o outro para a Rua 7 de Setembro. Está estruturado com aço desde as fundações, com placas de base e grelhas de apoio assentadas sobre sapatas de concreto armado, nas quais foram fixados os pilares de aço. Pilares e vigas foram contornados por 18

19 estribos de diâmetro 3/16, colocados antes da concretagem das lajes para receber o pano de aniagem utilizado para evitar desperdício de argamassa. Sua montagem foi executada em duas etapas: a primeira iniciada em 4 de abril de 1960, terminando em 20 de agosto de 1961, e a segunda iniciada em 25 de fevereiro de 1962, encerrando-se em 8 de março do ano seguinte. O aço utilizado na sua estrutura foi o 4011 t ASTM-A-7. Figura 1: Perfil Edifício Santa Cruz, Porto Alegre-RS. Fonte: <http://portoimagem.files.wordpress.com/2011/05/po4670.jpg> Edifício Casa do Comércio: situado na cidade de Salvador-BA e erguido em 1987 pela construtora OAS, sob Arquitetura de Oton Gomes e Fernando Frank e Estruturado por José L. Costa Souza, Bogdan Dygas e Edward Dygas, o edifício foi construído com o aço 975 t ASTM-A-441 (NIOCOR-CSN) em sua estrutura. O mesmo é sede da Federação do Comércio do Estado da Bahia FECEB, do Serviço Social do Comércio SESC e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial SENAC. Localizado na Avenida Magalhães Neto, no Centro Empresarial Metropolitano de Salvador, a Casa do Comércio é uma edificação de quatorze pavimentos com 58m de altura, construída por duas torres de concreto armado, distanciadas de 30m uma da outra, pela face interna, unidas por treliças metálicas sobrepostas ortogonalmente, formando balanços e compondo a base sobre a qual se apoiam os vigamentos e as lajes de piso dos nove pavimentos estruturados com aço. As estruturas metálicas desenvolvem-se ao redor das torres, apoiadas em consoles de concreto, vencendo o vão de 30m com treliças longitudinais e transversais, interligadas entre si, que se projetam em 19

20 balanços de 5m, 10m e até 15m nas treliças maiores, com até 90m de comprimento e 56 t de peso. Como acabamento, após a montagem, nas partes das estruturas metálicas externas foi aplicada tinta acrílica de cor púrpura por meio de rolo, na espessura média de 60 micrometros. Nas partes internas, visando o nivelamento das superfícies, foi aplicada a trincha sobre uma base de tinta intermediária corta-fogo, preparada com massa acrílica. Figura 2: Perfil Casa do Comércio, Salvador-BA. Fonte: <http://photos.wikimapia.org/p/00/02/61/65/59_full.jpg> A expectativa da confirmação do Brasil para sede da Copa do Mundo de Futebol de 2014 deu lugar à preocupação de reformar estádios de futebol, hotéis, aeroportos, estradas, anéis viários, estações e linhas de trens e metrô, entre outras. E, para suprir a demanda e ter as reformas concluídas em curto prazo, um dos principais, se não o principal produto, foi o aço estrutural. A seguir, algumas obras em aço que serão importantes para a Copa do Mundo de Futebol de 2014: Estádio Joaquim Américo (Arena da Baixada), Curitiba-PR: 20

21 Fonte: <http://www.cbca-iabr.org.br/copa2014/> Aeroporto Internacional Augusto Severo, Natal-RN: Ponte JK, Brasília: Fonte: <http://www.cbca-iabr.org.br/copa2014/> Fonte: <http://www.cbca-iabr.org.br/copa2014/> O aço tem grande durabilidade e é extremamente adaptável. Um edifício em aço pode ser mais facilmente modificado, permitindo rearranjos que se adequam às necessidades dos usuários e prolongam sua vida útil. 21

22 Conclusão Sumarizando os tópicos abordados, tem-se um resultado extremamente positivo, apesar de alguma limitação no que se refere a alguns dos tópicos abordados, devido ao fato da construção em aço ser relativamente recente no Brasil. Houve um sucesso do grupo de maneira geral. Ressaltaram-se alguns fatores de extrema importância nos dias de hoje e num mercado competitivo como o que se apresenta. A internet foi a maior fonte de pesquisa deste documento, que mostrou, entre outros, alguns pontos importante sobre o aço: fabricação limpa, produto industrializado 100% brasileiro, rastreamento da origem do produto, o que atesta sua qualidade. Além disso, também ficou claro que este tipo de construção é sustentável, pelo fato do aço ser reaproveitável, tem preço competitivo, principalmente para área industrial e consegue atender os prazos dos clientes. Obteve-se êxito ao mostrar o ponto que a equipe queria: a viabilidade da construção em aço. Ficou claro que o aço se apresenta como alternativa muito concreta na construção, pelos fatores sumarizados acima e destacados durante o desenvolvimento do trabalho. 22

Coberturas duráveis, com galvanização

Coberturas duráveis, com galvanização Coberturas duráveis, com galvanização A Fifa definiu que a Copa do Mundo de Futebol no Brasil, em 2014, deverá perseguir o que chamou de Green goals, ou seja, metas verdes, numa alusão à desejada sustentabilidade

Leia mais

ESTRUTURAS METÁLICAS

ESTRUTURAS METÁLICAS 1 ESTRUTURAS METÁLICAS José Alberto Bittencourt Goulart e-mail: betogoulart@yahoo.com.br Maio/2014 Sorocaba/SP Desde o século XVIII, quando se iniciou a utilização de estruturas metálicas na construção

Leia mais

TIPOS DE ESTRUTURAS. Prof. Marco Pádua

TIPOS DE ESTRUTURAS. Prof. Marco Pádua TIPOS DE ESTRUTURAS Prof. Marco Pádua A função da estrutura é transmitir para o solo a carga da edificação. Esta carga compõe-se de: peso próprio da estrutura, cobertura, paredes, esquadrias, revestimentos,

Leia mais

Resumo Histórico. Introdução ao estudo das Estruturas Metálicas. Resumo Histórico. Setembro/2015. Resumo Histórico Coalbrookedale Bridge

Resumo Histórico. Introdução ao estudo das Estruturas Metálicas. Resumo Histórico. Setembro/2015. Resumo Histórico Coalbrookedale Bridge Introdução ao estudo das Estruturas Metálicas Resumo histórico e aspectos gerais Uso e aplicação de estruturas metálicas Composição do aço estrutural FTC-116 Estruturas Metálicas Eng. Wagner Queiroz Silva

Leia mais

ESTRUTURA METÁLICA Vantagens da Construção em Aço. Maior limpeza de obra: Devido à ausência de entulhos, como escoramento e fôrmas.

ESTRUTURA METÁLICA Vantagens da Construção em Aço. Maior limpeza de obra: Devido à ausência de entulhos, como escoramento e fôrmas. ESTRUTURA METÁLICA Vantagens da Construção em Aço Menor tempo de execução: A estrutura metálica é projetada para fabricação industrial e seriada, de preferência, levando a um menor tempo de fabricação

Leia mais

ESTRUTURAS MISTAS: AÇO - CONCRETO

ESTRUTURAS MISTAS: AÇO - CONCRETO ESTRUTURAS MISTAS: AÇO - CONCRETO INTRODUÇÃO As estruturas mistas podem ser constituídas, de um modo geral, de concreto-madeira, concretoaço ou aço-madeira. Um sistema de ligação entre os dois materiais

Leia mais

1 Introdução 1.1. Motivação

1 Introdução 1.1. Motivação 1 Introdução 1.1. Motivação Na construção civil, os méritos de um determinado sistema construtivo são avaliados com base em fatores tais como: eficácia, resistência, durabilidade e funcionalidade. Nenhum

Leia mais

Construções Metálicas I AULA 1 - Introdução

Construções Metálicas I AULA 1 - Introdução Universidade Federal de Ouro Preto Escola de Minas Ouro Preto - MG Construções Metálicas I AULA 1 - Introdução Definições e histórico O aço e o ferro fundido são ligas de ferro e carbono, com outros elementos

Leia mais

2.1. Considerações Gerais de Lajes Empregadas em Estruturas de Aço

2.1. Considerações Gerais de Lajes Empregadas em Estruturas de Aço 23 2. Sistemas de Lajes 2.1. Considerações Gerais de Lajes Empregadas em Estruturas de Aço Neste capítulo são apresentados os tipos mais comuns de sistemas de lajes utilizadas na construção civil. 2.1.1.

Leia mais

MÓDULO 1 Projeto e dimensionamento de estruturas metálicas em perfis soldados e laminados

MÓDULO 1 Projeto e dimensionamento de estruturas metálicas em perfis soldados e laminados Projeto e Dimensionamento de de Estruturas metálicas e mistas de de aço e concreto MÓDULO 1 Projeto e dimensionamento de estruturas metálicas em perfis soldados e laminados 1 Sistemas estruturais: coberturas

Leia mais

CAPÍTULO III SISTEMAS ESTRUTURAIS CONSTRUÇÕES EM ALVENARIA

CAPÍTULO III SISTEMAS ESTRUTURAIS CONSTRUÇÕES EM ALVENARIA 1 CAPÍTULO III SISTEMAS ESTRUTURAIS CONSTRUÇÕES EM ALVENARIA I. SISTEMAS ESTRUTURAIS Podemos citar diferentes sistemas estruturais a serem adotados durante a concepção do projeto de uma edificação. A escolha

Leia mais

SUPORTE TÉCNICO SOBRE LIGHT STEEL FRAME

SUPORTE TÉCNICO SOBRE LIGHT STEEL FRAME Sistema de ds A SOLUÇÃO INTELIGENTE PARA A SUA OBRA SUPORTE TÉCNICO SOBRE LIGHT STEEL FRAME www.placlux.com.br VOCÊ CONHECE O SISTEMA CONSTRUTIVO LIGHT STEEL FRAME? VANTAGENS LIGHT STEEL FRAME MENOR CARGA

Leia mais

Técnicas da Construção Civil. Aula 02

Técnicas da Construção Civil. Aula 02 Técnicas da Construção Civil Aula 02 Necessidades do cliente e tipos de Estruturas Taciana Nunes Arquiteta e Urbanista Necessidades do Cliente Função ou tipo de edificação? Como e quanto o cliente quer

Leia mais

Casa de steel frame - instalações (parte 4)

Casa de steel frame - instalações (parte 4) Página 1 de 6 Casa de steel frame - instalações (parte 4) As instalações elétricas e hidráulicas para edificações com sistema construtivo steel frame são as mesmas utilizadas em edificações convencionais

Leia mais

Escola de Engenharia de São Carlos - Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Estruturas. Alvenaria Estrutural.

Escola de Engenharia de São Carlos - Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Estruturas. Alvenaria Estrutural. Alvenaria Estrutural Introdução CONCEITO ESTRUTURAL BÁSICO Tensões de compressão Alternativas para execução de vãos Peças em madeira ou pedra Arcos Arco simples Arco contraventado ASPECTOS HISTÓRICOS Sistema

Leia mais

ESTRUTURAS METÁLICAS - UFPR CAPÍTULO 1 AÇOS ESTRUTURAIS

ESTRUTURAS METÁLICAS - UFPR CAPÍTULO 1 AÇOS ESTRUTURAIS ESTRUTURAS METÁLICAS - UFPR CAPÍTULO 1 AÇOS ESTRUTURAIS 1 INDICE CAPÍTULO 1 - AÇOS ESTRUTURAIS...1 1 INTRODUÇÃO - HISTÓRICO... 1 2 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DAS ESTRUTURAS DE AÇO... 2 3 REFERÊNCIAS NORMATIVAS...

Leia mais

TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE

TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE BARRAS E PERFIS AÇO PARA INDÚSTRIA TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE Ao usar a ampla linha de Barras e Perfis Gerdau, você coloca mais qualidade no seu trabalho. Cada produto foi desenvolvido

Leia mais

Soluções construtivas em aço. Steel framing estrutura em perfis galvanizados dobrados a frio. www.constructalia.com

Soluções construtivas em aço. Steel framing estrutura em perfis galvanizados dobrados a frio. www.constructalia.com Soluções construtivas em aço Steel framing estrutura em perfis galvanizados dobrados a frio www.constructalia.com Aplicações do aço Fundações e contenções Estruturas Coberturas Fechamentos Fachadas Foto:

Leia mais

Matéria prima. Fabricação de aço. Fabricação de aço

Matéria prima. Fabricação de aço. Fabricação de aço Matéria prima A fundição é usada para fabricação de componentes acabados. Também p/ produzir lingotes ou placas que serão posteriormente processados em diferentes formas, tais como: vergalhões, barras,

Leia mais

EDIFÍCIOS GARAGEM ESTRUTURADOS EM AÇO

EDIFÍCIOS GARAGEM ESTRUTURADOS EM AÇO Contribuição técnica nº 19 EDIFÍCIOS GARAGEM ESTRUTURADOS EM AÇO Autor: ROSANE BEVILAQUA Eng. Consultora Gerdau SA São Paulo, 01 de setembro de 2010. PROGRAMA Introdução Vantagens da utilização de Edifícios

Leia mais

Estruturas de Aço - Dimensionamento Prático - 7ª Ed. Walter Pfeil Ed. LTC

Estruturas de Aço - Dimensionamento Prático - 7ª Ed. Walter Pfeil Ed. LTC Aula 1: Aula 01 Bibliografia Estruturas de Aço - Dimensionamento Prático - 7ª Ed. Walter Pfeil Ed. LTC Estruturas de aço, concreto e madeira : atendimento da expectativa dimensional Rebello, Yopanan Conrado

Leia mais

APLICAÇÃO DE ESTRUTURAS METÁLICAS EM EDIFÍCIOS DE MÚLTIPLOS ANDARES

APLICAÇÃO DE ESTRUTURAS METÁLICAS EM EDIFÍCIOS DE MÚLTIPLOS ANDARES Autor: Paulo André Brasil Barroso Eng. Civil. Pós-graduado em cálculo estrutural McGill University Montreal Canadá 1975/1977. Sócio de uma das maiores empresas fabricantes de estruturas metálicas do país

Leia mais

Elementos Estruturais de Concreto Armado

Elementos Estruturais de Concreto Armado UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Técnicas Construtivas Elementos Estruturais de Concreto Armado Prof. Guilherme Brigolini Elementos Estruturais de Concreto Armado Produção de

Leia mais

construir em aço? Quando ESTRUTURAS TRANSPORTE ENGENHARIA ENGENHARIA Roteiro para escolha do sistema estrutural mais adequado

construir em aço? Quando ESTRUTURAS TRANSPORTE ENGENHARIA ENGENHARIA Roteiro para escolha do sistema estrutural mais adequado /2009 Quando construir em aço? Roteiro para escolha do sistema estrutural mais adequado FERNANDO OTTOBONI PINHO* Q uando construir em aço? A pergunta é frequentemente repetida. E as respostas estão quase

Leia mais

ENGENHARIA CIVIL 5º SEMESTRE. Professora ROSELI VALLE

ENGENHARIA CIVIL 5º SEMESTRE. Professora ROSELI VALLE ENGENHARIA CIVIL 5º SEMESTRE Professora ROSELI VALLE MARINGÁ 2015 Denomina-se CONCRETO ARMADO à associação do aço ao concreto para que haja melhor resistência em determinados tipos de esforços. Fatores

Leia mais

USO DO AÇO NA CONSTRUÇÃO CIVIL

USO DO AÇO NA CONSTRUÇÃO CIVIL 1 FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI NADIR DIAS DE FIGUEIREDO ADEMILSO PINTO BRUNO TEIXEIRA DOCE USO DO AÇO NA CONSTRUÇÃO CIVIL OSASCO 2012 2 ADEMILSO PINTO BRUNO TEIXEIRA DOCE USO DO AÇO NA CONTRUÇÃO CIVIL

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE PAINÉIS EM LIGHT STEEL FRAME

PADRONIZAÇÃO DE PAINÉIS EM LIGHT STEEL FRAME PADRONIZAÇÃO DE PAINÉIS EM LIGHT STEEL FRAME ANITA OLIVEIRA LACERDA - anitalic@terra.com.br PEDRO AUGUSTO CESAR DE OLIVEIRA SÁ - pedrosa@npd.ufes.br 1. INTRODUÇÃO O Light Steel Frame (LSF) é um sistema

Leia mais

Concepções estruturais 1 ª aula. Professores: Nádia Forti João Carlos Rocha Braz

Concepções estruturais 1 ª aula. Professores: Nádia Forti João Carlos Rocha Braz Concepções estruturais 1 ª aula Professores: Nádia Forti João Carlos Rocha Braz Ante - Projeto O que você quer? Satisfazer as necessidades e possibilidades do cliente; Espaços; Volume; Estética. Ante -

Leia mais

Profª. Angela A. de Souza DESENHO DE ESTRUTURAS

Profª. Angela A. de Souza DESENHO DE ESTRUTURAS DESENHO DE ESTRUTURAS INTRODUÇÃO A estrutura de concreto armado é resultado da combinação entre o concreto e o aço. Porém, para a sua execução, não é suficiente apenas a presença desses dois materiais;

Leia mais

Aço. Ciclo de vida é o conjunto de todas as etapas necessárias para que um produto cumpra sua função na cadeia de produtividade.

Aço. Ciclo de vida é o conjunto de todas as etapas necessárias para que um produto cumpra sua função na cadeia de produtividade. Ciclo de Vida Ciclo de vida é o conjunto de todas as etapas necessárias para que um produto cumpra sua função na cadeia de produtividade. Sua análise permite a quantificação das emissões ambientais e o

Leia mais

ESTRUTURAS METÁLICAS

ESTRUTURAS METÁLICAS ESTRUTURAS METÁLICAS Disciplina: Projeto e dimensionamento de estruturas de aço em perfis soldados e laminados. Curso: Especialização em Engenharia de Estruturas Professor: Carlos Eduardo Javaroni Mini

Leia mais

O www.romanio.com.br

O www.romanio.com.br O www.romanio.com.br VANTAGENS Dispensa usos de compensados Simplifica armação Otimiza vãos de maior envergadura Racionaliza a construção de lajes nervuradas Nervuras tecnicamente dimensionadas, de modo

Leia mais

Curso Piloto de Informação para Operários e Encarregados Módulo: Estruturas de Concreto Armado Aula: Armaduras

Curso Piloto de Informação para Operários e Encarregados Módulo: Estruturas de Concreto Armado Aula: Armaduras Curso Piloto de Informação para Operários e Encarregados Módulo: Estruturas de Concreto Armado Aula: Armaduras Aço o para Concreto O que é o aço a o? O aço é uma combinação de SUCATA, FERRO GUSA E OUTROS.

Leia mais

ALTERNATIVAS ESTRUTURAIS PARA O SISTEMA DE PISO EM EDIFÍCIOS DE CONCRETO ARMADO

ALTERNATIVAS ESTRUTURAIS PARA O SISTEMA DE PISO EM EDIFÍCIOS DE CONCRETO ARMADO 1 ALTERNATIVAS ESTRUTURAIS PARA O SISTEMA DE PISO EM EDIFÍCIOS DE CONCRETO ARMADO Texto complementar 1. INTRODUÇÃO Os primeiros edifícios com estrutura de concreto armado foram concebidos utilizando-se

Leia mais

Estruturas Metálicas Uniderp Estruturas de Aço 2016-1. Prof. Willian de Araujo Rosa, M.Sc.

Estruturas Metálicas Uniderp Estruturas de Aço 2016-1. Prof. Willian de Araujo Rosa, M.Sc. Estruturas Metálicas Uniderp Estruturas de Aço 2016-1 Prof. Willian de Araujo Rosa, M.Sc. Willian de Araujo Rosa Engenheiro Civil UFMS Universidade Federal do Mato Grosso do Sul Mestre em Engenharia Civil

Leia mais

ESTUDO DE CASO SOBRE A APLICAÇÃO DE ESTRUTURAS EM AÇO EM EDIFÍCIO RESIDENCIAL VERTICAL DE MÉDIO PADRÃO EM PRESIDENTE PRUDENTE

ESTUDO DE CASO SOBRE A APLICAÇÃO DE ESTRUTURAS EM AÇO EM EDIFÍCIO RESIDENCIAL VERTICAL DE MÉDIO PADRÃO EM PRESIDENTE PRUDENTE Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 221 ESTUDO DE CASO SOBRE A APLICAÇÃO DE ESTRUTURAS EM AÇO EM EDIFÍCIO RESIDENCIAL VERTICAL DE MÉDIO PADRÃO EM PRESIDENTE

Leia mais

1.1 DEFINIÇÕES Concreto é um material de construção proveniente da mistura, em proporção adequada, de: aglomerantes, agregados e água.

1.1 DEFINIÇÕES Concreto é um material de construção proveniente da mistura, em proporção adequada, de: aglomerantes, agregados e água. ESTRUTURAS DE CONCRETO CAPÍTULO 1 Libânio M. Pinheiro; Cassiane D. Muzardo; Sandro P. Santos Março de 2004 INTRODUÇÃO Este é o capítulo inicial de um curso cujos objetivos são: os fundamentos do concreto;

Leia mais

PAINÉIS E PAREDES DE MADEIRA

PAINÉIS E PAREDES DE MADEIRA PAINÉIS E PAREDES DE MADEIRA As paredes de madeira dividem-se em: Paredes Estruturais Divisão e fechamento de ambientes Suportar cargas verticais e transmití-las as fundações Suportar cargas horizontais

Leia mais

Aula 4 : Desenho de Estruturas

Aula 4 : Desenho de Estruturas Aula 4 : Desenho de Estruturas Índice: UNIDADE 4 DESENHO DE ESTRUTURAS 4.1 Introdução; Fundações: - São elementos estruturais cuja função é a transferência de cargas da estrutura para a camada resistente

Leia mais

São assim denominados pois não utilizam o processo de queima cerâmica que levaria à derrubada de árvores para utilizar a madeira como combustível,

São assim denominados pois não utilizam o processo de queima cerâmica que levaria à derrubada de árvores para utilizar a madeira como combustível, TIJOLOS ECOLÓGICOS Casa construída com tijolos ecológicos Fonte: paoeecologia.wordpress.com TIJOLOS ECOLÓGICOS CARACTERÍSTICAS São assim denominados pois não utilizam o processo de queima cerâmica que

Leia mais

AÇO PARA CONSTRUÇÃO CIVIL

AÇO PARA CONSTRUÇÃO CIVIL AÇO PARA CONSTRUÇÃO CIVIL GG 50 O VERGALHÃO QUE ESTÁ POR DENTRO DAS MELHORES OBRAS VERGALHÃO GERDAU GG 50 Para o seu projeto sair do papel com segurança e qualidade, use o Vergalhão Gerdau GG 50. Produzido

Leia mais

VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DA ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO

VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DA ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DA ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO 1a. parte: TÉCNICA Engenheiro Civil - Ph.D. 85-3244-3939 9982-4969 la99824969@yahoo.com.br skipe: la99824969 de que alvenaria

Leia mais

ALVENARIA ESTRUTURAL: DISCIPLINA: MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO II PROF.: JAQUELINE PÉRTILE

ALVENARIA ESTRUTURAL: DISCIPLINA: MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO II PROF.: JAQUELINE PÉRTILE ALVENARIA ESTRUTURAL: BLOCOS DE CONCRETO DISCIPLINA: MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO II PROF.: JAQUELINE PÉRTILE O uso de alvenaria como sistema estrutural já vem sendo usado a centenas de anos, desde as grandes

Leia mais

Sistemas Construtivos com o uso do Aço como Soluções Sustentáveis de baixo Impacto Ambiental

Sistemas Construtivos com o uso do Aço como Soluções Sustentáveis de baixo Impacto Ambiental - SEPesq Sistemas Construtivos com o uso do Aço como Soluções Sustentáveis de baixo Impacto Ambiental Cristiano Valmor Salamí Mestrando em Design Uniritter lareiranachurrasqueira@gmail.com Luis Fernando

Leia mais

Desenvolvimento de diretrizes para projeto de edificações para fins didáticos com sistema estrutural construtivo modular em aço

Desenvolvimento de diretrizes para projeto de edificações para fins didáticos com sistema estrutural construtivo modular em aço Desenvolvimento de diretrizes para projeto de edificações para fins didáticos com sistema estrutural construtivo modular em aço Maria Emília Penazzi mepenazzi@yahoo.com.br Prof. Dr. Alex Sander Clemente

Leia mais

Prof. Dr. Marcelo Ferreira, 14/03/2012

Prof. Dr. Marcelo Ferreira, 14/03/2012 Aplicação do Concreto Pré-Moldado em Sistemas Construtivos Mistos / Híbridos Prof. Dr. Marcelo Ferreira, 14/03/2012 Concreto Pré-Moldado em Sistemas Mistos O benefício da Construção Mista Industrializada

Leia mais

Arq. Tiago S. Ferrari Royal do Brasil Technologies S.A.

Arq. Tiago S. Ferrari Royal do Brasil Technologies S.A. Concreto PVC A Utilização do Sistema Royal para construção de casas populares. Arq. Tiago S. Ferrari Royal do Brasil Technologies S.A. O Sistema Construtivo O sistema construtivo Royal (Concreto-PVC) nasceu

Leia mais

INSTITUTO ALGE DE CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL JANILSON CASSIANO

INSTITUTO ALGE DE CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL JANILSON CASSIANO CONSTRUINDO NO SISTEMA (CES) LIGHT STEEL FRAMING O sistema Light Steel Frame é caracterizado por um esqueleto estrutural leve composto por perfis de aço galvanizado que trabalham em conjunto para sustentação

Leia mais

MÓDULO 1 Projeto e dimensionamento de estruturas metálicas em perfis soldados e laminados

MÓDULO 1 Projeto e dimensionamento de estruturas metálicas em perfis soldados e laminados Projeto e Dimensionamento de de Estruturas metálicas e mistas de de aço e concreto MÓDULO 1 Projeto e dimensionamento de estruturas metálicas em perfis soldados e laminados 1 2 Histórico Tecnologia anterior

Leia mais

poder de compra x custo da construção poder de compra:

poder de compra x custo da construção poder de compra: w ALVENARIA ESTRUTURAL COM BLOCOS DE CONCRETO poder de compra x custo da construção poder de compra: - Conceito Geral - Engenheiro Civil - Ph.D. (85)3244-3939 (85)9982-4969 luisalberto1@terra.com.br custo

Leia mais

Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações

Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações Edição: 5132010 Litoral Paulista, sexta-feira, 20 de agosto Página: 1 Grupo Usiminas fabrica em Cubatão e Ipatinga, em Minas Gerais, perfis de aço para a construção de habitações w w w. u s i m i n a s.

Leia mais

PAREDES EXTERNAS EM CONCRETO ARMADO MOLDADO IN LOCO COMO SOLUÇÃO PARA EDIFÍCIOS VERTICAIS

PAREDES EXTERNAS EM CONCRETO ARMADO MOLDADO IN LOCO COMO SOLUÇÃO PARA EDIFÍCIOS VERTICAIS I CONFERÊNCIA LATINO-AMERICANA DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL X ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO 18-21 julho 2004, São Paulo. ISBN 85-89478-08-4. PAREDES EXTERNAS EM CONCRETO ARMADO MOLDADO

Leia mais

QUANDO CONSTRUIR EM AÇO?

QUANDO CONSTRUIR EM AÇO? QUANDO CONSTRUIR EM AÇO? Roteiro para escolha do sistema estrutural mais adequado Fernando Ottoboni Pinho Engenheiro Consultor da Gerdau Açominas A pergunta Quando construir em aço? é freqüentemente repetida.

Leia mais

A cobertura pode ser feita com telhas que podem ser metálicas, de barro ou ainda telhas asfálticas tipo shingle.

A cobertura pode ser feita com telhas que podem ser metálicas, de barro ou ainda telhas asfálticas tipo shingle. CONCEITO Light (LSF estrutura em aço leve) é um sistema construtivo racional e industrial. Seus principais componentes são perfis de aço galvanizado dobrados a frio, utilizados para formar painéis estruturais

Leia mais

O SISTEMA SF DE FÔRMAS

O SISTEMA SF DE FÔRMAS O SISTEMA SF DE FÔRMAS O SISTEMA SF Fôrmas: A SF Fôrmas utiliza o sistema construtivo de paredes de concreto desde a década de 1970, quando trouxe para o Brasil as primeiras fôrmas de alumínio. O SISTEMA

Leia mais

LEI Nº 1822, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. Revoga o Anexo I, e altera os Anexos II e III da Lei Municipal n 1.215/2009, e dá outras providências.

LEI Nº 1822, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. Revoga o Anexo I, e altera os Anexos II e III da Lei Municipal n 1.215/2009, e dá outras providências. LEI Nº 1822, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. Revoga o Anexo I, e altera os Anexos II e III da Lei Municipal n 1.215/2009, e dá outras providências. O Sr. Adriano Xavier Pivetta, Prefeito de Nova Mutum, Estado

Leia mais

Tecnol. Mecânica: Produção do Gusa Introdução: conhecimentos tecnológicos que faltavam ao homem da antiguidade:

Tecnol. Mecânica: Produção do Gusa Introdução: conhecimentos tecnológicos que faltavam ao homem da antiguidade: Introdução Você já parou para imaginar um mundo sem coisas simples como facas, agulhas de costura, chaves, fechaduras, alfinetes lâminas de barbear? Pois é, não faz muito tempo, na verdade cerca de 500

Leia mais

Introdução. 1. Generalidades. Para o aço estrutural. Definição

Introdução. 1. Generalidades. Para o aço estrutural. Definição Introdução Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil PGECIV - Mestrado Acadêmico Faculdade de Engenharia FEN/UERJ Disciplina: Tópicos Especiais em Estruturas (Chapa Dobrada) Professor: Luciano Rodrigues

Leia mais

SAPATAS ARMADAS Fundações rasas Solos arenosos

SAPATAS ARMADAS Fundações rasas Solos arenosos SAPATAS ARMADAS Fundações rasas Solos arenosos Prof. Marco Pádua Se a superestrutura do edifício for definida por um conjunto de elementos estruturais formados por lajes, vigas e pilares caracterizando

Leia mais

http://www.revistatechne.com.br/engenharia-civil/109/imprime31727.asp Figura 1 - Corte representativo dos sistemas de lajes treliçadas

http://www.revistatechne.com.br/engenharia-civil/109/imprime31727.asp Figura 1 - Corte representativo dos sistemas de lajes treliçadas 1 de 9 01/11/2010 23:26 Como construir Lajes com EPS Figura 1 - Corte representativo dos sistemas de lajes treliçadas As lajes tipo volterrana abriram a trajetória das lajes pré-moldadas. O sistema utiliza

Leia mais

Telas Soldadas Nervuradas

Telas Soldadas Nervuradas Telas Soldadas Nervuradas Telas Soldadas Nervuradas Belgo Qualidade As Telas Soldadas de Aço Nervurado são armaduras pré-fabricadas constituídas por fios de aço Belgo 60 Nervurado, longitudinais e transversais,

Leia mais

LIGHT STEEL FRAMING COMO ALTERNATIVA PARA A CONSTRUÇÃO DE MORADIAS POPULARES

LIGHT STEEL FRAMING COMO ALTERNATIVA PARA A CONSTRUÇÃO DE MORADIAS POPULARES CONSTRUMETAL CONGRESSO LATINO-AMERICANO DA CONSTRUÇÃO METÁLICA São Paulo Brasil 31 de agosto a 02 de setembro 2010 LIGHT STEEL FRAMING COMO ALTERNATIVA PARA A CONSTRUÇÃO DE MORADIAS POPULARES RESUMO Alexandre

Leia mais

1.OBJETIVO. Os principais objetivos da prática de soldagem com eletrodo revestido são:

1.OBJETIVO. Os principais objetivos da prática de soldagem com eletrodo revestido são: 1 Objetivo/Justificativa 2 Introdução 2.1 Soldagem por Arco Submerso 2.1.1 Princípio de Funcionamento 2.2 Soldagem por Arame Tubular 2.2.1 Princípio de Funcionamento 3 Descrição da Prática 3.1 Materiais

Leia mais

ESTRUTURAS DE CONCRETO SIMPLES PARA CASAS POPULARES. Jean Fred Guimarães dos Santos Roberto Redondo Perez. Prof. Carlos Augusto Gomes (Orientador) 1

ESTRUTURAS DE CONCRETO SIMPLES PARA CASAS POPULARES. Jean Fred Guimarães dos Santos Roberto Redondo Perez. Prof. Carlos Augusto Gomes (Orientador) 1 ESTRUTURAS DE CONCRETO SIMPLES PARA CASAS POPULARES Jean Fred Guimarães dos Santos Roberto Redondo Perez Prof. Carlos Augusto Gomes (Orientador) 1 1 Universidade do Vale do Paraíba, Faculdade de Engenharia,

Leia mais

É hora de fabricar o aço

É hora de fabricar o aço É hora de fabricar o aço Introdução Mesmo quando os métodos de fabricação eram bastante rudimentares os artesãos da Antigüidade, na Ásia e, mais tarde, na Europa medieval, conseguiam fabricar o aço. O

Leia mais

PRÉ-DIMENSIONAMENTO DA ESTRUTURA

PRÉ-DIMENSIONAMENTO DA ESTRUTURA ECC 1008 ESTRUTURAS DE CONCRETO PRÉ-DIMENSIONAMENTO DA ESTRUTURA (Aulas 9-12) Prof. Gerson Moacyr Sisniegas Alva Algumas perguntas para reflexão... É possível obter esforços (dimensionamento) sem conhecer

Leia mais

CAPÍTULO IV - ALVENARIA

CAPÍTULO IV - ALVENARIA CAPÍTULO IV - ALVENARIA Alvenaria é a arte ou ofício de pedreiro ou alvanel, ou ainda, obra composta de pedras naturais ou artificiais, ligadas ou não por argamassa. Segundo ZULIAN et al. (2002) também

Leia mais

TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE

TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE BARRAS E PERFIS AÇO PARA INDÚSTRIA TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE Quando você usa a ampla linha de barras e perfis Gerdau, você coloca mais qualidade no seu trabalho. Cada produto foi desenvolvido

Leia mais

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PADRÃO PARA QUADRA POLIESPORTIVA COBERTA COM

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS Referência: Projeto: Data: MD-SPDA CER - BRASIL OUTUBRO/2013 SUMÁRIO 1 GENERALIDADES 2 DESCRIÇÃO DO PROJETO 3

Leia mais

MANUAL DE COLOCAÇÃO. Laje Treliça. Resumo Esse material tem como objetivo auxiliar no dimensionamento, montagem e concretagem da laje.

MANUAL DE COLOCAÇÃO. Laje Treliça. Resumo Esse material tem como objetivo auxiliar no dimensionamento, montagem e concretagem da laje. MANUAL DE COLOCAÇÃO Laje Treliça Resumo Esse material tem como objetivo auxiliar no dimensionamento, montagem e concretagem da laje. Henrique. [Endereço de email] 1 VANTAGENS LAJE TRELIÇA É capaz de vencer

Leia mais

Transformando aço, conduzindo soluções. Lajes Mistas Nervuradas

Transformando aço, conduzindo soluções. Lajes Mistas Nervuradas Transformando aço, conduzindo soluções. Lajes Mistas Nervuradas TUPER Mais de 40 anos transformando aço e conduzindo soluções. A Tuper tem alta capacidade de transformar o aço em soluções para inúmeras

Leia mais

TEC 159 TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES I

TEC 159 TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES I UEFS Departamento de Tecnologia CURSO DE ENGENHARIA CIVIL TEC 159 TECNOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES I Aula 2 Histórico e processos da Construção Civil: Evolução da Técnica de Construção Cristóvão C. C. Cordeiro

Leia mais

Notas de aulas - Concreto Armado. Lançamento da Estrutura. Icléa Reys de Ortiz

Notas de aulas - Concreto Armado. Lançamento da Estrutura. Icléa Reys de Ortiz Notas de aulas - Concreto Armado 2 a Parte Lançamento da Estrutura Icléa Reys de Ortiz 1 1. Lançamento da Estrutura Antigamente costumava-se lançar vigas sob todas as paredes e assim as lajes ficavam menores

Leia mais

Recomendações para elaboração de projetos estruturais de edifícios em aço

Recomendações para elaboração de projetos estruturais de edifícios em aço 1 Av. Brigadeiro Faria Lima, 1685, 2º andar, conj. 2d - 01451-908 - São Paulo Fone: (11) 3097-8591 - Fax: (11) 3813-5719 - Site: www.abece.com.br E-mail: abece@abece.com.br Av. Rio Branco, 181 28º Andar

Leia mais

Textos de apoio. Ciências. Ensino Fundamental I

Textos de apoio. Ciências. Ensino Fundamental I Textos de apoio Ciências Ensino Fundamental I 1 Latas de aço O mercado para reciclagem No Brasil, assim como no resto do mundo, o mercado de sucata de aço é bastante sólido, pois as indústrias siderúrgicas

Leia mais

A NOVA GERAÇÃO DE OBRAS SISTEMA PREMIERE

A NOVA GERAÇÃO DE OBRAS SISTEMA PREMIERE A NOVA GERAÇÃO DE OBRAS SISTEMA PREMIERE Esta inovação faz nascer a técnica industrial aplicada a construção no Brasil SISTEMA DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL A Construção Sustentável Premiere representa uma

Leia mais

Manual Técnico de Coberturas Metálicas

Manual Técnico de Coberturas Metálicas Manual Técnico de Coberturas Metálicas Coberturas Metálicas Nas últimas décadas, as telhas produzidas a partir de bobinas de aço zincado, revolucionaram de maneira fundamental, a construção civil no Brasil,

Leia mais

Espaçador treliçado ABTC para apoio de ferragem negativa. Espaçador DL para tela soldada. Barras de transferência

Espaçador treliçado ABTC para apoio de ferragem negativa. Espaçador DL para tela soldada. Barras de transferência Espaçador treliçado ABTC para apoio de ferragem negativa O espaçador treliçado ABTC da FAMETH é utilizado em lajes, substituindo o ultrapassado caranguejo. É indicado para apoiar e manter o correto posicionamento

Leia mais

Produtos de Aço para Indústria e Construção Civil

Produtos de Aço para Indústria e Construção Civil Produtos de Aço para Indústria e Construção Civil CATÁLOGO 2015 AÇOS longos E PLANOS PRODUTOS DE AÇO PARA INDÚSTRIA E CONSTRUÇÃO CIVIL SUMÁRIO Sobre a Dimensão Aços Longos e Planos Produtos para Produtos

Leia mais

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara MEMORIAL DESCRITIVO REDE CEGONHA - HOSPITAL MUNICIPAL JACIARA/MT O presente memorial descritivo define diretrizes referentes à reforma do espaço destinado a Programa REDE CEGONHA no Hospital Municipal

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ESTAÇÃO

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ESTAÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO 1. DADOS GERAIS: 1.1. Proprietário: Município de Estação/RS CNPJ: 92.406.248/0001-75 1.2. Obra: Cobertura Metálica da Escola Municipal de Ensino Fundamental Pedro Cecconelo 1.3. Local:

Leia mais

FORMAS E ARMADURAS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

FORMAS E ARMADURAS. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I FORMAS E ARMADURAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I CUSTO DA ESTRUTURA (SABBATINI, et. Al, 2007) CUSTO DOS ELEMENTOS DA ESTRUTURA

Leia mais

Empresa jovem e 100 % nacional, a Bazze está sediada em PORTÃO RS e é referência na extrusão de perfis em PVC.

Empresa jovem e 100 % nacional, a Bazze está sediada em PORTÃO RS e é referência na extrusão de perfis em PVC. Empresa jovem e 100 % nacional, a Bazze está sediada em PORTÃO RS e é referência na extrusão de perfis em PVC. Comprometida com a qualidade e o desenvolvimento dos nossos produtos investimos continuamente

Leia mais

Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31

Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31 Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31 Tópicos Abordados: 1. Porta Paletes Seletivo (convencional): 2. Drive-in / Drive-thru Objetivo: Esta apostila tem como principal objetivo ampliar o conhecimento

Leia mais

O SISTEMA SF DE FÔRMAS

O SISTEMA SF DE FÔRMAS O SISTEMA SF DE FÔRMAS A SF Fôrmas utiliza o sistema construtivo para estruturas de concreto desde a década de 70, quando trouxe para o Brasil as primeiras fôrmas de alumínio. O Sistema SF de Fôrmas para

Leia mais

Aço é uma liga metálica composta principalmente de ferro e de pequenas quantidades de carbono (em torno de 0,002% até 2%).

Aço é uma liga metálica composta principalmente de ferro e de pequenas quantidades de carbono (em torno de 0,002% até 2%). ESTRUTURAS DE CONCRETO CAPÍTULO 3 Libânio M. Pinheiro, Cassiane D. Muzardo, Sandro P. Santos. 31 de março, 2003. AÇOS PARA ARMADURAS 3.1 DEFINIÇÃO E IMPORTÂNCIA Aço é uma liga metálica composta principalmente

Leia mais

e-mail: ederaldoazevedo@yahoo.com.br

e-mail: ederaldoazevedo@yahoo.com.br Centro de Ensino Superior do Amapá-CEAP Curso: Arquitetura e Urbanismo Assunto: Cálculo de Pilares Prof. Ederaldo Azevedo Aula 4 e-mail: ederaldoazevedo@yahoo.com.br Centro de Ensino Superior do Amapá-CEAP

Leia mais

CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE

CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE CENTRO UNIVERSITARIO DE BELO HORIZONTE Estúdio de Arquitetura: Sustentabilidade Steel Framing Aluna: Gabriela Carvalho Ávila Maio de 2014 ÍNDICE 1 Introdução... 4 2 Sistema Ligth Steel Framing... 5 2.1

Leia mais

LAJE ALVEOLAR PROTENDIDA

LAJE ALVEOLAR PROTENDIDA LAJE ALVEOLAR PROTENDIDA 1. DEFINIÇÃO A Laje Alveolar é constituída de painéis de concreto protendido que possuem seção transversal com altura constante e alvéolos longitudinais, responsáveis pela redução

Leia mais

GESTÃO DE PRODUTOS PARA OBRAS INDUSTRIAIS

GESTÃO DE PRODUTOS PARA OBRAS INDUSTRIAIS GESTÃO DE PRODUTOS PARA OBRAS INDUSTRIAIS Terrenos Projetos Pisos Sondagem Pré-Fabricados Venezianas Terraplenagem Estruturas Metálicas Estacas O Logo A Cruz de Malta, conhecida como o símbolo do guerreiro

Leia mais

SUDESTE PRÉ-FABRICADOS CATÁLOGO TÉCNICO SUDESTE PRÉ-FABRICADOS PRONTOS PARA TODA E QUALQUER EMPREITADA

SUDESTE PRÉ-FABRICADOS CATÁLOGO TÉCNICO SUDESTE PRÉ-FABRICADOS PRONTOS PARA TODA E QUALQUER EMPREITADA 1 CONSTRUINDO GRANDES NEGÓCIOS PRÉ-FABRICADOS 2 SUDESTE PRÉ-FABRICADOS CATÁLOGO TÉCNICO SUDESTE PRÉ-FABRICADOS PRONTOS PARA TODA E QUALQUER EMPREITADA SUDESTE PRÉ-FABRICADOS CATÁLOGO TÉCNICO ÍNDICE 3 A

Leia mais

Integração entre sistemas de cobertura metálica e estrutura de concreto em galpões. Aplicações em sistemas prémoldados

Integração entre sistemas de cobertura metálica e estrutura de concreto em galpões. Aplicações em sistemas prémoldados Integração entre sistemas de cobertura metálica e estrutura de concreto em galpões. Aplicações em sistemas prémoldados e tilt-up Vitor Faustino Pereira Engenheiro Civil Professor Adjunto UEL Sócio Diretor:

Leia mais

Paredes Maciças as de Concreto

Paredes Maciças as de Concreto Escola Politécnica Universidade Federal da Bahia Tecnologia da Construção Civil AULA 4B Paredes Maciças as de Concreto Prof. Dr. Luiz Sergio Franco Escola Politécnica da USP Dep. de Engenharia de Construção

Leia mais

Apostila técnica de Mezanino 01 de 09

Apostila técnica de Mezanino 01 de 09 Apostila técnica de Mezanino 01 de 09 OBJETIVO: Esta apostila tem como principal objetivo ampliar o conhecimento básico sobre Mezaninos, seus acessórios e suas aplicações, facilitando a solução de problemas

Leia mais

Sistemas da edificação Aplicação na prática

Sistemas da edificação Aplicação na prática 1 Vantagens Alta produtividade com equipes otimizadas; Redução de desperdícios e obra limpa; Facilidade de gerenciamento e padronização da obra; Elevada durabilidade; Facilidade de limpeza e conservação;

Leia mais

Soluções em Autoconstrução Praticidade, economia e agilidade na sua obra

Soluções em Autoconstrução Praticidade, economia e agilidade na sua obra Aços Longos Soluções em Autoconstrução Praticidade, economia e agilidade na sua obra Sapatas Arame Recozido Trançadinho Pregos Treliças Nervuradas Murfor Produto Belgo Bekaert Malhas Top Telas Soldadas

Leia mais

SISTEMA DE FÔRMAS PARA CONCRETO

SISTEMA DE FÔRMAS PARA CONCRETO SISTEMA DE FÔRMAS PARA CONCRETO SOLIDEZ E ÉTICA, DESDE 1977 NO MERCADO DA CONSTRUÇÃO CIVIL. AGILIDADE NO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO Desde 1977, a SF Sistema de Fôrmas para Concreto atua com visão empresarial

Leia mais

Bairro Novo: Sistema Construtivo em Paredes de Concreto.

Bairro Novo: Sistema Construtivo em Paredes de Concreto. Bairro Novo: Sistema Construtivo em Paredes de Concreto. 1 Escolha do Sistema Construtivo Sistema construtivo com foco nas seguintes características: Alta produtividade Baixo custo de construção Redução

Leia mais