Fundamentos de Teste de Software

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fundamentos de Teste de Software"

Transcrição

1 Núcleo de Excelência em Testes de Sistemas Fundamentos de Teste de Software Módulo 1- Visão Geral de Testes de Software Aula 2 Estrutura para o Teste de Software

2 SUMÁRIO 1. Introdução Vertentes do Teste de Software Ciclo de Vida Estágio ou Níveis de Teste de Software Tipos de Testes de Software ii

3 1. Introdução Esta segunda parte do módulo apresenta os fundamentos estruturais e conceituais para compreender e adaptar a disciplina de teste de software. 2. Vertentes do Teste de Software No contexto do teste de software, é necessário ter a correta compreensão dos três pilares que dão sustentação a todo processo (Ver Figura 1). Eles são a base para o entendimento conceitual, adaptação prática e elaboração efetiva do planejamento do teste em um projeto. Nesse âmbito, os estágios ou níveis de teste abrangem o escopo de quando o teste será realizado. Já a vertente de tipos de teste compreende categorias de teste associadas a partir de um objetivo comum. Por sua vez, as técnicas de teste tratam formas para realizar um projeto de casos de teste. Figura 1 - pilares do processo de teste 3. Ciclo de Vida CASCATA É um ciclo de vida de desenvolvimento de software onde as atividades são sequenciais, no qual o desenvolvimento se dá através das fases de definição de requisitos, projeto de sistemas e software, implementação, testes, integração, operação e manutenção de software (Ver Figura 2). O primeiro modelo teve sua origem através de um artigo publicado referente 3

4 aos processos mais gerais de engenharia de software no ano de 1970 por Royce. Inicialmente, Royce buscava uma abordagem iterativa para o desenvolvimento de software e não usou em nenhum momento. Figura 2 - Modelo Cascata Os processos de teste podem ser adaptados de acordo com o ciclo de vida adequado ao contexto da organização. O ciclo de vida cascata é também conhecido como linear ou sequencial, onde os produtos de trabalho relacionados a cada fase devem ser completamente desenvolvidos antes de passarem para a fase seguinte. Os passos são executados em sequência e todos os requisitos do cliente são progressivamente refinados até o ponto onde a codificação se inicia. O teste é uma fase que só acontece após a implementação de todo código e pode ser visto como uma forma de auditoria da qualidade do produto podendo, portanto, ser aceito ou rejeitado. Esta etapa no modelo cascata serve para assegurar que todos os requisitos do software sejam atendidos. Um aspecto negativo desse ciclo de vida é que as mudanças no escopo, observadas ao longo do ciclo de vida, não são absorvidas pelo processo. Nesse caso, o produto pode estar obsoleto, mesmo antes de sua finalização. MODELO-V Antes de discutir o modelo V, é interessante compará-lo com o modelo que antecedeuse a ele. O modelo cascata foi um dos primeiros modelos a serem projetados. Tem uma linha de tempo natural, onde as tarefas são executadas sequencialmente. Neste modelo os testes acontecem no final do ciclo de vida do projeto, o que não traz benefício ao projeto. O modelo V, por sua vez, define níveis de teste correspondente a cada nível de desenvolvimento 4

5 de software (Ver Figura 3). O lado esquerdo do modelo foca as atividades de desenvolvimento de software. A parte central do modelo mostra que o planejamento das atividades de teste deve ser iniciado a partir de cada fase do desenvolvimento do software. Figura 3 - Modelo V O lado direito foca as atividades de teste, apresentando quando elas serão realizadas. Os artefatos produzidos no processo de desenvolvimento são a referência para o processo do teste. Por exemplo, no mesmo momento em que os requisitos estão sendo refinados em um projeto, o planejamento da aceitação já pode ser realizado. ITERATIVO Nem todos os ciclos de vida são sequenciais. Há também os ciclos de vida iterativo (Ver Figura 4), onde, em vez de ter um desenvolvimento sequenciado do começo ao fim, o mesmo percorre uma série de pequenos ciclos para o mesmo projeto, tal como acontece com o modelo V. O modelo de ciclo de vida iterativo foi concebido como uma resposta às lacunas ou problemas que existem no modelo cascata. Essa abordagem divide o desenvolvimento de um produto de software em ciclos ou iterações. Em cada ciclo de desenvolvimento podem ser identificadas as fases de elicitação ou definição dos requisitos, projeto de sistemas, implementação, testes, integração. Essa característica contrasta com a abordagem cascata ou clássica, na qual as fases são realizadas uma única vez. 5

6 Figura 4 - Modelo Iterativo Os requisitos de um sistema sempre mudam e evoluem ao longo de seu ciclo de vida, ou seja, durante o seu desenvolvimento. No ciclo de vida iterativo, o software é construído por partes e gradativamente incorporado ao que foi desenvolvido anteriormente. Iterações podem ser aplicadas a qualquer modelo do ciclo de vida de software, mesmo no modelo cascata que estudamos anteriormente. Utilizando a mesma abordagem, o processo de teste também é realizado iterativamente, onde o objetivo e esforço do teste devem estar de acordo com objetivo de cada iteração. O escopo do teste irá aumentar a cada iteração, haja vista que o software é construído também de maneira gradativa. Dessa forma, deve-se considerar a possibilidade de automação do processo de teste para trabalharmos de maneira mais efetiva, conforme o processo de desenvolvimento do produto. 4. Estágio ou Níveis de Teste de Software Os estágios de teste fornecem a indicação sobre o foco do teste e os tipos de problemas a serem encontrados, dependendo do nível em que o teste será realizado. O teste pode ser dividido em: unitário, sistema, integração e, por fim, aceitação. O conceito níveis de teste está relacionado com o modelo V, que representa quando as atividades de teste acontecem em decorrência do ciclo de vida do software. No entanto, o conceito de estágios de teste também pode ser aplicado ao desenvolvimento iterativo. Quando o teste é realizado no momento da codificação e desenvolvimento do sistema, 6

7 consideramos o nível de teste unitário (Ver Figura 5). Já, quando o teste é realizado no momento da integração de componentes previamente desenvolvidos, estamos falando do teste de integração. Após o desenvolvimento do sistema, no momento em que os analistas de teste validam o produto com base nos requisitos, podemos considerar que estamos tratando de teste de sistema. Já no ambiente de produção, considera-se teste de aceitação aquele que é realizado pelo usuário da aplicação ou por terceiros designados, cujo objetivo é de aprovar ou não o software. UNITÁRIO Figura 5 - Níveis de Teste O teste unitário tem o objetivo de garantir que o código escrito esteja de acordo com sua especificação antes de integrá-lo com outras unidades ( Ver Figura 6). Figura 6 - Teste Unitário 7

8 O mesmo também é importante para garantir que todo o código escrito para a unidade possa ser executado. Nesse nível de teste, é imprescindível o acesso ao código fonte e isso acontece durante a fase de implementação. Nesse momento o desenvolvedor é o responsável pela execução do teste unitário e nesse âmbito há menor necessidade de formalismos. Os problemas são identificados e corrigidos ainda nessa fase. INTEGRAÇÃO O teste de integração tem por definição a busca por defeitos na interface entre componentes e ocorre em paralelo à atividade de integração do sistema (Ver Figura 7). Pode acontecer de várias formas, de acordo com a estratégia de integração adotada. Figura 7 - Teste de Integração Os testes de integração são feitos em sistemas completos ou subsistemas, compostos de componentes integrados, onde unidades de software e hardware são testadas juntas para avaliar a integração entre eles, permitindo exposição dos problemas nas interfaces das unidades. Pode haver mais de um nível de teste de integração, a serem utilizados em objetos de teste de tamanho variado. Por exemplo: 8

9 Teste de integração de componente testa interações entre componentes de software e é realizado após o teste de componente. Teste de integração de sistemas testa interação entre diferentes sistemas e pode ser realizado após o teste de sistema. Quanto maior o escopo para a realização da integração, maior será a dificuldade para isolar as falhas para componentes, algo que pode vir a representar um aumento no risco. Estratégias sistemáticas de integração podem ser baseadas na arquitetura do sistema (top-down e bottom-up), funções entre outros aspectos do sistema ou componente. Visando diminuir ou minimizar o risco de encontrar, tardiamente, defeitos, a integração deve, preferencialmente, ser incremental. SISTEMA Teste de sistema se refere ao comportamento de todo o sistema, ou seja, produto definido pelo escopo de um projeto ou programa de desenvolvimento (Ver Figura 8). Figura 8 - Teste de Sistema No teste de sistema, o ambiente de teste deve corresponder ao ambiente de produção em que o sistema irá funcionar. O teste de sistema refere-se ao comportamento do sistema como 9

10 um todo, com foco na análise da conformidade com os requisitos. Para ciclos de vida iterativos, o teste de sistema é antecipado e realizado por subconjuntos do sistema. Nesse contexto, recomenda-se o envolvimento de uma equipe independente para sua realização. ACEITAÇÃO O teste de aceitação é aquele realizado para assegurar o usuário de que o sistema irá funcionar de acordo com as expectativas definidas no início do projeto (Ver Figura 9). Figura 9 - Teste de Aceitação Este teste inclui a avaliação dos critérios objetivos para aceitação dos requisitos do software. Nesse caso, é necessário definir procedimentos de aceitação esclarecendo como o teste será conduzido e, com base nos acordos estabelecidos previamente, verificar se o produto satisfaz os requisitos. Todos os resultados do teste de aceitação devem ser documentados e, se necessário, um plano de ação deve ser traçado para os produtos rejeitados. 5. Tipos de Testes de Software Os tipos de teste são definidos de acordo com o nível em que o teste será realizado e também com base nos objetivos de cada um dos níveis de teste. Eles estão organizados em 10

11 categorias e, dependo do pesquisador e escola que é seguida, podem variar quanto a sua classificação. Nesse contexto iremos abordar três tipos de teste: (i) funcional, (ii) não funcional e (iii) estrutural, conforme descritos a seguir: FUNCIONAL O teste funcional é utilizado quando o objetivo é verificar se as especificações foram atendidas, ou seja, o foco do teste funcional são os requisitos funcionais do sistema. Portanto, o teste funcional olha para as funcionalidades do sistema e também é chamado de teste baseado em especificação, ou teste caixa preta (Ver Figura 10). Figura 10 - Teste Funcional Como exemplos de teste funcional, podemos citar o teste de segurança (ex.: um firewall ), investiga as funções relacionados à detecção de ameaça de vírus ou de ações mal intencionadas. Além disso, podemos citar também como teste funcional o cálculo de pagamento de um funcionário, em um sistema de folha de pagamento. NÃO FUNCIONAL Testes não funcionais incluem, mas não se limitam a: teste de performance; teste de carga; teste de estresse; teste de usabilidade; teste de interoperabilidade; teste de 11

12 manutenibilidade; teste de confiabilidade e teste de portabilidade. É o teste de como o sistema trabalha (Ver Figura 11). Figura 11 - Teste Não-Funcional Testes não funcionais podem ser realizados em todos os níveis de teste. O termo teste não funcional descreve que o teste é executado para medir as características que podem ser quantificadas em uma escala variável, como o tempo de resposta em um teste de performance. O teste não funcional busca analisar os aspectos comportamentais do sistema. Como exemplos de teste não funcional, podemos citar o teste de usabilidade. ESTRUTURAL A técnica de teste estrutural é mais conhecida como teste caixa branca. O teste estrutural tem como base o conhecimento da estrutura interna da codificação. Portanto, o teste estrutural é baseado no código escrito para implementar um componente ou sistema ( Ver Figura 12). Figura 12 - Teste Estrutural 12

13 O teste caixa branca é usado para garantir que elementos de uma estrutura foram corretamente definidos. Por exemplo, as técnicas de teste estruturado podem ser usadas para garantir que declarações do código de um determinado sistema são executadas uma única vez. Nesse caso, os testes estruturais podem acontecer em qualquer nível de teste. 13

ENGENHARIA DE SOFTWARE

ENGENHARIA DE SOFTWARE INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Curso Técnico em Informática : ENGENHARIA DE SOFTWARE Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Um conjunto estruturado

Leia mais

Conteúdo. Disciplina: INF Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos

Conteúdo. Disciplina: INF Engenharia de Software. Monalessa Perini Barcellos Universidade Federal do Espírito Santo Centro Tecnológico Departamento de Informática Disciplina: INF 09289 Prof.: (monalessa@inf.ufes.br) Conteúdo 1. Introdução 3. Especificação e Análise de Requisitos

Leia mais

Princípios da Engenharia de Software aula 03

Princípios da Engenharia de Software aula 03 Princípios da Engenharia de Software aula 03 Prof.: José Honorato Ferreira Nunes Material cedido por: Prof.: Franklin M. Correia Na aula anterior... Modelos de processos de software: Evolucionário Tipos

Leia mais

Guia do Processo de Teste Metodologia Celepar

Guia do Processo de Teste Metodologia Celepar Guia do Processo de Teste Metodologia Celepar Agosto de 2009 Sumário de Informações do Documento Documento: guiaprocessoteste.odt Número de páginas: 11 Versão Data Mudanças Autor 1.0 26/12/07 Criação.

Leia mais

RUP RATIONAL UNIFIED PROCESS PRÁTICAS RECOMENDADAS. Prof. Fabiano Papaiz IFRN

RUP RATIONAL UNIFIED PROCESS PRÁTICAS RECOMENDADAS. Prof. Fabiano Papaiz IFRN RUP RATIONAL UNIFIED PROCESS PRÁTICAS RECOMENDADAS Prof. Fabiano Papaiz IFRN O RUP recomenda as seguintes práticas que devem ser utilizadas no desenvolvimento de um software: 1. Desenvolver de forma iterativa

Leia mais

Introdução a Teste de Software

Introdução a Teste de Software Universidade Católica de Pelotas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina de Qualidade de Software Introdução a Teste de Software Prof. Luthiano Venecian 1 Conceitos Teste de software

Leia mais

Teste de Software. Competência: Entender as técnicas e estratégias de testes de Software

Teste de Software. Competência: Entender as técnicas e estratégias de testes de Software Teste de Software Competência: Entender as técnicas e estratégias de testes de Software Conteúdo Programático Introdução O que é teste de software? Por que é necessário testar um software? Qual a causa

Leia mais

Prof. Dr. Thiago Jabur Bittar

Prof. Dr. Thiago Jabur Bittar Prof. Dr. Thiago Jabur Bittar Uma representação abstrata e simplificada do processo de desenvolvimento software, tipicamente mostrando as principais atividades e dados usados na produção e manutenção de

Leia mais

Organização para Realização de Teste de Software

Organização para Realização de Teste de Software Organização para Realização de Teste de Software Quando o teste se inicia há um conflito de interesses: Desenvolvedores: interesse em demonstrar que o programa é isento de erros. Responsáveis pelos testes:

Leia mais

2

2 ANÁLISE DE SISTEMAS (processo de desenvolvimento de sistemas) por Antônio Maurício Pitangueira 1 2 Levantamento de requisitos Análise de requisitos Projeto Implementação Testes Implantação Foco da disciplina

Leia mais

Unidade 4 Teste na Implantação do Sistema

Unidade 4 Teste na Implantação do Sistema Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático 4.1 Teste de Unidade 4.2 Teste de Integração 4.3 Teste de Validação 4.4 Teste de Sistema 4.5 Teste na Migração Introdução O processo

Leia mais

CASOS DE TESTE PALESTRANTE: MARCIA SILVA MARCIA.SILVA@DATASUS.GOV.BR WWW.EMERSONRIOS.ETI.BR

CASOS DE TESTE PALESTRANTE: MARCIA SILVA MARCIA.SILVA@DATASUS.GOV.BR WWW.EMERSONRIOS.ETI.BR CASOS DE TESTE PALESTRANTE: MARCIA SILVA MARCIA.SILVA@DATASUS.GOV.BR WWW.EMERSONRIOS.ETI.BR CONCEITOS BÁSICOS - TESTES O que é Teste de Software? Teste é o processo de executar um programa com o objetivo

Leia mais

Processos de Validação e Verificação do MPS-Br

Processos de Validação e Verificação do MPS-Br Processos de Validação e Verificação do MPS-Br O Processo Validação "O propósito do processo Validação é confirmar que um produto ou componente do produto atenderá a seu uso pretendido quando colocado

Leia mais

Teste de Software. Prof. Camila. Pedro de Assis Sobreira Jr.

Teste de Software. Prof. Camila. Pedro de Assis Sobreira Jr. Teste de Software Prof. Camila Pedro de Assis Sobreira Jr. 2 Técnicas de Testes Técnica de Teste Funcional Técnica de Teste Estrutural 3 Testes Funcionais Teste de Especificação de Requisitos. Teste de

Leia mais

Processo Unificado (PU) Unified Process

Processo Unificado (PU) Unified Process Processo Unificado (PU) Unified Process 10 de junho de 2011 Adonai Canêz One comment Introdução O Processo Unificado (PU) surgiu para realizar o desenvolvimento de software visando a construção de sistemas

Leia mais

PDS. Aula 1.4 Modelos de Processo. Prof. Dr. Bruno Moreno

PDS. Aula 1.4 Modelos de Processo. Prof. Dr. Bruno Moreno PDS Aula 1.4 Modelos de Processo Prof. Dr. Bruno Moreno bruno.moreno@ifrn.edu.br 2 Introdução Há alguns anos, o desenvolvimento de softwares era muito obsoleto; Existiam diversos problemas relacionados

Leia mais

TESTES DE SOFTWARE 1. Fundamentos sobre testes de software

TESTES DE SOFTWARE 1. Fundamentos sobre testes de software ENG SOFT - TESTES TESTES DE SOFTWARE 1. Fundamentos sobre testes de software A atividade de teste de software sempre foi considerada como um gasto de tempo desnecessário, uma atividade de segunda classe,

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE

ENGENHARIA DE SOFTWARE ENGENHARIA DE SOFTWARE Teste de Software Verificação e validação Testes de desenvolvimento Testes de release Testes de usuário Desenvolvimento dirigido a testes Kele Teixeira Belloze kelebelloze@gmail.com

Leia mais

Engenharia de Software Simulado para a 1ª Avaliação Bimestral Professor: Danilo Giacobo - RESPOSTAS. Nome:

Engenharia de Software Simulado para a 1ª Avaliação Bimestral Professor: Danilo Giacobo - RESPOSTAS. Nome: Engenharia de Software Simulado para a 1ª Avaliação Bimestral Professor: Danilo Giacobo - RESPOSTAS Nome: 1. No ciclo de vida de software, a estrutura de dados, a arquitetura, os detalhes procedimentais

Leia mais

AULA 3 ETAPAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

AULA 3 ETAPAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS AULA 3 ETAPAS PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS Projeto de longo prazo Tem variados objetivos, focos e etapas; Depende de muitas pessoas, organizações, decisões em outras instâncias, grande captação de recursos

Leia mais

INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE SOFTWARE

INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE SOFTWARE Universidade TESTE Estadual DE SOFTWARE Vale do Acaraú O que são testes? INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE SOFTWARE Teste é um processo de avaliar um sistema ou um componente de um sistema para verificar se ele

Leia mais

Modelos de Processo de Software

Modelos de Processo de Software Modelos de Processo de Software Seiji Isotani, Rafaela V. Rocha sisotani@icmc.usp.br rafaela.vilela@gmail.com PAE: Armando M. Toda armando.toda@gmail.com (material produzido e atualizado pelos professores

Leia mais

Escopo: PROCESSOS FUNDAMENTAIS

Escopo: PROCESSOS FUNDAMENTAIS Escopo: PROCESSOS FUNDAMENTAIS Etapa:Desenvolvimento de software Disciplina: Auditoria & Qualidade em Sistemas de Informação Professor: Lucas Topofalo Integrantes: Joel Soares de Jesus Luiz R. Bandeira

Leia mais

Desenvolvimento de Software. Testes de Software. Tópicos da Aula. Onde estamos... Verificação x Validação. Testes de Software

Desenvolvimento de Software. Testes de Software. Tópicos da Aula. Onde estamos... Verificação x Validação. Testes de Software Engenharia de Software Aula 17 Desenvolvimento de Software Testes de Software Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo dcc603@gmail.com 7 Maio 2012 1. Especificação de requisitos 2. Projeto

Leia mais

Processos de Software by Pearson Education Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 4 Slide 1

Processos de Software by Pearson Education Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 4 Slide 1 Processos de Software Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 4 Slide 1 Objetivos Apresentar modelos de processos de software Descrever três modelos genéricos de processo e quando

Leia mais

TESTES DE SOFTWARE Unidade 1 Importância do Teste de Software. Luiz Leão

TESTES DE SOFTWARE Unidade 1 Importância do Teste de Software. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático 1.1 - O teste nas fases de vida e de desenvolvimento de um software. 1.2 - O teste na engenharia de sistemas e na engenharia de

Leia mais

Normas ISO:

Normas ISO: Universidade Católica de Pelotas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina de Qualidade de Software Normas ISO: 12207 15504 Prof. Luthiano Venecian 1 ISO 12207 Conceito Processos Fundamentais

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA ENGENHARIA DE SOFTWARE

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA ENGENHARIA DE SOFTWARE 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA ENGENHARIA DE SOFTWARE Nickerson Fonseca Ferreira nickerson.ferreira@ifrn.edu.br Introdução 2 Antes de qualquer

Leia mais

Qualidade de Software

Qualidade de Software Qualidade de Software Seiji Isotani, Rafaela V. Rocha sisotani@icmc.usp.br rafaela.vilela@gmail.com PAE: Armando M. Toda armando.toda@gmail.com Qualidade de Software n O que é qualidade de software? Visão

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 4 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 4-03/05/2006 1 Modelos Prescritivos de Processo Modelo em cascata Modelos incrementais Modelo incremental Modelo RAD Modelos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - UFPR BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ - UFPR BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CI 221 DISCIPLINA: Engenharia de Software AULA NÚMERO: 3 DATA: / / PROFESSOR: Andrey APRESENTAÇÃO O objetivo desta aula é apresentar e discutir conceitos básicos como processo, projeto, produto, por que

Leia mais

Prova Discursiva Engenharia de Software

Prova Discursiva Engenharia de Software Prova Discursiva Engenharia de Software Quais são os principais fatores de qualidade de software definidos pela ISO 9126? 1-Funcionalidade 2-Confiabilidade 3-Usabilidade 4-Eficiencia 5-Facilidade de Manutenção

Leia mais

APOSTILAS: NORMAS; ABNT NBR ISO; MPS BR

APOSTILAS: NORMAS; ABNT NBR ISO; MPS BR APOSTILAS: NORMAS; ABNT NBR ISO; MPS BR Fonte: http://www.softex.br/mpsbr/_home/default.asp Apostilas disponíveis no site 1 NORMAS: NBR ISO NBR ISO/IEC CMM SPICE 2 NORMAS VISÃO GERAL Como já vimos em outras

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software

Processo de Desenvolvimento de Software Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático desta aula Fases do Processo. Ciclo de vida do processo. Processo Unificado Orientado por Casos de Uso, surgiu para realizar o

Leia mais

Desenvolvimento de Software

Desenvolvimento de Software PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações Total de Páginas:16 Versão: 1.0 Última Atualização: 26/07/2013 Índice

Leia mais

Fundamentos de Teste de Software

Fundamentos de Teste de Software Núcleo de Excelência em Testes de Sistemas Fundamentos de Teste de Software Módulo 2- Teste Estático e Teste Dinâmico Aula 5 Técnicas de Especificação SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 TÉCNICAS PARA PROJETO DE CASOS

Leia mais

TESTES DE SOFTWARE Lista de Exercício 02. Luiz Leão

TESTES DE SOFTWARE Lista de Exercício 02. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Exercício 01 Ao testarmos uma aplicação web, que aspectos devemos levar em consideração? Exercício 01 Resposta Ao testarmos uma aplicação web, que aspectos

Leia mais

Falta Erro Falha. Motivação. Teste de Software. Falha, Falta e Erro. Falha, Falta e Erro. Falha, Falta e Erro. Falha, Falta e Erro 6/6/11

Falta Erro Falha. Motivação. Teste de Software. Falha, Falta e Erro. Falha, Falta e Erro. Falha, Falta e Erro. Falha, Falta e Erro 6/6/11 Motivação Teste de Software Ocorrência de falhas humanas no processo de desenvolvimento de software é considerável Processo de testes é indispensável na garantia de qualidade de software Custos associados

Leia mais

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 O desenvolvimento de software envolve usuários, clientes e desenvolvedores. Avalie as seguintes afirmações

Leia mais

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 Sobre a Metodologia de Desenvolvimento de Software Extreme Programming (XP), explique e cite os benefícios

Leia mais

LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES

LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES LIVRO ENGENHARIA FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES WILSON PADUA PAULA FILHO CAPÍTULO REQUISITOS 1 REQUISITOS TECNICO E GERENCIAL ESCOPO (RASCUNHO) CARACTERISTICAS 2 O que são Requisitos? São objetivos ou

Leia mais

Tópicos da Aula. O que é anunciado. Falha de Comunicação no Desenvolvimento de Software. Engenharia de Software: Conceitos Fundamentais

Tópicos da Aula. O que é anunciado. Falha de Comunicação no Desenvolvimento de Software. Engenharia de Software: Conceitos Fundamentais Engenharia de Software Aula 02 Tópicos da Aula Engenharia de Software: Conceitos Fundamentais Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo dcc603@gmail.com 07 Março 2012 Motivação e Conceitos

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 6 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 6-10/05/2006 1 Ementa Processos de desenvolvimento de software Estratégias e técnicas de teste de software (Caps. 13 e 14 do

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS E MODELO DE PROJETO

CONCEITOS BÁSICOS E MODELO DE PROJETO CONCEITOS BÁSICOS E MODELO DE PROJETO Projeto Detalhado de Software (PDS) Profa. Cynthia Pinheiro Na aula passada... Abstração Arquitetura Padrões de Projeto Separação por interesses (por afinidades) Modularidade

Leia mais

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 Para Sommerville a arquitetura de sistemas descreve o sistema em termos de um conjunto de unidades

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Prof. Raquel Silveira O que são testes? Teste é um processo de avaliar um sistema ou um componente de um sistema para verificar se ele satisfaz os requisitos especificados ou identificar

Leia mais

Estágio II. Aula 01 Qualidade de Software. Prof. MSc. Fred Viana

Estágio II. Aula 01 Qualidade de Software. Prof. MSc. Fred Viana Estágio II Aula 01 Qualidade de Software Prof. MSc. Fred Viana Agenda Qualidade de Software Definições Dimensões Qualidade e Produtividade Por que testar um software Definições de Teste Motivação Por que

Leia mais

Análise e Projeto de Sistema. Daniel José Ventorim Nunes (IFES Campus Cahoeiro)

Análise e Projeto de Sistema. Daniel José Ventorim Nunes (IFES Campus Cahoeiro) Análise e Projeto de Sistema Daniel José Ventorim Nunes (IFES Campus Cahoeiro) Objetivos Conhecer as etapas do projeto de desenvolvimento de software Desenvolvimento de software é uma atividade complexa

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO CAMPUS PRESIDENTE EPITÁCIO MODELO DOS PROCESSOS DE SOFTWARE

INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO CAMPUS PRESIDENTE EPITÁCIO MODELO DOS PROCESSOS DE SOFTWARE INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO CAMPUS PRESIDENTE EPITÁCIO CURSO ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMA MODELO DOS PROCESSOS DE SOFTWARE ALUNO SAMUEL BRAGA LOPES SUMÁRIO - AGENDA INTRODUÇÃO MODELO CASCATA

Leia mais

Teste de Software Parte 2. Prof. Jonas Potros

Teste de Software Parte 2. Prof. Jonas Potros Teste de Software Parte 2 Prof. Jonas Potros Conteúdos Processo de Teste Planejamento de Teste Processo de Teste Independentemente da fase de teste, o processo de teste inclui as seguintes atividades:

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Visão Geral Profa.Paulo C. Masiero masiero@icmc.usp.br ICMC/USP Algumas Dúvidas... Como são desenvolvidos os softwares? Estamos sendo bem sucedidos nos softwares que construímos?

Leia mais

Introdução à Análise e Projeto de Sistemas

Introdução à Análise e Projeto de Sistemas Introdução à I. O Que vamos fazer na Disciplina? Saber uma linguagem de programação orientada a objeto (OO) não é suficiente para criar sistemas OO Tem que saber Análise e Projeto OO (APOO) Isto é, Análise

Leia mais

Verificação e Validação (V & V)

Verificação e Validação (V & V) Verificação e Validação (V & V) Objetivo: assegurar que o software que o software cumpra as suas especificações e atenda às necessidades dos usuários e clientes. Verificação: Estamos construindo certo

Leia mais

2. QUESTÕES DE GERENCIAMENTO DE PROJETO DE SOFTWARE

2. QUESTÕES DE GERENCIAMENTO DE PROJETO DE SOFTWARE 1. IDENTIFICAÇÃO DO SISTEMA Sistema: EPSI - Event Programming System Interface Descrição: Sistema computacional cujo objetivo é o gerenciamento de eventos. 2. QUESTÕES DE GERENCIAMENTO DE PROJETO DE SOFTWARE

Leia mais

O Processo Unificado (PU) SSC 121 Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012

O Processo Unificado (PU) SSC 121 Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012 O Processo Unificado (PU) SSC 121 Engenharia de Software I Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012 Modelos de Processo de Software Desenvolver software é geralmente uma tarefa complexa e sujeita

Leia mais

Análise de Requisitos

Análise de Requisitos Análise de Requisitos Análise de Requisitos O tratamento da informação é um requisito que fundamenta o processo de desenvolvimento de software antes da solução de tecnologia a ser aplicada. Cada projeto

Leia mais

Engenharia de Software. Processos. Desenvolvimento de Software Tradicionais 2014/2. Prof. Luís Fernando Garcia

Engenharia de Software. Processos. Desenvolvimento de Software Tradicionais 2014/2. Prof. Luís Fernando Garcia Engenharia de Software Processos Desenvolvimento de Software Tradicionais 2014/2 Prof. Luís Fernando Garcia LUIS@GARCIA.PRO.BR Processos Um conjunto estruturado de atividades necessárias para o desenvolvimento

Leia mais

Perguntas da Aula 2. Respostas da Pergunta 2. Respostas da Pergunta 1. Respostas da Pergunta 4. Respostas da Pergunta 3. Processos de Software

Perguntas da Aula 2. Respostas da Pergunta 2. Respostas da Pergunta 1. Respostas da Pergunta 4. Respostas da Pergunta 3. Processos de Software Engenharia de Software Aula 03 Perguntas da Aula 2 Processos de Software Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo dcc603@gmail.com 12 Março 2012 Inconsistente: perguntei laranjas, respondeu

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Prof. M.Sc. Ronaldo C. de Oliveira ronaldooliveira@facom.ufu.br FACOM - 2011 Verificação e Validação (V&V) S.L.Pfleeger (Cap.8 & 9) R.Pressman (Cap.13 & 14) I.Sommerville (Cap.22 & 23) Introdução Verificação

Leia mais

Paradigmas da Engenharia de Software AULA PROF. ABRAHAO LOPES

Paradigmas da Engenharia de Software AULA PROF. ABRAHAO LOPES Paradigmas da Engenharia de Software AULA 03-04 PROF. ABRAHAO LOPES Introdução O processo de software é visto por uma sequência de atividades que produzem uma variedade de documentos, resultando em um

Leia mais

TS03. Teste de Software ESTÁGIOS DO TESTE DE SOFTWARE. COTI Informática Escola de Nerds

TS03. Teste de Software ESTÁGIOS DO TESTE DE SOFTWARE. COTI Informática Escola de Nerds TS03 Teste de Software ESTÁGIOS DO TESTE DE SOFTWARE COTI Informática Escola de Nerds Teste do Desenvolvedor O Teste do Desenvolvedor denota os aspectos de design e implementação de teste mais apropriados

Leia mais

SSC-546 Avaliação de Sistemas Computacionais

SSC-546 Avaliação de Sistemas Computacionais QUALIDADE DE PACOTE DE SOFTWARE SSC-546 Avaliação de Sistemas Computacionais Profa. Rosana Braga (material profas Rosely Sanches e Ellen F. Barbosa) Qualidade de Produto de Software Modelo de Qualidade

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software

Processo de Desenvolvimento de Software Processo de Desenvolvimento de Software Programação Orientada a Objetos Prof. Francisco de Assis S. Santos, Dr. São José, 2015. Processo de Desenvolvimento de Software O desenvolvimento de software é uma

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE

ENGENHARIA DE SOFTWARE ENGENHARIA DE SOFTWARE Qualidade de Software Qualidade do produto e do processo Padrões de software Revisões Medições e métricas de software Kele Teixeira Belloze kelebelloze@gmail.com CONCEITO DE QUALIDADE

Leia mais

AVALIAÇÃO DE PRODUTOS DE SOFTWARE

AVALIAÇÃO DE PRODUTOS DE SOFTWARE AVALIAÇÃO DE PRODUTOS DE SOFTWARE SSC-546 Avaliação de Sistemas Computacionais Profa. Rosana Braga (material profas Rosely Sanches e Ellen F. Barbosa) Qualidade de Produto de Software Modelo de Qualidade

Leia mais

ISO 9000 e ISO 14.000

ISO 9000 e ISO 14.000 DISCIPLINA: QUALIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PROFESSORA: ALEXSANDRA GOMES PERÍODO: 3º PERÍODO CARGA HORÁRIA: 60 HORAS ISO 9000 e ISO 14.000 ISO 9000 A expressão ISO 9000 designa um grupo de normas técnicas

Leia mais

ISO/IEC Processo de ciclo de vida

ISO/IEC Processo de ciclo de vida ISO/IEC 12207 Processo de ciclo de vida O que é...? ISO/IEC 12207 (introdução) - O que é ISO/IEC 12207? - Qual a finalidade da ISO/IEC 12207? Diferença entre ISO/IEC 12207 e CMMI 2 Emendas ISO/IEC 12207

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE. Prof. Emiliano Monteiro

QUALIDADE DE SOFTWARE. Prof. Emiliano Monteiro QUALIDADE DE SOFTWARE Prof. Emiliano Monteiro Conceitos Básicos O que é qualidade? Existem diversas definições. Qualidade é estar em conformidade com os requisitos dos clientes Qualidade é antecipar e

Leia mais

Manutenção de Software

Manutenção de Software Manutenção de Software Engenharia de Software Rosana Braga (material produzidos por docentes do Labes-ICMC/USP) Manutenção do software O propósito do processo manutenção do sistema e software é modificar

Leia mais

Teste de Software. Professor Maurício Archanjo Nunes Coelho

Teste de Software. Professor Maurício Archanjo Nunes Coelho Teste de Software Professor Maurício Archanjo Nunes Coelho Conteúdo 1. Definição de Teste e suas Classificações 1.1 - Introdução 1.2 O que é homologação 1.3 História do teste. 1.4 A falta de teste 1.5

Leia mais

Processos de software

Processos de software Processos de software 1 Processos de software Conjunto coerente de atividades para especificação, projeto, implementação e teste de sistemas de software. 2 Objetivos Introduzir modelos de processos de

Leia mais

Reuso de Software Aula Maio 2012

Reuso de Software Aula Maio 2012 Reuso de Software Aula 19 Tópicos da Aula Engenharia de Software baseada em Componentes (CBSE) Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo reuso.software@gmail.com Componentes Modelos de Componentes

Leia mais

Engenharia de Software.

Engenharia de Software. Engenharia de Software Prof. Raquel Silveira O que é (Rational Unified Process)? É um modelo de processo moderno derivado do trabalho sobre a UML e do Processo Unificado de Desenvolvimento de Software

Leia mais

Abordagens para Análise de Negócio

Abordagens para Análise de Negócio Terceiro Módulo: Parte 2 Abordagens para Análise de AN V 3.0 [54] Rildo F Santos (@rildosan) rildo.santos@etecnologia.com.br www.etecnologia.com.br http://etecnologia.ning.com 1 Abordagens para Análise

Leia mais

3 Medição de Software

3 Medição de Software 3 Medição de Software À medida que a engenharia de software amadurece, a medição de software passa a desempenhar um papel cada vez mais importante no entendimento e controle das práticas e produtos do

Leia mais

A Implantação do Sistema do Sistema da Qualidade e os requisitos da Norma ISO NBR 9001:2000

A Implantação do Sistema do Sistema da Qualidade e os requisitos da Norma ISO NBR 9001:2000 1. A Norma NBR ISO 9001:2000 A Implantação do Sistema do Sistema da Qualidade e os requisitos da Norma ISO NBR 9001:2000 A ISO International Organization for Standardization, entidade internacional responsável

Leia mais

PDS. Aula 1.6 Modelos de Processo. Prof. Dr. Bruno Moreno

PDS. Aula 1.6 Modelos de Processo. Prof. Dr. Bruno Moreno PDS Aula 1.6 Modelos de Processo Prof. Dr. Bruno Moreno bruno.moreno@ifrn.edu.br Tipos de Modelos Modelo em Cascata; Prototipação; RAD; Modelo Incremental; Desenvolvimento Evolucionário; Desenvolvimento

Leia mais

Estágio II. Aula 02 Conceitos de Teste de Software. Prof. MSc. Fred Viana

Estágio II. Aula 02 Conceitos de Teste de Software. Prof. MSc. Fred Viana Estágio II Aula 02 Conceitos de Teste de Software Prof. MSc. Fred Viana Agenda Teste de Software Defeito, Erro ou Falha? Dimensões do Teste Níveis de Teste Tipos de Teste Técnicas de Teste Teste de Software

Leia mais

CICLO DE VIDA DE SOFTWARE

CICLO DE VIDA DE SOFTWARE WESLLEYMOURA@GMAIL.COM CICLO DE VIDA DE SOFTWARE ANÁLISE DE SISTEMAS Introdução ao ciclo de vida de software Qualificar um produto é muito bom para que tenhamos certeza de que há seriedade e preocupação

Leia mais

Modelos em Sistemas de Informação. Aula 2

Modelos em Sistemas de Informação. Aula 2 Modelos em Sistemas de Informação Aula 2 Referências básicas da aula Paulo Cougo - Modelagem conceitual e Projeto de Banco de Dados. Craig Larman - Utilizando UML e padrões. Roger Pressman - Engenharia

Leia mais

QUESTÕES TESTES. Questão 1. O modelo de ciclo de vida em cascata:

QUESTÕES TESTES. Questão 1. O modelo de ciclo de vida em cascata: QUESTÕES 1. 0 que é domínio da aplicação (ou do problema)? 2. Qual a importância da engenharia de software e como se justificam os custos a ela associados? 3. O que é processo de desenvolvimento de software

Leia mais

Qualidade de Software II Testes e Documentação

Qualidade de Software II Testes e Documentação Qualidade de Software II Testes e Documentação Garantir a qualidade de uma aplicação é sempre um desafio, pois há muitas etapas envolvidas na sua construção, desde o levantamento dos requisitos, passando

Leia mais

Agenda da Aula. Arquitetura de Software e Padrões Arquiteturais. Elementos de um Padrão. Arquitetura de Software. Arquitetura de Software

Agenda da Aula. Arquitetura de Software e Padrões Arquiteturais. Elementos de um Padrão. Arquitetura de Software. Arquitetura de Software Reuso de Software Aula 04 Agenda da Aula Arquitetura de Software e Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo reuso.software@gmail.com 14 Março 2012 Arquitetura de Software Padrões arquiteturais

Leia mais

Rational Unified Process (RUP)

Rational Unified Process (RUP) Rational Unified Process (RUP) A Rational é bem conhecida pelo seu investimento em orientação em objetos. A empresa foi à criadora da Unified Modeling Language (UML), assim como de várias ferramentas que

Leia mais

Qualidade de Software: Visão Geral. SSC 121-Engenharia de Software 1 Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa

Qualidade de Software: Visão Geral. SSC 121-Engenharia de Software 1 Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa Qualidade de : Visão Geral SSC 121-Engenharia de 1 Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2012 Qualidade de Qualidade é um termo que pode ter diferentes interpretações Existem muitas definições

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPI JOÃO CÂMARA RATIONAL UNIFIED PROCESS - RUP

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPI JOÃO CÂMARA RATIONAL UNIFIED PROCESS - RUP 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPI JOÃO CÂMARA RATIONAL UNIFIED PROCESS - RUP Nickerson Fonseca Ferreira nickerson.ferreira@ifrn.edu.br Introdução 2 Modelo

Leia mais

SSC 0721 Teste e Validação de Software

SSC 0721 Teste e Validação de Software SSC 0721 Teste e Validação de Software Conceitos básicos Prof. Marcio E. Delamaro delamaro@icmc.usp.br SSC 0721 Teste e Validação de Software ICMC/USP p. 1 O que é teste Atividade de executar um programa

Leia mais

Análise e Projeto de Sistemas

Análise e Projeto de Sistemas Análise e Projeto de Sistemas Prof. M.Sc. Ronaldo C. de Oliveira ronaldooliveira@facom.ufu.br FACOM - 2012 Paradigmas e Processo de Software Engenharia de Software: Abrangência Engenharia de Software possui

Leia mais

Engenharia de Software Processo de Desenvolvimento. Ciclo de Vida - Modelo Cascata

Engenharia de Software Processo de Desenvolvimento. Ciclo de Vida - Modelo Cascata Processo de Desenvolvimento Também chamado de ciclo de vida do software Reflete os passos necessários para se construir um produto de software Existem vários modelos de ciclo de vida Cascata (1956) Iterativo

Leia mais

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PDS-UFPR

PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PDS-UFPR PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PDS-UFPR 1. Apresentação 1.2 Descricao principal O PDS/UFPR é um processo de desenvolvimento de software inspirado em metodologias

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO CONSELHO SUPERIOR DA JUSTIÇA DO TRABALHO CONSELHO SUPERIOR DA RELATÓRIO DE DIAGNÓSTICO DA QUALIDADE NO USO DO SISTEMA PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO DA Fase 1 (magistrados e servidores da Justiça do Trabalho) Secretaria de Tecnologia da Informação

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Introdução Engenharia de Software O principal objetivo da Engenharia de Software (ES) é ajudar a produzir software de qualidade; QUALIDADE DE SOFTWARE Empresas que desenvolvem software de qualidade são

Leia mais

Verificação e Validação. Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 22 Slide 1

Verificação e Validação. Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 22 Slide 1 Verificação e Validação Ian Sommerville 2006 Engenharia de Software, 8ª. edição. Capítulo 22 Slide 1 Objetivos Apresentar a verificação e validação de software e discutir a distinção entre elas Descrever

Leia mais

Modelos de Processo de Software. Profª Jocelma Rios

Modelos de Processo de Software. Profª Jocelma Rios Modelos de Processo de Software Profª Jocelma Rios Jun/2013 O que pretendemos: Apresentar os conceitos básicos de processos de software Descrever os principais modelos de processos de software, elucidando

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE DEFINIÇÕES / RESUMO. Apostilas de NORMAS, disponíveis no site do professor. Prof. Celso Candido ADS / REDES / ENGENHARIA

QUALIDADE DE SOFTWARE DEFINIÇÕES / RESUMO. Apostilas de NORMAS, disponíveis no site do professor. Prof. Celso Candido ADS / REDES / ENGENHARIA DEFINIÇÕES / RESUMO Apostilas de NORMAS, disponíveis no site do professor. 1 NORMAS VISÃO GERAL Qualidade é estar em conformidade com os requisitos dos clientes; Qualidade é antecipar e satisfazer os desejos

Leia mais

TS04. Teste de Software PLANOS DE TESTE. COTI Informática Escola de Nerds

TS04. Teste de Software PLANOS DE TESTE. COTI Informática Escola de Nerds TS04 Teste de Software PLANOS DE TESTE COTI Informática Escola de Nerds 1. PLANOS DE TESTE. Tipos de Testes de Software Teste Funcional Uma especificação funcional é uma descrição do comportamento esperado

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE. Introdução

ENGENHARIA DE SOFTWARE. Introdução ENGENHARIA DE SOFTWARE Introdução AGENDA Conceitos de Engenharia de Software Processo de desenvolvimento de software ENGENHARIA DE SOFTWARE CONCEITOS CENÁRIO INICIAL Desenvolvimento informal e não suficiente

Leia mais

RUP RATIONAL UNIFIED PROCESS

RUP RATIONAL UNIFIED PROCESS O que é RUP? É um metodologia para gerenciar projetos de desenvolvimento de software que usa a UML como ferramenta para especificação de sistemas. Ele é um modelo de processo híbrido Mistura elementos

Leia mais

MODELAGEM DE SISTEMAS Unidade 1 Conceitos Básicos de Modelagem. Luiz Leão

MODELAGEM DE SISTEMAS Unidade 1 Conceitos Básicos de Modelagem. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático A Importância da Modelagem Princípios de Modelagem Atividades de Análise e Projeto Análise e Projeto Orientados a Objeto Procura

Leia mais

3. Engenharia dos requisitos de software

3. Engenharia dos requisitos de software Renato Cardoso Mesquita Departamento de Eng. Elétrica da UFMG renato@cpdee.ufmg.br Engenharia de Software 3. Engenharia dos requisitos de software.......... 3.1. Visão Geral O fluxo de Requisitos reúne

Leia mais