APOIO À PESQUISA CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO PARA A IGUALDADE DE GÊNERO. PRORROGADO Data limite para Inscrição online: 31/05/2016

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APOIO À PESQUISA CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO PARA A IGUALDADE DE GÊNERO. PRORROGADO Data limite para Inscrição online: 31/05/2016"

Transcrição

1 APOIO À PESQUISA CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO PARA A IGUALDADE DE GÊNERO EDITAL FAPEMA Nº 007/2016 IGUALDADE DE GÊNERO PRORROGADO Data limite para Inscrição online: 31/05/2016 O Governo do Estado do Maranhão por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação SECTI e a Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão - FAPEMA, com o objetivo de fomentar o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação dentro da linha de ação Mais Ciência e no âmbito do Programa Mais inclusão, tornam público o presente Edital nº 007/2016 e convidam a todos os interessados a apresentarem suas propostas visando à concessão de apoio financeiro, na forma de Auxílio para a execução de projetos voltados à Igualdade de Gênero no Maranhão. 1. OBJETIVOS 1.1 Objetivo geral Apoiar pesquisas voltadas aos estudos sobre as relações de gênero com vistas à construção de alternativas que resultem na redução dos indicadores das desigualdades daí decorrentes, ao mesmo tempo, em que busca dar visibilidade ao tema como objeto de pesquisa estratégico para o Maranhão. 1.2 Objetivos Específicos a. Estimular e ampliar a produção acadêmica voltada ao fortalecimento da temática no estado; b. Desenvolver e aplicar conhecimentos no âmbito da inovação e tecnologia que considerem a temática das relações de gênero como determinantes dos lugares hierarquizados que os sujeitos ocupam na produção do conhecimento na sociedade; 1

2 c. Produzir conhecimentos de caráter interdisciplinar sobre a temática que possibilite contribuir na gestão pública por meio se subsídios teóricos e práticos sobre o tema; d. Desenvolver pesquisas que contribuam para a efetivação da transversalidade das relações de gênero nas diversas práticas sociais quer em órgãos públicos ou instituições privadas; e e. Estimular a interface entre pesquisa e extensão no âmbito das pesquisas realizadas. 2. EIXOS TEMÁTICOS: 2.1 Os eixos temáticos devem contribuir para que o Maranhão avance em termos de gestão institucional e políticas públicas implementadas no estado nas três esferas de governo, assim como atentem para a elevação das condições de vida (especialmente das mulheres) nos municípios com menor IDH. a. Violência contra as mulheres; b. Mulheres, Relações de Gênero e Trabalho; c. Educação e Relações de Gênero; d. Mulheres e Políticas Públicas; e. Mulheres Negras; f. Mulheres Indígenas; g. Mulheres Ciganas; h. Mulheres trans (travestis e transexual), lésbicas, bissexuais e novas identidades de gênero; i. Homens e Mulheres com Deficiência; j. Relações de Gênero e Gerações (Velhice, Juventude, Criança e Adolescente); k. Saúde dos Homens e das Mulheres; l. Feminismos; m. Mulheres do Campo, das Florestas e das Águas; 2

3 n. As mulheres na História do Maranhão; o. As mulheres nas Ciências; p. Mulheres, Política e Poder; q. Mulheres e Organização Política; r. Mulheres, Religião e Religiosidade; s. Mulheres, Informação, Comunicação e Mídia; e t. Implementação e Avaliação de Organismos Executivos e de Políticas para as Mulheres. 3. RECURSOS FINANCEIROS E PRAZO DE EXECUÇÃO DO PROJETO 3.1 Para este edital estão reservados recursos financeiros no valor total de ,00 (trezentos e cinquenta mil reais) oriundos do tesouro estadual alocados no orçamento da FAPEMA, na fonte FOMPESQUISA. 3.2 Os projetos a serem apoiados pelo presente edital tem valor máximo de R$ ,00 (quarenta mil reais) e prazo de execução de até 24 (vinte e quatro) meses, contados a partir da data da assinatura do Termo de Outorga. 3.3 Classificações por categoria Os recursos estão distribuídos por categorias. No momento da submissão da proposta cabe ao proponente a responsabilidade de registrá-la na categoria correspondente: Especialista, Mestre ou Doutor. Ressaltando que a indicação a ser feita deve ser da maior titulação do (a) proponente. Doutores Para esta categoria estão reservados R$ ,00 (cento e sessenta mil reais). As propostas apresentadas para esta faixa devem obedecer ao valor máximo de R$ ,00 (quarenta mil reais). Mestres - Para esta categoria estão reservados R$ ,00 (cem mil reais). As propostas apresentadas para esta faixa devem obedecer ao valor máximo de R$ ,00 (vinte mil reais). 3

4 Especialistas - Para esta categoria estão reservados R$ ,00 (mil reais). As propostas apresentadas para esta faixa devem obedecer ao valor máximo de R$ ,00 (dez mil reais). Atendida a demanda qualificada em uma categoria e havendo recursos disponíveis, estes podem ser alocados para atender a demanda qualificada de outra categoria, se necessário. 4. RESERVA DE COTAS 4.1 Para este edital são reservadas 30% (trinta por cento) das propostas classificadas para instituições oriundas do interior do Maranhão; 4.2 Na hipótese de não classificação do percentual de propostas estipuladas no Item 4.1 serão contempladas propostas oriundas da Região Metropolitana de São Luís, conforme ordem de classificação. 5. ITENS FINANCIÁVEIS E NÃO FINANCIÁVEIS 5.1 Itens Financiáveis Os itens abaixo relacionados são financiados, desde que justificados pelo proponente, e compatíveis com os objetivos do projeto e do edital. a. Despesas de Custeio As despesas de custeio, devem estar limitadas à 30% do montante global da proposta e podem conter: i. Diárias e passagens (terrestres, aéreas e marítimas), nacionais e internacionais desde que devidamente comprovadas a vinculação com o projeto; ii. Despesas com combustível para trabalhos de campo no interior do estado; iii. Aluguel de transporte, desde que comprovado com nota fiscal ou outro documento conforme o Manual de Prestação de Contas da FAPEMA; iv. Material de consumo; v. Material gráfico; vi. Serviços de terceiros, desde que devidamente justificado a sua necessidade para 4

5 vii. o projeto e mediante a apresentação de nota fiscal e não ultrapasse 30% do valor das despesas; e Compra de gêneros alimentícios desde que comprovada a sua relação com a pesquisa. b. Despesas de Capital i. Equipamento e material permanente, desde que devidamente justificada a sua necessidade para o projeto; ii. Material audiovisual; iii. Programas computacionais softwares; e iv. Material bibliográfico. c. Bolsas de Iniciação Científica Opcionalmente os (as) pesquisadores (as) contemplados (as) podem apresentar um bolsista para a sua pesquisa; A indicação de bolsista dá-se após o resultado do edital. Mas os valores das bolsas já devem constar no orçamento apresentado na proposta a ser submetida. Ressalta-se que nesse caso, o valor da bolsa é incluído no recurso contemplado para a proposta. A vigência das bolsas é de até 24 (vinte e quatro) meses no valor de R$ 400,00 (quatrocentos reais mensais), com início juntamente com o projeto de pesquisa. A indicação fica a cargo do coordenador da proposta. Os bolsistas devem ser alunos das IES ou alunos de escolas públicas de ensino médio, a partir de 16 anos de idade, desde que apresentem vinculação e/ou experiências junto a movimentos sociais ou organizações sociais. 5.2 Itens não financiáveis a. Despesas de rotina, tais como pagamento de contas de luz, água, telefone, correio e similares; b. Obras civis e mobiliários, itens esses, entendidos como de contrapartida obrigatória da instituição de execução do projeto; 5

6 c. Contratação ou complementação salarial de pessoal técnico e administrativo e pagamento, a qualquer título, a servidor da administração pública, ou empregado de empresa pública ou de sociedade de economia mista, por serviços de consultoria; d. Diárias na mesma cidade de execução do projeto; e. Diárias e/ou passagens para participação em eventos científicos; f. Taxas de administração ou gestão, a qualquer título; g. Ornamentação, coquetel, Coffee break, jantares, shows e manifestações artísticas de qualquer natureza; e h. Créditos para celulares ou similares. 6. ELEGIBILIDADE E CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 6.1 As propostas devem ser apresentadas por pesquisadores Doutores, Mestres ou Especialistas, vinculados às instituições de pesquisa e/ou de ensino superior, públicas, sediadas no Estado do Maranhão. Para efeito deste edital o proponente é considerado como o Coordenador da proposta. 6.2 O proponente deve ter cadastro atualizado no Sistema Patronage da FAPEMA ( 6.3 O proponente deve ter currículo Lattes CNPq (lattes.cnpq.br/) atualizado. 6.4 As propostas devem contemplar projetos de pesquisa. É considerado projeto de pesquisa a proposta de investigação de uma ou mais questões teoricamente embasadas. 6.5 A interface da pesquisa com a extensão é um critério no mérito da avaliação da proposta, porém não é uma condição única. 6.6 Consideram-se projetos de pesquisa que tenham interface com a extensão, aqueles que desenvolvem atividades que se voltam à sociedade. Tais atividades devem estar inseridas no âmbito da pesquisa e envolver alunos na equipe executora. 6

7 6.7 Equipes de pesquisadores caracterizadas como multidisciplinares e/ou interinstitucionais contam na avaliação de mérito, embora este não seja um critério obrigatório. Também é valorizada a participação de alunos de graduação e de pós-graduação. 7. CRONOGRAMA ATIVIDADE DATA Data limite para Inscrição on-line 31/05/2016 Divulgação dos candidatos aprovados A partir de 17/06/2016 Data limite para Entrega da Documentação Impressa Até 24/06/2016 Contratação A partir de 18/07/ SUBMISSÃO DAS PROPOSTAS As propostas devem ser encaminhadas na forma de projeto, em duas etapas, atendendo ao cronograma (Item 7), conforme segue: 8.1 Inscrição On-line (Submissão Eletrônica) As inscrições são realizadas on-line, mediante preenchimento de formulário eletrônico disponível na página da FAPEMA ( com as informações abaixo: a. Identificação da proposta; b. Identificação do proponente; c. Instituição de vínculo do proponente. No momento da Inscrição On-line (Submissão Eletrônica), deve ser informada a instituição de execução do proponente, (previamente cadastrada na Plataforma PATRONAGE), para que seja dada a anuência eletrônica desta. A anuência é validada pelo representante institucional na Plataforma PATRONAGE da FAPEMA. Caso a instituição não efetue cadastro de seu representante, está liberado um campo no sistema PATRONAGE para anexar o termo de anuência institucional, que deve ser assinado. 7

8 Na plataforma deve ser preenchido o Formulário de Solicitação, e anexados os documentos, sempre em formato PDF, com tamanho máximo de 2 megabytes cada, conforme listagem que segue: a. Projeto, com os seguintes itens: Título, Identificação da Equipe executora, Justificativa, Objetivos, Metodologia, Infraestrutura Disponível (para o projeto), Resultados e Impactos Esperados, Mecanismos de Transferência de Resultados, Cronograma detalhado das atividades do projeto; b. Orçamento Detalhado e Justificado (sobretudo para aquisição de equipamentos, passagens e diárias) incluindo despesas com bolsas (somente se for indicar bolsista); c. Currículo modelo Lattes (lattes.cnpq.br/) completo do proponente atualizado, com produção a partir de 2012; d. Plano de trabalho do(s) bolsista(s), conforme item 5.1.c (somente se for indicar bolsista); e. Comprovação de vínculo empregatício do professor proponente; f. Cópia dos documentos de Identidade e CPF do proponente. Após o preenchimento, a inclusão dos anexos e validação das anuências eletrônica o formulário deve ser impresso e assinado, para posterior envio à FAPEMA. A inscrição eletrônica é considerada efetivada pela geração do recibo de envio. O prazo para efetuar a anuência eletrônica da instituição de execução é de até 7 (sete) dias após o encerramento da inscrição on-line e se houver equipe executora, os membros devem realizar a confirmação eletrônica até a data final da inscrição online. É aceita uma única proposta por proponente. Na hipótese de envio de uma segunda proposta pelo mesmo proponente, será considerada para análise a última proposta recebida, respeitando-se o prazo limite estipulado para submissão. 8.2 Entrega da documentação impressa (apenas propostas aprovadas) 8

9 As propostas aprovadas devem ser impressas e encaminhadas à FAPEMA, atendendo aos prazos dispostos no Cronograma (item 7), contendo as cópias de todos documentos anexados na forma online (item 8.1) e os documentos citados a seguir: a. Formulário eletrônico de solicitação, validado eletronicamente; b. Cópia do RG, CPF e comprovante de agência e conta corrente no Banco do Brasil em nome do coordenador da proposta; c. Currículo Lattes (CNPq) do coordenador - simplificado, apresentado no modelo personalizado, contendo os dados: Formação acadêmica, Atuação profissional e Totais de produção; A documentação impressa deverá ser postada via correios, com aviso de recebimento, ou entregue pessoalmente no protocolo da FAPEMA, em envelope lacrado contendo as informações abaixo: Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão FAPEMA Rua Perdizes, n.º 5, Qd. 37 Jardim Renascença II São Luís, Maranhão CEP PROGRAMA DE APOIO À PESQUISA CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO PARA IGUALDADE DE GÊNERO EDITAL FAPEMA Nº 007/2016 Não é possível alteração e/ou complementação da documentação após a submissão do pedido, em nenhuma hipótese. Todos os documentos impressos que requerem assinatura devem conter o nome por extenso ou carimbo e assinatura original. Não serão aceitas assinaturas digitalizadas ou similares. 9. CRITÉRIOS DE ANÁLISE E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS O processo de seleção, julgamento e homologação deverá acontecer de acordo com as etapas que seguem abaixo: 9.1 ETAPA I Enquadramento 9

10 A etapa, a ser realizada por técnicos da FAPEMA, realizada após a Inscrição On-line e também após a Entrega da Documentação Impressa. A etapa consiste no enquadramento e na preanálise das propostas quanto aos requisitos do edital. A proposta será desenquadrada segundo a análise dos itens: a. Elegibilidade do proponente; b. Conformidade com as normas estipuladas no edital; e c. Duplicidade de propostas; 9.2 ETAPA II Análise do mérito das propostas por consultores ad hoc Esta etapa consiste na análise quanto ao mérito técnico-científico do projeto a ser realizada por especialistas. As propostas são pontuadas com notas de 0 a 10 conforme média ponderada de acordo com o quadro descrito a seguir: CRITÉRIOS PESO 1. Coerência e viabilidade da proposta e adequação da metodologia aos objetivos propostos 3 2. Justificativa e objetivos propostos 2 3. Adequação da equipe executora 2 4. Equipe interdisciplinar 2 5. Interface entre pesquisa e extensão 1 6. Projeto conta com membro de organizações e/ou movimentos sociais na equipe executora 1 7. Adequação do orçamento ao cronograma e objetivos 2 8. Resultados e impactos esperados 2 9. Experiência e produção intelectual do proponente na área técnica Relevância da proposta para o desenvolvimento do Maranhão 3 Em caso de empate, conta para desempate, os itens: 6, 7 e 10 respectivamente. 9.3 ETAPA III Análise pelo Comitê de Julgamento 10

11 Etapa em que os projetos são apreciados, conjuntamente, por um Comitê de Julgamento, especialmente constituído para o edital, cujos membros serão definidos pela FAPEMA. O Comitê de Julgamento emite parecer sobre todas as propostas podendo concordar ou não com os pareceres dos consultores ad hoc, de forma que a comissão de julgamento terá parecer preponderante sobre os demais. Todas as propostas são submetidas à apreciação do Comitê de Julgamento, especialmente constituído para esse edital, composto por pesquisadores (consultores Ad hoc) e Diretoria Executiva da FAPEMA; As propostas enquadradas devem ser classificadas com base na sua Nota Final que irá variar de 0 a 10. A pontuação final é obtida pela média ponderada da pontuação curricular a partir de 2012 (calculada pela equipe técnica da FAPEMA) e pela avaliação de mérito acadêmico, com base nos critérios apresentados no item 9.2, e conforme os pesos da tabela abaixo: AVALIAÇÃO Nota Peso 1. Mérito técnico-científico da proposta 0 a Avaliação Curricular 0 a 10 1 É vedado a membro do Comitê de Julgamento analisar projetos em que: a. Haja interesse direto; b. Esteja participando da equipe do projeto, ou seu cônjuge, companheiro, parente consanguíneo ou afim, em linha reta ou na colateral, até o quarto grau; c. Esteja litigando judicial ou administrativamente com qualquer membro da equipe do projeto ou seus respectivos cônjuges ou companheiros. 9.4 ETAPA IV - Homologação do Resultado Após a deliberação do comitê de julgamento cabe a Diretoria Executiva da FAPEMA a decisão final e homologação. Esta etapa consiste ainda na análise dos pareceres emitidos 11

12 e da ata de julgamento com a relação dos projetos recomendados e não recomendados, e contempla: a. Ratificação do parecer das propostas não recomendadas pelo Comitê Avaliador; e b. Aprovação, com ou sem cortes orçamentários, ou não aprovação, devidamente justificada, das propostas. A Diretoria Executiva da FAPEMA reserva-se o direito de solicitar aos proponentes ajustes no orçamento. Nestes casos, a aprovação dos projetos fica condicionada entrega de novo orçamento com os ajustes solicitados. Os resultados são publicados no portal da FAPEMA no endereço eletrônico e no Diário Oficial do Estado, cabendo aos interessados a responsabilidade de informar-se do mesmo. 10. DA CONTRATAÇÃO, AVALIAÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS 10.1 Após envio da documentação impressa em conformidade com o resultado homologado, é emitido o termo de outorga, que deve ser assinado e enviado à FAPEMA, conforme orientação dada via As propostas aprovadas são contratadas, em nome do proponente que deve também ser o coordenador da proposta e o responsável por todas as obrigações contratuais e correta aplicação dos recursos Propostas cuja equipe constem pesquisadores (coordenador ou pesquisadores associados) com pendências ou inadimplentes junto à FAPEMA, são impedidas de serem contratadas enquanto a pendência não for sanada Pesquisadores inadimplentes tem no máximo 30 dias para sanar as pendências, após esse período a concessão será cancelada; 10.5 A contratação dos projetos ocorre em acordo com a disponibilidade orçamentáriofinanceira da fundação. 12

13 10.6 A FAPEMA não concede suplementação de recursos para fazer frente às despesas adicionais, ficando entendido que qualquer acréscimo de gastos será de responsabilidade exclusiva do proponente A Prestação de Contas Final deve ser elaborada pelo Coordenador, de acordo com o estabelecido no Termo de Outorga e o Manual de Prestação de Contas da FAPEMA A prestação de contas deve ser enviada online via Patronage e encaminhada impressa em até 30 (trinta) dias após o término do projeto e em conformidade com o Termo de Outorga e demais normas da FAPEMA É parte da prestação de contas o Relatório Final, que deverá apresentar os dados técnicos e o relatório financeiro, relativos à aplicação dos recursos para desenvolvimento do projeto Deve ser comunicada à FAPEMA, pelo pesquisador contemplado, qualquer alteração relativa à execução do projeto apresentado, acompanhada da devida justificativa. 11. IMPLEMENTAÇÃO DAS BOLSAS 11.1 Após ter sua proposta aprovada e seu Termo de Outorga assinado, o proponente deve indicar o(s) bolsista(s) (Item 5.1.c) via PATRONAGE, de acordo com orientações fornecidas por , e encaminhar à FAPEMA a documentação impressa de cada bolsista conforme segue: a. Formulário de Submissão Eletrônico da bolsa, devidamente assinado; b. Currículo modelo Lattes do bolsista; c. Plano de trabalho individual do bolsista; d. Cópia do RG e CPF do bolsista; e. Declaração Negativa de vínculo empregatício; f. Carta de compromisso; g. Ofício do proponente indicando os bolsistas eleitos para o projeto; 13

14 h. Comprovante de conta corrente no Banco do Brasil contendo os números da agência e conta corrente; i. Comprovante de matrícula atualizada em instituição pública de ensino. 12. COMPROMISSOS DO ALUNO BOLSISTA 12.1 Não ter vínculo empregatício e dedicar-se integralmente às atividades de estudo e de pesquisa; 12.2 Não receber qualquer outra modalidade de bolsa Não ter grau de parentesco com o coordenador do projeto; 12.4 Apresentar à FAPEMA relatório final das atividades desenvolvidas com a aprovação do orientador. 13. SOLICITAÇÃO DE CANCELAMENTO/SUBSTITUIÇÃO DE BOLSISTA 13.1 A substituição de bolsistas poderá ocorrer somente até os 10 (dez) primeiros meses do início da vigência da bolsa; 13.2 A substituição do bolsista deverá ser solicitada pelo coordenador da proposta, via PATRONAGE e mediante ofício, endereçado a presidência da FAPEMA, que poderá aprovar ou não a substituição O pedido de cancelamento de bolsas deverá ser encaminhado à FAPEMA, pelo coordenador do projeto. Deverá também ser encaminhado pelo coordenador o relatório das principais atividades desenvolvidas O cancelamento da bolsa por parte do aluno deverá ter a anuência do coordenador/orientador. 14. ACOMPANHAMENTO, AVALIAÇÃO E PRODUTOS: 14.1 A FAPEMA reserva-se ao direito de, a qualquer tempo, solicitar informações que julgar necessárias, ou solicitar visitas aos mesmos, no sentido de acompanhar o desenvolvimento das atividades. 14

15 14.2 Após a conclusão dos trabalhos, a Fundação pode verificar o cumprimento das condições fixadas no presente edital e no termo de outorga A FAPEMA reserva-se ao direito de realizar um seminário sobre o uso do Manual de Prestação de Contas da fundação, bem como ao final da vigência do edital, um Seminário de Socialização e Avaliação dos Projetos de Pesquisa do referido edital; 15. DIREITOS SOBRE EQUIPAMENTOS E PROPRIEDADE INTELECTUAL 15.1 Os equipamentos adquiridos com os recursos provenientes do financiamento deste edital são de propriedade da FAPEMA Cabe à Diretoria Executiva da FAPEMA decidir sobre a possibilidade de doação dos bens à instituição de vínculo do Coordenador do projeto, após o término da vigência do Termo de Outorga, mediante a figura jurídica da doação sob encargo ou outro instrumento equivalente A FAPEMA pode dar outra destinação aos equipamentos adquiridos com os recursos provenientes deste financiamento, diferentemente dos previstos neste edital, no caso de a(s) parte(s) contratada(s) deixar (em) de cumprir o estabelecido no Termo de Outorga Em caso do coordenador mudar o vínculo de instituição, a transferência do projeto e dos equipamentos para a nova instituição ficará condicionada à análise e aprovação da FAPEMA Produtos como relatório, artigos, protótipos, vídeos, unidades demonstrativas, cartilhas e similares configuram parte dos produtos resultantes dos projetos aprovados. 16. CRIAÇÃO PROTEGIDA, PERMISSÕES E AUTORIZAÇÕES ESPECIAIS 16.1 Nos casos em que os resultados do projeto ou o relatório em si tenham valor comercial ou possam levar ao desenvolvimento de uma criação protegida, a troca de informações e a reserva dos direitos, em cada caso, dar-se-ão de acordo com o estabelecido na Lei de Inovação, N , de 2 de dezembro de 2004, regulamentada pelo Decreto N , de 11 de outubro de

16 16.2 É de exclusiva responsabilidade de cada proponente adotar todas as providências que envolvam permissões e autorizações especiais de caráter ético ou legal, necessárias para a execução do projeto, como por exemplo: concordância do Comitê de Ética, no caso de experimentos envolvendo seres humanos; EIA/RIMA, na área ambiental; autorização da CTNBio, em relação a genoma, e/ou da FUNAI, em relação às áreas indígenas; entre outras. 17. REJEIÇÃO E CANCELAMENTO DAS PROPOSTAS 17.1 A concessão do apoio financeiro pode ser cancelada pela Diretoria Executiva da FAPEMA por ocorrência de fato cuja gravidade justifique o seu cancelamento, sem prejuízo de outras providências cabíveis Em se constatando violação às cláusulas do presente edital, a FAPEMA pode restringir apoios futuros aos componentes dos grupos das propostas contempladas, registrando-os em cadastro interno de inadimplentes Os pedidos de cancelamento devem ser encaminhados via ofício, à FAPEMA pelo proponente da proposta e poderão ser solicitados, a qualquer momento Se o cancelamento se der após recebimento do recurso, os valores deverão ser devolvidos à FAPEMA, vinte e quatro horas após o pedido de cancelamento, via depósito identificado em conta da Fundação. 18. RECURSOS, REVOGAÇÃO E IMPUGNAÇÃO DO EDITAL 18.1 Qualquer candidato pode impugnar os termos deste edital, até o quinto dia útil anterior ao prazo final para recebimento dos trabalhos Caso o proponente tenha justificativa para contestar o resultado divulgado, eventual recurso deve ser dirigido à Presidência da FAPEMA no prazo de 5 (cinco) dias úteis, a contar da data da divulgação dos resultados na página da Fundação Admitir-se-á um único recurso por Proponente. 16

17 18.4 Os recursos podem ser entregues no protocolo da FAPEMA, ou ser enviados pelos correios mediante registro postal ou equivalente, para o endereço da FAPEMA; 18.5 Não são aceitos recursos interpostos por fax, internet, telegrama, ou outro meio que não seja o especificado neste edital Decai do direito de impugnar os termos deste edital aquele que, tendo-o aceito sem objeção, venha a apontar, posteriormente, eventuais falhas ou imperfeições, hipótese em que sua comunicação não terá efeito de recurso A qualquer tempo, o presente edital pode ser revogado ou anulado, no todo ou em parte, inclusive quanto aos recursos a ele alocados, por decisão unilateral da FAPEMA, por motivo de interesse público ou exigência legal, sem que isso implique em direitos à indenização ou reclamação de qualquer natureza. 19. BASE LEGAL E DOCUMENTOS 19.1 O presente edital faz referências, no que couber, à legislação e aos documentos contidos na tabela a seguir: TERMO Princípios Constitucionais Estímulos ao desenvolvimento científico Princípios legais Propriedade Industrial Programas de Computador Direitos Autorais Premiação para inventores de instituições públicas. LEGISLAÇÃO OU DOCUMENTO Caput e parágrafo 1º do art. 37 da Constituição Federal: compilado.html Lei nº de 11 de janeiro de 2016 Lei nº , de 2 de dezembro de Lei Nº 9.784/1999, Art. 2º: Lei n.º 9.279/1996, Propriedade Industrial: Lei n.º 9.609/1998, Programas de Computador: Lei n.º 9.610/1998, Direitos Autorais: Decreto 2.553/1998, premiação para inventores de instituições públicas: 17

18 Objetivos e princípios Valores de diárias para auxílios no país e no exterior Documentos auxiliares. Normas referentes à utilização de recursos financeiros Estatuto e Regimento interno da FAPEMA: Decretos N e / nta.pdf 20. DISPOSIÇÕES FINAIS 20.1 A FAPEMA não se responsabiliza por qualquer dano físico ou mental causado ao coordenador da proposta ou aos membros da equipe, decorrente da execução do seu projeto de pesquisa Todo o material de divulgação derivado do projeto apoiado, deverá obrigatoriamente, citar o nome da FAPEMA, da SECTI, e do Governo do Estado do Maranhão Esclarecimentos e informações adicionais acerca do conteúdo deste edital podem ser obtidos junto à Coordenação de Auxílios, fone (98) ou pelo A Diretoria Executiva da FAPEMA reserva-se o direito de resolver os casos omissos, as divergências e impasses gerados pela interpretação do presente edital. São Luís, 29 de março de Alex Oliveira de Souza Diretor Presidente FAPEMA 18

APOIO À PESQUISA CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO EM AGRICULTURA FAMILIAR EDITAL FAPEMA Nº 033 / 2015 - AGRIF

APOIO À PESQUISA CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO EM AGRICULTURA FAMILIAR EDITAL FAPEMA Nº 033 / 2015 - AGRIF APOIO À PESQUISA CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO EM AGRICULTURA FAMILIAR EDITAL FAPEMA Nº 033 / 2015 - AGRIF PRORROGADO Data limite para Inscrição online: 23/10/2015 O Governo do Estado do Maranhão

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT

PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação - SECTI, por meio da Fundação

Leia mais

APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC

APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação - SECTI, por meio

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO A PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DO EDITAL FAPEMA Nº 025 / 2015 PPG

PROGRAMA DE APOIO A PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DO EDITAL FAPEMA Nº 025 / 2015 PPG PROGRAMA DE APOIO A PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DO EDITAL FAPEMA Nº 025 / 2015 PPG PRORROGADO Data Limite da Submissão Online (inscrição): 18/09/2015 O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado

Leia mais

APOIO À DIFUSÃO DE AMBIENTE DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIA DIGITAL NO ESTADO DO MARANHÃO EDITAL Nº 035 / 2015 STARTUPS

APOIO À DIFUSÃO DE AMBIENTE DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIA DIGITAL NO ESTADO DO MARANHÃO EDITAL Nº 035 / 2015 STARTUPS APOIO À DIFUSÃO DE AMBIENTE DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIA DIGITAL NO ESTADO DO MARANHÃO EDITAL Nº 035 / 2015 STARTUPS PRORROGADO Data limite para submissão eletrônica das propostas: 23/10/2015 O Governo do

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA EDITAL FAPEMA Nº 43/2013 MÚSICA PRORROGAÇÃO Atividades Datas Data

Leia mais

2 CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS

2 CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO ESTADO DO MARANHÃO APOIO A PROJETOS DE PESQUISA EDITAL UNIVERSAL/FAPEMA EDITAL FAPEMA Nº 40/2014. O Governo

Leia mais

EDITAL FAPESB N o 005/2016 PROGRAMA DE POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS

EDITAL FAPESB N o 005/2016 PROGRAMA DE POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS EDITAL FAPESB N o 005/2016 PROGRAMA DE POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS Edital para seleção de propostas de apoio à Organização de Olimpíadas de Ciências no Estado da Bahia

Leia mais

Edital FAPERJ n.º 17/2010 Parceria CAPES/FAPERJ PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO CAPES/FAPERJ 2010

Edital FAPERJ n.º 17/2010 Parceria CAPES/FAPERJ PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO CAPES/FAPERJ 2010 Edital n.º 17/2010 Parceria / PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO / 2010 O Ministério da Educação, por meio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, e o Governo do Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais

Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais Chamada Pública nº 03/2012 Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais A FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná, em conformidade com suas finalidades,

Leia mais

Programa Bolsa-Sênior

Programa Bolsa-Sênior CHAMADA PÚBLICA 09/2015 Programa Bolsa-Sênior A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná divulga a presente Chamada Pública e convida as instituições de ensino

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO À PARTICIPAÇÃO EM ESTÁGIOS DE CURTA DURAÇÃO NO BRASIL EDITAL FAPEMA Nº 014/2015 ESTÁGIO

PROGRAMA DE APOIO À PARTICIPAÇÃO EM ESTÁGIOS DE CURTA DURAÇÃO NO BRASIL EDITAL FAPEMA Nº 014/2015 ESTÁGIO PROGRAMA DE APOIO À PARTICIPAÇÃO EM ESTÁGIOS DE CURTA DURAÇÃO NO BRASIL EDITAL FAPEMA Nº 014/2015 ESTÁGIO O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação - SECTI,

Leia mais

Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL.

Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL. Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL. Período 2015/2016 O Diretor da Santa Casa de Misericórdia de Sobral,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO FAPEMA

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO FAPEMA GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO FAPEMA PROGRAMA DE APOIO A NÚCLEOS DE EXCELÊNCIA - PRONEX/FAPEMA/CNPQ EDITAL FAPEMA

Leia mais

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, no uso das suas atribuições, torna público o presente Edital

Leia mais

2. VIGÊNCIA DOS PROJETOS Os projetos terão vigência de até 24 (vinte e quatro) meses a contar da assinatura do Termo de Outorga.

2. VIGÊNCIA DOS PROJETOS Os projetos terão vigência de até 24 (vinte e quatro) meses a contar da assinatura do Termo de Outorga. Publicação no D.O.E nº.- 32838 - pág.- 11 - de:- 09 / 07 / 14 - Caderno: Pub. Diversas EDITAL FAPEAM/MCT/CNPq/CT-INFRA n.º 016/2014 Programa de Infraestrutura para Jovens Pesquisadores Programa Primeiros

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS DE PÓS-DOUTORADO EDITAL N. 029 / 2015 BPD

PROGRAMA DE BOLSAS DE PÓS-DOUTORADO EDITAL N. 029 / 2015 BPD PROGRAMA DE BOLSAS DE PÓS-DOUTORADO EDITAL N. 029 / 2015 BPD O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação - SECTI, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 16/2011

EDITAL FAPEMIG 16/2011 EDITAL FAPEMIG 16/2011 PROGRAMA ESTRUTURADOR REDE DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA MESTRES E DOUTORES A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, atendendo à orientação

Leia mais

PROGRAMA DE FOMENTO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO ESTADO DO PIAUÍ CHAMADA PÚBLICA FAPEPI N.º 001/2015

PROGRAMA DE FOMENTO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO ESTADO DO PIAUÍ CHAMADA PÚBLICA FAPEPI N.º 001/2015 PROGRAMA DE FOMENTO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO ESTADO DO PIAUÍ CHAMADA PÚBLICA FAPEPI N.º 001/2015 Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí FAPEPI torna público o lançamento

Leia mais

EDITAL FAPESB Nº 002/2016 Apoio à Organização de Eventos Científicos e Tecnológicos

EDITAL FAPESB Nº 002/2016 Apoio à Organização de Eventos Científicos e Tecnológicos EDITAL FAPESB Nº 002/2016 Apoio à Organização de Eventos Científicos e Tecnológicos A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, órgão vinculado à Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado

Leia mais

1. Objetivo. 2. Elegibilidades e restrições

1. Objetivo. 2. Elegibilidades e restrições Edital FAPERJ Nº 16/2015 Programa Apoio à Implantação, Recuperação e Modernização da Infraestrutura para Pesquisa nas Universidades Estaduais do Rio de Janeiro 2015 O Governo do Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010

CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010 CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO À PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES. Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional

PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES. Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional 1 Objetivos O Programa Nacional de Pós-doutorado da CAPES PNPD/2011: Concessão

Leia mais

PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Edital FAPERJ N. o 06/2007 PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia,

Leia mais

Chamada MCTI/CNPq /SECIS/MEC/CAPES/FNDE nº 49/2012. I - Chamada para Seleção de Propostas

Chamada MCTI/CNPq /SECIS/MEC/CAPES/FNDE nº 49/2012. I - Chamada para Seleção de Propostas '' Chamada MCTI/CNPq /SECIS/MEC/CAPES/FNDE nº 49/2012 I - Chamada para Seleção de Propostas O Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI, por intermédio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico

Leia mais

APOIO A PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS EDITAL Nº001/2015 - APEC

APOIO A PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS EDITAL Nº001/2015 - APEC APOIO A PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS EDITAL Nº001/2015 - APEC O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTEC), por meio da Fundação de Amparo

Leia mais

Edital Pronametro nº 1/2014

Edital Pronametro nº 1/2014 Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA NORMALIZAÇÃO, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Edital Pronametro nº 1/2014 Programa

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 06/2014

EDITAL FAPEMIG 06/2014 EDITAL FAPEMIG 06/2014 BOLSA DE INCENTIVO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DESTINADA A SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, nos termos

Leia mais

MINUTA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 Fortalecimento da Ciência: Raça e Etnia

MINUTA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 Fortalecimento da Ciência: Raça e Etnia MINUTA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 Fortalecimento da Ciência: Raça e Etnia TERMOS DA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás FAPEG, em consonância com o Pacto Goiano

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO À SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL FAPEMA Nº 015 / 2015 SNCT

PROGRAMA DE APOIO À SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL FAPEMA Nº 015 / 2015 SNCT PROGRAMA DE APOIO À SEMANA NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL FAPEMA Nº 015 / 2015 SNCT PRORROGADO - Data limite da inscrição on-line: 10/08/2015 O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA 03/2016 BOLSAS DE FORMAÇÃO DE MESTRADO E DOUTORADO

CHAMADA PÚBLICA 03/2016 BOLSAS DE FORMAÇÃO DE MESTRADO E DOUTORADO CHAMADA PÚBLICA 03/2016 BOLSAS DE FORMAÇÃO DE MESTRADO E DOUTORADO A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás - FAPEG, conforme decisão de seu Conselho Superior torna público o lançamento do presente

Leia mais

Programa de Auxílio à Pós-Graduação Stricto Sensu Acadêmico Notas Capes 5 e 6

Programa de Auxílio à Pós-Graduação Stricto Sensu Acadêmico Notas Capes 5 e 6 Chamada Pública 17/2014 Programa de Auxílio à Pós-Graduação Stricto Sensu Acadêmico Notas Capes 5 e 6 Acordo Capes/Fundação Araucária A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Leia mais

EDITAL Nº 003/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 25 DE MAIO DE 2016

EDITAL Nº 003/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 25 DE MAIO DE 2016 EDITAL Nº 003/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 25 DE MAIO DE 2016 PROGRAMA DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS E TECNOLÓGICOS DE CURSOS STRICTU SENSO - PAESS A PR- PPGI, no uso de suas atribuições estatutárias,

Leia mais

EDITAL 10/2014. PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG

EDITAL 10/2014. PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG EDITAL 10/2014 PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, atendendo à orientação programática da Secretaria de Estado

Leia mais

Chamada de Propostas de Pesquisa na área de Mudanças Climáticas Globais Convênio FAPESP-FAPERJ

Chamada de Propostas de Pesquisa na área de Mudanças Climáticas Globais Convênio FAPESP-FAPERJ Chamada de Propostas de Pesquisa na área de Mudanças Climáticas Globais Convênio FAPESP-FAPERJ 1) Introdução A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo FAPESP e a Fundação de Amparo à Pesquisa

Leia mais

APOIO A REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº 002/2015 - AREC

APOIO A REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº 002/2015 - AREC APOIO A REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº 002/2015 - AREC O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação - SECTEC, por

Leia mais

Programa de Pós-graduação em Química Biológica do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis / CCS / UFRJ

Programa de Pós-graduação em Química Biológica do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis / CCS / UFRJ Programa de Pós-graduação em Química Biológica do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis / CCS / UFRJ EDITAL PARA INGRESSO NO PROGRAMA BOLSA NOTA 10 FAPERJ 2015/1 Informamos que abriremos inscrições

Leia mais

EDITAL FAPESB N o 025/2014 APOIO A PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADOS PROFISSIONAIS

EDITAL FAPESB N o 025/2014 APOIO A PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADOS PROFISSIONAIS EDITAL FAPESB N o 025/2014 APOIO A PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADOS PROFISSIONAIS A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, órgão vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia

Leia mais

Universidade Estadual do Maranhão Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PPG

Universidade Estadual do Maranhão Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PPG EDITAL Nº 17/2015 PPG/UEMA CONCESSÃO DE BOLSA DE FIXAÇÃO DE DOUTOR A Universidade Estadual do Maranhão - UEMA torna público e convoca os interessados a apresentarem propostas para obtenção de bolsas de

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO A PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO A PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO A PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTIFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA DE APOIO A CRIAÇÃO E CONSOLIDAÇÃO DE EMPRESAS JUNIORES - PACCEJ EDITAL FAPEMA

Leia mais

EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS

EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS ALTERADO PELA DIREX NA 219ª REUNIÃO ORDINÁRIA Chamada Pública para seleção de propostas para auxílio financeiro à organização de eventos técnicocientíficos

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL

PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL CHAMADA PÚBLICA 21/2015 PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná (FA) em parceria com o Renault do Brasil

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DO CNPQ MODALIDADES: PIBIC E PIBITI / 2013 2014 EDITAL Nº 65/PROPESP/IFRO, DE 22 DE JULHO DE

Leia mais

UNIVERSAL- CNPq N º 14/2011 I.1 - OBJETIVO I. 2 - APRESENTAÇÃO E ENVIO DAS PROPOSTAS. I - Chamada para Seleção de Projetos

UNIVERSAL- CNPq N º 14/2011 I.1 - OBJETIVO I. 2 - APRESENTAÇÃO E ENVIO DAS PROPOSTAS. I - Chamada para Seleção de Projetos UNIVERSAL- CNPq N º 14/2011 I - Chamada para Seleção de Projetos O Ministério da Ciência e Tecnologia e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq tornam pública a presente

Leia mais

EDITAL FAPAC_CAPES_006/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO ACORDO CAPES/FAPAC

EDITAL FAPAC_CAPES_006/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO ACORDO CAPES/FAPAC EDITAL FAPAC_CAPES_006/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO ACORDO CAPES/FAPAC O Governo do Estado do Acre, por meio da FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO ACRE (FAPAC) em parceria com a COORDENAÇÃO

Leia mais

MEMÓRIAS BRASILEIRAS: BIOGRAFIAS Edital N 13/2015

MEMÓRIAS BRASILEIRAS: BIOGRAFIAS Edital N 13/2015 MEMÓRIAS BRASILEIRAS: BIOGRAFIAS Edital N 13/2015 Publicado no DOU de 29/07/15 seção 3 pág. 33 DIRETORIA DE PROGRAMAS E BOLSAS NO PAÍS DPB Coordenação- Geral de Programas Estratégicos CGPE A Coordenação

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015

PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015 O Presidente da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico FUNCAP, Prof. Francisco César de Sá Barreto, no uso

Leia mais

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa Chamada Pública 15/2014 Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico

Leia mais

EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR

EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí - FAPEPI, em conformidade

Leia mais

Edital Nº 18/2013. Apoio à Pesquisa dos Servidores com Mestrado Programa Universal Mestre UNIVASF

Edital Nº 18/2013. Apoio à Pesquisa dos Servidores com Mestrado Programa Universal Mestre UNIVASF MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO-PRPPGI Av. José de Sá Maniçoba, s/n, centro, CEP: 56304-917, Petrolina -

Leia mais

EDITAL FAPES Nº 003/2010

EDITAL FAPES Nº 003/2010 EDITAL FAPES Nº 003/2010 Seleção de propostas a serem apresentadas pelos Programas de Pósgraduação stricto sensu do estado do Espírito Santo, visando à concessão de quotas de bolsas para formação de recursos

Leia mais

EDITAL FAPERGS/IBRAVIN 13/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO PROFISSIONAL

EDITAL FAPERGS/IBRAVIN 13/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO PROFISSIONAL EDITAL FAPERGS/IBRAVIN 13/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO PROFISSIONAL A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e o INSTITUTO BRASILEIRO DO VINHO IBRAVIN tornam público

Leia mais

III. DO AUXÍLIO À PESQUISA APQ

III. DO AUXÍLIO À PESQUISA APQ EDITAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INDUÇÃO A CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO EM SAÚDE GERAÇÃO E DIFUSÃO DO CONHECIMENTO DE EXCELÊNCIA PAPES VII JOVEM CIENTISTA FIOCRUZ I. DEFINIÇÃO A Presidência da Fundação

Leia mais

Chamada MCTI/CNPq N º 16/2012 Tecnologias inovadoras na produção, prototipagem e/ou aumento de escala em nanotecnologia.

Chamada MCTI/CNPq N º 16/2012 Tecnologias inovadoras na produção, prototipagem e/ou aumento de escala em nanotecnologia. Chamada MCTI/CNPq N º 16/2012 Tecnologias inovadoras na produção, prototipagem e/ou aumento de escala em nanotecnologia. I - Chamada O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI e o Conselho Nacional

Leia mais

CONSELHO DIRETOR - RESOLUÇÃO 023/2011 - ANEXO EDITAL 009/2011-FAPEAM PROGRAMA DE APOIO À NÚCLEOS EMERGENTES DE PESQUISA PRONEM

CONSELHO DIRETOR - RESOLUÇÃO 023/2011 - ANEXO EDITAL 009/2011-FAPEAM PROGRAMA DE APOIO À NÚCLEOS EMERGENTES DE PESQUISA PRONEM CONSELHO DIRETOR - RESOLUÇÃO 023/2011 - ANEXO EDITAL 009/2011-FAPEAM PROGRAMA DE APOIO À NÚCLEOS EMERGENTES DE PESQUISA PRONEM A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas - FAPEAM, vinculada

Leia mais

Edital MCT/SETEC/CNPq nº 32/2007 - RHAE Pesquisador na Empresa

Edital MCT/SETEC/CNPq nº 32/2007 - RHAE Pesquisador na Empresa Edital MCT/SETEC/CNPq nº 32/2007 - RHAE Pesquisador na Empresa Seleção pública de propostas de projetos de pesquisa voltados ao desenvolvimento tecnológico e a inovação Veja a FAQ deste Edital O Ministério

Leia mais

EDITAL N. 09/2006 FAPEMA/FINEP

EDITAL N. 09/2006 FAPEMA/FINEP EDITAL N. 09/2006 FAPEMA/FINEP FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLOGICO DO MARANHÃO FAPEMA, em parceria com a FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP, tornam público

Leia mais

EDITAL Nº 002/2015/PROPE SELEÇÃO DE ORIENTADORES E PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

EDITAL Nº 002/2015/PROPE SELEÇÃO DE ORIENTADORES E PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº 002/2015/PROPE SELEÇÃO DE ORIENTADORES E PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PIBIC/FAPEMIG PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Leia mais

Chamada MCTI/CNPq/CT-ENERG Nº 33/2013 Tecnologia em Smart Grids I - CHAMADA

Chamada MCTI/CNPq/CT-ENERG Nº 33/2013 Tecnologia em Smart Grids I - CHAMADA Chamada MCTI/CNPq/CT-ENERG Nº 33/2013 Tecnologia em Smart Grids I - CHAMADA O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI por intermédio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Leia mais

EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES

EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

Edital FPTI-BR N 029/2013 PROCESSO FPTI-BR N 0003/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA CONCESSÃO DE APOIO A ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS

Edital FPTI-BR N 029/2013 PROCESSO FPTI-BR N 0003/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA CONCESSÃO DE APOIO A ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS Edital FPTI-BR N 029/2013 PROCESSO FPTI-BR N 0003/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA CONCESSÃO DE APOIO A ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS A Fundação Parque Tecnológico Itaipu Brasil, em parceria com a

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT- INFO - Grade - 01/2004

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT- INFO - Grade - 01/2004 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT- INFO - Grade - 01/2004 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE INOVAÇÃO EM COMPUTAÇÃO EM GRADE APLICADA À ÁREA DE GOVERNO 1. OBJETIVO O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 18/2007 PROGRAMA USO MÚLTIPLO DE FLORESTAS RENOVÁVEIS

EDITAL FAPEMIG 18/2007 PROGRAMA USO MÚLTIPLO DE FLORESTAS RENOVÁVEIS EDITAL FAPEMIG 18/2007 PROGRAMA USO MÚLTIPLO DE FLORESTAS RENOVÁVEIS USO MÚLTIPLO DA MADEIRA VISANDO A ESTRUTURAÇÃO E LANÇAMENTO DO PÓLO DE EXCELÊNCIA EM FLORESTAS RENOVÁVEIS. A Fundação de Amparo à Pesquisa

Leia mais

EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006

EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006 EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA O PROGRAMA BAHIA INOVAÇÃO REDE DE EMPREENDEDORISMO A Fundação de Amparo à Pesquisa

Leia mais

Edital PPG-FÍSICA/UFPR nº 1/2016. Seleção de Candidatos ao Mestrado e ao Doutorado para o 1º Semestre de 2016

Edital PPG-FÍSICA/UFPR nº 1/2016. Seleção de Candidatos ao Mestrado e ao Doutorado para o 1º Semestre de 2016 Edital PPG-FÍSICA/UFPR nº 1/2016 Seleção de Candidatos ao Mestrado e ao Doutorado para o 1º Semestre de 2016 O Programa de Pós-graduação em Física da Universidade Federal do Paraná, em conformidade com

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Inovação Tecnológica

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Inovação Tecnológica EDITAL 01/2016 Propit PROGRAMA DE APOIO AO DOUTOR RECÉM-CONTRATADO A (Propit), em atenção ao Edital Nº 006/2015 da Fundação Amazônia de Amparo à Estudos e Pesquisa (FAPESPA), em parceria com a Coordenação

Leia mais

EDITAL FACEPE 09/2014

EDITAL FACEPE 09/2014 EDITAL FACEPE 09/2014 PROGRAMA DE INFRA-ESTRUTURA PARA JOVENS PESQUISADORES Programa Primeiros Projetos PPP/FACEPE/CNPq A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE), vinculada

Leia mais

EDITAL PROGRAMA INOVA UNIRIO PROPG/DPG 2016 (IN-UNIRIO) Edital IN-UNRIO n o 01/2016

EDITAL PROGRAMA INOVA UNIRIO PROPG/DPG 2016 (IN-UNIRIO) Edital IN-UNRIO n o 01/2016 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa PROPG Diretoria de Pós-Graduação - DPG EDITAL PROGRAMA INOVA UNIRIO PROPG/DPG 2016 (IN-UNIRIO) Edital IN-UNRIO

Leia mais

EDITAL FAPESB 003/2014 Apoio à Organização de Eventos Científicos, Tecnológicos e/ou de Inovação e Empreendedorismo.

EDITAL FAPESB 003/2014 Apoio à Organização de Eventos Científicos, Tecnológicos e/ou de Inovação e Empreendedorismo. EDITAL FAPESB 003/2014 Apoio à Organização de Eventos Científicos, Tecnológicos e/ou de Inovação e Empreendedorismo. Edital para seleção de propostas para a Organização de Eventos de natureza científica,

Leia mais

EDITAL N.º 03/2015/PROCEA

EDITAL N.º 03/2015/PROCEA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MEC FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA - UNIR PRÓ-REITORIA DE CULTURA, EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS PROCEA EDITAL N.º 03/2015/PROCEA Torna-se público, para conhecimento

Leia mais

EDITAL PROPPI Nº 012/2015 APOIO A PROJETOS COOPERATIVOS DE PESQUISA APLICADA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO.

EDITAL PROPPI Nº 012/2015 APOIO A PROJETOS COOPERATIVOS DE PESQUISA APLICADA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. EDITAL PROPPI Nº 012/2015 APOIO A PROJETOS COOPERATIVOS DE PESQUISA APLICADA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação,

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA FAPESC Nº 02/2013 PROGRAMA FAPESC DE RECURSOS HUMANOS EM CTI MESTRADO E DOUTORADO

CHAMADA PÚBLICA FAPESC Nº 02/2013 PROGRAMA FAPESC DE RECURSOS HUMANOS EM CTI MESTRADO E DOUTORADO 1 OBJETIVO CHAMADA PÚBLICA FAPESC Nº 02/2013 PROGRAMA FAPESC DE RECURSOS HUMANOS EM CTI MESTRADO E DOUTORADO A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina FAPESC, em parceria com

Leia mais

EDITAL FAPESB N o FRUTICULTURA NO ESTADO DA BAHIA 001/2014 - APOIO A SOLUÇÕES INOVADORAS PARA A

EDITAL FAPESB N o FRUTICULTURA NO ESTADO DA BAHIA 001/2014 - APOIO A SOLUÇÕES INOVADORAS PARA A EDITAL FAPESB N o FRUTICULTURA NO ESTADO DA BAHIA 001/2014 - APOIO A SOLUÇÕES INOVADORAS PARA A A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, Fundação de Direito Público vinculada à Secretaria

Leia mais

EDITAL Nº 001/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 28 DE MARÇO DE 2016 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA - PADCIT.

EDITAL Nº 001/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 28 DE MARÇO DE 2016 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA - PADCIT. EDITAL Nº 001/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 28 DE MARÇO DE 2016 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA - PADCIT. A PRO-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO - PR-PPGI,

Leia mais

EDITAL FAPERGS 03/2015 AUXÍLIO PARA ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS - AOE

EDITAL FAPERGS 03/2015 AUXÍLIO PARA ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS - AOE EDITAL FAPERGS 03/2015 AUXÍLIO PARA ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS - AOE A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS, atendendo ao que determinam os artigos 234 e seguintes da Constituição

Leia mais

Tenham entre 18 e 35 anos completos.

Tenham entre 18 e 35 anos completos. De acordo com Portaria publicada no Diário Oficial da União em 15 de agosto 2012 EDITAL Bolsa de Aperfeiçoamento TÉCNICO E ARTÍSTICO em Música O Presidente da Fundação Nacional de Artes Funarte, no uso

Leia mais

EDITAL PROIN/IFAC Nº 02/2012 EDITAL DE FLUXO CONTÍNUO DE AÇÕES DE EXTENSÃO TECNOLÓGICA

EDITAL PROIN/IFAC Nº 02/2012 EDITAL DE FLUXO CONTÍNUO DE AÇÕES DE EXTENSÃO TECNOLÓGICA EDITAL PROIN/IFAC Nº 02/2012 EDITAL DE FLUXO CONTÍNUO DE AÇÕES DE EXTENSÃO TECNOLÓGICA Edital de Fluxo Contínuo de Ações de Extensão Tecnológica que estabelece os critérios para a elaboração das ações

Leia mais

CONSELHO DIRETOR - RESOLUÇÃO 032/2011 ANEXO ÚNICO. EDITAL 014/2011 FAPEAM Programa de Gestão em Ciência e Tecnologia no Amazonas PGCT/AM-CIDE

CONSELHO DIRETOR - RESOLUÇÃO 032/2011 ANEXO ÚNICO. EDITAL 014/2011 FAPEAM Programa de Gestão em Ciência e Tecnologia no Amazonas PGCT/AM-CIDE CONSELHO DIRETOR - RESOLUÇÃO 032/2011 ANEXO ÚNICO EDITAL 014/2011 FAPEAM Programa de Gestão em Ciência e Tecnologia no Amazonas PGCT/AM-CIDE A DIRETORA-PRESIDENTA da FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO

Leia mais

EDITAL Verde-Amarelo/ Parques Tecnológicos: FINEP 04/2002

EDITAL Verde-Amarelo/ Parques Tecnológicos: FINEP 04/2002 EDITAL Verde-Amarelo/ Parques Tecnológicos: FINEP 04/2002 O Ministério da Ciência e Tecnologia, em cumprimento às recomendações do Comitê Gestor do Programa de Estímulo à Interação Universidade-Empresa

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria do Turismo, Esporte e do Lazer Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul - FUNDERGS

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria do Turismo, Esporte e do Lazer Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul - FUNDERGS EDITAL Nº 03/2015 PEQUENAS OBRAS E REFORMAS EM GINÁSIOS ESPORTIVOS, CANCHAS, QUADRAS ESPORTIVAS, ESTÁDIOS, CAMPOS DE FUTEBOL E OUTROS ESPAÇOS DESTINADOS À PRÁTICA DE ESPORTES E AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE

EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e em parceria

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA DE APOIO A PUBLICAÇÃO DE ARTIGOS ARTIGO/FAPEMA EDITAL FAPEMA Nº 09/2014 ARTIGO

Leia mais

EDITAL FACEPE 08/2012

EDITAL FACEPE 08/2012 EDITAL FACEPE 08/2012 APOIO A PROJETOS INSTITUCIONAIS DE ABSORÇÃO DE JOVENS DOUTORES NA PÓS-GRADUAÇÃO (PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO) PARCERIA CAPES PNPD O Ministério da Educação (MEC), por intermédio

Leia mais

CHAMADA CNPq nº 008/2014. PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014 DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CNPq / MINISTÉRIO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MOÇAMBIQUE I - CHAMADA

CHAMADA CNPq nº 008/2014. PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014 DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CNPq / MINISTÉRIO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MOÇAMBIQUE I - CHAMADA CHAMADA CNPq nº 008/2014 PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014 DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CNPq / MINISTÉRIO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MOÇAMBIQUE I - CHAMADA O - CNPq torna público a presente Chamada e convida

Leia mais

Edital FAPERJ Nº 02/2016 PROGRAMA DE ESTÍMULO À CRIAÇÃO, EXPERIMENTAÇÃO E PESQUISA ARTÍSTICA

Edital FAPERJ Nº 02/2016 PROGRAMA DE ESTÍMULO À CRIAÇÃO, EXPERIMENTAÇÃO E PESQUISA ARTÍSTICA Edital FAPERJ Nº 02/2016 PROGRAMA DE ESTÍMULO À CRIAÇÃO, EXPERIMENTAÇÃO E PESQUISA ARTÍSTICA O Governo do Estado do Rio de Janeiro, a Secretaria de Estado de Cultura - SEC e a Fundação Carlos Chagas Filho

Leia mais

Resolução 089/Reitoria/Univates Lajeado, 26 de julho de 2012

Resolução 089/Reitoria/Univates Lajeado, 26 de julho de 2012 Resolução 089/Reitoria/Univates Lajeado, 26 de julho de 2012 Aprova o Edital Propex 01/2012 Pesquisa para pesquisadores dos Programas de Pós-Graduação em implantação O Reitor do Centro Universitário UNIVATES,

Leia mais

Edital nº 017/2015 - PRORROGADO ATÉ 12/07/2015

Edital nº 017/2015 - PRORROGADO ATÉ 12/07/2015 FACULDADES ADAMANTINENSES INTEGRADAS Núcleo de Prática de Pesquisa Edital nº 017/2015 - PRORROGADO ATÉ 12/07/2015 EDITAL DE SELEÇÃO - PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICANO PARA O ENSINO

Leia mais

ALDEIA SOLIDÁRIA REGULAMENTO

ALDEIA SOLIDÁRIA REGULAMENTO ALDEIA SOLIDÁRIA REGULAMENTO 1. Apresentação 1.1. Conceitos Gerais O projeto Aldeia Solidária é uma ação de Responsabilidade Social do Aldeia das Águas Park Resort. A empresa entende a necessidade de promover

Leia mais

Chamada MCTI/CNPq/SECIS/MEC/SEB/CAPES N º 50/2012

Chamada MCTI/CNPq/SECIS/MEC/SEB/CAPES N º 50/2012 Chamada MCTI/CNPq/SECIS/MEC/SEB/CAPES N º 50/2012 I - CHAMADA O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI e o Ministério da Educação- MEC, por intermédio do Conselho Nacional de Desenvolvimento

Leia mais

busca no site mapa do site Editais Edital MCT/ CNPq/MEC/CAPES Nº 68/2010 I.2 - APRESENTAÇÃO E ENVIO DAS PROPOSTAS

busca no site mapa do site Editais Edital MCT/ CNPq/MEC/CAPES Nº 68/2010 I.2 - APRESENTAÇÃO E ENVIO DAS PROPOSTAS Page 1 of 10 busca no site mapa do site Fale Conosco 6 Editais O CNPq Bolsas Auxílios Valores de Diárias e Bolsas Editais Resultados e Como recorrer Formulários e Parecer Ad Hoc Prestação de Contas Calendário

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE

EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e em parceria

Leia mais

EDITAL FAPEMA Nº 003/2013 AREC

EDITAL FAPEMA Nº 003/2013 AREC GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO ESTADO DO MARANHÃO APOIO A REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTIFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO AREC EDITAL FAPEMA

Leia mais

EDITAL 002/2011-FAPEAM PROGRAMA DE APOIO À FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS PÓS-GRADUADOS DO ESTADO DO AMAZONAS RH-INTERINSTITUCIONAL Fluxo Contínuo

EDITAL 002/2011-FAPEAM PROGRAMA DE APOIO À FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS PÓS-GRADUADOS DO ESTADO DO AMAZONAS RH-INTERINSTITUCIONAL Fluxo Contínuo EDITAL 002/2011-FAPEAM PROGRAMA DE APOIO À FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS PÓS-GRADUADOS DO ESTADO DO AMAZONAS RH-INTERINSTITUCIONAL Fluxo Contínuo A DIRETORA PRESIDENTA da FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO

Leia mais

Programa CAPES-UDELAR Docentes Processo Seletivo 2013 Edital nº 003/2013

Programa CAPES-UDELAR Docentes Processo Seletivo 2013 Edital nº 003/2013 Programa CAPES-UDELAR Docentes Processo Seletivo 2013 Edital nº 003/2013 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, instituída como Fundação Pública, por meio da Lei nº. 8.405,

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2016

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2016 PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2016 O reitor do Centro Universitário de Brasília UniCEUB, no uso de suas atribuições legais e estatutárias,

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 11/2012 ACORDO CAPES/FAPEG. Apoio a Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu

CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 11/2012 ACORDO CAPES/FAPEG. Apoio a Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 11/2012 ACORDO CAPES/FAPEG Apoio a Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás FAPEG, conforme decisão de seu Conselho Superior,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EDITAL DE INCENTIVO AO ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA PROJETO

Leia mais

Universidade Aberta do Brasil Edital Nº. 02 de 31 de julho de 2009 DED/CAPES Edital Pró-Equipamentos

Universidade Aberta do Brasil Edital Nº. 02 de 31 de julho de 2009 DED/CAPES Edital Pró-Equipamentos Universidade Aberta do Brasil Edital Nº. 02 de 31 de julho de 2009 DED/CAPES Edital Pró-Equipamentos A Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, sediada no Setor Bancário

Leia mais

Programa CAPES-MINCYT

Programa CAPES-MINCYT Programa CAPES- Processo Seletivo 2014 Edital nº 22/2014 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, instituída como Fundação Pública, por meio da Lei nº. 8.405, de 09 de janeiro

Leia mais

Edital MCT/CNPq Nº 06/2010 Residência em Software e Extensão Inovadora em TI

Edital MCT/CNPq Nº 06/2010 Residência em Software e Extensão Inovadora em TI Edital MCT/CNPq Nº 06/2010 Residência em Software e Extensão Inovadora em TI I - EDITAL O Ministério da Ciência e Tecnologia MCT e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq

Leia mais