Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais"

Transcrição

1 Chamada Pública nº 03/2012 Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais A FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná, em conformidade com suas finalidades, torna pública a presente Chamada, que estabelece as normas e condições para a submissão de projetos ao PROGRAMA DE APOIO A PROJETOS ESPECIAIS. 1. OBJETIVOS O Programa de Fluxo Continuo para Apoio a Projetos Especiais tem por objetivo financiar as Instituições de Ensino Superior, Institutos de Pesquisa e Associações ou Sociedades Técnico-Científicas, de natureza pública ou privada, sem fins lucrativos, de utilidade pública, com CNPJ do Estado do Paraná, tendo como Coordenadores docentes, pesquisadores ou diretores de Instituições do Paraná, na execução de projetos especiais necessários ao desenvolvimento científico e tecnológico do Estado do Paraná. 2. LINHAS DE AÇÂO Poderão ser submetidos projetos especiais nas seguintes linhas de ação aprovadas pelo Conselho Superior da Fundação Araucária, quando não estiverem enquadrados em outras Chamadas Públicas específicas vigentes ou previstas no Plano de Trabalho da Fundação Araucária (Anexo I) I Fomento à Produção Científica e Tecnológica; II Verticalização do Ensino Superior e Formação de Pesquisadores; III Disseminação Científica e Tecnológica. 3. RECURSOS FINANCEIROS 3.1 O Programa de Apoio a Projetos Especiais disporá de recursos financeiros a serem providos pelo Fundo Paraná, nos termos da Lei Estadual nº /98, alterada pela Lei Estadual nº /06, no valor de R$ ,00 (dois milhões e quinhentos mil reais), podendo a Fundação Araucária, por critérios de oportunidade e conveniência, de acordo com sua disponibilidade orçamentária e financeira, suplementar os recursos disponíveis para a presente Chamada. 3.2 O número de propostas a se contratar está condicionado ao limite dos recursos disponíveis nesta Chamada. 3.3 Poderão ser submetidos projetos com financiamento de R$ ,00 (trinta mil reais) até um máximo de R$ ,00 (duzentos e cinquenta mil reais) por projeto. 3.4 Os recursos da presente Chamada serão destinados à aquisição de itens referentes a custeio e/ou capital, todos estritamente necessários a execução de atividades vinculadas diretamente ao projeto. Os itens financiáveis e não financiáveis estão listados no Anexo II Normatização para Apoio a Projetos Especiais. 3.5 Não serão aceitas propostas com previsão de pagamento, a qualquer título, com recursos da transferência, de servidor ou empregado integrante de quadro de pessoal da administração pública, direta ou indireta, nos termos do art. 9º, inciso II da Resolução nº. 28/2011 do Tribunal de Contas do Estado do Paraná. 4. EXIGÊNCIAS DE ELEGIBILIDADE São elegíveis no âmbito da presente Chamada propostas que atendam aos seguintes requisitos obrigatórios: 4.1 Para o Coordenador: a) ser brasileiro nato ou naturalizado. Quando estrangeiro, ter visto permanente; b) ter vínculo funcional/empregatício permanente com Instituição de Ensino Superior ou Instituto de Pesquisa de natureza pública ou privada, sem fins lucrativos e de utilidade pública, com CNPJ do Estado do Paraná, denominada Instituição responsável ou corresponsável (conforme declaração institucional especificando a natureza do vínculo); ou 1

2 c) ter vínculo com Associação ou Sociedade Técnico-Científica legalmente constituída, sem fins lucrativos e de utilidade pública, com CNPJ do Estado do Paraná, denominada Instituição responsável ou corresponsável (conforme declaração institucional especificando a natureza do vínculo); d) ter currículo atualizado na Plataforma Lattes (CNPQ), quando vinculado à Instituição de Ensino Superior ou Instituto de Pesquisa; e) não ter qualquer pendência administrativa com a Fundação Araucária no momento da submissão da proposta; f) encaminhar via on line e via impressa todos os documentos exigidos nesta Chamada, conforme item 5.1, de acordo com os valores limite estabelecidos (item 3.3) e documentos exigidos (itens 4 e 5). 4.2 Para a Instituição Responsável ou corresponsável: a) ser Instituição de Ensino Superior, Instituto de Pesquisa, Associação ou Sociedade Técnico-Científica legalmente constituída, de natureza pública ou privada, sem fins lucrativos, de utilidade pública, com CNPJ do Estado do Paraná; b) não ter qualquer pendência administrativa com a Fundação Araucária no momento da submissão da proposta; c) apresentar as certidões solicitadas no Art. 3º da Instrução Normativa nº 61/2011 do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, para a formalização do instrumento jurídico, caso o projeto seja aprovado e demais documentos constantes no Ato Normativo nº. 001/2012 da Fundação Araucária. 5. APRESENTAÇÃO E ENVIO DAS PROPOSTAS 5.1 A proposta deverá ser enviada à Fundação Araucária através do SigAraucária (Sistema de Informação e Gestão de Projetos), disponível no site devendo-se observar os seguintes passos: a) cadastrar coordenador e Instituição; b) cadastrar equipe de docentes, pesquisadores ou diretores que integram o projeto; c) preencher Formulário Eletrônico da Proposta on line; d) preencher e anexar Formulário para Projetos Especiais, em formato pdf (Anexo III). 5.2 Após o envio da proposta eletrônica, no prazo de até 3 (três) dias úteis, encaminhar documentação impressa, entregue diretamente na secretaria da Fundação Araucária, mediante protocolo, ou enviada via correio (será considerada a data de postagem). Deve constar no envelope a seguinte identificação: Fundação Araucária Chamada Pública 03/2012 Projetos Especiais Av. Com. Franco, 1341 Cietep Jardim Botânico Curitiba Paraná 5.3 As assinaturas do coordenador e responsável pela Instituição são obrigatórias e necessárias para comprovação e validação dos compromissos estabelecidos No caso de Instituições de Ensino Superior, considera-se o responsável pela Instituição o pró-reitor de pesquisa e pós-graduação ou de extensão. Nas Instituições de Pesquisa, o Diretor Científico ou equivalente. Nas Associações ou Sociedades Técnico-Científicas, o representante legal. 5.4 O conteúdo e a integridade da documentação enviada serão de responsabilidade direta e exclusiva do coordenador. 5.5 A Fundação Araucária não se responsabiliza por propostas não recebidas em decorrência de eventuais problemas técnicos e/ou congestionamentos das linhas de comunicação. 6. CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS 6.1 Continuamente, à critério da Diretoria Executiva, serão apreciados os projetos especiais enviados à Fundação Araucária. 6.2 O julgamento das propostas será realizado em três etapas: enquadramento, mérito/relevância e análise orçamentária. 6.3 Enquadramento. Nesta etapa, as propostas serão verificadas quanto ao: a) atendimento dos prazos de envio da documentação (via eletrônica e impressa); b) Declaração da Instituição Executora, devidamente assinada pelo responsável do setor de recursos humanos, ou equivalente, confirmando o vínculo funcional/empregatício permanente do coordenador. c) atendimento ao valor limite e aos itens financiáveis; d) preenchimento correto do Formulário para Projetos Especiais (Anexo III); 2

3 e) termo de compromisso devidamente assinado pelo coordenador e representante da Instituição ou responsável (Anexo III) A Diretoria Executiva da Fundação Araucária terá a prerrogativa de verificar se o projeto se enquadra como projeto especial, nos termos da presente Chamada, caso contrário, o mesmo será considerado inelegível. 6.4 Avaliação do mérito e relevância. Nesta etapa, as propostas pré-qualificadas serão avaliadas por consultores ad hoc e/ou Comitê Especial, designados pela Diretoria Executiva da Fundação Araucária, que utilizarão os seguintes critérios: Critérios de Análise e Julgamento a. Importância do projeto para a disseminação da Ciência, da Tecnologia e Inovação; b. Impacto positivo que possa produzir no âmbito das políticas de melhoria da qualidade de vida, agregação de valor e geração de conhecimento, emprego e renda, para a população paranaense. d. Mérito científico, originalidade e/ou fundamentação teórica da proposta; e. Adequação da metodologia aos objetivos propostos; f. Qualificação e adequação da equipe envolvida na execução; g. Tempo a ser dedicado pelo coordenador e equipe na execução; h. Experiência do coordenador e da equipe; i. Infraestrutura e meios disponíveis para a realização, considerando a contrapartida da instituição; j. Adequação dos recursos previstos no orçamento e a compatibilidade entre os cronogramas físico e financeiro k. Mecanismos de disseminação dos resultados ao público beneficiário (quando pertinente); l. Interdisciplinaridade na execução (quando pertinente); m. Contribuição para o conhecimento científico, tecnológico e/ou sociocultural; n. Contribuição na formação de recursos humanos; o. Contribuição para a melhoria da gestão e da qualidade ambiental (quando pertinente); p. Contribuição para o progresso social e qualidade de vida do público beneficiário (quando pertinente); q. Contribuição para o desenvolvimento técnico, científico e/ou econômico (quando pertinente); 6.5 Para cada projeto avaliado, os Consultores ad hoc e/ou Comitê Especial, procederão a análise de mérito e relevância, e deverão elaborar o respectivo parecer, devidamente assinado. 6.6 Não será permitida a designação de Consultores ad hoc ou de inclusão no Comitê Especial de pesquisadores que tenham apresentado propostas a esta Chamada ou que participem da equipe dos projetos. 6.7 É vedado que o avaliador julgue propostas de projetos em que: a) haja seu interesse direto ou indireto; b) esteja participando da equipe do projeto seu cônjuge, companheiro ou parente; c) esteja litigando judicial ou administrativamente com qualquer membro da equipe do projeto. 6.8 Análise orçamentária. Nessa etapa, a Fundação Araucária, dentro dos limites orçamentários estipulados para esta Chamada, poderá aprovar as propostas, com ou sem adequações orçamentárias ou desaprovar. 7. PRAZO DE EXECUÇÃO DO PROJETO 7.1 Os projetos contratados terão um prazo de até 24 (vinte e quatro) meses para a sua execução e conclusão, podendo ser prorrogados por até 24 meses após aprovação da Diretoria Executiva da Fundação Araucária, desde que a solicitação seja encaminhada em até 60 dias anteriores ao término da vigência do convênio, devidamente justificada. 7.2 A liberação de recursos será por meio de depósito bancário em conta específica da caixa econômica, a ser gerenciada pela entidade executora do projeto, obedecendo às normas do Ato Normativo nº. 01/2012 da Fundação Araucária. 8. HOMOLOGAÇÃO E DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS 8.1 A divulgação dos resultados dos projetos aprovados será feita por meio de Ato da Diretoria Executiva, na página da Fundação Araucária (www.fundacaoaraucaria.org.br); 8.2 O coordenador tomará conhecimento do resultado por intermédio de correspondência eletrônica na ferramenta de correio do SigAraucária. 3

4 9. FORMALIZAÇÃO DO INSTRUMENTO JURÍDICO 9.1 A formalização dos instrumentos jurídicos, convênios, dos projetos aprovados será iniciada a partir da divulgação dos resultados e atenderá o disposto na Resolução nº. 28/2011 e Instrução Normativa nº. 61/2011, ambas do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, bem como as demais normas pertinentes. 9.2 A existência de qualquer inadimplência do Coordenador ou da Instituição responsável ou corresponsável com órgãos da Administração pública federal, estadual ou municipal, direta ou indireta, poderá constituir fator impeditivo para a formalização do instrumento de repasse de recursos do projeto. 9.3 A Fundação Araucária encaminhará as Minutas de Convênio por via eletrônica à Instituição de origem do coordenador e estabelece, desde já, o prazo de até 8 (oito) dias úteis para devolução destas assinadas, bem como, dos demais documentos solicitados, sob pena de cancelamento do apoio, caso não formalmente justificado. 9.4 A liberação dos recursos estará condicionada à data de assinatura e publicação do Termo Jurídico. 10. ACOMPANHAMENTO E PRESTAÇÃO DE CONTAS 10.1 A prestação de contas financeira deverá ser apresentada de acordo com a Resolução n.º 28/2011 e Instrução Normativa nº. 61/2011, ambas do Tribunal de Contas do Estado do Paraná e com o Manual de Prestação de Contas da Fundação Araucária vigente, no momento de formalização do instrumento jurídico; 10.2 A Instituição deverá informar e atualizar bimestralmente dados do Sistema Integrado de Transferências SIT do Tribunal de Contas, conforme o disposto no Capítulo V da Instrução Normativa nº 61/2011; 10.3 O coordenador é responsável pela execução do plano de trabalho, utilização adequada dos recursos, pela elaboração de relatórios técnicos e corresponsável pelas prestações de contas; 10.4 O relatório técnico final deverá ser apresentado 30 (trinta) dias após o encerramento do instrumento jurídico, juntamente com a prestação de contas final; O relatório final do projeto deverá ser elaborado de acordo com o formulário-padrão, enviado eletronicamente através do SigAraucária (com todos os dados solicitados completos), pelo coordenador, anexando os comprovantes correspondentes. 11. RECURSOS ADMINISTRATIVOS Caso o coordenador tenha justificativa para contestar o resultado final desta Chamada, a Diretoria Executiva da Fundação Araucária aceitará recurso no prazo de 05 (cinco) dias úteis, a contar da data de divulgação do resultado, em uma das seguintes formas: a) envio do recurso pelo correio, obrigatoriamente em correspondência registrada com aviso de recebimento (AR); b) protocolo do recurso na sede da Fundação Araucária. 12. CANCELAMENTO DA CONCESSÃO A concessão do apoio financeiro poderá ser cancelada pela Diretoria Executiva da Fundação Araucária por ocorrência, durante sua implementação, cuja gravidade justifique o cancelamento, sem prejuízo de outras providências cabíveis em decisão devidamente fundamentada. 13. REVOGAÇÃO OU ANULAÇÃO A qualquer tempo, a presente Chamada poderá ser revogada ou anulada, no todo ou em parte, seja por decisão unilateral da Diretoria Executiva da Fundação Araucária, seja por motivo de interesse público, decretos governamentais ou exigência legal, em decisão fundamentada, sem que isso implique direitos à indenização ou à reclamação de qualquer natureza. 14. IMPUGNAÇÃO 14.1 Decairá do direito de impugnar os termos desta Chamada perante à Fundação Araucária, aquele que tendo aceitado sem objeção, venha apontar, depois do julgamento, eventuais falhas ou irregularidades que o tenham viciado, hipótese em que tal comunicação, não terá efeito de recurso O coordenador que aderir às condições apresentadas neste Edital não poderá arguir qualquer vício ou irregularidade do mesmo, sendo a apresentação de sua proposta considerada como concordância irretratável nas condições aqui estabelecidas. 4

5 15. DISPOSIÇÕES GERAIS 15.1 Não será permitida a troca de coordenador durante a execução do projeto, salvo por motivos de força maior, devidamente justificados e comprovados pela Instituição responsável ou corresponsável Além das regras contidas neste Edital, na utilização dos recursos deverá ser observada a legislação vigente, em especial a Lei Federal nº 8.666/93, Lei Complementar nº 123/06, Leis Estaduais nº /06, /07, Resolução nº 28/2011 TCE/PR, Instrução Normativa nº. 61/2011 do TCE/PR e Ato Normativo nº. 01/2012 da Fundação Araucária Os casos omissos e situações não previstas nesta Chamada serão resolvidos pela Diretoria Executiva da Fundação Araucária. 16. INFORMAÇÕES ADICIONAIS Esclarecimentos e informações adicionais acerca do conteúdo desta Chamada podem ser obtidos encaminhando mensagem para o endereço: ou pela ferramenta de correio do SigAraucária. Curitiba, 06 de junho de Prof. Dr. Paulo Roberto Brofman Presidente da Fundação Araucária 5

6 Chamada Pública nº 03/2012 Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais 1. Fomento à Produção Científica e Tecnológica 1.1 Programa Universal Pesquisa Básica e Aplicada (FA) 1.2 Apoio UENP UNESPAR (FA) ANEXO I - PLANO DE TRABALHO* Tabela 1 - Programas e Ações da Fundação Araucária Programa de Pesquisa para o Sistema Único de Saúde - PPSUS (MS-Decit/CNPq/FA) 1.4 Programa Pró-Equipamentos Estadual (FA) 1.5 Programa Pró-Equipamentos Manutenção (CAPES/FA) 1.6 Apoio aos Núcleos de Inovação Tecnológica NITs (FA) 2. Verticalização do Ensino Superior e Formação de Pesquisadores 2.1 Bolsa Iniciação Científica Júnior 500 bolsas (CNPq/FA) 2.2 Bolsa Iniciação Científica 1535 bolsas (FA) 2.3 Ações Afirmativas para Inclusão Social 1000 bolsas (FA) 2.4 Bolsa Técnico (FA) 2.5 Auxílio aos Progrs de Pós-Graduação Stricto Sensu (CAPES/FA) 2.6 Bolsa de Mestrado e Doutorado 80 bolsas mestrado e 60 bolsas doutorado (CAPES/FA) 2.7 Bolsa Pós-Doutorado 30 bolsas (CAPES/FA) 2.8 Bolsa Pós-Doutorado Empresa 15 bolsas (CAPES/FA) 2.9 Estímulo às Atividades de Mobilidade Acadêmica 60 projetos (CAPES/FA) 2.10 Estímulo às Atividades de Mobilidade Acadêmica Estadual (FA) 2.11 Bolsa Produtividade em Pesquisa 150 bolsas (FA) 2.12 Bolsa Sênior (FA) 2.13 Apoio a Novos Projetos Minter e Dinter 6 projetos (CAPES/FA) 3. Fomento à Disseminação de Ciência e Tecnologia 3.1 Organização de Eventos Técnico-Científicos (FA) 3.2 Organização de Eventos de Extensão e Difusão Acadêmica (FA) 3.3 Participação em eventos (FA) 3.4 Apoio às Publicações Científicas Livros e periódicos (FA) 3.5 Apoio às Publicações Científicas Fortalecimento das Editoras (FA) 4. Outros 4.1 Fluxo Contínuo - (FA) 4.2 Apoio aos Escritórios Institucionais (FA) 4.3 Acordo de Cooperação Técnica - Fundação O Boticário (FGB/FA) 4.4 Acordo de Cooperação Técnica - Fundação Parque Tecnológico Itaipu * As informações contidas neste plano de trabalho (tabela 1) estão sujeitas a modificações pela Diretoria Executiva da Fundação Araucária, de acordo com as demandas e/ou recursos disponíveis. 6

7 Chamada Pública nº 03/2012 Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais ANEXO II - ITENS FINANCIÁVEIS São financiáveis os seguintes elementos de despesas: Despesas de custeio : pagamento de diárias e/ou hospedagem e alimentação, passagens e despesas com locomoção; auxílio financeiro à estudantes (bolsas de apoio técnico); bolsas para docentes e/ou pesquisadores, material de consumo especializado; contratação de serviços de consultoria e outros serviços de terceiros (pessoa física e/ou jurídica) no âmbito do projeto; despesas com a publicação de editais e no diário oficial do Estado; despesas acessórias com importação; material bibliográfico; e adequações e reformas em obras civis. Viagens poderão ser financiadas em âmbito nacional e/ou internacional, para apresentação de resultados obtidos pelo projeto após terem cumprido 80% da execução do mesmo. Para aquisição de programas de computador (software) deverá ser observado o disposto na Lei Estadual nº /03, em especial o contido no artigo 8º, com a competente justificativa e comprovação técnica. Despesas de capital: equipamentos, materiais permanentes, obras e instalações civis, e outras despesas de capital. Após analisado o Plano de Aplicação, a Fundação Araucária poderá vetar a inclusão de determinada despesa, sendo em qualquer caso vedada a indicação de marca. Não são financiáveis as despesas abaixo relacionadas com recursos da Fundação Araucária. Poderão ser objeto de contrapartida do proponente e/ou de aportes de recursos de outras fontes, desde que legalmente admissível: Pagamento, a qualquer título, de taxa de administração, de gerência ou similar, despesas bancárias ressalvadas as despesas de caráter indenizatório dos custos administrativos detalhados na planilha; pagamento, a qualquer título, a servidor ou empregado integrante de quadro de pessoal da entidade da Administração Pública Direta ou Indireta, por serviços de consultoria ou assistência técnica; folha de pagamento de pessoal próprio dos partícipes do projeto e respectivos encargos; bolsas de pós-graduação stricto e lato sensu; atividades administrativas e de rotina (contas de luz, água, telefone, correio, reprografia e similares) e material de expediente, entendidas como despesas de contrapartida da instituição proponente. 7

8 Chamada Pública nº 03/2012 Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais ANEXO III 1. Identificação do Projeto Protocolo n º: Título do projeto: Área do Conhecimento: Instituição Proponente/Campus: Programa de Pós-Graduação (quando pertinente): Coordenador (Identificação e vínculo institucional): 2. Equipe executora Listar os integrantes da equipe envolvida no projeto, informando nome, departamento de vínculo, a titulação, a função na equipe e o número de orientados (quando houver); 3. Resumo 4. Proposta global A Proposta deve contextualizar o planejamento, abordando as oportunidades no desenvolvimento, os pontos fortes e as necessidades de e os resultados e impactos esperados com a aplicação dos recursos. 5. Identificação e caracterização do problema Descrever a importância do problema e as propostas de solução, com base em literatura pertinente. 6. Justificativa Técnico-Científica Justificativa técnico-científica para a utilização dos recursos financeiros solicitados. Quando houver a previsão de aquisição(s) de equipamento(s), deve-se apontar potencialidades do uso compartilhado do(s) equipamento(s) solicitado(s) e perspectivas de incremento da produção científica, tecnológica e de inovação do Estado do Paraná. 7. Objetivos (gerais e específicos) 8. Plano de Trabalho Descrever a(s) meta(s), elementos que compõem o projeto, contemplando a descrição, unidade de medida e quantidade, além das etapas, ações em que se pode dividir a execução de uma meta, indicando-se o período de realização e valor previsto para a mesma. Não existe nenhuma limitação para a quantidade de metas e etapas. META Descrição da Meta Unidade de medida: Descrição da Etapa Período de realização: Descrição da Etapa Período de realização: ETAPA nº ETAPA nº Quantidade: Valor Previsto: Valor Previsto: 9. Infraestrutura disponível Listar a infraestrutura disponível na instituição que estará envolvida no apoio à realização do projeto. 8

9 10. Financiamentos já obtidos para o projeto Listar projetos em andamento: Fonte Financiadora / Valor 11. Orçamento: Justificar a coerência entre os recursos solicitados e os resultados e produtos esperados. 12. Aspectos éticos e de biossegurança (quando pertinente) Autorizações/permissões de caráter ético ou legal, que se façam necessárias, deverão ser providenciadas pelo coordenador do projeto que deverá anexar o comprovante de submissão ou respectivo parecer. 13. Impactos e benefícios 14. Referências bibliográficas Listar as principais referências bibliográficas, citadas no texto, de acordo com as normas. Termo de Compromisso Declaro expressamente conhecer e concordar, para todos os efeitos legais, com as normas gerais para concessão de auxilio pela FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA. Nome e assinatura do coordenador da proposta Declaro que a presente proposta está de acordo com os objetivos científicos e tecnológicos desta Instituição. Nome, assinatura e carimbo do responsável pela instituição ou representante, de de

Programa Bolsa-Sênior

Programa Bolsa-Sênior CHAMADA PÚBLICA 09/2015 Programa Bolsa-Sênior A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná divulga a presente Chamada Pública e convida as instituições de ensino

Leia mais

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa Chamada Pública 15/2014 Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL

PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL CHAMADA PÚBLICA 21/2015 PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná (FA) em parceria com o Renault do Brasil

Leia mais

Programa de Auxílio à Pós-Graduação Stricto Sensu Acadêmico Notas Capes 5 e 6

Programa de Auxílio à Pós-Graduação Stricto Sensu Acadêmico Notas Capes 5 e 6 Chamada Pública 17/2014 Programa de Auxílio à Pós-Graduação Stricto Sensu Acadêmico Notas Capes 5 e 6 Acordo Capes/Fundação Araucária A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Leia mais

Programa de Bolsas de Estágio Pós-Doutoral no Exterior para Docentes

Programa de Bolsas de Estágio Pós-Doutoral no Exterior para Docentes CHAMADA PÚBLICA 17/2015 Programa de Bolsas de Estágio Pós-Doutoral no Exterior para Docentes (Acordo Capes/FA) A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado do Paraná

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT

PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação - SECTI, por meio da Fundação

Leia mais

Programa de Apoio à Organização de Eventos Técnico-Científicos, de Extensão e Difusão Acadêmica

Programa de Apoio à Organização de Eventos Técnico-Científicos, de Extensão e Difusão Acadêmica 1 Chamada de Projetos 01/2011 Programa de Apoio à Organização de Eventos Técnico-Científicos, de Extensão e Difusão Acadêmica A FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do

Leia mais

Programa de Bolsas de Mestrado e Doutorado

Programa de Bolsas de Mestrado e Doutorado Chamada Pública 11/2014 Programa de Bolsas de Mestrado e Doutorado Acordo CAPES/FA A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná (FA) em parceria com a Coordenação

Leia mais

Edital FAPERJ n.º 17/2010 Parceria CAPES/FAPERJ PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO CAPES/FAPERJ 2010

Edital FAPERJ n.º 17/2010 Parceria CAPES/FAPERJ PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO CAPES/FAPERJ 2010 Edital n.º 17/2010 Parceria / PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO / 2010 O Ministério da Educação, por meio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, e o Governo do Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC

APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação - SECTI, por meio

Leia mais

UNIVERSAL- CNPq N º 14/2011 I.1 - OBJETIVO I. 2 - APRESENTAÇÃO E ENVIO DAS PROPOSTAS. I - Chamada para Seleção de Projetos

UNIVERSAL- CNPq N º 14/2011 I.1 - OBJETIVO I. 2 - APRESENTAÇÃO E ENVIO DAS PROPOSTAS. I - Chamada para Seleção de Projetos UNIVERSAL- CNPq N º 14/2011 I - Chamada para Seleção de Projetos O Ministério da Ciência e Tecnologia e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq tornam pública a presente

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA EDITAL FAPEMA Nº 43/2013 MÚSICA PRORROGAÇÃO Atividades Datas Data

Leia mais

Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL.

Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL. Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL. Período 2015/2016 O Diretor da Santa Casa de Misericórdia de Sobral,

Leia mais

PROGRAMA DE FOMENTO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO ESTADO DO PIAUÍ CHAMADA PÚBLICA FAPEPI N.º 001/2015

PROGRAMA DE FOMENTO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO ESTADO DO PIAUÍ CHAMADA PÚBLICA FAPEPI N.º 001/2015 PROGRAMA DE FOMENTO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO ESTADO DO PIAUÍ CHAMADA PÚBLICA FAPEPI N.º 001/2015 Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí FAPEPI torna público o lançamento

Leia mais

Programa Bolsa Sênior

Programa Bolsa Sênior Chamada Pública 18/2012 Programa Bolsa Sênior A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná divulga a presente Chamada Pública e convida as instituições de ensino

Leia mais

MINUTA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 Fortalecimento da Ciência: Raça e Etnia

MINUTA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 Fortalecimento da Ciência: Raça e Etnia MINUTA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 Fortalecimento da Ciência: Raça e Etnia TERMOS DA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás FAPEG, em consonância com o Pacto Goiano

Leia mais

Chamada MCTI/CNPq N º 16/2012 Tecnologias inovadoras na produção, prototipagem e/ou aumento de escala em nanotecnologia.

Chamada MCTI/CNPq N º 16/2012 Tecnologias inovadoras na produção, prototipagem e/ou aumento de escala em nanotecnologia. Chamada MCTI/CNPq N º 16/2012 Tecnologias inovadoras na produção, prototipagem e/ou aumento de escala em nanotecnologia. I - Chamada O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI e o Conselho Nacional

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO A PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DO EDITAL FAPEMA Nº 025 / 2015 PPG

PROGRAMA DE APOIO A PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DO EDITAL FAPEMA Nº 025 / 2015 PPG PROGRAMA DE APOIO A PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DO EDITAL FAPEMA Nº 025 / 2015 PPG PRORROGADO Data Limite da Submissão Online (inscrição): 18/09/2015 O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado

Leia mais

Chamada MCTI/CNPq /SECIS/MEC/CAPES/FNDE nº 49/2012. I - Chamada para Seleção de Propostas

Chamada MCTI/CNPq /SECIS/MEC/CAPES/FNDE nº 49/2012. I - Chamada para Seleção de Propostas '' Chamada MCTI/CNPq /SECIS/MEC/CAPES/FNDE nº 49/2012 I - Chamada para Seleção de Propostas O Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI, por intermédio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico

Leia mais

Programa de Apoio a Cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu Interinstitucionais 2005 Modalidades Mestrado (Minter) e Doutorado (Dinter)

Programa de Apoio a Cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu Interinstitucionais 2005 Modalidades Mestrado (Minter) e Doutorado (Dinter) Chamada de Projetos 09/2005 Programa de Apoio a Cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu Interinstitucionais 2005 Modalidades Mestrado (Minter) e Doutorado (Dinter) A FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA de Apoio ao Desenvolvimento

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO FAPEMA

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO FAPEMA GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO FAPEMA PROGRAMA DE APOIO A NÚCLEOS DE EXCELÊNCIA - PRONEX/FAPEMA/CNPQ EDITAL FAPEMA

Leia mais

MEMÓRIAS BRASILEIRAS: BIOGRAFIAS Edital N 13/2015

MEMÓRIAS BRASILEIRAS: BIOGRAFIAS Edital N 13/2015 MEMÓRIAS BRASILEIRAS: BIOGRAFIAS Edital N 13/2015 Publicado no DOU de 29/07/15 seção 3 pág. 33 DIRETORIA DE PROGRAMAS E BOLSAS NO PAÍS DPB Coordenação- Geral de Programas Estratégicos CGPE A Coordenação

Leia mais

Edital FPTI-BR N 029/2013 PROCESSO FPTI-BR N 0003/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA CONCESSÃO DE APOIO A ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS

Edital FPTI-BR N 029/2013 PROCESSO FPTI-BR N 0003/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA CONCESSÃO DE APOIO A ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS Edital FPTI-BR N 029/2013 PROCESSO FPTI-BR N 0003/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA CONCESSÃO DE APOIO A ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS A Fundação Parque Tecnológico Itaipu Brasil, em parceria com a

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010

CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010 CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO À PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 16/2011

EDITAL FAPEMIG 16/2011 EDITAL FAPEMIG 16/2011 PROGRAMA ESTRUTURADOR REDE DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA MESTRES E DOUTORES A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, atendendo à orientação

Leia mais

1. Objetivo. 2. Elegibilidades e restrições

1. Objetivo. 2. Elegibilidades e restrições Edital FAPERJ Nº 16/2015 Programa Apoio à Implantação, Recuperação e Modernização da Infraestrutura para Pesquisa nas Universidades Estaduais do Rio de Janeiro 2015 O Governo do Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR

EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí - FAPEPI, em conformidade

Leia mais

PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Edital FAPERJ N. o 06/2007 PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia,

Leia mais

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO PROPEGI/UPE

UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO PROPEGI/UPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO PROPEGI/UPE PROGRAMA INSTITUCIONAL PARA EXCELÊNCIA NA QUALIDADE DO STRICTO SENSU- APOIO AO PESQUISADOR A Universidade de Pernambuco - UPE considerando

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A INCLUSÃO SOCIAL PESQUISA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA 2014

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A INCLUSÃO SOCIAL PESQUISA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA 2014 Chamada de Projetos Pública 04/2014 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A INCLUSÃO SOCIAL PESQUISA E EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA 2014 A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do

Leia mais

2. VIGÊNCIA DOS PROJETOS Os projetos terão vigência de até 24 (vinte e quatro) meses a contar da assinatura do Termo de Outorga.

2. VIGÊNCIA DOS PROJETOS Os projetos terão vigência de até 24 (vinte e quatro) meses a contar da assinatura do Termo de Outorga. Publicação no D.O.E nº.- 32838 - pág.- 11 - de:- 09 / 07 / 14 - Caderno: Pub. Diversas EDITAL FAPEAM/MCT/CNPq/CT-INFRA n.º 016/2014 Programa de Infraestrutura para Jovens Pesquisadores Programa Primeiros

Leia mais

EDITAL FAPESB N o 025/2014 APOIO A PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADOS PROFISSIONAIS

EDITAL FAPESB N o 025/2014 APOIO A PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADOS PROFISSIONAIS EDITAL FAPESB N o 025/2014 APOIO A PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADOS PROFISSIONAIS A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, órgão vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 18/2007 PROGRAMA USO MÚLTIPLO DE FLORESTAS RENOVÁVEIS

EDITAL FAPEMIG 18/2007 PROGRAMA USO MÚLTIPLO DE FLORESTAS RENOVÁVEIS EDITAL FAPEMIG 18/2007 PROGRAMA USO MÚLTIPLO DE FLORESTAS RENOVÁVEIS USO MÚLTIPLO DA MADEIRA VISANDO A ESTRUTURAÇÃO E LANÇAMENTO DO PÓLO DE EXCELÊNCIA EM FLORESTAS RENOVÁVEIS. A Fundação de Amparo à Pesquisa

Leia mais

EDITAL FAPAC_CAPES_006/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO ACORDO CAPES/FAPAC

EDITAL FAPAC_CAPES_006/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO ACORDO CAPES/FAPAC EDITAL FAPAC_CAPES_006/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO ACORDO CAPES/FAPAC O Governo do Estado do Acre, por meio da FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO ACRE (FAPAC) em parceria com a COORDENAÇÃO

Leia mais

Edital. Ações para o desenvolvimento integral na Primeira Infância

Edital. Ações para o desenvolvimento integral na Primeira Infância Edital Ações para o desenvolvimento integral na Primeira Infância 1. OBJETIVO 1.1. Este edital tem o objetivo de apoiar financeiramente projetos de extensão universitária voltados a ações para o desenvolvimento

Leia mais

Resolução 089/Reitoria/Univates Lajeado, 26 de julho de 2012

Resolução 089/Reitoria/Univates Lajeado, 26 de julho de 2012 Resolução 089/Reitoria/Univates Lajeado, 26 de julho de 2012 Aprova o Edital Propex 01/2012 Pesquisa para pesquisadores dos Programas de Pós-Graduação em implantação O Reitor do Centro Universitário UNIVATES,

Leia mais

Edital MCT/CNPq/CT-Saúde N º 021/2008

Edital MCT/CNPq/CT-Saúde N º 021/2008 Edital MCT/CNPq/CT-Saúde N º 021/2008 O Ministério da Ciência e Tecnologia - MCT, por intermédio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq, torna público o presente Edital

Leia mais

Edital Nº 18/2013. Apoio à Pesquisa dos Servidores com Mestrado Programa Universal Mestre UNIVASF

Edital Nº 18/2013. Apoio à Pesquisa dos Servidores com Mestrado Programa Universal Mestre UNIVASF MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO-PRPPGI Av. José de Sá Maniçoba, s/n, centro, CEP: 56304-917, Petrolina -

Leia mais

2 CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS

2 CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO ESTADO DO MARANHÃO APOIO A PROJETOS DE PESQUISA EDITAL UNIVERSAL/FAPEMA EDITAL FAPEMA Nº 40/2014. O Governo

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP CT-Aquaviário - CONSTRUÇÃO NAVAL E TRANSPORTE AQUAVIÁRIO 02/2010

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP CT-Aquaviário - CONSTRUÇÃO NAVAL E TRANSPORTE AQUAVIÁRIO 02/2010 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP CT-Aquaviário - CONSTRUÇÃO NAVAL E TRANSPORTE AQUAVIÁRIO 02/2010 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE CONSTRUÇÃO NAVAL E DE TRANSPORTE AQUAVIÁRIO 1. OBJETIVO

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 13/2012 ACORDO CAPES/FAPEG Apoio a Projetos MINTER/DINTER

CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 13/2012 ACORDO CAPES/FAPEG Apoio a Projetos MINTER/DINTER CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 13/2012 ACORDO CAPES/FAPEG Apoio a Projetos MINTER/DINTER A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás FAPEG, conforme decisão de seu Conselho Superior, e em conformidade

Leia mais

EDITAL Nº 003/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 25 DE MAIO DE 2016

EDITAL Nº 003/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 25 DE MAIO DE 2016 EDITAL Nº 003/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 25 DE MAIO DE 2016 PROGRAMA DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS E TECNOLÓGICOS DE CURSOS STRICTU SENSO - PAESS A PR- PPGI, no uso de suas atribuições estatutárias,

Leia mais

APOIO À DIFUSÃO DE AMBIENTE DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIA DIGITAL NO ESTADO DO MARANHÃO EDITAL Nº 035 / 2015 STARTUPS

APOIO À DIFUSÃO DE AMBIENTE DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIA DIGITAL NO ESTADO DO MARANHÃO EDITAL Nº 035 / 2015 STARTUPS APOIO À DIFUSÃO DE AMBIENTE DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIA DIGITAL NO ESTADO DO MARANHÃO EDITAL Nº 035 / 2015 STARTUPS PRORROGADO Data limite para submissão eletrônica das propostas: 23/10/2015 O Governo do

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES. Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional

PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES. Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional 1 Objetivos O Programa Nacional de Pós-doutorado da CAPES PNPD/2011: Concessão

Leia mais

Faixa Financiamento Número de projeto Financiados A Até R$ 2.000,00 6

Faixa Financiamento Número de projeto Financiados A Até R$ 2.000,00 6 Edital n 001/2012 de seleção de projetos internos da FCS A FACULDADE DE CIÊNCIAS DA SAÚDE (FCS) DA Universidade Federal da Grande Dourados torna público o presente Edital e convida os pesquisadores vinculados

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015

PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE DOUTORADO FORA DO ESTADO EDITAL N 07/2015 O Presidente da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico FUNCAP, Prof. Francisco César de Sá Barreto, no uso

Leia mais

Edital MCT/CNPq Nº 06/2010 Residência em Software e Extensão Inovadora em TI

Edital MCT/CNPq Nº 06/2010 Residência em Software e Extensão Inovadora em TI Edital MCT/CNPq Nº 06/2010 Residência em Software e Extensão Inovadora em TI I - EDITAL O Ministério da Ciência e Tecnologia MCT e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq

Leia mais

EDITAL FACEPE 08/2012

EDITAL FACEPE 08/2012 EDITAL FACEPE 08/2012 APOIO A PROJETOS INSTITUCIONAIS DE ABSORÇÃO DE JOVENS DOUTORES NA PÓS-GRADUAÇÃO (PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO) PARCERIA CAPES PNPD O Ministério da Educação (MEC), por intermédio

Leia mais

Edital MCT/SETEC/CNPq nº 32/2007 - RHAE Pesquisador na Empresa

Edital MCT/SETEC/CNPq nº 32/2007 - RHAE Pesquisador na Empresa Edital MCT/SETEC/CNPq nº 32/2007 - RHAE Pesquisador na Empresa Seleção pública de propostas de projetos de pesquisa voltados ao desenvolvimento tecnológico e a inovação Veja a FAQ deste Edital O Ministério

Leia mais

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, no uso das suas atribuições, torna público o presente Edital

Leia mais

EDITAL FAPESB N o 005/2016 PROGRAMA DE POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS

EDITAL FAPESB N o 005/2016 PROGRAMA DE POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS EDITAL FAPESB N o 005/2016 PROGRAMA DE POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS Edital para seleção de propostas de apoio à Organização de Olimpíadas de Ciências no Estado da Bahia

Leia mais

busca no site mapa do site Editais Edital MCT/ CNPq/MEC/CAPES Nº 68/2010 I.2 - APRESENTAÇÃO E ENVIO DAS PROPOSTAS

busca no site mapa do site Editais Edital MCT/ CNPq/MEC/CAPES Nº 68/2010 I.2 - APRESENTAÇÃO E ENVIO DAS PROPOSTAS Page 1 of 10 busca no site mapa do site Fale Conosco 6 Editais O CNPq Bolsas Auxílios Valores de Diárias e Bolsas Editais Resultados e Como recorrer Formulários e Parecer Ad Hoc Prestação de Contas Calendário

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 11/2012 ACORDO CAPES/FAPEG. Apoio a Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu

CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 11/2012 ACORDO CAPES/FAPEG. Apoio a Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu CHAMADA PÚBLICA FAPEG N 11/2012 ACORDO CAPES/FAPEG Apoio a Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás FAPEG, conforme decisão de seu Conselho Superior,

Leia mais

EDITAL FAPES N 018/2012 Manutenção de Equipamentos

EDITAL FAPES N 018/2012 Manutenção de Equipamentos EDITAL FAPES N 018/2012 Manutenção de Equipamentos ALTERADO 07 de novembro de 2012 Edital de chamada para seleção de propostas dentro do Programa de Infraestrutura para o Desenvolvimento - reparo ou manutenção

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP CT-INFO- 01/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS DE PROJETOS INOVADORES EM SOFTWARE

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP CT-INFO- 01/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS DE PROJETOS INOVADORES EM SOFTWARE CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP CT-INFO- 01/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS DE PROJETOS INOVADORES EM SOFTWARE 1. OBJETIVO O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA MCT, por intermédio da Financiadora de Estudos

Leia mais

EDITAL FAPESB Nº 002/2016 Apoio à Organização de Eventos Científicos e Tecnológicos

EDITAL FAPESB Nº 002/2016 Apoio à Organização de Eventos Científicos e Tecnológicos EDITAL FAPESB Nº 002/2016 Apoio à Organização de Eventos Científicos e Tecnológicos A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, órgão vinculado à Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado

Leia mais

Chamada de Propostas de Pesquisa na área de Mudanças Climáticas Globais Convênio FAPESP-FAPERJ

Chamada de Propostas de Pesquisa na área de Mudanças Climáticas Globais Convênio FAPESP-FAPERJ Chamada de Propostas de Pesquisa na área de Mudanças Climáticas Globais Convênio FAPESP-FAPERJ 1) Introdução A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo FAPESP e a Fundação de Amparo à Pesquisa

Leia mais

Programa CAPES-DFAIT

Programa CAPES-DFAIT Programa CAPES- Edital CAPES nº 007/2011 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, Fundação Pública, criada pela Lei nº. 8.405, de 09 de janeiro de 1992, modificada pela Lei

Leia mais

Programa CAPES-MINCYT

Programa CAPES-MINCYT Programa CAPES- Processo Seletivo 2014 Edital nº 22/2014 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, instituída como Fundação Pública, por meio da Lei nº. 8.405, de 09 de janeiro

Leia mais

EDITAL FACEPE 09/2014

EDITAL FACEPE 09/2014 EDITAL FACEPE 09/2014 PROGRAMA DE INFRA-ESTRUTURA PARA JOVENS PESQUISADORES Programa Primeiros Projetos PPP/FACEPE/CNPq A Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE), vinculada

Leia mais

Chamada MCTI/CNPq/CT-ENERG Nº 33/2013 Tecnologia em Smart Grids I - CHAMADA

Chamada MCTI/CNPq/CT-ENERG Nº 33/2013 Tecnologia em Smart Grids I - CHAMADA Chamada MCTI/CNPq/CT-ENERG Nº 33/2013 Tecnologia em Smart Grids I - CHAMADA O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI por intermédio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Leia mais

RESUMO DA CHAMADA MCTI/DBT N º 17/2015 - Programa de Cooperação SEPED/MCTI/CNPq com o Departamento de Biotecnologia (DBT) do Ministério da Ciência e

RESUMO DA CHAMADA MCTI/DBT N º 17/2015 - Programa de Cooperação SEPED/MCTI/CNPq com o Departamento de Biotecnologia (DBT) do Ministério da Ciência e RESUMO DA CHAMADA MCTI/DBT N º 17/2015 - Programa de Cooperação SEPED/MCTI/CNPq com o Departamento de Biotecnologia (DBT) do Ministério da Ciência e Tecnologia da Índia Salvador Out/2015 I CHAMADA A Secretaria

Leia mais

EDITAL PROIN/IFAC Nº 02/2012 EDITAL DE FLUXO CONTÍNUO DE AÇÕES DE EXTENSÃO TECNOLÓGICA

EDITAL PROIN/IFAC Nº 02/2012 EDITAL DE FLUXO CONTÍNUO DE AÇÕES DE EXTENSÃO TECNOLÓGICA EDITAL PROIN/IFAC Nº 02/2012 EDITAL DE FLUXO CONTÍNUO DE AÇÕES DE EXTENSÃO TECNOLÓGICA Edital de Fluxo Contínuo de Ações de Extensão Tecnológica que estabelece os critérios para a elaboração das ações

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 06/2014

EDITAL FAPEMIG 06/2014 EDITAL FAPEMIG 06/2014 BOLSA DE INCENTIVO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DESTINADA A SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, nos termos

Leia mais

EDITAL FAPERGS/IBRAVIN 13/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO PROFISSIONAL

EDITAL FAPERGS/IBRAVIN 13/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO PROFISSIONAL EDITAL FAPERGS/IBRAVIN 13/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO PROFISSIONAL A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e o INSTITUTO BRASILEIRO DO VINHO IBRAVIN tornam público

Leia mais

Edital PPG-FÍSICA/UFPR nº 1/2016. Seleção de Candidatos ao Mestrado e ao Doutorado para o 1º Semestre de 2016

Edital PPG-FÍSICA/UFPR nº 1/2016. Seleção de Candidatos ao Mestrado e ao Doutorado para o 1º Semestre de 2016 Edital PPG-FÍSICA/UFPR nº 1/2016 Seleção de Candidatos ao Mestrado e ao Doutorado para o 1º Semestre de 2016 O Programa de Pós-graduação em Física da Universidade Federal do Paraná, em conformidade com

Leia mais

Programa de Bolsas de Pós-Doutorado

Programa de Bolsas de Pós-Doutorado Chamada Pública 08/2012 Programa de Bolsas de Pós-Doutorado A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná (Fundação Araucária) em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento

Leia mais

EDITAL PROGRAMA INOVA UNIRIO PROPG/DPG 2016 (IN-UNIRIO) Edital IN-UNRIO n o 01/2016

EDITAL PROGRAMA INOVA UNIRIO PROPG/DPG 2016 (IN-UNIRIO) Edital IN-UNRIO n o 01/2016 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa PROPG Diretoria de Pós-Graduação - DPG EDITAL PROGRAMA INOVA UNIRIO PROPG/DPG 2016 (IN-UNIRIO) Edital IN-UNRIO

Leia mais

EDITAL TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ INOVAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS EMPRESAS N.º 12/2010

EDITAL TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ INOVAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS EMPRESAS N.º 12/2010 EDITAL TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ INOVAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS EMPRESAS N.º 12/2010 A FUNCAP, vinculada à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do

Leia mais

Chamada MCTI/CNPq/SECIS/MEC/SEB/CAPES N º 50/2012

Chamada MCTI/CNPq/SECIS/MEC/SEB/CAPES N º 50/2012 Chamada MCTI/CNPq/SECIS/MEC/SEB/CAPES N º 50/2012 I - CHAMADA O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação MCTI e o Ministério da Educação- MEC, por intermédio do Conselho Nacional de Desenvolvimento

Leia mais

CHAMADA CNPq nº 008/2014. PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014 DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CNPq / MINISTÉRIO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MOÇAMBIQUE I - CHAMADA

CHAMADA CNPq nº 008/2014. PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014 DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CNPq / MINISTÉRIO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MOÇAMBIQUE I - CHAMADA CHAMADA CNPq nº 008/2014 PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014 DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CNPq / MINISTÉRIO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MOÇAMBIQUE I - CHAMADA O - CNPq torna público a presente Chamada e convida

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA FAPESC Nº 02/2013 PROGRAMA FAPESC DE RECURSOS HUMANOS EM CTI MESTRADO E DOUTORADO

CHAMADA PÚBLICA FAPESC Nº 02/2013 PROGRAMA FAPESC DE RECURSOS HUMANOS EM CTI MESTRADO E DOUTORADO 1 OBJETIVO CHAMADA PÚBLICA FAPESC Nº 02/2013 PROGRAMA FAPESC DE RECURSOS HUMANOS EM CTI MESTRADO E DOUTORADO A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina FAPESC, em parceria com

Leia mais

III. DO AUXÍLIO À PESQUISA APQ

III. DO AUXÍLIO À PESQUISA APQ EDITAL PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INDUÇÃO A CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO EM SAÚDE GERAÇÃO E DIFUSÃO DO CONHECIMENTO DE EXCELÊNCIA PAPES VII JOVEM CIENTISTA FIOCRUZ I. DEFINIÇÃO A Presidência da Fundação

Leia mais

EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS

EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS ALTERADO PELA DIREX NA 219ª REUNIÃO ORDINÁRIA Chamada Pública para seleção de propostas para auxílio financeiro à organização de eventos técnicocientíficos

Leia mais

EDITAL Nº 002/2015/PROPE SELEÇÃO DE ORIENTADORES E PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

EDITAL Nº 002/2015/PROPE SELEÇÃO DE ORIENTADORES E PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº 002/2015/PROPE SELEÇÃO DE ORIENTADORES E PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PIBIC/FAPEMIG PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Leia mais

1. DA AUTORIZAÇÃO 2. DO OBJETO

1. DA AUTORIZAÇÃO 2. DO OBJETO MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES SECRETARIA DE INCLUSÃO DIGITAL AVISO DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 02, DE 4 DE OUTUBRO DE 2012 PROGRAMA COMPUTADORES PARA INCLUSÃO A União, por intermédio da Secretaria de Inclusão

Leia mais

EDITAL Nº 001/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 28 DE MARÇO DE 2016 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA - PADCIT.

EDITAL Nº 001/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 28 DE MARÇO DE 2016 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA - PADCIT. EDITAL Nº 001/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 28 DE MARÇO DE 2016 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA - PADCIT. A PRO-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO - PR-PPGI,

Leia mais

EDITAL Verde-Amarelo/ Parques Tecnológicos: FINEP 04/2002

EDITAL Verde-Amarelo/ Parques Tecnológicos: FINEP 04/2002 EDITAL Verde-Amarelo/ Parques Tecnológicos: FINEP 04/2002 O Ministério da Ciência e Tecnologia, em cumprimento às recomendações do Comitê Gestor do Programa de Estímulo à Interação Universidade-Empresa

Leia mais

Conjunto EDITAL N.º 025/2014 PROEPI/IFPR - RETIFICADO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN)

Conjunto EDITAL N.º 025/2014 PROEPI/IFPR - RETIFICADO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN) EDITAL N.º 025/2014 PROEPI/IFPR - RETIFICADO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN) A Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação do Instituto Federal do Paraná

Leia mais

Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação Universidade de Brasília

Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação Universidade de Brasília (UnB) Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação (DPP) Programa de Bolsas de Mestrado e Doutorado da e Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (ProMD/UnB/FAPDF/2016) BOLSAS REMANESCENTES DO EDITAL ProMD/UnB/FAPDF

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Inovação Tecnológica

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Inovação Tecnológica EDITAL 01/2016 Propit PROGRAMA DE APOIO AO DOUTOR RECÉM-CONTRATADO A (Propit), em atenção ao Edital Nº 006/2015 da Fundação Amazônia de Amparo à Estudos e Pesquisa (FAPESPA), em parceria com a Coordenação

Leia mais

APOIO À PESQUISA CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO EM AGRICULTURA FAMILIAR EDITAL FAPEMA Nº 033 / 2015 - AGRIF

APOIO À PESQUISA CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO EM AGRICULTURA FAMILIAR EDITAL FAPEMA Nº 033 / 2015 - AGRIF APOIO À PESQUISA CIENTÍFICA, TECNOLÓGICA E DE INOVAÇÃO EM AGRICULTURA FAMILIAR EDITAL FAPEMA Nº 033 / 2015 - AGRIF PRORROGADO Data limite para Inscrição online: 23/10/2015 O Governo do Estado do Maranhão

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA IPEA/PNPD Nº012/2013 - SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA CONCESSÃO DE BOLSAS

CHAMADA PÚBLICA IPEA/PNPD Nº012/2013 - SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA CONCESSÃO DE BOLSAS CHAMADA PÚBLICA IPEA/PNPD Nº012/2013 - SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA CONCESSÃO DE BOLSAS O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), fundação pública vinculada à Secretaria de Assuntos Estratégicos

Leia mais

Programa CAPES-UDELAR Docentes Processo Seletivo 2013 Edital nº 003/2013

Programa CAPES-UDELAR Docentes Processo Seletivo 2013 Edital nº 003/2013 Programa CAPES-UDELAR Docentes Processo Seletivo 2013 Edital nº 003/2013 A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, instituída como Fundação Pública, por meio da Lei nº. 8.405,

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE

EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e em parceria

Leia mais

CONSELHO DIRETOR - RESOLUÇÃO 023/2011 - ANEXO EDITAL 009/2011-FAPEAM PROGRAMA DE APOIO À NÚCLEOS EMERGENTES DE PESQUISA PRONEM

CONSELHO DIRETOR - RESOLUÇÃO 023/2011 - ANEXO EDITAL 009/2011-FAPEAM PROGRAMA DE APOIO À NÚCLEOS EMERGENTES DE PESQUISA PRONEM CONSELHO DIRETOR - RESOLUÇÃO 023/2011 - ANEXO EDITAL 009/2011-FAPEAM PROGRAMA DE APOIO À NÚCLEOS EMERGENTES DE PESQUISA PRONEM A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas - FAPEAM, vinculada

Leia mais

Edital MCT/MDS-SAGI/CNPq Nº 36/2010

Edital MCT/MDS-SAGI/CNPq Nº 36/2010 Edital MCT/MDS-SAGI/CNPq Nº 36/2010 Seleção Pública de Propostas de Estudos e Avaliação das Ações do Desenvolvimento Social e Combate à Fome I - EDITAL O Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), o Conselho

Leia mais

Universidade Estadual do Maranhão Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PPG

Universidade Estadual do Maranhão Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação PPG EDITAL Nº 17/2015 PPG/UEMA CONCESSÃO DE BOLSA DE FIXAÇÃO DE DOUTOR A Universidade Estadual do Maranhão - UEMA torna público e convoca os interessados a apresentarem propostas para obtenção de bolsas de

Leia mais

Mestrandos no Exterior

Mestrandos no Exterior 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ - UEM ESCRITÓRIO DE COOPERAÇÃO INTERNACIONAL - ECI COMISSÃO PERMANENTE DE INTERNACIONALIZAÇÃO - CPInter PROGRAMA DE MOBILIDADE INTERNACIONAL Mestrandos no Exterior EDITAL

Leia mais

CHAMADA DE PROJETOS nº 16/2011 PROGRAMA DE BOLSAS DE PÓS-DOUTORADO

CHAMADA DE PROJETOS nº 16/2011 PROGRAMA DE BOLSAS DE PÓS-DOUTORADO CHAMADA DE PROJETOS nº 16/2011 PROGRAMA DE BOLSAS DE PÓS-DOUTORADO A Fundação Araucária, torna pública a presente Chamada de Projetos e convida os pesquisadores das Instituições de Ensino Superior e de

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/FNDCT - Ação Transversal APOIO INSTITUCIONAL - 03/2016

CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/FNDCT - Ação Transversal APOIO INSTITUCIONAL - 03/2016 CHAMADA PÚBLICA MCTI/FINEP/FNDCT - Ação Transversal APOIO INSTITUCIONAL - 03/2016 APOIO FINANCEIRO A INSTITUIÇÕES DE PESQUISA NAS DIVERSAS ÁREAS DE CONHECIMENTO EM TODO O TERRITÓRIO NACIONAL. 1. OBJETIVO

Leia mais

EDITAL 10/2014. PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG

EDITAL 10/2014. PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG EDITAL 10/2014 PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, atendendo à orientação programática da Secretaria de Estado

Leia mais

Programa de Cooperação Fundo Newton - Confap - Fundação Araucária

Programa de Cooperação Fundo Newton - Confap - Fundação Araucária Chamada Pública 02/2015 Programa de Cooperação Fundo Newton - Confap - Fundação Araucária A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná (FA) em parceria com o Fundo

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 14/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO

EDITAL FAPERGS/CAPES 14/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO EDITAL FAPERGS/CAPES 14/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e a COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR - CAPES

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA 03/2016 BOLSAS DE FORMAÇÃO DE MESTRADO E DOUTORADO

CHAMADA PÚBLICA 03/2016 BOLSAS DE FORMAÇÃO DE MESTRADO E DOUTORADO CHAMADA PÚBLICA 03/2016 BOLSAS DE FORMAÇÃO DE MESTRADO E DOUTORADO A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás - FAPEG, conforme decisão de seu Conselho Superior torna público o lançamento do presente

Leia mais

EDITAL FAPERGS 03/2015 AUXÍLIO PARA ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS - AOE

EDITAL FAPERGS 03/2015 AUXÍLIO PARA ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS - AOE EDITAL FAPERGS 03/2015 AUXÍLIO PARA ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS - AOE A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS, atendendo ao que determinam os artigos 234 e seguintes da Constituição

Leia mais

EDITAL Nº 001/2012-PROPPG, de 17 de janeiro de 2012.

EDITAL Nº 001/2012-PROPPG, de 17 de janeiro de 2012. PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INCENTIVO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E TECNOLÓGICOS PARA SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS (PIPECT/IFG) EDITAL Nº 001/-PROPPG,

Leia mais

CHAMADA MCTI/CNPQ/SECIS Nº 19/2015 OLIMPÍADAS CIENTÍFICAS

CHAMADA MCTI/CNPQ/SECIS Nº 19/2015 OLIMPÍADAS CIENTÍFICAS CHAMADA MCTI/CNPQ/SECIS Nº 19/2015 OLIMPÍADAS CIENTÍFICAS I - CHAMADA O Ministério de Ciência Tecnologia e Inovação - MCTI, por intermédio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE

EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e em parceria

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 09/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE PÓS-DOUTORADO - DOCFIX

EDITAL FAPERGS/CAPES 09/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE PÓS-DOUTORADO - DOCFIX EDITAL FAPERGS/CAPES 09/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE PÓS-DOUTORADO - DOCFIX A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e a COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR

Leia mais