Revisão 1. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 1. Novembro de 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Revisão 1. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 1. Novembro de 2013"

Transcrição

1 Especificações técnicas de guarda corpos, grades, degraus e escadas tipo marinheiro, fabricados a partir de perfis pultrudados em fibra de vidro para aplicações PETROBRÁS em ambientes onshore e offshore Revisão 1 Novembro de 2013 Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 1

2 TÓPICOS 1. OBJETIVOS 2. A EMPRESA 3. POLÍTICA DA QUALIDADE STRATUS 4. CERTIFICAÇÕES 5. PROCESSOS DE PRODUÇÃO 6. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DOS MATERIAIS PULTRUDADOS 7. VANTAGENS NA UTILIZAÇÃO 8. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1- OBJETIVOS Especificar tecnicamente os guarda corpos, grades, degraus e escadas, fabricados a partir de perfis pultrudados em Plástico Reforçado por fibra de vidro (PRFV) para aplicações Petrobrás, em ambientes onshore e offshore em atendimento aos requisitos do documento I-ET PPC A EMPRESA A STRATUS Compostos Estruturais Ltda é uma Empresa 100% Brasileira, formada por técnicos e engenheiros das áreas de Mecânica, Engenharia de Materiais, Civil, Química e Aeroespacial, focada no desenvolvimento e produção de materiais compósitos estruturais a base de fibras de vidro, carbono ou aramida com alta tecnologia e elevada resistência à corrosão e mecânica. Originada do segmento espacial e aeroespacial, possui larga experiência na fabricação de produtos com nível de qualidade e exigências elevadas em atendimento às principais normas nacionais e internacionais. Além de recursos humanos altamente capacitados, a Stratus possui equipamentos e recursos tecnológicos de última geração voltados para especificação, projeto, fabricação e montagem dos mais diversos produtos e serviços para os segmentos de petróleo e gás, saneamento, aeroespacial, infraestrutura, química e petroquímica, construção civil e indústria em geral, levando a Stratus a ser referência de qualidade e atendimento e uma das empresas líderes de mercado. Vista aérea da empresa(site 1) Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 2

3 3- POLÍTICA DA QUALIDADE STRATUS Superar continuamente as expectativas dos nossos clientes com produtos e serviços inovadores de alto conteúdo técnico, fazendo portanto, jus a um retorno que assegure seu contínuo crescimento e fortalecimento, revertido em benefício de seus integrantes, parceiros e sociedade, sempre dentro de princípios éticos e respeito ao meio ambiente. 4- CERTIFICAÇÕES e HOMOLOGAÇÕES Além da certificação ISO 9001:2008, a Stratus é homologada tecnicamente para atendimento da Petrobras com o CRCC Nº032164, conforme norma NBR15708, inclusive a Stratus fez parte, juntamente com a Petrobrás, do comitê técnico da ABNT para desenhar e estabelecer a norma NBR Possuímos também os certificados de Type Approval para leitos de cabos e grades de piso pelos órgãos certificadores ABS, DNV e BV, garantindo qualidade superior para atendimento das condições mais críticas de aplicação. ISO 9001:2008 Empresa Certificada pelo DNV, conforme certificado nº AQ-BRA-INMETRO PETROBRÁS Empresa certifica Petrobrás CRCC Nº TYPE APPROVAL CABLE TRAY Type Approval DNV para leitos de cabos tipo leve e pesado, conforme certificado nº E-9639 TYPE APPROVAL GRATING Type Approval DNV para grades de piso, conforme certificado nº F TYPE APPROVAL GRATING Type Approval ABS para grades de piso, conforme certificado nº 10- RJ657019/1-PDA TYPE APPROVAL CABLE TRAY Type Approval BV para leitos de cabos tipo leve e pesado, certificado nº SMS.W.11/75076/A.0 ONIP Fornecedora Qualificada da Indústria do Petróleo, conforme certificado nº PROCESSO DE FABRICAÇÃO (PULTRUSÃO) O processo de pultrusão consiste na fabricação de perfis contínuos e uniformes, com a utilização de reforços de fibras de vidro, fibra de carbono ou aramida e resina. As vantagens nesse processo, são a ótima qualidade de acabamento superficial com a cor desejada obtida no próprio processo de fabricação, a alta resistência mecânica, baixo peso e a excelente resistência química. No processo de pultrusão, além das fibras longitudinais, também são utilizadas mantas de fibra de vidro distribuídas de forma randômica, que proporcionam excelente resistência mecânica, tanto no sentido longitudinal como transversal. A proporção de fibra/resina do produto final é na ordem de 70% de fibra e 30% de resina, garantindo elevadas resistências mecânica e química. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 3

4 6-CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 6.1- NORMAS APLICADAS Os perfis pultrudados produzidos pela Stratus seguem os padrões de normas nacionais e internacionais, que conferem aos seus produtos o desempenho e a qualidade necessários para as mais diversas exigências de aplicações. Para padrões Petrobrás, os nossos materiais atendem todos os requisitos da norma NBR (Indústria do Petróleo e gás natural) PADRÃO DE RESINA A decisão correta na escolha do padrão de resina é um dos fatores críticos para determinação da longevidade e qualidade dos materiais compósitos. A Stratus possui tecnologia de produção com um leque amplo de resinas, sendo a primeira empresa a ter sido homologada na Petrobras para fornecimento em mais de um padrão de resina para materiais pultrudados (acrílica e fenólica). Para aplicações de materiais compósitos em fibra de vidro (PRFV) em ambientes on shore e offshore, incluindo plataformas e refinarias Petrobrás, destacam-se o uso destes materiais combinados com os padrões de resina fenólica, usada principalmente para estruturas como grades de piso para rotas de fugas, top sides, etc.. e o padrão de resina acrílica, utilizado para estruturas, como guarda corpos, escadas, eletrocalhas e leitos de cabos. Ambas se destacam pela baixa emissão de gases tóxicos ausentes de halógenos, o baixo nível de densidade óptica de fumaça e a baixa propagação de chama. Abaixo, encontram-se as principais características destes dois padrões de resina: a) Resina fenólica Possui como características a elevada resistência a altas temperaturas (próximo a 900º C), resistência a corrosão moderada em ambientes com agressão química e efeito de maresias, baixa emissão de fumaça e gases tóxicos, aditivada para proteção a raios UV, excelentes propriedades de isolamento térmico e elétrico, características anti-chama (auto-extinguível), baixo peso; excelente para aplicações em ambientes confinados, rotas de fugas e risco de incêndio. Atende a todos os requisitos da norma NBR15708 ABNT. b) Resina acrílica: Além de atender aos requisitos da norma ABNT NBR15708, este padrão de resina destaca-se principalmente por permitir a pigmentação durante o próprio processo de produção, não alterando as propriedades dos materiais, além de possuir melhor desempenho mecânico em comparação com o padrão de resina fenólica. Possui boa resistência à corrosão, proteção UV e boas propriedades elétricas, impedindo o efeito de formação de electricidade estática na superfície dos materiais PIGMENTAÇÃO Por característica do próprio padrão de resina, o padrão fenólico, somente permite o processo de fabricação na sua cor natural marrom, portanto, para aplicações em ambientes onde haja necessidade de outra tonalidade de cor, faz-se necessário o processo de pintura superficial com tintas a base de PU ou Epóxi. Para o padrão de resina acrílica, os materiais pultrudados são pigmentados durante o próprio processo de produção, portanto não necessitam de pintura superficial e podem ser produzidos com uma gama ampla de cores, tais como: cinza, amarelo, azul, verde, vermelho, laranja, etc... Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 4

5 RESTRIÇÕES Devido à característica da resina fenólica ser produzida somente na cor marrom natural, este padrão de material se aplica perfeitamente a fabricação de grades, onde a cor predominante é o marrom, típico do material fenólico. Porém, para aplicações como leitos de cabos, eletrocalhas, guarda corpos e escadas, onde há necessidade de pigmentação em cores, como o cinza e o amarelo, o padrão de resina fenólico não atende, pelo fato de haver necessidade de pintura superficial. Este processo de pintura descaracteriza totalmente as principais particularidades de toxicidade, emissão de fumaça, propagação da chama e características elétricas dos materiais exigidas nos requisitos Petrobrás CARACTERÍSTICAS MECÂNICAS Devido ao alto teor de fibra e a ótima distribuição destas fibras nos perfis estruturais, os perfis pultrudados possuem resistência mecânica superior aos outros processos convencionais de fabricação de produtos em fibra de vidro, como laminação e spray up.... Abaixo, encontram-se as principais propriedades mecânicas destes perfis: PROPRIEDADE UNIDADE ORIENTAÇÃO VALORES Resistência Máxima à Flexão Resistência Máxima à Flexão Módulo de Elasticidade na Flexão Módulo de Elasticidade na Flexão Resistência Máxima à Tração Resistência Máxima à Tração Módulo de Elasticidade na Tração Módulo de Elasticidade na Tração Resistência Máxima a Compressão Resistência Máxima a Compressão Resistência Máxima ao Esmagamento Resistência Máxima ao cisalhamento Kgf/cm2 Longitudinal Kgf/cm2 Transversal 703 Kgf/cm2 Longitudinal Kgf/cm2 Transversal Kgf/cm2 Longitudinal Kgf/cm2 Transversal 492 Kgf/cm2 Longitudinal Kgf/cm2 Transversal Kgf/cm2 Longitudinal Kgf/cm2 Transversal Kgf/cm2 Longitudinal Kgf/cm2 Longitudinal 316 Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 5

6 6.5- CARACTERÍSTICAS DE PROTEÇÃO CONTRA RAIOS ULTRA VIOLETA (UV) Todos os materiais produzidos pela Stratus conferem proteção a intemperismos e aos raios Ultra violeta (UV) em conformidade com a norma ASTM D Além dos requisitos exigidos na norma, os materiais pultrudados Stratus, conferem uma proteção extra, proporcionado por um tratamento utilizado durante o processo de produção,no qual é utilizado duplo véu sintético de superfície tratado quimicamente. Este tratamento confere resistência extra do material para que não ocorra trincas, fissuras ou desfibramentos (exigidos na norma ASTM D2565), e principalmente para que também não ocorra desbotamento de cor, devido à ação direta de raios UV (item não exigido na norma, mas garantido pela Stratus). 7- VANTAGENS NA UTILIZAÇÃO A utilização de produtos em fibra de vidro proporciona a melhor relação custo / benefício para o projeto, devido aos seguintes fatores diretos e indiretos: Maior vida útil e durabilidade dos materiais Resistente mecanicamente e quimicamente aos ambientes mais agressivos, portanto não sofrerão degradação em função de corrosão com o passar dos anos. Forte redução dos custos de manutenção e pintura Os materiais em fibra de vidro são pigmentados no próprio processo de fabricação, portanto não necessitam de pintura superficial e não requerem manutenção ou substituição. Redução dos custos de transporte, manuseio, içamento e instalação Material quase 5 vezes mais leve que o aço, portanto facilita os custos logísticos e reduz drasticamente os custos de içamento e instalação. Redução do tempo de instalação Material de montagem fácil, rápida e limpa. Dispensa equipamentos pesados para corte e solda e diminui a sujeira e sobras no canteiro de obra. Isolação térmica e elétrica Além da segurança proporcionada pela não condutividade elétrica dos materiais em fibra de vidro, os materiais pultrudados proporcionam um maior conforto aos usuários, devido à sua ótima característica de isolação térmica. Isto pode ser percebido na utilização em guarda corpos e escadas tipo marinheiro. Melhor relação custo x benefício Além da excelente resistência à corrosão e ótimas propriedades mecânicas, os materiais em fibra se mostram totalmente viáveis, principalmente quando comparados a materiais tradicionais, como o aço inox, chegando a ser em torno de 30 a 40% mais barato que estes materiais. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 6

7 8 - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS GUARDA CORPOS EM FIBRA DE VIDRO PADRÃO PETROBRÁS NBR a) DESCRIÇÃO TÉCNICA Guarda corpo em Plástico Reforçado por Fibra de Vidro (PRFV) e resina termofixa acrílica, montados a partir de perfis pultrudados com teor mínimo de fibra de 65% e 35 % de resina, conforme padrão ABNT NBR (Indústrias do petróleo e gás natural Perfis pultrudados Parte 02: Guarda-corpo). b) CONFIGURAÇÃO As especificações técnicas de referência para aplicações Petrobrás, encontram-se coforme condições abaixo: The handrail shall be comprised of 50.8 mm profile having a square section and 6.35mm thick and be mm ± 3 mm above the floor level. Leveling flaws after erection shall not be accepted There shall be at least one crossbar having a square section of up to 50.8 mm and 6.35 mm thick, at an equivalent distance from the handrail and toe board. There may not be more than three crossbars, which shall keep the same distance between each other and between the handrail and the toe board Vertical Posts shall be comprised of 50.8 mm profiles having a square section and 6.35 mm thick. They shall be separated from each other considering a distance between mm and mm between their symmetry axes There shall be a toe board with 100 mm in height and assembled in such a manner that its distance from the floor is 10 mm. The toe board may be fixed to the structure through bolts securing the guardrail panels to the floor In case there are gaps on the handrail, they shall not be smaller than 75 mm and larger than 120 mm according to FIGURE 1. If it is not possible to avoid gaps larger than 120 mm, a closing piece shall be installed. Stairway guardrails shall not present gaps. Resumo : Altura do guarda corpo: Total 1350mm e útil 1100mm Espaçamento entre montantes: máximo 1100mm Total de barras horizontais: 3 (passamão, barra intermediária e rodapé) c) COMPOSIÇÃO Este padrão de guarda corpo é composto pelos seguintes perfis: - Montantes: Tubo Quadrado 50,8 x 6,35mm x compr. útil 1100mm e total 1350mm - Passa mão: Tubo Quadrado 50,8 x 6,35mm - Barra intermediária: Tubo Quadrado 50,8 x 6,35mm - Rodapé: Barra W 102,0 x 25,0 mm - Elementos maciços para união das peças e elemento maciço na base do montante com extensão de 200mm Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 7

8 d) DESENHO PADRÃO DE REFERÊNCIA A figura abaixo ilustra o padrão de guarda corpo típico para trechos planos e inclinados Padrão típico com os vetores de força para teste de resistência Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 8

9 e) CÓDIGO STRATUS O código Stratus de referência na especificação é o GCS05 f) COR A cor padrão é o amarelo-segurança, padrão Munsell 5Y8/12. g) RESINA Resina termofixa acrílica h) FORMAS DE FIXAÇÃO A fixação dos montantes dos guarda corpos poderão ser realizadas, através de de uma ou mais soluções combinadas, conforme padrões abaixo: 1 - fixação através de suporte em aço pintado Este padrão utiliza-se de um tubo com nervura a ser soldada nas laterais de vigas de plataformas. Confeccionado em aço ASTM A36 e parafusos em aço inox AISI 316L, diâmetro 3/8 x 4, de acordo com o desenho abaixo: 2 - fixação direta do montante A fixação também poderá ser realizada, através de engastamento lateral, diretamente no montante. Neste padrão, a base do montante deverá possuir elemento maciço interno com comprimento mínimo de 200mm para evitar esmagamento da parede. A fixação deverá ser realizada por 2 elementos de fixação em aço inox AISI316L, conforme ilustração abaixo: Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 9

10 Obs: quando a fixação lateral não ocorrer em uma superfície plana, recomenda-se o uso de calços (tubos em fibra de vidro) entre o montante do guarda corpo e a alma da viga de aço, conforme ilustrado na figura abaixo: 3 - Fixação lateral através de cantoneiras em aço A fixação também poderá ser feita através de duas cantoneiras em aço carbono pintado ou aço inox, soldadas ou parafusadas nas vigas laterais da plataforma. Neste caso a fixação será com 2 parafusos em inox com cabeça sextavada dia. 1/4 ou 3/8, conforme foto abaixo: 4 - Fixação de topo A fixação também poderá ser feita por topo, utilizando-se um dos recursos acima ou formas combinadas de tubo de espera em aço ou cantoneiras. Este processo pode ser realizado em trechos planos ou inclinados de escadas, i) MÃO DE OBRA DE MONTAGEM OU SUPERVISÃO EM CAMPO A mão de obra de montagem ou supervisão de montagem em campo é um item de fornecimento opcional realizado pela Stratus, mediante contratação específica. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 10

11 j) FORMA DE FORNECIMENTO Os Guarda corpos são fornecidos, sob a forma de módulos pré-montados de fábrica para serem instalados em campo, de acordo com as medidas existentes em projeto ou obtidas em campo, conforme foto ilustrativa abaixo: Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 11

12 8.2 - GRADES DE PISO PULTRUDADAS a) DESCRIÇÃO TÉCNICA GRADES DE PISO PULTRUDADAS em Plástico Reforçado por Fibra de Vidro (PRFV) e resina termofixa fenólica com altura de 38mm (1 ½ ) e malha 152x38mm (6 x 1 1/2 ), com camada superficial antiderrapante e vãos de 18mm entre barras, resultando em uma área aberta de aprox. 50%. Montadas a partir de perfis pultrudados com teor mínimo de fibra de 65% e 35 % de resina. b) CONFIGURAÇÃO / DIMENSIONAMENTO As grades pultrudadas são dimensionadas de acordo com o vão portante (vão de apoio) dos locais onde serão instaladas. Para garantir a resistência necessária para cargas moderadas e a sensação de conforto e segurança para o usuário, recomenda-se a aplicação das grades com espessura de 38mm (1 1/2 ) para vãos de apoio de até 2000 a 2100mm. Acima de 2000mm, recomenda-se a divisão dos vãos para dimensões menores para possibilitar maior rigidez, resistência e sensação de conforto ao usuário. Para casos especiais deve ser consultado o Departamento Técnico da Stratus. As especificações técnicas de referência para aplicações Petrobrás, encontram-se coforme condições abaixo: 4 GENERAL CONDITIONS 4.1 Floor Grating The criteria for use of grating panels in offshore facilities belonging to PETROBRAS and the precautions to be considered before, during, and after installation are found in ANNEX A The grating panel shall be manufactured of uniformly spaced bearing bars kept in place through transverse connecting bars, mechanically notched and bonded. The maximum spacing (L) between bearing bars shall be 25.4 mm (nominal 1 ) The grating panel shall have standard heights of 25.4 mm (nominal 1 ), 31.8 mm (nominal 1 1/4 ), 38.1 mm (nominal 1 1/2 ) or 50.8 mm (nominal 2 ) The grating panel shall have a rough and slip-resistant surface. c) COMPOSIÇÃO As grades montadas são compostas pelos seguintes perfis: perfil putrudado em formato I chaveta para travamento dos perfis camada antiderrapante aplicado com quartzo e resina d) CÓDIGO STRATUS O código Stratus de referência nas especificações é o GPS38 Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 12

13 e) FORMA DE FIXAÇÃO A fixação das grades é realizada através de grampos específicos em aço inox AISI316L. GRAMPOS EM INOX PARA GRADES PULTRUDADAS, tipo 1 Através dos desenhos abaixo é possível visualizar o conjunto montado do grampo de fixação tipo 1. Este padrão de grampo é indicado para fixação de grades pultrudadas ou injetadas, a serem apoiadas sobre vigas ou cantoneiras, conforme foto abaixo: Foto de montagem GRAMPOS EM AÇO INOX PARA GRADES PULTRUDADAS, tipo 2 Através do desenhos abaixo é possível visualizar o conjunto montado do grampo de fixação tipo 2. Este padrão de grampo é indicado onde a fixação deva ser realizada por entre os vãos das grades pultrudadas (montadas), principalmente para grades com superfícies fechadas, conforme foto abaixo: Ilustração de montagem Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 13

14 f) CORES Este padrão de resina fenólica é produzido no padrão de cor marrom natural e não permite pigmentação durante o processo de produção. Apesar da limitação em relação às opções de cores, para as grades de piso se utiliza o recurso de se aplicar a camada superficial antiderrapante nas cores desejas, tais como cinza, amarelo, azul, verde, etc... g) DESENHO Através do desenho abaixo é possível visualizar a montagem da grade composta por perfis pultrudados h) RESINA Resina Termofixa Fenólica i) FORMA DE FORNECIMENTO As grades são fornecidas montadas, nas dimensões finais e prontas para a serem utilizadas em campo. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 14

15 j) MÃO DE OBRA DE MONTAGEM A mão de obra de montagem em campo é um item de fornecimento opcional k) FOTOS DE REFERÊNCIA Na foto abaixo é possível visualizar a superfície da grade montada com a aplicação de camada antiderrapante de quartzo na cor verde com o corpo dos perfis da grade na cor marrom, natural da resina fenólica. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 15

16 l) TABELA DE CARREGAMENTO MECÂNICO DAS GRADES Através da tabela de carregamento abaixo é possível verificar o comportamento mecânico da grade quando submetido às mais diversas cargas de utilização. Para o exemplo destacado em vermelho abaixo, está sendo analisado o comportamento da grade pultrudada em resina fenólica com espessura de 38mm (GPS38), onde pode se observar que em um vão de apoio de 1000mm com uma carga aplicada de 200 kgf, a deflexão resultante para uma carga distribuída (DI) é 1,2mm e a resistência máxima até o ponto de ruptura é de 5940 kgf (coluna à direita). Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 16

17 8.3- DEGRAUS Os degraus Stratus podem ser fornecidos em conjunto com escadas ou de forma avulsa. São montados a partir de grades de piso pultrudadas, conforme especificações descritas acima. a) DESCRIÇÃO TÉCNICA Degrau em Plástico Reforçado por Fibra de Vidro (PRFV) e resina termofixa isoftálica, montado a partir de grades de piso pulttrudada com teor mínimo de fibra de 65% e 35 % de resina. Composto de base com camada antiderrapante (grade), testeira de sinalização frontal e abas laterais b) CONFIGURAÇÃO / COMPOSIÇÃO / DIMENSIONAMENTO Base: composta por grade montada com camada antiderrapante com altura de 38mm e larguras variáveis, conforme projeto. Testeira frontal: formada por tubo quadrado 38mm na cor amarelo segurança. Abas laterais: Formada por perfil F (opcional) na cor cinza c) CÓDIGO STRATUS O código Stratus de referência na especificação é o DGS38 d) DESENHO DE REFERÊNCIA Através dos desenhos abaixo é possível visualizar o padrão de degraus para escadas inclinadas, fabricados por grades pultrudadas e injetadas, com e sem abas laterais. e) FORMA DE FIXAÇÃO São fixos nas longarinas laterais, através de elementos de fixação em aço inox AISI 316L. f) COR A cor padrão para a base/grade do degrau segue as especificações das grades pultrudadas, descritas acima, para as abas laterais é o cinza claro e para a testeira é o amarelo-segurança Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 17

18 g) RESINA Resina termofixa fenólica h) FORMA DE FORNECIMENTO Os degraus são fornecidos prontos de fábrica para serem instalados em campo pelo cliente. i) MÃO DE OBRA DE MONTAGEM A mão de obra de montagem em campo é um item de fornecimento opcional j) FOTOS DE REFERÊNCIA Na foto abaixo é possível visualizar o padrão de degrau em resina fenólica com abas laterais e testeiras de sinalização Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 18

19 8.4 - ESCADAS TIPO MARINHEIRO As escadas tipo marinheiro, montadas a partir dos perfis pultrudados garantem a resistência e configuração necessária exigida através da norma NR18. Além do quesito de segurança, uma característica de destaque é o conforto ao usuário devido à ótima aderência dos degraus e às propriedades de isolação térmica e elétrica dos materiais. a) DESCRIÇÃO TÉCNICA Escada tipo marinheiro em Plástico Reforçado por Fibra de Vidro (PRFV) e resina termofixa Poliéster Isoftálica, montada a partir de perfis pultrudados com teor mínimo de fibra de 65% e 35 % de resina. Composta de escada com degraus antiderrapantes e suportes de fixação no piso e parede na cor amarelo-segurança, obtida diretamente no processo de produção, não necessitando de pintura superficial. Podendo ser fornecida com guarda corpo de proteção, saída tipo piscina e patamar de descanso, conforme altura e características do local de instalação. b) CONFIGURAÇÃO Escada: composta por duas longarinas laterais de tubo quadrado de 50,8x50,8mm distantes em 450mm, degraus com tubo cilíndrico 32mm com aplicação de superfície antiderrapante em quartzo, espaçados a cada 300mm e suportes de fixação na parede, confeccionado por sapatas pultrudadas e posicionados no máximo a cada 1500mm. Guarda corpo de proteção: composto por aros espaçados a no máximo 800mm com barras chatas de fixação posicionadas na posição vertical a cada 300mm. c) DIMENSIONAMENTO As escadas, tipo marinheiro com ou sem gaiola protetora ou aro de proteção, são dimensionados, conforme norma NR18 Norma Regulamentadora de Segurança e Saúde no Trabalho, de acordo com os seguintes requisitos: - A escada fixa, tipo marinheiro, com 6,00 (seis metros) ou mais de altura, deve ser provida de gaiola protetora a partir de 2,00m (dois metros) acima da base e 1,00m (um metro) acima da última superfície de trabalho. ( / I3) - Para cada lance de 9,00m (nove metros), deve existir um patamar intermediário de descanso, protegido por guarda-corpo e rodapé. ( / I3) - A saída da escada poderá ser do tipo aberta ou saída tipo piscina com altura de 1,00m (um metro) acima da última superfície de trabalho. - Os degraus deverão possuir espaçamento entre sí de 30 cm e deverão possuir tratamento antiderrapante na superfície d) COMPOSIÇÃO As escadas são compostas dos seguintes itens: - Longarinas / colunas laterais: Tubo quadrado 50,8 x 50,8 mm - Degraus: Perfil Cilíndrico de 32 mm - Guarda corpo de proteção da Escada: barra chata pultrudada, conformada com diâmetro 700 mm e barras chatas pultrudadas na posição vertical, dimensão 50,0 x 6,0mm. - Sapatas: base quadrada de 150,0 x altura 65,0 x espessura 10,0 mm - Suportes de fixação no piso ou parede: Este padrão pode ser em fibra de vidro (modelo a) ou mesmo em aço inox (modelo b), conforme desenhos ilustrativos abaixo: a) b) Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 19

20 e) DESENHO DE REFERÊNCIA Através dos desenhos abaixo é possível visualizar a escada marinheiro com e sem guarda corpo de proteção Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 20

21 f) CÓDIGO STRATUS O código Stratus de referência na especificação é o EMS (sem guarda corpo) e EMS G (com guarda corpo) g) FORMA DE FIXAÇÃO A fixação da escada ao piso ou parede é realizada através de sapatas em fibra de vidro fixas por meio de chumbadores ou parafusos, em aço inox AISI316 ou superior. h) COR A cor padrão é o amarelo-segurança, padrão Munsell 5Y8/12. i) RESINA Resina termofixa acrílica j) FORMA DE FORNECIMENTO A escada marinheiro é fornecida pré-montada de fábrica para ser instalada em campo pelo cliente. k) MÃO DE OBRA DE MONTAGEM A mão de obra de montagem em campo é um item de fornecimento opcional a) FOTOS DE REFERÊNCIA Através da foto abaixo é possível visualizar o padrão de escada marinheiro Stratus Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 21

22 STRATUS COMPOSTOS ESTRUTURAIS LTDA. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 22

Stratus Compostos Estruturais Ltda.

Stratus Compostos Estruturais Ltda. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Especificações técnicas para bandejamento elétrico composto por leitos de cabos, eletrocalhas, eletrodutos e conduletes em fibra de vidro junho de 2013 Stratus Compostos

Leia mais

INDÚSTRIA DO PETRÓLEO E GÁS

INDÚSTRIA DO PETRÓLEO E GÁS APLICAÇÕES DE PERFIS PULTRUDADOS INDÚSTRIA DO PETRÓLEO E GÁS Palestrante : Carlos Viegas Apoio O QUE É UM COMPÓSITO ROVING CONTÍNUO RESINA POLIESTER VINIL ESTER FENOLICA EPOXI MANTA DE FIBRA DE VIDRO VÉU

Leia mais

Perfil pultrudado. O avanço do compósito na construção civil. Antônio Euzébio Diretor de Engenharia antonioeuzebio@pultrusao.com.

Perfil pultrudado. O avanço do compósito na construção civil. Antônio Euzébio Diretor de Engenharia antonioeuzebio@pultrusao.com. Perfil pultrudado O avanço do compósito na construção civil Antônio Euzébio Diretor de Engenharia antonioeuzebio@pultrusao.com.br Empresa brasileira instalada no Sul de Santa Catarina; Atua no mercado

Leia mais

Norma Técnica Sabesp NTS 282

Norma Técnica Sabesp NTS 282 Norma Técnica Sabesp NTS 282 Guarda-corpos Especificação São Paulo Abril: 2014 revisão 2 NTS 282: 2014 Norma Técnica Sabesp S U M Á R I O 1 OBJETIVO... 1 2 REFERÊNCIAS NORMATIVAS... 1 3 DEFINIÇÕES... 1

Leia mais

EMPRESA MISSÃO VISÃO VALORES

EMPRESA MISSÃO VISÃO VALORES EMPRESA A Axxio Pisos Elevados é fruto do compromisso permanente com a satisfação de seus clientes e com a inovação, com o intuito de que todos os serviços sejam cada vez mais ágeis e seguros. Para isso

Leia mais

MANUAL TÉCNICO TUBO EQUIPADO

MANUAL TÉCNICO TUBO EQUIPADO MANUAL TÉCNICO TUBO EQUIPADO Andaime Tubo Equipado...03 Acessórios...04 Modos e Pontos de Ancoragem...05 Dicas Importantes...07 Acesso dos Andaimes...08 Informações de Segurança...09 Fotos Obras...10 Atualização

Leia mais

ANDAIME FACHADEIRO ANDAIME FACHADEIRO

ANDAIME FACHADEIRO ANDAIME FACHADEIRO e MANUAL TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO ANDAIME FACHADEIRO Trabalho em Altura Uma das principais causas de acidentes de trabalho graves e fatais se deve a eventos envolvendo quedas de trabalhadores de diferentes

Leia mais

2 Reforço Estrutural com Compósitos de Fibra de Carbono

2 Reforço Estrutural com Compósitos de Fibra de Carbono 2 Reforço Estrutural com Compósitos de Fibra de Carbono 2.1. Introdução Os materiais estruturais podem ser divididos em quatro grupos: metálicos, cerâmicos, poliméricos e compósitos (Gibson, 1993). Em

Leia mais

Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 / Copa das Confederações FIFA Brasil 2013

Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 / Copa das Confederações FIFA Brasil 2013 Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 / Copa das Confederações FIFA Brasil 2013 MATERIAL CÓDIGO CERCA MÓVEL BAIXA FE 01 CERCA MÓVEL BAIXA FE 01 Descrição de Equivalência Técnica Exigida Guarda corpo movel

Leia mais

SUPORTES DE SOLO SUPORTE DE SOLO PARA EXTINTOR EM ALUMINIO POLIDO MODELO AP E PQS

SUPORTES DE SOLO SUPORTE DE SOLO PARA EXTINTOR EM ALUMINIO POLIDO MODELO AP E PQS CATALO DE PRODUTOS SUPORTES DE SOLO SUPORTE DE SOLO PARA EXTINTOR EM ALUMINIO POLIDO MODELO AP E PQS SUPORTE DE SOLO PARA EXTINTOR EM ALUMINIO E PINTURA EPOXI VERMELHO MODELO AP E PQS Aba na base que impede

Leia mais

SINALIZAÇÃO PARA REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE GÁS NATURAL DIRTEC

SINALIZAÇÃO PARA REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE GÁS NATURAL DIRTEC Rev. 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 DIRTEC ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ET-SUL-007.04 Rev. 12 CIA DE GÁS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL 1 de 15 REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE GÁS NATURAL ÍNDICE DE REVISÕES DESCRIÇÃO E/OU

Leia mais

andaime tubular aicom

andaime tubular aicom andaime tubular aicom O ANDAIME TUBULAR AICOM é um sistema de andaime destinado a construção, reforma, manutenção industrial e montagem em áreas com grandes interferências. Composto de tubo de aço galvanizado

Leia mais

Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31

Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31 Apostila Técnica de Porta Paletes 01 de 31 Tópicos Abordados: 1. Porta Paletes Seletivo (convencional): 2. Drive-in / Drive-thru Objetivo: Esta apostila tem como principal objetivo ampliar o conhecimento

Leia mais

MANUAL TÉCNICO. Segurança e Saúde no Trabalho ANDAIME TUBULAR ANDAIME TUBULAR. Andaimes setembro/2012. Andaime Fachadeiro.

MANUAL TÉCNICO. Segurança e Saúde no Trabalho ANDAIME TUBULAR ANDAIME TUBULAR. Andaimes setembro/2012. Andaime Fachadeiro. e MANUAL TÉCNICO ANDAIME TUBULAR ANDAIME TUBULAR e ANDAIME TUBULAR Objetivo Estabelecer os procedimentos que devem ser obedecidos na liberação de montagem / desmontagem de andaimes com a finalidade de

Leia mais

Memorial Descritivo 01/2013 - V01

Memorial Descritivo 01/2013 - V01 Memorial Descritivo P.SQ.07 01/2013 - V01 ÍNDICE Piso em Aço - Modelo AX-1000 Piso em aço Chapa Inferir Estampada Chapa Superior Lisa Concreto Sistema Estrutural Cruzeta Chapa Superior Chapa de Reforço

Leia mais

SOLUÇÕES PARA FACHADA. metax.com.br

SOLUÇÕES PARA FACHADA. metax.com.br SOLUÇÕES PARA FACHADA metax.com.br Passarela para pedestres Estes equipamentos são utilizados em locais onde a instalação do andaime fachadeiro obstrui a passagem de via, ou seja, a fachada do prédio não

Leia mais

Segtreinne 5.0 - PROTEÇÃO LATERAL:

Segtreinne 5.0 - PROTEÇÃO LATERAL: 1.0 - OBJETIVO: Estabelecer procedimentos seguros para montagem, desmontagem e utilização de andaimes, em serviços de manutenção nas áreas da fábrica. 2.0 - APLICAÇÃO: Este procedimento se aplica à montagem,

Leia mais

manual TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO 2011 Andmax, todos os direitos reservados. Material de distribuição restrita, proibida reprodução total ou parcial.

manual TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO 2011 Andmax, todos os direitos reservados. Material de distribuição restrita, proibida reprodução total ou parcial. manual TÉCNICO ANDAIME FACHADEIRO Sumário Andaime Fachadeiro...03 Instrução de Montagem...04 Acessórios...06 Modos e Pontos de Ancoragem...07 Dicas Importantes...08 Acesso dos Andaimes...09 Informações

Leia mais

TORRE ESTAIADA ESPECIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS ACESSÓRIOS

TORRE ESTAIADA ESPECIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS ACESSÓRIOS TORRE ESTAIADA A torre estaiada é a solução mais econômica por atingir grandes alturas e com elevada capacidade de carga, porém exige-se disponibilidade de terreno para sua instalação. Possui seção transversal

Leia mais

manual TÉCNICO ANDAIME TUBULAR 2011 Andmax, todos os direitos reservados. Material de distribuição restrita, proibida reprodução total ou parcial.

manual TÉCNICO ANDAIME TUBULAR 2011 Andmax, todos os direitos reservados. Material de distribuição restrita, proibida reprodução total ou parcial. manual TÉCNICO ANDAIME TUBULAR Sumário Andaime Tubular...03 Montagem Especial...04 Acessórios...05 Modos e Pontos de Ancoragem...06 Dicas Importantes...07 Acesso dos Andaimes...08 Informações de Segurança...09

Leia mais

Construção e montagem

Construção e montagem Construção e montagem Paredes com estrutura metálica W11 Construção A paredes consistem de uma estrutura metálica revestida com uma mais s de gesso, aparafusadas de ambos os lados. A estrutura metálica

Leia mais

Transformando aço, conduzindo soluções. Andaimes e Escoras

Transformando aço, conduzindo soluções. Andaimes e Escoras Transformando aço, conduzindo soluções. Andaimes e Escoras TUPER Mais de 40 anos transformando aço e conduzindo soluções. A Tuper tem alta capacidade de transformar o aço em soluções para inúmeras aplicações.

Leia mais

T E L H A S D E A Ç O

T E L H A S D E A Ç O T E L H A S D E A Ç O Unidade Betim: Rua Engenheiro Gerhard Ett, 1.100 - CEP.: 32.669-110 Distrito Industrial Paulo Camilo - Betim - MG Tel.: (31) 3555-5455 - Fax.: (31) 3555-54 e-mail: comercial@metform.com.br

Leia mais

Apostila técnica de Mezanino 01 de 09

Apostila técnica de Mezanino 01 de 09 Apostila técnica de Mezanino 01 de 09 OBJETIVO: Esta apostila tem como principal objetivo ampliar o conhecimento básico sobre Mezaninos, seus acessórios e suas aplicações, facilitando a solução de problemas

Leia mais

TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE

TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE BARRAS E PERFIS AÇO PARA INDÚSTRIA TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE Ao usar a ampla linha de Barras e Perfis Gerdau, você coloca mais qualidade no seu trabalho. Cada produto foi desenvolvido

Leia mais

ESTRUTURAS METÁLICAS - UFPR CAPÍTULO 1 AÇOS ESTRUTURAIS

ESTRUTURAS METÁLICAS - UFPR CAPÍTULO 1 AÇOS ESTRUTURAIS ESTRUTURAS METÁLICAS - UFPR CAPÍTULO 1 AÇOS ESTRUTURAIS 1 INDICE CAPÍTULO 1 - AÇOS ESTRUTURAIS...1 1 INTRODUÇÃO - HISTÓRICO... 1 2 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DAS ESTRUTURAS DE AÇO... 2 3 REFERÊNCIAS NORMATIVAS...

Leia mais

Parecer Técnico de Conformidade NR 17 e NBR 13966 MESA REUNIÃO REDONDA

Parecer Técnico de Conformidade NR 17 e NBR 13966 MESA REUNIÃO REDONDA Parecer Técnico de Conformidade NR 17 MESA REUNIÃO REDONDA Parecer Técnico de Conformidade NR 17 A SEFIT Serviços Especializados de Fisioterapia do Trabalho Ltda, inscrita no CNPJ n.º 04.207.225/0001-74,

Leia mais

PRODUTOS PARA CONsTRUçãO CIVIL E MECÂNICA

PRODUTOS PARA CONsTRUçãO CIVIL E MECÂNICA PRODUTOS PARA CONsTRUçãO CIVIL E MECÂNICA VOTORAÇO VS 50 Construção Civil Principais características dimensionais e de propriedades mecânicas do produto, conforme a ABNT NBR 7480. Especificação Diâmetro

Leia mais

Apostila Técnica de Estantes 01 de 12

Apostila Técnica de Estantes 01 de 12 01 de 12 ESTANTES METÁLICAS - Componentes Cantoneiras Perfuradas: Tipo N3, produzidas em aço estrutural de média resistência. As cantoneiras podem ser fornecidas em comprimentos múltiplos de 40 mm. 35

Leia mais

Rev.1 18.01.2013. Estantes cantoneira

Rev.1 18.01.2013. Estantes cantoneira 18.01.2013 Estantes cantoneira O sistema de estantes em cantoneira foi concebido para satisfazer as necessidades de armazenagem nas indústrias, oficinas, armazéns, etc, tendo em vista uma solução económica.

Leia mais

Vantagens. - A grande variedade de medidas, tipos de pisos, sistemas construtivos, etc. - M o n t a g e m r á p i d a, s i m p l e s

Vantagens. - A grande variedade de medidas, tipos de pisos, sistemas construtivos, etc. - M o n t a g e m r á p i d a, s i m p l e s Mezaninos Os mezaninos permitem aproveitar ao máximo a altura útil de um local, duplicando ou triplicando sua superfície e acondicionando-a como área de armazenagem, vestuário, escritórios, etc. A instalação

Leia mais

Alta produtividade Engenharia de projetos Qualidade assegurada Certificado de garantia Sigilo industrial Confiabilidade.

Alta produtividade Engenharia de projetos Qualidade assegurada Certificado de garantia Sigilo industrial Confiabilidade. Há mais de 46 anos no mercado, a Torcisão iniciou as suas atividades no desenvolvimento de materiais para a indústria automobilística, que exigia um rigoroso controle técnico e de qualidade. Em 2006, com

Leia mais

Não devemos esquecer que a escolha dos equipamentos deverá, em qualquer situação, garantir conforto e segurança ao trabalhador nas três operações:

Não devemos esquecer que a escolha dos equipamentos deverá, em qualquer situação, garantir conforto e segurança ao trabalhador nas três operações: TRABALHO EM ESPAÇOS CONFINADOS O objetivo deste informativo é apresentar, de forma simples, as quatro escolhas básicas que deverão ser feitas para especificação de um conjunto de equipamentos, exigidos

Leia mais

www. flexmodular.com

www. flexmodular.com www.flexmodular.com FLEX LED SINALIZAÇÃO ARQUITETÔNICA DE REQUINTE SEM IGUAL PERFEITA ASSOCIAÇÃO ENTRE SOFISTICAÇÃO E OS BENEFÍCIOS AMBIENTAIS DA TECNOLOGIA DE ILUMINAÇÃO A LED. Perfis extrudados de alumínio

Leia mais

Construção Civil Linha PVC

Construção Civil Linha PVC Construção Civil Linha PVC Correr Abertura de 2 a 6 folhas que se movimentam mediante deslizamento horizontal. De fácil manuseio, podendo ser utilizada com persiana e tela mosquiteira. Permite ventilação

Leia mais

Manual Técnico de Coberturas Metálicas

Manual Técnico de Coberturas Metálicas Manual Técnico de Coberturas Metálicas Coberturas Metálicas Nas últimas décadas, as telhas produzidas a partir de bobinas de aço zincado, revolucionaram de maneira fundamental, a construção civil no Brasil,

Leia mais

COMPONENTES. Chapa de gesso: 3 tipos

COMPONENTES. Chapa de gesso: 3 tipos Paredes internas Estrutura leve GESSO ACARTONADO Fixado em perfis de chapa de aço galvanizado (esqueleto de guias e montantes) Parede: chapas de gesso em uma ou mais camadas Superfície pronta para o acabamento

Leia mais

Knauf Safeboard Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança

Knauf Safeboard Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança KNAUF SAFEBOARD HOMOLOGADO IRD-CNEN Nº 140312 Knauf Folheto Técnico 08 / 2014 Knauf Sistemas de proteção radiológica 0% chumbo. 100% segurança Estabilidade e blindagem de ambientes submetidos à radiação

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS v 1.5

CATÁLOGO DE PRODUTOS v 1.5 CATÁLOGO DE PRODUTOS v 1.5 LEIA O MANUAL COM ATENÇÃO A Bonier é uma empresa especializada no desenvolvimento de equipamentos de segurança e resgate. Temos como princípio a qualidade dos produtos, o design,

Leia mais

MEMORIAL DE CÁLCULO 071811 / 1-0. PLATAFORMA PARA ANDAIME SUSPENSO 0,60 m X 2,00 m MODELO RG PFM 2.1

MEMORIAL DE CÁLCULO 071811 / 1-0. PLATAFORMA PARA ANDAIME SUSPENSO 0,60 m X 2,00 m MODELO RG PFM 2.1 MEMORIAL DE CÁLCULO 071811 / 1-0 PLATAFORMA PARA ANDAIME SUSPENSO 0,60 m X 2,00 m MODELO RG PFM 2.1 FABRICANTE: Metalúrgica Rodolfo Glaus Ltda ENDEREÇO: Av. Torquato Severo, 262 Bairro Anchieta 90200 210

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Módulo IV Aula 04 Isolamento térmico AQUECIMENTO DE TUBULAÇÕES Motivos Manter em condições de escoamento líquidos de alta viscosidade ou materiais que sejam sólidos

Leia mais

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Cabos Ópticos Construção Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras ópticas do tipo multimodo ou monomodo.

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2014

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 www.henrimak.com.br vendas@henrimak.com.br / henrimak@henrimak.com.br TEL.: 21 3391-4646 / 21 3449-4112 CEL.: 7852-4626 / ID: 645*16704 A EMPRESA A HenrimaK foi fundada

Leia mais

COMPONENTES PARA ANDAIMES PROFISSIONAIS

COMPONENTES PARA ANDAIMES PROFISSIONAIS Bastidores das Torres Rolantes Disponíveis em 2 larguras (0,75 e 1,35 m) de 4 degraus (1 m) e 7 degraus (2 m) Os degraus possuem uma superfície estriada antideslizante e a distância entre degraus é de

Leia mais

ANEXO V MÓDULOS AUDITÓRIO. 1600,00 mm. 400,00 mm. 725,00 mm VISTA FRONTAL VISTA LATERAL. 700,00 mm VISTA SUPERIOR

ANEXO V MÓDULOS AUDITÓRIO. 1600,00 mm. 400,00 mm. 725,00 mm VISTA FRONTAL VISTA LATERAL. 700,00 mm VISTA SUPERIOR ANEXO V 1600,00 mm 200,00 mm 490,00 mm 400,00 mm 725,00 mm VISTA FRONTAL 580,00 mm VISTA LATERAL MÓDULOS AUDITÓRIO 700,00 mm 03 - Mesas em MDF texturizado estrutura em MDF Cinza Cristal 2 faces de 15mm

Leia mais

Gesso Acartonado CONCEITO

Gesso Acartonado CONCEITO CONCEITO As paredes de gesso acartonado ou Drywall, são destinados a dividir espaços internos de uma mesma unidade. O painel é composto por um miolo de gesso revestido por um cartão especial, usado na

Leia mais

CADERNO GERAL DE ESPECIFICAÇÕES DOS MOBILIÁRIOS ITEM 1 MESAS ORGÂNICAS/GAVETEIROS/CONEXÕES/MESA REUNIÃO ITEM 1.1 MR1200 -MESA DE REUNIÃO REDONDA cor ARGILADimensões mínimas: 1200X740 mm Tampo Mesa autoportante

Leia mais

RELAÇÃO DOS ANEXO ITENS IDA LICITAÇÃO

RELAÇÃO DOS ANEXO ITENS IDA LICITAÇÃO RUA C.E.P.:78.511.052/0001-10 JOÃO 89636-000-Abdon SANTIN, 30 Batista DE ABDON - Telefone: SCBATISTA 4935451177 Adm.: - Processo Data do Processo: de Licitação: Folha: 12/01/2015 1/6 RELAÇÃO DOS ANEXO

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ESTAÇÃO

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ESTAÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO 1. DADOS GERAIS: 1.1. Proprietário: Município de Estação/RS CNPJ: 92.406.248/0001-75 1.2. Obra: Cobertura Metálica da Escola Municipal de Ensino Fundamental Pedro Cecconelo 1.3. Local:

Leia mais

AVALIAÇÃO TEÓRICA-EXPERIMENTAL DO DESEMPENHO ESTRUTURAL DE PERFIS DE AÇO FORMADOS A FRIO

AVALIAÇÃO TEÓRICA-EXPERIMENTAL DO DESEMPENHO ESTRUTURAL DE PERFIS DE AÇO FORMADOS A FRIO AVALIAÇÃO TEÓRICA-EXPERIMENTAL DO DESEMPENHO ESTRUTURAL DE PERFIS DE AÇO FORMADOS A FRIO Eduardo M. Batista (1) ; Elaine G. Vazquez (2) ; Elaine Souza dos Santos (3) (1) Programa de Engenharia Civil, COPPE,

Leia mais

VIGAS HT 20 E HT 12. + / - 2,0 mm - 1,5 % - 1,5 % + / - 0,5 mm. Características da capacidade de carga. Q adm. = 7 kn M adm.

VIGAS HT 20 E HT 12. + / - 2,0 mm - 1,5 % - 1,5 % + / - 0,5 mm. Características da capacidade de carga. Q adm. = 7 kn M adm. VIGAS HT 20 E HT 12 TABELA DE MEDIÇÃO Dimensões HT 12plus Tolerâncias Altura da viga Altura da mesa Largura da mesa Espessura da alma 120 mm 35 mm 65 mm 26,6 mm + / - 2,0 mm - 1,5 % - 1,5 % + / - 0,5 mm

Leia mais

Fazendo a diferença em metais abertos LINHA ELETROSOLDADA. (11) 2771-0580 www.agsgrades.com.br

Fazendo a diferença em metais abertos LINHA ELETROSOLDADA. (11) 2771-0580 www.agsgrades.com.br Fazendo a diferença em metais abertos LINHA ELETROSOLDADA (11) 2771-0580 www.agsgrades.com.br APRESENTAÇÃO A AGS Grades é inovadora no segmento de metais abertos, sempre com foco na qualidade dos produtos

Leia mais

VEMAQ 10-1 - CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS 1.1 - APRESENTAÇÃO

VEMAQ 10-1 - CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS 1.1 - APRESENTAÇÃO Equipamento: COLETOR COMPACTADOR DE LIXO 10 m³ Modelo : CCL-10 Aplicação: Coleta de resíduos domésticos e/ou industriais,selecionados ou não Fabricante: VEMAQ - Indústria Mecânica de Máquinas Ltda 1 -

Leia mais

Soluções em Autoconstrução Praticidade, economia e agilidade na sua obra

Soluções em Autoconstrução Praticidade, economia e agilidade na sua obra Aços Longos Soluções em Autoconstrução Praticidade, economia e agilidade na sua obra Sapatas Arame Recozido Trançadinho Pregos Treliças Nervuradas Murfor Produto Belgo Bekaert Malhas Top Telas Soldadas

Leia mais

Verelux envidr env açamento açame de sacada www.verelux.com.br

Verelux envidr env açamento açame de sacada www.verelux.com.br Verelux envidraçamento de sacadas A EMPRESA A Verelux oferece sistema europeu de envidraçamento de sacadas, com o objetivo de satisfazer a necessidade e o desejo de seus clientes. Nossa atuação é voltada

Leia mais

Telas Soldadas Nervuradas

Telas Soldadas Nervuradas Telas Soldadas Nervuradas Telas Soldadas Nervuradas Belgo Qualidade As Telas Soldadas de Aço Nervurado são armaduras pré-fabricadas constituídas por fios de aço Belgo 60 Nervurado, longitudinais e transversais,

Leia mais

Catálogo de Produtos. Engenharia de Acesso Andaimes Acessórios Fabricação e Venda

Catálogo de Produtos. Engenharia de Acesso Andaimes Acessórios Fabricação e Venda Catálogo de Produtos Engenharia de Acesso Andaimes Acessórios Fabricação e Venda Acoplation Indústria e Comércio Ltda Fundada em 1997, visa atender a demanda de mercado na fabricação de andaimes, estruturas

Leia mais

CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR CABO ÓPTICO FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Cabos Ópticos Família do Produto Construção TeraLan Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras

Leia mais

FOTO FOTO FOTO. controle de estática MEDIDOR DE ESTÁTICA TESTADOR DE PULSEIRA E CALCANHEIRA SK-TE1003 SK-FG450 HAKKO 498 AIRSOURCE 698

FOTO FOTO FOTO. controle de estática MEDIDOR DE ESTÁTICA TESTADOR DE PULSEIRA E CALCANHEIRA SK-TE1003 SK-FG450 HAKKO 498 AIRSOURCE 698 MEDIDOR DE ESTÁTICA Equipamento utilizado para medição do campo eletrostático em objetos e materiais diversos. Detecta a diferença de potencial associado com a carga elétrica. É particularmente útil na

Leia mais

Manual Técnico - OHRA E GAV. PLANO -

Manual Técnico - OHRA E GAV. PLANO - Manual Técnico - OHRA E GAV. PLANO - Material elaborado pelo departamento técnico da OfficeBrasil Desenvolvimento de Projetos e Produtos Última atualização: Março de 2013 Belo Horizonte, MG Linha Ohra

Leia mais

C H A P A S E X P A N D I D A S EXPANDINDO PARA O BRASIL

C H A P A S E X P A N D I D A S EXPANDINDO PARA O BRASIL C H A P A S E X P A N D I D A S EXPANDINDO PARA O BRASIL A EMPRESA MANUFATURA 2 A Streck Metal foi fundada em 1993 e tem crescido de tal forma que se tornou uma das principais fabricantes de metal expandido

Leia mais

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado.

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado. CAIXA DE MEDIÇÃO EM 34, kv 1 OBJETIVO Esta Norma padroniza as dimensões e estabelece as condições gerais e específicas da caixa de medição a ser utilizada para alojar TCs e TPs empregados na medição de

Leia mais

TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE

TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE BARRAS E PERFIS AÇO PARA INDÚSTRIA TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE Quando você usa a ampla linha de barras e perfis Gerdau, você coloca mais qualidade no seu trabalho. Cada produto foi desenvolvido

Leia mais

Grupo 30.24 A - Material de construção

Grupo 30.24 A - Material de construção O catálogo do grupo 30.24 A contém as especificações de material de construção. Os itens que estão destacados com a mesma coloração significam que possuem a mesma descrição, no entanto, possuem diferentes

Leia mais

NORMAS DE ACESSIBILIDADE - Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT

NORMAS DE ACESSIBILIDADE - Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT NORMAS DE ACESSIBILIDADE - Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT 4.2 Pessoas em cadeira de rodas (P.C.R.) 4.2.1 Cadeira de rodas A figura 2 apresenta dimensões referenciais para cadeiras de rodas

Leia mais

Rua: Annita, 340 Canhema Diadema / SP CEP 09941-640 Fone+55 (11) 2375-4206 - Vendas +55 (11) 3535.5645 vendas@mcanic.com.br

Rua: Annita, 340 Canhema Diadema / SP CEP 09941-640 Fone+55 (11) 2375-4206 - Vendas +55 (11) 3535.5645 vendas@mcanic.com.br 1 2 Pistola Aplicadora Cavalete Masseira Balde de Içar Carrinho de Mão Girica Giricão Peneira Elétrica Escora Metálica Andaime Tubular Bandeja Primária e Secundária Carrinho Plataforma Carrinho Carga/Armazém

Leia mais

EQUIPAMENTOS FABRICADOS COM LINER TERMOPLÁSTICO E ESTRUTURA EM PRFV - DUALAM

EQUIPAMENTOS FABRICADOS COM LINER TERMOPLÁSTICO E ESTRUTURA EM PRFV - DUALAM Revisão: 01 SET/2005 ISO ISO ISO ISO EQUIPAMENTOS FABRICADOS COM LINER TERMOPLÁSTICO E ESTRUTURA EM PRFV - DUALAM A GLASTEC Indústria e Comércio de Plástico Ltda, empresa alagoana atuando no ramo de plásticos

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada para eventual fornecimento, montagem e instalação de mobiliário, para a Procuradoria Regional do Trabalho da 2a Região

Leia mais

PISOS ELEVADOS. Pisos Elevados

PISOS ELEVADOS. Pisos Elevados 1 Sistema de Piso Elevado DataFloor Durabilidade e flexibilidade Branco Mesclado O sistema de piso elevado DataFloor foi desenvolvido para proporcionar máxima flexibilidade no uso do espaço em ambientes

Leia mais

MANUAL TÉCNICO. (Proteção Periférica Primária e Secundária)

MANUAL TÉCNICO. (Proteção Periférica Primária e Secundária) MANUAL TÉCNICO (Proteção Periférica Primária e Secundária). 2 SUMÁRIO Proteção Periférica Primária e Secundária...03 Descrição Técnica...04 Sistema de Ancoragem...06 Norma Regulamentadora NR-18...07 Atualização

Leia mais

LUMINÁRIA PÚBLICA DECORATIVA COM 1 PETALA ( ATE 250 W ) C /ALOJAMENTO PARA REATOR 3 4 UN.

LUMINÁRIA PÚBLICA DECORATIVA COM 1 PETALA ( ATE 250 W ) C /ALOJAMENTO PARA REATOR 3 4 UN. ITEM QTD UNID PRODUTO ESPECIFICAÇÃO DOS PRODUTOS 1 114 UN. LÂMPADA VAPOR DE SÓDIO (OVOIDE) 250 W E 40 220 V LÂMPADA VAPOR DE SÓDIO (OVOIDE) 250 W E 40 220 V 2 13 UN. LÂMPADA VAPOR METALICO (OVOIDE) 400W

Leia mais

Catálogo de Produtos FÔRMAS E ESCORAMENTOS

Catálogo de Produtos FÔRMAS E ESCORAMENTOS Catálogo de Produtos FÔRMAS E ESCORAMENTOS Apresentação Fundada no ano de 000, a TEMEC Terra Maquinas Equipamentos e Construções LTDA é uma empresa especializada no fornecimento de Soluções de Engenharia

Leia mais

CATÁLOGO Network, Datacom e Telecom

CATÁLOGO Network, Datacom e Telecom CATÁLOGO Network, Datacom e Telecom 20 GABINETES Linha EF São diversas opções de gabinetes tanto para ambientes limpos quanto para o chão de fábrica, que comportam de a 1.000 de equipamentos. GABINETES

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONA E MUCURI DIAMANTINA MG ESTUDO DIRIGIDO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONA E MUCURI DIAMANTINA MG ESTUDO DIRIGIDO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONA E MUCURI DIAMANTINA MG ESTUDO DIRIGIDO Disciplina: Construções Rurais 2011/1 Código: AGR006/AGR007 Curso (s): Agronomia e Zootecnia

Leia mais

POLICARBONATO COMPACTO

POLICARBONATO COMPACTO POLICARBONATO COMPACTO Chapa em policarbonato compacto, com tratamento em um dos lados contra o ataque dos raios ultravioleta (garantia de 10 anos contra amarelamento). Por sua alta transparência, a chapa

Leia mais

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR

FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR FIBER-LAN INDOOR/OUTDOOR Tipo do Produto Construção Cabos Ópticos Dielétrico Tight Monomodo ou Multimodo Descrição Cabo óptico tipo "tight", constituído por fibras ópticas do tipo multimodo ou monomodo.

Leia mais

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Características Construtivas 1) Para Fio Inbranil Antichama: condutor sólido de cobre eletrolítico nu, têmpera mole, classe 1. Para Cabo Inbranil Antichama: condutor

Leia mais

1.4. ITEM 02: SUPORTE - Dimensões: 760 x 440 x 80 mm (LxPxA) 1.5. QUANTIDADE: 1308 1.6. VALOR REGISTRADO: R$245,00

1.4. ITEM 02: SUPORTE - Dimensões: 760 x 440 x 80 mm (LxPxA) 1.5. QUANTIDADE: 1308 1.6. VALOR REGISTRADO: R$245,00 ATA DE REGISTRO DE PREÇO DADOS DO PREGÃO NÚMERO DO PREGÃO: 06/2014 NÚMERO DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS: 06/2014 ÓRGÃO GESTOR: ESCOLA DE SARGENTOS DE LOGÍSTICA UASG: 160318 CONTATO NO ÓRGÃO PARA ADESÃO:

Leia mais

Estruturas Metálicas. Módulo I. Normas e Matérias

Estruturas Metálicas. Módulo I. Normas e Matérias Estruturas Metálicas Módulo I Normas e Matérias NORMAS DE ESTRUTURA ABNT NBR 8800/2008 PROJETO E EXECUÇÃO DE ESTRUTURAS DE AÇO EM EDIFICIOS - ABNT NBR 6120/1980 Cargas para o cálculo de estruturas de edificações

Leia mais

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PADRÃO PARA QUADRA POLIESPORTIVA COBERTA COM

Leia mais

Catálogo Argos Prudentina Móveis Hospitalares

Catálogo Argos Prudentina Móveis Hospitalares Catálogo Argos Prudentina Móveis Hospitalares Há mais de 40 anos no mercado a Auto Capas produz Prudentina capotas Ltda., marítimas e atualmente em parceria com a Argos passou a produzir móveis hospitalares.

Leia mais

Soluções em Lajes Alveolares

Soluções em Lajes Alveolares Soluções em Lajes Alveolares Oferecer Soluções Inovadoras e bom atendimento é o nosso compromisso Presente no mercado da construção civil desde de 1977, o Grupo Sistrel vem conquistando o mercado brasileiro

Leia mais

ESTRUTURAS MISTAS: AÇO - CONCRETO

ESTRUTURAS MISTAS: AÇO - CONCRETO ESTRUTURAS MISTAS: AÇO - CONCRETO INTRODUÇÃO As estruturas mistas podem ser constituídas, de um modo geral, de concreto-madeira, concretoaço ou aço-madeira. Um sistema de ligação entre os dois materiais

Leia mais

Standard Range TNE 2022/23/35 A escada rolante para o novo milênio. TK Elevadores

Standard Range TNE 2022/23/35 A escada rolante para o novo milênio. TK Elevadores Standard Range TNE 2022/23/35 A escada rolante para o novo milênio TK Elevadores Um projeto inovador... A escada rolante Avante é única devido a suas formas arredondadas características, que rompem com

Leia mais

MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS

MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS S CALHA PARSHALL REV 0-2012 MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS 1- INTRODUÇÃO O medidor Parshall desenvolvido pelo engenheiro Ralph L. Parshall, na década de 1920, nos Estados Unidos, é uma melhoria realizada

Leia mais

odutos Catálogo de Pr

odutos Catálogo de Pr Catálogo de Produtos Instalada na cidade de Itajobi/SP, em uma área de 60.000m², com 15.000m² de área construída, desde 2002 o Grupo Cristal Aço desenvolve produtos duráveis e de excelente acabamento.

Leia mais

Sistema de Paredes Trevo Drywall

Sistema de Paredes Trevo Drywall Nome da Empresa DADOS DO FABRICANTE Trevo Industrial de Acartonados S/A. Endereço Av.Josias Inojosa de Oliveira 5000 - Distrito Industrial do Cariri Juazeiro do Norte - CE - CEP 63045-010 Tel/Fax (88)

Leia mais

Blocos de. Absorção de água. Está diretamente relacionada à impermeabilidade dos produtos, ao acréscimo imprevisto de peso à Tabela 1 Dimensões reais

Blocos de. Absorção de água. Está diretamente relacionada à impermeabilidade dos produtos, ao acréscimo imprevisto de peso à Tabela 1 Dimensões reais Blocos de CONCRETO DESCRIÇÃO: Elementos básicos para a composição de alvenaria (estruturais ou de vedação) BLOCOS VAZADOS DE CONCRETO SIMPLES COMPOSIÇÃO Cimento Portland, Agregados (areia, pedra, etc.)

Leia mais

Sistemas da edificação Aplicação na prática

Sistemas da edificação Aplicação na prática 1 Vantagens Alta produtividade com equipes otimizadas; Redução de desperdícios e obra limpa; Facilidade de gerenciamento e padronização da obra; Elevada durabilidade; Facilidade de limpeza e conservação;

Leia mais

MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS IFSC- JOINVILLE SANTA CATARINA DISCIPLINA DESENHO TÉCNICO CURSO ELETRO-ELETRÔNICA MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 2011.2 Prof. Roberto Sales. MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS A

Leia mais

plataforma elevatória até 4m modelos ac08 ac11 acionamento hidráulico

plataforma elevatória até 4m modelos ac08 ac11 acionamento hidráulico plataforma elevatória até 4m modelos ac08 ac11 acionamento hidráulico JUL/2011 Acionamento Hidráulico Atende às normas NBR 9050 e NBR15655-1 Movimentação por botão de pressionamento constante ou joystick

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES PREGÃO MOBILIÁRIO 2013.

ESPECIFICAÇÕES PREGÃO MOBILIÁRIO 2013. ESPECIFICAÇÕES PREGÃO MOBILIÁRIO 2013. Processo 56220/2013-73 Pregão 26/2014 GRUPO 1 MESAS E ESTAÇÕES DE TRABALHO 1 MESA RETANGULAR PARA COMPUTADOR 1200X770MM 2 MESA RETANGULAR PARA COMPUTADOR 1600X770MM

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA C A T Á L O G O T É C N I C O SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA CAIXA D ÁGUA EM POLIETILENO MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções

Leia mais

SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA

SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA 2 SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA Com um conceito que busca facilidades, desenvolvemos uma plataforma cabinada, compacta e moderna, perfeita para o tipo de aplicação em estrutura de alvenaria. Com

Leia mais

PONTÍFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA CIVIL ESCADAS E MARQUISES

PONTÍFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA CIVIL ESCADAS E MARQUISES PONTÍFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS ESCOLA DE ENGENHARIA CIVIL ESCADAS E MARQUISES Disciplina: Estruturas de Concreto Armado II Professora: Cecília de Castro Bolina 1 DEFINIÇÃO ESCADA Arquit. Elemento

Leia mais

Presença da TEXIGLASS no mundo

Presença da TEXIGLASS no mundo Presença da TEXIGLASS no mundo 2 O que são os PLÁSTICOS? São polímeros que apresentam Baixa resistência à tração Baixa resistência à flexão Baixa resistência à compressão O que fazem as FIBRAS? Aumentam

Leia mais

DEFORMAÇÃO A FRIO UMA ALTERNATIVA MAIS ROBUSTA

DEFORMAÇÃO A FRIO UMA ALTERNATIVA MAIS ROBUSTA SCAFFOLDING DEFORMAÇÃO A FRIO UMA ALTERNATIVA MAIS ROBUSTA TESTE DE CARGA: ALUFASE Vs SOLDADURA Carga (Toneladas) / Deformação (mm) 7 6 O sistema de deformação a frio provou ser 3 vezes mais forte que

Leia mais

05 PRATELEIRAS MEDIDAS EM MM: 920 (Largura) x 1980 (Altura) x 400 (Profundidade)

05 PRATELEIRAS MEDIDAS EM MM: 920 (Largura) x 1980 (Altura) x 400 (Profundidade) ESTANTE MULTIUSO 05 PRATELEIRAS MEDIDAS EM MM: 920 (Largura) x 1980 (Altura) x 400 (Profundidade) Estante multiuso, totalmente confeccionada em chapa de aço de baixo teor de carbono,com acabamento pelo

Leia mais