Stratus Compostos Estruturais Ltda.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Stratus Compostos Estruturais Ltda."

Transcrição

1 Stratus Compostos Estruturais Ltda. Especificações técnicas para bandejamento elétrico composto por leitos de cabos, eletrocalhas, eletrodutos e conduletes em fibra de vidro junho de 2013 Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 1

2 TÓPICOS 1. OBJETIVOS 2. A EMPRESA 3. POLÍTICA DA QUALIDADE STRATUS 4. CERTIFICAÇÕES 5. PROCESSOS DE PRODUÇÃO 6. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DOS MATERIAIS 7. VANTAGENS DOS MATERIAIS COMPÓSITOS 8. LEITOS DE CABOS TIPO ESCADA PADRRÕES LEVE e PESADO 9. ELETROCALHAS 10. ELETRODUTOS e CONDULETES 1- OBJETIVOS Apresentação das especificações técnicas para aplicação e dimensionamento de leitos de cabos, eletrocalhas, eletrodutos, conduletes e acessórios em fibra de vidro, produzidos pelos processos de pultrusão e injeção de fibra de vidro e resina. 2- A EMPRESA A STRATUS Compostos Estruturais Ltda é uma Empresa 100% Brasileira, formada por técnicos e engenheiros das áreas de Mecânica, Engenharia de Materiais, Civil, Química e Aeroespacial, focada no desenvolvimento e produção de materiais compósitos estruturais a base de fibras de vidro, carbono ou aramida com alta tecnologia e elevada resistência à corrosão e mecânica. Originada do segmento espacial e aeroespacial, possui larga experiência na fabricação de produtos com nível de qualidade e exigências elevadas em atendimento às principais normas nacionais e internacionais. Além de recursos humanos altamente capacitados, a Stratus possui equipamentos e recursos tecnológicos de última geração voltados para especificação, projeto, fabricação e montagem dos mais diversos produtos e serviços para os segmentos de petróleo e gás, saneamento, aeroespacial, infraestrutura, química e petroquímica, construção civil e indústria em geral, levando a Stratus a ser referência de qualidade e atendimento e uma das empresas líderes de mercado. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 2

3 3- POLÍTICA DA QUALIDADE STRATUS Superar continuamente as expectativas dos nossos clientes com produtos e serviços inovadores de alto conteúdo técnico, fazendo portanto, jus a um retorno que assegure seu contínuo crescimento e fortalecimento, revertido em benefício de seus integrantes, parceiros e sociedade, sempre dentro de princípios éticos e respeito ao meio ambiente. 4- CERTIFICAÇÕES e HOMOLOGAÇÕES Além da certificação ISO 9001:2008, a Stratus é homologada tecnicamente para atendimento da Petrobras com o CRCC Nº e possui os certificados de Type Approval para leitos de cabos e grades de piso pelos órgãos certificadores ABS, DNV e BV, garantindo qualidade superior para atendimento das condições mais críticas de aplicação. ISO 9001:2008 Empresa Certificada pelo DNV, conforme certificado nº AQ-BRA-INMETRO PETROBRÁS Empresa certifica Petrobrás CRCC Nº TYPE APPROVAL CABLE TRAY Type Approval DNV para leitos de cabos tipo leve e pesado, conforme certificado nº E-9639 TYPE APPROVAL GRATING Type Approval DNV para grades de piso, conforme certificado nº F TYPE APPROVAL GRATING Type Approval ABS para grades de piso, conforme certificado nº 10- RJ657019/1-PDA TYPE APPROVAL CABLE TRAY Type Approval BV para leitos de cabos tipo leve e pesado, certificado nº SMS.W.11/75076/A.0 ONIP Fornecedora Qualificada da Indústria do Petróleo, conforme certificado nº PROCESSO DE FABRICAÇÃO 5.1- PULTRUSÃO O processo de pultrusão consiste na fabricação de perfis contínuos e uniformes, com a utilização de reforços de fibras de vidro, fibra de carbono ou aramida e resina. As vantagens nesse processo, são a ótima qualidade de acabamento superficial com a cor desejada obtida no próprio processo de fabricação, a alta resistência mecânica, baixo peso e a excelente resistência química. No processo de pultrusão, além das fibras longitudinais, também são utilizadas mantas de fibra de vidro distribuídas de forma randômica, que proporcionam excelente resistência mecânica, tanto no sentido longitudinal como transversal. A proporção de fibra/resina do produto final é na ordem de 70% de fibra e 30% de resina, garantindo elevadas resistências mecânica e química. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 3

4 5.1- INJEÇÃO sob PRESSÃO O processo de fabricação de conduletes, curvas e acessórios, consiste na produção de peças a partir de moldes com dimensões pré-definidas,através da injeção sob pressão de massa de fibra e resina (BMC) para obtenção da geometria final desejada. 6-CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 6.1- NORMAS APLICADAS Os perfis pultrudados produzidos pela Stratus seguem os padrões de normas nacionais e internacionais, que conferem aos seus produtos o desempenho e a qualidade necessários para as mais diversas exigências de aplicações. ASTM-D-2583: Dureza Barcol. IEC Ensaios de queima. ASTM D 5630:01...Percentual de vidro. ASTM E 84...Resistência ao fogo. ASTM D Intemperismo. IMO MSC 61(67)...Emissão de fumaça e Toxidade (leitos Petrobrás) USCG (ABS)...Integridade ao fogo (leitos Petrobrás) ASTM D570...Absorção de água ASTM Tração NBR Pultrudados para uso industrial 6.2- PADRÃO DE RESINA A decisão correta na escolha do padrão de resina é um dos fatores críticos para determinação da longevidade e qualidade dos materiais compósitos. A Stratus possui tecnologia de produção com um leque amplo de resinas, sendo a primeira empresa homologada na Petrobras para fornecimento em mais de um padrão de resina para materiais pultrudados. Para aplicações em ambientes onshore, áreas industriais e de saneamento, destacam-se dois padrões de resinas que atendem praticamente 100% das aplicações: a) Resina Poliéster Isoftálica Possui ótima relação custo-benefício e é indicada para ambientes nas áreas de saneamento com agressividade química moderada. Possui ótima resistência a intemperismos e contra a ação corrosiva gerada por efeito de salinidade e maresia. Aditivada para conferir proteção a raios UV, possui também excelentes propriedades de isolamento térmico e elétrico, antichama (auto-extinguível), baixo peso e ótima homogeneidade superficial b) Resina Epóxi Éster Vinílica Além de todas as propriedades destacadas para a Resina Poliéster Isoftálica, a Resina Epóxi Éster Vinílica se sobressai, principalmente pela sua característica de excelente resistência química aos agentes e compostos químicos mais agressivos. Portanto, para as poucas situações não atendidas pela Resina Poliéster Isoftálica, a Resina Epóxi Éster Vinílica pode ser utilizada com sucesso. Para aplicações em ambientes offshore, principalmente Petrobrás, destacam-se dois padrões de resinas que atendem praticamente 100% das aplicações: Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 4

5 c) Resina fenólica Possui como características a elevada resistência a altas temperaturas (próximo a 900º C), alta resistência a corrosão em ambientes com agressão química e efeito de maresias, baixa emissão de fumaça e gases tóxicos, aditivada para proteção a raios UV, excelentes propriedades de isolamento térmico e elétrico, características anti-chama (auto-extinguível), baixo peso; excelente para aplicações em ambientes confinados, rotas de fugas e risco de incêndio. Atende a todos os requisitos da norma NBR15708 ABNT. d) Resina acrílica Este padrão de resina permite a pigmentação no processo, melhor desempenho mecânico, alta resistência a corrosão, baixa emissão de fumaça e gases tóxicos, aditivos para proteção a raios UV, excelentes propriedades de isolamento térmico e elétrico, características anti-chama (auto-extinguível), baixo peso; excelente para aplicações em ambientes confinados com risco de incêndio. Atende a todos os requisitos da norma NBR15708 ABNT CORES Exceto ao padrão de resina fenólica, todos os materiais pultrudados e injetados em fibra e resina, são pigmentados durante o próprio processo de produção, portanto não necessitam de pintura superficial. Podem ser produzidos com uma gama ampla de cores, tais como: cinza, amarelo, azul, verde, vermelho, laranja, etc... Para o padrão de resina fenólica, a cor padrão dos materiais putrudados é o marrom natural, portanto, caso se deseje obter outras tonalidades de cores, faz-se necessário a pintura 6.4- RESISTÊNCIA QUÍMICA Abaixo encontram-se diversos ambientes químicos existentes em áreas industriais e de saneamento e o comportamento das resinas poliéster isoftálica e epóxi éster vinílica, onde é possível analisar os ambientes onde o padrão de resina é R (recomendado) NR (não recomendado). Para os padrões de resina fenólica e acrílica, as características de resistência química são similares ao padrão de resina poliéster isoftálica. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 5

6 Temperatura Concentraçã Temperaturas Ambiente Concentraçã Ambiente Químico Isoftálica Éster-Vinílica s Máximas o (%) Máximas ( C) Químico o (%) ( C) Isoftálica Éster-Vinílica Acetato de Bário Toda 82 NR R Benzoato de Sódio NR R Acetato de Etila 100 NR NR NR Bicarbonato de NR R Acetato Férrico Saturado 82 NR R Amônio R R Bissulfato de Toda 49 R R Sódio Toda 99 NR R Acetato de Chumbo Toda 99 NR R Bissulfito de Saturado 99 R R Toda 75 R R Sódio Acetato de Sódio Toda 99 NR R Brometo de Sódio Toda 99 NR R Acetona 100 NR NR NR Carbonato de Potássio NR R R R Carbonato de Sódio NR R NR R Cerveja - 49 NR R Ácido Acético R R Cianeto de - 40 R R Potássio NR R Cloreto de Toda 99 NR R Ácido Benzeno Alumínio R R Sulfônico Cloreto de Toda 99 NR R Amônio Ácido Benzóico Saturado 99 NR R Toda 99 NR R Cloreto de Cálcio Ácido Bórico Toda 99 NR R Cloreto de Cobre Toda 99 NR R Ácido Cítrico Toda 99 NR R R R Cloreto de Toda 99 NR R NR R Potássio Ácido Clorídrico R R Saturado 99 NR R Cloreto de Sódio NR R Saturado 99 NR R NR R Ácido Crômico NR R Cloro - 25 NR R 30 NR NR NR Dibutilftalato Toda 82 NR R Ácido Esteárico Toda 99 NR R Diclorobenzeno 100 NR NR NR Ácido Fluobórico Toda 99 NR R Dicromato de Potássio Toda 99 NR R R R - 75 R R Dietileno Gucol Ácido Fosfórico R R - 85 NR R NR R Dióxido de - 99 NR R Carbono (Gás) Ácidos Graxos Toda 99 NR R - 75 R R Dipropileno Gucol - 92 NR R Ácido Lático Toda 99 NR R Estireno 100 NR NR NR Ácido Maléico NR R Éster Etílico 100 NR NR NR 5 65 R R - 75 R R Etileno Glicol NR R - 99 NR R Ácido Nítrico NR R Fenol 88 NR NR NR 40 NR NR NR Ferrocianeto de Toda 99 NR R Potássio Ácido Oleico Toda 99 NR R Flúor (Gás) - 27 NR R Fluoreto de NR R Ácido Perclórico Alumínio Toda 27 NR R NR R Gasolina - 75 R R R R NR R Glicerina NR R Ácido Sulfúrico NR R 100 NR R NR Hidrazina 93 NR NR NR - - NR NR R 5 82 NR R Hidróxido de NR R Ácido Tartárico Toda 99 NR R Amônio NR R Acrilamida NR R Hidróxido de Bário Toda 65 NR R Água Clorada Saturado 93 NR R Hidróxido de R R Cálcio NR R Álcool Benzílico Toda NR NR NR Hidráxido de NR R Álcool Bútilico Toda 49 NR R Potássio NR R Toda 49 NR R 5 82 NR R Hidróxido de NR R R R Sódio NR R Álcool Etílico NR R NR R Hipoclorito de Toda 82 NR R Cálcio Anilina 100 NR NR NR Hipoclorito de 5,25 82 NR R Sódio Anidrido Acético 100 NR NR NR Metil Etil Cetona 100 NR NR NR Benzeno 100 NR NR NR Monóxido de Carbono (Gás) - 99 NR R Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 6

7 6.5- CARACTERÍSTICAS MECÂNICAS Devido ao alto teor de fibra e a ótima distribuição destas fibras nos perfis estruturais, os perfis pultrudados possuem resistência mecânica superior aos outros processos convencionais de fabricação de produtos em fibra de vidro, como laminação, spray up, etc... Abaixo, encontram-se as principais propriedades mecânicas destes perfis: PROPRIEDADE UNIDADE ORIENTAÇÃO VALORES Resistência Máxima à Flexão Resistência Máxima à Flexão Módulo de Elasticidade na Flexão Módulo de Elasticidade na Flexão Resistência Máxima à Tração Resistência Máxima à Tração Módulo de Elasticidade na Tração Módulo de Elasticidade na Tração Resistência Máxima a Compressão Resistência Máxima a Compressão Resistência Máxima ao Esmagamento Resistência Máxima ao cisalhamento Kgf/cm2 Longitudinal Kgf/cm2 Transversal 703 Kgf/cm2 Longitudinal Kgf/cm2 Transversal Kgf/cm2 Longitudinal Kgf/cm2 Transversal 492 Kgf/cm2 Longitudinal Kgf/cm2 Transversal Kgf/cm2 Longitudinal Kgf/cm2 Transversal Kgf/cm2 Longitudinal Kgf/cm2 Longitudinal CARACTERÍSTICAS DE PROTEÇÃO CONTRA RAIOS ULTRA VIOLETA (UV) Todos os materiais produzidos pela Stratus conferem proteção a intemperismos e aos raios Ultra violeta (UV) em conformidade com a norma ASTM D Além dos requisitos exigidos na norma, os materiais pultrudados Stratus, conferem uma proteção extra, proporcionado por um tratamento utilizado durante o processo de produção, no qual é utilizado duplo véu sintético de superfície tratado quimicamente. Este tratamento confere resistência extra do material para que não ocorra trincas, fissuras ou desfibramentos (exigidos na norma ASTM D2565), e principalmente para que também não ocorra desbotamento de cor, devido à ação direta de raios UV (item não exigido na norma, mas garantido pela Stratus). Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 7

8 6.7- CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS Os leitos e eletrocalhas produzidos pela Stratus estão em conformidade com os requisitos elétricos exigidos abaixo: Os materiais pultrudados utilizados nos leitos de cabos e eletrocalhas devem possuir níveis de resistividade volumétrica inferior a 10 5 ohms.m. e resistividade de superfície abaixo 1 MΩ (10 6 ohms). A resistência de terra de qualquer ponto de bandejas de cabos não-metálicos e carcaças de proteção não-metálicos não deve exceder 1 MΩ (10 6 ohms). Tais resultados podem ser confirmados através do resultado de ensaio anexo (CEPEL DVLF 46554/08C) 7- VANTAGENS NA UTILIZAÇÃO A utilização de produtos em fibra de vidro proporciona a melhor relação custo / benefício para o projeto, devido aos seguintes fatores diretos e indiretos: Maior vida útil e durabilidade dos materiais Resistente mecanicamente e quimicamente aos ambientes mais agressivos, portanto não sofrerão degradação em função de corrosão com o passar dos anos. Forte redução dos custos de manutenção e pintura Os materiais em fibra de vidro são pigmentados no próprio processo de fabricação, portanto não necessitam de pintura superficial e não requerem manutenção ou substituição. Redução dos custos de transporte, manuseio, içamento e instalação Material quase 5 vezes mais leve que o aço, portanto facilita os custos logísticos e reduz drasticamente os custos de içamento e instalação. Redução do tempo de instalação Material de montagem fácil, rápida e limpa. Dispensa equipamentos pesados para corte e solda e diminui a sujeira e sobras no canteiro de obra. Isolação térmica e elétrica Além da segurança proporcionada pela não condutividade elétrica dos materiais em fibra de vidro, os materiais pultrudados proporcionam um maior conforto aos usuários, devido à sua ótima característica de isolação térmica. Isto pode ser percebido na utilização em guarda corpos e escadas tipo marinheiro. Beleza A qualidade e apresentação dos materiais possibilitam ótima apresentação final para as obras. Melhor relação custo x benefício Além da excelente resistência à corrosão e ótimas propriedades mecânicas, os materiais em fibra se mostram totalmente viáveis, principalmente quando comparados a materiais tradicionais, como o aço inox, chegando a ser em torno de 30 a 40% mais barato que estes materiais. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 8

9 8- CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DOS LEITOS DE CABOS TIPO ESCADA PADRÃO LEVE e PESADO Os leitos de cabos LEVES e PESADOS são montados a partir de perfis pultrudados e possuem as seguintes configurações: a) DESCRIÇÃO TÉCNICA Leito de Cabo Tipo Escada, Padrão LEVE ou PESADO em Plástico Reforçado por Fibra de Vidro (PRFV) e resina termofixa, montados a partir de perfis pultrudados com teor mínimo de fibra de 65% e 35% de resina. b) CONFIGURAÇÃO Os trechos retos leitos e as curvas e derivações são compostos a partir de 3 perfis principais: Padrão LEVE - Longarinas laterais: Perfil em formato E com altura de 102mm (4 ), com abas de 30 e paredes com espessura de 2,8mm ou 4,2mm - Degraus / travessas: Tubo quadrado de 25x25mm com paredes de 3mm, espaçados a cada 300mm - Tampas: placa pultrudada ou laminada, podendo ser plana ou com duas águas. Padrão PESADO - Longarinas laterais: Perfil em formato E com altura de 152mm (6 ), com abas de 30 ou 41mm e paredes com espessura de 4,0mm, 5,0mm ou 6,35mm - Degraus / travessas: Tubo quadrado de 38x38mm espaçados a cada 300mm - Tampas: placa pultrudada ou laminada, podendo ser plana ou com duas águas. c) CÓDIGO STRATUS Os códigos Stratus para leito LEVE é o LCL e para o padrão pesado é o LCP d) FORMA DE FORNECIMENTO As peças de trechos retos são fornecidos em barras de 3000 ou 6000mm nas larguras padrões de 100 a 1000mm (larguras e comprimentos especiais podem ser fabricadas, sob consulta) e) DESENHO Através do desenho abaixo é possível visualizar o padrão de longarina lateral para o leito de cabo tipo escada e também o leito montado na formatação final Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 9

10 f) COR A cor padrão para o leito de cabo é o cinza Munsell N6,5, porém pode ser fornecido em padrões diversos de pigmentos g) RESINA Os materiais são fabricados principalmente nos padrões de resina termofixa Acrílica ou Fenólica para ambientes offshore e nos padrões de resina poliéster isoftálica ou epóxi éster vinílica para ambientes industriais e de sanemaneto, ou qualquer outro padrão necessário para atendimento de normas específicas ou agressividade química do meio onde será instalado o leito de cabo h) FOTOS ILUSTRATIVAS Através das fotos abaixo é possível visualizar o padrão de leitos tipo escada em fibra de vidro. Exemplo de Trechos retos Exemplo de Curvas e derivações Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 10

11 i) RESISTÊNCIA MECÂNICA a. ENSAIO DE CARREGAMENTO ESTÁTICO O ensaio de resistência para trecho reto de leito de cabos é procedido de forma com que o trecho esteja apoiado em 02 pontos nas extremidades com a aplicação de carga distribuída ao longo do trecho reto, conforme ilustração: b. RESISTÊNCIA MECÂNICA A resistência ao carregamento dos leitos de cabos, tipo escada, marca Stratus estão em conformidade com a norma ABNT NBR para atendimento de aplicações industriais e também para a Petrobrás TAMPAS PARA LEITOS e SISTEMA DE FIXAÇÃO DE TAMPAS As tampas para leitos LEVES e PESADOS são fabricadas pelos processo de pultrusão e/ou laminação e podem ser planas ou duas águas e possuem as seguintes configurações: a) DESCRIÇÃO TÉCNICA Tampa para Leito de Cabo Tipo Escada, Padrão LEVE ou PESADO em Plástico Reforçado por Fibra de Vidro (PRFV) e resina termofixa produzidas através dos processos de pultrusão e / ou laminação. b) CÓDIGO STRATUS Os códigos Stratus para tampa de leito LEVE é o LCLT e para o padrão pesado é o LCPT c) FORMA DE FIXAÇÃO DAS TAMPAS As tampas podem ser fixas, através de uma das 3 formas abaixo: 1) Fixação por pressão, através de grampos em fibra de vidro 2) Fixação por aperto, através de grampos em fibra de vidro com parafusos em inox 304 ou superior 3) Fixação por aperto, através de travessas em fibra de vidro com barras roscadas em inox 304 ou superior Através das fotos abaixo é possível visualizar o padrão de fixação de tampas para leitos tipo escada em fibra de vidro: Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 11

12 OPÇÃO 1 Sistema de presilha lateral com aperto por PRESSÃO OPÇÃO 2 Sistema de presilha lateral com aperto por PARAFUSOS + PORCA e CONTRAPORCA OPÇÃO 3 Sistema de fixação através de barras em fibra de vidro Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 12

13 9- ELETROCALHAS EM FIBRA DE VIDRO As eletrocalhas e tampas de encaixe sob pressão são fabricadas em perfis pultrudados e possuem as seguintes características técnicas: a) DESCRIÇÃO TÉCNICA Eletrocalha pultrudada em Plástico Reforçado por Fibra de Vidro (PRFV) e resina termofixa com teor mínimo de fibra de 65% e 35% de resina. b) COMPOSIÇÃO e DIMENSIONAMENTO Composição: as eletrocalhas são compostas de 2 partes, conforme figura abaixo: - corpo: canal fechado em forma de U com sistema de fixação sob pressão para tampa - tampa: perfil plano pultrudado com sistema de encaixe sob pressão no corpo da eletrocalha c) CÓDIGO STRATUS O código Stratus de referência na especificação é o ELS d) FORMA DE FORNECIMENTO As peças de trechos retos são fornecidos em barras de 3000 ou 6000mm nas larguras padrões de 100 a 300mm (larguras especiais podem ser fabricadas, sob consulta) As curvas, derivações e peças de uniões serão fornecidos sob a forma de peças avulsas e) COR A cor padrão para o leito de cabo é o cinza Munsell N6,5, porém pode ser fornecido em padrões diversos de pigmentos. f) DESENHO Através do desenho abaixo é possível visualizar o perfil da eletrocalha Figura 1 secção transversal da eletrocalha g) RESISTÊNCIA MECÂNICA A resistência ao carregamento das eletrocalhas, marca Stratus estão em conformidade com a norma ABNT NBR para atendimento de aplicações industriais e também para a Petrobrás. h) RESINA Os materiais são fabricados principalmente nos padrões de resina termofixa Acrílica ou Fenólica para ambientes offshore e nos padrões de resina poliéster isoftálica ou epóxi éster vinílica para ambientes industriais e de sanemaneto, ou qualquer outro padrão necessário para atendimento de normas específicas ou agressividade química do meio onde será instalado o leito de cabo Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 13

14 i) FOTOS ILUSTRATIVAS Através das fotos abaixo é possível visualizar o padrão de eletrocalhas em fibra de vidro. Foto 1 eletrocalhas em fibra de vidro Foto 2 eletrocalha sem tampa instalada sobre sistema de correia transportadora Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 14

15 10- ELETRODUTOS, CONDULETES e ACESSÓRIOS ELETRODUTOS a) DESCRIÇÃO TÉCNICA Eletrodutos pultrudados em Plástico Reforçado por Fibra de Vidro (PRFV) e resina termofixa com teor mínimo de fibra de 65% e 35% de resina. b) DIMENSIONAMENTO Os eletrodutos são produzidos através do processo de pultrusão e seguem o padrão de parede Schedule 40, nas bitolas padrões entre ¾ e 4. Dimensões especiais poderão ser produzidas sob consulta. c) CÓDIGO STRATUS O código Stratus de referência na especificação é o ELS d) FORMA DE FORNECIMENTO As peças de eletrodutos são fornecidos em barras de 3000 ou 6000mm (comprimentos especiais podem ser fabricados, sob consulta) com as pontas lisas para sistema de encaixe, através de adesivo estrutural epóxi. Para fornecimento de eletrodutos com rosca nas pontas, faz-se necessário a utilização de adaptadores cola-rosca nas pontas dos eletrodutos, conforme figura abaixo: Qualquer processo de fabricação de eletrodutos por pultrusão, seja de empresas brasileiras ou do exterior, consiste na fabricação de perfis com fibras de vidro longitudinais (roving) e transversais (mantas de fibra) + resina. Pelo fato do material ser composto de fibra e resina, não se torna possível a confecção de rosca diretamente na ponta dos eletrodutos, pois haveria uma secção das fibras longitudinais e transversais, ocasionando a fragilização e desestruturação da ponta do eletroduto. Por conta deste aspecto inerente aos materiais compostos, é necessária a utilização de adaptadores cola/rosca na ponta destes eletrodutos. e) COR A cor padrão para o eletroduto é o cinza Munsell N6,5, porém pode ser fornecido em padrões diversos de pigmentos. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 15

16 f) RESINA Os materiais são fabricados principalmente nos padrões de resina termofixa poliéster isoftálica ou epóxi éster vinílica para ambientes offshore, industriais e de sanemaneto, ou qualquer outro padrão necessário para atendimento de normas específicas ou agressividade química do meio onde será instalado o leito de cabo g) FOTO DE REFERÊNCIA Através da foto abaixo é possível visualizar o padrão de eletroduto em fibra de vidro CONDULETES e ACESSÓRIOS a) DESCRIÇÃO TÉCNICA Conduletes injetados em Plástico Reforçado por Fibra de Vidro (PRFV) e resina termofixa éstervinílica com teor de fibra aprox. de 50% e 50% de resina. b) CÓDIGO STRATUS O código Stratus de referência na especificação é o EDS c) DIMENSIONAMENTO As medidas padrões de fornecimentos de conduletes, são entre ¾ e 2, porém para fornecimento de dimensões especiais até 4 ou superiores, podem ser produzidas sob consulta. h) CÓDIGO STRATUS O código Stratus de referência na especificação é o ELS Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 16

17 i) FORMA DE FORNECIMENTO Os conduletes são fornecidos completos com tampas, parafusos em inox e sistema de vedação por borracha, conforme modelos e ilustrações abaixo: Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 17

18 Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 18

19 j) FOTOS DE REFERÊNCIA Segue abaixo foto de referência do condulete em fibra de vidro, Stratus: STRATUS COMPOSTOS ESTRUTURAIS LTDA. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 19

Revisão 1. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 1. Novembro de 2013

Revisão 1. Stratus Compostos Estruturais Ltda. Página 1. Novembro de 2013 Especificações técnicas de guarda corpos, grades, degraus e escadas tipo marinheiro, fabricados a partir de perfis pultrudados em fibra de vidro para aplicações PETROBRÁS em ambientes onshore e offshore

Leia mais

INDÚSTRIA DO PETRÓLEO E GÁS

INDÚSTRIA DO PETRÓLEO E GÁS APLICAÇÕES DE PERFIS PULTRUDADOS INDÚSTRIA DO PETRÓLEO E GÁS Palestrante : Carlos Viegas Apoio O QUE É UM COMPÓSITO ROVING CONTÍNUO RESINA POLIESTER VINIL ESTER FENOLICA EPOXI MANTA DE FIBRA DE VIDRO VÉU

Leia mais

Perfil pultrudado. O avanço do compósito na construção civil. Antônio Euzébio Diretor de Engenharia antonioeuzebio@pultrusao.com.

Perfil pultrudado. O avanço do compósito na construção civil. Antônio Euzébio Diretor de Engenharia antonioeuzebio@pultrusao.com. Perfil pultrudado O avanço do compósito na construção civil Antônio Euzébio Diretor de Engenharia antonioeuzebio@pultrusao.com.br Empresa brasileira instalada no Sul de Santa Catarina; Atua no mercado

Leia mais

2 Reforço Estrutural com Compósitos de Fibra de Carbono

2 Reforço Estrutural com Compósitos de Fibra de Carbono 2 Reforço Estrutural com Compósitos de Fibra de Carbono 2.1. Introdução Os materiais estruturais podem ser divididos em quatro grupos: metálicos, cerâmicos, poliméricos e compósitos (Gibson, 1993). Em

Leia mais

Linha Telecom m Teleco

Linha Telecom m Teleco Linha Telecom Telecom Linha Telecom Esteiras para telecomunicações... 93 Sistema para condução e distribuição do cabeamento, constituído de barra chata de aço carbono, muito utilizado como solução no cabeamento

Leia mais

SUPORTES DE SOLO SUPORTE DE SOLO PARA EXTINTOR EM ALUMINIO POLIDO MODELO AP E PQS

SUPORTES DE SOLO SUPORTE DE SOLO PARA EXTINTOR EM ALUMINIO POLIDO MODELO AP E PQS CATALO DE PRODUTOS SUPORTES DE SOLO SUPORTE DE SOLO PARA EXTINTOR EM ALUMINIO POLIDO MODELO AP E PQS SUPORTE DE SOLO PARA EXTINTOR EM ALUMINIO E PINTURA EPOXI VERMELHO MODELO AP E PQS Aba na base que impede

Leia mais

MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS

MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS S CALHA PARSHALL REV 0-2012 MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS 1- INTRODUÇÃO O medidor Parshall desenvolvido pelo engenheiro Ralph L. Parshall, na década de 1920, nos Estados Unidos, é uma melhoria realizada

Leia mais

érea a A h Lin Linha Aérea

érea a A h Lin Linha Aérea Linha érea Linha érea Linha érea Eletrocalha aramada... 61 Eletrocalhas... 74 Perfilados... 80 Leito para cabos... 85 Eletrocalha ramada Eletrocalha ramada Valemam, também conhecida como leito sanitário,

Leia mais

Sistemas da edificação Aplicação na prática

Sistemas da edificação Aplicação na prática 1 Vantagens Alta produtividade com equipes otimizadas; Redução de desperdícios e obra limpa; Facilidade de gerenciamento e padronização da obra; Elevada durabilidade; Facilidade de limpeza e conservação;

Leia mais

Construção Civil Linha PVC

Construção Civil Linha PVC Construção Civil Linha PVC Correr Abertura de 2 a 6 folhas que se movimentam mediante deslizamento horizontal. De fácil manuseio, podendo ser utilizada com persiana e tela mosquiteira. Permite ventilação

Leia mais

TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE

TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE BARRAS E PERFIS AÇO PARA INDÚSTRIA TUDO PARA VOCÊ FAZER UM TRABALHO DE QUALIDADE Ao usar a ampla linha de Barras e Perfis Gerdau, você coloca mais qualidade no seu trabalho. Cada produto foi desenvolvido

Leia mais

1º Workshop. Área de Produtos Perigosos. - Inmetro -

1º Workshop. Área de Produtos Perigosos. - Inmetro - 1º Workshop da Área de Produtos Perigosos - Inmetro - Estanislau Olszanski Filho SBI Sistema Brasileiro de Inspeção Ltda ABTLP / NTC - SP 14 e 15 de dezembro de 2004 RTQ 7 RTQ 32 RTQ 3 RTQ 7c Inspeção

Leia mais

EMPRESA MISSÃO VISÃO VALORES

EMPRESA MISSÃO VISÃO VALORES EMPRESA A Axxio Pisos Elevados é fruto do compromisso permanente com a satisfação de seus clientes e com a inovação, com o intuito de que todos os serviços sejam cada vez mais ágeis e seguros. Para isso

Leia mais

IVPU-Z IBIRÁ é fabricada em poliuretano com reforço de espiral em aço zincado. Possui alta flexibilidade, ótima resistância à abrasão.

IVPU-Z IBIRÁ é fabricada em poliuretano com reforço de espiral em aço zincado. Possui alta flexibilidade, ótima resistância à abrasão. VU-Z vácuo-ar 100% U Ficha Técnica Edição 00-08/05/015 VU-Z BRÁ VU-Z BRÁ Mangueira 100% U Descrição dos produtos Campos de Aplicação Dados do produto Metodologias Utilizadas: VU-Z BRÁ é fabricada em poliuretano

Leia mais

MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS IFSC- JOINVILLE SANTA CATARINA DISCIPLINA DESENHO TÉCNICO CURSO ELETRO-ELETRÔNICA MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 2011.2 Prof. Roberto Sales. MATERIAIS BÁSICOS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS A

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Tintas Soluções para Celulose & Papel

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Tintas Soluções para Celulose & Papel Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Tintas Soluções para Celulose & Papel Soluções para Celulose e Papel A WEG Tintas fornece tecnologia em tintas para diversos tipos de ambientes

Leia mais

Parecer Técnico de Conformidade NR 17 e NBR 13966 MESA REUNIÃO REDONDA

Parecer Técnico de Conformidade NR 17 e NBR 13966 MESA REUNIÃO REDONDA Parecer Técnico de Conformidade NR 17 MESA REUNIÃO REDONDA Parecer Técnico de Conformidade NR 17 A SEFIT Serviços Especializados de Fisioterapia do Trabalho Ltda, inscrita no CNPJ n.º 04.207.225/0001-74,

Leia mais

Sistemas de perfis Softline 70 mm para janelas deslizantes

Sistemas de perfis Softline 70 mm para janelas deslizantes Sistemas de perfis Softline 70 mm para janelas deslizantes Descrição Técnica do Sistema Secção lateral janela Secção central janela Secção lateral porta Secção central porta O sistema de perfis EKOSOL

Leia mais

GVS GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO

GVS GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO GABINETES DE VENTILAÇÃO TIPO SIROCCO CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS INTRODUÇÃO Os gabinetes de ventilação da linha são equipados com ventiladores de pás curvadas para frente (tipo "sirocco"), de dupla aspiração

Leia mais

PISOS ELEVADOS. Pisos Elevados

PISOS ELEVADOS. Pisos Elevados 1 Sistema de Piso Elevado DataFloor Durabilidade e flexibilidade Branco Mesclado O sistema de piso elevado DataFloor foi desenvolvido para proporcionar máxima flexibilidade no uso do espaço em ambientes

Leia mais

Linha para Piso Elevado

Linha para Piso Elevado Linha para Piso Elevado Linha para Piso Elevado Linha para Piso Elevado Calha para piso elevado... 53 Derivações... Caixa para piso elevado... 54 Metálico... 54 Nylon... 56 Latão... 58 54 Sistemas para

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II ÁGUA QUENTE 1 UTILIZAÇÃO Banho Especiais Cozinha Lavanderia INSTALAÇÕES

Leia mais

PERFORT SISTEMAS DE BANDEJAMENTO

PERFORT SISTEMAS DE BANDEJAMENTO PERFORT 1 SISTEMAS DE BANDEJAMENTO Utilizando o conceito de estruturação mecânica desenvolvido pela MOPA, o ELETROFORT é uma eletrocalha de seção transversal e características exclusivas, que permitiram

Leia mais

ANEXO IV. II- um armário para armazenagem de solventes, com construção resistente ao fogo.

ANEXO IV. II- um armário para armazenagem de solventes, com construção resistente ao fogo. ANEXO IV ARMAZENAMENTO DE PRODUTOS QUÍMICOS. No laboratório, almoxarifado e em locais em que se tenha que armazenar ou manipular substâncias químicas, deve-se ter em conta sua composição, pois muitas delas

Leia mais

CATÁLOGO Network, Datacom e Telecom

CATÁLOGO Network, Datacom e Telecom CATÁLOGO Network, Datacom e Telecom 20 GABINETES Linha EF São diversas opções de gabinetes tanto para ambientes limpos quanto para o chão de fábrica, que comportam de a 1.000 de equipamentos. GABINETES

Leia mais

Material Cabeçote Polipropileno Eixo Aço inox 316 Mat. do tubo da bomba. Adaptadores G/2 G 1½ Altura de descarga 4 m 0,3-0,45 l/curso Vazão

Material Cabeçote Polipropileno Eixo Aço inox 316 Mat. do tubo da bomba. Adaptadores G/2 G 1½ Altura de descarga 4 m 0,3-0,45 l/curso Vazão JP 02/ JP 03 Bombas manuais JP-02 e JP-03 são adequadas para quase todos os fluidos líquidos especialmente para ácidos, soluções alcalinas e álcool (50%) e produtos químicos à base de água. Esta não é

Leia mais

Alta produtividade Engenharia de projetos Qualidade assegurada Certificado de garantia Sigilo industrial Confiabilidade.

Alta produtividade Engenharia de projetos Qualidade assegurada Certificado de garantia Sigilo industrial Confiabilidade. Há mais de 46 anos no mercado, a Torcisão iniciou as suas atividades no desenvolvimento de materiais para a indústria automobilística, que exigia um rigoroso controle técnico e de qualidade. Em 2006, com

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Módulo IV Aula 04 Isolamento térmico AQUECIMENTO DE TUBULAÇÕES Motivos Manter em condições de escoamento líquidos de alta viscosidade ou materiais que sejam sólidos

Leia mais

Verelux envidr env açamento açame de sacada www.verelux.com.br

Verelux envidr env açamento açame de sacada www.verelux.com.br Verelux envidraçamento de sacadas A EMPRESA A Verelux oferece sistema europeu de envidraçamento de sacadas, com o objetivo de satisfazer a necessidade e o desejo de seus clientes. Nossa atuação é voltada

Leia mais

PEÇAS E ACESSÓRIOS PARA ELETRODUTOS

PEÇAS E ACESSÓRIOS PARA ELETRODUTOS O bom desempenho de um eletricista se revela com o passar do tempo. Isto porque uma boa instalação elétrica é aquela que permite a manutenção futura com rapidez, segurança e economia. Nesse ponto a utilização

Leia mais

Bastidores para fibra óptica

Bastidores para fibra óptica Apresentação A gama de armários para fibra óptica Olirack foi concebida para a instalação, protecção e isolamento de terminadores e repartidores ópticos. A fibra óptica é um filamento feito de vidro ou

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Tintas Soluções para a Indústria de Cimento

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Tintas Soluções para a Indústria de Cimento Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Tintas A WEG Tintas fornece tecnologia em tintas para diversos tipos de ambientes agressivos. São produtos com maior retenção de cor e brilho,

Leia mais

V Á L V U L A S SÉRIE 2700

V Á L V U L A S SÉRIE 2700 V Á L V U L A S SÉRIE 2700 Válvulas de agulha compactas de alta confiabilidade e versatilidade para controle de processos e uso geral na indústria. As modernas válvulas de agulha Série 2700 da Detroit

Leia mais

Soluções Amanco. Linha Amanco Novafort

Soluções Amanco. Linha Amanco Novafort Linha Amanco Novafort Linha Amanco Novafort s o l u ç õ e s a m a n c o i n f r a e s t r u t u r a Linha Amanco Novafort para Redes Coletoras de Esgotos e Águas Pluviais para Infraestrutura A linha Amanco

Leia mais

CEMIG DISTRIBUIÇÃO S.A INSTRUÇÕES PARA ABERTURA DO CABO EN320

CEMIG DISTRIBUIÇÃO S.A INSTRUÇÕES PARA ABERTURA DO CABO EN320 a EMISSÃO INICIAL FTY MM LYT 18/12/14 REV. ALTERAÇÕES EXEC. VISTO APROV. DATA EXEC. VISTO APROV. FTY MM LYT DATA: CEMIG DISTRIBUIÇÃO S.A LD 1 ALMENARA - JEQUITINHONHA, 138kV (Op. 69 kv) 18/12/14 INSTRUÇÕES

Leia mais

SISTEMA Firestone DE COBERTURA Rubber GarD EPDM EPDM. Firestone. Um fornecedor. Garantia completa.

SISTEMA Firestone DE COBERTURA Rubber GarD EPDM EPDM. Firestone. Um fornecedor. Garantia completa. SISTEMA Firestone DE COBERTURA Rubber GarD Firestone. Um fornecedor. Garantia completa. SISTEMA Firestone DE Cobertura Rubber GarD Solução superior Para coberturas Os Sistemas de Cobertura Firestone RubberGard

Leia mais

KIT Nº 14 KIT Nº 2 0.905

KIT Nº 14 KIT Nº 2 0.905 KIT Nº 1 KIT Nº 2 01 Bandeja Grande Ref.0.2823 01 Rolo de Espuma Pop 23 cm Ref.0.13 com cabo Ref. 0.2072 01 Rolo de Espuma Pop 09 cm com cabo Ref. 0.1109. 01 Rolo de Espuma Pop 05 cm c/ cabo Ref. 0.1105

Leia mais

FILTRO COALESCENTE PARA GLP FASE VAPOR MODELO : F G L 5000 E. Manual de Informações Técnicas, Instalação e Manutenção

FILTRO COALESCENTE PARA GLP FASE VAPOR MODELO : F G L 5000 E. Manual de Informações Técnicas, Instalação e Manutenção Página1 UTILIZAÇÃO FILTRO COALESCENTE PARA GLP FASE VAPOR MODELO : F G L 5000 E Manual de Informações Técnicas, Instalação e Manutenção Para remoção de Oleína (*) em sistemas que utilizam GLP. Segundo

Leia mais

Facear Concreto Estrutural I

Facear Concreto Estrutural I 1. ASSUNTOS DA AULA Durabilidade das estruturas, estádios e domínios. 2. CONCEITOS As estruturas de concreto devem ser projetadas e construídas de modo que, quando utilizadas conforme as condições ambientais

Leia mais

Para que possam oferecer a protecção adequada os produtos deverão ser:

Para que possam oferecer a protecção adequada os produtos deverão ser: proteção facial Proteção Facial Porquê o uso de viseiras? As viseiras são concebidas para proteger os olhos e o rosto. A protecção pode ser conferida através de uma rede metálica de malha fina ou em material

Leia mais

Transformadores Secos. Motores Automação Energia Tintas

Transformadores Secos. Motores Automação Energia Tintas Motores Automação Energia Tintas www.weg.net Em um Transformador Seco WEG, há mais de 40 anos de experiência na fabricação de motores elétricos, mais de 25 anos na fabricação de transformadores e toda

Leia mais

TELHAS EM PVC BI-ORIENTADO ONDEX

TELHAS EM PVC BI-ORIENTADO ONDEX TELHAS EM PVC BI-ORIENTADO ONDEX As telhas ONDEX são produzidas em Cloreto de Polivinila (PVC) que após a transformação em laminado passam por um exclusivo processo de BI-ORIENTAÇÃO. A BI-ORIENTAÇÃO consiste

Leia mais

MATERIAIS COMPÓSITOS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho

MATERIAIS COMPÓSITOS. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho MATERIAIS COMPÓSITOS Histórico Adobes reforçados com palha Egito 5000 anos. Concreto reforçado com barras de metal século XIX. Fibras de vidro 1970 Conceito São materiais formados por dois ou mais constituintes

Leia mais

CATÁLOGO GERAL DE PRODUTOS. Movimentação de Granéis

CATÁLOGO GERAL DE PRODUTOS. Movimentação de Granéis CATÁLOGO GERAL DE PRODUTOS Movimentação de Granéis Há mais de 88 anos garantindo os melhores resultados para nossos clientes. 03 A Companhia Experiência aliada à inovação. É isso que faz a Kepler Weber

Leia mais

Transformando aço, conduzindo soluções. Andaimes e Escoras

Transformando aço, conduzindo soluções. Andaimes e Escoras Transformando aço, conduzindo soluções. Andaimes e Escoras TUPER Mais de 40 anos transformando aço e conduzindo soluções. A Tuper tem alta capacidade de transformar o aço em soluções para inúmeras aplicações.

Leia mais

Tubos cladeados. Tubos resistentes à corrosão. Tubos cladeados

Tubos cladeados. Tubos resistentes à corrosão. Tubos cladeados 1 Tubos cladeados Tubos resistentes à corrosão Tubos cladeados Tubos especiais e componentes prontos para a instalação Tubulações pré-fabricadas e componentes soldados Vasos, tanques e torres Construção

Leia mais

Apresentação Geral Propriedades Mecânicas Dimensões de Laminados Tabela de Preços

Apresentação Geral Propriedades Mecânicas Dimensões de Laminados Tabela de Preços Apresentação Geral Propriedades Mecânicas Dimensões de Laminados Tabela de Preços 1 Apresentação Geral Produto: Laminado de carbono - epoxy obtido por pultrusão Aplicações: Reforço e reparação de estruturas

Leia mais

ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA.

ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA. ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA. TRANSFORMADORES MONOFÁSICOS DE ISOLAÇÃO COM BLINDAGEM APLICAÇÃO Os transformadores monofásicos de isolação com blindagens, magnética e eletrostática, foram desenvolvidos

Leia mais

andaime tubular aicom

andaime tubular aicom andaime tubular aicom O ANDAIME TUBULAR AICOM é um sistema de andaime destinado a construção, reforma, manutenção industrial e montagem em áreas com grandes interferências. Composto de tubo de aço galvanizado

Leia mais

Informativo Técnico. 11 3207-8466 vendas@indufix.com.br www.indufix.com.br

Informativo Técnico. 11 3207-8466 vendas@indufix.com.br www.indufix.com.br Informativo Técnico Descrição Os fixadores contidos neste informativo são normalizados pela incorporadora de normas ASTM (American Society for Testing and Materials), com finalidade fixação e união de

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2014

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2014 APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2014 Política de Qualidade Atender as expectativas dos nossos clientes e requisitos regulamentares com a participação de todos os funcionários, buscando a melhoria contínua em

Leia mais

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V

Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Fio e Cabo Inbranil Antichama - 750V Características Construtivas 1) Para Fio Inbranil Antichama: condutor sólido de cobre eletrolítico nu, têmpera mole, classe 1. Para Cabo Inbranil Antichama: condutor

Leia mais

Telhas Térmicas Dânica

Telhas Térmicas Dânica Telhas Térmicas Dânica Sem dúvida, o melhor produto Dânica: sem dúvida, a melhor solução A telha térmica TermoRoof Dânica é o resultado da união entre resistência, versatilidade e conforto térmico. Leve

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL PORCELANATO POLIDO

DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL PORCELANATO POLIDO DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL HISTÓRICO FULL IMPORT Atuando desde 2006 no ramo de comércio exterior, a Full Import (Full Comercial Ltda) tem a função de facilitar a importação e

Leia mais

FRIGORÍFICO RANDON LINHA R, A MELHOR OPÇÃO DO MERCADO

FRIGORÍFICO RANDON LINHA R, A MELHOR OPÇÃO DO MERCADO FRIGORÍFICO FRIGORÍFICO RANDON LINHA R, A MELHOR OPÇÃO DO MERCADO O melhor frigorífico do mercado, com a tradição da marca Randon; Novidades que proporcionam maior isolamento térmico e vida útil ao produto;

Leia mais

Gaxetas e Anéis Raspadores de Molythane. Catálogo PPD 3800 BR Outubro 2001

Gaxetas e Anéis Raspadores de Molythane. Catálogo PPD 3800 BR Outubro 2001 Gaxetas e Anéis Raspadores de Molythane Catálogo PPD 3800 BR Outubro 2001 Pense em Qualidade, Pense Parker Para nós da Parker, a qualidade é alcançada quando suas expectativas são atendidas, tanto em relação

Leia mais

Seus produtos estão distribuídos em duas linhas de atuação:

Seus produtos estão distribuídos em duas linhas de atuação: A Polar está localizada em Joinville (SC), um dos principais polos industriais do país. Sempre atenta aos movimentos do mercado e às necessidades de seus clientes, a Polar busca constantemente soluções

Leia mais

Sistema de tubulação multicamada para instalação de gases combustíveis PExb X AL X PExb.

Sistema de tubulação multicamada para instalação de gases combustíveis PExb X AL X PExb. Sistema de tubulação multicamada para instalação de gases combustíveis PExb AL PExb. MEMBRO Sistema de tubulações multicamadas para instalações de gases combustíveis Conforme com as Normas 1. Após cortar

Leia mais

PORTA SECCIONADA REFRAL NASSAU 9000F

PORTA SECCIONADA REFRAL NASSAU 9000F PORTA SECCIONADA REFRAL NASSAU 9000F Refral NASSAU 9000F Altamente isolada e robusta Durabilidade e economicamente vantajosa Bem isolada A porta Refral NASSAU 9000F (espuma) foi especialmente desenhada

Leia mais

Os efeitos de um incêndio em uma unidade petroquímica podem gerar perdas de produção e lesões aos trabalhadores.

Os efeitos de um incêndio em uma unidade petroquímica podem gerar perdas de produção e lesões aos trabalhadores. 3M Proteção Passiva Contra Fogo Aplicações para Oil & Gas Permitir a Continuidade Operacional e Ajudar a Proteger Vidas Os efeitos de um incêndio em uma unidade petroquímica podem gerar perdas de produção

Leia mais

Presença da TEXIGLASS no mundo

Presença da TEXIGLASS no mundo Presença da TEXIGLASS no mundo 2 O que são os PLÁSTICOS? São polímeros que apresentam Baixa resistência à tração Baixa resistência à flexão Baixa resistência à compressão O que fazem as FIBRAS? Aumentam

Leia mais

Canaletas PVC Sistema X & Acessórios

Canaletas PVC Sistema X & Acessórios Centro de Suporte Técnico 0800-11 11-8008 servmercado@piallegrand.com.br Canaletas PVC Sistema X & Acessórios (s): 30801/02, 30060/61/62, 30024/46, 313/08, 29900, 30400, 30404/05, 30993/94, 307, 33606/46,

Leia mais

Iluminação para ambientes exigentes

Iluminação para ambientes exigentes E2 Iluminação para ambientes exigentes 2 ETAP Luminárias com elevado fator de proteção E2 Em espaços húmidos e/ou altamente sujos, vai precisar de luminárias fechadas. Com a E2, a ETAP fornece uma solução

Leia mais

ESTRUTURA L va v ntando o s s pain i éis i s que c ontém

ESTRUTURA L va v ntando o s s pain i éis i s que c ontém O PVC E O SISTEMA ROYAL É leve (1,4 g/cm3), o que facilita seu manuseio e aplicação; Resistente à ação de fungos, bactérias, insetos e roedores; Resistente à maioria dos reagentes químicos; Bom isolante

Leia mais

gl2 plus DESCRIção VANTAGENS

gl2 plus DESCRIção VANTAGENS gl2 PLUS gl2 plus CARACTERÍSTICAS - PROJETOR Estanqueidade: IP 66 (*) Resistência ao impacto (vidro): IK 08 (**) Classe de isolamento elétrico: I (*) Tensão nominal: 127 a 277V, 50-60 Hz Peso: 13.6 kg

Leia mais

Papelões Hidráulicos NA1060 NA1092. NA1085 Tabela de Compatibilidade Química - Papelões Hidráulicos

Papelões Hidráulicos NA1060 NA1092. NA1085 Tabela de Compatibilidade Química - Papelões Hidráulicos Papelões Hidráulicos NA11 NA192 NA12 NA14 NA1M NA16 NA185 Tabela de Compatibilidade Química - Papelões Hidráulicos Os papelões hidráulicos são indicados para fabricação de juntas de vedação nos mais variados

Leia mais

1. DESCRIÇÃO: - Renovação do ar; - Movimentação do ar. 1.1 SISTEMA ADOTADO:

1. DESCRIÇÃO: - Renovação do ar; - Movimentação do ar. 1.1 SISTEMA ADOTADO: 1. DESCRIÇÃO: OBJETO: O sistema de ventilação mecânica visa propiciar as condições de qualidade do ar interior nos vestiários do mercado público de Porto Alegre. Para a manutenção das condições serão controlados

Leia mais

www. flexmodular.com

www. flexmodular.com www.flexmodular.com FLEX LED SINALIZAÇÃO ARQUITETÔNICA DE REQUINTE SEM IGUAL PERFEITA ASSOCIAÇÃO ENTRE SOFISTICAÇÃO E OS BENEFÍCIOS AMBIENTAIS DA TECNOLOGIA DE ILUMINAÇÃO A LED. Perfis extrudados de alumínio

Leia mais

COMPONENTES. Chapa de gesso: 3 tipos

COMPONENTES. Chapa de gesso: 3 tipos Paredes internas Estrutura leve GESSO ACARTONADO Fixado em perfis de chapa de aço galvanizado (esqueleto de guias e montantes) Parede: chapas de gesso em uma ou mais camadas Superfície pronta para o acabamento

Leia mais

Rev.1 18.01.2013. Estantes cantoneira

Rev.1 18.01.2013. Estantes cantoneira 18.01.2013 Estantes cantoneira O sistema de estantes em cantoneira foi concebido para satisfazer as necessidades de armazenagem nas indústrias, oficinas, armazéns, etc, tendo em vista uma solução económica.

Leia mais

Painel pré-isolado Uma nova maneira de fabricar dutos

Painel pré-isolado Uma nova maneira de fabricar dutos Painel pré-isolado Uma nova maneira de fabricar dutos Catálogo de materiais, ferramentas e acessórios AluPir: o painel pré-isolado AluPir representa uma maneira inovadora de fabricar dutos de ar. O sistema

Leia mais

EXAUSTORES LOCALIZADOS Vantagens puras. Extrator ideal para ambientes industriais

EXAUSTORES LOCALIZADOS Vantagens puras. Extrator ideal para ambientes industriais Extrator ideal para ambientes industriais Nova tecnologia em combinação com novos materiais e foco no design fornecem ao Fumex PR muitas vantagens novas e importantes: - Facilidade de manobrabilidade única.

Leia mais

TORRE ESTAIADA ESPECIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS ACESSÓRIOS

TORRE ESTAIADA ESPECIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS ACESSÓRIOS TORRE ESTAIADA A torre estaiada é a solução mais econômica por atingir grandes alturas e com elevada capacidade de carga, porém exige-se disponibilidade de terreno para sua instalação. Possui seção transversal

Leia mais

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional Identificação: PROSHISET 06

Sistema de Gestão de Segurança e Saúde Ocupacional Identificação: PROSHISET 06 Extintores de Incêndio Portáteis. Revisão: 00 Folha: 1 de 7 1. Objetivo Assegurar que todos os canteiros de obras atendam as exigências para utilização dos extintores de incêndio portáteis de acordo com

Leia mais

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PADRÃO PARA QUADRA POLIESPORTIVA COBERTA COM

Leia mais

COBERTURAS. Treliças Estruturas: Metálica Telha Auto Portante Espacial. Concreto

COBERTURAS. Treliças Estruturas: Metálica Telha Auto Portante Espacial. Concreto COBERTURAS Madeira Tirantes Treliças Estruturas: Metálica Telha Auto Portante Espacial Concreto Em telhas de barro/metálicas/fibrocimento Proteções: Em lajes Concreto Tijolos Domos, etc. Shed Terça Pestana

Leia mais

ENERGIA EÓLICA SOLUÇÕES SIKA PARA TORRES EÓLICAS

ENERGIA EÓLICA SOLUÇÕES SIKA PARA TORRES EÓLICAS ENERGIA EÓLICA SOLUÇÕES SIKA PARA SOLUÇÕES SIKA PARA AO REDOR DO MUNDO, NA TERRA OU NO MAR, A SIKA ESTÁ PRESENTE COM SOLUÇÕES PARA CONSTRUIR E PROTEGER. Turbinas eólicas devem cumprir requisitos mínimos

Leia mais

PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED

PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED Aplicações imagens, segundo requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-568A, uso interno, para cabeamento horizontal ou secundário, em salas de telecomunicações (cross-connect)

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAL PARA TUBOS

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAL PARA TUBOS ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAL PARA TUBOS ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAL COMPOSICÃO QUÍMICA PROCESSO DE FABRICAÇÃO PROPRIEDADES MECÂNICAS ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CONTROLE DE QUALIDADE TENSÕES ADMISSÍVEIS EMPREGO

Leia mais

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado.

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado. CAIXA DE MEDIÇÃO EM 34, kv 1 OBJETIVO Esta Norma padroniza as dimensões e estabelece as condições gerais e específicas da caixa de medição a ser utilizada para alojar TCs e TPs empregados na medição de

Leia mais

Bem-Vindo ASHLAND POLÍMEROS DO BRASIL. Rua Arthur César, 200 Bairro da Ronda (Km 53 da Rod. Pres. Castelo Branco) CEP 18147-000 - Araçariguama SP

Bem-Vindo ASHLAND POLÍMEROS DO BRASIL. Rua Arthur César, 200 Bairro da Ronda (Km 53 da Rod. Pres. Castelo Branco) CEP 18147-000 - Araçariguama SP Bem-Vindo ASHLAND POLÍMEROS DO BRASIL Rua Arthur César, 200 Bairro da Ronda (Km 53 da Rod. Pres. Castelo Branco) CEP 18147-000 - Araçariguama SP Telefones: +55 11 4136 6477 ou 4136 6464 teccenter@ashland.com

Leia mais

ISOLANTES TÉRMICOS. Isolantes Térmicos e Refratários LTDA. catalogofinal25.05.indd 1 25/5/2010 12:56:00

ISOLANTES TÉRMICOS. Isolantes Térmicos e Refratários LTDA. catalogofinal25.05.indd 1 25/5/2010 12:56:00 ISOLANTES TÉRMICOS Isolantes Térmicos e Refratários LTDA. catalogofinal25.05.indd 1 25/5/2010 12:56:00 catalogofinal25.05.indd 2 25/5/2010 12:56:01 ÍNDICE Apresentação 5 Tecido de fibra de vidro 6 Fio

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2014

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 www.henrimak.com.br vendas@henrimak.com.br / henrimak@henrimak.com.br TEL.: 21 3391-4646 / 21 3449-4112 CEL.: 7852-4626 / ID: 645*16704 A EMPRESA A HenrimaK foi fundada

Leia mais

Telhas GraviColor. Beleza e modernidade para o seu projeto.

Telhas GraviColor. Beleza e modernidade para o seu projeto. Telhas GraviColor Telhas e Tijolos www.telhado.com Beleza e modernidade para o seu projeto. Telhas GraviColor Estilo, inovação e qualidade. As Telhas GraviColor chegam ao mercado trazendo o rústico com

Leia mais

Filtros de Bolsas. Para Montagem em Dutos F3-003 TROX DO BRASIL LTDA.

Filtros de Bolsas. Para Montagem em Dutos F3-003 TROX DO BRASIL LTDA. F3-003 Filtros de Bolsas Para Montagem em Dutos TROX DO BRASIL LTDA. Rua Alvarenga, 05 05509-005 São Paulo SP Fone: (11) 3037-30 Fax: (11) 3037-3910 E-mail: trox@troxbrasil.com.br www.troxbrasil.com.br

Leia mais

Perfilados e acessórios

Perfilados e acessórios Perfilados e acessórios 936563 936511 frente e verso 936501 frente e verso 936551 Perfi l de aço perfi lado. Produzido em chapa de aço pré-galvanizado, por imersão a quente, ou galvanizado à fogo com excelente

Leia mais

Desenvolvimento de Tecnologia

Desenvolvimento de Tecnologia PORTFÓLIO A Empresa A EME-Fibras, presente no mercado desde 1998, atua como aliada de empresas com conscientização ecológica, que se preocupam com a degradação do meio ambiente e preservação da água. Com

Leia mais

Soluções Inteligentes para o dia a dia

Soluções Inteligentes para o dia a dia Soluções Inteligentes para o dia a dia TELHAS TRANSLÚCIDAS 70 % transmissão de luz =$ Alta durabilidade; Não solta fibras; Melhor custo/benefício; Leveza e flexibilidade; Proteção contra raios UV (economia

Leia mais

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES

SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES SOLUÇÕES FORTLEV PARA CUIDAR DA ÁGUA TANQUES MUITO MAIS TECNOLOGIA E VERSATILIDADE PARA CUIDAR DA ÁGUA A FORTLEV é a maior empresa produtora de soluções para armazenamento de água do Brasil. Campeã em

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 29 / 07 / 2011 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis para parafuso U 16x270mm utilizado nas Linhas de Distribuição da CEMAR. 2 CAMPO

Leia mais

Manual de Tanques Transporte de PRFV Vetro

Manual de Tanques Transporte de PRFV Vetro Índice: 1. Introdução...2 2. Características dos tanques Vetro...2 a) Liner...2 b) Estrutura...2 c) Amortecedor...2 d) Etiqueta...2 3. Modelos de tanques transportes...3 a) Tanque transporte cilíndrico...3

Leia mais

Empresa jovem e 100 % nacional, a Bazze está sediada em PORTÃO RS e é referência na extrusão de perfis em PVC.

Empresa jovem e 100 % nacional, a Bazze está sediada em PORTÃO RS e é referência na extrusão de perfis em PVC. Empresa jovem e 100 % nacional, a Bazze está sediada em PORTÃO RS e é referência na extrusão de perfis em PVC. Comprometida com a qualidade e o desenvolvimento dos nossos produtos investimos continuamente

Leia mais

O tubo de Bourdon é um medidor de pressão.

O tubo de Bourdon é um medidor de pressão. O tubo de Bourdon é um medidor de pressão. A medição da pressão assume grande importância na indústria sendo o manómetro de Bourdon uma das soluções mais frequentemente utilizadas. A patente original deste

Leia mais

As baterias Estacionárias Freedom são fabricados na planta da Johnson Controls, o fabricante que mais entende de baterias no mundo.

As baterias Estacionárias Freedom são fabricados na planta da Johnson Controls, o fabricante que mais entende de baterias no mundo. As baterias Estacionárias Freedom são fabricados na planta da Johnson Controls, o fabricante que mais entende de baterias no mundo. Na cidade-de Sorocoba, interior do estado de São Paulo, numa área de

Leia mais

COMPONENTES PARA ANDAIMES PROFISSIONAIS

COMPONENTES PARA ANDAIMES PROFISSIONAIS Bastidores das Torres Rolantes Disponíveis em 2 larguras (0,75 e 1,35 m) de 4 degraus (1 m) e 7 degraus (2 m) Os degraus possuem uma superfície estriada antideslizante e a distância entre degraus é de

Leia mais

ANEXO IV ESPECIFICAÇÃO DE PINTURA PARA TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA

ANEXO IV ESPECIFICAÇÃO DE PINTURA PARA TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA Celesc Di Celesc Distribuição S.A. ANEXO IV ESPECIFICAÇÃO DE PINTURA PARA TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PARA PINTURA SISTEMAS DE PROTEÇÃO ANTICORROSIVA PARA APLICAÇÃO EM : TRANSFORMADORES

Leia mais

soluções do futuro para o seu presente

soluções do futuro para o seu presente soluções do futuro para o seu presente PORTFÓLIO conheça a solução com excelência para seu lar EMPRESA A JR ALUMINIUM é uma empresa especializada na criação, fabricação e instalação de Esquadrias de Alumínio

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE MONTAGEM (17958) AEROFÓLIO VW MAN TGX

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE MONTAGEM (17958) AEROFÓLIO VW MAN TGX FOTO DO PRODUTO FOTO DO PRODUTO INSTALADO Importante: Apresentamos neste manual os passos que devem ser seguidos para a correta instalação de nosso produto. Antes de começar a instalação, confira se os

Leia mais

Torres Luminosas Compactas e Modulares

Torres Luminosas Compactas e Modulares Torres Luminosas Compactas e Modulares Safe solutions for your industry Índice TLC-60 Torre Luminosa Compacta Página 4 TLM-70 Torre Luminosa Modular Página 10 3 TLC-60 Torre Luminosa Compacta Desenvolvida

Leia mais

Aterramento. 1 Fundamentos

Aterramento. 1 Fundamentos Aterramento 1 Fundamentos Em toda instalação elétrica de média tensão para que se possa garantir, de forma adequada, a segurança das pessoas e o seu funcionamento correto deve ter uma instalação de aterramento.

Leia mais