ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA."

Transcrição

1 ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA. TRANSFORMADORES MONOFÁSICOS DE ISOLAÇÃO COM BLINDAGEM APLICAÇÃO Os transformadores monofásicos de isolação com blindagens, magnética e eletrostática, foram desenvolvidos especialmente para alimentação de equipamentos, que utilizam componentes eletrônicos sensíveis a ruídos na rede elétrica. São também indicados em sistemas de alimentação, onde é necessário uma elevada isolação da rede, para proteção de choques acidentais. São portanto recomendados em instalações de micro-computadores, terminais de vídeo, sistemas de alarme, com copiadoras eletrostáticas, equipamentos médicos, de comunicação, laboratório, etc. CONSTRUÇÃO Construídos com materiais isolantes de classe B e impregnados com verniz fenólico termo reativo, polimerizados a 110ºC, que proporciona elevada rigidez dielétrica. Blindados em caixas de aço, com tratamento e pintura anticorrosiva, providos de alças para transporte e refrigeração natural de ar. As ligações são através de plug e tomadas polarizada, com terminal terra, segundo normas NEMA (National Electrical Manufactures Association USA). A religação do primário é possível de abertura na parte superior da caixa. BLINDAGEM ELETROSTÁTICA É construída por uma única espira de material condutor, aterrada, colocada entre os rolamentos, que desviará a maior parte dos ruídos presentes na corrente do primário para terra. Apesar da capacitância formada pela blindagem eletrostática, uma pequena parcela dos ruídos poderá passar do primário ao secundário. BLINDAGEM MAGNÉTICA A blindagem magnética é construída por uma folha de material condutor, envolvendo completamente a bobina e o núcleo, que além de proporcionar o aterramento de parte dos ruídos do primário, também proporciona uma redução do campo magnético externo. CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS CÓDIGO POTÊNCIA ( KVA ) PRIMÁRIO ( V ) SECUNDÁRIO ( V ) EI ,5 110 / 127 / EI ,5 110 / 127 / EI / 127 / EI / 127 / EI / 220 / EI / 220 / Classe de isolação: 0,6 KV Classe Térmica: B Frequência: 60 Hz

2

3 TRANSFORMADORES MONOFÁSICOS ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA. Transformadores monofásicos a seco, para instalação abrigada, refrigeração natural e fixação em painel ou piso através de cantoneiras na base. Os terminais são parafusos de latão, fixados as cantoneiras superiores através de isoladores de resina epoxi. Com classe de isolação de 0,6 ou 1,2 KV, frequência 60 Hz e classe térmica B, são fabricados com material isolante à base de fiberglass. As cabeças das bobinas são protegidas com resina epoxi e impregnadas com resina isolante classe F, e assegura uma excelente proteção contra a umidade. Construídos e ensaiados conforme normas ABNT NBR5356 e NBR5380. Sob consulta poderemos fabricar em outras classes de isolação e classes térmicas F ou H. POTÊNCIA ( KVA ) TABELA DE MEDIDAS ( mm ) PESO ( Kg ) A B C D 7,

4 TRANSFORMADORES MONOFÁSICOS (BLINDADOS) Trasnformadores monofásicos a seco, para instalação abrigada, blindados em caixa de aço, com grau de proteção IP54 segundo norma ABNT EB82, refrigeração natural, fixação em piso. A caixa e demais ferragens de fixação, recebem tratamento anticorrosivo e pintura final na cor munsell N 6,5 (cinza claro). Os terminais de ligação são parafusos de latão, fixados nas laterais da caixa com isoladores a base de resina epoxi. Com classe de isolação de 0,6 ou 1,2 KV, frequência 60 Hz e classe térmica B, são fabricados com material isolante à base de fiberglass. As cabeças das bobinas são protegidas com resina epoxi e impregnadas com resina isolante classe F, o que assegura uma excelente proteção contra a umidade. Construídos e ensaiados conforme normas ABNT NBR5356 e NBR5380. Sob consulta poderemos fabricar em outras classes de isolação e classes térmicas F ou H. POTÊNCIA ( KVA ) TABELA DE MEDIDAS ( mm ) PESO ( Kg ) A B C D 7,

5 TRANSFORMADORES DE COMANDO ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA. APLICAÇÃO Transformadores monofásicos de comando para instalação abrigada, são indicados na alimentação de contatores, relés, lâmpadas de sinalização, em quadros de comando, etc. CONSTRUÇÃO São utilizados materiais isolantes de classe B e montados com lâminas de aço silício do tipo EI. O cojunto é então impregnado com verniz classe B/F que proporciona ótima proteção a umidade e elevada resistência de isolação. UTILIZAÇÃO A potência em VA absorvida por relés, contatores, lâmpadas, etc. No instante da energização, é diversas vezes o valor da potência consumida após o fechamento dos mesmos. Portanto, para o correto dimensionamento do transformador devemos atender as seguintes condições. a) A potência nominal em VA deverá ser igual ou maior que a requerida pelas cargas em regime contínuo. b) A potência de partida deverá ser igual ou maior a potência máxima que possa ser solicitada pelas cargas no momento da energização. Exemplo de cálculo da potência do transformador, em um painel, em que todos os componentes são energizados simultaneamente. COMPONENTES CONSUMO INICIAL CONS. REG. PERMANENTE Va r W Va r W Contator A Contator B Relé Auxiliar Lâmp. sinalização Soma dos valores O consumo em regime permanente será calculado pela fórmula: VA = (VA r )² + W² = (94)² + (35)² = 100VA O consumo inicial no instante da energização: VA = (685)² + (251)² = 730VA Fator de potência: cos ϕ = W = 251 = 0,37 VA 685 Entrando na curva com fator de potência de 0,37 encontramos que a potência instantânea do transformador de 100VA é de 280VA, insuficiente portanto para a alimentação no instante da energização. Escolhemos então um transformador de 200VA que para um fator de potência de 0,37 dispõe de uma potência de aproximadamente 900VA, atendendo as duas condições de carga. CARACTERISTICAS Primário até 600V Secundário até 600V Classe: B Classe de isolação: 0,6 KV Frequência: 60Hz

6 POTÊNCIA ( VA ) TABELA DE MEDIDA (mm) PESO ( Kg ) A B C D E F G H 20 67,0 93,0 85,0 60,0 55,0 46,0 5,0 9,0 0, ,0 93,0 93,0 60,0 63,0 46,0 5,0 9,0 1, ,0 93,0 99,0 65,0 70,0 49,0 4,5 9,0 1, ,0 108,0 99,0 80,0 70,0 64,0 4,5 9,0 2, ,0 103,0 108,0 76,0 80,0 59,0 5,0 10,0 2, ,0 108,0 126,0 71,0 95,0 56,0 5,0 10,0 3, ,0 118,0 126,0 81,0 95,0 66,0 5,0 10,0 4, ,0 128,0 126,0 91,0 95,0 76,0 5,0 10,0 5, ,0 123,0 143,0 110,0 111,0 87,0 7,0 13,0 6, ,0 133,0 143,0 120,0 111,0 97,0 7,0 13,0 7, ,0 138,0 159,0 121,0 125,0 99,0 7,0 13,0 10, ,0 153,0 159,0 136,0 125,0 114,0 7,0 13,0 12, ,0 180,0 180,0 140,0 150,0 114,0 10,0 18,0 16, ,0 200,0 180,0 160,0 150,0 134,0 10,0 18,0 21, ,0 200,0 205,0 160,0 175,0 132,0 10,0 18,0 25, ,0 220,0 205,0 180,0 175,0 152,0 10,0 18,0 31, ,0 200,0 230,0 170,0 200,0 140,0 10,0 18,0 34, ,0 210,0 230,0 180,0 200,0 150,0 10,0 18,0 38, ,0 230,0 230,0 200,0 200,0 170,0 10,0 18,0 46,000

7 TRANSFORMADORES TRIFÁSICO Transformadores trifásicos a seco, para instalação abrigada, refrigeração natural e fixação em painel ou piso através de cantoneiras na base. Os terminais são parafusos de latão, fixados as cantoneiras superiores através de placas de fenolite. Com classe de isolação de 0,6 ou 1,2 KV, frequência de 50/60Hz e classe térmica B, são fabricados com material isolante a base de fiberglass. As cabeças das bobinas são protegidas com resina e impregnadas com resina isolante classe F, o que assegura uma excelente proteção contra umidade. Construidos e ensaiados conforme normas ABNT NBR5356 e NBR5380. Sob consulta poderemos fabricar em outras classes de isolação e classes térmicas F ou H. POTÊNCIA ( KVA ) TABELA DE MEDIDA (mm) PESO ( Kg ) A B C D 0, ,

8 TRANSFORMADORES TRIFÁSICOS (BLINDADOS) ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA. Transformadores trifásicos a seco, para instalação abrigada, blindados em caixa de aço, com grau de proteção IP54 segundo norma ABNT EB82, refrigeração natural, fixação em piso. A caixa e demais ferragens de fixação, recebem tratamento anticorrosivo e pintura final na cor munsell N6,5 (cinza claro). Os terminais de ligação são parafusos de latão, fixados nas laterais da caixa com isoladores a base de resina epoxi. Com classe de isolação de 0,6 ou 1,2KV, frequência de 60Hz e classe térmica B, são fabricados com material isolante a base de fiberglass. As cabeças das bobinas são protegidas com resina epoxi e impregnadas em resina classe F, o que se assegura uma excelente proteção contra umidade. Construidos e ensaiados conforme normas ABNT NBR5356 e NBR5360. Sob consulta poderemos fabricar em outras classes de isolação e classes F ou H. POTÊNCIA ( KVA ) TABELA DE MEDIDA (mm) PESO ( Kg ) A B C D 0, ,

9 ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA. COMPENSADOR DE PARTIDA APLICAÇÃO Destina-se a partida de motores trifásicos, sendo constituído por um auto-transformador trifásico, ligação estrela, a seco com refrigeração natural, para utilização em instalação abrigada. Provido de derivações de 65 e 80%, que permitem em regime normal de trabalho cinco ligações por hora com duração de quinze segundos cada, podendo ser duas seguidas e três com intervalo mínimo de cinco minutos. CONSTRUÇÃO Construído com núcleo de ferro silício e bobinas enroladas com cobre eletrolítico esmaltado a base de epoxi ou isolado com fibra de vidro. As cabeças das bobinas são protegidas com epoxi para evitar penetração de umidade. As ligações são através de parafusos de latão fixados em réguas de fenolite, apoiadas em estrutura de ferro, cantoneira. CARACTERISTICAS São fabricados normalmente nas tensões de 220, 380 ou 440 Volts. Sob consulta podem ser feitos em outras tensões, potências e com derivação de 50%. POTÊNCIA CÓDIGO ( HP ) 220V 380V 440V 5 FG-3004 FG-3014 FG FG-3005 FG-3015 FG FG-3006 FG-3016 FG FG-3007 FG-3017 FG FG-3008 FG-3018 FG FG-3009 FG-3019 FG FG-3010 FG-3020 FG FG-3011 FG-3021 FG FG-3012 FG-3022 FG FG-3013 FG-3023 FG FG-3024 FG FG-3025 FG FG-3026 FG FG-3027 FG-3041

10 POTÊNCIA ( HP ) TABELA DE MEDIDAS (mm) PESO ( Kg ) A B C D E F G 5 220,0 170,0 100,0 135,0 180,0 77,0 8, ,0 170,0 105,0 140,0 180,0 82,0 8, ,0 180,0 105,0 140,0 180,0 82,0 8, ,0 190,0 110,0 145,0 180,0 87,0 8, ,0 230,0 115,0 150,0 220,0 92,0 10, ,0 240,0 115,0 150,0 220,0 92,0 10, ,0 250,0 150,0 190,0 225,0 118,0 10, ,0 260,0 150,0 190,0 225,0 118,0 10, ,0 270,0 150,0 190,0 225,0 118,0 10, ,0 320,0 175,0 225,0 280,0 137,0 10, ,0 340,0 185,0 245,0 300,0 147,0 10, ,0 340,0 205,0 265,0 300,0 167,0 10, ,0 380,0 235,0 310,0 320,0 185,0 15, ,0 400,0 235,0 310,0 340,0 185,0 15, ,0 460,0 255,0 330,0 400,0 205,0 15, ,0 520,0 255,0 340,0 460,0 205,0 15, ,0 670,0 305,0 390,0 560,0 235,0 15, ,0 850,0 325,0 410,0 680,0 235,0 15,0 550

11 ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA. TRANSFORMADORES DE CORRENTE PARA MEDIÇÃO TIPO WTC 200/300 APLICAÇÃO Os transformadores de corrente para medição tipo WTC-200/300, devido as suas reduzidas dimensões e facilidades de montagem são especialmente indicados para utilização em quadros de comando, substações e instalações interna em geral. Projetados e ensaiados segundo normas da ABNT NBR 6856 e NBR 6921 com limite de erro inferior ao especificado. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Classe de precisão conforme tabela Classe de tensão de 0,6 KV Corrente secundária nominal de 5 ampéres Frequência de 50/60 Hz Fator térmico nominal : 1,2 In Corrente térmica nominal : 60 In Corrente dinâmica nominal : 150 In CÓDIGO PRIMÁRIO POTÊNCIA "VA" Corrente "A" Classe 0,6 Classe 1,2 Classe 3 JC ,5 5,0 JC ,5 5,0 JC ,5 12,5 JC ,5 12,5 JC ,0 5,0 12,5 JC ,0 12,5 25,0 JC ,5 25,0 25,0 JC ,5 25,0 25,0 JC ,0 50,0 50,0 JC ,0 50,0 - JC ,0 50,0 - JC ,0 - - CONSTRUÇÃO Tipo janela, com primário constituído pelo próprio barramento de instalação e o secundário enrolado em duas bobinas, montadas sobre um núcleo laminado de ferro silício tipo grão orientado. as bobinas são impregnadas com verniz fenólico tipo B/F. O acesso ao secundário é através de conectores com isolação de polietileno e o aterramento do núcleo é através de terminal de latão.

12 CÓDIGO PRIMÁRIO TABELA DE MEDIDAS (mm) Corrente "A" A B C D E F G H JC ,0 141,0 97,0 85,0 81,0 92,0 38,0 68,0 JC ,0 141,0 97,0 85,0 81,0 92,0 36,0 68,0 JC ,0 141,0 97,0 85,0 81,0 92,0 36,0 68,0 JC ,0 141,0 97,0 85,0 81,0 92,0 34,0 68,0 JC ,0 141,0 97,0 85,0 81,0 92,0 34,0 68,0 JC ,0 141,0 97,0 85,0 81,0 92,0 30,0 68,0 JC ,0 188,0 87,0 76,0 71,0 140,0 53,0 116,0 JC ,0 188,0 87,0 76,0 71,0 140,0 50,0 116,0 JC ,0 188,0 87,0 76,0 71,0 140,0 48,0 116,0 JC ,0 188,0 87,0 76,0 71,0 140,0 43,0 116,0 JC ,0 188,0 87,0 76,0 71,0 140,0 40,0 116,0 JC ,0 188,0 87,0 76,0 71,0 140,0 40,0 116,0

13 ISOTRANS IND. DE TRANSFORMADORES LTDA. TRANSFORMADORES DE CORRENTE PARA MEDIÇÃO ENCAPSULADOS EM EPOXI APLICAÇÃO Os transformadores de corrente para medição são produzidos para utilização em ambientes internos, para barramentos de até 75x10 mm,ou condutores circulares de 80 mm de diâmetro e são indicados para quadros de comando, distribuição, sinalização e controle de motores e máquinas. Projetados e ensaiados segundo normas ABNT e ANSI, com limite de erro inferior ao especificado nas mesmas. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Classe de tensão de 0,6 KV Corrente secundária nominal de 5 amperes Frequência de 50/60/HZ Fator térmico nominal: 1,2 In Corrente térmica nominal: 70 In Corrente dinâmica nominal: 175 In CÓDIGO CORRENTE CLASSE DE PRECISÃO ( ABNT ) CLASSE DE PRECISÃO ( ANSI ) PRIMÁRIO Nominal ( A ) JC ,6 - C2,5 0,6 - C5 0,6 - C12, ,6B - 0,1 0,6B - 0,2 0,6B - 0,5 - - JC ,6 - C2,5 0,6 - C5 0,6 - C12, ,6B - 0,1 0,6B - 0,2 0,6B - 0,5 - - JC ,6 - C2,5 0,6 - C5 0,6 - C12,5 1,2 - C25-0,6B - 0,1 0,6B - 0,2 0,6B - 0,5 1,2B JC ,3 - C2,5 0,3 - C5 0,6 - C12,5 0,6 - C25 1,2 - C50 0,3B - 0,1 0,3B - 0,2 0,6B - 0,5 0,6B - 1 1,2B - 2 JC ,3 - C2,5 0,3 - C5 0,6 - C12,5 0,6 - C25 0,6 - C50 0,3B - 0,1 0,3B - 0,2 0,6B - 0,5 0,6B - 1 0,6B - 2 JC ,3 - C2,5 0,3 - C5 0,3 - C12,5 0,6 - C25 0,6 - C50 0,3B - 0,1 0,3B - 0,2 0,3B - 0,5 0,6B - 1 0,6B - 2 JC ,3 - C2,5 0,3 - C5 0,3 - C12,5 0,6 - C25 0,6 - C50 0,3B - 0,1 0,3B - 0,2 0,3B - 0,5 0,6B - 1 0,6B - 2 JC ,3 - C2,5 0,3 - C5 0,3 - C12,5 0,3 - C25 0,6 - C50 0,3B - 0,1 0,3B - 0,2 0,3B - 0,5 0,3B - 1 0,6B - 2 JC ,3 - C2,5 0,3 - C5 0,3 - C12,5 0,3 - C25 0,6 - C50 0,3B - 0,1 0,3B - 0,2 0,3B - 0,5 0,3B - 1 0,6B - 2 JC ,3 - C2,5 0,3 - C5 0,3 - C12,5 0,3 - C25 0,3 - C50 0,3B - 0,1 0,3B - 0,2 0,3B - 0,5 0,3B - 1 0,3B - 2 JC ,3 - C2,5 0,3 - C5 0,3 - C12,5 0,3 - C25 0,3 - C50 0,3B - 0,1 0,3B - 0,2 0,3B - 0,5 0,3B - 1 0,3B - 2

14 CONSTRUÇÃO O núcleo e o enrolamento são completamente moldados em resina epoxi, o que lhes confere construção robusta, sem partes frágeis, proporcionando excelentes características de isolação, alta resistência a impacto e proteção contra a umidade, mantendo-as mesmo em condições de altas temperaturas. Possuem elevada resistência mecânica e dinâmica a curto circuitos, dispensando portanto, qualquer manutenção. INSTALAÇÃO Devido as reduzidas dimensões mecânicas são fáceis de instalar. Possuem pés de fixação removiveis, o que possibilita a montagem em qualquer situação.

TERMOS PRINCIPAIS UTILIZADOS EM TRANSFORMADORES

TERMOS PRINCIPAIS UTILIZADOS EM TRANSFORMADORES TRANSFORMADOR MONOFÁSICO: São transformadores que possuem apenas um conjunto de bobinas de Alta e Baixa tensão colocado sobre um núcleo. 1 TRANSFORMADOR TRIFÁSICO: São transformadores que possuem três

Leia mais

Cap.6 Transformadores para Instrumentos. TP Transformador de Potencial. TC Transformador de Corrente

Cap.6 Transformadores para Instrumentos. TP Transformador de Potencial. TC Transformador de Corrente Universidade Federal de Itajubá UNIFEI Cap.6 Transformadores para Instrumentos. TP Transformador de Potencial. TC Transformador de Corrente Prof. Dr. Fernando Nunes Belchior fnbelchior@hotmail.com fnbelchior@unifei.edu.br

Leia mais

TRANSFORMADORES MOLDADOS EM RESINA

TRANSFORMADORES MOLDADOS EM RESINA MODELO TAM TRANSFORMADORES - TIPO TAM Os transformadores a seco moldados em resina epóxi são indicados para operar em locais que exigem segurança, os materiais utilizados em sua construção são de difícil

Leia mais

Transformadores Para Instrumentos. Prof. Carlos Roberto da Silva Filho, M. Eng.

Transformadores Para Instrumentos. Prof. Carlos Roberto da Silva Filho, M. Eng. Transformadores Para Instrumentos Prof. Carlos Roberto da Silva Filho, M. Eng. Sumário 1. Tipos de Transformadores. 2. Transformadores de Corrente - TCs. 3. Transformadores de Potencial TPs. 4. Ligação

Leia mais

Transformadores Secos. Motores Automação Energia Tintas

Transformadores Secos. Motores Automação Energia Tintas Motores Automação Energia Tintas www.weg.net Em um Transformador Seco WEG, há mais de 40 anos de experiência na fabricação de motores elétricos, mais de 25 anos na fabricação de transformadores e toda

Leia mais

EQUIPAMENTO AGRÍCOLA

EQUIPAMENTO AGRÍCOLA EQUIPAMENTO AGRÍCOLA PARA GERAÇÃO DE ENERGIA Aproveite a força do seu trator! Práticos, versáteis e seguros, os equipamentos com alternadores da linha Agribam, do grupo Bambozzi, são ideais para propriedades

Leia mais

Transformadores trifásicos

Transformadores trifásicos Transformadores trifásicos Transformadores trifásicos Transformadores trifásicos Por que precisamos usar transformadores trifásicos Os sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica

Leia mais

TRANSFORMADOR A SECO Geafol de 75 a 25.000 kva

TRANSFORMADOR A SECO Geafol de 75 a 25.000 kva Com a linha Geafol, obteve-se um transformador com excelentes características elétricas, mecânicas e térmicas que, adicionalmente, ainda é ecológico. São produzidos sob certificação DQS, ISO 9001 e ISO

Leia mais

1.1- DIVISÃO DOS TRANSFORMADORES

1.1- DIVISÃO DOS TRANSFORMADORES Quanto a Finalidade: TRANSFORMADORES 1.1- DIVISÃO DOS TRANSFORMADORES a)transformadores de Corrente; b)transformadores de Potencial; c)transformadores de Distribuição; d)transformadores de Força. Quanto

Leia mais

Manual Técnico. Transformadores de potência. Revisão 5 ÍNDICE

Manual Técnico. Transformadores de potência. Revisão 5 ÍNDICE Página 1 de 10 Manual Técnico Transformadores de potência Revisão 5 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO...2 2 RECEBIMENTO...2 3 INSTALAÇÃO...3 3.1 Local de instalação...3 3.2 Ligações...3 3.3 Proteções...7 4 MANUTENÇÃO...9

Leia mais

ENERGIA EM TODOS OS MOMENTOS

ENERGIA EM TODOS OS MOMENTOS ENERGIA EM TODOS OS MOMENTOS ENERGIA EM TODOS OS MOMENTOS Somos a Eikon Sistemas de Eneria, uma empresa com foco na inovação e qualidade de seus produtos, além da expertise no desenvolvimento de soluções

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Avaliação do Sistema de Transformação em Subestações e Painéis de Média Tensão - Operação, Manutenção e Ensaios Eng. Marcelo Paulino Subestações

Leia mais

MODELOS: TRANSFORMADORES DE CORRENTE RH-80 RH-80B(500A) RH-80B(800A) RH-100 RH-40 RH-70 RH-78 RH-90 RH-120

MODELOS: TRANSFORMADORES DE CORRENTE RH-80 RH-80B(500A) RH-80B(800A) RH-100 RH-40 RH-70 RH-78 RH-90 RH-120 TRANSFORMADORES DE CORRENTE MODELOS: RH-80 RH-80B(500A) RH-80B(800A) RH-100 RH-40 RH-70 RH-78 RH-90 RH-120 www.anzo.com.br - contato@anzo.com.br 0 Modelo RH - 80 Os TC s foram desenvolvidos com características

Leia mais

Figura 8.1 Representação esquemática de um transformador.

Figura 8.1 Representação esquemática de um transformador. CAPÍTULO 8 TRANSFORMADORES ELÉTRICOS 8.1 CONCEITO O transformador, representado esquematicamente na Figura 8.1, é um aparelho estático que transporta energia elétrica, por indução eletromagnética, do primário

Leia mais

SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMASE ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA

SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMASE ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMASE ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-313.0064 TRANSFORMADORES DE DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

CABINES METÁLICAS PRÉ-FABRICADAS DESTINADAS À MEDIÇÃO,PROTEÇÃO E TRANSFORMAÇÃO DE ENERGIA

CABINES METÁLICAS PRÉ-FABRICADAS DESTINADAS À MEDIÇÃO,PROTEÇÃO E TRANSFORMAÇÃO DE ENERGIA CABINES METÁLICAS PRÉ-FABRICADAS DESTINADAS À MEDIÇÃO,PROTEÇÃO E TRANSFORMAÇÃO DE ENERGIA ROMAGNOLE Produtos Elétricos S.A. 1 2 ROMAGNOLE Produtos Elétricos S.A. A energia é o núcleo dos acontecimentos,

Leia mais

Prof. Cecil M. Fragoso Março de 1993

Prof. Cecil M. Fragoso Março de 1993 Transformadores Teoria e Projeto Apostila original por Prof. Cecil. Fragoso arço de 993 Reedição por Gabriel Gutierrez P. oares Revisão por anoel B. oares aio de 00 Transformadores - Conceito O transformador

Leia mais

Mestrado Integrado em Engenharia Electrónica Industrial e Computadores 2006/2007 Máquinas Eléctricas - Exercícios

Mestrado Integrado em Engenharia Electrónica Industrial e Computadores 2006/2007 Máquinas Eléctricas - Exercícios Mestrado Integrado em Engenharia Electrónica Industrial e Computadores 2006/2007 Máquinas Eléctricas - Exercícios Nome Nº ATENÇÃO: A justificação clara e concisa das afirmações e cálculos mais relevantes

Leia mais

Questão 3: Três capacitores são associados em paralelo. Sabendo-se que suas capacitâncias são 50μF,100μF e 200μF, o resultado da associação é:

Questão 3: Três capacitores são associados em paralelo. Sabendo-se que suas capacitâncias são 50μF,100μF e 200μF, o resultado da associação é: Questão 1: A tensão E no circuito abaixo vale: a) 0,5 V b) 1,0 V c) 2,0 V d) 5,0 V e) 10,0 V Questão 2: A resistência equivalente entre os pontos A e B na associação abaixo é de: a) 5 Ohms b) 10 Ohms c)

Leia mais

TTL TRANSFORMADORES TUPÃ LTDA É a primeira fábrica de transformadores da Amazônia Oriental, desde 1992 energizando o Norte do país.

TTL TRANSFORMADORES TUPÃ LTDA É a primeira fábrica de transformadores da Amazônia Oriental, desde 1992 energizando o Norte do país. PORTFÓLIO TTL TRANSFORMADORES TUPÃ LTDA É a primeira fábrica de transformadores da Amazônia Oriental, desde 1992 energizando o Norte do país. São 20 anos de parceria com nossos clientes, fornecedores e

Leia mais

CAPACITORES IMPREGNADOS X CAPACITORES IMERSOS (PPM) EM BT

CAPACITORES IMPREGNADOS X CAPACITORES IMERSOS (PPM) EM BT CAPACITORES IMPREGNADOS X CAPACITORES IMERSOS (PPM) EM BT 1 - Objetivos: Este trabalho tem por objetivo apresentar as principais características técnicas dos capacitores convencionais do tipo imerso em

Leia mais

AULA 02 REVISÃO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS TRANSFORMADORES DE MEDIDAS DISJUNTORES DE POTÊNCIA

AULA 02 REVISÃO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS TRANSFORMADORES DE MEDIDAS DISJUNTORES DE POTÊNCIA AULA 02 REVISÃO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS TRANSFORMADORES DE MEDIDAS DISJUNTORES DE POTÊNCIA ENE095 Proteção de Sistemas Elétricos de Potência Prof. Luís Henrique Lopes Lima 1 TRANSFORMADORES DE MEDIDAS

Leia mais

TRANSFORMADOR DE POTENCIAL INDUTIVO. Paraf. Fenda M5 x 12mm. Prisioneiro M6 x 20mm

TRANSFORMADOR DE POTENCIAL INDUTIVO. Paraf. Fenda M5 x 12mm. Prisioneiro M6 x 20mm TRANSFORMADOR DE POTENCIAL INDUTIVO Classe 15KV - Interno RPI-10 180 150 172 276 230 Paraf. Sextavado M10 x 20mm RPI-10 15kV 34/95/-kV Grupo de Ligação 1 2 Fator Sobretensão (Fst) Cont. / 30s 1,2 / 1,2

Leia mais

Auto - Transformador Monofásico

Auto - Transformador Monofásico Auto - Transformador Monofásico Transformação de Tensão Transformação de tensão para várias tensões de entrada: U 2, U 3, U 23 = f (U 1 ) 1.1. - Generalidades A função do transformador é transformar a

Leia mais

Acessórios Desconectáveis 200A

Acessórios Desconectáveis 200A 200A APLICAÇÃO Os Acessórios da Prysmian possuem uma concepção de projeto baseada no sistema plugue - tomada, porém para tensões, permitindo fácil conexão e desconexão de um cabo de potência, de um equipamento,

Leia mais

Transformador. Índice. Estrutura

Transformador. Índice. Estrutura Transformador Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Um transformador ou trafo é um dispositivo destinado a transmitir energia elétrica ou potência elétrica de um circuito a outro, transformando tensões,

Leia mais

ENGEMATEC CAPACITORES

ENGEMATEC CAPACITORES ENGEMATEC CAPACITORES CORREÇÃO DO FATOR DE POTÊNCIA Confiança e economia na qualidade da energia. Equipamentos Elétricos e Elêtronicos de Potência Ltda 2 MODELOS DOS CAPACITORES TRIFÁSICOS PADRONIZADOS

Leia mais

A Chave de partida compensadora é um dos métodos utilizados para reduzir a corrente de partida de motores trifásicos.

A Chave de partida compensadora é um dos métodos utilizados para reduzir a corrente de partida de motores trifásicos. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Campus Araranguá Curso: Eletromecânica Disciplina: Instalações Elétricas Local: Laboratório de Eletrotécnica Professor: Giovani Batista

Leia mais

NTE - 011 PADRÕES PRÉ-FABRICADOS

NTE - 011 PADRÕES PRÉ-FABRICADOS NORMA TÉCNICA NTE - 011 PADRÕES PRÉ-FABRICADOS 1. OBJETIVO Esta norma tem por objetivo padronizar, especificar e fixar os critérios e as exigências técnicas mínimas relativas à fabricação e o recebimento

Leia mais

CCM. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão. Painéis metálicos fabricados em aço carbono.

CCM. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão. Painéis metálicos fabricados em aço carbono. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão Painéis metálicos fabricados em aço carbono. Definição ( montado): é uma combinação de dispositivos e equipamentos de manobra,

Leia mais

PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA

PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA PERÍCIAS DE ENGENHARIA ELÉTRICA PERICIAS NAS DIVERSAS ÁREAS DA ENGENHARIA ELÉTRICA 1. PERICIAS EM TRANSFORMADORES Transformadores a óleo e transformadores a seco; Verificação de seus componentes; Ensaios

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA

CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA MEMORIAL DESCRITIVO E JUSTIFICATIVO DE CÁLCULO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM MÉDIA TENSÃO 13.8KV CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA RUA OSVALDO PRIMO CAXILÉ, S/N ITAPIPOCA - CE 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

LABORATÓRIO INTEGRADO III

LABORATÓRIO INTEGRADO III FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS EXATAS CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA LABORATÓRIO INTEGRADO III Experiência 02: TRANSFORMADORES TRIFÁSICOS - FUNCIONAMENTO Prof. Norberto Augusto Júnior I) OBJETIVOS: Estudar

Leia mais

Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda.

Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda. Equipamentos Elétricos e Eletrônicos de Potência Ltda. Confiança e economia na qualidade da energia. Recomendações para a aplicação de capacitores em sistemas de potência Antes de iniciar a instalação,

Leia mais

TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA

TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA TEMA DA AULA TRANSFORMADORES DE INSTRUMENTOS PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA MEDIÇÃO DE GRANDEZAS ELÉTRICAS Por que medir grandezas elétricas? Quais grandezas elétricas precisamos medir? Como medir

Leia mais

Projeto de pequenos transformadores

Projeto de pequenos transformadores Projeto de pequenos transformadores Um transformador é uma máquina elétrica estática, cuja principal função é transferir energia elétrica de um circuito para outro. Os transformadores podem ser elevadores,

Leia mais

TRANSFORMADORES PARA MEDIÇÃO E PROTEÇÃO ELÉTRICA TP, TC E CONJUNTOS DE MEDIÇÃO. TRANSFORMADORES DE FORÇA A SECO DE BAIXA TENSÃO.

TRANSFORMADORES PARA MEDIÇÃO E PROTEÇÃO ELÉTRICA TP, TC E CONJUNTOS DE MEDIÇÃO. TRANSFORMADORES DE FORÇA A SECO DE BAIXA TENSÃO. TRNSFORMDORES PR MEDIÇÃO E PROTEÇÃO ELÉTRIC TP, TC E CONJUNTOS DE MEDIÇÃO. TRNSFORMDORES DE FORÇ SECO DE BIX TENSÃO. MIS LT TECNOLOGI EM TRNSFORMDORES Brasformer Produtos Elétricos Ltda. teve início em

Leia mais

GEAFOL - Transformadores a seco de 75 a 25.000 kva. Transformadores encapsulados em resina. Power Transmission and Distribution

GEAFOL - Transformadores a seco de 75 a 25.000 kva. Transformadores encapsulados em resina. Power Transmission and Distribution GEAFOL - Transformadores a seco de 5 a 5.000 kva Transformadores encapsulados em resina Power Transmission and Distribution Aplicações e Características Transformadores a seco Geafol de 5 a 5.000 kva Confiabilidade

Leia mais

Capacitores Correção do Fator de Potência. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas

Capacitores Correção do Fator de Potência. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Capacitores Correção do Fator de Potência Motores Automação Eneria Transmissão & Distribuição Tintas www.we.net Sumário Tecnoloia dos Capacitores...4 Linha de Produtos...5 UCW - Unidade Capacitiva Monofásica...6

Leia mais

C HAVE FUSÍVEL T IPO MZ PARA DISTRIBUIÇÃO

C HAVE FUSÍVEL T IPO MZ PARA DISTRIBUIÇÃO C HAVE FUSÍVEL T IPO MZ PARA DISTRIBUIÇÃO A Chave fusível tipo MZ foi desenvolvida para operar em redes de distribuição com tensões de 15, 27 e 38 kv. Especialmente projetada para proteger transformadores,

Leia mais

Eng. Everton Moraes. Transformadores

Eng. Everton Moraes. Transformadores Eng. Everton Moraes Eng. Everton Moraes Transformadores 1 Transformadores Sumário INTRODUÇÃO... 3 1. Máquinas Elétricas... 3 1.1. Magnetismo... 3 1.2. Eletromagnetismo... 5 1.3. Solenóide... 5 2. Transformadores

Leia mais

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS Capítulo 4 Parte 2 Condutores elétricos: 1. semestre de 2011 Abraham Ortega Número de condutores isolados no interior de um eletroduto Eletroduto é um elemento de linha elétrica fechada,

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW Relés de Sobrecarga Térmico RW Informações Gerais - Local para identificação - Tecla Reset + Multifunção

Leia mais

Capacitores para Correção do Fator de Potência Bobinas de polipropileno metalizado, auto-regenerativo e com dielétrico seco Perdas dielétricas

Capacitores para Correção do Fator de Potência Bobinas de polipropileno metalizado, auto-regenerativo e com dielétrico seco Perdas dielétricas Capacitores para Correção do Fator de Potência Bobinas de polipropileno metalizado, auto-regenerativo e com dielétrico seco Perdas dielétricas menores que 0,4 W/kvar Dispositivo interruptor de segurança

Leia mais

Características Técnicas Série Quasar

Características Técnicas Série Quasar Descrição do Produto A Série Quasar é uma linha de painéis tipo CCMi (centro de controle de motores inteligente) para baixa tensão e correntes até 3150 A, ensaiados conforme a norma NBR/IEC 60439-1 - TTA

Leia mais

Relé Auxiliar RCA 116

Relé Auxiliar RCA 116 Relé Auxiliar RCA 116 Aplicação, Estrutura e Funcionamento. Aplicação O Relé Auxiliar RCA 116 é especialmente apropriado para uso em instalações de comando manual, controles automáticos e supervisão. O

Leia mais

Relé de Proteção do Motor RPM ANSI 37/49/50/77/86/94 CATÁLOGO. ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5

Relé de Proteção do Motor RPM ANSI 37/49/50/77/86/94 CATÁLOGO. ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 CATÁLOGO ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Relé de Proteção de Motores RPM foi desenvolvido para supervisionar até 2 (dois) grupos ventiladores/motores simultaneamente, é utilizado

Leia mais

Motores de Indução ADRIELLE DE CARVALHO SANTANA

Motores de Indução ADRIELLE DE CARVALHO SANTANA ADRIELLE DE CARVALHO SANTANA Motores CA Os motores CA são classificados em: -> Motores Síncronos; -> Motores Assíncronos (Motor de Indução) O motor de indução é o motor CA mais usado, por causa de sua

Leia mais

-Transformadores Corrente de energização - inrush

-Transformadores Corrente de energização - inrush -Transformadores Corrente de energização - inrush Definição Corrente de magnetização (corrente de inrush) durante a energização do transformador Estas correntes aparecem durante a energização do transformador,

Leia mais

PROVA ESPECÍFICA Cargo 18

PROVA ESPECÍFICA Cargo 18 27 PROVA ESPECÍFICA Cargo 18 QUESTÃO 41 De acordo com a NBR 5410, em algumas situações é recomendada a omissão da proteção contra sobrecargas. Dentre estas situações estão, EXCETO: a) Circuitos de comando.

Leia mais

Transformador a seco Resi R

Transformador a seco Resi R Transformador Resi a seco R APLICAÇÃO A utilização de materiais isolantes de alta qualidade e um adequado projeto estrutural e construtivo da parte ativa, tornam os transformadores a seco de distribuição

Leia mais

Catalogo Técnico. Disjuntor Motor BDM-NG

Catalogo Técnico. Disjuntor Motor BDM-NG Catalogo Técnico Disjuntor Motor BDM-NG Disjuntores-Motor BDM-NG Generalidade: O disjuntor-motor BDM-NG,Tripolar, são termomagnéticos compactos e limitadores de corrente. Ideal para o comando e a proteção

Leia mais

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.02.04 REDE CONVENCIONAL TRANSFORMADORES

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.02.04 REDE CONVENCIONAL TRANSFORMADORES Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Estruturas Trifásicas com Transformadores 6.1. Estrutura M1 com Transformador 6.2.

Leia mais

Aula Prática 8 Transformador em Corrente Contínua e Alternada

Aula Prática 8 Transformador em Corrente Contínua e Alternada Aula Prática 8 Transformador em Corrente Contínua e Alternada Disciplinas: Física III (ENG 06034) Fundamentos de Física III (ENG 10079) Depto Engenharia Rural - CCA/UFES Estratégia: Avaliação do funcionamento

Leia mais

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto Descrição do Produto A Série Energy da Altus traz uma solução confiável para um dos pontos mais críticos em uma aplicação industrial: o fornecimento de alimentação para todos os dispositivos do sistema

Leia mais

Características & Interligação. Módulo APGV. Módulo Ponte Graetz com Ventilação Forçada. Revisão 00 de 13/05/10

Características & Interligação. Módulo APGV. Módulo Ponte Graetz com Ventilação Forçada. Revisão 00 de 13/05/10 Características & Interligação Módulo APGV Módulo Ponte Graetz com Ventilação Forçada Revisão 00 de 13/05/10 Direitos Reservados à Todas as informações contidas neste manual são de uso exclusivo da Equipamentos

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG.. Instalações Elétricas Gerais 02.1. Geral 02.2. Normas 02.3. Escopo de Fornecimento 02.4. Características Elétricas para Iluminação de Uso Geral 02.4.1. Geral 02.4.2. Tensões de Alimentação

Leia mais

CADASTRO TÉCNICO DE FORNECEDORES SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO MATERIAIS PADRONIZADOS APLICADOS EM CÂMARA DE TRANSFORMAÇÃO 15KV - ATENDIMENTO COLETIVO

CADASTRO TÉCNICO DE FORNECEDORES SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO MATERIAIS PADRONIZADOS APLICADOS EM CÂMARA DE TRANSFORMAÇÃO 15KV - ATENDIMENTO COLETIVO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO CADASTRO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO CD.DT.PDN.03.14.001 03 APROVADO POR MARCELO POLTRONIERI ENGENHARIA E CADASTRO (DEEE) SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

Termopares Convencionais I

Termopares Convencionais I Termopares Convencionais I Introdução Definimos Termopares como sensores de medição de temperatura que são constituídos por dois condutores metálicos e distintos, puros ou homogêneos. Em uma de suas extremidades

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Contatores para Manobra de Capacitores

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Contatores para Manobra de Capacitores Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Automação Contatores para Manobra de Capacitores Manobras de Capacitores para Correção do Fator de Potência A linha de contatores especiais CWMC

Leia mais

Manual Técnico. Transformadores de Potência. Versão: 5

Manual Técnico. Transformadores de Potência. Versão: 5 Manual Técnico Transformadores de Potência Versão: 5 Índice 2 8 Página 1 1 INTRODUÇÃO Este manual fornece instruções referentes ao recebimento, instalação e manutenção dos transformadores de potência a

Leia mais

GERADORES MECÂNICOS DE ENERGIA ELÉTRICA

GERADORES MECÂNICOS DE ENERGIA ELÉTRICA GERADORES MECÂNICOS DE ENERGIA ELÉTRICA Todo dispositivo cuja finalidade é produzir energia elétrica à custa de energia mecânica constitui uma máquina geradora de energia elétrica. O funcionamento do

Leia mais

TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA

TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA TEMA DA AULA TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA TRANSFORMADORES - PERDAS EM VAZIO Potência absorvida pelo transformador quando alimentado em tensão e frequência nominais,

Leia mais

RECOMENDAÇÕES PARA REFORMA DE INSTALAÇÕES ELETRICAS TEATRO SERRADOR

RECOMENDAÇÕES PARA REFORMA DE INSTALAÇÕES ELETRICAS TEATRO SERRADOR RECOMENDAÇÕES PARA REFORMA DE INSTALAÇÕES ELETRICAS TEATRO SERRADOR Tel.: (021) 2583 6737 Fax.: (021) 2583 6737 Cel.: (021) 9159 4057 dsp@dsp-rj.com.br 1 / 9 Sumário 1 OBJETIVO... 3 2- NORMAS APLICÁVEIS...

Leia mais

bambozzi Manual de Instruções NM 250 TURBO +55 (16) 3383 S.A.B. (Serviço de Atendimento Bambozzi) 0800 773.3818 sab@bambozzi.com.

bambozzi Manual de Instruções NM 250 TURBO +55 (16) 3383 S.A.B. (Serviço de Atendimento Bambozzi) 0800 773.3818 sab@bambozzi.com. bambozzi A SSISTÊNCIAS T ÊCNICAS AUTORIZADAS acesse: www.bambozzi.com.br/assistencias.html ou ligue: +55 (16) 3383 3818 Manual de Instruções BAMBOZZI SOLDAS LTDA. Rua Bambozzi, 522 Centro CEP 15990-668

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Contatores para Aplicações de Segurança

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Contatores para Aplicações de Segurança Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Automação Contatores para Aplicações de Segurança Com a crescente conscientização da necessidade de avaliação dos riscos na operação de máquinas

Leia mais

LINHA Bt200. Conjunto de Manobra e Controle de Baixa Tensão. Bt200

LINHA Bt200. Conjunto de Manobra e Controle de Baixa Tensão. Bt200 LINHA LINHA CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS Dimensões Altura: 2400mm., Largura: 600/700/800mm., Profundidade: 600/800mm. Outras configurações conforme consulta; Estrutura fabricada em chapa de 2,65mm. (12MSG),

Leia mais

SILECTRIS Sistemas de Energia Eléctrica, Lda

SILECTRIS Sistemas de Energia Eléctrica, Lda SILECTRIS Sistemas de Energia Eléctrica, Lda Rua João Eloy do Amaral, 116 2900-414 Setúbal Tel.: 265 229 180 Fax: 265 237 371 www.silectris.pt SISTEMAS E EQUIPAMENTOS DE PROTECÇÃO, CONTROLO, MEDIDA E AUTOMAÇÃO

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO Dados do cliente Proprietário: Roney Casagrande CPF: 765.425.990-53 Endereço: Estrada Pinhal da Serra, n 04452, Interior Cidade: Pinhal da Serra RS CEP: 95.390-000 Dados da

Leia mais

A N E X O V I I I M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S D E L I N H A S E R E D E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O S U B M E R S A S

A N E X O V I I I M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S D E L I N H A S E R E D E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O S U B M E R S A S A N E X O V I I I M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S D E L I N H A S E R E D E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O S U B M E R S A S C A T Á L O G O R E F E R E N C I A L DE M Ó D U L O S P A D R Õ E S D

Leia mais

CONVERSÃO ELETROMECÂNICA DE ENERGIA - lista de exercícios sobre transformadores antonioflavio@ieee.org

CONVERSÃO ELETROMECÂNICA DE ENERGIA - lista de exercícios sobre transformadores antonioflavio@ieee.org 1ª. Questão Considere as seguintes impedâncias e tensões de um transformador cuja potência nominal é S N. Z AT : impedância de dispersão, referida à alta tensão, em ohms; Z BT : impedância de dispersão,

Leia mais

Disjuntores-Motor BDM-G. Dados Técnicos Características Gerais. Posições das teclas

Disjuntores-Motor BDM-G. Dados Técnicos Características Gerais. Posições das teclas Disjuntores-Motor BDM-G Generalidade: O disjuntor-motor BDM-G,Tripolar, são termomagnéticos compactos e limitadores de corrente. Ideal para o comando e a proteção dos motores. Possuem alta capacidade de

Leia mais

Treinamento em transformadores- Programa 1

Treinamento em transformadores- Programa 1 Treinamento em transformadores- Programa 1 Módulo 1: Núcleo Caminho de passagem da energia magnética Perdas a vazio Corrente de excitação Nível de ruído Descargas parciais Gás-cromatografia Chapas de M4

Leia mais

Capacitores Correção do Fator de Potência. Motores Automação Energia Tintas

Capacitores Correção do Fator de Potência. Motores Automação Energia Tintas Capacitores Correção do Fator de Potência Motores Automação Energia Tintas Unidade Capacitiva Monofásica - UCW g As unidades capacitivas monofásicas WEG, tipo UCW, são produzidas com filme de polipropileno

Leia mais

Capítulo I. Princípios básicos de transformadores de potência. Manutenção de transformadores. Novo!

Capítulo I. Princípios básicos de transformadores de potência. Manutenção de transformadores. Novo! 52 Capítulo I Princípios básicos de transformadores de potência Por Marcelo Paulino* Em 1885, George Westinghouse Jr. compra os direitos da patente de Goulard-Gibbs para construir transformadores de corrente

Leia mais

Tabelas de Dimensionamento

Tabelas de Dimensionamento Com o objetivo de oferecer um instrumento prático para auxiliar no trabalho de projetistas, instaladores e demais envolvidos com a seleção e dimensionamento dos em uma instalação elétrica de baixa tensão,

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Conceitos modernos de especificação e uso de Subestações e Painéis de média tensão Eng. Nunziante Graziano, M. Sc. AGENDA - NORMAS DE REFERÊNCIA

Leia mais

Eletrotécnica Geral. Lista de Exercícios 2

Eletrotécnica Geral. Lista de Exercícios 2 ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO PEA - Departamento de Engenharia de Energia e Automação Elétricas Eletrotécnica Geral Lista de Exercícios 2 1. Condutores e Dispositivos de Proteção 2. Fornecimento

Leia mais

Revisão de Fontes Lineares

Revisão de Fontes Lineares Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Departamento Acadêmico de Eletrônica Projeto de Fontes Chaveadas Revisão de Fontes Lineares Projeto de Magnéticos Projeto Térmico PCBs

Leia mais

PROCEDIMENTO TRANSFORMADOR DE DISTRIBUIÇÃO COM ISOLAMENTO SECO

PROCEDIMENTO TRANSFORMADOR DE DISTRIBUIÇÃO COM ISOLAMENTO SECO Sistema Normativo Corporativo PROCEDIMENTO T Í T U L O VERSÃO DATA DA VIGÊNCIA Nº ATA Nº DATA 00-28/06/20111 28/06/2011 APROVADO POR Marcelo Poltronieri SUMÁRIO 1. RESUMO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

Sistemas de Força Motriz

Sistemas de Força Motriz Sistemas de Força Motriz Introdução; Os Dados de Placa; Rendimentos e Perdas; Motor de Alto Rendimento; Partidas de Motores; Técnicas de Variação de Velocidade; Exemplos; Dicas CONSUMO DE ENERGIA POR RAMO

Leia mais

Técnico em Eletrotécnica

Técnico em Eletrotécnica Técnico em Eletrotécnica Caderno de Questões Prova Objetiva 2015 01 Em uma corrente elétrica, o deslocamento dos elétrons para produzir a corrente se deve ao seguinte fator: a) fluxo dos elétrons b) forças

Leia mais

13 - INSTALAÇÕES DE FORÇA MOTRIZ

13 - INSTALAÇÕES DE FORÇA MOTRIZ Instalações Elétricas Professor Luiz Henrique Alves Pazzini 104 13.1 - Introdução 13 - INSTALAÇÕES DE FORÇA MOTRIZ Existem três configurações básicas para alimentação de motores que operam em condições

Leia mais

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado.

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado. CAIXA DE MEDIÇÃO EM 34, kv 1 OBJETIVO Esta Norma padroniza as dimensões e estabelece as condições gerais e específicas da caixa de medição a ser utilizada para alojar TCs e TPs empregados na medição de

Leia mais

Transformador Trifásico de Força Classe até 145kV CST (Estrutural) Transformador Trifásico de Força Classe até 145kV CST (Características)

Transformador Trifásico de Força Classe até 145kV CST (Estrutural) Transformador Trifásico de Força Classe até 145kV CST (Características) CATÁLOGO TÉCNICO TRANSFORMADORES A ÓLEO DE MÉDIA E ALTA TENSÃO Índice Transformador de Força Transformador Trifásico de Força Classe até 145kV CST (Estrutural) Transformador Trifásico de Força Classe até

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ENTRADA DE ENERGIA EM ALTA TENSÃO

MEMORIAL DESCRITIVO ENTRADA DE ENERGIA EM ALTA TENSÃO MEMORIAL DESCRITIVO ENTRADA DE ENERGIA EM ALTA TENSÃO Responsável Técnico: Proprietário / Responsável Legal: Marcos Antônio de Sordi Instituto Federal de Ciência e Eng.º Eletricista CREA PR-73895/D Tecnologia

Leia mais

Geradores Trifásicos Para PCH s

Geradores Trifásicos Para PCH s Geradores Trifásicos Para PCH s Geradores Trifásicos para PCH s - 2-1. CARACTERÍSTICAS CONSTRUTIVAS Carcaça de aço laminado e soldada eletricamente. As suas dimensões são determinadas com o propósito de

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TR 20150139

TERMO DE REFERÊNCIA TR 20150139 TERMO DE REFERÊNCIA TR 20150139 1. DA JUSTIFICATIVA: Dispensa de licitação, via cotação eletrônica, nos termos do decreto estadual Nº 28.397, de 21 de setembro de 2006 para atender SC 13827 - UNBME 2.

Leia mais

Monitor de Temperatura Digital para transformadores MONITEMP PLUS

Monitor de Temperatura Digital para transformadores MONITEMP PLUS ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/6 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp Plus foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

Monitor de Temperatura MONITEMP

Monitor de Temperatura MONITEMP ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MoniTemp foi desenvolvido para supervisionar até 3 (três) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. CONTROLADOR DE POTÊNCIA mod.: P301 Versão 1.01 / Revisão 3. SUPORTE TÉCNICO: 11 4223-5125 asstec@contemp.com.

MANUAL DE INSTRUÇÕES. CONTROLADOR DE POTÊNCIA mod.: P301 Versão 1.01 / Revisão 3. SUPORTE TÉCNICO: 11 4223-5125 asstec@contemp.com. MANUAL DE INSTRUÇÕES CONTROLADOR DE POTÊNCIA mod.: P301 Versão 1.01 / Revisão 3 CONTEMP IND. COM. E SERVIÇOS LTDA. Al. Araguaia, 204 - CEP 09560-580 São Caetano do Sul - SP - Brasil Fone: 11 4223-5100

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Contatores para Aplicações de Segurança

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Contatores para Aplicações de Segurança Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Contatores para Aplicações de Segurança Contatores para Aplicações de Segurança Com a crescente conscientização da necessidade de avaliação dos

Leia mais

São componentes formados por espiras de fio esmaltado numa forma dentro da qual pode ou não existir um núcleo de material ferroso.

São componentes formados por espiras de fio esmaltado numa forma dentro da qual pode ou não existir um núcleo de material ferroso. Luciano de Abreu São componentes formados por espiras de fio esmaltado numa forma dentro da qual pode ou não existir um núcleo de material ferroso. É um dispositivo elétrico passivo que armazena energia

Leia mais

MVB06G Sensor de Vibração de 3 eixos, com Relés de Estado Sólido

MVB06G Sensor de Vibração de 3 eixos, com Relés de Estado Sólido MVB06G Sensor de Vibração de 3 eixos, com Relés de Estado Sólido 1) DESCRIÇÃO O MVB06G é um Sensor de Vibração desenvolvido com Tecnologia Micromachine (MEM s), apresentando alta precisão e confiabilidade.

Leia mais

67.22-4300 67.23-4300. 2 NA Distância entre contatos abertos 3 mm Montagem em circuito impresso. Vista do lado do cobre

67.22-4300 67.23-4300. 2 NA Distância entre contatos abertos 3 mm Montagem em circuito impresso. Vista do lado do cobre Série 67 - Relé de potência para PCI 50 SÉRIE 67 Características 67.22-4300 67.23-4300 Montagem em circuito (abertura 3 mm) 50 Relé de potência para PCI Versões com 2 e 3 contatos N, com dupla abertura

Leia mais

Comandos Elétricos Colégio Técnico de Campinas COTUCA/UNICAMP Prof. Romeu Corradi Júnior WWW.corradi.junior.nom.br

Comandos Elétricos Colégio Técnico de Campinas COTUCA/UNICAMP Prof. Romeu Corradi Júnior WWW.corradi.junior.nom.br Comandos Elétricos Colégio Técnico de Campinas COTUCA/UNICAMP Prof. Romeu Corradi Júnior WWW.corradi.junior.nom.br 1. INTRODUÇÃO A representação dos circuitos de comando de motores elétricos é feita normalmente

Leia mais

1ª PARTE: INFORMAÇÃO TECNOLÓGICA ELETROTÉCNICA - IT

1ª PARTE: INFORMAÇÃO TECNOLÓGICA ELETROTÉCNICA - IT 1ª PARTE: INFORMAÇÃO TECNOLÓGICA ELETROTÉCNICA - IT SUMÁRIO Grandezas 01 1.1 Classificação das Grandezas 01 1.2 Grandezas Elétricas 01 2 Átomo (Estrutura Atômica) 01 2.1 Divisão do Átomo 01 3 Equilíbrio

Leia mais

QUALIDADE - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO

QUALIDADE - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO PLUG TERMINAL COM CAPA (PTC) 600 A 8,7 / 15 KV OPERAÇÃO SEM CARGA SUMÁRIO ITEM CONTEÚDO PG. 1. OBJIVO 02 2. ÂMBITO 02 3. CONCEITOS 02 4. NORMAS E LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS 02 5. INSTRUÇÕES GERAIS 03 5.1. Condições

Leia mais

Transformadores de Corrente

Transformadores de Corrente Transformadores de Corrente Uso externo Isolado a óleo JOF (24 550) kv Descrição geral Os TCs to tipo JOF são utilizados em sistemas de alta tensão entre 24 e 550 kv. Eles transformam níveis elevados de

Leia mais

2.1. CONDIÇÕES DO LOCAL DE INSTALAÇÃO 2.2. NORMAS TÉCNICAS 2.3. DOCUMENTOS TÉCNICOS A SEREM APRESENTADOS PARA APROVAÇÃO APÓS ASSINATURA DO CONTRATO

2.1. CONDIÇÕES DO LOCAL DE INSTALAÇÃO 2.2. NORMAS TÉCNICAS 2.3. DOCUMENTOS TÉCNICOS A SEREM APRESENTADOS PARA APROVAÇÃO APÓS ASSINATURA DO CONTRATO ÍNDICE 1.0 OBJETIVO 2.0 REQUISITOS GERAIS 2.1. CONDIÇÕES DO LOCAL DE INSTALAÇÃO 2.2. NORMAS TÉCNICAS 2.3. DOCUMENTOS TÉCNICOS A SEREM APRESENTADOS PARA APROVAÇÃO APÓS ASSINATURA DO CONTRATO 2.4. EXTENSÃO

Leia mais