SAGRADA FAMÍLIA 28 de dezembro de 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SAGRADA FAMÍLIA 28 de dezembro de 2014"

Transcrição

1 SAGRADA FAMÍLIA 28 de dezembro de 2014 Maria e José levaram Jesus a Jerusalém a fim de apresentá-lo ao Senhor Leituras: Genesis 15, 1-6; 21,1-3; Salmo 104 (105), 1b-2, (R/ 7a.8a); Carta aos Hebreus 11, ; e Lucas 2, COR LITÚRGICA: BRANCA OU DOURADA Animador: A festa que hoje celebramos leva-nos a contemplar a família de Jesus e, nela, a nossa família e todas as famílias cristãs. Na encarnação do Filho divino em uma família humana, encontramos os elementos que inspiram a constituição de nossas comunidades familiares; amor, respeito, humildade, paciência, compreensão mútua e doação. 1. Situando-nos Como pastores, vamos a Belém encontrar o menino com Maria e José. Damos graças ao Pai por Jesus ter nascido numa família humana, trazendo esperança para todas as famílias. A Solenidade do Natal do Senhor se prolonga e se desdobra em várias comemorações que ajudam a aprofundar o mistério da encarnação. Todas essas, em intima conexão com o nascimento do Filho de Deus, revelam aspectos importantes de um único acontecimento: Deus se fez um de nós. É dentro deste horizonte que se situa a festa da Sagrada Família. No Evangelho, Maria e José se encaminham para Jerusalém a fim de cumprir os preceitos da lei: apresentar o primogênito, oferecer sacrifícios, purificar a mãe. O Filho de Deus nasceu sujeito à lei, para resgatar aqueles que estavam submetidos à lei. Significa dizer: Deus vem ao encontro da vida por inteiro, ao se isentando de participar de nada, para, e contrapartida, conceder a todos a participação na vida divina. Deus entra em comunhão com a vida humana para possibilitar aos seres humanos entrar em comunhão com a vida divina. 2. Recordando a Palavra As leituras e o salmo orientam a interpretação do Evangelho da apresentação do Menino. Abraão, Sara, Isaac são personagens centrais que perpassam os textos e guardam características muito comuns ao velho Simeão e à profetiza Ana. Dois homens e duas mulheres idosos, todos justos diante de Deus, irmanados pela esperança: um casal esperando a descendência e outro a realização das promessas messiânicas. Mas Abraão e Sara que em Isaac veem perdurar a descendência, são retomados na segunda leitura na perspectiva tipológica, isto é, são figuras que 1

2 prenunciam a realização na economia neotestamentária. São tipos de Simeão e Ana, que no contexto litúrgico, ao seu modo, são os novos Abraão e Sara. Eles veem no Menino, trazido por Maria e José, realizar a salvação, a luz que alcançar a todos os povos. A vida futura, que, na Antiga Aliança, era compreendida na base da descendência, tem então nestes versículos escolhidos para esta liturgia apresentado nestes dois casos a evolução sofrida ao longo da historia da salvação: Abraão é desafiado a provar sua fé nas promessas divinas, sacrificando sua ultima esperança, seu próprio filho Isaac. O sacrifício não se efetua, mas a fé se confirma. Tal compreensão e experiência da vida eterna se amadurece ao longo do percurso entre Abraão e a chegada do Menino ao Templo. Neste último se entrevê um novo sacrifício a ser realizado e a vida eterna não mais fundamentada na descendência, mas na entrega, voluntária e amorosa de Jesus, gerando a vida eterna para todos com sua ressurreição. Outrora Deus, para provar a fé do seu servo, pede o sacrifício do seu único Filho. Na nova economia, Deus aceita a oferenda livre de Jesus, que gera a fé e confirma a esperança da humanidade. Maria e José, os ais de Jesus, levam ao templo, lugar do encontro religioso com Deus, duas pombinhas. É a oferenda dos pobres, a expressão religiosa de sua condição e pequenez. É no meio dessa situação que se situa o Filho de Deus. Na comunicação de dons, a humanidade oferece aquilo que tem: fragilidade, pobreza e pequenez. Já Deus escolheu se encontrar com a humanidade no seio da família, é esse o lugar de encontro, profundamente humano e existencial, com a obra preferida de suas mãos. A nós ele oferece o seu Filho. A humanidade figurada por Maria e José, Simeão e Ana, acolhe Jesus, que na economia da Nova Aliança vai salvar a humanidade do pecado e da morte. 3. Atualizando a Palavra Apesar da crescente descrença em relação à família, o projeto de Deus ensina o valor inalterável que ela merece. Maria e José, pais de Jesus, continuam sendo referencia e caminho de renovação para nossa sociedade atual. A Sagrada Família ajuda-nos a caminhar na fé, na constante sintonia com Deus. Avisada em sonho, ela consegue fugir da maldade daquele que quer matar. Quantos são os perigos de hoje! Essa realidade nos ajuda a entrar e entender a celebração. Mas é o contexto que se torna decisivo para a compreensão dos textos bíblicos: a Sagrada Família é a chave de leitura proposta pelos textos litúrgicos desta festa. A ela acorrem os pastores. É ela modelo de amor e de virtude para as nossas famílias (orações do dia e da comunhão), bem como intercessora em favor das famílias que celebram o sacrifício de reconciliação (oração sobre as oferendas). Mas a virtude e a piedade conduzem ao mistério da Igreja. As famílias terrestres, valor inestimável para as nossas comunidades, são sinais de outras realidades: a comunhão entre os irmãos e a comunhão com Deus que nos foi alcançada por Jesus. Os laços de amor, aqui vividos no ambiente familiar, conduzem os fiéis às alegrias da casa de Deus (oração do dia). As famílias são firmadas na 2

3 graça divina, e por intercessão de José e da Virgem, conservadas na paz de Deus (oração sobre as oferendas). A graça e a paz nos foram comunicadas no mistério de Cristo. Por sinal, esta é uma das saudações mais freqüentes do início de nossas celebrações. As comunidades celebram periodicamente pedindo, como família cristã, pelas mesmas coisas que a liturgia desta festa suplica para as nossas famílias. E, como, cristãos, convictos do grande valor da família, somos constantemente desafiados e confrontados com outras formas de pensar. Cabe-os ter coragem e enfrentar tais dificuldades como José e Maria, com o menino no colo, enfrentando o deserto. 4. Ligando a Palavra com a ação eucarística A celebração eucarística é o encontro da família de Deus. Nela o próprio Senhor renova a comunhão pela graça do seu amor: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo. Na celebração, todos devem se sentir acolhidos, embora existam diferenças. O que desune deve merecer reconciliação e propósito de crescimento. Acima de tudo, dever ser exaltado o que Deus faz em nos. Ele nos torna irmãos e irmãs e juntos nos faz crescer. A Palavra sempre ilumina. Quantas pessoas, na história sagrada, já foram abençoadas pela presença vivificadora de Deus! Elas nos ensinam a caminhar com mais coragem. Assim, na oração da coleta pedimos: Ó Deus, que nos destes A Sagrada Família como exemplo, concedei-nos imitar em nossos lares as suas virtudes para que, unidos pelos laços do amor, possamos chegar um dia às alegrias da vossa casa. As dificuldades da Sagrada Família nos ensinam que não estamos imunes às tormentas. Mas a confiança em Deus faz viver com mais sabedoria. O Pai, em sua bondade, concede-nos a força do sacramento. Assim, refeitos e fortalecidos, podemos imitar a Sagrada Família e aspirar a, um dia, conviver com ela no céu (oração após a comunhão). Antes da comunhão sacramental, os irmãos são convidados a exprimir sua comunhão fraterna, existência através de sinais do cotidiano transportados par ao âmbito celebrativo: saudação da paz, para só depois partilhar da mesa comum. A paz que se suplica nas orações agora é compartilhada nos abraços, apertos de mão, olhares e sorrisos, manifestando a comunhão deste momento. Cristo é o doador da paz. Por sua ressurreição a paz foi-nos garantida de modo ímpar e irrevogável, não obstante os limites humanos que ainda insistem em machucar a vida. No simples gesto da saudação, para além das simpatias e antipatias que até podem ocorrer, o rito transporta a comunidade para outra situação mais profunda e verdadeira: no seu Corpo, a Igreja, é Cristo o doador da paz. Nela se prolonga o Slalom do ressuscitado que supera as noções de paz deste mundo. Na paz que recebo é Cristo ressuscitado que me diz pelo irmão: A paz esteja conosco, na paz que doo, o mesmo sucede. A Plenitude que a paz alcança em Cristo e no seio da Igreja encontra a meta pela qual tende a família humana e todas as famílias. Se nossos lares se constituem como lugar da paz, onde todos 3

4 encontram respiro, sossego, segurança e reconhecimento, mais ainda deve ser a comunidade cristã. Ela, como que, da própria fonte, estabelecida como sinal de Cristo para todas as nações, não guarda a paz para si, mas promove e espalha em sua missão de anunciar o reino da toda família humana. PRECES DOS FIÉIS Presidente: Como membros da grande família de Deus, que é a Igreja, elevemos a Deus as nossas preces. 1. Ó Pai, pela Santa Igreja, que é a Tua grande família, para que seja sempre sinal do teu grande amor para com todos. Peçamos: Todos: Senhor, abençoai todas as famílias! 2. Ó Pai, pelos nossos governantes, para que possam olhar com carinho para todas as famílias, principalmente as mais carentes. Peçamos: 3. Ó Pai, pelas famílias carentes, para que encontrem apoio e orientação para superarem seus problemas e viverem com dignidade. Peçamos: 4. Ó Pai, pelos nossos familiares e amigos que já morreram, principalmente neste ano que estamos terminando, para que sejam recebidos em teu Reino. Peçamos: 6. Ó Pai, pelas famílias dos nossos dizimistas que, durante todo este ano contribuíram, com muito amor para os gastos materiais de nossa comunidade, para que sempre continuem encontrando a paz e a alegria. Peçamos: (Outras intenções) Presidente: Acolhei nossos pedidos, Pai de bondade, vós que desejastes fazer da família humana o meio normal para que o Salvador nascesse entre nós. Por Cristo, nosso Senhor. III. LITURGIA EUCARÍSTICA ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS: Presidente: Nós vos oferecemos, ó Deus, este sacrifício de reconciliação e pedimos, pela intercessão da Virgem Mãe de Deus e do bem-aventurado São José, que firmeis nossas famílias na vossa graça, conservando-as na vossa paz. Por Cristo, nosso Senhor ORAÇÃO PÓS-COMUNHÃO: Presidente: Concedei-nos, ó Pai, na vossa bondade, Que, refeitos com o vosso sacramento, imitemos continuamente a Sagrada Família, e, após as dificuldades desta vida, convivamos com ela no céu. Por Cristo, nosso Senhor. V. RITOS FINAIS 4

5 AVISOS BÊNÇÃO E DESPEDIDA: Presidente: Bênção sobre a família Sobre as mães Presidente: O Deus de amor e bondade, por seu filho nascido da Virgem Maria, traga alegria a todas as mães. Que Ele abençoe as mães de nossa comunidade, para que permaneçam em ação de graças, na esperança da vida eterna. Sobre os pais Presidente: O Deus de amor e bondade, fonte de toda vida, abençoe os pais de nossa comunidade para que possam dar sempre testemunho de fé em Jesus Cristo, nosso Senhor. Sobre os filhos Presidente: Deus de amor e bondade, que nos dá a alegria da vida e da juventude, abençoe nossas crianças e jovens, para que cresçam, como Jesus, em idade, sabedoria e graça. (Saudação a todas as famílias com uma salva de palmas). Presidente: (Dá a bênção e despede a todos com carinho). 5

Quanto à Maria, guardava todos esses fatos e meditava sobre eles em seu coração

Quanto à Maria, guardava todos esses fatos e meditava sobre eles em seu coração SANTA MARIA MÃE DE DEUS 01 de janeiro de 2015 Quanto à Maria, guardava todos esses fatos e meditava sobre eles em seu coração Leituras: Números 6, 22-27; Salmo 67 (66), 2-3.5-6.8 (R/cf. 2a); Carta de São

Leia mais

Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes

Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes 17º DOMINGO DO TEMPO COMUM 26 de julho de 2015 Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes Leituras: Segundo Livro dos Reis 4, 42-44; Salmo 144 (145),

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai BOM DIA DIÁRIO Segunda-feira (04.05.2015) Maria, mãe de Jesus e nossa mãe Guia: 2.º Ciclo: Padre Luís Almeida 3.º Ciclo: Padre Aníbal Afonso Mi+ Si+ Uma entre todas foi a escolhida, Do#- Sol#+ Foste tu,

Leia mais

Domingo dentro da Oitava de Natal SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ. Vésperas I

Domingo dentro da Oitava de Natal SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ. Vésperas I Domingo dentro da Oitava de Natal Semana I do Saltério SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ Festa Quando o Natal do Senhor é num Domingo, a festa da Sagrada Família celebra-se no dia 30 de Dezembro e

Leia mais

www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria

www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria www.aciportugal.org ESTOU NESTE MUNDO COMO NUM GRANDE TEMPLO Santa Rafaela Maria 2 www.aciportugal.org 11 ORAÇÃO FINAL Senhor Jesus Cristo, hoje sentimos a Tua paixão por cada um de nós e pelo mundo. O

Leia mais

CATEQUESE Sua Santidade o Papa Bento XVI Praça de São Pedro Vaticano Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2012

CATEQUESE Sua Santidade o Papa Bento XVI Praça de São Pedro Vaticano Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2012 CATEQUESE Sua Santidade o Papa Bento XVI Praça de São Pedro Vaticano Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2012 Queridos irmãos e irmãs, No caminho do Advento a Virgem Maria ocupa um lugar particular como aquela

Leia mais

Quem vem a mim não terá mais fome, e quem crê em mim nunca mais terá sede

Quem vem a mim não terá mais fome, e quem crê em mim nunca mais terá sede 18º DOMINGO DO TEMPO COMUM 02 de agosto de 2015 Quem vem a mim não terá mais fome, e quem crê em mim nunca mais terá sede Leituras: Êxodo 16, 2-4.12-15; Salmo 77 (78), 3.4bc.23-24.25.54; Carta de São Paulo

Leia mais

Natal é palavra eletrizante. Natal é palavra de doce harmonia para nosso coração. Quantas belas lembranças evocam à nossa mente!

Natal é palavra eletrizante. Natal é palavra de doce harmonia para nosso coração. Quantas belas lembranças evocam à nossa mente! Círculo de Casais - Dirigentes: Abel e Lourdinha Passos Paróquia são Francisco Xavier Niterói RJ 19/12/03 Comentarista: Chegou o Natal! Natal é palavra eletrizante. Natal é palavra de doce harmonia para

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral Advento 2014 (Campanha de Preparação para o Natal) A ALEGRIA E A BELEZA DE VIVER EM FAMÍLIA. O tempo do Advento, que devido ao calendário escolar

Leia mais

CELEBRAÇÃO DE BODAS MATRIMONIAIS

CELEBRAÇÃO DE BODAS MATRIMONIAIS CELEBRAÇÃO DE BODAS MATRIMONIAIS Prelúdio e processional Estando a congregação de pé o casal entrará acompanhado dos filhos ACOLHIMENTO 1 Saudação Irmãos e irmãs, rejubilem os nossos corações, no dia

Leia mais

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO PROFISSÃO DE FÉ AMBIENTAÇÃO Irmãos, celebramos hoje o Domingo de Pentecostes, dia por excelência da manifestação do Espírito Santo a toda a Igreja. O Espírito manifesta-se onde quer, como quer e a quem

Leia mais

Natal do Senhor de 2015. Missa Solene da Noite

Natal do Senhor de 2015. Missa Solene da Noite Natal do Senhor de 2015 Missa Solene da Noite Caríssimos Irmãos e Irmãs: Acabamos de ouvir no Evangelho a palavra que os Anjos, na Noite Santa, disseram aos pastores e que agora a Igreja grita para nós:

Leia mais

SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11)

SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11) Vivendo a Liturgia Julho/2011 SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS PADROEIRO DA DIOCESE DE UNIÃO DA VITÓRIA (01/07/11) É Importante lembrar que o Sagrado Coração de Jesus é o Padroeiro de nossa Diocese,

Leia mais

SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA COM MARIA ANUNCIAR AS MARAVILHAS DE DEUS Dia das Vocações Religiosas

SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA COM MARIA ANUNCIAR AS MARAVILHAS DE DEUS Dia das Vocações Religiosas Ano A - XXIV - Nº 1467 - cor branca - 17/08/2014 SOLENIDADE DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA COM MARIA ANUNCIAR AS MARAVILHAS DE DEUS Dia das Vocações Religiosas Ornamentar o espaço celebrativo com carinho

Leia mais

HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo!

HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo! HOMILIA: A CARIDADE PASTORAL A SERVIÇO DO POVO DE DEUS (1 Pd 5,1-4; Sl 22; Mc 10, 41-45) Amados irmãos e irmãs na graça do Batismo! A vida e o ministério do padre é um serviço. Configurado a Jesus, que

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS RITOS INICIAIS ANIM.: Celebramos hoje a Eucaristia, ação de graças a Deus, nosso Pai, por todos os pais do colégio.

Leia mais

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA

CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA PARÓQUIA DE SANTA MARIA DE BORBA CELEBRAÇÃO DA FESTA DA PALAVRA Feliz o homem que ama a Palavra do Senhor e Nela medita dia e noite (Sl 1, 1-2) 4º ANO da CATEQUESE 17 de Janeiro de 09 ENTRADA PROCESSIONAL

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

Tema ASCENSÃO DO SENHOR

Tema ASCENSÃO DO SENHOR Encontro n. 6 ema ASCENSÃO DO SENHOR I. ACOLHIDA Ambiente: Lenço branco sobre a mesa, como sinal de despeida; uma cadeira vazia ou um banco próximo ao altar. Bíblia sobre o altar, vela acesa, com flores.

Leia mais

Solenidade da Assunção de Nª Senhora. Ano B

Solenidade da Assunção de Nª Senhora. Ano B Solenidade da Assunção de Nª Senhora Admonição Inicial Cântico Inicial (Tu és o Sol) Refrão: Tu és o sol de um novo amanhecer! Tu és farol, a vida a renascer Maria! Maria! És poema de amor! És minha Mãe

Leia mais

MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO

MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO MARIA, ESTRELA E MÃE DA NOVA EVANGELIZAÇÃO anuncie a Boa Nova não só com palavras, mas, sobretudo, com uma vida transfigurada pela presença de Deus (EG 259). O tema da nova evangelização aparece com freqüência

Leia mais

Não tenhas medo! Eu vos anuncio uma grande alegria que o será para todo o povo (Lc 2,10)

Não tenhas medo! Eu vos anuncio uma grande alegria que o será para todo o povo (Lc 2,10) NATAL DO SENHOR 25 de dezembro de 2015 MISSA DA NOITE DO NATAL Não tenhas medo! Eu vos anuncio uma grande alegria que o será para todo o povo (Lc 2,10) Leituras: Isaías 9, 1-6; Salmo 95 (96); Carta de

Leia mais

CANTOS DO FOLHETO O DOMINGO

CANTOS DO FOLHETO O DOMINGO CANTOS DO FOLHETO O DOMINGO 1. UM POUCO ALÉM DO PRESENTE (10º DOMINGO) 1. Um pouco além do presente, Alegre, o futuro anuncia A fuga das sombras da noite, A luz de um bem novo dia. REFRÃO: Venha teu reino,

Leia mais

Novena de São Domingos Sávio

Novena de São Domingos Sávio Novena de São Domingos Sávio 1o Dia Ó São Domingos Sávio, que tiveste uma fé viva e um amor ardente a Jesus Eucarístico... Alcança-nos, por sua intercessão, a tua mesma fé na presença real de Jesus na

Leia mais

Ano C n o 08 27 de dezembro de 2015 Sagrada Família: Jesus, Maria e José Família: Escola de Misericórdia! Festa

Ano C n o 08 27 de dezembro de 2015 Sagrada Família: Jesus, Maria e José Família: Escola de Misericórdia! Festa Ano C n o 08 27 de dezembro de 2015 Sagrada Família: Jesus, Maria e José Família: Escola de Misericórdia! Festa Cortesia da Editora Nossa Senhora da Paz Ano C n o 08 27 de dezembro de 2015 Sagrada Família:

Leia mais

Hora Santa pela santificação do Clero

Hora Santa pela santificação do Clero Hora Santa pela santificação do Clero Solenidade do Sagrado Coração de Jesus - 12 de Junho de 2015 1. ABERTURA Animador: Caríssimos irmãos e irmãos, neste dia em que a Igreja celebra a Solenidade do Sagrado

Leia mais

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores

(DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina. -Marcadores de várias cores (DO LIVRO AS FESTAS DA CATEQUESE PEDROSA FERREIRA) Material a preparar: -Um grande coração de cartolina -Marcadores de várias cores -Folhas cada qual com a sua letra ocantinhodasao.com.pt/public_html Página

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

Músicas para Páscoa. AO REDOR DA MESA F Gm C C7 F Refr.: Ao redor da mesa, repartindo o pão/ A maior riqueza dos que são irmãos.

Músicas para Páscoa. AO REDOR DA MESA F Gm C C7 F Refr.: Ao redor da mesa, repartindo o pão/ A maior riqueza dos que são irmãos. Músicas para Páscoa AO PARTIRMOS O PÃO E C#m #m B7 E7 A C#M Refr.: Ao partirmos o pão reconhecemos/ Jesus Cristo por nós ressuscitado./ Sua paz B7 E A B7 E recebemos e levamos,/ Ao nosso irmão que está

Leia mais

Primeiro mistério gozoso

Primeiro mistério gozoso 08.087 Rosario portugués 4.0 28/3/08 13:46 Página 14 Primeiro mistério gozoso Anunciação a Maria. Encarnação do Verbo Palavra de Deus (ver Lc 1, 26-38) Deus enviou o anjo Gabriel a uma virgem. O nome da

Leia mais

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus

A Identidade da Igreja do Senhor Jesus A Identidade da Igreja do Senhor Jesus Atos 20:19-27 (Ap. Paulo) Fiz o meu trabalho como Servo do Senhor, com toda a humildade e com lágrimas. E isso apesar dos tempos difíceis que tive, por causa dos

Leia mais

A Pedagogia do cuidado

A Pedagogia do cuidado Roteiro de Oração na Vida Diária nº 23 A Pedagogia do cuidado Tempo forte na Igreja, inicia-se hoje nossa caminhada de preparação para a Páscoa, no rico tempo da quaresma. Como nos ciclos da natureza,

Leia mais

SOLENIDADE DO NASCIMENTO DE JESUS CRISTO 25 DE DEZEMBRO DE 2015. Paróquia de S. João Baptista de Vila do Conde Eucaristia dinamizada pelos catequistas

SOLENIDADE DO NASCIMENTO DE JESUS CRISTO 25 DE DEZEMBRO DE 2015. Paróquia de S. João Baptista de Vila do Conde Eucaristia dinamizada pelos catequistas SOLENIDADE DO NASCIMENTO DE JESUS CRISTO 25 DE DEZEMBRO DE 2015 Admonição de entrada [Matilde Carvalho] Entrada: toca o Sino Toca o sino pequenino Sino de Belém Já nasceu o Deus menino Para o nosso bem

Leia mais

«Dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo:...»

«Dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Santo:...» «Dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito Ambiente Este texto (já lido no II Domingo de Páscoa) situa- nos no cenáculo, no próprio dia da ressurreição. Apresenta-nosnos a comunidade

Leia mais

1915-2015 SUBSÍDIOS E HORA SANTA. Por ocasião dos 100 anos do MEJ MEJ BRASIL. 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor!

1915-2015 SUBSÍDIOS E HORA SANTA. Por ocasião dos 100 anos do MEJ MEJ BRASIL. 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor! 1º ROTEIRO PAZ Dom e compromisso para viver melhor! 2º ROTEIRO EUCARISTIA Mistério Pascal celebrado na comunidade de fé! 3º ENCONTRO EVANGELHO Amor para anunciar e transformar o mundo! 1915-2015 SUBSÍDIOS

Leia mais

www.paroquiadecascais.org

www.paroquiadecascais.org Oração dos fiéis I Celebrando o especial dom da graça e da caridade, com que Deus Se dignou consagrar o amor dos nossos irmãos N. e N., confiemo-los ao Senhor, dizendo: 1. Para que os nossos irmãos N.

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Terça-feira da 1ª Semana da Quaresma Ó Deus, força

Leia mais

III MODELOS DE ORAÇÃO UNIVERSAL

III MODELOS DE ORAÇÃO UNIVERSAL III MODELOS DE ORAÇÃO UNIVERSAL 229. I Irmãos e irmãs: Celebrando o especial dom da graça e da caridade, com que Deus Se dignou consagrar o amor dos nossos irmãos N. e N., confiemo-los ao Senhor, dizendo

Leia mais

Felizes os puros de coração porque verão a Deus (Mt 5, 8)

Felizes os puros de coração porque verão a Deus (Mt 5, 8) Janeiro e Fevereiro 2015 Editorial Esta é a Síntese dos meses de Janeiro e Fevereiro, assim como a Palavra de Vida, em que o nosso diretor espiritual, Pe. Pedro, fala sobre Felizes os puros de coração

Leia mais

Oração ao finalizar o Ano 2015

Oração ao finalizar o Ano 2015 Oração ao finalizar o Ano 2015 QUE SEU AMOR SE EXTENDA POR TODA A TERRA Reunimos em oração no último dia do Ano para dar graças a Deus por tantos dons recebidos pessoalmente, na família, na comunidade,

Leia mais

TEMPO DO NATAL I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA HINOS. Vésperas

TEMPO DO NATAL I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA HINOS. Vésperas I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA No Ofício dominical e ferial, desde as Vésperas I do Natal do Senhor até às Vésperas I da Epifania do Senhor, a não ser que haja hinos próprios: HINOS Vésperas Oh admirável

Leia mais

Sagrada Família de Jesus, Maria e José Natal

Sagrada Família de Jesus, Maria e José Natal Sagrada Família de Jesus, Maria e José Natal 1ª Leitura Eclo 3,3-7.14-17a (gr.2-6.12-14) Leitura do Livro do Eclesiástico 3,3-7.14-17a (gr.2-6.12-14) 3Deus honra o pai nos filhos e confirma, sobre eles,

Leia mais

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações?

O Canto Litúrgico. Como escolher os cantos para nossas celebrações? O Canto Litúrgico Como escolher os cantos para nossas celebrações? O que é Liturgia? Liturgia é antes de tudo "serviço do povo", essa experiência é fruto de uma vivencia fraterna, ou seja, é o culto, é

Leia mais

PARÓQUIA DE SÃO PEDRO DO PRIOR VELHO. Procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima

PARÓQUIA DE SÃO PEDRO DO PRIOR VELHO. Procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima PARÓQUIA DE SÃO PEDRO DO PRIOR VELHO Procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima PRIOR VELHO 12-05-2007 Cântico de Entrada: 1. A treze de Maio, na Cova da Iria, apareceu brilhando a Virgem Maria. Ave,

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLIX- Brasília, 27 de abril de 2014 - Nº 29 SEGUNDO DOMINGO DA PÁSCOA Cor: Branco

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLIX- Brasília, 27 de abril de 2014 - Nº 29 SEGUNDO DOMINGO DA PÁSCOA Cor: Branco O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLIX- Brasília, 27 de abril de 2014 - Nº 29 SEGUNDO DOMINGO DA PÁSCOA Cor: Branco 1 INTRODUÇÃO Com: Queridos irmãos, neste segundo Domingo do

Leia mais

- 30 2012 - Nº 6 FESTA DA SAGRADA FAMÍLIA, JESUS, MARIA E JOSÉ ANO DA FÉ COR LITÚRGICA: BRANCO

- 30 2012 - Nº 6 FESTA DA SAGRADA FAMÍLIA, JESUS, MARIA E JOSÉ ANO DA FÉ COR LITÚRGICA: BRANCO O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLVIII - Brasília, 30 de dezembro de 2012 - Nº 6 FESTA DA SAGRADA FAMÍLIA, JESUS, MARIA E JOSÉ ANO DA FÉ COR LITÚRGICA: BRANCO INTRODUÇÃO Com:

Leia mais

Obs.: José recebeu em sonho a visita de um anjo que lhe disse que seu filho deveria se chamar Jesus.

Obs.: José recebeu em sonho a visita de um anjo que lhe disse que seu filho deveria se chamar Jesus. Anexo 2 Primeiro momento: contar a vida de Jesus até os 12 anos de idade. Utilizamos os tópicos abaixo. As palavras em negrito, perguntamos se eles sabiam o que significava. Tópicos: 1 - Maria e José moravam

Leia mais

Apostolado do Oratório Meditação dos Primeiros Sábados

Apostolado do Oratório Meditação dos Primeiros Sábados Apostolado do Oratório Meditação dos Primeiros Sábados Janeiro 2016 Chamados a caminhar sempre em direção a Cristo Introdução: Quando apareceu em Fátima, Nossa Senhora pediu aos homens que fizessem uma

Leia mais

VII DOMINGO DA PÁSCOA - Ano C Ascensão do Senhor

VII DOMINGO DA PÁSCOA - Ano C Ascensão do Senhor VII DOMINGO DA PÁSCOA - Ano C Ascensão do Senhor Enquanto os abençoava, foi elevado ao Céu 8 de Maio de 2016 Admonição Inicial - Cântico Inicial - Eu acredito Nós sabemos porquê, porquê seguir esta estrada

Leia mais

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012

ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 ASSEMBLEIA DO RENOVAMENTO CARISMÁTICO DA DIOCESE DO PORTO 21 de Abril de 2012 Mantendo-vos, portanto, firmes, tendo cingido os vossos rins com a verdade, vestindo a couraça da justiça e calçando os pés

Leia mais

Missa da Vigília NATAL DO SENHOR

Missa da Vigília NATAL DO SENHOR 172 ANO C NATAL DO ENHOR Missa da Vigília rmãos e irmãs em Cristo: O Evangelho da genealogia de Jesus lembrou-nos as gerações que esperaram o alvador. Como elas, também nós oramos a Deus, dizendo (ou:

Leia mais

Toda bíblia é comunicação

Toda bíblia é comunicação Toda bíblia é comunicação Toda bíblia é comunicação de um Deus amor, de um Deus irmão. É feliz quem crê na revelação, quem tem Deus no coração. Jesus Cristo é a palavra, pura imagem de Deus Pai. Ele é

Leia mais

APRESENTAÇÃO DAS CRIANÇAS NA IGREJA PARA A CATEQUESE

APRESENTAÇÃO DAS CRIANÇAS NA IGREJA PARA A CATEQUESE APRESENTAÇÃO DAS CRIANÇAS NA IGREJA PARA A CATEQUESE GIOTTO, Apresentação de Jesus no Templo DUCCIO, Jesus entre os doutores do Templo Paróquias: Senhor Jesus dos Aflitos Cristo Rei de Algés 2014 1 1.

Leia mais

Quero estar preparado para Te abrir a porta, Senhor. Quero estar preparado para Te abrir a porta, Senhor. Mostra-me o Teu amor, dá-me a Tua salvação.

Quero estar preparado para Te abrir a porta, Senhor. Quero estar preparado para Te abrir a porta, Senhor. Mostra-me o Teu amor, dá-me a Tua salvação. I Domingo do Advento I Domingo do Advento Quero estar preparado para Te abrir a porta, Senhor. Mostra-me o Teu amor, dá-me a Tua salvação. Podes contar comigo. Estou atento para Te escutar e para que tenhas

Leia mais

Papa: "Onde nasce Deus, nasce a esperança e floresce a misericórdia" 2015-12-25 Rádio Vaticana

Papa: Onde nasce Deus, nasce a esperança e floresce a misericórdia 2015-12-25 Rádio Vaticana Papa: "Onde nasce Deus, nasce a esperança e floresce a misericórdia" 2015-12-25 Rádio Vaticana Onde nasce Deus, nasce a esperança, nasce a paz e floresce a misericórdia. Na tradicional Mensagem Urbi et

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MÚSICAS PARA A MISSA DO DIA DOS PAIS 07 DE AGOSTO DE 2008

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MÚSICAS PARA A MISSA DO DIA DOS PAIS 07 DE AGOSTO DE 2008 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MÚSICAS PARA A MISSA DO DIA DOS PAIS 07 DE AGOSTO DE 2008 1. ENTRADA (Deixa a luz do céu entrar) Tu anseias, eu bem sei, por salvação,

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal

ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal 1 PARÓQUIA DE Nª SRª DA CONCEIÇÃO, MATRIZ DE PORTIMÃO ORAÇÃO EM FAMÍLIA Quaresma e Tempo Pascal (O Ícone da Sagrada Família deve ser colocado na sala, num lugar de relevo e devidamente preparado com uma

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano L - Brasília, 21 de junho de 2015 - Nº 36 DÉCIMO SEGUNDO DOMINGO DO TEMPO COMUM Cor Litúrgica: Verde JORNADA DO DÍZIMO 1 Animador: Irmãos amados,

Leia mais

SOLENIDADE DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO APARECIDA

SOLENIDADE DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO APARECIDA Ano A - XXIV - Nº 1475-28º Domingo - cor branca ou dourada - 12/10/2014 SOLENIDADE DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO APARECIDA MARIA NOS ORIENTA NO SEGUIMENTO DE JESUS CRISTO 1. ACOLHIDA Preparar na entrada

Leia mais

Preparar o ambiente com Bíblia, Cruz, velas, fotos e símbolos missionários. 1. ACOLHIDA

Preparar o ambiente com Bíblia, Cruz, velas, fotos e símbolos missionários. 1. ACOLHIDA Preparar o ambiente com Bíblia, Cruz, velas, fotos e símbolos missionários. 1. ACOLHIDA Animador(a): Neste ano, em preparação para as comemorações de seu Centenário, a Diocese de Guaxupé iniciou, na quinta-feira

Leia mais

LIÇÃO 2 Jesus, o Messias Prometido

LIÇÃO 2 Jesus, o Messias Prometido Nesta Lição Estudará... A Natureza da Profecia Bíblica A Importância das Profecias O Desenvolvimento da Profecia Messiânica O Ritual Profético As Profecias Sobre o Messias Humano e Divino Sacrifício e

Leia mais

Celebração para o Dia do(a) Catequista

Celebração para o Dia do(a) Catequista Celebração para o Dia do(a) Catequista CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética SE/Sul Quadra 801 Conjunto B 70200-014 Brasília -

Leia mais

Natividade de Nossa Senhora

Natividade de Nossa Senhora Rita de Sá Freire Natividade de Nossa Senhora 8 de setembro Na Igreja católica celebramos numerosas festas de santos. Entretanto, não se celebra a data de nascimento do santo, mas sim a de sua morte, correspondendo

Leia mais

Servidores da Caridade

Servidores da Caridade Homilia da Missa Crismal 2011 Servidores da Caridade António Marto Catedral de Leiria 21 de Abril de 2011 Cantarei eternamente a bondade do Senhor A liturgia da Missa Crismal encerra uma beleza espiritual

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

Primeiro vamos preparar todos o material de jogo:

Primeiro vamos preparar todos o material de jogo: Nesta Quaresma o Secretariado da Catequese desafia-te. Desafia-te a desafiares-te, desafia-te a desafiares a tua família para este pequeno/grande desafio. Primeiro vamos preparar todos o material de jogo:

Leia mais

Começando pela realidade da assembléia, antes de mais nada é preciso perguntar-se: Qual a realidade desta comunidade reunida?

Começando pela realidade da assembléia, antes de mais nada é preciso perguntar-se: Qual a realidade desta comunidade reunida? Agora você vai conhecer dicas indispensáveis para o ministério de música no serviço à liturgia. Mas as orientações aqui apresentadas não dispensam as observações do celebrante. É ele quem preside e, por

Leia mais

JESUS CRISTO DESCEU AOS INFERNOS, RESSUSCITOU DOS MORTOS AO TERCEIRO DIA

JESUS CRISTO DESCEU AOS INFERNOS, RESSUSCITOU DOS MORTOS AO TERCEIRO DIA JESUS CRISTO DESCEU AOS INFERNOS, RESSUSCITOU DOS MORTOS AO TERCEIRO DIA 03-03-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Jesus Cristo desceu aos infernos, ressuscitou dos mortos ao terceiro dia

Leia mais

Perfil da Igreja que possui maturidade

Perfil da Igreja que possui maturidade Perfil da Igreja que possui maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO Atos 2.7-45 7 - E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?

Leia mais

I ARQUIDIOCESE DE SÃO PAULO ELES O RECONHECERAM AO PARTIR O PÃO SEMANA EUCARÍSTICA: 12 18/06/2014 (ORIENTAÇÕES LITÚRGICO-PASTORAIS)

I ARQUIDIOCESE DE SÃO PAULO ELES O RECONHECERAM AO PARTIR O PÃO SEMANA EUCARÍSTICA: 12 18/06/2014 (ORIENTAÇÕES LITÚRGICO-PASTORAIS) I ARQUIDIOCESE DE SÃO PAULO ELES O RECONHECERAM AO PARTIR O PÃO SEMANA EUCARÍSTICA: 12 18/06/2014 (ORIENTAÇÕES LITÚRGICO-PASTORAIS) A celebração da solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, no

Leia mais

1 - NOITE FELIZ (Franz Gruber) não tem no CD

1 - NOITE FELIZ (Franz Gruber) não tem no CD 1 - NOIT LIZ (ranz Gruber) não tem no C (introdução) 7 m m/c# G 7 G G G Noite feliz, noite feliz 7 G Ó Senhor, eus de amor C G Pobrezinho nasceu em Belém C G is na lapa Jesus, nosso bem 7 m m/c# orme em

Leia mais

Leituras: Ex 34, 4b-6.8-9; 2 Cor 13, 11-13; Jo 3, 16 18

Leituras: Ex 34, 4b-6.8-9; 2 Cor 13, 11-13; Jo 3, 16 18 // De acordo com o calendário litúrgico, neste domingo (19), comemoramos a festa da Santíssima Trindade. Dom Emanuele Bargellini - Prior do Mosteiro da Transfiguração (Mogi das Cruzes - São Paulo), doutor

Leia mais

XIIIº PLANO DIOCESANO DE PASTORAL Diocese de Inhambane 2012 2015 TEMA: JUNTOS CRESCENDO FIRMES NA FÉ

XIIIº PLANO DIOCESANO DE PASTORAL Diocese de Inhambane 2012 2015 TEMA: JUNTOS CRESCENDO FIRMES NA FÉ XIIIº PLANO DIOCESANO DE PASTORAL Diocese de Inhambane 2012 2015 TEMA: JUNTOS CRESCENDO FIRMES NA FÉ INTRODUÇÃO GERAL A Assembleia Diocesana de Pastoral, realizada no Centro do Guiúa de 6 a 8 de Dezembro

Leia mais

CANTOS PARA O NATAL CANTO DE ENTRADA:

CANTOS PARA O NATAL CANTO DE ENTRADA: CANTO DE ENTRADA: CANTOS PARA O NATAL 01. PEQUENINO SE FEZ (SL 95): J.Thomaz Filho e Fr.Fabretti Pequenino se fez nosso irmão, Deus-conosco! Brilhou nova luz! Quem chorou venha ver que o Menino tem razão

Leia mais

Ano C n o 09 1 de janeiro de 2016. Santa Mãe de Deus, Maria A Misericórdia presente no carinho materno Solenidade Dia Santo de Guarda

Ano C n o 09 1 de janeiro de 2016. Santa Mãe de Deus, Maria A Misericórdia presente no carinho materno Solenidade Dia Santo de Guarda Ano C n o 09 1 de janeiro de 2016 Santa Mãe de Deus, Maria A Misericórdia presente no carinho materno Solenidade Dia Santo de Guarda Cortesia da Editora Nossa Senhora da Paz Ano C n o 09 1 de janeiro de

Leia mais

LAUSPERENE das Crianças da Catequese 1 de Dezembro de 2010 - Carreço

LAUSPERENE das Crianças da Catequese 1 de Dezembro de 2010 - Carreço LAUSPERENE das Crianças da Catequese 1 de Dezembro de 2010 - Carreço Cântico: Deixa Deus entrar Deixa Deus entrar na tua própria casa Deixa-te tocar pela sua graça Dentro em segredo reza-lhe sem medo Senhor,

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

NORMATIVAS PARA A CELEBRAÇÃO DE CERIMÔNIAS DO RITUAL E OUTRAS

NORMATIVAS PARA A CELEBRAÇÃO DE CERIMÔNIAS DO RITUAL E OUTRAS NORMATIVAS PARA A CELEBRAÇÃO DE CERIMÔNIAS DO RITUAL E OUTRAS INTRODUÇÃO O Colégio Episcopal da Igreja Metodista, no exercício de sua competência estabelecida no art. 66, incisos 1, 2 e 32, da Lei Ordinária,

Leia mais

NORMATIVAS PARA A CELEBRAÇÃO DE CERIMÔNIAS DO RITUAL E OUTRAS

NORMATIVAS PARA A CELEBRAÇÃO DE CERIMÔNIAS DO RITUAL E OUTRAS NORMATIVAS PARA A CELEBRAÇÃO DE INTRODUÇÃO O Colégio Episcopal da Igreja Metodista, no exercício de sua competência, estabelecida no art. 66, incisos 1, 2 e 32, da Lei Ordinária, normatizando o Capítulo

Leia mais

Funchal. 2 de Fevereiro de 2014

Funchal. 2 de Fevereiro de 2014 Funchal 2 de Fevereiro de 2014 Ex.mo e Rev.mo Senhor Bispo da Diocese do Funchal D. António José Cavaco Carrilho, Senhores Bispos Eméritos, Ex.mo Senhor Representante da República na Região Autónoma da

Leia mais

A BENDITA ESPERANÇA DA IGREJA

A BENDITA ESPERANÇA DA IGREJA A BENDITA ESPERANÇA DA IGREJA Ap 21.9-11 - E veio um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das sete últimas pragas, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro.10

Leia mais

- 20 2013 - Nº 53 VIGÉSIMO NONO DOMINGO DO TEMPO COMUM DIA MUNDIAL DAS MISSÕES E DA INFÂNCIA MISSIONÁRIA ANO DA FÉ

- 20 2013 - Nº 53 VIGÉSIMO NONO DOMINGO DO TEMPO COMUM DIA MUNDIAL DAS MISSÕES E DA INFÂNCIA MISSIONÁRIA ANO DA FÉ O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLVIII - Brasília, 20 de outubro de 2013 - Nº 53 VIGÉSIMO NONO DOMINGO DO TEMPO COMUM DIA MUNDIAL DAS MISSÕES E DA INFÂNCIA MISSIONÁRIA ANO

Leia mais

Os Cânticos do Natal # 03 O Cântico de Zacarias Lucas 1.67-79

Os Cânticos do Natal # 03 O Cântico de Zacarias Lucas 1.67-79 Benedictus - O Cântico de Zacarias Lucas 1.67-79 67 Seu pai, Zacarias, foi cheio do Espírito Santo e profetizou: 68 Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. 69 Ele

Leia mais

Mestra do Anúncio, Profecia do Amor. Hino do Centenário das Aparições de Fátima

Mestra do Anúncio, Profecia do Amor. Hino do Centenário das Aparições de Fátima Mestra do Anúncio, Profecia do Amor Hino do Centenário das Aparições de Fátima Mestra do Anúncio, Profecia do Amor Seguindo a secular convicção da Igreja coincidente, aliás, com a realidade antropológica

Leia mais

A Bíblia realmente afirma que Jesus

A Bíblia realmente afirma que Jesus 1 de 7 29/06/2015 11:32 esbocandoideias.com A Bíblia realmente afirma que Jesus Cristo é Deus? Presbítero André Sanchez Postado por em: #VocêPergunta Muitas pessoas se confundem a respeito de quem é Jesus

Leia mais

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos Servos de Maria e ficou conhecido como o protetor contra o câncer.

Leia mais

Orientações Gerais. Este é um tempo de evangelização muito importante para as famílias e para a Igreja.

Orientações Gerais. Este é um tempo de evangelização muito importante para as famílias e para a Igreja. Orientações Gerais É importante ir ao encontro de todas as famílias, especialmente famílias que estão afastadas da comunidade ou que estão precisando de uma visita da comunidade. Este é um tempo de evangelização

Leia mais

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLIX- Brasília, 23 de fevereiro de 2014 - Nº 15 SÉTIMO DOMINGO DO TEMPO COMUM Cor Litúrgica: Verde INTRODUÇÃO Com.: Irmãos amados, nesta Páscoa

Leia mais

Pe. Nilton César Boni, cmf

Pe. Nilton César Boni, cmf EDITORA AVE-MARIA Apresentação Após a homilia na Sagrada Liturgia, rezamos solenemente o Credo como profissão de nossa fé. Em primeira pessoa, o fiel diz publicamente Creio referindo-se às verdades do

Leia mais

Orientações Gerais. Este é um tempo de evangelização muito importante para as famílias e para a Igreja.

Orientações Gerais. Este é um tempo de evangelização muito importante para as famílias e para a Igreja. Orientações Gerais É importante ir ao encontro de todas as famílias, especialmente famílias que estão afastadas da comunidade ou que estão precisando de uma visita da comunidade. Este é um tempo de evangelização

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 32 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 32 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 32 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 1. TEMA: Culto Cristão no Lar. PLANO DE AULA 2. OBJETIVO: Relatando como Jesus

Leia mais

Estudo de I Coríntios Introdução + 1ª lição 1 I CORÍNTIOS INTRODUÇÃO PONTOS SOBRESSALIENTES DE CADA CAPÍTULO

Estudo de I Coríntios Introdução + 1ª lição 1 I CORÍNTIOS INTRODUÇÃO PONTOS SOBRESSALIENTES DE CADA CAPÍTULO Estudo de I Coríntios Introdução + 1ª lição 1 I CORÍNTIOS INTRODUÇÃO PONTOS SOBRESSALIENTES DE CADA CAPÍTULO CAPÍTULO 1 1. A graça de Deus dada aos coríntios. 2. A confirmação. 3. O espírito sectário.

Leia mais

PERGUNTAS & RESPOSTAS - FONTE ESTUDOS BÍBLICOS 2015

PERGUNTAS & RESPOSTAS - FONTE ESTUDOS BÍBLICOS 2015 PERGUNTAS & RESPOSTAS - FONTE ESTUDOS BÍBLICOS 2015 1) A Cruz era um instrumento de execução. Para os romanos, que tipo de pessoa era executado na cruz? E para os judeus? Resposta: Os romanos a usavam

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais