Registo de resultados 1:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Registo de resultados 1:"

Transcrição

1 Licenciaturas em Informática e Gestão de Empresas, Engenharia de Telecomunicações e Informática e Engenharia Informática Redes Digitais III Relatório do 1º Guião Laboratorial para avaliação: Gestão de Redes Licenciatura: ETI Turma : T3 Grupo : 02 Data: 12/03/2010 Nome do Aluno Número do Aluno André Coelho Carlos Duque Registo de resultados 1: a. O protocolo de transporte utilizado é UDP. A versão do protocolo SNMP utilizada é a version-1. b. Porto 162, está a funcionar no modo trap. c. Existem duas mensagens trap, podem ser distinguidas a partir do campo generic-trap; na primeira mensagem este campo tem o valor linkdown, enquanto que na segunda tem o valor linkup. Estas mensagens são enviadas do agente para o gestor, com o objectivo de informar a ocorrência de eventos especiais. Ao desligarmos a extremidade do cabo que se encontrava ligado na porta M2-4 da nossa bancada vamos obter a mensagem de linkdown, indica que a via de comutação foi interrompida; quando voltamos a inserir o cabo obtemos a segunda mensagem, linkup, indica que a via de comutação foi restabelecida. 1

2 d. A estrutura BER representa a forma binária de como o ASN1 é transmitido. ASN1 é a representação dos dados independente da plataforma. Indentity: Valores ILC: Class-Universal Type-Primitive Tag Hex Identity 02 Representa o tipo de dados Integer32 Lenght 01 Nº bytes ocupados por value Content 02 Representa o número da porta desligada Estrutura ASN1 de : ifindex OBJECT-TYPE SYNTAX INTEGER ACCESS read-only STATUS mandatory DESCRIPTION "A unique value for each interface. Its value ranges between 1 and the value of ifnumber. The value for each interface must remain constant at least from one re-initialization of the entity's network management system to the next reinitialization." ::= { ifentry 1 } No nosso caso o ultimo valor é igual a 2, uma vez que a porta do switch desligada foi a número 2, este valor corresponde ao valor do content na tabela ILC, apresentada anteriormente. Vendo na perspectiva da hierarquia temos: interface (porta 2 do switch) ifindex ifentry iftable SNMP MIB-2 Interfaces SNMP MIB IETF Management OID assignments from Internet US Department of Defense ISO Identified Organization 1 - ISO assigned OIDs Outro elemento da MIB existente no switch é o , representado pelo campo enterprise, este valor identifica o switch. Enterasys 24 port 100BASE-TX Fast Ethernet standalone L2 switch with RJ45 connectors and two uplink slots. 2

3 e. Trap 1 (linkdown): Trap 2 (linkup): time-stamp = = 1151 tempo = = Podemos então verificar que 1 time-stamp corresponde a: 11,336363/1151 = 0, Segundos; Ou seja aproximadamente 1 centésimo de segundo, este valor é designado por TimeTricks. 3

4 Registo de resultados 2: a. São trocadas mensagens do tipo SNMP get-request, enviadas da estação de gestão para o agente do switch e mensagens SNMP get-response, enviadas do agente do switch para a estação de gestão; nestas ultimas é enviado o valor do contador para a estação de gestão. Para que não exista ambiguidade entre os diferentes pares get-request/get-response trocados ao longo do tempo existe o campo request-id, que é incrementado a cada par. Na mensagem de get-request este é enviado com um determinado valor e na mensagem de get-response, correspondente ao get-request, trás o mesmo valor. b. É utilizado o porto 161, está a funcionar no modo pedido/resposta. c. O valor deste contador corresponde ao número de pacotes UDP que o switch envia. Sendo assim cada vez que clicamos no botão Query ou quando a estação de gestão contacta o cliente autonomamente, o valor deste campo vai ser incrementado em uma unidade uma vez que é produzido um novo par get-request/get-response e a cada getresponse o switch vai ter que enviar um pacote UDP. Caso existissem outros processos a gerar pacotes que utilizassem UDP, iríamos observar outros tipos de incrementos. d. O valor da variável é igual a 3, este valor é obtido através da seguinte expressão: 2 (L-1), em que L corresponde ao número da camada do serviço que o agente SNMP que está a correr no switch implementa, que varia da seguinte forma: 1 physical (e.g., repeaters) 2 datalink/subnetwork (e.g., bridges) 3 internet (e.g., IP gateways) 4 end-to-end (e.g., IP hosts) 7 applications (e.g., mail relays) Sendo assim como o valor é 3 deduzimos que o agente implementa os serviços 1 e 2. 2 (1-1) + 2 (2-1) = = = 3. 4

5 e. O valor da variável é igual a 2, o que indica que o agente SNMP a correr na máquina Linux se encontra no estado not-forwarding; isto significa que não se encontra a fazer reencaminhamento de pacotes ip. ipforwarding OBJECT-TYPE SYNTAX INTEGER { forwarding(1), not-forwarding(2) } ACCESS read-write STATUS mandatory DESCRIPTION "The indication of whether this entity is acting as an IP gateway in respect to the forwarding of datagrams received by, but not addressed to, this entity. IP gateways forward datagrams. IP hosts do not (except those source-routed via the host). Note that for some managed nodes, this object may take on only a subset of the values possible. Accordingly, it is appropriate for an agent to return a `badvalue' response if a management station attempts to change this object to an inappropriate value." ::= { ip 1 } f. A estação gestora contacta cada um dos agentes MIB, com períodos de aproximadamente 5 minutos. Ver diferença de tempo entre mensagens com id 411 e 1198, contacto com o agente a correr na máquina Linux; ver diferença de tempo entre mensagens com id 886 e 1612, contacto com agente a correr no switch. O contacto é feito através da troca de mensagens get-response/get-request, em que a primeira, enviada da estação de gestão para o agente, é enviada com um determinado request-id e a segunda, resposta do agente à estação de gestão, vem com o mesmo valor nesse campo. Esta troca de mensagens tem como objectivo a estação verificar o bom funcionamento do agente, ou caso isto não se verifique detectar qual o problema que ocorreu. g. Observamos que nos campos da MIB que são trocados existem dois que são relevantes para esta alínea. O primeiro é o campo enterprise que identifica o dispositivo de rede que originou o trap. O outro campo relevante será o sysuptime, que permite ordenar cronologicamente os traps; um trap mais antigo vai ter um time-stamp mais pequeno que um trap mais recente, uma vez que este campo apresenta um valor relativo ao tempo desde a última re-inicilização do switch. Portanto os campos com os ids (enterprise) e (sysuptime), serão os campos da MIB enviados e relevantes. 5

6 Registo de resultados 3: a. É possível alterar o valor da variável, uma vez que definimos no perfil 1 o campo Write como private, isto significa que temos permissões tanto de escrita como de leitura. b. Foram trocadas as mensagens set-request/get-response, a estação de base faz o pedido para troca do valor de sysname com o set-request ao qual o agente SNMP responde com o get-response, nesta mensagem o valor da variável já foi alterado. A comunidade utilizada é privada. c. É utilizado o porto 161, o protocolo SNMP está a funcionar no modo pedido resposta. d. Foram efectuados vários pedidos de set-request, todos eles rejeitados, surgindo uma situação de Time-Out, em que não foram realizadas mais tentativas. Isto aconteceu pois definimos no perfil de default o campo write como public, o que significa que apenas possuímos permissões de leitura e não de escrita, ao contrário do que acontecia na alínea a., não sendo assim possível alterar o valor da variável como anteriormente. 6

7 Bibliografia Acetatos da disciplina Computer Networking A Top-Down Approach Featuring The Internet, James F. Kurose and Keith W. Ross 7

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Gestão de redes. Protocolo SNMP. Maio de 2010 1 Gestão de redes Gestão de redes refere-se neste contexto às actividades relacionadas com a manutenção do bom funcionamento de um conjunto

Leia mais

Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia

Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia UNISUL 2013 / 1 Universidade do Sul de Santa Catarina Engenharia Elétrica - Telemática 1 Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia Aula 4 Ferramentas de Gerência de Redes Sistema de Gerência

Leia mais

Gerenciamento de Redes - Evolução. Gerenciamento de Rede. Gerenciamento de Rede NOC NOC

Gerenciamento de Redes - Evolução. Gerenciamento de Rede. Gerenciamento de Rede NOC NOC s - Evolução 1970s 1970s 1980s 1980s Dispositivos 1990s 1990s Browser A Web Server Mainframe Estação Gerenciadora Browser C Browser B NOC (Network( Operation Center) Conjunto de atividades para manter

Leia mais

3. O protocolo SNMP 1

3. O protocolo SNMP 1 3. O protocolo SNMP 1 Veicula informações de gerência transporte de valores das MIBs Interações sem conexão Mensagens em UDP/IP portas 161 e 162 pacotes de tamanho variável Mensagens auto-contidas formato

Leia mais

INTERCONEXÃO DE REDES DE COMPUTADORES

INTERCONEXÃO DE REDES DE COMPUTADORES 1 INTERCONEXÃO DE REDES DE COMPUTADORES Parte 7 Introdução à Gerência de Redes Prof. Pedro S. Nicolletti (Peter), 2013 Resumo 2 Conceitos Básicos de SNMP Introdução Arquitetura MIB Segurança SNMPv1, SNMPv2

Leia mais

Relatório do 2º Guião Laboratorial de Avaliação: Encaminhamento de pacotes. Licenciatura: ETI Turma : ETC1 Grupo : rd2_t3_02 Data: 30/10/2009

Relatório do 2º Guião Laboratorial de Avaliação: Encaminhamento de pacotes. Licenciatura: ETI Turma : ETC1 Grupo : rd2_t3_02 Data: 30/10/2009 Licenciaturas em Informática e Gestão de Empresas, Engenharia de Telecomunicações e Informática e Engenharia Informática Redes Digitais II Relatório do 2º Guião Laboratorial de Avaliação: Encaminhamento

Leia mais

Lista 3 Exercícios de Gestão de Redes

Lista 3 Exercícios de Gestão de Redes 1. Quais os fatores que contribuem para o sucesso de uma operação de gerenciamento? O sucesso de uma operação de Gerenciamento depende dos seguintes fatores: O sistema de gerenciamento invocador deve ter

Leia mais

MIB (Management Information Base) Objetos Gerenciados Um objeto gerenciado é a visão abstrata.

MIB (Management Information Base) Objetos Gerenciados Um objeto gerenciado é a visão abstrata. MIB (Management Information Base) Objetos Gerenciados Um objeto gerenciado é a visão abstrata. A MIB é o conjunto dos objetos gerenciados. Basicamente são definidos três tipos de MIBs: MIB II, MIB experimental

Leia mais

INTERCONEXÃO DE REDES DE COMPUTADORES

INTERCONEXÃO DE REDES DE COMPUTADORES 1 Resumo 2 INTERCONEXÃO DE REDES DE COMPUTADORES Parte 7 Introdução à Gerência de Redes Introdução Segurança SNMPv1, SNMPv2 Segurança SNMPv3 Prof. Pedro S. Nicolletti (Peter), 2013 Introdução 3 4 Com o

Leia mais

Universidade Católica do Salvador CURSO DE BACHARELADO EM INFORMÁTICA

Universidade Católica do Salvador CURSO DE BACHARELADO EM INFORMÁTICA Universidade Católica do Salvador CURSO DE BACHARELADO EM INFORMÁTICA O Protocolo SNMP Por Lécia de Souza Oliveira Índice Página 2... O que é SNMP? Histórico Página 3 e 4... Estrutura Geral do Sistema

Leia mais

The Simple Network Management Protocol, version 1

The Simple Network Management Protocol, version 1 SNMPv1 The Simple Network Management Protocol, version 1, 2007 1 O Protocolo A versão original do SNMP derivou do Simple Gateway Monitoring Protocol (SGMP) em 1988 RFC1157, STD0015 A Simple Network Management

Leia mais

Redes de computadores e a Internet. Capítulo 9. Gerenciamento de rede 9-3. 2005 by Pearson Education

Redes de computadores e a Internet. Capítulo 9. Gerenciamento de rede 9-3. 2005 by Pearson Education Redes de computadores e a Internet Capítulo 9 Gerenciamento de rede 9-3 Gerenciamento de rede Objetivos do capítulo: Introdução ao gerenciamento de redes Motivação Componentes principais Ambiente de gerenciamento

Leia mais

Gerência de Redes de Computadores - SNMPv1 & SNMPv2c

Gerência de Redes de Computadores - SNMPv1 & SNMPv2c Gerência de Redes de Computadores - SNMPv1 & SNMPv2c Prof.: Helcio Wagner / Iguatemi Eduardo Agosto de 2009. p.1/50 Gerência Internet = Introdução Nos primórdios da Internet, as únicas ferramentas utilizadas

Leia mais

Gerência e Segurança de Redes

Gerência e Segurança de Redes Gerência e Segurança de Redes Modelos filipe.raulino@ifrn.edu.br SNMP e CMIP SNMP x CMIP O ambiente de gerenciamento OSI é composto por gerentes, agentes e objetos gerenciados. Um gerente transmite operações

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Gerenciamento de Redes Prof. Thiago Dutra Agenda n Introdução n O que Gerenciar? n Definição n Modelo de Gerenciamento n Infraestrutura de Gerenciamento

Leia mais

Protótipo de Software de Gerência SNMP Para o Ambiente Windows NT

Protótipo de Software de Gerência SNMP Para o Ambiente Windows NT Protótipo de Software de Gerência SNMP Para o Ambiente Windows NT Aluno : André Mafinski Orientador : Prof. Sérgio Stringari ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO - Introdução; - Gerenciamento de Redes; - Considerações;

Leia mais

3. O protocolo SNMP. Managed system. Management system. resources. management application. MIB objects. SNMP manager UDP IP. IP link.

3. O protocolo SNMP. Managed system. Management system. resources. management application. MIB objects. SNMP manager UDP IP. IP link. 3. O protocolo SNMP Veicula informações de gerência transporte de valores das MIBs Interações sem conexão Mensagens em UDP/IP portas e 162 pacotes de tamanho variável Mensagens auto-contidas formato Type

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores SNMP Simple Network Management Protocol 1 Histórico No final dos anos 70 não haviam protocolos de gerenciamento. A única ferramenta efetivamente usada para gerenciamento foi o Internet

Leia mais

Centro Universitário Fundação Santo André. Disciplina Redes de Computadores. Módulo 08

Centro Universitário Fundação Santo André. Disciplina Redes de Computadores. Módulo 08 Centro Universitário Fundação Santo André Disciplina Redes de Computadores Módulo 08 2006 V1.0 Conteúdo Arquitetura de Gerenciamento Porque Gerenciar a Rede Corporativa? Componentes MIB - Management Information

Leia mais

Gerenciamento de Equipamentos Usando o Protocolo SNMP

Gerenciamento de Equipamentos Usando o Protocolo SNMP Gerenciamento de Equipamentos Usando o Protocolo SNMP Diego Fraga Contessa, Everton Rafael Polina Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento - CP Eletrônica S.A. Rua da Várzea 379 - CEP 91040-600 - Porto

Leia mais

Centro Universitário Fundação Santo André. Disciplina Redes de Computadores. Módulo 08

Centro Universitário Fundação Santo André. Disciplina Redes de Computadores. Módulo 08 Centro Universitário Fundação Santo André Disciplina Redes de Computadores Módulo 08 2006 V1.0 Conteúdo Arquitetura de Gerenciamento Porque Gerenciar a Rede Corporativa? Gerenciamento TCP/IP Componentes

Leia mais

Gerenciamento da rede ATM. Prof. José Marcos C. Brito

Gerenciamento da rede ATM. Prof. José Marcos C. Brito Gerenciamento da rede ATM Prof. José Marcos C. Brito 1 Princípios Gerais O SNMP (Simple Network Management Protocol) é o protocolo mais utilizado. Se o dispositivo ATM é gerenciado de uma estação de gerenciamento

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Ferramentas de gestão de rede Adriano Lhamas, Berta Batista, Jorge Pinto Leite Maio de 2007 Ferramentas de gestão de rede Necessidade O Internet Activities Board recomenda que todas as implementações IP

Leia mais

Capítulo 9 Gerenciamento de rede

Capítulo 9 Gerenciamento de rede Capítulo 9 Gerenciamento de rede Nota sobre o uso destes slides ppt: Estamos disponibilizando estes slides gratuitamente a todos (professores, alunos, leitores). Eles estão em formato do PowerPoint para

Leia mais

Laboratório Configuração do SNMP

Laboratório Configuração do SNMP Topologia Tabela de Endereçamento Objetivos Dispositivo Interface Endereço IP Máscara de Sub-Rede Gateway padrão R1 G0/1 192.168.1.1 255.255.255.0 N/A S0/0/0 192.168.2.1 255.255.255.252 N/A R2 S0/0/0 192.168.2.2

Leia mais

Gerência de Redes de Computadores SNMP. Prof. Alex Furtunato

Gerência de Redes de Computadores SNMP. Prof. Alex Furtunato Gerência de Redes de Computadores SNMP Prof. Alex Furtunato alex.furtunato@ifrn.edu.br SNMP Simple Network Management Protocol Provê uma ferramenta padrão, adotada por todos os fornecedores Disponível

Leia mais

Usando SNMP para localizar um número de porta de um endereço MAC em um Switch Catalyst

Usando SNMP para localizar um número de porta de um endereço MAC em um Switch Catalyst Usando SNMP para localizar um número de porta de um endereço MAC em um Switch Catalyst Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Background Detalhes dos variáveis MIB,

Leia mais

RMON Remote Network Monitoring

RMON Remote Network Monitoring RMON Remote Network Monitoring!"#$%&'(() $&*+, -. / /01 / 2 34 São dispositivos usados para estudar o trafego na rede como um todo, Produzem informação de sumário, incluindo estatísticas de erro, estatísticas

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Macêdo Firmino Princípios de Gerência de Redes Macêdo Firmino (IFRN) Redes de Computadores Maio de 2011 1 / 13 Introdução Foi mostrado que uma rede de computadores consiste

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II Slide 1 Gerenciamento de Redes Gerenciamento de redes inclui o fornecimento, a integração e a coordenação de hardware, software e elementos humanos para monitorar, testar, configurar,

Leia mais

Cap. 02 Modelo de Informação

Cap. 02 Modelo de Informação Cap. 02 Modelo de Informação 2.1 Padrões de Gerência de Redes 2.2 Arquitetura da Solucão SNMP 2.3 Objetos, Instâncias e MIBs 2.4 MIB-2 2.5 Structure of Management Information (SMI v1) 2.6 SMI V2 Luís F.

Leia mais

Gerência de Redes Padrões de Gerenciamento

Gerência de Redes Padrões de Gerenciamento Gerência de Redes Padrões de Gerenciamento Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Sumário Padronizações Gerência OSI Gerência TCP/IP SNMP MIB-II RMON SNMPv2 11/5/2007 Gerência

Leia mais

Gestão de redes e SNMP. Laboratório de Redes 2008/2009

Gestão de redes e SNMP. Laboratório de Redes 2008/2009 Gestão de redes e SNMP Laboratório de Redes 2008/2009 Gestão de redes: Motivação Num mundo perfeito as redes não necessitariam de gestão, simplesmente funcionariam No entanto... O equipamento tende a avariar

Leia mais

Action.NET. SNMP Manager Communication Protocol. Manual de Referência

Action.NET. SNMP Manager Communication Protocol. Manual de Referência SCLN212, Bloco D, Sala 101 Brasília DF CEP: 70.865-540 +55 61 3340-8486 contato@spinengenharia.com.br www.spinegenhria.com.br Action.NET SNMP Manager Communication Protocol Versão1.0.1 Manual de Referência

Leia mais

SNMP Simple Network Management Protocol Informações de Gerenciamento e MIBs

SNMP Simple Network Management Protocol Informações de Gerenciamento e MIBs Simple Network Management Protocol Informações de Gerenciamento e MIBs Carlos Gustavo A. da Rocha Informações de Gerenciamento Em qualquer sistema de gerenciamento é fundamental a existência de um banco

Leia mais

Revisão Gerenciar consiste em supervisionar e controlar seu funcionamento para que ele satisfaça aos requisitos tanto dos seus usuários quanto dos

Revisão Gerenciar consiste em supervisionar e controlar seu funcionamento para que ele satisfaça aos requisitos tanto dos seus usuários quanto dos Revisão Gerenciar consiste em supervisionar e controlar seu funcionamento para que ele satisfaça aos requisitos tanto dos seus usuários quanto dos seu proprietários. A sua rede deve está rigorosamente

Leia mais

Gestão de Redes e Sistemas Distribuídos

Gestão de Redes e Sistemas Distribuídos Gestão de Redes e Sistemas Distribuídos Setembro 2006 Arquitecturas de Gestão Arquitectura de Gestão SNMPv1 (Parte II) Sumário???? Módulo II: Arquitecturas de Gestão Conceito de arquitectura de Gestão

Leia mais

Ficha de Trabalho Prático Nº1- Parte II Gestão de Redes Internet. Ferramentas SNMP.

Ficha de Trabalho Prático Nº1- Parte II Gestão de Redes Internet. Ferramentas SNMP. Universidade do Minho - Dep. to Informática MIECOM, 4º Ano - 2º Semestre, 2009/2010 Gestão de Redes Ficha de Trabalho Prático Nº1- Parte II Gestão de Redes Internet. Ferramentas SNMP. Objectivos: Familiarização

Leia mais

GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES

GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES AGENDA Conceitos e evolução do gerenciamento de redes Elementos de análise estatística de dados Gerenciamento de redes no ambiente Internet Monitoração de Redes Gerenciamento

Leia mais

Network Management. Joao.Neves@fe.up.pt. João Neves, 2009

Network Management. Joao.Neves@fe.up.pt. João Neves, 2009 Network Management Joao Neves Digitally signed by Joao Neves DN: cn=joao Neves, o=feup, ou=deec, email=joao.neves@fe. up.pt, c=pt Date: 2009.12.16 00:12:07 Z G tã de Gestão d R Redes d Joao.Neves@fe.up.pt

Leia mais

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES SIMPLE NETWORK MANAGEMENT PROTOCOL (SNMP)

GESTÃO DE SISTEMAS E REDES SIMPLE NETWORK MANAGEMENT PROTOCOL (SNMP) GESTÃO DE SISTEMAS E REDES SIMPLE NETWORK MANAGEMENT PROTOCOL (SNMP) OUTLINE SIMPLE NETWORK MANAGEMENT PROTOCOL ESTRUTURA DA INFORMAÇÃO DE GESTÃO PROTOCOLO SNMPV1 SNMPV2 SNMPV3 SNMP NO IOS SNMP NO PACKET

Leia mais

Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet. Edgard Jamhour

Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet. Edgard Jamhour Modelo em Camadas Arquitetura TCP/IP/Ethernet Edgard Jamhour Ethernet não-comutada (CSMA-CD) A Ethernet não-comutada baseia-se no princípio de comunicação com broadcast físico. a b TIPO DADOS (até 1500

Leia mais

Protocolos de gerência. Gerenciamento TCP/IP SNMP. Informações de gerência. Gerenciamento TCP/IP. Limitações de SNMP

Protocolos de gerência. Gerenciamento TCP/IP SNMP. Informações de gerência. Gerenciamento TCP/IP. Limitações de SNMP Protocolos de gerência SNMP Simple Network Management Protocol Criado pela IETF em 1988 Projetado para monitorar redes simples Dominante em redes TCP/IP CMIP Common Management Information Protocol Proposto

Leia mais

Rede de Computadores II

Rede de Computadores II Rede de Computadores II Slide 1 SNMPv1 Limitações do SNMPv1 Aspectos que envolvem segurança Ineficiência na recuperação de tabelas Restrito as redes IP Problemas com SMI (Structure Management Information)

Leia mais

O que são DNS, SMTP e SNM

O que são DNS, SMTP e SNM O que são DNS, SMTP e SNM O DNS (Domain Name System) e um esquema de gerenciamento de nomes, hierárquico e distribuído. O DNS define a sintaxe dos nomes usados na Internet, regras para delegação de autoridade

Leia mais

Monitorização da Rede. Simple Network Management Protocol (SNMP).

Monitorização da Rede. Simple Network Management Protocol (SNMP). Capítulo 15 Monitorização da Rede. Simple Network Management Protocol (SNMP). Uma das mais importantes tarefas de um administrador de uma rede informática é monitorizar o tráfego na rede, Detectar perdas

Leia mais

Protocolo de Gerenciamento SNMPv1, MIB-2 e RMON

Protocolo de Gerenciamento SNMPv1, MIB-2 e RMON Protocolo de Gerenciamento SNMPv1, MIB-2 e RMON Componentes de Gerenciamento Agente e Gerente Base de Informação (MIB) Internet Protocolo de Comunicação (SNMP) Entidades de Gerenciamento Processo de Aplicação

Leia mais

Anderson Alves de Albuquerque

Anderson Alves de Albuquerque SNMP (Simple Network Management Protocol) Anderson Alves de Albuquerque 1 Introdução: O que é SNMP (Basicamente): Através de variáveis ou estruturas certos acontecimentos podem ser contabilizados (contados).

Leia mais

Camada de Transporte, protocolos TCP e UDP

Camada de Transporte, protocolos TCP e UDP Camada de Transporte, protocolos TCP e UDP Conhecer o conceito da camada de transporte e seus principais protocolos: TCP e UDP. O principal objetivo da camada de transporte é oferecer um serviço confiável,

Leia mais

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores Apresentação do professor, da disciplina, dos métodos de avaliação, das datas de trabalhos e provas; introdução a redes de computadores; protocolo TCP /

Leia mais

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP).

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP). EN3610 Gerenciamento e interoperabilidade de redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática SNMP 1 MIBs RMON No Linux os arquivos MIB são armazenados no diretório /usr/share/snmp/mibs. Cada arquivo MIB

Leia mais

Redes e Serviços Internet (5388)

Redes e Serviços Internet (5388) Ano lectivo 2010/2011 * 2º Semestre Licenciatura em Engenharia Informática Aula 4 1 Agenda Redes e Serviços Internet (5388) Trabalho individual teórico Comunicação na camada de Dados (Data) Adaptação dos

Leia mais

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP).

Para iniciar um agente SNMP, usamos o comando snmpd. Por padrão, aceita requisições na porta 161 (UDP). EN3610 Gerenciamento e interoperabilidade de redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática SNMP Net-SNMP (http://www.net-snmp.org) é um conjunto de aplicações usado para implementar SNMPv1, SNMPv2 e SNMPv3.

Leia mais

Ataque Distribuído de Negação de Serviço por Reflexão Amplificada usando Simple Network Management Protocol

Ataque Distribuído de Negação de Serviço por Reflexão Amplificada usando Simple Network Management Protocol Ataque Distribuído de Negação de Serviço por Reflexão Amplificada usando Simple Network Management Protocol Tiago Fonseca João Gondim Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília Agenda

Leia mais

Topologia de rede Ligação Ponto-a-Ponto

Topologia de rede Ligação Ponto-a-Ponto TIPOS DE REDE Tipos de Redes Locais (LAN - Local Area Network), Redes Metropolitanas (MAN - Metropolitan Area Network) e Redes Remotas (WAN - Wide Area Network). Redes que ocupam um pequeno espaço geográfico

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº2

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº2 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº2 Configuração de TCP/IP numa rede de computadores Utilização de Ipconfig, Ping e Tracert

Leia mais

Traceroute É uma ferramenta de diagnóstico que rastreia a rota de um pacote através de uma rede de computadores e que utiliza os protocolos IP e ICMP.

Traceroute É uma ferramenta de diagnóstico que rastreia a rota de um pacote através de uma rede de computadores e que utiliza os protocolos IP e ICMP. Comando Traceroute Traceroute É uma ferramenta de diagnóstico que rastreia a rota de um pacote através de uma rede de computadores e que utiliza os protocolos IP e ICMP. Traceroute Traceroute Ele é usado

Leia mais

Introdução às Redes e Serviços de Comunicação Redes e Sistemas de Telecomunicações. T TP P Ciclo 1º Ano 3º Semestre 1º Horas/semana 2 2 Créditos

Introdução às Redes e Serviços de Comunicação Redes e Sistemas de Telecomunicações. T TP P Ciclo 1º Ano 3º Semestre 1º Horas/semana 2 2 Créditos Curso: Engenharia Electrónica e Redes de Computadores Licenciatura Bi-etápica Disciplina: Subgrupo: Introdução às Redes e Serviços de Comunicação Redes e Sistemas de Telecomunicações Ano lectivo: 2006

Leia mais

Nível de rede - Tópicos

Nível de rede - Tópicos Nível de rede - Tópicos Introdução: Revisão do modelo de camadas Serviços genéricos do nível de rede IP: Serviços e endereçamento NAT, ICMP, IPv6 Encaminhamento 4 30 Como se obtém um endereço IP? P: Como

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 Conteúdo 1. LogWeb... 3 2. Instalação... 4 3. Início... 6 3.1 Painel Geral... 6 3.2 Salvar e Restaurar... 7 3.3 Manuais... 8 3.4 Sobre... 8 4. Monitoração... 9 4.1 Painel Sinóptico...

Leia mais

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos MÓDULO VI Programação de Sistemas de Comunicação Duração: 30 tempos Conteúdos 2 Construção

Leia mais

Integração de Gerências SNMP em. um Ambiente Distribuído

Integração de Gerências SNMP em. um Ambiente Distribuído TET Departamento de Engenharia de Telecomunicações Orientador: Luiz Cláudio Schara Magalhães Integração de Gerências SNMP em um Ambiente Distribuído Autores: Cesar Henrique Pereira Ribeiro Matrícula: 100.41.040-8

Leia mais

Uc-Redes Técnico em Informática André Luiz Silva de Moraes

Uc-Redes Técnico em Informática André Luiz Silva de Moraes Roteiro 2: Conceitos Básicos de Redes: parte 1 Neste roteiro são detalhados os equipamentos componentes em uma rede de computadores. Em uma rede existem diversos equipamentos que são responsáveis por fornecer

Leia mais

Serviço de datagrama não confiável Endereçamento hierárquico. Facilidade de fragmentação e remontagem de pacotes

Serviço de datagrama não confiável Endereçamento hierárquico. Facilidade de fragmentação e remontagem de pacotes IP Os endereços IP são números com 32 bits, normalmente escritos como quatro octetos (em decimal), por exemplo 128.6.4.7. A primeira parte do endereço identifica uma rede especifica na interrede, a segunda

Leia mais

Uc-Redes Técnico em Informática André Luiz Silva de Moraes

Uc-Redes Técnico em Informática André Luiz Silva de Moraes Roteiro 2: Conceitos Básicos de Redes: parte 1 Neste roteiro são detalhados os equipamentos componentes em uma rede de computadores. Em uma rede existem diversos equipamentos que são responsáveis por fornecer

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

Relatorio do trabalho pratico 2

Relatorio do trabalho pratico 2 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA INE5414 REDES I Aluno: Ramon Dutra Miranda Matricula: 07232120 Relatorio do trabalho pratico 2 O protocolo SNMP (do inglês Simple Network Management Protocol - Protocolo

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DO SALVADOR TELEPROCESSAMENTO E REDES PROF: MARCO ANTÔNIO CÂMARA ALUNO: ANDREI GALVÃO DO NASCIMENTO

UNIVERSIDADE CATÓLICA DO SALVADOR TELEPROCESSAMENTO E REDES PROF: MARCO ANTÔNIO CÂMARA ALUNO: ANDREI GALVÃO DO NASCIMENTO UNIVERSIDADE CATÓLICA DO SALVADOR TELEPROCESSAMENTO E REDES PROF: MARCO ANTÔNIO CÂMARA ALUNO: ANDREI GALVÃO DO NASCIMENTO Introdução ao SNMP No final dos anos 70 as redes de computadores cresceram de simples

Leia mais

1. Capturando pacotes a partir da execução do traceroute

1. Capturando pacotes a partir da execução do traceroute Neste laboratório, iremos investigar o protocolo IP, focando o datagrama IP. Vamos fazê-lo através da analise de um trace de datagramas IP enviados e recebidos por uma execução do programa traceroute (o

Leia mais

Interconexão de Redes. Aula 03 - Roteamento IP. Prof. Esp. Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu.br

Interconexão de Redes. Aula 03 - Roteamento IP. Prof. Esp. Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu.br Interconexão de Redes Aula 03 - Roteamento IP Prof. Esp. Camilo Brotas Ribeiro cribeiro@catolica-es.edu.br Revisão Repetidor Transceiver Hub Bridge Switch Roteador Domínio de Colisão Domínio de Broadcast

Leia mais

Capítulo 9: Gerenciamento de Redes

Capítulo 9: Gerenciamento de Redes Capítulo 9: Gerenciamento de Redes Objetivos do capítulo: introdução ao gerenciamento de redes motivação componentes principais Ambiente de gerenciamento de redes da Internet MIB (management information

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Redes de Computadores Nível de Rede Redes de Computadores 2 1 Nível de Rede Internet Nível de Rede na Internet O ambiente inter-redes: hosts conectados a redes redes interligam-se

Leia mais

Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux

Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux Eduardo Júnior Administração de redes com GNU/Linux Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux Eduardo Júnior - ihtraum@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Redes de Computadores. Guia de Laboratório Configuração de Redes

Redes de Computadores. Guia de Laboratório Configuração de Redes Redes de Computadores LEIC-T 2012/13 Guia de Laboratório Configuração de Redes Objectivos O objectivo do trabalho consiste em configurar uma rede simples usando o sistema Netkit. O Netkit é um emulador

Leia mais

LABORATÓRIO 3 (parte 2)

LABORATÓRIO 3 (parte 2) FACULDADE PITÁGORAS Tecnólogo em Redes de Computadores Desempenho de Redes Prof. Ulisses Cotta Cavalca LABORATÓRIO 3 (parte 2) OBJETIVOS Verificar e manipular ferramentas de desempenho

Leia mais

Curso de especialização em Teleinformática Disciplina Sistemas Distribuídos Prof. Tacla

Curso de especialização em Teleinformática Disciplina Sistemas Distribuídos Prof. Tacla - 1 - - 2 - COMUNICAÇÃO INTER PROCESSOS DISTRIBUÍDOS. - 3 - - 4 - Os sockets UDP e TCP são a interface provida pelos respectivos protocolos. Pode-se dizer que estamos no middleware de sistemas distribuídos

Leia mais

Gerência de Redes de Computadores SNMP. Prof. Alex Furtunato

Gerência de Redes de Computadores SNMP. Prof. Alex Furtunato Gerência de Redes de Computadores SNMP Prof. Alex Furtunato alex.furtunato@ifrn.edu.br SNMPv1 Utiliza o protocolo UDP para transmissão dos dados Agente escuta a porta 161 Gerente escuta a porta 162 para

Leia mais

Trabalho de laboratório sobre DHCP

Trabalho de laboratório sobre DHCP Trabalho de laboratório sobre DHCP Redes de Computadores I - 2005/2006 LEIC - Tagus Park Semana de 21 a 25 de Novembro 1 Introdução O objectivo desta aula é a familiarização com conceitos básicos do protocolo

Leia mais

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP Modelo Arquitetural Motivação Realidade Atual Ampla adoção das diversas tecnologias de redes de computadores Evolução das tecnologias de comunicação Redução dos

Leia mais

Redes de Computadores (RCOMP 2014/2015)

Redes de Computadores (RCOMP 2014/2015) Redes de Computadores (RCOMP 2014/2015) Protocolo HTTP. Gestão de redes. Protocolo SNMP. 1 Transferência de Ficheiros em Rede Com o surgimento dos documentos de hiper texto em rede, o protocolo mais usado

Leia mais

Gerenciamento de Redes e Interconexões

Gerenciamento de Redes e Interconexões Gerenciamento de Redes e Interconexões Prof. Marcos Monteiro, MBA http://www.marcosmonteiro.com.br contato@marcosmonteiro.com.br 1 Porque gerenciar? Controlar a complexidade Dimensao da rede Melhorar a

Leia mais

Curso: Tec. Em Sistemas Para Internet 1 semestre Redes de Computadores Memória de Aula 10. Prof. Moises P. Renjiffo

Curso: Tec. Em Sistemas Para Internet 1 semestre Redes de Computadores Memória de Aula 10. Prof. Moises P. Renjiffo Curso: Tec. Em Sistemas Para Internet 1 semestre Redes de Computadores Memória de Aula 10 1) Repetidor. Em informática, repetidor é um equipamento utilizado para interligação de redes idênticas, pois eles

Leia mais

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP Modelo Arquitetural Agenda Motivação Objetivos Histórico Família de protocolos TCP/IP Modelo de Interconexão Arquitetura em camadas Arquitetura TCP/IP Encapsulamento

Leia mais

Tecnologias de Redes Informáticas 2ª Avaliação de Frequência (D) 60 minutos * 18.1.2012

Tecnologias de Redes Informáticas 2ª Avaliação de Frequência (D) 60 minutos * 18.1.2012 1 1. Esta teste serve como avaliação de frequência. 2. Leia as perguntas com atenção antes de responder. 3. Escreva as suas respostas apenas na folha de respostas que é dada em separado. 4. Entregue apenas

Leia mais

Arquitectura(s) de gestão IETF

Arquitectura(s) de gestão IETF Arquitectura(s) de gestão IETF As arquitecturas definidas pelo IETF para a gestão de redes assentes no protocolo IP, possuem a seguinte característica geral: simplicidade Motivações para a gestão na Internet

Leia mais

CAMADA DE TRANSPORTE

CAMADA DE TRANSPORTE Curso Técnico de Redes de Computadores Disciplina de Fundamentos de Rede CAMADA DE TRANSPORTE Professora: Juliana Cristina de Andrade E-mail: professora.julianacrstina@gmail.com Site: www.julianacristina.com

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES. Analise de Redes

REDES DE COMPUTADORES. Analise de Redes A infraestrutura do gerenciamento de rede O gerenciamento de rede exige a capacidade de "monitorar, testar, consultar, configurar e controlar" os componentes de hardware e software de uma rede. Como os

Leia mais

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas

Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Introdução: Tutorial de TCP/IP Parte 21 Roteiro Para Resolução de Problemas Prezados leitores, esta é a primeira parte, desta segunda etapa dos tutoriais de TCP/IP. As partes de 01 a 20, constituem o módulo

Leia mais

Guia de Rede. Configuração do Windows Utilizar um Servidor de Impressão Monitorizar e Configurar a Impressora Apêndice

Guia de Rede. Configuração do Windows Utilizar um Servidor de Impressão Monitorizar e Configurar a Impressora Apêndice Guia de Rede 1 2 3 4 Configuração do Windows Utilizar um Servidor de Impressão Monitorizar e Configurar a Impressora Apêndice Leia este manual cuidadosamente antes de utilizar o equipamento e mantenha-o

Leia mais

Teleprocessamento e Redes

Teleprocessamento e Redes Teleprocessamento e Redes Aula 19: 29 de junho de 2010 1 camada de transporte camada de rede 2 Questão 1 (Kurose/Ross) camada de transporte camada de rede Um processo em um host C tem um socket UDP com

Leia mais

Entendendo como funciona o NAT

Entendendo como funciona o NAT Entendendo como funciona o NAT Vamos inicialmente entender exatamente qual a função do NAT e em que situações ele é indicado. O NAT surgiu como uma alternativa real para o problema de falta de endereços

Leia mais

Capítulo 8 - Aplicações em Redes

Capítulo 8 - Aplicações em Redes Capítulo 8 - Aplicações em Redes Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 31 Roteiro Sistemas Operacionais em Rede Modelo Cliente-Servidor Modelo P2P (Peer-To-Peer) Aplicações e Protocolos

Leia mais

A camada de rede do modelo OSI

A camada de rede do modelo OSI A camada de rede do modelo OSI 1 O que faz a camada de rede? (1/2) Esta camada tem como função principal fazer o endereçamento de mensagens. o Estabelece a relação entre um endereço lógico e um endereço

Leia mais

AGENTE PROFISSIONAL - ANALISTA DE REDES

AGENTE PROFISSIONAL - ANALISTA DE REDES Página 1 CONHECIMENTO ESPECÍFICO 01. Suponha um usuário acessando a Internet por meio de um enlace de 256K bps. O tempo mínimo necessário para transferir um arquivo de 1M byte é da ordem de A) 4 segundos.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM PROTÓTIPO DE MIB-BROWSER EM DELPHI

DESENVOLVIMENTO DE UM PROTÓTIPO DE MIB-BROWSER EM DELPHI UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE INFORMÁTICA (BACHARELADO) DESENVOLVIMENTO DE UM PROTÓTIPO DE MIB-BROWSER EM DELPHI Relatório do Trabalho de

Leia mais

Redes de Computadores II. Professor Airton Ribeiro de Sousa

Redes de Computadores II. Professor Airton Ribeiro de Sousa Redes de Computadores II Professor Airton Ribeiro de Sousa 1 PROTOCOLO IP IPv4 - Endereçamento 2 PROTOCOLO IP IPv4 - Endereçamento A quantidade de endereços possíveis pode ser calculada de forma simples.

Leia mais

Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O

Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O Í n d i c e Considerações Iniciais...2 Rede TCP/IP...3 Produtos para conectividade...5 Diagnosticando problemas na Rede...8 Firewall...10 Proxy...12

Leia mais

Redes e Serviços Internet

Redes e Serviços Internet Universidade da Beira Interior Departamento de Informática 2009/2010 Redes e Serviços Internet Joel J. P. C. Rodrigues (joel@ubi.pt) Licenciatura em: - Engenharia Informática Conteúdo Programático Aspectos

Leia mais