Redes de Computadores

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Redes de Computadores"

Transcrição

1 Redes de Computadores SNMP Simple Network Management Protocol 1

2 Histórico No final dos anos 70 não haviam protocolos de gerenciamento. A única ferramenta efetivamente usada para gerenciamento foi o Internet Control Message Protocol (ICMP) Redes de Computadores 3 PING -Packet Internet Groper(examinador). Com algumas ferramentas suplementares o PING foi uma satisfatória solução para as exigências de gerenciamento de redes por muitos anos. Redes de Computadores 4 2

3 No final dos anos 80 o crescimento da Internet tornouse exponencial e a atenção foi voltada para o desenvolvimento de uma capacidade de gerenciamento de rede mais poderosa. Era necessário um protocolo com muito mais funcionalidade que PING Redes de Computadores 5 Simple Gateway Monitoring Protocol (SGMP) emitido em novembro de O SGMP era um meio simples de monitorar roteadores. Como cresceu a necessidade de mais ferramentas de gerenciamento de rede, três promissoras abordagens surgiram: Redes de Computadores 6 3

4 High-Level Entity Management System (HEMS): Uma generalização do talvez primeiro protocolo de gerenciamento de rede usado na Internet, o Host Monitoring Protocol (HMP). Simple Network Management Protocol (SNMP): Uma versão melhorada do SGMP. Common management Information Protocol (CMIP) sobre TCP/IP -(CMOT): uma tentativa de incorporar o protocolo (CMIP), serviços, e estrutura de base de dados para gerenciamento de redes sendo padronizado pelo ISO. Redes de Computadores 7 No início de 1988, o Internet Activities Board (IAB) revisou estas propostas e aprovou o desenvolvimento do SNMP como uma solução a curto prazo e CMOT como uma solução de longo alcance. SNMP logo tornou-se o protocolo de gerenciamento padronizado mais usado. CMOT definhou. Redes de Computadores 8 4

5 SNMP apresentava deficiências nas áreas de segurança e funcionalidade Então, foi elaborado o SNMP versão2, que supre algumas destas deficiências. Redes de Computadores 9 Arquitetura de gerenciamento de redes 5

6 Elementos: Estação de gerenciamento; Agente de gerenciamento; Base de informações de gerenciamento (MIB-Management Information Base); Protocolo de gerenciamento de rede. Redes de Computadores 11 Estação de gerenciamento: serve de interface para o gerente da rede no sistema de gerenciamento. Terá no mínimo: Redes de Computadores 12 6

7 Um conjunto de aplicações para análise de dados; Uma interface pela qual o gerente deve monitorar e controlar a rede; A capacidade de traduzir as exigências do gerente no monitoramento e controle de elementos na rede. Uma base de dados de informações extraídas das MIB s de todas entidades gerenciadas na rede. Redes de Computadores 13 Agente de gerenciamento: responde aos pedidos por informação de uma estação, e algumas vezes, manda à estação informações importantes que não foram pedidas. Redes de Computadores 14 7

8 MIB: O meio pelo qual recursos devem ser gerenciados na rede é representá-los como objetos. Cada objeto é um dado variável que representa um aspecto do agente gerenciado. O conjunto destes objetos é a MIB. Redes de Computadores 15 Protocolo de gerenciamento de rede: A estação de gerenciamento e os agentes são vinculados por um protocolo de gerenciamento de rede. O protocolo usado para o gerenciamento de redes TCP/IP é o SNMP. Este protocolo inclui as seguintes capacidades: Redes de Computadores 16 8

9 Get: permite que a estação pegue o valor de objetos do agente; Get Next: permite que a estação pegue o valor do próximo objeto (em relação à posição do objeto na árvore da MIB); Set: permite que a estação estabeleça o valor para objetos do agente; Trap: permite a um agente notificar estação de eventos significativos. Redes de Computadores 17 Protocolo de Gerenciamento de rede 9

10 SNMP foi designado para ser um protocolo do conjunto de protocolos TCP/IP. Ele opera sobre o User Datagram Protocol (UDP). Não usa TCP porque TCP é orientado-aconexão(connection-oriented) e o SNMP e UDP são não-orientados-a-conexão (connectionless-oriented). Redes de Computadores 19 Para uma estação, um processo agente interpreta as mensagens SNMP e controla o acesso à MIB mantida na estação, oferecendo uma interface para o processo gerente. O processo gerente realiza o gerenciamento da rede utilizando SNMP. Redes de Computadores 20 10

11 estação de gerenciamento SNMP getrequest Aplicação de gerenciamento GetNextRequest SetRequest GetResponse Trap gerente SNMP UDP IP Protocolos Network-Dependent aplicação de gerenciamento de objetos Mensagens SNMP rede ou internet Recursos gerenciados getrequest agente SNMP objetos gerenciados GetNextRequest SetRequest GetResponse Trap agente SNMP UDP IP Protocolos Network-Dependent Redes de Computadores 21 Mensagens Trap técnica Trap-directed-polling Cada agente deve notificar a estação de qualquer evento fora do comum. Estes eventos são comunicados através de mensagens, chamadas de traps. Redes de Computadores 22 11

12 Proxies O uso do SNMP exige que todos os agentes, assim como as estações de gerenciamento, suportem UDP e IP. Isto exclui o gerenciamento de alguns dispositivos, assim como algumas bridges e modems, que não suportam nenhuma parte do conjunto de protocolos TCP/IP. Redes de Computadores 23 Para acomodar estes dispositivos, foi desenvolvido o conceito de proxy. Um agente SNMP atua como um proxy para um ou mais dispositivos. O agente proxy converte cada mensagem para o protocolo de gerenciamento usado pelo dispositivo. Redes de Computadores 24 12

13 Estrutura de informação de gerenciamento (SMI) Define a estrutura geral na qual a MIB pode ser definida e construída. Identifica o tipo de dado que pode ser usado pela MIB, e como os recursos são representados e nomeados na MIB. Redes de Computadores 26 13

14 A MIB pode armazenar tipos simples de dados escalares e vetores bi-dimensionais de escalares. A SMI não suporta a criação de estruturas de dados complexas. Redes de Computadores 27 A linguagem usada para definir a SMI é a ASN.1 (Abstract Syntax Notation One). Redes de Computadores 28 14

15 Módulos Um módulo é um conjunto de descrições ASN.1 relativas a um tema comum. Por exemplo, a especificação de um protocolo ou de uma MIB. Redes de Computadores 29 <<módulo>> DEFINITIONS : : = BEGIN <<links>> <<declarações>> END Redes de Computadores 30 15

16 <<módulo>> : é o nome do módulo; <<links>> : importação de bibliotecas ou outros módulos; <<declarações>> : contém as definições de : - Tipos : definem novas estruturas de dados (iniciam com letra maiúscula). - Valores : instâncias de um tipo (inicia com letra minúscula). - Macros : usados para extender a gramática da linguagem ASN.1(letras maiúsculas). Redes de Computadores 31 Tipos e Valores Definição de tipos e valores : nometipo : : = TYPE nomevalor nometipo : : = VALUE Redes de Computadores 32 16

17 Tipos Simples INTEGER : inteiros OCTET STRING : uma string de octetos, onde cada byte pode ter qualquer valor de 0 a 255. OBJECT IDENTIFIER : um meio de identificar algum objeto. É uma seqüência de números inteiros não negativos, dispostos em uma árvore. NULL : Atualmente este tipo não é usado. Redes de Computadores 33 Tipos Construídos SEQUENCE : uma lista ordenada de zero ou mais elementos de um ou mais tipos ASN.1 (Chamado de estrutura, em outras linguagens). SEQUENCE OF <<tipo>> : uma lista ordenada de zero ou mais elementos do mesmo tipo ASN.1 (vetores). Redes de Computadores 34 17

18 Tipos Rotulados Definição de um novo tipo rotulando um tipo já existente. O tipo original e o novo tipo só diferem no rótulo. Redes de Computadores 35 Subtipos A partir de um tipo já existente, cria-se um subtipo definindo quais elementos do tipo original serão permitidos no subtipo. Redes de Computadores 36 18

19 A SMI define seis novos tipos : IpAdress : representa um endereço IP. NetworkAdress : representa um endereço de alguma família de protocolos (atualmente a única disponível é a IP, então NetworkAdress é a mesma coisa que IpAdress ). Counter : Um inteiro não negativo que é incrementado em 1 até alcançar um valor máximo. Redes de Computadores 37 Gauge : Um inteiro não negativo que pode ser incrementado ou decrementado em 1. TimeTicks : Conta o tempo em centenas de segundos a partir de um determinado tempo. Opaque : Codifica uma instância de qualquer tipo ASN.1. O resultado é uma string de octetos Redes de Computadores 38 19

20 A SMI define também dois tipos construídos: list : <list> : : = SEQUENCE { <tipo1>... <tipo n> Redes de Computadores 39 table: <table> : : = SEQUENCE OF <list> list é definido para ser usado como as colunas de table. Redes de Computadores 40 20

21 Objetos Cada objeto é definido seguindo este modelo: objeto OBJECT IDENYIFIER : : = { tipo sufixo } --identificador nome OBJECT -TYPE --definição dos tipos SINTAX tipo ACCESS acesso STATUS estado : : = valor (valor do nome do objeto) Redes de Computadores 41 SINTAX : define o tipo de dado do objeto. Pode ser um tipo básico ou um tipo definido por um usuário. ACCESS : pode ser: - read-only : as instancias do objeto podem ser lidas, mas não alteradas; - read-write : as instancias do objeto podem ser lidas ou alteradas; - write-only : as instancias do objeto podem ser alteradas, mas não lidas; - not-accessible : as instancias do objeto não podem ser lidas nem alteradas. Redes de Computadores 42 21

22 STATUS : - mandatory :os nós gerenciados devem implementar este objeto; - optional :os nós gerenciados podem implementar este objeto; - obsolete : os nós gerenciados não podem implementar este objeto. Os objetos em uma MIB são organizados em uma árvore. Redes de Computadores 43 SNMP versão 2 Além dos mecanismos de troca de mensagens do SNMP versão 1(Get, GetNext, Set, Trap e Response), a versão 2 inclui o GetBulk e o Inform. Redes de Computadores 44 22

23 GetBulk (bulk = grande volume): semelhante ao GetNext, mas permite que a estação pegue o valor dos n próximos objetos (em relação à posição do objeto na árvore da MIB); Inform: permite a um gerente notificar à outro gerente de eventos significativos. Redes de Computadores 45 MIB do SNMPv2 Os objetos definidos como parte do SNMPv2 são organizados em três MIB s. Cada MIB é organizada em grupos( grupo é uma coleção de objetos). Redes de Computadores 46 23

24 A MIB SNMPv2 Define objetos que descrevem o comportamento de uma entidade. Esta informação permite ao agente monitorar a quantidade de atividade de um agente e a quantidade de recursos de um agente. Redes de Computadores 47 Contém 5 grupos: Gurpo de Estatísticas SNMPv2 : controla o número de mensagens enviadas, mensagens recebidas, mensagens com erros. Gurpo de Estatísticas SNMPv1 : Gurpo Fonte de objetos : permite que uma entidade SNMPv2 atue como agente. Redes de Computadores 48 24

25 Gurpo Trap : permite que entidades SNMPv2 que atuam como agentes gerem mensagens trap. Gurpo Set : serve para resolver dois problemas que podem ocorrer com o uso da operação Set. Primeiro, ordem da execução de operações. Segundo, o uso da operação Set por múltiplos gerentes pode resultar em uma base de dados inconsistente Redes de Computadores 49 A MIB gerente-para-gerente Permite a um gerente superior definir eventos que um gerente subordinado usará para mandar mensagens de alerta para o gerente superior. Esta MIB deve ser usada para permitir o uso de gerentes intermediários. Redes de Computadores 50 25

26 Consiste em dois grupos: Grupo de Alarme : define um conjunto de alarmes para os objetos. Grupo de Evento : quando um alarme é disparado, ele aciona um evento, que é o InformRequest, que é enviado a um gerente superior. Redes de Computadores 51 Aplicações de gerenciamento Gerente MIB Gerente/Agente Agente MIB MIB Agente Agente Agente MIB MIB MIB Redes de Computadores 52 26

27 A MIB do grupo A MIB do grupo está relacionada com a segurança. Redes de Computadores 53 Segurança SNMPv2 Os serviços de segurança no SNMPv2 são três: privacidade, autenticação e controle de acesso. Redes de Computadores 54 27

28 Privacidade: proteção de dados transmitidos. O mecanismo de proteção usado é a criptografia. Autenticação: qualquer dado é autentico quando não é alterado e quando vem da fonte que diz ter vindo. O mecanismo de autenticação para SNMPv2 é o MD5 digest authentication protocol. Controle de acesso: garantir que apenas usuários autorizados tenham acesso a uma MIB, e possam modificar os dados da MIB. Redes de Computadores 55 Exemplo MIB-II 28

29 Grupos que formam a MIB-II Grupo de sistema Contém informações de configuração: system OBJECT IDENTIFIER : := { mib 1 } Alguns objetos : sysdescr: descrição do dispositivo sysname: nome do dispositivo syslocation: localização física do dispositivo sysservices: serviços oferecidos pelo dispositivo Redes de Computadores 58 29

30 Grupo de interfaces contém informações sobre as entidades da interface. Este grupo contém dois níveis de objetos, o número interfaces em um nó e uma tabela contendo informação destas interfaces: interfaces OBJECT IDENTIFIER : := { mib 2 } ifnumber : o número interfaces em um nó Redes de Computadores 59 --Tabela do grupo de interfaces iftable OBJECT IDENTIFIER : := { interfaces 2 } ifentry OBJECT IDENTIFIER : := { iftable 2 } Alguns objetos da tabela : ifindex : número da interface ifdescr : descrição da interface iftype : tipo da interface ifmtu : tamanho máximo da unidade de transferência ifspeed : velocidade de transferência em bits / segundo Redes de Computadores 60 30

31 Grupo de tradução de endereço Contém informações sobre endereços. É composto de uma tabela usada para mapear endereços IP em endereços de nível 2 dependentes da rede em uso. at OBJECT IDENTIFIER : : = { mib 3 } attable OBJECT IDENTIFIER : : = { at 1 } atentry OBJECT IDENTIFIER : : = { attable 1} Redes de Computadores 61 Cada linha da tabela possui três colunas: atifindex : numero da interface atphysadress : endereço de mídia para mapeamento atnetadress : endereço IP para mapeamento Redes de Computadores 62 31

32 Grupo IP Possui vários escalares e três tabelas ( de endereços IP, de roteamento IP, de tradução de endereços IP ) ip OBJECT IDENTIFIER : : = { mib 4 } Alguns escalares: ipforwarding : atua como um roteador ou como um host IpInReceives : total de datagramas recebidos ipinhdrerrors: datagramas descartados por erro de formato ipinaddrerrors:datagramas descartados por erro de entrega Redes de Computadores 63 --tabela de endereços ipaddrtable OBJECT IDENTIFIER : : = { ip 20 } ipaddrentry OBJECT IDENTIFIER : : = { ipaddrtable 1 } Alguns objetos da tabela de endereços IP: ipadentaddr : endereço IP desta entrada ipadentifindex : número da interface Redes de Computadores 64 32

33 --tabela de roteamento iproutingtable OBJECT IDENTIFIER : : = { ip 21 } iproutingentry OBJECT IDENTIFIER: := {iproutingtable 1 } Alguns objetos da tabela de roteamento IP: iproutedest : endereço IP de destino iprouteifindex : número da interface iproutemetric1: métrica de roteamento #1 iprouteproto : mecanismo usado para determinar a rota Redes de Computadores 65 --tabela de tradução de endereços ipnettomediatable OBJECT IDENTIFIER : : = { ip 22 } ipnettomediaentry OBJECT IDENTIFIER : : = 1 } { ipnettomediatable Alguns objetos da tabela de tradução de endereços IP: ipnettomediaifindex : número da interface ipnettomediaphysaddress : endereço da media para mapeament Redes de Computadores 66 33

34 Grupo ICMP Consiste em 26 contadores, que controlam o número de vezes que uma mensagem do tipo foi gerada, o número de vezes que a mensagem deste tipo foi recebida pela entidade IP local, o número de mensagens ICMP recebidas, enviadas, recebidas com erro, ou não enviadas devido a um erro. icmp OBJECT IDENTIFIER : : = { mib 5 } Redes de Computadores 67 Grupo TCP Contém vários escalares e uma tabela : tcp OBJECT IDENTIFIER : : = { mib 6 } Alguns escalares: tcprtoalgorithm : identifica o algoritmo de retransmissão tcprtomin : tempo mínimo de retransmissão em milisegundos tcprtomáx : tempo máximo de retransmissão em milisegundos tcpmaxconn : número máximo de conexões TCP permitidas simultaneamente Redes de Computadores 68 34

35 --tabela do grupo TCP tcpconntable OBJECT IDENTIFIER : : = { tcp 13 } tcpconnentry OBJECT IDENTIFIER : : ={ tcpconntable 1} Alguns objetos da tabela: tcpconnstate : estado da conexão tcpconnlocaladress : endereço IP local Redes de Computadores 69 Grupo UDP Contém quatro contadores e uma tabela: udp OBJECT IDENTIFIER : : = { mib 7 } Alguns escalares: udpnoports : datagramas com destino desconhecido udpinerros : datagramas descartados por erro de formato Redes de Computadores 70 35

36 --tabela do grupo UDP udptable OBJECT IDENTIFIER : : = { udp 5 } udpentry OBJECT IDENTIFIER : : = { udptable 1 } Os objetos da tabela: udplocaladdress : endereço IP local udplocalport : porta UDP local Redes de Computadores 71 Grupo EGP Deve ser implementado pelos nós que implementam o Exterior Gateway Protocol. Redes de Computadores 72 36

37 Grupo de transmissão É um espaço livre, usado par incluir novas definições. Redes de Computadores 73 Grupo SNMP Permite a manipulação de funções do SNMP. snmp OBJECT IDENTIFIER : : = { mib 11 } * Os objetos mais importantes já foram citados (Get, Set,...). Redes de Computadores 74 37

Gerenciamento de Redes - Evolução. Gerenciamento de Rede. Gerenciamento de Rede NOC NOC

Gerenciamento de Redes - Evolução. Gerenciamento de Rede. Gerenciamento de Rede NOC NOC s - Evolução 1970s 1970s 1980s 1980s Dispositivos 1990s 1990s Browser A Web Server Mainframe Estação Gerenciadora Browser C Browser B NOC (Network( Operation Center) Conjunto de atividades para manter

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Gestão de redes. Protocolo SNMP. Maio de 2010 1 Gestão de redes Gestão de redes refere-se neste contexto às actividades relacionadas com a manutenção do bom funcionamento de um conjunto

Leia mais

Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia

Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia UNISUL 2013 / 1 Universidade do Sul de Santa Catarina Engenharia Elétrica - Telemática 1 Gerência de Redes e Serviços de Comunicação Multimídia Aula 4 Ferramentas de Gerência de Redes Sistema de Gerência

Leia mais

Gerência e Segurança de Redes

Gerência e Segurança de Redes Gerência e Segurança de Redes Modelos filipe.raulino@ifrn.edu.br SNMP e CMIP SNMP x CMIP O ambiente de gerenciamento OSI é composto por gerentes, agentes e objetos gerenciados. Um gerente transmite operações

Leia mais

Gerência de Redes de Computadores - SNMPv1 & SNMPv2c

Gerência de Redes de Computadores - SNMPv1 & SNMPv2c Gerência de Redes de Computadores - SNMPv1 & SNMPv2c Prof.: Helcio Wagner / Iguatemi Eduardo Agosto de 2009. p.1/50 Gerência Internet = Introdução Nos primórdios da Internet, as únicas ferramentas utilizadas

Leia mais

Protótipo de Software de Gerência SNMP Para o Ambiente Windows NT

Protótipo de Software de Gerência SNMP Para o Ambiente Windows NT Protótipo de Software de Gerência SNMP Para o Ambiente Windows NT Aluno : André Mafinski Orientador : Prof. Sérgio Stringari ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO - Introdução; - Gerenciamento de Redes; - Considerações;

Leia mais

MIB (Management Information Base) Objetos Gerenciados Um objeto gerenciado é a visão abstrata.

MIB (Management Information Base) Objetos Gerenciados Um objeto gerenciado é a visão abstrata. MIB (Management Information Base) Objetos Gerenciados Um objeto gerenciado é a visão abstrata. A MIB é o conjunto dos objetos gerenciados. Basicamente são definidos três tipos de MIBs: MIB II, MIB experimental

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II Slide 1 Gerenciamento de Redes Gerenciamento de redes inclui o fornecimento, a integração e a coordenação de hardware, software e elementos humanos para monitorar, testar, configurar,

Leia mais

INTERCONEXÃO DE REDES DE COMPUTADORES

INTERCONEXÃO DE REDES DE COMPUTADORES 1 Resumo 2 INTERCONEXÃO DE REDES DE COMPUTADORES Parte 7 Introdução à Gerência de Redes Introdução Segurança SNMPv1, SNMPv2 Segurança SNMPv3 Prof. Pedro S. Nicolletti (Peter), 2013 Introdução 3 4 Com o

Leia mais

Redes de computadores e a Internet. Capítulo 9. Gerenciamento de rede 9-3. 2005 by Pearson Education

Redes de computadores e a Internet. Capítulo 9. Gerenciamento de rede 9-3. 2005 by Pearson Education Redes de computadores e a Internet Capítulo 9 Gerenciamento de rede 9-3 Gerenciamento de rede Objetivos do capítulo: Introdução ao gerenciamento de redes Motivação Componentes principais Ambiente de gerenciamento

Leia mais

Gerência de Redes Padrões de Gerenciamento

Gerência de Redes Padrões de Gerenciamento Gerência de Redes Padrões de Gerenciamento Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Sumário Padronizações Gerência OSI Gerência TCP/IP SNMP MIB-II RMON SNMPv2 11/5/2007 Gerência

Leia mais

Lista 3 Exercícios de Gestão de Redes

Lista 3 Exercícios de Gestão de Redes 1. Quais os fatores que contribuem para o sucesso de uma operação de gerenciamento? O sucesso de uma operação de Gerenciamento depende dos seguintes fatores: O sistema de gerenciamento invocador deve ter

Leia mais

Rede de Computadores II

Rede de Computadores II Rede de Computadores II Slide 1 SNMPv1 Limitações do SNMPv1 Aspectos que envolvem segurança Ineficiência na recuperação de tabelas Restrito as redes IP Problemas com SMI (Structure Management Information)

Leia mais

O que são DNS, SMTP e SNM

O que são DNS, SMTP e SNM O que são DNS, SMTP e SNM O DNS (Domain Name System) e um esquema de gerenciamento de nomes, hierárquico e distribuído. O DNS define a sintaxe dos nomes usados na Internet, regras para delegação de autoridade

Leia mais

INTERCONEXÃO DE REDES DE COMPUTADORES

INTERCONEXÃO DE REDES DE COMPUTADORES 1 INTERCONEXÃO DE REDES DE COMPUTADORES Parte 7 Introdução à Gerência de Redes Prof. Pedro S. Nicolletti (Peter), 2013 Resumo 2 Conceitos Básicos de SNMP Introdução Arquitetura MIB Segurança SNMPv1, SNMPv2

Leia mais

Universidade Católica do Salvador CURSO DE BACHARELADO EM INFORMÁTICA

Universidade Católica do Salvador CURSO DE BACHARELADO EM INFORMÁTICA Universidade Católica do Salvador CURSO DE BACHARELADO EM INFORMÁTICA O Protocolo SNMP Por Lécia de Souza Oliveira Índice Página 2... O que é SNMP? Histórico Página 3 e 4... Estrutura Geral do Sistema

Leia mais

Centro Universitário Fundação Santo André. Disciplina Redes de Computadores. Módulo 08

Centro Universitário Fundação Santo André. Disciplina Redes de Computadores. Módulo 08 Centro Universitário Fundação Santo André Disciplina Redes de Computadores Módulo 08 2006 V1.0 Conteúdo Arquitetura de Gerenciamento Porque Gerenciar a Rede Corporativa? Componentes MIB - Management Information

Leia mais

Revisão Gerenciar consiste em supervisionar e controlar seu funcionamento para que ele satisfaça aos requisitos tanto dos seus usuários quanto dos

Revisão Gerenciar consiste em supervisionar e controlar seu funcionamento para que ele satisfaça aos requisitos tanto dos seus usuários quanto dos Revisão Gerenciar consiste em supervisionar e controlar seu funcionamento para que ele satisfaça aos requisitos tanto dos seus usuários quanto dos seu proprietários. A sua rede deve está rigorosamente

Leia mais

Capítulo 9 Gerenciamento de rede

Capítulo 9 Gerenciamento de rede Capítulo 9 Gerenciamento de rede Nota sobre o uso destes slides ppt: Estamos disponibilizando estes slides gratuitamente a todos (professores, alunos, leitores). Eles estão em formato do PowerPoint para

Leia mais

Cap. 02 Modelo de Informação

Cap. 02 Modelo de Informação Cap. 02 Modelo de Informação 2.1 Padrões de Gerência de Redes 2.2 Arquitetura da Solucão SNMP 2.3 Objetos, Instâncias e MIBs 2.4 MIB-2 2.5 Structure of Management Information (SMI v1) 2.6 SMI V2 Luís F.

Leia mais

Centro Universitário Fundação Santo André. Disciplina Redes de Computadores. Módulo 08

Centro Universitário Fundação Santo André. Disciplina Redes de Computadores. Módulo 08 Centro Universitário Fundação Santo André Disciplina Redes de Computadores Módulo 08 2006 V1.0 Conteúdo Arquitetura de Gerenciamento Porque Gerenciar a Rede Corporativa? Gerenciamento TCP/IP Componentes

Leia mais

Protocolos de gerência. Gerenciamento TCP/IP SNMP. Informações de gerência. Gerenciamento TCP/IP. Limitações de SNMP

Protocolos de gerência. Gerenciamento TCP/IP SNMP. Informações de gerência. Gerenciamento TCP/IP. Limitações de SNMP Protocolos de gerência SNMP Simple Network Management Protocol Criado pela IETF em 1988 Projetado para monitorar redes simples Dominante em redes TCP/IP CMIP Common Management Information Protocol Proposto

Leia mais

Anderson Alves de Albuquerque

Anderson Alves de Albuquerque SNMP (Simple Network Management Protocol) Anderson Alves de Albuquerque 1 Introdução: O que é SNMP (Basicamente): Através de variáveis ou estruturas certos acontecimentos podem ser contabilizados (contados).

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Macêdo Firmino Princípios de Gerência de Redes Macêdo Firmino (IFRN) Redes de Computadores Maio de 2011 1 / 13 Introdução Foi mostrado que uma rede de computadores consiste

Leia mais

Capítulo 9. Gerenciamento de rede

Capítulo 9. Gerenciamento de rede 1 Capítulo 9 Gerenciamento de rede 2 Redes de computadores I Prof.: Leandro Soares de Sousa E-mail: leandro.uff.puro@gmail.com Site: http://www.ic.uff.br/~lsousa Não deixem a matéria acumular!!! Datas

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DO SALVADOR TELEPROCESSAMENTO E REDES PROF: MARCO ANTÔNIO CÂMARA ALUNO: ANDREI GALVÃO DO NASCIMENTO

UNIVERSIDADE CATÓLICA DO SALVADOR TELEPROCESSAMENTO E REDES PROF: MARCO ANTÔNIO CÂMARA ALUNO: ANDREI GALVÃO DO NASCIMENTO UNIVERSIDADE CATÓLICA DO SALVADOR TELEPROCESSAMENTO E REDES PROF: MARCO ANTÔNIO CÂMARA ALUNO: ANDREI GALVÃO DO NASCIMENTO Introdução ao SNMP No final dos anos 70 as redes de computadores cresceram de simples

Leia mais

Protocolo de Gerenciamento SNMPv1, MIB-2 e RMON

Protocolo de Gerenciamento SNMPv1, MIB-2 e RMON Protocolo de Gerenciamento SNMPv1, MIB-2 e RMON Componentes de Gerenciamento Agente e Gerente Base de Informação (MIB) Internet Protocolo de Comunicação (SNMP) Entidades de Gerenciamento Processo de Aplicação

Leia mais

3. O protocolo SNMP 1

3. O protocolo SNMP 1 3. O protocolo SNMP 1 Veicula informações de gerência transporte de valores das MIBs Interações sem conexão Mensagens em UDP/IP portas 161 e 162 pacotes de tamanho variável Mensagens auto-contidas formato

Leia mais

Desafios de Gerência e Segurança de Redes

Desafios de Gerência e Segurança de Redes Desafios de Gerência e Segurança de Redes Elias Procópio Duarte Jr. DInfo /UFPR Itaipu - Julho de 2003 E.P. Duarte Jr. - UFPR Roteiro Sistemas Integrados de Gerência de Redes Funcionalidade O Desafio da

Leia mais

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP Modelo Arquitetural Motivação Realidade Atual Ampla adoção das diversas tecnologias de redes de computadores Evolução das tecnologias de comunicação Redução dos

Leia mais

Protocolos de gerenciamento

Protocolos de gerenciamento Protocolos de gerenciamento Os protocolos de gerenciamento têm a função de garantir a comunicação entre os recursos de redes homogêneas ou não. Com esse requisito satisfeito, operações de gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de Equipamentos Usando o Protocolo SNMP

Gerenciamento de Equipamentos Usando o Protocolo SNMP Gerenciamento de Equipamentos Usando o Protocolo SNMP Diego Fraga Contessa, Everton Rafael Polina Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento - CP Eletrônica S.A. Rua da Várzea 379 - CEP 91040-600 - Porto

Leia mais

3. O protocolo SNMP. Managed system. Management system. resources. management application. MIB objects. SNMP manager UDP IP. IP link.

3. O protocolo SNMP. Managed system. Management system. resources. management application. MIB objects. SNMP manager UDP IP. IP link. 3. O protocolo SNMP Veicula informações de gerência transporte de valores das MIBs Interações sem conexão Mensagens em UDP/IP portas e 162 pacotes de tamanho variável Mensagens auto-contidas formato Type

Leia mais

Gerenciamento de Redes e Interconexões

Gerenciamento de Redes e Interconexões Gerenciamento de Redes e Interconexões Prof. Marcos Monteiro, MBA http://www.marcosmonteiro.com.br contato@marcosmonteiro.com.br 1 Porque gerenciar? Controlar a complexidade Dimensao da rede Melhorar a

Leia mais

Gerência de Redes de Computadores e de Telecomunicações

Gerência de Redes de Computadores e de Telecomunicações Gerência de Redes de Computadores e de Telecomunicações Profa. Elizabeth Sueli Specialski, Dra. Elizabeth Sueli Specialski graduou-se em Matemática pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do

Leia mais

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP Arquitetura TCP/IP Arquitetura TCP/IP INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP gatewa y internet internet REDE REDE REDE REDE Arquitetura TCP/IP (Resumo) É útil conhecer os dois modelos de rede TCP/IP e OSI. Cada

Leia mais

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP Modelo Arquitetural Agenda Motivação Objetivos Histórico Família de protocolos TCP/IP Modelo de Interconexão Arquitetura em camadas Arquitetura TCP/IP Encapsulamento

Leia mais

Redes de Computadores (RCOMP 2014/2015)

Redes de Computadores (RCOMP 2014/2015) Redes de Computadores (RCOMP 2014/2015) Protocolo HTTP. Gestão de redes. Protocolo SNMP. 1 Transferência de Ficheiros em Rede Com o surgimento dos documentos de hiper texto em rede, o protocolo mais usado

Leia mais

MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com. Gerenciamento e Administração de Redes

MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com. Gerenciamento e Administração de Redes MSc Eliton Smith elitonsmith@gmail.com Gerenciamento e Administração de Redes 2 Gerência de Redes ou Gerenciamento de Redes É o controle de qualquer objeto passível de ser monitorado numa estrutura de

Leia mais

GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES

GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES AGENDA Conceitos e evolução do gerenciamento de redes Elementos de análise estatística de dados Gerenciamento de redes no ambiente Internet Monitoração de Redes Gerenciamento

Leia mais

Registo de resultados 1:

Registo de resultados 1: Licenciaturas em Informática e Gestão de Empresas, Engenharia de Telecomunicações e Informática e Engenharia Informática Redes Digitais III Relatório do 1º Guião Laboratorial para avaliação: Gestão de

Leia mais

Gestão de Redes e Sistemas Distribuídos

Gestão de Redes e Sistemas Distribuídos Gestão de Redes e Sistemas Distribuídos Setembro 2006 Arquitecturas de Gestão Arquitectura de Gestão SNMPv1 (Parte II) Sumário???? Módulo II: Arquitecturas de Gestão Conceito de arquitectura de Gestão

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE UMA MIB SNMP PARA PABX INTELBRÁS

IMPLEMENTAÇÃO DE UMA MIB SNMP PARA PABX INTELBRÁS INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA IF-SC CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM DESENVOLVIMENTO DE PRODUTOS ELETRÔNICOS IMPLEMENTAÇÃO DE UMA MIB SNMP PARA PABX INTELBRÁS PEDRO PAULO DA SILVA FLORIANÓPOLIS/SC

Leia mais

FERRAMENTA PARA GERENCIAMENTO DE FALHAS EM REDE ETHERNET BASEADA EM PROTOCOLO SNMP

FERRAMENTA PARA GERENCIAMENTO DE FALHAS EM REDE ETHERNET BASEADA EM PROTOCOLO SNMP UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE ENGENHARIA DE TELECOMUNICAÇÕES FERRAMENTA PARA GERENCIAMENTO DE FALHAS EM REDE ETHERNET BASEADA EM PROTOCOLO SNMP RODRIGO

Leia mais

Gerenciamento da rede ATM. Prof. José Marcos C. Brito

Gerenciamento da rede ATM. Prof. José Marcos C. Brito Gerenciamento da rede ATM Prof. José Marcos C. Brito 1 Princípios Gerais O SNMP (Simple Network Management Protocol) é o protocolo mais utilizado. Se o dispositivo ATM é gerenciado de uma estação de gerenciamento

Leia mais

Action.NET. SNMP Manager Communication Protocol. Manual de Referência

Action.NET. SNMP Manager Communication Protocol. Manual de Referência SCLN212, Bloco D, Sala 101 Brasília DF CEP: 70.865-540 +55 61 3340-8486 contato@spinengenharia.com.br www.spinegenhria.com.br Action.NET SNMP Manager Communication Protocol Versão1.0.1 Manual de Referência

Leia mais

Integração de Gerências SNMP em. um Ambiente Distribuído

Integração de Gerências SNMP em. um Ambiente Distribuído TET Departamento de Engenharia de Telecomunicações Orientador: Luiz Cláudio Schara Magalhães Integração de Gerências SNMP em um Ambiente Distribuído Autores: Cesar Henrique Pereira Ribeiro Matrícula: 100.41.040-8

Leia mais

Arquitectura(s) de gestão IETF

Arquitectura(s) de gestão IETF Arquitectura(s) de gestão IETF As arquitecturas definidas pelo IETF para a gestão de redes assentes no protocolo IP, possuem a seguinte característica geral: simplicidade Motivações para a gestão na Internet

Leia mais

RMON Remote Network Monitoring

RMON Remote Network Monitoring RMON Remote Network Monitoring!"#$%&'(() $&*+, -. / /01 / 2 34 São dispositivos usados para estudar o trafego na rede como um todo, Produzem informação de sumário, incluindo estatísticas de erro, estatísticas

Leia mais

Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes

Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes Aula 5 - Projeto de Lei 2126/11 (Marco Civil da Internet). Gerência de Redes de Computadores Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes Objetivos Específicos - Entender

Leia mais

Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux

Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux Eduardo Júnior Administração de redes com GNU/Linux Curso de extensão em Administração de redes com GNU/Linux Eduardo Júnior - ihtraum@dcc.ufba.br Gestores da Rede Acadêmica de Computação Departamento

Leia mais

Gerência de Redes Turma : N

Gerência de Redes Turma : N Gerência de Redes Turma : 20172.5.01405.1N SNMP Introdução Prof. Thiago Dutra Agenda n Histórico n Arquitetura SNMP n Estação de Gerenciamento n Agente de Gerenciamento n Base

Leia mais

The Simple Network Management Protocol, version 1

The Simple Network Management Protocol, version 1 SNMPv1 The Simple Network Management Protocol, version 1, 2007 1 O Protocolo A versão original do SNMP derivou do Simple Gateway Monitoring Protocol (SGMP) em 1988 RFC1157, STD0015 A Simple Network Management

Leia mais

Foi inicialmente desenvolvido como parte de um

Foi inicialmente desenvolvido como parte de um PROTOCOLO TCP/IP 1 INTRODUCÃO Foi inicialmente desenvolvido como parte de um projeto incentivado pela DARPA; Tinha como objetivo desenvolver tecnologias para que as máquinas interligadas em rede continuassem

Leia mais

Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento IP 1 História e Futuro do TCP/IP O modelo de referência TCP/IP foi desenvolvido pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD). O DoD exigia

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Gerenciamento de Redes Prof. Thiago Dutra Agenda n Introdução n O que Gerenciar? n Definição n Modelo de Gerenciamento n Infraestrutura de Gerenciamento

Leia mais

Gerenciamento de Redes de Computadores

Gerenciamento de Redes de Computadores Gerenciamento de Redes de Computadores José Maurício dos Santos Pinheiro Versão 2.0 Agosto 2002 ÍNDICE Introdução... 4 Capítulo 1 - Gerenciamento em Redes de Computadores... 6 1.0 Gerência de Redes...

Leia mais

Proposta de Arquitetura de Gerê ncia para a RedUnB usando a Plataforma Tivoli TME 10

Proposta de Arquitetura de Gerê ncia para a RedUnB usando a Plataforma Tivoli TME 10 Universidade de Brasília Faculdade de Tecnologia Departamento de Engenharia Elétrica Estágio Supervisionado 2 Proposta de Arquitetura de Gerê ncia para a RedUnB usando a Plataforma Tivoli TME 10 Autores:

Leia mais

GESTÃO Falhas Contabilidade Configuração Desempenho Segurança. FALHAS Determinar a falha Isolar a falha da rede Reconfigurar a rede Corrigir a falha

GESTÃO Falhas Contabilidade Configuração Desempenho Segurança. FALHAS Determinar a falha Isolar a falha da rede Reconfigurar a rede Corrigir a falha SCENÁRIO Recursos Controlo de custos Protocolos diversos Exigência dos utilizadores Diversidade de aplicações Controlo de acesso a aplicações e bases de dados Aumento qualitativo e quantitativo da area

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM PROTÓTIPO DE MIB-BROWSER EM DELPHI

DESENVOLVIMENTO DE UM PROTÓTIPO DE MIB-BROWSER EM DELPHI UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE INFORMÁTICA (BACHARELADO) DESENVOLVIMENTO DE UM PROTÓTIPO DE MIB-BROWSER EM DELPHI Relatório do Trabalho de

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Ferramentas de gestão de rede Adriano Lhamas, Berta Batista, Jorge Pinto Leite Maio de 2007 Ferramentas de gestão de rede Necessidade O Internet Activities Board recomenda que todas as implementações IP

Leia mais

PROTÓTIPO DE SOFTWARE DE GERÊNCIA SNMP PARA O AMBIENTE WINDOWS NT

PROTÓTIPO DE SOFTWARE DE GERÊNCIA SNMP PARA O AMBIENTE WINDOWS NT UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) PROTÓTIPO DE SOFTWARE DE GERÊNCIA SNMP PARA O AMBIENTE WINDOWS NT TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

Administração de Redes 2014/15. Simple Network Management Protocol (SNMP)

Administração de Redes 2014/15. Simple Network Management Protocol (SNMP) Administração de Redes 2014/15 Simple Network Management Protocol (SNMP) 1 Introdução Redes de grandes dimensões têm demasiados componentes para que a sua gestão possa fazer-se apenas com trabalho humano

Leia mais

José Messias Alves da Silva. Construção de Agentes SNMP em Ambientes Linux

José Messias Alves da Silva. Construção de Agentes SNMP em Ambientes Linux José Messias Alves da Silva Construção de Agentes SNMP em Ambientes Linux Monografia de Pós-Graduação Lato Sensu apresentada ao Departamento de Ciência da Computação para obtenção do título de Especialista

Leia mais

Administração de Redes 2015/16. Simple Network Management Protocol (SNMP)

Administração de Redes 2015/16. Simple Network Management Protocol (SNMP) Administração de Redes 2015/16 Simple Network Management Protocol (SNMP) 1 Introdução Redes de grandes dimensões têm demasiados componentes para que a sua gestão possa fazer-se apenas com trabalho humano

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Redes de Computadores Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Nível de Aplicação Responsável por interagir com os níveis inferiores de uma arquitetura de protocolos de forma a disponibilizar

Leia mais

Gerenciamento de Redes. Informações de Gerenciamento

Gerenciamento de Redes. Informações de Gerenciamento Gerenciamento de Redes Informações de Gerenciamento Informações de Gerenciamento As Informações de Gerenciamento são armazenadas em MIBs que são definidas através da SMI (Structure of Management Information)

Leia mais

Sumário. Gerenciamento de Redes. Conceitos Básicos sobre os Protocolos SNMP e CMIP. Universidade Federal do Rio de Janeiro

Sumário. Gerenciamento de Redes. Conceitos Básicos sobre os Protocolos SNMP e CMIP. Universidade Federal do Rio de Janeiro 1 de 64 18/3/2007 18:23 Universidade Federal do Rio de Janeiro COPPE - Coordenação dos Programas de Pós-Graduação em Engenharia Programa de Engenharia Elétrica Gerenciamento de Redes Conceitos Básicos

Leia mais

PROTÓTIPO DE UM AGENTE SNMP PARA UMA REDE LOCAL UTILIZANDO A PLATAFORMA JDMK

PROTÓTIPO DE UM AGENTE SNMP PARA UMA REDE LOCAL UTILIZANDO A PLATAFORMA JDMK UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS CURSO DE CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO (Bacharelado) PROTÓTIPO DE UM AGENTE SNMP PARA UMA REDE LOCAL UTILIZANDO A PLATAFORMA JDMK TRABALHO

Leia mais

PROTÓTIPO TIPO DE UM SOFTWARE AGENTE SNMP PARA REDE WINDOWS

PROTÓTIPO TIPO DE UM SOFTWARE AGENTE SNMP PARA REDE WINDOWS UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU BACHARELADO EM CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO PROTÓTIPO TIPO DE UM SOFTWARE AGENTE SNMP PARA REDE WINDOWS Acadêmico: Luciano Waltrick Goeten Orientador: Prof. Sérgio Stringari

Leia mais

Redes de Computadores. 1 Questões de múltipla escolha. TE090 - Prof. Pedroso. 17 de junho de 2015

Redes de Computadores. 1 Questões de múltipla escolha. TE090 - Prof. Pedroso. 17 de junho de 2015 TE090 - Prof. Pedroso 17 de junho de 2015 1 Questões de múltipla escolha Exercício 1: Suponha que um roteador foi configurado para descobrir rotas utilizando o protocolo RIP (Routing Information Protocol),

Leia mais

SMTP, POP, IMAP, DHCP e SNMP. Professor Leonardo Larback

SMTP, POP, IMAP, DHCP e SNMP. Professor Leonardo Larback SMTP, POP, IMAP, DHCP e SNMP Professor Leonardo Larback Protocolo SMTP O SMTP (Simple Mail Transfer Protocol) é utilizado no sistema de correio eletrônico da Internet. Utiliza o protocolo TCP na camada

Leia mais

MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP

MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP A internet é conhecida como uma rede pública de comunicação de dados com o controle totalmente descentralizado, utiliza para isso um conjunto de protocolos TCP e IP,

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES. Analise de Redes

REDES DE COMPUTADORES. Analise de Redes A infraestrutura do gerenciamento de rede O gerenciamento de rede exige a capacidade de "monitorar, testar, consultar, configurar e controlar" os componentes de hardware e software de uma rede. Como os

Leia mais

Camadas de Transporte, Sessão & Apresentação. Função. Camadas REDES x TRANSPORTE. Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz

Camadas de Transporte, Sessão & Apresentação. Função. Camadas REDES x TRANSPORTE. Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz Camadas de Transporte, Sessão & Apresentação Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz Função A camada de Transporte fica entre as camadas de nível de aplicação (camadas 5 a 7) e as de nível físico

Leia mais

PROF. CARLOS RICARDO. Aula SNMP e MIB

PROF. CARLOS RICARDO. Aula SNMP e MIB 1 PROF. CARLOS RICARDO Aula SNMP e MIB ELEMENTOS DA GERÊNCIA DE REDES Um sistema de gerência de redes genérico é constituído por quatro elementos básicos conforme descrito a seguir. Gerente: Um computador

Leia mais

RMON REMOTE NETWORK MONITORING. Baseado em slides gentilmente cedidos pelo Prof. João Henrique Kleinschmidt da UFABC.

RMON REMOTE NETWORK MONITORING. Baseado em slides gentilmente cedidos pelo Prof. João Henrique Kleinschmidt da UFABC. RMON REMOTE NETWORK MONITORING Baseado em slides gentilmente cedidos pelo Prof. João Henrique Kleinschmidt da UFABC. RMON: Conceitos Básicos 2 A RMON fornece um modo efetivo e eficiente de monitorar o

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação 1 Introdução à Camada de Transporte Camada de Transporte: transporta e regula o fluxo de informações da origem até o destino, de forma confiável.

Leia mais

Este tutorial apresenta os conceitos básicos e as características do protocolo SNMP.

Este tutorial apresenta os conceitos básicos e as características do protocolo SNMP. Simple Network Management Protocol (SNMP) Este tutorial apresenta os conceitos básicos e as características do protocolo SNMP. (Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 25/04/2005).

Leia mais

Gestão de redes e SNMP. Laboratório de Redes 2008/2009

Gestão de redes e SNMP. Laboratório de Redes 2008/2009 Gestão de redes e SNMP Laboratório de Redes 2008/2009 Gestão de redes: Motivação Num mundo perfeito as redes não necessitariam de gestão, simplesmente funcionariam No entanto... O equipamento tende a avariar

Leia mais

ARQUITETURAS DE GERENCIAMENTO. Baseado em slides gentilmente cedidos pelo Prof. João Henrique Kleinschmidt da UFABC.

ARQUITETURAS DE GERENCIAMENTO. Baseado em slides gentilmente cedidos pelo Prof. João Henrique Kleinschmidt da UFABC. ARQUITETURAS DE GERENCIAMENTO Baseado em slides gentilmente cedidos pelo Prof. João Henrique Kleinschmidt da UFABC. Introdução 2 A gerência de redes é decomposta nas tarefas de monitoração e controle das

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

ANEMONA: UMA LINGUAGEM DE CONFIGURAÇÃO PARA APLICAÇÕES DE MONITORAÇÃO DE REDES

ANEMONA: UMA LINGUAGEM DE CONFIGURAÇÃO PARA APLICAÇÕES DE MONITORAÇÃO DE REDES HENRIQUE DENES HILGENBERG FERNANDES ANEMONA: UMA LINGUAGEM DE CONFIGURAÇÃO PARA APLICAÇÕES DE MONITORAÇÃO DE REDES Dissertação apresentada como requisito parcial à obtenção do grau de Mestre, Curso de

Leia mais

Rede de Computadores

Rede de Computadores Escola de Ciências e Tecnologia UFRN Rede de Computadores Prof. Aquiles Burlamaqui Nélio Cacho Luiz Eduardo Eduardo Aranha ECT1103 INFORMÁTICA FUNDAMENTAL Manter o telefone celular sempre desligado/silencioso

Leia mais

Capítulo 9: Gerenciamento de Redes

Capítulo 9: Gerenciamento de Redes Capítulo 9: Gerenciamento de Redes Objetivos do capítulo: introdução ao gerenciamento de redes motivação componentes principais Ambiente de gerenciamento de redes da Internet MIB (management information

Leia mais

A Camada de Transporte

A Camada de Transporte A Camada de Transporte Romildo Martins Bezerra CEFET/BA s de Computadores II Funções da Camada de Transporte... 2 Controle de conexão... 2 Fragmentação... 2 Endereçamento... 2 Confiabilidade... 2 TCP (Transmission

Leia mais

Capítulo 8 - Aplicações em Redes

Capítulo 8 - Aplicações em Redes Capítulo 8 - Aplicações em Redes Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 31 Roteiro Sistemas Operacionais em Rede Modelo Cliente-Servidor Modelo P2P (Peer-To-Peer) Aplicações e Protocolos

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE EDUCAÇÃO SÃO JOSÉ CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE EDUCAÇÃO SÃO JOSÉ CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE EDUCAÇÃO SÃO JOSÉ CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUÇÃO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PROCESSO DE PLANEJAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE REDE PARA

Leia mais

Administração e Gerência de Redes Aula 2 Sistema de Gerência de Redes

Administração e Gerência de Redes Aula 2 Sistema de Gerência de Redes Administração e Gerência de Redes Aula 2 Sistema de Gerência de Redes Professor: Paulo Cesar E-mail: pccbranco@gmail.com Situação Vigente Manter uma rede funcional e operando, implica em lidar com uma

Leia mais

GERENCIAMENTO DE REDES TCP/IP: MONITORAMENTO DA TAXA DE UTILIZAÇÃO DE ENLACES EM REDES ETHERNET USANDO A FERRAMENTA ZABBIX

GERENCIAMENTO DE REDES TCP/IP: MONITORAMENTO DA TAXA DE UTILIZAÇÃO DE ENLACES EM REDES ETHERNET USANDO A FERRAMENTA ZABBIX UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE COMPUTAÇÃO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO GERENCIAMENTO DE REDES TCP/IP: MONITORAMENTO DA TAXA DE UTILIZAÇÃO DE ENLACES EM REDES ETHERNET USANDO A FERRAMENTA

Leia mais

3. Arquitetura TCP/IP

3. Arquitetura TCP/IP 3. Arquitetura TCP/IP A arquitetura internet foi criada pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos, com o objetivo de se ter uma rede interligando várias universidades e órgãos do governo de maneira

Leia mais

Programação TCP/IP. Protocolos TCP e UDP

Programação TCP/IP. Protocolos TCP e UDP Programação TCP/IP Protocolos TCP e UDP Tecnologia em Redes de Computadores Unicesp Campus I Prof. Roberto Leal Visão Geral da Camada de Transporte 2 1 Protocolo TCP Transmission Control Protocol Protocolo

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores s de Computadores s de Computadores s de Computadores 2 1 Roteamento como visto cada gateway / host roteia mensagens não há coordenação com outras máquinas Funciona bem para sistemas estáveis e sem erros

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Roteamento IP Redes de Computadores Objetivo Conhecer o modelo de roteamento da arquitetura TCP/IP Entender os conceitos básicos de algoritmo, métrica, tabela e protocolos de roteamento

Leia mais

Gerência de Redes de Computadores SNMP. Prof. Alex Furtunato

Gerência de Redes de Computadores SNMP. Prof. Alex Furtunato Gerência de Redes de Computadores SNMP Prof. Alex Furtunato alex.furtunato@ifrn.edu.br SNMP Simple Network Management Protocol Provê uma ferramenta padrão, adotada por todos os fornecedores Disponível

Leia mais

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Conhecer os modelo OSI, e TCP/IP de cinco camadas. É importante ter um padrão para a interoperabilidade entre os sistemas para não ficarmos

Leia mais

Protocolo. O que é um protocolo? Humano: que horas são? eu tenho uma pergunta

Protocolo. O que é um protocolo? Humano: que horas são? eu tenho uma pergunta Protocolo O que é um protocolo? Humano: que horas são? eu tenho uma pergunta Máquina: Definem os formatos, a ordem das mensagens enviadas e recebidas pelas entidades de rede e as ações a serem tomadas

Leia mais

Gerência de Redes. Arquitetura de Gerenciamento. filipe.raulino@ifrn.edu.br

Gerência de Redes. Arquitetura de Gerenciamento. filipe.raulino@ifrn.edu.br Gerência de Redes Arquitetura de Gerenciamento filipe.raulino@ifrn.edu.br Sistema de Gerência Conjunto de ferramentas integradas para o monitoramento e controle. Possui uma interface única e que traz informações

Leia mais