CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES"

Transcrição

1 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO PARANÁ ANEXO II TP Nº 06/2010 CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES REFORMA DO PRÉDIO DA PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO PARANÁ 2010

2 ÍNDICE I.REFERÊNCIAS...4 II.ESPECIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS A EXECUTAR SERVIÇOS APLICÁVEIS A TODOS OS LOTES LOTE 1 SALA DOS MOTORISTAS E ADJACÊNCIAS ESPECIFICAÇÃO DESMONTAGEM E REMOÇÃO DOS ELEMENTOS AFETADOS PELA UMIDADE RECUPERAÇÃO E TRATAMENTO DA SUPERFÍCIE DE ALVENARIA RECOLOCAÇÃO DE PAREDE DRYWALL, RODAPÉ E ACABAMENTOS FINAIS LOTE 2 REPAROS EM MANTA ASFÁLTICA COM ELIMINAÇÃO DE FUROS, CORREÇÃO EM PROTEÇÃO MECÂNICA, ELIMINAÇÃO DE FERRUGEM, TRATAMENTO ANTICORROSIVO ESPECIFICAÇÃO CERCA DE PROTEÇÃO: RALO SECO CAPTAÇÃO DE ÁGUAS PLUVIAIS COBERTURA METÁLICA ACESSO DA CASA DE MÁQUINAS À COBERTURA FIXAÇÃO DA ANTENA PARABÓLICA E DOS TIRANTES DA HASTE PARA-RAIOS SISTEMA DE PARA-RAIOS BUZINOTES PROTEÇÃO MECÂNICA E IMPERMEABILIZAÇÃO JUNTO AO DUTO DE ÁGUA GELADA COBERTURA METÁLICA CALHA DE ZINCO LOTE 3 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS/REDES/PÁRA-RAIOS/ATERRAMENTO COBERTURA CERCA DE PROTEÇÃO INSTALAÇÃO ELÉTRICA APARENTE LOTE 4 INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS / CAIXA D ÁGUA COBERTURA TAMPA DA CAIXA D`ÁGUA COLUNA DE VENTILAÇÃO LOTE 5 ESTRUTURA/ALVENARIA/REVESTIMENTO COBERTURA / CASA DE MÁQUINAS LAJE JUNTO AO ACESSO DA CASA DE MÁQUINAS À COBERTURA LAJE DO FUNDO DA CAIXA D ÁGUA PARAPEITO EXTERNO DA JANELA DA CASA DE MÁQUINAS FACHADA REVESTIDA EM PASTILHA CERÂMICA FRENTE E FUNDO º. PAVIMENTO PAREDE SOB AS JANELAS DA VARANDA º. SUBSOLO PILAR P14 (VÃO DA ESCADA, JUNTO À PORTA) FACHADAS LATERAIS REVESTIMENTO CERÂMICO VÃO ABERTO NAS LATERAIS DO EDIFÍCIO FOSSO DE VENTILAÇÃO LOTE 6 DIVERSOS JUNÇÃO ENTRE GUARDA-CORPO REVESTIDO EM CERÂMICA E PAREDE DO PRÉDIO VIZINHO LATERAL, CANTO DO ESTACIONAMENTO INSTALAÇÃO DE BANDEJAS SOB LAJE DO TETO VÃO ENTRE PAREDES DA PROCURADORIA E DO ESTACIONAMENTO ACESSO AO TELHADO ELEMENTOS METÁLICOS DIVERSOS TUBOS, ESTRUTURAS, GRADES, MOTORES ETC LOTE 7 PÁTIO DOS FUNDOS NO 1º. ANDAR PÁTIO DOS FUNDOS NO 1º ANDAR PEDRA DE GRANITO SOBRE MURETA LOTE 8 ACESSIBILIDADE E SEGURANÇA NA ESCADARIA ADEQUAÇÃO DO GUARDA-CORPO DAS ESCADAS ÀS EXIGÊNCIAS NORMATIVAS...15

3 9.2.ADEQUAÇÃO DOS CORRIMÃOS DAS ESCADAS ÀS EXIGÊNCIAS NORMATIVAS...16 ANEXOS...Página ANEXO A DESCRIÇÃO DE SERVIÇOS BÁSICOS...18 ANEXO B ESPECIFICAÇÃO DOS INSUMOS E SERVIÇOS COMUNS ANEXO C DESCRIÇÃO SERVIÇOS ESPECÍFICOS... 21

4 I. REFERÊNCIAS Constituem partes integrantes da presente especificação os seguintes documentos e projetos: a) Detalhes construtivos: Desenhos técnicos com os detalhes construtivos Área a impermeabilizar na cobertura 01/17 Execução de impermeabilização dos ralos 02/17 Recorte de telhas da cobertura 03/17 Drenagem do ar condicionado do térreo - Planta 04/17 Drenagem do ar condicionado do térreo - Corte 05/17 Canaleta de águas pluviais na parede lateral junto ao estacionamento 06/17 Posição das conexões de aterramento na cobertura 07/17 Tampa da caixa d água na cobertura 08/17 Blocos para fixação de elementos diversos 09/17 Parapeito das janelas do 1 pavimento na varanda 10/17 Área a impermeabilizar na sala dos motoristas do térreo 11/17 Fechamento com tela dos vãos abertos nas laterais do edifício 12/17 Adequação dos corrimãos da escada desenho 1/2 13/17 Adequação dos corrimãos da escada desenho 2/2 14/17 Grade com portão na varanda externa do 1 pavimento desenho 1/3 15/17 Grade com portão na varanda externa do 1 pavimento desenho 2/3 16/17 Grade com portão na varanda externa do 1 pavimento desenho 3/3 17/17 Figuras Anexo à revisão de vistoria técnica Fotografias Em Anexo Planilhas Orçamento Sintético Orçamento Analítico Cronograma físico financeiro Em Anexo Em Anexo Em Anexo II. ESPECIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS A EXECUTAR 1. SERVIÇOS APLICÁVEIS A TODOS OS LOTES Para todos os lotes especificados nesse tópico deverão ser observados os serviços básicos apresentados no ANEXO A DESCRIÇÃO SERVIÇOS BÁSICOS. Tal anexo trata das atividades que devem ser realizadas antes, durante e depois da execução dos serviços especificados para cada LOTE, tais como: Preparação e proteção das instalações existentes, retiradas e demolições, limpeza geral e remoção de entulho. Também são aplicáveis a todos os lotes as especificações de materiais e serviços apresentados no ANEXO B ESPECIFICAÇÃO INSUMOS E SERVIÇOS COMUNS, tais como: especificações para insumos (cimento, agregados, água, aço), limpeza das superfícies, cura de concreto/argamassa e pintura. 4/24

5 Serviços específicos incluídos nos lotes e detalhes construtivos devem ser consultados, respectivamente, no ANEXO C - DESCRIÇÃO SERVIÇOS ESPECÍFICOS e nos desenhos técnicos fornecidos em anexo. 2. LOTE 1 SALA DOS MOTORISTAS E ADJACÊNCIAS 2.1. ESPECIFICAÇÃO Proceder seguindo os procedimentos indicados nos itens 2.2 a 2.4 As paredes de fundo do pavimento térreo, localizadas na sala dos motoristas, apresentam evidentes sinais de infiltração tanto na parte inferior do revestimento quanto no rodapé. Além dos danos citados, a infiltração propicia ambiente insalubre em razão das manchas escuras decorrentes da umidade e do acesso de formigas e insetos através dos pontos de infiltração (figuras 35, 36 e 37). Remover as instalações existentes e executar a remoção do revestimento da parede afetada pela umidade com posterior tratamento impermeabilizante de lado negativo e recomposição do revestimento e instalações DESMONTAGEM E REMOÇÃO DOS ELEMENTOS AFETADOS PELA UMIDADE No ambiente onde serão realizados os serviços, existe um "shaft" abrangendo toda a extensão da parede lateral e uma pequena extensão da parede do fundo, tal shaft é delimitado por parede constituída de painéis de gesso acartonado (painéis Drywall). Além dessa parede, a divisória que divide a sala em dois ambientes também é do mesmo material. O desenho 11/17 indica quais são os trechos da parede e divisória de gesso acartonado que deverão ser removidos. Antes do início das atividades de recuperação do revestimento da parede de alvenaria, deve-se proceder a remoção e o devido armazenamento desse material para a posterior recolocação ao término dos serviços. Atenção especial deve ser despendida com a remoção de rede elétrica, de telefonia e estruturada presentes nos referidos painéis de Drywall. Todo material elétrico e de rede estruturada, tais como cabos, conectores, canaletas, tomadas, placas de identificação, etc, devem ser adequadamente identificados e armazenados para recolocação ao término dos serviços de recuperação. O rodapé de madeira existente deverá ser removido e trechos afetados pela umidade substituídos para posterior recolocação. Todo material retirado que não necessitar substituição deverá ser adequadamente armazenado até o momento da recolocação. Ao longo de toda a extensão das paredes afetadas pela umidade junto à divisa, deverá ser removido o revestimento até a altura de 1,2 metros. A espessura da camada a ser removida deve ser suficiente para expor os blocos ou tijolos da alvenaria. Todos os resíduos provenientes dessa remoção deverão ser descartados sendo proibida sua utilização para qualquer outro fim. 5/24

6 2.3. RECUPERAÇÃO E TRATAMENTO DA SUPERFÍCIE DE ALVENARIA Esta etapa dos serviços compreende as atividades para impermeabilização de lado negativo e recuperação do revestimento da parede. Para a impermeabilização será utilizada argamassa polimérica específica para esse serviço, que é uma argamassa composta por cimento, agregados minerais, aditivos químicos e não-tóxicos e polímeros. Deve se preparar o substrato (base) para a posterior recomposição do revestimento à base de argamassa polimérica conforme especificações presentes no item C-08 - LIMPEZA DA SUPERFÍCIE PARA TRATAMENTO E RECOMPOSIÇÃO DE REVESTIMENTO do Anexo C. O serviço de recuperação propriamente dito será executado conforme especificado nos seguintes itens do Anexo C: C-09 - TAMPONAMENTO DE ORIFÍCIOS, FISSURAS E FENDAS C-10 - APLICAÇÃO DE CHAPISCO COM ARGAMASSA COLANTE C-11 - RECOMPOSIÇÃO DO EMBOÇO COM A APLICAÇÃO DE ARGAMASSA POLIMÉRICA C-12 - EXECUÇÃO DO REBOCO COM ARGAMASSA FINA INDUSTRIALIZADA 2.4. RECOLOCAÇÃO DE PAREDE DRYWALL, RODAPÉ E ACABAMENTOS FINAIS Após 5 dias da aplicação do reboco, deve-se recolocar as paredes em gesso acartonado e o rodapé removido anteriormente. No caso do rodapé, todas as partes afetadas e danificadas pela umidade devem ser substituídas por segmentos novos. Emendas devem ser evitadas e o padrão existente deve ser obedecido. As paredes em alvenaria, rodapés de madeira e painéis Drywall, depois de finalizados, devem receber pintura de acabamento conforme padrão existente de modo a proporcionar perfeita estética aos elementos. Tanto a preparação do substrato quanto a aplicação devem seguir as orientações do fabricante e os procedimentos descritos no ANEXO B. Ressalta-se que a pintura será executada em todas as paredes do ambiente e também incluirá o teto, portanto não é restrita somente à região recuperada. 3. LOTE 2 REPAROS EM MANTA ASFÁLTICA COM ELIMINAÇÃO DE FUROS, CORREÇÃO EM PROTEÇÃO MECÂNICA, ELIMINAÇÃO DE FERRUGEM, TRATAMENTO ANTICORROSIVO 3.1. ESPECIFICAÇÃO Substituir a impermeabilização e reconstituir proteção mecânica no trecho delimitado no desenho 1/17, seguindo os procedimentos indicados no item C-01 SUBSTITUIÇÃO DE MANTA DE IMPERMEABILIZAÇÃO do anexo C. Nos demais serviços envolvendo as estruturas e instalações que têm interferência com a manta, proceder conforme as especificações dos itens 3.2 a A laje da cobertura apresenta vários pontos e trechos com os seguintes problemas: perda da proteção mecânica existente, manta de impermeabilização danificada, furos na camada de impermeabilização, pontos de corrosão em perfis metálicos, 6/24

7 fixação inapropriada de antena e para-raios, buzinotes vedados, e outros elementos que possuem interferência com a camada de impermeabilização. Substituir a impermeabilização e reconstituir proteção mecânica no trecho delimitado no desenho 1/17, seguindo os procedimentos abaixo. Nos casos específicos, envolvendo as estruturas e instalações que têm interferência com a manta, proceder conforme as especificações dos itens 3.2 a CERCA DE PROTEÇÃO: Após a substituição da manta no entorno das bases, e antes da recomposição da proteção mecânica, proceder conforme os itens C-02 - COLOCAÇÃO DE MANTA ALUMINIZADA e C-03 - REMOÇÃO DE FERRUGEM COM PINTURA, do anexo C. Os parafusos de fixação das colunas do alambrado estão perfurando a impermeabilização; as bases de fixação apresentam pontos de corrosão; a manta de impermeabilização está exposta (figuras 1 e 2). Remover e tratar a corrosão das bases metálicas; instalar manta asfáltica aluminizada sobrepondo-se à base metálica RALO SECO CAPTAÇÃO DE ÁGUAS PLUVIAIS Após a retirada da proteção mecânica e da manta a ser substituída, retirar o ralo existente; rebaixar o concreto em 1cm num raio de 20cm; recortar o tubo nivelando-o com a laje rebaixada; executar a impermeabilização no trecho rebaixado fazendo o acabamento até 10cm abaixo do tubo com fita de impermeabilização aluminizada (referência: Sika MultiSeal E ); recompor a manta asfáltica original sobre a rebaixada até a boca do tubo; aplicar lona plástica sobre a manta de impermeabilização; recompor toda a proteção mecânica (h=2,5cm); recolocar ralo abacaxi em ferro fundido sobre o tubo (desenho 2/17). Ponto de infiltração entre o ralo e a laje (figura 3). Retirada do ralo; correção da impermeabilização colocando manta asfáltica em toda a borda do tubo de captação, e; substituição do ralo por outro do tipo abacaxi COBERTURA METÁLICA ACESSO DA CASA DE MÁQUINAS À COBERTURA Proceder conforme os itens C-02 - COLOCAÇÃO DE MANTA ALUMINIZADA e C-03 - REMOÇÃO DE FERRUGEM COM PINTURA do anexo C. Oxidação da parte inferior das paredes metálicas devido ao contato com a proteção mecânica e ao acúmulo de águas pluviais em pontos isolados; fixação perfurando manta de impermeabilização (figura 4). 7/24

8 Recuperação de partes enferrujadas do abrigo metálico; substituição da manta na região em torno dos apoios do abrigo; colocação de manta aluminizada sobre a manta da laje e sobre o abrigo FIXAÇÃO DA ANTENA PARABÓLICA E DOS TIRANTES DA HASTE PARA-RAIOS Retirar a antena e os estais; substituir a manta de impermeabilização na região do equipamento; moldar no local da base da antena, e dos estais/tirantes, blocos de concreto conforme item C-04 EXECUÇÃO DE BLOCOS DE CONCRETO OU ARGAMASSA PARA FIXAÇÃO DE INSTALAÇÕES DIVERSAS do anexo C; fixar antena e estais/tirantes nos respectivos blocos. Parafusos de fixação perfurando a manta asfáltica (figura 5). Remoção da antena; recuperação da manta e proteção mecânica; execução de bloco de concreto para fixação da antena (conforme utilizado para fixação da haste do para-raios) SISTEMA DE PARA-RAIOS Remover abraçadeiras instaladas na laje; substituir a manta de impermeabilização na região do equipamento, moldar blocos de concreto conforme item C-04 EXECUÇÃO DE BLOCOS DE CONCRETO OU ARGAMASSA PARA FIXAÇÃO DE INSTALAÇÕES DIVERSAS do anexo C; fixação do cabo nos blocos; aplicação de mastique (referência: Sikaflex Construção ) nos pontos de fixação existentes na platibanda. Fixação dos cabos perfurando manta de impermeabilização (figura 6). Remoção das fixações na laje; recuperação da manta e proteção mecânica; execução de bloco de concreto para fixação do cabo (conforme utilizado para fixação da haste do para-raios) e aplicação de mastique nos pontos de fixação na platibanda BUZINOTES Ao executar o serviço de substituição da manta asfáltica, desobstruir os buzinotes (figura 41) e aplicar fita impermeabilizante aluminizada (referência: Sika MultiSeal E ) num trecho de 10 cm dentro dos tubos; instalar a manta asfáltica da laje sobre a aluminizada até a boca do tubo; executar a proteção mecânica mantendo o tubo desobstruído. Buzinotes obstruídos Desobstruir os buzinotes e refazer a impermeabilização junto aos tubos PROTEÇÃO MECÂNICA E IMPERMEABILIZAÇÃO JUNTO AO DUTO DE ÁGUA GELADA 8/24

9 Deverá ser retirada a proteção mecânica até uma distância de 30cm, em torno da estrutura de apoio; aplicar manta asfáltica aluminizada (referência: Sika Manta PS Alumínio 3mm ) consolidando-a com a manta existente de forma a sobrepor o suporte de sustentação da tubulação de água gelada; aplicar camada separadora de lona plástica sobre a manta de impermeabilização nos trechos horizontais; recompor proteção mecânica nesta região (h=2,5cm). Proteção mecânica totalmente danificada (figura 7). Remoção da atual proteção mecânica; execução da impermeabilização sobrepondo o suporte de sustentação da tubulação de água gelada, com posterior aplicação de manta aluminizada COBERTURA METÁLICA Recortar as extremidades das telhas sobre as calhas, deixando um vão livre para manutenção de 20cm - desenho 3/17 - e refazer a curvatura no final da chapa conforme o modelo existente; instalar chapa de vedação no vão entre a calha e as telhas conforme detalhe 03/02 do desenho 3/17; fazer a revisão do telhado com aplicação de selante (vedacalha) nos encontros entre as chapas de rufos, entre rufos e telhas, e nas fixações que atravessam as telhas. Impossibilidade de manutenção nas calhas; infiltrações sobre o forro de teto do 15º pavimento; telhas atravessadas por parafusos de fixação sem vedação adequada (figura 8). Recorte de parte da extensão na extremidade de cada telha, com instalação de vedação do vão entre a telha e a calha; vedar adequadamente elementos de fixação, calhas e rufos CALHA DE ZINCO Fixar com rebites os encontros entre as chapas da calha, após a aplicação de selante (veda calha) entre as mesmas; corrigir o caimento da calha. Acúmulo de águas pluviais; abertura entre as chapas das paredes laterais (figura 9). Fixação e vedação das emendas entre chapas e corrigir caimento da calha. 4. LOTE 3 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS/REDES/PÁRA-RAIOS/ATERRAMENTO 4.1. COBERTURA CERCA DE PROTEÇÃO Conectar a cerca ao sistema de pára-raios existente nos pontos indicados no desenho 7/17, para isso, utilizar cabo de cobre nú 35mm², conectores a pressão (split-bolt) na conexão entre cabos e 9/24

10 terminais a pressão na conexão entre os cabos e a grade. Deverá ser removida com lixa a pintura no ponto de conexão da grade e refeita a pintura após a fixação do terminal com cabo. Falta de aterramento. Conectar a cerca ao sistema de aterramento existente INSTALAÇÃO ELÉTRICA APARENTE Remover a instalação existente em toda a extensão exposta a intempéries; após a substituição da manta perfurada, conforme especificado no item 3.1, e sobre a nova proteção mecânica, moldar blocos de concreto conforme o item C-04 EXECUÇÃO DE BLOCOS DE CONCRETO OU ARGAMASSA PARA FIXAÇÃO DE INSTALAÇÕES DIVERSAS do anexo C; reinstalar o sistema de dutos com a utilização de eletrodutos galvanizados, fixando-os nos blocos de concreto, e a saída dos cabos para a antena deverá ser em Petrolete tipo E com tampa com um furo. O eletroduto de PVC não é indicado para ficar sujeito a intempéries e sua fixação está perfurando a manta asfáltica (figura 15). Substituição das tubulações por eletrodutos galvanizados, recuperação da impermeabilização e proteção mecânica e fixação da tubulação em blocos de concreto. 5. LOTE 4 INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS / CAIXA D ÁGUA 5.1. COBERTURA TAMPA DA CAIXA D`ÁGUA Confeccionar e instalar tampa metálica galvanizada com caixilho (desenho 08/17). A tampa de concreto não é adequada para fechamento da caixa d água, sendo danificada durante manuseio (figura 16). Substituição por tampa metálica do tipo 4 águas com caixilho COLUNA DE VENTILAÇÃO Instalar 2 joelhos de PVC 75X90º de forma que o último fique com a extremidade aberta voltada para baixo; fixar tela de nylon impedindo a entrada de insetos no tubo. Saída da coluna de ventilação sem proteção, possibilitando entrada de insetos e pequenos animais (figura 17). Instalação de 02 joelhos em PVC e de tela de proteção, fazendo com que a abertura fique para baixo. 10/24

11 6. LOTE 5 ESTRUTURA/ALVENARIA/REVESTIMENTO 6.1. COBERTURA / CASA DE MÁQUINAS LAJE JUNTO AO ACESSO DA CASA DE MÁQUINAS À COBERTURA Recuperar a estrutura conforme item C-06 - RECUPERAÇÃO DE ESTRUTURA DE CONCRETO COM OXIDAÇÃO DE FERRAGEM do anexo C. Armadura da laje (ou viga) exposta e apresentando nível acentuado de oxidação (figura 18). Remoção do concreto solto, limpeza da armadura, aplicação de fundo anticorrosivo e recuperação do concreto LAJE DO FUNDO DA CAIXA D ÁGUA Recuperar a estrutura conforme item C-06 - RECUPERAÇÃO DE ESTRUTURA DE CONCRETO COM OXIDAÇÃO DE FERRAGEM do anexo C. Armadura da laje danificando o concreto devido a expansão por oxidação (figura 19). Remoção do concreto solto, limpeza da armadura, aplicação de fundo anticorrosivo e recuperação do concreto PARAPEITO EXTERNO DA JANELA DA CASA DE MÁQUINAS Instalar parapeito de granito conforme o item C INSTALAÇÃO DE PARAPEITO DE GRANITO do anexo C. Argamassa de acabamento quebrada, trincada e soltando, permitindo infiltração (figura 20). Remoção da argamassa; revestimento do parapeito em granito FACHADA REVESTIDA EM PASTILHA CERÂMICA FRENTE E FUNDO Remover as pastilhas que estejam soltando; tratar as fissuras e trincas conforme as recomendações para tratamento de trincas do item C-05 REPARO DE FISSURAS EM REBOCO/PINTURA do anexo C; recolocar as pastilhas em geral; refazer a pintura nas paredes da casa de máquinas conforme o item C-05 já citado. Presença de fissuras sobre os encontros de estrutura e fechamentos de alvenaria, com descolamento de pastilhas em alguns pontos, permitindo infiltração de umidade (figura 21). Falta de pastilhas no topo de parede da casa de máquinas, do lado voltado para a rua, permitindo infiltração e deterioração dos elementos inferiores (estrutura e revestimento). Remoção de pastilhas soltas e argamassa danificada, tratamento das fissuras com mastique, recolocação de pastilhas, repintura da parede da casa de máquinas pelo lado interno onde necessário. 11/24

12 6.1. 1º. PAVIMENTO PAREDE SOB AS JANELAS DA VARANDA Instalar parapeito de granito e recuperar a pintura conforme itens C-05 REPARO DE FISSURAS EM REBOCO/PINTURA e C-07 INSTALAÇÃO DE PARAPEITO DE GRANITO do anexo C. Pintura no parapeito soltando, com fissuras verticais no revestimento (figura 22). Tratamento das fissuras com mastique, colocação de parapeito de granito º. SUBSOLO PILAR P14 (VÃO DA ESCADA, JUNTO À PORTA) Recuperar a estrutura conforme item C-06 RECUPERAÇÃO DE ESTRUTURA DE CONCRETO COM OXIDAÇÃO DE FERRAGEM do anexo C. Recuperação existente no concreto do pilar apresenta som cavo (figura 23). Remover material aplicado, remover ferrugem da armadura, pintar a ferragem com fundo anticorrosivo (referência: Zarcoral fabricante: Coral, ou equivalente) e fazer a recomposição com grout FACHADAS LATERAIS REVESTIMENTO CERÂMICO Separar a fachada em panos de dilatação através de cortes de 2,5cm de profundidade utilizando serra mármore, e executar posterior preenchimento da abertura com mastique. O corte horizontal deverá ser executado de um lado a outro do prédio, alinhado com a aresta inferior de cada abertura do poço de ventilação e, verticalmente, com início no nível da cobertura do estacionamento até a cobertura, sendo importante garantir o alinhamento com a aresta lateral do poço de ventilação. O mesmo procedimento deverá ser executado na face oposta da edificação, obedecendo-se os mesmos padrões, alinhamentos e distâncias. Pastilhas faltando e/ou soltando (figuras 24 e 25). Remoção de pastilhas soltas com posterior recomposição. Separar a fachada em panos de dilatação, com corte de 2,5cm de profundidade executados com serra mármore e com posterior preenchimento da abertura com mastique. 12/24

13 VÃO ABERTO NAS LATERAIS DO EDIFÍCIO FOSSO DE VENTILAÇÃO Confeccionar quadros constituídos de molduras de perfis L de alumínio com layout detalhado no desenho 12/17. A quantidade e as dimensões externas de referência são apresentadas na tabela abaixo, as dimensões reais deverão ser aferidas no local. Instalar nesses quadros tela de arame galvanizado, malha quadrada de 50,8mm (2 ) e diâmetro do fio de 1,65 mm (16 BWG), que deverá ser fixada ao quadro com utilização de perfil chato de alumínio, rebitado sobre a tela, conforme especificações apresentadas no desenho 12/17. Fixar os quadros entelados nas aberturas laterais do edifício utilizando buchas de nylon e parafusos em aço inox passivados com 8mm de diâmetro, tipo cabeça panela, e arruela em inox. Os parafusos deverão ser fixados respeitando-se um espaçamento mínimo de 50cm entre um parafuso e outro. Tabela de dimensões e quantidades de quadros de tela DIMENSÃO (EM METROS) QUANTIDADE 0,65 x 2, ,65 x 0,80 1 Os poços de ventilação verticais existentes nas laterais do edifício são abertos, estando sujeitos a presença e ocupação por pombos, provocando sujeira e riscos à saúde (figura 26). Confecção e instalação de telas para proteção contra pombos. 7. LOTE 6 DIVERSOS 7.1. JUNÇÃO ENTRE GUARDA-CORPO REVESTIDO EM CERÂMICA E PAREDE DO PRÉDIO VIZINHO LATERAL, CANTO DO ESTACIONAMENTO Aplicar sobre a junta manta asfáltica autoadesiva aluminizada (referência: Sika MultiSeal E ). Junta aberta entre as alvenarias possibilitando infiltração (figura 10). Aplicação de manta asfáltica INSTALAÇÃO DE BANDEJAS SOB LAJE DO TETO Instalar na parede falsa de instalações (galeria técnica existente junto à parede da lateral esquerda da edificação, no pavimento térreo, desenho 4/17) sistema de captação para a água proveniente da condensação dos evaporadores do sistema de ar-condicionado do térreo, confeccionado com 13/24

14 tubos de PVC para água, Ø 32mm. Ver o desenho 5/17 para execução da travessia da laje. A destinação final da água é o dreno existente no segundo subsolo. Deve ser realizado monitoramento dos tubos de drenagem das bandejas existentes a fim de confirmar a efetividade das ações adotadas (instalação de recipientes coletores garrafas, galões, etc - nos tubos de descida das bandejas), e só após retirar o aparato atualmente instalado no teto do 2º pavimento. Infiltração vinda da laje (figura 11). Instalar sistema de dutos para captação da água de condensação do sistema de arcondicionado no pavimento térreo (atrás da parede de gesso acartonado), conduzindo para a drenagem de águas pluviais existente no subsolo. Observar a eficácia da medida antes de remover as bandejas existentes VÃO ENTRE PAREDES DA PROCURADORIA E DO ESTACIONAMENTO No vão existente entre a parede de divisa da Procuradoria com a do estacionamento, executar alvenaria de vedação com tijolos maciços cerâmico 5,7 x 9 x 19 cm, com argamassa mista de cimento, cal hidratada e areia sem peneirar traço 1:2:8. Ao executar a alvenaria, deve ser previsto a execução de canaleta meia cana (declividade mínima de 2%) e a colocação de tubulação de 75mm, para captação da água, a ser interligada ao tubo coletor vertical de águas pluviais de 150mm existente. O desenho 6/17 apresenta a tubulação existente, o ponto para a captação da água e o trecho a ser preenchido em alvenaria e para a execução da canaleta com a respectiva indicação da declividade. A canaleta deve ser impermeabilizada com tinta de base betuminosa. Durante vistoria realizada (figuras 12, 13, 14, 38, 39 e 40), foi constatado que existe um vão de aproximadamente 15 cm de largura entre a parede de divisa da procuradoria com a do estacionamento. Como pode ser visualizado na figura 40, o revestimento em pastilha cerâmica da parede da procuradoria se inicia no topo do muro do estacionamento. Esse constatação indica que durante a construção do muro da procuradoria não se tomou o devido cuidado com a impermeabilização da parede, sendo permitido a existência de um vão em região sem proteção impermeabilizante. Preencher o vão existente com alvenaria, confeccionar na parte superior canaleta tipo meia cana com 2% de inclinação, impermeabilizada com tinta betuminosa, e interligar, à tubulação de águas pluviais de 150mm já existente, ramal coletor de 75mm. Consultar desenho 6/ ACESSO AO TELHADO Instalar, no local de um dos vidros fixos existentes na caixa da escada no 16º andar, janela de alumínio do tipo de correr. Falta de acesso adequado ao telhado dos fundos (figura 27). Instalação de janela de abrir no lugar de janela fixa existente na caixa da escada do 16º andar. 14/24

15 7.5. ELEMENTOS METÁLICOS DIVERSOS TUBOS, ESTRUTURAS, GRADES, MOTORES ETC. Proceder conforme item C-03 REMOÇÃO DE FERRUGEM COM PINTURA do anexo C. Elementos metálicos diversos apresentando sinais de corrosão, principalmente na cobertura. Remoção de ferrugem, aplicação de fundo anticorrosivo e pintura de acabamento. 8. LOTE 7 PÁTIO DOS FUNDOS NO 1º. ANDAR 8.1. PÁTIO DOS FUNDOS NO 1º ANDAR Confecção e instalação de gradil metálico no limite do terreno sobre a mureta existente conforme detalhes fornecidos nos desenhos 15, 16 e 17/17. A área que compreende o pátio dos fundos do prédio apresenta-se sem grades, dispõe apenas de uma mureta de proteção baixa que não dificulta a invasão a partir dos imóveis vizinhos. Do pátio é possível visualizar a área de trabalho de uma funerária que funciona na lateral da Procuradoria (figuras 28 e 29). Na lateral junto à funerária instalar gradil fechado com chapa lisa até a altura da cumeeira do telhado da funerária (3,00m medido a partir do piso), nos demais lados instalar grade sobre as muretas e o muro e um portão para acesso aos condensadores localizados no fundo do terreno PEDRA DE GRANITO SOBRE MURETA Preencher, com argamassa colante, os vazios existentes entre as pedras e a alvenaria; recompor o reboco da mureta; refazer o rejunte nas pedras de granito; refazer a pintura da mureta conforme item C-05 REPARO DE FISSURAS EM REBOCO/PINTURA do anexo C. Infiltração pelas juntas e entre as pedras e a alvenaria; desprendimento de argamassa sob placas de granito (figuras 30 e 31). Execução do preenchimento dos vazios sob as pedras com argamassa colante; recomposição da argamassa danificada; recuperação de rejunte entre as placas e junto ao prédio vizinho (fundos); pintura da mureta. 9. LOTE 8 ACESSIBILIDADE E SEGURANÇA NA ESCADARIA 9.1. ADEQUAÇÃO DO GUARDA-CORPO DAS ESCADAS ÀS EXIGÊNCIAS NORMATIVAS Escarificar a face superior de todos os trechos do guarda-corpo em alvenaria que estejam com altura abaixo de 110 centímetros, retirando o acabamento e deixando preparado para receber um complemento em alvenaria. Elevar a alvenaria utilizando tijolos maciços, de forma que a altura do 15/24

16 guarda-corpo fique com no mínimo 110 centímetros acabado, com utilização de aditivo colante (ref. Bianco, Sikafix, etc.) na argamassa para melhorar a aderência entre a parede antiga e o complemento. Revestir com reboco seguindo o padrão existente. Aguardar um prazo mínimo de 14 dias antes de iniciar a pintura, e 21 dias para a fixação dos novos corrimãos, a fim de evitar vibração e impactos durante a cura da argamassa. Proceder a pintura com utilização de massa acrílica e tinta acrílica na cor existente, em toda a extensão da parede reformada, observando o especificado no item C-05 REPARO DE FISSURAS EM REBOCO/PINTURA do anexo C. O guarda-corpo existente nas escadas de emergência (mureta interna) não tem sua altura de acordo com o exigido pelo Corpo de Bombeiros do estado do Paraná, que em seu Código de Prevenção de Incêndios determina que seja observado o preconizado nas normas pertinentes - no caso em questão, observa-se a NBR9050 ( figura 32). Elevação da altura do guarda-corpo com alvenaria ADEQUAÇÃO DOS CORRIMÃOS DAS ESCADAS ÀS EXIGÊNCIAS NORMATIVAS Retirar os corrimãos existentes na escadaria; confeccionar e instalar novos corrimãos (desenhos 13 e 14/17) de acordo com as normas do Corpo de Bombeiros e demais normas vigentes (NBR 9077, NBR 9050 e outras), os quais devem apresentar as seguintes características: Material: Tubo redondo de aço carbono; Diâmetro: 1 ½ polegadas (38 mm); Espessura de parede do tubo: 1,20 mm; Fixação: Através de flanges tipo disco redondo, fixadas por buchas e parafusos, conforme figura do detalhe1 e de acordo com as normas vigentes; Pintura: Epóxi eletrostática na cor preta; Distâncias do piso de 92 cm medidos na superfície superior da barra, e distância livre entre a barra e a parede de 4cm; Detalhes da fabricação: Corrimão contínuo, sem interrupções (exceto em áreas de portas), com terminal curvado conforme detalhe 1 e normas vigentes. Sugestão de sistema construtivo dos cantos pode ser vista no detalhe 2; Comprimento total a ser instalado: 384 metros, sendo 124 metros no guarda-corpo central e 260 metros na parede externa da escadaria. Os corrimãos existentes nas escadas de emergência não têm sua conformação e disposição de acordo com o exigido pelo Corpo de Bombeiros do estado do Paraná, que em seu Código de Prevenção de Incêndios determina que seja observado o preconizado nas normas pertinentes - no caso em questão, observa-se a NBR9050 (figura 33 e 34). Substituição dos corrimãos existentes por outros que atendam às especificações da norma. 16/24

17 Detalhe 1 Detalhes construtivos do corrimão Detalhe 2 Detalhe das curvas nos cantos 17/24

18 ANEXO A DESCRIÇÃO DE SERVIÇOS BÁSICOS A-01 PREPARAÇÃO E PROTEÇÃO DAS INSTALAÇÕES EXISTENTES Superfícies em alumínio, madeira, vidro, bem como, espelhos, maçanetas, metais sanitários, acessórios não removíveis, paredes, divisórias, imobiliário fixo, etc, receberão proteção em vaselina, lona plástica, plástico bolha ou papel, conforme a necessidade, para se evitar qualquer tipo de dano ao acabamento. Pisos receberão proteção em filme de polietileno e painéis de madeira compensada laminada, com espessura mínima de 6,0 mm, quando houver previsão de tráfego. Tais proteções são necessárias para garantir a integridade das instalações existentes durante a realização das obras, as quais, ao final da obra, deverão ser entregues nas mesmas condições verificadas antes dos inícios das atividades. A-02 RETIRADAS E DEMOLIÇÕES Toda a metodologia utilizada para a demolição deverá primar pela segurança de pessoas, mobiliário, instalações e da própria edificação. Especial atenção deverá ser dada à integridade das instalações. Deverão ser protegidas as áreas adjacentes (pisos, paredes, divisórias) com o emprego de manta de polietileno (lona preta), chapa compensada, etc., de modo a preservar os revestimentos existentes. Deverá ser evitado o acúmulo de entulho na obra em quantidade que possa causar transtornos ao funcionamento do prédio ou sobrecarga excessiva sobre pisos e paredes. Deverão ser recuperados todos os revestimentos e acabamentos danificados em virtude da demolição, mantendo-se o mesmo padrão existente no local. Todo material produto da demolição deverá ser depositado diretamente em contêiners metálicos providenciados pela Contratada. O transporte e destinação final dos entulhos deverão seguir condições e exigências da administração local. Os materiais, equipamentos e procedimentos, a serem utilizados na execução dos serviços de demolições e remoções deverão atender às seguintes prescrições: NBR 5682 Contratação, Execução e Supervisão de Demolições Procedimento; Códigos, Leis, Decretos, Portarias, e Normas Federais, Estaduais e Municipais, inclusive normas de concessionárias de serviços públicos; Instruções e Resoluções dos órgãos do Sistema CREA-CONFEA. A-03 LIMPEZA GERAL Ao término dos serviços deverá ser procedida a limpeza final do ambiente com a remoção cuidadosa de todas as manchas com produtos e técnicas apropriadas, dispensando-se especial atenção à perfeita execução dessa limpeza nos revestimentos,vidros, etc. Os custos referentes às operações de limpeza dos ambientes deverão estar contemplados nos valores apresentados para a execução dos respectivos serviços. A-04 REMOÇÃO DE ENTULHO Deverá ser providenciada a remoção do entulho e caliça gerados durante todo o período da obra. No decorrer da obra deverá ser evitado o acúmulo de entulho na obra em quantidade que possa causar transtornos ao funcionamento do prédio. Para isso deve-se providenciar caçamba estacionária, cuja utilização deve obedecer rigorosamente a legislação municipal, a ser colocada em local de estacionamento permitido, de forma que não ofereça risco ao pedestre e não prejudique o trânsito. A caçamba deve ser utilizada exclusivamente para depósito de entulho 18/24

19 (tubulações, sacarias, latas, madeiras, perfis metálicos e outros) e caliça resultante dos serviços da construção, sendo proibido a sua utilização para depósito de lixo orgânico. Por se tratar de zona central (ZCT), a colocação e retirada da caçamba deverá ser realizada apenas nos horários autorizados pela legislação municipal e por empresa devidamente cadastrada e licenciada pelo órgão municipal competente. ANEXO B ESPECIFICAÇÃO DOS INSUMOS E SERVIÇOS COMUNS Os serviços serão executados em estrita observância às Normas Brasileiras específicas que regem o assunto, em sua publicação mais recente, bem como o Manual de Obras Públicas Edificações: Práticas SEAP. Para os insumos aplicam-se as seguintes considerações: B-01 CIMENTO O cimento empregado no preparo do concreto deverá satisfazer às especificações e os métodos de ensaio brasileiro. O armazenamento do cimento será realizado em depósitos secos, à prova d água, adequadamente ventilados e providos de assoalho, isolados do solo, de modo a eliminar a possibilidade de qualquer dano, total ou parcial, ou ainda misturas de cimento de diversas procedências. Também deverão ser observadas as prescrições das Normas NBR 5732 e NBR O controle de estocagem deverá permitir a utilização seguindo a ordem cronológica de entrada no depósito. B-02 AGREGADOS Os agregados, tanto graúdos quanto miúdos, deverão atender às prescrições das Normas NBR 7211 e NBR 6118, bem como as especificações de projeto, quanto às características e ensaios. Agregado graúdo: Será utilizado o pedregulho natural ou a pedra britada proveniente do britamento de rochas estáveis, isentas de substâncias nocivas ao seu emprego, como torrões de argila, material pulverulento, gravetos e outros materiais. O agregado graúdo será uniforme, com pequena incidência de fragmentos de forma lamelar, enquadrando-se, a sua composição granulométrica, na especificação da Norma NBR Agregado miúdo: Será utilizada areia quartzosa ou artificial resultante de britagem de rochas estáveis, com uma granulometria que se enquadre na especificação da Norma NBR Deverá ser isenta de substâncias nocivas à sua utilização, tais como mica, materiais friáveis, gravetos e matéria orgânica, torrões de argila e outros materiais. O armazenamento da areia será realizado em lugar adequado, de modo a evitar sua contaminação. B-03 ÁGUA A água usada no amassamento do concreto será limpa isenta de siltes, sais, álcalis, ácidos, óleos, matéria orgânica ou qualquer outra substância prejudicial à mistura. Em princípio deverá ser potável. Sempre que se suspeitar de que a água disponível possa conter substâncias prejudiciais, deverão ser providenciadas análises físico-químicas. Deverão ser observadas as prescrições da NBR /24

20 B-04 AÇO As barras de aço utilizadas para as armaduras das peças de concreto armado, bem como sua montagem, deverão atender às prescrições das Normas Brasileiras que regem a matéria, a saber: NBR 6118, NBR 7480 e NBR De um modo geral, as barras de aço deverão apresentar suficiente homogeneidade quanto às suas características geométricas e não apresentar defeitos tais como bolhas, fissuras, esfoliações e corrosão. O corte das barras será realizado sempre a frio, vedada a utilização de maçarico Qualquer armadura terá cobrimento de concreto nunca menor que as espessuras prescritas no projeto e na NBR Para garantia do cobrimento mínimo preconizado em projeto, serão utilizados distanciadores de plástico ou pastilhas de concreto com espessuras iguais ao cobrimento previsto. A resistência do concreto das pastilhas deverá ser igual ou superior à do concreto das peças às quais serão incorporadas. As pastilhas serão providas de arames de fixação nas armaduras. As telas de aço a serem utilizadas devem ser normalizadas pela ABNT e pelo IBTS Instituto Brasileiro de Telas Soldadas. A norma a ser atendida é a seguinte: NBR 7481/1990: Telas de Aço Soldadas para Armadura de Concreto. B-05 LIMPEZA DAS SUPERFÍCIES: Todos os elementos da estrutura, anteriormente à reconstituição ou pintura, devem ter suas superfícies limpas de toda sujeira, pó, graxa, óleo, incrustações e resíduos. Devem ser utilizados processos manuais, mecânicos e/ou químicos prosseguidos com jateamento abrasivo caso necessário. Limpeza manual: Realizada com auxílio de escovas de aço ou raspadeiras. Limpeza mecânica: Realizada com auxílio de escovas mecânicas ou lixadeiras. Limpeza química: Realizada com solvente na remoção de graxa e óleo. Limpeza jateamento abrasivo (seco ao metal branco): Realizada na remoção de incrustações e de resíduos de laminação ou oxidação. Neste processo, deve ser utilizada, preferencialmente, granalha de aço. As regiões próximas às ligações soldadas devem ter suas superfícies completamente limpas dos respingos e das escórias fundentes decorrentes do processo de soldagem. B-06 CURA DE CONCRETO/ARGAMASSA Iniciar a cura úmida tão logo a superfície permita. Recomenda-se utilizar retentores de água como sacos de estopa, areia ou serragem saturados. Nos locais onde se verifica incidência de sol intenso, cobrir as lajes com uma lona a fim de minimizar a perda de água por evaporação. A aspersão deve ser mantida por um período mínimo de 3 dias consecutivos, em intervalos de tempo suficientemente curtos para que a superfície da peça permaneça constantemente úmida. Impedir o trânsito de pessoas ou impactos fortes sobre peças recém-concretadas, principalmente nas primeiras 12h. As peças recém-concretadas também devem ser protegidas da chuva. Opcionalmente, a cura do concreto pode ser feita por meio de um aspersor de água que mantenha as peças constantemente umedecidas, ou por películas formadas pela aplicação de aditivos de cura. 20/24

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I REVESTIMENTO DEFACHADA Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I FUNÇÕES DO REVESTIMENTO DE FACHADA Estanqueida de Estética CONDIÇÕES DE INÍCIO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: Reforma da Câmara Municipal de Conchas 2ª Fase

MEMORIAL DESCRITIVO. Obra: Reforma da Câmara Municipal de Conchas 2ª Fase MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Reforma da Câmara Municipal de Conchas 2ª Fase Este Memorial Descritivo tem por finalidade especificar os materiais e serviços a serem executados na REFORMA DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia MEMORIAL DESCRITIVO Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Sumário 1.Considerações gerais...1 2.Serviços

Leia mais

Manual do Impermabilizador

Manual do Impermabilizador Rev.05 Manual do Impermabilizador Esta especificação técnica tem por objetivo fornecer subsídios na metodologia adequada de impermeabilização com mantas asfálticas. Em cada caso, deverão ser analisadas

Leia mais

Manual do impermeabilizador

Manual do impermeabilizador 1 Manual do impermeabilizador Preparação e aplicação em superfícies cimenticia Índice INTRODUÇÃO PROJETO DE IMPERMEABILIZAÇÃO ESTATÍSTICAS NORMAS TÉCNICAS ELABORAÇÃO DO PROJETO DE IMPERMEABILIZAÇÃO NBR

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL I SERVIÇOS DE ENGENHARIA Constitui objeto do presente memorial descritivo uma edificação para abrigar segura e adequadamente equipamentos de rede estabilizada, Grupo Moto-gerador

Leia mais

Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética

Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética REVESTIMENTO DE FACHADA Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética Documentos de referência para a execução do serviço: Projeto arquitetônico Projeto de esquadrias NR 18 20

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA.

MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA. MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA. Dados da Obra: Endereço da obra: Rua Amazonas, nº512, Centro. Parte

Leia mais

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó Dê asas à sua imaginação nas diversas aplicações do Pó Xadrez. Aplicações Xadrez Pigmento em Pó O PÓ XADREZ é um pigmento concentrado que proporciona efeitos decorativos em diversas aplicações. Mais econômico,

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO SECRETARIA DE OBRAS E TRANSPORTES DEPARTAMENTO DE OBRAS PÚBLICAS ALBERGUE ROCHDALE

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO SECRETARIA DE OBRAS E TRANSPORTES DEPARTAMENTO DE OBRAS PÚBLICAS ALBERGUE ROCHDALE ALBERGUE ROCHDALE RUA BELO HORIZONTE, 85 - ROCHDALE 1 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS O presente Memorial tem por objetivo estabelecer as condições técnicas essenciais, no que tange a materiais, serviços e instalações

Leia mais

Prefeitura Municipal de Piratini

Prefeitura Municipal de Piratini MEMORIAL DESCRITIVO O presente Memorial Descritivo visa estabelecer as condições de materiais e execução referentes à construção de um Vestiário Esportivo, localizado na Av. 6 de julho s/n, em Piratini/RS,

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES

IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES Prof. Marco Pádua A cobertura é uma fase importante da edificação. Não só a questão estética deve ser considerada, como a escolha dos elementos, a posição

Leia mais

Residencial Recanto do Horizonte

Residencial Recanto do Horizonte MEMORIAL DESCRITIVO Residencial Recanto do Horizonte FUNDAÇÃO E ESTRUTURA As Fundações serão executadas de acordo com o projeto estrutural, elaborado de acordo com as normas técnicas pertinentes e baseadas

Leia mais

Resistente à altas pressões hidrostáticas, tanto positivas quanto negativas; Não altera a potabilidade da água, sendo atóxico e inodoro;

Resistente à altas pressões hidrostáticas, tanto positivas quanto negativas; Não altera a potabilidade da água, sendo atóxico e inodoro; VIAPLUS BRANCO 1. Descrição Revestimento impermeabilizante, semiflexível, bicomponente (A+B), à base de cimentos especiais, aditivos minerais e polímeros de excelentes características impermeabilizantes.

Leia mais

VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica.

VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica. Descrição VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica. Características Densidade: 1,02 g/cm 3 Aparência: Cor preta Composição básica: emulsão asfáltica modificada com elastômeros

Leia mais

MANTA POLIMÉRICA é um impermeabilizante flexível a base de cimentos especiais modificados com polímeros acrílicos de excelente qualidade.

MANTA POLIMÉRICA é um impermeabilizante flexível a base de cimentos especiais modificados com polímeros acrílicos de excelente qualidade. Data da última revisão: 03/2011 DEFINIÇÃO MANTA POLIMÉRICA é um impermeabilizante flexível a base de cimentos especiais modificados com polímeros acrílicos de excelente qualidade. MANTA POLIMÉRICA é fácil

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES GLOBAIS DE SERVIÇOS E MATERIAIS REFORMA E ADAPATAÇÃO DO PRÉDIO DA ANTIGA CPFL - GRADUAÇÃO INSTITUTO UNI-FAMEMA / OSCIP Marília/SP ÍNDICE 1. PRELIMINARES. 2. DEMOLIÇÕES E RETIRADAS.

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE. Julho 2011 Revisão 02

RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE. Julho 2011 Revisão 02 RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE Julho 2011 Revisão 02 2 INTRODUÇÃO Os Centros de Saúde incluídos nesta categoria são unidades que foram construídas recentemente e que

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Objeto: Ampliação e Reforma Escola Municipal Maria Cassiano Município: Bom Jesus de Goiás - GO Elaborado em: Junho de 2015

MEMORIAL DESCRITIVO. Objeto: Ampliação e Reforma Escola Municipal Maria Cassiano Município: Bom Jesus de Goiás - GO Elaborado em: Junho de 2015 MEMORIAL DESCRITIVO Objeto: Ampliação e Reforma Escola Municipal Maria Cassiano Município: Bom Jesus de Goiás - GO Elaborado em: Junho de 2015 1. DESCRIÇÃO DA OBRA As presentes especificações, bem como

Leia mais

PLANILHA DE SERVIÇOS GERAIS DE OBRA

PLANILHA DE SERVIÇOS GERAIS DE OBRA 1 PRELIMINARES 1.1 Instalações do canteiro de obra vb 1,00 5.000,00 5.000,00 90,09 1.2 Placa de obra 2,00m x 3,00m, conforme orietações da administração vb 1,00 550,00 550,00 9,91 SUB TOTAL PRELIMINARES

Leia mais

DICAS PARA PREVENIR PROBLEMAS

DICAS PARA PREVENIR PROBLEMAS DICAS PARA PREVENIR PROBLEMAS Impermeabilização adequada das fundações de estruturas da obra. Todas as fundações e estruturas da obra com infiltração ou impermeabilização inadequada, principalmente no

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turmas C01, C02 e C03 Disc. Construção Civil II ESGOTO SANITÁRIO 1 Conjunto de tubulações, conexões e

Leia mais

OBRA: CONSTRUÇÃO DE UM RESERVATÓRIO ELEVADO, UM RESERVATÓRIO SUBTERRÂNEO E UMA CASA DE MÁQUINAS LOCAL DA OBRA: UNIDADE DE ENSINO DE JOÃO CÂMARA

OBRA: CONSTRUÇÃO DE UM RESERVATÓRIO ELEVADO, UM RESERVATÓRIO SUBTERRÂNEO E UMA CASA DE MÁQUINAS LOCAL DA OBRA: UNIDADE DE ENSINO DE JOÃO CÂMARA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE INFRA-ESTRUTURA DO PROJETO DE EXPANSÃO Av. Sen. Salgado Filho, 1559, Natal/RN. FONE (084) 4005-2612 OBRA: CONSTRUÇÃO DE UM

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada:

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada: PROJETO Nº 051/2013 Solicitação: Memorial Descritivo Tipo da Obra: Reforma, ampliação e adequação acesso Posto de Saúde Santa Rita Área existente: 146,95 m² Área ampliar: 7,00 m² Área calçadas e passeio:

Leia mais

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara

E S T A D O D O M A T O G R O S S O. Prefeitura Municipal de Jaciara MEMORIAL DESCRITIVO REDE CEGONHA - HOSPITAL MUNICIPAL JACIARA/MT O presente memorial descritivo define diretrizes referentes à reforma do espaço destinado a Programa REDE CEGONHA no Hospital Municipal

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE PINTURA

PROCEDIMENTOS DE PINTURA 1 PROCEDIMENTOS DE PINTURA 2 PROCEDIMENTOS DE PINTURA 01.00 SISTEMA DE PINTURA PARA ACABAMENTO FINAL EM LATEX PVA 01.01 - PREPARAÇÃO DA SUPERFÍCIE 1. GESSO (PLACA/PASTA) - Aplicar fundo preparador de parede

Leia mais

Construção. Impermeabilizante liquido para preparo de concreto e argamassa. Descrição do Produto Usos. Características / Vantagens.

Construção. Impermeabilizante liquido para preparo de concreto e argamassa. Descrição do Produto Usos. Características / Vantagens. Ficha do Produto Edição 22/04/2011 Sikacim Impermeabilizante Construção Sikacim Impermeabilizante Impermeabilizante liquido para preparo de concreto e argamassa. Descrição do Produto Usos Características

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO 1. Generalidades

MEMORIAL DESCRITIVO 1. Generalidades MEMORIAL DESCRITIVO Memorial descritivo de serviço de pintura geral do prédio da Câmara Municipal de Fortaleza de Minas MG. Compõem este memorial as especificações técnicas acerca dos serviços a serem

Leia mais

Definições. Armação. Armação ou Armadura? Armação: conjunto de atividades relativas à preparação e posicionamento do aço na estrutura.

Definições. Armação. Armação ou Armadura? Armação: conjunto de atividades relativas à preparação e posicionamento do aço na estrutura. Definições Armação ou Armadura? Armação: conjunto de atividades relativas à preparação e posicionamento do aço na estrutura. Armadura: associação das diversas peças de aço, formando um conjunto para um

Leia mais

Valores em Reais. Preço Unit. (Mat.+MO) Preço Parcial 1.0 EDIFÍCIO SEDE

Valores em Reais. Preço Unit. (Mat.+MO) Preço Parcial 1.0 EDIFÍCIO SEDE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS Coordenação-Geral de Recursos Logísticos Coordenação de Obras e Suporte Técnico Divisão de Engenharia PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

Leia mais

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA

MAXIJUNTA - PASTILHAS DE PORCELANA INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível, de alta adesividade, para áreas internas e externas. O Maxijunta Pastilhas de Porcelana é indicado principalmente para

Leia mais

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO:

MAXIJUNTA - 3 EM 1 PRODUTO: INDICAÇÕES: Argamassa colante de assentamento e rejuntamento simultâneo flexível de alta adesividade para áreas internas e externas. Assenta e rejunta pastilhas de porcelana e cerâmica até 7,5 x 7,5 cm,

Leia mais

Situação errada: piso escorregadio

Situação errada: piso escorregadio A calçada deve ser construída a partir do meio-fio (guia) de concreto pré-moldado instalado pela Prefeitura ou pelo loteador, que faz parte do acabamento com 15cm de altura entre o passeio e a rua. Os

Leia mais

ÁREA TOTAL TERRENO: 325,00m² ÁREA TOTAL CASA: 48,00m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 65,00m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS

ÁREA TOTAL TERRENO: 325,00m² ÁREA TOTAL CASA: 48,00m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 65,00m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS 1 1.1 INSTALAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRA Abrigo provisório de madeira executada na obra para alojamento e depósitos de materiais e ferramentas 01520.8.1.1 m² 7,50 1.2 Ligação provisória de água para a obra

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Municipio de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Municipio de Venâncio Aires MEMORIAL DESCRITIVO Obra: OBRAS CIVIS, REFORMA E INSTALAÇÕES - PMAT PAVIMENTO TÉRREO E SUPERIOR DA PREFEITURA MUNICIPAL Local: Rua Osvaldo Aranha-nº 634 Venâncio Aires EXECUÇÃO E SERVIÇOS A execução dos

Leia mais

FS-06. Fossa séptica. Componentes. Código de listagem. Atenção. FS-06-01 (L=3,00m) FS-06-02 (L=3,80m) FS-06-03 (L=5,40m) 01 27/12/10

FS-06. Fossa séptica. Componentes. Código de listagem. Atenção. FS-06-01 (L=3,00m) FS-06-02 (L=3,80m) FS-06-03 (L=5,40m) 01 27/12/10 - -03 1/5 - -03 2/5 - -03 3/5 - -03 4/5 DESCRIÇÃO Constituintes Lastro de concreto magro, traço 1:4:8, cimento, areia e brita. Fundo e vigas de concreto armado, moldados in loco: - Fôrmas de tábuas de

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA OBRA.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA OBRA. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAM ENTO DE ENGENHARIA E INFRAESTRUTURA BR 406 - Km 73 n 3500 Perímetro Rural do Município de João Câmara / RN, CEP: 59550-000

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Técnicas Construtivas. Prof. Guilherme Brigolini

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Técnicas Construtivas. Prof. Guilherme Brigolini UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Técnicas Construtivas Prof. Guilherme Brigolini Impermeabilidade das construções Impedir a passagem indesejável água, fluído e vapores Pode conter

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR 1 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 MEMORIAL DESCRITIVO 3 I. DADOS FÍSICOS LEGAIS 3 II. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 3 III.

Leia mais

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul 1. O presente memorial tem por

Leia mais

PROJETO PARA FECHAMENTO DE QUADRA DE ESPORTES E.E.B MARIA DO ROSÁRIO

PROJETO PARA FECHAMENTO DE QUADRA DE ESPORTES E.E.B MARIA DO ROSÁRIO PROJETO PARA FECHAMENTO DE QUADRA DE ESPORTES E.E.B MARIA DO ROSÁRIO MONTE CARLO SC JULHO DE 2015 Fazem parte deste projeto: - Projeto Arquitetônico e Detalhes. - Memorial Descritivo. - Orçamento, Cronograma.

Leia mais

APÊNDICE "D" Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de

APÊNDICE D Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de APÊNDICE "D" Descrição Técnica dos Pequenos Serviços de A INTRODUÇÃO Neste apêndice estão discriminados os Serviços de Adequação (PSA) de menor complexidade para atendimento da dinâmica funcional da ECT,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZ ALTA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Secretaria Municipal de Saúde

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZ ALTA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Secretaria Municipal de Saúde PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZ ALTA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Secretaria Municipal de Saúde M E M O R I A L D E S C R I T I V O OBJETIVO: O presente memorial tem por objetivo descrever as técnicas de execução

Leia mais

PROJETO DE QUALIFICAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE DE BELO HORIZONTE

PROJETO DE QUALIFICAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE DE BELO HORIZONTE DOCUMENTO COMPLEMENTAR 05 PROJETO DE QUALIFICAÇÃO DA INFRAESTRUTURA DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE DE BELO HORIZONTE RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTROS DE SAÚDE ÍNDICE A. INTRODUÇÃO...

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS LOCAL: SETOR/ENDEREÇO: PERÍODO: RESPONSÁVEL PELAS INFORMAÇÕES: LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS SISTEMAS HIDROSSANITÁRIOS PERÍODICIDADE SERVIÇOS PREVENTIVOS STATUS SEMANA 01 DIÁRIO Verificação

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO/TÉCNICO

MEMORIAL DESCRITIVO/TÉCNICO MEMORIAL DESCRITIVO/TÉCNICO PROPRIETÁRIO: Prefeitura Municipal de Carmo de Minas. ENDEREÇO: Rua Luiz Gomes, nº. 150, Bairro: Centro, CEP: 37472-000. CNPJ: 18.188.243/0001-60. ENDEREÇO DA OBRA: Rua Euclides

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA Projeto:... REFORMA POSTO DE SAÚDE Proprietário:... PREFEITURA MUNICIPAL DE IRAÍ Endereço:... RUA TORRES GONÇALVES, N 537 Área a Reformar:... 257,84

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DE PREÇOS E CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO

REGULAMENTAÇÃO DE PREÇOS E CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO DE PREÇOS E SUBGRUPO: 48.01.00 SERVIÇOS PRELIMINARES 48.01.01 Andaimes tubulares m 3 x mes Fornecimento, montagem e desmontagem de andaime tubular de base quadrada, como também a plataforma de serviços

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA OBRA.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA OBRA. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAM ENTO DE ENGENHARIA E INFRAESTRUTURA BR 406 - Km 73 n 3500 Perímetro Rural do Município de João Câmara / RN, CEP: 59550-000

Leia mais

ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 80,20m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS

ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² ÁREA DE INFILTRAÇÃO: 80,20m² ITEM ESPECIFICAÇÕES DOS SERVIÇOS ENDEREÇO: Rua nº 01 - Loteamento Maria Laura ÁREA TOTAL CASA: 67,50m² 1 INSTALAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRA 1.1 Abrigo provisório de madeira executada na obra para alojamento e depósitos de materiais e ferramentas

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E PROGRAMAÇÃO

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E PROGRAMAÇÃO OBRA: C.E.P. EM ARTES BASILEU FRANÇA E ESCOLA DE ARTES VEIGA VALLE LOCAL: GOIÂNIA - GO ASSUNTO: REFORMA NA COBERTURA, FORRO, ESQUADRIAS, INSTALAÇÕES ELÉTRICAS, PINTURA E PISO. DATA: 15/04/2005. MEMORIAL

Leia mais

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL Agosto/2011 CONDOMÍNIO VISION Engº Claudio Eduardo Alves da Silva CREA nº: 0682580395 F o n e / F a x : ( 1 1 ) 2 6 5 1-5918 R. C e l. B e n to J o s é d e C a r v a lh o,

Leia mais

Em toda construção o natural é ter técnica.

Em toda construção o natural é ter técnica. Em toda construção o natural é ter técnica. A TECNIKA iniciou suas atividades em meados de 2003, impulsionada pela demanda do mercado, sempre preocupada em buscar e oferecer soluções técnicas inovadoras,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE REFORMA DOS BANHEIROS, COPAS E DEPÓSITOS DE MATERIAL DE LIMPEZA PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - ES

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE REFORMA DOS BANHEIROS, COPAS E DEPÓSITOS DE MATERIAL DE LIMPEZA PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - ES MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE REFORMA DOS BANHEIROS, COPAS E DEPÓSITOS DE MATERIAL DE LIMPEZA PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - ES PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - ES REFORMA DO EDIFÍCIO BRASCAR

Leia mais

Placa de obra: Haverá a colocação em local visível de placa de obra, metálica, fixada em estrutura de madeira, conforme padrão fornecido SOP.

Placa de obra: Haverá a colocação em local visível de placa de obra, metálica, fixada em estrutura de madeira, conforme padrão fornecido SOP. MEMORIAL DESCRITIVO RECONSTRUÇÃO DO ALBERGUE JUNTO AO PRESIDIO ESTADUAL DE VACARIA RS. VACARIA RS. GENERALIDADES: Este Memorial Descritivo tem a função de propiciar a perfeita compreensão do projeto e

Leia mais

Gesso Acartonado CONCEITO

Gesso Acartonado CONCEITO CONCEITO As paredes de gesso acartonado ou Drywall, são destinados a dividir espaços internos de uma mesma unidade. O painel é composto por um miolo de gesso revestido por um cartão especial, usado na

Leia mais

ANEXO II PLANILHA ORÇAMENTÁRIA DISCRIMINADA

ANEXO II PLANILHA ORÇAMENTÁRIA DISCRIMINADA ANEXO II PLANILHA ORÇAMENTÁRIA DISCRIMINADA (MODELO DE PROPOSTA) SERVIÇOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA A COMPLETA EXECUÇÃO DO OBJETO, DE ACORDO COM O MEMORIAL DESCRITIVO Local: PROCURADORIA DA REPÚBLICA

Leia mais

TIPO ESP. LOCAL APLIC. 6mm Coberta da Cloaca

TIPO ESP. LOCAL APLIC. 6mm Coberta da Cloaca FABRICANTE Eternit TIPO ESP. LOCAL APLIC. Ondulada 6mm Coberta da Cloaca COR - As telhas serão de fibrocimento 6mm, Eternit ou equivalente técnico de procedência conhecida e idônea, textura homogênea,

Leia mais

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO. Item Discriminação 15 30 45 60 75 90

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO. Item Discriminação 15 30 45 60 75 90 EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MELHORIAS NA INFRAESTRUTURA DA EMBRAPA ALGODÃO Item Discriminação 15 30 45 60 75 90 1 SERVIÇOS GERAIS 1.1 ADMINISTRAÇÃO PROJETOS COMPLEMENTARES e "as

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO Ampliação E.M.E.I. Manoel dos Santos Ribeiro Bairro José Alcebíades de Oliveira GENERALIDADES Execução por Empreitada Global O presente memorial

Leia mais

Revestimento de fachadas: aspectos executivos

Revestimento de fachadas: aspectos executivos UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Setembro, 2009 Revestimento de fachadas: aspectos executivos Eng.º Antônio Freitas da Silva Filho Engenheiro Civil pela UFBA Julho de 1982; Engenheiro da Concreta Tecnologia

Leia mais

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST

Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST Ministério da Educação Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE Coordenação Geral de Infraestrutural Educacional CGEST MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO PADRÃO PARA QUADRA POLIESPORTIVA COBERTA COM

Leia mais

Construção. Aditivo impermeabilizante de pega normal para argamassa e concreto não armado. Descrição do Produto. Usos. Características/ Vantagens

Construção. Aditivo impermeabilizante de pega normal para argamassa e concreto não armado. Descrição do Produto. Usos. Características/ Vantagens Ficha do Produto Edição 18/5/2010 Sika 1 Construção Sika 1 Aditivo impermeabilizante de pega normal para argamassa e concreto não armado Descrição do Produto Usos Características/ Vantagens Dados do Produto

Leia mais

GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS

GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS MEMORIAL DESCRITIVO Obra: GINÁSIO ESPORTIVO DA COMUNIDADE RIO BONITO ALTO - PONTÃO - RS Área: 488,50 m² Local: Comunidade de Rio Bonito Alto Bairro: Rio Bonito Alto Cidade: Pontão - RS Proprietário: Comunidade

Leia mais

COMO REALIZAR UMA EXCELENTE PINTURA PREDIAL!

COMO REALIZAR UMA EXCELENTE PINTURA PREDIAL! COMO REALIZAR UMA EXCELENTE PINTURA PREDIAL! Na execução de uma PINTURA, devemos levar em consideração os vários fatores que envolvem as etapas deste processo e suas particularidades. Por exemplo, temos

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S. A. CERON DIRETORIA DE GESTÃO DG GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL AGG MEMORIAL DESCRITIVO

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S. A. CERON DIRETORIA DE GESTÃO DG GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL AGG MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO: CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S. A. CERON OBRA: REFORMA NO MURO DE CONTENÇÃO, MURO DE ALVENARIA E ÁREA PARA DEPÓSITO NO ALMOXARIFADO DA CERON ENDEREÇO: ÀS MARGENS DA

Leia mais

JUSTIÇA FEDERAL DE 1º GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO ADEQUAÇÕES ÀS EXIGÊNCIAS DO CORPO DE BOMBEIROS E PMV

JUSTIÇA FEDERAL DE 1º GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO ADEQUAÇÕES ÀS EXIGÊNCIAS DO CORPO DE BOMBEIROS E PMV 01 DEMOLIÇÕES E RETIRADAS 01.01 Demolição de concreto armado para correção da área de abertura dos poços de ventilação de tomada de ar exterior (devem ter área mínima de Térreo - acesso às galerias m³

Leia mais

TRANSMISSÃO VIA FAC-SÍMILE

TRANSMISSÃO VIA FAC-SÍMILE TRANSMISSÃO VIA FAC-SÍMILE Para: Fone: Fax: De: Luciana Ribeiro Suffi TEL: (61) 2192-8888 FAX: (61) 2192-8882 Número de páginas incluindo esta: 02 Data: 29/06/2006 Se não receber bem esta transmissão,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADO CNPJ 51.814.960/0001-26. Projeto Básico

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADO CNPJ 51.814.960/0001-26. Projeto Básico Projeto Básico Pintura e reparos na Escola Municipal de Ensino Fundamental Senador Carlos José Botelho 1.0 Objeto Trata-se de obra de pintura e correção de reparos no edifício da escola, tombado pelo Patrimônio.

Leia mais

Recuperação de área destinada ao complexo administrativo da Coordenação de Logística, no Campus de Juazeiro.

Recuperação de área destinada ao complexo administrativo da Coordenação de Logística, no Campus de Juazeiro. PROJETO BÁSICO Recuperação de área destinada ao complexo administrativo da Coordenação de Logística, no Campus de Juazeiro. 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO 1.1 Título do Projeto Reforma e ampliação do galpão

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS - SANITÁRIA - Arquivo 828-M-SAN.DOC Página 1 1. SERVIÇOS COMPLEMENTARES Serão executados

Leia mais

Memorial Descritivo Condomínio Residencial Renascer

Memorial Descritivo Condomínio Residencial Renascer Memorial Descritivo Memorial Descritivo Condomínio Residencial Renascer Um novo tempo. Sua nova vida. Incorporação e Construção: JDC Engenharia Ltda Empreendimento: Construção de 2 torres residenciais,

Leia mais

Recuperação das Casas destinadas ao atendimento de residências estudantis, no Campus da Fazenda Experimental.

Recuperação das Casas destinadas ao atendimento de residências estudantis, no Campus da Fazenda Experimental. PROJETO BÁSICO Recuperação das Casas destinadas ao atendimento de residências estudantis, no Campus da Fazenda Experimental. 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO 1.1 Título do Projeto Recuperação das Casas destinadas

Leia mais

VEDAJÁ é um revestimento impermeável de alta aderência e de fácil aplicação.

VEDAJÁ é um revestimento impermeável de alta aderência e de fácil aplicação. Descrição VEDAJÁ é um revestimento impermeável de alta aderência e de fácil aplicação. Pode ser aplicado sobre concreto, alvenaria e argamassa. VEDAJÁ proporciona impermeabilidade, mesmo com a ocorrência

Leia mais

lwarflex Manta asfáltica

lwarflex Manta asfáltica 8 lwarflex Manta asfáltica Manta impermeabilizante pré-fabricada à base de asfalto modificado com polímeros estruturada com poliéster pré-estabilizado. É necessário fazer proteção mecânica para proteção

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOUTOR PEDRINHO Estado de Santa Catarina

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOUTOR PEDRINHO Estado de Santa Catarina MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Obra: AMPLIAÇÃO UNIDADE DE SAÚDE CENTRAL Local: Rua Santa Catarina, Centro Área de Ampliação: 161,82 m² Município: Doutor Pedrinho SC Data: Novembro / 2015

Leia mais

VEDATOP é um revestimento modificado com polímeros acrílicos, de alta aderência e impermeabilidade.

VEDATOP é um revestimento modificado com polímeros acrílicos, de alta aderência e impermeabilidade. Descrição VEDATOP é um revestimento modificado com polímeros acrílicos, de alta aderência e impermeabilidade. Adere perfeitamente ao concreto, à alvenaria e à argamassa. VEDATOP não é tinta de acabamento,

Leia mais

FUNDAÇÃO PROFESSOR MARTINIANO FERNANDES- IMIP HOSPITALAR - HOSPITAL DOM MALAN

FUNDAÇÃO PROFESSOR MARTINIANO FERNANDES- IMIP HOSPITALAR - HOSPITAL DOM MALAN 25% 1.0 SERVIÇOS PRELIMINARES R$ 12.734,82 1.1 COTAÇÃO MOBILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS, FERRAMENTAS E PESSOAL. M² 200,00 2,57 3,21 642,50 1.2 74220/001 TAPUME DE CHAPA DE MADEIRA COMPENSADA, E= 6MM, COM PINTURA

Leia mais

1. Considerações Gerais

1. Considerações Gerais Governo do Estado do Ceará Secretaria da Educação Básica Secretaria Executiva - SEXEC Engenharia SEDUC MEMÓRIAL DESCRITIVO Unidade de Trabalho: EEFM JOSE WALDEMAR DE ALCANTARA Obra: REFORMA SALAS DE AULA,

Leia mais

OBRA:CONSTRUÇÃO DO LABORATÓRIO DE CIÊNCIAS PADRÃO UNIDADE ESCOLAR:

OBRA:CONSTRUÇÃO DO LABORATÓRIO DE CIÊNCIAS PADRÃO UNIDADE ESCOLAR: OBRA:CONSTRUÇÃO DO LABORATÓRIO DE CIÊNCIAS PADRÃO UNIDADE ESCOLAR: 01. OBJETO: 01.01. Estas especificações diz respeito à construção de um Laboratório de Ciências, modelo padrão. 01.02. Ela tem por finalidade

Leia mais

Sistemas de Impermeabilização

Sistemas de Impermeabilização Sistemas de Impermeabilização Projecto de Construção CET Seia Eng. Sá Neves Eng. Sá Neve Sistema invertido ou tradicional : Os sistemas em cobertura invertida são os mais aconselháveis devido a maior durabilidade

Leia mais

Edificações - revestimento de paredes

Edificações - revestimento de paredes MT - DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO - IPR DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA Rodovia Presidente Dutra km 163 - Centro Rodoviário, Parada de Lucas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DE MERITI MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DE MERITI MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOÃO DE MERITI MEMORIAL DESCRITIVO Objeto: Reforma e Adequação sem acréscimo de área construída do Posto de Saúde de Eden. End.: Rua Roberto Silveira s/n Éden - São João de

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO O

MEMORIAL DESCRITIVO O MEMORIAL DESCRITIVO O presente memorial tem por objetivo estabelecer requisitos técnicos, definir materiais e padronizar os projetos e execuções da obra localizada na Rua Jorge Marcelino Coelho, s/n, Bairro

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE CANOINHAS SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE CANOINHAS SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO MEMORIAL DESCRITIVO Reforma Unidade de Saúde de Campo da Água Verde Local: Campo da Água Verde Canoinhas/SC CANOINHAS-SC ABRIL / 2014 SERVIÇOS PRELIMINARES E GERAIS... Este Memorial Descritivo tem a função

Leia mais

Internacional SOLUTIONS

Internacional SOLUTIONS Internacional SOLUTIONS SILICONE NEUTRO Silicone neutro Impermeabilizante de uso profissional. Inodoro e com fungicida. ADERE EM: Madeira, concreto, tijolo, vidro, PVC, plástico, alumínio, etc. APLICAÇÃO:

Leia mais

ADEQUAÇÃO DAS EDIFICAÇÕES E DO MOBILIÁRIO URBANO À PESSOA DEFICIENTE

ADEQUAÇÃO DAS EDIFICAÇÕES E DO MOBILIÁRIO URBANO À PESSOA DEFICIENTE Esta norma aplica-se atodas as edificações de uso público e/ou mobiliário urbano, tanto em condições temporárias como em condições permanentes. É sempre necessário consultar o REGULAMENTO DO CÓDIGO NACIONAL

Leia mais

EMOP - Outubro/2013. m x m = m² 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75 m²

EMOP - Outubro/2013. m x m = m² 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75 m² 01 01 1.1 01.018.0001-0 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE TRÊS RIOS Centro - /RJ Marcação de obra sem instrumento topográfico, considerada a projeção horizontal da área envolvente 3.281,25 0,60 1.968,75 1.968,75

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Praça Governador Pedro de Toledo - Centro - Itapuí/SP

MEMORIAL DESCRITIVO. Praça Governador Pedro de Toledo - Centro - Itapuí/SP MEMORIAL DESCRITIVO PROPRIETÁRIO OBRA REFERÊNCIA LOCAL Município de Itapuí Praça Central Reforma Praça Governador Pedro de Toledo - Centro - Itapuí/SP O presente memorial descritivo tem por finalidade

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MEMORIAL DESCRITIVO

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO 1. INTRODUÇÃO O presente memorial tem por objetivo nortear e complementar os elementos contidos no projeto gráfico para a execução de REFORMA DA EDIFICAÇÃO DO PRÉDIO DA QUARENTENA DE

Leia mais

Problemas Comuns. Eflorescência

Problemas Comuns. Eflorescência Problemas Comuns Como em qualquer outra área na construção civil, geralmente ocorrem problemas, seja na preparação da superfície ou no acabamento. Os problemas mais freqüentes são: Eflorescência São manchas

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO REFORMA e AMPLIAÇÃO

MEMORIAL TÉCNICO REFORMA e AMPLIAÇÃO MEMORIAL TÉCNICO REFORMA e AMPLIAÇÃO O presente Memorial Técnico de Reforma e Ampliação tem por finalidade descrever os materiais, procedimentos/métodos a serem empregados nas retiradas e na reforma, indicar

Leia mais

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Banheiros Públicos Rincão do Segredo Local: Rua Carlos Massman - Rincão do Segredo Alm. Tam. do Sul-RS Proprietário: Município de Almirante Tamandaré do Sul / RS 1. O presente

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA OBRA: Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde - Recuperação Estrutural e Pintura das Fachadas LOCAL: Av. Padre Cacique nº 372 - Porto Alegre PRAZO: 180 dias Área de Intervenção:

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul Secretaria Municipal de Obras Departamento Engenharia

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul Secretaria Municipal de Obras Departamento Engenharia ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1 ARQUITETURA 1.1 VEDAÇÕES 1.1.1 Alvenaria de Blocos Cerâmicos Tipo: 10x20x20 Aplicação: todas as Paredes internas e externas 1.2 ESQUADRIAS 1.2.1 Porta de madeira Compensada As

Leia mais

ORÇAMENTO BÁSICO PARA MANUTENÇÃO PREDIAL DA INSPETORIA REGIONAL DE PAU DOS FERROS - IRPF

ORÇAMENTO BÁSICO PARA MANUTENÇÃO PREDIAL DA INSPETORIA REGIONAL DE PAU DOS FERROS - IRPF Página 1/5 01 SERVIÇOS PRELIMINARES 6,10% 2.852,73 01.01 MOBILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E PESSOAL (0001/CREA_ATUALIZADO INSUMOS un 1,00 500,00 650,00 650,00 01.02 DESMOBILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS E PESSOAL

Leia mais

Sistema de Paredes Trevo Drywall

Sistema de Paredes Trevo Drywall Nome da Empresa DADOS DO FABRICANTE Trevo Industrial de Acartonados S/A. Endereço Av.Josias Inojosa de Oliveira 5000 - Distrito Industrial do Cariri Juazeiro do Norte - CE - CEP 63045-010 Tel/Fax (88)

Leia mais

Tecnologia da Construção IMPERMEABILIZAÇÃO. Profº Joel Filho

Tecnologia da Construção IMPERMEABILIZAÇÃO. Profº Joel Filho Tecnologia da Construção IMPERMEABILIZAÇÃO Profº Joel Filho Introdução: Impermeabilização NBR 9575/2003 - Elaboração de Projetos de Impermeabilização Item 6 Projeto 6.1. Elaboração e responsabilidade técnica

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO

ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO ANEXO I ESPECIFICAÇÕES DO OBJETO Item Código comprasnet Qtde Mínima Qtde Máxima Unidade Descrição do Item Valor Unitário Valor mínimo Valor Máximo 01 295318 450,00 860,00 m² Paredes em gesso acartonado

Leia mais